Está en la página 1de 6

ZILDENICE MATIAS GUEDES MAIA

ELABORAÇÃO DE PROJETO AMBIENTAL

Mossoró-RN, 2019
INTRODUÇÃO
OBJETIVOS
Objetivo Geral
Objetivos Específicos
METODOLOGIA
RESULTADOS ESPERADOS
CRONOGRAMA
REFERÊNCIA
1 INTRODUÇÃO

A questão ambiental tem como marco de seu apogeu, o século XX.


Anterior a esse período, havia discussões e questionamentos quanto ao
modelo de desenvolvimento adotado pela humanidade. Contudo, é apenas na
década de 1960, que essas discussões são aprofundadas e as denúncias
quanto às consequências das ações antrópicas sobre o meio ambiente são
mais direcionadas.
Nesse sentido, as referências basilares dessa discussão são Primavera
Silenciosa de Rachel Carson (1962), o Clube de Roma que se reuniu em 1969
e em 1972 publicou Limits of the grow (ano), e a Conferência de Estocolmo
realizada em 1972 e que, em 1987 publicou o relatório intitulado Nosso Futuro
Comum (ano), sendo responsável por difundir e definir o conceito de
Desenvolvimento Sustentável para a humanidade.
Muitas outras referências 1podem ser citadas nessa discussão. O fato é
que todas têm em comum a preocupação com os limites da natureza no que
diz respeito às ações humanas sobre o meio ambiente. Ações que
desencadeadas sem os princípios éticos (Capra, 2001) de respeito às diversas
formas de vida, tem levado à humanidade a possibilidade do caos. A
impossibilidade de permanência humana na Terra.
É em meio a esse berço que a preocupação com a natureza tem sido
gestada. Trata-se da preocupação com o equilíbrio do planeta, trata-se ainda
de pensar na vida na Terra em uma perspectiva holística (Capra, 2001), de
difundir e instigar ao pensamento complexo, e assim, nas ações e processos
que podem ser revistos e resultar na geração de menos resíduos, melhor
geração de renda para pessoas em situação de vulnerabilidade social, bem
como contribuir indiretamente para o equilíbrio climático do planeta.
Logo, a Educação Ambiental 2tem se constituído como um instrumento
legal e norteador para a construção e fortalecimento de ações que possibilitam
a adoção do desenvolvimento sustentável, e assim, torna-se possível a
construção de uma outra realidade para a sociedade contemporânea.

1
2
LEI 9.795 – Política Nacional de Educação Ambiental (Brasil, 1999)
Nesse sentido, o trabalho coletivo pode fortalecer ações que se tomadas
isoladamente terão um alcance menor e assim, podem igualmente resultar em
impactos limitados para a efetividade de uma ação. Daí reconhece-se que
espirito de associativismo é de grande relevância para o desenvolvimento das
culturas, das ciências, das artes para o reconhecimento da riqueza do espírito
humano e da concretude das boas ações humanas (PEREIRA, 2014).

2 OBJETIVOS

2.1 OBJETIVO GERAL


Desenvolver projeto de Educação Ambiental em três escolas no
Município de Mossoró-RN, sendo duas municipais e um estadual.

2.2 OBJETIVOS ESPECÍFICOS

 Promover ações de sensibilização ambiental junto às escolas através da


realização de palestras e rodas de conversa;
 Identificar no espaço escolar material destinado às oficinas;
 Realização de 2 oficinas para construção de jogos, ecobags e demais
produtos com material reutilizável;
 Realização de um encontro com a comunidade aberta (moradores
locais, pais, associados, professores, alunos, e público interessado) com
vista a arrecadar dinheiro destinado à escola.
3 METODOLOGIA

O projeto será realizado pela ...... e terá alcance a 3 (três) escolas


municipais do ensino fundamental do Município de Mossoró-RN. O trabalho
será realizado através da realização de oficinas de Educação Ambiental,
através das seguintes ações:
AÇÃO OBJETIVO
Palestra de sensibilização ambiental Promover sensibilização e debate
sobre a importância do sobre a questão ambiental;
desenvolvimento de ações
educativas;

Aplicar junto com a escola Fazer levantamento de material a ser


levantamento dos resíduos destinado para as oficinas;
produzidos no ambiente;
Realização de oficina para Promover sensibilização quanto ao
reaproveitar o material reutilizável desperdício de material no meio
ambiente;
Realização de oficina para Promover sensibilização quanto ao
reaproveitar o material reutilizável desperdício de material no meio
ambiente;
Realização de um encontro (definir Promover através de uma ação
dia e horário com a escola) para solidária empatia para com a questão
apresentação e venda do material ambiental e sensibilização para a
produzido pelos alunos defesa do meio ambiente.

4 RESULTADOS ESPERADOS

Espera-se que com a realização do projeto desenvolva-se nos


participantes e colaboradores um nível de empatia e sensibilização para com a
defesa do meio ambiente, promova-se assim, o conhecimento necessário para
o desenvolvimento de outra cultura comportamental relacionada com as causas
ambientais.
Espera-se ainda promover aproximação entre diferentes atores de modo
que a escola seja vista como espaço de mudança e desenvolvimento da
sensibilização e proteção ambiental, para que as ações aí desenvolvidas
possam ser aprofundadas e difundidas na sociedade.
6 CRONOGRAMA

AÇÃO AGO SET OUT NOV DEZ

Palestra de sensibilização ambiental sobre a


importância do desenvolvimento de ações
educativas;
Aplicar junto com a escola levantamento dos
resíduos produzidos no ambiente;
Realização de oficina para reaproveitar o
material reutilizável
Realização de oficina para reaproveitar o
material reutilizável
Realização de um encontro (definir dia e horário
com a escola) para apresentação e venda do
material produzido pelos alunos

REFERÊNCIAS

BRASIL. LEI 9.795 DE 1999. Política Nacional de Educação Ambiental.


Disponível em:
<http://portal.mec.gov.br/secad/arquivos/pdf/educacaoambiental/lei9795.pdf>
Acesso em 21 abril 2019.