Está en la página 1de 12

DIREITO PROCESSUAL

PENAL MILITAR
MAJ QOPM IVÔNIO RIBEIRO
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 Jurisdição: é o poder legal no qual são investidos certas pessoas e órgãos,


aplicando o direito positivo aos casos concretos.
 Competência: é a delimitação da jurisdição da autoridade investida do
poder de aplicar o Direito ao caso concreto.

 Art. 124 da CF/88, compete à Justiça Militar processar e julgar os crimes


militares definidos em lei.
PAUSA PARA RELEMBRAR

 O Direito Penal Militar tutela quais bens jurídicos?


 As instituições militares, a hierarquia e a disciplina, o serviço e o dever
militar, bem como a condição de militar.

 Mas o Direito Administrativo (poder disciplinar) também não tutela esses


bens jurídicos?
 Sim. Mas o crime caracteriza uma acentuada violação do dever militar e
dos valores das instituições militares. Já a transgressão disciplinar,
configura, em tese, uma afronta mais branda àqueles valores, o que
autoriza seu processamento pela via administrativa.
PAUSA PARA RELEMBRAR

 Existe contravenção penal militar?


 Não. Pois o Direito Penal Militar não adota o sistema bipartite, que
classifica as infrações penais em crimes e contravenções.

 Como se classificam os crimes militares?


 Próprios (bem jurídico estranho à sociedade civil) – Agente: Militar da Ativa
 Impróprios (comuns às esferas militar e civil) – Agente: Militar da Ativa
 Acidental (crime comum que ofende Instituição Militar)- Agente: Civil ou
militar inativo
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 O foro militar é especial, e, exceto nos crimes dolosos contra a vida


praticados contra civil, a eles estão sujeitos, em tempo de paz:

 - Nos crimes definidos em lei contra as instituições militares ou a segurança


nacional:

 Militares em situação de atividade;


 Militares da reserva, quando convocados para o serviço ativo;
 Os oficiais e praças da PM e CBM
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 Art. 9º CPM

 I - os crimes de que trata este Código, quando definidos de modo diverso


na lei penal comum, ou nela não previstos, qualquer que seja o agente,
salvo disposição especial.

 Súmula 172 do STJ: “Compete à Justiça Comum processar e julgar militar


por crime de abuso de autoridade, ainda que praticado em serviço”
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 II – os crimes previstos neste Código e os previstos na legislação penal,


quando praticados:
 a) por militar em situação de atividade ou assemelhado, contra militar na
mesma situação ou assemelhado;

 STM: simples condição de militar.


 STF: sem qualquer vínculo com o exercício das funções (em local civil).
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 b) por militar em situação de atividade ou assemelhado, em lugar sujeito à


administração militar, contra militar da reserva, ou reformado, ou
assemelhado, ou civil;
 c) por militar em serviço ou atuando em razão da função, em comissão de
natureza militar, ou em formatura, ainda que fora do lugar sujeito à
administração militar contra militar da reserva, ou reformado, ou civil;
 d) por militar durante o período de manobras ou exercício, contra militar
da reserva, ou reformado, ou assemelhado, ou civil;
 e) por militar em situação de atividade, ou assemelhado, contra o
patrimônio sob a administração militar, ou a ordem administrativa militar;
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 III - os crimes praticados por militar da reserva, ou reformado, ou por civil,


contra as instituições militares, considerando-se como tais não só os
compreendidos no inciso I, como os do inciso II, nos seguintes casos:
 a) contra o patrimônio sob a administração militar, ou contra a ordem
administrativa militar;
 b) em lugar sujeito à administração militar contra militar em situação de
atividade ou assemelhado, ou contra funcionário de Ministério militar ou
da Justiça Militar, no exercício de função inerente ao seu cargo;
 c) contra militar em formatura, ou durante o período de prontidão,
vigilância, observação, exploração, exercício, acampamento,
acantonamento ou manobras;
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 d) ainda que fora do lugar sujeito à administração militar, contra militar em


função de natureza militar, ou no desempenho de serviço de vigilância,
garantia e preservação da ordem pública, administrativa ou judiciária,
quando legalmente requisitado para aquele fim, ou em obediência a
determinação legal superior.
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 NOTA 1: A Justiça Militar Estadual compete julgar apenas os militares, por


expressa disposição constitucional, ressalvada a competência do júri quando a
vítima for civil. Compete ainda à Justiça Militar Estadual processar e julgar as
ações judiciais contra atos disciplinares militares.

 NOTA 2: Na Justiça Militar do Estado não há a possibilidade de julgamento de


civis, pois são julgados apenas policiais e bombeiros militares.

 NOTA 3: Súmula nº 78 do STJ: “Compete a Justiça Militar processar e julgar


policial de corporação estadual, ainda que o delito tenha sido praticado em
outra unidade federativa.
 Pergunta: Militares de diferentes estados cometem crimes militares nos jogos
acadêmicos. SOLUÇÃO???
8. JURISDIÇÃO E COMPETÊNCIA

 QUESTÃO POLÊMICA:

 Crimes cometidos por civis contra militares em atividade de policiamento


ostensivo.
 HC 75.154/RJ (crime comum)
 HC 113.128/RJ (crime militar)