Está en la página 1de 56

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA, FGV E CESPE ICMS/DF, ICMS/RJ, SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS

PROFESSOR: SÉRGIO MENDES

Aula 1
EFEITOS NO PLANEJAMENTO E NO PROCESSO ORÇAMENTÁRIO

Olá amigos! Como é bom estar aqui!

“Uma lenda conta que duas crianças patinavam em cima de um lago congelado. Era uma tarde nublada e fria e as crianças brincavam sem preocupação. De repente, o gelo se quebrou e uma das crianças caiu na água. A outra criança vendo que seu amiguinho se afogava de baixo do gelo, pegou uma pedra e começou a golpear com todas as suas foças, conseguindo quebrá-lo e salvar seu amigo. Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino: _ Como você conseguiu fazer isso? É impossível que você tenha quebrado o gelo com essa pedra e suas mãos tão pequenas! Nesse instante apareceu um ancião e disse: _ Eu sei como ele conseguiu. Todos perguntaram: ‘Como?’ O ancião respondeu: _ Não havia ninguém ao seu redor para dizer-lhe que ele não seria capaz.”

Você é capaz!!! É com enorme alegria que tenho você como aluno e assim ter a satisfação de que você inicialmente aprovou nossa aula demonstrativa, decidindo continuar o curso! Nesta aula trataremos dos efeitos no planejamento e no processo orçamentário: Plano Plurianual; Lei de Diretrizes Orçamentárias, LDO na LRF e os anexos de riscos e metas fiscais; Lei Orçamentária Anual; previsão e reestimativa de receitas; publicação da LOA e cumprimento de metas; limitação de empenho e movimentação financeira.

www.pontodosconcursos.com.br

1

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA, FGV E CESPE ICMS/DF, ICMS/RJ, SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 1. PLANO PLURIANUAL

O Plano Plurianual (PPA), a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) e a Lei Orçamentária Anual (LOA) são as leis ordinárias que regulam o planejamento e o orçamento dos entes públicos federal, estaduais e municipais. Essas leis constituem etapas distintas, porém integradas, de forma que permitam um planejamento estrutural das ações governamentais.

O Plano Plurianual é o instrumento de planejamento do Governo Federal que estabelece, de forma regionalizada, as diretrizes, objetivos e metas da Administração Pública Federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. Retrata, em visão macro, as intenções do gestor público para um período de quatro anos, podendo ser revisado a cada ano.

O art. 3º da LRF, que era o único que versava exclusivamente sobre o PPA, foi vetado. O caput deste artigo estabelecia que o projeto de lei do plano plurianual deveria ser devolvido para sanção até o encerramento do primeiro período da sessão legislativa, enquanto o § 2º obrigava o seu envio, ao Poder Legislativo, até o dia 30 de abril do primeiro ano do mandato do Chefe do Poder Executivo. O veto ocorreu porque isso representaria não só um reduzido período para a elaboração dessa peça, por parte do Poder Executivo, como também para a sua apreciação pelo Poder Legislativo, inviabilizando o aperfeiçoamento metodológico e a seleção criteriosa de programas e ações prioritárias de governo.

No entanto, o PPA aparece em alguns dispositivos da LRF, como, por exemplo, no art. 5º, caput e § 5º (veremos em Lei Orçamentária Anual). Assim, no que se refere à elaboração do PPA, o planejamento governamental também foi afetado pela aprovação da LRF, mesmo com o veto do principal artigo.

www.pontodosconcursos.com.br

2

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA, FGV E CESPE ICMS/DF, ICMS/RJ, SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 2. LEI DE DIRETRIZES ORÇAMENTÁRIAS

2.1 A Lei de Diretrizes Orçamentárias na LRF

De acordo com a CF/1988, a lei de diretrizes orçamentárias compreenderá as metas e prioridades da administração pública federal, incluindo as despesas de capital para o exercício financeiro subsequente, orientará a elaboração da lei orçamentária anual, disporá sobre as alterações na legislação tributária e estabelecerá a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. A LDO surgiu almejando ser o elo entre o planejamento estratégico (PPA) e o planejamento operacional (LOA). Sua relevância reside no fato de ter conseguido diminuir a distância entre o plano estratégico e as LOAs, as quais dificilmente conseguiam incorporar as diretrizes dos planejamentos

estratégicos existentes antes da CF/1988.

Além dos dispositivos referentes à LDO previstos na CF/1988, veremos que a Lei de Responsabilidade Fiscal , em seu art. 4.º, I, a, b, e e f, aumentou o rol de funções da LDO: Art. 4.o A lei de diretrizes orçamentárias atenderá o disposto no § 2.o do art. 165 da Constituição e: I – disporá também sobre: a) equilíbrio entre receitas e despesas; b) critérios e forma de limitação de empenho, a ser efetivada nas hipóteses previstas na alínea b do inciso II deste artigo, no art. 9.º e no inciso II do § 1.º do art. 31; (...) e) normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos; f) demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. Obs.: As alíneas c e d não foram citadas porque foram vetadas.

www.pontodosconcursos.com.br

3

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA, FGV E CESPE ICMS/DF, ICMS/RJ, SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Assim: SEGUNDO A LRF, A LDO DISPORÁ SOBRE: Equilíbrio entre receitas e despesas. Critérios e forma de limitação de empenho, caso a realização da receita possa não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal previstas. Normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. Demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. 2.2 Os Anexos de Metas e Riscos Fiscais

Segundo o art. 4.° § 1.º, da LRF, o Anexo de Metas Fiscais integrará a LDO: , § 1.o Integrará o projeto de lei de diretrizes orçamentárias o Anexo de Metas Fiscais, em que serão estabelecidas metas anuais, em valores correntes e constantes, relativas a receitas, despesas, resultados nominal e primário e montante da dívida pública, para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes.

Para obrigar os administradores públicos a ampliar os horizontes do planejamento, as metas devem ser estimadas para o exercício a que se referem e os dois seguintes. As metas fiscais são valores projetados para o exercício financeiro e que, depois de aprovados pelo Poder Legislativo, servem de parâmetro para a elaboração e a execução do orçamento.

O resultado primário corresponde à diferença entre as receitas arrecadadas e as despesas empenhadas, não considerando o pagamento do principal e dos juros da dívida, tampouco as receitas financeiras. Já o resultado nominal é mais abrangente, pois corresponde à diferença entre todas as receitas arrecadadas e as despesas empenhadas, incluindo pagamentos de parcelas do principal e dos juros da dívida, bem como as receitas financeiras obtidas.

www.pontodosconcursos.com.br

4

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA, FGV E CESPE ICMS/DF, ICMS/RJ, SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Prosseguindo, temos que o Anexo de Metas Fiscais conterá: I – avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior; II – demonstrativo das metas anuais, instruído com memória e metodologia de cálculo que justifiquem os resultados pretendidos, comparando-as com as fixadas nos três exercícios anteriores, e evidenciando a consistência delas com as premissas e os objetivos da política econômica nacional; III – evolução do patrimônio líquido, também nos últimos três exercícios, destacando a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos; IV – avaliação da situação financeira e atuarial: a) dos regimes geral de previdência social e próprio dos servidores públicos e do Fundo de Amparo ao Trabalhador; b) dos demais fundos públicos e programas estatais de natureza atuarial; V – demonstrativo da estimativa e compensação da renúncia de receita e da margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado.

Temos também integrando a LDO o Anexo de Riscos Fiscais, em que serão avaliados os passivos contingentes e outros riscos capazes de afetar as contas públicas, informando as providências a serem tomadas, caso se concretizem. Os riscos fiscais abrangem os riscos orçamentários e os riscos da dívida.

Os passivos contingentes podem ser definidos como dívidas cuja existência dependa de fatores imprevisíveis, como os processos judiciais em curso e dívidas em processo de reconhecimento. Assim, os precatórios não se enquadram no conceito de Risco Fiscal por se tratarem de passivos “efetivos” e não de passivos contingentes, pois, conforme estabelecido pelo art. 100, § 5º da Constituição Federal, é obrigatória a inclusão, no orçamento das entidades de direito público, de verba necessária ao pagamento de seus débitos, oriundos de sentenças transitadas em julgado, constantes de precatórios judiciários apresentados até 1º de julho, fazendo-se o pagamento até o final do exercício seguinte, quando terão seus valores atualizados monetariamente

www.pontodosconcursos.com.br

5

em anexo específico. sendo composta pelo orçamento fiscal. orientada pelas diretrizes. LEI ORÇAMENTÁRIA ANUAL A Lei Orçamentária Anual é o instrumento pelo qual o poder público prevê a arrecadação de receitas e fixa a realização de despesas para o período de um ano. servem de parâmetro para a elaboração e a execução do orçamento. Portanto. Resposta: Certa 3. as metas devem ser projetadas para os próximos três anos. o exercício a que se referem e os dois seguintes. e também as metas de inflação. Para obrigar os administradores públicos a ampliar os horizontes do planejamento. a mensagem que encaminhar o projeto da União apresentará.br 6 .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Ainda. os objetivos das políticas monetária. as metas devem ser estimadas para o exercício a que se referem e os dois seguintes. Para obrigar os gestores a ampliar os horizontes do planejamento.com. em consonância com o que foi estabelecido na LDO. compreende as ações a serem executadas. creditícia e cambial. Caiu na prova: 1) (CESPE – Analista Técnico Administrativo – DPU – 2010) Metas fiscais são valores projetados para o exercício financeiro e que. A finalidade da LOA é a concretização dos objetivos e metas estabelecidas no PPA. ICMS/RJ. para o exercício subsequente. depois de aprovados pelo Poder Legislativo. www. objetivos e metas do PPA. É o cumprimento ano a ano das etapas do PPA. isto é. bem como os parâmetros e as projeções para seus principais agregados e variáveis. seguindo as metas e prioridades estabelecidas na LDO. depois de aprovados pelo Poder Legislativo. FGV E CESPE ICMS/DF.pontodosconcursos. As metas fiscais são valores projetados para o exercício financeiro e que. A LOA é o orçamento por excelência ou o orçamento propriamente dito. servem de parâmetro para a elaboração e a execução do orçamento. orçamento da seguridade social e orçamento de investimentos (ou investimentos das estatais).

a empresa estatal não dependente é autossustentável e não faz parte do campo de aplicação da LRF. porque. Existem para suprir alguma falha de mercado em que a iniciativa privada não quis ou não conseguiu êxito e é relevante para a sociedade. Por exemplo. Já as empresas dependentes recebem recursos do Estado para se manter. Dessa forma. empresa estatal dependente é uma empresa controlada. Isso ocorre para que a empresa tenha liberdade de atuação e ao mesmo tempo o Poder Público tenha controle sobre os investimentos dela. Mas. possuem controle total do Estado. antes. Consoante a LRF. aqueles provenientes de aumento de participação acionária. Assim. seguem a LRF e fazem parte do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social. mas que recebe do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital. www. excluídos. Não sofre as restrições da LRF porque tem que ser dinâmica para concorrer com a iniciativa privada. temos que saber que uma empresa controlada é uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertence. sendo uma empresa estatal considerada dependente.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.pontodosconcursos. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Vamos aprofundar nossos conhecimentos sobre a LOA. por isso ela compõe o Orçamento de Investimentos.br 7 . a Petrobrás é uma Sociedade de Economia Mista e estatal não dependente. Exemplos: Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Empraba) e Hospital das Clínicas de Porto Alegre (HCPA). portanto não se sustentam sozinhas. Primeiro. ela participará do Orçamento Fiscal e da Seguridade Social. a ente da Federação. ICMS/RJ. no último caso. porém seus investimentos integram a LOA por lidar com o dinheiro público.com. o Estado deve deter o poder para influenciar onde ela aplicará seus investimentos e a população deve ter conhecimento. direta ou indiretamente. Por outro lado. Este conceito é importantíssimo. Integram o orçamento de investimentos apenas as chamadas empresas estatais não dependentes. precisaremos do importante conceito de empresa estatal dependente. FGV E CESPE ICMS/DF.

serão estabelecidos na LDO. bem como das medidas de compensação a renúncias de receita e ao aumento de despesas obrigatórias de caráter continuado. direta ou indiretamente. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A separação é tão nítida que a Secretaria de Orçamento Federal (SOF) é responsável pelo Orçamento Fiscal e da Seguridade Social.com. caso receba apenas recursos provenientes de aumento de participação acionária. ICMS/RJ. 5. Sendo que. que receba do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital. anistias. subsídios e benefícios de natureza financeira. a ente da Federação. integrará o Orçamento Fiscal e da Seguridade Social e seguirá a LRF. Já o Orçamento de Investimentos fica a cargo do Departamento de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (DEST). em anexo. A LRF também traz dispositivos sobre a LOA. III – conterá reserva de contingência. FGV E CESPE ICMS/DF. Orçamento e Gestão (MPOG). São duas estruturas totalmente diferentes integrantes do Ministério do Planejamento. Sendo estatal dependente. integrará o Orçamento de Investimentos e não seguirá a LRF. o projeto de lei orçamentária anual. cuja forma de utilização e montante. II – será acompanhado do demonstrativo regionalizado do efeito.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. ou seja. www. Segundo o art. definido com base na receita corrente líquida. tributária e creditícia. Porém. não será considerada estatal dependente. decorrente de isenções.br 8 . Vamos interpretar o conceito de empresa estatal dependente da LRF: QUADRO: EMPRESA ESTATAL DEPENDENTE É uma empresa controlada.pontodosconcursos. Se for não dependente.º da LRF. elaborado de forma compatível com o plano plurianual e com a lei de diretrizes orçamentárias: I – conterá. é uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença. remissões. demonstrativo da compatibilidade da programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes do anexo de metas fiscais da LDO. sobre as receitas e despesas. no caso das despesas de capital.

integrarão as despesas da União.br 9 . com vistas a enfrentar prováveis perdas decorrentes de situações emergenciais.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. FGV E CESPE ICMS/DF. e a investimentos.com. inclusive os destinados a benefícios e assistência aos servidores. Ainda. Caiu na prova: 2) (CESPE – Analista Técnico Administrativo – DPU – 2010) A partir da LRF. O mesmo artigo 5º da LRF determina ainda que constarão da LOA todas as despesas relativas à dívida pública. serão estabelecidos na LDO. a reserva de contingência terá o seu montante fixado na LPPA. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. embora sejam previsíveis. elaborado de forma compatível com o PPA e a LDO conterá reserva de contingência. as despesas do Banco Central do Brasil relativas a pessoal e encargos sociais.pontodosconcursos. definido com base na receita corrente líquida. cuja forma de utilização e montante. perdas que. tem-se que o refinanciamento da dívida pública constará separadamente na lei orçamentária e nas de crédito adicional. em percentual da receita corrente líquida. A reserva de contingência tem por finalidade atender. mobiliária ou contratual. 5. Segundo o inciso III do art. além da abertura de créditos adicionais. são episódicas. discriminado o valor de cada exercício financeiro.º da LRF. e as receitas que as atenderão. além de opcional. Atenção: a lei orçamentária não consignará dotação para investimento com duração superior a um exercício financeiro que não esteja previsto no plano plurianual ou em lei que autorize a sua inclusão. e os seus recursos serão destinados exclusivamente ao atendimento dos passivos contingentes relacionados no anexo de riscos fiscais da LDO. Deve ser prevista em lei sua constituição. o projeto de lei orçamentária anual. destinada ao www. Finalmente. e serão incluídas na lei orçamentária. custeio administrativo. ICMS/RJ. contingentes ou eventuais.

resultante de metodologia de projeção de receitas orçamentárias. 12 da LRF: Art. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem. a reserva de contingência terá o seu montante fixado na LDO.com. ainda. inclusive da corrente www. como a alteração de alíquotas. e os seus recursos serão destinados ao atendimento dos passivos contingentes relacionados no anexo de riscos fiscais da LDO e a outros riscos e eventos fiscais imprevistos. constante da Lei Orçamentária Anual – LOA. discriminado o valor de cada exercício financeiro. o Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. Deve ser considerada. Segundo o art.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. além de obrigatória. em percentual da receita corrente líquida.br 10 . no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias. e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas. Assim. As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais. ICMS/RJ. considerarão os efeitos das alterações na legislação. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. Resposta: Errada 4. PREVISÃO DE RECEITAS A previsão (ou planejamento) se configura por meio da estimativa de arrecadação da receita. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante. as desonerações fiscais e a concessão de créditos tributários. Logo. 12. são parâmetros para a previsão de receitas os efeitos das alterações na legislação. da variação do índice de preços. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. a variação do índice de preços. Consoante a LRF. FGV E CESPE ICMS/DF.pontodosconcursos. a partir da LRF.

as desonerações fiscais e a concessão de créditos tributários.2010) Para a previsão da receita que fará parte do orçamento federal. ainda. Judiciário e mais o Ministério Público) elaboram suas propostas orçamentárias parciais e encaminham para o Poder Executivo. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES líquida.o do art. e as respectivas memórias de cálculo.br 11 . o § 1. Para prevenir isso. ICMS/RJ. devem ser considerados os efeitos das alterações na legislação. a variação do índice de preços (inflação).MPU . sem embasamento técnico. Deve ser considerada. REESTIMATIVA DE RECEITAS No afã de conseguir mais recursos para emendas parlamentares. São parâmetros para a previsão de receitas os efeitos das alterações na legislação. www. Isso ocorre porque todos os Poderes (Legislativo. Resposta: Certa 5.com. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante. Caiu na prova: 3) (CESPE . da inflação e do crescimento econômico do país. 12 da LRF determina: § 1.pontodosconcursos. Atenção: repare que a LRF é restritiva. o Poder Legislativo poderia tentar.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.Técnico de Orçamento . o qual é o responsável constitucionalmente pelo envio da proposta consolidada ao Legislativo. reestimar os valores de receitas apresentados pelo Poder Executivo. porém admite reestimativa da receita pelo Poder Legislativo se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal. FGV E CESPE ICMS/DF. como a alteração de alíquotas.º Reestimativa de receita por parte do Poder Legislativo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal.

Resposta: Errada 6. o Poder Executivo estabelecerá a programação financeira e o cronograma de execução mensal de desembolso. nos termos em que dispuser a LDO. desde sua concepção até sua apreciação final. da quantidade e valores de ações ajuizadas para cobrança da dívida ativa. em até trinta dias após a publicação dos orçamentos.com. das medidas de combate à evasão e à sonegação.17ª Região . em metas bimestrais de arrecadação. bem como da evolução do montante dos créditos tributários passíveis de cobrança administrativa. as receitas previstas serão desdobradas. ainda que em exercício diverso daquele em que ocorrer o ingresso. porém admite reestimativa da receita pelo Poder Legislativo se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal. Atenção: é vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. A LRF é restritiva.2009) O ciclo orçamentário. com a especificação. Com relação ao período de discussão.br 12 . www. pelo Poder Executivo. em separado.Analista Judiciário . FGV E CESPE ICMS/DF. A LRF destaca que os recursos legalmente vinculados à finalidade específica serão utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculação. corresponde ao período de tempo em que se processam as atividades típicas do orçamento público.pontodosconcursos. também denominado processo orçamentário. feita no âmbito do Poder Legislativo. votação e aprovação do orçamento público. ICMS/RJ. julgue o item que se segue. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Caiu na prova: (CESPE .TRT. seja utilizado como fonte de recursos para a aprovação de emendas parlamentares. quando cabível. PUBLICAÇÃO DA LOA E CUMPRIMENTO DE METAS Até trinta dias após a publicação dos orçamentos. Ainda. 4) A LRF não permite que o produto da reestimativa da receita orçamentária.

setembro e fevereiro. que a realização da receita poderá não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais. a limitação de empenho. ao final de um bimestre. o Banco Central do Brasil apresentará. situação que implica em encargos elevados. o que acarretaria uma busca de socorro no mercado financeiro. ICMS/RJ. com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro. por ato próprio e nos montantes necessários. limitação de empenho e movimentação financeira.pontodosconcursos. o qual dispõe que. consiste no bloqueio de despesas previstas na LOA. em audiência pública na comissão mista referida na Constituição ou equivalente nas Casas Legislativas estaduais e municipais. LIMITAÇÃO DE EMPENHO E MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA É o previsto de maneira explícita no caput do art. creditícia e cambial. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Até o final dos meses de maio. os Poderes e o Ministério Público promoverão. No prazo de noventa dias após o encerramento de cada semestre.º da LRF. deverá ser estabelecida limitação de empenho e movimentação financeira. Se houver frustração da receita estimada no orçamento. se verificado. A limitação de empenho também será promovida pelo ente que ultrapassar o limite para a dívida consolidada. para que obtenha o resultado primário necessário à recondução da dívida ao limite. nos trinta dias subsequentes. segundo os critérios fixados pela lei de diretrizes orçamentárias.br 13 . o Poder Executivo demonstrará e avaliará o cumprimento das metas fiscais de cada quadrimestre. Em outras palavras. em reunião conjunta das comissões temáticas pertinentes do Congresso Nacional. usualmente usada como sinônimo de contingenciamento.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. avaliação do cumprimento dos objetivos e metas das políticas monetária. É um procedimento empregado pela Administração para assegurar o equilíbrio entre a execução das despesas e a disponibilidade efetiva de www. FGV E CESPE ICMS/DF. evidenciando o impacto e o custo fiscal de suas operações e os resultados demonstrados nos balanços.com. 9. 7.

Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente. ainda que parcial. www. No caso de restabelecimento da receita prevista. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida. O gestor público só tem permissão legal para proceder à limitação de empenho quando a realização da receita (e não a execução da despesa) comprometer as metas fiscais.° não há a possibilidade de li mitação de empenho por . foi proposta uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADIN) perante o Supremo Tribunal Federal. 65 da LRF. como o superávit primário. Cabe ressaltar que. estimula a negociação política entre o Poder Executivo e os parlamentares que querem ver suas bases eleitorais atendidas na execução orçamentária e financeira.br 14 . é o Poder Executivo autorizado a limitar os valores financeiros segundo os critérios fixados pela lei de diretrizes orçamentárias. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES recursos. ou pelas Assembleias Legislativas. As despesas são bloqueadas a critério do governo. a recomposição das dotações cujos empenhos foram limitados dar-se-á de forma proporcional às reduções efetivadas. em relação ao § 3. no caso de estado de defesa e/ou de sítio. FGV E CESPE ICMS/DF. Os contingenciamentos têm sido decretados com frequência. enquanto perdurar a situação serão dispensados o atingimento dos resultados fiscais e a limitação de empenho prevista no art.° do art.pontodosconcursos. que as libera ou não dependendo da sua conveniência. ou na ocorrência de calamidade pública reconhecida pelo Congresso Nacional. decretado na forma da Constituição. 9. há a extensão da limitação de empenho aos Poderes Legislativo e Judiciário e ao Ministério Público. 9.° . no caso da União. 9. excesso de despesa.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Analisando o art. Outra observação é que além do Poder Executivo. e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias. na hipótese dos Estados e Municípios.o No caso de os Poderes Legislativo e Judiciário e o Ministério Público não promoverem a limitação no prazo estabelecido no caput. o qual suspendeu liminarmente a eficácia deste dispositivo: § 3. e como a liberação depende da conveniência da Administração. Consoante o art.com. ICMS/RJ.o.

não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente.com. mas ela deve ser efetuada por ato próprio. o Poder Executivo não é autorizado a limitar os Poderes Legislativo e Judiciário e o Ministério Público caso estes não promovam a limitação no prazo estabelecido no caput do art. e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.2009) Em relação à limitação de empenho e movimentação financeira.pontodosconcursos. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida.TCE/RN . segundo critérios estabelecidos na LDO. Resposta: Certa www. ICMS/RJ.br 15 . extensão da limitação de empenho aos Poderes Legislativo. Judiciário e Ministério Público. FGV E CESPE ICMS/DF.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Caiu na prova: 5) (CESPE . inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida. 9.° Há a . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Atenção: atualmente.Assessor Técnico de Controle e Administração . Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente. devido à ADIN.

2008) As alterações da legislação tributária são parâmetros adotados para se definirem as estimativas de arrecadação.Administração e Planejamento.pontodosconcursos. a variação do índice de preços.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. da variação do índice de preços. constantes do projeto de lei orçamentária. Nesta. Relembrando o art. ainda.2008) A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) determina que as autorizações de despesas. da www. as desonerações fiscais e a concessão de créditos tributários.Política e Gestão . ICMS/RJ. entre outros aspectos. Nesse sentido.MMA . São parâmetros para a previsão de receitas os efeitos das alterações na legislação. Nas questões do CESPE devemos ter muita atenção. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. as desonerações fiscais e a concessão de créditos tributários. 12 da LRF: Art. Deve ser considerada. do crescimento econômico e de qualquer outro fator relevante. é relevante levar em conta. FGV E CESPE ICMS/DF. por exemplo. As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais.com.Analista Ambiental . como a alteração de alíquotas. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante.MMA . Resposta: Certa 7) (CESPE .Analista Ambiental. 12. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES MAIS QUESTÕES DE CONCURSOS ANTERIORES 6) (CESPE . se não tivermos um cuidado especial poderemos achar que ela está correta.br 16 . da variação dos índices de preços. devem considerar os efeitos das alterações na legislação. porque o estudante vai procurar o erro nos parâmetros (a partir de “devem considerar”) e não vai encontrar. as alterações de alíquotas. considerarão os efeitos das alterações na legislação. que constituem uma das etapas do processo orçamentário.

Resposta: Errada 8) (CESPE . que a realização da receita poderá não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais. o Banco Central do Brasil apresentará. no prazo de noventa dias após o encerramento de cada semestre. por ato próprio e nos montantes necessários. não é essa a avaliação semestral utilizada como referência para a limitação de empenho do Ministério Público ou dos Poderes. a LRF (e não a LDO) determina que as previsões de receita (e não autorizações de despesas). ICMS/RJ. da variação dos índices de preços. o Ministério Público deve promover. segundo os critérios fixados pela lei de diretrizes orçamentárias. No prazo de noventa dias após o encerramento de cada semestre. creditícia e cambial. por ato próprio. Resposta: Errada www. nos trinta dias subsequentes. Logo. creditícia e cambial deve ser apresentada pelo Banco Central do Brasil em reunião conjunta das comissões temáticas pertinentes do Congresso Nacional. avaliação do cumprimento dos objetivos e metas das políticas monetária. FGV E CESPE ICMS/DF. e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas. Se verificado. ao final da avaliação.MPU . constantes do projeto de lei orçamentária.com.pontodosconcursos. Se verificado. No entanto. os Poderes e o Ministério Público promoverão. devem considerar os efeitos das alterações na legislação. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem. ao final de um bimestre.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.2010) A avaliação do cumprimento dos objetivos e metas das políticas monetária. evidenciando o impacto e o custo fiscal de suas operações e os resultados demonstrados nos balanços. do crescimento econômico e de qualquer outro fator relevante. que a realização da receita pode não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal. em reunião conjunta das comissões temáticas pertinentes do Congresso Nacional.Analista de Economia .br 17 . limitação de empenho e movimentação financeira. limitação de empenho e movimentação financeira.

da quantidade e valores de ações ajuizadas para cobrança da dívida ativa. os Poderes e o Ministério www. As receitas previstas serão desdobradas.2008) Sabe-se que todos os Poderes devem respeitar as metas fiscais relacionadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO).Gestão Econômico-Financeira e de Custos. o comportamento da receita pública demonstrar que as metas não serão atingidas. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida. com a especificação. deve-se proceder ao bloqueio parcial de uma série de despesas. No entanto. usualmente usada como sinônimo de contingenciamento. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 9) (CESPE.pontodosconcursos. As despesas são bloqueadas a critério do governo.Min.MPU .br 18 . da Saúde. das medidas de combate à evasão e à sonegação. que a realização da receita poderá não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais.2010) O Poder Executivo deve desdobrar as receitas previstas em metas bimestrais de arrecadação. e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias. bem como da evolução do montante dos créditos tributários passíveis de cobrança administrativa. consiste no bloqueio de despesas previstas na LOA. que as libera ou não dependendo da sua conveniência. quando cabível. Se. não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. FGV E CESPE ICMS/DF.com. ao final de um dos bimestres. É um procedimento empregado pela Administração para assegurar o equilíbrio entre a execução das despesas e a disponibilidade efetiva de recursos.Técnico Administrativo . pelo Poder Executivo. que servirão de parâmetro para a limitação do empenho e da movimentação financeira. ICMS/RJ. em separado. em metas bimestrais de arrecadação. A limitação de empenho. no entanto. que não incluem o pagamento do serviço da dívida. Resposta: Certa 10) (CESPE . Se verificado.

seja por excesso de dívida. nos trinta dias subsequentes. Resposta: Certa 11) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Quando for necessário promover a limitação de empenho. das compras e das obras.Controle Interno . as metas bimestrais de arrecadação servirão de parâmetro para a limitação do empenho e da movimentação financeira.br 19 .Analista Judiciário .TJDFT . e com o comportamento da arrecadação. ICMS/RJ. Resposta: Certa 12) (CESPE . e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Não serão objeto de limitação de empenho as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente. A limitação de empenho. limitação de empenho e movimentação financeira. não podem ser efetuados os empenhos correspondentes nem. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Público promoverão. Exemplo: pagamento de bolsas de pesquisa.pontodosconcursos. consiste no bloqueio de despesas previstas na LOA. segundo os critérios fixados pela lei de diretrizes orçamentárias. Logo. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida. a LDO pode autorizar os poderes da República a excluir da limitação a totalidade dos recursos previstos para tipos de despesa específicos.com. É um procedimento empregado pela Administração para assegurar o equilíbrio entre www.2008) A programação da despesa é necessária para compatibilizar os fluxos de desembolsos com o ciclo de realização dos serviços. FGV E CESPE ICMS/DF. Contingenciando-se as dotações orçamentárias. por ato próprio e nos montantes necessários. Tais ressalvas na LDO podem autorizar os poderes da República a excluir da limitação de empenho a totalidade dos recursos previstos para tipos de despesa específicos. as respectivas programação e liberações de recursos. seja por insuficiência de receita. usualmente usada como sinônimo de contingenciamento. consequentemente.

CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.2009) Constatando-se.Administrativo . Se houver frustração da receita estimada no orçamento.pontodosconcursos. poderá haver frustração da arrecadação.STJ . As despesas são bloqueadas a critério do governo. durante a execução orçamentária. Contudo. após a aprovação e publicação do orçamento. as respectivas programação e liberações de recursos. o qual prescreve que os valores fixados para a realização das despesas deverão ser compatíveis com os valores previstos para a arrecadação das receitas. Resposta: Certa 13) (CESPE .com.TFCE . A alternativa de que dispõe o governo para cumprir a programação aprovada em caso de impossibilidade de arrecadação da receita prevista no exercício é a limitação de empenho. consequentemente.Analista Judiciário . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES a execução das despesas e a disponibilidade efetiva de recursos.TCU . o que acarretaria uma busca de socorro no mercado financeiro. a alternativa de que dispõe o governo para cumprir a programação aprovada é a obtenção de empréstimos a título de antecipação da receita orçamentária. Contingenciando-se as dotações orçamentárias. com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro.br 20 . FGV E CESPE ICMS/DF.2008) O princípio do equilíbrio orçamentário é o parâmetro para a elaboração da LOA. Resposta: Errada www. deverá ser estabelecida limitação de empenho e movimentação financeira. a impossibilidade de arrecadação da receita prevista no exercício. Resposta: Certa 14) (CESPE . situação que implica em encargos elevados. que as libera ou não dependendo da sua conveniência. ICMS/RJ. tornando-se necessário limitar as despesas para adequá-las aos recursos arrecadados. não podem ser efetuados os empenhos correspondentes nem.

deverá ser estabelecida limitação de empenho e movimentação financeira.com. www. A limitação de empenho também será promovida pelo ente que ultrapassar o limite para a dívida consolidada. Resposta: Certa 16) (CESPE .Ministério dos Esportes . ICMS/RJ. Resposta: Certa 17) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Não estão sujeitas a limitação de empenho e movimentação financeira as despesas relativas às atividades dos Poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público da União. para que obtenha o resultado primário necessário à recondução da dívida ao limite.2008) A limitação do empenho é uma das medidas que deve ser adotada pelo ente federativo que exceder o limite da dívida consolidada. ainda que se verifique. com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida.Analista Ambiental . situação que implica em encargos elevados. FGV E CESPE ICMS/DF. exceto no caso de frustração da arrecadação caracterizada por ser a estimativa atualizada da receita inferior à receita estimada na própria proposta orçamentária. que a realização da receita possa não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no anexo de metas fiscais. Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente. Se houver frustração da receita estimada no orçamento. as despesas destinadas ao pagamento do serviço da dívida não serão objeto de limitação. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 15) (CESPE . ao final de um bimestre.Contador . e as ressalvadas pela lei de diretrizes orçamentárias.MMA .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.2008) De acordo com a LRF. o que acarretaria uma busca de socorro no mercado financeiro.pontodosconcursos.br 21 .

Judiciário e Ministério Público.° da LRF. a . sobre normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. questão permanece correta.2010) Os valores correspondentes ao pagamento de precatórios judiciais não devem ser incluídos no anexo de riscos fiscais. devem constar da LDO. De acordo com o art. Resposta: Certa 18) (CESPE – Analista Administrativo – ANEEL – 2010) A LDO dispõe acerca das normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. Resposta: Errada Acerca da elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no âmbito da União.com.pontodosconcursos. Resposta: Certa 19) (CESPE – Contador – DPU – 2010) As disposições relativas às alterações na legislação tributária para o exercício subsequente devem constar detalhadamente da LDO. ICMS/RJ. no anexo de metas fiscais. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Lembrando que. julgue o item a seguir. pois há a extensão da limitação de empenho aos Poderes Legislativo. mesmo que se refiram ao exercício de que trata a LDO.° No entanto. porém não constam do anexo de metas fiscais.Técnico de Controle Interno . FGV E CESPE ICMS/DF. ent re outros. a LDO disporá. 9. o Poder Executivo não é autorizado a limitar os Poderes Legislativo e Judiciário e o Ministério Público caso estes não promovam a limitação no prazo estabelecido no caput do art.br 22 . devido à ADIN. previstas como regra na CF/1988.MPU . www. desde que efetuada por ato próprio. 4. 20) (CESPE . As disposições relativas às alterações na legislação tributária para o exercício subsequente.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.

Integrará o projeto de lei de diretrizes orçamentárias o Anexo de Metas Fiscais. avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior. no orçamento das entidades de direito público. ICMS/RJ.2010) No que se refere à elaboração do PPA. é obrigatória a inclusão.Técnico de Controle Interno . FGV E CESPE ICMS/DF. obrigatoriamente. quando terão seus valores atualizados monetariamente Resposta: Certa 21) (CESPE . em que serão estabelecidas metas anuais. de verba necessária ao pagamento de seus débitos. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes.MPU .com. como. no que se refere à elaboração do PPA. a avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior. entre outros. que trata da LOA. o planejamento governamental também foi afetado pela aprovação da LRF. o planejamento governamental não foi afetado pela aprovação da LRF. constantes de precatórios judiciários apresentados até 1º de julho. relativas a receitas. Resposta: Certa 22) (CESPE . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Os precatórios não se enquadram no conceito de Risco Fiscal por se tratarem de passivos “efetivos” e não de passivos contingentes. no art. § 5º da Constituição Federal. 5º. 100. caput e § 5º. Assim. Resposta: Errada www. resultados nominal e primário e montante da dívida pública. conforme estabelecido pelo art.br 23 .pontodosconcursos. O Anexo de Metas Fiscais conterá. em valores correntes e constantes. despesas.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. mesmo com o veto do principal artigo. fazendo-se o pagamento até o final do exercício seguinte.Técnico de Controle Interno . O PPA aparece em alguns dispositivos da LRF. por exemplo. oriundos de sentenças transitadas em julgado.2010) A LDO deve conter as metas fiscais para o exercício a que se referir e para os dois seguintes. mas deve também incluir.MPU . pois.

Relembro que a lei que instituir o PPA estabelece. destacando-se a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos.° 101/2000 (LRF). as diretrizes. O Anexo de Metas Fiscais da LDO conterá. ICMS/RJ. as quais devem ser regionalizadas. e demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. determinando que ela disponha sobre: equilíbrio entre receitas e despesas. dentre outros.MPU . normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. objetivos e metas da Administração Pública Federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. Resposta: Errada 24) (CESPE .com. a LRF aumentou o rol de funções da LDO.br 24 .2010) De acordo com a Lei Complementar n. Resposta: Certa 25) (CESPE – Analista .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.pontodosconcursos.ANTAQ – 2009) A avaliação da evolução do patrimônio líquido por unidade administrativa é parte integrante da lei de diretrizes orçamentárias. cabe à LDO discipl inar o equilíbrio entre as receitas e as despesas.Analista de Orçamento . critérios e forma de limitação de empenho. A questão tentou confundir com metas do PPA. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 23) (CESPE – Inspetor de Controle Externo – TCE/RN – 2009) As metas fiscais constantes da LDO devem ter o seu efeito obrigatoriamente regionalizado. destacando a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos. Não há previsão legal de que as metas fiscais constantes da LDO devem ter o seu efeito obrigatoriamente regionalizado. Além dos dispositivos referentes à LDO previstos na CF/1988. também nos últimos três exercícios. de forma regionalizada. www. FGV E CESPE ICMS/DF. evolução do patrimônio líquido.

mas isso não invalida a questão. Consoante a LRF. Distrito Federal ou cada Município. uma empresa controlada é uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertence.pontodosconcursos.com. uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença. direta ou indiretamente. Segundo a LRF. a um município. Resposta: Certa 26) (CESPE – Inspetor de Controle Externo – TCE/RN – 2009) Os riscos fiscais que devem ser incluídos em anexo da LDO abrangem os riscos orçamentários e os riscos da dívida. que devem ser incluídos no Anexo de Riscos Fiscais da LDO.2010) A lei de diretrizes orçamentárias dispõe sobre o equilíbrio entre receitas e despesas. ICMS/RJ.Técnico de Orçamento .2010) Segundo a LRF. enquadra-se no conceito de empresa controlada. Os riscos fiscais. entre outras medidas.MPU . integrarão o projeto da LDO um anexo de metas fiscais e outro de riscos fiscais. Resposta: Certa 29) (CESPE . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A LRF não afirma que é por unidade administrativa. Resposta: Certa 27) (CESPE . direta ou indiretamente. Resposta: Certa 28) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Para efeitos da LRF. cada Estado. FGV E CESPE ICMS/DF.Analista de Economia . abrangem os riscos orçamentários e os riscos da dívida. a ente da Federação: União.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. o Anexo de Metas Fiscais e o Anexo de Riscos Fiscais integram a LDO.br 25 . www.MPU . bem como sobre os critérios e forma de limitação de empenho.

ICMS/RJ. o que acarretaria uma busca de socorro no mercado financeiro. deverá ser estabelecida limitação de empenho e movimentação financeira.br 26 . critérios e forma de limitação de empenho. O projeto de lei orçamentária anual conterá reserva de contingência. no caso de frustração da receita estimada no orçamento. e demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. Se houver frustração da receita estimada no orçamento. não há necessidade de limitação de empenho e movimentação financeira.com. www. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A LRF aumentou o rol de funções da LDO. cuja forma de utilização e montante.pontodosconcursos. FGV E CESPE ICMS/DF. Resposta: Errada 31) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativa – TRE/MA – 2009) A reserva de contingência deve ser constituída exclusivamente para o pagamento de restos a pagar que excederem as disponibilidades de caixa ao final do exercício e o atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. Resposta: Certa 30) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativa – TRE/MT – 2010) Com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro. com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro. determinando que ela disponha sobre: equilíbrio entre receitas e despesas. situação que implica em encargos elevados.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. pois é possível contornar o problema por meio de empréstimos junto a instituições financeiras. serão estabelecidos na LDO. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. definido com base na receita corrente líquida.

com vistas a enfrentar prováveis perdas decorrentes de situações emergenciais.2010) A LDO deverá ser acompanhada por anexos de metas orçamentárias. ICMS/RJ.MPU .2011) O Poder Legislativo de cada ente não pode reestimar a receita prevista na proposta orçamentária encaminhada pelo Poder Executivo. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A reserva de contingência tem por finalidade atender. Resposta: Errada 34) (CESPE . Resposta: Errada 33) (CESPE . a LRF aumentou o rol de funções da LDO. FGV E CESPE ICMS/DF. Além dos dispositivos referentes à LDO previstos na CF/1988. comoção intestina ou calamidade pública. Resposta: Errada 32) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativo – STM . como a exigência de equilíbrio entre receita e despesa e formas de limitar empenho. são episódicas.Analista de Controle Interno .com.2010) A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) instituiu novas regras e funções para a LDO que vão além daquelas contidas na CF. contingentes ou eventuais. comoção intestina ou calamidade pública. embora sejam previsíveis.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. porém admite reestimativa da receita pelo Poder Legislativo se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal. Não há regra para que seja usado exclusivamente para o pagamento de restos a pagar. A LDO deverá ser acompanhada por anexos de metas fiscais. perdas que. salvo em caso de guerra.pontodosconcursos.Analista de Orçamento . Deve ser prevista em lei sua constituição. Não existe determinação para que isso ocorra apenas em caso de guerra.MPU . determinando que ela disponha sobre: equilíbrio www.br 27 . além da abertura de créditos adicionais. A LRF é restritiva.

com. segundo a LRF: § 4o É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES entre receitas e despesas. e demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. Não existe a exigência de maioria absoluta de votos para tal alteração.Analista Administrativo . Até trinta dias após a publicação dos orçamentos. em plenário. desde que a alteração seja aprovada.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. FGV E CESPE ICMS/DF. critérios e forma de limitação de empenho. normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. a programação www. Resposta: Certa 35) (CESPE . por maioria absoluta de votos. Resposta: Certa 37) (CESPE . A LRF determina que reestimativa de receita por parte do Poder Legislativo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal.br 28 . Quanto à elaboração de créditos com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada.MPU .2009) A programação financeira e o cronograma da execução mensal de desembolsos serão publicados como anexo da LOA. Resposta: Errada 36) (CESPE – Analista .INMETRO – 2009) É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. Logo. nos termos em que dispuser a LDO. não há exceções.2010) É facultado ao Poder Legislativo reestimar receita. ICMS/RJ.pontodosconcursos.TCE/RN .Assessor Técnico de Controle e Administração . o Poder Executivo estabelecerá a programação financeira e o cronograma de execução mensal de desembolso.

Planejamento e Execução Orçamentária .br 29 . da Saúde . Resposta: Certa 39) (CESPE . e as receitas que as atenderão. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES financeira e o cronograma da execução mensal de desembolso não são anexos da LOA. definido com base na receita corrente líquida. serão www. cuja forma de utilização e montante. ainda que em exercício diverso daquele em que ocorrer o ingresso. Resposta: Errada 38) (CESPE – Analista Judiciário – Administração . A LRF dispõe que os recursos legalmente vinculados à finalidade específica serão utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculação. Ainda. O artigo 5º da LRF determina que constarão da LOA todas as despesas relativas à dívida pública. ainda que em exercício diverso daquele em que ocorrer o ingresso. O projeto de lei orçamentária anual conterá reserva de contingência. mas também os refinanciamentos e respectivas prorrogações.TRE/BA – 2010) Os recursos legalmente vinculados a uma finalidade específica devem ser utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculação. ICMS/RJ.FINEP . mobiliária ou contratual.Min.2009) A reserva de contingência se destina exclusivamente ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos.com. Resposta: Certa 40) (CESPE – Analista – Finanças e Contabilidade .2008) Integram a lei orçamentária e suas alterações não apenas a concessão de empréstimos e financiamentos.pontodosconcursos. FGV E CESPE ICMS/DF.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. tem-se que o refinanciamento da dívida pública constará separadamente na lei orçamentária e nas de crédito adicional.

no entanto. sendo composta pelo orçamento fiscal. Resposta: Certa 43) (Universa-Analista de Gestão Educacional-Administrador-SEPLAG/DF2010) Algumas características podem ser consideradas como peculiares à elaboração e à execução orçamentária no Brasil. FGV E CESPE ICMS/DF. consiste no bloqueio de despesas previstas na LOA. orçamento da seguridade social e orçamento de investimentos (ou investimentos das estatais).br 30 . Resposta: Errada 42) (Universa .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.Analista de Planejamento e Orçamento .SEPLAG/DF . As despesas www. A limitação de empenho. estimulando a negociação política entre o Poder Executivo e os parlamentares. na lei orçamentária.pontodosconcursos. usualmente usada como sinônimo de contingenciamento. Uma dessas características é que os contingenciamentos têm sido decretados com frequência. É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. dotações ilimitadas.FINEP . sendo admitidas. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. ICMS/RJ.com. Resposta: Certa 41) (CESPE – Analista – Administração . A Lei Orçamentária Anual é o instrumento pelo qual o poder público prevê a arrecadação de receitas e fixa a realização de despesas para o período de um ano. da seguridade social e de investimentos das estatais. É um procedimento empregado pela Administração para assegurar o equilíbrio entre a execução das despesas e a disponibilidade efetiva de recursos.2009) A Lei Orçamentária anual é composta pelos orçamentos fiscal. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES estabelecidos na LDO.2009) É vedado consignar. crédito com finalidade imprecisa.

que as libera ou não dependendo da sua conveniência. Resposta: Errada 46) (Universa .com. com a própria LRF. ICMS/RJ.Analista de Planejamento e Orçamento . FGV E CESPE ICMS/DF.º 101.2009) A Lei Orçamentária Anual deve ter compatibilidade com o plano plurianual. o Projeto da LOA deve ser elaborado de forma compatível com o PPA e com a LDO e.Analista de Planejamento e Orçamento . Não é utilizado em caso de atrasos nos prazos constitucionais de tramitação da proposta orçamentária. de 2000.Analista de Gestão Educacional-Administrador -SEPLAG/DF2010) Se o Poder Legislativo receber com atraso a proposta orçamentária no prazo constitucional. Segundo o art.pontodosconcursos. os quais querem ver suas bases eleitorais atendidas na execução orçamentária e financeira. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES são bloqueadas a critério do governo. naturalmente. as dotações serão contingenciadas até a conversão dela em lei.2009) A LOA não pode consignar dotação para investimento de duração superior a um exercício financeiro e não previsto no plano plurianual ou lei que o autorize. www.SEPLAG/DF .º da LRF.SEPLAG/DF . e como a liberação depende da conveniência da Administração.br 31 . Resposta: Certa 44) (Universa .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. 5. O contingenciamento é um procedimento empregado pela Administração para assegurar o equilíbrio entre a execução das despesas e a disponibilidade efetiva de recursos. Resposta: Certa 45) (Universa. com a lei de diretrizes orçamentárias e com a Lei Complementar n. estimula a negociação política entre o Poder Executivo e os parlamentares. Os contingenciamentos têm sido decretados com frequência.

com.br 32 . para isso. Resposta: Errada 48) (Universa-Analista de Gestão Educacional-Administrador-SEPLAG/DF2010) Um investimento a ser iniciado e concluído em 2011 estará sujeito à inclusão no PPA. Resposta: Certa 47) (Universa .Economista . A lei orçamentária não consignará dotação para investimento com duração superior a um exercício financeiro que não esteja previsto no PPA ou em lei que autorize a sua inclusão. É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada.Analista de Planejamento e Orçamento .pontodosconcursos.Analista de Gestão Educacional-Administrador -SEPLAG/DF2010) A lei de diretrizes orçamentárias (LDO) tem um papel integrador entre o www.SEPLAG/DF . Resposta: Errada 49) (Universa . FGV E CESPE ICMS/DF. ser alterado. Um investimento a ser iniciado e concluído em 2011 não necessita estar no PPA. A LRF determina que a LDO contenha Anexo de Riscos Fiscais.Terracap . ICMS/RJ.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. que pode.2009) A LOA não pode consignar crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. Resposta: Certa 50) (Universa. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A lei orçamentária não consignará dotação para investimento com duração superior a um exercício financeiro que não esteja previsto no plano plurianual ou em lei que autorize a sua inclusão.2010) A LRF determina que a LOA conterá Anexo de Riscos Fiscais.

tem seus investimentos contemplados no orçamento de investimentos das estatais. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES plano plurianual (PPA) e a LOA. Sua relevância reside no fato de ter conseguido diminuir a distância entre o plano estratégico e as LOAs. que www.SEPLAG/DF . A LDO surgiu almejando ser o elo entre o planejamento estratégico (PPA) e o planejamento operacional (LOA). sobre as receitas e despesas. subsídios e benefícios de natureza financeira. o projeto de lei orçamentária anual. tributária e creditícia. denominadas de estatais não dependentes.2010) As empresas estatais que não dependem de recursos dos orçamentos fiscal e da seguridade social não precisam submeter a aprovação de suas aplicações ao Congresso Nacional.br 33 .Analista de Planejamento e Orçamento . As empresas estatais que não dependem de recursos dos orçamentos fiscal e da seguridade social. FGV E CESPE ICMS/DF. destacando da programação plurianual as prioridades e as metas para cada exercício. Segundo o art. decorrente de isenções. ICMS/RJ.pontodosconcursos. 5. anistias. elaborado de forma compatível com o plano plurianual e com a lei de diretrizes orçamentárias será acompanhado do demonstrativo regionalizado do efeito.2009) O projeto da LOA deverá ser acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito. as quais dificilmente conseguiam incorporar as diretrizes dos planejamentos estratégicos existentes antes da CF/1988. Resposta: Certa 51) (Universa .º da LRF. subsídios e benefícios de natureza financeira. bem como das medidas de compensação a renúncias de receita e ao aumento de despesas obrigatórias de caráter continuado. tributária e creditícia. Resposta: Certa 52) (Universa – Técnico em Gestão – MPE/GO .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. remissões. remissões. sobre as receitas e despesas. anistias. decorrente de isenções.com.

pontodosconcursos. inclusive da corrente líquida. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. A reestimativa de receita por parte do Poder Legislativo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal. inclusive da corrente líquida. Resposta: Errada 54) (FGV . FGV E CESPE ICMS/DF. precisam submeter a aprovação de suas aplicações ao Congresso Nacional. e as respectivas memórias de cálculo. Resposta: Errada 53) (FGV – APO/PE . no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias.2008) A reestimativa de receita por parte do Poder Executivo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal.br 34 . o Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. ICMS/RJ.com. com as respectivas memórias de cálculo. www.Analista de Controle Interno/PE .2008) O Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. dispõe sobre as alterações tributárias e define a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES compõe a LOA.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece as metas e prioridades da administração pública. Logo.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. Consoante a LRF. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias. Resposta: Certa 55) (FGV .

2008) As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais. considerarão os efeitos das alterações na legislação. www. constará na Lei Orçamentária Anual. FGV E CESPE ICMS/DF. serão estabelecidos na Lei de Diretrizes Orçamentárias. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES A LDO (e não a LRF) estabelece as metas e prioridades da administração pública.Senado . No entanto. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. o Plano Plurianual é o instrumento de planejamento do Governo Federal que estabelece.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Resposta: Errada 58) (FGV – APO/PE . dispõe sobre as alterações tributárias e define a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento. definido com base na receita corrente líquida. Resposta: Errada 56) (FGV – Consultor Orçamentário .com. de forma regionalizada. A LRF estabelece normas visando à obediência a limites e condições no que tange à dívidas consolidada e mobiliária. as diretrizes. objetivos e metas da Administração Pública Federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. A Lei Orçamentária Anual conterá reserva de contingência.pontodosconcursos. ICMS/RJ. cuja forma de utilização e montante.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece as metas do planejamento governamental para as despesas de capital e outras delas decorrentes.br 35 .2008) A Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá a reserva de contingência cuja forma de utilização e montante. da variação do índice de preços e do crescimento econômico. Resposta: Errada 57) (FGV . definido com base na receita corrente líquida. fixando limites para o endividamento.

aqueles provenientes de aumento de participação acionária. no último caso. excluídos. a sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença. Já empresa estatal dependente a empresa controlada que receba do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital. no último caso. as previsões de receita observarão as normas técnicas e legais.pontodosconcursos.2008) As despesas relativas à dívida pública. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem. e como empresa estatal dependente. o Distrito Federal e cada Município. direta ou indiretamente. entende-se como ente da Federação a União. Empresa controlada é a sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença. a ente da Federação. www. direta ou indiretamente. ICMS/RJ. Resposta: Certa 59) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . empresa controlada que receba do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital.2008) Para os efeitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. Resposta: Errada 60) (FGV – Analista de Controle Interno/PE . e as receitas que as atenderão. mobiliária ou contratual e as receitas que as atenderão não constarão da lei orçamentária anual. o Distrito Federal e cada Município. considerarão os efeitos das alterações na legislação. FGV E CESPE ICMS/DF. da variação do índice de preços. e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas. Consoante a LRF. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Consoante o art. cada Estado. entende-se como ente da Federação a União. como empresa controlada. a ente da Federação. cada Estado. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. A LRF determina ainda que constarão da LOA todas as despesas relativas à dívida pública. excluídos.br 36 .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. 12 da LRF. mobiliária ou contratual.com.

serão estabelecidos na LDO. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. resultados nominal e primário e montante da dívida pública. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes. Já a LOA que conterá a reserva de contingência.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. a fixação das despesas e as metas de resultado primário e nominal. resultados nominal e primário e montante da dívida pública. Resposta: Errada 62) (FGV . em que serão estabelecidas metas anuais. em que serão estabelecidas metas anuais. bem como define os parâmetros para o cálculo da reserva de contingência. Resposta: Errada www. Resposta: Certa 61) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . relativas a receitas. FGV E CESPE ICMS/DF. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes. Integrará o projeto de lei de diretrizes orçamentárias o Anexo de Metas Fiscais. cuja forma de utilização e montante. em valores correntes e constantes. A LRF determina a lei que vai estabelecêlas. despesas. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES aqueles provenientes de aumento de participação acionária. em valores correntes e constantes. definido com base na receita corrente líquida. despesas.2008) Não integrará o projeto de lei de diretrizes orçamentárias Anexo de Metas Fiscais. relativas a receitas.com. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes. resultados nominal e primário e montante da dívida pública.pontodosconcursos.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece a previsão das receitas. em valores correntes e constantes. O Anexo de Metas Fiscais da LDO é que estabelece metas anuais. relativas a receitas. A LRF não estabelece as metas. ICMS/RJ. despesas.br 37 .

Resposta: Errada 64) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . A LRF dispõe. à lei orçamentária anual e à execução orçamentária e cumprimento das metas. FGV E CESPE ICMS/DF. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Resposta: Certa www. as diretrizes. e as respectivas memórias de cálculo. o Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. e as respectivas memórias de cálculo. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias. entre outros. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. inclusive da corrente líquida. objetivos. objetivos e metas da Administração Pública Federal para as despesas de capital e outras delas decorrentes e para as relativas aos programas de duração continuada. Consoante a LRF.com.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece diretrizes. metas e programas de duração continuada para o exercício financeiro e para os dois exercícios seguintes. O Plano Plurianual é o instrumento de planejamento do Governo Federal que estabelece.pontodosconcursos. inclusive da corrente líquida. sobre a LOA e sobre execução orçamentária e cumprimento das metas.2008) O Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. ICMS/RJ. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 63) (FGV . de forma regionalizada. sobre a LDO. Resposta: Certa 65) (FGV – Fiscal de Rendas – ICMS/RJ – 2010) A LRF fixa regras atinentes à lei de diretrizes orçamentárias.br 38 .

a avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior.pontodosconcursos.br 39 . Neste último caso. FGV E CESPE ICMS/DF. Resposta: Errada 67) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . cuja forma de utilização e montante. o montante da Reserva de Contingência. ICMS/RJ. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 66) (FGV – Economista – BADESC – 2010) É vedada a concessão ou utilização de créditos. Resposta: Certa 68) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . O Anexo de Metas Fiscais conterá. não serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos.2008) As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais.com. serão estabelecidos na LDO. definido com base na receita corrente líquida. A LOA conterá reserva de contingência. entre outros.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. www.2008) O instrumento legal que fixa. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas.2008) O Anexo de Metas Fiscais. é a Lei de Diretrizes Orçamentárias. É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. considerarão os efeitos das alterações na legislação. da variação do índice de preços e do crescimento econômico. quando elaborado. não conterá a avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior. em percentual da Receita Corrente Líquida. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. Resposta: Errada 69) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ .

objetivos e metas da administração pública federal para as despesas de custeio e de capital e outras delas decorrentes. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem. a lei complementar que instituir o plano plurianual estabelecerá. Resposta: Errada 70) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . 12 da LRF. as previsões de receita observarão as normas técnicas e legais. as diretrizes. FGV E CESPE ICMS/DF.br 40 . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Consoante o art.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. No âmbito federal. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. considerarão os efeitos das alterações na legislação. e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas. da variação do índice de preços. controles. Resposta: Errada E assim terminamos a aula 1. Forte abraço! Sérgio Mendes www. exceções e seguridade social.2008) No âmbito federal. tratando de Receita Corrente Líquida e Despesas com Pessoal: limites. bem como para as relativas aos demais programas de duração continuada ou não. as diretrizes. bem como para as relativas aos demais programas de duração continuada (apenas essas). ICMS/RJ. de forma regionalizada. objetivos e metas da administração pública federal para as despesas de capital (não é todo custeio) e outras delas decorrentes. de forma regionalizada. Na próxima aula continuaremos com a LRF.com. a lei ordinária que instituir o plano plurianual estabelecerá.pontodosconcursos.

comparando-as com as fixadas nos três exercícios anteriores. I – conterá. em anexo. • dos demais fundos públicos e programas estatais de natureza atuarial. A avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior. A LOA: Deve ter seu projeto elaborado de forma compatível com o PPA e a LDO. caso se concretizem. informando as providências a serem tomadas. Normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos.pontodosconcursos. Demonstrativo da estimativa e compensação da renúncia de receita e da margem de expansão das despesas obrigatórias de caráter continuado. resultados nominal e primário e montante da dívida pública. FGV E CESPE ICMS/DF. relativas a receitas. também nos últimos três exercícios. despesas. A LDO DISPORÁ SOBRE: Equilíbrio entre receitas e despesas. caso a realização da receita possa não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal previstas. Evolução do patrimônio líquido. ICMS/RJ. em valores correntes e constantes. destacando a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. www. instruído com memória e metodologia de cálculo que justifiquem os resultados pretendidos. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES MEMENTO I SEGUNDO A LRF. Demonstrativo das metas anuais. sobre as receitas e despesas. SEGUNDO A LRF. Critérios e forma de limitação de empenho. Demais condições e exigências para transferências de recursos a entidades públicas e privadas. demonstrativo da compatibilidade da programação dos orçamentos com os objetivos e metas constantes do anexo de metas fiscais da LDO. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes.com. e evidenciando a consistência delas com as premissas e os objetivos da política econômica nacional. Integrará o PLDO o Anexo de Metas Fiscais que conterá: As metas anuais. II – será acompanhado do demonstrativo regionalizado do efeito.br 41 . Integrará o PLDO o Anexo de Riscos Fiscais Onde serão avaliados os passivos contingentes e outros riscos capazes de afetar as contas públicas. Avaliação da situação financeira e atuarial: • dos regimes geral de previdência social e próprio dos servidores públicos e do FAT.

os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. é uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertence. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES decorrente de isenções.com. os www. LIMITAÇÃO DE EMPENHO E MOVIMENTAÇÃO FINANCEIRA Se verificado. Não segue a LRF. Segue a LRF. EMPRESA ESTATAL DEPENDENTE É uma empresa controlada. anistias. remissões. ICMS/RJ. a ente da Federação. subsídios e benefícios de natureza financeira. REESTIMATIVA E PUBLICAÇÃO O Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. tributária e creditícia.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. III – conterá reserva de contingência.pontodosconcursos. no caso das despesas de capital. caso receba apenas recursos provenientes de aumento de participação acionária. cuja forma de utilização e montante. FGV E CESPE ICMS/DF. que recebe do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital. PREVISÃO As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais e considerarão: os efeitos das alterações na legislação. bem como das medidas de compensação a renúncias de receita e ao aumento de despesas obrigatórias de caráter continuado. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias. serão estabelecidos na LDO. do crescimento econômico ou de qualquer outro fator relevante e serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. integrará o Orçamento Fiscal e da Seguridade Social. mobiliária ou contratual. não será considerada estatal dependente. destinada ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. integrará o Orçamento de Investimentos. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem. Se for não dependente.br 42 . ou seja. ao final de um bimestre. da variação do índice de preços. Reestimativa de receita por parte do Poder Legislativo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal. que a realização da receita poderá não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no Anexo de Metas Fiscais. Sendo estatal dependente. direta ou indiretamente. definido com base na receita corrente líquida. Constarão todas as despesas relativas à dívida pública. e as respectivas memórias de cálculo. e as receitas que as atenderão. inclusive da corrente líquida. e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas. Porém. O refinanciamento da dívida pública constará separadamente na LOA e nas de crédito adicional. Sendo que.

segundo os critérios da LDO. inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. Não serão objeto de limitação as despesas que constituam obrigações constitucionais e legais do ente. para que obtenha o resultado primário necessário à recondução da dívida ao limite. ICMS/RJ. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES Poderes e o Ministério Público promoverão. FGV E CESPE ICMS/DF. nos 30 dias subsequentes. e as ressalvadas pela LDO. por ato próprio e nos montantes necessários.br 43 . A limitação de empenho também será promovida pelo ente que ultrapassar o limite para a dívida consolidada.com. www. ainda que parcial. a recomposição das dotações cujos empenhos foram limitados dar-se-á de forma proporcional às reduções efetivadas. No caso de restabelecimento da receita prevista.pontodosconcursos. limitação de empenho e movimentação financeira.

além de opcional.com.Assessor Técnico de Controle e Administração .Analista Judiciário . seja utilizado como fonte de recursos para a aprovação de emendas parlamentares.MPU . julgue o item que se segue.pontodosconcursos.2009) Em relação à limitação de empenho e movimentação financeira. votação e aprovação do orçamento público. a reserva de contingência terá o seu montante fixado na LPPA. discriminado o valor de cada exercício financeiro. depois de aprovados pelo Poder Legislativo. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES LISTA DE QUESTÕES COMENTADAS NESTA AULA 1) (CESPE – Analista Técnico Administrativo – DPU – 2010) Metas fiscais são valores projetados para o exercício financeiro e que. 5) (CESPE .TRT. servem de parâmetro para a elaboração e a execução do orçamento. da inflação e do crescimento econômico do país.2010) Para a previsão da receita que fará parte do orçamento federal. FGV E CESPE ICMS/DF. também denominado processo orçamentário.2009) O ciclo orçamentário. isto é. (CESPE .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. não serão objeto de limitação as despesas que www. Com relação ao período de discussão. segundo critérios estabelecidos na LDO. desde sua concepção até sua apreciação final. 3) (CESPE . 4) A LRF não permite que o produto da reestimativa da receita orçamentária. Para obrigar os gestores a ampliar os horizontes do planejamento. feita no âmbito do Poder Legislativo. em percentual da receita corrente líquida.Técnico de Orçamento . ICMS/RJ. devem ser considerados os efeitos das alterações na legislação. o exercício a que se referem e os dois seguintes.TCE/RN .br 44 . corresponde ao período de tempo em que se processam as atividades típicas do orçamento público.17ª Região . 2) (CESPE – Analista Técnico Administrativo – DPU – 2010) A partir da LRF. as metas devem ser projetadas para os próximos três anos. e os seus recursos serão destinados exclusivamente ao atendimento dos passivos contingentes relacionados no anexo de riscos fiscais da LDO.

8) (CESPE .Administração e Planejamento. no prazo de noventa dias após o encerramento de cada semestre. Nesse sentido. FGV E CESPE ICMS/DF.pontodosconcursos.Analista Ambiental . Se verificado.MMA .com. creditícia e cambial deve ser apresentada pelo Banco Central do Brasil em reunião conjunta das comissões temáticas pertinentes do Congresso Nacional. Se. que não incluem o pagamento do serviço da dívida. o Ministério Público deve promover. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES constituam obrigações constitucionais e legais do ente. por ato próprio. 7) (CESPE . inclusive aquelas destinadas ao pagamento do serviço da dívida.Gestão Econômico-Financeira e de Custos.MPU . limitação de empenho e movimentação financeira. que a realização da receita pode não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal. www. do crescimento econômico e de qualquer outro fator relevante. deve-se proceder ao bloqueio parcial de uma série de despesas.Min. constantes do projeto de lei orçamentária.br 45 . que constituem uma das etapas do processo orçamentário. no entanto.MMA . devem considerar os efeitos das alterações na legislação. da Saúde.2008) Sabe-se que todos os Poderes devem respeitar as metas fiscais relacionadas na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO). da variação dos índices de preços. ICMS/RJ. o comportamento da receita pública demonstrar que as metas não serão atingidas.Analista de Economia . é relevante levar em conta. 9) (CESPE. as alterações de alíquotas.Analista Ambiental. 6) (CESPE .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. as desonerações fiscais e a concessão de créditos tributários. ao final da avaliação.Política e Gestão .2008) A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) determina que as autorizações de despesas.2008) As alterações da legislação tributária são parâmetros adotados para se definirem as estimativas de arrecadação. entre outros aspectos.2010) A avaliação do cumprimento dos objetivos e metas das políticas monetária.

12) (CESPE . seja por excesso de dívida. que servirão de parâmetro para a limitação do empenho e da movimentação financeira. Contingenciando-se as dotações orçamentárias. a impossibilidade de arrecadação da receita prevista no exercício.STJ .TCU . 11) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Quando for necessário promover a limitação de empenho.Técnico Administrativo .br 46 .MPU . das compras e das obras.2009) Constatando-se. durante a execução orçamentária.2008) O princípio do equilíbrio orçamentário é o parâmetro para a elaboração da LOA. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 10) (CESPE . seja por insuficiência de receita.pontodosconcursos.Analista Judiciário . após a aprovação e publicação do orçamento.com. consequentemente. 14) (CESPE .Analista Judiciário . FGV E CESPE ICMS/DF.Administrativo .2008) A programação da despesa é necessária para compatibilizar os fluxos de desembolsos com o ciclo de realização dos serviços. não podem ser efetuados os empenhos correspondentes nem.2010) O Poder Executivo deve desdobrar as receitas previstas em metas bimestrais de arrecadação. e com o comportamento da arrecadação. www. poderá haver frustração da arrecadação. o qual prescreve que os valores fixados para a realização das despesas deverão ser compatíveis com os valores previstos para a arrecadação das receitas. a alternativa de que dispõe o governo para cumprir a programação aprovada é a obtenção de empréstimos a título de antecipação da receita orçamentária. 13) (CESPE . Contudo.TJDFT . ICMS/RJ. a LDO pode autorizar os poderes da República a excluir da limitação a totalidade dos recursos previstos para tipos de despesa específicos. as respectivas programação e liberações de recursos. tornando-se necessário limitar as despesas para adequá-las aos recursos arrecadados.Controle Interno .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.TFCE .

www. ICMS/RJ.2010) Os valores correspondentes ao pagamento de precatórios judiciais não devem ser incluídos no anexo de riscos fiscais.Analista Ambiental .2008) De acordo com a LRF.com.pontodosconcursos.2008) A limitação do empenho é uma das medidas que deve ser adotada pelo ente federativo que exceder o limite da dívida consolidada. 18) (CESPE – Analista Administrativo – ANEEL – 2010) A LDO dispõe acerca das normas relativas ao controle de custos e à avaliação dos resultados dos programas financiados com recursos dos orçamentos. julgue o item a seguir. 17) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Não estão sujeitas a limitação de empenho e movimentação financeira as despesas relativas às atividades dos Poderes Legislativo e Judiciário e do Ministério Público da União. FGV E CESPE ICMS/DF.br 47 . mesmo que se refiram ao exercício de que trata a LDO. Acerca da elaboração da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) no âmbito da União. ainda que se verifique. 20) (CESPE .MPU . que a realização da receita possa não comportar o cumprimento das metas de resultado primário ou nominal estabelecidas no anexo de metas fiscais. ao final de um bimestre.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.Técnico de Controle Interno . 16) (CESPE . as despesas destinadas ao pagamento do serviço da dívida não serão objeto de limitação. exceto no caso de frustração da arrecadação caracterizada por ser a estimativa atualizada da receita inferior à receita estimada na própria proposta orçamentária. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 15) (CESPE . no anexo de metas fiscais.Contador .MMA . 19) (CESPE – Contador – DPU – 2010) As disposições relativas às alterações na legislação tributária para o exercício subsequente devem constar detalhadamente da LDO.Ministério dos Esportes .

br 48 . www. 23) (CESPE – Inspetor de Controle Externo – TCE/RN – 2009) As metas fiscais constantes da LDO devem ter o seu efeito obrigatoriamente regionalizado. obrigatoriamente.2010) A LDO deve conter as metas fiscais para o exercício a que se referir e para os dois seguintes. o planejamento governamental não foi afetado pela aprovação da LRF.MPU .° 101/2000 (LRF). avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior.Técnico de Orçamento .MPU .2010) Segundo a LRF.pontodosconcursos. 24) (CESPE .MPU .2010) De acordo com a Lei Complementar n. enquadra-se no conceito de empresa controlada. 28) (CESPE – Gestão de orçamento e finanças – IPEA – 2008) Para efeitos da LRF.2010) No que se refere à elaboração do PPA.Técnico de Controle Interno . cabe à LDO discipl inar o equilíbrio entre as receitas e as despesas. direta ou indiretamente.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 21) (CESPE .MPU .ANTAQ – 2009) A avaliação da evolução do patrimônio líquido por unidade administrativa é parte integrante da lei de diretrizes orçamentárias. integrarão o projeto da LDO um anexo de metas fiscais e outro de riscos fiscais. FGV E CESPE ICMS/DF. destacando-se a origem e a aplicação dos recursos obtidos com a alienação de ativos. ICMS/RJ. a um município. uma sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença.Analista de Orçamento . mas deve também incluir.com. 22) (CESPE . 26) (CESPE – Inspetor de Controle Externo – TCE/RN – 2009) Os riscos fiscais que devem ser incluídos em anexo da LDO abrangem os riscos orçamentários e os riscos da dívida.Técnico de Controle Interno . 27) (CESPE . 25) (CESPE – Analista .

br 49 .com.Analista de Orçamento .MPU . ICMS/RJ. comoção intestina ou calamidade pública.MPU . salvo em caso de guerra. FGV E CESPE ICMS/DF. 34) (CESPE . 30) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativa – TRE/MT – 2010) Com o objetivo de atingir os resultados previstos na LDO e impedir a assunção de compromissos sem respaldo financeiro.Analista de Controle Interno . 32) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativo – STM . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 29) (CESPE . 31) (CESPE – Analista Judiciário – Administrativa – TRE/MA – 2009) A reserva de contingência deve ser constituída exclusivamente para o pagamento de restos a pagar que excederem as disponibilidades de caixa ao final do exercício e o atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos.Analista de Economia .MPU .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. no caso de frustração da receita estimada no orçamento. entre outras medidas.2011) O Poder Legislativo de cada ente não pode reestimar a receita prevista na proposta orçamentária encaminhada pelo Poder Executivo. pois é possível contornar o problema por meio de empréstimos junto a instituições financeiras. www.2010) A Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) instituiu novas regras e funções para a LDO que vão além daquelas contidas na CF. como a exigência de equilíbrio entre receita e despesa e formas de limitar empenho. 33) (CESPE . não há necessidade de limitação de empenho e movimentação financeira.2010) A lei de diretrizes orçamentárias dispõe sobre o equilíbrio entre receitas e despesas. bem como sobre os critérios e forma de limitação de empenho.pontodosconcursos.2010) A LDO deverá ser acompanhada por anexos de metas orçamentárias.

2009) A reserva de contingência se destina exclusivamente ao atendimento de passivos contingentes e outros riscos e eventos fiscais imprevistos. na lei orçamentária.TRE/BA – 2010) Os recursos legalmente vinculados a uma finalidade específica devem ser utilizados exclusivamente para atender ao objeto de sua vinculação.FINEP . 42) (Universa . sendo admitidas. em plenário.SEPLAG/DF . da seguridade social e de investimentos das estatais. 38) (CESPE – Analista Judiciário – Administração . 41) (CESPE – Analista – Administração . dotações ilimitadas.Analista de Planejamento e Orçamento .TCE/RN .2010) É facultado ao Poder Legislativo reestimar receita.2009) É vedado consignar. 37) (CESPE . desde que a alteração seja aprovada. por maioria absoluta de votos.pontodosconcursos. no entanto. ICMS/RJ.INMETRO – 2009) É vedado consignar na lei orçamentária crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada. 36) (CESPE – Analista . 40) (CESPE – Analista – Finanças e Contabilidade .Planejamento e Execução Orçamentária .FINEP . mas também os refinanciamentos e respectivas prorrogações.2009) A Lei Orçamentária anual é composta pelos orçamentos fiscal. ainda que em exercício diverso daquele em que ocorrer o ingresso. 39) (CESPE .2008) Integram a lei orçamentária e suas alterações não apenas a concessão de empréstimos e financiamentos.Assessor Técnico de Controle e Administração . da Saúde .2009) A programação financeira e o cronograma da execução mensal de desembolsos serão publicados como anexo da LOA. www. FGV E CESPE ICMS/DF. crédito com finalidade imprecisa.br 50 .MPU .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.Analista Administrativo .Min. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 35) (CESPE .com.

Analista de Planejamento e Orçamento .Analista de Gestão Educacional-Administrador -SEPLAG/DF2010) A lei de diretrizes orçamentárias (LDO) tem um papel integrador entre o www. que pode. 48) (Universa-Analista de Gestão Educacional-Administrador-SEPLAG/DF2010) Um investimento a ser iniciado e concluído em 2011 estará sujeito à inclusão no PPA. Uma dessas características é que os contingenciamentos têm sido decretados com frequência.º 101. 45) (Universa. FGV E CESPE ICMS/DF.Analista de Planejamento e Orçamento .2010) A LRF determina que a LOA conterá Anexo de Riscos Fiscais.SEPLAG/DF . as dotações serão contingenciadas até a conversão dela em lei. 49) (Universa .SEPLAG/DF .br 51 . estimulando a negociação política entre o Poder Executivo e os parlamentares.SEPLAG/DF .2009) A LOA não pode consignar crédito com finalidade imprecisa ou com dotação ilimitada.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. 50) (Universa.2009) A Lei Orçamentária Anual deve ter compatibilidade com o plano plurianual. ICMS/RJ. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 43) (Universa-Analista de Gestão Educacional-Administrador-SEPLAG/DF2010) Algumas características podem ser consideradas como peculiares à elaboração e à execução orçamentária no Brasil.Terracap . 46) (Universa .Economista . de 2000. ser alterado. para isso.com. 47) (Universa . com a lei de diretrizes orçamentárias e com a Lei Complementar n.Analista de Planejamento e Orçamento .Analista de Gestão Educacional-Administrador -SEPLAG/DF2010) Se o Poder Legislativo receber com atraso a proposta orçamentária no prazo constitucional.2009) A LOA não pode consignar dotação para investimento de duração superior a um exercício financeiro e não previsto no plano plurianual ou lei que o autorize. 44) (Universa .

destacando da programação plurianual as prioridades e as metas para cada exercício. remissões. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. 53) (FGV – APO/PE . FGV E CESPE ICMS/DF.com. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias.2008) O Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. subsídios e benefícios de natureza financeira. ICMS/RJ.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece as metas e prioridades da administração pública. sobre as receitas e despesas. 51) (Universa . com as respectivas memórias de cálculo.pontodosconcursos. 55) (FGV .SEPLAG/DF . 52) (Universa – Técnico em Gestão – MPE/GO . 54) (FGV . www. tributária e creditícia.Analista de Planejamento e Orçamento .Senado . anistias.br 52 . 56) (FGV – Consultor Orçamentário . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES plano plurianual (PPA) e a LOA.2010) As empresas estatais que não dependem de recursos dos orçamentos fiscal e da seguridade social não precisam submeter a aprovação de suas aplicações ao Congresso Nacional.Analista de Controle Interno/PE . definido com base na receita corrente líquida.2008) A Lei de Diretrizes Orçamentárias conterá a reserva de contingência cuja forma de utilização e montante. dispõe sobre as alterações tributárias e define a política de aplicação das agências financeiras oficiais de fomento.2009) O projeto da LOA deverá ser acompanhado de demonstrativo regionalizado do efeito. decorrente de isenções.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. inclusive da corrente líquida. constará na Lei Orçamentária Anual.2008) A reestimativa de receita por parte do Poder Executivo só será admitida se comprovado erro ou omissão de ordem técnica ou legal.

60) (FGV – Analista de Controle Interno/PE .Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece a previsão das receitas. mobiliária ou contratual e as receitas que as atenderão não constarão da lei orçamentária anual. 59) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . como empresa controlada. 62) (FGV . FGV E CESPE ICMS/DF. excluídos. considerarão os efeitos das alterações na legislação. entende-se como ente da Federação a União. www. relativas a receitas. a ente da Federação. em valores correntes e constantes.2008) Para os efeitos da Lei de Responsabilidade Fiscal. em que serão estabelecidas metas anuais. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 57) (FGV . ICMS/RJ.br 53 . direta ou indiretamente. o Distrito Federal e cada Município. a sociedade cuja maioria do capital social com direito a voto pertença.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece as metas do planejamento governamental para as despesas de capital e outras delas decorrentes.2008) As despesas relativas à dívida pública. 61) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ .2008) As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais. a fixação das despesas e as metas de resultado primário e nominal. fixando limites para o endividamento.com. cada Estado. despesas.pontodosconcursos. no último caso. 58) (FGV – APO/PE .CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. aqueles provenientes de aumento de participação acionária. resultados nominal e primário e montante da dívida pública. da variação do índice de preços e do crescimento econômico. e como empresa estatal dependente. bem como define os parâmetros para o cálculo da reserva de contingência. para o exercício a que se referirem e para os dois seguintes. empresa controlada que receba do ente controlador recursos financeiros para pagamento de despesas com pessoal ou de custeio em geral ou de capital.2008) Não integrará o projeto de lei de diretrizes orçamentárias Anexo de Metas Fiscais.

65) (FGV – Fiscal de Rendas – ICMS/RJ – 2010) A LRF fixa regras atinentes à lei de diretrizes orçamentárias. 67) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . e as respectivas memórias de cálculo. no mínimo trinta dias antes do prazo final para encaminhamento de suas propostas orçamentárias. 64) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ .2008) O instrumento legal que fixa. os estudos e as estimativas das receitas para o exercício subsequente. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 63) (FGV . www. não conterá a avaliação do cumprimento das metas relativas ao ano anterior.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. 66) (FGV – Economista – BADESC – 2010) É vedada a concessão ou utilização de créditos. é a Lei de Diretrizes Orçamentárias. o montante da Reserva de Contingência.Analista Financeiro – BADESC – 2010) A LRF estabelece diretrizes. à lei orçamentária anual e à execução orçamentária e cumprimento das metas.2008) O Poder Executivo de cada ente colocará à disposição dos demais Poderes e do Ministério Público. da variação do índice de preços e do crescimento econômico. da projeção para os dois seguintes àquele a que se referirem e da metodologia de cálculo e premissas utilizadas.2008) As previsões de receita observarão as normas técnicas e legais.pontodosconcursos. quando elaborado. metas e programas de duração continuada para o exercício financeiro e para os dois exercícios seguintes. objetivos.2008) O Anexo de Metas Fiscais. FGV E CESPE ICMS/DF. 69) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . inclusive da corrente líquida. Neste último caso.com. ICMS/RJ. 68) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ . não serão acompanhadas de demonstrativo de sua evolução nos últimos três anos. considerarão os efeitos das alterações na legislação. em percentual da Receita Corrente Líquida.br 54 .

de forma regionalizada. as diretrizes.com.br 55 . www. a lei complementar que instituir o plano plurianual estabelecerá. bem como para as relativas aos demais programas de duração continuada ou não.pontodosconcursos. SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES 70) (FGV – Auditor Substituto de Conselheiro – TCM/RJ .2008) No âmbito federal.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA. objetivos e metas da administração pública federal para as despesas de custeio e de capital e outras delas decorrentes. FGV E CESPE ICMS/DF. ICMS/RJ.

br 56 . SENADO E OUTROS TEORIA E 300 QUESTÕES COMENTADAS PROFESSOR: SÉRGIO MENDES GABARITO 1 C 11 C 21 C 31 E 41 E 51 C 61 E 2 E 12 C 22 E 32 E 42 C 52 E 62 E 3 C 13 C 23 E 33 E 43 C 53 E 63 E 4 E 14 E 24 C 34 C 44 C 54 C 64 C 5 C 15 C 25 C 35 E 45 E 55 E 65 C 6 C 16 C 26 C 36 C 46 C 56 E 66 E 7 E 17 C 27 C 37 E 47 E 57 E 67 C 8 E 18 C 28 C 38 C 48 E 58 C 68 E 9 C 19 E 29 C 39 C 49 C 59 E 69 E 10 C 20 C 30 E 40 C 50 C 60 C 70 E www. FGV E CESPE ICMS/DF.com. ICMS/RJ.pontodosconcursos.CURSO ON-LINE – LRF PARA UNIVERSA.