Está en la página 1de 23

O compartilhamento livre de arquivos na internet sempre rendeu discussões acaloradas em várias esferas do

mundo globalizado. O ponto de vista legal dessa troca de arquivos já rendeu processos judiciais, multas,
indenizações e até mesmo suspensão da conexão de alguns usuários pelo mundo afora. Alguns países até já
tomaram medidas extremamente drásticas em relação ao torrent e suas variantes. A França e a Suécia são
exemplos bastante claros disso.

Os administradores do site The Pirate Bay enfrentaram em
2009 uma batalha pela democratização da troca de conteúdos nos tribunais. Porém, as alegações do lado
acusador foram extremamente mais poderosas. Isso porque do lado adversário estavam donos de gravadoras,
estúdios cinematográficos e outras entidades protegidas pelas leis de direito autoral. Assim, Frederik Neij,
Gottfrid Svartholm Warg, Peter Sunde e Carl Lundström foram condenados a pagar 2,7 milhões de euros em
indenizações pela perda dos royalties das maiores empresas de entretenimento e música do mundo, entre elas
Sony, Warner, EMI, Columbia Pictures e outras.

Mas o que esses rapazes fizeram de tão grave? Ou melhor, por que os torrents se tornaram os principais
inimigos dos direitos autorais? Isso está ligado a uma série de conceitos e termos que definem melhor o que é
este tipo de arquivo e quais são as técnicas de difusão dos arquivos de origens extremamente difusas. Pois
bem, como quase tudo no mundo, os torrents começam com uma semente.

Sim, uma semente, isto é, um “seeder”. Semeador, em bom português. O processo de compartilhamento de
arquivos é iniciado por um usuário que envia um arquivo de extensão .torrent em um site da internet, como o
The Pirate Bay, por exemplo. Feito isso, todos os usuários que tiverem interesse naquele conteúdo devem
fazer o download. Até aí tudo bem, conhecemos uma estrutura bastante parecida com esta – o P2P. A sigla
significa peer-to-peer, ou seja, par a par, que designa a comunicação unilateral entre o usuário e o servidor.
Desta maneira, forma-se a conexão entre eles. Assim, tem-se uma estrutura binária de compartilhamento de
arquivos – um servidor e um usuário.

O seeder das mudanças
A diferença do torrent para o P2P tradicional é que ele liberta o usuário da sua atuação passiva nesta troca de
arquivos. A forma de envio e download de arquivos em torrent segue uma estrutura completamente diferente
do que estávamos habituados até o ano de 2003, quando os primeiros compartilhamentos deste tipo
começaram a surgir. Esta rede permite que o usuário torne-se ativo e também um seeder, ou seja, ele também
detém o poder de enviar os arquivos, assim como o era o papel do servidor no P2P clássico.

As comparações com o modelo “mão única” de
compartilhamento de dados não ficam por aí. Os seeders recebem esta denominação justamente pela função
que desempenham nesta rede. Como os arquivos são partidos em partes menores de 256 kilobytes (em geral),
o processo de download fica cada vez mais veloz por que cada um dos semeadores possui um pedaço
distribuído em ordem aleatória. Portanto, quanto mais seeders para um torrent, mais rápido será o
descarregamento do arquivo como um todo no seu computador. Assim, não existem as temidas e demoradas
filas de espera que tanto assustavam os usuários de sistemas como o SoulSeek e outros do gênero. Ao somar
tudo isso, pode-se concluir que desta maneira dificilmente haverá sobrecarga. Afinal, quanto mais gente,
melhor.

Quando um download termina e os fragmentos do arquivo foram unidos automaticamente, o usuário tem a
opção de tornar-se um seeder também. Basta que ele permita a continuidade do upload iniciado logo depois
do término do download. Assim, aquele arquivo terá uma boa rotatividade e estará disponível sempre que
alguém precisar dele. Ao observar a rede de troca de documentos via torrent, nota-se que há um lado bastante
“social”. Algo como uma política de boa vizinhança; se eu já fui ajudado, ajudarei o outro. Aí se tem o início
da relação seeder-leecher.

Os semeadores e as sanguessugas
Enquanto se baixa um torrent, se assume o papel de leecher (sanguessuga), aquele que aproveita. Porém, este
é um papel um tanto ambíguo. Enquanto você baixa, pode também se tornar um seeder, pois partes do arquivo
já terão sido concluídas e já vieram para o seu computador e automaticamente se tornam disponíveis para
outros leechers interessados neste arquivo. Portanto, você pode ter papéis únicos (seeder ou leecher) ou então
optar pelos dois simultaneamente.

Neste caso específico. a comunicação entre estes dois (ou mais) computadores precisa ser mediada por um servidor. esta ligação tripla (peer1 – tracker – peer2) não é tão duradoura. estes servidores têm a função de conectar os usuários para que estes possam executar seus papéis de seeder ou leecher. Estes servidores também estão disponíveis para consulta de listas. Apesar de indicar o caminho entre o peer1 até o peer2. as listas não executam a função de servidor (tracker). logo. este servidor não é como os outros. a conexão passa a ser direta. que é facilitar a comunicação entre os seeders e os leechers. Porém.Trackers Entretanto. Ao contrário do que muitos podem pensar. Os trackers não armazenam nenhum dos arquivos compartilhados via torrent. “Então para que eles servem?” – simples. Assim que o download é iniciado. ou seja. peer to peer (peer 2 peer. Os indexers de torrent funcionam como listas de arquivos e não como servidores. o servidor se chama tracker. caso seja do interesse do usuário consultá- . Entretanto. P2P). não se deve confundir tracker com indexer.

As DHTs ficam guardadas nos trackers. existem aqueles que exigem que o usuário que em um primeiro momento foi um leecher. Os hashs são pontos cruciais neste caso. Assim. a tabela deverá estar bem arquivada e atualizada para gerar o mínimo de desordem. fazer o hash. quando você for procurar por um arquivo. é importante pesquisar a respeito do servidor. Tudo isso serve para garantir que você não está baixando algo corrompido e que existe preocupação com a segurança nos downloads e uploads. São essas DHTs que promovem o encontro entre o seeder e o arquivo que ele quer baixar. Sempre que você termina de fazer o download de um pedaço do arquivo. Napster e o Freenet. PEX (Peer Exchange) O Peer Exchange é um dos pontos de destaque da relação usuário-tracker. No Napster. qualquer nó – normalmente os leechers – é capaz de recuperar esse valor associado a uma chave para fazer o download de blocos de um arquivo maior. Ainda sobre servidores. o seu cliente torrent vai criptografá- lo. as informações de arquivos a serem compartilhados no computador seriam armazenadas no servidor. Porém. ou seja. O surgimento das DHTs estão intrinsecamente ligados ao nascimento das redes P2P e aos sistemas como o Gnutella. porque são os meios de mapeamento das chaves para os nós desta rede. Isso é feito para que você tenha garantias de que não vai fazer o download de algo que não ordenou.las no próprio site do servidor. permitindo a adaptação ao sistema no qual ela é utilizada. A partir deste ponto. ou seja. DHT (Distributed Hash Table) As DHTs. o modelo de criptografia unidirecional que não permite o retorno à frase (string) que lhe deu origem. O grande trunfo do PEX é o fato de ele permitir que um indivíduo pertencente à swarm (algo como um “enxame”) possa trocar informações sobre o próprio grupo diretamente. seja seeder também. isso não fará dele um indexer para que deixe de ser um tracker. Assim. . sem que seja necessário pedir a autorização do tracker. ou seja. a adição dos dados aconteciam no momento em que o usuário fazia o seu cadastro. percebe-se que existe autonomia na hora de encontrar arquivos via torrent. Vale lembrar que não são todos que usam desta prática. são uma das peças-chave na hora de fazer downloads de arquivos torrent. o seu torrent é transformado em uma sequência alfanumérica de 128 bits muito semelhante ao exemplo abaixo: 9e107d9d372bb6826bd81d3542a419d6 As sequências são produzidas através do algoritmo MD5. já que permite que esta aconteça de uma forma diferenciada. as tabelas de hash distribuído. as tabelas são bastante maleáveis. Por isso. por exemplo. As chaves e os valores são armazenados nesta tabela e. Esse formato é muito comum em trocas do tipo P2P e até mesmo em verificações de login e outras formas de uso. A vantagem desta função é justamente poupar este servidor de algumas tarefas. Elas são uma espécie de sistema distribuído descentralizado que trabalha com pares de informações. assim. Por isso. Hashs (MD5) Estes hashs que confundem com tantos números e letras em uma ordem estranha têm uma razão de ser. Além de serem eficientes.

Normalmente. Procure outra fonte. você só baixa. Isso é medido pelo ratio. também chamado de ratio credit. Veja abaixo alguns procedimentos e ações indispensáveis para colecionar boas experiências com seus downloads. que exigem o registro dos seus usuários. Trata-se de algo muito comum entre trackers privados. Por isso. alguns trackers têm regras que exigem que seus leechers também sejam seeders frequentes. Assim. Ratio Como foi comentado acima. Então. as tabelas DHT encontram o requerimento e assim o processo é iniciado. os Peer Exchange não podem inserir um novo indivíduo no swarm independentemente. Isso se faz necessário porque o servidor privado trabalha apenas com IPs registrados. é importante salientar outros pontos. se você não possui cadastro nestes sites. não será possível baixar o torrent. se permitir que outros baixem. Caso você não tenha feito o seu cadastro em um destes. não adianta tentar baixar por ali. não há necessidade de preocupação com processos manuais – tudo acontece automaticamente. O processo pode ser tratado como um tipo de moeda de troca. Passkey Normalmente. os usuários com uma boa capacidade de armazenamento nos seus discos rígidos também trabalham com uma taxa de conexão bastante elevada. Agora que você já conhece alguns termos importantes a respeito dos torrents. Clientes . Para a maioria dos usuários de torrent.Porém. Para incluir novos peers é preciso que eles procurem pelo arquivo e sua hash. o PEX e as tabelas DHT são ativados logo que um download começar. servidores que usam a prática do ratio também pedem passkeys. ao contrário do que pode vir à mente com este conceito. Esse é o incentivo ao compartilhamento de arquivos que deve ser feito para que aquele torrent seja encontrado por quem estiver precisando no momento.

Aqui vai uma lista dos sites nos quais você pode encontrar seus torrents: • Torrent-Finder • I Love Torrents • TorrentZilla • Torrent Reactor • Demonoid (Privado) .torrent que vai redirecioná-lo ao arquivo original. alguns usuários se viram um tanto confusos. vai entender muito bem do que se trata. ou melhor. pagariam multas exorbitantes. caça aos sites de torrent. µTorrent. Porém. Este sistema é muito simples e. sem saber o que fazer para conseguir seus arquivos. Isso faz com que um jogo no estilo Tetris seja aberto. Porém. você recebe os arquivos. a decisão foi decretada pela justiça holandesa e. Vuze e outros. se você já assinou algum RSS Feed na sua vida. os que já foram concluídos e os outros dos quais você se tornou um seeder. Ele se chama µTris. Depois dos processos judiciais que derrubaram o serviço de buscas por torrents do Mininova e do The Pirate Bay. Onde encontrar os torrents? Apesar de os últimos dias estarem parecendo uma caça às bruxas. ao assinar um RSS Feed de uma lista de torrent. Quando alguém faz a assinatura de um Feed. Um fato curioso sobre o BitTorrent é um dos easter eggs que podem ser encontrados ao clicar em “Help” (Ajuda) e em seguida em “About µTorrent”. não é possível dar continuidade ao processo. Ele também permite fazer limitações e outros tipos de controle de taxas de transferência para não deixar o seu computador e a sua internet lentos. O µTorrent é um dos programas mais utilizados para o download destes arquivos justamente por consumir poucos recursos do computador e ainda ser compatível com o protocolo BitTorrent.Sem eles é impossível fazer o download de torrents. diz. também. pressione a tecla “T” no seu teclado. se não houver um cliente como o BitTorrent. Você pode até baixar o arquivo . Ainda assim. ambos afirmam que é impossível trabalhar com um filtro 100% capaz de inibir a localização de torrents. que está disposto a receber os conteúdos daquele site ou blog. Existem. Estes programas têm interfaces bem divididas e podem organizar muito bem os seus torrents entre aqueles que ainda estão sendo baixados. Quando a janela estiver aberta. os clientes que trabalham com o sistema de broadcatching. se os sites descumprissem o determinado. BitComet. automaticamente. Porém. sempre que forem atualizados. você poderá encontrar bons downloads se procurar bem.

.Como faço para baixar? Baixar torrents é muito mais fácil do que você imagina. basta deixar o seu cliente aberto e o upload ativo. Depois. E isso faz com que a rapidez da sua internet seja drasticamente reduzida. Mas se muitos deles estiverem enviando para outros leechers. BitTorrent e outros). pode-se encontrar a lentidão no computador. Clique sobre a velocidade que você achar adequada. O programa pergunta qual o local em que você quer salvar o seu torrent. Não se desespere: existe salvação! Aprenda a limitar uploads Uma das maiores queixas quanto ao upload de torrents. determine-o e aguarde o download terminar. Depois de ter acessado os sites listados acima. Baixe-o de acordo com os seguintes padrões: número alto de seeders. torrent no seu cliente (µTorrent. Os uploads já estão limitados! Lembramos que este procedimento é válido para o µTorrent. se você quiser – ou o servidor assim exigir – pode se tornar um seeder daquele arquivo que você baixou. clique com o botão direito sobre o ícone da Barra de Tarefas do seu Windows e pouse o cursor do mouse sobre a opção “Limite de Upload”. Pronto. Depois. Vuze. é o fato de permitir que os usuários baixem o bloco de arquivo que você tem e por isso sofrer com a lentidão tanto do computador quanto da internet. abra o arquivo . Um menu de opções de taxa de upload aparece ao lado do primeiro menu. Para impor limites à taxa de transferência. você deve escolher um arquivo. o tamanho do arquivo final a ser baixado. já que muitos processos de envio de arquivo estarão abertos. Lembre-se: para ser um semeador de torrents. e assim tornar-se um seeder. Lembre-se de que o arquivo . o arquivo vai ser transferido com toda a velocidade que a sua banda permite. número menor de leechers e claro.torrent não é o arquivo final que você procura. Isso porque se não houver a limitação da taxa de upload. a sua velocidade de internet começa a cair e em alguns casos.

O Direito de Uso e o Direito de Distribuição são conflitantes. Se por um acaso você decidiu fazer o download de um álbum cujos direitos o artista tornou livres. livros e outros tipos de conteúdo de entretenimento.Então baixar torrent é crime? Com esta pergunta acabamos de entrar em um terreno bastante delicado. Esta tecnologia de troca de arquivos também tem grande aceitação no exterior para a distribuição de softwares livres. isso não lhe confere o direito de distribuição dessas mídias. Pode-se dizer que o maior empecilho para que os torrents sejam vistos como algo positivo é a própria instituição dos conteúdos livres. O problema está nos direitos dos materiais distribuídos através dos torrents. Atualmente. Baixar torrents pode ou não ser um crime. que batem de frente com as questões de produtos midiáticos comercializados pelas grandes empresas. não há o menor problema em compartilhar esses arquivos de música. Quando você compra um CD ou um DVD de um filme ou show. Existe muita confusão nesse meio justamente pela existência de dois termos cruciais para o entendimento do que são os direitos autorais e seus derivados. Estes tipos de arquivo são apenas os meios de compartilhar conteúdos e não barcos piratas. a quantidade de mídias compartilháveis ainda não são expressivas o suficiente para causar uma “inversão” no jeito de vender cultura e entretenimento. Um exemplo bastante claro são os CDs e DVDs. Entretanto. Entretanto. Portanto. Entenda este “passar a diante” a distribuição através de arquivos compartilháveis pela internet. Tudo depende exatamente do que você está baixando. especialmente na internet. e uma grande variedade de formas de entretenimento gratuito produzido e liberado pelos próprios autores. não é exatamente isso que vemos no cenário fonográfico e de entretenimento. Isso significa que você não pode exibi-lo em locais públicos ou passá-los adiante. . A grande prova de que os torrents e as redes P2P podem ser coisas positivas: muitos artistas usam estas mesmas redes para distribuir livremente as suas músicas. tem garantidos os seus direitos de uso daquela obra. crucificar torrents não é a melhor saída para dar um basta na pirataria.

É tudo uma questão de como a utilizamos e para que fins. ainda temos muito terreno para discussão e descobertas neste assunto tão delicado que trata dos direitos autorais. O mesmo é válido para os softwares que as empresas desenvolvem. as pessoas que viram esta função em todas essas plataformas tornaram seu uso ilegal e podem ser responsáveis pela origem do preconceito que se formou sobre esses tipos de compartilhamento.Quem sabe. Por isso. Afinal. O CD não foi inventado para gravar álbuns piratas. o suporte que os torrents oferecem também não foi desenvolvido com a intenção de piratear seja lá qual for o conteúdo. Portanto. Não pense que a internet proverá a “capa de invisibilidade” que tantos . E como tal. dirigir filmes ou escrever livros são tarefas árduas e que exigem muito esforço e conhecimento de quem as produz. álbuns e tantos outros são patrimônios de todo o mundo não consiga trazer ao menos os preços mais acessíveis. os DVDs não chegaram ao consumidor para comportar filmes. não se deve esquecer que a internet é um meio bastante democrático e permite os mais diversos tipos de comunicação e trocas de informação. Como já é sabido. Entretanto. Contudo. a noção de que filmes. Entretanto. Muitos autores e pesquisadores do assunto dizem que a tecnologia sempre vai ter influências e fornecer os meios dos quais os piratas se aproveitam para disseminar as cópias de conteúdos legalizados. livros. Compor músicas. jogos e outros arquivos protegidos por lei. sempre estará um passo a frente da legislação. já que não se trata de um trabalho tão simples. a cultura e os meios de diversão e lazer são um direito de todos. Agora que você já está instruído sobre esses aspectos técnicos e legais a respeito do download de torrents é importante ressaltar mais um ponto. em um futuro não tão distante. os autores das obras também têm seus méritos. a tecnologia não é desenvolvida para o crime.

esteja atendo às nomenclaturas e aos direitos autorais. existem riscos sim. As autoridades responsáveis pelo rastreamento de atos criminosos na web podem rastrear seu IP e descobrir que tipo de material foi baixado. se você não quer entrar para os grupos de risco destes downloads de materiais protegidos por copyright. Ninguém quer pagar uma multa por isso. é muito fácil cair em um site de conteúdos ilegais ou então enganar-se quando o assunto é encontrar o melhor arquivo . Mas. Portanto. Por isso.com. de uso e distribuição daquilo que você baixa. Fique atento para mais conteúdos exclusivos do Baixaki! Até mais! Leia mais no Baixaki: http://www.torrent para ser baixado. Esperamos ter sanado quaisquer dúvidas que você tinha sobre este assunto. quer? Lembre-se de que o artista poderia ser você. Afinal de contas.baixaki.br/tecnologia/3175-a-biblia-do-torrent. Pense no trabalho que este conteúdo exigiu para ser concluído e se não seria injusto que o baixassem ilegalmente. Bom.htm#ixzz1GKbszkz1 . verifique se existe alguma menção sobre esta polícia de legalidade. este é o final da sua “bíblia do torrent”.vestem por aí.

O uTorrent é um dos mais famosos e baixados gerenciadores de torrent do mundo. quanto mais gente compartilhar o arquivo. o programa cuida sozinho de todas essas etapas – mantendo a liberdade de mudar detalhes para quem gosta de personalizar o jeito com que o programa funciona. Além disso. o que é ajudado pelo fato do espaço total reservado ao download ser ocupado mesmo antes dele terminar. Além de dividir os arquivos baixados em diferentes pedaços. . maior a velocidade obtida. devendo todo esse sucesso à sua eficiência e facilidade de uso. Em vez de obrigar que o usuário configure uma série de opções de rede e de pasta. Tudo isso com uma excelente qualidade de apresentação e com a vantagem de estar totalmente traduzido para o português falado no Brasil. se destaca pelo tamanho mínimo que ocupa no computador. A grande vantagem de utilizar o torrent em relação a outras alternativas de download está relacionada à velocidade de transferência. o protocolo utiliza diversas fontes para transmitir pacotes – ou seja. permitindo que o usuário utilize o espaço que sobra com o armazenamento dos download realizados. Muitos confundem o arquivo com informações de transferência com o arquivo final. Versatilidade e eficiência O que mais atrapalha usuários iniciantes com relação ao torrent é descobrir como realizar o download de arquivos.

Em seguida. que vai ler tais informações e só então iniciar a transferência dos dados desejados para sua máquina. entender o funcionamento do torrent é mais simples do que parece. Cuidado durante a instalação! Ao adicionar o uTorrent em seu computador. Primeiro é preciso descobrir um site que disponibilize o download que se deseja realizar. Mais detalhes sobre todo o processo podem ser encontrardos no artigo “A bíblia do Torrent” – clique aqui para acessar. basta desmarcar a opção destacada na imagem abaixo: .torrent” que contém as informações de transferência. basta utilizar um gerenciador como o uTorrent.Porém. O primeiro deles é a opção de baixar um vídeo distribuído de forma totalmente gratuita pelos criadores. e depois baixar um pequeno arquivo com a extensão “. intitulado “Four Eyed Monster”. Caso não queira baixá-lo. é preciso tomar cuidado para não incluir elementos indesejados oferecidos pelo programa.

2 do programa. Muito mais que um simples gerenciador O fator que mais diferencia o uTorrent em relação à concorrência é a loja de aplicativos interna – característica que fez sua estreia na versão 2. Através dela. Em seguida. skins para personalização do software e várias formas de proteger o computador contra downloads corrompidos ou arquivos maliciosos.O segundo recurso opcional fornecido pelo software adiciona uma barra de tarefas aos navegadores presentes no computador e modifica o sistema de busca padrão utilizado. o usuário tem acesso a várias opções de jogos. Para acessar essa característica basta selecionar a opção “Aplicativos” localizada no lado esquerdo da janela principal do programa. . desmarque as opções exibidas na imagem abaixo: Em seguida. Caso não queira incluí-los. é só escolher a característica que deseja adicionar ao uTorrent e aguardar alguns instantes antes de começar a utilizá-la. basta prosseguir normalmente com a instalação do uTorrent. que manterá todas as suas principais características.

recomendada tanto para quem está habituado ao protocolo torrent quanto para quem ainda está aprendendo a lidar com esse tipo de download.htm#ixzz1GKcnl8Z3 Nossa Opinião Acima você conferiu uma descrição completa sobre o uTorrent e suas funcionalidades.baixaki. Leia mais no Baixaki: http://www. não perca tempo e baixe logo a versão mais recente – dificilmente você irá se arrepender dessa escolha.br/download/utorrent. sem deixar de lado a praticidade na hora de utilizá-lo. A inclusão de aplicativos que complementam as funções nativas foi uma ótima sacada do desenvolvedor. Apesar de nem todas as opções terem a ver com o propósito principal do programa. o uTorrent se destaca por oferecer cada vez mais funções para seus usuários. O resultado é uma experiência bastante confortável.com. É cada vez mais difícil encontrar motivos para não utilizar o uTorrent como única solução na hora de baixar torrents. saiba agora o que achamos dele Entre os gerenciadores de torrent disponíveis no mercado.com. é sempre bom ter ao alcance jogos para passar o tempo e novas opções de proteção para o computador.Leia mais no Baixaki: http://www. Portanto.br/download/utorrent.baixaki.htm#ixzz1GKdAZBDT .

que permite que o CD seja lido em PCs rodando qualquer sistema operacional. Para burlar esta limitação existem extensões que permitem utilizar nomes longos. byte por byte.GI Formato de imagem padrão do Prassi/Primo DVD . Muitas pessoas associam. Os formatos das imagens são diferenciados principalmente pela extensão (. restituindo a "imagem" gerada anteriormente. Apesar de ser usado quase que universalmente. como eu. gravadas seqüencialmente na mesma estrutura que elas tem na mídia ótica: setores.. setor por setor. etc em imagens de CD e atualmente também em DVD. Este é o sistema de arquivos padrão para CD-ROMs. uma imagem de disco é um arquivo que possui as informações de um CD ou DVD. que para o seu criador. Em 1988 a International Organization for Standardization (ISO) criou o formato ISO 9660 como formato internacional padronizado para CD-ROMs. Vem do grego isos. Desta maneira.TXT Arquivo de texto sem formatação . essa sigla a uma imagem de um disco ótico (CD ou DVD). Introdução .JPG Arquivo de imagem com alta compressão Para os arquivos de imagens de CD/DVD temos várias extensões. criando CDs compatíveis com ambos.Tutorial Baixar e Gravar jogos da internet Aprenda nesse tutorial passo a passo a como baixar e gravar os jogos baixados da net para o seu computador e gravar no. Porém a indústria e o mercado não gostam muito desta padronização e cada um acaba por lançar um "produto" diferente no mercado. embora os nomes longos apareçam truncados). o ISO 9660 possui a limitação de não suportar nomes de arquivo com mais de 32 caracteres (apenas 8 caracteres e mais uma extensão de 3 no padrão antigo).IMG Formato de imagem padrão do CloneCD . ficou cada vez mais comum serem distribuídos discos de instalação de diversos programas. Com o advento da Internet de banda larga.DOC Documento padrão do Microsoft WORD .CIF Formato de imagem padrão do Easy CD . demonstrações. realizando a mesma função de um já existente. porém com algum diferencial.XLS Planilha padrão do Microsoft EXCEL . catálogos. Mas o que seria uma ISO ou uma imagem de disco? Genericamente falando. quando o programa de gravação lê as informações contidas no arquivo ele consegue gravar no CD/DVD os dados na estrutura adequada.CCD Formato de imagem padrão do CloneCD . Seria perfeito se existisse um único formato e que qualquer programa de gravação fosse capaz de reconhecê- lo. Os programas de gravação mais atuais permitem combinar as duas extensões.CUE Formato de imagem padrão do CDRWIN .BWT Formato de imagem padrão do BlindWrite . Podemos citar algumas extensões conhecidas para diversos programas: .O que é uma imagem? ISO..XXX) do arquivo. como por exemplo: .CDI Formato de imagem padrão do DiskJuggler . significa igualdade.ISO Formato de imagem padrão da norma ISO 9660 . O Joilet e o Rock Ridge são as mais usadas e permitem o uso de nomes longos no Windows e Linux respectivamente (o CD ainda pode ser lido no outro sistema. é o que o diferencia dos demais.

PDI Formato de imagem padrão do InstantCopy Os formatos mais comuns de imagens usadas são . como Kazaa. Shareaza.CCD . quanto mais usuários fazendo DOWNLOAD do mesmo arquivo mais RÁPIDO fica o download. Uma delas.IMG . Este é o BitComet. e mais adiante explicarei melhor como fazer o download de uma imagem pelo BitComet. eMule. Baixando a imagem Primeiramente. o melhor é fazer o download via Torrent. o conjunto CloneCD formado por três arquivos: [. você precisa da imagem do cd. etc.ISO. Para imagens de jogos são mais comumente usados os dois últimos grupos. Se vc não possui o Bit Comet. O BitComet funciona abrindo o arquivo .torrent e pegando as informações dos arquivos que você quer baixar: O nome e tamanho dos arquivos.. Para conseguir uma imagem de um cd de jogo de Playstation por exemplo. Um bom programa é o BitComet.NRG Formato de imagem padrão do Nero Burning Rom . e o tracker. com apenas algumas diferenças. Assim que o tracker passou a lista de IPs para o BitComet. O tracker funciona como um servidor que dá ao BitComet uma lista de IPs de usuários que tem esse arquivo pra compartilhar com você. basta você saber que ele funciona como qualquer outro compartilhador P2P. o tipo dos arquivos. Um arquivo . pegue ele AQUI . é que diferente desses outros protocolos.CUE].SUB] e o conjunto [.BIN .torrent é um arquivo que possui as informações para o programa de compartilhamento P2P de Torrent poder baixar o arquivo de outros usuários.NCD Formato de imagem padrão do NTI CD Maker . Poderia explicar aqui como funciona detalhadamente o protocolo torrent mas não é necessário.MDF Formato de imagem padrão do Alcohol 120% . você já começa a fazer o download.

org Quando você achar o jogo que você quer. Se você não está a fim de sair procurando em tantos sites por um torrent bom.bittorment. tenham muito cuidado pra não instalar NADA além do BitComet. digite o nome do jogo junto com a palavra "torrent" (sem as aspas). Então pra não me xingar depois falando que eu recomendei programa com spyware retira o xizinho da caixa de seleção do BitComet Toolbar na instalação.CUIDADO: Na hora de instalar o BitComet.torrent. exixtem alguns sites que possivelmente têm o seu jogo. Assim que você abrir o . Logo abaixo alguns links: • http://www. Baixando os torrents Agora que você tem um cliente de Bittorrent. Quando o Google aparecer.org • http://www.torrent e abra usando o BitComet. e entre no google. está na hora de pegar o . em especial algo chamado BitComet Toolbar. um spyware inofensivo mas bem chatinho.net/ (Também precisa se registrar) • http://www. visualize o nome do jogo.com (Precisa se registrar) • http://www. abra o Internet Explorer. faça o download do arquivo . o Bitcomet abrirá uma janela te dando as opções pra você escolher os arquivos que vai querer baixar .torrentleech. agora se concentre.mininova.torrent do jogo que você queria!!! Primeiro.underground-gamer.

O BitComet vai se conectar ao Tracker(rastreador). pegar a lista dos IPs dos seeds e peers e começar a baixar.Selecione os arquivos que você quer baixar e clique em OK. .

. Depois de baixado. vamos descompactar a iso para gravarmos ela depois: vá em Meu Computador/Disco Local( C: )/Arquivos de Programas/Bit Comet/Downloads e entre na pasta do jogo q vc baixou.Agora é apenas paciência para esperar o arquivo baixar.. e abra o arquivo em winrar dele .

. . e vá em "extrair para pasta selecionada". e escolha a pasta para qual vc deseja extrair o jogo Depois de extraído. o jogo estará pronto para ser gravado Continuação..Clique com o botão direito na iso.

além do leitor do PS2 (por exemplo) ler o seu DVD gravado como se fosse um prensado. são pelo alcohol 120. 3) Escolha a gravadora que irá utilizar (caso tenha mais de uma gravadora de DVD) e clique no botão indicado pela seta: . isto soluciona qualquer problema de compatibilidade. OBS. e pelo DVD Descrypter. as mais fáceis. existem várias maneiras de gravar seus jogos. para que vc possa escolher em que modo quer gravar o DVD. irá aparecer um livrinho em "Settings".<!--sizeo:5--><!--/sizeo-->Gravando<!--sizec--><!--/sizec--> Bom. próximo à combo-box de seleção do "Write Mode". Caso a mídia que vc esteja utilizando for +R ou +RW e sua gravadora suportar o BITSETTING. C vc não possui esses programas pegue eles aqui: Alcohol 120: AQUI Dvd Descrypter: AQUI Primeiro vamos aprender a gravar com o DVD Descrypter: 1) Abra o menu MODE -> ISO -> Write.: Sempre coloque o BITSETTING indicando que seu DVD+R/+RW é um DVD-ROM. como na figura abaixo: 2) Selecione o arquivo de imagem que vc quer gravar clicando no ícone indicado com a seta: Não se esqueça de colocar a velocidade de gravação na menor possível.

e depois clique em próximo .4) Aguarde o final da gravação e curta seu novo jogo!!!! Ps: o DVD descrypter SÒ grava jogos em Formato . e vá em Assistente para Gravação de Imagem 2) Irá abrir uma nova janela. clique em ESCOLHER e procure aonde vc descompactou a imagem do jogo .ISO Obs: Tutorial de como gravar pelo DVD Descryptet by MThompson Agora vamos aprender a gravar com o Alcohol 120: 1) Abra o alcohol 120.

. mds.. cue.3) Nesta janela. coloque a Velocidade menor q tiver 4) Depois clique em Iniciar e espere o jogo gravar. etc. depois é so c divertir Ps: o alcohol 120. vc irá escolher a gravadora q irá utilizar (caso tenha mais de uma) e a velocidade. ccd. Abaixo vai um outro site ensinando um tutorial de como baixar e gravar jogos da net: Gravar jogos PS2 . iso. grava qualquer tipo de imagem.