Está en la página 1de 21

INSTITUTO SUPERIOR DE TRANSPORTES E

COMUNICAÇÕES – ISUTC
Curso de Engenharia Civil e Transportes

HIDROLOGIA
Capítulo 1 – CICLO HIDROLÓGICO.
BALANÇO HÍDRICO

1
Objecto da Hidrologia
A hidrologia trata da ocorrência, circulação e distribuição da água
na Terra, das suas propriedades físicas e químicas, da sua
interacção com o meio (WMO 1982)
Objecto de estudo – o ciclo hidrológico
Objectivos – conhecimento do ramo terrestre do ciclo
hidrológico, aplicação a problemas de engenharia
Ferramentas – análise estatística, modelos matemáticos

2
Reservas hídricas na Terra

3
Reservas hídricas na Terra
 Cerca de 97,5% é água salgada
 Cerca de 1,7% está nas calotes polares
 Maior parte da água subterrânea situada a
grandes profundidades
 Apenas cerca de 0,3% está facilmente
disponível para utilização

4
Tempo de residência
 O tempo de residência é o tempo médio que
uma gota de água permanece numa certa
reserva de água antes de passar para uma
outra reserva
 Obtem-se dividindo o volume da reserva pelo
volume médio do correspondente fluxo de
renovação

5
Tempo de residência

Volume Tempo de residência


(103 km3)
Oceanos e mares 1 338 000 2 500 a
Lagos e pântanos 187,9 17 a
Rios 2,1 16 d
Humidade do solo 16,5 1a
Água subterrânea 23 400 1 400 a
Gelo e neve (permafrost) 340,6 10 000 a
Calotes polares 24 023,5 9 700 a
Água na atmosfera 12,9 8d

6
Tempo de residência
 Se se considerarem os tempos de residência,
a importância dos rios e da atmosfera
(precipitação) aumenta muito em comparação
com a água subterrânea
 Tempo de residência também importante
para estudos de poluição do meio hídrico

7
Escoamentos anuais médios dos
continentes
800

700
Escoamento anual médio (mm/a)

600

500

400

300

200

100

0
África América América Ásia Europa Oceânia Total
do Norte do Sul
8
Escoamento anual médio de
Moçambique
 Gerado no país – 100 km3/a, 128 mm/a
 Dos países vizinhos – 116 km3/a, 149 mm/a
 Total – 216 km3/a, 277 mm/a
 Distribuição geográfica no território é muito
heterogénea

9
Utilizações da água

10
Regiões de Administração de Águas

11
Distribuição do escoamento anual
médio por regiões hidrográficas
Região Área Escoamento gerado Escoamento
(km2) no país proveniente dos países
(km3/a) vizinhos (km3/a)
Norte 168 000 24,9 10,0
Centro-Norte 196 000 35,2 0
Zambeze 140 000 18,0 88,0
Centro 84 000 18,4 1,2
Sul 192 000 3,8 17,0
Total 780 000 100,3 116,2

12
Consumos anuais por região
hidrográfica
Região Doméstico Industrial Irrigação Total Total
(hm3/a) (hm3/a) (hm3/a) (hm3/a) (mm/a)
Sul 185 40 1 295 1 520 8,0
Centro 79 13 251 343 4,1
Zambeze 82 4 284 370 2,6
Centro-Norte 74 7 32 113 0,6
Norte 41 1 38 80 0,5
Total 461 65 1 900 2 426 3,1

13
CONCEITO DE CICLO HIDROLÓGICO
 O ciclo hidrológico não tem início ou fim:

 O vapor de água resultante da evaporação nos oceanos acumula-se na atmosfera e é


transportado por massas de ar em movimento;

 Sob condições adequadas, o vapor condensa-se para formar nuvens que, por sua vez,
podem dar origem a precipitação;

 A precipitação que cai sobre a terra pode evaporar-se durante a queda; ou ser intercetada
e voltar a evaporar-se; ou ainda atingir a superfície do solo, originando escoamento
superficial ou ficando armazenada em depressões superficiais

 A parte armazenada em depressões superficiais permeáveis evapora ou infiltra; a


componente infiltrada alimenta o processo de transpiração das plantas e simultaneamente
evapora-se do solo (evapotranspiração); por outro lado ocorre também a alimentação dos
aquiferos pelo efeito da gravidade

 Os aquíferos podem contribuir para alimentação tanto dos rios como oceanos.

 O escoamento superficial dá origem a rios que vão desaguar no oceano, alimentando no


percurso lagos, pântanos e albufeiras e alimenta toalhas de água subterrânea com que se
comunica
Esquematização do ciclo hidrológico

15
Representação quantitativa do ciclo
hidrológico
Tomando as três regiões, nomeadamente as bacias endorreicas (sem ligação ao mar), áreas
de bacias exorreicas e os oceanos e mares, há um equilíbrio entre a quantidade de água que
entra e sai.

16
BALANÇO HÍDRICO
 Designa-se por balanço hídrico a aplicação da equação da continuidade
a uma certa região durante determinado período de tempo, sendo escrita
em função das variáveis do ciclo hidrológico.

∆𝑆
𝐼−𝑂 =
∆𝑡
I - volume de entrada no sistema por unidade de tempo
O - volume saído do sistema também por unidade de tempo
𝑆 - o volume armazenado no interior do sistema.

17
Representação Conceptual do Balanço Hídrico
 P precipitação;

 Q1, Q2 escoamento superficial que entra e sai da


região;

 G1, G2 escoamento subterrâneo que entra e sai da


região;

 E evaporação a partir de águas superficiais;

 ET evaporação do solo e transpiração das plantas;

 rso, raq água do solo e água subterrânea que


reaparecem à superfície (ressurgência);

 I infiltração (no solo);

 R recarga (percolação para os aquíferos);

 Ss, Sso, Saq retenção e detenção superficiais,


armazenamento na camada superficial do solo,
armazenamento no aquífero (água subterrânea)

18
Equação do Balanço Hídrico
Equação do balanço hídrico para toda região – (P+Q1+G1)-(Q2+G2+E+ET)=∆𝑆

Equação do balanço hídrico para a sup. do terreno: (P+Q1+rso+raq)-(Q2+E+ET+I)=∆𝑆s

Equação do balanço hídrico para o aquífero: (G1+R)-(G2+raq)=∆𝑆aq

Simplificação da equação para bacias hidrográficas:

- Longos períodos de tempo

- Ano hidrológico (1 Outubro – 30 Setembro em Moçambique)

- P- (Q2+E+ET) = 0

19
Aplicação do balanço Hídrico
 Determinação do valor de uma variável hidrológica quando são
conhecidas as restantes;
 Modelos de simulação hidrológica;
 Dimensionamento e exploração de albufeiras;
 Avaliação das necessidade de rega, etc.

20
Problemas Sugeridos
 1.5 - Livro de Hidrologia e Recursos Hídricos

 2.14 – 2.20 – Livro de Hidrologia e Recursos Hídricos

Problema 1.

A descarga média anual na saída de uma bacia hidrográfica é de 0,5 m3/s. A bacia está situada em uma área de deserto (sem
vegetação) e o tamanho é de 800 km2. A precipitação média anual é de 200 mm / ano.

a) Calcule a evaporação média anual da bacia em mm / ano. Na área de influência de um projecto de irrigação que cobre 10
km2 é desenvolvido. Após alguns anos, a descarga média na saída da bacia parece ser de 0,175 m3/s.

b) Calcule a evapotranspiração da área irrigada em mm / ano, assumindo que não há mudança na evaporação a partir do resto
da bacia.

Problema 2

A precipitacao media anual de um lago com uma area de 23 km2 e de 1630 mm. Deseja-se utilizar para abastecimento de agua
347 mm/ano de agua.

Pretende-se saber qual deverá ser o escoamento anual médio afluente, sabendo que a evaporacao anual media no lago e de
1200 mm.

21