Está en la página 1de 280

Descrição geral do

Avaya Communication Manager

Versão 2.0 555-233-767PTB 3ª edição Novembro de 2003

Direitos autorais © 2003, Avaya Inc. Todos os Direitos Reservados Aviso Foi feito o possível para garantir que as informações contidas neste livro estivessem completas e exatas no momento da impressão. Entretanto, as informações estão sujeitas a mudanças. Garantia A Avaya Inc. oferece uma garantia limitada para esse produto. Consulte o contrato de venda para se informar sobre os termos da garantia limitada. Além disso, o idioma padrão da garantia da Avaya, assim como as informações relativas ao suporte a esse produto dentro do período de garantia, estão disponíveis no seguinte site da Web: http://www.avaya.com/support. Prevenção de fraudes de tarifação “Fraude de tarifação” é o uso não autorizado do seu sistema de telecomunicações por alguém não autorizado (por exemplo, uma pessoa que não é funcionária da empresa, um agente, empreiteiro ou que não esteja trabalhando em nome da sua empresa). Fique atento para o fato de que pode haver algum risco de fraude de tarifação associado ao seu sistema e que, caso uma fraude de tarifação ocorra, ela pode resultar em substanciais encargos adicionais de custos nos seus serviços de telecomunicações. Intervenção da Avaya contra fraudes Caso suspeite que está sendo vítima de uma fraude de tarifação e necessite de assistência técnica ou suporte, ligue para a Linha de Suporte de Intervenção contra Fraude de Tarifação dos Centros de Serviços Técnicos, no número +1-800-643-2353, nos Estados Unidos e Canadá. Como obter suporte Para obter outros números de telefone de suporte, consulte o site de suporte da Avaya na Web: http://www.avaya.com/support. Se você está: • Nos Estados Unidos, clique no link Escalation Management. Em seguida, clique no link correspondente ao tipo de suporte necessário. • Fora dos Estados Unidos, clique no link Escalation Management. Em seguida, clique no link International Services, que inclui os números de telefone dos Centros de Excelência internacionais. Oferta de segurança nas telecomunicações A segurança nas telecomunicações (comunicações de voz, dados e/ou vídeo) representa a prevenção de qualquer tipo de intrusão do equipamento de telecomunicações da sua empresa por terceiros, ou seja, o seu uso malicioso ou não autorizado, assim como o acesso malicioso ou não autorizado a ele. O “equipamento de telecomunicações” da sua empresa inclui tanto este produto Avaya quanto qualquer outro equipamento de voz/dados/vídeo que possa ser acessado através deste produto Avaya (ou seja, “equipamento em rede”). Um “terceiro” é alguém que não seja funcionário da empresa, agente, empreiteiro ou que não esteja trabalhando em nome da sua empresa. Por sua vez, uma “pessoa maliciosa” é qualquer um (incluindo alguém que possa vir a ser autorizado) que acesse o seu equipamento de telecomunicações com intenção maliciosa ou perniciosa.

Essa intrusão pode ocorrer em/através de equipamentos síncronos (multiplexados por tempo e/ou baseados em circuito) ou assíncronos (baseados em caracteres, mensagens ou pacotes), ou interfaces, em função de: • Utilização (das capacidades especiais para o equipamento acessado) • Roubo (de propriedade intelectual, ativos financeiros ou acesso aos serviços interurbanos, por exemplo) • Escuta clandestina (invasão da privacidade de pessoas) • Brincadeira de mau gosto (intromissão para causar problemas, embora aparentemente inócua) • Prejuízos (intromissão maldosa, perda ou alteração de dados, independentemente do motivo ou da intenção, por exemplo) Fique ciente de que pode haver risco de intrusões não autorizadas associadas ao seu sistema e/ou ao equipamento deste, ligado à rede. Perceba também que, se esse tipo de intrusão ocorrer, ele pode levar a diversos prejuízos para a sua empresa (relacionados à privacidade das pessoas/dos dados, à propriedade intelectual, aos ativos materiais, aos recursos financeiros, aos custos de mão-de-obra e/ou às despesas jurídicas, dentre outros). Responsabilidade pela segurança das telecomunicações da sua empresa A responsabilidade final de proteger tanto este sistema quanto o equipamento de rede é sua – administrador de sistema dos clientes da Avaya, suas co-irmãs da área de telecomunicações e seus gerentes. Baseie o cumprimento da sua responsabilidade no conhecimento e nos recursos adquiridos de várias fontes, que incluem, dentre outras: • • • • • • Documentos de instalação Documentos de administração do sistema Documentos de segurança Ferramentas de segurança baseadas em hardware/software Informações compartilhadas entre você e seus pares Especialistas em segurança nas telecomunicações

Para evitar intrusões em seu equipamento de telecomunicações, você e os seus pares devem cuidadosamente programar e configurar: • Os sistemas de telecomunicações fornecidos pela Avaya e suas interfaces. • As aplicações de software fornecidas pela Avaya, bem como as interfaces e plataformas de hardware/software que as integram. • Qualquer outro equipamento em rede com os produtos Avaya. Recursos TCP/IP É possível que os clientes observem diferenças no desempenho, confiabilidade e segurança dos produtos, dependendo das configurações, do conceito e das topologias da rede, mesmo quando o produto for executado conforme o previsto na garantia. Cumprimento de padrões A Avaya Inc. não se responsabiliza por interferência em rádio ou televisão decorrente de modificações não autorizadas deste equipamento, substituição, conexão de cabos ou equipamentos diferentes daqueles especificados pela Avaya Inc. A correção da interferência causada por tais modificações, substituições ou conexões não autorizadas será de responsabilidade do usuário. Nos termos da Parte 15 das Normas da FCC (Comissão Federal de Comunicações dos EUA), o usuário é advertido de que alterações ou modificações que não forem expressamente aprovadas pela Avaya Inc. poderão anular a autoridade do usuário para a operação deste equipamento.

Padrões de segurança de produtos Este produto é compatível com os seguintes padrões internacionais de Segurança de Produtos, quando aplicáveis: Safety of Information Technology Equipment, IEC 60950, 3a edição, incluindo todas as divergências nacionais relevantes listadas no documento Compliance with IEC for Electrical Equipment (IECEE) CB-96A. Safety of Information Technology Equipment, CAN/CSA-C22.2 Nº 60950-00 / UL 60950, 3ª edição Safety Requirements for Customer Equipment, ACA Technical Standard (TS) 001 – 1997 Um ou mais dos seguintes padrões nacionais vigentes no México, quando aplicáveis: NOM 001 SCFI 1993, NOM SCFI 016 1993, NOM 019 SCFI 1998 O equipamento descrito neste documento pode conter Dispositivo(s) a LASER Classe 1. Esses dispositivos são compatíveis com os seguintes padrões: • EN 60825-1, Edição 1.1, 1998-01 • 21 CFR 1040.10 e CFR 1040.11. Os dispositivos a LASER funcionam dentro dos seguintes parâmetros: • Saída máxima de energia: entre -5 dBm e -8 dBm • Comprimento de onda: entre 1310 nm e 1360 nm Luokan 1 Laserlaite Klass 1 Laser Apparat O uso de controles, ajustes ou execução dos procedimentos de modo diferente do aqui especificado pode levar a exposições com risco de irradiação. Entre em contato com o seu representante Avaya para obter mais informações sobre os produtos a laser. Padrões de compatibilidade eletromagnética (EMC) Este produto é compatível com os seguintes padrões internacionais de EMC, respeitadas todas as divergências nacionais relevantes: Limites e métodos de medição de rádio-interferência de equipamento de tecnologia da informação, CISPR 22:1997 e EN55022:1998. Equipamento de tecnologia da informação – Características de imunidade – Limites e métodos de medição, CISPR 24:1997 e EN55024:1998, incluindo: • • • • • • • • • Descarga eletrostática (ESD) IEC 61000-4-2 Imunidade irradiada IEC 61000-4-3 Transientes elétricos rápidos IEC 61000-4-4 Efeitos de relâmpago IEC 61000-4-5 Imunidade conduzida IEC 61000-4-6 Campo magnético da freqüência da rede geral IEC 61000-4-8 Quedas e variações de tensão IEC 61000-4-11 Harmonia de linhas de alimentação IEC 61000-3-2 Flutuações e oscilação de tensão IEC 61000-3-3

Declarações de Conformidade da União Européia

A Avaya Inc. declara que o equipamento especificado neste documento identificado com a marca “CE” (Conformité Européenne) está em conformidade com a Norma de Equipamentos de Terminais de Rádio e Telecomunicações da União Européia (1999/5/EC), incluindo a Norma de Compatibilidade Eletromagnética (89/336/EEC) e Norma para Baixa Voltagem (73/23/EEC). Este equipamento foi certificado por atender aos padrões Interface de Taxa Básica (BRI) CTR3 e Interface de Taxa Primária (PRI) e subconjuntos destes em CTR12 e CTR13, quando aplicáveis. É possível obter cópias destas declarações de conformidade (DoCs) contactando seu representante de vendas local ou visitando o seguinte site da Web: http://www.avaya.com/support. Japão Esse é um produto Classe A com base no padrão do Conselho de Controle Voluntário de Interferência por Equipamento de Tecnologia da Informação (VCCI). Se esse equipamento for usado em um ambiente doméstico, é possível que ocorram perturbações por ondas de rádio. Neste caso, é possível que o usuário tenha que tomar providências corretivas.

Para obter cópias deste ou quaisquer outros documentos: Ligue para: Avaya Publications Center Voz: +1-800-457-1235 ou +1-207-866-6701 FAX: +1-800-457-1764 ou +1-207-626-7269 Globalware Solutions 200 Ward Hill Avenue Haverhill, MA 01835 EUA Attention: Avaya Account Management totalware@gwsmail.com

Escreva para:

Envie e-mail para:

Para obter as versões mais atuais da documentação, visite o site de suporte da Avaya na Web: http://www.avaya.com/support.

Índice

Sobre este livro
■ ■ ■ ■

25
25 25 25 26 27 27 28 28 28 29

■ ■ ■ ■ ■

Qual é a finalidade deste livro? Quem deve ler este livro? Em que consiste este livro? Convenções usadas neste livro Advertências Marcas comerciais Como obter a documentação da Avaya na Web Como pedir documentação Como comentar sobre este livro Como obter ajuda

1

Visão geral do Avaya Communication Manager
■ ■ ■ ■

31
32 32 32 33 34 35 35 36 36 37 37 38 38 39 39 40 40 41

Ofertas básica e avançada do Communication Manager Software opcional Capacidades Avaya Installation Wizard Gateway Installation Wizard (GIW) Servidores de mídia e gateways de mídia da Avaya S8100 Media Server S8300 Media Server CD ROM de leitura externo S8500 Media Server S8700 Media Server Suporte para Linux 8.0 G350 Media Gateway G600 Media Gateway G650 Media Gateway Funcionalidade IPSI da TN2312BP G700 Media Gateway Suporte para gateway MultiTech

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

5

Índice 2 Interfaces de programação de aplicações (APIs) ■ ■ ■ ■ ■ ■ 43 43 43 44 44 44 44 Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) API do Communication Manager DAPI JTAPI TAPI TSAPI 3 Facilidades do terminal atendedor ■ 45 45 45 45 45 46 46 46 46 47 47 47 47 47 47 48 48 48 48 48 49 49 49 49 49 50 50 50 51 ■ ■ ■ ■ ■ Acessar o terminal atendedor Acesso discado ao terminal atendedor Acesso individual ao terminal atendedor Rechamada Backup do terminal atendedor Estado do quarto por meio do terminal atendedor Funções do terminal atendedor que utilizam o protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) Controle do acesso ao grupo de troncos Seleção direta do grupo de troncos Terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas Atendimento de chamadas Bloqueio do terminal atendedor — privacidade Consulta pendular para o terminal atendedor Vetorização do atendedor Atendimento automatizado Alerta de backup Chamada em espera Chamada para ramais internos com restrição Conferência Intercalação (oferta de chamada) Número na lista telefônica Facilidade Cancelar redirecionamento de chamada Fila de prioridade Liberação temporizada de chamada em retenção Corte de áudio seletivo de participante de conferência Chamada em série Aviso temporizado e terminal atendedor com temporizador de chamadas Serviço de atendimento centralizado (CAS) 6 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice ■ ■ ■ Display Fazer chamadas Grupos auto-manuais Início de chamada automático e não separar chamada Monitorar chamadas Seleção direta de grupo de troncos via terminal atendedor Alertas de emergência no terminal atendedor Seleção direta de ramal com indicador luminoso de ocupado Acesso ao grupo de troncos Indicadores de ocupado/falha do grupo de troncos para o terminal atendedor Identificação de troncos pelo atendedor Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS) 51 51 51 51 52 52 52 53 53 53 53 54 4 Central de atendimento Integração computador-telefonia (CTI) ■ 55 55 56 56 57 57 58 58 58 58 59 Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) Apoio de roteamento adjunto para redirecionamento de chamadas na rede Gateway co-residente da LAN DEFINITY Anúncio de chamada direta a agente (DAA) Tarifação flexível Alteração de modo de trabalho pendente Identificação de grupo de troncos Propagação da Informação de usuário a usuário (UUI) durante operações manuais de transferência e conferência Cancelamento de VDN para mensagens ASAI Distribuição automática de chamadas (DAC) ■ ■ ■ ■ ■ 59 61 61 61 61 62 Busca de chamadas abandonadas Roteamento adjunto Grupo com estado de livre automático (AAS) Retorno local para chamadas DAC em fila Indicadores do estado da fila Sistema básico de gerenciamento de chamadas (BCMS) Avaya ■ 62 63 63 63 64 64 64 Avaya Business Advocate Melhorias relacionadas ao Advocate Agente de reserva automática Cancelar seleção de chamada por especialidade Ajuste dinâmico do percentual Posição dinâmica na fila 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 7 .

Índice Ajuste dinâmico do limiar Contagem de agentes Advocate registrados Distribuição de alocação percentual Ativar tempo na fila do agente de reserva 64 64 64 65 Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) Avaya ■ 65 65 66 66 66 67 67 67 67 68 68 68 68 68 69 69 69 69 70 70 70 70 71 71 71 71 71 72 72 72 73 73 73 73 74 74 74 74 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Avaya Virtual Routing Redirecionamento aperfeiçoado de informações Controle de versão da central de atendimento Interação via chamadas Coleta de dados Entrada de dados/Resposta por voz (DIVA) Vetorização de chamadas Roteamento avançado por vetores Roteamento ASA (Velocidade média de atendimento) Roteamento para o melhor serviço (BSR) Investigar roteamento para o melhor serviço (BSR) via IP sem o canal B Roteamento pelo Tempo de espera estimado (EWT) Mensagens da central de atendimento Vetorização nos feriados Número de diretório de vetor (VDN) Classe de restrição (COR) para VDN Exibir VDN de rota para DAC VDN numa rota de cobertura Anúncio sobre a origem do VDN (VOA) Destino de retorno do VDN Códigos de trabalho (CWC) Grupo de busca cíclica de ramais Medição CMS do ATM Serviço de identificação do número discado (DNIS) Chamada direta a agente Enlaces duplos para CMS Adição simultânea de múltiplos agentes Aumento de pares de especialidades de Identificador de login do agente Seleção por especialidade de agente (EAS) Incluir/excluir especialidades Distribuição das chamadas com base em especialidade Suporte RDSI ao melhor enfileiramento Agente menos ocupado (LOA) Múltiplo atendimento (forçado) Filas para múltiplos grupos Fila com prioridade Códigos de motivos 8 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice ■ ■ ■ Redirecionamento quando não responde Estatísticas do local para redes de portas remotas VuStats 75 75 75 Diversos ■ 76 76 77 77 77 78 78 78 79 79 79 79 79 80 80 80 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Facilidades da central de atendimento Avaya apoiadas no Avaya G700 Media Gateway Redirecionamento de informações do chamador (CINFO) Fontes múltiplas de áudio/música Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) Sinalização de Transferência explícita de chamadas (ECT) ETSI Transferência de canal 2B no Redirecionamento de chamadas na rede Transferência de programações de software aplicativo para PC (PASTE) Logout remoto do agente Monitoramento (de agente) Monitoramento (de agente) pelo COR Monitoramento (de agente) de VDNs Monitoramento remoto (de agente) Monitoramento (de agente) iniciado por vetor Informações de usuário a usuário (UUI) na rede pública Integração de resposta por voz (VRI) 5 Colaboração Conferência ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 81 81 81 81 81 82 82 82 82 83 83 83 84 84 85 Abortar conferência ao desligar Conferência a três Conferência a seis Prompts para exibição de conferência/transferência Alternar/trocar participantes antes de transferência/conferência Escuta em grupo Reter/liberar a conferência Conferência encontre-me Conferência sem tom de discagem Conferência sem retenção Conferência por meio da facilidade Selecionar apresentação da linha Exibição. desligamento ou corte de áudio seletivo de participante da conferência Corte de áudio seletivo de participante de conferência 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 9 .

conferência. transferência e desligamento de multimídia Fila multimídia com anúncios de voz Busca e chamada interna simplificada ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 88 88 89 89 89 89 90 90 90 Acesso a chamada por código Mensagem de grupo Chamada interna simplificada — Automática Chamada interna simplificada — Atendimento automático Chamada interna simplificada — Discagem Acesso à busca pessoa externo Sinalização manual Busca silenciosa 6 Suporte a dispositivos de comunicação ■ ■ 91 91 92 92 92 92 93 93 93 93 93 93 94 94 94 95 95 95 95 96 96 ■ ■ ■ ■ ■ ■ Telefones DCP 2402 Telefones DCP 2420 Melhorias nas transferências de firmware Etiquetas personalizadas para a lista do sistema de Discagem abreviada (AD) Tecla de recuperação do correio de voz Telefone sem fio 3410 Telefone VoIP sem fio 3606 Telefones IP da série 4600 Telefones IP 4602 e 4602SW Telefone 4602SIP Telefone IP 4610SW Telefones IP 4620 e 4630 Viva-voz IP 4690 de sala de conferência Conjunto de caracteres Katakana Suporte para Unicode Tecla de recuperação do correio de voz Telefones analógicos da série 6200 Telefones DCP da série 6400 Módulo de interface telefônica do 6400 Telefones da série 8400 10 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Índice Chamadas multimídia ■ ■ ■ ■ 86 86 87 87 87 88 88 88 ■ ■ ■ Interface de servidor de aplicações multimídia (MASI) Atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas multimídia Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) Redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação de multimídia Conferência de dados multimídia (T.120) através de ESM Retenção.

Índice ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Terminal atendedor Avaya IP Agent Avaya IP Softphone IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador Avaya IP Softphone para PC de bolso Terminal atendedor com PC do Avaya Communication Manager Avaya Communication Manager em um S8100 Media Server Avaya SoftConsole DEFINITY AnyWhere Ramal Avaya para celular 96 96 97 98 98 98 99 99 99 100 100 100 7 Hospitalidade ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 101 101 101 101 102 102 102 103 103 103 103 104 104 104 105 105 105 105 106 106 Discagem alfanumérica Estado do quarto por meio do terminal atendedor Seleção automática dos números da Discagem direta a ramal (DDR) Despertador automático Check-in/check-out Seleção personalizada de números DDR de hóspedes VIP Despertador diário Discagem por nome Não perturbe Despertador duplo Estado de limpeza dos quartos Registro de nomes Dígito de inserção/exclusão do sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) Interface do Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) Discagem de um só dígito e numeração flexível de ramal Check-in único de ramais do mesmo quarto Despertador VIP Ativação do despertador usando tons de confirmação Sistema de tarifação de chamadas Xiox 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 11 .

Índice 8 Localização ■ 107 107 107 107 108 108 108 108 108 108 109 109 109 109 109 109 110 110 110 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Displays com línguas programáveis Conjunto de caracteres Katakana Plano para administração de perda de sinal Identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore Bloquear chamadas a cobrar Desconectar ao sinal de ocupado Localização própria ao país Itália Protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) Japão Suporte de redes privadas nacionais Rússia Apoio para Central pública (CO) no G700 Media Gateway Suporte de rede RDSI/DATS Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) Sinalização E&M — contínua e pulsada Prioridade de chamadas em redes públicas Detecção de tom universal 9 Integração de mensagens ■ ■ ■ ■ ■ ■ 111 111 111 112 112 112 114 116 117 117 118 119 120 120 120 121 121 ■ ■ ■ ■ ■ ■ Indicação sonora de mensagem em espera Resposta interativa (IR) Avaya Correio de voz centralizado através da integração do código de modo Canais I de DCP duplo Sistema incorporado AUDIX INTUITY AUDIX Aplicação de mensagens Avaya IA770 INTUITY AUDIX (sistema de mensagens INTUITY 5.1 incorporado — Linux) INTUITY AUDIX incorporado no S8100 Media Server Procedimento de gravação em uma única etapa no AUDIX Sistema de tarifação INTUITY INTUITY lodging Sistema de tarifação do INTUITY lodging Deixar pedido de rechamada (LWC) Deixar pedido de rechamada (LWC) — QSIG/DCS Mensagem em espera manual Pedir impressão de mensagem 12 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Recuperação de mensagens Recuperação de mensagens no display Fale comigo Melhorias no Rastreador de seqüência de mensagens (MST) Interface de código de modo Integração com Octel Interação do correio de voz QSIG/DCS Grupos de busca de correio de voz QSIG múltiplos Tecla de recuperação do correio de voz Recuperação de mensagens por voz Mensagens por voz e cobertura de chamadas 121 121 121 122 122 122 123 123 123 123 124 10 Mobilidade ■ ■ ■ 125 125 126 126 126 127 127 130 131 131 132 132 132 132 ■ ■ ■ ■ ■ ■ Administração de ramais virtuais (AWOH) Rearranjo automático de telefones pelo cliente (ACTR) Soluções Avaya para telefone sem fio (AWTS) Telefone sem fio 3410 Telefone VoIP sem fio 3606 Ramal Avaya para celular ELIN E911 para ramais conectados ao IP Acesso ao ramal pessoal (PSA) Código de motivo Não responde (para os ramais não associados a PSA) Visualização permanente de nome/número Inicialização de programação de terminal (TTI) Sistema digital sem fio TransTalk 9000 Mobilidade de X-station 11 Rede e conectividade Redes privadas e conectividade Suporte a dispositivos de comunicação ■ 133 133 133 133 133 133 133 134 134 134 Comutação por circuito Analógicos da série 6200 Telefones digitais Telefones DCP 2420 Telefones da série 6400 Módulo de interface telefônica 6400 Telefones da série 8400 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 13 .

Índice ■ ■ Protocolo de Internet (IP) Telefones IP da série 4600 Conjunto de caracteres Katakana Tecla de recuperação do correio de voz Avaya IP Agent Avaya IP Softphone IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador Sem fio Telefone sem fio 3410 Telefone VoIP sem fio 3606 134 134 134 134 134 134 134 134 135 135 135 135 Rede de portas e conectividade com o gateway ■ 135 135 135 136 136 137 137 137 137 138 138 138 138 139 ■ ■ ■ Modo de transferência assíncrona (ATM) Gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP) Conectividade de rede de portas (ATM-PNC) A conectividade de rede de portas (ATM-PNC) pela WAN Processador sobressalente WAN (WSP) Comutação por circuito Estágio central de comutação (CSS) Separação do Estágio central de comutação (CSS) Protocolo de Internet (IP) Controle de gateway de mídia H.248 Conectividade de rede de portas (PNC) IP Recuperação de enlaces Separação de portador e sinalização Conectividade de troncos ■ 141 141 141 141 141 141 141 141 141 142 142 142 143 143 143 144 ■ ■ Modo de transferência assíncrona (ATM) Serviço de emulação de circuitos (ATM-CES) Medição CMS do ATM Comutação por circuito Serviço de troncos DS1 Cancelamento de eco — com Placa UDS1 E1 T1 Protocolo de Internet (IP) Tronco H.323 Grupos de perda IP Troncos IP Protocolo de início de sessão (SIP) Mensagens e presença instantânea (IMPress) SIP Troncos SIP 14 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice Tipos de troncos e sinalização ■ 144 144 145 145 145 145 146 146 146 146 146 147 147 147 147 147 148 148 148 148 149 150 151 151 151 151 151 152 152 152 152 153 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Troncos auxiliares Terminação de linhas privadas avançadas (APLT) Central pública (CO) Apoio para Central pública (CO) no G700 Media Gateway — Rússia Interface digital multiplexada Sinalização orientada por bits Sinalização orientada por mensagens Discagem direta a ramal (DDR) Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD) Sinalização E&M — contínua e pulsada CAMA E911 trunk group ELIN E911 para ramais conectados ao IP Central estrangeira (FX) Troncos RDSI Identificador automático do ponto de terminação do terminal (TEI) Seleção de serviços chamada por chamada Funcionalidade ETSI Sinalização associada e não associada aos serviços Feature plus Interface da taxa básica RDSI (RDSI-BRI) Múltiplos números de assinante (MSN) — Limitado Interface da NT em TN556C Restrição de apresentação Comutação de banda larga Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) — Rússia Suporte de redes privadas nacionais — Japão Linha tronco exclusiva (PCOL) Troncos de ligações liberadas (RLT) Linhas de junção Desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) Redes públicas e conectividade ■ ■ ■ 153 153 154 154 154 154 155 Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais Serviço de troncos DS1 Cancelamento de eco — com placa UDS1 E1 T1 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 15 .

1p/Q Camp-on/Busy-out Gerenciamento de largura de banda do Controle de admissão de chamadas (CAC) Balanceamento de carga da CLAN Codecs Serviços diferenciados (DiffServ) Buffers de jitter dinâmicos Integração com Cajun Rules Controle de sobrecarga no IP QoS para controle de chamada 16 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Índice ■ ■ Tarifação flexível Troncos da central local Troncos do serviço de chamada gratuita Troncos da Central pública (CO) Troncos de Serviço digital 1 (DS1) Troncos de Discagem direta a ramal (DDR) Troncos de Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD) Troncos de Central estrangeira (FX) Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) 155 155 155 155 155 155 155 155 156 Redes inteligentes ■ ■ 156 156 156 156 156 156 156 157 157 157 157 157 157 158 158 158 159 160 160 160 161 161 161 161 162 162 162 163 163 163 163 164 ■ ■ ■ Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON) Protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) Terminal atendedor com DCS Seleção direta do grupo de troncos Display Autoteste automático de circuitos do DCS DCS em canal D da RDSI-PRI (DCS+) Protocolo do DCS — Itália DCS com reroteamento Interação do correio de voz QSIG/DCS Rede tandem eletrônica (ETN) Roteamento condicional alternativo automático Sinalização de troncos e recuperação de erros Portabilidade do número de chamada Protocolo de Internet (IP) Porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo e endereços de registro Roteamento interdomínios sem classe (CIDR) Múltiplas regiões de rede por CLAN Suporte a múltiplas localidades de regiões de rede Regiões de rede Qualidade de serviço (QoS) 802.

Índice ■ ■ QoS para VoIP QoS para pontos de terminação Protocolo de reserva de recursos (RSVP) Shuffling e conexões em U NAT com shuffling TTY TTY sobre troncos analógicos e digitais TTY sobre troncos IP Avaya Ping de comprimento variável Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM) QSIG Básico Conclusão de chamada Redirecionamento (desvio) de chamadas Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC) Oferta de chamadas Transferência de chamadas Identificador do nome chamado Serviço de atendimento centralizado (CAS) Visualização da Classe de restrição (COR) pelo atendedor Chamada retornada ao atendedor Fila de prioridade Emulação RLT via PRI Integração Communication Manager/Octel QSIG Deixar pedido de rechamada (LWC) Informações específicas dos fabricantes (MSI) Indicação de mensagem em espera (MWI) Identificação de nome e número Substituição de rota com retenção de rota Interação do correio de voz QSIG/DCS Reencaminhamento após o desvio para o correio de voz Substituição de rota independente Serviços suplementares e redirecionamento VALU Cobertura de chamadas Cobertura de chamadas e CAS Alerta diferenciado Plano de discagem uniforme (UDP) Expansão do plano de discagem (DPE) Planos de discagem de localizações múltiplas Pontuação em displays de ramais Acesso ampliado aos troncos Portabilidade do número de chamada 164 164 164 165 165 166 167 168 168 168 168 168 169 169 169 170 170 170 170 170 170 171 171 171 171 171 172 172 172 172 173 173 173 174 174 174 174 174 174 175 176 177 177 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 17 .

Índice Interfaces de dados ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 177 177 177 178 178 178 179 179 179 180 181 182 182 182 183 184 184 184 184 ■ Conexões administradas Configuração de chamadas de dados Linha direta de dados Módulos de dados Privacidade para dados Restrição para dados Discagem padrão Enlaces IP assíncronos Grupo de modems Interface do servidor de aplicações de multimídia Chamadas multimídia Atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas multimídia Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) Redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação de multimídia Conferência de dados multimídia (T.120) através de ESM Retenção. transferência e desligamento de multimídia Redes de múltiplas portas para multimídia Transmitir informações de aviso de custo para pontos de terminação BRI de classe mundial Roteamento de chamadas ■ ■ 185 185 185 185 186 186 186 187 187 187 187 188 188 188 188 ■ ■ ■ Níveis alternativos de restrição às facilidades Facilidades de roteamento automático Roteamento alternativo automático (AAR) Seleção automática de rotas (ARS) Discagem ARS/AAR sem FAC Envio sobreposto AAR/ARS Particionamento de AAR/ARS Seleção generalizada de rotas Roteamento com consulta Roteamento de número de nó Roteamento de acordo com a hora do dia Suporte a múltiplas localidades Suporte a múltiplas localidades de regiões de rede Marcas de classes de transporte Diversos ■ 189 189 189 189 189 Detecção de atendimento Supervisão de atendimento por temporização Placa classificadora de chamadas Supervisão de atendimento na rede 18 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . conferência.

Índice 12 Confiabilidade e sobrevivência ■ ■ ■ ■ ■ ■ 191 191 191 191 193 193 193 Porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo Processador sobressalente WAN ATM (WSP) Processador de sobrevivência local (LSP) Múltiplas regiões de rede por CLAN Transferência em falta de energia Rede de portas de expansão remota com recurso de sobrevivência (SREPN) 13 Segurança.248 Rastreamento de chamada maliciosa Registro de rastreamento de chamada maliciosa Criptografia de mídia Requisitos da criptografia de mídia Requisitos do arquivo de licença Restrição — controlada Notificação de violação da segurança (SVN) Criptografia de sinalização para troncos SIP Códigos de segurança de ramal Segurança do Tripwire 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 19 . privacidade e proteção Administrador do sistema ■ ■ ■ ■ 195 195 195 195 196 196 196 197 197 197 198 198 198 198 198 199 199 199 200 201 202 202 203 203 203 203 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Gateway de segurança de acesso Algoritmo de criptografia AES para canais portadores Níveis alternativos de restrição às facilidades Número alternativo de alarme do sistema de suporte a operações Privacidade — bloqueio do terminal atendedor Códigos de autorização — 13 dígitos Restrições de chamadas Classe de restrição (COR) Bloquear chamadas a cobrar Alarme do equipamento fornecido pelo cliente Privacidade para dados Restrição para dados Níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte Criptografia de enlace H.

Índice Usuário final ■ ■ ■ 204 204 204 204 204 205 205 205 206 207 207 207 207 207 207 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Alerta de backup Códigos de barreira Restrição do número do chamador/número da pessoa conectada (CPN) Restrição do CPN por chamada Restrição do CPN por linha Alerta de emergência para um pager numérico digital Alerta de emergência para ramal digital Alertas de emergência para um terminal atendedor Acesso de emergência ao terminal atendedor Grupo de troncos CAMA E911 Privacidade — Exclusão automática Privacidade — Exclusão manual Restrição — controlada Bloqueio de ramal 14 Aplicações especiais 209 15 Gerenciamento do sistema ■ ■ ■ 213 213 213 214 214 214 215 215 215 215 216 216 216 217 217 218 218 218 219 219 219 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Administração de ramais virtuais (AWOH) Níveis alternativos de restrição às facilidades Anúncios Fontes de anúncios para o G700 Media Gateway Anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya Gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya Anúncios locais no G700 Media Gateway Códigos de autorização — 13 dígitos Autoteste automático de circuitos Sistema de medição automática da transmissão Códigos de barreira Quadro de avisos Verificação de telefones e troncos ocupados Informação de tarifação Registro de bilhetagem (CDR) Exibição do Registro de bilhetagem (CDR) de ramal físico Restrições de chamadas Número do chamador/número de tarifação (CPN/BN) Classe de restrição (COR) Classe de serviço (COS) 20 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Roteamento interdomínios sem classe (CIDR) Sessões de usuários simultâneas Alarme do equipamento fornecido pelo cliente Ativação de telefones pelo cliente (CTA) Autoteste automático de circuitos do DCS Alarme de dispositivo externo Recurso Indicação de ocupado Níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte Recurso Chamadas de teste Transferência de firmware Máximo de cinco EPN em MCC1 Media Gateways Informações e relatórios Capacidades de análise para o relatório de histórico Enlaces IP assíncronos Rastreamento de chamada maliciosa Registro de rastreamento de chamada maliciosa Música de espera Música de espera local Fontes múltiplas de música Restrição — controlada Agenda Notificação de violação da segurança (SVN) Códigos de segurança de ramal Partição da central Inicialização de programação de terminal (TTI) Sincronização da hora do dia via fonte da LAN Plataformas Linux Plataformas UNIX Circuitos de grupos de troncos Ping de comprimento variável Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM) 219 220 220 220 220 221 221 221 221 222 222 224 226 226 227 227 227 227 227 228 228 228 228 228 229 229 229 229 229 230 230 Avaya Integrated Management ■ ■ ■ ■ ■ ■ 230 230 231 231 231 231 232 Gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP) Gerenciador de configurações do Avaya Communication Manager Gerenciador de falhas/desempenho do Avaya Communication Manager Avaya site administration Gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON) Lista Telefônica ■ ■ ■ 232 232 232 233 Notificação de mudança de administração Avaya Directory Enabled Management Protocolo de acesso a diretório simples (LDAP) 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 21 .

Índice 16 Telecomutação e remote office ■ ■ ■ 235 235 236 236 236 237 237 237 237 237 ■ ■ ■ ■ ■ ■ Avaya R300 remote office communicator (R300) Cobertura de chamadas redirecionadas para fora da rede (CCRON) Administração ampliada pelo usuário de chamadas redirecionadas (acesso de telecomutação) IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador IP Softphone Ramal externo Acesso remoto 17 Telefonia ■ 239 239 239 240 240 240 240 241 241 241 241 242 242 242 243 243 243 243 243 243 244 244 244 244 244 244 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Discagem abreviada (AD) Identificação de discagem abreviada Programação no gancho de discagem abreviada Discagem ativa Temporização administrável do temporizador de chamadas Discagem alfanumérica Rechamada automática (ACB) Rechamada automática (ACB) para telefones analógicos Retenção de chamadas automática Identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore Apresentação de chamada em ponte — Telefone com apresentação múltipla de chamadas Apresentação de chamada em ponte — Telefone analógico Cobertura de chamadas Designação de campo alfanumérico Rotas de cobertura alteráveis Hora do dia Redirecionamento de chamadas Redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento Redirecionamento de todas as chamadas Cancelamento de redirecionamento de chamadas Intervalos de redirecionamento de chamadas Estacionamento de chamadas Captura de chamadas Captura de chamadas de grupos Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos 22 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Índice ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais Grupo de busca cíclica de ramais Conferência Consulta Rechamada de cobertura de chamadas Identificação de chamada de entrada para cobertura Desconexão de chamadas não atendidas Toque de chamada diferenciado Discagem abreviada aperfeiçoada Display aperfeiçoado do telefone Ir para cobertura Retenção de chamadas Chamada interna simplificada — Atendimento automático Atendimento interno automático Último número discado Começar/parar automático do temporizador de chamadas locais Aviso de retenção prolongada Serviço de linha de origem manual Tratamento de operações erradas Pré-seleção e preferência de apresentação múltipla de chamadas Precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) Anúncios para chamadas com precedência Destinação dupla Busca de linha de acesso de escritório de terminação Controle de carga de linha Chamada em espera com precedência Chamada com precedência Roteamento com precedência Preempção Plano mundial de numeração e discagem (WNDP) Serviço noturno Serviço noturno avançado Toque de chamada personalizado Mensagens postadas Chamada prioritária Puxar uma transferência de chamada Sinalização de rechamada Acesso a recado falado por telefone Reset shift call Fila com tom de controle de chamada Corte do toque de chamada Toque de chamada — Abreviado e atrasado Opções de toque de chamada 245 245 245 245 245 245 246 246 246 247 247 247 247 248 248 248 248 249 249 249 250 251 251 251 251 252 252 253 253 253 254 255 255 255 256 256 256 256 257 257 257 257 257 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 23 .

Índice ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Enviar todas as chamadas Tom de discagem especial Busca de ramais Busca de ramais antes da cobertura Visualização do próprio número de ramal Ramal usado como ramal virtual Suporte para o servidor Hewlett Packard DL380G2 Display do telefone Autoprogramação do telefone Apresentação temporária em ponte Grupo de ramais de atendimento simultâneo Roteamento de acordo com a hora do dia Desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída Transferência Abortar transferência Transferência — Tronco de saída para tronco de saída Retorno da transferência Transferir ao desligar Transferência de tronco para tronco Flash no tronco 258 258 258 258 259 259 259 259 260 260 260 260 261 261 261 262 262 262 262 263 Índice remissivo 265 24 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

consulte Highlights of Avaya Communication Manager. Peça ao seu distribuidor mais informações sobre as facilidades que estão à sua disposição. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 25 . 555-233-783. NOTA: Alguns produtos não estão disponíveis em certos países. Em que consiste este livro? Este livro descreve todas as facilidades e capacidades do Communication Manager que estão disponíveis mundialmente.Sobre este livro Qual é a finalidade deste livro? Este livro fornece informações gerais sobre as facilidades e capacidades do Avaya Communication Manager. Também trata das aplicações práticas e criativas para as várias plataformas que operam o Communication Manager. Quem deve ler este livro? Este livro se destina às pessoas que estão pensando em comprar um Communication Manager e aos representantes e distribuidores da Avaya que necessitam de informações de alto nível sobre o sistema e sobre como ele pode ser utilizado. Para obter detalhes sobre as alterações da nova versão.

use a tecla TAB. Se você precisar de ajuda para construir um comando ou completar uma entrada de campo. Eles ajudarão você a usar este manual com o Communication Manager. etc. lembre-se de usar a tecla HELP. Se usar um software de emulação de terminal. desta forma: exibição de formulário. Quando um procedimento exige que você pressione ENTER para salvar suas alterações. NEXT PAGE. Mostramos os comandos completos neste manual. RETURN. Mostramos os comandos e as telas da mais nova versão do Communication Manager e fazemos referências aos manuais mais recentes. ■ Exibições de formulários e nomes de campos são impressos em largura constante. CANCEL. É nesse local que o sistema exibe mensagens para você. list configuration station pode ser digitado como list config sta. Para passar a um determinando campo. Substitua pelos comandos apropriados do seu sistema e consulte os manuais disponíveis. Verifique a linha de mensagens para ver como o sistema reage à sua entrada. uma lista das entradas válidas para esse campo é exibida. ■ ■ ■ ■ A linha de estado ou a linha de mensagens está próxima à base da tela do seu monitor. A linha de mensagens mostra “command successfully completed” para indicar que o sistema aceitou suas alterações. mas você também pode usar versões abreviadas dos comandos. — Quando você pressiona HELP com o cursor em um campo de uma tela. ■ ■ ■ As variáveis são impressas em itálico da seguinte forma: variable. uma lista dos comandos disponíveis é exibida. HELP. você deverá determinar que teclas correspondem a ENTER. a tela em que está trabalhando some e o cursor retorna ao prompt de comando. Anote a mensagem se você precisar ligar para a linha de suporte. ■ Os comandos são impressos em negrito da seguinte forma: comando.Convenções usadas neste livro Familiarize-se com os seguintes termos e convenções. Por exemplo. as setas ou a tecla ENTER (a tecla ENTER pode aparecer como tecla RETURN no seu teclado). — Quando você pressiona HELP em qualquer parte da linha de comando. Um “formulário” é a exibição de campos e prompts que aparecem na tela de um monitor do terminal. As teclas são impressas da seguinte forma: TECLA. ■ 26 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Todas as outras marcas comerciais são de propriedade de seus respectivos donos. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 27 . da Avaya Inc. ! ALERTA DE SEGURANÇA: Indicar quando o administrador do sistema corre o risco de deixar o seu sistema aberto para fraudes de tarifação. possibilidade de perda de dados ou de interrupções do serviço. ! CAUTELA: Indicar um possível dano ao software.Marcas comerciais Advertências As advertências deste livro significam o seguinte: Dica: Destacar informações que podem ser úteis para você. NOTA: Destacar informações que devem ser levadas em consideração. ! PERIGO: Indicar a possibilidade de inflição de danos ou lesões corporais. Marcas comerciais Todas as marcas comerciais identificadas por um ® ou ™ são marcas comerciais registradas ou marcas comerciais. ! ADVERTÊNCIA: Indicar a possibilidade de dano ao hardware ou ao equipamento. respectivamente.

28 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Descrição geral do Avaya Communication Manager. faça um download gratuito do programa no endereço http://www. localize a versão mais recente do documento e clique no seu título para poder visualizá-la. 2.avaya. Seus comentários são de grande valor e ajudam a aperfeiçoar nossa documentação.Como obter a documentação da Avaya na Web Se você tiver acesso à Internet. 4. no endereço http://www. digite o número do documento (por exemplo. Acesse o site da Avaya na Web. manutenção e administração do produto. pode ler e fazer o download da última versão da documentação de produtos Avaya. Na lista de resultados. Para localizar um livro específico. NOTA: Se você não tiver o Acrobat Reader. Para poder ler qualquer manual.com. A ligação é gratuita. Clientes que morem fora dos Estados Unidos devem usar os números +1-410-568-3560 (voz) e +1-410-891-0207 (fax). Entre em contato por: ■ ■ ■ e-mail: document@avaya. Como comentar sobre este livro A Avaya agradece os seus comentários. Clique em Product Documentation. 555-233-767PTB para localizar este livro) na caixa de texto SEARCH SUPPORT e clique em GO. para acessar uma versão eletrônica deste livro: 1.adobe.com fax: +1-303-538-1741 Fale com seu representante Avaya Mencione o nome e o número deste documento. Este e outros documentos da Avaya podem ser pedidos diretamente no Avaya Publications Center através do telefone +1-800-457-1235 (voz) e +1-800-457-1764 (fax). você deverá ter uma cópia do Adobe Acrobat Reader. Por exemplo. 3. 555-233-767PTB. Como pedir documentação Além deste livro. instalação e teste. estão disponíveis outros documentos que tratam de descrição.com/support/.

ligue para a Linha de suporte para intervenção contra fraude de tarifação dos centros de serviços técnicos pelo número +1-800-643-2353 nos Estados Unidos e Canadá. clique no link Escalation Management.Como obter ajuda Como obter ajuda Caso suspeite que está sendo vítima de uma fraude de tarifação e necessite de suporte ou assistência técnica. os seguintes recursos estão disponíveis. ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 29 . Acesse o site da Avaya na Web. clique no link Escalation Management. Em seguida. Em seguida. no endereço http://www. Você pode precisar adquirir um contrato de serviço extensivo para usar alguns desses recursos.avaya. clique em International Services para obter os números de telefone dos Centros de Excelência internacionais. Se precisar de mais ajuda. Ou fale com o representante autorizado da Avaya para obter mais ajuda e solucionar dúvidas.com/support/: ■ Se estiver nos Estados Unidos. clique no link adequado ao tipo de suporte desejado. Se estiver fora dos Estados Unidos. Consulte o seu representante da Avaya para obter mais informações.

30 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

escalonável. Figura 1. imagem e vídeo.Visão geral do Avaya Communication Manager 1 Avaya Communication Manager organiza e direciona transmissões de voz. O Communication Manager é uma aplicação aberta. roteamento inteligente de chamadas. altamente confiável e segura na área da telefonia. Sistema executando Avaya Communication Manager 1 2 3 4 cydfswtc KLC 030102 1 Voz 2 Dados 3 Imagens 4 Multimídia 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 31 . assim como à Internet. O Communication Manager oferece funcionalidade para o usuário e para o gerenciamento de sistemas. Consulte a Figura 1. dados. Ele pode conectar-se a redes telefônicas privadas e públicas. redes locais ethernet e ATM. integração e expansibilidade das aplicações e capacidade de rede de comunicações empresariais. O Communication Manager procura resolver os desafios das empresas enfatizando o uso das comunicações pela voz e integrando-se com aplicações de valor agregado.

3.Visão geral do Avaya Communication Manager Ofertas básica e avançada do Communication Manager O Communication Manager da Avaya está disponível como oferta básica (chamada de “Categoria B”) e como oferta avançada (chamada de “Categoria A”). NOTA: Para obter uma lista das facilidades não suportadas na oferta básica. para obter uma lista completa de capacidades atualizadas. Localize a versão mais recente do documento de tabela de capacidades do sistema e clique no título do documento para fazer o download das informações. Algumas das capacidades descritas neste documento requerem software opcional. as informações mais atualizadas sobre a capacidade do sistema não estão listadas na documentação do Communication Manager. consulte o representante da Avaya. Navegue para o site http://www. Este documento descreve todas as facilidades avançadas do Communication Manager (Categoria A). Para verificar os limites de capacidade do sistema: 1. Digite 555-233-605 na caixa de texto Search Support e clique em GO. Consulte a Avaya MultiVantage Solutions System Capacities Table.avaya. 4. Software opcional Além das ofertas básica ou avançada do Communication Manager. No entanto. 555-233-605. Capacidades As capacidades do sistema foram estendidas em muitos produtos e facilidades. 2. vários pacotes opcionais podem ampliar a capacidade do sistema. Algumas dessas facilidades não estão disponíveis na oferta básica. Clique no link Product Documentation. que inclui o DEFINITY BCS e o GuestWorks.com/support. 32 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Consulte o seu representante de conta para obter maiores informações.

O Installation Wizard aceita a instalação de um G700 Media Gateway com um Processador de sobrevivência local (LSP).Avaya Installation Wizard Avaya Installation Wizard O Avaya Installation Wizard é uma ferramenta para ser usada em instalações (e não em atualizações) do Communication Manager nas configurações do sistema S8300/G700. o tempo e o custo da instalação. ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 33 . Verifique se você conclui um processo antes de iniciar o outro. Os técnicos conseguem carregar. Há suporte para a instalação do Módulo de Mídia BRI. versões atualizadas do firmware do módulo de mídia como parte do processo do Installation Wizard. O Installation Wizard ajuda a reduzir a complexidade. quando apropriado Não pressupõe conectividade externa com a Internet Facilidade de atualização com software e firmware mais recentes Habilidade para importar listas de nomes e números personalizadas Registro completo de todas as configurações Processo guiado. troncos e pontos de terminação Criação de resumos de arquivos de registro de instalação O Installation Wizard do Communication Manager apresenta as seguintes facilidades: ■ ■ O Installation Wizard aceita uma pilha de até 10 G700 Media Gateways. a partir de seus laptops. O Installation Wizard proporciona as seguintes vantagens na instalação: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Interface de usuário intuitiva. O Installation Wizard só é apoiado no S8300 Media Server. do início ao fim O Installation Wizard pode fornecer orientação aos instaladores nas seguintes tarefas: ■ ■ ■ ■ Configuração de arquivos de licença e de senha Configuração de servidor de mídia e gateway de mídia Configuração e instalação de telefonia. ! CAUTELA: O Avaya Installation Wizard e a instalação pela web acessível através das páginas de manutenção da Avaya na Web não devem ser executados ao mesmo tempo. com ajuda on-line Preenchimento automático.

O download da versão mais recente do GIW pode ser feito no endereço http://support. Esta capacidade se concentra na importação de informações de endereços IP.avaya. Pode ser estendido para Austrália e outros países até a próxima versão do Communication Manager. Gateway Installation Wizard (GIW) O Gateway Installation Wizard (GIW) é uma aplicação separada que auxilia na instalação e configuração dos G700 Media Gateways. incluindo parâmetros do nível do sistema e do tronco. 34 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Suporte para configuração do módulo IA770. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Existem atualizações do Avaya Installation Wizard disponíveis na Web. Suporte para Japão.com/avayaiw. NOTA: O Gateway Installation Wizard só é apoiado no S8300 Media Server. Suporte para diagnósticos de troncos. Um modelo de personalização para permitir a personalização seletiva de dados padronizados. tais atualizações não são necessariamente vinculadas a alguma versão de software do Communication Manager. Fornece uma Planilha de pré-instalação eletrônica (EIW) para automatizar a tarefa de importação de dados de pré-instalação selecionados.com/avayaiw. tais atualizações não são necessariamente vinculadas a alguma versão de software do Communication Manager. Suporte para configuração de troncos IP. instalando-se temporariamente um Módulo de Mídia ICC sobressalente no G700 Media Gateway até o fim do processo de instalação. ■ ■ Existem atualizações do GIW disponíveis na Web.avaya. Suporte para configuração de endereço IP de G700 Gateways distribuídos através do Gateway Installation Wizard (GIW). O download da versão mais recente do Avaya Installation Wizard pode ser feito no endereço http://support. Reino Unido e França. Conecta à porta serial do terminal atendedor. Configura informações IP para componentes de gateway de mídia de uma pilha.Visão geral do Avaya Communication Manager ■ Sistemas G700 remotos sem o Módulo de Mídia do Controlador de Chamadas Internas (ICC) podem ser configurados com o Installation Wizard. ■ Aplicações baseadas em laptop para a configuração dos G700 Media Gateways.

a tabela de capacidades para obter a lista completa de capacidades atualizadas. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ S8100 Media Server S8300 Media Server S8500 Media Server S8700 Media Server G350 Media Gateway G600 Media Gateway G650 Media Gateway G700 Media Gateway Para obter mais informações sobre algum desses servidores ou gateways de mídia. além da funcionalidade extensiva que o Communication Manager oferece. O S8100 Media Server usa um servidor Microsoft Windows 2000 como sistema operacional. Essas informações estão disponíveis on-line. Consulte. para localidades múltiplas e para ambientes de filiais. O S8100 apóia até 168 portas na configuração de gabinete único ou 618 portas na configuração de dois ou três gabinetes. O sistema pode utilizar até três gabinetes de gateway de dez slots CMC1 (montados na parede) ou G600 (de 19 polegadas. S8100 Media Server O S8100 Media Server da Avaya é indicado para clientes pequenos situados em uma única localidade. montados em rack). O servidor Windows 2000 oferece um nível de flexibilidade que permite a coexistência de várias aplicações em uma única plataforma de hardware. Nessas localidades.Servidores de mídia e gateways de mídia da Avaya Servidores de mídia e gateways de mídia da Avaya Os produtos de hardware abaixo são componentes que podem executar o Communication Manager. consulte o Guia de Soluções de Hardware do Avaya Communication Manager. o S8100 se concentra nos locais que apresentam necessidades sofisticadas de aplicações. também. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 35 . As informações mais atualizadas sobre a capacidade do sistema não estão listadas na documentação do Communication Manager. como correio de voz e sistema de redes. Consulte “Capacidades” na página 32 para obter instruções sobre como localizar a tabela de capacidades.

Entre os componentes principais estão o processador de pilha Cajun. Ele pode hospedar um S8300 Media Server ou vários outros módulos de mídia. como conectividade por dial-up e acesso por meio de monitor. O S8300 Media Server é um tipo especial de módulo de mídia.Visão geral do Avaya Communication Manager O S8100 Media Server fornece conectividade Ethernet integrada. ainda são fornecidas para atender os clientes que não possuem redes de dados estendidas a localidades remotas. mouse e teclado locais. que fornece ao sistema capacidades de processamento de chamadas. dependendo das necessidades de telefonia da localidade específica. as capacidades de voz. Isso permite que os clientes administrem a central como um ponto da LAN. Ele apóia o Communication Manager. Embora a conectividade com LAN esteja disponível. o Processador do gateway de mídia (MGP) e o mecanismo VoIP (voz através de protocolo da Internet) na placa MGP. fax e envio de mensagens necessárias para um negócio. 36 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Vários elementos compõem a combinação de S8300 Media Server e G700/G350 Media Gateway: ■ É sempre obrigatória a presença de um G700 ou G350 Media Gateway. através de uma rede IP . S8300 Media Server O S8300 Media Server da Avaya foi criado especificamente para ser usado com o G700 Media Gateway e com o G350 Media Gateway. O S8300 Media Server pode ser configurado como o controlador de chamadas principal ou como um servidor de Processador de sobrevivência local (LSP) reserva para um S8700 Media Server ou para outro S8300 Media Server da configuração. O CD ROM é usado em atualizações de software do sistema. ■ CD ROM de leitura externo O S8300 Media Server apóia uma unidade externa de CD ROM de leitura através de uma das duas portas USB do S8300. O S8300 Media Server da Avaya fornece ininterruptamente. Essa combinação de servidor e gateway de mídia converge a força do conjunto de facilidades do Communication Manager com a força da comutação distribuída a partir da linha de centrais de rede Avaya Cajun™ P330. outras opções.

administração e alarmes Um disco rígido IDE Unidade IDE de CD ROM Apoio para alimentação global na faixa de 100V a 250V Mídia de armazenamento para o sistema operacional. a terminais de entrada de dados. Apóia ambientes distribuídos em uma escala reduzida. dados e vídeo entre troncos digitais e analógicos. compatível com EIA-310-D. visto que possibilita um crescimento para até 3. O S8500 Media Server é a solução perfeita para clientes de porte médio. e linhas de dados que são conectadas a computadores host.0 e abriga o Avaya Communication Manager.200 portas.Servidores de mídia e gateways de mídia da Avaya S8500 Media Server O S8500 Media Server da Avaya é um servidor de telefonia montado em rack que executa o sistema operacional Red Hat Linux 8. duplicação. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 37 . SI e S8100. permitindo o uso de novas tecnologias e facilitando a migração de antigos sistemas da Avaya. O S8500 é capaz de apoiar Protocolo de Internet (IP) e pontos de terminação tradicionais. Plataforma progressiva para apoiar telefonia IP. uma plataforma Linux e um processador baseado em Intel em um servidor comercial. S8700 Media Server O S8700 Media Server da Avaya utiliza um mecanismo microprocessador padrão. de qualquer servidor Alarmes SNMP ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ O S8700 Media Server deve ser montado em um rack aberto de 19 polegadas. para os dados dos clientes e para o software de manutenção Apoio à conectividade via porta USB para modem Um cartão flash de 128 MB para a mídia removível Apoio a alarme de chamadas remotas para fora. acesso aos serviços. a computadores pessoais e a endereços na Internet. O S8700 Media Server utiliza conexões de alta velocidade. Características do S8700 Media Server: ■ Portas Ethernet 10/100 para apoiar os enlaces de controle de rede IPSI. para rotear voz. ■ ■ ■ Caminho de migração para servidores DEFINITY CSI.

0 As novas aquisições do S8300. O sistema operacional e a versão 2. Os seguintes módulos de mídia do fator de forma do G700 foram desenvolvidos: ■ ■ Módulo de mídia analógico MM714 4FXS + 4FXO Módulo de mídia BRI MM722 de duas portas 38 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A atualização para a versão 2. ■ ■ O G350 apóia um novo fator de forma de alta densidade e fornece um conjunto de serviços de infra-estrutura de voz e dados.Visão geral do Avaya Communication Manager Suporte para Linux 8. O S8300 Media Server é vendido com o sistema operacional e a versão 2.248 para um controlador de chamadas. O G350 Media Gateway pode ser controlado por um S8700 ou S8500 Media Server externo ou por um S8300 Media Server interno. alimentando telefones IP e pontos de acesso sem fio pela ethernet. O S8500 e o S8700 Media Server são vendidos com unidades de disco rígido vazias. É possível utilizar um processador ICC S8300 no G350 Media Gateway. O processo de atualização exige a remasterização (reformatação) das unidades de disco rígido e o carregamento do software e do sistema operacional novos a partir do CD ROM. Conectividade WAN (de dados). O G350 Media Module utiliza os módulos de mídia (MM) do fator de forma do G700 Media Module. Além disso. O G350 Media Gateway fornece ao cliente uma solução convergente de custo razoável para escritórios remotos/filiais com 15 a 40 estações. Veja alguns destaques do G350 Media Gateway: ■ Gateway de mídia VoIP com funções de tronco e linha. já que esta solução amplia o poder do Communication Manager em um pacote de sobrevivência. roteamento de conectividade de internet/intranet geral e comutação de LAN. Um servidor Communication Manager age como controlador de chamadas para o G350 Media Gateway.0 do Communication Manager no S8300 Media Server ou S8700 Media Server existente requer a atualização do sistema operacional para Red Hat Linux 8. S8500 e S8700 Media Server funcionam com o sistema operacional Red Hat Linux 8.0 do Communication Manager nos discos rígidos.0. G350 Media Gateway O G350 Media Gateway é um dispositivo modular de baixo custo destinado a pequenas filiais de grandes empresas.0 do Communication Manager são vendidos separadamente em um CD e instalados nos servidores de mídia do local.0. roteamento de conexões H. os clientes de filiais não precisam sacrificar suas facilidades telefônicas.

O G600 Media Gateway é alimentado somente por corrente alternada (CA) e não contém baterias internas. O G600 tem as seguintes características: ■ Podem existir até quatro G600 Media Gateways em cada Rede de portas (PN) com o S8700 Media Server e o S8500 Media Server. O G650 também inclui: ■ Suporte para até 14 slots de placas TN universais em um compartimento comum Um novo desenho de fonte de energia 655A que: — opera com alimentação de entrada CA ou CC ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 39 . devido ao comprimento do cabo TDM.35/X. terceiro e quarto G600 Media Gateways opcionais designados B. um fator de forma de dados e escalabilidade. designado de A. C e D. As placas são inseridas e removidas pela parte frontal do gabinete. Os quatro G600 Media Gateways devem estar em um rack de dados.21 As seguintes placas correspondem ao novo fator de forma de alta densidade: ■ ■ Módulo de expansão DCP MM312 de 24 portas Módulo de expansão PoE MM314 de 24 portas G600 Media Gateway O G600 Media Gateway mede aproximadamente 19 polegadas de largura. 13 polegadas de altura e 21 polegadas de profundidade e contém 10 slots universais. e de um segundo. além de uma fonte de energia. ■ ■ ■ ■ G650 Media Gateway O G650 Media Gateway é um gabinete avançado montado em rack que oferece aos clientes um gateway expansível para configurações tradicionais e IP. Recomenda-se um painel de conexão RJ45 para conexões cruzadas com uma LAN ou um distribuidor geral.Servidores de mídia e gateways de mídia da Avaya ■ ■ Módulo de mídia de roteamento WAN MM340 E1/T1 Módulo de mídia de roteamento WAN MM342 V. O S8100 Media Server pode apoiar até três G600 Media Gateways. Uma PN consiste em um G600 Media Gateway de controle. respectivamente. A Entrada/Saída do gabinete é acessada pela parte de trás e através de um slot frontal de passagem de cabos.

corrente. Se um S8300 Media Server for usado internamente. O suporte da IPSI TN2312BP para manutenção do gabinete G650 inclui: ■ ■ monitoração da temperatura da alimentação/ventilação uma interface de barramento avançada da IPSI TN2312BP para as fontes de energia 655A do compartimento do G650 um fio da IPSI TN2312BP para a fonte de energia 655A que permite monitoração ambiental da fonte de energia e do conjunto de ventilação ■ G700 Media Gateway O G700 Media Gateway pode ser montado em um rack de dados de 19 polegadas EIA-310-D padrão ou apoiado sobre uma mesa. em conjunto com um melhor relatório do ambiente. aumentam a confiabilidade. temperatura e velocidade da ventilação As fontes de energia redundantes. A funcionalidade IPSI da TN2312BP consiste em: ■ ■ ■ ■ funções IPSI existentes (placa TN2312AP) manutenção do gabinete G650 Controle do Dispositivo de alarme fornecido pelo cliente (CPAD) Duplicação da IPSI para sistemas conectados por IP As atualizações da IPSI TN2312AP para IPSI TN2312BP exigem a troca da placa. a disponibilidade e a capacidade de manutenção do compartimento no desenho atual do G600. O G700 utiliza módulos de mídia.Visão geral do Avaya Communication Manager — pode ser usada na configuração independente ou redundante em um único compartimento — permite o compartilhamento de carga quando usada no modo redundante ■ Melhor monitoração do estado e controle do ambiente. conhecida como placa IPSI TN2312BP. incluindo verificação de tensão. 40 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . deve ser conectado ao slot de módulo de mídia V1. O G700 contém quatro slots para os módulos de mídia. Funcionalidade IPSI da TN2312BP O G650 Media Gateway inclui uma Interface de servidor de protocolo de Internet (IPSI) avançada. em vez de placas TN.

Uma vez conectado. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 41 . dentro do ambiente a ele vinculado. 4 ou 8 portas.711 Uma central de 8 portas para a camada 2 ■ ■ ■ ■ ■ Suporte para gateway MultiTech O Communication Manager pode utilizar o gateway VoIP da MultiTech. placa-mãe e módulos de mídia Quatro ventiladores internos responsáveis pelo resfriamento dos componentes internos Um painel de LED (indicador luminoso) que indica o estado do nível do sistema Uma porta serial para acesso à linha de comando Um mecanismo de VoIP que apóia até 64 chamadas de canal único G. o cliente pode vincular estações e troncos analógicos ao gateway MultiTech. Conheça outros destaques do G700: ■ ■ Tipos de conexões de Interface Ethernet 10/100 baseados em padrões Fonte de energia CA interna global que fornece energia CC de baixa tensão para os ventiladores. Com um gateway MultiTech de 2. Conectar um gateway MultiTech ao sistema é como conectar um ponto de terminação IP genérico H. o Communication Manager oferece uma solução de gateway VoIP viável e de sobrevivência.Suporte para gateway MultiTech O G700 possui um controlador Intel i960 que abriga o software básico de controle e gerenciamento da central. o procedimento é semelhante ao da conexão de um telefone IP. Qualquer sistema que esteja operando com o Communication Manager pode conectar-se ao gateway MultiTech e executá-lo. e apóia 15 portas de detecção de tons. um fornecedor independente.323. para filiais ou escritórios remotos com menos de 10 estações.

Visão geral do Avaya Communication Manager 42 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

As aplicações podem ser registradas como ramais IP no Communication Manager e. O software para servidor do conector é executado em um servidor de hardware independente do Communication Manager. assim. A API do Communication Manager consiste em um software para servidor do conector e em uma biblioteca API cliente do conector. monitorar e controlar esses ramais. Ou seja. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 43 . a API do Communication Manager e o Communication Manager propriamente dito não são executados no mesmo local. API do Communication Manager A API do Communication Manager oferece um conector para o Communication Manager que possibilita aos clientes desenvolverem aplicações que permitem o controle de chamada do chamador. Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) Consulte “Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI)” na página 56.Interfaces de programação de aplicações (APIs) 2 Uma Interface de programação de aplicações (API) permite que várias aplicações de software trabalhem com o Avaya Communication Manager.

introduzam estímulos e acessem os dados da central usando uma conexão de LAN de alta velocidade. TSAPI A Interface de programação de aplicações de serviços de telefonia (TSAPI) é uma API aberta apoiada pelo Avaya Computer Telephony que permite a integração com a ASAI do Communication Manager. JTAPI A Interface de programação de aplicações de telefonia em Java (JTAPI) é uma API aberta suportada pelo Avaya Computer Telephony que permite a integração com a ASAI do Communication Manager. A interface TSAPI suporta uma ampla variedade de sistemas operacionais e hardware de aplicações. São interfaces de programação orientadas a objetos. A DAPI permite o desenvolvimento de ferramentas avançadas de depuração para engenheiros de serviços. A DAPI destina-se apenas ao uso interno.Interfaces de programação de aplicações (APIs) DAPI A Interface de programação de aplicações DEFINITY (DAPI) é uma interface de programação de aplicações (API) orientada por objetos para acesso aos caminhos de dados e controle dentro do Communication Manager. As aplicações em JTAPI são suportadas em qualquer cliente que suporte uma máquina virtual JAVA (incluindo as plataformas Windows. TAPI Interface de programação de aplicações de telefonia (TAPI). UnixWare e Solaris) ou um navegador da Web compatível com Java. 44 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . o Windows NT e o UnixWare para clientes. Ela permite que as aplicações monitorem eventos com facilidade. o Windows 98. destinadas ao desenvolvimento de soluções de multimídia. pessoal de suporte de campo e desenvolvedores de software. o que inclui o Windows 95. o que significa que qualquer aplicação criada usando a DAPI tem seu uso limitado ao pessoal da Avaya.

passar a chamada para um tronco ou para outro telefone. Acessar o terminal atendedor Acesso discado ao terminal atendedor O acesso discado à facilidade do terminal atendedor permite que você alcance um terminal discando um código de acesso. Além disso. suas capacidades. O atendedor pode. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 45 . expandindo. Acesso individual ao terminal atendedor O acesso individual ao terminal atendedor permite que você chame um terminal atendedor específico. Cada terminal atendedor pode receber um número de chamada individual. assim. então. Rechamada Essa facilidade permite que os usuários tornem a chamar o terminal atendedor quando estão em uma chamada de duas pessoas ou chamada de conferência do terminal atendedor mantida no terminal.Facilidades do terminal atendedor 3 O Avaya Communication Manager contém muitas facilidades interessantes que facilitam a comunicação através do atendedor (operador) do sistema telefônico. ■ Os usuários de telefones analógicos pressionam a tecla de rechamada ou o gancho do telefone para tornar a chamar o atendedor. os atendedores podem conectar-se ao seu terminal atendedor (central) a partir de outros telefones do sistema.

de modo a proporcionar um melhor serviço aos hóspedes e clientes em potencial. Quando o terminal atendedor estiver ocupado.Facilidades do terminal atendedor ■ Os usuários com apresentação múltipla de chamadas pressionam a tecla de conferência ou de transferência para rechamar o atendedor e permanecem conectados quando qualquer uma das duas teclas é usada. 46 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Isto lhe permite atender as chamadas mais prontamente. Esta facilidade combina as capacidades de gerenciamento de propriedade de check-in/check-out com estado de arrumação. Isto é útil quando um atendedor quer impedir que os usuários de telefones façam chamadas de saída num grupo de troncos específico. Esta facilidade só estará disponível quando os serviços avançados para hospitais e hotéis estiverem ativados no sistema (consulte “Hospitalidade” na página 101). 6416 ou 6424 da Avaya. por um dado motivo. Os telefones de backup recomendados são os modelos 6408. Backup do terminal atendedor A facilidade backup do terminal atendedor permite acessar a maioria das facilidades do terminal atendedor de um ou mais telefones de backup especialmente administrados. tal como reservar um grupo de troncos para chamadas recebidas ou para uma chamada de saída muito importante. você poderá atender o excesso de chamadas dos telefones de backup pressionando uma tecla ou discando um código de acesso às facilidades. mas não exige que você tenha um Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS). Estado do quarto por meio do terminal atendedor O Communication Manager permite que um atendedor veja se um quarto está vago ou ocupado e qual é o estado de arrumação de cada quarto. Você pode então processar as chamadas como se estivesse no terminal atendedor. Funções do terminal atendedor que utilizam o protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) Controle do acesso ao grupo de troncos O controle do acesso ao grupo de troncos permite que um atendedor em qualquer nó do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) assuma o controle de qualquer grupo de troncos de saída num nó adjacente.

as chamadas redirecionadas do terminal atendedor para um ramal noturno só podem tocar naquele ramal e não seguem nenhuma rota de cobertura. Essa operação pode ser útil caso o atendedor necessite transferir uma chamada. Consulta pendular para o terminal atendedor A facilidade de consulta pendular permite que o atendedor alterne entre chamadas ativas e chamadas separadas. Vetorização do atendedor A vetorização do atendedor proporciona uma abordagem altamente flexível no gerenciamento de chamadas recebidas por um atendedor. As chamadas dos troncos de entrada para a filial. em um grupo de troncos local ou remoto. a menos que seja chamado por um usuário de telefone. Atendimento de chamadas Bloqueio do terminal atendedor — privacidade Esta facilidade impede que um atendedor torne a entrar numa conexão de várias pessoas mantida no terminal atendedor. são direcionadas por linhas de junção para o local central. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 47 . assim como as chamadas de terminal de voz para um terminal atendedor. mas primeiro deva conversar independentemente com cada usuário antes de completar a transferência. Esta facilidade elimina a necessidade de o atendedor memorizar ou procurar e discar os códigos de acesso aos troncos associados com grupos de troncos usados com freqüência. Por exemplo. Terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas O terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas permite que os atendedores de várias filiais possam ser concentrados em um local central. pressionando a tecla atribuída ao respectivo grupo. com o serviço noturno atual. Fica ativada ou desativada. Esta facilidade é programada no sistema de forma global.Atendimento de chamadas Seleção direta do grupo de troncos A seleção direta do grupo de troncos permite que o atendedor acesse diretamente um tronco de saída livre. A seleção direta do grupo de troncos tem como objetivo acelerar a saída de uma chamada pelo atendedor.

Chamada para ramais internos com restrição Um telefone com uma Classe de restrição (COR) que restringe chamadas recebidas não pode receber chamadas da rede pública. Este tom é ouvido apenas pelo usuário do telefone chamado. direcionada para o ramal. Chamada em espera A chamada em espera permite que um atendedor informe ao usuário de um telefone analógico que está ao telefone que há uma chamada em espera. Quando a fila diminui para abaixo do nível de alerta de fila. A chamada é. Conferências de dentro e de fora do sistema podem ser acrescentadas à chamada de conferência. Atendimento automatizado O atendimento automatizado permite que o chamador digite o número de qualquer ramal no sistema. as chamadas do serviço noturno seguem a rota de cobertura do ramal noturno. livre para atender outras chamadas. O atendedor fica. o alerta é desativado. incluindo o atendedor. Também ocorre um alerta audível quando o terminal atendedor está em modo de serviço noturno. Alerta de backup A facilidade de alerta de backup notifica os atendedores de backup de que o atendedor principal não pode atender uma chamada. para um sistema de correio de voz. 48 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . por fim. A rota de cobertura pode ir para outro ramal e. A diminuição da necessidade de atendedores humanos permite a redução dos custos.Facilidades do terminal atendedor Com a vetorização do atendedor. Fornece alerta audível e visual para os ramais de backup quando a fila do terminal atendedor alcança seu nível de alerta de fila. Conferência A facilidade de conferência permite que um atendedor configure uma chamada de conferência para até seis conferencistas. Esta facilidade lhe permite cancelar esta restrição. então. independentemente do tamanho da fila no terminal atendedor. originadas pelo terminal atendedor ou por ele transferidas. então. O chamador pode então deixar uma mensagem que poderá ser recuperada e manipulada. O atendedor ouve um tom de controle de chamada em espera e o usuário do telefone ocupado ouve um tom de chamada em espera.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 49 . Um aviso temporizado tem início quando a chamada está em espera. que recebem prioridade máxima. Fila de prioridade A fila de prioridade coloca as chamadas recebidas em fila ordenada para o terminal atendedor. Esta facilidade. Facilidade Cancelar redirecionamento de chamada A facilidade Cancelar redirecionamento de chamada permite que o atendedor contorne as facilidades de desvio.Atendimento de chamadas Intercalação (oferta de chamada) Permite que um atendedor entre numa chamada em curso para informar a pessoa chamada sobre uma mensagem ou outra chamada. Os avisos temporizados tentam devolver a chamada ao mesmo atendedor que a atendeu anteriormente. Se a chamada não for atendida dentro do tempo determinado. conectando uma chamada a um ramal mesmo quando essas facilidades de desvio estiverem ativadas. incluindo chamadas de emergência. pode ser usada para fazer chegar a um usuário do telefone uma chamada de emergência ou urgente. como enviar todas as chamadas e cobertura de chamadas. dependendo do tipo de tronco usado para a chamada recebida. Esta facilidade lhe permite definir doze categorias diferentes de chamadas recebidas para o terminal atendedor. junto com a intercalação do terminal atendedor. Somente quando o atendedor original não está disponível é que as chamadas voltam para a fila de espera. Liberação temporizada de chamada em retenção A liberação temporizada de chamada em retenção permite que o atendedor retenha uma chamada no terminal se a chamada não puder ser conectada imediatamente com a pessoa chamada. ela volta à fila de espera para o terminal atendedor. Número na lista telefônica Permite que chamadores externos acessem seu grupo de terminal atendedor de duas formas. quando essas chamadas não podem ir imediatamente para ele. Você pode permitir acesso ao grupo de terminal atendedor através de troncos de entrada de discagem direta a ramal. ou permitir acesso ao grupo de terminal atendedor através de troncos de entrada de central pública e de central estrangeira.

Um chamador externo pode ter que rediscar repetidamente para completar a chamada porque os troncos estão ocupados. desligar ou continuar a esperar. 50 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Esta facilidade é útil se os troncos forem escassos e os serviços de discagem direta ao ramal não estiverem disponíveis. Chamada em série A facilidade de chamada em série permite que um atendedor transfira chamadas de troncos que voltam para o mesmo atendedor depois que a pessoa chamada desliga o telefone. Uma vez que os chamadores conseguem completar a ligação para um terminal atendedor. eles podem usar a mesma linha para a central em chamadas múltiplas. O display do atendedor mostra se uma chamada recebida é uma chamada em série. A chamada devolvida pode então ser transferida para outro ramal dentro da central. O Communication Manager suporta vários terminais atendedores com temporizador de chamadas administráveis para serem usados em várias situações. Aviso temporizado e terminal atendedor com temporizador de chamadas Os terminais atendedores com temporizador de chamadas alertam automaticamente o atendedor após um intervalo de tempo nos seguintes tipos de chamada: ■ Chamadas que demoram a ser atendidas ou que esperam para ser conectadas com um telefone analógico ocupado Chamadas de uma pessoa colocada em espera no terminal Chamadas transferidas que não foram atendidas após a transferência ■ ■ A facilidade do aviso temporizado informa o atendedor que uma chamada precisa de atenção adicional.Facilidades do terminal atendedor Corte de áudio seletivo de participante de conferência Consulte “Corte de áudio seletivo de participante de conferência” na página 85. o usuário pode optar por tentar outro número de ramal. Depois que o terminal atendedor se reconecta à chamada.

Se o atendedor estiver numa chamada ativa e apertar dígitos no teclado. Essa facilidade afasta o chamador de forma que o atendedor possa determinar confidencialmente se a pessoa chamada pode aceitar a chamada. assim como as chamadas feitas pelos usuários diretamente para os terminais atendedores. receber mensagens. a empresa pode definir uma língua adicional para ser usada pelos usuários e atendedores no seu display. Além disso. Início de chamada automático e não separar chamada A facilidade de início de chamada automático permite que o atendedor faça uma chamada telefônica sem primeiro apertar a tecla de início. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 51 . francês. Os terminais atendedores podem selecionar uma das diversas línguas disponíveis para o display: inglês. As informações são apresentadas no display alfanumérico do terminal atendedor. são direcionadas para o atendimento centralizado através de troncos de ligações liberadas. Fazer chamadas Grupos auto-manuais Os grupos auto-manuais permitem que um atendedor anuncie uma chamada ou fale em particular com a pessoa chamada sem ser ouvido pela pessoa que faz a chamada. A facilidade de não separar chamada desativa a facilidade de início de chamada automático e permite o envio de tons multifreqüenciais pela linha com a finalidade de.Serviço de atendimento centralizado (CAS) Serviço de atendimento centralizado (CAS) O Serviço de atendimento centralizado (CAS) possibilita que os serviços de terminal atendedor em uma rede privada sejam concentrados num local central. Display A facilidade de display apresenta informações referentes à chamada que ajudam o atendedor a operar o terminal. o sistema automaticamente separa a chamada e começa a discar a segunda chamada. Essa facilidade também apresenta informações sobre serviços pessoais e mensagens. As chamadas recebidas para a filial. entre outras coisas. Cada filial do serviço de atendimento centralizado tem o seu próprio número na lista telefônica ou outro tipo de acesso a partir da rede pública. italiano ou espanhol.

o primeiro alerta de emergência permanece ativo no telefone em que ele foi reconhecido. Se o sistema for administrado de forma que apenas um usuário deva responder. permitindo que o atendedor ou outro usuário direcione a resposta do serviço de emergência ao chamador. seleciona-se um tronco inativo no grupo desejado. As chamadas subseqüentes são colocadas em fila no próximo ramal disponível na ordem em que foram feitas. a chamada recebida será colocada na fila. Apertando uma tecla rotulada. Esta facilidade elimina a necessidade de o atendedor memorizar ou procurar e discar os códigos de acesso aos troncos associados a grupos de troncos usados com freqüência. Assim que chega uma chamada com alerta de emergência no terminal. Quando a facilidade alerta de emergência está ativa. O terminal pode ainda originar chamadas para permitir a notificação de outros empregados. o terminal atendedor é posto no Modo de posição ocupada. 52 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Se o sistema for administrado de modo que todos os usuários devam atender. o atendedor direciona o acesso a um tronco de saída livre apertando a tecla atribuída ao grupo de troncos. Alertas de emergência no terminal atendedor O alerta de emergência usa alertas visuais e sonoros para notificar os terminais atendedores quando é efetuada uma chamada de emergência. todos os usuários devem atender a todas as chamadas e. Embora esta facilidade seja usada freqüentemente nas indústrias hoteleira e hospitalar.Facilidades do terminal atendedor Monitorar chamadas Seleção direta de grupo de troncos via terminal atendedor Com esta facilidade. O alerta audível soa como uma sirene de ambulância. as chamadas não são necessariamente colocadas na fila na ordem em que são feitas. nesse caso. O alerta visual faz piscar o indicador luminoso da tecla CRSS-ALRT e exibe o nome e o número (ou quarto) do chamador. de forma que nenhuma outra chamada recebida interfira com a notificação da chamada de emergência. pode ser configurada para funcionar com qualquer tipo de terminal atendedor. Se for efetuada uma chamada de emergência enquanto outro alerta de emergência ainda estiver ativo. o usuário do terminal deve pressionar a tecla de posição ocupada para desocupar o terminal e pressionar a tecla de alerta de emergência para desativar o alerta audível e visual. O alerta de emergência mostra a origem da chamada de emergência.

O atendedor pode. Prestando atenção aos indicadores luminosos associados aos grupos de troncos.Monitorar chamadas Seleção direta de ramal com indicador luminoso de ocupado Esta facilidade permite que o atendedor acompanhe o estado dos ramais — quer o ramal esteja inativo ou ocupado — e faça ou transfira chamadas para números de ramal sem ter que discar o número do ramal. Identificação de troncos pelo atendedor A identificação de troncos permite que um atendedor ou usuário de telefone equipado com display identifique um tronco específico usado numa chamada. O atendedor pode usar esta facilidade de duas formas: ■ ■ usando o acesso normal à seleção direta de ramal. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 53 . Esta capacidade técnica é fornecida atribuindo-se uma tecla de identidade do tronco ao terminal atendedor ou ao telefone. direcionar outras chamadas para esses grupos de troncos da forma adequada. Isto permite que o atendedor monitore o uso desses grupos de troncos. Esta facilidade é especialmente útil para identificar um tronco com defeito. Esse tronco pode então ser retirado de serviço e o problema rapidamente corrigido. Esta facilidade é particularmente útil para mostrar ao terminal atendedor que a facilidade de controle pelo terminal atendedor do acesso ao grupo de troncos precisa ser invocada. Acesso ao grupo de troncos O acesso ao grupo de troncos permite que um atendedor controle grupos de troncos e impede que os usuários de telefones acessem diretamente um grupo de troncos controlado. Indicadores de ocupado/falha do grupo de troncos para o terminal atendedor Esta facilidade fornece ao terminal atendedor uma indicação visual de que o número de troncos ocupados num grupo atingiu um nível programado. o atendedor pode determinar se o número de troncos ocupados num grupo de troncos específico atingiu um nível de alerta predeterminado e se todos os troncos num grupo de troncos específico estão ocupados. Também é fornecida uma indicação visual quando todos os troncos de um grupo estão ocupados. então. usando o acesso aperfeiçoado à seleção direta de ramal.

para localizar cada tecla e determinar a facilidade designada a cada uma. sem ter que executar a facilidade. Cada expressão falada é uma seqüência de uma ou mais mensagens de uma única voz. 54 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Tecla de última operação: uma voz informa a última operação executada. Todos os toques de chamada desativados anteriormente (por exemplo: rechamadas e chamadas recebidas) são reativados. Tecla de estado do terminal: uma voz informa se o terminal está no estado de posição disponível ou ocupada.Facilidades do terminal atendedor Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS) O Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS) fornece retorno em forma de voz para atendedores portadores de deficiência visual. nomes pessoais e algumas finalidades de chamadas). Tecla de estado do display: uma voz informa o que está sendo exibido no display do terminal. ■ ■ ■ ■ ■ O atendedor com deficiência visual pode usar o modo Inspecionar. Não existe apoio de VIAS para todas as facilidades do display (por exemplo: informação sobre classe de restrição. se o terminal é um terminal noturno. Esta facilidade define seis teclas do terminal atendedor para auxiliar atendedores com deficiência visual: ■ Tecla de ativação/desativação do terminal atendedor para deficientes visuais: ativa ou desativa a facilidade. qual o estado da fila do terminal atendedor e qual o estado dos alarmes do sistema. Tecla de última mensagem por voz: repete a última mensagem por voz. Tecla de estado de seleção direta de grupo de troncos: uma voz informa o estado de um grupo de troncos monitorado pelo terminal atendedor.

O Avaya Computer Telephony oferece a plataforma e a arquitetura CTI que dão suporte aos requisitos das aplicações de centrais de contatos. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 55 .Central de atendimento 4 A central de atendimento Avaya oferece uma plataforma de telecomunicações totalmente integrada que apóia uma poderosa variedade de facilidades. O Avaya Computer Telephony (anteriormente denominado CentreVu™ Computer Telephony) é um software para servidor que integra as vantajosas facilidades de controle de chamadas do Communication Manager com as informações do cliente contidas nos bancos de dados de clientes. juntamente com novas Interfaces de programação de aplicações (APIs). Integração computador-telefonia (CTI) A Integração computador-telefonia (CTI) permite que as facilidades do Avaya Communication Manager sejam controladas por aplicações externas e permite a integração dos bancos de dados de informações do cliente com as facilidades de controle de chamadas. É uma solução CTI baseada em rede local (LAN). capacidades e aplicações concebidas para atender todas as necessidades dos clientes de uma central de atendimento. consistindo em um software para servidor que funciona em uma configuração cliente/servidor.

para a chamada recebida. A ASAI aumenta a eficiência do atendimento de chamadas dos agentes DAC permitindo que um adjunto monitore. Isso permite que uma aplicação CTI utilize diretamente o NCR para redirecionar uma chamada recebida na RTPC através da aplicação de roteamento adjunto ASAI. A ASAI conecta o Communication Manager e aplicações adjuntas. A solicitação de redirecionamento.932 para serviços suplementares. 56 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . junto com a RTPC redirecionada a um número de telefone. As mensagens e procedimentos da ASAI são baseados na norma internacional ITU-T Q.Central de atendimento Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) A Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) permite que as aplicações adjuntas tenham acesso a um conjunto de facilidades e serviços do Communication Manager. controle e termine chamadas na central. A ASAI faz parte do Avaya Computer Telephony. A solicitação de redirecionamento invoca qualquer forma de redirecionamento de rede atribuída ao grupo de troncos. A ASAI pode ser usada para Gerenciamento de chamadas de entrada (ICM). é incluída na mensagem de seleção de roteamento do adjunto. A interface permite que aplicações do adjunto acessem facilidades do Communication Manager e forneçam informações de roteamento ao sistema. A integração com os adjuntos ocorre através de APIs. As informações redirecionadas ao destino de redirecionamento são apoiadas da mesma forma que um NCR invocado por vetor. da mesma forma como um NCR invocado por vetor. Apoio de roteamento adjunto para redirecionamento de chamadas na rede Esta facilidade fornece a capacidade de invocar o Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) através da resposta à solicitação de rota para um passo de vetor de roteamento adjunto. inicie. Gerenciamento de chamadas de saída (OCM) e aplicações de mensagens/automação do escritório. Essa capacidade funciona com o tipo de transferência de rede (onde a central configura a segunda parte de uma chamada) ou com o tipo de desvio de rede (onde a RTPC configura a segunda parte da chamada) de protocolos de NCR. A ASAI usa dois tipos de transportes: ■ ■ Transporte RDSI-BRI (ASAI-BRI) Transporte de protocolo de controle de transmissão/protocolo de internet do gateway de LAN (TCP/IP do gateway de LAN).

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 57 . é uma aplicação que permite a comunicação entre clientes TCP/IP e o processamento de chamadas do Communication Manager. a aplicação DLG é um software que faz o roteamento de mensagens entre redes de um protocolo para outro (RDSI para TCP/IP) e faz a ponte de todo o tráfego de mensagens da ASAI através de um protocolo de canalização TCP/IP. Para obter mais informações sobre o DLG co-residente e o G700 Media Gateway. 555-233-116. a conectividade é fornecida pela ethernet do processador. Ele reproduz uma mensagem nas chamadas diretas a agentes que estejam em espera numa fila. O DLG co-residente fornece a funcionalidade Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) usando um transporte de ethernet. ou DLG. Installation for Adjuncts and Peripherals for Avaya Communication Manager. consulte os capítulos intitulados “DEFINITY LAN Gateway and ASAI-Ethernet” e “Installation and Test for CallVisor ASAI”. o Gateway da LAN (rede local) DEFINITY. Consulte também os seguintes documentos: ■ DEFINITY Enterprise Communications Server CallVisor ASAI Applications Over MAPD. ■ Anúncio de chamada direta a agente (DAA) O Anúncio de chamada direta a agente (DAA) aperfeiçoa as capacidades técnicas de chamada direta a agente para a Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) e para a Seleção por especialidade de agente (EAS). Em configurações anteriores.Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) Gateway co-residente da LAN DEFINITY Em termos simples. O DLG interno é chamado de DLG co-residente. um Gateway da LAN DEFINITY (DLG) era conectado externamente a uma placa MAPD TN801 separada. O DLG co-residente está disponível somente com o S8300 Media Server. em vez do transporte de Interface da taxa básica (BRI). onde co-reside com o Communication Manager. 555-230-220. Usando termos mais técnicos. no manual Avaya MultiVantage™ Software CallVisor ASAI Technical Reference. No S8300 Media Server. A aplicação DLG é colocada internamente. 555-230-136.

Identificação de grupo de troncos A identificação de grupo de troncos permite que as aplicações ASAI possam obter informações de grupo de troncos. Os pedidos de mudança de taxa para especificar uma nova taxa de tarifação podem ser feitos a qualquer momento depois de a chamada ser atendida e antes de ser desligada. de modo que a UUI ASAI nunca era passada para uma aplicação que estava monitorando chamadas no sistema que recebia a transferência. Se a ANI for conhecida. Se as operações de transferência e conferência forem controladas por uma aplicação de software (por exemplo: controlando chamadas ou agentes em um enlace ASAI). a aplicação pode inserir a UUI ASAI desejada na nova chamada. Alteração de modo de trabalho pendente Essa facilidade permite que as aplicações ASAI alterem o modo de trabalho atual de um agente enquanto esse agente está ocupado em uma chamada. A tarifação flexível requer uma interface de aplicação de central-adjunto e outra aplicação de software. A alteração é uma alteração pendente que ocorrerá assim que todas as chamadas atuais forem removidas.Central de atendimento Tarifação flexível A facilidade de tarifação flexível permite que o Communication Manager ou um adjunto se comunique com a rede pública usando mensagens RDSI-PRI para mudar a taxa de tarifação de uma chamada recebida do tipo 900 (EUA). 58 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A ASAI fornecerá as informações do grupo de troncos nos relatórios de eventos para chamadas de entrada e de saída. Anteriormente. Esta facilidade só se aplica às operações manuais de transferência e conferência. Propagação da Informação de usuário a usuário (UUI) durante operações manuais de transferência e conferência Esta facilidade permite que a UUI especificamente usada pela ASAI seja propagada para a nova chamada durante as operações manuais de transferência e conferência. a UUI ASAI não podia ser enviada em uma mensagem de configuração quando a chamada era transferida para outro sistema. os relatórios de eventos terão informações do grupo de troncos e o CPN. mesmo quando o Número do chamador (CPN) é conhecido. A tarifação flexível está disponível nos EUA para uso com o serviço AT&T MultiQuest 900 Vari-A-Bill.

Em chamadas para VDNs com a opção configurada com y(es). que é um grupo de agentes que recebem o mesmo tipo de chamada. as chamadas recebidas podem ser direcionadas para o primeiro agente livre ou para o agente mais livre de um grupo de agentes. Os agentes num ambiente DAC são designados para um grupo de busca. em fila e conectada e à mensagem de solicitação de roteamento adjunto da ASAI. o grupo poderia ser: ■ ■ ■ ■ Um departamento de benefícios dentro da sua empresa Um departamento de atendimento para produtos que vende Um serviço de reservas de viagem Um grupo de atendedores Além disso. Por exemplo. Com a DAC. Um grupo de busca também é conhecido como um split ou skill com Seleção por especialidade de agente (EAS). Isso se aplica às mensagens de eventos de oferta de chamada. Um grupo de busca poderia consistir em pessoas treinadas para atender chamadas sobre tópicos específicos. Isso vale para aplicações CTI que exigem o ramal VDN ativo em vez do número chamado. Um grupo de busca é especialmente útil quando se espera um grande número de chamadas para um número de telefone específico. o número chamado fornecido corresponderá ao VDN ativo para a chamada. o grupo poderia ser: ■ ■ ■ Um grupo de modems Um grupo de portas de circuitos de linha de dados Um grupo de módulos de dados 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 59 . chamada em alerta.Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) Cancelamento de VDN para mensagens ASAI Essa facilidade fornece uma opção de VDN para cancelar o número chamado em determinadas mensagens da ASAI em chamadas RDSI. Por exemplo.“VDN Override for ISDN Trunk ASAI Messages (default is n(o))”. Distribuição automática de chamadas (DAC) A Distribuição automática de chamadas (DAC) é o elemento básico das aplicações da central de atendimento. um grupo de busca poderia consistir em um grupo de recursos de telecomunicação partilhados. em vez do número original chamado fornecido na mensagem ISDN SETUP. A facilidade fica em um campo da página 2 da tela do VDN . A DAC lhe oferece um método eficaz e equitativo de distribuição de chamadas recebidas entre os agentes disponíveis.

e redirecionadas para o grupo de busca “C” se não tiverem sido atendidas num prazo programável. Figura 2. enquanto os agentes estão ocupados. Um exemplo básico de distribuição automática de chamadas 2 1 3 4 7 6 5 6 8 cydfauto KLC 030102 1 2 3 4 Sistema executando o Avaya Communication Manager Linhas de entrada Grupo de busca A: viagem de negócios Grupo de busca B: viagem pessoal 5 6 7 8 Grupo de busca C: informações gerais Filas de espera Cobertura de chamadas para o grupo de busca C Correio de voz 60 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . o grupo de busca “A” recebe as chamadas somente quando os agentes estão disponíveis. já que não há uma fila de espera. As chamadas para o grupo de busca “B” podem ser colocadas em fila de espera. As chamadas para o grupo de busca “C” são redirecionadas para o correio de voz se não forem atendidas num prazo definido.Central de atendimento No exemplo da Figura 2.

O adjunto deve então responder com uma mensagem de seleção de rota. Roteamento adjunto O roteamento adjunto é um passo do vetor que. Uma chamada abandonada é aquela em que o chamador desliga antes de a chamada ser atendida. especificando o número interno ou externo de destino para onde a chamada deve ser roteada. Retorno local para chamadas DAC em fila Uma tendência de economia de custos usada por muitas centrais de atendimento é a movimentação de agentes de locais dos EUA e da UE para instalações estrangeiras.Busca de chamadas abandonadas Busca de chamadas abandonadas A busca de chamadas abandonadas permite que uma central pública que não fornece supervisão de desligamento rápida identifique chamadas abandonadas. A busca de chamadas abandonadas só é adequada para centrais públicas mais antigas que não fornecem supervisão de desligamento rápida. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 61 . O roteamento adjunto é usado em conjunto com a ASAI. Uma das desvantagens dessa prática é o aumento dos custos com troncos causado pelo redirecionamento de chamadas para esses locais estrangeiros. envia uma solicitação de rota através do enlace especificado até o adjunto conectado. Embora não esteja restrita a isso. Você pode usar o AAS para trazer membros de um grupo DAC de volta para o modo de trabalho com operação automática depois de uma reinicialização do sistema. consultando para onde rotear a chamada que está sendo processada. Grupo com estado de livre automático (AAS) O Grupo com estado de livre automático (AAS) permite que os membros de um grupo de Distribuição automática de chamadas (DAC) fiquem continuamente no modo de trabalho com operação automática. Um agente no modo de trabalho com operação automática fica disponível para outra chamada DAC imediatamente após ser desconectado de uma chamada DAC. quando executado. esta facilidade se destina a ser usada para grupos contendo somente gravadores ou unidades de resposta audível.

Além disso. O Communication Manager permite a continuação do processamento de vetores na central de envio local. Geralmente. Sistema básico de gerenciamento de chamadas (BCMS) Avaya O Sistema básico de gerenciamento de chamadas (BCMS) Avaya ajuda a sintonizar bem a operação da sua central de atendimento. 62 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . você pode definir indicadores luminosos auxiliares de alerta de fila para rastrear o estado da fila. Devido à natureza contínua da música. aguardando por um agente disponível. mesmo depois que a chamada é direcionada para a fila de uma central de destino situada em local estrangeiro.Central de atendimento Quando uma chamada é redirecionada para uma central alternativa. de supervisores ou nos terminais atendedores. passa a ser a responsabilidade da central de destino fornecer retorno audível para o chamador enquanto a chamada permanece em fila na central de destino. Para ajudar a monitorar a atividade da fila. tal retorno audível vem na forma de música intercalada com anúncios gravados. pode ser visualizado o número de chamadas na fila e o tempo de espera na fila da chamada mais antiga de um grupo. você pode designar essas indicações a indicadores luminosos nos terminais de agentes. fornecendo relatórios com os dados necessários para medir o desempenho dos seus agentes da central de atendimento. Indicadores do estado da fila O Communication Manager permite-lhe designar indicadores de estado da fila para chamadas DAC com base no número de chamadas na fila e no tempo de espera. Quando os troncos entre as centrais de envio e recebimento são troncos IP. continuar a fornecer retorno audível ao chamador enquanto a chamada está em fila na central de destino. a largura de banda é utilizada quando a música e os pacotes de anúncio gravados são enviados da central de destino para o chamador. O processamento de vetores na central de envio pode. então. Em telefones com display. a largura de banda necessária para fornecer esse retorno audível aos chamadores em fila é geralmente maior que aquela exigida para apoiar uma conversa entre um chamador e um agente. Nenhum pacote precisa ser enviado pelo tronco IP durante a fase de enfileiramento da chamada.

o valor potencial do negócio e sua disponibilidade para aguardar são calculados e o sistema decide que agentes devem ser atribuídos aos chamadores. as necessidades do chamador. Melhorias relacionadas ao Advocate Agente de reserva automática Os agentes de reserva automática permitem que o sistema use a facilidade de distribuição de alocação percentual para especialidades de agentes. como: — Agente — Resumo do agente — Grupo — Resumo do grupo — Grupo de troncos — Número de diretório de vetor Avaya Business Advocate O Avaya Business Advocate é um conjunto de facilidades que fornece flexibilidade na forma como uma chamada é selecionada para um agente em uma situação de excesso de chamada e na forma como um agente é selecionado para uma chamada. O BCMS recolhe e processa dados de chamadas DAC (até sete dias) dentro do sistema. A seguir estão os tipos de relatórios que podem ser criados: ■ Relatórios em tempo real. Em vez da tradicional abordagem “primeira a entrar/primeira a sair”.Avaya Business Advocate A facilidade BCMS oferece controle e relatórios de gerenciamento de chamadas a baixo custo para centrais de atendimento com até 2. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 63 . como: — Estado do agente — Estado do sistema — Estado do número de diretório de vetor ■ Relatórios históricos. não é necessário um processador adjunto para produzir relatórios de gerenciamento de chamadas.000 agentes.

Ajuste dinâmico do limiar O ajuste dinâmico do limiar permite que o sistema compare os níveis reais dos serviços com as metas de serviços e ajuste os limiares de sobrecarga. O sistema pode então ajustar a meta de serviços de modo que o uso global da especialidade seja mais eficiente. 64 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Central de atendimento Cancelar seleção de chamada por especialidade O cancelamento de seleção de chamada é determinado por especialidade. Esta facilidade garante um manuseio equilibrado de chamadas entre os VDNs. que deve ser igual à proporção de objetivos de serviço para os VDNs. Ajuste dinâmico do percentual A facilidade de ajuste dinâmico do percentual permite que o sistema compare níveis reais de serviço com níveis esperados. de uma especialidade. Esta facilidade torna mais eficiente o uso de agentes de sobrecarga. com a meta alocada para aquela especialidade. Distribuição de alocação percentual A distribuição de alocação percentual permite que o sistema distribua as chamadas para o agente de reserva automática. Posição dinâmica na fila A posição dinâmica na fila permite que o sistema coloque chamadas de vários Números de diretórios de vetores (VDNs) em uma fila de especialidades. apenas. Contagem de agentes Advocate registrados A facilidade de contagem de agentes Advocate registrados conta os agentes para completar o limite de agente Advocate se o objetivo de serviço. comparando o tempo de trabalho de um agente de reserva. ou se uma das especialidades do agente for atribuída ao agente menos ocupado ou ao supervisor de nível de serviço. O cálculo é baseado na proporção de ASA para os VDNs. ou para a central de atendimento inteira. Os supervisores de central de atendimento podem cancelar a atividade normal de atendimento de chamada em determinadas especialidades. a alocação percentual ou uma especialidade reservada forem atribuídos ao identificador de login do agente.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 65 . analisando a demanda e dirigindo cada chamada para a localidade mais capaz de lidar com ela — por exemplo.Avaya Virtual Routing Ativar tempo na fila do agente de reserva Esta facilidade ativa um agente de reserva se um Tempo de espera estimado (EWT) de especialidade exceder um limite predeterminado ou se o tempo de chamada na fila exceder o limite do supervisor de nível de serviço administrado. no tempo de espera na fila ou na hora do dia. Esse sistema o ajuda a gerenciar pessoas. formata relatórios de gerenciamento e fornece uma interface de administração para a Distribuição automática de chamadas (DAC). com base no volume de chamadas. Os agentes de reserva são desconectados de uma especialidade apenas quando as seguintes condições são atendidas: ■ O EWT da especialidade atingir um nível inferior a ambos os limites definidos. volume de tráfego e equipamentos num ambiente DAC. respondendo às seguintes perguntas: ■ ■ ■ Com quantas chamadas estamos lidando? Quantas pessoas abandonam as chamadas antes de falar com um agente? Todos os agentes estão lidando com uma parcela justa do volume de chamadas? As nossas linhas estão ocupadas com freqüência suficiente que justifique o acréscimo de linhas adicionais? Como mudou o tráfego num dado grupo de busca DAC durante o último ano? ■ ■ Avaya Virtual Routing Avaya Virtual Routing (anteriormente conhecido como Interfluxo com consulta ou LAI) equilibra o número de chamadas DAC em múltiplas localidades. ■ Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) Avaya O Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) Avaya recolhe dados sobre tráfego de chamadas. O tempo de espera da primeira chamada da fila não ultrapassar o limite do supervisor de nível de serviço. O roteamento virtual ajuda os clientes a balancearem as cargas de chamadas entre suas localidades.

o sistema de backup pode aceitar ou rejeitar a chamada também com base em parâmetros definidos. O chamador recebe interações verbais do sistema e digita informações em resposta às interações. Redirecionamento aperfeiçoado de informações O redirecionamento aperfeiçoado de informações permite que informações relacionadas à central de atendimento sejam transmitidas de modo transparente através de redes públicas e redes privadas não-QSIG ou QSIG. Para obter mais informações sobre UUI. Por sua vez. O objetivo principal desta facilidade é aumentar a eficiência de atendimento das chamadas na aplicação de Distribuição automática de chamadas. consulte “Informações de usuário a usuário (UUI) na rede pública” na página 80. 66 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Em seguida. por exemplo). usando as Informações de usuário a usuário (UUI) compartilhadas com codeset 0 (para não-QSIG) ou Informações específicas aos fabricantes (MSI) de QSIG. Controle de versão da central de atendimento O controle de versão da central de atendimento determina quais facilidades estarão “ativas” na sua central. você pode direcionar opcionalmente uma chamada para um local de backup com base na habilidade do seu sistema de atender a chamada dentro dos parâmetros definidos num vetor.Central de atendimento Com o Avaya Virtual Routing. possibilitando a distribuição de chamadas segundo o método Primeira a entrar/primeira a sair (FIFO) e reduzindo significativamente o processamento de chamadas e de tronco requeridos por esta facilidade. estas informações são usadas para redirecionar a chamada ou para lidar com a chamada de alguma outra forma (receber uma mensagem. A facilidade de controle de versão da central de atendimento estabelece quais facilidades do software da central de atendimento estarão disponíveis para você. Interação via chamadas A interação via chamadas permite que o sistema colete informações do chamador e direcione as chamadas através da vetorização de chamadas. O Avaya Virtual Routing permite o interfluxo apenas da(s) chamada(s) próxima(s) ou no topo da fila.

os chamadores podem ser tratados de formas diferentes dependendo da hora do dia em que telefonam. Os passos. tons de ocupado. estes dados podem ser o número de conta do chamador. da importância da chamada ou de outros critérios. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 67 . Cada vetor pode ter até 32 comandos. para qualquer especialidade ou grupo de busca ou para um tratamento específico de chamadas. tal como: anúncio. determinam que tipo de processamento as chamadas específicas receberão. ocupado forçado ou música. Vetorização de chamadas A vetorização de chamadas é um método versátil de direcionar as chamadas recebidas e pode ser combinada com a distribuição automática de chamadas para maximizar os benefícios e a eficiência da central de atendimento. que pode ser usado para suportar uma aplicação de consulta/resposta. Com combinações de comandos de vetores diferentes. anúncios e colocar a chamada em fila de espera num grupo de busca da DAC) que definem como as chamadas são atendidas e direcionadas. Entrada de dados/Resposta por voz (DIVA) A DIVA (entrada de dados/resposta por voz) permite que o chamador ouça avisos selecionados com base nos números que digita. desconexões forçadas. Por exemplo.Vetorização de chamadas Coleta de dados A coleta de dados permite que o chamador forneça dados que podem então ser usados por uma aplicação do computador host para auxiliar no atendimento de chamadas. Essa facilidade pode ser usada para aplicações tais como um quadro de avisos de áudio. música. chamados comandos de vetor. do Tempo de espera estimado (EWT). Os comandos de vetor podem direcionar as chamadas para locais no edifício ou fora dele. Um vetor de chamadas é uma série de passos de processamento de chamadas (tais como: fornecer tons de toque de chamada. Roteamento avançado por vetores O roteamento avançado por vetores é um conjunto de facilidades que otimizam as capacidades de roteamento por vetores no Communication Manager. O Communication Manager também permite que os vetores sejam ligados entre eles usando o comando “goto vector” (Ir para o vetor).

Roteamento pelo Tempo de espera estimado (EWT) A facilidade Tempo de espera estimado (EWT) faz com que as decisões de roteamento da central de atendimento sejam baseadas no tempo de espera das chamadas na fila. 68 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . sem a necessidade de um canal B de RDSI-PRI. usando um algoritmo patenteado que calcula continuamente os tempos de espera da chamada. Anúncios sobre o tempo de espera estimado até que a chamada do cliente seja atendida torna o tempo de espera na fila mais tolerável. Mensagens da central de atendimento As mensagens da central de atendimento fornecem ao chamador a opção de deixar uma mensagem ou de esperar na fila por um agente. Isso pode ser usado para um sistema de entrada de pedidos on-line ou para automatizar ainda mais uma operação recebida pela central de atendimento. Roteamento para o melhor serviço (BSR) O Roteamento para o melhor serviço (BSR) distribui a chamada ao melhor grupo/especialidade local ou remoto entre os recursos a serem considerados.323.Central de atendimento Roteamento ASA (Velocidade média de atendimento) O roteamento ASA (velocidade média de atendimento) é um aperfeiçoamento da vetorização de chamadas que proporciona um método flexível para o roteamento de chamadas ou para a colocação de chamadas em fila de acordo com sua velocidade média de atendimento para um VDN ou um grupo/especialidade. Isto também elimina o hardware associado do processador de mídia IP. daí fazendo com que BSR seja uma solução ainda mais econômica para múltiplas localidades. Investigar roteamento para o melhor serviço (BSR) via IP sem o canal B Investigar roteamento para o melhor serviço (BSR) via IP sem o canal B permite fazer a interrogação BSR entre múltiplas localidades via troncos IP H. As conexões de sinalização temporária de QSIG são usadas pelo software de interrogação BSR para eliminar a necessidade da placa do processador de mídia IP. com base no Tempo de espera estimado (EWT) ou características de agente disponível.

se o agente não atender ou estiver desconectado. O monitoramento também pode ser definido para permissões ou restrições para este VDN. indo para a cobertura. Um VDN possui várias propriedades que são administradas pelo gerente do sistema. o sistema dispõe de uma abordagem flexível no gerenciamento das chamadas recebidas em datas especiais. Classe de restrição (COR) para VDN A Classe de restrição (COR) é selecionada para transferência para o VDN. baseados em informações sobre agendamentos especiais.Vetorização de chamadas Vetorização nos feriados Com a vetorização nos feriados. Exibir VDN de rota para DAC Exibir VDN de rota para Chamada direta a agente (DAC) proporciona uma opção de VDN para fazer o display do agente de resposta mostrar o formato “chamador para VDN”. Ela também pode ser utilizada para bloquear o anúncio de tronco AUX de alguns agentes. o agente de resposta vê as informações (tal como o nome) associadas ao VDN no seu display e pode atender a chamada conhecendo o número que a originou. cada uma das quais podendo conter até 15 datas ou intervalos de datas especiais. A vetorização nos feriados permite a ramificação e o roteamento de chamadas. A vetorização nos feriados permite que até 10 tabelas sejam tratadas de maneira diferente no processamento de vetor. Essa operação fornece o Serviço de identificação do número discado (DNIS). permitindo que o agente identifique a finalidade da chamada recebida. Ao atender uma chamada. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 69 . Os agendamentos especiais são registrados em tabelas. Número de diretório de vetor (VDN) As chamadas acessam os vetores do Communication Manager através de Números de diretório de vetores (VDN). Um VDN pode ser alcançado de quase todas as maneiras pelas quais um ramal pode ser alcançado. A opção da exibição de “chamador para VDN” é necessária para as aplicações de Distribuição automática de chamadas (DAC) onde uma chamada precisa ser roteada para um agente específico. Um VDN é um número de chamada “virtual” que não é atribuído para um local de equipamento físico.

“novo pedido” ou “auxílio técnico”). As mensagens VOA ajudam os agentes a atender adequadamente os chamadores.Central de atendimento VDN numa rota de cobertura VDN numa rota de cobertura aperfeiçoa a cobertura de chamadas e vetorização de chamadas para lhe permitir designar números de diretório de vetores como o último ponto em rotas de cobertura. você pode programar dois VDNs para direcionar as chamadas para o mesmo grupo de agentes. As chamadas que vão para cobertura podem ser processadas por vetorização/interação para ampliar tratamentos de cobertura de chamadas. se tiver dois números 800 (ligações gratuitas nos EUA). após a chamada. O agente digita o código de trabalho atuando sobre a tecla de facilidade CWC e usando o teclado de discagem durante uma chamada DAC (de entrada). Esta etapa ocorre assim que todos os participantes. O destino de retorno deve ser um ramal VDN. sem interromper a conversação. Por exemplo. Destino de retorno do VDN O destino de retorno do VDN é uma facilidade opcional que reroteia uma chamada processada através de um vetor para o destino de retorno administrado. Códigos de trabalho (CWC) Os Códigos de trabalho (CWC) permitem que agentes DAC insiram dígitos para que uma chamada DAC registre a ocorrência de um evento definido pelo cliente. como números de seguro social ou números de telefone. 70 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . que pode pôr a chamada numa fila de agente. Quando um agente atende a chamada. Os dígitos são exibidos em um telefone equipado com display enquanto são inseridos. exceto o originador. Esta facilidade é particularmente útil para agentes com deficiência visual ou agentes que não possuem display. Anúncio sobre a origem do VDN (VOA) O anúncio de VDN sobre origem fornece aos agentes uma mensagem curta sobre a cidade de origem de um chamador ou o serviço requerido com base no VDN usado para processar a chamada. Quando uma chamada recebida é direcionada para um VDN com um VOA atribuído (por exemplo. um para fazer pedidos e outro para assistência técnica. o VDN direciona a chamada para um vetor. houverem sido desconectados. ele ou ela ouve a mensagem VOA e pode atender adequadamente ao pedido do chamador. ou no Modo pós-atendimento (ACW).

O primeiro ramal no grupo de busca não será mais o telefone mais ocupado. ignorando o ramal que recebeu a chamada anterior. automaticamente. O Communication Manager mantém registro do último ramal do grupo de busca que recebeu uma chamada. ela é enviada para o próximo ramal inativo. Você programa o que o sistema visualiza. para uma pessoa chamada ou posição de atendimento. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 71 . Medição CMS do ATM A facilidade de medição do Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) do ATM fornece a habilidade de medir externamente os troncos ATM do CMS. para terem um atendimento personalizado e ágil. Essas chamadas diretas ao agente são também incluídas nas estatísticas de medição da central de atendimento. Enlaces duplos para CMS A facilidade de enlaces duplos para CMS oferece um enlace TCP/IP adicional para um CMS separado para oferecer uma funcionalidade de coleta de dados CMS duplicada e completa e uma configuração CMS de alta disponibilidade. sempre que chamarem. enquanto que os outros no grupo permanecem inativos. Os mesmos dados são enviados para os dois servidores e a administração pode ser feita de qualquer um deles. As mensagens e os relatórios CMS são modificados para oferecer suporte à localização de equipamento expandido. Serviço de identificação do número discado (DNIS) Essa facilidade exibe. Quando outra chamada é recebida.Grupo de busca cíclica de ramais Grupo de busca cíclica de ramais Este tipo de grupo de busca é uma alternativa para o algoritmo “ddc” ou “seleção por primeiro livre” em um grupo de busca. o serviço ou produto associado a uma chamada recebida. Chamada direta a agente Chamada direta a agente permite que os chamadores do cliente vão diretamente para o mesmo agente.

000 para 180.000/20). então. os clientes podem administrar.000.000). NOTA: Esse aumento de capacidade se aplica somente ao S8700 Media Server e às outras configurações que possuem os recursos do S8700.000/20. evitando a perda de dados causada por: ■ ■ ■ ■ falhas no enlace DAC falhas no hardware ou software do CMS manutenção do CMS atualizações do CMS Adição simultânea de múltiplos agentes Adição simultânea de múltiplos agentes simplifica a administração de formulários similares de identificação de login do agente. os pares de especialidades de ID de login de agente administrados foram aumentados de 65.Central de atendimento Os dados DAC são fornecidos por meio de rotas de rede diferentes.000 agentes com 20 especialidades cada um (180.000 IDs de login de agentes administrados. em média. Aumento de pares de especialidades de Identificador de login do agente Como a plataforma LINUX apóia 20. O número de pares de especialidades é administrado no formulário DISPLAY CAPACITY SAT através do campo Administered Logical Agent-Skill Pairs. 9 especialidades por agente para os 20. O direcionamento de chamadas através da vetorização permite.000 IDs de logins de agente (180. Os clientes também podem administrar 9. Seleção por especialidade de agente (EAS) A Seleção por especialidade de agente (EAS) possibilita que certos tipos de especialidades sejam atribuídos a um tipo de chamada ou a um Número de diretório de vetores (VDN). que a administração do sistema direcione as chamadas para os agentes que têm as especialidades específicas necessárias para responder às consultas dos clientes. 72 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Com esse aumento.

Se um cliente precisar de um agente que fale espanhol. Distribuição das chamadas com base em especialidade As chamadas que exigem certas especialidades do agente (tais como “tem conhecimentos do produto X” ou “fala espanhol”) podem ser combinadas com um agente que possui a especialidade necessária. Cada agente pode ter até quatro especialidades ativas e cada especialidade tem um nível de prioridade definido. As especialidades são programadas e associadas a cada um dos seguintes itens: ■ ■ ■ Números de diretório de vetores (VDN) Identificadores de login do agente Chamadores Esta capacidade refinada de definição de especialidade permite-lhe organizar o atendimento de chamadas com base no cliente. produto e língua. Agente menos ocupado (LOA) A facilidade Agente menos ocupado (LOA) distribui as chamadas uniformemente entre todos os agentes disponíveis.Agente menos ocupado (LOA) Incluir/excluir especialidades Permite que um agente usando Seleção por especialidade de agente (EAS) inclua ou exclua especialidades. Suporte RDSI ao melhor enfileiramento As informações relativas ao melhor enfileiramento são passadas. Então o agente inclui a especialidade 20 no seu conjunto de especialidades de trabalho. por exemplo. o sistema direciona a chamada para um agente com aquela especialidade. Por exemplo. por diversas redes públicas e redes privadas QSIG usando os envelopes que integram as Informações específicas aos fabricantes (MSI) de QSIG e o aperfeiçoamento da plataforma RDSI. O LOA soluciona o problema dos agentes que são bombardeados com chamadas após efetuarem o login em uma especialidade no início de um turno. de maneira transparente. um agente que fale inglês e espanhol poderia ser designado com uma especialidade Falante de línguas com um identificador 20. Uma especialidade é um identificador numérico que se refere a uma habilidade específica de um agente. enquanto os agentes que já estavam conectados mantinham seus níveis correntes de chamada. equilibrando a carga de trabalho entre os agentes com menos especialidades e os agentes com várias especialidades. Você pode atribuir um dentre até 999 números de especialidades para cada necessidade ou grupo de necessidades. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 73 .

dando-lhes atenção o mais rápido possível.Central de atendimento Múltiplo atendimento (forçado) Essa facilidade permite que os agentes recebam uma chamada DAC enquanto outros tipos de chamadas estão em alerta. Você pode usar estes dados para desenvolver modelos mais precisos de previsão de pessoal ou usá-los com pacotes de obediência a programas para assegurar que os agentes estejam realizando as atividades programadas no horário programado. ativas ou em espera. O sistema pode satisfazer a vontade dos melhores clientes. Elas podem ajudar os clientes a lidar com os períodos de maior ocupação com maior facilidade e prestar um serviço mais rápido aos chamadores. Fila com prioridade As filas com prioridade permitem que chamadores especiais recebam prioridade e sejam roteados antes de outros chamadores. A facilidade Seleção por especialidade de agente (EAS) tem que estar ativada para os códigos de motivo poderem ser utilizados. de modo que o primeiro agente disponível possa receber a chamada. Filas para múltiplos grupos As filas para múltiplos grupos permitem que os clientes dirijam uma chamada a vários grupos ao mesmo tempo. Os códigos de motivo fornecem aos gerentes de centros de atendimento informações detalhadas sobre como os agentes administram seu tempo. 74 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Códigos de motivos Permite que os agentes digitem um código numérico que descreva seu motivo para entrar no modo de trabalho auxiliar (AUX) ou para desconectar do sistema.

se não houver nenhuma rota de cobertura programada. depois de um número programado de toques. Estatísticas do local para redes de portas remotas A facilidade de estatísticas do local para redes de portas remotas redireciona identificadores de localização para o CMS. Agentes. A DAC tem que estar ativada para se poder usar esta facilidade.Redirecionamento quando não responde Redirecionamento quando não responde Essa facilidade redireciona uma chamada DAC de especialidade ou de grupo tocando. As facilidades incluem: ■ ■ Identificadores de login de VuStats Nível de serviço de VuStats 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 75 . grupos ou especialidades. para fornecer relatórios específicos do local da central de atendimento. Estas estatísticas podem ajudar os agentes a monitorar seu próprio desempenho ou atender adequadamente ao pedido do chamador. VuStats O VuStats apresenta estatísticas de BCMS em displays de telefones. VDNs e grupos de troncos. A chamada pode ser redirecionada tanto para o grupo ou para a especialidade. Isto impede que uma chamada não atendida fique tocando indefinidamente. para atendimento alternativo. supervisores. ou uma chamada direta a agente tocando. gerentes de centros de atendimento e outros usuários podem apertar uma tecla e ver estatísticas para agentes. para ser atendida por outro agente. como para um Número de diretório de vetores (VDN). As chamadas diretas a agente são direcionadas para a rota de cobertura do agente ou para um VDN.

a qual serve como a fundação de software para o software opcional Avaya Business Advocate e Avaya Dynamic Advocate. dentre elas se incluem o Avaya Call Center “Deluxe” — que traz a capacidade de Roteamento para o melhor serviço da Avaya e o Avaya Virtual Routing opcional — e o Avaya Call Center “Elite” — que contém a Seleção por especialidade de agente da Avaya. As capacidades da central de atendimento encontradas em qualquer um dos pacotes de software opcional (Deluxe ou Elite) permitem que os clientes da central de atendimento do Communication Manager melhorem seus serviços ao cliente. O Avaya G700 Media Gateway com o Avaya S8300 Media Server apóia capacidades de central de atendimento mais robustas. atendimento e viagens. Consulte “Capacidades” na página 32 para obter instruções sobre como localizar o documento de capacidades. consulte o documento sobre capacidades disponível no endereço http://www. com um S8300 Media Server ou S8700 Media Server. Para obter informações sobre as mais recentes capacidades de números de agentes e gateways de mídia apoiados.Central de atendimento Diversos Facilidades da central de atendimento Avaya apoiadas no Avaya G700 Media Gateway A funcionalidade da central de atendimento Avaya é apoiada no G700 Media Gateway com Communication Manager. ao fornecer um roteamento de chamadas potente e integrado através da “vetorização de chamadas” e da seleção de recursos. bem como outras operações. 76 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .avaya. O Avaya S8300 Media Server ou S8700 Media Server com o Avaya G700 Media Gateway fornece a capacidade do software “Básico” da central de atendimento Avaya (incluído no Communication Manager) e a Integração computadortelefonia (CTI) opcional como solução de central de atendimento de baixo custo para pequenos escritórios ou filiais.com/support.

para usar as facilidades de transferência de chamada de rede ou de desvio de chamada de rede. ou para ambientes de central de atendimento presentes em múltiplas localidades. para ajudar a reduzir os custos de entroncamento. Fontes múltiplas de áudio/música As fontes múltiplas de áudio/música permitem aos clientes enviar músicas ou anúncios personalizados aos chamadores enquanto eles estão na fila. pela prestadora de serviços de rede pública. Estas informações podem ser usadas para rotear as chamadas ou proporcionar imagens visuais nos terminais de voz dos agentes. e especialmente para as centrais de atendimento de empresas cujos custos de rede são geralmente elevados. O Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) oferece um método de redirecionamento de chamadas entre localidades em uma rede pública ou VPN de RTPC. Os clientes podem fornecer informações sobre seus produtos. Essas reduções de custo são particularmente importantes para empresas. Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) Hoje em dia. Uma dessas formas é usando as Redes privadas virtuais (VPNs) da Rede telefônica pública comutada (RTPC) para eliminar ao máximo os custos da rede privada.Redirecionamento de informações do chamador (CINFO) Redirecionamento de informações do chamador (CINFO) A central de atendimento Avaya também apóia o serviço Redirecionamento de informações do chamador (CINFO) da AT&T. outras aplicações da central de atendimento. ou ser passadas para aplicações que envolvam Integração computador-telefonia (CTI). serviços. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 77 . permitindo que os clientes coletem os dados fornecidos por clientes. ajudando a fazer com que o tempo de espera seja mais produtivo ou divertido. oferecer informações sobre serviços públicos ou reproduzir música. redirecionados através da rede. O NCR só pode ser ativado para as chamadas de entrada do tronco RDSI em que o grupo de troncos associados tenha sido ativado. os clientes da central de atendimento estão à procura de várias formas de reduzir seus custos.

78 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Transferência de programações de software aplicativo para PC (PASTE) A Transferência de programações de software aplicativo para PC (PASTE) permite aos usuários visualizar os dados da central de atendimento nos telefones com display. desconectando os troncos para a PABX. Portanto. já que desejam reproduzir anúncios para o chamador e usar a interação via chamadas do Communication Manager para permitir que o chamador determine o roteamento da chamada. Transferência de canal 2B no Redirecionamento de chamadas na rede Essa melhoria adiciona o apoio para os protocolos de transferência de rede RTPC de Transferência de canal 2B para a facilidade de Redirecionamento de chamadas na rede (NCR). Essas centrais de atendimento fora dos EUA desejam completar transferências de chamadas entre localidades sem reter os troncos RDSI de uma chamada transferida na localidade do Communication Manager que está redirecionando a chamada. de vetorização de chamadas e de interação via chamadas. ■ Outra forma de transferência de rede é aquela em que a PABX configura a segunda parte da chamada e pede à rede para mesclar a chamada recebida com a chamada de saída (os canais 2B). a facilidade ECT ETSI é indicada para os clientes de centrais de atendimento que não podem usar NCR/NRD. A PASTE é usada em conjunto com o Avaya IP Agent. exibindo a descrição de cada tecla do terminal e quais são os códigos de acesso às facilidades da central. Os protocolos apoiados são: ■ Telcordia TBCT (oferecido por RTPCs locais e intercambiáveis com centrais Lucent 5Ess ou Nortel DMS100 nos Estados Unidos ou Canadá) 1998 ANSI Explicit Call Transfer (ECT) para uso futuro. A facilidade Redirecionamento de chamadas na rede/Desvio de chamadas na rede (NCR/NRD) não permite as operações de anúncios.Central de atendimento Sinalização de Transferência explícita de chamadas (ECT) ETSI O suporte do Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) para a facilidade “Transparência explícita de chamadas ETSI” é desejado por clientes da central de atendimento Avaya distribuídos em várias localizações fora dos Estados Unidos e que usam vários provedores de serviços RTPC para serviços RDSI.

Monitoramento (de agente) de VDNs Monitoramento (de agente) de VDNs (também conhecido como observação VDN de resposta de agente) permite que um supervisor comece a observar uma chamada ao VDN. música.Logout remoto do agente Logout remoto do agente A facilidade de logout remoto do agente permite que um conjunto de usuários selecionados efetue o logout de um agente. regras ou leis federais. Monitoramento remoto (de agente) Esta opção permitirá o monitoramento a partir de ramais não equipados com teclas de facilidades. quando a chamada for enviada ao ramal do agente. utilizando um código de acesso à facilidade. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 79 . Monitoramento (de agente) O monitoramento (de agente) permite que um usuário específico. O observador não ouvirá a chamada durante o processamento do vetor (anúncios. observe ou monitore as chamadas de outro usuário. ou requerer o consentimento de uma ou de ambas as pessoas participantes da chamada. e não todas as chamadas para todos os ramais de um terminal. Um observador poderá monitorar um VDN ou um ramal físico remotamente usando um procedimento de “observar FAC” através da facilidade acesso remoto e/ou das facilidades vetorização de chamadas/interação via chamadas (através de VDNs). regras e regulamentos aplicáveis e obedeça-lhes antes de usar esta facilidade. Uma chamada de número de diretório de vetores também pode ser observada. etc). Você configura o monitoramento de agente para observar um ramal específico. Os observadores podem observar no modo somente de escuta ou escutar/falar. Familiarize-se com todas as leis. Monitoramento (de agente) pelo COR O monitoramento (de agente) por Classe de restrição (COR) impede que determinados usuários utilizem a facilidade de monitoramento de agente. estaduais ou municipais. NOTA: Monitoramento de agente pode estar sujeito a regulamentos. como um supervisor.

Tudo isto proporciona várias vantagens. enquanto uma chamada está na fila. o chamador pode ouvir informações sobre o produto através de uma aplicação de áudio-texto ou pode completar uma transação interativa de resposta por voz. 80 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . incluindo as informações originadas de uma das diversas aplicações no Communication Manager ou a ela destinadas. como o sistema de informação por voz CONVERSANT da Avaya. Isto poupa tempo para o observador após a observação do VDN ter sido ativada. Você também pode integrar uma unidade de resposta audível com DAC.Central de atendimento Monitoramento (de agente) iniciado por vetor O monitoramento (de agente) iniciado por vetor permite a supervisor iniciar o monitoramento de uma chamada ao VDN quando a chamada é enviada ao agente ou ramal. o que ajuda a reduzir o tempo de espera na fila para outros chamadores durante as horas de maior movimento. Informações de usuário a usuário (UUI) na rede pública Essa facilidade fornece o mecanismo para passar informações por diversas redes públicas essenciais. Pode ser possível responder às perguntas do chamador enquanto a chamada está na fila. Por exemplo. visto que o observador não tem que esperar ouvir cada chamada subseqüente passar pelo processamento do vetor e o agente responder. Integração de resposta por voz (VRI) A Integração de resposta por voz (VRI) integra a vetorização de chamadas com as capacidades técnicas das unidades de resposta audível.

Conferência a seis A tecla de conferência permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas configurem chamadas de conferência com até seis participantes sem o auxílio do terminal atendedor. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 81 . por qualquer motivo. A chamada original que foi colocada em retenção temporária é colocada em retenção normal.Colaboração 5 O Avaya Communication Manager contém diversas facilidades visando proporcionar formas fáceis de colaboração com seus grupos de colegas. clientes e parceiros. Conferência a três A tecla de conferência permite que os usuários de telefones analógicos configurem chamadas de conferência com até três participantes sem o auxílio do terminal atendedor. você cancela a conferência. desliga antes de completar a conferência. como por exemplo executivos. Conferência Abortar conferência ao desligar Quando pressiona uma tecla de conferência e. vendedores e especialistas profissionais. Esses grupos de trabalho essenciais requerem um elevado nível de interação real.

Reter/liberar só se aplica se houver apenas uma linha em retenção e se nenhuma outra apresentação de linha estiver ativa. Exibe-se uma mensagem de erro se houver uma tentativa de executar a facilidade liberar quando não permitido. Reter/liberar a conferência Permite ao usuário utilizar a tecla HOLD (retenção de chamada) para trazer o participante com ligação retida de volta à conversação. Esta é uma alternativa ao uso da tecla de apresentação da linha. O display também alterna entre os dois participantes. NOTA: Esta facilidade não está disponível nos ramais BRI nem nos terminais atendedores. antes de conectar todos os participantes. mas a opção de exibir ou não as informações adicionais depende da COR do usuário do ramal. 82 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Isto lhe permite servir como porta-voz de um grupo. Alternar/trocar participantes antes de transferência/conferência A facilidade alternar/trocar participantes antes de transferência/conferência permite aos usuários alternar entre dois participantes no meio da configuração de uma conferência. ou ainda efetuar uma consulta com ambos os participantes antes de transferir uma chamada. Você pode participar de uma conversa enquanto as outras pessoas na sala ouvem o que está sendo dito. Escuta em grupo A facilidade de escuta em grupo ativa simultaneamente o seu viva-voz no modo somente de escuta e o seu monofone ou fone de cabeça no modo escutar e falar. Ela não é apoiada em telefones IP normais. NOTA: Esta facilidade só funciona em determinados tipos de telefones.Colaboração Prompts para exibição de conferência/transferência Os prompts para exibição de conferência/transferência são baseados na Classe de restrição (COR) do usuário. As mensagens do display variam dependendo da ativação das duas facilidades. Os prompts para exibição são baseados na COR do usuário independentemente das facilidades de conferência por meio da facilidade Selecionar apresentação da linha e de conferência sem tom de discagem.

A nova pessoa é inserida automaticamente na conversa assim que a chamada é atendida. Após a discagem.Conferência encontre-me Conferência encontre-me A facilidade conferência encontre-me permite que uma pessoa configure uma conferência por acesso discado com até seis participantes. Um tom opcional pode ser fornecido antes que a pessoa seja adicionada à chamada. se o número do ramal for parte do bloco DDR do cliente. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 83 . caso já exista um participante em retenção ou uma apresentação de linha em alerta. Se um código de acesso for atribuído e se o vetor estiver programado para esperar um código de acesso. Conferência sem retenção Essa facilidade permite que o usuário adicione automaticamente outra pessoa a uma conferência enquanto continua a conversa com a chamada existente. ao tentar realizar uma conferência com duas chamadas existentes. se a conferência sem retenção não for atendida dentro do tempo especificado em um campo de temporização administrado. As mensagens de ajuda auxiliam na orientação do usuário. O ramal da conferência encontre-me pode ser discado por qualquer usuário interno ou de acesso remoto e por qualquer participante externo. cada usuário que estiver discando para a chamada de conferência deverá introduzir o código de acesso correto para ser adicionado à chamada. NOTA: O ramal chamador não pode reter. Ela ignora a seleção automática de linha. A facilidade conferência encontre-me usa a vetorização de chamadas para processar a configuração da chamada de conferência. A conferência encontre-me pode ser opcionalmente configurada para exigir um código de acesso. fazer conferência ou transferir uma chamada de acesso de emergência ao terminal atendedor. Esta facilidade é atribuída para todo o sistema. Conferência sem tom de discagem Esta facilidade pode eliminar a confusão do usuário durante a recepção do tom de discagem. Isso se aplica aos meios tradicionais e ao método sem retenção de utilização dessas facilidades. a chamada de conferência sem retenção será desativada.

enquanto estiver na chamada. ao adicionar um participante que não atende. desligamento ou corte de áudio seletivo de participante da conferência A facilidade de exibição. Exibição. Ao utilizar a facilidade de selecionar apresentação da linha no Communication Manager. de modo que a chamada de conferência possa continuar sem interrupção. Isto pode ser útil durante as chamadas de conferência. O usuário pode então percorrer o display de cada participante que está na chamada em curso. O participante silenciado pode retornar à chamada pressionando a tecla # de seu telefone. Isto coloca o participante selecionado no modo “de escuta”. e a chamada vai para o correio de voz. que coloca o ramal ou terminal atendedor no modo de display de conferência. pressionar a tecla CONF faz uma ponte entre essas chamadas. ■ 84 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . O usuário poderia executar um dos seguintes procedimentos: ■ O usuário pode seletivamente desligar o participante mostrado naquele momento no display pressionando uma única tecla. o usuário tem a opção de pressionar uma tecla de apresentação da linha para completar uma conferência.Colaboração Conferência por meio da facilidade Selecionar apresentação da linha Se você estiver em uma conversação na linha “b” e outra linha está em retenção ou se uma chamada de entrada estiver em alerta na linha “a”. O usuário pressiona uma tecla de facilidade. pressionando repetidamente a tecla de facilidade. desligamento ou corte de áudio seletivo de participante da conferência permite que o usuário de qualquer ramal digital com display ou de um terminal atendedor utilize o display para identificar todos os outros participantes de uma chamada de dois participantes ou em uma chamada de conferência. Esta facilidade nunca se aplica se a retenção temporária houver ocorrido ao pressionar-se uma tecla TRANSFER (transferir). pressionando-se a tecla CONF. Isto pode ser útil durante as chamadas de conferência quando um participante coloca a chamada de conferência em retenção e todos na chamada são forçados a ouvir a música de espera. Esta facilidade só se aplica se a linha for colocada em retenção temporária. ao invés de pressionar CONF uma segunda vez. O usuário pode seletivamente silenciar o participante mostrado naquele momento no display pressionando uma única tecla. O usuário pode silenciar aquele participante. O display mostra o número e o nome do participante (quando disponível).

O corte de áudio seletivo de participante de conferência também é conhecido como corte de áudio de ponto distante. seja uma conferência tradicional com 3 ou 6 participantes. e não aos ramais. Corte de áudio seletivo de participante de conferência O corte de áudio seletivo de participante de conferência permite que um participante de conferência. usando a tecla “conf-dsp” e “fe-mute”. Essa facilidade de conferência avançada pode ser ativada de qualquer ramal com display. tendo um ramal com display. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 85 . A facilidade de hiperatividade do ramal fará com que o ramal deixe de funcionar se o usuário percorrer os displays repetidamente de modo rápido demais. seja uma conferência encontre-me. corte o áudio de uma linha tronco com ruído. Exemplos de linhas troncos com ruído que podem precisar ter o áudio cortado durante conferências: ■ ■ ■ telefones celulares telefones que usam a facilidade de música de espera telefones sem recursos de corte de áudio O corte de áudio seletivo de participante de conferência se aplica somente às linhas troncos na chamada de conferência. Somente é possível cortar seletivamente o áudio de uma linha tronco de conferência por vez.Exibição. Isto faz com que o ramal seja reiniciado e o usuário seja desligado da chamada. NOTA: Essa facilidade requer que a facilidade de conferência avançada seja configurada com Y na tela “system-parameters-customer-options”. desligamento ou corte de áudio seletivo de participante da conferência ! CAUTELA: Os usuários dos ramais devem ser cuidadosos ao percorrer os displays quando utilizarem a facilidade de exibição seletiva de participante da conferência. O corte de áudio seletivo de participante de conferência funciona com qualquer conferência estabelecida através do Communication Manager.

Uma Central de comunicações multimídia (MMCX) é um processador independente de chamadas multimídia produzido pela Avaya. Mais especificamente. incluindo todos os participantes da chamada que dispuserem de suporte a dados. A conferência de dados é controlada por um dispositivo adjunto denominado Módulo de serviços de expansão (ESM). ■ ■ 86 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . baseado em recursos disponíveis e na sua preferência de provedor. para que você possa analisar os padrões de chamadas e uso de chamadas multimídia da mesma forma como os administradores do Communication Manager analisariam as chamadas normais. a interface fornece as seguintes vantagens: ■ Registro de bilhetagem (CDR) — Permite a captura de arquivos do registro de bilhetagem. Interface de servidor de aplicações multimídia (MASI) A Interface do servidor de aplicações multimídia (MASI) fornece uma ligação entre o Communication Manager e um ou mais nós de central de comunicações multimídia. permitindo que eles compartilhem certas facilidades do Communication Manager. Integração do correio de voz — É possível acessar o seu sistema de mensagens por voz incorporado AUDIX ou INTUITY AUDIX a partir de uma Central de comunicações multimídia (MMCX). O sistema pode selecionar troncos públicos através do DEFINITY® MultiMedia Communication Exchange (MMCX) (Central de comunicações multimídia).Colaboração Chamadas multimídia As chamadas multimídia são iniciadas apenas com voz e vídeo. um dos participantes poderá iniciar uma conferência de dados associados. Uma vez estabelecida a chamada. Roteamento alternativo automático/Seleção automática de rotas (AAR/ARS) — Permite a seleção inteligente do roteamento de chamadas mais econômico. Esta nova ligação com o Communication Manager aumenta as capacidades dos sistemas de centrais de comunicações multimídia.

A facilidade de atendimento antecipado: ■ ■ Atende a chamada de dados. Estabelece o protocolo de multimídia antes que uma chamada convertida seja completada. a não ser que esta facilidade seja especificada durante o roteamento ou o processamento de terminação. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 87 . o atendimento antecipado atende às chamadas dinâmicas de enlace de serviços quando o ponto de terminação de destino atender. O ramal pode receber e aceitar chamadas multimídia ou chamadas de dados que tenham sido convertidas em chamadas multimídia. ■ Quando uma chamada for recebida. ou para ele. Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) Consulte “Atendimento de chamadas multimídia (MMCH)” na página 182. como cobertura de chamadas. esteja disponível quando a chamada de voz for atendida. se o ramal de destino de voz for redirecionado ou coberto externamente. redirecionamento e busca de ramais.Atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas multimídia Atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas multimídia O atendimento antecipado é uma facilidade aplicada a chamadas multimídia em conjunção com conversão em voz. NOTA: O ponto de terminação de destino de voz pode ser um tronco de voz de saída. Redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação de multimídia Um ramal multimídia de portas duplas poderá servir como destino de facilidades de redirecionamento de chamadas. Garante que um caminho de voz do originador.

conferência. A placa de circuito MultiMedia Interface TN787 é usada na adaptação de taxa de dados T. usuários em geral e usuários de linhas de junção realizem uma busca através de sinais ritmados em código. um padrão de protocolo para o controle de conferências de dados] e para proporcionar controle de conferências de dados e distribuição de dados. eles ouvem um anúncio de áudio. Busca e chamada interna simplificada Acesso a chamada por código Essa facilidade permite que os atendedores. consulte Installation for Adjuncts and Peripherals for Avaya Communication Manager. transferência e desligamento em chamadas multimídia. Os pontos de terminação multimídia e ramais apenas de voz podem participar da mesma conferência.Colaboração Conferência de dados multimídia (T.120) através de ESM A conferência de dados é controlada por um dispositivo adjunto denominado Módulo de serviços de expansão (ESM). 555-233-116. Esta facilidade é útil para os usuários que muitas vezes estão longe dos seus telefones ou num local onde um telefone tocando possa incomodar. Retenção. 88 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .120 [incluindo Chamada de conferência generalizada (GCC). Para obter mais informações sobre o ESM. transferência e desligamento de multimídia Os usuários dos ramais dispõem da possibilidade de ativar a retenção. O ESM é usado para terminar protocolos T.120 oriundos do ESM e para ele dirigidos. conferência. Fila multimídia com anúncios de voz Quando os chamadores de multimídia são colocados em fila para um membro disponível de um grupo de busca.

Se desejarem. mas não podem falar com o usuário. Um membro de mensagem em grupo não receberá a mensagem se ele estiver ativo em uma apresentação de chamada. os destinatários podem ouvir a mensagem pelo monofone. dentro do grupo de chamadas internas simplificadas. se estiver instalado. pisca. O telefone da pessoa chamada toca e o indicador luminoso de intercom. se o telefone estiver fora do gancho. Com esta facilidade. pisca. O atendimento automático funciona com telefones digitais. Chamada interna simplificada — Atendimento automático A chamada interna simplificada de atendimento automático (ICOM de atendimento automático) permite que o usuário atenda a uma chamada interna simplificada. em vez de discar um número de chamada. os usuários que se comunicam com freqüência podem fazê-lo apertando uma tecla. em vez de discar um número de chamada. Chamada interna simplificada — Automática Com esta facilidade. Chamada interna simplificada — Discagem Essa facilidade permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas telefonem facilmente para outros dentro de um grupo programado. A pessoa chamada ouve um toque exclusivo de chamada interna simplificada e o indicador luminoso de intercom. um grupo de usuários que se comunicam com freqüência pode fazê-lo apertando uma tecla e discando um código de um ou dois dígitos. fones de ouvido ou alto-falantes adjuntos. aperta a tecla de discagem de intercom e disca o código de um ou dois dígitos designado para a pessoa desejada. Os usuários que fazem a chamada apertam a tecla de intercom automática e levantam o monofone. Os aparelhos de viva-voz são ligados automaticamente quando o usuário inicia a mensagem. se estiver instalado. BRI e híbridos com alto-falantes embutidos.Mensagem de grupo Mensagem de grupo A mensagem de grupo permite a um usuário enviar uma mensagem para um grupo de pessoas através do aparelho de viva-voz delas. O usuário que faz a chamada levanta o monofone. sem pressionar a tecla de intercom. se “enviar todas as chamadas” estiver ativo ou se “não perturbe” estiver ativo. se uma chamada estiver tocando. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 89 .

ou então os códigos de acesso podem ser digitados nas listas de discagem abreviada.Colaboração Acesso à busca pessoa externo O acesso à busca pessoa externo fornece aos atendedores e usuários de telefones acesso por discagem aos equipamentos de busca por voz. poderá falar no monofone para fazer um anúncio. NOTA: Uma zona é a localização dos alto-falantes — por exemplo. Sinalização manual Permite que um usuário sinalize para outro usuário. O usuário receptor ouve um toque de dois segundos. O significado do sinal é combinado previamente entre o transmissor e o receptor. Um usuário pode ativar esta facilidade discando o código de acesso ao tronco da zona de busca desejada. A busca silenciosa só funciona em determinados tipos de telefone. A chamada estacionada volta ao usuário que a estacionou com alerta diferenciado. O sistema pode fornecer até nove zonas de busca e pode ser fornecida uma zona que ativa todas as zonas ao mesmo tempo. quando o intervalo de temporização terminar. Quando você ativa busca Deluxe. O sinal é enviado cada vez que a tecla é apertada pelo usuário sinalizador. Busca silenciosa A busca silenciosa permite que um assistente ou colega faça uma ligação em ponte com a sua chamada telefônica e lhe dê uma mensagem sem ser ouvido pela outra pessoa ou pessoas com quem estiver falando. salas de conferência. Quando você tiver ativado esta facilidade. armazéns ou depósitos. a chamada é estacionada automaticamente. O acesso à busca pessoa externo Deluxe (chamado busca Deluxe) proporciona aos terminais atendedores e aos usuários de telefone acesso integrado aos equipamentos de busca por voz e às capacidades técnicas de estacionamento de chamadas. 90 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A sinalização manual não é permitida se o telefone receptor já estiver recebendo um toque de chamada de uma chamada de entrada.

O telefone DCP 2402 possui teclas de facilidades rotuladas de forma permanente e teclas de facilidades administráveis. a tecla # (“quadrado”) modificada do teclado de discagem do 2402 não pode ter uma função administrada. o 2402 tem 11 teclas de facilidades administráveis. O 2402 não apóia transferências de firmware.Suporte a dispositivos de comunicação 6 Telefones DCP 2402 O telefone Protocolo de comunicações digitais (DCP) 2402 é um aparelho digital com capacidade de dupla (duas) apresentação de chamada. deve ser administrada como uma tecla de discagem automática. com as seguintes instruções especiais: ■ A tecla # (“quadrado”) modificada do teclado de discagem. O telefone 2402 recebe o nome alternativo de telefone DCP 6402. Além disso. o número de discagem para o sistema de correio de voz deve ser programado nessa tecla de discagem automática. Como a tecla de mensagens do telefone 2402 tem o mesmo endereço da tecla # (“quadrado”) modificada do teclado de discagem do 6402. Isto é. a tecla de mensagens do 2402 agora acessa o servidor de mensagens. ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 91 . Enquanto estiver usando o nome alternativo 6402. na forma de administração do 6402. e não 12.

Essa facilidade fornece a capacidade de transferir vários ramais do 2420 simultaneamente. Tecla de recuperação do correio de voz O Avaya Communication Manager apóia a facilidade de recuperação do correio de voz como uma tecla de facilidade fixa nos telefones DCP 2420 e 4602. O campo “voice-mail Number: _______” aparece no formulário dos ramais do tipo 2402 e 4602. O telefone 2420 utiliza ícones para indicar o estado das apresentações de chamadas. espanhol e idioma definido pelo usuário). 92 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . programe e determine o estado da transferência. a etiqueta da tecla da facilidade transferida para o telefone será ADnn. das apresentações de chamadas em ponte e das facilidades. Etiquetas personalizadas para a lista do sistema de Discagem abreviada (AD) O administrador pode digitar etiquetas personalizadas para as entradas da lista do sistema de Discagem abreviada (AD). O campo é fixo e permite a entrada de até 16 dígitos discados automaticamente para acessar o sistema de correio de voz do usuário. a etiqueta da tecla da facilidade que é transferida para o aparelho 2420 é a etiqueta personalizada. francês. Sempre que um telefone DCP 2420 tem uma tecla de facilidade administrada como uma entrada na lista do sistema AD. onde nn é o número de discagem abreviada. italiano. Os valores permitidos para esse campo são idênticos aos valores permitidos para um número de tecla de facilidade de discagem automática. Se uma etiqueta personalizada não tiver sido administrada para a entrada da lista do sistema AD.Suporte a dispositivos de comunicação Telefones DCP 2420 O telefone Protocolo de comunicações digitais (DCP) 2420 é um telefone digital que contém um módulo de expansão como facilidade opcional e informações transferíveis sobre apresentação de chamada/teclas de facilidades. Essas etiquetas personalizadas podem ser administradas nos idiomas padrão apoiados (inglês. As informações das teclas aparecem em uma tela no telefone. O telefone DCP 2420 não necessita de etiquetas de papel. NOTA: Essa melhoria se aplica somente à lista do sistema AD. O firmware do telefone 2420 pode ser alterado remotamente. Melhorias nas transferências de firmware A interface SAT para transferências de firmware de ramais do DCP 2420 permite que o usuário inicialize.

O telefone IP 4610SW traz funções avançadas das facilidades. ■ Telefone sem fio 3410 Consulte “Telefone sem fio 3410” na página 126.Telefone sem fio 3410 ■ Se o campo do número ficar em branco. ■ ■ Um display de 168x80 pixels em 4 escalas de cinza Quatro teclas programáveis 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 93 . Telefone IP 4610SW O telefone IP 4610SW possui uma central Ethernet interna. Telefones IP 4602 e 4602SW Os telefones 4602 e 4602SW apresentam funcionalidade avançada. 4630 e 4690. 4612. Se o campo do número não ficar em branco. 4620. 4610SW. exceto a facilidade de escuta em grupo por alto-falante. a tecla de recuperação do correio de voz é tratada como uma tecla de transferência para correio de voz. 4624. a tecla de recuperação do correio de voz é tratada como uma tecla de discagem automática. com uma interface de usuário intuitiva e criativa. Telefone VoIP sem fio 3606 Consulte “Telefone VoIP sem fio 3606” na página 127. Esses telefones emulam os telefones DCP da série 6400 e fornecem as mesmas facilidades. Essa série de telefones inclui os modelos 4602. incluindo melhor segurança e operação VLAN. Para obter mais informações sobre SIP. consulte “Protocolo de início de sessão (SIP)” na página 143. O telefone 4602SW possui uma central Ethernet interna. 4606. Telefones IP da série 4600 Os telefones IP 4600 usam a tecnologia IP com as interfaces de linha Ethernet e com o firmware transferível. Telefone 4602SIP Uma versão do telefone 4602 apóia o Protocolo de início da sessão (SIP) para controle de chamada básico.

avaya. Telefones IP 4620 e 4630 O telefone IP 4620 tem informações transferíveis sobre apresentação de chamada/teclas de facilidades que eliminam a necessidade de etiquetas de papel.323 da Avaya.Suporte a dispositivos de comunicação ■ Seis teclas de apresentação de chamada/facilidades dinamicamente etiquetadas Quatro teclas exclusivas de facilidades fixas ■ O telefone IP 4610SW recebe o nome alternativo de telefone IP 4620. Conjunto de caracteres Katakana O Communication Manager apóia o conjunto de caracteres katakana (Japão) em telefones IP 4620. Para funcionar. Essa fonte de caracteres de nove pontos foi criada para permitir que o telefone IP 4620 exiba caracteres katakana na interface do usuário. Você pode obter gratuitamente a versão mais recente do firmware do 4620 visitando o site da Avaya no endereço http://www. bem como nas mensagens geradas pela central.72 ou posterior do 4620. O ramal de conferência IP 4690 recebe o nome alternativo de telefone 4620. para poder receber etiquetas de teclas transferíveis.com/support/. As facilidades avançadas dos telefones IP 4620 e 4630 incluem: ■ ■ Algoritmo de recuperação de conexão de ponto de terminação aperfeiçoado Criptografia de mídia AES (consulte “Algoritmo de criptografia AES para canais portadores” na página 195) Suporte para Unicode (consulte “Suporte para Unicode” na página 95) ■ Viva-voz IP 4690 de sala de conferência O viva-voz da sala de conferência SoundStation IP 4690 apóia o protocolo IP de conexão simples baseado no H. Ele apóia várias apresentações de chamadas e facilidades administráveis. incluindo mensagens DCP/CCMS de registro e proprietárias. O telefone de tela IP 4630 utiliza uma grande tela colorida sensível ao toque para operar as facilidades do telefone. essa facilidade requer a versão de firmware 1. 94 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Telefones analógicos da série 6200

Suporte para Unicode O Communication Manager apóia a exibição de texto estático e dinâmico em idioma diferente do inglês em pontos de terminação ativados por Unicode. As informações em idiomas diferentes do inglês são inseridas em uma aplicação de gerenciamento integrado Avaya. O Communication Manager processa, armazena e transmite o texto em outro idioma para pontos de terminação que apóiam exibições em Unicode. O suporte a Unicode apresenta a capacidade de utilizar soluções de comunicações internacionais e multinacionais. Os usuários finais recebem uma interface de comunicações (fornecida por um telefone IP ou IP Softphone) no seu próprio idioma nativo. Essa facilidade aceita jogos de caracteres em chinês simplificado, japonês e coreano (CJK). Tecla de recuperação do correio de voz Consulte “Tecla de recuperação do correio de voz” na página 92.

Telefones analógicos da série 6200
Os telefones analógicos das séries 6210, 6211, 6218, 6219, 6220 e 6221 de dois fios foram concebidos para tirar proveito das múltiplas facilidades oferecidas pelo Communication Manager. Eles oferecem as seguintes facilidades:
■ ■ ■ ■ ■ ■

Luz indicadora de mensagens Teclas Flash e de rediscagem Tecla e luz de retenção de chamadas Controle do volume do monofone Conector de dados (para conectar um modem ou dispositivo semelhante) Toque de chamada personalizado, tecla e luz de viva-voz e teclas programáveis de discagem (apenas na série 6220)

Telefones DCP da série 6400
Os telefones digitais DCP 6400 de dois fios são semelhantes aos telefones 8400, oferecendo um estilo universal e um cartão de instruções de puxar. Os telefones 6400 também incluem as seguintes facilidades adicionais:
■ ■

Exibição de data e hora. Uma tecla de facilidade que permite controle de um fone de cabeça pelo gancho do telefone.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

95

Suporte a dispositivos de comunicação

Capacidade para escuta em grupo, que lhe permite usar normalmente o seu monofone ou fone de cabeça enquanto outros na sala ouvem a conversa através do viva-voz. Este modo de monofone em duas direções e alto-falante em uma direção lhe permite servir como porta-voz de um grupo. Capacidade de auto-administração do telefone, que permite que você mesmo programe as teclas de facilidades do telefone.

Módulo de interface telefônica do 6400 Este módulo fornece uma interface analógica de dois fios para os telefones DCP 6400. Isto permite que a operação de um adjunto analógico seja independente do ramal do telefone digital, para que a utilização de aparelhos de fax ou modems aconteça sem comprometer os ramais de voz do usuário.

Telefones da série 8400
Os telefones digitais 8400 são telefones versáteis DCP de dois fios/quatro fios. Eles detectam automaticamente se estão ligados numa placa de circuito de linhas digitais de dois fios ou de quatro fios.

Terminal atendedor
O terminal atendedor é um ramal digital que lida com chamadas pelo controle de teclas de pressão, usado não só para atender e fazer chamadas, mas também para gerenciar e monitorar algumas operações do sistema. O display do terminal atendedor apresenta informações referentes à chamada que ajudam o atendedor a operar o terminal. O display também apresenta informações sobre serviços pessoais e mensagens. As informações são apresentadas no display alfanumérico do terminal atendedor. Os terminais atendedores podem selecionar uma das diversas línguas disponíveis para o display: inglês, francês, italiano ou espanhol. Além disso, a empresa pode definir uma língua adicional para ser usada pelos usuários e atendedores no seu display.

Avaya IP Agent
O Avaya IP Agent é uma aplicação IP baseada em PC que permite que os agentes usem seus PCs como telefones. Além das funcionalidades tradicionais de um telefone padrão (transferência, retenção, conferência e outros), IP Agent oferece serviços de listas, janelas de informação, histórico de chamadas e histórico de modo de agente.

96

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Avaya IP Softphone

Avaya IP Softphone
O IP Softphone da Avaya amplia o nível de serviços do Communication Manager. Essa facilidade transforma um PC ou um laptop em um telefone avançado. É possível para os usuários fazer chamadas, receber chamadas e lidar com múltiplas chamadas em seus PCs.
NOTA:

O IP Softphone e o IP Agent R1 e R2, que usam uma arquitetura de conexão dupla (dois ramais), não são mais apoiados. O IP Softphone e o IP Agent R3 e R4, que usam uma arquitetura de conexão simples (um ramal), continuam a ser apoiados. Isso se aplica às configurações RoadWarrior e Native H.323 do IP Softphone. A versão R5 do IP Softphone aceita várias facilidades avançadas, incluindo:
■ ■

Algoritmo de recuperação de conexão de ponto de terminação aperfeiçoado Criptografia de mídia AES (consulte “Algoritmo de criptografia AES para canais portadores” na página 195) Mensagens instantâneas (consulte “Mensagens e presença instantânea (IMPress) SIP” na página 143) Suporte para Unicode (consulte “Suporte para Unicode” na página 95) Controle compartilhado para Softphone e telefone (consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado” na página 98)

■ ■

O IP Softphone apresenta uma interface gráfica de usuário com capacidades avançadas, quando usado com determinados modelos de telefones DCP. O Communication Manager aceita um modo de registro do H.323 que permite a um IP Softphone ser registrado no mesmo ramal de um telefone DCP sem desativar o telefone. Ele também permite que o IP Softphone envie mensagens por pressionamento de teclas virtuais e receba mensagens sobre o display e o andamento da chamada, paralelamente ao telefone. Nesse modo, o Softphone não interrompe o áudio.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

97

Suporte a dispositivos de comunicação

IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior O IP Softphone e o IP Agent, no modo RoadWarrior, permitem o uso integral do conjunto de facilidades do Avaya Communication Manager de locais temporariamente remotos em qualquer lugar do mundo. A aplicação RoadWarrior consiste em duas aplicações de software executadas em um computador pessoal, conectado ao Communication Manager por uma rede IP. A conexão de rede simples entre o PC e o Communication Manager transporta dois canais, um para o caminho de sinalização e outro para o caminho de voz. No Communication Manager, a aplicação RoadWarrior requer a placa de circuito CLAN para sinalização e o processador de mídia IP para o processamento de voz. IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado O IP Softphone e o IP Agent, no modo de controle compartilhado, permitem que os usuários tenham um ponto de terminação de telefone e um IP Softphone em operação simultânea no mesmo ramal. O IP Softphone e o telefone IP podem ser integrados de forma que o primeiro possa controlar o segundo na mesa do usuário, e vice-versa. Isso permite que o poder do PC (diretórios LDAP, gerenciadores de informações pessoais TAPI/gerenciadores de contatos, etc) seja usado em conjunto com um telefone IP de mesa. Um IP Softphone pode ser registrado em um ramal que já tenha sido atribuído a um ponto de terminação de telefone em uso. A partir desse ponto, as ações realizadas pelo usuário em qualquer um dos pontos de terminação se aplicam às chamadas feitas para o ramal ou oriundas dele. No entanto, somente o ponto de terminação do telefone transporta áudio para o ramal. IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador O IP Softphone e o IP Agent, no modo telecomutador, permitem que os telecomutadores usem todo o conjunto de facilidades do Communication Manager a partir de suas próprias residências. Ele consiste em um computador pessoal e um telefone conectados separadamente ao Communication Manager. O PC oferece um caminho de sinalização e a interface do usuário para controle de chamada. Um telefone padrão oferece um caminho de voz de alta qualidade. A aplicação Telecommuter exige a placa CLAN para sinalização. A aplicação Telecommuter não usa um processador de mídia IP.

98

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Avaya IP Softphone para PC de bolso

Avaya IP Softphone para PC de bolso
O IP Softphone da Avaya para PC de bolso amplia o nível de serviços do Communication Manager. Essa facilidade transforma um Assistente pessoal digital (PDA) portátil em um telefone avançado. É possível para os usuários fazer chamadas, receber chamadas e lidar com múltiplas chamadas em seus PDAs.

Terminal atendedor com PC do Avaya Communication Manager
O terminal atendedor com PC do Communication Manager permite que os seus atendedores lidem eficientemente com as chamadas de entrada através do computador pessoal. Usando a conhecida Interface gráfica de usuário (GUI) do Windows da Microsoft, os atendedores podem facilmente manter-se informados sobre o período de espera das pessoas que telefonam e sobre quem estão esperando. Os atendedores podem monitorar até seis chamadas de cada vez. Os atendedores não precisam utilizar papel e caneta enquanto atendem as chamadas, já que podem tomar notas no seu computador sobre as necessidades de cada chamador. Tudo isso contribui para criar uma primeira impressão favorável nos seus clientes. Ter o software de processamento de chamadas no mesmo computador das planilhas, do processador de texto e de outros tipos de software permite que os atendedores continuem produtivos entre as chamadas. O terminal atendedor com PC é facilmente personalizável; portanto, mesmo que operadores de turnos diferentes compartilhem o mesmo computador, cada um deles pode manter suas preferências no ambiente de processamento de chamadas. O terminal atendedor com PC está disponível em inglês, francês parisiense, espanhol latino-americano, alemão, holandês, italiano e português. Se um atendedor de língua hispânica assumir a posição de um atendedor de língua francesa, por exemplo, com o simples pressionar de uma tecla todas as etiquetas, mensagens de erro e ajuda on-line serão convertidas para espanhol.

Avaya Communication Manager em um S8100 Media Server
O S8100 Media Server inclui o conjunto completo de facilidades do Communication Manager. O Gateway LAN co-residente para conectividade CTI é uma facilidade opcional do S8100 Media Server.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

99

DEFINITY AnyWhere O DEFINITY ® AnyWhere proporciona acesso remoto às poderosas capacidades de dados e de voz do seu sistema executando o Communication Manager. O Communication Manager proporciona capacidades avançadas de facilidades de voz e compartilhamento de dados para o seu escritório. redirecionando as chamadas para qualquer número de telefone remoto. está viajando ou está em seu quarto de hotel. Com o DEFINITY AnyWhere. 100 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . maiores capacidades para o usuário. Com o DEFINITY AnyWhere. consulte o “Ramal Avaya para celular” na página 127. capacidade avançada de ativação/desativação. seus clientes e colegas gostarão de saber que podem ter acesso a você através de um único número e que sempre poderão encontrar você. incluindo a disponibilidade através de um só número. O DEFINITY AnyWhere é uma aplicação de software que é instalada e executada em um servidor Windows NT da Microsoft.Suporte a dispositivos de comunicação Avaya SoftConsole O Avaya SoftConsole é uma aplicação com Interface gráfica do usuário (GUI) baseada no Windows que pode substituir o terminal atendedor “físico” 302B. flexibilidade entre os recursos e o hardware. via conexão IP. Ramal Avaya para celular O ramal Avaya para celular proporciona uma expansão dos serviços móveis. dentro da sua intranet. Para obter mais informações. mais controle sobre utilização não autorizada. Ele proporciona acesso através de um “único número”. maior utilidade e apoio dos recursos de troncos IP. Ele permite que os atendedores atendam e redirecionem uma chamada através da interface de um PC. você pode ter a mesma funcionalidade que tem quando está trabalhando em seu escritório virtual.

os hotéis podem dar um segundo número de telefone ao hóspede.Hospitalidade 7 Discagem alfanumérica A discagem alfanumérica permite-lhe fazer chamadas de dados digitando um nome alfanumérico. em vez de uma longa seqüência de números. isso elimina a necessidade de que um atendente na recepção transfira a chamada para o quarto de um hóspede. Com esta facilidade. Quando um número DDR específico é chamado. Estado do quarto por meio do terminal atendedor Consulte “Estado do quarto por meio do terminal atendedor” na página 46. o qual é atribuído ao ramal do quarto de um hóspede durante o check-in. Seleção automática dos números da Discagem direta a ramal (DDR) Esta facilidade permite que o sistema automaticamente escolha um número de uma lista de números disponíveis de Discagem direta a ramal (DDR). 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 101 . diferente do número do quarto. Além de incrementar a segurança dos hóspedes. a chamada é roteada para o ramal do quarto do hóspede e coberta como se o quarto fosse chamado diretamente. de modo a proteger a sua privacidade.

Hospitalidade

Despertador automático
A facilidade de despertador automático permite que os atendedores, usuários da recepção e hóspedes peçam que uma ou duas chamadas de despertar sejam feitas automaticamente, mais tarde, para um certo número de chamada. Quando uma chamada de despertar é feita e atendida, o sistema pode fornecer uma mensagem gravada (que pode ser um anúncio gravado previamente), música ou simples silêncio. Com a facilidade de anúncio integrado, anúncios múltiplos permitem que os hóspedes internacionais usem anúncios de despertar em várias línguas. Consulte “Despertador diário” na página 103, “Despertador duplo” na página 103 e “Despertador VIP” na página 105.

Check-in/check-out
Essa facilidade permite que o pessoal da recepção registre a chegada dos hóspedes no hotel e, quando eles se forem, registre a sua saída. Há duas formas de fazer isso: pelo terminal PMS ou pelo terminal atendedor (ou telefone de backup). O check-in e o check-out a partir do terminal atendedor só devem ser feitos se não houver Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) ou se o enlace para o PMS estiver inativo. Se o PMS estiver instalado e funcionando, registre a entrada e a saída dos hóspedes usando o PMS. Para o check-in ou check-out a partir do terminal atendedor, há duas teclas no terminal (ou telefone de backup): uma com a etiqueta “Check In” (entrada) e a outra com “Check Out” (saída). O procedimento de check-in realiza duas funções: desativa a restrição do telefone do quarto, permitindo chamadas para fora, e altera o estado do quarto para ocupado.

Seleção personalizada de números DDR de hóspedes VIP
Esta facilidade aproveita a facilidade de seleção automática de números DDR. Ela permite que o pessoal do hotel controle o número DDR atribuído a um quarto de hotel no momento do check-in. Ou seja, o sistema solicita ao usuário que especifique o número DDR desejado quando um hóspede se registra. O número vem de um conjunto de números DDR separados daqueles usados pela facilidade de seleção automática. O sistema nunca atribui números automaticamente a partir deste grupo. Os números deste grupo só são usados quando explicitamente especificado pelo usuário.

102

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Despertador diário

Despertador diário
O despertador diário permite que um hóspede ou o pessoal da recepção programe uma única solicitação de despertar para uma chamada de despertar diária. Por exemplo, se um hóspede precisar receber uma chamada de despertar às 5:30 h durante toda a sua estada, pode ser introduzida uma solicitação no sistema, em vez de introduzir uma solicitação separada para cada dia.

Discagem por nome
A facilidade discagem por nome permite que os que ligam para o sistema tenham acesso aos quartos dos hóspedes simplesmente discando o nome do hóspede com que desejam falar. Esta facilidade utiliza anúncios gravados e a facilidade vetorização de chamadas para configurar um procedimento de atendimento automático. Este procedimento de atendimento automático proporciona aos chamadores a possibilidade de digitar o nome de um hóspede. Quando uma única correspondência àquele nome for encontrada, a chamada será redirecionada para o telefone do hóspede.

Não perturbe
A facilidade não perturbe permite que os hóspedes, atendedores e usuários da recepção autorizados solicitem que nenhuma chamada, exceto chamadas prioritárias, sejam conectadas com um ramal específico até um horário determinado.

Despertador duplo
Essa facilidade permite que os hóspedes recebam duas chamadas de despertar separadas. A facilidade despertador duplo é um aperfeiçoamento da facilidade despertador automático padrão, usada em ambientes de hospitalidade. Com a facilidade padrão de despertar, os hóspedes ou o pessoal da recepção podem criar uma chamada de despertar por ramal. A facilidade despertador duplo permite que os hóspedes ou o pessoal da recepção criem uma ou duas chamadas de despertar. A facilidade despertador duplo para os hóspedes só é válida quando o sistema não está equipado com uma placa de circuito de anúncios pré-gravados.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

103

Hospitalidade

Estado de limpeza dos quartos
A facilidade de estado de limpeza dos quartos registra o estado de até seis códigos de limpeza e os informa ao Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS). Esses códigos de estado são geralmente digitados pelo pessoal da arrumação a partir do quarto do hóspede ou de um telefone designado. Também podem ser atualizados pelo pessoal da recepção por meio do terminal atendedor ou de um telefone de backup. Podem ser usados seis códigos de estado a partir dos quartos de hóspedes e quatro códigos de estado a partir dos telefones que não têm a Classe de serviço (COS) de quarto do cliente.

Registro de nomes
A facilidade de registro de nomes envia automaticamente o nome e o número de chamada do quarto de um hóspede, a partir do Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) para a central, no check-in, e automaticamente retira essas informações no check-out. Essas informações podem ser visualizadas em qualquer terminal atendedor ou telefone equipado com display em vários locais do hotel (por exemplo, serviço de quarto ou segurança).

Dígito de inserção/exclusão do sistema de gerenciamento de propriedade (PMS)
Muitas configurações de clientes baseiam o ramal do telefone do quarto no próprio número do quarto, precedido por um dígito inicial. A facilidade de dígito de inserção/exclusão do PMS permite que os usuários excluam o dígito inicial do ramal em mensagens. Esta facilidade é útil para hotéis que disponham de vários ramais compartilhando um dígito adicional no início do número de quarto. O dígito inicial é automaticamente inserido quando a mensagem é encaminhada à central. A interface do PMS oferece suporte a ramais com 3, 4 ou 5 dígitos, porém ramais prefixados não enviam todo o número à interface. Apenas o número de chamada definido é enviado. Assim, não se devem usar ramais prefixados para os números que também usarão a facilidade dígito de inserção/exclusão.

104

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Interface do Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS)

Interface do Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS)
O Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) permite que o cliente controle facilidades usadas em ambientes tipo hospital e tipo hotel/motel. O enlace de comunicações permite que o sistema de gerenciamento de propriedade interrogue a central e permite que informações sejam passadas entre a central e o PMS. A central troca informações sobre o estado do hóspede (número do quarto, rota de cobertura de chamadas e outros dados) com o PMS. Há duas maneiras de codificar os dados do hóspede:

Usando uma combinação dos Caracteres decimais codificados em binário (BCD) e o conjunto de caracteres ASCII Usando somente o conjunto de caracteres ASCII

Discagem de um só dígito e numeração flexível de ramal
Essa facilidade permite aos empregados e hóspedes de hotéis acesso fácil aos serviços internos do hotel/motel e fornece a capacidade de associar números de quartos com números de telefones dos quartos. Esta facilidade fornece os seguintes tipos de planos de discagem: discagem de um só dígito, ramais com prefixos e numeração flexível.

Check-in único de ramais do mesmo quarto
O check-in único de ramais do mesmo quarto permite que mais de um ramal seja registrado simultaneamente. Isto é útil para um quarto de hóspede que tenha vários ramais. Esta facilidade permite que todos os ramais sejam registrados simultaneamente. O check-in único de ramais do mesmo quarto, através do uso da facilidade de grupo de busca, permite que todos os ramais do conjunto sejam registrados também de uma única vez na saída.

Despertador VIP
A facilidade de despertador VIP permite que o pessoal da recepção efetue chamadas de despertar personalizadas para hóspedes importantes. Quando uma chamada de despertar houver sido programada para um hóspede importante, é feita uma chamada de lembrete de despertar para o pessoal da recepção, que, por sua vez, liga para o hóspede pessoalmente para fazer a chamada de despertar.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

105

Hospitalidade

Ativação do despertador usando tons de confirmação
Se não estiver instalada uma placa de circuito de anúncios pré-gravados, os hóspedes ainda podem introduzir suas próprias chamadas de despertar (duas, caso a facilidade despertador duplo esteja ativa). Os hóspedes não recebem interações por voz, como teriam com a placa de circuito de anúncios pré-gravados. Em vez disso, eles recebem tons de progresso de chamadas (tom de discagem de rechamada e tom de confirmação) para programar suas chamadas de despertar.

Sistema de tarifação de chamadas Xiox
O sistema de tarifação de chamadas Xiox funciona como um adjunto de qualquer sistema, com facilidades de hospitalidade. O sistema de tarifação de chamadas Xiox permite que a administração do hotel utilize o sistema telefônico da propriedade como uma importante fonte de receita, gerando as informações necessárias para a tomada de decisões importantes sobre a rede e sua utilização.

106

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Os valores das perdas variam de 15 dB de perda a 3 dB de ganho. Essa capacidade é necessária porque a quantidade de perda permitida nas chamadas de voz pode variar dependendo do país. francês. Esta facilidade requer telefones com displays de 40 caracteres. São fornecidos valores predefinidos que são baseados no tipo do país. A língua para visualização de mensagens é selecionada por cada usuário. Conjunto de caracteres Katakana Consulte “Conjunto de caracteres Katakana” na página 94. Plano para administração de perda de sinal O plano para administração de perda de sinal oferece a possibilidade de administrar-se a perda e o ganho de sinal nas chamadas telefônicas. italiano. ramais e linhas troncos exclusivas. os pontos de terminação da central são classificados em 17 tipos de pontos de terminação. Com a facilidade do plano para administração de perda de sinal. Essas mensagens estão disponíveis em inglês (padrão).Localização 8 Displays com línguas programáveis Essa facilidade permite que as mensagens que aparecem nos displays dos telefones sejam apresentadas na língua falada pelo usuário. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 107 . espanhol ou numa outra língua definida pelo usuário. e o plano de perda pode ser administrado em troncos.

Essa facilidade está disponível a qualquer central que utilize o código de país do Brasil. todas as chamadas de troncos que terminam no ramal enviam de volta uma dupla resposta à Central pública (CO).Localização Identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore Essa facilidade permite que o sistema aceite informações sobre o nome do chamador a partir de uma rede de Companhia telefônica local (LEC) que apóie a especificação de nome do chamador Bellcore. 108 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . a CO envia um sinal de ocupado para a mensagem de desconectar.23) ■ Bloquear chamadas a cobrar Essa facilidade bloqueia chamadas a cobrar com base na classe de restrição. caso o identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore seja administrado. Desconectar ao sinal de ocupado Em algumas regiões do mundo. Se ativada para um ramal. Esta dupla resposta informa à CO que este ramal específico não pode aceitar chamadas a cobrar. Os seguintes protocolos de identidade do chamador são apoiados: ■ Bellcore (padrão) – Protocolo dos EUA (protocolo de transmissão Bellcore com protocolo de modem 212) V23-Bell – Protocolo de Bahrain (Protocolo de transmissão Bellcore com protocolo de modem V. O sistema pode enviar as informações sobre o nome do chamador no formato correspondente. a central desconecta os troncos analógicos de inicialização do loop da central pública quando um tom de ocupado é enviado da CO. Com Desconectar ao sinal de ocupado. se ela for uma chamada a cobrar. Localização própria ao país Itália Protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) O protocolo avançado do DCS italiano acrescenta novas facilidades às capacidades existentes no DCS e exige a utilização de linhas de junção TGU/TGE italianas. A CO então rejeita a chamada.

Localização própria ao país As facilidades adicionais incluem: ■ Trocar informações para fornecer verificação de Classe de restrição (COR) entre centrais na rede EDCS Fornecer informações de progresso das chamadas para o terminal atendedor Permitir intercalação do terminal atendedor entre uma PABX principal e uma PABX satélite Permitir que uma PABX principal. Rússia Apoio para Central pública (CO) no G700 Media Gateway O Communication Manager apóia troncos de Central pública (CO) na Rússia usando o G700 Media Gateway. forneça tratamento de interceptação à discagem direta a ramal/central pública ■ ■ ■ Japão Suporte de redes privadas nacionais Proporciona suporte às redes RDSI privadas do Japão. no campo “tipo” na tela de troncos. Ela modifica o atraso do envio sobreposto e os temporizadores RDSI T302 e T304 para apoiar a rede de troncos russa. A central permite a extensão ao protocolo RDSI para centrais que usem o código de país do Japão. em cada grupo de troncos. Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) Os troncos CO de saída fornecem a sinalização de endereço do Pacote multifreqüencial (MFP). e não uma PABX satélite. NOTA: O MFP russo não se aplica aos troncos PCOL. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 109 . As informações do número do chamador e do número discado são enviadas em enlaces de saída entre as centrais locais e de longa distância. O MFP russo é definido. O protocolo RDSI das redes privadas do Japão é diferente do protocolo RDSI padrão. quando o campo do tom gerado está ajustado para 15 (Rússia) na tela system-parameters country-options (alteração de opções de país para parâmetros do sistema). Suporte de rede RDSI/DATS Esta facilidade apóia as redes de troncos RDSI/DATS.

em chamadas de troncos. Prioridade de chamadas em redes públicas Fornece retenção de chamadas. dependendo da programação do sistema. Você pode usar o detector de tom e a identificação para visualizar a discagem em terminal de dados e decidir quando enviar dígitos. através de discagem abreviada. ARS. A sinalização E&M pulsada é para ser usada no Brasil. 110 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . AAR e discagem em terminal de dados. A sinalização E&M contínua é para ser usada no Brasil. Detecção de tom universal A detecção de tom universal possibilita que o Avaya Communication Manager identifique e receba tipos diferentes de tons de progresso de chamadas. modo de controle de liberação e toque de controle de chamada a centrais em redes públicas. desconexões forçadas.Localização Sinalização E&M — contínua e pulsada A sinalização E&M contínua e pulsada é uma modificação da sinalização E&M usada nos Estados Unidos. mas pode também ser usada na Hungria. Com freqüência países diferentes referem-se a estas capacidades por nomes diferentes. intercalação.

até tarefas complexas. Esse tom de discagem repetido indica que o usuário tem uma mensagem em espera. A indicação sonora de mensagem em espera pode não estar disponível em países que restringem as características dos tons de discagem fornecidos aos usuários. O sistema pode lidar com aplicações simples ou múltiplas de resposta audível simultaneamente e pode atender até 48 chamadores de uma só vez. tal 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 111 . Esta facilidade é usada principalmente por pessoas com deficiência visual. Ela é utilizada com freqüência em telefones que não têm indicadores luminosos de mensagem em espera.Integração de mensagens 9 Indicação sonora de mensagem em espera A indicação sonora de mensagem em espera coloca um tom repetido no início do tom de discagem quando um usuário de telefone pega o telefone. que podem não conseguir ver a luz de mensagem em espera. Ele pode funcionar por conta própria para dar informações ou colher dados. sem os serviços de um telefonista. como roteamento para o departamento correto. como matricular estudantes universitários ou fornecer saldos bancários. ou pode funcionar com um computador host para acessar um grande banco de dados. Resposta interativa (IR) Avaya O sistema de informação por voz Resposta interativa (IR) Avaya — anteriormente conhecido como INTUITY Conversant® — é um serviço de resposta audível interativo que automatiza as transações de chamadas telefônicas desde tarefas simples. Ele se comunica com os clientes através de voz com som natural gravada digitalmente e funciona 24 horas por dia.

e não para comunicações com a central. você interage com ele digitando comandos no teclado multifreqüencial do seu telefone. O INTUITY AUDIX ou o sistema Octel 100 também podem atuar como um sistema de correio de voz centralizado dentro de uma rede híbrida das centrais Communication Manager. Ela o faz permitindo que uma rede executando o Avaya Communication Manager utilize um único INTUITY AUDIX ou um sistema de mensagens por voz Octel 100 como um sistema de correio de voz centralizado que atua em toda a rede. Sempre que faz uma chamada pelo sistema incorporado AUDIX. ligação em rede refere-se à habilidade de enviar arquivos de dados entre sistemas AUDIX. chamadas de saída. Sistema incorporado AUDIX Enquanto muitos sistemas de mensagens por voz exigem equipamentos e conexões separadas.000 caixas postais no correio de voz e armazena até 100 horas de mensagens gravadas. Com sua capacidade de reconhecimento de voz. sem a necessidade de um processador adjunto. Facilidades especiais de processamento de voz incluem correio de voz. Canais I de DCP duplo Essa facilidade apóia o uso de canais I de DCP duplo para ligação em rede AUDIX. o sistema incorporado AUDIX é instalado fácil e diretamente no seu gabinete. Correio de voz centralizado através da integração do código de modo A facilidade correio de voz centralizado elimina a necessidade de um sistema de correio de voz em cada um dos locais de uma rede. atendedor automatizado de múltiplos níveis e quadro de avisos. até mesmo os usuários de telefones de discagem decádica podem ter acesso aos sofisticados serviços com base em telefones. A seguir está um resumo das capacidades do sistema incorporado AUDIX: 112 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Facilidades avançadas de telefones fornecem capacidades inteligentes de transferência de chamadas e permitem que você use o sistema no ambiente de telefone de que você dispõe. Neste caso. DEFINITY BCS e Merlin Legend/Magix. para apoiar capacidades avançadas de mensagens por voz. atendimento de chamadas. Cada sistema incorporado AUDIX aceita até 2. Você apenas especifica a atividade desejada e segue as interações de voz para a tarefa desejada.Integração de mensagens como registros de contas bancárias.

A lista telefônica pessoal permite-lhe criar uma lista de apelidos para acesso rápido a números de telefone. externas ou em horário fora do expediente. Chamadas de saída prioritárias discam automaticamente um número de telefone ou de bip combinado previamente quando você tiver mensagens prioritárias na sua caixa postal no correio de voz. Chamadas de saída discam automaticamente um número de telefone ou de bip combinado previamente quando você tiver mensagens na sua caixa postal no correio de voz. A lista telefônica AUDIX permite-lhe procurar o número de chamada de qualquer outro usuário simplesmente digitando seu nome no teclado do telefone. Busca automática de mensagens reproduz todas as mensagens novas parcial ou integralmente sem exigir que você pressione teclas adicionais. Registro do nome por assinante permite-lhe registrar seu próprio nome no sistema. Divulgação permite-lhe enviar uma única mensagem para destinatários múltiplos ou para todos os usuários do sistema. de férias etc. longe da mesa. Múltiplas recepções pessoais permitem-lhe preparar um conjunto de até nove recepções pessoais para economizar tempo e fornecer atendimento mais personalizado aos clientes. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 113 . Mensagens separadas podem indicar que você está ao telefone. Divulgação pelo sistema permite-lhe enviar mensagens de divulgação como mensagens por voz normais ou como mensagens que os destinatários ouvem quando fazem o login. Chamadores internos e externos podem marcar a mensagem como prioridade. o que é especialmente útil ao receber mensagens no seu telefone celular. Atendimento de chamadas para assinantes não residentes fornece caixas postais no correio de voz para usuários que não têm um número de chamada no sistema. Modo de atendimento da caixa postal cheia informa os chamadores sempre que não é possível deixar mensagens porque não há espaço na caixa postal do usuário. Você pode designar mensagens diferentes para chamadas internas.Sistema incorporado AUDIX ■ Ramais compartilhados fornecem caixas postais para cada pessoa que compartilha um telefone. Envio de mensagens prioritárias coloca as mensagens importantes na frente das outras.

receber. Você também pode criar caixas postais especiais para cada um dos seus aparelhos de fax. buscar. Suporte a vários idiomas permite-lhe instalar até nove idiomas no sistema. Estas caixas postais aceitam chamadas telefônicas de fax quando o aparelho de fax está ocupado e passam a mensagem de fax para o aparelho quando este estiver disponível. apagar. Ajuda on-line fornece-lhe acesso instantâneo a instruções por voz a qualquer momento em que estiver usando o sistema. Esta facilidade é totalmente integrada com mensagens por voz. 114 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . além das seguintes facilidades: ■ Mensagens por fax permite-lhe lidar com faxes com a mesma facilidade com que lidaria com correio de voz. por exemplo. selecionados de um superconjunto de 30 idiomas disponíveis. de forma que você pode anexar faxes a mensagens por voz. Endereçamento por nome permite-lhe endereçar mensagens por nome se não souber o número de chamada. Você pode enviar. Duas destas facilidades são as de avançar/voltar opcional. Redirecionamento de mensagens permite-lhe redirecionar mensagens com ou sem comentários adicionais. Mensagens particulares é uma facilidade de codificação especial que impede que os destinatários redirecionem mensagens. Manuseio avançado de mensagens oferece-lhe flexibilidade no atendimento de mensagens. que permite que você avance e faça voltar mensagens individuais. que permite recuperar todas as mensagens que possam ter sido excluídas acidentalmente. e recuperar mensagens excluídas.Integração de mensagens ■ Restrições de envio para a comunidade permite-lhe limitar as comunidades de chamadores que podem se comunicar através de mensagens por voz AUDIX. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ INTUITY AUDIX Soluções de mensagem INTUITY basicamente oferecem as mesmas facilidades de usuário que o sistema incorporado AUDIX. Listas de grupos permitem-lhe criar listas de endereços de até 250 pessoas para uso em mensagens de divulgação. pular ou redirecionar mensagens por fax. armazenar. Deixar pedido de rechamada permite-lhe pressionar uma tecla no seu telefone para deixar uma chamada padrão “telefone para mim” em qualquer ramal.

ao se pronunciar um nome.INTUITY AUDIX ■ Desativar atendimento de chamadas AUDIX permite-lhe desligar o atendimento de chamadas para preservar os recursos do sistema. Você pode criar uma mensagem que informa aos chamadores que não podem deixar uma mensagem. fax e e-mail e arquivos anexos no seu computador pessoal ou no seu telefone. Pré-endereçamento permite-lhe endereçar uma mensagem antes de gravá-la. Sistema integrado de mensagens permite-lhe acessar e gerenciar mensagens recebidas de voz. Você pode também definir opções para que apenas os cabeçalhos das mensagens apareçam na caixa postal alternativa. uma mensagem por voz aparecerá na sua caixa postal de e-mail. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 115 . Texto-para-voz permite-lhe ouvir uma reprodução por voz de mensagens de texto enviadas por um sistema de e-mail apoiado e/ou Intuity Message Manager. Também aceita transferência para assinantes do AUDIX. além de usar multifreqüência para inserir números de chamadas ou nomes. Assim. Pode também criar uma mensagem por voz ou fax através do telefone e enviá-la para um destinatário de e-mail. Endereçamento aperfeiçoado permite-lhe enviar uma mensagem para até 1. Sistema de mensagens da Internet permite-lhe trocar mensagens (voz e texto) com qualquer endereço de e-mail através da World Wide Web. restringindo as transferências que passam pelo sistema de mensagens por voz. fornecendo-lhes um outro número para chamar. por exemplo. Imprimir texto permite-lhe imprimir mensagens enviadas por um sistema de e-mail apoiado e/ou Intuity Message Manager. Restrições de transferência permite-lhe controlar fraude de tarifação.500 destinatários. incluindo aqueles em outros locais. Disponibilidade internacional. e vice-versa. por exemplo. Avaya voice director permite-lhe endereçar mensagens quando você pronuncia um nome.

O IA770 oferece suporte para os protocolos de rede INTUITY digital (TCP/IP) e AMIS. nomes registrados. O sistema IA770 usa padrões inteligentes. Usando a interface da Web. A aplicação IA770 permite que os clientes visualizem as mensagens nos seus computadores. ajudando a assegurar a recuperação em caso de problemas. não é necessário pagar mais pela implementação inicial de qualquer um dos 35 idiomas disponíveis para as interações. A arquitetura distribuída foi projetada para oferecer confiabilidade e capacidade de sobrevivência. e seu gerenciamento a partir de um ponto central a torna simples. saudações — e aproximadamente 50 horas de mensagens na rede local (LAN). 100 usuários 8 portas. Para obter mais informações sobre a aplicação de mensagens IA770. Embora o sistema ofereça a capacidade de texto para voz somente para o idioma inglês americano. acrescentem um componente de correio de voz a um e-mail e ouçam um e-mail usando o correio de voz. o que o torna consistente com o sistema operacional do G700 Media Gateway. 116 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A aplicação IA770 consiste em um software ativado por arquivo de licença. ajudando os clientes a melhorar o atendimento de chamadas e o envio de mensagens. O IA770 usa o sistema operacional Linux. o administrador pode fazer um backup do sistema e restaurar todos os dados administrados — anúncios. A aplicação IA770 está disponível em duas configurações: ■ ■ 4 portas.Integração de mensagens Aplicação de mensagens Avaya IA770 INTUITY AUDIX (sistema de mensagens INTUITY 5. As telas são simples e intuitivas. consulte S8300 and S8700 Library CD. e em uma pequena placa que pode ser instalada e atualizada em campo. o que economiza tempo na instalação e reduz a necessidade de treinamento e experiência. 300 usuários A aplicação IA770 inclui o INTUITY Message Manager. eficiente e rápida. 555-233-825. Suporte adicional para sistemas de rede pode ser fornecido por meio do Avaya Interchange. residente no S8300 Media Server. em vez de exigir o preenchimento de cada campo.1 incorporado — Linux) A aplicação IA770 melhora a troca de comunicação e informações dentro das empresas.

■ O quadro de mezanino do INTUITY AUDIX também fornece os recursos DSP necessários para o envio de mensagens. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 117 . ao Communication Manager e ao INTUITY AUDIX. Além disso. NOTA: É importante que as pessoas que quiserem usar essa facilidade estudem e compreendam as leis locais vigentes relativas à gravação de chamadas antes de ativar a facilidade. O FED permite que o cliente especifique restrições para os números de destino. Também estão presentes o Avaya Directory Enabled Management (DEM) e o Fax Extended Dialing (FED). em um único quadro de mezanino do processador no S8100 Media Server. junto com as funcionalidades texto para voz e message manager. NOTA: Os terminais atendedores não trazem essa tecla. A tecla está disponível para todos os ramais que possuem teclas de facilidades administradas. Procedimento de gravação em uma única etapa no AUDIX Os usuários podem gravar conversas pressionando uma única tecla. a tecla também exige um número de chamada de grupo de busca (para o número de chamada do AUDIX). geralmente exigido para essa funcionalidade. O hardware elimina a necessidade do adjunto INTUITY Map 5P. Consulte também “Sistema incorporado AUDIX” na página 112. A tecla audix-rec é usada nessa facilidade. Quando administrada.INTUITY AUDIX INTUITY AUDIX incorporado no S8100 Media Server Esta aplicação oferece os recursos de voz. o FED aborda a entrada de números de destino internacionais. Essa facilidade utiliza o AUDIX como dispositivo de gravação. fax e mensagens de texto. baseado na lista telefônica. ■ O DEM oferece acesso em tempo real. A facilidade não está disponível com INTUITY AUDIX através de códigos de modo ou AUDIX remoto. bem como elimine a necessidade de administrar faixas de números de fax como máquinas de rede AMIS remotas. permitindo até 23 dígitos para pontos de terminação de fax.

Quando você pressiona essa tecla. Isso indica que o recurso de gravação do AUDIX está pronto e começará a gravar a conversa. Os valores vão de 0 a 60. Isso significa que. soará um tom de indicação de pronto para todos os participantes da chamada ou para o iniciador somente.Integração de mensagens Para gravar uma conversa durante o andamento da chamada. Os usuários internos da mesma central. O LED no telefone que iniciou a gravação parará de piscar e ficará aceso. podem observar que o número de participantes da chamada aumentará em 1. o sistema também serve para integrar as suas aplicações INTUITY. o sistema de tarifação é provavelmente a melhor solução para contabilidade de chamadas. o LED respectivo começa a piscar. sendo 15 o padrão. providos de equipamento com display. o iniciador pode parar a gravação pressionando novamente a tecla audix-rec enquanto o LED estiver aceso. O campo Interval For Applying Periodic Alerting Tone é usado para permitir que o administrador da central escolha um intervalo para tocar um tom de alerta para todos os participantes da chamada durante a gravação. 118 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . todos os participantes da chamada ouvirão um tom de alerta a cada 15 segundos. O LED da tecla de facilidade do ramal do iniciador se apaga. se você usar o valor padrão. Os usuários internos providos de equipamento com display notarão novamente que o número de participantes da chamada foi reduzido em 1. Se o valor do campo for 0. A chamada permanece ativa. Sistema de tarifação INTUITY Se você estiver usando qualquer um dos produtos de mensagens por voz do INTUITY. Oferecendo muitas das facilidades do sistema de tarifação para Windows. os usuários internos que estiverem participando da chamada notarão que o display do telefone mudou para CONFERENCE. Depois que informações suficientes tenham sido gravadas. O sistema funciona exclusivamente com produtos INTUITY residentes em computadores MAP/40 ou MAP/100. nenhum tom periódico soará durante a gravação. Neste ponto. pressione a tecla audix-rec. ou não haverá tom para nenhum dos participantes. indicando que a conversa está sendo gravada. dependendo da administração. Após 4 a 6 segundos.

hospitais ou universidades. As chamadas recebidas são transferidas para o respectivo quarto por um atendedor. interno ou externo. Os hóspedes de hotéis podem deixar mensagens para outros hóspedes sem ter que recorrer ao atendedor. mas apenas nove podem ser disponibilizados de cada vez.INTUITY lodging INTUITY lodging O INTUITY lodging é um sistema de mensagens projetado especialmente para estabelecimentos de hospitalidade. após efetuarem o login para recuperar suas mensagens. Os hóspedes ouvem os menus e as interações em seu idioma escolhido. como hotéis. Atualmente. O INTUITY lodging funciona como uma secretária eletrônica particular para cada ramal. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 119 . O atendedor digita o idioma desejado pelo hóspede no momento do check-in. O sistema permite que os hóspedes tenham caixas postais no correio de voz eletrônico para o armazenamento de mensagens por voz ou fax. Eles poderão recuperar e salvar mensagens a partir de qualquer telefone. Os hóspedes receberão uma senha para acessar as suas mensagens à distância. Se o hóspede não atender a chamada ou se a linha estiver ocupada. a chamada será automaticamente transferida para a caixa postal no correio de voz do hóspede. Os hóspedes podem ouvir menus e ter interação por voz num dos idiomas dentre vários disponíveis. o conjunto disponível de idiomas inclui os seguintes: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Alemão Árabe (voz feminina) Chinês Mandarim Espanhol da América Latina Francês da França Francês do Canadá Grego Inglês da Inglaterra Inglês dos EUA Japonês Português brasileiro Russo Qualquer um desses idiomas ou mesmo todos podem ser instalados. Contate seu representante de conta Avaya para obter mais informações sobre as opções de idiomas. onde o chamador poderá deixar uma mensagem. Um indicador de mensagem em espera no telefone do hóspede o notificará de que a caixa postal no correio de voz contém mensagens.

francês. o número de chamada e a hora da chamada) para outros usuários internos. As mensagens LWC podem ser recuperadas usando um display do telefone. bem como as que funcionam com DCS. italiano. coloca esses registros em um formato padrão para tarifação e envia as informações de tarifação ao sistema de gerenciamento de propriedade. A facilidade LWC também funciona dentro de uma central individual não ligada em rede. Quando a mensagem for armazenada. recuperação de mensagens por voz ou AUDIX. Deixar pedido de rechamada (LWC) A facilidade Deixar pedido de rechamada (LWC) permite que os usuários internos do sistema deixem uma mensagem curta programada previamente (normalmente “telefone” com o nome do chamador. Isto lhe dá um melhor controle sobre a receita oriunda do uso de serviços telefônicos. mas este somente pode ser usado em redes com planos de discagem de 4 ou 5 dígitos. espanhol ou numa língua definida pelo usuário. As mensagens podem ser recuperadas em inglês. o indicador luminoso de mensagens do telefone chamado acenderá automaticamente. Para as redes empresariais mistas ou que estão em transição de DCS para QSIG. as tarifas de suas chamadas de longa distância serão automaticamente impressas na conta.Integração de mensagens Sistema de tarifação do INTUITY lodging O pacote do sistema de tarifação INTUITY lodging (uma oferta integrada da Homisco) pega os registros de chamada fornecidos pelo sistema. NOTA: É necessário um grupo de sinalização DCS+. Deixar pedido de rechamada (LWC) — QSIG/DCS A facilidade Deixar pedido de rechamada (LWC) estende-se às redes das empresas que têm QSIG como protocolo de rede privada. 120 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Quando o hóspede efetuar o check-out. pode ser proporcionada a interação da facilidade LWC entre os protocolos.

em outro telefone com apresentação múltipla de chamadas. associado à tecla de mensagem em espera manual. Recuperação de mensagens no display Os usuários que têm telefones digitais com displays ou computadores pessoais integrados com telefone podem visualizar as mensagens. como uma secretária e um executivo. A secretária pode apertar a tecla para sinalizar para o executivo que uma chamada precisa ser atendida ou que alguém chegou para um encontro marcado. Pedir impressão de mensagem O pedido de impressão de mensagem permite-lhe imprimir suas mensagens não entregues sem chamar o centro de mensagens. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 121 . Estas opções de recuperação de mensagens podem ser atribuídas a cada usuário. os funcionários sempre sabem quando têm mensagens. Eles o fazem simplesmente apertando uma tecla no seu próprio telefone. os funcionários podem discar fale comigo e ouvir uma voz sintetizada lendo as suas mensagens pelo telefone. O executivo pode usar a tecla para indicar que ele/a não deve ser incomodado/a. Esta facilidade só pode ser programada em pares de telefones. Recuperação de mensagens Com o indicador luminoso de mensagem em espera nos seus telefones.Mensagem em espera manual Mensagem em espera manual Essa facilidade permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas acendam o indicador luminoso de estado. Fale comigo Usando qualquer telefone multifreqüencial. Elas podem ser recuperadas de diversas formas.

— Inclusão de informações do soquete TN799 CLAN do processador no rastreamento do MST para ajudar os desenvolvedores a solucionar problemas no soquete. Octel 200/300 e Octel 250/350. Criando novos tipos para esses novos formatos. porque não existiam identificações nas mensagens que as distinguissem das mensagens de outros soquetes. sinais de linha e códigos de acesso às facilidades e permite ao INTUITY AUDIX trocar dados com o Communication Manager sem usar um enlace de dados. Um par de novos formatos 07 e 08 também foi criado para mensagens de controle de soquete de saída e entrada na interface IP do processador. — Inclusão do ID da placa TN799 CLAN às mensagens de rastreamento de soquete IP do MST da CLAN. Octel 100. Esses novos formatos usam novos identificadores de tipos 05 e 06. Interface de código de modo O Communication Manager aceita uma interface de código de modo analógica para comunicações com o INTUITY AUDIX e outros sistemas de correio de voz utilizando a mesma interface. Esta interface emprega tons multifreqüenciais. Integração com Octel O Communication Manager é integrado com toda a linha de sistemas de mensagens Octel. Outros fornecedores de adjuntos podem projetar seus produtos para usar esta interface. incluindo os servidores de mensagens Octel 50.Integração de mensagens Melhorias no Rastreador de seqüência de mensagens (MST) Antigamente. A seguinte melhoria foi feita no Rastreador de seqüência de mensagens (MST): ■ As mensagens de sinalização entre o Communication Manager e a TN799 CLAN podem agora ser rastreadas para oferecer um melhor diagnóstico durante períodos de inatividade da rede. 122 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . simplificamos a tarefa de decodificar essas mensagens. Os novos formatos de mensagens para dados de saída e entrada agora incluem o número/identificador do soquete. era difícil rastrear mensagens através da ferramenta Rastreador de seqüência de mensagens (MST) relativas a um soquete específico. — Aperfeiçoamento do MST para incluir o número do soquete nos dados.

G3si e G3csi. Essa facilidade permite que os clientes espalhem os usuários de um único sistema Communication Manager por vários sistemas de mensagens. por um recuperador de mensagens programado para todo o sistema ou por um usuário de acesso remoto quando o ramal e o código de segurança associado são conhecidos. Grupos de busca de correio de voz QSIG múltiplos O Communication Manager oferece dez grupos de busca da central de mensagens para oferecer suporte ao sistema de mensagens integradas QSIG. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 123 . mas a capacidade de migrar usuários finais em um único sistema Communication Manager. sem uma T1 dedicada. A interação do correio de voz QSIG/DCS funciona no G3r. Tecla de recuperação do correio de voz Consulte “Tecla de recuperação do correio de voz” na página 92. No entanto. Ela integra o DCS e o correio de voz centralizado QSIG através do gateway DCS+/QSIG. Isso permite que os usuários se movimentem entre os sistemas Communication Manager retendo ainda a mesma caixa postal no correio de voz. O sistema impede que usuários não autorizados recuperem mensagens. As centrais rotuladas como DCS+/QSIG integram as PABXs de diversos fornecedores em um único sistema de mensagem de correio de voz. Os usuários não perdem mensagens de voz.Interação do correio de voz QSIG/DCS Interação do correio de voz QSIG/DCS A interação do correio de voz QSIG/DCS é um aperfeiçoamento da atual facilidade QSIG. ao permitir não somente o crescimento. os usuários de acesso remoto e os terminais atendedores recuperem mensagens por voz de deixar pedido de rechamada e cobertura de chamadas. Pode ser usada para recuperar as mensagens do próprio usuário ou as mensagens para outro usuário. as mensagens de um usuário diferente só podem ser recuperadas por um usuário num telefone ou terminal atendedor na rota de cobertura. Proporciona flexibilidade de rede e funcionalidade do DCS. A facilidade também melhora a utilização dos sistemas de mensagens Avaya pelo cliente na empresa. Recuperação de mensagens por voz A recuperação de mensagens por voz permite que os usuários de telefones.

O chamador pode preferir deixar correio de voz para você se a mensagem for pessoal. os chamadores recebem instruções para digitar comandos no teclado para direcionar a chamada. longa ou técnica. Você pode até fazer com que o atendimento automatizado AUDIX responda a todas as chamadas da companhia e envie todas as chamadas para diversos ramais. ocupado. por exemplo. Figura 3. conforme mostrado na Figura 3. Estão disponíveis muitas outras opções. Nesse caso.Integração de mensagens Mensagens por voz e cobertura de chamadas Muitas vezes o sistema AUDIX é configurado como o último ponto numa rota de cobertura de chamadas. O chamador pode. redirecionar uma chamada do sistema AUDIX para um atendedor. ocupado. Opções típicas da cobertura de chamadas A B C D Chamada externa: ativo. Ou pode transferi-la para outro ramal em vez de deixar recado. Uma secretária ou colega que atende uma chamada redirecionada cujo destinatário era você também pode transferir a chamada para a sua caixa postal AUDIX. não atende Chamadas internas: enviar todas as chamadas 1 2 3 4 Secretária Funcionário de escritório Envio de mensagens por voz AUDIX Grupo central de mensagens 124 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . não atende Chamadas internas: cobertura de todas as chamadas Chamada interna: ativo.

como as de redirecionamento de chamadas e de enviar todas as chamadas. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 125 . as facilidades ativadas pelo usuário. Um dos maiores benefícios dos telefones IP é o fato de você poder deslocar os telefones. Administração de ramais virtuais (AWOH) Essa facilidade lhe permite programar telefones que ainda não estão fisicamente presentes no sistema.Mobilidade 10 Os telefones IP ou IP Softphones (telefones IP programáveis) permitem que você tenha acesso às facilidades do Avaya Communication Manager sem que você tenha que estar fixo em um local. Um dos principais benefícios dos IP Softphones é que você pode carregá-los em um PC tipo laptop e depois usar o modem do PC para conectá-los à central a partir de praticamente qualquer local. Isto facilita muito a velocidade de configurar e fazer mudanças nos telefones do sistema. apenas desconectando-os e conectando-os em outro local. são preservadas e permanecem funcionais. dentro de uma LAN. consulte “Telefones IP da série 4600” na página 93 e “Avaya IP Softphone” na página 97. Essa facilidade funciona da mesma forma que a administração com hardware: quando os ramais são movidos. Para obter mais informações.

O telefone da série 6400 é carimbado com as palavras “de série” (serialized) no painel frontal da placa. possui até seis apresentações de linha e doze teclas de facilidade e emula um telefone de mesa 8410D. A central associa o ramal automaticamente à nova porta. O ACTR facilita a identificação e o deslocamento de telefones. 126 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . para uma fácil identificação. O ACTR funciona com o telefone DCP 2420 e os telefones da série 6400. A solução de telefone sem fio 3410 requer uma porta DCP por monofone. As AWTS incorporam duas soluções de telefone sem fio nesta facilidade: ■ ■ A solução de telefone sem fio 3410 A solução de telefone VoIP sem fio 3606 Telefone sem fio 3410 A solução telefone sem fio 3410 consiste nos monofones. Soluções Avaya para telefone sem fio (AWTS) As Soluções Avaya para telefone sem fio (AWTS) são completamente integradas ao Communication Manager e permitem acesso integral do usuário às facilidades do Communication Manager a partir de um telefone móvel. A memória do telefone da série 6400 armazena eletronicamente a sua própria identificação da peça (comcode) e número de série. estações rádio-base sem fio de quatro canais ativadas por linha e uma Unidade de controle principal (MCU) do 3410. NOTA: As AWTS substituem o Sistema comercial de telefonia sem fios DEFINITY. O ACTR usa as informações armazenadas e associa o telefone à nova porta quando o telefone for movido.Mobilidade Rearranjo automático de telefones pelo cliente (ACTR) O rearranjo automático de telefones pelo cliente (ACTR) permite que um telefone seja desconectado de uma localidade e deslocado para um local diferente. sem qualquer administração adicional da central.

permitindo que os usuários recebam chamadas relacionadas ao trabalho onde quer que eles estejam e sempre que necessitarem fazê-lo. quando um usuário liga para o escritório. de 2. A solução de telefone VoIP sem fio 3606 requer uma porta DCP por monofone e emula um telefone de mesa 8410D.4 GHz. a solução de telefone VoIP sem fio 3606 oferece comunicações móveis por voz de alta qualidade em todo o local de trabalho. Telefone VoIP sem fio 3606 A solução de telefone VoIP sem fio 3606 é um sistema de telefone LAN sem fio baseado nos padrões IEEE 802. o telefone celular pode ser administrado de modo que.Ramal Avaya para celular A MCU apresenta duas configurações dimensionáveis: Enlace 3000 Enlace 150 Telefones sem fio Estações rádio-base Chamadas simultâneas Cobertura (em km) 3200 1000 1600 30459 64 16 32 457. a qualquer momento. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 127 . Usando a tecnologia de voz sobre IP (VoIP).2 A solução de telefone sem fio 3410 usa tecnologia de rádio de salto de freqüência de espectro de 902 a 928 MHz com alto nível de integração com centrais de telefones comerciais para fornecer um sistema avançado de telefonia sem fio. Essa solução exige quatro componentes: ■ ■ ■ ■ telefones sem fio 3606 um servidor SpectraLink Voice Priority (SVP) gateways de telefone uma LAN sem fio 802. o nome do usuário e o número do telefone do escritório aparecem no display de identificação do chamador do telefone que está sendo chamado. AP-2 ou AP-3) Ramal Avaya para celular A facilidade Ramal Avaya para celular é uma solução de mobilidade integrada que oferece aos usuários a liberdade de trabalhar em qualquer lugar. as chamadas para um número comercial são estendidas para um telefone celular.11b com pontos de acesso habilitados para SVP (como Avaya AP-1. usando qualquer tipo de telefone celular ou sem fio.11b. Com o Ramal para celular. Além do mais.

O usuário do telefone celular recebe as mesmas facilidades e capacidades para as chamadas de entrada que um telefone analógico ativado pela identificação do chamador diretamente conectado ao servidor de comunicações Avaya®. O Ramal para celular funciona através de PRI. o estado atual também será exibido em uma tecla de facilidade administrável Ramal para celular no telefone do escritório. As tabelas de roteamento ARS ou AAR regulares são usadas para selecionar o tronco para a chamada Ramal para celular. independentemente do prestador de serviços de telefonia celular ou do padrão de telefonia celular usado. Se administrado dessa forma. Os clientes podem escolher se querem ou não manter registros de bilhetagem exclusivos das chamadas Ramal para celular. bem como de uma interface de tronco IP. O estado de Ramal para celular ativado/desativado é exibido na tela Status Station. Apoio de duplicar ramal de XMOBILE para gerência de lotes. Administração das opções do conjunto de configurações de XMOBILE. tipo de XMOBILE e conjunto de configuração. As chamadas para o ramal XMOBILE podem ser diretamente enviadas para um ramal fora da PABX através de um tronco RDSI conectado à rede pública. A funcionalidade do usuário final permanece inalterada. ao entrar no escritório. O usuário controla o Ramal para celular através dos códigos de acesso para ativar ou desativar a facilidade. o usuário também tem a opção de atender uma chamada em andamento do telefone celular do Ramal para celular no telefone do escritório. Identificação do chamador do escritório para as chamadas originadas em telefone celular. Informações sobre Ramal para celular no formulário de capacidades do display. Isso simplifica a administração do Ramal para celular.Mobilidade Quando o telefone celular do Ramal para celular é administrado para enviar a identificação do chamador do escritório. O Ramal para celular fornece esta capacidade. Os roteamentos ARS e AAR de chamadas Ramal para celular exigem somente um tronco. em vez dos dois anteriores. ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 128 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A eliminação do tronco de loopback reduz a necessidade de configuração de loopback de DS1 e IP exigida em versões anteriores. modo de mapeamento. Listar mapeamentos de XMOBILE pelo número de telefone celular. O Ramal para celular oferece as seguintes capacidades: ■ Aperfeiçoamentos de administração de ramal XMOBILE para incluir os campos de prefixo de discagem. ou por meio de uma tecla de facilidade configurada no telefone do escritório. número do telefone celular.

Ramal Avaya para celular ■ A filtragem de chamadas permite que os clientes gerenciem os custos com telefone celular limitando as chamadas estendidas à rede celular para os usuários de Ramal para celular. Integração de telefonia fora de PABX — A solução Ramal para celular da Avaya conecta de forma transparente qualquer telefone celular digital às chamadas recebidas pelos servidores de comunicação Avaya. Uma chamada do aparelho de mesa ou do telefone fora de PABX direcionada a um destino da central é tratada como originada de um ramal. As facilidades presentes no aparelho de mesa ou no telefone fora de PABX funcionam da mesma forma.baseadas em regras . fornecendo portabilidade de um número e acesso de um número a qualquer funcionário da empresa. Agenda de Ramal para celular (integrada com a central de comunicações unificada Avaya). Uma chamada direcionada ao ramal alerta o aparelho de mesa e o telefone fora de PABX. Os usuários do Ramal para celular podem ativar. Um temporizador opcional pode ser incluído na tecla de facilidade Ramal para celular administrada. A tecla Ramal para celular permanece acesa quando o serviço está ativo. somente chamadas externas (de um cliente).da hora do dia e do dia da semana. Essa função permite a ativação/desativação . permitindo que o usuário desative por uma hora o serviço Ramal para celular. todas as chamadas ou nenhuma chamada. Essa facilidade permite que os administradores gerenciem melhor despesas recorrentes com telefones celulares. somente chamadas internas. Os clientes podem optar por permitir. apagada quando o serviço está desativado e pisca em velocidade inversa ao wink quando o serviço é suspenso através do temporizador opcional. Essa facilidade fornece ao usuário a capacidade de ter um ramal administrado que aceita facilidades de central para aparelhos de mesa ou para telefones fora de PABX. ■ ■ ■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 129 . acessíveis do PDA ou PC. como telefone celular RTPC ou telefone SCCAN (Comunicação convergida ininterrupta entre redes). Classificação de chamadas — A filtragem da chamada Ramal para celular usa os mesmos critérios usados pela facilidade de cobertura de chamadas para classificar uma chamada como externa ou interna. desativar e suspender o serviço Ramal para celular usando uma tecla de estado administrada da facilidade Ramal para celular. na facilidade Ramal para celular. em relação a cada usuário.

Muitos clientes empresariais escolhem contratar um terceiro para atualizar os bancos de dados ALI. A chamada é roteada através de uma Central pública local.Mobilidade ELIN E911 para ramais conectados ao IP Essa facilidade automatiza o processo de atribuição de um Número de emergência de informação de localização (ELIN) através de uma sub-rede IP durante uma chamada para 911. através de troncos de Contabilização automática de mensagens centralizadas (CAMA). O ELIN é enviado pelos troncos CAMA ou RDSI-PRI para a rede de serviços de emergência quando 911 é discado. Com o Sistema 911 avançado (E911). ao Serviço de esclarecimento de saúde pública (PSAP). Essas transferências só podem ocorrer entre PSAPs geograficamente próximos ou adjacentes. Geralmente.) Se o PSAP que recebe a chamada não for o correto para lidar com a emergência.323 SIP O chamador em situação de emergência disca um Número de emergência universal — por exemplo. cada PSAP cobre uma cidade ou uma zona rural. Um multiplexador mux no PSAP utiliza o CPN para procurar a localização do endereço postal documentado do chamador no banco de dados de Informações de localização automática (ALI). 000 na Austrália e 112 nos países da Comunidade Européia. (Nos EUA. o cliente deverá ter sub-redes que correspondam às áreas geográficas. Essa facilidade identifica adequadamente as localizações de telefones IP que estão fazendo uma chamada de emergência de qualquer lugar de um local ou área. o sistema pode enviar à rede de serviços de emergência o Número do chamador (CPN). 911 nos Estados Unidos. no máximo. No PSAP. os operadores determinam a natureza da emergência e entram em contato com o órgão adequado: polícia. O PSAP atende a chamada. A facilidade funciona em ambos os tipos de pontos de terminação IP: ■ ■ H. quatro áreas circunvizinhas. ou pelo Elemento de informações (ID) do número chamador através de troncos RDSI. por meio de uma central tandem de emergência. poderá transferir a chamada para o PSAP adequado. 130 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Nos Estados Unidos. NOTA: Para que essa facilidade funcione. que o gerenciam. ambulância etc. com a chamada. O banco de dados ALI geralmente pertence às companhias telefônicas locais. Uma central tandem típica pode rotear a chamada para um PSAP dentro de. corpo de bombeiros. um único PSAP geralmente é responsável por uma área que cobre vários departamentos independentes de polícia e corpo de bombeiros. isso é traduzido em quatro códigos de áreas circunvizinhas.

Acesso ao ramal pessoal (PSA) Essa facilidade lhe permite transferir as preferências e permissões do seu ramal telefônico para qualquer outro telefone compatível. Esta facilidade pode ser usada no local ou fora dele (com o Extensor DEFINITY®). Além disso. Os empregados podem facilmente transformar o telefone partilhado em “seus” telefones. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 131 . ele receberá uma mensagem indicando “Não responde”. para um determinado dia.323 podem movê-los sem notificar o administrador do sistema. Essa suposição nem sempre é verdadeira. o pessoal do atendimento de emergência pode rumar para a área física incorreta. por exemplo. O uso remoto requer o Extensor DEFINITY®. listas de discagem abreviada e permissões de classe de serviço e classe de restrições. ■ Sem essa facilidade. vários empregados telecomutadores podem partilhar o mesmo escritório em diferentes dias da semana. em vez de “Ocupado”. um telefone digital. ir para a localização física correta se uma chamada de emergência 911 vier de uma apresentação de chamada em ponte. agora. Usuários com telefones IP SIP podem usar o mesmo ramal simultaneamente em vários telefones diferentes. use “X” como porta. isto significa que ele não estará correntemente mapeado para um ponto de terminação físico específico. O PSA possui várias aplicações de telecomunicações. facilidade que permite ao administrador da central associar um ramal sem especificar uma porta física — por exemplo. o pessoal do atendimento de emergência irá para o lugar certo. Com essa facilidade.Acesso ao ramal pessoal (PSA) Isso dependerá da suposição de que o CPN sempre corresponde ao endereço postal que o proprietário do sistema inseriu e administrou no banco de dados ALI. se esses usuários discarem 911. como. Se um chamador discar para um ramal que esteja correntemente dissociado. Se um ramal estiver dissociado. Código de motivo Não responde (para os ramais não associados a PSA) O PSA utiliza Administração de ramais virtuais (AWOH). Por exemplo. o pessoal do atendimento de emergência pode. Isto inclui a definição das teclas do telefone. ■ Os usuários que possuem telefones IP H. a partir de um local remoto.

através de uma interface de troncos PRI. pelo Communication Manager. A mobilidade de X-station é atualmente usada para as ofertas de telefones sem fio que não sejam celulares (DECT e PHS) nas regiões EMEA e APAC e para a oferta do Ramal para Celular em nível global. a mobilidade de X-station permite que determinados telefones sem fio OEM sejam controlados remotamente. como se os telefones estivessem diretamente conectados à central. Sistema digital sem fio TransTalk 9000 O TransTalk 9000 é um sistema sem fio de zona simples ou zona dupla. que proporciona uma solução de mobilidade para os sistemas baseados no Communication Manager. Os telefones são administrados para serem do tipo XMOBILE e terem informações adicionais de administração sobre a tela do ramal que atribui capacidades de ramal remoto ao grupo de troncos PRI associados. mas não programada. com todo o poder e funcionalidade de um telefone de mesa com fio. A TTI associa os dados programados do terminal com um local de porta específico através da entrada de um código específico de acesso à facilidade. um código de segurança de TTI e um número de chamada de um terminal que é conectado a uma tomada ligada. Inicialização de programação de terminal (TTI) O Communication Manager fornece a Inicialização de programação de terminal (TTI). Mobilidade de X-station A mobilidade de X-station permite que usuários remotos acessem as facilidades da central. redirecionamento de chamadas etc. Essa informação é mostrada até que o usuário dissocie seu ramal da estação. Portanto. Ou seja. é mostrada uma informação na estação indicando o nome e o número do ramal. os telefones sem fio têm acesso a facilidades como display associado à chamada. para interiores de edifícios. conexão em ponte. mensagem em espera. Ele traz os benefícios e a acessibilidade de um telefone sem fio. 132 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . facilidade que funciona com a administração de ramais virtuais (AWOH). usando o código de acesso à facilidade associado ao PSA.Mobilidade Visualização permanente de nome/número Quando uma pessoa usa o PSA para associar seu ramal a uma estação.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 133 .Rede e conectividade 11 Redes privadas e conectividade Suporte a dispositivos de comunicação Comutação por circuito Analógicos da série 6200 Consulte “Telefones analógicos da série 6200” na página 95. Etiquetas personalizadas Consulte “Etiquetas personalizadas para a lista do sistema de Discagem abreviada (AD)” na página 92. Tecla de recuperação do correio de voz Consulte “Tecla de recuperação do correio de voz” na página 92. Telefones digitais Telefones DCP 2420 Consulte “Telefones DCP 2420” na página 92.

IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior” na página 98. Conjunto de caracteres Katakana Consulte “Conjunto de caracteres Katakana” na página 94. 134 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Telefones da série 8400 Consulte “Telefones da série 8400” na página 96. Protocolo de Internet (IP) Telefones IP da série 4600 Consulte “Telefones IP da série 4600” na página 93. Avaya IP Softphone Consulte “Avaya IP Softphone” na página 97. Avaya IP Agent Consulte “Avaya IP Agent” na página 96.Rede e conectividade Telefones da série 6400 Consulte “Telefones DCP da série 6400” na página 95. Módulo de interface telefônica 6400 Consulte “Módulo de interface telefônica do 6400” na página 96. Tecla de recuperação do correio de voz Consulte “Tecla de recuperação do correio de voz” na página 92. IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado” na página 98.

Gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP) Consulte “Gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP)” na página 230. Vários tipos de switch ATM da Avaya fornecem conectividade de rede de portas do Communication Manager. Sem fio O Communication Manager apóia dispositivos sem fio. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 135 . consulte “Mobilidade” na página 125.Sem fio IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador” na página 98. mas que estão de acordo com os padrões de ATM estabelecidos pela União Européia. também fornecem conectividade de rede de portas do Communication Manager. Telefone sem fio 3410 Consulte “Telefone sem fio 3410” na página 126. Rede de portas e conectividade com o gateway Modo de transferência assíncrona (ATM) A central de Modo de transferência assíncrona (ATM) é uma opção de substituição para o CSS ou para a central de conexão direta. Para obter informações mais específicas. Os switches ATM que não são da Avaya. Telefone VoIP sem fio 3606 Consulte “Telefone VoIP sem fio 3606” na página 127.

de forma que o cliente depende dos switches ATM privados da prestadora de serviços e por ela gerenciados. A ATM-PNC usa interfaces abertas com base em padrões que podem ser dotadas de sistemas novos ou já existentes executando o Communication Manager. as chamadas não terão sucesso. A vantagem da solução SVC é que o Communication Manager pode dinamicamente sinalizar para que a rede ATM forneça mais largura de banda conforme necessário para lidar com os picos de tráfego de chamadas. as Rotas virtuais permanentes (PVP) podem ser configuradas entre os switches ATM de propriedade do cliente de modo semelhante aos circuitos dedicados de uma WAN privada. 136 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . vídeo e dados através do ATM em uma rede convergente provida de ampla largura de banda. oferece a Duplicação de ATM-PNC. o processamento de célula ATM ocorre em uma WAN pública. A ATM-PNC está disponível com as três opções de confiabilidade do Communication Manager — padrão. No entanto. incluindo as políticas de policiamento do tráfego e a qualidade do produto. A ATM-PNC integra o fornecimento de serviços de voz. Além disso. Os Circuitos virtuais comutados (SVCs) usam o protocolo ATM para transmitir aplicações semelhantes às de voz pelas redes ATMs. O cliente não controla os switches ATM na rede. ATM-PNC substitui o CSS em um DEFINITY R8r e rede posterior com uma rede ou central ATM. alta e crítica. Se a rede ATM não conseguir lidar com o tráfego adicional. A conectividade de rede de portas (ATM-PNC) pela WAN A ATM-PNC por uma Rede de área ampla (WAN) pública representa um ambiente onde o cliente usa uma rede ATM de uma prestadora de serviços entre switches ATM privados. Usando uma WAN pública.Rede e conectividade Conectividade de rede de portas (ATM-PNC) A conectividade de rede de portas do modo de transferência assíncrona (ATM-PNC) constitui uma alternativa às configurações do Estágio central de comutação (CSS) para conectar a Rede de portas do processador (PPN) a uma ou mais Redes de portas de expansão (EPN). representando custos reduzidos de infra-estrutura e a possibilidade de um melhor gerenciamento da rede.

O WSP ATM monitora continuamente um caminho para a PPN. NOTA: Os WSP ATMs não podem ser usados com um CSS convencional. com quatro ou mais Redes de portas (PN). 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 137 . Os Media Servers e o CSS podem permanecer separados por até 10 km.Comutação por circuito Processador sobressalente WAN (WSP) Um processador sobressalente WAN ATM (WSP) proporciona uma opção de recuperação em caso de desastres para as redes de portas de expansão G3r do gateway de mídia implementadas em uma WAN ATM. Até 15 WSP ATMs podem ser colocados em uma configuração de redes de portas em um Communication Manager ATM para proporcionar uma estrutura de backup de PPNs. fornecendo backup e capacidade de sobrevivência para uma rede de comunicação em um ou mais locais remotos. Separação do Estágio central de comutação (CSS) Os S8700 Media Servers na configuração Avaya MCC1 ou SCC1 Media Gateway. Comutação por circuito Estágio central de comutação (CSS) O Communication Manager apóia o CSS como método de interface entre PPNs e EPNs que utilizam tecnologia de comutação por circuito para transportar o tráfego de voz. O WSP funciona como uma PPN caso a PPN principal não esteja funcionando ou não esteja se comunicando com uma ou mais das outras EPNs. daí mantendo a disponibilidade das facilidades e funções do Communication Manager. para determinar se ela está on-line e se pode ser acessada. usam um Estágio central de comutação (CSS) para interconectar as PNs. A facilidade de separação do Estágio central de comutação (CSS) permite a separação física de S8700 Media Servers redundantes e seu respectivo CSS para melhorar sua capacidade de sobrevivência. Um WSP ATM atua como uma PPN na eventualidade de falta catastrófica de energia na rede.

248 entre o Avaya G700 Media Gateway e o controlador de chamadas. a Recuperação de enlaces automaticamente tentará se conectar a placas TN799DP (CLAN) alternativas da configuração do servidor original ou a um Processador local sobressalente (LSP). A Recuperação de enlaces não tenta recuperar ou superar o problema de rede que criou a falha de enlace. Conectividade de rede de portas (PNC) IP O Communication Manager permite que as mensagens do Conjunto de mensagens do canal de controle (CCMS) sejam empacotadas através de conexões IP LAN e WAN para controlar múltiplas redes de portas. Conferência ou Transferência) Desconexão de chamada ■ Se porventura o enlace falhar.248 seja restaurado. 138 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . O enlace H.248 O Communication Manager usa padrões baseados no H.248 define uma estrutura de sinalização de controle de chamadas entre os servidores de mídia inteligentes e diversos gateways de mídia “não inteligentes”. A Recuperação de enlaces também não diagnostica nem repara o problema de rede que causou a falha do enlace. por exemplo.248 entre um servidor Avaya executando o Communication Manager e o Avaya Media Gateway fornece o protocolo de sinalização para: ■ ■ Configuração de chamada Controle de chamada (ações do usuário como Retenção de chamada. o sistema não reconhece pressionamentos de teclas e o acesso às facilidades não funciona.Rede e conectividade Protocolo de Internet (IP) Controle de gateway de mídia H. Recuperação de enlaces As chamadas IP devem ter um enlace H. Se o gateway não conseguir reconectar-se ao servidor original. o sistema não responde a qualquer estímulo até que o enlace H. Como não é possível a comunicação entre o Media Gateway e o controlador de chamada durante uma falha de enlace.248 para executar um controle de chamadas para gateways de mídia Avaya como o G700. Essa pode ser a única indicação de que existe uma Recuperação de enlaces em andamento. Em resumo. bem como qualquer outro tipo de atendimento de chamadas. O H. a facilidade de Recuperação de enlaces preservará as chamadas existentes e tentará restabelecer o enlace original.

execute o comando busyout/release no ramal quando o gateway voltar a operar. como a facilidade oferece compatibilidade inversa. Destaques da facilidade: ■ Falhas no canal de sinalização de chamadas são detectadas rapidamente (na ordem de 30 segundos. O ponto de terminação tenta restabelecer os canais de sinalização com o porteiro de segurança (gatekeeper) principal enquanto preserva uma chamada existente. Se isso ocorrer. NOTA: O DCS não funciona com planos de discagem de seis ou sete dígitos. No entanto. Embora funcione com planos de discagem de seis ou sete dígitos. ■ ■ ■ ■ Para que os pontos de terminação IP possam aproveitar essa facilidade. O ponto de terminação reconhece porteiros de segurança (gatekeepers) alternativos e principais para recuperar mais rapidamente e com menos prejuízos as falhas no canal de sinalização. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 139 . o ramal não será disponibilizado para uso quando o gateway voltar a funcionar. O cliente pode administrar os parâmetros de recuperação do ponto de terminação (como temporizadores e porteiros de segurança). Os pontos de terminação IP incluem telefones IP e telefones IP programáveis. o QSIG não funciona em VPNs. A SBS fornece uma VPN DCS+ substituta para os clientes que precisam da funcionalidade Expansão do plano de discagem (DPE). O registro do ponto de terminação IP (enquanto se recupera de uma falha de sinalização) pode ser aceito enquanto a(s) chamada(s) existente(s) do ponto de terminação é(são) preservada(s). não é obrigatória a atualização dos pontos de terminação IP existentes. o firmware ou software de aplicação do cliente devem ser atualizados com o novo algoritmo que aceita a facilidade de resistência. Separação de portador e sinalização A facilidade Separação de portador e sinalização (SBS) oferece uma rede privada virtual de baixo custo com alta qualidade de voz para clientes que não podem pagar linhas alugadas privadas. por padrão).Separação de portador e sinalização ! CAUTELA: Se o administrador tentar adicionar um ramal (telefone) a um gateway enquanto este estiver em processo de Recuperação de enlaces.

É necessário administrar e configurar adequadamente a SBS para que suas chamadas funcionem corretamente. ■ 140 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Esse formulário público é usado para desenvolver o número completo mesmo que o formato de numeração de grupos de troncos SBS de entrada seja administrado para numeração privada. o número DDR). Os clientes podem alocar um número suficiente de ramais SBS baseados no volume de tráfego SBS esperado. Cada ramal SBS administrado deve corresponder a um número DDR obtido de um fornecedor de serviços local. usado para associar o portador e as chamadas de sinalização separados). NOTA: ■ ■ Não é necessário obter um número DDR para cada ramal SBS se a facilidade DDR Feature Plus Pseudo estiver disponível. O mesmo se aplica a membros do grupo de troncos SBS. um campo no formulário TRUNK GROUP e um tipo Station chamado de SBS Extension (um número de ramal sem hardware atribuído. Isso elimina o excesso de tráfego através do gateway/escritório remoto para o servidor de gateway controlador. ■ Em configurações de escritórios remotos ou outras configurações de gateway remotos com acesso direto de rede limitado. esses números DDR devem ser obtidos de um fornecedor de serviços situado no mesmo local que o servidor de gateway controlador. e não no local do escritório/gateway remoto.Rede e conectividade A facilidade SBS aceita: ■ ■ ■ Sinalização de rede privada QSIG através de uma rede IP de baixo custo Chamadas de voz (portador) através de rede comutada pública Associação entre as informações de sinalização da facilidade QSIG e cada chamada de voz Use sempre AAR/ARS/UDP para criar uma chamada SBS. Isso inclui: ■ Campos do formulário SYSTEM-PARAMETERS FEATURES. O formulário ISDN PUBLIC-UNKNOWN NUMBERING deve ser corretamente administrado para mapear cada ramal do SBS ao número completo de rede pública nacional correspondente (isto é. Não use Código de acesso a tronco/Código de acesso de discagem para criar uma chamada SBS.

Modo de transferência assíncrona (ATM)

Conectividade de troncos Modo de transferência assíncrona (ATM)
Consulte “Modo de transferência assíncrona (ATM)” na página 135. Serviço de emulação de circuitos (ATM-CES) O ATM-Serviço de emulação de circuitos (ATM-CES) permite que o Communication Manager emule troncos RDSI-PRI em uma conexão ATM. Estes troncos virtuais podem servir como troncos de acesso integrado, tandem ou linhas de junção. A emulação de troncos ATM-CES maximiza as capacidades da rede de portas ao consolidar o entroncamento. Por exemplo, a interface CES pode definir até oito circuitos virtuais em conectividade de linha de ligação, para consolidar uma conectividade de rede da placa que normalmente requer múltiplas placas. A ATM-CES está disponível em todas as plataformas (r, si e csi). Medição CMS do ATM Consulte “Medição CMS do ATM” na página 71.

Comutação por circuito
Serviço de troncos DS1 Consulte “Serviço de troncos DS1” na página 154. Cancelamento de eco — com Placa UDS1 Consulte “Cancelamento de eco — com placa UDS1” na página 154. E1 Consulte “E1” na página 154. T1 Consulte “T1” na página 155.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

141

Rede e conectividade

Protocolo de Internet (IP)
Tronco H.323 Uma TN802B no modo MedPro ou uma interface IP TN2302AP ativam o serviço de troncos H.323 usando a conexão IP entre dois sistemas executando o Communication Manager. Os grupos de tronco H.323 podem ser configurados como linhas de junção específicas do sistema, linhas de junção genéricas ou troncos públicos de Discagem direta a ramal (DDR). Além disso, os troncos H.323 suportam facilidades RDSI, como QSIG e BSR. Grupos de perda IP O principal motivo para obter um plano de perda para sistemas de comunicação por voz é o desejo de ter a clareza de voz e tom recebidos em um nível de audição confortável. Isso deve ser realizado de forma que os usuários possam ouvir uns aos outros sem se preocuparem com quem é o falante remoto, onde ele está ou o tipo de equipamento telefônico que cada um está usando. Uma conexão com uma perda de terminação para terminação (chamada de Taxa de clareza de som geral) de 10 dB — o que se aproxima de uma conversa normal entre um falante e um ouvinte separados por uma distância de 1 metro — oferece alto grau de satisfação para a maioria dos usuários. Portanto, os padrões de comunicação por voz para perdas de terminação para terminação se baseiam nesse número. O Communication Manager definiu dois outros grupos de perda para telefonia IP. O objetivo desses dois grupos de perda é definir a clareza da voz e do tom separadamente para conexões IP. Esses grupos de perda usam planos de perda de gateway específicos para o país. Os dois grupos de perda IP são:

Grupo de perda 18: IPtrunk — grupo de perda para troncos IP (compartimento IP médio) Grupo de perda 19: IPphone — perda de grupo para terminais IP (portas IP)

Em uma atualização, se o padrão para o plano de perda de ramais IP for 2 e o plano de perda de troncos IP for 13, o Communication Manager altera os padrões para 19 e 18 respectivamente.

142

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Protocolo de Internet (IP)

Troncos IP Os grupos de troncos IP podem ser definidos como linhas de junção de uma rede privada virtual entre os sistemas ou os servidores ITS-E executando o Communication Manager. Cada placa de troncos IP fornece um pacote básico de 12 portas que pode ser expandido para um total de até 30 portas. O número de portas definido corresponderá ao número total de chamadas simultâneas transmitidas pela interface de troncos IP. Os benefícios do tronco IP incluem uma redução nas despesas com chamadas de fax e voz de longa distância, facilitando as comunicações globais, fornecendo uma rede de função completa, com convergência de dados e voz, e otimizando as redes ao utilizar os recursos de rede disponíveis. O entroncamento IP constitui uma boa opção para comunicações básicas de voz e fax em empresas, onde os custos são um fator importante. As chamadas em troncos IP são transportadas pela intranet da empresa, e não pela rede telefônica pública. Portanto, para os tipos mais comuns de comunicações internas em uma empresa, os troncos IP proporcionam uma economia considerável. Geralmente, o entroncamento IP não é uma boa opção para as aplicações nas quais as chamadas precisam ser direcionadas para vários destinos (como na maioria das aplicações para conferências) ou para os sistemas de mensagens por voz. As chamadas realizadas em troncos IP são comprimidas, a fim de economizar largura de banda da rede. A repetida compressão e descompressão resulta em perda de dados a cada estágio, degradando a qualidade final do sinal. O número máximo aceitável de ciclos de compressão em uma chamada é três, e três ciclos de compressão podem comprometer a qualidade da voz. As chamadas normais de voz e fax em empresas geralmente sofrem menos de três ciclos de compressão. No entanto, as chamadas de conferência multiponto e a maioria dos sistemas de mensagens por voz acrescentam demasiados ciclos de compressão, comprometendo a qualidade. Protocolo de início de sessão (SIP) O Protocolo de início de sessão (SIP) é um protocolo de sinalização usado para estabelecer sessões em uma rede IP. Mensagens e presença instantânea (IMPress) SIP O sistema de Mensagens e presença instantânea (IMPress) oferece um moderno conjunto de facilidades aos clientes empresariais atuais. Através do SIP, os clientes empresariais podem enviar mensagens de texto instantâneas através de um cliente de mensagem instantânea integrado com o Avaya IP Softphone.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

143

Rede e conectividade

Uma lista de pessoas ativada por presença fornece aos usuários informações sobre a disponibilidade de seus colegas. A oferta de Mensagens e presença instantânea inclui um servidor proxy, de registro e de presença SIP, bem como um gateway de mensagens instantâneas para as redes populares de mensagens instantâneas para consumidores (como AOL, MSN e Yahoo). Troncos SIP A funcionalidade do entroncamento SIP permite que um servidor Linux (S8300, S8500 ou S8700) funcione como gateway POTS entre pontos de terminação legados tradicionais (ramais e troncos) e pontos de terminação SIP. Ela também fornece roteamento SIP para SIP. No cenário de roteamento, o servidor aceita roteamento de chamadas semelhante ao que seria fornecido por um proxy SIP. Os enlaces SIP podem ser protegidos usando TLS para criptografar a sinalização. Use Autenticação resumida para realizar a validação. Ao usar TLS, a facilidade de Criptografia de mídia também fica disponível para criptografar canais de áudio. Funcionalidade de entroncamento SIP:

Fornece acesso para serviços telefônicos locais e interurbanos mais baratos, além de outros serviços hospedados por fornecedores de serviços SIP. Fornece informações sobre presença e disponibilidade aos membros da empresa e a consumidores autorizados fora da empresa, inclusive outras empresas e fornecedores de serviço. Facilita aplicações de comunicações convergidas e habilitadas por SIP dentro da empresa, como a Experiência de serviço ininterrupto.

Permitir a criptografia do canal de sinalização e de áudio oferece ao cliente a opção de fornecer uma infra-estrutura segura de comunicações. Consulte “Criptografia de sinalização para troncos SIP” na página 203.

Tipos de troncos e sinalização
Troncos auxiliares
Os troncos auxiliares conectam os dispositivos nos gabinetes auxiliares com o Communication Manager. Algumas das facilidades que são apoiadas por esse tipo de tronco são os anúncios gravados, o serviço de recado falado, o rastreamento de chamadas maliciosas e a busca por alto-falante.

144

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Central pública (CO)

Terminação de linhas privadas avançadas (APLT) Fornece acesso e terminação das redes privadas que se baseiam na Central pública (CO): Configuração de comutação de controle comum (CCSA) e Serviços avançados de comunicações com comutação privada (EPSCS). Os troncos de APLT são fisicamente idênticos aos usados em linhas de junção analógicas, em que a sinalização do tronco é compatível com as centrais de rede EPSCS e CCSA. O tronco APLT de saída repete, conforme a digitação, qualquer número de dígitos à rede privada. Os troncos APLT podem ser conjugados através da PABX apenas a partir de redes EPSCS; as redes CCSA necessitam que um atendedor complete a chamada.

Central pública (CO)
Troncos da central pública conectam o Communication Manager à central pública local para chamadas de entrada e de saída. Apoio para Central pública (CO) no G700 Media Gateway — Rússia Consulte “Apoio para Central pública (CO) no G700 Media Gateway” na página 109.

Interface digital multiplexada
A facilidade interface digital multiplexada apóia duas técnicas de sinalização, sinalização orientada por bits e sinalização orientada por mensagens, para conexão direta com computadores host. A interface digital multiplexada oferece duas vantagens principais:

A interface digital multiplexada proporciona uma interface padrão de porta única para ligar os computadores host interna e externamente através do compartimento T1. Como é compatível com os padrões RDSI e é fornecida sob licença para diversos fabricantes de equipamentos, a interface digital multiplexada promove a conectividade entre fornecedores múltiplos.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

145

totalmente compatível com RDSI-PRI. cada uma diferindo no modo como as informações são transportadas pelo 24º canal: ■ ■ Sinalização orientada por bits Sinalização orientada por mensagens Sinalização orientada por bits A sinalização orientada por bits. sem o auxílio do atendedor. da interface digital multiplexada. Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD) Normalmente.Rede e conectividade O Communication Manager apóia duas versões da interface digital multiplexada. 146 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . os troncos CO e DDR efetuam a interface entre uma PABX e a central pública. transporta dados de quadros e de alarme e informações de sinalização para conexões com computadores host e equipamentos de outros fornecedores. da interface digital multiplexada. Discagem direta a ramal (DDR) Os troncos de discagem direta a ramal conectam o Communication Manager à central pública local para chamadas internas discadas a ramais diretamente. Sinalização E&M — contínua e pulsada Consulte “Sinalização E&M — contínua e pulsada” na página 110. Sinalização orientada por mensagens A sinalização orientada por mensagens. usa o mesmo formato de sinalização orientada por mensagens — o procedimento de acesso ao enlace no canal D — que o RDSI-PRI para controle e sinalização. Um tronco CO encaminha chamadas de saída e aceita chamadas de entrada que terminarem no terminal atendedor. Essas capacidades de sinalização ampliam as vantagens das comunicações multiplexadas da sinalização orientada por mensagens da interface digital multiplexada para a rede pública RDSI. Um tronco DDR é usado para as chamadas que requerem a terminação sem a interação de um terminal atendedor.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 147 . ELIN E911 para ramais conectados ao IP Consulte “ELIN E911 para ramais conectados ao IP” na página 130. Através de interfaces padrão aceitas internacionalmente. Troncos RDSI Dão acesso a vários serviços e recursos de rede privada e pública. para fornecer conectividade digital em nível nacional ou internacional. Sistemas que executam o Communication Manager podem ser conectados a uma RDSI usando formatos de estrutura padrão: Interface de taxa básica (BRI) e Interface de taxa primária (PRI). em vez da local. através da central pública local. 2 e 3 do modelo Interconexão de sistema aberto (OSI). uma RDSI fornece conectividade por comutação de circuitos ou de pacotes dentro de uma rede e pode se ligar a outras interfaces apoiadas por RDSI. Central estrangeira (FX) Troncos da Central estrangeira (FX) ligam o Communication Manager a uma Central pública. O padrão RDSI consiste nas camadas 1. Uma RDSI fornece conectividade digital ponto a ponto e usa uma interface de alta velocidade que fornece acesso independente do serviço aos serviços comutados. Identificador automático do ponto de terminação do terminal (TEI) O lado do usuário oferecerá suporte à definição automática do TEI pela rede.CAMA E911 trunk group CAMA E911 trunk group Este formulário administra os troncos de Contabilização automática de mensagens centralizadas (CAMA) e fornece informações relativas à Identificação do serviço de emergência do chamador (CESID) para o sistema 911 avançado (EUA) da comunidade. Do lado da rede. será oferecido suporte às definições fixas e automáticas do TEI.

Também pode ser programado backup de canal D para aumentar a confiabilidade do sistema.Rede e conectividade Seleção de serviços chamada por chamada Possibilita que um único grupo de troncos RDSI-PRI transporte chamadas para vários serviços em vez de requerer que cada grupo de troncos seja dedicado a um serviço específico. Permite-lhe configurar vários serviços de voz e dados e facilidades para uma chamada específica. 148 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Isto inclui um Interfluxo com consulta (LAI). Também incluídos estão todos os serviços complementares QSIG. Feature plus O feature plus permite que os usuários sem serviço DDR direcionem usuários de discagem em um PABX remoto através da rede pública. como: ■ ■ ■ ■ Identificação de nomes Desvio de chamadas (incluindo reroteamento) Transferência de chamadas Substituição de caminho A funcionalidade ETSI não inclui: ■ ■ ■ ■ DCS Sinalização não associada ao serviço Backup do canal-D Sinalização de banda larga Sinalização associada e não associada aos serviços A sinalização associada e não associada aos serviços permite que um canal D de interface DS1/E1 RDSI-PRI transporte informações de sinalização para canais B (voz ou dados). Funcionalidade ETSI O conjunto completo de facilidades de RDSI de redes privadas e públicas do ETSI conta com suporte oficial. roteamento com consulta e distribuição do uso. O feature plus de RDSI elimina a necessidade de intervenção do atendedor para quem não tiver capacidades DDR.

Usando o mesmo par de fios que transporta chamadas telefônicas simples. com a restrição de que o Communication Manager não deve ser configurado em um arranjo de barra passiva com outros pontos de terminação BRI. A placa de circuito de tronco RDSI-BRI permite ao Communication Manager apoiar a interface T e a interface S/T definidas pelas normas RDSI (recomendação I. Esta facilidade é uma interface de 192 Kbps que transporta dois canais B de 64 Kbps e um canal D de 16 Kbps. Os troncos RDSI-BRI podem ser usados como linhas de junção entre centrais privadas usando o protocolo de semelhança QSIG. O tronco RDSI-BRI oferece as seguintes vantagens: ■ Fornece uma forma não dispendiosa de conectar com serviços RDSI fornecidos pelo provedor da rede. fac-símile e vídeo. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 149 . RDSI pode fornecer serviços de voz. dados. Ele elimina a necessidade de configurações de acesso múltiplas separadas para serviços e redes de voz.411 de ITU-T). A placa de circuito fornece oito portas para a rede e apóia dois canais B e um canal D. dados e vídeo em formato digital.Troncos RDSI Interface da taxa básica RDSI (RDSI-BRI) Possibilita a conexão do sistema a equipamentos ou pontos de terminação que suportam uma Rede digital de serviços integrados (RDSI) através de um formato padrão chamado Interface da taxa básica (BRI). Satisfaz quase todos os requisitos de protocolo de país ETSI. RDSI é um padrão de acesso global que usa um protocolo em camadas. Consulte a Figura 4. Apóia serviços RDSI essenciais (não suplementares). ■ ■ Os troncos BRI suportam o acesso a redes públicas fora dos EUA em conexões de ponto a ponto médio.

Rede e conectividade Figura 4. A facilidade MSN funciona com pontos de terminação de BRI que permitem que o Elemento de informação (IE) do identificador de canal seja codificado como “preferido”. 150 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Communication Manager e RDSI 6 7 1 10 2 8 ? 3 9 8 5 4 4 4 1 2 3 4 5 Sistema executando o Communication Manager Sistema executando o Communication Manager Sistema executando o Communication Manager Telefone de interface da taxa básica Barra passiva 6 7 8 9 10 RDSI privada (pode ser transportada pelo ATM-CES) RDSI pública (pode ser transportada pelo ATM-CES) Redes públicas e privadas Comutador da central pública Central tandem Múltiplos números de assinante (MSN) — Limitado A facilidade padrão MSN de RDSI permite que os clientes atribuam múltiplos ramais a um único ponto de terminação de BRI.

Este suporte proporciona a capacidade completa de linha de junção da central usando troncos BRI. Certas aplicações. Restrição de apresentação Restringe a visualização dos números do chamador/números conectados nos troncos RDSI.Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) — Rússia Interface da NT em TN556C O Communication Manager oferece suporte ao lado NT (rede) da interface T usando a placa TN556C. tornando-se necessário pôr vários canais RDSI-PRI de banda estreita em um canal de banda larga. como vídeo-conferência e transmissão de dados a alta velocidade. “número não disponível devido a redes” ou alguma seqüência de texto administrado ao invés dos números do chamador/números conectados. Suporte de redes privadas nacionais — Japão Consulte “Suporte de redes privadas nacionais” na página 109. No entanto. o Communication Manager não permitirá que os clientes administrem ambos os pontos de terminação e troncos na mesma placa de circuito TN556C. Os grupos de troncos RDSI podem ser administrados para controlar a visualização dos números do chamador/números conectados. com uma TN2185 em cada lado da conexão alugada. Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) — Rússia Consulte “Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP)” na página 109. para acomodar as necessidades dessas aplicações. Comutação de banda larga Fornece a habilidade de dedicar dois ou mais canais B de RDSI ou pontos de terminação DSO para aplicações que requerem largura de banda larga. Cada grupo de troncos pode ser administrado para visualizar “apresentação restrita”. Esta facilidade apóia as normas européias e norte-americanas. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 151 . requerem largura de banda extra. O Communication Manager oferece suporte a conexões BRI alugadas através da rede pública.

O temporizador de desconexão de troncos de saída afeta somente os troncos de rede pública de saída (redes públicas CO. Podem ser usados diversos tipos de troncos. a facilidade será desativada e o tronco não será desconectado automaticamente. svfl. svct ou svft. emer. 152 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . para fornecer disponibilidade dos grupos de serviço de atendimento centralizado ou de distribuição automática de chamadas. FX. DIOD. Se o campo do temporizador ficar em branco (o valor padrão). op. O período de tempo que pode decorrer antes da desconexão do tronco pode ser especificado entre 2 e 999 minutos. nsvc. A desconexão de chamada temporizada se aplica a todas as chamadas de troncos de saída iniciadas por uma pessoa pertencente a uma Classe de restrição (COR) específica. o temporizador de desconexão do tronco de saída não se aplica a chamadas com tipos de chamada ARS alrt. O temporizador de desconexão do tronco de saída não se aplica às chamadas de emergência ou serviço no tronco de saída. svlc. NOTA: O temporizador de desconexão do tronco de saída deve ser administrado com um valor grande o suficiente para fornecer aos usuários um tempo de resposta adequado. dependendo do tipo de rede privada que você estabeleceu. Desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída Essa facilidade fornece a capacidade de desconectar automaticamente uma chamada de tronco de saída após um período de tempo administrável. através da rede. Troncos de ligações liberadas (RLT) Os Troncos de ligações liberadas (RLT) são utilizados entre os locais de comutação.Rede e conectividade Linha tronco exclusiva (PCOL) Fornece um circuito dedicado de tronco entre telefones com apresentação múltipla e uma Central pública (CO) ou outra central. WATS e RDSI). Especificamente. Linhas de junção As linhas de junção estabelecem comunicação entre o Communication Manager e outras centrais numa rede privada.

O sistema pode enviar as informações sobre o nome do chamador no formato correspondente. hora do dia e dia da semana. tons de aviso são aplicados a todos os participantes da chamada.Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) O temporizador de desconexão do tronco de saída começa depois que a chamada do tronco de saída é atendida. A chamada do tronco de saída é considerada atendida se: ■ ■ ■ ■ ■ a rede fornecer um sinal de linha de supervisão de atendimento for recebida uma mensagem ISDN CONNect o tempo limite de supervisão de atendimento expirar o classificador de chamadas classificar a chamada como atendida o campo Outgoing End of Dial Timer expirar Antes de desconectar o tronco. duração da chamada. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 153 . Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) Os troncos do Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) permitem que você direcione chamadas de voz de saída a longa distância para telefones em áreas de serviços definidas. O segundo tom de aviso ocorre quando restam 30 segundos na chamada. O preço das chamadas é definido de acordo com a distância na área de serviço. caso o identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore seja administrado. O primeiro tom de aviso ocorre quando resta um minuto na chamada. Redes públicas e conectividade Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos O identificador do chamador em troncos analógicos permite que o sistema aceite informações sobre o nome do chamador a partir de uma rede de Companhia telefônica local (LEC) que apóie a especificação de nome do chamador Bellcore.

Devem-se usar placas de circuito separadas. destina-se apenas aos canais que apóiem comunicação de voz.544 Mbps) e E1 (2. 154 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Serviço de troncos DS1 Sinalização orientada por bits que multiplexa 24 canais num fluxo único de 1.048 Mbps). rotineiramente. Não há interesse em fornecer cancelamento de eco aos canais que apóiem comunicação de dados. O DS1 pode ser usado para voz ou dados de qualidade de voz e para protocolos de transmissão de dados. A TN464GP/TN2464BP destina-se aos clientes do Communication Manager que tenham alguma probabilidade de encontrar eco nos circuitos ligados à rede pública. A capacidade de cancelamento de eco.048 Mbps. da placa de circuito. Além disso. O acesso e conversão T1/E1 permitem a conexão simultânea aos serviços T1 (1. É provável a ocorrência do eco caso o Communication Manager esteja configurado para serviços complexos como ATM ou IP. O serviço de troncos E1 é uma sinalização orientada por bits que multiplexa 32 canais num fluxo único de 2. A visualização do nome e do número funcionará em todos os telefones digitais do Communication Manager (DCP e BRI) que estiverem equipados com um display alfanumérico de 40 ou 32 caracteres. E1 O Communication Manager também suporta as conexões E1.544 Mbps. Os troncos de serviço digital 1 (DS1) podem ser usados para fornecer serviço de Interface de taxa primária (PRI) T1 ou RDSI.Rede e conectividade Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais Nos Estados Unidos. equipamento de cancelamento de eco em todos os seus circuitos. é provável que o eco ocorra se o Communication Manager realizar interface com provedores locais de serviços que não instalem. o telefone do usuário exibe informações sobre o chamador (se o telefone possuir display). O nome e o número do chamador encontram-se disponíveis a partir das centrais públicas americanas. Cancelamento de eco — com placa UDS1 A placa universal DS-1 (UDS1) (TN464GP/TN2464BP) disponível para todas as plataformas do Communication Manager vem com circuitos de cancelamento de eco. Ambos DS1 e E1 fornecem uma interface digital para grupos de troncos.

Tarifação flexível T1 Quando planejar as suas necessidades de rede. Tarifação flexível Consulte “Tarifação flexível” na página 58. Os seguintes troncos da central local são alguns dos tipos disponíveis. Troncos de Central estrangeira (FX) Consulte “Central estrangeira (FX)” na página 147. para que os chamadores possam entrar em contato sem pagar pelas chamadas. Troncos de Serviço digital 1 (DS1) Consulte “Serviço de troncos DS1” na página 154. Troncos do serviço de chamada gratuita Os troncos do serviço de chamada gratuita permitem que a sua companhia pague as despesas das chamadas recebidas interurbanas. Troncos da central local Os troncos da central local conectam o Communication Manager a uma central pública. Troncos da Central pública (CO) Consulte “Central pública (CO)” na página 145. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 155 . Troncos de Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD) Consulte “Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD)” na página 146. Troncos de Discagem direta a ramal (DDR) Consulte “Discagem direta a ramal (DDR)” na página 146. uma das opções que você deve considerar é a multiplexação através dos recursos dos serviços digitais 1 (DS1).

consulte também “Serviço de atendimento centralizado (CAS)” na página 51 e “Terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas” na página 47. 156 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Rede e conectividade Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) Consulte “Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS)” na página 153. (Transparência de facilidades significa que as facilidades estão disponíveis para todos os usuários no DCS independentemente da localização da central.) Para obter mais informações. Redes inteligentes Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON) Consulte “Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON)” na página 232. Terminal atendedor com DCS Seleção direta do grupo de troncos Consulte “Seleção direta do grupo de troncos” na página 47. grande. DCS fornece facilidades de terminal atendedor e terminal de voz entre estes locais de comutação. Display Consulte “Display” na página 51. Autoteste automático de circuitos do DCS Consulte “Autoteste automático de circuitos do DCS” na página 220. DCS simplifica os procedimentos de discagem e permite o uso “transparente” de algumas facilidades do Communication Manager. Protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) O protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) permite-lhe configurar duas ou mais centrais como se fossem um sistema único.

elas são direcionadas através dos seus serviços dedicados. A limitação do número de saltos de satélite pode ser desejável para controlar a qualidade da transmissão ou a demora da chamada em chamadas de voz e de dados. DCS com reroteamento Permite que uma chamada do DCS seja reroteada por um caminho diferente se a central encontrar uma rota de melhor qualidade e preço mais baixo. Protocolo do DCS — Itália Consulte “Protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS)” na página 108. Com esta facilidade (também conhecida como DCS Plus ou DCS+). Ela permite chamadas para outros sistemas de uma rede privada. as facilidades DCS já não estão restritas a recursos privados. Esta facilidade permite o reroteamento da chamada após uma transferência ou o reroteamento durante uma chamada. Interação do correio de voz QSIG/DCS Consulte “Interação do correio de voz QSIG/DCS” na página 123. DCS com reroteamento é semelhante às capacidades de reroteamento usadas com o QSIG. O canal B da RDSI-PRI é usado para comunicações de voz e o canal D da RDSI-PRI é usado para transportar informações de controle do DCS. Estas chamadas não usam a rede pública. Roteamento condicional alternativo automático Você pode controlar a rota de chamadas específicas usando o roteamento condicional. Pode. por exemplo. Ao invés disso. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 157 . Rede tandem eletrônica (ETN) Numa Rede tandem eletrônica (ETN) — também conhecida como Acesso à rede privada (PNA) — o Communication Manager fornece várias facilidades para toda a rede. limitar o número de saltos de satélites de comunicação (enlaces de satélites de comunicações usados como troncos) em qualquer padrão de rota da rede privada de ponto a ponto.Rede tandem eletrônica (ETN) DCS em canal D da RDSI-PRI (DCS+) Aperfeiçoa o DCS permitindo acesso à rede pública para conexões DCS entre nós de comutação DCS.

O IP do Communication Manager oferece suporte a áudio/voz por uma LAN ou WAN e garante que funcionários remotos tenham acesso às facilidades do sistema de comunicação a partir de seus PCs. Consulte também “Conectividade de rede de portas (ATM-PNC)” na página 136. ■ Rede tandem de linhas de junção (TTTN): Uma rede privada que interconecta diversos sistemas de comutação de clientes. 158 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . implementando buffers na placa de processamento de áudio. possivelmente modifica o envio de dígitos e permite ou impede certas chamadas a determinados usuários. A capacidade de manter os números de chamada. Protocolo de Internet (IP) As capacidades e aplicações do Communication Manager são ampliadas usando-se o IP. permitindo que uma chamada de tronco seja novamente tentada em outro circuito quando ocorrerem falhas de sinalização. A facilidade QoS reduz a latência. entre o servidor de mídia e os gateways de mídia.Rede e conectividade Sinalização de troncos e recuperação de erros A confiabilidade das chamadas da rede tandem eletrônica é aumentada. ■ Central tandem: Uma central dentro de uma ETN que fornece a lógica para determinar a melhor rota para uma chamada da rede. e ajuda alguns roteadores a priorizar o tráfego de áudio. permitindo que a infra-estrutura de comunicações seja distribuída para a extremidade da rede. O Communication Manager também oferece um controle baseado em padrões. ■ Passagem tandem: A conexão comutada de um tronco de entrada para um tronco de saída sem a intervenção humana. A facilidade de Qualidade do serviço (QoS) permite que os usuários administrem e transfiram por download o valor de tipo de serviços diferenciados para otimizar a qualidade da voz. eles podem manter seus números de chamada. O mecanismo IP do Communication Manager oferece facilidades que permitem aos usuários melhorar a qualidade das comunicações por voz. ao mudar para outros locais dentro da companhia. e até os números da rede tandem eletrônica e da discagem direta a ramal. Portabilidade do número de chamada Quando os funcionários se deslocam dentro da rede. elimina as chamadas perdidas e economiza tempo precioso.

Os processadores de mídia IP fornecem conexões de tronco H. As soluções IP são implementadas usando várias placas de circuitos do processador de mídia dentro dos servidores ou gateways de mídia Avaya. podem ampliar a transparência das facilidades. a central envia de volta os endereços IP de todas as placas CLAN de uma região da rede. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 159 . você pode enviar áudio através de linhas de comutação de circuito tradicionais. Esses endereços também podem ser usados caso haja falha na sinalização de chamadas da placa CLAN original. A LAN IP também pode conectar-se através dos serviços VPN e WAN para ampliar a rede IP do cliente entre locais geograficamente distintos.323 para telefones IP. o serviço de atendimento centralizado. A central envia um endereço IP diferente para cada registro. dispositivos de comunicação IP. A rede IP deve ser uma infra-estrutura de ethernet comutada e ter a engenharia adequada para acomodar os requisitos de largura de banda. Se o registro com o endereço IP da placa CLAN original tiver êxito. latência e perda de pacotes para efetivamente fornecer voz em tempo real através do tráfego IP. ou serviços QSIG. as aplicações de central de atendimento e o roteamento aperfeiçoado de chamada através de troncos IP. de acordo com um algoritmo cíclico. os telefones IP e o Avaya R300) se registra na central. usando conexões LAN. Essas facilidades aumentam a eficiência de comunicações por voz. Esses endereços de CLAN são chamados de endereços de porteiro de segurança. NOTA: Para maximizar a qualidade de voz usando IP. Porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo e endereços de registro Quando um ponto de terminação IP (incluindo os telefones programáveis. ou através de IP. considere suas configurações de hardware e rede. As soluções IP apóiam troncos. duas facilidades que tornam as comunicações por voz mais eficientes. oferecendo alta qualidade de voz. esta envia de volta um endereço de registro do IP. Os Serviços de comunicações distribuídas (DCS+). sem incluir as regiões interconectadas. o correio de voz centralizado. Por exemplo.Protocolo de Internet (IP) O IP do Communication Manager também inclui conexões em U e conexões diretas IP-IP. com os telefones IP programáveis. redes de portas IP e controle IP para gateways de mídia. As facilidades que usam o processador de mídia IP também exigem a conectividade com a placa CLAN ou com a ethernet do processador nativo. reduzindo os custos por porta e o uso de largura de banda IP.323 e processamento de voz H.

Suporte a múltiplas localidades de regiões de rede Consulte “Suporte a múltiplas localidades de regiões de rede” na página 188. O Communication Manager envia ao ponto de terminação os endereços IP das CLANs que estão na mesma região que o terminal. espalham o registro do ponto de terminação IP em mais de uma placa CLAN. Essa diferença significa que estaria vazia a lista de endereços da TN799 da mesma região de rede que o telefone IP. aumentando o desempenho e a confiabilidade. seguidos das regiões de rede interconectadas com a região da rede do terminal. além do compartilhamento de carga da placa CLAN. sob a definição de uma única rede.Rede e conectividade NOTA: Nas centrais que utilizam a região da LAN baseada na facilidade Endereço IP. é provável que o número de região da rede atribuído a um telefone IP seja diferente do número de região da rede da TN799 através da qual o fone está sendo registrado. Se houver falha na conexão da rede com uma placa CLAN. A facilidade porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo enviaria uma lista em branco para o telefone IP. Múltiplas regiões de rede por CLAN Consulte “Múltiplas regiões de rede por CLAN” na página 193. Isto permite um gerenciamento de tabela de roteamento mais eficiente ao administrar endereços IP no Communication Manager. O porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo e os endereços de registro. o ponto de terminação IP é registrado novamente com uma CLAN diferente. um terminal IP registra-se com o Communication Manager. Para evitar que isso aconteça. Roteamento interdomínios sem classe (CIDR) O CIDR é uma redefinição de uma máscara de sub-rede que permite a agregação das redes vizinhas que disponham de classe. 160 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

A flexibilidade requer que as opções da 802. Essa ação de corte causa problemas para os clientes. um cliente pode ter duas pequenas localidades separadas. “A melhor”. o Communication Manager proporciona a melhor experiência possível e completa de áudio.1p/Q As normas 802.Protocolo de Internet (IP) Regiões de rede As regiões de rede proporcionam o alicerce administrativo no qual as facilidades do Communication Manager estão alocadas aos pontos de terminação IP. em uma grande área metropolitana.1p/Q fornece 8 níveis de prioridade (3 bits) e um grande número (12 bits) de identificadores de VLAN. todas as chamadas ativas que usam esses recursos são indiscriminadamente desconectadas se o recurso tiver sido fisicamente removido do sistema. quando todo o caminho de áudio.1p funciona na camada MAC. A 802. em geral. Como a 802. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 161 .1p/Q sejam administradas individualmente para cada interface de rede.1p da IEEE fornecem os meios para especificar tanto uma LAN virtual (VLAN) quanto uma prioridade de estrutura na camada 2 para uso por centros de conexões LAN ou pontes. neste contexto. Os pontos de terminação que compartilham regiões de rede. é definida pelo cliente representado pelo administrador de sistemas e significa uma compensação entre a qualidade da reprodução do áudio. representam usuários que têm interesses em comum. Sem ele. Qualidade de serviço (QoS) Utilizando uma variedade de facilidades de Qualidade de serviço (QoS). O identificador da VLAN na camada 2 permite a separação do tráfego para reduzir o tráfego em enlaces individuais. a sua presença pode variar de um segmento de LAN para o outro dentro de uma única região de rede. que podem fazer o roteamento baseado em endereços MAC. é transportado através dos recursos de pacote. a perda do áudio e o consumo de recursos da rede. Camp-on/Busy-out O comando de Camp-on/Busy-out (opção de espera/ocupado) é usado normalmente por técnicos do sistema para ocupar recursos do sistema que precisam de manutenção ou reparo. Por exemplo.1Q e 802. 802. Uma região de rede é um conjunto de pontos de terminação IP e interfaces IP da central interconectados por uma rede IP. o atraso no caminho do áudio (latência). interconectadas por uma WAN e ambas atendidas pelo mesmo servidor utilizando o Communication Manager. O Communication Manager permite que o cliente defina uma região de rede para cada localidade e que associe cada uma de suas placas de CLAN e placas do processador de mídia IP a essas regiões. ou parte dele. principalmente quando um grande número de chamadas é desconectado.

248. O balanceamento de carga ocorre entre CLANs de uma região de rede. A facilidade de gerenciamento de largura de banda do Controle de admissão de chamadas (CAC) do Communication Manager permite que o cliente especifique um limite de largura de banda VoIP entre qualquer par de regiões de rede IP. Balanceamento de carga da CLAN O balanceamento de carga da CLAN é o processo de registro de pontos de terminação IP para placas CLAN (TN799x). O registro do ponto de terminação entre placas CLAN é feito através de um algoritmo. a placa associada pode ser removida do sistema sem destruir chamadas ativas. G.323 e pontos de terminação SIP.323. MedPRO e Cruiser adiciona a capacidade para remover recursos VoIP inativos do grupo de recursos VoIP disponíveis no sistema. Esse algoritmo se aplica aos grupos de sinalização H. 162 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .729. é necessário limitar o tráfego geral VoIP em enlaces WAN. A facilidade de opção de espera/ocupado permite que o usuário selecione o processador de mídia a ser ocupado enquanto o processador de mídia ainda estiver sendo atendido. Esse algoritmo rastreia o número de soquetes que estão sendo usados por cada placa TN799x e registra pontos de terminação IP para a TN799x com os soquetes mais disponíveis (não utilizados).Rede e conectividade A facilidade de opção de espera/ocupado para Prowler.711. NOTA: Essa facilidade não é aceita pelas plataformas do G700 ou G350 Media Gateway. Codecs Um codec (codificador/decodificador) oferece os meios pelos quais o áudio é compactado. Depois que todos os recursos do processador de mídia estiverem no estado “ocupado”. Os codecs apoiados pelo Communication Manager incluem G. o recurso inativo é removido do grupo de recursos disponíveis no sistema. Gerenciamento de largura de banda do Controle de admissão de chamadas (CAC) Para assegurar a qualidade do serviço para chamadas de voz sobre IP. ramais H.723 e G. Ao fim de uma chamada que estava usando recursos dentro do processador de mídia especificado. H. Os soquetes usados por adjuntos não são incluídos na contagem de soquetes. A facilidade pode negar chamadas que precisam ser transportadas pelo enlace WAN mas ultrapassam o limite de largura de banda. O codec é geralmente usado no VoIP.

■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 163 . Desse modo. registra o evento para manter um histórico de problemas potenciais de desempenho. centrais e pontos de terminação. suavizando as conversões. Integração com Cajun Rules As Cajun Rules fornecem um repositório central para os parâmetros QoS e permitem um abrangente gerenciamento da QoS nos roteadores. num esforço de evitar sintomas mais sérios ocorridos em níveis de ocupação mais altos. Buffers de jitter dinâmicos O jitter e o atraso na propagação são causados quando uma voz humana passa por uma amostragem. o valor do Tipo de serviço (TOS) DiffServ. Os buffers de jitter são usados como memória intermediária para armazenar a saída de áudio. otimiza o número máximo de registros simultâneos que o servidor pode usar com base na memória disponível e nos ciclos da CPU. A melhoria aplica mecanismos de sobrecarga selecionados. reduz a freqüência na qual o servidor pode sofrer sobrecarga devido a problemas na rede. codificação e é empacotada para transporte pela rede IP. fornece um mecanismo para alertar a extremidade para que se abstenha de emitir registros por algum período de tempo específico. o administrador de sistemas pode administrar (por região) e transferir por download. Controle de sobrecarga no IP Essa melhoria gerencia de forma mais eficaz as situações de sobrecarga na ocupação do processador. para a TN2302AP. O DiffServ usa o octeto TOS no cabeçalho da versão 4 do IP existente. em um limite de ocupação mais baixo. Os parâmetros e políticas da QoS são atribuídos de acordo com regiões de rede dentro de uma região de rede e são distribuídos através do enterprise directory gateway para o Communication Manager e para os roteadores e dispositivos de comutação.Protocolo de Internet (IP) Serviços diferenciados (DiffServ) Com a opção DiffServ. O Communication Manager fornece buffers de jitter dinâmicos para equilibrar o atraso da conversação e os rápidos picos que podem ocorrer. A melhoria de controle de sobrecarga IP: ■ ■ fortifica o sistema contra picos de tráfego de registro. Isto permite que o equipamento de redes de dados priorize o fluxo de áudio em nível de IP para promover a qualidade de voz. ele pode ser configurado pelos remetentes das informações e usado pelos roteadores de IP (camada 3) dentro da rede. mas é recebida e decodificada a taxas diferentes.

Protocolo de reserva de recursos (RSVP) O Protocolo de reserva de recursos (RSVP) é um protocolo de sinalização QoS. como o G. e solicitando priorização de rede através do esquema de serviços diferenciados (DiffServ). Os roteadores agem sobre a solicitação para alocar largura de banda de acordo com a solicitação QoS. Esses parâmetros incluem o codec de áudio.1p/Q. a prioridade de rede através da opção DiffServ. além da separação e priorização da camada MAC da IEEE 802. camada 2.711. QoS para pontos de terminação Os usuários podem ajustar os parâmetros operacionais para otimizar o desempenho do áudio ou a Qualidade de serviço (QoS) nas chamadas feitas através da sua rede IP. como a CLAN. O RSVP oferece um meio de especificar os requisitos de um fluxo de pacotes IP. Os pontos de terminação recebem os parâmetros assim que os pontos de terminação são registrados. ■ Os telefones ou gateways IP pedem que os roteadores de rede reservem largura de banda. empregando os mesmos DiffServ baseados em padrões e esquemas 802. e determinar se a rede interveniente pode fornecer os recursos para proteger esse fluxo.1p/Q são apoiados em pacotes de voz vindos do gateway ou indo para ele. bem como a priorização da IEEE 802.5 e para o telefone IP programável R3.1p/Q empregados nos canais de áudio. por meio de um processo chamado “controle de admissão”. Esses serviços de QoS melhoram ainda mais a experiência de áudio através de VoIP para os usuários. ou uma vez que tenham sido registrados sempre que os valores administrados dos parâmetros da QoS sejam modificados. Os padrões dos parâmetros da QoS são transferidos para o telefone IP R1.Rede e conectividade QoS para controle de chamada O Communication Manager permite a QoS para os pacotes de sinalização oriundos de porteiros de segurança. G. como os telefones IP. A proteção RSVP dos fluxos de áudio VoIP em WANs e em outros enlaces suscetíveis a congestionamento pode salvaguardar a qualidade das chamadas VoIP em andamento.1p/Q.723 e G. camada 3.729. ■ 164 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . quando os valores não são fornecidos pelo instalador do ponto de terminação nem pelo usuário. Diffserv e 802. QoS para VoIP O Communication Manager implementa a QoS através da seleção do codec de áudio. Determinadas opções podem ser ajustadas localmente pelos pontos de terminação ou através do porteiro de segurança. Os buffers de jitter dinâmicos são usados também. até chegar aos pontos de terminação.

Essa melhoria funciona com NAT estático um para um. “Conexões em U” significa o reroteamento do canal de áudio que conecta dois pontos de terminação IP de modo que os pacotes do portador (áudio) são roteados através da placa TN2302AP do IP Media Processor no formato IP. os recursos de rede IP disponíveis. assegurando boa qualidade de voz. quando possível. que necessita do barramento TDM. Os administradores podem definir configurações RSVP no Communication Manager. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 165 . Um dispositivo NAT efetua programações entre endereços IP programados e nativos. O Communication Manager aceita chamadas diretas IP (uma chamada que sofreu shuffling) entre dois pontos de terminação IP que são programados através de um dispositivo NAT. também conhecida como Programação de porta de endereço de rede (NAPT). o áudio que era anteriormente transportado através de uma conexão mista de sinalização IP e sinalização do barramento TDM passa diretamente através da LAN ou da WAN entre os dois pontos de terminação IP. se um ponto de terminação solicitar um recurso para suportar uma facilidade como a conferência. Shuffling e conexões em U As conexões em U e o processo de shuffling das chamadas podem melhorar o desempenho do gerenciamento do tráfego e melhorar a qualidade da voz alocando. Após o shuffling.Protocolo de Internet (IP) ■ Quando a largura de banda é reservada. NAT com shuffling O Communication Manager permite o shuffling dos pontos de terminação IP se estiverem atrás de um dispositivo de Programação de endereço de rede (NAT) em uma rede IP. Essa melhoria não funciona com NAT do tipo muitos para um. aparece RSVP Reservation Parameters. “Shuffling” significa o reroteamento do canal de áudio que conecta dois pontos de terminação IP. Ela não facilita a Programação de endereço de porta (PAT). sem ter que passar pela conversão de IP para TDM ou passar pelo barramento TDM. O shuffling também pode significar a reversão deste processo. NOTA: A Programação de endereço de rede (NAT) é um método de superar o número reduzido de endereços IP V4 permitindo que endereços IP globalmente registrados sejam reutilizados por redes nativas. a chamada fica protegida contra outros tráfegos de uma rede cheia ou congestionada. Quando o campo RSVP enable do formulário IP NETWORK REGION é configurado com “y”.

O termo “TTY” é uma abreviação de Teletypewriter. A utilização mais comum é feita por pessoas com problemas de audição mas que podem falar claramente. Entre essas leis. ou através de conectores telefônicos (fio A/fioB) RJ-11 analógicos. Esse protocolo é especificado por ANSI/TIA/EIA 825: “A 45.Rede e conectividade TTY Pessoas com problemas de fala ou audição freqüentemente precisam depender de um dispositivo conhecido como TTY para se comunicar com sistemas telefônicos.45 Baud FSK modem”. NOTA: Um grande número de pessoas que usam dispositivos TTY combinam voz e dados TTY digitados na mesma chamada. Isso é compatível com os requisitos e diretrizes descritas nas leis americanas sobre acessibilidade. Esse processo é chamado de Transporte de voz (VCO). Essas pessoas freqüentemente recebem texto em seu dispositivo TTY e falam em resposta. DTMF e voz sejam combinados na mesma chamada. Algumas importantes características desse padrão: ■ Os TTYs ficam silenciosos quando não estão transmitindo — diferente de aparelhos de fax e modems. Sections 251 e 255 do Telecommunications Act de 1996. (O termo “TDD” — Dispositivo de telecomunicações para deficientes auditivos — também é muito usado. 166 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Section 508 do Workforce Investment Act de 1998. A conexão com a rede telefônica geralmente é feita por meio de um acoplador acústico no qual o usuário coloca o monofone. III e IV do Americans with Disabilities Act (ADA) de 1990. os TTYs não possuem procedimento de “handshake” (conexão inicial) ao início da chamada. O suporte para TTY do Communication Manager está atualmente restrito aos dispositivos TTY que usam o protocolo TTY padrão dos EUA. Essa abordagem tem a vantagem de permitir que tons de TTY. mas com um visor alfanumérico de uma a duas linhas no lugar da tela do computador. estão: ■ ■ ■ Titles II. O termo TTY é preferível. A transmissão confiável de sinais TTY é apoiada pelo Communication Manager. nem possuem tom de portadora durante a chamada. no entanto.) Os dispostivos TTY geralmente lembram pequenos laptops. porque muitas pessoas que usam esses dispositivos não são surdas.

a 1400 ou 1800 Hz. Se duas pessoas tentarem digitar ao mesmo tempo. O tom de parada é a fronteira que separa esse caractere do próximo. ■ Os seguintes tipos de sistemas aceitam comunicação TTY: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Telefones e troncos analógicos Telefones e troncos digitais Gateways VoIP Sistemas de mensagens Sistemas de atendimento automatizado Sistemas IVR Sistemas sem fio nos quais é usado um codificador compatível com TTY Contanto que o dispositivo TTY do usuário ofereça suporte. O tom final da seqüência é sempre o “tom de parada” a 1400 Hz. O primeiro tom é sempre um “tom inicial” a 1800 Hz. não há mecanismo automático que permita aos usuários de TTY saber quando um caractere que digitaram corretamente foi recebido incorretamente. Isso permite que os usuários de TTY acessem correio de voz baseado em DTMF. ■ TTY sobre troncos analógicos e digitais O Communication Manager aceita chamadas TTY em um gateway ou rede de portas entre dois telefones analógicos. atendimento automático e sistemas IVR. os dispositivos TTY podem não mostrar nenhum texto ou exibir um texto ininteligível. Além disso. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 167 . DTMF e TTY (com ou sem voz) podem ser combinados na mesma chamada. o Communication Manager permite: ■ ■ Combinação de voz e tons TTY na mesma chamada. Cada caractere TTY consiste em uma seqüência de sete tons individuais. Ele é seguido por uma série de cinco tons. Também há suporte para chamadas TTY de um gateway ou rede de portas sobre troncos analógicos ou digitais. O uso de dispositivos TTY acusticamente acoplados e de “conexão direta” (RJ-11). que especificam o caractere.Protocolo de Internet (IP) ■ A operação é “meio duplex” — usuários de TTY devem se revezar ao transmitir e geralmente não podem interromper uns aos outros.

redirecionamento (desvio) de chamadas e transferência de chamadas. Exemplos de serviços suplementares incluem identificação de nome. Essa facilidade não funcionará se um dos telefones for um telefone IP. ao administrar um endereço IP no Communication Manager. O ponto de referência ou interface Q é o ponto lógico onde a sinalização é passada entre duas entidades semelhantes numa rede privada. bem como Chamadas entre gateways (IGC). o remetente (terminação próxima) e o destinatário (terminação distante) de uma chamada TTY devem ser conectados a troncos Avaya IP. QSIG Básico QSIG fornece cumprimento das especificações de redes privadas da RDSI-PRI da Organização Internacional de Padrões (ISO). QSIG é definido pela ISO como a norma mundial para redes privadas.Rede e conectividade TTY sobre troncos IP Avaya O Communication Manager aceita chamadas sobre troncos IP. Ping de comprimento variável Oferece um aprimoramento do comando ping incluído no R7.1. que permite uma alocação mais eficiente dos endereços IP dentro de um bloco tradicional que disponha de classe. Estes são serviços que vão além de conectividade de voz ou dados e de transporte e visualização de números. QSIG é o nome genérico para uma família de protocolos de sinalização. NOTA: Para que essa facilidade funcione. Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM) A VSLM é uma redefinição da máscara de sub-rede. QSIG fornece serviços suplementares relacionados com chamadas. As facilidades QSIG são apoiadas em troncos BRI. Esse aprimoramento especifica um pacote mais longo a ser enviado por ping e mostra se um roteador ou host tiver problema ao fragmentar ou integrar os pacotes transferidos. 168 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A sinalização QSIG pode fornecer transparência de facilidade em ambientes de um único fornecedor ou de fornecedores múltiplos.

Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC) As Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC) são usadas para passar as informações do serviço suplementar QSIG que forem independentes de uma chamada ativa entre dois nós compatíveis com QSIG. Se a facilidade redirecionamento de chamadas QSIG com ocupado/sem atendimento estiver ativada e um ramal estiver livre. todas as chamadas são desviadas imediatamente. Consulte “Redirecionamento de chamadas” na página 243 para obter descrições detalhadas sobre como usar estas facilidades.QSIG Conclusão de chamada A conclusão de chamada utiliza o aperfeiçoamento de conexões de sinalização independentes de chamada da plataforma QSIG e equivale funcionalmente à facilidade rechamada automática do Sistema de comunicações distribuídas (DCS). A implementação baseia-se na norma da ISO relativa a CISC. A facilidade conclusão de chamada inclui um método de liberação da conexão. ■ ■ Estas facilidades são ativadas discando-se um Código de acesso à facilidade (FAC) ou apertando-se uma tecla. Se a facilidade redirecionamento de chamadas QSIG com ocupado/sem atendimento estiver ativada e um ramal estiver ocupado. Redirecionamento (desvio) de chamadas O redirecionamento (desvio) de chamadas QSIG baseia-se na facilidade redirecionamento de chamadas do Communication Manager. a chamada é imediatamente desviada. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 169 . O método de liberação da conexão elimina a Conexão de sinalização temporária (TSC) após cada fase da sinalização independente de chamada e estabelece uma nova TSC para cada fase subseqüente. Esta facilidade amplia os aspectos de transparência da facilidade redirecionamento de chamadas por um tronco QSIG: ■ Se a facilidade redirecionamento de chamadas QSIG estiver ativada. É possível determinar o estado do TSC QSIG usando o comando “status signaling group” no SAT. mas a chamada não for atendida. a chamada é desviada após um número especificado de toques de chamada.

Esta facilidade não impede que sejam feitas chamadas que saiam através de troncos não-QSIG. depois que a transferência é completada. 170 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Se uma chamada for local para a central de transferência. a funcionalidade integral do CAS de QSIG não estará disponível. Visualização da Classe de restrição (COR) pelo atendedor Enquanto estiver em uma chamada. a chamada será transferida de volta para o atendedor que transferiu a chamada. De preferência. quando os recursos necessários se tornem disponíveis. quando solicitada pelo usuário que realiza a chamada (ou em seu nome). no entanto. Identificador do nome chamado A facilidade de identificador do nome chamado QSIG apresenta o nome da pessoa chamada no display do chamador enquanto a chamada estiver tocando. permite que a chamada: ■ ■ Seja oferecida a um usuário chamado que esteja ocupado. Serviço de atendimento centralizado (CAS) Permite que você tenha todos os seus atendedores em um local. Aguarde até que um usuário chamado que esteja ocupado aceite a chamada. servindo usuários em vários locais. Chamada retornada ao atendedor Se uma chamada transferida pelo atendedor não for atendida durante um determinado período. para as pessoas conectadas. O atendedor não bloqueará a transferência da linha restrita ao usuário. a chamada retorna ao atendedor. O CAS QSIG não utiliza Troncos de ligações liberadas (RLT) separados. Quando a chamada for atendida. o usuário recebe o nome da pessoa do outro lado. No entanto. as informações só são enviadas por troncos QSIG. este recurso reverte para “nome da pessoa conectada”.Rede e conectividade Oferta de chamadas Esta facilidade. o atendedor pode pressionar uma tecla “display de COR” para ver a classe de restrição do usuário. Transferência de chamadas A transferência de chamadas QSIG é diferente da facilidade de transferência padrão do Communication Manager porque estão disponíveis informações adicionais sobre a chamada. Esta facilidade é utilizada para fins de informação apenas.

Estas informações permitem que as chamadas recebidas de uma filial CAS QSIG sejam colocadas na posição apropriada na fila. A substituição de caminho QSIG é responsável pela otimização do tronco. Integração Communication Manager/Octel QSIG O Communication Manager permite a integração dos servidores de mensagens Octel via QSIG. Os serviços suplementares específicos do fabricante podem ser criados usando-se determinadas operações codificadas com a identificação do fabricante. As aplicações possuem a mesma funcionalidade em redes QSIG e não-QSIG. Deixar pedido de rechamada (LWC) Consulte “Deixar pedido de rechamada (LWC)” na página 120. ■ Todos os valores de operações MSI devem ser exclusivos do fabricante. neste caso). 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 171 . transferir para Audix. Ter sido atribuída uma identificação de organização. O Communication Manager aceita aplicações não-QSIG que transportem informações através de redes QSIG em MSI. Esta identificação é usada como a raiz do valor das operações de serviços exclusivas do fabricante. Um fabricante pode definir operações suplementares de serviços. após: ■ Ter submetido candidatura a uma instituição patrocinadora e emissora (ECMA ou Associação Européia dos Fabricantes de Computadores. Você não precisa mais especificar uma rede RLT dedicada.QSIG Fila de prioridade A MSI QSIG passa mais informações para a PABX principal. Você tem a flexibilidade de encaminhar as chamadas para a PABX principal. As aplicações que usam o MSI incluem serviços de atendimento centralizado. exclusivas a ele. Emulação RLT via PRI Os troncos RDSI QSIG encaminham as chamadas da PABX filial para a PABX principal. Informações específicas dos fabricantes (MSI) QSIG lida com informações não-padronizadas específicas a uma determinada PABX ou rede. roteamento para o melhor serviço e QSIG VALU. como se tivessem sido originadas em uma PABX principal. Estas informações são conhecidas como Informações específicas dos fabricantes (MSI).

depois que uma chamada é transferida.Rede e conectividade Indicação de mensagem em espera (MWI) O sistema indica que o telefone de um hóspede recebeu uma ou mais mensagens em sua caixa postal no correio de voz. Proporciona flexibilidade de rede e funcionalidade do DCS. O roteamento programado nos pontos de terminação pode permitir uma conexão mais econômica. G3si e G3csi. sem uma T1 dedicada. o número conectado e o nome da pessoa conectada. Os parâmetros adicionais que controlam a visualização do nome e número conectados são programados no formulário Feature-related system-parameters (Parâmetros do sistema relacionados a facilidades). que permite ao Communication Manager usar a rota original do grupo de troncos quando a análise de roteamento realizada pela central mostrar o grupo de troncos original como sendo a melhor rota. Por exemplo. As versões anteriores do DEFINITY não podiam rotear uma chamada através do tronco original quando a substituição de rota estava ativada. Ela integra o DCS e o correio de voz centralizado QSIG através do gateway DCS+/QSIG. Identificação de nome e número Permite que a central envie e receba o número chamador. A interação do correio de voz QSIG/DCS funciona no G3r. Esta facilidade é invocada quando uma chamada é transferida e podem ser feitos melhoramentos no custo. 172 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . o nome do chamador. Substituição de rota com retenção de rota Com esta facilidade. Um indicador luminoso automático de mensagem em espera é ativado no telefone da pessoa chamada. As centrais rotuladas como DCS+/QSIG integram as PABXs de diversos fornecedores em um único sistema de mensagem de correio de voz. as duas pessoas na chamada transferida podem ser ligadas diretamente e os troncos desnecessários são desconectados da chamada. as conexões de uma chamada entre as centrais em uma rede privada podem ser substituídas com novas conexões enquanto a chamada estiver ativa. A substituição de rota inclui a retenção de rotas. Identificação de nome e número QSIG exibe até 15 caracteres para o nome do chamador e da pessoa conectada e até 15 dígitos para o número do chamador e o número conectado através de interfaces RDSI-PRI. Interação do correio de voz QSIG/DCS A interação do correio de voz QSIG/DCS é um aperfeiçoamento da atual facilidade QSIG.

além de display e transporte de números. Se houver um tronco que conecte diretamente as centrais A e C. configurando uma nova chamada da central A para a central C. Chamada de interfluxo com consulta QSIG. deixando livres os recursos.QSIG Reencaminhamento após o desvio para o correio de voz Apóia a otimização de caminho para as chamadas que são desviadas para um grupo de busca de correio de voz QSIG. após o que a chamada antiga é removida. Os exemplos incluem o redirecionamento de chamadas. servindo como gateway de entrada ou de saída. chamada de roteamento para o melhor serviço ou roteamento adjunto. mesmo que nenhum usuário verdadeiro esteja ainda na chamada. Por exemplo. incluindo o caso em que o desvio de chamadas por redirecionamento falhar e o redirecionamento de chamadas for realizado através da comutação de redirecionamento. invoca a SR para otimizar a rota entre os gateways. Substituição de rota independente A substituição de rota é o processo de roteamento de uma chamada estabelecida através de uma rota mais eficiente. então a chamada estará ocupando dois troncos: A-B e B-C. Situações de gateway onde o Communication Manager. economizando recursos e utilização de troncos. ■ ■ ■ Serviços suplementares e redirecionamento O padrão QSIG define serviços suplementares como sendo os serviços que vão além da conectividade de voz ou dados. esta facilidade desfará as conexões A-B e B-C. a central passa a chamada para a rota mais curta entre o chamador e o sistema de correio de voz. e portanto economizando um tronco. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 173 . A substituição de rota pode existir como facilidade independente ou pode ocorrer nos seguintes casos adicionais: ■ O redirecionamento de chamadas pelo serviço suplementar de comutação de redirecionamento. A substituição de rota oferece uma economia em potencial pelo roteamento de chamadas de modo mais eficiente. se o usuário A da central A chamar o usuário B da central B e a chamada for para um sistema de correio de voz ligado à central C. a transferência e a retenção de chamadas. Chamadas em fila/processamento de vetores. O reencaminhamento acontece automaticamente. Ou seja. o usuário jamais perceberá que o tronco adicional foi desativado.

interno e externo. Também permite que os servidores Avaya participem de redes que já usam planos de discagem de 6 ou 7 dígitos — por exemplo. para o usuário chamado remoto. vetores e assim por diante. quando a chamada for encaminhada pela rede QSIG. A numeração uniforme dá a cada ramal um número exclusivo (código de local mais ramal) que pode ser usado em qualquer local da rede tandem eletrônica para acessar aquele ramal. Plano de discagem uniforme (UDP) Um número exclusivo de quatro ou cinco dígitos atribuído a cada ramal da rede. Após a cobertura. o que permite que até cinco dígitos sejam analisados para o direcionamento de chamadas. Alerta diferenciado Oferece o toque de chamada diferenciado. Essa mudança aumenta o número total de ramais que podem existir em um plano de discagem. Cobertura de chamadas e CAS Quando um tronco tiver a cobertura de chamadas VALU e CAS ativadas. as informações de display da cobertura são fornecidas em chamadas que cobrem de uma filial de PABX para a PABX principal. uma rede de centrais feita por outros fornecedores.Rede e conectividade VALU Cobertura de chamadas Essa facilidade oferece uma cobertura de chamadas semelhante à cobertura de chamadas DCS e Cobertura de chamadas remotas externas (C-CRON). Expansão do plano de discagem (DPE) O Communication Manager permite que você expanda seu plano de discagem para 6 ou 7 dígitos (dos planos de discagem de 4 ou 5 dígitos). O usuário da cobertura ainda pode receber alerta diferenciado. ocorrerá a tentativa da substituição de rota. incluindo módulos de dados. A chamada retornará se tiver cobertura por QSIG. 174 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . IDs de login de agente. O Communication Manager aperfeiçoa o UDP padrão com o plano de discagem uniforme irrestrita de cinco dígitos. A funcionalidade só será completa quando todas as centrais estiverem sendo executadas no Communication Manager e estiverem usando o QSIG VALU. Isso afeta todos os ramais.

incluindo: ■ ■ ■ ■ Exclusividade de ramais Anúncio por localização Acesso ao terminal atendedor local Administração do código ARS local Um importante motivo para que os clientes migrem de um ambiente QSIG/DCS múltiplo para uma rede S8700 simples é fornecer um conjunto mais amplo de facilidades e ajudar a reduzir custos. Portanto. um plano de discagem a ser mantido. é necessário usar o QSIG — nome genérico de uma família de protocolos de sinalização. Essa facilidade fornece capacidades de plano de discagem semelhantes àquelas fornecidas antes da migração. mas foram perdidos quando os clientes migraram para uma rede distribuída simples. se seu plano de discagem exige 6 ou 7 dígitos. pode parecer à primeira vista que algumas funções do plano de discagem não estão mais disponíveis.Plano de discagem uniforme (UDP) Os administradores têm a flexibilidade de administrar planos de discagem com 3 a 7 dígitos. A migração para uma rede simples reduz o número de sistemas que o cliente tem que manter. Isso. Essa facilidade preserva a exclusividade do plano de discagem para ramais e terminais atendedores que foram fornecidos em uma rede múltipla QSIG/DCS. O protocolo Sistema de comunicações distribuídas (DCS) é limitado a um plano de discagem de 3 a 5 dígitos. em vez de várias. Planos de discagem de localizações múltiplas Quando um cliente migra de uma rede múltipla QSIG/DCS de servidor de voz para um servidor único de voz cujos gateways são distribuídos ao longo de uma rede de dados. e assim por diante. Com a solução de rede distribuída simples. algumas facilidades não funcionam de forma transparente em múltiplas localizações. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 175 . por sua vez. e o Communication Manager aceita comprimentos de dígitos misturados no mesmo plano de discagem. Os clientes que estão atualizando para o Communication Manager podem optar por migrar para o plano de discagem de 6 ou 7 dígitos. reduz os custos de administração — haverá uma central a ser administrada. Os clientes que escolherem não migrar poderão converter seus planos de discagem posteriormente.

Por exemplo. cada uma delas podia ter tido sua própria central com uma rede QSIG/DCS. o ramal 123 poderia ser o departamento de malas em todas as lojas. Se a zona escolar migrar para uma rede S8700. a ser exibido. Por exemplo. Para obter mais informações sobre o formulário de parâmetros do plano de discagem. 555-233-506. a solução S8700 não garante que uma chamada roteada para um terminal atendedor terminará no terminal atendedor local. em uma loja de departamentos com muitas localizações. Em seguida.xx. Vamos usar como exemplo uma zona de escolas públicas que era anteriormente conectada em rede com uma central em cada escola. xxx.Rede e conectividade Por exemplo. Em vez de ter que discar um ramal completo. Se o cliente migrar para uma rede distribuída simples.xxxx) Espaço (por exemplo. 176 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Além disso.xx. o mesmo ramal poderia ser usado para representar um departamento em todas as lojas. O Communication Manager pega o prefixo da localização e insere esses dígitos na frente do número discado. ■ ■ O formato padrão de exibição de ramais de 6 dígitos é xx. a central analisa a seqüência discada inteira e roteia a chamada com base na administração do formulário DIAL PLAN PARAMETERS. Pontuação em displays de ramais Em displays de telefones digitais. o Communication Manager pode exibir pontuação para facilitar a leitura de um ramal de 6 ou 7 dígitos. o cliente pode continuar a discar 4567 em vez de ter que discar 123-4567. A pontuação permitida inclui: ■ ■ ■ Hífen (por exemplo. essa funcionalidade não estará mais disponível sem essa facilidade. não pode ultrapassar oito caracteres. Dessa forma. a discagem do código de acesso do terminal atendedor na sua escola poderá não rotear sua chamada para o terminal atendedor local. xx xx xx) Os formatos de exibição dos números com pontuação podem ser encontrados no formulário de parâmetros do plano de discagem. consulte o Administrator’s Guide for Avaya Communication Manager. O número de dígitos adicionado à pontuação. O formato padrão de exibição de ramais de 7 dígitos é xxx-xxxx. a facilidade de plano de discagem de múltiplas localizações permite que o usuário disque uma versão abreviada do ramal. xxx-xxxx) Ponto final (por exemplo.

A capacidade de manter os números de chamada. Os números que não constam no plano de discagem uniforme são programados na tabela do primeiro dígito (no formulário de Registro do plano de discagem) ou na tabela do segundo dígito. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 177 . A configuração de chamadas de dados é fornecida para telefones DCP e RDSI-BRI. interface da unidade de chamadas automáticas e discagem da linha direta. permite que o sistema envie qualquer número não reconhecido (como um ramal não programado localmente) para outro sistema. Interfaces de dados Conexões administradas Estabelece automaticamente uma conexão ponto a ponto entre dois pontos de terminação de acesso ou dados com base em atributos programados. discagem por telefone. Estes números não reconhecidos podem ser códigos de acesso a recursos. Portabilidade do número de chamada Quando os funcionários se deslocam dentro da rede. Configuração de chamadas de dados Permite a configuração de chamadas de dados usando diversos métodos. e até os números da rede tandem eletrônica e da discagem direta a ramal. ao mudar para outros locais dentro da companhia. podem manter os seus números de chamada. A facilidade acesso ampliado aos troncos ajuda-o a utilizar totalmente o roteamento automático e o plano de discagem uniforme. grupo de troncos RDSI-PRI [o serviço pode ser chamado de Serviço RDSI-PRI (AC/AE)]. e intervalo programável de repetição para tentativas falhadas de conexão. códigos de acesso a troncos ou ramais que não constam na tabela do plano de discagem uniforme. Esta facilidade fornece capacidades como notificação de alarme. como: discagem por teclado. conexões programadas e contínuas. discagem por comando Hayes. restabelecimento automático de conexões estabelecidas através de uma rede de dados definidos por software. Eles não são programados na tabela de monitoração de chamadas de acesso ampliado aos troncos. para análise e roteamento. conexões comutadas permanentes. conexões programadas.Conexões administradas Acesso ampliado aos troncos Usado com o plano de discagem uniforme. elimina as chamadas perdidas e economiza tempo precioso. incluindo um tipo e limite de alarme programáveis.

178 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A facilidade privacidade para dados é ativada quando o usuário disca o código de ativação no início da chamada. mudando protocolos. conexões e temporização conforme necessário. Módulos de dados Os módulos de dados conectam sistemas que executam o Communication Manager com outros equipamentos de comunicação. Privacidade para dados Protege as chamadas de dados analógicos contra perturbações causadas por qualquer uma das facilidades de anulação ou de toque de chamada do sistema. A linha direta de dados pode ser usada para fins de segurança. Os usuários de terminais de dados que constantemente chamam o mesmo número podem usar a linha direta de dados para fazer uma chamada automaticamente quando desligam o telefone. O Communication Manager apóia os seguintes tipos de módulos de dados: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Enlaces de alta velocidade Posição de dados Módulo de dados do processador modular Módulos de dados da série 7000 Módulo de dados do tronco modular Unidade de dados assíncronos Módulo de dados assíncronos (para telefones com interface de taxa básica RDSI) Adaptadores de terminais ■ Todos esses módulos de dados apóiam os padrões da indústria e incluem opções para ajustar o perfil operacional de modo que se adapte ao do equipamento de dados.Rede e conectividade Linha direta de dados Permite fazer automaticamente uma chamada de dados quando o originador desliga. Esta facilidade permite fazer chamadas rápidas e corretas para pontos de terminação de dados chamados freqüentemente.

Aproveitam o investimento existente do cliente. Esta facilidade é programada em nível do sistema para selecionar telefones analógicos e com apresentação múltipla de chamadas e grupos de troncos. Enlaces IP assíncronos: ■ Reduzem o custo da conexão com sistemas que executam o Communication Manager para vários adjuntos. Os enlaces IP assíncronos aceitam aplicações de servidor da central. Permitem que várias aplicações de gerenciamento do sistema sejam executadas em um único PC. ■ ■ ■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 179 . Garantem a entrega de dados através de um protocolo confiável de camada de sessão. em hardware serial. reduzindo as necessidades de hardware. bem como aplicações clientes. um método muito simples de discarem esse número. dependendo do tipo de módulo de dados. A discagem em terminal de dados e a discagem alfanumérica não são afetadas. Discagem padrão Fornece aos usuários de terminais de dados que discam um número específico. os Sistemas de gerenciamento de propriedade (PMS) e as impressoras podem ser conectados através de enlaces TCP/IP assíncronos.Restrição para dados Restrição para dados Protege as chamadas de dados analógicos contra perturbações causadas por qualquer uma das facilidades de anulação ou de toque de chamada do sistema. Enlaces IP assíncronos Enlaces IP assíncronos permitem ao Communication Manager transferir a conectividade adjunta assíncrona existente para um ambiente Ethernet (TCP/IP). através de uma LAN. permitindo que um usuário de terminal de dados faça uma chamada de dados para um destino pré-programado de várias formas diferentes. Os sistemas que executam o Communication Manager podem conectar-se às aplicações de Gerenciamento do sistema. Permitem que os clientes gerenciem aplicações a partir de localidades remotas ou no próprio local. como o Avaya Visibility Suite. Permitem que uma arquitetura aberta transporte informações e aumente a velocidade com que os dados são transferidos. Os dispositivos de Registro de bilhetagem (CDR). na maioria das vezes. pelo uso de Servidores de terminal de rede. Esta facilidade aperfeiçoa a discagem em terminal (teclado) de dados.

Rede e conectividade Grupo de modems Permite conexões comutadas entre os pontos de terminação de dados digitais (módulos de dados) e os pontos de terminação de dados analógicos e modems acústicos acoplados. já que o formato DCP usado pelo módulo de dados não é compatível com os sinais modulados de um modem analógico. Figura 5. O modem traduz o formato DCP em sinais modulados e vice-versa. chamados “membros”. A facilidade de grupo de modems fornece um conjunto de modems para estas conversões. Consulte a Figura 5. Grupo de modems 1 2 3 4 5 6 Sistema executando o Communication Manager Terminal assíncrono Porta digital Tronco analógico Modem Aplicação remota 7 8 9 10 11 12 13 Grupo de modem integrado Porta de linha de dados Porta analógica 7400A Protocolo de comunicações digitais Analógico Padrão EIA 180 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . As combinações de modems do Communication Manager são atribuídas a grupos de modems integrados. A transmissão de dados entre um ponto de terminação de dados digitais e um ponto de terminação analógico requer uma conversão. Um grupo pode ter até 32 modems. O Communication Manager pode ter até 63 grupos de modems integrados.

Uma central de comunicações multimídia é um processador independente de chamadas multimídia produzido pela Avaya. para que você possa analisar os padrões de chamadas e o uso de chamadas multimídia da mesma forma como os administradores do Communication Manager analisariam as chamadas normais. O sistema pode selecionar troncos públicos através da Central de comunicações multimídia (MMCX) do DEFINITY. ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 181 . Integração do correio de voz — É possível acessar o seu EMBEDDED AUDIX ou sistema de mensagens por voz INTUITY AUDIX a partir de uma Central de comunicações multimídia (MMCX). permitindo que eles compartilhem certas facilidades do Communication Manager. baseado em recursos disponíveis e na sua preferência de provedor. a interface fornece as seguintes vantagens: ■ Registro de bilhetagem (CDR) — A captura de arquivos do registro de bilhetagem. Esta nova ligação com o Communication Manager aumenta as capacidades dos sistemas de centrais de comunicações multimídia.Interface do servidor de aplicações de multimídia Interface do servidor de aplicações de multimídia A interface do servidor de aplicações de multimídia fornece uma ligação entre o Communication Manager e um ou mais nós de central de comunicações multimídia. Mais especificamente. Roteamento alternativo automático/seleção automática de rotas (AAR/ARS) — A seleção inteligente do roteamento de chamadas mais econômico.

incluindo todos os participantes da chamada que dispuserem de suporte a dados. a não ser que esta facilidade seja especificada durante o roteamento ou o processamento de terminação. vídeo e dados usando o seu aparelho de telefone. ou para ele. O atendimento antecipado: ■ ■ Atende a chamada de dados. o atendimento antecipado atende às chamadas dinâmicas de enlace de serviços quando o ponto de terminação de destino atender. Garante que um caminho de voz do originador. As teclas de facilidades de um telefone de funções múltiplas permitem a realização de vídeo-conferências e podem redirecionar. Estabelece o protocolo de multimídia antes que uma chamada convertida seja completada. esteja disponível quando a chamada (de voz) for atendida. Também é possível compartilhar aplicações destinadas ao PC. de forma que você e os seus colegas possam colaborar enquanto trabalham em locais afastados. reter ou estacionar chamadas multimídia como fariam com chamadas de voz normais. Uma vez estabelecida a chamada. 182 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . ■ Quando uma chamada for recebida. Consulte a Figura 6. Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) O Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) permite o controle de transmissões de voz. se o ramal de destino de voz for redirecionado ou coberto externamente. cobrir.Rede e conectividade Chamadas multimídia As chamadas multimídia são iniciadas apenas com voz e vídeo. A conferência de dados é controlada por um dispositivo adjunto denominado Módulo de serviços de expansão (ESM). Atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas multimídia O atendimento antecipado é uma facilidade aplicada a chamadas multimídia em conjunção com conversão em voz. NOTA: O ponto de terminação de destino de voz pode ser um tronco de voz de saída. um dos participantes poderá iniciar uma conferência de dados associados.

Chamadas multimídia Figura 6. O ramal pode receber e aceitar chamadas multimídia ou chamadas de dados que tenham sido convertidas em chamadas multimídia. Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) 9 1 7 8 3 2 3 4 4 5 6 5 cydfmch2 KLC 030102 1 2 3 4 Acesso de um número Complexo de chamadas multimídia Conversão de multimídia para voz Atendimento de chamadas de voz normais 5 6 7 8 9 Redirecionamento de chamadas Conferências de multimídia Conexão de dados de BRI Conexão DCP de voz Compartilhamento de dados do ESM Redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação de multimídia Um ramal multimídia de portas duplas poderá servir como destino de facilidades de redirecionamento de chamadas. redirecionamento e busca de ramais. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 183 . como cobertura de chamadas.

conferência. transferência e desligamento de multimídia Os usuários dos ramais dispõem da possibilidade de ativar a retenção. Os limites de G3si representam 1/3 a 1/2 dos limites de G3r. transferência e desligamento em chamadas multimídia. dependendo de limitações de memória e de limitações da rede de portas. Redes de múltiplas portas para multimídia O Communication Manager oferece suporte ao equivalente a 580 complexos de modo básico operando a um nível 6CCS de tráfego.120 (incluindo Chamada de conferência generalizada [GCC]. Transmitir informações de aviso de custo para pontos de terminação BRI de classe mundial Fornece informações de Aviso de custo (AOC) para os pontos de terminação BRI de classe mundial (WCBRI). as informações de AOC serão visualizadas no ponto de terminação depois que a chamada for concluída e a pessoa do outro lado desligar. 184 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Este módulo é usado para terminar protocolos T. Os pontos de terminação multimídia e ramais apenas de voz podem participar da mesma conferência. Retenção.120) através de ESM A conferência de dados é controlada por um dispositivo adjunto denominado Módulo de serviços de expansão (ESM).120 oriundos do ESM e para ele dirigidos. Todos os complexos de modo aperfeiçoado funcionam com enlaces de serviços programáveis. já que o uso de enlaces de serviços não-programáveis reduz as capacidades.Rede e conectividade Conferência de dados multimídia (T. Em uma chamada que utilize um ponto de terminação WCBRI. conferência. um padrão de protocolo para o controle de conferências de dados) e para proporcionar controle de conferências de dados e distribuição de dados. A placa de circuito MultiMedia Interface TN787 é usada na adaptação de taxa de dados T.

Você pode usar as outras facilidades listadas nesta seção quando usa AAR e ARS. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 185 . Geralmente. o acesso a linhas e troncos. Se a primeira rota escolhida não estiver disponível. No entanto. Cada linha ou tronco normalmente recebe um nível de restrição à facilidade. Usá-la em tandem e aplicações de linha de junção afeta redes inteiras. Quando você disca um código de acesso e número de telefone.Níveis alternativos de restrição às facilidades Roteamento de chamadas Níveis alternativos de restrição às facilidades Permite que o Communication Manager ajuste os níveis de restrição à facilidade ou os códigos de autorização para linhas ou troncos. AAR seleciona a rota mais desejável para a chamada e realiza uma conversão de dígitos. Roteamento alternativo automático (AAR) O Roteamento alternativo automático (AAR) permite que chamadas de rede privada sejam originadas e terminadas em um ou muitos locais sem acessar a rede pública. Roteamento alternativo automático (AAR) e Seleção automática de rotas (ARS) são as bases destas facilidades de roteamento automático. Elas direcionam as chamadas com base na rota preferida (normalmente a menos dispendiosa) disponível no momento em que a chamada é feita. Com essa facilidade também são atribuídos níveis alternativos de restrição às facilidades. por exemplo. Você pode querer usar esta facilidade para desativar a maioria das chamadas interurbanas à noite. ! CAUTELA: Esta facilidade pode mudar as preferências de roteamento AAR e ARS. assim. Os atendedores podem mudar para os níveis alternativos. para impedir que empregados sem autorização façam chamadas interurbanas. Chamadas que fazem parte de uma rede privada que atravessa o país podem ser bloqueadas. mudando. AAR direciona as chamadas por uma rede privada e ARS direciona as chamadas usando o plano de numeração da rede pública. Facilidades de roteamento automático O Communication Manager fornece várias facilidades de roteamento automático para redes públicas e privadas. conforme for necessário. tanto a facilidade AAR como a ARS suportam redes públicas e privadas. outra rota será escolhida automaticamente.

código de acesso ao operador ou um número de discagem com auxílio do operador. A versão de Roteamento alternativo automático (AAR) dessa facilidade é semelhante. em seguida. Discagem ARS/AAR sem FAC A versão de Seleção automática de rotas (ARS) dessa facilidade permite que os usuários façam chamadas discando os números completos da rede pública sem precisar discar primeiro o Código de acesso à facilidade (FAC) — como o número “9” para acessar uma linha externa. você tem uma forma conveniente de fazer chamadas internacionais para cidades estrangeiras chamadas freqüentemente. Seleção automática de rotas (ARS) A Seleção automática de rotas (ARS) seleciona provedores automaticamente e roteia as chamadas de forma barata pela rede pública. utiliza a análise de dígitos e as tabelas de conversão de dígitos AAR. Com AAR e entroncamento de sub-rede. você pode chamar um número da rede pública. 186 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . um número internacional. ARS pode direcionar chamadas para vários tipos de números e acessar vários tipos de grupos de troncos. Você atribui códigos de provedor interurbano e o Communication Manager traduz esses códigos. mas a chamada é roteada como AAR e. Quando está ativado o recebimento sobreposto. isto permite uma diminuição significativa do tempo de realização da chamada. No entanto.Rede e conectividade Os números que você chama usando AAR normalmente são números de rede privada. o Communication Manager seleciona a rota preferencial para a chamada. um código de serviço. Isto economiza tarifas interurbanas/internacionais e lhe permite usar sua rede privada o máximo possível. Não é necessário discar o código do provedor interurbano em rotas selecionadas pelo sistema. esta diminuição é especialmente significativa para chamadas tandem. O sistema reconhece a chamada como ARS e usa a análise de dígitos ARS e as tabelas de conversão de dígitos para manipular os dígitos e rotear a chamada. Quando são fornecidos um ou mais provedores interurbanos e Serviços de telecomunicações de área ampla (WATS). Em países com planos de numeração de rede pública complexos. As informações de endereçamento de chamada RDSI-PRI são enviadas de um em um dígito. Estas chamadas são direcionadas até onde possível pela rede privada e. em vez de em um bloco. portanto. Envio sobreposto AAR/ARS O Communication Manager suporta o envio sobreposto para chamadas AAR e ARS que são direcionadas por grupos de troncos RDSI-PRI. acessam a rede pública. O sistema introduz os códigos conforme necessário para garantir a seleção automática do provedor.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 187 . Cada Classe de restrição (COR) recebe um número de grupo de partição específico ou especificação da hora do dia. fornecendo parâmetros adicionais na decisão de roteamento e maximizando a chance de usar o serviço certo para direcionar a chamada. Para cada preferência de roteamento. Seleção generalizada de rotas Fornece capacidades de roteamento de chamadas de voz e dados. ela fornece um recurso de conversão (como um modem de um grupo de modems) para tentar fazer a correspondência do serviço certo com o ponto de terminação certo. Ela aperfeiçoa as facilidades AAR e ARS. particionamento de AAR e ARS. Os grupos de usuários partilham o mesmo número de grupo de partição. O roteamento de número de nó permite um padrão de rota do plano de discagem uniforme baseado em números de nó ou em códigos de localização. se existir uma incompatibilidade no ponto de terminação. que indica a escolha de tabelas de roteamento que são usadas numa chamada específica. rede privada e plano de discagem uniforme. Quando o Communication Manager recebe um valor de causa que indica congestão. o roteamento com consulta informa ao sistema o que deve fazer em seguida. você pode indicar se a próxima preferência de roteamento deve ser tentada ou se a preferência de roteamento atual deve ser tentada novamente. Classes de restrição diferentes podem ser atribuídas ao mesmo Número de grupo de partição. Permite-lhe continuar a tentar redirecionar uma chamada de saída RDSI-PRI que não está sendo completada. Roteamento de número de nó Permite-lhe especificar o padrão de rota associado com cada nó numa rede privada. Nas tabelas de análise de dígitos AAR e ARS. você também pode especificar um número de nó em vez de um padrão de rota. como também o roteamento ideal através dos serviços apropriados. Os ramais do plano de discagem uniforme podem ser direcionados para um nó especificado usando seu padrão associado. Além disso. É usada para selecionar não só o roteamento menos dispendioso.Seleção generalizada de rotas Particionamento de AAR/ARS Permite que AAR e ARS sejam particionados em 8 grupos de usuários dentro de um único sistema e proporciona tratamento de roteamento individual para cada um desses grupos de usuários. Roteamento com consulta Fornece uma forma eficaz de usar serviços de entroncamento. É uma capacidade requerida para portabilidade de número de chamada e é usada em conjunto com seleção automática de rota.

Rede e conectividade Roteamento de acordo com a hora do dia Fornece a rota mais econômica das chamadas ARS e AAR. Este roteamento é baseado na hora do dia e no dia da semana em que cada chamada é feita. como os telefones IP da Avaya. Esta facilidade também pode ser usada para mudar os padrões durante as horas em que um escritório está fechado. permite horário de verão automático e aperfeiçoa algoritmos de recursos compartilhados (receptores multifreqüenciais) quando as Redes de portas de expansão remota (EPNs). retenham: ■ ■ ■ ■ Hora local do usuário Tabelas de análise pública de ARS para o entroncamento local Horário de verão automático Receptores multifreqüenciais locais para dispositivos de comunicação IP. O Communication Manager permite que os administradores mapeiem as localizações nas regiões da rede IP. redes de portas ATM e Avaya Media Gateways forem controlados remotamente a partir de um servidor central de uma localidade diferente. 188 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . para cada dia da semana. Suporte a múltiplas localidades O suporte a múltiplas localidades permite hora local do usuário. cada um programado para mudar até 6 vezes por dia. as empresas com escritórios em zonas de fuso horário diferente podem usar locais diferentes que têm tarifas mais baixas em horários diferentes do dia ou da semana. Além disso. Marcas de classes de transporte As marcas de classe de transporte são um mecanismo de passar o nível de restrição da facilidade do chamador de uma central da rede tandem eletrônica para outra. Isto permite que você tire partido de tarifas mais baixas de chamadas durante horas específicas do dia e da semana. As marcas de classe de transporte permitem que a verificação de privilégios passe pelas centrais através da rede tandem eletrônica. permite tabelas de análise pública de ARS para o entroncamento local. Suporte a múltiplas localidades de regiões de rede O suporte a múltiplas localidades de regiões de rede permite que os gateways de mídia Avaya remotos. conectados ao servidor de mídia Avaya central. a fim de reduzir ou eliminar as chamadas não autorizadas. Podem ser programados até 8 planos de roteamento TOD.

Se uma chamada tiver sido transportada por uma rede privada antes de alcançar a CO. Placa classificadora de chamadas Uma placa classificadora de chamadas detecta tons e sinais de freqüência de voz na linha e determina se a chamada foi atendida. mas não está disponível nos Estados Unidos em troncos CO. Este é o método menos preciso. FX ou WATS. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 189 . Supervisão de atendimento por temporização Você define um intervalo de tempo para cada grupo de troncos. é importante saber quando uma pessoa chamada atende a chamada. Se o chamador estiver fora do gancho quando o tempo esgotar. o Communication Manager supõe que a chamada foi atendida. O Communication Manager proporciona três formas de determinar se a pessoa chamada atendeu uma chamada de saída. Supervisão de atendimento na rede A Central pública (CO) envia de volta um sinal para indicar que a extremidade distante atendeu. o sinal será transmitido de volta pela rede privada para o sistema originador.Detecção de atendimento Diversos Detecção de atendimento Para fins de Registro de bilhetagem (CDR). As chamadas que são mais curtas do que o intervalo de tempo não geram registros de chamadas e as chamadas que chamam por um longo tempo são registradas. quer sejam atendidas ou não. Este método é extremamente preciso.

Rede e conectividade 190 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Processador de sobrevivência local (LSP) O Processador de sobrevivência local (LSP) é um Controlador interno de chamadas (ICC) com um G700 Media Gateway integral. e pelo balanceamento de carga do ponto de terminação do tráfego entre múltiplos porteiros de segurança (gatekeepers). Processador sobressalente WAN ATM (WSP) Consulte “Processador sobressalente WAN (WSP)” na página 137. e não como principal. É importante reconhecer que as chamadas serão desligadas durante esse intervalo. pronto para assumir o controle no caso de falha — sem perda de comunicação. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 191 . enquanto a comunicação é restabelecida com a central. com o servidor principal. O Avaya S8700 Media Server auxiliar é executado no modo duplex. Isto é realizado proporcionando-se porteiros de segurança alternativos (CLAN) na eventualidade de uma falha na rede ou no porteiro de segurança.Confiabilidade e sobrevivência 12 Porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo O aperfeiçoamento do porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo pode proporcionar a sobrevivência entre o Avaya Communication Manager e os dispositivos de comunicação IP. como os telefones IP e os telefones IP programáveis. no qual o ICC é administrado para se comportar como um processador sobressalente.

um módulo de mídia serve como ICC para o sistema. incluindo o LSP. mas também pode servir como processador redundante para processamento da chamada. 192 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Confiabilidade e sobrevivência Um LSP é uma configuração usada para fornecer redundância da aplicação de processamento de chamadas Avaya. o processador atua como controlador/porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo para entidades IP. usando uma lista de controladores de chamadas. como os telefones IP e os gateways de mídia. No caso de ruptura do enlace de comunicação entre o Avaya G700 Media Gateway e o controlador de chamada principal (um Avaya S8300 Media Server ou Avaya 8700 Media Server). Geralmente. Durante a inicialização. A forma como os Avaya G700 Gateways e os pontos de terminação IP alteram o controle do controlador principal para o LSP é determinada pelos próprios pontos de terminação. Essas entidades IP usam o LSP quando perderem a conectividade com seu controlador primário. Quando o controlador de chamadas principal é preparado para fornecer serviço. Consulte “Capacidades” na página 32 para obter instruções sobre como localizar a tabela de capacidades. O LSP oferece redundância em várias configurações e pode estar localizado em qualquer ponto da rede nos Avaya G700 Gateways. Os pontos de terminação IP pedem serviço a cada controlador de chamadas da lista até que um deles responda positivamente. o LSP é redefinido. o LSP fornece serviço para os telefones IP Avaya e para os Avaya G700 Media Gateways que eram controlados pelo controlador de chamadas principal. Isso instrui os pontos de terminação IP a tentar abordar a lista do controlador de chamadas novamente e retorna ao controlador de chamadas principal para efetuar o serviço. o ponto de terminação tentará receber serviço de outros controladores de chamada na lista. Na configuração LSP. cada ponto de terminação IP e Avaya G700 Gateway recebe uma lista de controladores de chamadas. O LSP fornece serviço para todos os Avaya G700 Gateways e os pontos de terminação IP registrados. Se o enlace para o controlador de chamada falhar em algum momento posterior. Para conhecer as capacidades do LSP. consulte a tabela de capacidades.

incluindo sistema de telecomunicações de área ampla. Quando um telefone IP é registrado. Transferência em falta de energia Fornece serviço para a Central pública (CO) da empresa telefônica local. A SREPN deve ser administrada separadamente (não como uma PPN duplicada) para funcionar numa situação de recuperação em caso de desastre. em vez de mapear apenas para uma CLAN. As reinicializações podem ser por comando ou manuais. Ela não funciona como uma EPN remota de sobrevivência sem a administração (ramais. bem como serviço oriundo dela. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 193 . Rede de portas de expansão remota com recurso de sobrevivência (SREPN) A Rede de portas de expansão remota com recurso de sobrevivência (SREPN) permite que uma EPN do DEFINITY ECS (R6r ou posterior) forneça serviço ao cliente quando o enlace ao processador principal apresentar falha ou for cortado. com base no endereço IP do telefone. O Communication Manager implementa esta abordagem permitindo que o endereço IP seja mapeado para as regiões de rede de um formulário de mapeamento. troncos. Isto lhe permite fazer ou atender chamadas importantes ou de emergência durante uma falta de energia. NOTA: A SREPN não é compatível com a conectividade de rede de portas ATM (ATM-PNC). a central determina o número da região da rede do telefone. Se for este o caso. As reinicializações podem ser realizadas remotamente no SAT ou manualmente no equipamento. Quando os enlaces com o sistema forem restaurados e estiverem estáveis.Múltiplas regiões de rede por CLAN Múltiplas regiões de rede por CLAN Múltiplas regiões de rede por CLAN permitem que uma única CLAN forneça registro e controle de chamadas para pontos de terminação IP em múltiplas regiões de rede. durante uma falta de energia. Esta facilidade também é chamada transferência de emergência. consulte “Processador sobressalente WAN (WSP)” na página 137. ou quando o processador ou o CSS apresentarem falhas. a central lógica será reajustada manualmente e a EPN será reconectada aos enlaces a partir da central. facilidades) para oferecer suporte à sua operação.

Confiabilidade e sobrevivência 194 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Esse algoritmo de criptografia existe em conjunto com o protocolo de criptografia proprietário da Avaya. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 195 . A transação de autenticação consiste em um desafio. emitido pelo sistema e baseado no identificador de login fornecido pelo usuário.Segurança. O gateway de segurança de acesso utiliza um protocolo de desafio/resposta para confirmar a validade de um usuário e reduzir as possibilidades de acesso não autorizado. A negociação desafio/resposta é iniciada tão logo uma sessão RS-232 seja estabelecida e um identificador de login válido para o sistema tenha sido fornecido por um usuário. o Algoritmo de criptografia Avaya (AEA). Algoritmo de criptografia AES para canais portadores O Communication Manager aceita o formulário Padrão de criptografia avançada (AES) de criptografia de sinais para telefonia IP. seguido pelo recebimento da resposta esperada. privacidade e proteção 13 Administrador do sistema Gateway de segurança de acesso O gateway de segurança de acesso é uma interface de autenticação usada para proteger a administração do sistema e as portas de manutenção e/ou logins do sistema. Uma autenticação tem êxito quando a facilidade se comunica com uma chave compatível. que é fornecida pelo usuário.

Níveis alternativos de restrição às facilidades Essa facilidade permite que o Communication Manager ajuste os níveis de restrição à facilidade ou os códigos de autorização para linhas ou troncos. Os atendedores podem mudar para os níveis alternativos. Pode ser feita administração para selecionar uma combinação sem nenhuma criptografia. Esta facilidade é programada no sistema de forma global. para impedir que empregados sem autorização façam chamadas interurbanas. privacidade e proteção A criptografia AES é um algoritmo criptográfico desenvolvido pelo governo dos EUA para proteger informações não confidenciais. Com essa facilidade também são atribuídos níveis alternativos de restrição às facilidades.Segurança. Cada linha ou tronco normalmente recebe um nível de restrição à facilidade. Esta facilidade é útil para alertar uma segunda organização de suporte. o acesso a linhas e troncos. Você pode querer usar esta facilidade para desativar a maioria das chamadas interurbanas à noite. O Communication Manager usa o AES com 128 chaves de bits no modo contador (AES-128-CTR). Privacidade — bloqueio do terminal atendedor Impede que um atendedor torne a entrar numa conexão de várias pessoas mantida no terminal atendedor. Chamadas que fazem parte de uma rede privada que atravessa o país podem ser bloqueadas. por exemplo. Número alternativo de alarme do sistema de suporte a operações Essa facilidade lhe permite estabelecer um segundo número para o Communication Manager chamar quando ocorrer um evento que provoque um alarme. como INADS ou OneVision. 196 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Usá-la em tandem e aplicações de linha de junção afeta redes inteiras. a menos que seja chamado por um usuário de telefone. mudando. assim. ! CAUTELA: Esta facilidade pode mudar as preferências de roteamento AAR e ARS. Fica ativada ou desativada. de criptografia AES e/ou de criptografia AES por conjunto codec.

Rastrear chamadas com CDR para fins de atribuição de custos. você pode usar uma classe de restrição de chamador para impedir que os chamadores acessem a rede pública. Podem ser atribuídos muitos tipos diferentes de classes de restrição a muitos tipos de serviço na central. Restringir o acesso a troncos de saída por parte de linhas de junção individuais de entrada e de troncos de acesso remoto.Códigos de autorização — 13 dígitos Códigos de autorização — 13 dígitos Os códigos de autorização ampliam o controle de privilégios de chamadas e melhoram a segurança para chamadores de acesso remoto. ■ ■ ■ Classe de restrição (COR) Define muitas classes diferentes de privilégios na origem e término de chamadas. Os códigos de autorização podem ter até 13 dígitos. Os códigos de autorização da administração de site Avaya podem ser usados para: ■ Cancelar níveis de restrição à facilidade atribuídos a ramais ou troncos de origem. Há cinco restrições: ■ ■ De saída — O usuário não pode fazer chamadas externas. Ramal para ramal — O usuário não pode fazer ou receber chamadas internas. administradores e assistentes têm a habilidade de impedir usuários de fazer ou receber certos tipos de chamadas. Proporcionar controle de segurança adicional. O Communication Manager pode não ter nenhuma restrição. uma única Classe de restrição (COR) ou quantas classes de restrição forem necessárias para efetuar as restrições desejadas. ■ ■ ■ Restrições de chamadas Discando um código de acesso. Por exemplo. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 197 . Interurbano — O usuário não pode fazer chamadas interurbanas mas pode fazer chamadas locais. Total — O usuário não pode fazer nem receber chamadas. Terminação — O usuário não pode receber nenhuma chamada (exceto chamadas prioritárias).

Alarme do equipamento fornecido pelo cliente Fornece uma indicação de que ocorreu um alarme no sistema e que este tentou fazer contato com uma organização de assistência técnica.Segurança. Um dispositivo que você tenha fornecido. Privacidade para dados A privacidade para dados protege as chamadas de dados analógicos contra perturbações causadas por qualquer uma das facilidades de anulação ou de toque de chamada do sistema. podem ter permissão para usar troncos da Central pública (CO) para outros escritórios da empresa. como um indicador luminoso ou uma campainha. 198 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Esta facilidade é programada em nível do sistema para selecionar telefones analógicos e com apresentação múltipla de chamadas e grupos de troncos. Níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte Permite certas chamadas para usuários específicos. é usado para indicar a situação de alarme. Restrição para dados A restrição para dados protege as chamadas de dados analógicos contra perturbações causadas por qualquer uma das facilidades de anulação ou de toque de chamada do sistema. enquanto recusa as mesmas chamadas para outros usuários. A facilidade privacidade para dados é ativada quando o usuário disca o código de ativação no início da chamada. privacidade e proteção Bloquear chamadas a cobrar Consulte “Bloquear chamadas a cobrar” na página 108. Você pode programar o nível do alarme sobre o qual deseja ser informado. Certos usuários. enquanto outros usuários podem ficar limitados às linhas menos dispendiosas da rede privada. Você pode programar até oito níveis de restrição para usuários de AAR e ARS. por exemplo.

Criptografia de enlace H. Essa facilidade protege os investimentos dos clientes criptografando o canal de sinalização entre o gateway — incluindo o G700 Media Gateway e o G350 Media Gateway — e o servidor (usando tecnologia proprietária). o canal de sinalização H. Esta facilidade também permite gravar a chamada maliciosa.248 Criptografia de enlace H. o protocolo de criptografia não pode ser desativado. Então estes usuários podem recuperar informações relacionadas com a chamada. Você define um grupo de usuários de terminais que podem notificar outros do grupo quando recebem uma chamada maliciosa. Registro de rastreamento de chamada maliciosa O registro do rastreamento de chamada maliciosa permite que um PC receba informações do Communication Manager para registrar as chamadas maliciosas. bem como rastrear uma chamada maliciosa pela PRI ETSI.248 Para fornecer privacidade para fluxos de mídia transportados por redes IP. Usando estas informações.248 para um gateway de mídia determinado pode ser ativada ou desativada através do formulário Media Gateway. No entanto. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 199 . A facilidade também protege as chaves de criptografia de mídia. A criptografia do enlace H.248 entre o servidor de mídia (controlador de gateway de mídia) e os gateways de mídia é criptografado. O canal de sinalização é usado para distribuir as chaves de sessão de mídia para os gateways de mídia e pode transportar códigos e senhas de autorização digitados pelo usuário. PINs e códigos de conta entre o gateway de mídia e seu controlador. você pode identificar a fonte da chamada maliciosa ou fornecer informações para o pessoal de um sistema adjacente completar o rastreamento. Rastreamento de chamada maliciosa Permite-lhe rastrear chamadas maliciosas.

são para as chamadas VoIP o que as escutas telefônicas são para as chamadas comutadas por circuito (TDM). Não há diferenças perceptíveis na qualidade de voz entre as chamadas criptografadas e não criptografadas. algumas vezes chamados de “farejadores”. A criptografia de mídia é fornecida entre os gateways de mídia e os servidores de mídia Avaya. Um exemplo comum disso são os troncos IP para centrais de terceiros. A pessoa que não criptografa uma chamada de conferência IP está expondo à monitoração todos os participantes da chamada IP entre o participante não criptografado e seu processador de mídia de suporte.Segurança. Uma conversa criptografada soa como ruído de fundo ou estática quando reproduzida através de um monitor IP. O Communication Manager criptografa pacotes IP antes que estes cruzem a rede IP. privacidade e proteção Criptografia de mídia A criptografia de mídia é a criptografia da porção de áudio (voz) de uma chamada VoIP (voz sobre IP). A criptografia de mídia pode ser usada para fornecer maior privacidade para comunicações VoIP que envolvem a troca de informações importantes. Os monitores de pacote IP. Qualquer chamada que envolva um ponto de terminação ou gateway IP que não aceitam criptografia pode ser alvo potencial para monitoração IP. mesmo que os outros enlaces IP estejam criptografados. Os usuários finais não sabem que a chamada está criptografada porque: ■ Não há indicadores visuais ou audíveis para revelar que a chamada está criptografada. ■ ! ALERTA DE SEGURANÇA: Assegure-se de compreender estas importantes limitações de criptografia de mídia: ■ Qualquer chamada que envolva um ponto de terminação comutado por circuito (TDM). Criptografar digitalmente a porção de áudio (voz) de uma chamada VoIP pode reduzir o risco de escuta clandestina eletrônica. está vulnerável às técnicas de escuta convencionais. A exceção é que um monitor de pacotes IP pode observar e capturar pacotes IP não criptografados e reproduzir a conversa em tempo real ou armazená-la para reprodução posterior. ■ ■ 200 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . como telefone DCP ou analógico.

Hardware Software ou firmware mínimo Telefones IP Avaya ■ ■ ■ ■ ■ 4606 4612 4620 4624 4630 Versão de firmware 1. significando que a criptografia de mídia não funciona com estes dispositivos: ■ ■ ■ ■ ■ Avaya S8300 Media Server Avaya G700 Media Gateway Telefone IP 4602 da Avaya Avaya R300 Remote Office Qualquer gateway ou ponto de terminação IP que não aceite o algoritmo de criptografia Avaya Qualquer telefone (digital ou analógico) conectado comutado por circuito (TDM) ou tronco ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 201 .3 ou posterior.Criptografia de mídia Requisitos da criptografia de mídia A tabela abaixo lista os requisitos de hardware. versão 1.8 ou posterior Telefone IP programável IP SoftConsole Placa do processador de mídia IP TN2302AP Software R4V1 com pacote de serviços 1 ou posterior Versão de software 1. NOTA: Seu servidor deve estar executando o Communication Manager.5 ou posterior Versão de firmware 47 ou posterior Continua na página seguinte O equipamento abaixo não é apoiado. software e firmware para a criptografia de mídia.

Segurança, privacidade e proteção

Requisitos do arquivo de licença A criptografia de mídia não funciona a menos que o servidor possua um Arquivo de licença válido com a criptografia de mídia ativada. Para determinar se a criptografia de mídia está ativada no Arquivo de licença atual: 1. No SAT, digite display system-parameters customer-options e pressione ENTER para exibir o formulário OPTIONAL FEATURES. 2. Vá para a página 3 (Figura 7) e assegure-se de que o campo Media Encryption Over IP está configurado com y.
Figura 7. Campo de Media Encryption no formulário Optional Features, página 3
display system-parameters customer-options OPTIONAL FEATURES Emergency Access to Attendant? Enable ’dadmin’ Login? Enhanced Conferencing? Enhanced EC500? Extended Cvg/Fwd Admin? External Device Alarm Admin? Five Port Networks Max Per MCC? Flexible Billing? Forced Entry of Account Codes? Global Call Classification? Hospitality (Basic)? Hospitality (G3V3 Enhancements)? IP Trunks? Page 3 of 10

y ISDN Feature Plus? y ISDN Network Call Redirection? n ISDN-BRI Trunks? y ISDN-PRI? y Local Spare Processor? y Malicious Call Trace? y Media Encryption Over IP? y Mode Code for Centralized Voice Mail? y y Multifrequency Signaling? y Multimedia Appl. Server Interface (MASI)? y Multimedia Call Handling (Basic)? y Multimedia Call Handling (Enhanced)? Multiple Locations? IP Attendant Consoles? y Personal Station Access (PSA)? IP Stations? y

y y y y n y y y y n n n y y

Restrição — controlada
Permite que o atendedor ou usuário do telefone, com permissão de facilidades do terminal atendedor, ative e desative as seguintes restrições para um telefone individual ou um grupo de telefones:
■ ■ ■ ■

Externo Total Ramal para ramal Restrições de terminação

202

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Notificação de violação da segurança (SVN)

Notificação de violação da segurança (SVN)
Notificação de violação da segurança (SVN) permite-lhe configurar parâmetros relativos à segurança e receber notificação quando os limites estabelecidos forem violados. Você pode produzir relatórios relacionados com tentativas de acesso válidas e inválidas. Pode também desativar um identificador de login ou uma autorização de acesso remoto que estejam associados a uma violação da segurança.

Criptografia de sinalização para troncos SIP
A criptografia de sinalização para troncos SIP protege os investimentos do cliente ao criptografar o canal de voz em troncos SIP.

Códigos de segurança de ramal
Para garantir uma segurança adicional nas opções de cliente, o login “init” foi dotado de segurança adicional com o propósito de estabelecer um procedimento de autenticação quando se tentar entrar no sistema remotamente.

Segurança do Tripwire
O Tripwire é um programa de segurança fornecido nos S8300 e S8700 Media Servers. A lista de arquivos monitorados pelo Tripwire precisa ser determinada durante o projeto, quando todos os arquivos de administração e configuração foram identificados. Se forem detectadas violações de segurança, o Tripwire relata suas descobertas através do registro de segurança. Esses eventos geram um alarme.
NOTA:

O Tripwire normalmente relata violações de segurança por e-mail. No entanto, relatando eventos para o registro de segurança, as violações podem ser imediatamente abordadas.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

203

Segurança, privacidade e proteção

Usuário final
Alerta de backup
Notifica os terminais atendedores de backup que o terminal atendedor principal não pode atender uma chamada. Fornece alerta audível e visual para os ramais de backup quando a fila do terminal atendedor alcança seu nível de alerta de fila. Quando a fila diminui para abaixo do nível de alerta de fila, o alerta é desativado. Também ocorre um alerta audível quando o terminal atendedor está em modo de serviço noturno, independentemente do tamanho da fila no terminal atendedor.

Códigos de barreira
Um código de segurança usado com acesso remoto para evitar acesso não autorizado ao seu sistema. Para aumentar a segurança do seu sistema, utilize um código de barreira de 7 dígitos com envelhecimento dos códigos de barreira de acesso remoto. Um código de barreira expira automaticamente se uma data de expiração ou o número de acessos houverem excedido os limites definidos por você. Se um intervalo de tempo e os limites de acesso forem administrados para um código de barreira, o código expira quando uma das condições é satisfeita.
NOTA:

Os códigos de barreira não são rastreados pelo Registro de bilhetagem (CDR). Os códigos de barreira são códigos de acesso de entrada, enquanto que os códigos de autorização são fundamentalmente códigos de acesso de saída.

Restrição do número do chamador/número da pessoa conectada (CPN)
Restrição do CPN por chamada Os usuários podem indicar as informações de privacidade do número do chamador. Nos casos das chamadas feitas através de RDSI, o indicador de apresentação do CPN é codificado apropriadamente. No caso de chamadas que não forem feitas através de RDSI e que são enviadas a uma rede pública que ofereça suporte à facilidade de restrição do CPN, o código de ativação de facilidades específico à rede é passado a essa a fim de que a facilidade desejada seja interpretada e ativada.

204

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

Alerta de emergência para um pager numérico digital

Se a restrição do CPN por chamada estiver ativada em uma chamada de saída, ela prevalecerá sobre qualquer programação de restrição do CPN por linha, no ramal que realiza a chamada, e sobre qualquer programação de grupo de troncos de RDSI, no envio do número do chamador. Restrição do CPN por linha Ao realizar chamadas, os usuários podem bloquear o número do chamador. Nos casos das chamadas feitas através de RDSI, o indicador de apresentação do CPN é codificado apropriadamente. No caso das chamadas que não forem feitas através de RDSI e que são enviadas a uma rede pública que ofereça suporte à facilidade de restrição do CPN, o código de ativação de facilidades específico à rede é passado a essa para ser interpretado e ativado. Se a restrição do CPN por linha for programada para um ramal, ela prevalecerá sobre qualquer programação de grupos de troncos de RDSI para o envio do número do chamador.

Alerta de emergência para um pager numérico digital
O alerta de emergência também pode enviar notificação de uma chamada de emergência para um pager digital. Neste caso, ele envia uma mensagem com 7 a 22 dígitos para o pager e exibe um código de alerta de emergência, um número de chamada e de sala e um número principal (se for fornecido). Assim, a pessoa que recebe o alerta por pager fica sabendo a origem da chamada de emergência e pode direcionar uma resposta de serviço de emergência para o local correto. Para utilizar o alerta de emergência com um pager digital, o sistema é administrado de forma que, pelo menos, um aparelho digital tenha a tecla CRSS-ALRT e o campo Alert Pager esteja definido como y. Basta que um ramal tenha a tecla CRSS-ALRT para que o pager receba o alerta correto.

Alerta de emergência para ramal digital
O alerta de emergência usa alertas visuais e sonoros para notificar os ramais de display digital administrados, quando é efetuada uma chamada de emergência. O alerta audível soa como uma sirene de ambulância. O alerta visual faz piscar o indicador luminoso da tecla CRSS-ALRT e exibe o nome e o número (ou quarto) do chamador. O alerta de emergência mostra a origem da chamada de emergência, permitindo que o atendedor ou outro usuário direcionem a resposta do serviço de emergência ao chamador.

555-233-767PTB

3ª edição novembro de 2003

205

Segurança, privacidade e proteção

Quando a facilidade alerta de emergência está ativa, o ramal é posto no modo de posição ocupada, de forma que nenhuma outra chamada recebida interfira com a notificação da chamada de emergência. O ramal pode ainda originar chamadas para permitir a notificação de outros empregados. Se for efetuada uma chamada de emergência enquanto outro alerta de emergência ainda estiver ativo, a chamada recebida será colocada na fila. Se o sistema for administrado de modo que todos os usuários devam atender, todos os usuários devem atender a todas as chamadas, e, nesse caso, as chamadas não são necessariamente colocadas na fila na ordem em que são feitas. Se o sistema for administrado de forma que apenas um usuário deva responder, o primeiro alerta de emergência permanece ativo no telefone em que ele foi reconhecido. As chamadas subseqüentes são colocadas em fila no próximo ramal disponível na ordem em que foram feitas.

Alertas de emergência para um terminal atendedor
O alerta de emergência usa alertas visuais e sonoros para notificar os terminais atendedores, quando é efetuada uma chamada de emergência. O alerta audível soa como uma sirene de ambulância. O alerta visual faz piscar o indicador luminoso da tecla CRSS-ALRT e exibe o nome e o número (ou quarto) do chamador. O alerta de emergência mostra a origem da chamada de emergência, permitindo que o atendedor ou outro usuário direcionem a resposta do serviço de emergência ao chamador. Embora esta facilidade seja usada freqüentemente na indústria de hospitalidade, pode ser configurada para funcionar com qualquer tipo de terminal atendedor padrão. Quando a facilidade alerta de emergência está ativa, o terminal atendedor é posto no modo de posição ocupada, de forma que nenhuma outra chamada recebida interfira com a notificação da chamada de emergência. O terminal pode ainda originar chamadas para permitir a notificação de outros empregados. Assim que chega um alerta de emergência no terminal, o usuário do terminal deve pressionar a tecla de posição ocupada para desocupar o terminal e pressionar a tecla de alerta de emergência para desativar o alerta audível e visual. Se for efetuada uma chamada de emergência enquanto outro alerta de emergência ainda estiver ativo, a chamada recebida será colocada na fila. Se o sistema for administrado de modo que todos os usuários devam atender, todos os usuários devem atender a todas as chamadas, e, nesse caso, as chamadas não são necessariamente colocadas na fila na ordem em que são feitas. Se o sistema for administrado de forma que apenas um usuário deva responder, o primeiro alerta de emergência permanece ativo no telefone em que ele foi reconhecido. As chamadas subseqüentes são colocadas em fila no próximo ramal disponível na ordem em que foram feitas.

206

3ª edição novembro de 2003

555-233-767PTB

A facilidade pode ser desativada quando você aperta a tecla de exclusão antes de discar uma chamada ou durante a chamada. Privacidade — Exclusão manual Permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas impeçam que outros usuários com apresentações no mesmo número de chamada façam ponte com uma chamada existente. a facilidade é ativada quando você retira o telefone do gancho. Os telefones podem ser bloqueados e desbloqueados remotamente. Bloqueio de ramal O bloqueio de ramal permite que os usuários bloqueiem seus telefones para evitar chamadas de saída não autorizadas. Restrição — controlada Consulte “Restrição — controlada” na página 202. exceto as chamadas de emergência. A exclusão é ativada apertando-se a tecla de exclusão numa base de chamada específica. Grupo de troncos CAMA E911 Consulte “CAMA E911 trunk group” na página 147. Uma chamada excluída que esteja retida pode ser retirada da retenção por qualquer telefone que tenha uma apresentação em ponte com o telefone que colocou a chamada em retenção. Essas chamadas podem ser feitas automaticamente pelo sistema ou podem ser discadas pelos usuários do sistema. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 207 . Os usuários podem bloquear as chamadas de saída e continuar recebendo chamadas. Este recurso é ativado pressionando-se uma tecla do telefone ou discando-se um Código de acesso à facilidade (FAC).Grupo de troncos CAMA E911 Acesso de emergência ao terminal atendedor Faz com que as chamadas de emergência sejam transferidas para um terminal atendedor. As chamadas de acesso de emergência podem receber atendimento prioritário do atendedor. Privacidade — Exclusão automática Depois que a Classe de serviço (COS) é definida para a opção exclusão automática. O bloqueio de ramal permite que os usuários bloqueiem todas as chamadas de saída.

Segurança. privacidade e proteção 208 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Cada facilidade é pedida através da equipe de respostas rápidas como se fosse um item de um menu. Aplicam-se procedimentos especiais de pedido e fornecimento. As facilidades disponíveis incluem as seguintes: ■ Conectividade de apoio com o display de nomes da Northern Telecom DMS100/250 (método de configuração .transparência de nomes) Captura de chamadas do atendedor usando o serviço diurno TAAS Gravar a pessoa efetivamente chamada no registro de bilhetagem Piscar para atender chamada em espera de atendimento/retenção Cancelar ARS discando “*” Mudanças de rota de cobertura externa para rota interna quando serviço noturno está ativo Alerta de emergência aperfeiçoado para um ramal Rota de cobertura externa a ser usada quando uma chamada originada em um tronco estiver em retenção temporária Expandir DS1 para lado de linha 332 somente (somente DEFINITY Server R) Serviço de lista telefônica integrada através de DCS (IDS+) Tons de conferência administráveis por Classe de serviço (COS) ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 209 . Entre em contato com o representante de vendas da Avaya ou com um parceiro autorizado de negócios da Avaya para obter mais informações.Aplicações especiais 14 Aplicações especiais são as facilidades personalizadas desenvolvidas pela equipe mundial de respostas rápidas da Avaya para atender à necessidade específica de um dado cliente.

7444D.Rússia somente Suporte à categoria do chamador no codeset 5 QSIG Atendedor disca 0 para redirecionar Prioridade de fila do atendedor do Número na lista telefônica (LDN) Omitir ramais designados dos displays dos ramais Atualizar displays para as chamadas redirecionadas Fila com prioridade do terminal atendedor por COR Anúncios de ligação gratuita até a chamada ser atendida (na vetorização com troncos de RDSI) Hora de início de CDR/fornecimento de data e tempo em horas. 7407+. 8434D.000 indicadores de ocupado (somente DEFINITY Server R) Número de redirecionamento do RDSI Aperfeiçoamento adicionado a apoio para países versão 1a Indústria de energia da Rússia . 7407D e Callmaster nas chamadas redirecionadas e em apresentações em ponte Dígitos de entrada do display para grupos de troncos de RDSI Serviço noturno em grupo de troncos DDR Informações do display UUI Roteamento DDR aperfeiçoado Vector Collect # e * literally option Conjunto físico de monitoramento (de agentes) Tons de ocupado em enviar todas as chamadas. sem pontos de cobertura disponíveis Registros do ramal 80000 UDP (somente DEFINITY Server R) Discagem pelo nome Códigos de conta de comprimento variável 25. minutos e segundos Preferência de linha nobre Aperfeiçoamento na exibição da preferência de apresentação livre Permitir que os usuários dos ramais programem os indicadores de ocupado de seus próprios recursos nos terminais das séries 6400 e 8400 ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ 210 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Aplicações especiais ■ ■ Display aperfeiçoado para os terminais 8434 nas chamadas redirecionadas Display aperfeiçoado para os terminais 8434.

Japão somente UUI para identificador do chamador universal no codeset 6 Controle de toque de chamada da tecla do usuário do ramal Conexão de atraso da RDSI mediante resposta do agente/impedir alerta do vetor RDSI Encaminhar Número do chamador (CPN) de chamada em retenção para transferência/conferência Aperfeiçoamento do reroteamento QSIG para redirecionamento de chamada .Não separar o código de acesso (9) ARS/AAR ao redirecionar dígitos do DEFINITY ECS para o IPC Turret ■ ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 211 .■ ■ ■ ■ Suporte a XSTATION com o DENSO 300M .

Aplicações especiais 212 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Administração de ramais virtuais (AWOH) Consulte “Administração de ramais virtuais (AWOH)” na página 125. assim. Com essa facilidade também são atribuídos níveis alternativos de restrição às facilidades.Gerenciamento do sistema 15 O gerenciamento de sistema do Avaya Communication Manager proporciona ao administrador poderosas ferramentas para manutenção de suas soluções de comunicação e para redução do custo total de propriedade. Você pode querer usar esta facilidade para desativar a maioria das chamadas interurbanas à noite. o acesso a linhas e troncos. para impedir que empregados sem autorização façam chamadas interurbanas. Chamadas que fazem parte de uma rede privada que atravessa o país podem ser bloqueadas. Cada linha ou tronco normalmente recebe um nível de restrição à facilidade. Os atendedores podem mudar para os níveis alternativos. Usá-la em tandem e aplicações de linha de junção afeta redes inteiras. Níveis alternativos de restrição às facilidades Essa facilidade permite que o Communication Manager ajuste os níveis de restrição à facilidade ou os códigos de autorização para linhas ou troncos. por exemplo. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 213 . mudando. ! CAUTELA: Esta facilidade pode mudar as preferências de roteamento AAR e ARS.

TN2501. o S8700 Media Server aceita 10 placas de anúncio integrado (TN750. uma placa de anúncio integrado que: ■ ■ ■ ■ reproduz anúncios sobre o barramento TDM. as que estiverem numa fila por um período atribuído. apóia arquivos gerados de anúncio . semelhante à TN750C. NOTA: O S8300 não aceita redes de porta padrão e placas do tipo-TN. CWY1). os recursos do software para placas integradas e fontes G700 são separados. ■ 214 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . além de 250 fontes de anúncio G700 adicionais (com um total de 260). tem 33 portas (31 de reprodução.Gerenciamento do sistema Anúncios A facilidade de anúncios fornece um anúncio gravado para vários tipos de chamadas: as que não puderem ser completadas como foram discadas. apóia uma interface ethernet de 10/100 Mb. 1 de gravação e 1 de ethernet).wav. permitindo o anúncio e a portabilidade de arquivo de firmware sobre uma LAN (funções de servidor FTP). Além disso. Fontes de anúncios para o G700 Media Gateway Essa facilidade fornece uma fonte de anúncio para cada G700 Media Gateway registrado em um servidor S8300 ou S8700. e 250 no S8700. O S8300 Media Server aceita 50 fontes de anúncio G700. Anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya O Anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya incorpora a TN2501AP. Com essa facilidade. As fontes de anúncios G700 são contadas separadamente até seu próprio limite de 50 no S8300. qualquer chamada cujo destino for um anúncio ou chamadas de entrada para um usuário. tem até 1 hora de tempo de armazenamento de anúncio por placa.

O gerenciador Avaya de Anúncio de voz sobre LAN (VAL). O Communication Manager mantém um registro do desempenho de troncos individuais e chama automaticamente um usuário designado quando é detectada uma possível falha. Ele permite que você utilize uma LAN para transferir os anúncios gravados para os servidores de mídia Avaya. conseqüentemente. e. que podem ser enviados para uma placa de anúncio de voz sobre LAN. através da LAN. Autoteste automático de circuitos Ajuda na identificação de possíveis problemas de tronco.wav. Com o gerenciador de anúncio de voz sobre LAN. Esta facilidade fornece um melhor serviço através da detecção antecipada de troncos defeituosos. Os anúncios podem ser armazenados em arquivos . reduz o tempo fora de serviço. O gerenciador de anúncio de voz sobre LAN também proporciona um repositório para backup e restauração de arquivos de anúncio e simplifica a administração. você pode visualizar o estado atual dos anúncios. uma aplicação do conjunto de produtos do Avaya Integrated Management. além de copiar e efetuar backups de arquivos de anúncio a partir dos servidores de mídia Avaya para o gerenciador de anúncio de voz sobre LAN e de volta. é usado para gerenciar anúncios locais no G700 Media Gateway. sem conversão. Anúncios locais no G700 Media Gateway Os anúncios locais do G700 — também conhecidos como anúncios de voz virtual sobre LAN (ou VAL virtual) — permitem vinte minutos de tempo de anúncio total com quinze canais de reprodução com o Communication Manager.Códigos de autorização — 13 dígitos Gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya O gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya é parte do elenco de produtos do Avaya Integrated Management. facilmente adicioná-los. alterá-los e removê-los. Códigos de autorização — 13 dígitos Consulte “Códigos de autorização — 13 dígitos” na página 197. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 215 .

Um código de barreira expira automaticamente se uma data de expiração ou o número de acessos houverem excedido os limites definidos por você. O relatório de medição contém dados sobre perda de sinal do tronco. Os códigos de barreira são códigos de acesso de entrada. perda de retorno de sinalização e perda de retorno de eco. incluindo o pessoal da Avaya. o código expira quando uma das condições é satisfeita. Quadro de avisos Fornece um local na central onde você pode colocar informações e receber mensagens de outros usuários da central. Se um intervalo de tempo e os limites de acesso forem administrados para um código de barreira. o agendamento de testes e o conteúdo dos relatórios são programáveis. utilize um código de barreira de 7 dígitos com envelhecimento dos códigos de barreira de acesso remoto. enquanto que os códigos de autorização são fundamentalmente códigos de acesso de saída. o pessoal da Avaya pode deixar mensagens de alta prioridade. Além disso. que são visualizadas nas primeiras 10 linhas do quadro de avisos. 216 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .Gerenciamento do sistema Sistema de medição automática da transmissão Mede os recursos de troncos de dados e voz para desempenho satisfatório de transmissão. ruído. O desempenho aceitável. Códigos de barreira Um código de segurança usado com acesso remoto para evitar acesso não autorizado ao seu sistema. Para aumentar a segurança do seu sistema. Qualquer pessoa com a autorização adequada pode usar o quadro de avisos para mensagens do dia-a-dia. NOTA: Os códigos de barreira não são rastreados pelo Registro de bilhetagem (CDR).

Esta facilidade também pode ser usada para identificar rapidamente troncos com defeito. telefones e grupos de busca para verificar o estado de um recurso aparentemente ocupado. Além disso. a facilidade de transmitir aviso de custo para pontos de terminação BRI passa informações de AOC — de modo transparente — que foram recebidas das redes PRI para os pontos de terminação WCBRI. Informações de tarifação ajudam-no a contabilizar o custo de chamadas de saída sem esperar pela próxima conta do seu provedor de rede. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 217 . Informação de tarifação Fornece duas formas de saber aproximadamente a tarifa de chamadas feitas em troncos de saída: ■ Aviso de custo — para troncos RDSI O Aviso de custo (AOC) coleta informações de cobrança da rede pública para cada chamada de saída. No fim da chamada. um atendedor ou usuário de telefone de funções múltiplas pode distinguir entre um telefone que está realmente ocupado e um que apenas pareça estar ocupado devido a algum problema. Aviso de custo é um número que representa o custo de uma chamada. Isto é particularmente importante em países onde a conta telefônica não é discriminada. o número de pulsos coletados forma a base para determinar a tarifa. incluindo os Estados Unidos. Você também pode usar estas informações para informar aos empregados o custo de suas chamadas telefônicas.Verificação de telefones e troncos ocupados Verificação de telefones e troncos ocupados Permite que os atendedores e usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas façam chamadas de teste para troncos. é registrado como uma tarifa ou unidade monetária. NOTA: Esta facilidade não é oferecida pela rede pública em alguns países. encorajando-os a ajudar a gerenciar as despesas da empresa com telecomunicações. Com esta facilidade. ■ Medição por pulsos periódicos — para troncos que não sejam RDSI Medição por pulsos periódicos (PPM) acumula pulsos transmitidos da rede pública a intervalos regulares durante uma chamada em tronco de saída.

Se o campo Record Agent ID on Outgoing? do formulário CDR SYSTEM PARAMETERS é definido como n. administradores e assistentes têm a habilidade de impedir usuários de fazer ou receber certos tipos de chamadas. Interurbano — o usuário não pode fazer chamadas interurbanas mas pode fazer chamadas locais.Gerenciamento do sistema Registro de bilhetagem (CDR) Registra informações detalhadas de chamadas para chamadas de entrada e de saída. Ramal para ramal — o usuário não pode fazer ou receber chamadas internas. se o campo Record Agent ID ou Outgoing? do formulário CDR SYSTEM PARAMETERS é definido como y (o valor padrão). Você pode especificar os grupos de troncos e os ramais cujos registros quer que sejam mantidos. Esta aplicação contém uma grande variedade de opções e capacidades programáveis. então o ID do agente é usado para as chamadas de saída. Restrições de chamadas Discando um código de acesso. para fins de contabilização de chamadas. e envia estas informações de chamadas para um dispositivo de saída de Registro de bilhetagem (CDR). assim como o tipo de informação a ser registrada. Exibição do Registro de bilhetagem (CDR) de ramal físico Para chamadas de Seleção por especialidade de agente (EAS) originadas por agente. ■ ■ ■ 218 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Pode também manter um registro das chamadas internas e externas. Terminação — o usuário não pode receber nenhuma chamada (exceto chamadas prioritárias). Total — o usuário não pode fazer nem receber chamadas. o ramal físico é usado. Há cinco restrições: ■ ■ De saída — o usuário não pode fazer chamadas externas.

Classe de restrição (COR) Consulte “Classe de restrição (COR)” na página 197. É usado com uma aplicação do adjunto.Número do chamador/número de tarifação (CPN/BN) Número do chamador/número de tarifação (CPN/BN) Permite que o sistema transmita informações sobre o número do chamador/número de tarifação (CPN/BN) para um grupo de troncos RDSI-PRI. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 219 . BN é o número de tarifação do chamador. O CPN/BN pode conter códigos internacionais de países. Classe de serviço (COS) Define se os usuários de telefone terão ou não permissão para acessar as seguintes facilidades e funções: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Rechamada automática Redirecionamento de chamada Privacidade para dados Chamada prioritária Restringir redirecionamento de chamadas externo à rede Redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento Redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento ampliado Acesso ao ramal pessoal Cancelamento da restrição de transferência de tronco para tronco Alerta de monofone fora do gancho Permissão (de facilidades) do terminal atendedor Quarto de hóspede ■ ■ ■ ■ ■ Roteamento interdomínios sem classe (CIDR) Consulte “Roteamento interdomínios sem classe (CIDR)” na página 160. O CPN é o número de telefone do chamador.

tem um código fixo de acesso à facilidade. O Communication Manager aceita oito usuários de administração e manutenção simultâneos — cinco podem realizar administração simultânea e três podem realizar manutenção simultânea. Esta facilidade é baseada na facilidade TTI e permite que o cliente associe um telefone físico com uma central de ramais programados. Além disso. As oito sessões simultâneas podem ocorrer em qualquer combinação de conexões locais e remotas. a CTA só permite uma “combinação” de telefones com programação de ramais. 220 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Autoteste automático de circuitos do DCS Permite que um usuário ou atendedor em um nó ative ou desative as chamadas de referência do autoteste automático de circuitos para toda a rede DCS. A CTA aplica-se apenas aos telefones DCP e aos telefones multifreqüenciais analógicos comutados por circuito.Gerenciamento do sistema Sessões de usuários simultâneas Para aumentar a eficiência das funções de administração e manutenção. mas não requer um código de segurança. Ativação de telefones pelo cliente (CTA) Permite que os clientes instalem seus próprios telefones. Esta transparência permite que as chamadas de referência sejam originadas em um nó diferente do nó que detecta o problema. A CTA é uma versão sistematizada da TTI. enquanto que a TTI permite a “combinação” e a “descombinação” de telefones com programação de ramais. eliminando a necessidade de um técnico de manutenção para fazer a instalação. Três ou mais dispositivos (terminais de gerenciamento ou sistemas de suporte à operação) podem ser conectados à central para realizar simultaneamente tarefas de administração e/ou manutenção. o Communication Manager acomoda sessões múltiplas de usuários de administração e manutenção simultâneas. Alarme do equipamento fornecido pelo cliente Consulte “Alarme do equipamento fornecido pelo cliente” na página 198.

códigos de acesso a grupos de troncos e códigos de acesso à facilidade chamar por alto-falante numa tecla de recurso indicação de ocupado. grupos de troncos. por exemplo. o serviço está ocupado. enquanto recusa as mesmas chamadas para outros usuários. Certos usuários. receptores de tom multifreqüencial (duas freqüências simultâneas). Você pode armazenar números de chamadas. Estão incluídas medidas de segurança para impedir o uso não autorizado. A tecla de recurso indicação de ocupado proporciona acesso direto a qualquer um dos serviços. O usuário disca um código de acesso e faz a chamada de teste para garantir que o serviço está funcionando adequadamente. Você pode programar até oito níveis de restrição para usuários de AAR e ARS. informação para identificar o dispositivo externo e o nível de alarme a relatar quando ocorrer um fechamento de contato. enquanto outros usuários podem ficar limitados às linhas menos dispendiosas da rede privada.Alarme de dispositivo externo Alarme de dispositivo externo Permite-lhe atribuir portas analógicas a interfaces de alarme para dispositivos externos. time slots e tons do sistema. Você pode especificar uma localização de porta. Níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte Permite certas chamadas para usuários específicos. grupos de ramais de atendimento simultâneo. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 221 . podem ter permissão para usar troncos da Central pública (CO) para outros escritórios da empresa. Recurso Chamadas de teste Permite que os usuários de telefones façam chamadas de teste para acessar troncos específicos. Quando o indicador luminoso associado ao serviço estiver aceso. grupos de busca ou zonas de procura (chamados recursos ou serviços) estão ocupados. Recurso Indicação de ocupado Permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas vejam que linhas.

Máximo de cinco EPN em MCC1 Media Gateways NOTA: Essa facilidade se destina a MCC1 Media Gateways quando usados somente com configurações S8700 Media Server ou DEFINITY® Server R. 222 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Isso significa que a largura de banda integral do barramento TDM está disponível para cada compartimento e ao mesmo tempo ainda permite que o cliente tenha uma base de um MCC1 Media Gateway. um cliente pode escolher ter três compartimentos EPN e dois compartimentos de porta padrão. onde os sistemas podem ser muito utilizados. Somente duas Redes de portas (PN) estão geralmente disponíveis. A transferência de firmware é realizada através da interface CLAN TN799C. o Communication Manager permite a administração de até cinco compartimentos como EPNs e não são necessários cabos personalizados.Gerenciamento do sistema Transferência de firmware A facilidade de transferência de firmware permite a transferência de uma imagem de uma fonte local ou remota para o sistema que executa o Communication Manager. e o uso dessa imagem para reprogramar o código da aplicação de uma placa de circuito de portas. A limitação de hardware do MCC1 Media Gateway é de cinco compartimentos de portas. Ela também reduz as despesas de manutenção nas placas de circuito de portas do sistema porque elimina a necessidade do envolvimento de um técnico quando uma placa for atualizada. Por exemplo. a menos que você compre um cabo especial da Avaya e realize algumas tarefas de administração de software para que compartimentos adicionais funcionem como EPNs. Esta facilidade torna mais econômica a atualização do firmware. embora as considerações de tráfego possam ditar como ideal um número menor que esse. Todos os cinco podem ser compartimentos de portas de expansão. Essa facilidade de software opcional permite que os clientes que exigem capacidades altas de tráfego de chamadas tenham de duas a cinco Redes de portas de expansão (EPN) em um único MCC1 Media Gateway. Quando essa facilidade é ativada. Isso é especialmente atraente para centrais de atendimento sem duplicação IPSI/PNC. NOTA: As placas de circuitos que podem ser atualizadas através da facilidade de transferência de firmware têm um “P” no final do número TN.

Número de redes de portas permitidas em um MCC1 Media Gateway S8700 Media Server (todas as PNs habilitadas para IPSI) Duplicação de rede ATM DEFINITY Server R Padrão 1 PN 2 PNs 3 PNs 4 PNs 5 PNs Alta Crítica Duplex Alta Crítica Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Não Não Sim Sim Não Não Não Sim Sim Sim Sim Sim Sim Sim Não Não Não Sim Sim Não Não Não Para obter mais informações sobre essa facilidade. A tabela abaixo mostra o número de redes de portas permitidas em um MCC1 Media Gateway. que é colocada no compartimento A. consulte seu representante Avaya local. NOTA: Apenas duas PNs podem ser fisicamente aceitas em sistemas S8700 Media Server habilitados para IPSI quando são necessárias opções de confiabilidade alta ou crítica.Máximo de cinco EPN em MCC1 Media Gateways Existe apenas uma placa de manutenção. Apenas duas PNs são fisicamente aceitas em sistemas DEFINITY Server R quando é necessária confiabilidade crítica ou de Duplicação de rede ATM. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 223 . Essa é a única placa de manutenção do gabinete.

■ Hunt groups measurements report (Relatório de medições de grupos de busca) IP reports (Relatórios IP) Packet error history report (Relatório de histórico de erros de pacotes) Fornece um histórico de 24 horas de estatísticas importantes do nível do pacote que indicam indiretamente algumas características de desempenho da LAN. Para cada ponto de cobertura no grupo. abandonadas enquanto naquele ponto de cobertura ou transbordando para o próximo ponto de cobertura. O histórico de 24 horas permite analisar as medidas se o problema for solucionado. lista-se o número de chamadas oferecidas.Gerenciamento do sistema Informações e relatórios ■ Attendant position report (Relatório de posições do atendedor) O relatório de posições do atendedor lista o seguinte: ■ ■ ■ Uso do atendedor Número de chamadas atendidas Tempo total em que o atendedor estava disponível para atender a uma nova chamada Tempo médio de espera das chamadas atendidas ■ ■ ■ Blockage study report (Relatório de estudo de bloqueios) Call coverage reports (Relatórios de cobertura de chamadas) O relatório de cobertura de chamadas apresenta medições da distribuição de tráfego oferecidas a grupos de cobertura de chamadas. São fornecidos relatórios separados para todas as chamadas e para chamadas externas. ■ ■ Display ARP reports (Exibir relatórios ARP) Emergency and journal reports (Relatórios sobre emergência e boletins informativos) Os relatórios sobre emergência e boletins informativos são baseados nas informações de todos os alertas de emergência. ■ Coverage points report (Relatório de pontos de cobertura) O relatório de pontos de cobertura difere com base na seleção de todas as chamadas ou chamadas externas. ■ ■ ■ Port network and link usage report (Relatório de uso de porta de rede e de enlace) 224 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

■ ■ Refresh route reports (Relatórios de atualização de rota) Summary report (Relatório resumido) O relatório resumido fornece um resumo do desempenho do sistema que executa o Communication Manager. Esse relatório pode ser usado para fins de diagnóstico ou informação. ■ Recent change history report (Relatório de histórico de alterações recentes) Permite que o gerente do sistema visualize ou imprima um relatório do histórico das mudanças mais recentes na programação e manutenção da central. entre outras coisas. ■ Traffic reports (Relatórios de tráfego) Os relatórios de tráfego apresentam medições sob a forma de relatórios baseados em comutação para acesso local ou remoto. ■ Trunk group detailed measurements (Medições detalhadas de grupos de troncos) 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 225 . ■ Tandem traffic report (Relatório de tráfego tandem) O relatório de tráfego tandem fornece informações sobre recursos que atendem ao tráfego tandem. podendo ser reunidas para análise e relatórios subseqüentes por adjuntos e sistemas de apoio a operações.Informações e relatórios ■ Processor occupancy report (Relatório de ocupação do processador) O relatório de ocupação do processador fornece informações resumidas sobre o volume de carga do processador. ■ Tracelog O Tracelog. lista: — todos os registros de pontos de terminação IP — todos os cancelamentos de registros de pontos de terminação IP — todas as interfaces Ethernet que entram em operação — todas as interfaces Ethernet que saem de operação Esses eventos são rotulados como um novo tipo de registro. usando o protocolo da interface de sistema de apoio a operações.

mas somente um único caso de qualquer analisador (por exemplo. object qualifier Para limitar os dados exibidos no relatório de histórico. Especifica a hora (HH) ou os minutos (HH:MM) em que os dados do histórico serão exibidos. você pode analisar com date. insira o comando list history seguido por um espaço e o analisador adequado e.Gerenciamento do sistema Capacidades de análise para o relatório de histórico O relatório de histórico fornece detalhes sobre todos os comandos de dados. 226 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Você pode incluir vários analisadores. Especifica a ação do comando (a primeira palavra da seqüência do comando) cujos dados de histórico você deseja exibir. Somente os dados dos analisadores especificados aparecerão no relatório. Especifica o objeto do comando cujos dados de histórico você deseja exibir. time e login. mas não com date. NOTA: Você pode exibir essas opções inserindo o comando list history e clicando em HELP ou pressionando F5. o formato. Especifica o qualificador do comando cujos dados de histórico você deseja exibir. se aplicável. Você pode usar as opções de análise para limitar os dados retornados a esse relatório. Especifica o login cujos dados de histórico você deseja exibir. Enlaces IP assíncronos Consulte “Enlaces IP assíncronos” na página 179. time e dois logins diferentes). Opção Descrição date time login action Especifica o mês (MM) ou o dia (MM/DD) em que os dados do histórico serão exibidos. A tabela abaixo identifica as opções de análise disponíveis. Você pode visualizar a lista de ações de comandos disponíveis clicando em HELP ou pressionando F5 na linha de comando.

Para obter mais informações. chamadas esperando captura e assim por diante. essa facilidade permite que o cliente forneça múltiplas fontes musicais distintas para uso com as facilidades de vetorização de chamadas. chamadas em retenção. Música de espera Automaticamente fornece música. CMC1 Media Gateway ou G600 Media Gateway. A fonte de música é conectada a uma porta do MM711 Analog Media Module. consulte Installation for Adjuncts and Peripherals for Avaya Communication Manager. Consulte “Partição da central” na página 228.Rastreamento de chamada maliciosa Rastreamento de chamada maliciosa Consulte “Rastreamento de chamada maliciosa” na página 199. você poderá ter até 100 fontes musicais. Para usar várias fontes musicais em um G700 Media Gateway. Fontes múltiplas de música Em um MCC1 Media Gateway. A música de espera local faz parte da funcionalidade da central de atendimento no S8300 Media Server. A música informa ao chamador que a ligação ainda está ativa. 555-233-506. Registro de rastreamento de chamada maliciosa Consulte “Registro de rastreamento de chamada maliciosa” na página 199. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 227 . silêncio ou tom a um chamador. use várias portas no MM711 Analog Media Module. Música de espera local A facilidade de música de espera é aceita no G700 Media Gateway com o Communication Manager. Várias opções diferentes de música podem ser programadas para acomodar locatários diferentes. uma para cada fonte musical. Consulte também Administrator’s Guide for Avaya Communication Manager. 555-233-116. A música de espera local permite uma fonte musical. SCC1 Media Gateway. Adquirindo a facilidade de música de espera múltipla (também chamada de partição da central).

O Communication Manager aceita até 100 divisões e 27 grupos de terminal atendedor. com permissão de facilidades do terminal atendedor. grupos de busca e outros pontos de terminação designados a uma Classe de serviço (COS) podem ser divididos. ative e desative as seguintes restrições de um telefone individual ou de um grupo de telefones: ■ ■ ■ ■ Externo Total Ramal para ramal Restrições de terminação Agenda A agenda funcional do Communication Manager permite que você especifique a hora em que um comando vai ser executado ou especifique que seja executado em base periódica. visualizar.Gerenciamento do sistema Restrição — controlada Permite que o atendedor ou usuário do telefone. Consulte “Música de espera” na página 227. para clientes que são postos em espera. Ramais. Isto fornece serviços e renda atraentes para os locadores “virtuais”. Notificação de violação da segurança (SVN) Consulte “Notificação de violação da segurança (SVN)” na página 203. A partição da central permite-lhe também designar uma fonte de música única para cada divisão de locatário. Partição da central Permite a partição do sistema a fim de alugar os serviços e facilidades do sistema a locatários. a preços acessíveis. As preferências de padrão de rotas de rede também aceitam a partição da central designada. 228 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Fornece as facilidades sólidas de um sistema amplo aos pequenos locatários comerciais. Múltiplos grupos de terminal atendedor podem ser designados para cada divisão. Somente os comandos que não exigem a interação do usuário depois de serem digitados na linha de comando (tais como listar. testar) podem ser agendados. Códigos de segurança de ramal Consulte “Códigos de segurança de ramal” na página 203.

sincroniza a hora do dia diretamente a partir de uma fonte da LAN. Os troncos estabelecem interface com o Communication Manager através de placas de circuitos de portas. A facilidade de sincronização da hora do dia via fonte da LAN é implementada em duas plataformas diferentes: ■ ■ Linux UNIX Plataformas Linux O Communication Manager que funciona em servidores de mídia baseados no Linux. como por exemplo um servidor. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 229 . O Avaya site administration é sincronizado com o relógio do PC da LAN.Inicialização de programação de terminal (TTI) Inicialização de programação de terminal (TTI) Consulte “Inicialização de programação de terminal (TTI)” na página 132. Circuitos de grupos de troncos Os troncos fornecem os enlaces de comunicações entre o Communication Manager e outras centrais. Plataformas UNIX O Communication Manager que funciona nos servidores DEFINITY que usam o sistema operacional Oryx/Pecos (sistema operacional proprietário baseado no UNIX) recebe um comando do Avaya site administration para ajustar a hora. Isto é especialmente importante quando os clientes estão usando um Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) da Avaya para informar sobre os eventos oriundos de múltiplos servidores onde o Communication Manager está funcionando. como o S8300 Media Server ou S8700 Media Server da Avaya. Os troncos que desempenham a mesma função são agrupados e administrados como grupos de troncos. Sincronização da hora do dia via fonte da LAN Os clientes necessitam de uma fonte de hora do dia que seja precisa e comum às várias centrais de uma rede. incluindo centrais da central pública e centrais de outros prédios.

230 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Você pode especificar que as programações sejam executadas agora ou em um horário e data futuros. Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM) Consulte “Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM)” na página 168. Também é possível agendar atualizações regulares diárias ou semanais. Avaya Integrated Management O Avaya Integrated Management é um software de gerenciamento de sistemas que contém aplicações para gerenciar redes convergentes de dados e voz.Gerenciamento do sistema Ping de comprimento variável Consulte “Ping de comprimento variável” na página 168. Essa aplicação permite que os usuários façam o download de programações de um servidor principal que usa o Communication Manager e simultaneamente façam o upload dessas programações para vários processadores sobressalentes WAN ATM (WSP) (até 15) por meio de uma conectividade LAN. As aplicações incluem: ■ ■ ■ ■ ■ ■ Gerenciamento de rede Gerenciamento de falhas Gerenciamento de desempenho Gerenciamento de configurações Gerenciamento de listas telefônicas Funcionalidade de gerenciamento de políticas Gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP) O gerenciador do processador sobressalente WAN ATM (WSP) pode ser uma parte fundamental do seu planejamento de continuidade de negócios e restauração de emergência. Isso pode ser feito de acordo com uma agenda especificada pelo administrador.

a hora e as mensagens resultantes da ação agendada. listando cada uma das centrais. O gerente do processador sobressalente WAN ATM fornece o estado atual do servidor principal que executa o Communication Manager e de qualquer dispositivo WSP definido na rede. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 231 . Gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya Consulte “Gerenciador de anúncio de voz sobre LAN (VAL) da Avaya” na página 215. Avaya site administration Avaya site administration é uma interface gráfica do usuário baseada no Microsoft Windows que serve para a realização de alterações. usando um único ponto de entrada e interface gráfica baseada na Web. Um registro histórico completo é criado. permitindo que você visualize e isole alarmes e erros. Uma ajuda on-line acompanha o módulo. Gerenciador de configurações do Avaya Communication Manager O gerenciador de configurações Avaya proporciona um gerenciamento centralizado dos ambientes distribuídos de localidades e de redes. para facilitar seu uso. O gerenciador de falhas mostra uma visão hierárquica dos dispositivos e de seu estado. inclusão ou transferência de usuários e para realizar análises do tráfego básico. Gerenciador de falhas/desempenho do Avaya Communication Manager O gerenciador de falhas/desempenho do Communication Manager integra-se com o gerenciador de rede de múltiplos serviços da Avaya para fornecer uma visão sistêmica da rede convergente. O gerenciador de desempenho fornece um conjunto completo de relatórios de desempenho sobre assuntos como tendência e isolamento do desempenho.Gerenciador de configurações do Avaya Communication Manager O módulo também proporciona a capacidade de agendar atualizações diárias ou semanais regulares das programações do Communication Manager. para configuração e administração de múltiplos servidores de mídia Avaya.

A lista telefônica contém os nomes e números de chamada designados para todos os telefones do sistema.Gerenciamento do sistema Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON) O Avaya VoIP monitoring manager (gerenciador de monitoramento de VoIP Avaya) permite monitorar a qualidade da rede de voz sobre IP (VoIP). Avaya Directory Enabled Management O Avaya Directory Enabled Management (DEM) faz parte do conjunto de produtos Avaya Integrated Management e fornece acesso em tempo real. integrado. integrado. baseado na lista e de tipo leitura/escrita aos servidores de mídia Avaya e servidores de mensagens INTUITY AUDIX. baseado na lista e de tipo leitura/escrita aos dados de administração do Communication Manager. 232 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . por exemplo). de modo que os administradores possam isolar os problemas de qualidade de voz e enviar desvios quando for detectada uma má qualidade de voz. com base nas regras definidas pelo usuário. Notificação de mudança de administração Permite que o Communication Manager se comunique com o cliente do Avaya Directory Enabled Management (DEM). Lista Telefônica Permite que os usuários de telefones equipados com display acessem o banco de dados. Ele sistematiza o gerenciamento do fluxo de trabalho e de informações em um ambiente eletrônico usando redes convergentes. A notificação de mudança de administração permite que o cliente receba as notificações de mudança nos dados de administração do Communication Manager. usem as teclas multifreqüenciais para digitar um nome e recuperem um número de chamada a partir da lista telefônica do sistema. Dessa forma proporciona atualizações em tempo real sempre que ocorrerem mudanças de administração em um objeto específico (um ramal. Esta aplicação baseada na Web recebe as estatísticas da QoS dos pontos de terminação IP da Avaya e exibe os dados através de gráficos e relatórios. Esta facilidade permite que o cliente tenha acesso em tempo real.

mas tende a conter mais informações descritivas. armazenando as informações em um serviço de lista compatível com um LDAP (por exemplo. Ele sincroniza as informações da lista com os dados dos dispositivos do Communication Manager e do INTUITY. integrado. baseado na lista e de tipo leitura/escrita aos servidores de mensagens Communication Manager e INTUITY AUDIX. que serve para acessar serviços de lista telefônica on-line. de modo a fornecer acesso em tempo real. Uma lista telefônica é como um banco de dados.Protocolo de acesso a diretório simples (LDAP) O DEM cria uma meta-lista telefônica para redes convergentes de voz e dados. o eDirectory da Novell ou o Active Directory da Microsoft). As aplicações ativadas pela lista podem então usar o DEM para implementar processos de fluxo de trabalho que automatizam várias funções de gerenciamento de sistema e aceleram as operações de negócios. Protocolo de acesso a diretório simples (LDAP) O protocolo de acesso a diretório simples versão 3 (LDAPv3) é um protocolo compatível com o mercado. O Communication Manager integra-se com os dados do LDAP através do uso da facilidade de notificação de mudança de administração e da aplicação cliente do Avaya Directory Enabled Management. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 233 .

Gerenciamento do sistema 234 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

cada unidade R300 apóia 12 canais de dados de acesso discado remoto. um alarme secundário é gerado. Os alarmes secundários podem ser gerados de qualquer lugar a partir de quinze minutos a duas horas do momento da queda. Além disso. Se a R300 sofrer uma queda por algum motivo. permitindo assim a convergência de voz e dados. Por meio da R300. Ela apóia VoIP e DCP. Uma única central Communication Manager pode apoiar múltiplas unidades R300. bem como as conexões de troncos e linhas analógicas. O número de unidades suportadas pelo Communication Manager varia de acordo com o tipo de modelo do sistema. O tempo em que você será notificado do alarme secundário pode ser configurado no campo REMOTE MAX ALARM do formulário SET OPTIONS. voz e dados podem compartilhar o mesmo enlace WAN entre o Avaya Communication Manager e o local remoto. A R300 fornece uma telefonia remota que dispõe de todas as capacidades da telefonia por conexão direta. A R300 atua como uma central simples no local remoto para conectar os ramais remotos e os troncos de acesso local.Telecomutação e remote office 16 Avaya R300 remote office communicator (R300) A facilidade R300 oferece um método econômico para proporcionar plena funcionalidade em um local remoto. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 235 .

por exemplo. 236 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . ou as deixe no local remoto (fora da rede). Administração ampliada pelo usuário de chamadas redirecionadas (acesso de telecomutação) A administração ampliada pelo usuário de chamadas redirecionadas (também denominada acesso de telecomutação) permite a alteração da rota de cobertura de chamadas principal ou do ramal de redirecionamento a partir de qualquer posição local ou remota. a chamada será redirecionada à central para receber processamento adicional. Você poderá programar o sistema para que monitore as chamadas e as traga de volta para o processamento adicional. Uma rota de cobertura é usada quando o funcionário está no escritório. por exemplo. um funcionário que faça a telecomutação pode ter duas rotas de cobertura. como. se não forem atendidas.Telecomutação e remote office Cobertura de chamadas redirecionadas para fora da rede (CCRON) A Cobertura de chamadas redirecionadas para fora da rede (CCRON) permite que as chamadas que foram redirecionadas para locais fora da central retornem à central para serem processadas novamente. IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo RoadWarrior” na página 98. Caso o funcionário não atenda a chamada ou esteja ocupando a linha com outra ligação. Isto permite que as chamadas destinadas ao seu escritório central sejam redirecionadas ao seu escritório em casa. é possível alterar a rota ou ramal a partir do seu escritório em casa. A rota de cobertura usada a partir de sua casa teria a cobertura de uma chamada efetuada para o telefone de trabalho do funcionário enviada para seu telefone de casa. A cobertura de chamadas remotas e o redirecionamento de chamadas para fora da rede permitem que as chamadas sejam redirecionadas para um local remoto. Desta forma. e a outra quando ele está trabalhando em casa. Por exemplo. para uma cobertura de correio de voz.

Há várias formas de acessar esta facilidade. O módulo de dados de troncos realiza a conversão entre RS-232C e DCP. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 237 . Acesso remoto Permite que chamadores autorizados de locais remotos acessem o sistema através da rede pública e então usem suas facilidades e serviços. ouve-se um tom de discar do sistema e. IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo telecomutador” na página 98. IP Softphone Consulte “Avaya IP Softphone” na página 97. podendo conectar-se a modems DDD como membro DCP de um grupo de modems. Consulte “Redirecionamento de chamadas” na página 243 e “Vetorização de chamadas” na página 67. Depois de obter acesso. para segurança do sistema. pode ser necessário discar um código de barreira.IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado Consulte “IP Softphone e IP Agent — Modo de controle compartilhado” na página 98. Ramal externo Um módulo de dados de tronco conecta os serviços de tronco de linha privada externa com o Communication Manager.

Telecomutação e remote office 238 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

que só precisa ser apertada uma vez para fazer a chamada. programem as etiquetas identificadoras das teclas de AD correspondentes às teclas programáveis.Telefonia 17 ■ ■ ■ Discagem abreviada (AD) A Discagem abreviada (AD) fornece listas de números armazenados. o número é discado automaticamente pelo sistema. 6400 e 8400. bem como os dos aparelhos telefônicos com display das séries 4600. dois ou três dígitos associado ao número de telefone desejado. interurbanas e internacionais Ativar facilidades Acessar equipamento remoto de computador Basta discar o número da lista e o número de um. Um número discado com freqüência pode ser armazenado numa tecla de discagem abreviada. Identificação de discagem abreviada A identificação das teclas de Discagem abreviada (AD) nas teclas programáveis permite que os usuários do telefone DCP 2420. Essas etiquetas se aplicam a qualquer tecla de AD que esteja sendo administrada nos telefones DCP 2420 e IP 4620. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 239 . Em seguida. que você pode usar para: Fazer chamadas locais. Estas etiquetas personalizadas aparecem no display de menu.

240 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . A facilidade de temporização administrável do temporizador de chamadas permite ao usuário especificar durante quanto tempo a duração da chamada será visualizada. Discagem alfanumérica Consulte “Discagem alfanumérica” na página 101. Anteriormente. a facilidade de temporizador de chamadas visualizava a duração da chamada durante apenas 5 segundos após o desligamento da chamada. A sinalização DTMF é alterada para o canal S. Discagem ativa Os aparelhos de telefone das séries 6400 e 4600 dispõem de uma opção de discagem em que o aparelho envia códigos de tecla do canal S quando o usuário aperta um número do teclado enquanto estiver no gancho. permitindo o uso por uma temporização maior (60 segundos). sem terem que ficar fora do gancho durante as apresentações de chamada disponíveis. iniciando o temporizador quando a chamada for atendida e parando-o quando a chamada for desligada. 6400 e 8400 com alto-falantes ativados. A facilidade de temporizador de chamadas mede a duração de uma chamada.Telefonia Programação no gancho de discagem abreviada A programação no gancho permite que os usuários do telefone DCP 2420. Temporização administrável do temporizador de chamadas Otimiza a facilidade de temporizador de chamadas nos telefones da série 6400. A sinalização continuará sendo DTMF e a temporização atual de 10 segundos continuará aplicável a telefones sem display. acessem o modo de programação. bem como os dos aparelhos telefônicos das séries 4600.

o chamador levanta o monofone e a pessoa chamada recebe o mesmo toque de chamada fornecido na chamada original. ou que não responde. caso o identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore seja administrado. Quando este telefone fica disponível para receber uma chamada. A pessoa que originou a chamada recebe um toque de chamada prioritária. a seleção da segunda chamada desconectará a primeira. Com a retenção automática. o sistema monitora o telefone chamado. usando um telefone analógico. Identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore Permite que o sistema aceite informações sobre o nome do chamador a partir de uma rede da Companhia telefônica local (LEC) que apóie a especificação de nome do chamador Bellcore. por exemplo.23) ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 241 . um anúncio pede que ela digite o número 1 para ativar a ACB ou 2 para rotear a chamada para um ramal de grupo de busca. tenham sua chamada refeita automaticamente quando o telefone chamado ficar disponível. Então. Retenção de chamadas automática Permite que os atendedores e os usuários de telefones de funções múltiplas alternem facilmente entre duas ou mais chamadas.Rechamada automática (ACB) Rechamada automática (ACB) A Rechamada automática (ACB) permite que os usuários internos que fizeram uma chamada para um telefone interno ocupado. Os seguintes protocolos de identidade do chamador são apoiados: ■ Bellcore (padrão) – Protocolo dos EUA (protocolo de transmissão Bellcore com protocolo de modem 212) V23-Bell – Protocolo de Bahrain (Protocolo de transmissão Bellcore com protocolo de modem V. o sistema origina a chamada de rechamada automática. faz uma chamada e a linha está ocupada. Quando um usuário ativa a facilidade de rechamada automática. Rechamada automática (ACB) para telefones analógicos Quando uma pessoa. Quando a retenção automática não estiver ativada. Esta facilidade pode ser ativada apenas numa base global no sistema. O sistema pode enviar as informações sobre o nome do chamador no formato correspondente. a seleção de uma segunda chamada automaticamente põe a chamada ativa (se houver) em espera e torna ativa a segunda chamada.

Cobertura de chamadas Cobertura de chamadas fornece redirecionamento automático de certas chamadas que satisfazem critérios especificados para posições alternativas de atendimento numa rota de cobertura de chamadas. Apresentação de chamada em ponte — Telefone analógico Permite que os usuários de telefones analógicos tenham uma apresentação em ponte num telefone com apresentação múltipla de chamadas. Quando um ramal primário recebe uma chamada.Telefonia Apresentação de chamada em ponte — Telefone com apresentação múltipla de chamadas Permite que chamadas feitas do número de chamada de um usuário de telefone primário. por exemplo). A chamada pode ser atendida por qualquer pessoa que tenha um telefone com esta facilidade e ser tratada como se o usuário do ramal primário tivesse atendido. uma apresentação de chamada em ponte pisca ou toca em todos os telefones administrados com esta facilidade. ou para ele. O número máximo de apresentações de chamadas em ponte é 64. Essa facilidade é mais usada por secretárias ou atendedores que atendem ou lidam com chamadas para um ramal primário (um executivo. Uma rota de cobertura pode incluir: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ um telefone um grupo de atendimento um grupo de busca de Distribuição uniforme de chamadas (UCD) um grupo de busca de Chamada direta do departamento (DDC) um grupo de busca de Distribuição automática de chamadas (DAC) um sistema de mensagem por voz um Grupo de atendimento de cobertura (CAG) estabelecido para atender chamadas redirecionadas 242 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . sejam manipuladas de mais de um telefone. Uma apresentação de chamada em ponte é configurada programando-se um ramal primário e o número da tecla associada a ele numa tecla de múltiplos indicadores luminosos em outro telefone.

Redirecionamento de chamadas Designação de campo alfanumérico Além das designações numéricas para listas de sistemas e grupos principais de informações afins. para: ■ ■ ■ ■ listas de discagem abreviada grupos de discagem abreviada grupos de captura de chamadas padrões de roteamento de chamada Rotas de cobertura alteráveis Rotas de cobertura alteráveis permitem que o usuário final modifique os pontos de cobertura usando um Código de acesso à facilidade (FAC). contendo de 0 a 15 caracteres. um número externo (fora da rede). Se o ramal não estiver ocupado. Você pode incluir um código de acesso ou caracteres especiais — como caracteres de pausa — no destino do redirecionamento. o administrador do sistema pode especificar desginações alfanuméricas. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 243 . dependendo da hora do dia e do dia da semana. Se o ramal estiver ocupado. Redirecionamento de todas as chamadas Permite que as chamadas sejam redirecionadas para um ramal interno. a chamada é redirecionada imediatamente. Redirecionamento de chamadas Redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento Permite que as chamadas sejam redirecionadas quando o ramal chamado estiver ocupado ou quando a chamada não for atendida após o intervalo programado. Hora do dia Esta facilidade permite que um usuário tenha múltiplas rotas de cobertura. a chamada recebida toca no ramal chamado e só é redirecionada se não for atendida durante o intervalo programado. um terminal atendedor ou um grupo de terminal atendedor.

Isto é útil quando você está ocupado numa chamada e precisa ir para outro local para obter informações.Telefonia Cancelamento de redirecionamento de chamadas Permite que o usuário do ramal para onde as chamadas foram redirecionadas cancele o redirecionamento de chamadas e inicie uma chamada ou transfira uma chamada de volta para o ramal de onde a chamada foi redirecionada. Basta discar um código de acesso ou apertar uma tecla de captura de chamadas. o marketing poderia capturar chamadas de um grupo de vendas. em geral. Captura de chamadas direta permite-lhe atender qualquer chamada no sistema. Intervalos de redirecionamento de chamadas O Communication Manager permite ao administrador do sistema especificar o número de vezes em que uma chamada toca em cada ponto de cobertura de chamada antes que siga para o próximo ponto de cobertura. Com esta facilidade. Captura de chamadas de grupos Permite que você disque um código de acesso à facilidade (FAC) e um número de grupo de captura para atender uma chamada de um grupo diferente. Estacionamento de chamadas Permite-lhe reter uma chamada e depois recuperá-la em qualquer outro telefone do sistema. Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos Consulte “Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos” na página 153. Por exemplo. Captura de chamadas Junto com captura de chamadas direta. possuem departamentos no mesmo andar. quando este grupo não estivesse disponível. permite-lhe atender chamadas para outros telefones dentro do seu grupo especificado de captura de chamadas. 244 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . você não precisa abandonar o seu telefone para atender uma chamada para um telefone próximo. Também lhe permite atender uma chamada em qualquer telefone depois de ter sido procurado por um usuário de telefone ou atendedor. Esta facilidade é ideal para escritórios que não têm divisórias e.

Conferência Consulte “Conferência” na página 81. telefone para a pessoa chamada para consulta privada. Consulta Permite que um usuário de cobertura. após atender uma chamada recebida através de cobertura de chamadas. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 245 . Identificação de chamada de entrada para cobertura Permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas sem display. identifiquem uma chamada de entrada para esse grupo. Rechamada de cobertura de chamadas Permite que um usuário de cobertura deixe uma mensagem para a pessoa chamada telefonar de volta para o chamador.Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais Consulte “Identificador do chamador (ICLID) em troncos digitais” na página 154. Grupo de busca cíclica de ramais Consulte “Grupo de busca cíclica de ramais” na página 71. A consulta pode ser usada para deixar que o usuário de cobertura pergunte ao usuário principal se ele quer falar com o chamador. num grupo de atendimento de cobertura.

Como padrão. a central desconecta a chamada e aplica o tom de ocupado. você pode programar estes padrões. as chamadas internas são identificadas por um padrão de toque de chamada de 1 toque. Listas de números aperfeiçoados podem conter qualquer número ou código de acesso de discagem. No entanto. Esta facilidade opera num ambiente de Sistema de comunicações distribuídas (DCS) da mesma forma que dentro de um sistema único. Discagem abreviada aperfeiçoada Complementa a facilidade de discagem abreviada proporcionando um número aperfeiçoado por sistema. que pode ou não ser seguido por um tom de interceptação: ■ ■ ■ ■ Pré-discagem e temporizador entre dígitos Temporizador de saída de reconhecimento da captura Temporizador de supervisão do atendimento Temporizadores de desconexão de não atendimento aos 60. como. listas de números do sistema e listas de números aperfeiçoados. 246 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Quando um dos seguintes temporizadores expira durante uma tentativa de chamada de saída local. por exemplo. baseados no tipo de chamada ARS Temporizador de 120 segundos usado nas chamadas sem tipo de chamada. chamadas para os códigos de acesso a troncos ■ Toque de chamada diferenciado Toca ou ativa o dispositivo de alerta no seu telefone de forma que você fique ciente do tipo de chamada recebida antes de atendê-la. Com listas de privilégios. os ramais sem acesso a interurbano podem ser programados para acessar números interurbanos especificados). os usuários podem acessar números que são restritos para outros casos (por exemplo.Telefonia Desconexão de chamadas não atendidas Desconecta chamadas de saída não atendidas após um intervalo de tempo predeterminado. interurbana ou internacional. Os administradores do sistema designam privilégios para listas de números de grupo. as chamadas externas por um padrão de toque de chamada de 2 toques e as chamadas prioritárias por um padrão de toque de chamada de 3 toques. 90 e 120 segundos.

555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 247 . Esta segunda lista de discagem abreviada aperfeiçoada dobra a capacidade de 10. Aumentar o número de listas aumenta a capacidade geral por múliplos de 10. sem pressionar a tecla de intercom. Ir para cobertura Permite que os usuários que chamam outro ramal interno enviem a chamada diretamente para cobertura. BRI e híbridos com alto-falantes embutidos. Aumentos futuros na lista de discagem abreviada aperfeiçoada podem ser realizados facilmente. Display aperfeiçoado do telefone A facilidade de display aperfeiçoado do telefone permite-lhe escolher o conjunto de caracteres que deseja ver nas teclas programáveis do Communication Manager e nos telefones com display. você pode escolher os caracteres Katakana ou caracteres usados para a maioria das línguas européias.000 entradas na lista do sistema de discagem abreviada aperfeiçoado. O atendimento automático funciona com telefones digitais.Display aperfeiçoado do telefone O S8700 Media Server aceita 20.000 entradas. Retenção de chamadas Permite-lhe desconectar uma chamada temporariamente. usar o telefone para outros fins e depois retornar à chamada original. Além do conjunto de caracteres padrão Roman. aumentando-se o número de listas.000 entradas.000 para 20. Chamada interna simplificada — Atendimento automático A chamada interna simplificada de atendimento automático (ICOM de atendimento automático) permite que o usuário atenda a uma chamada interna simplificada. dentro do grupo de chamadas internas simplificadas. fones de ouvido ou alto-falantes adjuntos.

Começar/parar automático do temporizador de chamadas locais Inicia automaticamente o temporizador local de um telefone da série 6400. mas só terminais atendedores podem usar o atendimento automático para atender chamadas externas dirigidas ao atendedor. será visualizado o tempo total decorrido da chamada. Quando uma chamada for retida. O sistema memoriza os primeiros 24 dígitos do último número discado. o sistema faz a chamada de novo. Esta facilidade se destina ao uso em telefones que têm viva-voz ou fones de cabeça. quer usando a discagem abreviada. Aviso de retenção prolongada Avisos visuais e sonoros são enviados para o telefone quando uma chamada tiver sido retida além de um período especificado. Quando cessar a retenção da chamada. quando uma chamada for recebida. Se o telefone estiver fora do gancho. Quando você aperta a tecla de último número discado ou disca o código de acesso à facilidade de último número discado. 248 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . As chamadas internas e do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) podem ser atendidas usando o atendimento automático. Avisos visuais e sonoros serão utilizados se o telefone estiver no gancho. Último número discado Permite-lhe tornar a discar automaticamente o último número discado. Esta é uma facilidade opcional no nível do sistema. o temporizador continuará a funcionar. um “toque de chamada prioritária” é utilizado. quer a tentativa de chamada tenha sido discada manualmente. O temporizador é interrompido automaticamente quando a chamada for terminada.Telefonia Atendimento interno automático Permite que telefones específicos atendam automaticamente as chamadas internas recebidas. apesar de não ser visualizado. Basta apertar a tecla da facilidade de atendimento interno automático e as chamadas serão atendidas automaticamente quando o telefone estiver desocupado.

■ O administrador do sistema pode alterar o tratamento de operações erradas padrão para assegurar que um chamador externo não seja deixado em espera indefinidamente ou seja desconectado pelo sistema. uma operação errada pode ocorrer em uma das condições a seguir: ■ Se você desligar antes de completar a operação de uma facilidade (em alguns casos. como na transferência de chamadas). Uma operação errada ocorre quando as chamadas são deixadas em espera quando o ramal de controle é posto no gancho. começar a transferi-la. Pré-seleção e preferência de apresentação múltipla de chamadas Fornece opções para fazer e atender chamadas em apresentações de chamadas selecionadas. ■ 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 249 . A preferência da linha livre conecta-o automaticamente a uma apresentação de chamada livre. sem poder pedir ajuda a alguém. desligar completa a operação. Tratamento de operações erradas Define como as chamadas são tratadas quando ocorre uma operação errada. mas pode ser utilizada em qualquer local onde esteja ativada. NOTA: Esta facilidade só é exigida na França e na Itália. você retiver uma chamada. Quando o usuário do telefone levanta o monofone. Se. por exemplo. isto será considerado como uma operação errada. Quando o sistema entra no serviço noturno enquanto os terminais atendedores têm chamadas retidas. O número do terminal atendedor é armazenado numa lista de discagem abreviada. o sistema direciona automaticamente a chamada para o atendedor usando a facilidade de serviço de linha direta. Por exemplo.Serviço de linha de origem manual Serviço de linha de origem manual Conecta automaticamente os usuários de telefones analógicos com o terminal atendedor quando o usuário levanta o monofone. após uma operação errada. ■ A preferência da linha tocando conecta-o automaticamente à chamada recebida quando o usuário pega o monofone. discar um número de chamada inválido e depois desligar.

por exemplo. A opção pré-seleção cancela ambas as opções de preferência. As facilidades MLPP incluem: ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ ■ Anúncios para chamadas com precedência Destinação dupla Busca de linha de acesso de escritório de terminação Controle de carga de linha Chamada em espera com precedência Chamada com precedência Roteamento com precedência Preempção Plano mundial de numeração e discagem (WNDP) 250 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . se você apertar uma tecla de discagem abreviada a apresentação de chamadas é automaticamente selecionada. quando você quer voltar a conectar com uma chamada retida ou ativar uma facilidade. se pegar o monofone dentro de cinco segundos.Telefonia ■ A pré-seleção permite ao usuário selecionar manualmente uma apresentação de chamada. Por exemplo. A pré-seleção pode ser usada com uma tecla de facilidade. a chamada é feita automaticamente. Precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) A Precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) é um grupo opcional de facilidades que fornecem aos usuários a capacidade de estabelecer interface e operar em uma Rede de sistema de defesa (DSN). e. A pré-seleção é usada. As facilidades MLPP permitem que os usuários solicitem processamento prioritário de suas chamadas durante situações críticas. A DSN é um sistema de comunicação altamente seguro e baseado em padrões do departamento de defesa do governo dos EUA.

não equipado para chamada em espera com preempção ou precedência Código desocupado ■ Destinação dupla A destinação dupla permite que o usuário disque um número de telefone e. Através de administração.Precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) Anúncios para chamadas com precedência Algumas vezes. Controle de carga de linha O controle de carga de linha é uma facilidade que impede que um conjunto predefinido de usuários de ramais faça chamadas durante uma situação de crise ou emergência. os anúncios gravados são usados para identificar o que saiu errado. Por exemplo. o administrador ativa manualmente a facilidade para impedir a realização de chamadas por usuários de menor importância. Quando a situação de emergência terminar. os usuários dos ramais do departamento de defesa não serão impedidos de fazer chamadas. roteie a chamada para seu destino através de recursos alternativos. se a rota inicial não estiver disponível. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 251 . mas os ramais de outros departamentos. como o de contabilidade. os usuários são atribuídos a um nível de controle de carga de linha com base na sua importância relativa. com base no nível de precedência da chamada. Quando ocorre uma emergência. o serão. se acontecer uma situação de ameaça à defesa nacional. o administrador desativa manualmente essa facilidade. Quando a crise terminar. o administrador pode restituir o sistema à operação normal. as chamadas com precedência são bloqueadas por causa de recursos indisponíveis ou uso inadequado. Os anúncios usados para MLPP incluem: ■ ■ ■ ■ Chamada com precedência bloqueada Tentativa de nível de precedência não autorizado Conclusão de chamada impedida por interrupção de serviço Ocupado. Quando isso ocorre. Busca de linha de acesso de escritório de terminação A busca de linha de acesso de escritório de terminação procura automaticamente um tronco ocioso em linhas de acesso do escritório de terminação.

selecionem um nível de prioridade com base na sua necessidade e importância (classificação). O chamador ouve um tom de controle de chamada especial e a pessoa chamada ouve um tom de chamada em espera. seja local ou internacional. nível de precedência mais baixo) Cada usuário de ramal é administrado com um nível de precedência máximo — quanto mais importante ou quanto mais alto seu cargo. Os usuários não podem originar chamadas em níveis de precedência mais altos que o nível máximo administrado. A chamada recebe um roteamento de prioridade mais alta. Os usuários podem acessar cinco níveis de precedência ao fazer chamadas: ■ ■ ■ ■ ■ Cancelamento de flash (o nível de precedência mais alto) Flash Imediato Prioridade Rotina (o padrão. a pessoa chamada pode colocar a chamada atual em retenção e atender à outra chamada. Dependendo do tipo de telefone usado. 252 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . em cada chamada.Telefonia Chamada em espera com precedência Depois que uma chamada de precedência é roteada. A chamada com precedência permite que os usuários. maior será o nível de precedência. Chamadas que não sejam MLPP são tratadas como chamadas de nível de precedência de rotina. ou desligar a chamada atual para atender à chamada em espera. A precedência de chamada em espera permite que o chamador “acampe” na linha da pessoa chamada e espere até que ela atenda à chamada. a pessoa chamada pode estar ocupada em outra chamada. Chamada com precedência A chamada com precedência é a peça central das facilidades MLPP.

A capacidade para operar com esse plano de numeração deve ser incorporada em todas as novas centrais introduzidas na Rede comutada de defesa (DSN). Plano mundial de numeração e discagem (WNDP) A facilidade de Plano mundial de numeração e discagem (WNDP) permite que o Communication Manager respeite o sistema de numeração padrão estabelecido pela Agência de comunicações de defesa (DCA) do governo dos Estados Unidos. quando permitida através de administração.Precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) Roteamento com precedência Quando as chamadas com precedência são destinadas a outras centrais da rede privada. Até mesmo chamadas que não sejam MLPP são tratadas como chamadas de nível de precedência de rotina e podem sofrer preempção. A facilidade de roteamento com precedência roteia as chamadas levando em consideração três critérios principais: ■ ■ ■ Roteamento baseado no número de destino Roteamento baseado no nível de precedência Roteamento baseado na hora do dia Esses critérios de roteamento são administráveis e podem ser alterados quando necessário. Depois que a chamada existente é desconectada. Duas facilidades afins são a destinação dupla e a busca de linha de acesso de escritório de terminação. a nova chamada é feita usando o recurso de preempção. Preempção A preempção funciona com a facilidade de roteamento com precedência para estender ainda mais as capacidades de roteamento de chamadas das facilidades MLPP. Quando isso ocorre. pode realmente desconectar uma chamada de menor prioridade para completar uma chamada de precedência mais importante. Os chamadores têm três segundos para finalizar a chamada antes que esta seja automaticamente desconectada. a facilidade de roteamento com precedência é usada para roteá-las. A preempção. os chamadores da chamada existente ouvem um tom indicando que a chamada está prestes a sofrer preempção. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 253 . O WNDP define seu próprio formato para a discagem de precedência.

Telefonia Serviço noturno Há cinco facilidades de serviço noturno: ■ O grupo de busca do serviço noturno permite que um atendedor ou supervisor de split designe um grupo de busca ou split para o modo serviço noturno. Atendimento de tronco a partir de qualquer ramal permite que os usuários de telefones atendam todas as chamadas recebidas. Para ativar e desativar esta facilidade. Terminal atendedor do serviço noturno dirige todas as chamadas destinadas ao terminal atendedor principal e diurno para o terminal noturno. e quando outros telefones não tiverem sido designados para atender as chamadas. o indicador luminoso da tecla associada acende. a tecla de serviço noturno de cada terminal atendedor acende e todas as chamadas à procura de um terminal atendedor (e as chamadas em espera) na fila são dirigidas para o terminal atendedor noturno. Ramal do serviço noturno dirige as chamadas recebidas destinadas ao terminal atendedor para ramais designados. A chamada recebida ativa um gongo. Todas as chamadas para o grupo de busca são redirecionadas para o ramal designado de serviço noturno. se não houver um terminal atendedor noturno ativo. Quando um usuário ativa o grupo de busca do serviço noturno. campainha ou sineta e um usuário de terminal de voz disca um código de acesso para atender a chamada. quando o atendedor não está em serviço. Quando um usuário ativa o terminal atendedor do serviço noturno. Grupo de troncos do serviço noturno permite que um terminal atendedor ou um usuário de telefone designado atribua individualmente o modo de serviço noturno a um grupo de troncos ou a todos os grupos de troncos. Os atendedores podem ativar o ramal do serviço noturno apertando a tecla de serviço noturno no terminal atendedor principal. o atendedor normalmente aperta a tecla de serviço noturno no terminal atendedor principal ou no terminal atendedor designado. Os grupos de troncos específicos atribuídos individualmente ao serviço estão no modo serviço noturno de troncos individual. Se o ramal noturno estiver ocupado. Elas não são colocadas em fila para o terminal atendedor. ■ ■ ■ ■ 254 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . destinadas ao terminal atendedor. As chamadas que vão para estes grupos de troncos são redirecionadas para ramais designados de serviço noturno. as chamadas (inclusive as chamadas de emergência no terminal atendedor) recebem um sinal de ocupado. As chamadas recebidas em outros grupos de troncos são processadas normalmente.

A facilidade de mensagens postadas fornece aos usuários do Communication Manager a capacidade de indicar o motivo de sua indisponibilidade aos chamadores. cada um dos usuários que trabalham próximos na mesma área pode especificar um padrão de toque diferente a fim de identificar melhor as suas próprias chamadas.Toque de chamada personalizado Serviço noturno avançado O Communication Manager informa a um Sistema de correio de voz (VMS) que ele está no serviço noturno. o chamador geralmente ouve um anúncio dizendo que a pessoa chamada não está disponível e pedindo para deixar uma mensagem. de outro ramal/terminal atendedor ou de um tronco de acesso remoto. ativando a facilidade. Cada usuário pode escolher um dentre vários padrões de toque. Depois que o usuário escolhe uma das mensagens. Mensagens postadas Na maioria dos casos. permitindo que este sistema realize diferentes ações e atendimento de chamadas de operações fora do horário comercial. o chamador não sabe quando a pessoa chamada retornará a chamada. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 255 . O sistema fornece 30 opções de mensagens para o usuário. O sistema oferece duas maneiras de ativar/desativar essa facilidade: usando pressionamentos de teclas e códigos de acesso a facilidades. como “em férias” ou “horário de almoço”. Das trinta mensagens. O aperfeiçoamento aplica-se à interface de correio de voz de código de modo. a mensagem é imediatamente enviada aos chamadores que possuem displays de terminais atendedores. depois de alguns toques sem atendimento da chamada. quinze são fixas e as outras quinze são administráveis (mensagens personalizadas). Nesse ponto. O sistema permite que os usuários utilizem os códigos de acesso às facilidades de seu próprio telefone com display. Os oito padrões de toque são seqüências de tons que consistem em combinações diferentes de três tons. Com esta facilidade. Toque de chamada personalizado Permite que os usuários de certos telefones identifiquem exclusivamente as suas próprias chamadas. Por exemplo: o VMS pode ser programado para fornecer anúncios gravados fora do horário comercial.

Você só pode usar chamada prioritária se seu telefone tiver sido programado com a classe de serviço necessária.Telefonia Chamada prioritária Permite-lhe ligar para outro telefone com um sinal diferenciado que informa à pessoa chamada que a chamada recebida requer atenção imediata. seguida do número de chamada. Então. Outras funções tais como ativação inicial e reprodução são controladas por códigos de discagem adicionais. incluindo os usuários de acesso remoto e linhas de junção de entrada. 256 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Esta facilidade faz interface com estações de trabalho satélite através de troncos TGU/TGE e está sempre disponível para chamadas que usam troncos TGU/TGE. use o telefone para outros fins de chamada e depois volte à chamada original. A função começar/parar pode ser controlada por voz ou por discagem. Não é necessário auxílio do terminal atendedor e a chamada não precisa ser discada novamente. acessem o equipamento de recado. O equipamento de recado é acessado discando-se um código de acesso ou um número de chamada. Puxar uma transferência de chamada Permite que a transferência seja completada pela pessoa chamada originalmente ou pela pessoa para quem a chamada retida será transferida. Acesso a recado falado por telefone Permite que os usuários de telefones. Sinalização de rechamada A sinalização de rechamada permite que o usuário de um ramal analógico coloque uma chamada em espera. a pessoa chamada pode lidar com a chamada da forma apropriada. Você ativa a facilidade de chamada prioritária discando um código de acesso à chamada prioritária ou apertando uma tecla de facilidade. Esta é uma forma conveniente de ligar uma pessoa com alguém mais bem qualificado para lidar com a chamada.

e ouve um sinal diferenciado de três toques quando recebe a chamada de retorno. somente os toques de chamadas prioritárias (três toques). 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 257 . O alerta visual não é afetado por esta facilidade. notificação de redirecionamento. primeira a sair) quando todos os troncos estão ocupados. Qualquer que seja o tratamento que defina para uma apresentação de chamada. Os troncos de rede privada devem ter sinal de ocupado usando a sinalização fora do canal de voz.Reset shift call Reset shift call Se um número de chamada estiver ocupado e não tiver cobertura ou o número chamado e a cobertura estiverem ocupados. Não há toque de chamada para chamadas internas e externas. Fila com tom de controle de chamada Coloca as chamadas numa fila de espera ordenada (primeira a entrar. chamada interna simplificada e de sinalização manual tocam no telefone. Isto permite que você ligue para outro ramal sem precisar desligar e rediscar. Quando esta facilidade é ativada. Opções de toque de chamada Fornece aos usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas diferentes padrões de toque de chamada. Reset shift call é uma facilidade ativa para chamadas de um ramal para outro (internas) e para chamadas à rede privada. este é definido automaticamente para cada uma das apresentações de chamada em ponte. O usuário do telefone que está tentando fazer uma chamada recebe automaticamente uma chamada de retorno. Toque de chamada — Abreviado e atrasado Permite-lhe definir manual ou automaticamente um de quatro tipos de toque de chamada para cada apresentação de chamada num telefone. Esta facilidade afeta principalmente o toque audível para chamadas dirigidas a telefones que estão fora do gancho ou chamadas dirigidas a telefones CALLMASTER inativos e ativos. você pode substituir o último dígito inserido. Corte do toque de chamada Permite que o usuário de um telefone com apresentação múltipla de chamadas ligue e desligue os sinais de toque audíveis. quando um tronco fica disponível.

independentemente dos critérios designados de redirecionamento de cobertura de chamadas. quando o ramal chamado está ocupado. Os usuários de cobertura podem retirar temporariamente seus telefones da rota de cobertura. Cada ramal da cadeia liga apenas com um ramal subseqüente. um tom de discagem especial permite que você saiba que não pode receber chamadas. redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento. A busca de ramais antes da cobertura faz com que uma chamada direcionada para um ramal ocupado passe por um processo de busca de ramal antes de ir para cobertura. você cria uma cadeia de busca de ramais que governa a ordem na qual uma chamada é direcionada de um ramal para o próximo. a chamada irá para a rota de cobertura. Tom de discagem especial Permite reproduzir um tom de discagem especial sempre que um aparelho analógico não consegue receber chamadas. No entanto. Busca de ramais antes da cobertura Esta facilidade altera a interação que ocorre entre a busca do ramal e a cobertura da chamada. Quando condições como redirecionamento de todas as chamadas. um ramal pode ser ligado de qualquer número de ramais. 258 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Busca de ramais Direciona chamadas feitas para um ramal ocupado para outro ramal. Se todos os ramais no grupo de busca estiverem ocupados.Telefonia Enviar todas as chamadas Permite que os usuários direcionem temporariamente todas as chamadas recebidas para cobertura. enviar todas as chamadas ou não perturbe forem ativadas em um aparelho de telefone. Esta facilidade é ativada e desativada através de uma tecla ou código de acesso. Para usar busca de ramais.

As informações são visualizadas num telefone equipado com display. cada um com um padrão de toque diferente. Por exemplo. quando estiver no gancho. italiano ou espanhol. O administrador pode definir cada ramal virtual com um padrão de toque peculiar para identificar o ramal para o qual se destina a chamada recebida. enquanto estiver fora do gancho. Os usuários poderão selecionar qualquer uma das seguintes línguas de mensagens do display: inglês (padrão). Ramal usado como ramal virtual Permite que um cliente atribua múltiplos números de ramal individual a um único telefone físico. Suporte para o servidor Hewlett Packard DL380G2 O Communication Manager pode ser usado nos servidores Hewlett Packard (HP) DL380G2 em uma configuração do sistema de conexão IP S8700 (um S8700 Media Server com um G600 Media Gateway). Informações que permitem o atendimento personalizado de chamadas estão disponíveis em muitas chamadas. francês. O telefone físico deve ser analógico e estar na central local. as mensagens podem ser programadas no sistema numa quinta língua. um administrador pode atribuir três ramais virtuais. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 259 . para um único telefone compartilhado por três colegas de quarto de um alojamento universitário. Display do telefone Fornece aos usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas informações atualizadas de chamadas e mensagens. todas as chamadas de saída estão associadas ao ramal físico. Esta facilidade é útil para pessoas que se deslocam de uma mesa para outra quando trabalham. As informações visualizadas dependem do modo de visualização selecionado pelo usuário. Ela também é usada pela equipe de manutenção para garantir que um número de chamada esteja sendo devidamente administrado. Além disso. ou pressiona a tecla INSPECT (de inspeção). A língua para visualização de mensagens é selecionada por cada usuário. O número discado será exibido quando o usuário começar a discar.Visualização do próprio número de ramal Visualização do próprio número de ramal A visualização do próprio número de ramal mostra o número de chamada do aparelho de telefone quando um usuário disca o código de acesso à facilidade. Esta facilidade afeta apenas as chamadas de entrada.

por exemplo. Se uma chamada tiver sido atendida usando a facilidade captura de chamadas. cada um programado para mudar até seis vezes por dia. Podem ser programados até oito planos de roteamento TOD (hora do dia). mas não para originar chamadas. Apresentação temporária em ponte Permite que os usuários de telefones com apresentação múltipla de chamadas num grupo de ramais de atendimento simultâneo ou num grupo de linhas troncos exclusivas conectem com uma chamada de grupo existente. A tecla de facilidade permite que o usuário selecione uma apresentação de chamada do grupo de ramais de atendimento simultâneo para atender ou realizar ponte com uma chamada existente. ter três telefones. Qualquer usuário do grupo pode atender a chamada. Roteamento de acordo com a hora do dia Fornece a rota mais econômica das chamadas ARS e AAR. a pessoa chamada originalmente pode conectar com a chamada. Qualquer pessoa no departamento pode atender a chamada. Esta facilidade também permite que uma pessoa chamada conecte com uma chamada redirecionada para cobertura antes que a pessoa chamada possa atendê-la. O vendedor mais qualificado para atender a chamada pode conectar-se em ponte com a chamada. Este roteamento é baseado na hora do dia e no dia da semana em que cada chamada é feita. 260 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Qualquer telefone pode ser programado como membro do grupo. Grupo de ramais de atendimento simultâneo Permite que uma chamada recebida toque (alerta silencioso ou audível) em até quatro telefones ao mesmo tempo. No entanto. somente um telefone com apresentação múltipla de chamadas pode ter uma tecla de facilidade com um indicador luminoso de estado associado. Um departamento numa grande loja pode. para cada dia da semana.Telefonia Autoprogramação do telefone A capacidade de autoprogramação do telefone permite que você mesmo programe as teclas de facilidades do telefone.

Desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída Essa facilidade fornece a capacidade de desconectar automaticamente uma chamada de tronco de saída após um período de tempo administrável. Esta é uma facilidade opcional no nível do sistema. A desconexão de chamada temporizada se aplica a todas as chamadas de troncos de saída iniciadas por uma pessoa pertencente a uma Classe de restrição (COR) específica. as empresas com escritórios em zonas de fuso horário diferente podem usar locais diferentes que têm tarifas mais baixas em horários diferentes do dia ou da semana. A chamada sendo transferida é retirada da retenção para transferência e colocada em uma retenção normal. a facilidade será desativada e o tronco não será desconectado automaticamente. Esta facilidade também pode ser usada para mudar os padrões durante as horas em que um escritório está fechado. Se o campo do temporizador ficar em branco. Os tons de aviso são aplicados a todos os participantes da chamada antes da desconexão. Transferência Permite que os usuários de telefones transfiram as chamadas de troncos ou as chamadas internas para outros telefones dentro do sistema sem o auxílio do terminal atendedor. que é o valor padrão.Desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída Isto permite que você tire partido de tarifas mais baixas de chamadas durante horas específicas do dia e da semana. Além disso. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 261 . Antes de desconectar o tronco. Esta facilidade fornece um meio conveniente de conectar uma pessoa com alguém mais bem qualificado para atender a chamada. a menos que a facilidade transferir ao desligar esteja ativada na central. O segundo tom de aviso ocorre quando restam 30 segundos na chamada. O primeiro tom de aviso ocorre quando resta um minuto na chamada. A transferência também é abortada quando você desliga (coloca no gancho). tons de aviso são aplicados a todos os participantes da chamada. Abortar transferência Permite que um usuário aborte uma tentativa de transferência pressionando a apresentação de uma linha ocupada. a fim de reduzir ou eliminar as chamadas não autorizadas. O período de tempo que pode decorrer antes da desconexão do tronco pode ser especificado entre 2 e 999 minutos.

discar o número para o qual a chamada está sendo transferida e colocar o telefone no gancho. Esta é uma facilidade opcional no nível do sistema. O retorno da transferência usa um sinal de alerta prioritário e o display no telefone mostra “rt”. Por exemplo. O retorno de troncos do DCS pode ser uma alternativa mais segura para esta facilidade. em vez de pressionar a tecla de transferência mais uma vez. Este é um aperfeiçoamento opcional da transferência de tronco para tronco e requer programação e uso cuidadosos.Telefonia Transferência — Tronco de saída para tronco de saída Permite que um usuário ou terminal atendedor inicie duas ou mais chamadas de troncos de saída e então transfira os troncos juntos. Retorno da transferência Retorna a chamada transferida não atendida para a pessoa que a transferiu. Esta facilidade é especialmente útil quando um chamador fora do sistema chama um usuário ou atendedor e pede uma transferência para outro número externo. que indica uma chamada retornada de uma operação de transferência não completada. 262 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . Você continua podendo transferir uma chamada pressionando a tecla de transferência novamente. Transferência de tronco para tronco Permite que o atendedor ou usuário do telefone conecte uma chamada de tronco de entrada a uma chamada de tronco de saída. O sistema garante que os troncos de entrada da Central pública (CO) sem supervisão de desligamento não sejam transferidos para troncos de saída ou para outros troncos de entrada da central pública sem supervisão de desligamento. Alternativamente. Transferir ao desligar Permite que você transfira uma chamada ao colocar o monofone no gancho. a pessoa controladora pode estabelecer uma chamada de conferência com os troncos de saída e então abandonar a conferência. deixando apenas os troncos de saída na conferência. A operação de transferência retira o usuário inicial da conexão e reúne os troncos de saída em conferência. Basta pressionar a tecla de transferência. um empregado em viagem de negócios pode telefonar e pedir transferência para outro lugar. se preferir.

como é usado na Itália e Reino Unido. “Dígito 1 como flash”. não servirá como a tecla flash nesta aplicação. Estes serviços são facilidades eletrônicas. que são acessadas por uma seqüência de sinais flash e sinais de discagem do ramal do sistema numa chamada de tronco ativa. Apertar esta tecla enquanto se está conectado a um tronco (que deve ter sido programado para permitir flash no tronco) faz com que o sistema envie um sinal flash pelo tronco conectado.Flash no tronco Flash no tronco Flash no tronco permite que uma tecla de facilidade ou de função num telefone de funções múltiplas ou terminal atendedor seja designada como uma tecla flash. como conferência e transferência. 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 263 . Flash no tronco permite que os telefones de funções múltiplas acessem os serviços personalizados da central pública que são fornecidos pela central pública à qual o sistema que executa o Communication Manager está conectado. A facilidade de flash no tronco pode ajudar a reduzir o número de linhas troncos conectadas ao sistema.

Telefonia 264 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB .

Consulte Grupo com estado de livre automático (AAS) abortar conferência ao desligar. 125. 205 para um terminal atendedor. 215 chamadas com precedência.Índice remissivo mudança de administração. 81 abortar transferência. 185 Administração de ramais virtuais (AWOH). Consulte Rearranjo automático de telefones pelo cliente (ACTR) ACW. 95. 48. 227 Gerenciador de anúncios de voz sobre LAN (VAL). 27 alerta diferenciado. 213 Numérico 802. 131 visualização permanente de nome/número. 204 alerta de emergência para um pager numérico digital. 133 TTY sobre troncos analógicos. 174 algoritmo de criptografia AES para canais portadores. 157 Acesso ao ramal pessoal (PSA). 131. 73 ajuda. 236 discado ao terminal atendedor. 52 advertências advertência. 45 discado do operador. números de telefone. 27 AEA. 132. 72 gerenciamento de chamadas. 214 Anúncio de voz virtual sobre LAN (VAL virtual). Consulte Padrão de criptografia avançada (AES) agenda. 132 ACTR. 207 de telecomutação. 45 rede privada. 45 de emergência ao terminal atendedor. 45 individual do operador.1p/Q. 64 ajuste dinâmico do percentual. Consulte Rechamada automática (ACB) ACD. 214 anúncios de voz sobre LAN. 261 ACB. 27 perigo. 57 Anúncio de voz sobre LAN (VAL). 72 aumento de pares de especialidades de identificador de login de agentes. 214 anúncios locais no G700 Media Gateway. 177 ao atendedor. Consulte Distribuição automática de chamadas (DAC) acesso à busca pessoa externo. 232 roteamento automático. 228 agente de reserva automática. Consulte Roteamento alternativo automático/Seleção automática de rotas (AAR/ARS) AAS. 215. 215 anúncios. 82 analógicos grupo de troncos CAMA . Consulte Aviso de custo (AOC) API do Communication Manager. 205 para um ramal digital. 157 Acesso à rede privada (PNA). 27 alerta de segurança. Consulte Pós-atendimento (ACW) AD. 161 A AAR. 58 alternar/trocar participantes antes de transferência/conferência. 231 AOC. 148 alteração de modo de trabalho pendente. 27 dica. Consulte Roteamento alternativo automático (AAR) AAR/ARS. 167 Anúncio de chamada direta a agente (DAA). 195 alocação de uso. Consulte Algoritmo de criptografia Avaya (AEA) AES. 206 alerta de segurança. advertência significando. 72 administração adição simultânea de múltiplos agentes. 27 cautela. 52. 27 nota. 90 a chamada por código. 62 gerenciamento de propriedade. Consulte Discagem abreviada (AD) adição simultânea de múltiplos agentes. 63 Agente menos ocupado (LOA). 207 telefones da série 6200. 214 fontes múltiplas de música. 256 ampliado aos troncos.E911. 88 a recado falado por telefone. 221 alarme do equipamento fornecido pelo cliente. 45 individual ao terminal atendedor. 231 monitorar chamadas. 64 alarme de dispositivo externo. Consulte Interface de programação de aplicações (API) 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 265 . 220 alerta de backup. 72 aumento de pares de especialidades de identificador de login de agentes. 105 local. 29 ajuste dinâmico do limiar. 195 Algoritmo de criptografia Avaya (AEA). 251 fontes de anúncios para o G700 Media Gateway. 43 API. 198.

50 chamada para ramais internos com restrição. 53 Serviço de atendimento centralizado (CAS) de QSIG. 248 atendimento automatizado. 49 funções do terminal atendedor que utilizam o protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS). 48 consulta pendular. 48 alerta de emergência. 31 em um S8100 Media Server. 247 interno. 215. 51 grupos auto-manuais. 47 Atendimento de chamadas multimídia (MMCH). 117 autoteste automático de circuitos. 51 número na lista telefônica. 87. 63 melhorias. 156. 48 rechamada. Consulte Seleção automática de rotas (ARS) ASA. 48 chamada em série. 145 apresentação de chamada em ponte telefone analógico. 114 procedimento de gravação em uma única etapa. Consulte Roteamento ASA (velocidade média de atendimento) ASAI. 75 Avaya Communication Manager. 32 266 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 47. 47 visualização da Classe de restrição (COR). 47 estado do quarto. 45 alerta de backup. 53 acesso discado a. 49 fila com prioridade. 63 agente de reserva automática. 46 informações. 65 cancelar seleção de chamada por especialidade. 64 posição dinâmica na fila. 46 seleção direta de ramal com indicador luminoso de ocupado. 49 não separar chamada. 73 ajuste dinâmico do limiar. 231 gerenciador de falhas/desempenho.1 incorporado — Linux). 231 Integração com Octel QSIG. 48 aviso temporizado. 64 ativar tempo na fila do agente de reserva. Conectividade da rede de portas (PNC) AUDIX caixas de correio. 52 atendimento de chamadas. 156 terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas. 99 gerenciador de configurações. 51 identificação do tronco. Serviço de emulação de circuitos (CES) ATM-PNC. 49 realização de conferências. 64 distribuição de alocação percentual. Consulte Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI) ASI. 242 telefone com apresentação múltipla de chamadas. 45 relatório de posições. 112 INTUITY. Consulte Modo de transferência assíncrona (ATM). Consulte Terminação de linhas privadas avançadas (APLT) apoio de roteamento adjunto para redirecionamento de chamadas na rede. 47 chamada de retorno. 50 bloqueio — privacidade. 53 início de chamada automático. 53 indicadores de ocupado/falha do grupo de troncos. 64 contagem de agentes Advocate registrados. 56 Apoio para Central pública (CO) russa no G700 Media Gateway. 171 oferta avançada. 54 vetorização. 64 ajuste dinâmico do percentual. 49 liberação temporizada de chamada em retenção. Consulte Interface do servidor de aplicações (ASI) atendedor acesso ao grupo de troncos. 96 Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS). 52. 248 ativar tempo na fila do agente de reserva. 170 terminal. 224 reserva. 242 apresentação temporária em ponte. Consulte Modo de transferência assíncrona (ATM). 51 intercalação (oferta de chamada). 182 atendimento interno automático. 65 ATM-CES. 48 atendimento de chamadas. 112 incorporado. 101 facilidades cancelar redirecionamento de chamada. 63 Agente menos ocupado (LOA). 170 atendimento automático chamada interna simplificada. 170 chamada em espera. 64 VuStats. 220 Avaya Business Advocate. 47 funções do terminal atendedor que utilizam o protocolo do sistema de comunicações distribuídas (DCS). 156 controle do acesso ao grupo de troncos. 46.Índice remissivo Aplicação de mensagens Avaya IA770 Intuity Audix (sistema de mensagens Intuity 5. 47 automatizado. 46 informações. 209 APLT. 109. 260 ARS. 156 seleção direta do grupo de troncos. 116 aplicações especiais. 45 acesso individual a.

Consulte Conjunto de mensagens do canal de controle (CCMS) C-CRON. 244 Caracteres decimais codificados em binário (BCD). 135 Modo de transferência assíncrona (ATM). Consulte Sistema básico de gerenciamento de chamadas (BCMS) bloquear chamadas a cobrar. 258 de ramais antes da cobertura. 112 Cajun Rules. Consulte Soluções Avaya para telefone sem fio (AWTS) C CAC. 231 Avaya SoftConsole. 141 tandem. Consulte Grupo de atendimento de cobertura (CAG) caixas postais. Consulte Interface de taxa básica (BRI) BSR. 99 Avaya R300 remote office communicator. 158 central de atendimento. 76 elite. 230. 207 BRI. 55 Avaya Directory Enabled Management (DEM). AUDIX. 68 central de atendimento Avaya básico. 65 Avaya VoIP Monitoring Manager (VMON). 90 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 267 . Consulte Configurações de comutação de controle comum (CCSA) CD ROM de leitura externo. 27 CCMS. 109. 155 apoio no G700 Media Gateway — Rússia. 86 Central estrangeira (FX). 27 de retenção prolongada. 156. 232 Avaya IP Agent. 232 Avaya Installation Wizard. 112 cancelar seleção de chamada por especialidade. 248 temporizado. 96. Consulte Caracteres decimais codificados em binário (BCD) BCMS. 244 de grupos. 100 Avaya Virtual Routing. 145 CentreVu Computer Telephony. 163 busca alto-falante. Consulte Cobertura de chamadas remotas externas (C-RON) CCSA. 99 visão geral. Consulte Serviço de emulação de circuitos (CES) CESID. 135. 66 envio de mensagens. 147. 97 para PC de bolso. 226 captura de chamadas. 64 capacidades. 134 Avaya IP Softphone. Consulte Identificação do serviço de emergência do chamador (CESID) B BCD. 215.Índice remissivo terminal atendedor do computador pessoal. 232 aviso advertência significando. Consulte Roteamento para o melhor serviço (BSR) buffers de jitter dinâmicos. 90 de chamadas abandonadas. Consulte Serviço de atendimento centralizado (CAS) cautela. advertência significando. 31 Avaya Computer Telephony. 36 CDR. 217 AWOH. 108. 50 Aviso de custo (AOC). 198 bloqueio de ramal. 235 Avaya site administration. Consulte Contabilização automática de mensagens centralizadas (CAMA) Camp-on/Busy-out. 61 de linha de acesso de escritório de terminação. 55 CES. 76 Central de comunicações multimídia (MMCX). Consulte Registro de bilhetagem (CDR) central CSS (conexão direta). 107. Consulte Administração de ramais virtuais (AWOH) AWTS. 244 CAMA. 76 deluxe. 94. 76 facilidades apoiadas no Avaya G700 Media Gateway. 105 caracteres katakana. 32 capacidades de análise para o relatório de histórico. 258 deluxe. 33 Avaya Integrated Management. 163 call park. 90 silenciosa. 251 de ramais. Consulte Controle de admissão de chamadas (CAC) CAG. 155 Central pública (CO). 117. 134 CAS. 145. 161 canais I de DCP duplo. 55 controle de liberação.

Consulte Avaya Communication Manager Companhia telefônica local (LEC). 169 Conectividade de rede de portas (PNC) Modo de transferência assíncrona (ATM). 174 hora do dia. 138 conectividade de troncos. 169 código de modo integração centralizada do correio de voz. 246 fazer. 87. 177 Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC). 217 de dados. 48 em espera com precedência. 152. 243 e CAS. 124. 219. 242 designação de campo alfanumérico. 48 prioritária. 88. 252 direta a agente. 89. 184 Chamada direta do departamento (DDC). Consulte Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) CO. 207 desconexão. 88 Interface do servidor de aplicações (ASI). 105 check-in/check-out. 136 CISC. 136 Protocolo de Internet (IP). 112 interface. 147. 69 Classe de serviço (COS). 224 rotas de cobertura alteráveis. 241 Comunicação convergida ininterrupta entre redes (SCCAN). 50 para ramais internos com restrição. 162 Código de acesso à facilidade (FAC). 147 Conexão de sinalização temporária (TSC). 242 chamada interna simplificada atendimento automático. 187 cobrança de tarifas por serviço. 170 para VDN. 169 conexões administradas. 170. 228 CMS. 184 voz e vídeo. Consulte Redirecionamento de informações do chamador (CINFO) Circuitos virtuais comutados (SVC). 203. 151 comutação por circuito. 169 conexões em U. 153. 136 pela WAN. 182. conferência. 130. 216 de motivos. 86 (T. 168 chamadas multimídia atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas. 122 código de motivo não responde (para os ramais não associados a PSA). 102 CIDR. 141 conectividade digital em nível internacional. 86.120) através do ESM. 244 relatório. 197. 88. transferência e desligamento. 67 começar/parar automático do temporizador de chamadas locais. 74 de segurança de ramal. 71 em espera. 247 automático. 248 comentários sobre este livro. 165 268 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 137. 182 conferências de dados. 129 comutação de banda larga. 243 tarifação. 118 Chamadas entre gateways (IGC). 204. 243 Cobertura de chamadas remotas externas (C-RON). 131 códigos de autorização — 13 dígitos. 197. 261 display do terminal atendedor. Consulte Roteamento interdomínios sem classe (CIDR) CINFO. 181 Módulo de serviços de expansão (ESM). 184 rede de múltiplas portas. 243 intervalos de redirecionamento. 256 Chamada de conferência generalizada (GCC). 174 codecs. 101 de emergência. 89 de discagem. 108. 215 de barreira. 81 coleta de dados. 69. 61 com precedência. 86 check-in único de ramais do mesmo quarto. Consulte Central pública cobertura de chamada. 174. Consulte Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC) CLAN. 51 monitorar. 86. 219. 228 Códigos de trabalho (CWC). 87. 183 retenção. 52 redirecionamento. 70 colaboração. 184 fila com anúncios de voz. 133. 141 conclusão de chamada. 88. 252 em série. 88. 184 redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação multimídia. 67 comandos vetoriais.Índice remissivo chamada abandonada. 28 Communication Manager. 89 chamadas capacidades técnicas de roteamento. Consulte LAN de controle (CLAN) Classe de restrição (COR).

120 DEM. Consulte Protocolo de comunicações digitais (DCP) DCS+. Consulte Avaya Directory Enabled Management (DEM) desconectar ao sinal de ocupado. Consulte Interface de programação de aplicações do DEFINITY® (DAPI) DCP. 92. 189 detecção de tom universal. 152. 83 sem tom de discagem. 105 destinação dupla. Consulte Discagem direta a ramal (DDR) DEFINITY® AnyWhere. 120. 247 display do telefone. 103 Discagem abreviada (AD). 199 de mídia. Consulte Anúncio de chamada direta a agente (DAA) DAPI. 84 sem retenção. 152. gerenciamento de largura de banda. 100 DEFINITY® BCS. Consulte corte de áudio seletivo de participante de conferência corte de áudio seletivo de participante de conferência. 146. 102 diário. 46 Controle de admissão de chamadas (CAC). 106 automático. 239 colocação de etiquetas. 203 CSS. 182. 145 conjunto de caracteres ASCII. 207 contagem de agentes Advocate registrados. 86. 261 de chamadas não atendidas. 155 display aperfeiçoado do telefone. 105 Conjunto de mensagens do canal de controle (CCMS). Consulte protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS) DDC.248.Índice remissivo conferência a seis.248. Consulte Sistema de comunicações distribuídas plus (DCS+) DCS. Consulte Chamada direta do departamento (DDC) DDR. 108 desconexão automática temporizada para chamadas de troncos de saída. 200 de sinalização para troncos SIP. 232 discagem abreviada aperfeiçoada. Consulte Códigos de trabalho (CWC) 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 269 . 245 Contabilização automática de mensagens centralizadas (CAMA). 177 Configurações de comutação de controle comum (CCSA). 191 controle de admissão. 50. 85 D DAA. 240 Discagem direta a ramal (DDR). Consulte Número da pessoa conectada (CPN) criptografia de enlace H. 111 COR. 164 de Gateway de mídia H. 81 de dados. 26 Conversant®. 184 encontre-me. 191 configuração de chamadas de dados. 257 COS. 103 VIP. 112 corte de áudio de ponto distante. advertência significando. 239 programação no gancho. 101. 105 padrão. 83 confiabilidade e sobrevivência. 64 Controlador de chamadas internas (ICC). Consulte Estágio central de comutação (CSS) CTI. 101 Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD). 163 do acesso ao grupo de troncos. Consulte Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD) diretório do sistema. 32 Deixar pedido de rechamada (LWC). 34. 246 alfanumérica. 259 corte do toque de chamada. 251 detecção de atendimento. 27 DIOD. 147. 146. 138 consulta. 179 por nome. 240 ativa. 171 QSIG/DCS. 88. 162 convenções usadas neste livro. 246 despertador ativação via tons de confirmação. 110 dica. 164 de carga de linha. Consulte Classe de restrição (COR) correio de voz centralizado através da integração do código de modo. 155 seleção automática dos números. 83 por meio da facilidade Selecionar apresentação da linha. 138 de sobrecarga no IP. 261 de chamada de tronco. 81 a três. 251 de chamada. 103 duplo. Consulte Classe de serviço (COS) CPN. Consulte Integração computador-telefonia (CTI) CWC. 240 de um só dígito e numeração flexível do ramal.

147 enlaces assíncronos. 148 distribuição das chamadas com base em especialidade. Consulte Sistema comercial de telefonia sem fio DEFINITY® (DWBS) E E911. 26 funcionalidade ETSI. 200 Fax extended dialing (FED). 71 Entrada de dados/resposta por voz (DIVA). 101 Estágio central de comutação (CSS). 104 estado do quarto. 96 ESM. 67 enviar todas as chamadas. 104. 61 Grupo de atendimento de cobertura (CAG). 139.Índice remissivo displays com línguas programáveis. 133 para a lista do sistema de Discagem abreviada (AD) telefone DCP 2420. 263 fontes de anúncios para o G700 Media Gateway. 75 etiquetas personalizadas. 92 telefone IP 4620. Consulte Troncos de Serviço digital 1 (DS1) DSN. 39 G700 Media Gateway. Consulte Rede de portas de expansão (EPN) EPSCS. 258 EPN. 49. Consulte Serviço de identificação do número discado (DNIS) DPE. Consulte Rede tandem eletrônica (ETN) EWT. 135. Consulte Sinalização de transferência explícita de chamadas (ECT) ETSI. 62 propriedade. 214 fontes múltiplas de áudio/música. 171 fila com tom de controle de chamada. 65. 56 Gerenciamento de chamadas de saída (OCM). 230 gerenciamento chamadas. Consulte Expansão do plano de discagem (DPE) DS1. 137 estatísticas do local para redes de portas remotas. 180 270 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 59 cíclica de ramais. 82. Consulte Gateway Installation Wizard (GIW) Grupo com estado de livre automático (AAS). 56 GIW. 64 Distribuição uniforme de chamadas (UCD). 195 Gateway Installation Wizard (GIW). desligamento ou corte de áudio seletivo de participante da conferência. 242 grupo de busca. 147. 74 flash no tronco. 73 distribuição de alocação percentual. Consulte Seleção por especialidade de agente (EAS) ECT. 117 fazer chamadas. 59. 92 ETN. 137 separação de. 51 feature plus. Consulte Módulo de serviços de expansão (ESM) especialidade. Consulte Tempo de espera estimado (EWT) exibição. 185 farejadores. Consulte Primeira a entrar/primeira a sair (FIFO) fila com prioridade. 166 Distribuição automática de chamadas (DAC). 73 estado de limpeza dos quartos. 107 Dispositivo de telecomunicações para deficientes auditivos (TDD). 207 EAS. 179. 105 sistema. Consulte Serviço avançado de comunicações com comutação privada (EPSCS) escuta em grupo. Consulte Gateway co-residente da LAN DEFINITY (DLG) DNIS. 49 roteamento. Consulte Rede do sistema de defesa (DSN) DWBS. 242 F FAC. Consulte Entrada de dados/resposta por voz (DIVA) DLG. 213 Gerenciamento de chamadas de entrada (ICM). 174 G G350 Media Gateway. 40 Gateway co-residente da LAN DEFINITY (DLG). Consulte Código de acesso à facilidade (FAC) facilidades cancelar redirecionamento de chamada. 74 filas para múltiplos grupos. 185 roteamento automático. 84 Expansão do plano de discagem (DPE). 34 Gerenciador de anúncios de voz sobre LAN (VAL). 92 telefone IP 4630. 231 Gerenciador do processador sobressalente WAN (WSP). 245 grupo de modems. 61. 88 múltiplos grupos. 242 DIVA. 38 G600 Media Gateway. Consulte Fax extended dialing (FED) FIFO. 226 enlaces duplos para CMS. 136. 130. 39 G650 Media Gateway. 71. 257 fila de espera com anúncios de voz. 46. Consulte Planilha de pré-instalação eletrônica (EIW) ELIN E911 para ramais conectados ao IP. 77 fontes múltiplas de música. 78 EIW. 227 formulários. 57 Gateway de segurança de acesso. 215. 148 FED.

67 mensagens da central de atendimento. 56 gateway co-residente da LAN DEFINITY (DLG). 121 relatório ARP. 44 Interface de programação para aplicações de telefonia (TAPI). 62 informação de tarifação. 44 Interface de taxa básica (BRI). 177 configuração de chamadas de dados. 229 início de chamada automático. 58 informações. 86 Integração computador-telefonia (CTI). 151 Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI). 44 Interface de programação de aplicações do DEFINITY® (DAPI). 142 GuestWorks. 146 sinalização orientada por mensagens. 86. 111 indicações do estado da fila. 156 de desligamento da conferência. 111 do correio de voz. 32 H hora do dia. 68 intercalação (oferta de chamada). 241 identificador do nome chamado. 244 em troncos digitais. 171 Inicialização de programação de terminal (TTI). 69 Informações específicas dos fabricantes (MSI). 122. 157 interação via chamadas. 123. 80 propagação. 229 identificação. 177 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 271 . 55. 51 grupos de perda para IP. 51 integração com Cajun Rules. 58 Informação de usuário a usuário (UUI). 66 coleta de dados. 84 recuperação de mensagens. 49 Interconexão de sistema aberto (OSI). 43. Consulte Controlador de chamadas internas (ICC) ICLID. 73 Indicação de mensagem em espera (MWI). 77 Integração de resposta por voz (VRI). 53 Identificação do serviço de emergência do chamador (CESID). 172 QSIG/DCS. 163 com Octel. 57 apoio de roteamento adjunto para redirecionamento de chamadas na rede. 53 circuitos. 224 VDN de rota para DAC. 43 JTAPI.Índice remissivo grupo de ramais de atendimento simultâneo. 170 IGC. 171 de mensagens. 43 DAPI. 260 grupo de troncos acesso. 58 indicadores de ocupado/falha para o terminal atendedor. 172 de troncos pelo atendedor. 172 indicação sonora de mensagem em espera. 43 API do Communication Manager. 58 Interface de programação de aplicações (API). 58 Anúncio de chamada direta a agente (DAA). 243 hospitalidade. 153. 44 TSAPI. 51. 225 grupos auto-manuais. Consulte Identificador do chamador ICM. Consulte Chamadas entre gateways (IGC) incluir/excluir especialidades. 217 Informação de usuário a usuário (UUI) na rede pública. 181 interfaces de dados. 154 interface digital multiplexada. Consulte Gerenciamento de chamadas de entrada (ICM) ICOM de atendimento automático. 53 relatório de medição detalhado. 101 I ICC. 177 conexões administradas. 44 TAPI. 44 Interface de aplicação de central-adjunto (ASAI). 147 Interface de taxa primária (PRI). 44 Interface de programação de aplicações de serviços de telefonia (TSAPI). 132. 58 tarifação flexível. 245 de nome e número. 154. 145 sinalização orientada por bits. 247 identificação de chamada de entrada para cobertura. 44 Interface de programação para aplicações de telefonia em Java (JTAPI). 146 Interface do servidor de aplicações (ASI). 147. 147 Identificador do chamador (ICLID) em troncos analógicos. 147 Identificador automático do ponto de terminação do terminal (TEI). 245 Identificador do chamador baseado no protocolo Bellcore. 56 alteração de modo de trabalho pendente. 57 identificação de grupo de troncos. 73. 153. 67 Entrada de dados/resposta por voz (DIVA). 147 interface da NT em TN556C. 108. 80 integração do correio de voz.

183 retenção. 132 modo de trabalho com operação automática. Consulte Protocolo de acesso a diretório simples (LDAP) LEC. 255 recuperação. 120 sistema de tarifação. 244 INTUITY AUDIX. 179 grupo de modems. 182 Interface do servidor de aplicações (ASI). 179 transmitir informações de aviso de custo para pontos de terminação BRI de classe mundial. 160. 237 modo RoadWarrior.Índice remissivo discagem padrão. 65. 236 modo telecomutador. 181 rede de múltiplas portas. 167 Interfluxo com consulta (LAI). 121 por voz e cobertura de chamadas. 111 pedir impressão. 89 mensagem em espera manual. Consulte Interfluxo com consulta (LAI) LAN de controle (CLAN) balanceamento de carga. 237 IP. 79 LSP. 125 mobilidade de X-station. 217 mensagem de grupo. 162 múltiplas regiões de rede. 98. Consulte Agente menos ocupado (LOA) localização. Consulte Organização internacional de padrões (ISO) L LAI. 152 lista telefônica. transferência e desligamento. 114 Conversant®. Consulte Processador de sobrevivência local (LSP) LWC. 184 interfaces digitais. 155 Troncos de Serviço digital 1 (DS1). 154 TTY sobre troncos digitais. conferência. 178 restrição para dados. 121 MFP. 180 linha direta de dados. 193 LAN virtual (VLAN). 152 linhas de junção. 27 marcas de classes de transporte. 184 privacidade para dados. 230 máximo de cinco EPN em MCC1 Media Gateways. Consulte Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) — Rússia MLPP. 184 redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação multimídia. 178 Linha tronco exclusiva (PCOL). 147 E1. 134. Consulte Atendimento de chamadas multimídia (MMCH) MMCX. Consulte Companhia telefônica local (LEC) liberação temporizada de chamada em retenção. Consulte Deixar pedido de rechamada (LWC) M marcas comerciais. 121 mensagens indicação sonora de mensagem em espera. 124 postadas. 49 linha direta de dados. 182 chamada. 134. 141. 111 lodging. Consulte Central de comunicações multimídia (MMCX) mobilidade. 141. 98. 98. Consulte Protocolo de Internet (IP) ir para cobertura. 178 multimídia atendimento antecipado em vetores e ramais em chamadas. 247 ISO. 135. 178 módulos de dados. 118 Intuity AUDIX incorporado no S8100 Media Server. 148 redirecionamento aperfeiçoado de informações. 168. 117 IP Softphone e IP Agent modo de controle compartilhado. 161 LDAP. 66 intervalos de redirecionamento de chamadas. 119 sistema de tarifação. 188 Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM). 232 LOA. 141. 154 T1. 222 Medição por pulsos periódicos (PPM). 182 Atendimento de chamadas multimídia (MMCH). Consulte precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP) MMCH. 61 J JTAPI. Consulte Interface de programação para aplicações de telefonia em Java (JTAPI) 272 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 107 logout remoto do agente.

193 múltiplo atendimento (forçado). 88. 168. Consulte Gerenciamento de chamadas de saída (OCM) oferta avançada do Avaya Communication Manager. 185. 52 monitores de pacote IP. 103 não separar chamada. Consulte Linha tronco exclusiva (PCOL) perigo. Consulte Interconexão de sistema aberto (OSI) P Padrão de criptografia avançada (AES). 154 DS-1 universal TN464GP/TN2464BP. 151 UDS1 com cancelamento de eco. Consulte Chamadas multimídia múltiplas regiões de rede por CLAN. 141. Consulte Acesso à rede privada (PNA) ponto de terminação de destino de voz. 196 Número da pessoa conectada (CPN). Consulte Programação de endereço de rede (NAT) NCR. 58. 227. 198. 189 de anúncio integrado TN2501AP. 168 OSI. 79 de VDNs. 191 Serviço de emulação de circuitos (ATM-CES). 69. 69 numa rota de cobertura. 86. 213 níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte. 228 número alternativo de alarme do sistema de suporte a operações. 221 nota. 107 planos de discagem de localizações múltiplas. 204 restrição por linha. 158 PASTE. 170 Organização internacional de padrões (ISO). 203. 49 O OCM. 196. Consulte Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS) PNA. 141 Conectividade de rede de portas (ATM-PNC). 141. 137. 214 de circuito com cancelamento de eco. 75 anúncio sobre origem.Índice remissivo Modo de transferência assíncrona (ATM). 229 PMS. 227 local. Consulte Programação de endereço de porta (PAT) PCOL. 205 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 273 . 178 monitoramento (de agente). advertência significando. 154 TN556C. 135. 219 número na lista telefônica. 72. 70 exibir VDN de rota para DAC. 228 passagem tandem. 200 MSI. 136 Gerenciador do processador sobressalente WAN (WSP). 230 placa classificadora de chamadas. 79 remota. 79 iniciado por vetor. Consulte Programação de porta de endereço de rede (NAPT) NAT. 150 música de espera. 230 Processador sobressalente WAN (WSP). 80 monitorar chamadas. 80 pelo COR. 184 módulos de dados. 160. 51 NAPT. 34 plano de discagem dos números de quartos. 70 número do chamador/número de tarifação. 195 partição da central. advertência significando. Consulte Transferência de programações de software aplicativo para PC (PASTE) PAT. 204 restrição por chamada. 175 plataformas Linux sincronização da hora do dia. 154 Planilha de pré-instalação eletrônica (EIW). 70 cancelamento para mensagens ASAI. 229 plataformas UNIX sincronização da hora do dia. 105 Plano de discagem uniforme (UDP). 174 Plano mundial de numeração e discagem (WNDP). 182. 141 Módulo de serviços de expansão (ESM). Consulte Múltiplos números de assinante (MSN) MST. 27 ping de comprimento variável. Consulte Rastreador de seqüência de mensagens (MST) multimídia. 135. 32 oferta de chamada. 227 MWI. 79 monitoramento (de agente) iniciado por vetor. 182 N não perturbe. Consulte Informações específicas dos fabricantes (MSI) MSN. Consulte Redirecionamento de chamadas na rede (NCR) níveis alternativos de restrição às facilidades. 59 destino de retorno. 32 oferta de categoria A do Communication Manager. 136 pela WAN. 27 Notificação de violação da segurança (SVN). Consulte Indicação de mensagem em espera (MWI) Número de diretório de vetor (VDN). 87. 253 plano para administração de perda de sinal. 74 Múltiplos números de assinante (MSN).

253 preempção. 156. 110 privacidade bloqueio do terminal atendedor. Consulte Rotas virtuais permanentes (PVP) Q QoS. 162. 168 Protocolo de reserva de recursos (RSVP). 171 oferta de chamada. 156. display do terminal atendedor. 134. 99 Conectividade de rede de portas (PNC). 143. 207 para dados. 134 tronco H. 251 destinação dupla. 33. 47.120. 120 identificação de nome e número. 97. 172 substituição de rota independente. 88. 170 redirecionamento (desvio) de chamadas. 178. 251 Plano mundial de numeração e discagem (WNDP). 82 Protocolo de acesso a diretório simples (LDAP). 171 serviços suplementares e redirecionamento. 251 busca de linha de acesso de escritório de terminação. 156 terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas. 130. 159 Pós-atendimento (ACW). 157 protocolos T. 170 Emulação RLT via PRI. 191 Programação de endereço de porta (PAT). 144 Protocolo de Internet (IP). 142 troncos. 174 alerta diferenciado. 148 básico. 170 VALU. 169 Conexões de sinalização independentes de chamada (CISC). Consulte Qualidade de serviço (QoS) QSIG. 246. 168 Classe de restrição (COR). 172 identificador do nome chamado. 157 funções do terminal atendedor. 93. 226 grupos de perda. 134. 169 reencaminhamento após o desvio para o correio de voz. 253 roteamento com precedência. 108. 172 Informações específicas dos fabricantes (MSI). 142. 233 Protocolo de comunicações digitais (DCP). 237 para PC de bolso. 253 preempção. 198 Processador de sobrevivência local (LSP). 249 PRI. 179. 191 Processador sobressalente WAN (WSP). 169 Deixar pedido de rechamada (LWC). 252 chamada em espera com precedência. 196 exclusão automática. 171 fila com prioridade. 165 Programação de endereço de rede (NAT). 252 controle de carga de linha. 156 seleção direta do grupo de troncos. 203 Mensagens e presença instantânea (IMPress). Consulte Interface de taxa primária (PRI) Primeira a entrar/primeira a sair (FIFO). 170 Indicação de mensagem em espera (MWI). 158 Avaya Softphone. 158 porteiro de segurança (gatekeeper) alternativo e endereços de registro. 156 controle do acesso ao grupo de troncos. 164 protocolo do Sistema de comunicações distribuídas (DCS). 251 chamada com precedência.Índice remissivo portabilidade do número de chamada. 93. 137. 173 Serviço de atendimento centralizado (CAS). 47. 253 pré-seleção e preferência de apresentação múltipla de chamadas. 171 Integração Avaya Communication Manager/Octel. 250 anúncios para chamadas com precedência. 173 substituição de rota com retenção de rota. 170 chamada retornada ao atendedor. 66 prioridade de chamadas em redes públicas. 64 PPM. 224 telefones da série 4600.323. 207 exclusão manual. 256 PVP. 170 conclusão de chamada. 165 com shuffling. 46. 165 programação no gancho. 169. 174 274 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 173 transferência de chamadas. 91 Protocolo de início de sessão (SIP). Consulte Rede de portas do processador (PPN) precedência e preempção de saída de níveis múltiplos (MLPP). 47 Itália. 142 relatório. 51. 143 TTY sobre troncos IP Avaya. 138. Consulte Rede telefônica pública comutada (RTPC) puxar uma transferência de chamada. 240 prompts para exibição de conferência/transferência. Consulte Acesso ao ramal pessoal (PSA) PSTN. 157 em canal D da RDSI-PRI. 143 troncos. 46 informações. 220 com reroteamento. 184 PSA. 165 Programação de porta de endereço de rede (NAPT). 174 cobertura de chamada. 138 enlaces assíncronos. 70 posição dinâmica na fila. 248 autoteste automático de circuitos. 175. Consulte Medição por pulsos periódicos (PPM) PPN.

138 recuperação de mensagem fale comigo.1p/Q. 45 recuperação de enlaces. Consulte Rede digital de serviços integrados (RDSI) RDSI-BRI.Índice remissivo cobertura de chamadas e CAS. 89 multimídia. 81 abortar conferência ao desligar. 151 feature plus. 123 Recurso Chamadas de teste. 45 Rechamada automática (ACB). 199. 148 sinalização associada e não associada aos serviços. 168 RSVP. 227 pelo ETSI PRI. 157 marcas de classes de transporte. 73 troncos. 162 controle de chamada. 241 rechamada de cobertura de chamadas. 120 interação do correio de voz. 158 roteamento condicional alternativo automático. 158 Rede tandem eletrônica (ETN). 168 para os pontos de terminação. 151 Interface de taxa básica (RDSI-BRI). 163 shuffling e conexões em U. 174 visão geral. 100. 84 sem tom de discagem. 82 reter/liberar. 168 QSIG/DCS Deixar pedido de rechamada (LWC). 89 chamada interna simplificada por discagem. 164 para VoIP. 94 externo. 184 Rearranjo automático de telefones pelo cliente (ACTR). 89 com terminal atendedor. 83 escuta em grupo. 157. 126 rechamada. 148 Identificador automático do ponto de terminação do terminal (TEI). 82 exibição e desligamento seletivo de participante. 121 recuperação a partir do display. 148 funcionalidade ETSI. 259 Ramal Avaya para celular. 147 Rede do sistema de defesa (DSN). 199 registro. 112. 188 portabilidade do número de chamada. 81 a três. 221 Recurso Indicação de ocupado. 84 mensagem de grupo. 147 interface da NT em TN556C. 158. 184 prompts para exibição de conferência/transferência.120) através do ESM. 90 acesso a chamada por código. 136 Rede de portas de expansão remota com recurso de sobrevivência (SREPN). 83 encontre-me. 121 recuperação de mensagens por voz. 237 usado como ramal virtual. 157 sinalização de troncos e recuperação de erros. 245 a seis. 163 Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM). 77 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 275 . 165 R R300. 122 rastreamento de chamada maliciosa. 241 para telefones analógicos. 135 Rede digital de serviços integrados (RDSI) comutação de banda larga. 83 sinalização manual. Consulte Rede digital de serviços integrados (RDSI). 136 Rede de portas e conectividade com o Gateway. 161 802. 158 Rede telefônica pública comutada (RTPC). 127 Rastreador de seqüência de mensagens (MST). Consulte Remote office communicator (R300) ramal de conferência IP 4690. 193 Rede de portas do processador (PPN). Interface da taxa básica (BRI) realização de conferências. 90 realização de conferências de dados (T. 88. 221 Rede de portas de expansão (EPN). 164 ping de comprimento variável. 151 seleção de serviços chamada por chamada. 88. 88 alternar/trocar participantes antes de transferência. 172 quadro de avisos. 164 serviços diferenciados (DiffServ). 90 chamada interna simplificada automática. 133 Rede tandem de linhas de junção (TTTN). 150 restrição de apresentação. 163 codecs. 48 conferência sem retenção. 81 acesso à busca pessoa externo. 148 suporte RDSI ao melhor enfileiramento. 82 busca silenciosa. 199 RDSI. 245 rechamar o terminal atendedor. 216 Qualidade de serviço (QoS). 123. 250 rede e conectividade. 89 chamada interna simplificada de atendimento automático. 82 selecionar apresentação da linha. 81. 149 Múltiplos números de assinante (MSN). 161 buffers de jitter dinâmicos. 164 integração com Cajun Rules.

257 Resposta interativa (IR) Avaya. 188 Registro de bilhetagem (CDR). 61 avançado por vetores. 169 intervalos. 216. 77 transferência de canal 2B. 218 registro de nomes. 243 Rotas virtuais permanentes (PVP). 67 com consulta. 226 medições de grupos de busca. 187 Roteamento ASA (velocidade média de atendimento). 104 registro de rastreamento de chamada maliciosa registro. 86. 185 Roteamento alternativo automático/Seleção automática de rotas (AAR/ARS). 224 atualização de rota. 243 redirecionamento de chamadas multimídia para o ponto de terminação multimídia. 153 redirecionamento aperfeiçoado de informações. 156 redes privadas e conectividade. 88 de chamadas. 243 quando não responde. 157 SBS.0. 63 histórico de alterações recentes. 224 posições de atendedores. 207. 244 ocupado/sem atendimento. 243 cancelar. 187 Roteamento alternativo automático (AAR). 179. 225 uso de porta de rede e de enlace. 224 emergência e boletins informativos. 136 roteamento adjunto. 38 saltos de satélite. 160. 133 redes públicas e conectividade.Índice remissivo redes inteligentes. 224 medições detalhadas de grupos de troncos. 225 tempo real. 227 relatórios. 68 RSVP. 38 S8500 Media Server. 204 do CPN por linha. 87 Redirecionamento de chamadas na rede (NCR). 224 estudo de bloqueios. 224 resumo. 243 todas as chamadas. 75 redirecionamento de chamadas quando ocupado/sem atendimento. 224 gerenciamento. 66 redirecionamento de chamadas. 36 suporte para Linux 8. 68 investigar via IP sem o canal B. 247 de chamadas automática. 224 exibir ARP. 82 retorno local para chamadas DAC em fila. 181. 187 com precedência. 225 histórico de erros de pacotes. 241 reter/liberar a conferência. 218 retenção conferência. 235 reset shift call. Consulte Protocolo de reserva de recursos (RSVP) S S8100 Media Server.0. 148. 111 restrição controlada. 205 para dados. 188. 198 restrições de chamadas. 77 reencaminhamento após o desvio para o correio de voz. 37 suporte para Linux 8. 203 276 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 63 tráfego. 38 S8700 Media Server. 68 Roteamento interdomínios sem classe (CIDR). 186 envio sobreposto. 186 particionamento. 225 pontos de cobertura. 161 suporte a múltiplas localidades de. 224 Remote office communicator (R300). Consulte Comunicação convergida ininterrupta entre redes (SCCAN) segurança do Tripwire. 228 de apresentação. Consulte Troncos de ligações liberadas (RLT) rotas de cobertura alteráveis. 35. 225 ocupação do processador. 151 do CPN por chamada. 185 de número de nó. 160. Consulte Separação de portador e sinalização (SBS) SCCAN. 61 RLT. 197. 260 de chamadas. 86 discagem sem FAC. 173 regiões de rede. 219 Roteamento para o melhor serviço (BSR). 225 tráfego tandem. 63 capacidades de análise de. 157 de acordo com a hora do dia. transferência e desligamento. 36 S8300 Media Server CD ROM de leitura externo. 202. 56. 224 históricos. 253 condicional alternativo automático. 179. 224 Protocolo de Internet (IP). 244 desvio. 37 suporte para Linux 8.0. 225 cobertura de chamada. 218 exibição de ramal físico. 78 Redirecionamento de informações do chamador (CINFO).

132 telefones 3410. 197 segurança do Tripwire. 204 privacidade. 196 privacidade para dados. 207 restrição do CPN por chamada. 163 valor de tipo do serviço. 37 suporte para Linux 8. 205 alerta de emergência para um pager numérico digital. 199 criptografia de mídia. 101 seleção de serviços chamada por chamada. 220 shuffling. 203 Gateway de segurança de acesso. 36 S8300 CD ROM de leitura externo. 158 serviços suplementares e redirecionamento. 135 mobilidade de X-station.0. 197 códigos de segurança de ramal. 156. 110. 168 servidor HP DL380G2. suporte para. 255 serviços da rede. 195 Classe de restrição (COR). 156 seleção generalizada de rotas. 249 serviço de linha direta. 165 sinalização associada e não associada aos serviços. 135 Separação de portador e sinalização (SBS). 93. 205 alerta de emergência para um terminal atendedor. 146 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 277 .0. 203 criptografia de enlace H. 38 S8500. privacidade e proteção. 203 usuário final. 173 serviços suplementares. 148 seleção direta de ramal com indicador luminoso de ocupado. 206 bloqueio de ramal. 151 Sinalização E&M — contínua e pulsada. 126. 204 alerta de emergência para ramal digital. 145 Serviço de atendimento centralizado (CAS). 187 seleção personalizada de números DDR de hóspedes VIP. 93. 196 privacidade — bloqueio do terminal atendedor. 35. 90 Sinalização de transferência explícita de chamadas (ECT) ETSI. 186 serviço noturno. 195 administrador do sistema. 254 avançado. 38 sessões de usuários simultâneas. 170 Serviço de emulação de circuitos (CES). 59. 158 manual. 78 Sinalização do pacote multifreqüencial (MFP) — Rússia. exclusão manual. 204 restrição do CPN por linha. 200 criptografia de sinalização para troncos SIP. 57. 102 Seleção por especialidade de agente (EAS). 148 de rechamada.Índice remissivo segurança. 147 serviços diferenciados (DiffServ). 72. 204 acesso de emergência ao terminal atendedor. 38 S8700. 198 restrições de chamadas. 205 Seleção automática de rotas (ARS). 195 níveis alternativos de restrição às facilidades. 186 seleção automática dos números da Discagem direta a ramal (DDR). 207 alerta de backup. 218 distribuição das chamadas com base em especialidade. 249 Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS). 73 sem fio.0. 195 alarme do equipamento fornecido pelo cliente. 73 incluir/excluir especialidades. 37 suporte para Linux 8. 207 restrição — controlada. 135 VoIP 3606. 207 privacidade. definição de. 259 servidores de mídia S8100. 139 Serviço avançado de comunicações com comutação privada (EPSCS). 256 de troncos e recuperação de erros. 47. 53 seleção direta do grupo de troncos.248. 36 suporte para Linux 8. 196 níveis de restrição às facilidades e marcas de classes de transporte. 73 suporte RDSI ao melhor enfileiramento. 207 códigos de barreira. exclusão automática. 109. 153. 71 serviço de linha de origem manual. 198 algoritmo de criptografia AES para canais portadores. 198 rastreamento de chamada maliciosa. 127. 52. 141 Serviço de identificação do número discado (DNIS). 51. 199 restrição — controlada. 203 número alternativo de alarme do sistema de suporte a operações. 198 Notificação de violação da segurança (SVN). 165 dispositivos NAT. 202 restrição para dados.

41 para Linux 8. 260 digitais DCP 2402. 126 SREPN. 157 sistema de correio de voz (VMS). 91. 172 substituição de rota independente. 132 incorporado AUDIX. 93 4620 e 4630. 92 DCP da série 6400. 188 de redes privadas nacionais — Japão. 106 digital sem fio TransTalk 9000. 95. 120 Xiox. 189 suporte a dispositivos de comunicação. 133 a múltiplas localidades.Índice remissivo sincronização da hora do dia plataformas Linux. 93. 134 4620. Consulte Circuitos virtuais comutados (SVC) SVN. 142 TDD. 95. 235 telefones analógicos série 6200. 188 de regiões de rede. 216 de tarifação de chamadas Xiox. 25 software opcional. 134 sem fio 3410. 123. 63 Sistema comercial de telefonia sem fio DEFINITY® (DWBS). 173 supervisão de atendimento na rede. 102. 145 278 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 94 etiquetas personalizadas para. consulte formulários. 255 Sistema de gerenciamento de chamadas (CMS) Avaya. 189 supervisão de atendimento por temporização. 26 telecomutação e remote office. 135 VoIP 3606. Consulte Dispositivo de telecomunicações para deficientes auditivos (TDD) e TTY tecla de recuperação do correio de voz. 71. 126. 151 para gateway MultiTech. 91 DCP 2420. 141 Sistema de gerenciamento de propriedade (PMS). 96. 229 T TAPI. 92 Série 4600. 38 para o servidor HP DL380G2. 214 autoprogramaçãos. 75 medição do ATM. 109. tecla de recuperação do correio de voz. 58. 160. 92. Consulte Protocolo de início de sessão (SIP) sistema de medição automática da transmissão. 32 Soluções Avaya para telefone sem fio (AWTS). Consulte Notificação de violação da segurança (SVN) TEI. 95. 134 enlaces duplos para CMS. 133. 65. Consulte Identificador automático do ponto de terminação do terminal (TEI) telas. 135 telefonia. 93. 68 temporização administrável do temporizador de chamadas. 25 o que contém. 92. 25 finalidade. 73 SVC. 106 tarifação flexível. 134 módulo de interface de sinais telefônicos. 105 sobre este livro. 104 interface. 133 etiquetas personalizadas para. 134 4620. 93. 133 anúncios. 239 Tempo de espera estimado (EWT). 134 DCP da série 8400. 71 estatísticas do local para redes de portas remotas. 155 Taxa de clareza de som geral. 123. Consulte Rede de portas de expansão remota com recurso de sobrevivência (SREPN) substituição de rota com retenção de rota. 95 RDSI ao melhor enfileiramento. Consulte Interface de programação de aplicações de telefonia (TAPI) tarifa aproximada de chamadas. 95. 62 relatórios. 240 Terminação de linhas privadas avançadas (APLT). 96. 259 para Unicode. 126 Sistema de comunicações distribuídas plus (DCS+). 107. 25 quem deve ler. 118 INTUITY lodging. 229 via fonte da LAN. 127. 229 plataformas UNIX. 229 SIP. 92 melhorias nas transferências de firmware. caracteres katakana. 179 Dígito de inserção/exclusão. 96 módulo de interface telefônica. 217 tarifação INTUITY. 134 Protocolo de Internet (IP) 4602 e 4602SW. 94. 112 Sistema básico de gerenciamento de chamadas (BCMS). 93 4610SW.0.

237 analógicos Identificador do chamador (ICLID). 184 tom de discagem especial. 166 sobre troncos analógicos e digitais. Consulte Interface de programação de aplicações de serviços de telefonia (TSAPI) TSC. 135 Unidade de controle principal (MCU). 155 TSAPI. 147 serviço de chamada gratuita. Consulte Rede tandem de linhas de junção (TTTN) TTY. 96 Avaya SoftConsole. 184 Transporte de voz (VCO). 170 emergência. 255 TOS. 142 troncos acesso remoto. 141. 261 ao desligar. 245 Discagem direta a ramal (DDR). 170 emulação RLT via PRI. 145. 249 tronco H. 146 H. 92 Transferência de programações de software aplicativo para PC (PASTE). Consulte Distribuição uniforme de chamadas (UCD) UDP. 69 555-233-767PTB 3ª edição novembro de 2003 279 . 154 Terminação de linhas privadas avançadas (APLT). 155 Troncos de ligações liberadas (RLT). 126 UUI. 155 Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS).323. 141. 67 atendedor. Consulte Tipo de serviço (TOS) transferência. 258 toque abreviado e atrasado. 229 de ligações liberadas (RLT). 262 tronco para tronco. 145 Central estrangeira (FX). 166 tratamento de operações erradas. 257 personalizado. 244 auxiliar. Consulte Transporte de voz (VCO) VDN. 152 Linha tronco exclusiva (PCOL). 78 transmitir aviso de custo para pontos de terminação BRI. 257 diferenciado. 171 Troncos de Serviço digital 1 (DS1). 167 sobre troncos IP Avaya. Consulte Conexão de sinalização temporária (TSC) TTI. 262 canal 2B.Índice remissivo terminal atendedor. 222 melhorias para o telefone DCP 2420. Consulte Anúncio de voz sobre LAN (VAL) VCO. 155 Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD). 142 junção. 248 União Européia. 246 opções. Consulte Inicialização de programação de terminal (TTI) TTTN. 143 RDSI. 155 Central pública (CO). 144 cancelamento de eco. 54 Tipo de serviço (TOS). 262 tronco de saída para tronco de saída. Consulte Informação de usuário a usuário (UUI) V VAL. 154 tandem.323. 47 feriado. 147 circuitos de grupos. 145 Identificador do chamador (ICLID). 146 Discagem direta a ramal bidirecional (DIOD). Consulte Número de diretório de vetor (VDN) verificação de telefones e troncos ocupados. 217 vetorização. 193 falta de energia. 100 PC. 152. 193 rechamada. 155 Discagem direta a ramal (DDR). 141. 170 digitais. 154. 152. 156 Serviço digital 1 (DS1). 155 Central estrangeira (FX). 144 TN787. 157 troncos da central local. 88. 155 Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS). 99 terminal atendedor de chamadas entre centrais privadas. Consulte Plano de discagem uniforme (UDP) último número discado. 262 Transferência de firmware. 153 Serviço digital 1 (DS1). 261 abortar. 152 Protocolo de Internet (IP). 154. 47 Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS). 155 serviço de chamada gratuita. 217 transmitir informações de aviso de custo para pontos de terminação BRI de classe mundial. 163 tipos de troncos e sinalização. 153. 168 U UCD. 78 chamadas.

Consulte Serviço de telecomunicações de área ampla (WATS) WNDP. 75 identificadores de login. Consulte Integração de resposta por voz (VRI) VuStats. 69 vetorização nos feriados. 75 W WATS. 156. Consulte Terminal atendedor para deficientes visuais (VIAS) vídeo. 68 vetorização nos feriados. 31 visualização do próprio número de ramal. 68 roteamento avançado por vetores. Consulte Processador sobressalente WAN (WSP) 280 3ª edição novembro de 2003 555-233-767PTB . 182 visão geral do Avaya Communication Manager.Índice remissivo vetorização de chamadas. 75 nível de serviço. 94 VLSM. Consulte VoIP Monitoring Manager (VMON) VoIP Monitoring Manager (VMON). 232 VRI. 259 visualização permanente de nome/número. 132 Viva-voz IP 4690 de sala de conferência. 67 Classe de restrição (COR) para VDN. 67 Tempo de espera estimado (EWT). 69 Roteamento ASA (velocidade média de atendimento). Consulte Máscara de sub-rede de comprimento variável (VLSM) VMON. 69 VIAS. Consulte Plano mundial de numeração e discagem (WNDP) WSP.