Está en la página 1de 36

HIGIENE E PROFILAXIA

Prof. Caio Barbosa

HIGIENE

“O vocábulo higiene deriva da deusa Hígia,
reverenciada em Atenas como protetora da
saúde”

No âmbito hospitalar. . hygiène) é então. promovendo o bem- estar físico e mental. evitando enfermidades. pelo fr. uma prática de grande importância pelos benefícios proporcionados. etc…) que. asseio. ela é considerada como um conjunto de procedimentos que tem a finalidade de assegurar a proteção e bem- estar físico e psicológico dos pacientes. de esterilização. HIGIENE Higiene – Em um sentindo mais simples é limpeza. hygieinós. a vida e conservando a saúde. previnem contra doenças. A higiene (gr. Prolongando assim. quando aplicados. Agora em uma forma mais abrangente é um conjunto de conhecimentos (métodos e técnicas de desinfecção.

HIGIENE .

mantendo as qualidades que lhes são próprias e com especial atenção para o conteúdo nutricional”. viajar. passear. somos mais felizes. . Para mantê-la basta: ler. a memória fica mais aguçada. os sentidos ficam mais apurados. Higiene mental: pensamentos positivos nos ajudam a: agirmos melhor. TIPOS DE HIGIENE Pessoal: é um conjunto de hábitos de limpeza que cada pessoa exerce no próprio corpo. acampar. Higiene alimentar: Segundo a Organização Mundial de Saúde. praticar esporte. Coletiva: é um conjunto de regras higiênicas estabelecidas pela sociedade às pessoas. a tensão mental se desfaz e nossos órgãos como o estômago. descansar. a higiene dos alimentos compreende: “todas as medidas necessárias para garantir a inocuidade sanitária dos alimentos. brincar com jogos educativos. assistir bons filmes ou peças de teatro. o fígado e o coração funcionam melhor. E ainda podemos dizer que a higiene pessoal é a chave do sucesso. temos mais saúde.

Essa higiene tem caráter preventivo. evitando que o trabalhador adoeça e se ausente provisória ou definitivamente. Esse tipo de higiene além da prevenção normal contra doenças tem a função de causarmos uma boa impressão aos outros influenciando diretamente na comunicação e no relacionamento interpessoal. TIPOS DE HIGIENE Higiene física – é os cuidados que temos com o corpo. colocando-os sempre nas lixeiras corretas. não destruir a natureza. manter limpos os ambientes. não deixar água parada em vasos. Devemos cultivar alguns hábitos como: não jogar lixo no chão e/ou nos rios. . precavendo contra riscos de saúde providos do cargo e/ou do ambiente físico onde é executado. Higiene ambiental – esta relacionada a nossa vida e a natureza. abrir as janelas para gerar uma circulação de ar. Higiene no trabalho – é um conjunto de normas e procedimentos que protegem integridade física e mental do trabalhador. garrafas e pneus velhos.

fezes. reduz a carga contaminante das superfícies. água. Germes e bactérias são transmitidos por meio de alimentos. teremos aos clientes internos e externos um ambiente limpo e esteticamente organizado. evita a disseminação de microrganismos. . TIPOS DE HIGIENE Higiene doméstica – A maioria das doenças infecciosas é contraída dentro de casa. superfícies e pelas mãos. Higiene Hospitalar – através da higienização. visando conforto. segurança e bem estar. por falta de higiene domiciliar correta. Assim. Higiene do paciente hospitalizado – esta atividade tem um fator importante na recuperação do paciente a fim de evitar doenças. livre de mau odor.

de forma individual e coletiva. Em uma forma mais complexa. PROFILAXIA Profilaxia – Em um sentindo mais simples é a prevenção de doenças. com a intenção de manter e restaurar a saúde. podemos definir como a aplicação de métodos e técnicas. .

A profilaxia (gr. diversas medidas como lavar as mãos ou até usos de antibióticos e medicamentos. . prophýlaxis = precaução) é então. que faz com que o sistema imune reconheça os elementos externos que podem atingi-lo e assim desencadeiam uma reação de defesa. Um exemplo de profilaxia é a vacina. PROFILAXIA A profilaxia tem como foco a prevenção de doença em nível populacional através de várias medidas que vão desde procedimentos mais simples. como o uso de medicamentos. até aos mais complexos.

também ajudam a manter uma higiene corporal e por consequência diminui o risco de infecção hospitalar. PROFILAXIA E O TÉCNICO EM ENFERMAGEM O técnico em enfermagem com base fundamentada cientificamente. realiza a higiene corporal diariamente para o exercício da profissão. ou seja. HIGIENE. . ao realizar este procedimento está sendo aplicado conhecimentos acumulados ao longo da história. O uso correto de técnicas assépticas. dos equipamentos de proteção individual (EPI) e/ou coletivo (EPC).

~ ATIVIDADE ~ Depois de aprender sobre os conceitos básicos de Higiene e Profilaxia. . redija um texto expondo a importância dos mesmos para a Enfermagem. Lembre das aulas de Microbiologia e Parasitologia e procure relacionar o aprendizado dessas disciplinas com Higiene e Profilaxia.

economia e produção de um país. . saneamento pode ser entendido como o controle de todos os fatores do meio físico do homem. o saneamento tem por objetivo minimizar os danos ao meio ambiente que interferem na saúde da população. SANEAMENTO BÁSICO Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS). mental e social. Também é fator essencial para saúde. pode-se dizer que saneamento caracteriza o conjunto de ações socioeconômicas que têm por objetivo alcançar salubridade ambiental. Neste enfoque. que exercem ou podem exercer efeitos nocivos sobre o bem estar físico.

HISTÓRIA DO SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL .

A ampliação da oferta de recursos para investimentos e a criação de um ambiente legal e jurídico para o setor asseguram este novo ciclo. o saneamento básico ingressou efetivamente na agenda de preferência dentre as políticas públicas do país. CRIAÇÃO DA LEI NACIONAL DO SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL No Brasil. Os últimos anos assinalaram aumento significativo dos recursos para investimentos em saneamento básico. .

e acelerar o acesso à água e à coleta de esgoto no país. além da coleta de lixo para garantir a saúde da população brasileira. Com a finalidade de atrair mais investimentos públicos e privados. a Lei nº. estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico e para a política federal de saneamento básico. Sancionada em 5 de janeiro de 2007.445/07 é definida como o marco regulatório do Saneamento Básico no Brasil. CRIAÇÃO DA LEI NACIONAL DO SANEAMENTO BÁSICO NO BRASIL A Lei 11. rede de esgoto e drenagem de águas pluviais. estabelece a universalização dos serviços de abastecimento de água.445 vem preencher uma lacuna na legislação específica para o setor. 11. .

não restringe ao problema sanitário ao âmbito das doenças. mental e social. Assim sendo. O conceito de saúde entendido como um estado de completo bem-estar físico. em 1986. . desde a Conferência de Ottawa. parte do pressuposto de que um dos mais importantes fatores determinantes da saúde são as condições ambientais. é visto como o princípio orientador das ações de saúde em todo o mundo. SAÚDE E SANEAMENTO BÁSICO O conceito de Promoção de Saúde proposto pela Organização Mundial de Saúde (OMS).

que constitui o elemento principal da proposta da Organização Mundial de Saúde e da Organização Pan-Americana de Saúde (OPAS). por meio de medidas de alcance coletivo e de motivação da população. SAÚDE E SANEAMENTO BÁSICO Hoje. Saúde pública é a ciência e a arte de promover. . proteger e recuperar a saúde. É este o propósito da promoção da saúde. além das ações de prevenção e assistência. considera-se cada vez mais importante atuar sobre os fatores determinantes da saúde.

do afastamento e destinação adequada dos esgotos sanitários. SAÚDE E SANEAMENTO BÁSICO As doenças oriundas da falta de saneamento básico são decorrentes tanto da quantidade como da qualidade das águas de abastecimento. da ausência de uma drenagem adequada para as água pluviais e principalmente pela falta de uma educação sanitária. . do afastamento e destinação adequada dos resíduos sólidos.

justificando cada um dos benefícios listados. ~ ATIVIDADE ~ 1 . faça uma lista com pelo menos 5 benefícios trazidos para a população através do Saneamento Básico.Lembram de todas as doenças que estudamos nas disciplinas de Parasitologia e Microbiologia? Cite pelo menos três delas relacionadas com a ausência de Saneamento Básico e justifique sua resposta. . 2 .Depois de aprender sobre os conceitos sobre Saneamento Básico. sua história e de como o mesmo está relacionado com a saúde.

.

uma vez que grande parte delas está relacionada com a falta de uma solução adequada de esgoto sanitário. .  Eliminação da poluição estético-visual e desenvolvimento do turismo.  Dinamização da economia e geração de empregos.  Conservação ambiental. BENEFÍCIOS DO SANEAMENTO BÁSICO  Melhoria da Saúde da População e redução dos recursos aplicados no tratamento de doenças.  Diminuição dos custos de tratamento da água para abastecimento (que seriam ocasionados pela poluição dos mananciais).  Melhoria do potencial produtivo das pessoas.

 Criação de novos empregos a partir da dinamização da construção civil. da abertura de novos negócios ou do crescimento daqueles já existentes. BENEFÍCIOS DO SANEAMENTO BÁSICO  Melhoria da imagem institucional.  Valorização dos imóveis residenciais e comerciais.  Viabilização da “abertura” de novos negócios nos bairros beneficiados.  Aumento da arrecadação municipal de tributos .  Crescimento de negócios já instalados. que passam a reunir requisitos básicos para certos tipos de empreendimento.  Crescimento da atividade de construção civil para atender ao aumento da procura por imóveis residenciais e comerciais num bairro mais “saudável”.

é todo o resto de qualquer produto produzido pelo ser humano e jogado fora. LIXO O lixo é o conjunto de resíduos sólidos resultantes da atividade humana. Ele é constituído de substâncias putrescíveis. . combustíveis e incombustíveis. O lixo. também chamado resíduo sólido. tanto de residências como de atividades sociais ou industriais.

ser de natureza química. Seu acúmulo em locais não apropriados propicia a proliferação de vetores que nele encontram alimento. LIXO Na saúde pública. inclusive. motivo pelo qual as autoridades sanitárias devem constantemente fiscalizar fábricas e indústrias que jogam lixo químico em rios (chumbo. ocasionando doenças ao homem. outros). Essas doenças podem. cromo e nitratos. pois polui o meio ambiente e gera consequências adversas. abrigo e condições favoráveis. representa fator indireto de transmissão de doenças. . mares ou outras fontes de água utilizadas para consumo pela população.

LIXO .

. os resíduos produzidos em serviços de saúde. são particularmente importantes pelo risco potencial que apresentam. principalmente devido ao caráter infectante de algumas de suas frações componentes.LIXO HOSPITALAR Dentre os diferentes tipos de resíduos gerados em áreas urbanas. além da existência eventual de quantidades tóxicas que aumentam os riscos e os problemas associados a esse tipo de resíduos. tratamento e/ou descarte inadequado pode acarretar a disseminação de doenças infecto- contagiosas. mesmo constituindo-se uma pequena parcela em relação ao total dos resíduos sólidos urbanos gerados (cerca de 2%). podendo ser fonte de microorganismos patogênicos. cujo manuseio.

LIXO HOSPITALAR O manuseio com o lixo hospitalar necessita de cuidados especiais. desde a sua produção até a destinação final. é necessário que a vigilância sanitária acompanhe de perto esse armazenamento e coleta. tanto dos administradores hospitalares. É necessário possuir um local adequado para o armazenamento do lixo hospitalar. quanto das autoridades municipais. .

cirurgias). podendo manifestar-se inclusive após a alta. INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IrAS) A infecção hospitalar é toda infecção adquirida durante a internação hospitalar (desde que não incubada previamente à internação) ou então relacionada a algum procedimento realizado no hospital (por exemplo. .

mas também aquela relacionada a procedimentos feitos em ambulatório. fisioterapeutas. . INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IrAS) O termo infecção hospitalar tem sido substituído por Infecção Relacionada à Assistência à Saúde (IrAS). durante cuidados domiciliares e à infecção ocupacional. adquirida por profissionais de saúde (enfermeiros. pois reflete melhor sobre o risco de adquirir essas infecções e abrange não só a infecção adquirida no hospital. médicos. entre outros).

sondagem vesical) e cirurgias. uso de imunossupressores. doenças vasculares. INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IrAS) Condição clínica do paciente: alguns pacientes apresentam maior risco de desenvolver infecção. Fatores relacionados à hospitalização: realização de procedimentos invasivos. Presença de microorganismos “incubados”. aqueles com maior tempo de internação. condições do ambiente e atuação do profissional de saúde. como aqueles em extremos de idade (recém-nascidos e idosos). presença de diabetes mellitus. que pode vir a se manifestar em situações em que o sistema imunológico está debilitado. . realização de procedimentos invasivos (inserção de cateteres.

Porém. segundo pesquisas atuais. ainda existe uma baixa adesão por parte dos profissionais de saúde. INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IrAS) É possível afirmar que segundo estudos atuais. Em média. não é? É só realizar a higienização das mãos. E se as mãos são o maior veículo de transmissão de infecção. as mãos são o principal veículo de transmissão de microorganismos no ambiente hospitalar. apenas 40% aderiram à prática. . a solução é fácil. apesar de ser uma prática fácil e efetiva no controle de infecção hospitalar.

INFECÇÃO RELACIONADA À ASSISTÊNCIA À SAÚDE (IrAS) .

.

DÚVIDAS .

OBRIGADO! Prof. Caio Barbosa .