Está en la página 1de 22

UNIVERSIDADE ESTADUAL DE

LONDRINA

CENTRO DE CIÊNCIAS DA SAÚDE

Como Abordar a sexualidade e


as Disfunções Sexuais
Antonio Fernandes Neto
Como Abordar a sexualidade e as
Disfunções Sexuais
O que é sexualidade ?
SEXUALIDADE:É a forma de expressar
o desejo sexual. Ela se expressa
dependendo da maneira como homem e
mulher vivem na sociedade: o que deve
ou não ser praticado por um e outro, ou
aquilo que se convencionou ser atributo
do homem ou da mulher.
Como Abordar a Sexualidade
A sexualidade de cada um depende de
onde se mora e a cultura que nos foi
ensinada
A sexualidade de quem mora no Egito

É diferente de quem mora na Itália


Diferença Cultural

 Diferentes culturas tem crenças diferentes


sobre a doença e o seu papel
 A formação cultural pode interferir no
conforto do paciente discutir sua
sexualidade
 Populações com cultura semelhante pode
ter diferentes atitudes em relação ao sexo
O Propósito Desta Apresentação

 Analisar as dificuldades dos


Profissionais de Saúde/Pacientes X
Sexualidade (Disfunção Erétil)

 Sugerir como deve ser apresentadas e


conduzidas as questões relativas à
sexualidade durante consulta
Como Abordar a Sexualidade

Sabemos que para "ensinar" sobre


sexualidade ainda temos muito que
ser "ensinados"
Porque Estudar as Disfunções Sexuais

O impacto emocional da disfunção erétil na vida do


homem e da sua parceira pode ser muito severo

 A DE compromete a qualidade de vida


 A DE leva à depressão
 A DE aumenta a ansiedade
 A DE diminui auto-estima
Dificuldades Médica em
Discutir Disfunção Erétil

 Falta de formação durante a graduação


 Evitar constrangimento para os pacientes
 Tempo de consulta menor que 20 minutos
 Desinformação sobre a prevalência da DE
 Desinformação dos tratamento para DE
 Falta de grupo multidisciplinar
Dificuldades dos Pacientes em
Discutir Disfunção Erétil
Menos de 10% dos homens buscam ajuda
terapêutica
 Vergonha ou constrangidos
 Falta de condições financeira
 Falta conhecimento de que a DE
pode ser tratada com sucesso
Dificuldades dos Pacientes em
Discutir Disfunção Erétil

 Conceito errado que a DE é fator


inevitável no idoso

 Algumas populações de idosos podem ser


relutante em discutir a sexualidade
Discutindo os Distúrbios Sexuais

 A maioria dos pacientes com DE


leva de dois a três anos para
buscar ajuda médica ou psicológica

 Entretanto freqüentemente visitam seu


médico

 A maioria dos pacientes prefere que o


médico inicie a discussão sobre o tema
Como melhorar a relação
Médico/Paciente na Investigação da DE
Iniciar a discussão sobre a Disfunção sexual

 A anamnese não deve ser apenas dirigida


 O paciente deve ficar à vontade para
falar
 Saber ouvir
 Ter tempo adequado para ouvir
 Usar linguagem apropriada
Como melhorar a relação
Médico/Paciente na Investigação da DE

Ser compreensivo
• Não julgar
• Não criticar
Manter comunicação não verbal
• Olho no Olho
 Responder às perguntas formuladas
 Valorizar as ansiedades do paciente
Como melhorar a relação
Médico/Paciente na Investigação da DE

 Facilitar uma discussão franca


 Discussão completa dos problemas
 Ter Confiança
 Respeito mútuo
 Sinceridade
 Privacidade
Como melhorar a relação
Médico/Paciente na Investigação da DE

Questionário
- Incluir na História Médica do paciente a história sexual -

 Fazer perguntas abertas


Paciente responde mais que sim ou não

 Utilizar questionário padronizado para


perguntas fechadas como o IIFE
Resposta ( ) Sim ( ) Não
Pergunta Única Para Investigação
da Disfunção Erétil
Utilizando as categorias a seguir
como você se descreve? {CIRCULE UMA LETRA}
• Sempre capaz de ter e manter uma ereção boa o
suficiente para uma relação sexual.
(b) Geralmente capaz de ter e manter uma ereção
boa o suficiente para uma relação sexual.
(c) Às vezes capaz de ter e manter uma ereção boa
o suficiente para uma relação sexual.
(d) Nunca capaz de ter e manter uma ereção boa o
suficiente para uma relação sexual.
Papel do Parceiro no
Diagnóstico e Tratamento
O parceiro também pode precisar de ajuda

 Aproximar o paciente do profissional


 Fornecer informações em separado
 Conferir informações fornecidas
 Ajudar a escolher o tratamento
 Ajudar durante o uso do tratamento
Como Conduzir as Expectativas
do Paciente
A natureza exata do problema atual deve ser identificada

Por exemplo
Ejaculação precoce pode ser
facilmente confundida com DE,
particularmente se esta leva a
uma perda prematura da ereção
Como Conduzir as Expectativas
do Paciente
 Demonstrar conhecimento de tópicos
difíceis

 Explicar que a discussão de sua


sexualidade será feita somente no
contexto de sua saúde

 Dar segurança ao paciente que ele não


está sozinho no tratamento da disfunção
erétil
Como Conduzir as Expectativas
do Paciente

 Pedir ao paciente que expresse suas


expectativas

 Discutir de modo realista a expectativa do


paciente
• Tanto do diagnóstico
• Como de tratamento
Conclusão

 Introduzir
 Ouvir
 Diagnosticar
 Tratar/Acompanhar