Está en la página 1de 10

TROVADORISMO

PORTUGUÊS – Comentário
Crítico
Universidade Federal de Sergipe – UFS, do período 2017.2.
Aluna: Ana Carla Bispo dos Santos.
Polo: Arauá.
Data: 23/02/2018
Conteúdo do Vídeo
 A produção literária, do Trovadorismo, está inserida entre o século XII – XV.
 Ocorreu principalmente, na grande Idade Média - os grandes encontros da Corte,
as Cantigas e as declamações. Porém, sendo que o papa representava o clero, e o
rei, a monarquia.
-- No feudalismo não tinha muito a figura do rei, não. Lembrando as
formações dos feudos é marcados por cada Senhor Feudal, sendo que ícone da
descentralização politica. A figura do rei aparece mais na formações dos Estados
Nacionais, que com a ajuda da burguesia muitos monarcas assumirão o poder,
que até então era dominado pela Igreja católica. Isso aconteceu, na baixa idade
média, o Renascimento cultural deu o fim ao FEUDALISMO, Mesmo tendo
acabado, ainda existiam (no período de uma política centralizada- Rei) alguns
feudos.
Trovadorismo – se estende de 1189 a 1434.
 Ele é uma escola literária que surge na primeira época medieval, embora em
Portugal houvesse manifestações no teatro e na prosa, foi a poesia trovadoresca
que se destacou, pois a escrita era pouco difundida e as poesias eram musicadas,
o que as tornava mais populares e pelo fato de sempre serem acompanhadas de
instrumentos musicais receberam de Cantigas. Estas cantigas eram manuscritas e
reunidas em livros, conhecidos como Cancioneiros.
 O conjunto de suas manifestações literárias reúne os poemas feitos por
trovadores para serem cantados em feiras, festas e castelos nos últimos séculos da
Idade Média.
 A poesia trovadoresca, está dividida em 02 gêneros: lírico (cantigas de amigo e de
amor) e satírico (cantigas de escárnio e de maldizer).
o As suas origens deram-se na Occitânia, de onde se espalhou por praticamente em toda a
Europa. Apesar disso, a lírica medieval galego-português possuiu características próprias,
uma grande produtividade e um número considerável de autores conservados. Marcou-se
o início do Trovadorismo na península Ibérica, com a cantiga da Ribeirinha, em 1198 ou
1189.
o Trata-se da “escola literária” característica dos tempos do feudalismo, que aconteceu na
Idade Média – entre a queda do império romano e o surgimento do renascimento. O
trovadorismo vem nos mostrar todo o contexto histórico, social, artístico e cultural deste
período que tanto marcou a literatura. Durante a Idade Média, tudo era baseado no
teocentrismo, a teoria de que Deus é o centro de todas as coisas. Tendo isso em vista,
tudo era controlado pela igreja católica, que detinha todo o poder tanto político, como
econômico. O clero costumava ser representado acima dos senhores feudais nas
pirâmides sociais da época.
o Consequentemente, toda a cultura, literatura e arte foram influenciadas e inspiradas pela
religião. Na época, o homem colocava-se totalmente à mercê da vontade de Deus, assim
como todos os outros fenômenos naturais. Se algo acontecia, fosse bom ou ruim, eles
acreditavam ser a decisão de Deus.
Contexto Histórico
1. Idade Média ( séc. V – séc. XV);
2. Feudalismo;
3. Teocentrismo ( É a visão do mundo Cristão = Deus =
perfeição e superioridade);
4. Cruzadas;
5. Peste Negra. (Foi uma pandemia, isto é, a proliferação
generalizada de uma doença causada pelo bacilo Yersinia
pestis, que se deu na segunda metade do século XIV, na
Europa. Calcula-se que, cerca de um terço da população
europeia tenha sido dizimada por conta da peste)
Feudalismo
o Foi um modo de organização social, político e cultural baseado no regime de
servidão, onde o trabalhador rural era o servo do grande proprietário de terras, o
senhor feudal.
o Predominou na Europa durante toda a Idade Média (entre os séculos V e XV).
o Era um sistema que imperava dentro do feudo, uma unidade de produção do
sistema feudal.
o O feudalismo atingiu o seu auge na Europa nos séculos XI e XIII, e
posteriormente, a partir do século XIV, as suas características começaram a sofrer
algumas mudanças. A relação de servidão do camponês para com o seu senhor
feudal começou a desaparecer, juntamente com as instituições jurídicas feudais.
o O feudalismo começou a se formar no século V, com a decadência do Império
Romano e as invasões dos povos bárbaros, obrigando os nobres romanos a se
afastarem das cidades levando consigo os camponeses. O processo de
feudalização da economia e da sociedade levou vários séculos para se completar.
Cruzadas
 É uma obra cinematográfica, um filme, que mostra alguns costumes da
época, como por exemplo, comer com as mãos e tomar banho de roupa.
Também mostra os templários homens que matavam Árabes ordenados
pelos Papas e eram enforcados na sede da guarda de Jerusalém.
 As Cruzadas criaram condições para o renascimento do comércio entre o
ocidente e o oriente do mediterrâneo.
_____________________________________________________________
______ O público a que supostamente se destina é ao público jovem.
 A linguagem utilizada pelo professor é direta, informal e bem explicativa.
Mas também, prática, detalhista e com uma certa precisão, dando bons
exemplos e sugestões de filmes para estudar mais o assunto. Ele tem uma
facilidade enorme, de passar o conteúdo, o assunto. Mas, no seu vídeo,
apresenta um áudio muito ruim, como um eco da própria voz dele – e,
isso, me irrita bastante.
Sistema Feudal
• Feudo = Porção de Terra. Senhor feudal + membros + empobrecidos da nobreza + cavaleiros +
camponeses livres e servos = unidos por uma relação de dependência = vassalagem.
• Vassalo = Direito de viver na propriedade, cultivar a terra, além de receber a proteção.
Fidelidade e pagamento de impostos.
• Suserano = Senhor Feudal, dono da Terra cedida ao Vassalo.
OBSERVAÇÕES:
´´O Trovadorismo foi a primeira manifestação literária da língua portuguesa. Surgiu no século
XII, em plena Idade Média, período em que Portugal estava no processo de formação nacional. ´´
 Os trovadores de maior destaque na lírica galego-portuguesa são: Dom Duarte, Dom Dinis,
Paio Soares de Taveirós, João Garcia de Guilhade, Aires Nunes e Mendinho. No trovadorismo
galego-português, as cantigas são divididas em: Satíricas (Cantigas de Maldizer e Cantigas de
Escárnio) e Líricas (Cantigas de Amor e Cantigas de Amigo).
Pirâmide Social Medieval
Conclusão
o As obras trovadorescas deixam-nos um grande acervo social, uma vez que, tanto as
cantigas satíricas quanto as líricas retratam a realidade da sociedade da qual fazem
parte, além de promover também a inclusão social, como por exemplo, as cantigas de
amigo, que não focalizavam-se nos conteúdos, a fim de que os vassalos aprendessem e
cantassem também. E, a produção literária é extremamente importante, produzindo
riqueza cultural e registro dos costumes nas diferentes épocas.
o Concluímos que, o Trovadorismo foi um período da literatura portuguesa
compreendido entre 1189 e 1434. Nessa época Portugal estava em processo de
consolidação do estado português. Enquanto o mundo estava em pleno Feudalismo, e
o Teocentrismo dominava o planeta. Os textos do Trovadorismo eram
acompanhados de música e geralmente cantados em coro, por isso são chamados de
cantigas. As cantigas podem ser classificadas em dois grandes grupos: cantigas líricas e
cantigas satíricas. As líricas se subdividem em cantigas de amor e de amigo; as satíricas
em cantigas de escárnio e maldizer.