Está en la página 1de 1

JJWJKJJEJFÇJAFJÇDLJFÇAJLJDASÇLJDLÇJFÇLJLDJJDLJLAL~Q~~Ç

Bfbkfkb
Mas essa garantia desaparece em relação à discussão da proposta no plenário da
Casa. Serão necessários 308 votos em dois turnos na Câmara. E os defensores da
proposta reconhecem que esse apoio ainda não existe. É esse nó que ainda
precisa ser desatado, especialmente porque se sabe que nem mesmo apoiadores
do governo de Jair Bolsonaro estão convictos em aprovar as mudanças
previdenciárias propostas na reforma. /Marcelo de Moraes