Está en la página 1de 9

ESCOLA ESTADUAL CIDADE DE HIROSHIMA

CINTHIA LIMA GUEDES
ISABELA ALMEIDA MARQUES BARBOSA
JÉSSICA APARECIDA SANTOS DA SILVA
REBECA ARYANNE NUNES DA SILVA
TAIS CARLA DA SILVA
VIVIANE MARIA OLIVEIRA SILVA

O USO DO MATERIAL ORGÂNICO NA PRODUÇÃO DE ADUBO

SÃO PAULO
2014

Objetivo .

Capitulo 1 .

Foram vários os colégios construídos no Brasil pelos Jesuítas . dentre os locais onde foram construídos os colégios podemos citar: • São Paulo ( 1554) • Rio de Janeiro ( 1568) • Olinda ( 1567) • Ilhéus ( 1604) • Recife ( 1655) • São Luis (1667) • Alcântara ( 1716) • Vigia ( 1731) • Paranaguá ( 1731) • Desterro ( 1750) Foto 5: Escola fundada pelos jesuítas Foto 6: Escola fundada pelos jesuítas .

o reitor e o prefeito dos estudos até o mais simples professor. com regras práticas sobre a ação pedagógica. desde o provincial .2. destinava-se a toda a hierarquia.sem se esquecer do aluno. Ratio Studiorum ( a expressão latina Ratio atque Institutio Studiorum significa “Organização e plano de estudos” O Ratio Studiorum foi publicado em 1599 pelo padre Aquaviva. a organização administrativa e outros assuntos. do bedel e do corretor. Obra cuidadosa. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO ENSINO JESUÍTICO NO BRASIL As práticas e conteúdos que os jesuítas desenvolveram nos colégios estavam de acordo com as regras disposto no Ratio Studiorum. Foto 7: Ratio Stundiorum 1599 .

.As práticas e conteúdos que os jesuítas desenvolveram nos colégios estavam de acordo com as regras codificadas no Ratio Studiorum aplicavam-se nos seguintes cursos: • Studia inferiora: .Letras humanas. de grau médio. tinha por finalidade formar o filósofo e oferecia as disciplinas de lógica. formava o alicerce de toda a estrutura do ensino. introdução às ciências. com duração de quatro anos. humanidades e retórica .Teologia e ciências sagradas. coroava os estudos e visava à formação do padre. física (aristotélica) metafísica e filosofia. . baseada na literatura clássica greco-latina. -Filosofia e ciências ( ou curso de artes). psicologia. • Studia superiora: . cosmologia. com duração de três anos e constituído por gramática. também com duração de três anos.

chamados de decuriões.nas quais participavam as famílias. intelectual e moral das crianças e dos jovens. responsáveis por nove colegas. ou seja. recomendando a repetição dos exercícios para facilitar a memorização . as autoridades eclesiástica e civis. usada durante muito tempo para indicar a avaliação”. por esse motivo instauraram uma rígida disciplina: • Com a didática. . o estímulo à competição entre os indivíduos e as classes era outra característica do ensino jesuítico .Os jesuítas tornara-se famosos pelo empenho em institucionalizar o colégio como local por excelência de formação religiosa . de quem tomava as lições de cor. • A emulação. os jesuítas mostravam-se bastante exigentes. • Aos sábados as classes inferiores repetiam as lições da semana toda. “vem daí a expressão sabatina. • As atividade eram auxiliadas pelos melhores alunos. recolhiam os exercícios e marcavam em um caderno os erros e as faltas diversas. “Os mais se destacavam eram incentivados à emulação com prêmios concedidos em solenidades pomposas . a fim de dar-lhes brilho especial”.

• Mesmo quando se tratava de externato. as punições físicas ficavam a cargo de um “corretor” .• Além de controlar a admissões dos alunos. exigindo o afastamento da vida mundana e recriminando as famílias que não assumissem o encargo dessa vigilância. pessoa alheia aos quadros da Companhia e contratada só para esse serviço. ou a falta fosse muito grave. • Para contrabalançar a disciplina. os jesuítas estimulavam as atividades proporcionarem ambiente mais alegre e saudável. • A penalidade decorrente da falta de cumprimento de alguma regra era baseada no castigo apenas com palavras ou repreensão . • Os alunos e os padres eram submetidos a rígida disciplina de trabalho. recreativas. sem inovações personalistas. o olhar dos mestres seguia os alunos. concediam férias bem curtas para evitar que o contato com a família afrouxasse os hábitos morais adquiridos. Quando não bastassem. por .

História da Educação.3.2006. Reforma e Contrarreforma. GUIMARÃES.MG: nead-UFSJ. História da Educação e da Pedagogia: Renascimento: humanismo.SP: Moderna. BIBLIOGRAFIA ARANHA. 2012.Maria Lúcia de Arruda.São João Del-Rei. 3ªed. Núcleo de educação a distância. Paula Cristina David. São Paulo. .