Está en la página 1de 13

OSTEOPOROSE

Profª. Rejane Freitas

1

A osteoporose acomete principalmente as mulheres na fase após a menopausa. É uma doença degenerativa crônica que pode evoluir sem nenhum sintoma por anos ou até mesmo ser confundida com dores musculares pelo esforço físico ou má postura.O que é a osteoporose? O osteoporose é uma doença que causa alteração da micro estrutura dos ossos. tornando os ossos frágeis e sujeitos a fraturas. 2 .

Causas primárias da osteoporose A osteoporose pós-menopausa e a senil são as formas primárias de osteoporose e representam 80% dos casos. Existem. 3 . relacionadas a outras doenças e fatores que podem ser prevenidos. causa secundárias. de outra parte. Havendo neste grupo forte tendência familial. onde o aspecto genético é muito importante. em 20% dos casos.

pacientes acamados Deficiência Alimentar . Diálise.Dietas pobre em cálcio e vitamina D. Hiperparatireoidísmo. Intoxicação pelo alumínio Doenças Hepáticas . antiacidos.Insuficiência Hepática. difenil-hidantoína. Alcoolismo. metotrexato 4 .Insuficiência renal. heparina. fenobarbitais. doenças da supra-renal 0Doença de Cushing. Cirrose Medicamentosa (uso crônico) Corticóides. ingestão exagerada de fosfatos e proteínas Doenças Endócrinas -Diabetes Mellitus. Desmnutrição.Causas secundárias de osteoporose Estilo de Vida . Doença de Addison) Doenças Renais .Vida sedentária.

FATORES DE RISCO MENORES Artrite reumatóide Passado de hipertiroidismo Uso crônico de anticonvulsivante Baixa ingestão de cálcio Tabagismo Ingestão alcoólica excessiva Ingestão de cafeína excessiva Peso menor do que 57Kg Perda de peso >10% do peso aos 25 anos Tratamento com heparina por longo tempo Imobilização (pacientes imobilizados em uma cama ou cadeira de rodas por tempo 5 prolongado) Menopausa precoce (antes dos 45 anos) .FATORES DE RISCO FATORES DE RISCO MAIORES Idade maior do que 65 anos Fratura vertebral por compressão Fratura por fragilidade após 40 anos Hx familiar de fratura osteoporótica (especialmente fratura de quadril materna) Uso de glicocorticóide por mais de 3 meses Síndrome de mal absorção Hiperparatiroidismo primário Propensão para queda Osteopenia aparente na radiografia Hipogonadismo (diminuição da função das gônadas -ovários ou testículos).

Prevenção da osteoporose 1. Promover aporte adequado de vitamina D. Promover a boa ingestão de Cálcio através dos alimentos. Estimular exercícios com carga. O “Conselho Alimentar e de Nutrição” definiu 2. marcha por 30 minutos 3 vezes por semana. (ficar acamado leva a grande perda da massa óssea). Desencorajar o uso do álcool e do fumo 5. ex. 2.000 UI/dia como sendo um aceitável limite máximo para o aporte de Vitamina D. p. Fazer fisioterapia nas pessoas que estão acamadas a mais rapidamente possível. 4. 6 . 3. Faz exames periódicos da função tireoideana e ovariana (a mulher na fase após a menopausa tem maior risco de osteoporose) 6.

leite fortificado e cereais. A vitamina D favorece a formação óssea e facilita a absorção intestinal do cálcio. agrião. A quantidade de ingestão de cálcio diário deve ser entre 400 mg e 1000 mg. ostras. brócolis e couvemanteiga. óleo de fígado de bacalhau. O cálcio está presente sobre tudo no leite e seus derivados. Cálcio e Vitamina D Inúmeros estudos tem mostrado o papel fundamental do Cálcio e Vitamina D nos programas de preveção e tratamento da osteoporose. O ser humano não produz vitaminas de um forma geral e a vitamina D (calciferol) não é amplamente disponível em fontes alimentares naturais. queijos. 7 . especialmente cavalinha.Tratamento da osteoporose Existem diversas opções de tratamento para os pacientes com osteoporose. mas existe também em vegetais como espinafre. A droga ideal deve ser escolhida de acordo com a idade e doenças associadas de cada paciente. salmão. alguns vegetais. sardinha e atum. É encontrada em alimentos como leite. camarões e peixes.

. Os exercícios aeróbios de baixo impacto. também estimulam a formação do osso e 8 previnem sua reabsorção. melhoram especialmente o condicionamento cárdiocirculatório.

Sintomas A osteoporose é uma doença silenciosa. que determinam dores nas costas e deformidades da coluna como a corcunda. pode ocorrer diminuição da altura e alterações na postura. 9 . Algumas pessoas também queixam-se de dores nas juntas. Os ossos que se quebram com maior facilidade são as vértebras. Como conseqüência das fraturas vertebrais. costelas e ossos do punho. fêmur. não apresentando sintomas até que aconteçam as fraturas ósseas.

DEFORMIDADE PROGRESSIVA DA COLUNA VERTEBRAL 10 .

O exame complementar atualmente solicitado para se avaliar a osteoporose é a densitometria óssea. É um exame relativamente simples. com baixa exposição a radiação. deve procurar o médico que fará exame físico. e que não provoca dor ou desconforto. 11 . que pode ser normal ou demonstrar por exemplo deformidades da coluna vertebral.Diagnóstico Se apresentar fatores de risco para osteoporose.

Ipriflavona(derivado isoflavônico ). Sua principal ação é inibir a reabsorção óssea e possui importante ação analgésica. 4.Apresentam "atração" pela superfície do osso. Fluoreto de sódio. 2. Bisfosfonatos. Reposição Hormonal -(Estrógenos. diminuem a reabsorção e podem aumentar a formação óssea. A vitamina D potencializa sua ação nos células responsáveis pela formação de tecido ósseo. 3.Pode aumentar a mineralização do osso. Isoflavona).Tratamento da osteoporose 1. 5.hormônio produzido pelas células C (parafoliculares) da tireóide.Inibe a reabsorção e possivelmente também possa atuar na formação óssea. Calcitonina. 12 .

com.osteoporose.gineco.Bibliografia  < www.htm >  < www.med.com.br/osteopor.br >  < www.br > 13 .osteo.