Está en la página 1de 14

www.senado.gov.br/jornal Ano XV — Nº 2.

979/209 — Brasília, 16 a 22 de março de 2009 EDIÇÃO SEMANAL

Plenário vota mais


JOSÉ CRUZ

uma medida para


combater a crise
Tarso Genro (ao centro, entre Luís Paulo Barreto e o senador Eduardo
Azeredo) nega ter usado critério diferente no caso dos cubanos O Senado deve examinar nesta para empresas pagarem impostos,
semana mais uma medida aumentando assim seu capital de
Razões humanitárias provisória destinada a combater giro. Semana passada, debate com
justificaram refúgio a os efeitos da crise financeira no economistas mobilizou senadores,
Brasil. A iniciativa amplia prazos que aprovaram outra MP anticrise.
Battisti, diz Tarso
páginas 6 e 7 páginas 2 e 3

justiça hora extra


Comissão limita benefício da prisão especial Sarney quer ponto eletrônico para servidor
página 4 página 12

cidadania
José Cruz/ABr

Labirintite, um
mal que tira as
pessoas do prumo
Conheça causas,
sintomas e tratamentos
para os problemas que
afetam o labirinto,
parte interna do ouvido,
responsável pela audição
e pelo equilíbrio do
corpo.

página 16

e mais...
ambiente legal 5

agora é lei 9

voz do leitor 15

frases 15

Feira do Livro de Brasília atrai público de todas as idades há 27 edições: tentativa de melhorar o baixo índice de leitura nacional
pergunte ao 15
senador

Mercado editorial sofre redução


de pontos-de-venda e de tiragens
páginas 8 e 9
2 Brasília, 16 a 22 de março de 2009

agenda
Senadores analisam ampliação dos Informação sobre
raça pode entrar em
prazos de pagamento de impostos registros escolares
A Comissão de Educação,
Cultura e Esporte (CE) analisa
Medida provisória aumenta entre cinco e dez dias os prazos de recolhimento dos tributos. Ministério nesta terça-feira relatório
do senador Inácio Arruda
da Fazenda estima que empresas terão R$ 21 bilhões para girar no caixa antes de fazer pagamentos (PCdoB-CE) favorável à
aprovação do projeto de lei da

U
ma das iniciativas ado- A proposta aumenta entre maior prazo para pagamento Segundo o ministro da Fazen- Câmara (PLC 79/09) que cria
tadas pelo governo para cinco e dez dias os prazos de estão o Imposto de Renda Retido da, Guido Mantega, as soluções a obrigatoriedade de inclusão
contornar os efeitos da recolhimento dos tributos para na Fonte (IRRF), Imposto sobre adotadas, juntamente com outras do quesito cor/raça nas fichas
crise financeira mundial, a Me- deixar por mais tempo no caixa Produtos Industrializados (IPI), estabelecidas por MPs de comba- de matrícula e nos dados
dida Provisória (MP) 447/08, das empresas o dinheiro reserva- PIS/Pasep, Contribuição para o te à crise financeira (veja página cadastrais das instituições de
transformada em projeto de lei do a esses pagamentos. Segundo Financiamento da Seguridade 3), possibilitam a manutenção ensino.
de conversão (PLV 1/09), pode- estimativas do Ministério da Social (Cofins) e o recolhimento do atual nível de atividade eco- As informações coletadas,
rá ser votada pelos senadores Fazenda, os novos prazos permi- das contribuições previden- nômica e de investimentos, além observou o senador, serão
na sessão plenária desta terça- tem às empresas girar cerca de ciárias. A MP modifica a Lei da geração de emprego e renda. utilizadas em análises
feira. A MP amplia os prazos R$ 21 bilhões no caixa antes do 8.212/91 (sobre a organização O capital de giro das empresas estatísticas.
de pagamento de impostos e pagamento dos tributos. da Seguridade Social e seu plano brasileiras têm sofrido impacto – Com base na ampliação
contribuições. Entre os tributos que terão de custeio). desde o início da crise. da coleta de dados, será
possível a todos os gestores
de educação do país definir
Projeto de lei garante assistência médica às mães presas ações e políticas afirmativas
e de promoção da igualdade
A pauta do Plenário também Slhessarenko (PT-MT). racial na comunidade escolar

Geraldo Magela
traz o Projeto de Lei da Câmara Pelo PLC, os estabelecimentos – afirmou o senador.
(PLC) 105/03, que dá nova re- penais destinados a mulheres
dação à Lei de Execução Penal serão dotados de berçário, onde
(Lei 7.210/84) para assegurar,
às mães presas e aos recém-
as condenadas possam cuidar
de seus filhos e amamentá-los,
CAE examina fim do
nascidos, condições mínimas no mínimo, até os seis meses contingenciamento de
de assistência, como acompa-
nhamento médico à mulher
de idade. Essas penitenciárias
também deverão ter uma seção
verbas para segurança
no pré-natal e no pós-parto e para gestantes e parturientes Recursos anuais previstos no
atendimento clínico ao bebê. O e outra de creche para abrigar Orçamento da União para a
projeto recebeu parecer favorá- crianças maiores de seis meses segurança pública não poderão
vel na Comissão de Constitui- e menores de sete anos, para mais ser contingenciados, o
Serys Slhessarenko é a relatora na Comissão de Constituição e Justiça do projeto
ção, Justiça e Cidadania (CCJ). assistir a criança desamparada que quer dizer que o governo
de lei da Câmara que assegura acompanhamento médico no pré-natal e pós-parto
A relatora foi a senadora Serys cuja responsável estiver presa. terá que executar toda a
programação de despesa
prevista na lei orçamentária
Plenário debate regras para gestão de cooperativas e recesso forense para o setor, aprovada pelo
Congresso Nacional. É o que
O Plenário pode examinar vamente por assembleia-geral, valem também para a diretoria o texto, ficam compreendidos prevê projeto (PLS 90/07 –
substitutivo ao projeto de lei da terá mandato nunca superior a da cooperativa quando não hou- entre 20 de dezembro e 6 de complementar) do senador
Câmara (PLC 6/03) que institui quatro anos, sendo obrigatória a ver conselho de administração. janeiro, além do período entre Flexa Ribeiro (PSDB-PA) que
novas regras para o funciona- renovação de um terço de seus quarta-feira e o Domingo de deverá ser examinado nesta
mento da administração e do membros. Recesso e feriados Páscoa, da segunda e da terça- terça-feira, pela Comissão de
conselho fiscal das socieda- Esse conselho responderá pela forenses feira de Carnaval e dos dias 11 de Assuntos Econômicos (CAE). O
des cooperativas. Pelo texto, o alta gestão da cooperativa, con- Outro item é o substitutivo ao agosto e 1 e 2 de novembro. O relator, senador Gilvam Borges
conselho de administração das forme a matéria. As regras para PLC 6/07, que trata de feriados projeto acrescenta um feriado – 8 (PMDB-AP), é favorável ao
cooperativas, composto exclusi- a eleição, mandato e renovação forenses, os quais, de acordo com de dezembro, Dia da Justiça. projeto.

comissões plenário
Segunda-feira sões: tipos e organização, competência, ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio
emendamento e relatoria”. Machado Rezende, sobre as diretrizes e Segunda-feira as empresas mantenham em caixa
9h – JURISTAS programas prioritários do Ministério da por mais tempo o dinheiro destinado
CPP – Comissão que vai propor 11h – EDUCAÇÃO Ciência e Tecnologia. 14h – Sessão não-delibera- a esses pagamentos.
anteprojeto de reforma do Código do Livro – O primeiro dos 15 itens em tiva
Processo Penal tem reunião de traba- pauta é o projeto que cria o Programa 10h – CONSTITUIÇÃO E JUSTIÇA Quarta-feira
lho. Na terça-feira, reúne-se no mesmo Cesta Básica do Livro – para garantir Cotas – A comissão realiza debate Terça-feira
horário. um acervo mínimo de livros às famílias sobre projeto de lei da Câmara (PLC 14h – Sessão deliberativa
de estudantes do ensino público funda- 180/08) que reserva 50% das vagas 14h – Sessão deliberativa
Terça-feira mental e médio. em universidades públicas para alunos Impostos – A pauta está tranca- Quinta-feira
e egressos de escolas públicas. Foram da pelo Projeto de Lei de Conversão
10h – ASSUNTOS ECONÔMICOS 11h30 – INFRAESTRUTURA convidados, entre outros, o cientista PLV 1/09 (proveniente da Medida 14h – Sessão deliberativa
IPI – Senadores analisam projeto que Rodovias – Os senadores Fernando político Bolívar Lamounier; o doutor em Provisória 447/08) que aumenta o
isenta produtos escolares do Imposto Collor, Eliseu Resende e Marconi Perillo Geografia Humana Demétrio Magnoli; prazo de pagamento dos impostos e Sexta-feira
sobre Produtos Industrializados (IPI) e participam de audiência no gabinete do o presidente da ONG Nação Mestiça, contribuições federais. Com a medi-
estabelece alíquota zero na contribui- presidente da Câmara dos Deputados, Helderli Castro de Sá Alves; o presidente da, o governo pretende garantir que 9h – Sessão não-deliberativa
ção para o PIS/Pasep e na Contribuição Michel Temer. Os parlamentares trata- do Fórum Afro da Amazônia, Francisco
para Financiamento da Seguridade rão de assuntos pertinentes à tramita- Jhony Rodrigues Silva; a coordenadora
Social (Cofins) sobre a importação e as ção do projeto de lei da Câmara (PLC do Movimento Negro Socialista de
receitas decorrentes da venda desses 18/00) que estabelece os princípios e Santa Catarina, Vera Fávero; e represen- de, para condicionar a obtenção de Quinta-feira
produtos. Ainda na pauta, projeto que as diretrizes para o Sistema Nacional de tantes de ONGs ligadas ao assunto. Na financiamento no âmbito do Sistema
prevê incentivo fiscal ao empregador Viação, aprovado pela comissão. segunda etapa da reunião, os senadores Financeiro da Habitação (SFH) à utili- 10h – RELAÇÕES EXTERIORES
que construir habitação para o em- analisam pauta com 24 itens. zação de energia solar. Outro projeto Indicações – Em análise, as indica-
pregado. Quarta-feira na pauta visa permitir a compensa- ções de Paulo Antonio Pereira Pinto para
11h – ASSUNTOS SOCIAIS ção de débitos previdenciários com a embaixada do Brasil no Azerbaijão;
10h30 – REGIMENTO INTERNO 9h – CIÊNCIA E TECNOLOGIA Energia solar – A comissão analisa créditos referentes a outros tributos Renate Stille, na Nova Zelândia, e Mar-
Comissões – Debate sobre “Comis- Ministro – Audiência pública com o projeto que altera o Estatuto da Cida- federais. cela Maria Nicodemos, na Armênia.
Brasília, 16 a 22 de março de 2009 3

crise
CAE agenda debates sobre

Jonas Pereira
problemas econômicos
A Comissão de Assuntos Eco- Nacional para o Banco Nacional
nômicos (CAE) realizará uma de Desenvolvimento Econômico
série de audiências públicas e Social (BNDES); e a desvalori-
para discutir a crise econômica zação do real.
internacional e seu impacto A pedido de Mercadante, a CAE
sobre a economia brasileira. Um adiou a votação da programação
dos 12 requerimentos aprovados monetária do Banco Central para
pela comissão na terça-feira, o 1º trimestre de 2009. Segundo
do senador Aloizio Mercadante o senador, é necessário ouvir
(PT-SP), convida a ministra Dil- antes o presidente da instituição,
ma Rousseff, da Casa Civil da Henrique Meirelles.
Presidência da República, para Garibaldi Alves (PMDB-RN) e Camargo, Dornelles, Garibaldi, Mailson, Schymura e Lisboa: discussão em busca de soluções para os impactos da crise
debater o Programa de Acelera- Delcidio Amaral (PT-MS), presi-
ção do Crescimento (PAC). dente e vice-presidente da CAE,
Outras audiências, em datas
a serem marcadas, discutirão
a crise na citricultura paulista;
questionaram a centralização
das discussões sobre a crise na
Comissão de Acompanhamento Baixa nos juros não vai
reduzir spread bancário
os problemas enfrentados pela da Crise Financeira e da Em-
Embraer (que já demitiu mais pregabilidade, criada este ano
de 4 mil trabalhadores); o pla- pelo presidente do Senado, José
nejamento da Petrobras para o Sarney, já que, no final do ano
período 2009/2013; os elevados passado, a CAE havia criado uma
Em debate na CAE e na Comissão da Crise, economistas afirmam que o
spreads bancários; a liberação subcomissão para debater a crise
de R$ 100 bilhões pelo Tesouro e o desemprego. aumento das estimativas de risco dos bancos impedirá queda dos juros

M
esmo que o Banco o acesso pelos bancos a um tribuições sobre a folha de
Criado conselho para fazer Central baixe ainda
mais a taxa básica
cadastro de informações finan-
ceiras do cidadão, desde que
salários – receitou José Márcio
Camargo.
defesa comercial do Brasil de juros, a Selic, o spread (di-
ferença entre o que os bancos
por este autorizado. Em tese, os
bancos ofereceriam juros mais
Os economistas também in-
sistiram na tese de que se pro-
A criação do Conselho de preço mais baixo que o de custo, pagam pelo dinheiro captado e baixos para os bons pagadores movam reformas estruturais,
Defesa Comercial, órgão fede- com a finalidade de eliminar a o que cobram para emprestá-lo) constantes do ca- algumas a cargo
ral deliberativo que terá como concorrência e conquistar fatias continuará alto em razão das dastro. do Congresso
atribuição estabelecer diretrizes maiores de mercado). estimativas de risco das insti- Cadastro Nacional, como
e procedimentos para investi- Segundo Dornelles, o projeto tuições. Essa é a visão dos eco- Menos tributos positivo forma de o Brasil
gação de práticas desleais de aperfeiçoa o sistema de defesa nomistas Mailson da Nóbrega, sobre salários aprovado pelo diminuir os riscos
comércio exterior, foi aprovada comercial do Brasil, que, embora José Márcio Camargo e Marcos A redução de im- de sua economia
na quarta-feira pela Comissão de razoavelmente organizado, atua de Barros Lisboa. postos também foi Senado seria e obter vantagens
Constituição e Justiça (CCJ), em com lentidão e é extremamente Eles participaram na quinta- discutida na audi- uma solução na disputa por
decisão terminativa. A proposta, hesitante em relação à aplicação feira, junto com o economista ência. Para os eco- créditos e investi-
um substitutivo a projeto (PLS de direitos provisórios. Luiz Guilherme Schymura de nomistas, a medida mentos.
715/07) do senador Francisco “O país está sendo inunda- Oliveira, de um debate sobre poderia estimular a atividade Participaram ainda do encontro
Dornelles (PP-RJ) relatado na do por quantidade enorme de crédito e taxas de juros em econômica prejudicada pela os senadores Roberto Cavalcanti
CCJ por Flexa Ribeiro (PSDB-PA), produtos que aqui chegam com audiência conjunta das comis- crise global de crédito. (PRB-PB), Tasso Jereissati (PSDB-
vincula o conselho ao Ministério preços inferiores aos praticados sões de Assuntos Econômicos – Eu alocaria o máximo de CE), Delcidio Amaral (PT-MS),
do Desenvolvimento, Indústria e no mercado de origem ou com (CAE) e de Acompanhamento dinheiro que eu pudesse para Eduardo Suplicy (PT-SP) e Mar-
Comércio Exterior. O órgão pode- elevado grau de subsídios. Essas da Crise Financeira e da Empre- sustentar a redução das con- celo Crivella (PRB-RJ).
rá fixar direitos compensatórios práticas desleais de comércio es- gabilidade.
(provisórios ou definitivos), sal- tão causando danos à produção Um dos principais objetivos
vaguardas e contra a prática de
dumping (venda de produtos a
nacional”, justifica Francisco
Dornelles.
dos presidentes da CAE, Gari-
baldi Alves (PMDB-RN), e da
Para Sarney, crise já chegou
Comissão da Crise, Francisco Na audiência conjunta da bacia de espera do porto pelo
Dornelles (PP-RJ), é diminuir o CAE e da Comissão da Crise, qual exportamos 110 milhões
Crise na pecuária isenção para diabéticos spread, hoje na casa dos 40%. o presidente do Senado, José de toneladas de minério de
A Comissão de Agricultura e Na quarta-feira, foi aprovado pela – Até quando teremos de Sarney, afirmou que já vê evi- ferro em 2008. E aí eu disse:
Reforma Agrária (CRA) decidiu Comissão de Assuntos Sociais amargar o maior spread ban- dências da chegada da crise acabo de olhar a crise pela
realizar audiências públicas sobre projeto de lei do senador Renan cário do mundo? – perguntou mundial ao Brasil. janela – contou.
a situação da pecuária brasileira. Calheiros (PMDB-AL) que isenta Dornelles aos economistas. – Moro em São Luís, próxi- Sarney agradeceu a presença
Nesta terça-feira, a comissão da cobrança do Imposto de Renda Na avaliação de Mailson, o mo ao porto onde os navios es- dos economistas e destacou a
debate a situação dos frigoríficos os proventos de aposentadoria projeto mais importante neste peram para carregar minérios. importância da Comissão de
com representantes dos ministérios ou reforma dos portadores do momento é o PLS 405/07, do Era um exercício de felicidade Acompanhamento da Crise Fi-
da Fazenda e da Agricultura; da diabetes melito e da fibrose cística. Senado, que institui o cadastro contá-los em média de 30. No nanceira e da Empregabilidade
Confederação da Agricultura e O projeto inclui as duas doenças positivo. A proposta, que está dia 3 de janeiro, abri a janela na proposição de soluções para
Pecuária do Brasil (CNA); da rede no grupo definido pela legislação em análise na Câmara, permite e contei apenas dois navios na o combate à crise no país.
de frigoríficos Independência; e com “passível de isenção fiscal”. A
das associações brasileiras das proposta segue para a Comissão
Indústrias de Exportadoras de Carne de Assuntos Econômicos, onde será Caixa poderá investir mais na construção civil
e de Frigoríficos. examinada em decisão terminativa.
A Caixa Econômica Federal lator, Romero Jucá (PMDB-RR), das dívidas agrícolas. Nós incluí­
ceará emprestará do bid cas isenta taxistas do ipi foi autorizada pelo Plenário do incluiu no projeto outros artigos mos setores que não haviam
O Ceará foi autorizado pela A isenção do Imposto sobre Produtos Senado a destinar ao financia- que criam também incentivos sido atendidos no ano passado,
Comissão de Assuntos Econômicos Industrializados (IPI) na compra de mento do setor da construção para os setores de produção de principalmente os setores do
a contratar empréstimo de US$ veículos usados por pessoa com civil parte dos dividendos e juros cacau, café, camarão e álcool. café, cacau e camarão. Também
41 milhões junto ao Banco deficiência ou taxistas pode ser que deveriam ser recolhidos aos Jucá afirma que buscou aper- construímos uma sistemática
Interamericano de Desenvolvimento prorrogada até 2014, conforme cofres do Tesouro Nacional. A feiçoar o PLV aprovado na Câma- que vai possibilitar a melhoria na
(BID), para modernizar e integrar projeto do senador Francisco medida – contida em projeto ra e que suas emendas corrigem estocagem do álcool. As safras
sua gestão fiscal, financeira e de Dornelles (PP-RJ) aprovado na de lei de conversão (PLV 31/08) algumas mudanças feitas pelos que estão sendo colhidas agora,
ativos. O BID emprestará US$ 500 quarta-feira pela Comissão de elaborado sobre a Medida Pro- deputados e inserem itens de re- principalmente no Sudeste, terão
milhões a vários estados brasileiros Direitos Humanos e Legislação visória 445/08 –, faz parte das negociação das dívidas agrícolas mecanismos de financiamento
para financiar o Programa de Participativa (CDH). A matéria primeiras providências adotadas que não haviam sido incluídos para que o álcool possa ficar no
Modernização Fiscal. Se a operação segue para a Comissão de Assuntos pelo governo federal no intuito no acordo negociado em 2008. país – explicou o relator.
for aprovada pelo Plenário do Econômicos, onde será votada em de enfrentar as consequências da – As emendas mais importan- Por ter recebido emendas no
Senado, o Ceará será o primeiro decisão terminativa. A isenção do IPI crise financeira internacional ini- tes referem-se à ampliação dos Senado, o PLV 31/08 retorna
beneficiado. terminaria no fim deste ano. ciada em meados de 2008. O re- procedimentos de renegociação agora à Câmara.
4 Brasília, 16 a 22 de março de 2009

decisões
CCJ restringe acesso Senado aprova recondução
de diretora da Anvisa
a prisão especial O Plenário aprovou in- municípios. Por sua vez,
dicação presidencial pela Aloizio Mercadante (PT-SP)
recondução de Maria Cecília disse que ela tem ajudado
Projeto que reforma Código de Processo Penal permite monitoramento Martins Brito para o cargo de não apenas na vigilância e
diretora da Agência Nacio- preservação dos interesses
eletrônico de presos, atualiza valores de fiança e amplia prisão preventiva nal de Vigilância Sanitária da saúde pública, mas ainda
(Anvisa). no fortalecimento dos medi-

A
prisão especial para pes- Apesar de o Regimento camentos genéricos.

J. Freitas
soas com curso superior, Interno do Senado estipu- J á Re n a n C a l h e i ro s
padres, líderes religiosos e lar votação secreta para (PMDB-AL) afirmou que a
cidadãos com títulos de relevantes pareceres sobre escolha de indicação recebeu apoio de
serviços deve acabar. A decisão autoridades, vários senado- todos os partidos políticos.
foi tomada pela Comissão de res ressaltaram qualidades Rosalba Ciarlini (DEM-RN)
Constituição e Justiça (CCJ), que da indicada, a elogiou a atua-
aprovou projeto (PLC 111/08) com exemplo de ção da diretora
esse conteúdo. A matéria vai a Marconi Perillo Maria Cecília no seu primei-
Plenário. (PSDB-GO). concentrou-se ro mandato na
O texto do relator, Demostenes – Tive o pri- na fiscalização Anvisa. Para
Torres (DEM-GO), altera o Código vilégio de tê-la de produtos Adelmir Santa-
de Processo Penal e limita a prisão como superin- na (DEM-DF),
especial a ministros; governadores, tendente de Vi- alimentícios Maria Cecília
senadores, deputados; prefeitos e gilância Sanitá- tem desem-
vereadores; membros das Forças Relator do projeto, Demostenes acredita que medidas poderão diminuir a ria durante os penhado suas
Armadas; magistrados, delegados população carcerária e dar agilidade a juízes na decretação de prisões quase oito anos que governei atribuições com equilíbrio
e membros do Ministério Público Goiás e pude constatar suas e mereceu a recondução.
e da Defensoria Pública; membros valor máximo pode chegar a R$ 93 em prisão preventiva possa pedir altíssimas qualidades morais José Agripino (DEM-RN)
dos tribunais de Contas; e cida- milhões. A fiança só será possível prisão domiciliar; limita a prisão e técnicas. declarou que o depoimento
dãos que já foram jurados. para infração cuja pena privativa preventiva a 180 dias; e prevê que Flávio Arns (PT-PR), que de Marconi demonstra que
O projeto estabelece o monito- de liberdade máxima seja inferior o juiz possa decretar prisão pre- foi o relator da indicação Maria Cecília mereceu ser
ramento eletrônico de detentos a quatro anos. ventiva quando o crime envolver na Comissão de Assuntos reconduzida ao cargo. João
com pulseira ou “tornozeleira”. Os O texto ainda determina que violência doméstica. O projeto, já Sociais (CAS), destacou que Pedro (PT-AM) falou sobre
valores de fiança também são atu- a prisão seja comunicada ao Mi- aprovado pela Câmara, foi propos- Maria Cecília desenvolveu na a importância da agência
alizados, inclusive para crimes do nistério Público; eleva de 70 para to em 2000, por uma comissão de Anvisa um importante traba- e registrou a competência
colarinho-branco, para os quais o 80 anos a idade em que pessoa juristas do Executivo. lho de acompanhamento da da diretora. Lúcia Vânia
qualidade dos medicamentos (PSDB-GO) declarou que
e também no projeto de Goiás sentiu-se honrado
Informações sobre licitações DIA DO TRABALHADOR
O Dia do Trabalho, comemorado
descentralização das ações com a recondução de Maria
da agência para estados e Cecília.
deverão ser divulgadas na internet em 1º de Maio, pode passar a ser
denominado Dia do Trabalhador,
Todas as informações refe- determinando que “a adminis- de acordo com projeto de Paulo
rentes a processos de licitação
deverão ser divulgadas por meio
tração deverá manter na rede de
computadores internet dados atu-
Paim (PT-RS) aprovado pela CE
(PLS 103/08). Por sugestão do
Análise de nomes indicados para
da internet. A obrigatoriedade
consta de projeto (PLC 88/08)
alizados sobre o andamento dos
processos de licitação”. O projeto
relator, Inácio Arruda (PCdoB-
CE), a data pode ser denominada
dirigir agências tem novas regras
aprovado pela Comissão de Ciên- dispensa da exigência apenas os Dia do Trabalhador e da Autoridades indicadas pela ridades na comissão – afirmou
cia e Tecnologia (CCT) que irá ao municípios com até 20 mil ha- Trabalhadora. Paim concordou Presidência da República e Collor.
exame da CCJ e do Plenário. bitantes que não disponham de com a proposição, que vai sabatinadas pela Comissão de Os indicados deverão apre-
O texto aprovado modifica a Lei recursos técnicos e financeiros diretamente ao exame da Câmara Serviços de Infraestrutura (CI) sentar currículo com atividades
8.666/93 – a Lei das Licitações –, para cumprir a exigência. dos Deputados. para ocupar cargos nas agências profissionais exercidas, relação
reguladoras deverão apresentar de publicações de sua autoria –

Novo prazo para demitidos no governo Vargas NO PANTEÃO


aos senadores argumentação
escrita em que demonstrem
incluindo referências bibliográ-
ficas; declaração para informar
Collor solicitarem reintegração O nome do ex-presidente Getúlio
Dornelles Vargas deverá ser
ter experiência profissional,
formação técnica adequada e
se têm parentes que exercem ou
exerceram atividades públicas
O governo foi autorizado pela deração. Todos os requerimentos inscrito no Livro dos Heróis da afinidade intelectual e moral ou privadas vinculadas a sua
CCJ a reabrir prazo para que devem ser feitos com base na Lei Pátria, depositado no Panteão da para o exercício da atividade. atividade profissional, com os
servidores e empregados públicos 8.878, de 11 de maio de 1994. Pátria e da Liberdade Tancredo A exigência foi acolhida na referidos períodos; declaração
federais demitidos durante o go- Como o projeto (PLS 372/08) Neves, em Brasília. A medida quinta-feira, com a aprovação citando se participam ou parti-
verno Collor solicitem o retorno do senador Edison Lobão Filho consta em projeto (PLS 107/08) de ato do presidente da CI, ciparam, como sócio, proprietá-
aos seus respectivos empregos. (PMDB-MA) teve decisão termi- de Marconi Perillo (PSDB-GO) Fernando Collor (PTB-AL). rio ou gerente, de empresas ou
Aqueles que já haviam solicitado nativa, será enviado diretamente aprovado pela Comissão de – Este documento disciplina entidades não-governamentais,
a reintegração, mas tiveram seus à Câmara. O caráter autorizativo Educação (CE). O relator, Pedro o processo de votação de auto- mencionando o período.
pedidos negados, anulados ou ar- da proposta foi dado pela relato- Simon (PMDB-RS), considerou a
quivados, poderão pedir reconsi- ra, Ideli Salvatti (PT-SC). inscrição “absolutamente correta”.
Acatada atuação de defensor público em
inventários, partilhas, separações e divórcios
projetos aprovados A participação do defensor
público na realização – por
somente a dos advogados parti-
culares. Essa lei, portanto, “não
meio de escritura pública – de deixa claro se as partes podem
De 9 a 13 de março
inventários e partilhas, além ou não ser representadas pela
de separações e divórcios que Defensoria Pública”.
 PLV 31/08, proveniente da Medida Provisória – Permite a reabertura de prazo para que servidores
sejam consensuais está prevista Demostenes ressaltou que
445/08 – Destina recursos da Caixa Econômica Federal e empregados públicos federais demitidos durante
em projeto (PLC 110/08) do os defensores públicos, ao
para o financiamento do setor da construção civil. A o governo Fernando Collor solicitem o retorno ao
deputado Rogério Lisboa (DEM- oferecerem serviços gratuitos,
medida faz parte das primeiras providências adotadas emprego. Aprovado pela Comissão de Constituição,
RJ) aprovado pela Comissão de permitem que as pessoas mais
pelo governo no intuito de enfrentar os efeitos da Justiça e Cidadania (CCJ), será enviado à Câmara.
Constituição e Justiça (CCJ) e pobres também sejam atendi-
crise financeira internacional. Por ter sido modificado que segue ao Plenário. das nesses casos.
pelos senadores, retornará ao exame da Câmara dos  Indicação – Aprovada pelo Plenário a recondução
De acordo com o relator, – Quem é pobre não tem
Deputados. de Maria Cecília Martins Brito para o cargo de diretora
Demostenes Torres (DEM-GO), dinheiro para pagar advogado.
da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). A
a Lei 11.441/07 não citou a pos- Por isso, o projeto supre essa
 PLS 372/08, do senador Lobão Filho (PMDB-MA) indicação presidencial recebeu 56 votos favoráveis.
sível participação de defensores deficiência ao prever a atuação
públicos nesses processos, mas da Defensoria Pública.
Brasília, 16 a 22 de março de 2009 5

decisões Casagrande prega


uso da novas fontes

J. Freitas
energéticas no país
Hotéis ligados O Congresso pode ter influ-
ência importante na diversi-

à pedofilia
ficação da matriz energética
brasileira, avaliou o presidente
da Comissão de Meio Am-
biente, Defesa do Consumidor

serão fechados
e Fiscalização e Controle
(CMA), senador Renato Casa-
grande (PSB-ES). Os objetivos
são baratear os custos para o
Valter Pereira (E) e Marcelo Crivella observam o protótipo de um
consumidor e conferir mais
Projeto da CPI da Exploração Sexual, que já aquecedor solar desenvolvido pela Universidade de São Paulo
segurança ao sistema, com
passou pela Câmara, agora vai a Plenário maior uso das fontes alterna-
Comissão defende aquecimento tivas e renováveis de energia,
como a eólica e a solar.

H solar em casas populares


otéis, motéis, pensões e ser punidos se reincidirem na A declaração foi feita em
similares que hospeda- prática dessa “atividade nociva debate sobre a proposta de
rem crianças e adoles- à sociedade”, explica Fátima As casas populares que serão composto por peças plásticas diretrizes para leilão de con-
centes desacompanhados ou sem Cleide. “Trata-se de medida ne- erguidas pelo governo federal e uma placa de PVC. Ele re- tratação de energia de reserva,
autorização dos pais poderão cessária, urgente e oportuna”, até o final de 2010 – dentro do cordou que existem hoje em proveniente de fonte eólica,
perder o alvará definitivamen- acredita ela, para quem o projeto anunciado programa de cons- funcionamento no país 55 que constam de portaria do
te, de acordo com modificação é de extrema necessidade para trução de 1 milhão de novas milhões de chuveiros elétricos, Ministério de Minas e Energia.
acrescentada na Câmara dos De- combater a pedofilia e promover moradias – devem ser equipa- que demandam grande quan- – Podemos pensar em ter
putados ao PLS 225/04, já votado uma rede de proteção infantil. das com aquecedores solares tidade de energia justamente 10% da matriz energética com
uma vez no Senado. O texto foi de água. A recomendação foi no começo da noite, quando essas duas fontes, no prazo
MÁRCIA KALUME

aprovado na quarta-feira pela aprovada pela Comissão de muitos brasileiros retornam de dez anos. Elas são mais
Comissão de Direitos Humanos Ciência e Tecnologia (CCT). do trabalho. caras do que a energia hidre-
(CDH) e agora vai a Plenário. O senador Marcelo Crivella A sugestão recebeu apoio létrica, mas bem mais baratas
Segundo a relatora, Fátima (PRB-RJ) levou à comissão dos senadores Renato Casa- do que as termelétricas, seja
Cleide (PT-RO), a Comissão de um protótipo de aquecedor grande (PSB-ES), Cícero Luce- a gás ou a óleo – ressaltou o
Justiça do Senado organizou a solar desenvolvido pela Uni- na (PSDB-PB) e Papaléo Paes senador.
redação final, retirou a menção versidade de São Paulo (USP), (PSDB-AP).
de salários de referência na pena
TERRAS NA AMAZÔNIA
de multa, definiu o período para
Na Comissão de Agricultura (CRA),
a consideração da reincidência e
determinou a cassação da licen-
Aprovada exigência de madeira os ministros Guilherme Cassel
(Desenvolvimento Agrário), Carlos
ça do estabelecimento infrator certificada em projetos governamentais Minc (Meio Ambiente) e Mangabeira
reincidente.
Unger (Assuntos Estratégicos) vão
A proposta original é da CPI A madeira utilizada em obras e ção e Controle (CMA) e que segue
debater, em 24 de março, a situação
Mista da Exploração Sexual. A serviços realizados com recursos agora para decisão terminativa da
das terras da União ocupadas de
justificação da medida é a de que públicos pela administração pú- Comissão de Constituição, Justiça
Fátima Cleide, relatora na CDH, diz que forma irregular na Amazônia.
os estabelecimentos em questão blica direta e indireta da União, e Cidadania (CCJ).
projeto é de extrema necessidade para
podem tornar-se pontos de pros- dos estados e municípios deve O texto original previa tal
o combate à pedofilia no Brasil
tituição infanto-juvenil e devem ser comprovadamente oriunda de exigência para todas as obras ENERGIA EÓLICA
plano de manejo florestal susten- e serviços nos quais fossem Carlos Minc também será convidado
tável, devidamente aprovado pelo empregados recursos públicos. a debater, na Comissão de Meio
Laboratorista CPI investigará rede órgão ambiental competente. A Emenda do relator, César Borges Ambiente (CMA), os leilões de
energia eólica, a serem realizados
será obrigado a de pedofilia no exigência consta de projeto (PLS
247/08) do senador Gerson Ca-
(PR-BA), especificou que a regra
não abrange os projetos levados pelo Ministério de Minas e Energia,
denunciar casos interior de São Paulo mata (PMDB-ES) aprovado pela a cabo por entidades de direito Também participarão representantes
Comissão de Meio Ambiente, De- privado, mesmo que financiados do governo federal e do setor
O funcionário ou respon- A Comissão Parlamentar de fesa do Consumidor e Fiscaliza- com verbas públicas. energético.
sável por laboratório fotográ- Inquérito da Pedofilia promo-
fico que, ao tomar conheci- verá, de quarta-feira a sexta-

ambiente legal
mento de fotos pornográficas feira, audiências públicas em
envolvendo criança ou Catanduva (SP). As ações
adolescente, não denunciar o serão realizadas por Magno
autor, poderá ser punido com Malta (PR-ES), presidente do
até dois anos de prisão, de
acordo com projeto do sena-
colegiado; Romeu Tuma (PTB-
SP), vice-presidente; Geraldo
Para criar 10 milhões Floresta devastada na Amazônia
dor Sérgio Zambiasi (PTB- Mesquita Júnior (PMDB-AC) e de empregos “verdes” Já o Programa das Nações Unidas para o Meio
RS) aprovado pela Comissão José Nery (PSOL-PA).
de Constituição e Justiça Os parlamentares preten- Dez milhões de empregos poderão ser criados no mundo Ambiente (Pnuma) concluiu que em apenas cinco
(CCJ). A proposta deverá ser dem tomar depoimentos de com a restauração de florestas degradadas, o plantio anos foram devastados 17% da Floresta Amazônica. A
encaminhada ainda à CPI da acusados de pedofilia, de pais de novas árvores e a construção de trilhas e áreas de queima ou destruição atingiu 857 mil km² de árvores –
Pedofilia, já que o senador de vítimas e dos responsáveis recreação nas matas, aliviando o desemprego em massa o equivalente ao território da Venezuela. A maior parte
Renato Casagrande (PSB-ES) pela investigação, além de provocado pela crise financeira global e melhorando o do desmatamento ocorreu no Brasil. Essas informações
anunciou sua intenção de contribuir na identificação dos meio ambiente. Esses cálculos foram divulgados pela FAO constam de relatório a ser divulgado nos próximos dias
apresentar recurso nesse sen- integrantes da rede de pedofi- (órgão da ONU para agricultura e alimentação). e antecipado pelo jornal francês Le Monde.
tido em Plenário, por temer lia descoberta pela Polícia Ci-
que a futura lei seja “inócua vil. Os depoimentos começam
Bateria poderá Cigarro, vício perigoso e muito caro
ou ineficaz”. O projeto (PLS a ser tomados após a realiza-
O jornal inglês The Guardian destaca que há sempre boas razões para
213/05) havia sido aprovado ção de audiência com a juíza ser recarregada alguém parar de fumar, mas a crise financeira faz deste ano o momento
pela Comissão de Direitos Sueli Juarez Alonso, da Vara
Humanos (CDH), onde da Infância e da Juventude e
em segundos ideal para deixar o vício. Além dos conhecidos prejuízos que os cigarros
causam à saúde, o vício vem custando cada vez mais caro aos britânicos.
recebeu emenda para incluir Catanduva. Já está preso um Engenheiros do Instituto de Um maço de 20 cigarros vale em média 5,80 libras (cerca de R$ 18,70).
o dono ou o responsável pelo borracheiro acusado de ser Tecnologia de Massachusetts, nos Portanto, quem fuma um maço por dia queimará o equivalente a 2.111
laboratório. aliciador de crianças. Estados Unidos, acreditam que libras por ano (R$ 6,8 mil), além dos gastos extras com a saúde.
uma nova geração de baterias de

BENEFÍCIO PARA IDOSOS


lítio de carregamento ultrarrápido
possa chegar ao mercado em dois
Expectativa de vida é 8,3 anos menor
Foi aprovado projeto (PLC 156/08) do deputado Tarcísio Zimmermann a três anos. Essas baterias – que A matéria do The Guardian observa que uma pessoa que começou a fumar
(PT-RS) que altera o Estatuto do Idoso para garantir aos proprietários com se recarregam em segundos, em aos 16 anos e parou aos 20 teve um gasto com cigarros equivalente a cerca
idade igual ou superior a 60 anos prioridade ao adquirirem unidades térreas vez de horas, como ocorre hoje de R$ 27,3 mil. Já o gasto de uma pessoa que parou de fumar aos 60 anos
em programas habitacionais públicos. A lei em vigor já garante aos idosos – deverão beneficiar inclusive os seria de cerca de R$ 300 mil. A expectativa média de vida na Grã-Bretanha
a reserva de 3% das unidades produzidas no âmbito desses programas, a veículos elétricos, que começam a é de 79 anos, mas a de uma fumante é 8,3 anos menor que a média. Os
implantação de equipamentos comunitários, a eliminação de barreiras físicas utilizar as baterias de lítio. especialistas ressaltam que nunca é tarde para abandonar o cigarro e o
e a adoção de financiamentos compatíveis com seus rendimentos. organismo da pessoa poderá até mesmo se recuperar totalmente.
6 Brasília, 16 a 22 de março de 2009 Brasília, 16 a 22 de março de 2009 7

caso battisti
Tarso vê razões Criado na Antiguidade, asilo

fotos: JOSÉ CRUZ


Condenado, fugitivo, refugiado é cada vez menos utilizado
humanitárias A polêmica em torno de Cesare Battisti teve origem na
decisão do ministro Tarso Genro de conceder-lhe refúgio
político, contrariando os pareceres do Comitê Nacional para
italiano deveria ser extraditado para seu país.
Battisti fugiu de uma prisão italiana em 1981, viveu 11 anos
na França, e, depois de dois anos no Brasil, foi preso em
O direito de asilo (também
conhecido como asilo político),
diferentemente do refúgio, é ins-
Mais tarde, atribuiu-se ao
embaixador a prerrogativa de
conceder asilo na embaixada ou

no refúgio a
os Refugiados e da Procuradoria Geral da República. O caso março de 2007 por estar vivendo no país com passaporte tituição jurídica pela qual uma residência, considerada território
ainda será julgado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). e documentos falsos. Ele aguarda preso, em Brasília, o pessoa perseguida no seu país do país que representava. A
Battisti foi condenado em seu país à prisão perpétua, sob a julgamento pelo STF do pedido de extradição feito pelo de origem por suas opiniões, partir da Revolução Francesa,
acusação de ter matado nos anos 70 quatro homens, além governo italiano e dos pedidos de liberdade e de extinção do raça, etnia ou religião pode ser se começou a conceder asilo a

italiano de ter ajudado a planejar a morte deles, quando encabeçava


um grupo extremista de esquerda – os Proletários Armados
pelo Comunismo (PAC).
Na Itália e na França, o
processo de extradição. Em um dos seus livros, Minha fuga
sem fim, Battisti afirma ser vítima de uma série de erros e
abusos judiciários.
protegida por outra nação.
O asilo nasceu na Grécia,
Roma, Egito e outras civilizações
antigas. Era usado para proteger
criminosos políticos e extraditar
criminosos comuns.
Com a democratização e esta-
bilização dos regimes políticos, o
Ministro da Justiça participa de debate com ex-ativista, de 54 anos, criminosos comuns. Naquela asilo político foi desaparecendo

Sergio Gaudenti/Kipa/Corbis
senadores e assegura que decisão do governo de foi condenado nas três época, acolher dissidentes cons- na maior parte do mundo. Na
instâncias do Judiciário tituía afronta entre as nações, América Latina, por conta da
acolher ex-terrorista tem respaldo legal de cada país, em uma vez que os crimes políticos constante instabilidade política,
sucessivos julgamentos eram mais graves e considerados o asilo diplomático sempre foi

O
ministro da Justiça, Tarso extraditado para a Itália. que ocorreram entre ofensa aos soberanos. amplamente praticado.
Genro, negou na quinta- Tarso recordou que Battisti per- 1988 a 2005. Em 2006,
feira que tenha usado maneceu por mais de 11 anos na a pedido de Battisti,
diferentes critérios para lidar com
os casos do italiano Cesare Battisti
França como refugiado político,
depois de haver assinado – a pe-
que havia dois anos
residia no Brasil, a Corte
Normas jurídicas visam proteger
– a quem concedeu refúgio polí-
tico – e dos boxeadores cubanos
dido do então presidente François
Mitterrand – um documento por
Europeia de Direitos
Humanos confirmou a
as pessoas vítimas de perseguição
devolvidos a Cuba, em um avião meio do qual renunciava à luta decisão dos tribunais A Constituição de 1988 define asilo em outros países”.
venezuelano, depois de haverem armada. Todos os que assinaram franceses de que o a concessão de asilo político A comunidade internacional,
desertado de sua delegação du- documento semelhante puderam como um dos princípios básicos no entanto, não reconhece o
rante os Jogos Pan-Americanos de permanecer na França, como Battisti posa ao lado da política de relações exterio- asilo como regra de Direito
2007, no Rio de Janeiro. observou o ministro. Depois da de um de seus livros: res brasileiras. No cenário in- Internacional. Já na América
Tarso Genro (E), ao lado dos presidentes da CRE, Eduardo Azeredo (C), e CDH, Cristovam Buarque: defesa da concessão do refúgio
A suposta diferença de trata- eleição de Jacques Chirac para passagem pela França ternacional, a Declaração Uni- Latina, o asilo teve origem no
mento foi argumento do senador presidente da França, porém, Bat- antes de chegar ao Brasil versal dos Direitos do Homem, Tratado de Direito Penal Inter-
Heráclito Fortes (DEM-PI) para tisti decidiu viajar para o Brasil. aprovada pela Assembléia Geral nacional de Montevidéu, de
pedir a realização de audiência Ao defender a concessão de re- das Nações Unidas em 1948, 1889, que dedicava um capítulo
pública sobre o tema nas comis- fúgio a Battisti, o ministro valeu-se Os argumentos estabelece que “Toda pessoa, inteiro ao tema e foi seguido de
sões de Relações Exteriores (CRE) do exemplo francês e disse ainda vítima de perseguição, tem o outros quatro acordos sobre a
e de Direitos Humanos (CDH). que muitas democracias podem, a favor e contra o refúgio ao ex-ativista direito de procurar e de gozar questão.
Heráclito lembrou que Battisti foi em algum momento, recorrer a

A favor Contra
condenado por “crimes hedion- práticas não características do Asilo político é diferente de refúgio
dos” pela Justiça italiana, por Estado de direito. Citou, como
participação em atos terroristas exemplo, a prisão de acusados de Além da permanência de Cesare Battisti no país, a decisão do ministro da Justiça
nos anos 70. terrorismo pelos Estados Unidos causou polêmica também quanto ao instituto usado, o refúgio, quando, na opi-
nião de muitos, deveria ter sido o do asilo. Veja a diferença.
– Não acho que Cuba tenha um em “território estrangeiro”, ou
regime democrático, mas existem seja, na base de Guantánamo.
 O italiano foi condenado apenas com a ajuda da delação  Ex-companheiros condenados pelos mesmos quatro Asilo Refúgio
normas de Direito e questões hu- A pedido do senador Eduardo
premiada do companheiro de PAC Pietro Mutti, que o fez homicídios atribuídos a Battisti se declararam culpados, Ato político e soberano do Estado, não Instituto universal, apolítico, sujeito às convenções
manitárias. Como poderíamos de- Suplicy (PT-SP) foi exibida repor- sujeito a qualquer organismo interna- e organismos internacionais
em seu próprio interesse e pode ter mentido, estando assim como ele próprio
ter os cubanos no Brasil? Poderia tagem da TV Globo com o boxea- cional
desaparecido
se dizer que o senador Heráclito dor Erislandy Lara, que hoje vive Visa proteger pessoa que esteja sendo Visa proteger pessoas que estejam sendo persegui-
perseguida das ou que tenham fundado medo de perseguição
quer manter no Brasil quem quer em Miami, depois de haver deixa-  A condenação de Battisti se deu com base no testemunho Geralmente individualizado Geralmente concedido a grupos ou populações
ir e quer mandar embora quem do Cuba. Ele disse à televisão que  Teria havido uso político do caso e falhas no processo de terroristas e outras testemunhas que confirmaram as inteiras
quer ficar – respondeu Tarso, havia recebido oferta do governo na Itália declarações de Pietro Mutti O indivíduo é vítima de perseguição O grupo normalmente está fugindo de agressões
referindo-se ao desejo de Battisti brasileiro para ficar no país, mas pessoal por motivos de opinião ou de generalizadas por motivos religiosos, raciais, de na-
de permanecer no Brasil e não ser decidiu regressar a Havana. atividades políticas cionalidade, grupo social ou opiniões políticas, ou
de ocupação ou dominação estrangeira
 Battisti foi condenado a prisão perpétua à revelia e não  Mutti não mudou de identidade, nem está desaparecido. O indivíduo deve solicitá-lo antes de Somente é concedido quando a pessoa ou grupo

Senadores se dividem entre teria direito a novo julgamento na Itália Entrevistado pela revista Panorama, relatou como ele e
Battisti teriam matado um agente penitenciário
vir ao Brasil ou à embaixada brasileira,
estando ou não no seu país de origem
está fora de seu país de origem

apoio e críticas ao ministro


Pode ser concedido a pessoa que age Pessoa ou grupo que atua ou atuou contra os obje-
 A Itália, além de estabelecer uma legislação muito dura ou agiu contra os objetivos e princípios tivos e princípios da ONU não tem direito a refúgio
da ONU
para combater o terrorismo no auge dos chamados “anos de  Battisti teve amplo direito de defesa e só não o exerceu
A pessoa se constitui em asilado A pessoa é declarada um refugiado
Durante os debates, Heráclito tisti em um movimento armado, chumbo”, julgou crimes considerados políticos como crimes completamente porque fugiu
Fortes disse que “o Brasil tem uma mas destacou que as ações do comuns para dar base jurídica a pedidos de extradição As semelhanças
tradição de repúdio ao terrorismo” ex-militante não foram violentas.  Nos dois casos, o estran-  Não se exige reciprocida- seus cidadãos.
e acusou o governo de haver Suplicy informou que Battisti lhe  O Estatuto do Estrangeiro (Lei 6.815/80) impede a geiro recebe identidade e de, ou seja, um país não está  Asilados e refugiados
agido, em relação aos atletas garantiu nunca ter participado de  A Itália tem regimes prisionais diferenciados para concessão de visto ao estrangeiro condenado ou processado carteira de trabalho e pode obrigado a asilar ou refugiar não podem ser extraditados
Heráclito (D), observado por Suplicy (E), critica postura do governo brasileiro e lembra caso dos boxeadores cubanos, em 2007 exercer os direitos civis de pessoas de outro só porque em casos que constituam
cubanos, como o ex-presidente nenhum assassinato. terroristas, considerados nos limites da tortura em outro país por crime doloso residente no país. este outro abrigou alguns de crime político.
Getúlio Vargas ao entregar a mi- João Pedro alegou que os cri-
litante comunista Olga Benário à mes do italiano são de natureza
Alemanha nazista. política e, portanto, justificam a
Para o presidente da CRE, Edu- concessão do refúgio. José Nery Se o estrangeiro não é bem-vindo...
ardo Azeredo (PSDB-MG), “o país declarou que o STF não pode uti-

Rafael Andrade/Folha Imagem


está chamando para si um pro- lizar “dois pesos e duas medidas” Nos casos em que a permanência Os boxeadores Erislandy Lara (foto ) foi obrigado a deixar o Brasil e que Justiça, na mesma época outros três a decisão de expulsar o pode ser requerido por qualquer país de ingressar em território nacional pela
blema que é da Itália”. Segundo em seu julgamento. do estrangeiro em território e Guillermo Rigoundeaux, que retornou a Cuba porque o plano atletas cubanos que abandonaram correspondente do jornal The e a qualquer país. Atualmente, o Brasil fiscalização fronteiriça e aeroportuária.
ele, os crimes atribuídos a Battisti Aloizio Mercadante (PT-SP) afir- nacional não é de interesse ou abandonaram a delegação cubana de fugir para a Alemanha não deu a delegação receberam a concessão New York Times no Brasil, possui tratados de extradição com A repatriação ocorre por conta da
não podem ser considerados de mou que a concessão de refúgio não convém ao país, podem ser durante os Jogos Pan-Americanos certo. Segundo o Ministério da de asilo do Comitê Nacional para os Larry Rother, por ele ter 26 países, inclusive a Itália. Em julho empresa ou pessoa responsável pelo
natureza política, porque a Justiça político é resultado de uma rela- aplicadas quaisquer das medidas do Rio de Janeiro, em 2007, Refugiados (Conare). afirmado, em reportagem de 2008, por solicitação do governo transporte do clandestino. É repatriado
italiana “não estava sob um regi- ção entre um cidadão e um Estado a seguir. foram deportados pelo para o jornal, que o brasileiro, o ex-banqueiro Salvatore também o estrangeiro sem documentos
www.boxrec.com

me de exceção quando condenou nacional, e não uma negociação governo brasileiro, depois de Expulsão presidente da República teria Cacciola (foto ), acusado de causar um ou que não possui visto para ingressar
Battisti”. A Corte Europeia de Di- entre Estados – caso contrário, o Deportação encontrados pela PF na região É a retirada compulsória de um problemas com bebida. Logo prejuízo de R$ 1,6 bilhão ao Banco no país ou aquele que apresenta visto
reitos Humanos, em avaliação em refúgio ficaria inviabilizado. É aplicada imediatamente pela Polícia dos Lagos, no Rio de Janeiro. À estrangeiro do território nacional em descartada, a decisão de Central, foi extraditado pelo Principado divergente da finalidade para a qual
2006, não apontou problemas na O presidente da CDH, senador Federal quando o estrangeiro entra ou época o governo foi duramente razão da prática de crime no Brasil, revogar o visto do jornalista de Mônaco, após oito anos foragido da veio ao Brasil. Em março de 2008, ao
decisão do Judiciário da Itália. Cristovam Buarque (PDT-DF), está de forma irregular no território criticado por não conceder asilo ou por conduta incompatível com os foi duramente criticada por 26 jornais consiste na entrega de uma pessoa, Justiça brasileira e dez meses preso no chegar a Madri, 30 brasileiros (foto )
Os senadores Antônio Carlos Va- disse que é necessário examinar nacional, caso haja descumprimento aos pugilistas, fugitivos do país interesses nacionais. Uma vez expulso, ao redor do mundo, repercutindo acusada ou condenada por um ou mais principado. foram obrigados a retornar ao Brasil,
ladares (PSB-SE), Eduardo Suplicy o caso sob a perspectiva da sobe- da ordem para sair do país. A que vive sob ditadura desde o estrangeiro está impedido de negativamente para o país. crimes, ao país que a acusa ou a tenha sob a alegação do governo espanhol
(PT-SP), João Pedro (PT-AM) e rania nacional, se Battisti cometeu deportação não impede o retorno 1959. retornar ao país até que seja revogada condenado. O pedido de extradição Repatriação de que não haviam comprovado terem
José Nery (PSOL-PA) defenderam “crimes de sangue” e se tais cri- ao Brasil, desde que ele pague as Este mês, em entrevista à TV a portaria de expulsão. Em maio de Extradição não se limita aos países com os quais o Ocorre quando estrangeiro tenta entrar condições financeiras de permanecer
a decisão do ministro. Valadares mes podem ser considerados de despesas da deportação e uma multa. Globo, Lara disse que não 2004 o governo brasileiro anunciou Ato de cooperação internacional que Brasil possui tratado nesse sentido. Ele clandestinamente no país e é impedido naquele país.
reconheceu a participação de Bat- natureza política.
8 Brasília, 16 a 22 de março de 2009 Brasília, 16 a 22 de março de 2009 9

educação

Círculo vicioso detém crescimento do mercado de livros

sylvio guedes/js
Brasil tem baixo nível de leitura, Descontada inflação, vendas subiram apenas 0,44%

Melissa Haidar/Livraria Cultura


que se reflete no pequeno número
O mercado livreiro não acompa- bilhões, se deveu aos livros didá- salta o aumento no número de
de livrarias à disposição nhou os bons anos da economia, ticos e um quarto em vendas para exemplares produzidos e vendidos
da população, especialmente encerrados em meados de 2008. o governo. e a queda no preço médio do livro
nas pequenas cidades O crescimento real (descontada O faturamento teve crescimento (R$ 11,41, contra R$ 11,61 no ano
a inflação específica do setor) nominal de 4,62%, mas, descon- anterior, motivada por uma ligeira
do faturamento em 2007 foi de tado o IPCA educação, papelaria e desoneração fiscal). Com vendas também pela internet, a Livraria do Senado publica obras de

O
mercado de livros do país vive um dile- apenas 0,44%. É o que mostrou leitura (em 2007, ficou em 4,18%), As livrarias continuam sendo o interesse jurídico e clássicos cujo direito autoral já caiu em domínio público
ma: como escapar do círculo vicioso em pesquisa encomendada pela CBL o aumento é bem mais modesto. grande ponto-de-vendas do mer-
que os pontos-de-venda para os cerca de e pelo Snel à Fundação Instituto de A presidente da CBL, Rosely cado (47,69%), mas o comércio
2 mil títulos lançados mensalmente pelas edito-
ras vêm diminuindo, o que conduz a tiragens
Pesquisas Econômicas (Fipe).
Cerca de 329 milhões de exem-
Boschini, porém, destaca o au-
mento de vendas para o público
porta a porta cresceu mais de
90% e hoje já detém quase 10%
Senado: obras de valor histórico
cada vez menores – com exceção de poucos plares foram vendidos em 2007 infantil, que sinalizaria “um futuro dos exemplares vendidos. As Com mais de 200 títulos publicados, O mais recente sucesso foi o livro
best-sellers –, e, consequentemente, preços – 6,06% a mais em relação ao promissor para o mundo do livro vendas pela internet, apesar de muitos dos quais esgotando tiragens História da literatura ocidental, de
mais altos e menos lei­tores. Entidades do setor ano anterior. Mais da metade do e da leitura”. Já Sonia Machado baixas (1,71% do total), cresceram sucessivas, as Edições do Senado Otto Maria Carpeaux. Lançada em
e senadores entendem que é preciso incentivar faturamento global, de R$ 3,013 Jardim, presidente do Snel, res- 285%. Federal são um caso sui generis de outubro passado, a coleção de quatro
o hábito da leitura, como ponto de partida para sucesso no mercado. Sem publicar volumes já teve esgotadas duas im-
livros de autoajuda ou intensa divul- pressões (de mil exemplares cada) e
No DF, consumidor segue comprando, apesar da crise
mudar esse cenário.
Divulgada no fim do ano passado, sob o patro- gação na mídia, conquistou uma fatia já está finalizando a terceira. Atraem
cínio conjunto do Sindicato Nacional dos Editores do mercado interessada em obras o público, como explica a diretora Ana
de Livros (Snel) e da Câmara Brasileira do Livro Os números não deixam dú- maiores livrarias de Brasília. incentivarem o hábito da leitura de valor histórico ou literário que as Maria de Lucena Rodrigues, o resgate
(CBL), pesquisa revelou que houve crescimento vidas: a retração do consumo é Como ocorre em quase todo nas crianças. editoras privadas não consideram de obras muitas vezes há décadas sem
discreto nas vendas em 2007, mesmo com uma real e pode demorar. Porém, nas o mundo, as pequenas livrarias – Com internet, vejo meus comercialmente viáveis. impressão e o preço bastante acessível
redução do número de títulos publicados. Porém, livrarias de Brasília, a crise ainda brasilienses têm fechado ou filhos passarem muito tempo Com essa receita e o auxílio de dos exemplares. Os quatro grossos vo-
um dado mostra a fragilidade do mercado consu- não chegou, na avaliação de sido absorvidas por grandes no computador e muito pouco uma livraria virtual pela internet, a lumes do clássico de Carpeaux chegam
midor: quase metade dos exemplares produzidos vendedores e clientes. A capital cadeias. Mas, para o público, o nos livros. Os meninos só leem Subsecretaria de Edições Técnicas na casa do comprador por R$ 200, sem
foi vendida ao governo, para atendimento aos vá- federal tem sofrido menos com importante é que a competição quando obrigados pela escola. tem publicado a produção legislativa cobrança de taxas postais.
rios programas de livro didático, científico etc. as turbulências econômicas e o de preços exista. As meninas parecem gostar mais e obras de interesse geral. As Edições – Antes do lançamento dessa
O brasileiro lê bem menos que os habitantes mercado livreiro não é exceção. Não é o preço, na visão dos e, no final do ano passado, foi do Senado começaram em 1963, com coleção, vendíamos cerca de 40 livros
Em 2007 foram comercializados no país mais de 329 milhões de livros, com um faturamento superior a R$ 3 bi. Mas o brasileiro ainda lê pouco: são, em média, 2,4 livros por ano
dos países desenvolvidos. Aqui, são, em média, – Claro que não dá para com- consumidores, o principal empe- uma febre por causa daqueles li- a trimestral Revista de Informação por dia. Agora, são 120 pedidos
2,4 livros por ano, contra dez nos EUA e 15 em parar as vendas de março com as cilho ao crescimento do mercado vros sobre vampiros – lembra-se Legislativa – apontada como a de diariamente, entre a livraria física,
países como Suécia e Dinamarca. E apenas 0,9 do final do ano, mas as pessoas leitor no Brasil. Para eles, trata- a dona-de-casa Marília Azevedo melhor qualidade em seu segmento, aqui no Senado [veja abaixo], e o
desses 2,4 livros anuais lidos não são obras di- Raio-X do setor Você sabia? continuam gastando – assegura se de um fenômeno cultural e Gianelli, 45 anos, que tem dois e que detém o recorde de circulação nosso site na internet. Outro grande
dáticas. As diferenças regionais brasileiras tam- Danielle Martins, de uma das cabe ao Congresso e ao governo filhos adolescentes. ininterrupta para uma publicação do sucesso foi a série História do Direito
bém conspiram contra o crescimento do hábito Produção e venda de livros no país O brasileiro lê, em média, 2,4 livros por ano contra gênero no Brasil. Brasileiro, também com vários volumes
da leitura, já que só havia livrarias em 30% dos
5.564 municípios.
 
Ano
Produção (1º edição e reedição)
Títulos Exemplares Exemplares
Vendas
Faturamento (R$)
10 nos EUA ou na França e 15 nos países nór-
dicos . Dos 2,4 livros lidos pelos brasileiros, apenas
Senadores propõem incentivos para ampliar leitura A criação do Conselho Editorial,
em 1997, ampliou os horizontes das
esgotados – revela a diretora.
Com uma estrutura enxuta e gastos
Não é exato o número de livrarias porque é fácil 2000 45.111 329.519.650 334.235.160 2.060.386.759 0,9 não são livros didáticos. publicações. Investindo em obras sob controle, as Edições do Senado
se obter um registro de funcionamento, mesmo A Comissão de Educação, Cul- que já caíram no domínio público, as têm planos de pelo menos 15 lança-

Geraldo Magela
2001 40.900 331.100.000 299.400.000 2.267.000.000
que o negócio principal 2002 39.800 338.700.000 320.600.000 2.181.000.000 A Unesco (Organização das Nações Unidas para a Educação, a tura e Esporte (CE) do Senado publicações, por seu valor cultural, mentos em 2009, dos quais um dos
não seja livros. Mas é 2003 35.590 299.400.000 255.830.000 2.363.580.000 Ciência e a Cultura) recomenda que haja uma livraria para pode votar, nesta semana, o PLS são muito procuradas por leitores mais recentes, Código Civil e Legisla-
País tem seguro afirmar-se que o 2004 34.858 320.094.027 288.675.136 2.477.031.850 cada 10 mil pessoas. No Brasil, com 190 milhões de 278/08, que autoriza o governo a interessados em História, Sociologia, ção Correlata, já caminha para a lista
menos de 2,7 Brasil tem hoje menos de 2005 41.528 306.463.687 270.386.729 2.572.534.074 habitantes, temos 2.700 livrarias, uma para cada 70 criar o programa Cesta Básica do Direito, literatura etc. de best-sellers.
mil livrarias. O 2.700 livrarias, 70% das 2006 46.025 320.636.824 310.374.033 2.880.450.427 mil habitantes. Livro, pelo qual cada família com
quais são de pequeno e 2007 45.092 351.396.288 329.197.305 3.013.413.692 filhos entre seis e 18 anos em es-
ideal seria ter médio por­te. Para a Orga- colas públicas receberá dois livros
Das cerca de 2.700 livrarias brasileiras, 70% são de
4,9 mil nização das Nações Uni- Tipos de Onde há por bimestre.

agora é lei
pequeno e meio porte, com um faturamento mensal entre R$
das (ONU), esse número livros produzidos mais livrarias 35 mil e 45 mil. – Assim como toda família hoje
é pequeno para um país dispõe de um aparelho de televi-
Subsetor 2006 2007 Var %
com 190 milhões de pessoas. Didáticos 192.104.676 216.063.980 12,47 Alguns exemplos no Brasil... Entre 1999 e 2006, o número de municípios que possuem são, é preciso que os livros passem Cristovam Buarque tem projetos para distribuir livros a professores e
Segundo Vitor Tavares, presidente da Associação a fazer parte da cesta básica das alunos. Neuto de Conto propõe a criação do Fundo de Apoio a Bibliotecas
livrarias no país caiu 15,5%. Só havia livrarias em 30% dos
Dia Nacional da Leitura para
Obras gerais 69.025.384 76.111.823 10,27 (livraria por habitantes)
Nacional de Livrarias (ANL), um número razoável Religiosos 37.491.751 38.938.697 3,86 5.564 municípios. famílias brasileiras – justifica o au-
seria de 4.900 livrarias. A ANL avalia que faltam DF 1 para 30.840 tor do projeto, senador Cristovam aprovado na Câmara, exige que Comissão de Assuntos Econômi-
estimular crianças e jovens
CTP (*) 22.015.013 20.281.789 -7,87
incentivos para que mais livrarias sejam abertas TOTAL 320.636.824 351.396.288 9,59
RJ 1 para 44.415
329 milhões de livros foram vendidos no Brasil em 2007 Buarque (PDT-DF). as bibliotecas de universidades cos (CAE).
e profissionalização para as já existentes. SE 1 para 50.665 Ele também é autor do PL comprem livros publicados no Proposta de Francisco Dornelles
(*) Científicos, técnicos e profissionais
– O Brasil é responsável por 50% da produção SP 1 para 59.171 O faturamento do setor livreiro em 2007 foi de R$ 3,01 1.649/07, já na Câmara, que cria o país. O PLS 294/05, do senador (PP-RJ) busca imunidade tributá- O calendário brasileiro pas- livro, de acordo com as conclu-
de livros da América Latina. O ideal seria o fun- bilhões, pouco mais de 0,1% do PIB nacional. No mes- programa Biblioteca do Professor, José Sarney (PMDB-AP), cria o ria dos “livros, jornais, periódicos sou a contar com a comemora- sões do Indicador Nacional de
TO 1 para 181.131
cionamento de no mínimo 10 mil livrarias para mo ano, o setor livreiro na Alemanha faturou 9,3 bilhões pelo qual todos os professores da Fundo Nacional Pró-Leitura, para e o papel destinado a sua impres- ção do Dia Nacional da Leitura Alfabetismo Funcional.
atender de maneira razoável à população. No ... e no mundo de euros em um PIB de 2,307 trilhões de euros, ou rede pública teriam direito a rece- captar recursos para a implantação são” (PEC 16/07). Já Pedro Simon, e da Semana Nacional da Lei- Ao lado das dificuldades de
entanto, 89% dos municípios brasileiros não têm 0,4% do total. ber do governo federal pelo menos da Política Nacional do Livro. com o PLS 130/07, quer estender tura, no dia 12 de outubro, de leitura, faltam bibliotecas nas
livrarias. É um quadro dramático que constrange EUA 1 para 15 mil dois livros por ano para formação Neuto de Conto (PMDB-SC) às pequenas microempresas do acordo com a Lei 11.899/09. escolas públicas. De acordo
aqueles que têm uma visão de nação – lamenta Argentina 1 para 50 mil Fontes: Associação Nacional de Livrarias (ANL), Câmara Brasileira do Livro (CBL), de biblioteca pessoal. quer criar o Fundo de Apoio a setor editorial e livreiro as imu- O autor do projeto que deu com dados do Ministério da
Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), Fundo Monetário Internacional
o senador Tião Viana (PT-AC). Brasil 1 para 70 mil (FMI) e Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)
O PLC 63/04, do deputado Bibliotecas (PLS 310/07). Já apro- nidades tributárias previstas no origem à lei, senador Cristovam Educação, apenas 19,4% das
Segundo a pesquisa da CBL e do Snel, em 2007 México 1 para 170 mil Fernando Gabeira (PV-RJ), já vada na CE, a proposta está na Estatuto da Microempresa. Buarque (PDT-DF), afirmou escolas do ensino fundamen-
foram comercializados mais de 329 milhões de que a iniciativa estimulará a tal têm biblioteca e as que
Indústria quer desoneração e proteção ao direito autoral
Fonte: Produção e Vendas do Setor Editorial Brasileiro/Fipe
livros no país, gerando um faturamento que, pela convivência da sociedade com possuem, em sua maioria,
primeira vez, rompeu a barreira dos R$ 3 bilhões. a produção literária do país. reservaram uma sala pequena
Levantamento mais recente pode indicar que o Maiores vendedores Segundo Sonia Machado Jardim, assegurar a liberdade da “divulga- nados ao Programa Nacional do – Além de marcar a festi- e sem atrativos para construir
setor obteve resultado melhor em 2008. Ouvidas de livros no mundo presidente do Snel, entidade que ção da imagem e de informações Livro Didático também é alvo de vidade já consagrada do Dia ali o espaço que deveria servir
pela ANL, as livrarias apostam que o setor pode País Exemplares (milhões) congrega 341 associados, a indús- biográficas” sobre pessoas famosas preocupação. da Criança, esse dia abrigará, de incentivo à leitura.
ter crescido 10,46%. Se a crise não atrapalhar, China 7.103 tria editorial brasileira reivindica (PLC 3.378/08). Recentemente, li- O Snel propõe que o Ministério também, o Dia Nacional da Com a inclusão do Dia da
esperam repetir o desempenho este ano. EUA 2.551 do Congresso e do governo federal vros já editados tiveram sua venda da Educação volte a executar o Leitura e a Semana da Leitura, Leitura no calendário das datas
– O aquecimento do setor deve-se ao aumento Japão 1.403 proibida pela Justiça a pedido dos Programa Nacional de Biblioteca do com a intenção de enfatizar comemorativas, o país passou
medidas de respeito e manutenção
Rússia 494
do poder aquisitivo do brasileiro e às diversas do direito autoral. biografados ou seus familiares, Professor, que tinha como objetivo junto à sociedade brasileira a a ter cinco momentos de cele-
Alemanha 479
campanhas e políticas de difusão do livro, muitas – Respeitar a Lei de Direitos causando muitos prejuízos. O caso fomentar a leitura para os mestres. importância do cultivo do amor bração na área: o Dia Mundial
França 413
delas por iniciativas governamentais, que estimu- Autorais é a garantia e o incentivo mais notório e recente foi o do Hoje, o ministério tem um programa aos livros desde a infância – do Livro (23 de abril), o Dia
Brasil 345
laram a leitura, principalmente a infanto-juvenil, para uma criação literária forte e cantor Roberto Carlos. que já atende a três níveis de ensino defendeu o senador. Internacional do Livro Infanto-
Reino Unido 324
segmento que mais cresceu. Não podemos dei- crescente. O Snel entende que “qualquer (infantil, fundamental e médio) e O estímulo à leitura também Juvenil (2 de abril), o Dia da
Itália 265
xar de destacar, ainda, a desoneração do PIS/ Outro assunto que interessa ao nova medida que onere a cadeia pretende beneficiar em 2009 cerca deverá mudar um quadro preo- Leitura (12 de outubro), o Dia
Espanha 235
Confins, que ajudou a manter o preço médio do Snel é a aprovação de projeto do produtiva do livro” deve ser evi- de 23,6 milhões de estudantes. Pelo cupante. Hoje, apenas 26% dos Nacional do Livro Infantil (18
Fonte: Euromonitor 2003, baseado em dados de 2002, citado
livro abaixo da inflação – avalia o presidente da na obra A economia da cadeia produtiva do livro, de Fabio Sá
deputado Antonio Palocci (PT-SP) tada. O corte orçamentário de R$ programa, serão distribuídos livros brasileiros entre 15 e 64 anos de abril) e o Dia Nacional do
ANL, Vitor Tavares. Earp e George Kornis, editado pelo BNDES em 2005. que muda o Código Civil, para 150 milhões nos recursos desti- para 66.798 escolas. conseguem ler e entender um Livro (29 de outubro).
10 Brasília, 16 a 22 de março de 2009

comissões
Planos do

J. Freitas
Paraguai para
o Mercosul
O ministro das Relações
Exteriores do Paraguai,
Alejandro Hamed, deverá
expor aos integrantes do
Parlamento do Mercosul,
nesta terça-feira, o plano de
trabalho para a presidência
paraguaia do bloco, durante
o primeiro semestre deste
ano. A 16ª sessão ordinária
do parlamento terá início
nesta segunda-feira, em
Montevidéu, capital do
Uruguai, e ocorrerá poucos
Marconi Perillo, Fernando Collor e Eliseu Resende, em reunião da Comissão de Infraestrutura: senadores vão discutir com especialistas quatro temas setoriais
dias antes da celebração
dos 18 anos do Tratado de
Assunção, que marcou o

CI promoverá várias audiências


início da implantação do
Mercosul.
O Parlamento do Mercosul
será presidido, até julho,

públicas sobre áreas estratégicas


pelo parlamentar paraguaio
Ignácio Mendoza Unzain.
Caberá a ele conduzir a
discussão de temas como
a definição do número
Propostos pelo presidente da comissão, Fernando Collor, assuntos estão relacionados às atividades de cadeiras que serão
do órgão e compreendem infraestrutura industrial, programas do governo e agências reguladoras reservadas a cada país.
A Representação Brasileira
tem insistido na necessidade

A
s áreas estratégicas rela- pela comissão”. lista de convidados, com base em audiências públicas realizadas de se encontrar uma solução
cionadas às atividades Foi decidido ainda que os se- sugestões dos demais integrantes com os presidentes das agências até o final do primeiro
da Comissão de Serviços nadores Delcidio Amaral (PT- da comissão. públicas em 2008 para ajudar no semestre para que haja
de Infraestrutura (CI) serão ob- MS), Flexa Ribeiro (PSDB-PA) Marconi Perillo (PSDB-GO), cumprimento da agenda de 2009. tempo de elaborar regras
jeto de uma série de audiências e Gim Argello (PTB-DF) ficarão ex-presidente da CI, sugeriu a para a realização das
públicas com especialistas, às responsáveis pela elaboração da recuperação das informações das Gabrielli falará sobre primeiras eleições brasileiras
terças, quartas e quintas-feiras. estratégias da Petrobras destinadas à escolha de
A decisão, proposta em ato Os planos do governo federal parlamentares do Mercosul,
do presidente da CI, Fernando Receita poderá anular CNPJ por para a atuação e os negócios da previstas para 2010.
Collor (PTB-AL), foi aprovada na
quinta-feira pela comissão.
venda de combustível adulterado Petrobras nos próximos cinco anos
– de 2009 a 2013 – serão o tema de
Pela decisão, a CI deve examinar
quatro temas setoriais: “A indús-
Distribuidores e postos que
venderem comprovadamen-
do Petróleo, Gás Natural e Bio-
combustíveis (ANP). A sanção
audiência pública conjunta da CI
e da Comissão de Assuntos Eco-
Chanceler da
tria e a infraestrutura: inovação e te combustível adulterado está prevista em projeto de au- nômicos (CAE) com o presidente Bolívia divulga
competitividade”; “O atraso e as poderão ter sua inscrição no toria do senador Demostenes da empresa, Sérgio Gabrielli. O
demandas: setores que avançam Cadastro Nacional da Pessoa Torres (DEM-GO) aprovado debate, solicitado por Ideli Salvatti Constituição
além da crise”; “Os programas go- Jurídica (CNPJ) declarada na reunião de quinta-feira (PT-SC) na CI e por Aloizio Merca-
vernamentais”; e “Diagnóstico das inapta pela Receita Federal, a da Comissão de Serviços de dante (PT-SP) na CAE, ainda será O presidente da Comissão de
agências e dos setores regulados pedido da Agência Nacional Infraestrutura. agendado. Relações Exteriores (CRE),
senador Eduardo Azeredo
(PSDB-MG), recebeu a visita
Edison Lobão falará sobre real grandeza SÉRGIO REZENDE E HÉLIO COSTA falam à CCT de delegação da Bolívia,
O ministro de Minas e Energia, Edison Lobão, será convidado pela Comissão A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação, Comunicação e Informática liderada pelo ministro das
de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA) (CCT) ouvirá os ministros de Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e das Relações Exteriores, David
a prestar esclarecimentos sobre declarações, atribuídas a ele pela imprensa, Comunicações, Hélio Costa, sobre seus planos de trabalho para o biênio Choquehuanca. O chanceler
de que a atual diretoria da Fundação Real Grandeza, fundo de pensão 2009/2010. Rezende participará de audiência na comissão nesta quarta- boliviano comentou o
dos funcionários de Furnas Centrais Elétricas, haveria praticado atos “de feira e Hélio Costa, na próxima quarta. A CCT aprovou também a criação de interesse de seu país em
bandidagem”. A iniciativa do convite ao ministro partiu da senadora Marisa um grupo de trabalho para analisar os motivos dos altos preços da telefonia difundir a nova Constituição,
Serrano (PSDB-MS). móvel no Brasil. aprovada em 25 de janeiro
de 2009. Ao mesmo
tempo em que reiterou o
CAE tira de pauta projeto respeito aos compromissos

sobre entidades filantrópicas Senadores repudiam prisão internacionais,


Choquehuanca reivindicou

Por falta de consenso em torno sória (MP 446/08) devolvida ao


de manifestantes no RS às multinacionais, citando
expressamente a Petrobras,
do projeto do senador Romero Executivo pelo então presidente A prisão, no Rio Grande pública sobre as “tentativas investimentos produtivos
Jucá (PMDB-RR) que altera as do Senado, Garibaldi Alves do Sul, de 700 mulheres que de criminalização dos mo- com transferência de
regras para a certificação de (PMDB-RN). Tião Viana (PT- participavam de manifesta- vimentos sociais”. José Nery tecnologia.
entidades filantrópicas (PLS AC) lembrou que outro projeto ção no interior do estado foi (PSOL-PA) repudiou os “atos – Os bolivianos têm
462/08), a Comissão de Assun- sobre entidades filantrópicas repudiada pela Comissão de de repressão à livre manifes- aprendido que o único
tos Econômicos (CAE) retirou tramita na Câmara, por onde, Direitos Humanos e Legisla- tação da sociedade”. caminho para resolver seus
a proposta da pauta. Parte dos segundo informações que rece- ção Participativa (CDH). Os Na opinião do presidente problemas internos é o
senadores não concordou com o beu, os presidentes da Câmara, senadores ouviram relato so- da CDH, Cristovam Buarque diálogo – afirmou.
parecer do relator, senador Valdir Michel Temer, e do Senado, José bre agressão, apresentado por (PDT-DF), as escolas do MST Os senadores José Nery
Raupp (PMDB-RO), que rejeitou, Sarney, teriam concordado em Rosângela Cordeiro, dirigente “preenchem um espaço va- (PSOL-PA) e João Pedro
sem discussão, as 64 emendas iniciar a discussão do assunto. do Movimento de Mulheres zio deixado pelo Estado” e (PT-AM), que atuaram
oferecidas, apresentando outras Outros senadores destacaram Camponesas e coordenadora deveriam ser incentivadas, como observadores
quatro em substituição a elas. ainda que, apesar da devolução da Via Campesina Brasil. e não fechadas, com o que internacionais, disseram ter
Para Pedro Simon (PMDB-RS), e, posteriormente, da rejeição Paulo Paim (PT-RS) anun- concordaram as senadoras visto transparência, amplo
o assunto merece um debate da medida pela Câmara, alguns ciou a intenção de propor Fátima Cleide (PT-RO) e Serys envolvimento da população
maior, principalmente porque itens já surtiram efeito e preci- a realização de audiência Slhessarenko (PT-MT). e liberdade de participação
teve origem numa medida provi- sam ser votados. nas eleições bolivianas.
Brasília, 16 a 22 de março de 2009 11

homenagem debates
Senado celebra a Batalha do Jenipapo Usinas do rio
Madeira são
O Senado comemorou, em Andrade Filho. do Brasil, desde a Batalha do
sessão solene, os 186 anos da Os oradores, entre os quais o Jenipapo até a resistência ao
Batalha do Jenipapo. O combate governador e Sarney, analisaram fechamento do Congresso na
travado em Campo Maior (PI), o papel de brasileiros do Piauí, ditadura militar.

vitais, diz Raupp


às margens do rio Jenipapo, em Maranhão e Ceará, que atuaram Heráclito afirmou que o Bra-
13 de março de 1823, foi decisi- na batalha para a garantia da sil tem imensa dívida com os
vo para a independência do Bra- integridade territorial do país. que lutaram pela unidade do
sil, disse o senador João Vicente – Se Portugal via como ine- país. Caso não tivessem ocor-
Claudino (PTB-PI), autor da vitável a perda de parte de rido os confrontos do Jenipapo,
proposta para a homenagem. seus domínios na América, a configuração do território Depois do Polo Industrial de Manaus, usinas
Participaram da sessão o fazia questão de manter a parte brasileiro provavelmente seria
presidente do Senado, José setentrional do território bra- outra, disse.
do rio Madeira são o empreendimento mais
Sarney; o 1º secretário da Mesa, sileiro, reunindo o Grão-Pará, Adelmir Santana (DEM- importante para região Norte, afirma senador
Heráclito Fortes (DEM-PI); o 3º o Maranhão e o Piauí sob a DF), Geraldo Mesquita Júnior
secretário, Mão Santa (PMDB- bandeira portuguesa – declarou (PMDB-AC), Marcelo Crivella

O
PI); o governador do estado, João Claudino. (PRB-RJ) e Aloizio Mercadante senador Valdir Raupp

MOREIRA MARIZ
Wellington Dias; e o prefeito Mão Santa lembrou o pa- (PT-SP) também falaram sobre (PMDB-RO) comentou
de Campo Maior, João Felix pel dos piauienses na história a batalha. recente visita do presi-
dente Lula, do ministro de Minas

JOSÉ CRUZ
e Energia, Edison Lobão, e de
outras autoridades do Executivo
ao canteiro de obras das usinas
hidrelétricas do rio Madeira, San-
to Antônio e Jirau, em Rondônia.
Na ocasião, também foi assinado
convênio do projeto Acreditar,
que irá viabilizar a capacitação
de profissionais da própria re-
gião, pela empresa Odebrechet,
para trabalhar nas usinas.
Depois do Polo Industrial de
Raupp destaca visita de Lula a canteiro
Manaus, que, segundo Raupp,
de obras e assinatura de convênio
resultou na geração de mais de
para capacitação de profissionais
400 mil empregos, as usinas do
rio Madeira foram apontadas
pelo senador como o empreen- sionou o senador. Atualmente,
dimento mais importante para a Odebrechet já capacitou e
a região Norte. Com uma linha empregou mais de 2 mil pessoas
de transmissão de mais de 2 mil em cada uma delas, havendo a
quilômetros de extensão, indo de tendência de geração de mais
Porto Velho (RO) a Araraquara de 10 mil empregos diretos
(SP), a energia gerada em Santo nessas obras. Na assinatura do
Mão Santa ressalta, durante a sessão solene, a participação dos piauienses em momentos decisivos da história do país Antônio e Jirau será suficiente convênio do projeto Acreditar,
para abastecer o equivalente a Raupp informou que várias
50% das residências do país, pessoas hoje empregadas, mas
Um fato extraordinário na história do país, diz Sarney acrescentou Raupp.
A forma de qualificação de
antes dependentes do programa
Bolsa Família, aproveitaram o
O presidente do Senado, José – Eles não tinham armas nem se refugiar em Caxias, onde mão-de-obra para as duas usinas evento para devolver o cartão
Sarney, disse, na sessão em preparação para enfrentar uma se rendeu e foi proclamada a foi outro aspecto que impres- de benefício.
que se comemoraram os 186 batalha daquela magnitude. No independência.
anos da Batalha do Jenipapo, entanto, foi uma batalha em Sarney ressaltou que, quan-
que o evento foi um feito
extraordinário da história do
que houve heroísmo de toda
natureza, e embora significasse
do o militar britânico Thomas
Alexander Cochrane chegou ao
Mesquita Júnior elogia ação
Brasil. Conforme afirmou, se
o restante do país, imediata-
a vitória das tropas de Fidié
[João José da Cunha Fidié]
Maranhão, entrou no porto, em
nome do Imperador, na nau de para coibir exploração sexual
mente, aderiu à independência, sobre as tropas que resistiam Pedro I, e proclamou ter feito
piauienses e maranhenses tive- contra ele, obrigaram que ele a adesão da independência do Ao defender “ações concre-
Geraldo Magela

ram que derramar sangue para se dirigisse, em vez de para Maranhão e Piauí. tas” contra a exploração sexual
ser brasileiros. Oeiras, para onde ele ia, para a – O povo dos nossos estados de crianças e adolescentes, o
A batalha, lembrou, foi trava- cidade que hoje é União. já tinha proclamado essa inde- senador Geraldo Mesquita Jú-
da por homens do Maranhão, As tropas brasileiras, se- pendência pelo seu sangue, pelo nior (PMDB-AC) elogiou acordo
do Piauí e alguns cearenses gundo Sarney, perseguiram o seu heroísmo e pela grandeza firmado entre a Construtora
que, imediatamente antes, exército português de tal ma- do seu patriotismo, quando lu- Norberto Odebrecht e o Ministé-
tinham proclamado a inde- neira que a tropa lusitana teve taram nos sertões apenas com o rio do Desenvolvimento Social
pendência. de atravessar o Parnaíba para corpo, a alma e o coração. e Combate à Fome (MDS). Ele
destacou que uma das cláusulas
do documento prevê que a cons-
Mão Santa justifica reivindicações na homenagem trutora adotará medidas, como a
conscientização dos trabalhado-
O senador Mão Santa (PMDB- audaciosa, atrevida, e agora eu Aloizio Mercadante (PT-SP), res, para coibir esse tipo de crime
PI) rebateu sexta-feira crítica digo: burra. Mão Santa considerou que ele em seus canteiros de obras.
feita por jornalistas de que ele Mão Santa disse não con- estava “mal informado”, ao – O governo federal e a Ode- Mesquita Júnior informa que acordo
não deveria ter usado a tri­buna cordar com o entendimento de citar estradas no Piauí como brecht estão dando um exemplo entre governo e Odebrecht prevê
para apresentar reivin­dicações que tenha “quebrado o brilho” obras do atual governo. Segun- para o país – disse. conscientização de trabalhadores
durante a sessão que lembrou da sessão solene ao cobrar dos do Mão Santa, elas foram cons- Para Mesquita Júnior, as de-
os 186 anos da Batalha do governos federal e do Piauí a truídas nos anos 70, pelo então mais empresas brasileiras tam- foi submetida a aborto legal – os
Jenipapo (ver matéria acima). conclusão de obras inacabadas. governador Alberto Silva. bém deveriam seguir o exemplo, médicos consideraram que ela
Ele destacou que o Parlamento Conforme afirmou, existem – Lá, há 186 anos, os nossos adotando a mesma linha de poderia correr risco de vida se a
é a casa do debate – bem como no estado pontes que estão antepassados cumpriram a sua medidas. Ao ressaltar que a gestação fosse levada até o fim.
as assembléias legislativas e sendo construídas há mais de missão histórica. Esta Casa exploração sexual de menores O senador destacou ainda a
câmaras municipais – e que oito anos. é para isso [para o debate]. é um grave problema nacional, informação de que mais de 50%
a tribuna é o instrumento dos O senador disse que também Agora, pautar minhas ações ele citou notícias recentes sobre das vítimas de violência sexual
parlamentares. oradores do governo não se é um atrevimento. Eu sou se­ o assunto, incluindo o caso da atendidas pelo Hospital Pérola
– Disseram que quebrei o limitaram a lembrar a Batalha na­dor da República e fiz [as menina pernambucana de nove Byington, de São Paulo, são me-
brilho porque fiz reivindi- do Jenipapo. Ao comentar o reivindicações], porque aqui anos que, estuprada pelo padras- ninas e adolescentes menores de
cações. Olha, a ignorância é pronunciamento do senador é o lugar. to, ficou grávida e, em seguida, 14 anos(veja página 5).
12 Brasília, 16 a 22 de março de 2009

senado
Sarney anuncia instalação Hora extra no recesso é legal,
informa Advocacia Geral
de ponto eletrônico O 1º secretário do Senado,
Heráclito Fortes (DEM-PI),
informou que o relatório da
também que a Comissão Dire-
tora está estudando uma forma
de parcelar o débito.
Diante das críticas pelo pagamento de horas extras em janeiro, durante Advocacia Geral do Senado – Não queremos ser o algoz
o recesso do Congresso, a Mesa diretora propõe medidas de controle declarou ser legal o pagamento do servidor público do Senado.
de horas extras a funcionários O fato existe e estamos toman-
durante o período de recesso do providências. Agora, o que

O
presidente do Senado, pagamento de hora extra. parlamentar. Heráclito disse queremos daqui para frente?

Jonas Pereira
José Sarney, consi- De acordo com o presi- estar aguardando a resposta Nós vamos mudar a questão
derou “um absurdo” dente do Senado, o que deve dos senadores à solicitação da hora extra no Senado para
o pagamento de hora extra ser adotado é um sistema para que verifiquem se houve evitar que fatos dessa natureza
a funcionários da Casa no híbrido em que, nos gabine- pagamento indevido de horas se repitam – enfatizou.
mês de janeiro, quando não tes dos senadores, os chefes extras em seus gabinetes em Heráclito informou que o
houve sessão plenária, lem- controlarão a frequência dos janeiro, período em que o Con- ponto eletrônico está entre as
brando que o fato é anterior funcionários ali lotados, en- gresso estava em recesso. alternativas a serem adotadas
à sua administração. Matéria quanto os demais servidores O senador ressaltou que os pela Casa. A decisão, disse, vai
publicada pelo jornal Folha da Casa registrarão o ponto funcionários que trabalharam depender também do custo dos
de S. Paulo afirma que o Se- eletronicamente. não devem ser penalizados. equipamentos, uma vez que
nado gastou R$ 6,2 milhões Já Heráclito Fortes pon- Já os que receberam indevi- precisam ser instalados em
em horas extras para 3.883 derou que não se pode sim- damente, afirmou, terão de todos os gabinetes e secretarias
servidores. plesmente suspender os devolver os recursos. Disse do Senado.
– Eu acho que a parte de pagamentos de horas extras,
pessoal é uma parte que não pois às vezes há trabalho
está afeta ao corte de gastos, no Senado até altas horas
é uma parte sobre a qual
Heráclito Fortes, 1º secretário, propôs a
automatização do controle de frequência,
da noite e muitos serviços Arthur Virgílio defende realização
não temos autoridade. São funcionam 24 horas, como
pagamentos fixos, mas, nesse
que vai depender do custo dos equipamentos
a segurança da Casa. de auditoria rigorosa no Senado
caso de horas extras, é um Na sexta-feira, o senador
caso a se examinar como uma 1º secretário da Casa, Heráclito Jarbas Vasconcelos (PMDB-PE) Arthur Virgílio (PSDB-AM)

Geraldo Magela
coisa que não está dentro da Fortes (DEM-PI), de instalação, ocupou a tribuna para pedir que afirmou na terça-feira que o pa-
normalidade. na Casa, de ponto eletrônico a Mesa anule o ato que permitiu gamento de R$ 6,2 milhões em
Sarney disse que deverá ser para aferir a frequência dos o pagamento de horas extras em horas extras durante o recesso
adotada a ideia em estudo pelo servidores e a necessidade do janeiro. parlamentar de janeiro mostra
“uma certa alienação do Senado
diante da realidade econômica
do Brasil”.
Para Efraim, responsabilidade é dos gabinetes e órgãos O senador amazonense suge-
riu que seja feita uma auditoria
Efraim Morais (DEM-PB), que fica os beneficiários, apenas re- a seus funcionários. rigorosa na Casa, em todos os
era o 1º secretário do Senado conhece o direito dos servidores Já Garibaldi Alves (PMDB- contratos, que se “mexa em
em janeiro, divulgou nota à que efetivamente trabalharam. RN), que presidia a Casa em todos os porões”. “Vamos encon-
imprensa em que afirma que Efraim Morais argumenta que janeiro, afirmou em entrevista trar mais coisa”, previu ele, para
Arthur Virgílio diz que há “certa
o pagamento de horas extras o critério de quem teria direito à Agência Senado que decisões quem “administrações longas
alienação do Senado diante da
a servidores da Casa naquele a receber pelo serviço extraor- sobre pagamento de horas ex- geram vícios.”
realidade econômica do Brasil”
mês foi legal e obedeceu a cri- dinário é de responsabilidade tras não passam pela Presidên- Arthur Virgílio disse acreditar
tério administrativo em vigor dos gabinetes parlamentares cia da instituição. Ele opinou, que os senadores Efraim Morais
há anos. e órgãos da administração. O porém, que deveria haver maior (DEM-PB) e Garibaldi Alves criticou o que considerou uma
Ainda segundo a nota, a au- parlamentar informa também controle. (PMDB-RN), 1º secretário e “tentativa de jogar a respon-
torização assinada por ele não que todos os gabinetes de se- – Parece que está meio sem presidente da Casa durante o sabilidade do pagamento de
menciona valores, nem especi- nadores pagaram horas extras controle – observou. recesso, terão de dar explicações horas extras sobre os chefes de
à sociedade sobre o assunto, e gabinete”.

Presidente pede que PF investigue denúncia de Jarbas Sociedade tem que zelar pelo Estado
O presidente do Senado, José denúncia de Jarbas foi publica- momento algum essa declaração, de direito sempre, alerta Sarney
Sarney, anunciou o envio de da na edição da revista Veja da não citei o partido, sua direção
ofício ao ministro da Justiça, semana passada. ou qualquer de seus integrantes, O presidente do Senado, José – O preço do Estado de direito
Tarso Genro, pedindo a abertura Para o senador pernambucano, apesar de haver sido ameaçado Sarney, ao comentar as denún- é realmente o permanente con-
de inquérito pela Polícia Federal o teor do ofício de Sarney distor- publicamente por vários deles. cias da revista Veja de que o trole da sociedade e de todos
(PF) para verificar a denúncia ce suas declarações à revista. Só acusaria alguém se possuísse delegado da Polícia Federal nós para que ele possa existir
do senador Jarbas Vasconcelos – Vossa excelência procura, provas – disse Jarbas. Protógenes Queiroz teria feito – declarou Sarney.
(PMDB-PE) de que estaria sen- não sei com que objetivo, dis- De acordo com a revista se- escutas clandestinas, alertou Já os senadores Heráclito
do vítima de espionagem. Em torcer a matéria da Veja, e por manal, um especialista em in- para a necessidade de toda a Fortes (DEM-PI) e Sérgio Guerra
outro ofício, Sarney solicita que consequência minhas declara- teligência procurou o senador sociedade brasileira permanecer (PSDB-PE) responsabilizaram
o procurador-geral da República, ções, ao afirmar que denunciei pernambucano para informar em constante vigília para que setores do governo Lula pela
Antonio Fernando de Souza, uma investigação contratada por que tinha sido contratado para tais abusos – quando ocorrerem atuação do delegado Protógenes
acompanhe a investigação. A integrantes do PMDB. Não fiz em investigá-lo. – sejam prontamente coibidos. Queiroz.

Regimento deve flexibilizar ritos de votação


MÁRCIA KALUME

Os tipos e a forma de organização deliberativas, destinadas a discursos adotada corriqueiramente possa ser
das sessões plenárias e das comissões e à leitura de comunicações pelos contestada por não estar no regimen-
foram o tema dos debates realizados senadores, sejam improrrogáveis. to, conferindo “mais personalidade e
pela Comissão Temporária para Refor- Segundo Camata, a minuta do força às decisões tomadas”.
ma do Regimento Interno do Senado projeto de resolução de reforma A partir desse raciocínio, Camata
Camata quer
na terça-feira. Além da flexibilização do regimento não deverá reunir só propôs que seja normatizada a flexi-
incorporar
do rito de votação em Plenário – que mudanças ao texto em vigor, mas bilização dos interstícios e do segun-
ao regimento
já ocorre na prática, embora não incorporar iniciativas já incluídas na do turno de votação de proposta de
práticas já
conste do regimento –, o relator, rotina dos trabalhos das comissões emenda à Constituição.
adotadas no dia-
senador Gerson Camata (PMDB-ES), e do Plenário. O relator acredita que – Em vez de dias, o interstício deve-
a-dia da Casa
propôs que as sessões plenárias não- isso irá impedir que alguma medida ria durar horas – defendeu ele.
Brasília, 16 a 22 de março de 2009 13

presidência
Príncipe debate meio ambiente Diretor de
Recursos Humanos
Herdeiro do trono britânico, Charles discute preservação ambiental em visita ao Congresso Nacional deixa o cargo

O
O presidente José Sarney
herdeiro do trono britâ-

JANE ARAÚJO
aceitou na tarde de sexta-feira
nico, o príncipe Charles
o pedido de dispensa do diretor
e sua mulher, Camilla
de Recursos Humanos do
Parker Bowles, duquesa de Cor-
Senado, João Carlos Zoghbi, que
nuália, visitaram o Congresso
exercia a função desde 1995.
Nacional na quarta-feira pas-
Nesta segunda-feira, deve ser
sada. Charles discutiu com os
anunciado o nome do servidor
presidentes do Senado, José
que o substituirá.
Sarney, e da Câmara dos Depu-
Antes de pedir dispensa do
tados, Michel Temer, e outros
cargo, João Carlos Zoghbi
parlamentares estratégias para
havia devolvido ao Senado um
a preservação do meio ambiente
apartamento funcional que,
em nível mundial. Sarney infor-
segundo denúncia da imprensa,
mou que foi discutida, no que se
era utilizado indevidamente por
refere ao Brasil, a definição de
um de seus filhos.
uma forma de gratificação para
o sequestro de carbono.
– Eu tive oportunidade de dizer Concurso do
ao príncipe que o Brasil é o único
país que tem a legislação am- Senado é
Príncipe Charles assina livro de visitas, acompanhado pela mulher, Camila Parker Bowles, Sarney, Temer e parlamentares
biental em nível constitucional. homologado
Disse também que nosso país
tem um exemplo histórico de pre- ESTATUTO DO TORCEDOR encontro de contas A homologação do
servação da natureza – afirmou o Na sexta-feira, o presidente José magistrados A Confederação Nacional dos resultado final do concurso
presidente do Senado, referindo- Sarney participou, no Palácio do João Ribeiro (PR-TO) e o Municípios (CNM) entregou ao público para os cargos
se ao fato de que, "enquanto Planalto, da cerimônia de assinatura, presidente e o vice-presidente presidente do Congresso, José de analista e técnico
todos os países do mundo se pelo presidente Luiz Inácio Lula da da Associação Brasileira de Sarney, o documento O impacto legislativo foi publicada
submeteram às companhias colo- Sival, do projeto do Estatuto do Magistrados (ABM), Mozart da Previdência nas finanças no Diário Oficial da União.
nizadoras que no século passado Torcedor. A nova legislação deve Valadares e Wilson Dias, municipais. Os prefeitos solicitam O concurso destinou-
destruíram as florestas da Ásia e resguardar os direitos dos torcedores estiveram com José Sarney na que o Congresso e a Secretaria se ao preenchimento
da África, o Brasil não permitiu nos espetáculos esportivos. O última terça-feira para convidá-lo de Relações Institucionais, da de 91 cargos de nível
sua entrada na Amazônia, o que projeto pune com prisão cambistas para a comemoração dos 60 anos Presidência da República, atuem superior e 59 de nível
contribuiu para a preservação da e quem tentar manipular resultados da ABM e para o 20º Congresso para promover um encontro de médio. A nomeação dos
floresta". dos jogos. Também disciplina as Brasileiro de Magistrados. contas entre os municípios e o aprovados, entretanto, não
Para o senador, o príncipe está torcidas organizadas. Regime Geral da Previdência Social. é instantânea. Dependerá
se juntando à causa mundial da necessidade do Senado
de defesa do meio ambiente, e da disponibilidade
adotada por grandes idealistas, eleição de deputado Movimento estudantil orçamentária, além de
uma vez que a grande ideologia Cristovam Buarque (PDT-DF) e uma Um grupo de jovens da União excesso de MPs respeitar o número de
que substituiu o pensamento delegação de brasileiros residentes Brasileira dos Estudantes Durante o seminário "Direito e vagas estabelecido no edital
comunista foi a ideologia da em Massachusetts (EUA) e que Secundaristas (Ubes) esteve com democracia: a nova separação e a ordem de classificação
preservação ambiental. representam o Comitê Pró-Cidadania José Sarney na última quarta-feira. dos Poderes", na quinta-feira, dos candidatos.
O Reino Unido é constituído Unido estiveram com o presidente Eles fizeram uma manifestação José Sarney afirmou que "a
por Inglaterra, País de Gales, José Sarney. Eles pediram prioridade para pressionar os parlamentares excessiva edição de medidas
Escócia (que em conjunto for- na votação da proposta de emenda a aprovarem o projeto de lei da provisórias é uma maneira de Senado Cultural
mam a Grã-Bretanha) e Irlanda à Constituição (PEC 5/05) que Câmara 180/08, que reserva 50% intervenção do Executivo, que inicia atividades
do Norte. concede ao brasileiro residente das vagas em universidades públicas acaba assumindo funções do
no exterior o direito de votar num para alunos egressos de escolas Legislativo”. no próximo dia 25
deputado que os represente. financiadas pelo Estado.
visita chilena O Senado Cultural, que reúne
O presidente do Senado, José a programação anual da
Sarney, recebeu, na terça-feira, o Acordo com TCU diretor-geral DA anp verbas para educação Casa, dá início às atividades
ex-presidente do Chile Eduardo Os presidentes do Senado, José O diretor-geral da Agência Nacional Recebido na quarta-feira pelo no dia 25, em solenidade a
Frei, que cumpre uma agenda de Sarney, e do Tribunal de Contas do Petróleo (ANP), Haroldo Lima, fez, presidente José Sarney, o ministro ser presidida pelo senador
contatos internacionais para, em da União (TCU), Ubiratan Aguiar, na última quarta-feira, uma visita de da Educação, Fernando Haddad, José Sarney. Vários
seguida, entrar na corrida para assinaram um protocolo de cortesia ao presidente do Senado, pediu pressa do Legislativo na convênios com entidades
disputar a sucessão de Michelle cooperação para o intercâmbio José Sarney. Um dos fundadores aprovação de proposta de emenda culturais terão assinatura
Bachelet no Palácio La Moneda. de informações, desenvolvimento do PMDB da Bahia, Haroldo Lima à Constituição (PEC 277/08) que simbólica no evento. O
Senador democrata-cristão, institucional, divulgação e promoção pôde oficialmente filiar-se ao PCdoB aumenta os recursos orçamentários programa trará a exposição
Eduardo Frei já presidiu o Chile de ações de educação a distância. em 1985, quando Sarney, então federais vinculados à educação. A Clarice Lispector, sucesso de
entre 1994 e 2000. Ele e Sarney Segundo Sarney, a preocupação presidente da República e responsável principal mudança que a proposta público em São Paulo que
conversaram principalmente sobre é capacitar as pessoas para evitar pela condução da transição traz consiste em vincular os gastos destaca a vida e a obra de
a crise financeira internacional. vulnerabilidades na administração democrática, colocou os partidos com educação ao produto interno uma das mais importantes
de recursos públicos. comunistas na legalidade. bruto (PIB). escritoras do país.

Mesa do Senado Federal Secretaria Especial de Comunicação Social


Presidente: José Sarney Edição semanal
Diretora: Elga Mara Teixeira Lopes
1º Vice-Presidente: Marconi Perillo Órgão de divulgação do Senado Federal
Direção de Jornalismo:
2ª Vice-Presidente: Serys Slhessarenko Maria da Conceição Lima Alves Diretor: Davi Emerich
1º Secretário: Heráclito Fortes Editor-chefe: Flávio Faria
Edição: Djalba Lima, Eduardo Leão, Edson de Almeida, José do Carmo Andrade, Juliana Steck e Suely Bastos
2º Secretário: João Vicente Claudino
3º Secretário: Mão Santa
Agência Senado Reportagem: Cíntia Sasse, Janaína Araújo, João Carlos Teixeira, Sylvio Guedes e Thâmara Brasil.
Diagramação: Bruno Bazílio, Henrique Eduardo L. de Araújo, Iracema F. da Silva, Osmar Miranda e Sergio Luiz Gomes
4ª Secretária: Patrícia Saboya Diretor: Mikhail Lopes da Silva
Suplentes de Secretário: César Borges, Chefia de Reportagem: Denise Costa e Moisés Oliveira Revisão: Eny Junia Carvalho, Lindolfo do Amaral Almeida e Miquéas D. de Morais
Adelmir Santana, Cícero Lucena e Gerson Camata Edição: Maria Lúcia Sigmaringa e Rita Nardelli Tratamento de imagem: Edmilson Figueiredo, Humberto Souza Lima e Roberto Suguino
Arte: Cirilo Quartim e Oscar
O noticiário do Jornal do Senado é elaborado pela equipe de Arquivo fotográfico: Elida Costa
Diretor-Geral do Senado: José Alexandre
jornalistas da Secretaria Agência Senado e poderá ser reproduzido Circulação e atendimento ao leitor: Shirley Velloso Alves
Lima Gazineo mediante citação da fonte.
Secretária-Geral da Mesa: Claudia Lyra
Site: www.senado.gov.br/jornal - E-mail: jornal@senado.gov.br
Tel.: 61 3311-3333 e 0800 61 2211 - Fax: 61 3311-3137
Impresso pela Secretaria Especial de Editoração e Publicações (SEEP) em papel reciclado Praça dos Três Poderes, Ed. Anexo I do Senado Federal, 20º andar - Brasília/DF - CEP 70165-920
14 Brasília, 16 a 22 de março de 2009

programação
Os efeitos da crise financeira
Biscoito Fino

mundial no agronegócio Disfunção


De que forma a crise serão respondidas na
da ATM em
internacional está afetando entrevista especial do debate na
o agronegócio brasileiro? Conexão Senado.
O governo tem mostrado O programa vai ouvir a Rádio
agilidade na adoção de opinião de parlamentares
medidas para ajudar o e especialistas sobre a O tema do programa
setor? O protecionismo questão. Pergunte ao Doutor
nos países ricos ameaça as desta quarta-feira
exportações brasileiras? O Conexão Senado é a articulação
que o Congresso pode fazer Senado FM e OC têmporo-mandibular,
para apoiar os agricultores e 16/3, segunda-feira, às 8h conhecida como
Nascido em Petrópolis, o violonista (D, ao lado do músico Guinga) reinventou a técnica da mão pecuaristas? Internet: 16/3, segunda-feira ATM, fundamental
esquerda, além de influenciar toda uma geração e criar uma nova escola para o instrumento Essas e outras perguntas para movimentar
a boca. Problemas
na articulação e em

Conversa de
músculos e ligamentos
Mais poder para A importância da região podem
os tribunais de das rádios provocar dores de
cabeça, no rosto, na

Músico apresenta contas comunitárias


O programa Fique por A radiodifusão comunitária
coluna, nos ombros,
dor ou sensibilidade
nos dentes, estalos

Marcus Tardelli
Dentro da Lei vai debater pode ampliar o espaço de perto do ouvido,
a atuação dos tribunais debate público no nível zumbidos, dificuldade
de contas da União e dos municipal. Essa é a opinião para mastigar, falar e
estados. A entrevistada é da jornalista Adriane até para abrir a boca.
a conselheira do Tribunal Lorenzon, entrevistada do Estima-se que 33% das
Violonista autodidata nos estudos musicais é considerado de Contas do Tocantins Estação da Mídia. pessoas que sofrem
Dóris de Miranda Adriane é autora de Poder de dores crônicas têm
uma das maiores revelações da música brasileira Coutinho. local no ar: municipalização o problema, mas a
Ela fala sobre as das rádios comunitárias e maioria desconhece

O
Conversa de Músico desta outros dedos em angulações jamais dificuldades de reaver fortalecimento de esferas a disfunção. Para
semana mergulha na sensibili- vistas. para os cofres públicos públicas locais no Brasil. O entender e identificar
dade da alma e na capacidade Tardelli está em constante busca da o dinheiro mal aplicado livro é resultado de tese de a ATM, a Rádio
técnica do violonista e arranjador harmonia mais perfeita e do caminho pelos gestores. mestrado que apresentou Senado conversa com
Marcus Tardelli. Considerado uma orquestral no violão. Ele apresenta De acordo com a à Universidade de Brasília, a cirurgiã-dentista
das maiores revelações da música o repertório Chanson pour Michelle conselheira, falta uma em que estudou a Rádio Simone Carrara,
brasileira, Tardelli tem se firmado (Tom Jobim), Imagina (Tom Jobim legislação que dê aos Comunitária Educativa especialista em
como um dos grandes nomes do e Chico Buarque), Mingus Samba tribunais de contas o Elos FM, de Itabuna (BA). disfunsão têmporo-
violão mundial. Ainda jovem, tem (Guinga e Aldir Blanc), Ciranda nº 2 poder de executar suas Adriane trabalhou nas mandibular e membro
influenciado toda uma geração de (Heitor Villa-Lobos) e Baião de Lacan decisões, como acontece rádios Câmara e Cultura, da Sociedade Brasileira
violonistas e criado uma nova escola (Guinga e Aldir Blanc). no Poder Judiciário. em Brasília, e Unijuí (RS). de ATM.
para o instrumento.
Natural de Petrópolis (RJ), o vio- Fique por Dentro da Lei Estação da Mídia Pergunte ao Doutor
lonista é autodidata nos estudos mu- Conversa de Músico Senado FM e OC Senado FM Senado FM
sicais. Reinventou a técnica da mão TV Senado 16/3, segunda-feira, às 10h 17/3, terça-feira, às 7h30 18/3, quarta-feira,às 7h30
esquerda ao usar o polegar como um 22/3, domingo, às 10h, 18h e 24h Internet: 16/3, segunda-feira Internet: 17/3, terça-feira Internet: 18/3, quarta-feira
dedo ativo na frente do espelho e os

SÁBADO DOMINGO SÁBADO


1h - Cidadania Debate 12h30 - Cidadania Entrevista 1h - Cidadania Debate 12h30 - Cidadania Entrevista 6h - Matinas 22h - Cine Musical
2h - Leituras 13h - Alô Senado 2h - Alô Senado 13h - Parlamento Brasil 7h - Música e informação 22h15 - Música e informação
2h30 - Diplomacia 13h15 - Ecosenado (reprise) 2h15 - Ecosenado (reprise) 13h30 - Cidadania Debate
9h - Prosa e Verso DOMINGO
3h30 - Cidadania Entrevista 13h30 - Cidadania Debate 2h30 - Diplomacia - 14h30 - Espaço Cultural
4h - Alô Senado 14h30 - Conversa de Músico 3h30 - Cidadania Entrevista - (reprise) 9h30 - Música e informação 6h - Matinas
4h15 - Ecosenado 15h30 - Mesa Brasileira 4h - Leituras 16h - Mesa Brasileira (re- 10h - Reportagem Especial 7h - Música e informação
4h30 - De coração 16h30 - Especial – Cartas ao 4h30 - De coração (reprise) prise) 8h - Brasil Regional
10h30 - Música e informação
5h - Conversa de Músico País dos sonhos 5h - Conversa de Músico 17h - Diplomacia
6h - Cidadania Debate 17h40 -Cidadania Entrevista 6h - Cidadania Debate 18h - Quem Tem Medo da 12h - Senado Resumo 9h - Autores e Livros (reprise)
7h - Alô Senado (reprise) 18h - Quem Tem Medo da 7h - TV Brasil Internacional Música Clássica? (reprise) 12h30 - Música e informação 9h20 - Música e informação
7h15 - Ecosenado (reprise) Música Clássica? (reprise) (reprise) 19h - Cidadania Debate 14h - Cine Musical 10h - Cine Musical
7h30 - Cidadania Entrevista 19h - Cidadania Debate 7h30 - Cidadania Entrevista 19h45 - Conversa de Músico
14h15 - Música e informação 10h15 - Música e informação
8h - De coração (reprise) 19h45 - Alô Senado 8h - Leituras 20h30 - Leituras
8h30 - TV Brasil Internacional 20h - Leituras 8h30 - De coração (reprise) 21h - Mesa Brasileira (re- 15h - Autores e Livros 16h - Prosa e Verso (reprise)
Hecho a Mano 20h30 - Ecosenado (reprise) 9h - Diplomacia prise) 15h20 - Música e informação 16h30 - Música e Informação
9h30 - Leituras 21h - Parlamento Brasil 10h - Quem Tem Medo da 22h - Especial (reprise) 18h - Improviso Jazz 17h - Reportagem Especial
10h - Quem Tem Medo da 21h30 - Especial (reprise) Música Clássica? (reprise) 23h10 - Parlamento Brasil
19h - Música e informação 17h30 - Música e informação
Música Clássica? 22h40 - Diplomacia 11h - Alô Senado 23h40 - De coração (reprise)
11h - Parlamento Brasil 23h30 - De coração (reprise) 11h15 - Ecosenado (reprise) 24h10 - Quem Tem Medo da 20h - Escala Brasileira 20h - Jazz & Tal
11h30 - Diplomacia 24h - Espaço Cultural 11h30 - Especial Música Clássica? (reprise) 21h - Música e informação 21h - Música e informação

De segunda a sexta-feira, a programação da Rádio Senado e da TV Senado dedica-se ao vivo, programas jornalísticos sobre as atividades dos senadores, reportagens especiais sobre
prioritariamente à transmissão ao vivo das sessões realizadas no Plenário e nas comissões. Não temas em discussão na Casa e reprises de sessões. No caso da Rádio Senado, a programação inclui
havendo sessão, as emissoras transmitem reuniões de comissões que não puderam ser transmitidas também seleções musicais.

Como sintonizar Como sintonizar


TV a cabo: (55) e Manaus (57). Sistema digital: PID - Vídeo: 1110 FM Internet
NET, Mais TV e Video Cabo Satélite: B1 Brasília (DF) e regiões vizi- No endereço www.senado.
Áudio: 1211 nhas - 91,7 MHz gov.br/radio, por meio dos
TV por assinatura: Antena Parabólica Transponder: 1 Banda Esten-
PCR: 1110 Natal (RN) - 106,9 MHz (ca- programas Real Player ou
Sky (canal 118), Directv (217) dida Windows Media Player
ráter experimental)
e Tecsat (17) Sistema analógico: Polarização: vertical Receptor de Vídeo/Áudio
Ondas Curtas Antena Parabólica
Satélite: B1 Frequência: 3.644,4 MHz Digital NTSC MPEG-2 DVB
Frequência de 5.990 kHz, na Sa­télite Brasilsat B1; recep-
UHF: João Pessoa (canal 40), Transponder: 11 A2 Frequência (Banda - L): tor na frenquência de 4.130
Fortaleza (43), Brasília (canais Polarização: horizontal 1.505,75 MHz Symbol Rate: 3,2143Ms/s faixa de 49 metros no Nor-
te, Nordeste, Centro-Oeste e MHz; polarização horizontal;
36 e 51), Salvador (53), Recife Frequência: 4.130 MHz Antena: 3,6 m FEC: ¾ norte de MG transponder: 11 A2
Brasília, 16 a 22 de março de 2009 15

voz do leitor
frases

fotos: Geraldo Magela


Acordo ortográfico privilégios fortalecem a impunidade Bravas mulheres
no país.” brasileiras, está
“Sabemos que a linguagem Francisco das Chagas de Sousa,
não é um meio de comunicação de Mucambo (CE)
aí aberta uma
estático, sofrendo variações, perspectiva mais
aperfeiçoamentos e mudanças Liberdade aos pássaros que positiva a
ao longo do tempo. A língua quem desejar
portuguesa já é derivada de outras “O meio ambiente agradece àquele se candidatar
línguas arcaicas. O próprio tempo que protege sua fauna, flora e Estamos sendo o
a prefeita,
pede mudanças e atualizações. todos os biomas. Precisamos de que popularmente
governadora ou
Com a globalização e a tecnologia leis mais severas para proibir não se chama de boi de
da informação – cada vez mais somente a captura de pássaros que presidenta da
piranha. Enquanto
céleres –, é mais que necessário estão em extinção. Precisamos unir República Ideli Salvatti, sobre pesquisa
tudo passa, nós
uma língua mais padronizada entre forças para proibir que canários, do Ibope mostrando que
os países de língua portuguesa. Sou pássaros-pretos, coleirinhas e
ficamos aqui na 90% dos brasileiros querem
a favor do acordo ortográfico, mas outros fiquem engaiolados. Gente, frente. E os grandes eleger mulheres para cargos
gostaria que ele fosse aperfeiçoado a natureza é nossa, por isso, para problemas não públicos.
e fosse mais radical, com regras que prendê-los? Peço aos políticos estão surgindo.
gramaticais que simplificassem mais que façam uma lei nesse sentido.” Estamos discutindo
a comunicação.” Laudelina da Silva,
pequenas coisas Com a evolução da ciência e da tecnologia,
Hermínio Gomes de Oliveira de São Paulo (SP)
Filho, de Guaiúba (CE) José Sarney, ao desabafar espero que as cirurgias possam ser
Feriados em excesso que o Senado virou alvo acompanhadas de cirurgião plástico para
Contra a corrupção de denúncias por ser devolver à mulher a beleza como Deus imaginou
“O que acontece com os nossos transparente e não por ser
“Sinto-me plenamente representada representantes? Não conhecem uma “caixa-preta” Mão Santa, ao defender cirurgia gratuita
por este bravo pernambucano a lei? O Rio de Janeiro, conforme de reconstrução de mama às mulheres que
que teve a coragem de enfrentar foi publicado, possui seis feriados, passam por mastectomia.
a máquina podre que, em grande contrariando a lei – que preceitua
parte, ocupa o Poder Legislativo no máximo quatro. Além da
em nome de um povo que de sobrecarga tributária que penaliza Essa é a história da “marolinha”. A
boa-fé lhe dá os mandatos. O o empresariado, esses feriados minha pergunta é: quem vai dar o
senador Jarbas Vasconcelos, em sua em excesso só contribuem para rumo para o Brasil? Alguém tem que
condição de dissidente do PMDB, aumentar a informalização Perguntei ainda ao diretor
dar. Precisamos de liderança [de uma instituição de
já anunciava não pactuar com a do trabalho e dificultar novas
corrupção, postura muito distinta contratações. Por que os nossos
Marisa Serrano, lembrando o fato de o presidente
menores] quem é o herói
de alguns pernambucanos que deputados não criam leis para desses adolescentes
Lula, no ano passado, ter se referido aos reflexos
estão no Congresso. Pernambuco otimizar o desenvolvimento?
da crise no Brasil como “marolinha” infratores e ele respondeu
só tem glórias e aplausos para A intenção é continuarmos
seu filho, cujo exemplo deve ser subdesenvolvidos?”
que é o Fernandinho Beira-
seguido por todos que desejam Mônica Conceição Mar. Eu achei que ele estava
um Brasil diferente. Espero que de do Espírito Santo de Castro, brincando, mas infelizmente
cada parte do país o grito de alerta de Anchieta (RJ) Não se pode admitir que crimes sexuais falava a verdade
do senador Jarbas seja seguido.
sejam banalizados em jogos que
Vamos em frente acordar todos os Consulado em Lisboa Cristovam Buarque, lamentando
brasileiros para um grito em defesa podem chegar às mãos de crianças o baixo índice de recuperação de
da transparência, da decência e “Tenho uma reclamação a fazer e adolescentes e mesmo alimentar a jovens na instituição da Granja do
honradez com as coisas públicas. sobre o consulado brasileiro em fixação doentia de muitos adultos Torto no Distrito Federal.
Bravo senador Jarbas! O Brasil Lisboa. Brasileiros são humilhados e
precisa de homens como o senhor.” tratados como se fossem ninguém, Romeu Tuma, para quem é
Inalda Bacelar, do Recife (PE) enfrentando filas absurdas. Eu já “inadmissível” a circulação
cheguei no consulado às 5h para do jogo de computador Quem semeia ilegalidades como arma
Reforma política ser o vigésimo da fila, sendo que RapeLay, no qual ganha política colhe instituições desmoralizadas
o consulado só abre às 9h30. pontos o jogador que “estuprar
“Sugiro que os senadores se Além disso, quando precisamos virtualmente” mais mulheres Sérgio Guerra, para quem o delegado da Polícia
disponham a discutir, na reforma de alguma documentação em um metrô. Federal Protógenes Queiroz estaria a serviço de
política, a extinção do foro encontramos dificuldade, por um esquema de poder lulista-petista.
privilegiado e também a diminuição causa da falta de qualificação dos
de recursos judiciais que favorecem funcionários.”
pessoas que têm condições de Rogério Leonardo Ferreira,
pagar um bom advogado. Esses de Lisboa (Portugal) O governo dá com uma mão e tira com a outra
Rosalba Ciarlini, lamentando a queda nos recursos do
Sugestões, comentários e críticas podem ser enviados por carta (Praça dos Três Poderes,
Fundo de Participação dos Municípios.
Senado Federal, edifício Anexo I, 20º andar, CEP 70165-920, Brasília-DF), e-mail (jornal@
senado.gov.br) ou telefone (0800 61-2211).

pergunte ao senador
O senador Gerson Camata (PMDB-ES) próximo ao do salário mínimo. Ao mesmo tempo,
Recomposição do valor responde: restabelece o número de salários mínimos
pagos na época da concessão do benefício. A
das aposentadorias Nós estamos preocupados com essa situação
e no Senado aprovamos projeto do senador
proposta estabelece uma regra de transição de
cinco anos até que a proporção entre benefício
Paulo Paim (PT-RS) que agora está sendo e valor mínimo seja totalmente recuperada. O
discutido na Câmara dos Deputados. A proposta índice, que será individual, passará então a ser
cria um índice de correção previdenciária para usado para cálculo dos reajustes por toda a vida
“Até quando o presidente da República garantir o reajuste dos benefícios do beneficiário. Tenho informações de que o
irá diminuir o salário dos aposentados e previdenciários de acordo com o presidente da Câmara, deputado Michel Temer,
pensionistas? Os prefeitos dos municípios aumento do valor mínimo vai colocar logo o tema em votação, diante da
não estão se importando com esse pago pelo Regime sua importância. Sem dúvida, o aposentado não
segmento da população. Peço providências Geral da Previdência pode ser discriminado exatamente na época em
por parte dos parlamentares, que são os Social. Na prática, como que vai precisar do dinheiro da aposentadoria
representantes deste país.” o valor mínimo é igual ao para comprar remédios e buscar assistência
salário mínimo, o projeto médica. Além disso, sabemos que, hoje, a renda
Rogério Mauro Salles Siciliano, cria uma regra para do aposentado ajuda a complementar a renda dos
de São Gonçalo (RJ) garantir um reajuste demais membros da família, inclusive dos netos.
Ano VII Nº 251 Jornal do Senado – Brasília, 16 a 22 de março de 2009

arte sobre foto de pedro_qct/Flickr


Perda do equilíbrio pode
ser sinal de labirintite
As labirintopatias são distúrbios que ocorrem quando
o labirinto, o ouvido interno – órgão responsável pelo
equilíbrio e audição –, é afetado. O que é popularmente Tontura e zumbidos são sintomas
conhecida como labirintite é, na verdade, uma infecção Também conhecido como ouvido in- Universidade Federal do Rio Grande do
ou inflamação do labirinto, uma labirintopatia de terno, o labirinto é formado pela cóclea Sul, explica que o sistema labiríntico re-
– responsável pela audição – e pelo ves- colhe os impulsos de todos os sensores,
ocorrência rara. Conheça nesta edição do Especial tíbulo, que está relacionado ao equilíbrio. e o sistema nervoso central recebe essas
Cidadania os sintomas, causas e tratamentos indicados De acordo com a otorrinolaringologista informações para serem analisadas. Se as
Luciana Novellino, as pessoas definem informações forem conflitantes, a pessoa
para as doenças do labirinto. como labirintite a vertigem, uma tontura pode ter tontura e enjoo.
com características rotatórias, que ocorre Sintomas como tontura, desequilíbrio,
quando há alterações no equilíbrio. surdez ou zumbido podem ser sinais de
O equilíbrio do corpo depende do fun- comprometimento do labirinto. A tontura

Distúrbio pode ter


cionamento do labirinto e de sua comuni- – que é a sensação errônea de movimento
cação com os sistemas ocular, propriocep- do corpo em relação ao ambiente ou o

diversas causas
tivo (músculos e articulações) e nervoso contrário – tem origem labiríntica em
central. O médico Arnaldo Linden, mestre 85% dos casos, mas também pode ser de
em otologia e professor de Medicina da origem visual, neurológica ou psíquica.
Os problemas que afetam o labirinto e
comprometem o equilíbrio causando ton-
tura ou vertigem podem ter diversas ori-
gens, desde alterações nas estruturas do
sistema vestibular até problemas clínicos
em outros órgãos ou sistemas. Possíveis
origens de problemas no labirinto:
– traumatismos de cabeça e pescoço;
– infecções (por bactérias ou vírus);
Tratamento visa atingir fatores
– drogas ou medicamentos (nicotina,
cafeína, álcool, maconha, anticoncepcio-
que provocam o mal
nais, sedativos, tranquilizantes, antide- O diagnóstico das labirintopatias nas reações orgânicas e psíquicas
pressivos, anti-inflamatórios, antibióticos é feito por uma avaliação oto- de cada paciente;
etc.); neurológica que inclui o estudo – personalizar os exercícios
– alimentação com excesso de gordura, da história clínica do paciente de reabilitação do equilíbrio: a
sal e açúcar; (informações detalhadas sobre reabilitação vestibular reajusta as
– tumores; sua tontura e outros sintomas, relações entre os sinais enviados
– envelhecimento; antecedentes pessoais e familiares, pelas estruturas responsáveis pela
– distúrbios vasculares (hiper ou hipoten- hábitos de vida, medicações e manutenção da postura corporal
são arterial, arteriosclerose); preferências alimentares), exames (labirinto, olhos, pele, músculos
– doenças metabólicas (endócrinas: complementares (sangue, urina, e articulações). São exercícios
hipercolesterolemia, hiper ou hipoglice- radiológico) ou avaliações em repetitivos com os olhos, a cabeça
mia, hiper ou hipoinsulinemia, hiper ou outras áreas médicas, como endo- e o corpo que aceleram a com-
hipotireoidismo); crinologia, neurologia, cardiologia pensação vestibular, ativando a
– anemia; e psiquiatria, e uma sequência de neuroplasticidade – mecanismo
– problemas cervicais; testes auditivos e de equilíbrio natural em que o sistema nervoso
– doenças do sistema nervoso central; corporal (testes labirínticos). A tenta recuperar sozinho o equi-
– alergias; tomografia computadorizada e a líbrio quando ocorre uma lesão
– distúrbios psiquiátricos. ressonância magnética também no vestíbulo. Estudo publicado
são exames importantes a serem pela Revista Brasileira de Otorri-
As labirintopatias mais realizados. nolaringologia em março de 2008
comuns são as seguintes: O tratamento etiológico (da conclui que, quando bem indicada
– vertigem postural paroxística benigna: causa) é sempre mais eficaz que e seguida pelo paciente, a reabi-
breves e repentinos episódios de vertigem aquele que se propõe somente a litação vestibular é um método
e/ou enjoo aos movimentos da cabeça; eliminar os sintomas, com me- terapêutico eficaz no tratamento
– neurite vestibular: vertigem aguda, dicamentos sedativos e repouso. de labirintopatias em poucas ses­
intensa e prolongada, com náuseas e Conheça as medidas que devem sões;
vômitos. Pode ser de origem inflamatória ser tomadas em conjunto, segundo – correção de práticas alimenta-
ou infecciosa (viral); o otorrinolaringologista Arnaldo res que podem agravar a vertigem
– doença de Ménière: crises vertiginosas, Linden, para garantir o sucesso do e sintomas associados;
diminuição da audição e sensação de tratamento das labirintopatias: – mudança de hábitos ou vícios
pressão no ouvido; – procurar eliminar ou atenuar que possam ser fatores de risco,
– otites, viroses e remédios ototóxicos a causa da tontura; como o uso de açúcares de absor-
(danosos ao ouvido): são as mais co- – utilizar com critério os medi- ção rápida, café, álcool e fumo;
muns na infância; camentos antivertiginosos (usados – cirurgia da vertigem: destinada
– cinetose (mal do movimento): tontu- no tratamento das tonturas com a casos específicos (tumores, fra-
ras, náuseas, vômitos eventuais, palidez a função de deprimir o sistema cassos do tratamento clínico em
e suor que ocorrem quando a pessoa labiríntico). Os remédios devem certas doenças), em combinação,
está em um veículo em movimento por ser prescritos de acordo com o ou não, com as medidas citadas
conta do conflito de informações entre o diagnóstico médico e baseados anteriormente.
sistema proprioceptivo (informando que
o corpo está parado) e o labirinto (infor-
mando que há movimento);
– surdez súbita e vertigem: a perda
auditiva surge, habitualmente, em um Saiba mais
dos ouvidos e tem causas diversas, como
infecções por vírus, traumas cranianos ou ABC da Saúde Informações Associação Brasileira de
acústicos, doenças auto-imunes, vas- Médicas Ltda. Otorrinolaringologia e Cirurgia
culares, tumores etc. Podem ocasionar Av. Júlio de Castilhos, 44, Cérvico-Facial (responsável
tontura de vários tipos; 14° andar pela Revista Brasileira de
Centro – Porto Alegre (RS) Otorrinolaringologia)
– esclerose múltipla: doença crônica e CEP 90030-130 Av. Indianópolis, 740 – Moema
progressiva do sistema nervoso central. (51) 3225-2259 São Paulo (SP) – CEP 04062-001
abcdasaude.com.br (11) 0800 7710821 e 5052-9515
gerencia@abcdasaude.com.br rborl.org.br