Está en la página 1de 30

GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 1

Nas provas de concursos públicos, o candidato


ATENÇÃO! deve ter o hábito de fazer leituras diárias, pois é através
Este material é apenas um dela que o indivíduo terá um vocabulário mais amplo e um
demonstrativo da apostila da GUARDA conhecimento aprimorado da língua portuguesa. Praticar
a leitura, faz com que a interpretação seja mais aguçada e
MUNICIPAL DE EUSÉBIO elaborada pela o concurseiro possa entender os enunciados de outras
equipe de profissionais da EDITORA questões no decorrer de sua prova. Ao estudar, se
DINCE. houverem palavras não entendidas, procure no dicionário.
Ele será seu companheiro na hora das dúvidas.
Para comprar a apostila completa Em questões que cobram a interpretação de textos
acesse nosso site como por exemplo aquelas que existem textos de autores
www.editoradince.com.br ou ligue para famosos ou de notícias, procure entender bem o
enunciado e verificar o que está sendo cobrado, pois é
o WhatsApp (85) 9.8632.4802. preciso responder o que exatamente está sendo cobrado
LOJA FÍSICA: Rua Barão do Rio no texto e não aquilo que o candidato pensa.
Branco, 1620, centro (ao lado da Praça do Ao ler um texto procure atingir dois níveis de
leitura: leitura informativa e de reconhecimento e leitura
Carmo) interpretativa. No primeiro caso, deve-se ter uma
primeira noção do tema, extraindo informações
importantes e verificando a mensagem do escritor. No
LÍNGUA PORTUGUESA segundo tipo de leitura, é aconselhável grifar trechos
importantes, palavras-chaves e relacionar cada
Teoria, dicas e questões de provas parágrafo com a ideia central do texto.
PRÓ-MUNICÍPIO. Geralmente, um texto é organizado de acordo com
Prof. Augusto Sá seus parágrafos, cada um seguindo uma linha de
raciocínio diferente e de acordo com os tipos de texto, que
Licenciatura Plena em Letras: Línguas Portuguesa e
Inglesa e suas Literaturas, pela UEC (1995).
podem ser narrativo, descritivo e dissertativo. Cada tipo
desses possui uma forma diferente de organização do
Cursos de Extensão Universitária: Língua Latina e sua
conteúdo.
Literatura e Língua Grega e sua Literatura.
professor de Línguas Portuguesa e Inglesa e Literatura Veja algumas dicas de como fazer uma
em cursinhos preparatórios. redação para não perder pontos na hora da prova:
augustosaa@bol.com.br  Leia duas vezes o texto. A primeira para ter
noção do assunto, a segunda para prestar
atenção às partes importantes. Lembre-se de
ATENÇÃO! O número das páginas refere-se à que cada parágrafo desenvolve uma ideia.
apostila completa.  Durante a segunda leitura, sublinhe o que for
CONTEUDO PROGRAMÁTICO: mais significativo, a ideia principal de cada
Provas anteriores - PRÓ-MUNICIPIO. ........................... 1 parágrafo. Também é possível fazer anotações
à margem do texto.
1. Compreensão e interpretação de textos. ...................... 2
 Volte ao texto, a cada pergunta feita durante a
2. Características dos diversos gêneros textuais. .......... 92 prova. Assim, o candidato terá mais chances
3. Tipologia textual. (sequências narrativa, descritiva, de entender e marcar a resposta correta.
argumentativa, expositiva, injuntiva e dialogal). ....... 92  Procure conversar com o texto e responda as
4. Elementos de coesão e coerência textual. ................. 97 perguntas essenciais: o que, quem, quando,
5. Funções da linguagem. .................................................. onde, como, porquê, para que, para quem,
6. Ortografia oficial. ........................................................ 12 etc.
7. Acentuação gráfica. .................................................. 100  Cuidado com provas que utilizam figuras de
linguagem, conjunções e pronomes. Domine
8. Pontuação. ................................................................. 75
esse conteúdo!
9. Emprego e descrição das classes de palavras. ......... 24
 Fique atento à pontuação, como os travessões e
10. Sintaxe da oração e do período. (ênfase em as vírgulas. Às vezes, esses elementos podem
concordância e regência). ........................................ 61 ser usados para desorientar o candidato.
11. Significação das palavras e inferência lexical através  Treine muito. Faça os exercícios de provas
do contexto. ......................................................... 16/99 anteriores, saiba o estilo das questões
da banca examinadora e quais os assuntos
mais cobrados.
COMPREENSÃO E INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS
 Leia atentamente o comando da questão, para
A interpretação de textos é primordial para a saber realmente o que se pede. Muitas vezes
resolução de questões e também para a produção de interpreta-se erroneamente por não ter
novos textos, como a redação para concursos. Ela está entendido o enunciado. Atenção quando pedir
relacionada a leitura que um indivíduo tem de um texto e a "alternativa falsa", ou seja, " a única
o que ele conseguiu extrair e entender de seu significado, alternativa que difere", " a alternativa que não
captando a mensagem que o autor queria transmitir. está no texto", etc.
Assim, é preciso entender que o texto é a unidade  Quando o enunciado indicar uma linha ou uma
principal de organização de informações, ideias e expressão extraída do texto, volte e releia o
conceitos. Ele sempre terá um interlocutor, ou seja, o parágrafo inteiro atentamente. Se necessário
indivíduo que irá lê-lo.

www.editoradince.com.br
2 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
releia mais de um parágrafo para entender a Viajou meu amigo Pedro. Fico refletindo na falta
ideia do contexto indicado. que faz um amigo de um ano de idade a seu companheiro
 Leia mais de uma vez cada alternativa a fim de já vivido e puído. De repente o aeroporto ficou vazio.
eliminar os absurdos. Frequentemente, os Carlos Drummond de Andrade
enunciados dão indícios da resposta. Fique QUESTÃO 01 - Sobre o texto, marque o item incorreto:
atento!
A) O texto foi intencionalmente construído de forma
 Se a questão pede a ideia principal ou tema do ambígua sobre a identidade da personagem Pedro
texto, normalmente deve situar-se na primeiro para prender a atenção do leitor;
ou no último parágrafo -introdução ou
B) Logo no primeiro parágrafo, o autor deixa clara a
conclusão.
identidade da personagem Pedro;
 Se a questão busca a argumentação, deve
C) A identidade de Pedro só é revelada no último
localizar-se nos parágrafos intermediários -
parágrafo;
desenvolvimento.
D) Ao longo do texto o autor fornece ao leitor pistas sobre
a identidade de Pedro;
PROVAS ANTERIORES E) Os comportamentos iniciais de Pedro induzem o leitor
Caro candidato, tente resolver essas a erro quanto à identidade dele.
provas da Pró-Município para que você possa se
familiarizar com o estilo desta instituição. Sintaxe: termos essenciais da oração
QUESTÃO 02 - Em: “Viajou meu amigo Pedro”. O sujeito
PROVAS DA PRÓ-MUNICÍPIO / AUXILIAR DE classifica-se como:
BIBLIOTECA A) Simples;
Leia o texto para responder as questões de 01 a 08: B) Composto;
No aeroporto C) Indeterminado;
Viajou meu amigo Pedro. Fui levá-lo ao Galeão, D) Oculto;
onde esperamos três horas o seu quadrimotor. Durante E) Oração sem sujeito.
esse tempo, não faltou assunto para nos entretermos,
embora não falássemos da vã e numerosa matéria atual.
Sempre tivemos muito assunto, e não deixamos de Conjunções.
explorá-lo a fundo. Embora Pedro seja extremamente QUESTÃO 03 - Na oração: “...embora não falássemos da
parco de palavras e, a bem dizer, não se digne a vã e numerosa matéria atual”. A conjunção que inicia
pronunciar nenhuma. Quando muito, emite sílabas; o mais a oração tem valor semântico de:
é conversa de gestos e expressões, pelos quais se faz A) Condição;
entender admiravelmente. É o seu sistema. B) Causa;
Passou dois meses e meio na nossa casa, e foi C) Consequência;
hóspede ameno. Sorria para os moradores, com ou sem
D) Concessão;
motivo plausível. Era a sua arma, não direi secreta,
porque ostensiva. A vista da pessoa humana lhe dá E) Finalidade.
prazer. Seu sorriso foi logo considerado sorriso especial,
revelador de boas intenções para com o mundo ocidental Sintaxe: termos essenciais da oração
e o oriental, e em particular o nosso trecho de rua. QUESTÃO 04 - Em: “A vista da pessoa humana lhe dá
Fornecedores, vizinhos e desconhecidos, gratificados com
prazer.” O termo grifado exerce função sintática de:
esse sorriso (encantador, apesar da falta de dentes),
abonam a classificação. A) Sujeito;
[...] B) Objeto direto;
Objeto que visse em nossa mão, requisitava-o. C) Objeto indireto;
Gosta de óculos alheios (e não os usa), relógios de pulso, D) Objeto direto preposicionado;
copos, xícaras e vidros em geral, artigos de escritório, E) Complemento nominal.
botões simples ou de punho. Não é colecionado; gosta
das coisas para pegá-las, mirá-las e (é seu costume ou
sua mania, que se há de fazer) pô-las na boca. Quem não Morfologia (Classes de palavras)
o conhece diz que é péssimo costume, porém duvido que QUESTÃO 05 - “Fico refletindo na falta que faz um amigo
mantenha este juízo diante de Pedro, de seu sorriso sem de um ano de idade a seu companheiro já vivido e
malícia e de suas pupilas azuis_ porque me esquecia puído”. A palavra destacada classifica-se
dizer que tem olhos azuis, cor que afasta qualquer morfologicamente como:
suspeita ou acusação apressada, sobre a razão íntima de ....
seus atos.
Poderia acusá-lo de incontinência, porque não
sabia distinguir entre os cômodos, e o que lhe ocorria LEGISLAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
fazer, fazia em qualquer parte? Zangar-me com ele
porque destruiu a lâmpada do escritório? Não. Jamais me
ESQUEMATIZADA
voltei para Pedro que ele não me sorrisse; tivesse eu um Legislação com apontamentos, dicas e
impulso de irritação e me sentiria desarmado com a sua questões de concursos.
azul maneira de olhar-me. Eu sabia que essas coisas
eram indiferentes à nossa amizade e, até que a nossa Vanques de Melo
amizade lhes conferia caráter necessário, de prova; ou
gratuito, de poesia e jogo.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 3
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO: Além do aspecto moral, no que tange à conduta
Estatuto Federal das Guardas Municipais (Lei Federal no de retidão, o Guarda Municipal é uma pessoa que
13.022/14). .................................................................. 1 deve estar o tempo todo alerta a tudo e a todos,
tendo total controle da situação local, através da
Questões de concursos ............................................ 4 própria inspeção visual em todo perímetro de
Código de Ética e Disciplina da Guarda Municipal de segurança, como forma primordial de prevenção e
Aracati (Lei Municipal no. 345/17). .............................. 5 demonstração de controle.
Questões de concursos ............................................ 4 A atuação do Guarda Municipal é de caráter
preventivo, de modo a inibir, dificultar e impedir
qualquer ação delituosa, mostrando-se dinâmico nas
LEI Nº 13.022, DE 8 DE AGOSTO DE 2014. suas atitudes.
Dispõe sobre o Estatuto Geral das Guardas Outro aspecto importante do perfil do Guarda
Municipais. Municipal é o conhecimento técnico de sua área de
COMENTADA E COM QUESTÕES DE CONCURSOS atuação, que se observa pelo vasto conteúdo
programático do seu curso de formação, que envolve
A PRESIDENTA DA REPÚBLICA assuntos gerais como a própria segurança, como
Faço saber que o Congresso Nacional decreta e também temas específicos, como primeiros socorros,
eu sanciono a seguinte Lei: prevenção e combate a incêndios, legislação
Está Lei Federal tem enorme importância para aplicada, relações humanas no trabalho, entre outras.
todas as Guardas Municipais do País, pois a partir CAPÍTULO II
dela, a legislação municipal tomou uma diferente DOS PRINCÍPIOS
forma sob o aspecto jurídico do cenário da o
segurança pública municipal, mas principalmente no Art. 3 São princípios mínimos de atuação das
fortalecimento da identidade institucional da Guarda guardas municipais:
Municipal, não só de Fortaleza mas de todo o país. I - proteção dos direitos humanos fundamentais, do
CAPÍTULO I exercício da cidadania e das liberdades públicas;
DISPOSIÇÕES PRELIMINARES II - preservação da vida, redução do sofrimento e
o diminuição das perdas;
Art. 1 Esta Lei institui normas gerais para as
o
guardas municipais, disciplinando o § 8 do art. 144 da III - patrulhamento preventivo;
Constituição Federal. IV - compromisso com a evolução social da
CF: Art. 144. A segurança pública, dever do comunidade; e
Estado, direito e responsabilidade de todos, é V - uso progressivo da força.
exercida para a preservação da ordem pública e da Verificando estes “princípios” norteadores
incolumidade das pessoas e do patrimônio, através (sempre tendo como referente o artigo 144 § 8º da
dos seguintes órgãos: CF), surgem algumas dúvidas:
§ 8º Os Municípios poderão constituir guardas 1) Inciso I – proteção dos direitos humanos
municipais destinadas à proteção de seus bens, fundamentais, do exercício da cidadania e das
serviços e instalações, conforme dispuser a lei. liberdades públicas: Esta redação é de uma vagueza
A Constituição Federal/88 deixa claro o e extensão que causa espécie. Além do que a
afastamento e delimitação de atuação das Guardas Constituição não atribui à Guarda Municipal estas
Municipais, deixando claro, a faculdade de instituí- atribuições.
las a critério da Administração Pública Municipal 2) Inciso II – preservação da vida, redução do
desde que preencha os requisitos legais. sofrimento e diminuição das perdas: Da mesma
o
Art. 2 Incumbe às GUARDAS MUNICIPAIS, forma, estas atribuições não foram outorgadas à
instituições de caráter civil, uniformizadas e armadas Guarda Municipal pela Constituição. Mas caso
conforme previsto em lei, a função de proteção aceitemos este norte, perguntamos qual sofrimento
1
municipal preventiva , RESSALVADAS as (físico, psíquico, moral etc.) e quais perdas
competências da União, dos Estados e do Distrito (emocionais, patrimoniais, conjugais etc.) Quanta
Federal. pretensão do legislador.
O Guarda Municipal é a pessoa capacitada a 3) Inciso III – Patrulhamento preventivo: Desde
zelar pela ordem nos limites do seu local de que seja para prevenir infrações contra bens,
trabalho, visando à satisfação do usuário final do seu serviços e instalações do município, pode.
serviço. 4) Inciso IV – Compromisso com a evolução
Com base das normas aplicadas sobre segurança social da comunidade? Isso me parece mais política
patrimonial, temos que o Guarda Municipal deve pública, a ser destinada aos agentes públicos do
exercer suas atividades com urbanidade (civilidade, executivo e legislativo. Fico imaginando como a
cortesia, boas relações públicas), probidade Guarda Municipal poderá contribuir com a evolução
(honestidade) e denodo (coragem, bravura, social da comunidade, criando empregos,
mostrando seu valor). aumentando a renda dos trabalhadores, educando as
As próprias exigências estabelecidas pelo órgão crianças, jovens, enfim é a Guarda Hércules. Não
controlador da segurança privada nos revelam que o precisaremos nem mais da classe política. Pensando
Guarda Municipal deve ser pessoa de conduta reta, bem…
sendo, portanto, pessoa de confiança. 5) Inciso V – Uso progressivo da força? Desde
que seja destinado para garantir os bens, serviços e
instalações do município.
1
Por proteção municipal preventiva devemos entender CAPÍTULO III
atuação junto aos bens, serviços e instalações do município. DAS COMPETÉNCIAS

www.editoradince.com.br
4 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
Competência é o poder-dever de agir do agente compete a coordenação máxima do SNT, já
público conferido pela lei para o exercício de sua externaram entendimento no sentido de que “falece à
função. A competência das Guardas Municipais guarda municipal competência para atuar na
dividem-se em GERAL (art. 4º) e ESPECÍCIFICAS fiscalização de trânsito, incluindo o procedimento
(art. 5º), conforme ser observa abaixo. relativo à aplicabilidade de multas, também não
o detendo legitimidade para firmar convênio com os
Art. 4 É COMPETÊNCIA GERAL das guardas
municipais a proteção de bens, serviços, logradouros órgãos de trânsito objetivando tal fim”.
públicos municipais e instalações do Município. VII - proteger o patrimônio ecológico, histórico,
Parágrafo único. Os bens mencionados cultural, arquitetônico e ambiental do Município, inclusive
no caput abrangem os de uso comum, os de uso especial adotando medidas educativas e preventivas;
e os dominiais. A Constituição Federal de 1988 estabelece em
MUITA ATENÇÃO PARA O ARTIGO ABAIXO: seu artigo 144 que: A segurança pública, dever do
o Estado, direito e responsabilidade de todos, é
Art. 5 São COMPETÊNCIAS ESPECÍFICAS das
exercida para a preservação da ordem pública e da
guardas municipais, respeitadas as competências dos
incolumidade das pessoas e do patrimônio...
órgãos federais e estaduais:
Seguindo o mandamento constitucional e,
I - zelar pelos bens, equipamentos e prédios
considerando que a segurança patrimonial é
públicos do Município;
complemento da segurança pública, conclui-se
A atuação do Guarda Municipal em um prédio facilmente que as atividades do Guarda Municipal
Público Municipal visa em primeiro plano a voltam-se para a proteção da integridade do
segurança e tranquilidade dos servidores e usuários patrimônio e das pessoas, nos locais em que os
do serviço. órgãos de segurança pública não se fazem
II - prevenir e inibir, pela presença e vigilância, permanentemente presentes.
bem como coibir, infrações penais ou administrativas e Nesse sentido, a atuação preventiva do Guarda
atos infracionais que atentem contra os bens, serviços e Municipal, nos limites do imóvel vigiado tem por
instalações municipais; finalidade a garantia da segurança das instalações
O Guarda Municipal é profissional capacitado, e físicas e de dignitários (pessoas que se encontram no
autorizado a exercer a vigilância patrimonial, desde interior do imóvel no qual o Guarda Municipal
que vinculado a Administração Pública Direta do exerce a atividade preventiva de segurança, controle
Município (órgãos municipais ou distritais). e proteção).
Em todos esses locais em que o Guarda VIII - cooperar com os demais órgãos de defesa
Municipal atua, seu objetivo deve estar voltado à civil em suas atividades;
garantia da ordem interna, à preservação da IX - interagir com a sociedade civil para discussão
integridade patrimonial, à proteção da integridade de soluções de problemas e projetos locais voltados à
pessoal, à constatação de irregularidades com as melhoria das condições de segurança das comunidades;
correspondentes providências e a satisfação do
X - estabelecer parcerias com os órgãos estaduais
usuário final.
e da União, ou de Municípios vizinhos, por meio da
III - atuar, preventiva e permanentemente, no celebração de convênios ou consórcios, com vistas ao
território do Município, para a proteção sistêmica da desenvolvimento de ações preventivas integradas;
população que utiliza os bens, serviços e instalações
XI - articular-se com os órgãos municipais de
municipais;
políticas sociais, visando à adoção de ações
IV - colaborar, de forma integrada com os órgãos interdisciplinares de segurança no Município;
de segurança pública, em ações conjuntas que
XII - integrar-se com os demais órgãos de poder
contribuam com a paz social;
de polícia administrativa, visando a contribuir para a
V - colaborar com a pacificação de conflitos que normatização e a fiscalização das posturas e
seus integrantes presenciarem, atentando para o respeito ordenamento urbano municipal;
aos direitos fundamentais das pessoas;
XIII - garantir o atendimento de ocorrências
VI - exercer as competências de trânsito que emergenciais, ou prestá-lo direta e imediatamente quando
lhes forem conferidas, nas vias e logradouros municipais, deparar-se com elas;
o
nos termos da Lei n 9.503, de 23 de setembro de 1997
XIV - encaminhar ao delegado de polícia, diante de
(Código de Trânsito Brasileiro), ou de forma concorrente,
flagrante delito, o autor da infração, preservando o local
mediante convênio celebrado com órgão de trânsito
do crime, quando possível e sempre que necessário;
estadual ou municipal;
Os parágrafos XIII e XIV estão diretamente
Merece uma observação neste inciso.
ligados ao incisos II, III ditando mais uma vez sobre
Nos termos do CTB, as Guardas Municipais como, onde e quando proceder em ocorrências.
não compõem o Sistema Nacional de Trânsito -
XV - contribuir no estudo de impacto na segurança
SNT, conforme enumeração taxativa do artigo 7º do
local, conforme plano diretor municipal, por ocasião da
CTB. Disso decorrente, não podem ser organizadas
construção de empreendimentos de grande porte;
ou reestruturadas para atuarem como órgãos ou
entidades de trânsito, nem serem vinculadas ou XVI - desenvolver ações de prevenção primária à
subordinadas ao órgão ou entidade de trânsito para violência, isoladamente ou em conjunto com os demais
atuarem como agentes da autoridade de trânsito, seja órgãos da própria municipalidade, de outros Municípios ou
sob a forma de nomeação, designação, das esferas estadual e federal;
credenciamento ou convênio. XVII - auxiliar na segurança de grandes eventos e
O DENATRAN, órgão máximo executivo de na proteção de autoridades e dignatários; e
trânsito da União, que presta assessoria jurídica ao XVIII - atuar mediante ações preventivas na
CONTRAN; e o Ministério das Cidades, a quem segurança escolar, zelando pelo entorno e participando

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 5
de ações educativas com o corpo discente e docente das - ITEM 4 = VERDADEIRO, segundo incisos, Art. 3º.
unidades de ensino municipal, de forma a colaborar com a
implantação da cultura de paz na comunidade local.
02. (Guarda Municipal – POA/RS) Consoante
Parágrafo único. No exercício de suas regramentos da Lei Federal n. 13.022/2014 (Estatuto
competências, a guarda municipal poderá colaborar ou Geral das Guardas Municipais), assinale a alternativa
atuar conjuntamente com órgãos de segurança correta. É competência específica das guardas
pública da União, dos Estados e do Distrito Federal ou de municipais, respeitadas as competências dos órgãos
congêneres de Municípios vizinhos e, nas hipóteses federais e estaduais:
previstas nos incisos XIII e XIV deste artigo, diante do
a) Atuar repressivamente no território do Estado, para a
comparecimento de órgão descrito nos incisos
proteção sistêmica da população.
do caput do art. 144 da Constituição Federal, deverá a
guarda municipal prestar todo o apoio à continuidade do b) Estabelecer parcerias com os órgãos estaduais e da
atendimento. União, ou de Municípios vizinhos, por meio da
celebração de convênios ou consórcios, com vistas ao
CAPÍTULO IV
desenvolvimento de ações preventivas integradas.
DA CRIAÇÃO
o
c) Colaborar, de forma integrada e remunerada com os
Art. 6 O Município pode criar, por lei, sua guarda órgãos de segurança pública, em ações disjuntivas
municipal. que contribuam com a paz social.
A Guarda civil Municipal ou Guarda Municipal, d) Contribuir no estudo de impacto de vizinhança e no
conforme disposição do § 8º, do artigo 144, da relatório de impacto ambiental, conforme plano diretor
Constituição Federal, é uma agência administrativa municipal, por ocasião da construção de
municipal, que pode ser criada por LEI empreendimentos de grande porte.
ESPECÍFICA da câmara dos vereadores da
e) Lavrar auto de flagrante delito e fazer a emissão de
cidade, como instrumento de segurança pública do
nota de culpa.
município. Seus componentes possuem as mesmas
prerrogativas e obrigações legais que os funcionários Justificativa:
municipais. A) INCORRETA, segundo inciso III, Art. 5º. A atuação
... da guarda municipal deve se dar de forma preventiva e
permanente, no território do Município, para a proteção
QUESTÕES DE CONCURSOS sistêmica da população que utiliza os bens, serviços e
01. (Guarda Municipal – POA/RS) Leia as assertivas instalações municipais.
abaixo e assinale (V) para verdadeiro ou (F) para B) CORRETA, segundo inciso X, Art. 5º.
falso, à luz das disposições da Lei Federal n. C) INCORRETA, segundo inciso IV, Art. 5º. Não há
13.022/2014 (Estatuto Geral das Guardas Municipais). remuneração para a atuação da guarda municipal, de forma a
( ) É competência geral das guardas municipais a colaborar com os órgãos de segurança pública.
proteção de bens, serviços, logradouros públicos D) INCORRETA, segundo inciso IV, Art. 5º. A
municipais e instalações do Município. contribuição da guarda municipal será em relação ao estudo de
( ) A estrutura hierárquica da guarda municipal deverá impacto na segurança local e não impacto de vizinhança e no
utilizar denominação idêntica à das forças militares, relatório de impacto ambiental.
quanto aos postos e graduações, títulos, uniformes, E) INCORRETA, segundo inciso XIV, Art. 5º. A guarda
distintivos e condecorações. municipal não tem competência para lavra auto de flagrante,
( ) Os Municípios limítrofes podem, mediante consórcio mas tão somente de encaminhar ao delegado de polícia, diante
público, utilizar, reciprocamente, os serviços da de flagrante delito, o autor da infração, preservando o local do
guarda municipal de maneira compartilhada. crime, quando possível e sempre que necessário.
( ) São princípios mínimos de atuação das guardas
municipais: 03. (Guarda Municipal – POA/RS) Nos termos da Lei
I - proteção dos direitos humanos fundamentais, do Federal n. 13.022/2014 (Estatuto Geral das Guardas
exercício da cidadania e das liberdades públicas; Municipais), assinale a alternativa correta.
II - preservação da vida, redução do sofrimento e a) O funcionamento das guardas municipais será
diminuição das perdas; acompanhado por órgãos próprios, permanentes,
III - patrulhamento preventivo; autônomos e com atribuições de fiscalização,
IV - compromisso com a evolução social da comunidade; investigação e auditoria, mediante:
e I – controle interno, exercido por ouvidoria, independente
V – uso progressivo da força. Assinale a alternativa que em relação à direção da respectiva guarda, qualquer
indica a correta sequência de preenchimento dos que seja o número de servidores da guarda municipal,
parênteses, de cima para baixo. para receber, examinar e encaminhar reclamações,
sugestões, elogios e denúncias acerca da conduta de
a) V, F, V, F. seus dirigentes e integrantes e das atividades do
b) F, V, F, V. órgão, propor soluções, oferecer recomendações e
c) F, F, V, V. informar os resultados aos interessados,
d) V, F, V, V. garantindolhes orientação, informação e resposta; e
e) V, V, F, V. II – controle externo, exercido por corregedoria, naquelas
com efetivo superior a 50 (cinquenta) servidores da
Justificativa: guarda e em todas as que utilizam arma de fogo, para
- ITEM 1 = VERDADEIRO, segundo Art. 4º. apurar as infrações disciplinares atribuídas aos
– ITEM 2 = FALSO, segundo Art. 19. integrantes de seu quadro.
– ITEM 3 = VERDADEIRO, segundo Art. 8º.

www.editoradince.com.br
6 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
b) As guardas municipais devem ficar sujeitas a III. O Poder Executivo Municipal poderá criar órgão
regulamentos disciplinares de natureza militar. colegiado para exercer o controle social das atividades
c) Os cargos em comissão das guardas municipais de segurança do Município, analisar a alocação e
deverão ser providos por membros ocupantes de aplicação dos recursos públicos e monitorar os
cargos comissionados do quadro provisório do órgão objetivos e metas da política municipal de segurança
ou entidade. e, posteriormente, a adequação e eventual
necessidade de adaptação das medidas adotadas
d) Aos guardas municipais é autorizado o porte de arma
face aos resultados obtidos.
de fogo, conforme previsto em lei. Suspende- se o
direito ao porte de arma de fogo em razão de restrição IV. Os corregedores e ouvidores serão nomeados pelo
médica, decisão judicial ou justificativa da adoção da Poder Executivo Municipal, e terão mandato cuja
medida pelo respectivo dirigente. perda será decidida pelo Prefeito Municipal, desde
que fundada em razão relevante e específica prevista
e) É assegurado ao guarda municipal o recolhimento à
em lei municipal.
cela, conjuntamente com os demais presos, quando
sujeito à prisão antes de condenação definitiva. Aponte a alternativa INCORRETA:
Justificativa: A. Somente I e II.
A) INCORRETA, segundo incisos I e II, Art. 13. O B. Somente I, II e III.
controle interno será exercido por corregedoria (inciso I) e o C. Somente a I, II e IV.
controle externo, será exercido por ouvidoria, qualquer que seja D. Somente III.
o número de servidores da guarda municipal.
E. Somente a IV.
B) INCORRETA, segundo § único, Art. 14.
Vê art. 13
C) INCORRETA, segundo Art. 15. Os cargos em
comissão das guardas municipais deverão ser providos por
membros efetivos do quadro de carreira do órgão ou entidade e Gabarito:
não por cargos comissionados.
D) CORRETA, segundo Art. 16 e § único.
LEGISLAÇÃO DA GUARDA MUNICIPAL
E) INCORRETA, segundo Art. 18. É assegurado ao
guarda municipal o recolhimento à cela, isoladamente dos DE EUSÉBIO
demais presos, quando sujeito à prisão antes de condenação LEI Nº 1.261, DE 26 DE MAIO DE 2014.
definitiva.
Institui o Regimento Disciplinar Interno da
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO e dá outras
04. (Guarda Municipal/Mombaça-CE/2015) De acordo providências.
com a Lei Federal nº 13.022/2014 (Estatuto das
O PREFEITO MUNICIPAL DE EUSÉBIO-CE
Guardas Municipais), são princípios mínimos de
atuação das Guardas Municipais: Faço saber que a Câmara Municipal aprovou e eu
sanciono e promulgo a seguinte Lei:
A) Preservação da vida, redução do sofrimento e
diminuição das perdas; TÍTULO I
B) Proteção dos direitos humanos fundamentais, do DO REGIMENTO DISCIPLINAR INTERNO
exercício da cidadania e das liberdades públicas; CAPÍTULO I
C) Patrulhamento preventivo; DAS DISPOSIÇÕES GERAIS
D) Compromisso com a evolução social da comunidade e Art. 1º O regimento disciplinar interno da Guarda
uso progressivo da força; Municipal de Eusébio, instituído por esta Lei, tem a
E) Todas as alternativas anteriores estão corretas. finalidade definir os deveres, tipificar as infrações
disciplinares, regular as sanções administrativas, os
procedimentos processais correspondentes, os recursos o
... comportamento e as recompensas aos servidores.
16. (Guarda Civil Municipal - Pref. Valinhos/SP/2016) A Guarda Municipal de Eusébio, órgão da
Segundo o artigo 13 da Lei nº 13.022 de 08 de agosto Administração Direta do Município, têm como
de 2014, o funcionamento das Guardas Municipais finalidades precípuas; a defesa e a preservação do
deverá ser acompanhado por órgãos próprios, bem público municipal, auxiliar as policias civil e
permanentes, autônomos e com atribuições de militar, Justiça e Ministério Público, nas funções que
fiscalização, investigação e auditoria, mediante: lhes são inerentes.
I. Controle interno, exercido por ouvidoria, naquelas com Compete a Guarda Municipal de Eusébio:
efetivo superior a 50 (cinquenta) servidores da Guarda providenciar a defesa e a preservação dos bens
e em todas as que utilizam arma de fogo, para apurar públicos do Município; executar serviços de
as infrações disciplinares atribuídas aos integrantes de vigilância diuturno nos logradouros públicos,
seu quadro. propiciando o fortalecimento da segurança urbana;
II. Controle externo, exercido por corregedoria, fiscalizar o cumprimento de toda ordenação de
independente em relação à direção da respectiva trânsito e tráfego urbano existente e de interesse
Guarda, qualquer que seja o número de servidores da social.
Guarda Municipal, para receber, examinar e Manter a segurança pessoa do prefeito;
encaminhar reclamações, sugestões, elogios e auxiliar os órgãos de defesa civil existente ao
denúncias acerca da conduta de seus dirigentes e Município, em estado de calamidade pública ou em
integrantes e das atividades do órgão, propor situações de emergência; desenvolver,
soluções, oferecer recomendações e informar os conjuntamente, com os órgãos municipais, estaduais
resultados aos interessados, garantindo-lhes e federais, campanhas de relevante interesse para os
orientação, informação e resposta.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 7
munícipes; auxiliar as policiais civis e militares no V – O Corregedor da Guarda Municipal;
desempenho de suas funções. VI – Os Vereadores.
Parágrafo único. Este regimento aplica-se aos § 1º A hierarquia confere ao superior o poder de
servidores pertencentes ao EFETIVO da Guarda transmitir ordens, de fiscalizar, de rever decisões em
Municipal de Eusébio, incluindo-se, ainda, os ocupantes relação ao subordinado e de aplicar penas disciplinares
exclusivamente de cargos e comissão e os servidores de prevista neste regimento.
atividades administrativas e os de níveis superior,
...
existentes ou que venham a ser criados na estrutura do
órgão. CAPÍTULO II
Art. 2º A civilidade é parte da educação da Guarda DAS SANÇÕES
Municipal, sendo de interesse vital para a disciplina Art. 14. As sanções disciplinares aplicáveis aos
consciente. servidores públicos da Guarda Municipal de Eusébio, nos
Art. 3º As demonstrações de camaradagem, termos dos artigos antecedentes, são:
cortesias e consideração, obrigatórias entre os guardas I – ressarcimento ao erário público municipal;
municipais, devem ser entendidas aos militares das II – advertência;
forças armadas da polícia militar e outras
III – suspensão;
corporações.
IV – destituição de cargo em comissão;
CAPÍTULO II
V – demissão;
DOS PRINCÍPIOS GERAIS DA HIERARQUIA E DA
DISCIPLINA VI – demissão a bem do serviço público.
Art. 4º A hierarquia e a disciplina são a base a Art. 15. O ressarcimento ao erário e a forma que
base institucional da Guarda Municipal de Eusébio sendo o Poder Municipal tem de reaver, financeiramente, o gasto
HIERARQUIA a ordenação da autoridade, em níveis que foi obrigado a suportar em decorrência do
diferentes estabelecida em uma escala pela qual os procedimento negligente, imprudente ou imperito de seus
membros da Guarda Municipal em relação aos outros são agentes, e o correrá quando;
considerados superiores e subordinados I – o agente público cometer infrações de
hierarquicamente; e a DISCIPLINA a rigorosa transito, comprovadas por meio de notificações dos
observância e acatamento as leis, regulamentos, decretos órgãos de transito;
e demais normais que compõem a estrutura legislativa do II – o agente público causar danos a terceiros,
órgão, traduzindo-se pelo voluntário cumprimento ao comprovados por meio de orçamento próprios;
dever funcional. III – houver a perda do material de trabalho, no
Entende-se por hierarquia a posição da que importar prejuízos ao desempenho das atividades
autoridade e a subordinação em níveis diferentes, laborais;
dentro da estrutura da corporação, de acordo com as (...)
leis e regulamentos pertinentes.
A disciplina se define como o respeito
EXERCÍCIOS – LEI 1.261/2014
voluntário às leis, aos regulamentos, as normas e aos 01. Quanto à Lei nº 1.261/2014 (Regimento Disciplinar
preceitos estabelecidos pelas autoridades Interno da Guarda Municipal de Eusébio), assinale a
competentes, visando direcionar os procedimentos opção correta:
para a ordem interna da corporação. A) Disciplina é a ordenação da autoridade, em níveis
Art. 5º São PRINCÍPIOS NORTEADORES da diferentes estabelecida em uma escala pela qual os
disciplina e da hierarquia da Guarda Municipal de membros da Guarda Municipal em relação aos outros
Eusébio: são considerados superiores e subordinados
I - o respeito à dignidade humana; hierarquicamente.
II – o respeito à cidadania; B) São princípios norteadores da disciplina e da hierarquia
III – o respeito à justiça; da Guarda Municipal de Eusébio, dentre outros: o
respeito à dignidade humana; o respeito à cidadania; o
IV – o respeito à legalidade; respeito à justiça.
V – a correção de atitudes; C) A hierarquia confere ao superior o poder de transmitir
VI – a pronta obediência às ordens dos superiores ordens, de fiscalizar, de rever decisões em relação ao
hierárquicos; subordinado, porém, jamais aplicar penas disciplinares
VII – a colaboração espontânea à disciplina prevista neste regimento.
coletiva; D) Todo servidor da Guarda Municipal do Eusébio que se
VIII – o respeito a coisa pública. deparar com ato contrário à disciplina da instituição
Parágrafo único. A disciplina e o respeito a poderá adotar medida saneadora.
hierarquia devem ser mantidos permanentemente pelos
servidores, integrantes da Guarda Municipal de Eusébio, 02. De acordo com a Lei nº 1.261/2014 (Regimento
tanto na ativa quanto na inatividade. Disciplinar Interno da Guarda Municipal de Eusébio), o
Vê art. 3º da Lei federal 13.022/2014 conceito de infração disciplinar “é toda e qualquer
Art. 6º São superiores em razão do cargo, ainda violação aos deveres funcionais, aos princípios éticos
que não pertencentes à carreira de Guarda Municipal: e norteadores da conduta dos integrantes da Guarda
Municipal de Eusébio”.
I – O Chefe do Poder Executivo Municipal;
Assinale a alternativa que descreve a infração disciplinar
II – O Secretário Municipal da Segurança Pública; de natureza “leve”, segundo este mesmo documento.
III – O Coordenador da Guarda Municipal; A) representar a instituição em qualquer ato sem estar
IV – O Corregedor Geral do Município de Eusébio; autorizado;

www.editoradince.com.br
8 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
B) recursar fé a documentos públicos;
C) utilizar sem autorização, utensílios particulares e não
NOÇÕES DE DIREITO PENAL
pertencentes a estruturada corporação. Com questões de concursos
D) apresentar-se uniformizado quando proibido organizadas por assunto
(Atualizado conforme Lei 13.564, de 13.04.2018)
03. Quanto à Lei nº 1.261/2014 (Regimento Disciplinar
Interno da Guarda Municipal de Eusébio), assinale a
opção correta:
A) O ressarcimento ao erário será precedido do
competente processo administrativo disciplinar, o qual
garantira a ampla defesa e defesa oral ao servidor
envolvido, nos moldes da legislação vigente.
B) A pena de suspensão, que não excederá de 60 VANQUES DE MELO
(sessenta) dias, será aplicada ao servidor que reincidir
na prática de infrações de natureza leve e infringir as Advogado;
transgressões de natureza média e grave, tendo Pós-Graduado em Direito Penal e
publicidade na forma adotada pelo Município, devendo Direito Processual Penal
igualmente, ser averbada na pasta funcional individual E-mail: drvanques@hotmail.com
do infrator.
C) Os servidores incapazes temporária ou 2018.5
permanentemente, em razão de doença física ou CONTEUDO PROGRAMÁTICO:
mental, serão representados ou assistidos por seus Dos crimes contra a pessoa ............................................. 6
pais tutores ou advogados na forma da lei civil. Dos crimes contra o patrimônio ...................................... 19
D) São deveres do servidor da Guarda Municipal de Dos crimes contra a administração pública .................... 28
Eusébio, além de outras ser assíduo e pontual,
cumprir as ordens superiores e guardar sigilo sobre os
assuntos da Administração. Prezado(a) candidato(a),
Embora o edital seja bem claro quanto ao
conteúdo possível de ser objeto de avaliação na prova,
04. De acordo com a Lei nº 1.261/2014 (Regimento
qual seja, crimes contar a pessoa, crimes contra o
Disciplinar Interno da Guarda Municipal de Eusébio), a
patrimônio e crimes contra a administração pública, é
hierarquia e a disciplina são a base institucional da
necessário que você tenha uma noções mínima sobre a
Guarda Municipal do Eusébio. Dentre as alternativas
teoria geral do crime.
abaixo, assinale aquela que não representa princípio
norteador da Guarda.
A) pronta obediência às ordens dos superiores INTRODUÇÃO AO DIREITO PENAL
hierárquicos;
CONCEITO
B) colaboração espontânea à disciplina coletiva
DIREITO PENAL é um ramo do Direito Público,
C) correção de atitudes
constituído por normas jurídicas, no qual o Estado ao
E) cumprir as ordens superiores selecionar os bens mais relevantes para a sociedade
proíbe determinadas condutas definindo crimes e
05. De acordo com a Lei nº 1.261/2014 (Regimento cominando as respectivas sanções (penas ou medidas de
Disciplinar Interno da Guarda Municipal de Eusébio), segurança)
assinale a alternativa em que a sanção disciplinar está
descrita da maneira correta. CARACTERÍSTICAS DO DIREITO PENAL
A) O ressarcimento ao erário é a forma que o Poder Direito Público – Regula as relações entre
Público Municipal tem de reaver, financeiramente, o indivíduo e a sociedade, mantendo uma harmonia entre
gasto que foi obrigado a suportar em decorrência do eles. Os bens protegidos pelo Direito Penal não
comportamento negligente, imprudente ou imperito de interessam ao indivíduo, EXCLUSIVAMENTE, mas à
seus agentes. coletividade como um todo.
B) Hierarquia é a rigorosa observância e acatamento as Ciência Cultural – É uma ciência do DEVER SER
leis, regulamentos, decretos e demais normais que e não do SER. Estuda o cumprimento das regras, como
compõem a estrutura legislativa do órgão, traduzindo- sendo uma dogmática jurídica.
se pelo voluntário cumprimento ao dever funcional
Normativa – Porque tem como objeto o estudo da
C) Suspensão é a sanção feita por escrito ao norma, do Direito Positivo.
transgressor, publicada em Boletim Interno da Guarda
Valorativo - Consiste na valoração das normas
Municipal.
pelo Direito, em conformidade com o fato e em escala
D) Advertência é uma sanção aplicada por escrito ao hierárquica. (Fato, valor e norma).
transgressor por cometimento de infração grave.
Finalista – Consiste na sua atuação e, defesa da
sociedade, protegendo bens jurídicos fundamentais.
Gabarito: (Vida, integridade física, patrimônio).
Sancionador – Protege a ordem jurídica
cominando sanções. Através dessa cominação, protegem
normas de natureza extrapenal.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 9
Dogmático – Pois expõe seu conteúdo através de No delito de participação em suicídio tutela-se a
normas. vida extra-uterina.
E, no delito de aborto, protege-se a vida intra-
TIPOS DE DIREITO PENAL uterina, ressalvando-se, porém, que no aborto provocado
sem o consentimento da gestante a tutela penal
Objetivo:
compreende também a vida e a integridade corporal da
É aquele representado pelas leis (Ordenamento gestante (arts. 125 e 127).
jurídico).

COMPETÊNCIA PARA JULGAMENTO DOS CRIMES


Subjetivo: CONTRA A VIDA
É a possibilidade que tem o Estado de criar e fazer Os crimes dolosos contra a vida, consumados
suas normas, executando as decisões condenatórias ou tentados, e as infrações penais que lhes sejam
proferidas pelo poder judiciário. É o próprio ius puniendi. conexas são julgados pelo Tribunal do Júri, cuja
Este ius puniendi, no entanto, não se limita à execução da soberania a Constituição Federal assegura em termos
condenação do agente que praticou, por exemplo, o peremptórios (CF, art. 5º, XXXVIII).
delito. A própria criação da infração penal, atribuída ao
Saliente-se, todavia, que por crimes dolosos contra
legislador, também se amolda a esse conceito.
a vida se compreendem apenas os previstos no Capítulo I
O Direito Subjetivo, entendimento com do Título I do Código Penal: homicídio (art. 121),
monopólio estatal, é condicionado por três limitações participação em suicídio (art. 122), infanticídio (art. 123) e
ou condicionantes: aborto (arts. 124 a 127).
1) Temporal: Prescrição MUITO CUIDADO! O homicídio culposo é o único
2) Espacial: Princípio da Territorialidade (em regra delito previsto nesse capítulo cuja competência NÃO
só se aplica a lei penal brasileira no território está afeta ao Tribunal do júri (art. 121, § 3, do CP).
brasileiro) TAMBÉM NÃO SE DEVE ESQUECER: Os delitos
3) Modal: princípio da dignidade da pessoal pluriofensivos, que lesam simultaneamente a vida e
humana. outro bem jurídico, como, por exemplo, latrocínio (art. 157,
§ 3º) e extorsão mediante sequestro seguida de morte
(art. 159, § 3º), ainda que a morte tenha sido dolosamente
PRINCÍPIOS PENAIS provocada, são da competência do juízo singular,
Princípio da Reserva Legal ou da Legalidade – porquanto perante o Código Penal não estão classificados
Sem legislação específica não há crime. É uma forma de entre os crimes dolosos contra a vida, mas entre os
limitação do poder punitivo do Estado (Art. 5º, inciso delitos contra o patrimônio.
XXXIX da CF/88 e Art. 1º do Código Penal Brasileiro).
PRESTE MUITA ATENÇÃO NA DICA:
Princípio da Intervenção – Limita o poder de
TEORIA UNITÁRIA - Nos crimes dolosos contra
atuação do ente estatal. O direito punitivo só será
a vida praticado em CONCURSO DE PESSOAS, é
aplicado em observância ao princípio da reserva legal,
correto afirmar, em relação ao Código Penal Brasileiro
com o fim social de impedir o legislador de se exceder na
que inspirado na LEGISLAÇÃO ITALIANA, adotou,
construção do Direito Penal aplicável.
COMO REGRA, a TEORIA MONISTA OU UNITÁRIA, ou
Princípio da Irretroatividade da Lei Penal – A lei seja, havendo pluralidade de agentes, com diversidade de
penal só pode retroagir para beneficiar. Com isso, fica conduta, mas provocando um só resultado, existe um só
afastada a possibilidade de uma lei nova (mais rígida) delito. (Juiz sub./FCC/2015)
prejudicar fatos pretéritos. A retroação só pode acontecer
se a lei nova for mais benigna ao agente do delito (Art. 5º,
XL da CF/88). CAPÍTULO I
DOS CRIMES CONTRA A VIDA
Princípio da Insignificância – Aferida a
irrelevância de uma conduta delituosa, ou sua 1. HOMICÍDIO – ART. 121
insignificância (por exemplo, a apropriação de bagatelas), O homicídio é o delito máximo, por excelência,
deve ser excluída sua tipicidade penal. pois atenta contra a vida humana, bem jurídico supremo,
Princípio da Ofensividade – Aplicado na /// do qual irradiam todos os demais.
(...) A preservação da existência da raça humana, o
progresso social e os bons costumes justificam o
interesse do Estado em tutelar a vida humana. Trata-se,
CRIMES CONTRA A PESSOA. portanto, de bem jurídico indisponível, assegurado no art.
5º, caput, da Constituição Federal, sendo, pois,
São crimes conta a vida (memorize: HISA): inadmissível o consentimento do ofendido para excluir o
1. Homicídio (simples, qualificado e culposo) – Art. delito.
121 Conceito - “Homicídio é a destruição da vida de
2. Induzimento, instigação ou auxílio ao suicídio – um homem praticada por outro” (Damásio de Jesus). É a
Art. 122 eliminação da vida humana extra-uterina por outro ser
3. Infanticídio – Art. 123 humano. Para o direito penal a vida inicia-se quando
rompe a bolsa, independentemente do bebê estar dentro
4. Aborto – Arts. 124 a 128
do corpo da mãe.
Nos delitos de homicídio e infanticídio tutela-se a
O delito de homicídio é crime de ação livre,
vida extra-uterina e o período de transição, desencadeado
pois o tipo não descreve nenhuma forma específica
pelo início do parto, entre a vida intra-uterina e a vida
de atuação que deva ser observada pelo agente.
extra-uterina.
Sujeito Ativo - qualquer pessoa (é crime comum).

www.editoradince.com.br
10 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
Sujeito passivo - qualquer ser humano vivo. Pois não incluindo nesse caso se o agente deixa de atirar por
se já estiver morta a vítima, trata-se de crime impossível. economia de munição ou por imaginar que a vítima já
Abrange o feto nascente, o recém-nascido e o ser já estava morta.
autônomo. Classificação doutrinária - Crime comum;
O homicídio admite co-autoria e participação. material; de forma livre, instantâneo, de dano,
LEMBRE-SE: Código Penal adotou a teoria restritiva, unissubjetivo e plurissubsistente.
logo:
- Autor: é a pessoa que pratica a conduta descrita Tipos de Homicídio
no tipo, o verbo do tipo (é quem subtrai, quem
O Código Penal, quanto ao elemento subjetivo do
constrange, quem mata).
tipo, ocupa-se de duas formas de homicídio: o doloso e o
- Partícipe: é a pessoa que não comete a conduta culposo, conforme gráfico a seguir:
descrita no tipo, mas de alguma forma contribui
Simples (Caput)
para o crime. Exemplo: aquele que empresta a
arma, incentiva. Privilegiado (§ 1º)
Para que exista co-autoria e participação, é Doloso Qualificado (§ 2º)  Motivos do crime:
necessário que exista liame subjetivo, ou seja, a ciência incisos I e II;
por parte dos envolvidos de que estão colaborando para Circunstanciado (§  Meios e modos de
um fim comum. 4º, 2ª parte, e § 6º) execução do crime:
Autoria colateral: Ocorre quando duas ou mais incisos III e IV;
pessoas querem cometer o mesmo crime e  Conexão: inciso V
agem ao mesmo tempo, sem que uma saiba da
intenção da outra, e o resultado morte decorre Simples (§ 3º)
da conduta de um só agente, que é identificado Circunstanciado (§
Culposo
no caso concreto. O que for identificado 4º, 1ª parte)
responderá por homicídio consumado e o outro Perdão judicial (§
por tentativa. 5º)
Autoria incerta: Ocorre quando, na autoria
colateral, não se consegue identificar o
Vejamos os dispositivos do Código Penal sobre o
causador da morte, respondendo todos por
assunto:
tentativa de homicídio.
Objeto jurídico protegido - a vida humana. Homicídio simples
Conduta (Elemento Objetivo) - de forma livre, (...)
existem inúmeras maneiras de ser praticado. Ex.: com INDUZIMENTO, INSTIGAÇÃO OU AUXÍLIO A SUICÍDIO
arma de fogo, faca, atropelamento, afogamento, asfixia
O induzimento, a instigação e o auxílio a suicídio
etc.
são modalidades de crime de dano contra a vida e não só
Elemento subjetivo - é o dolo consubstanciado na de periclitação (colocar em riso) da vida. Trata-se de
vontade livre e consciente de tirar a vida de alguém crime comissivo que implica ação causal e eficaz e que
(animus necandi ou occidendi). precisa de resultado naturalístico obrigatório.
Dolo eventual pode ocorrer quando se assume o O que diz o CP:
risco de produzir a morte de alguém por brincadeira de
Art. 122 - Induzir ou instigar alguém a suicidar-se
mau gosto (álcool em alguém dormindo) excesso de
ou prestar-lhe auxílio para que o faça:
velocidade, dirigindo embriagado ou mediante “pega” de
veículos em via pública. Pena - reclusão, de dois a seis anos, se o suicídio
se consuma; ou reclusão, de um a três anos, se da
Modo de execução - é livre e pode ser por ação
tentativa de suicídio resulta lesão corporal de natureza
(comissivo) ou por omissão (omissivo: próprio ou
grave.
impróprio quando é exigida a ação do agente para que a
morte seja evitada). Pode se utilizar um mecanismo físico Parágrafo único - A pena é duplicada:
(tiro, facada) ou psíquico como um susto e, o homicídio Aumento de pena
pode ser praticado por autoria direta pelo próprio agente I - se o crime é praticado por motivo egoístico;
ou por interposta pessoa ou objeto (mandante e II - se a vítima é menor ou tem diminuída, por
pistolagem). qualquer causa, a capacidade de resistência.
Consumação - quando a vítima morre.
IMPORTANTE:
MAS, CUIDADO!!
Se não ocorrer consumação do suicídio ou lesão
É perfeitamente possível estar diante de um grave “o crime é atípico” não há punição, pois a lesão
homicídio consumado onde a vítima respira e corporal leve não se pune.
bate o coração, porque para o direito penal o
crime se consuma com a morte encefálica. O direito penal não pune o suicídio por questão de
política criminal. Assim, em regra não se pune a
Tentativa – admite-se. A tentativa que pode ser autolesão.
“branca”, quando ocorre sem lesão na vítima ou
SITUAÇÃO HIPOTÉTICA:
“cruenta”, quando não consumado o homicídio, por
motivo alheio à vontade do agente, todavia, a vítima fica Induzimento ao suicídio.
ferida. Antonio e sua mulher Antonia resolveram, sob
Desistência voluntária – Se o agente que efetua juramento, morrer na mesma ocasião. Antonio, com o
vários disparos contra a vítima e cessa voluntariamente a propósito de livrar-se da esposa, finge que morreu.
execução antes da morte da vítima, estando a arma ainda Antonia, fiel ao juramento assumido, suicida-se. Antonio
carregada, este responde pelas lesões que resultarem,

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 11
responderá induzimento ao suicídio (Asses.Jurid.TJ- b) Sob o ponto de vista objetivo, podemos dizer que a
PI/FCC/2010) injúria racial é um crime mais grave que o crime de
homicídio culposo.
ATENÇÃO!!
c) A injúria, necessariamente, tem que ser proferida na
Se a vítima tinha alguma capacidade de resistir à presença do ofendido.
ideia de suicídio, é crime de auxílio ao suicídio, mas se
não tinha, trata-se de homicídio. d) PLÍNIO chamou ZULU de “preto fedorento”, por conta
de sua cor. ZULU revidou e chamou PLÍNIO de “judeu
muquirana”, considerando sua origem. Nesse caso,
INFANTICÍDIO ZULU poderá ser beneficiado com perdão judicial,
visto que apenas retorquiu a uma injúria.
Art. 123. Matar, sob a influência do estado
puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo após: e) Nenhuma das alternativas anteriores está correta.
Pena - detenção, de dois a seis anos.
02. (Perito Pol.Civil/PB/2009) Um indivíduo, portador do
DICAS DE CONCURSOS:
vírus da AIDS, manteve regularmente relações
O infanticídio é crime material e se consuma com a sexuais com sua namorada, com a intenção de matá-
morte do feto ou do recém-nascido, sendo admissível a la por meio do contágio da doença. A namorada não
tentativa.(Inspetor Pol.Civil/SP/UECE/2003) tinha conhecimento do estado patológico de seu
O pai que dolosamente matar o filho recém- parceiro. Dias após, foi constatado, por meio de
nascido, após instigação da mãe, que está em estado exames médicos e laboratoriais, que houve
puerperal, responderá por homicídio e a mãe, partícipe, efetivamente a transmissão do vírus, apesar de os
por infanticídio.(Prom.Just.MPE-RO/CESPE/2010). efeitos da doença ainda não terem se manifestado,
SITUAÇÕES HIPOTÉTICAS: não impedindo, portanto, o desempenho das
atividades cotidianas da pessoa infectada. Nessa
Grávida de nove meses, Maria se desespera e,
situação hipotética, o indivíduo portador do vírus
visando evitar o nascimento de seu filho, toma um
comprimido contendo um complexo vitamínico, achando, a) não cometeu ilícito penal, uma vez que se trata de
equivocadamente, tratar- se de uma pílula abortiva. Ao crime impossível.
entrar em trabalho de parto, poucos minutos depois, Maria b) cometeu tentativa de homicídio.
dá à luz um bebê saudável. Todavia, Maria, sob a c) cometeu o crime de perigo para a vida ou saúde de
influência do estado puerperal, lança a criança pela janela outrem.
do hospital, causando-lhe o óbito. (OAB/2011) d) cometeu o crime de perigo de contágio venéreo.
=>NOTA: Na 1ª parte da questão há crime
e) cometeu o crime de perigo de contágio de moléstia
impossível (art. 17, CP). Porem, ao dá continuidade à
grave.
conduta deletiva, Maria cabaou por pratica crimes de
infanticídio.
Recém-nascido morto pelo pai. 03. (Juiz Trab.Sub.TRT 1ª R/CESPE/2010) No que
concerne aos crimes contra a honra, assinale a opção
Pedro, aborrecido com sua esposa Luana, que correta.
estava grávida de outro homem, logo após o parto mata o
recém-nascido, sem o consentimento dela, com a a) A calúnia consiste em imputar falsamente a alguém
intenção de evitar sua desonra. Pedro praticou o crime fato definido como crime ou contravenção penal.
de homicídio (art. 121, CP).(OAB/-RJ/2005) b) Segundo o Código Penal, a chamada exceção da
verdade é admitida apenas nas hipóteses de calúnia.
c) Aquele que difama a memória dos mortos responde
ABORTO pelo crime de difamação, previsto no Código Penal.
Aborto é a interrupção da gravidez com a d) O objeto jurídico da injúria é a honra objetiva da vítima,
eliminação do produto da concepção (ovo, embrião ou sendo certo que o delito se consuma ainda que o
feto). Não há necessidade de viabilidade fetal. agente tenha agido com simples animus jocandi.
e) As penas cominadas aos delitos contra a honra
Aborto provocado pela gestante ou com seu aplicam-se em dobro, caso o crime tenha sido
consentimento cometido mediante promessa de recompensa.
Art. 124 - Provocar aborto em si mesma ou
consentir que outrem lho provoque: 04. (Pol.Civil/PB/2009) Maria, estudante de 18 anos de
Pena - detenção, de um a três anos. idade, engravidou de um colega de escola e manteve
Aborto provocado por terceiro toda a gestação em segredo. Após o parto,
abandonou o recém-nascido na portaria de um prédio
Art. 125 - Provocar aborto, sem o consentimento
residencial para ocultar a própria desonra, não
da gestante:
desejando nem assumindo o risco pela morte do seu
(...) filho. Dois transeuntes que passavam pelas
proximidades, ouvindo o choro da criança,
QUESTÕES DE CONCURSOS – CRIMES CONTRA A encaminharam-na ao hospital municipal, onde ele
PESSOA recebeu cuidados médicos e passa bem. Nessa
situação hipotética, Maria
01. Com relação ao crime de injúria é correto afirmar:
a) não cometeu ilícito penal, pois não houve danos à
a) A pessoa jurídica pode ser vítima desse crime, visto integridade física da criança.
que possui reputação. b) cometeu o crime de abandono de incapaz.
c) cometeu o crime de abandono de recém-nascido.
d) cometeu o crime de tentativa de infanticídio.

www.editoradince.com.br
12 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
e) cometeu o crime de tentativa de homicídio.
... Isenção de pena:
Também deve-se atentar que, mesmo que o
12. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) A respeito dos individuo haja praticado o crime, há situações em que ele
crimes contra a pessoa, em conformidade com o não será punido, conforme prevê o art. 181 do Código
previsto no Código Penal (Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 Penal./

de Dezembro de 1940), assinale a alternativa correta. Art. 181. É isento de pena quem comete
A) Se o agente comete o crime impelido por motivo de qualquer dos crimes previstos neste título, em
relevante valor social ou moral, ou sob o domínio de prejuízo:
violenta emoção, logo em seguida à injusta I - do cônjuge, na constância da sociedade
provocação da vítima, o juiz pode reduzir a pena de conjugal (antes de eventual separação judicial; a
um sexto a um terço. doutrina tradicional entende que apenas o
B) Se o homicídio é cometido contra a mulher por razões casamento civil e o religioso com efeitos civis
da condição de sexo feminino é denominado de estão englobados pela escusa, mas há
latrocínio. entendimento de que a união estável-concubinato
tem aplicação);
C) Matar, mesmo que sem a influência do estado
puerperal, o próprio filho, durante o parto ou logo II - de ascendente (ex.: pai, avô,
após, configura crime de Infanticídio, previsto no artigo bisavô) ou descendente (ex.: filho, neto,
123 do Código Penal. bisneto), seja o parentesco legítimo ou
ilegítimo, seja civil ou natural. (Jamais o(a)
D) No homicídio culposo, a pena é aumentada de 1/3 (um
irmão(ã))
terço), se o crime resulta de inobservância de regra
técnica de profissão, arte ou ofício, ou se o agente Natureza da isenção: razões de “política criminal”,
prestar imediato socorro à vítima, procurando diminuir notadamente pela menor repercussão do fato e pelo
as consequências do seu ato, permanecendo no local intuito de preservar as relações familiares.
do crime. Sendo a autoria conhecida, a autoridade policial
estará proibida de instaurar IP.
Gabarito: Exceção da exceção:
Todavia, se o crime é praticado nas formas
previstas nos inciso I, II e II do art. 183, as regras dos
CRIMES CONTRA O PATRIMÔNIO. incisos I e II do art. 181 não se aplicam.
Numa breve definição, considera-se patrimônio de Art. 183. Não se aplica o disposto nos dois
uma pessoa, os bens, o poderio econômico, a artigos anteriores:
universalidade de direitos que tenham expressão I - se o crime é de roubo ou de extorsão, ou,
econômica para a pessoa. em geral, quando haja emprego de grave
São espécies de crimes contra o patrimônio ameaça ou violência à pessoa;
previsto no Código Penal brasileiro: II - ao estranho que participa do crime (terá
I - DO FURTO aplicação a qualificadora do concurso de agentes).
II - DO ROUBO E DA EXTORSÃO III – se o crime é praticado contra pessoa
III- DA USURPAÇÃO com idade igual ou superior a 60 (sessenta)
IV - DO DANO anos.
V - DA APROPRIAÇÃO INDÉBITA Ou seja, se o crime é de roubo ou extorsão, ou
praticado contra pessoa acima de 60 anos, o acusado
VI - DO ESTELIONATO E OUTRAS FRAUDES não está isenta da pena.
VII - DA RECEPTAÇÃO
MUITA ATENÇÃO: CAPÍTULO I
Ação penal DO FURTO
Embora a regra, nos crimes contra o patrimônio, FURTO
seja ação penal pública incondicionada, cuja iniciativa
e do Ministério Público, não precisando de representação, Art. 155 - Subtrair, para si ou para outrem, coisa
o legislação abriu uma exceção prevista no art. 182. alheia móvel:
Vejamos:
/
...
Art. 182. Somente se procede mediante CAPÍTULO VIII
representação, se o crime previsto neste título DISPOSIÇÕES GERAIS
é cometido em prejuízo: Art. 181 - É isento de pena quem comete qualquer
I - do cônjuge desquitado ou judicialmente dos crimes previstos neste título, em prejuízo: (Vide Lei nº
separado (se o fato ocorre após o divórcio, não há 10.741, de 2003)
qualquer imunidade); I - do cônjuge, na constância da sociedade
II - de irmão, legítimo ou ilegítimo; conjugal;
III - de tio ou sobrinho, com quem o agente II - de ascendente ou descendente, seja o
coabita. parentesco legítimo ou ilegítimo, seja civil ou natural.
Portanto, nesses casos, a ação penal é pública SITUAÇÕES HIPOTÉTICAS:
condicionada à representação da vítima (ou CADI).
Escusa absolutória
Trata-se do instituto denominado de “Imunidades
processuais ou relativas”. Jorge (21 anos), um viciado em drogas e com
dívidas contraídas junto a diversos credores, subtraiu,

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 13
sem qualquer violência, da casa de seu pai (50 anos) uma por conta de uma inesperada e forte chuva seguida de
televisão portátil e um aparelho de DVD. Ao deixar a casa inundação, e em razão de estar amarrado, Marcos
na posse desses bens, foi detido por policiais chamados morreu por afogamento. Considere a inundação causa
por seu pai. Conduzido a Delegacia de Polícia onde superveniente relativamente independente.
aguardava o desfecho do caso, admitiu a subtração Diante desse quadro, José será responsabilizado por
demonstrando estar arrependido. Para a hipótese temos
A.latrocínio (CP, art. 157, § 3o).
uma escusa absolutória.
B.roubo impróprio (CP, art. 157, § 1o).
(Juiz-TJ-CE/CESPE/ 2012) Antenor e Braz, ambos
com dezenove anos de idade, planejaram, em comum C.roubo (CP, art. 157) em concurso com homicídio
acordo, furtar bens dos pais de Antenor, quando estes culposo (CP, art. 121, § 3o).
estivessem trabalhando. Na data combinada, os agentes D.roubo próprio (CP, art. 157, caput).
subtraíram joias e dinheiro, no valor total de R$ 5.000,00, E.furto qualificado (CP, art. 155, § 4o, III) em concurso
da residência do casal, local onde reside Antenor. Os pais com homicídio culposo (CP, art. 121, § 3o).
de Antenor contam, cada um, cinquenta e cinco anos de
idade. Independentemente da quantia e da utilidade dos
bens subtraídos, Antenor está isento de pena. 03. (SSP/PI – Agente Penitenciário – NUCEPE/2015)
BENEDITO BAIÃO subtraiu um televisor da residência
do seu vizinho, tendo danificado a porta para ter
Art. 182 - Somente se procede mediante acesso ao objeto. No caso em questão,
representação, se o crime previsto neste título é cometido é CORRETO afirmar que houve:
em prejuízo: A.roubo (art. 157, caput, CP);
I - do cônjuge desquitado ou judicialmente B.furto qualificado (art. 155, § 4º, I, C.P.);
separado;
C.dano (art.163, C.P.);
II - de irmão, legítimo ou ilegítimo;
D.violação de domicílio (art.150, caput);
III - de tio ou sobrinho, com quem o agente
E.furto simples (art. 155, caput, C.P.)
coabita.

As hipóteses previstas neste artigo são
13. (TRT 3ª Anal.Jud./FCC 2009) Quem utiliza uma
denominadas de imunidade penal relativa. Não afasta a
tesoura para fazer girar e abrir, sem danificar, a fechadura
culpabilidade, a mesma ainda está presente. O que se dá
da porta de um veículo que ato contínuo subtrai para si,
é que a ação penal torna-se condicionada a
comete crime de furto
representação
a) qualificado pela fraude.
b) simples.
Art. 183. Não se aplica o disposto nos dois
c) qualificado pela destreza.
artigos anteriores:
d) qualificado pelo rompimento de obstáculo.
I - se o crime é de roubo ou de extorsão, ou, em
geral, quando haja emprego de grave ameaça ou e) qualificado pelo emprego de chave falsa.
violência à pessoa;
II - ao estranho que participa do crime (Art. 30). 14. (TJ-SP Mag./VUNESP 2009) Depois de ter praticado a
III – se o crime é praticado contra pessoa com subtração de certo bem, Fulano obteve ajuda eficaz
idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos. (Incluído de Sicrano para que o produto da subtração fosse
pela Lei nº 10.741, de 2003) escondido em lugar seguro para futura
comercialização a cargo de Fulano. A conduta de
O art. 183 prevê hipóteses de exclusão das imunidades.
Sicrano, nesse caso, em tese, configura
....
a) receptação dolosa.
QUESTÕES DE CONCURSOS– CRIMES CONTRA O
b) favorecimento pessoal.
PATRIMÔNIO
c) coautoria.
01. (TRF 3ª - Técnico Judiciário - Área Segurança e
d) favorecimento real.
Transporte – FCC/2014) Os crimes contra o
patrimônio e os crimes de furto e roubo possuem uma
similaridade na definição, sendo que em ambos há a Gabarito:
subtração de coisa alheia móvel para si ou para
outrem. Contudo, no roubo o crime é cometido
A.mediante destreza. CRIMES CONTRA A ADMINISTRAÇÃO
B.com abuso de confiança ou fraude. PÚBLICA.
C.com emprego de chave falsa. O Capítulo I do Título XI do Código Penal trata dos
D.mediante escalada. crimes funcionais, praticados por determinado grupo de pessoas
no exercício de sua função, associado ou não com pessoa alheia
E.mediante violência ou grave ameaça a pessoa. aos quadros administrativos, impregnando o correto
funcionamento dos órgãos do Estado.
02. Utilizando-se de uma chave falsa, José invadiu um A propósito, a Administração Pública em geral direta,
museu e amarrou o vigilante Marcos na cama em que indireta e empresas privadas prestadoras de serviços públicos,
este cochilava, a fim de efetivar a subtração de obras contratadas ou conveniadas será vítima primária e constante,
de arte que guarneciam o local. Durante a amarração, podendo, secundariamente, figurar no polo passivo eventual
Marcos acorda, tenta impedir José, mas não consegue administrado prejudicado.
se desvencilhar das cordas e assiste, impotente, ao O agente, representante de um poder estatal, tem por
cometimento do crime. Praticada a subtração, José função principal cumprir regularmente seus deveres, confiados
deixou o local, sem desamarrar Marcos. Horas depois,

www.editoradince.com.br
14 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
pelo povo. A traição funcional faz com que todos tenhamos furto ou bem, o subtrai, ou concorre para
interesse na sua punição, até porque, de certa forma, somos (312, § 1º) que seja subtraído, em proveito próprio
afetados por elas. Dentro desse espírito, mesmo quando ou alheio, valendo-se de sua
praticado no estrangeiro, logo, fora do alcance da soberania condição de funcionário.
nacional, o delito funcional será alcançado, obrigatoriamente, ATENÇÃO: Não tem a posse anterior
pela lei penal. da coisa e valeu-se da sua condição.
Não bastasse, a Lei 10.763, de 12 de novembro de 2003, Para o STJ é crime material.
condicionou a progressão de regime prisional nos crimes contra
a Administração Pública à prévia reparação do dano causado, ou Peculato Desviar em proveito próprio ou alheio
desvio dinheiro, valor ou qualquer outro bem
à devolução do produto do ilícito praticado, com os acréscimos
legais. (Art. 312, móvel, público ou particular, de que
caput, 2ª tem a posse em razão do cargo.
Ora, do exposto, entendem haver o legislador responder
parte) ATENÇÃO: Posse anterior e lícita.
com rapidez aos reclamos da sociedade, criado, indiretamente,
uma proibição de progressão. Na verdade a lei em comento não Peculato Apropriar-se de dinheiro ou qualquer
impede a progressão aos crimes funcionais, mas apenas estelionato utilidade que, no exercício do
acrescenta uma nova condição objetiva, de cumprimento (Art. 313) cargo, recebeu por erro de outrem.
obrigatório para que o reeducando conquiste o referido ATENÇÃO: Recebeu por erro de
benefício. outrem.
Crimes Funcionais – Espécies Peculato Concorre culposamente para o crime
Os delitos funcionais são divididos em duas espécies: culposo de outrem
próprios e impróprios. (Art. 312, §§ ATENÇÃO: Violação ao dever objetivo
Nos crimes funcionais próprios, na qualidade de 2º e 3º) de cuidado
funcionário público ao autor, o fato passa a ser tratado como um Peculato Inserir ou facilitar, o funcionário
tipo penal descrito. inserção autorizado, a inserção de dados falsos,
Já nos impróprios desaparecendo a qualidade de servidor dados falsos alterar ou excluir indevidamente dados
público, desaparece também o crime funcional, desclassificando – sistema de corretos nos sistemas informatizados
a conduta para outro delito, de natureza diversa. informação ou bancos de dados da Administração
(Art. 313-A) Pública com o fim de obter vantagem
DISPOSITIVOS DO CP: indevida para si ou para outrem ou
para causar dano
CAPÍTULO I
Peculato Modificar ou alterar, o funcionário,
DOS CRIMES PRATICADOS
modificação sistema de informações ou programa
POR FUNCIONÁRIO PÚBLICO
ou alteração de informática sem autorização ou
CONTRA A ADMINISTRAÇÃO EM GERAL
não solicitação de autoridade competente:
PECULATO autorizada de
Art. 312 - Apropriar-se o funcionário público de sistema de
dinheiro, valor ou qualquer outro bem móvel, público ou informações
particular, de que tem a posse em razão do cargo, ou (Art. 313-B)
desviá-lo, em proveito próprio ou alheio:
ATENÇÃO!
Pena - reclusão, de dois a doze anos, e multa.
§ 1º - Aplica-se a mesma pena, se o funcionário Para a configuração do peculato é indiferente
público, embora não tendo a posse do dinheiro, valor ou tenha, ou não, o acusado tirado vantagem do crime. Basta
bem, o subtrai, ou concorre para que seja subtraído, em o desvio do bem público em proveito próprio ou alheio”.
proveito próprio ou alheio, valendo-se de facilidade que (TJSP – AC – Rel. Humberto da Nova – RT 395/81)”.
lhe proporciona a qualidade de funcionário. DICAS DE CONCURSOS:
Peculato culposo Segundo entendimento do STJ em relação ao
§ 2º - Se o funcionário concorre culposamente crime de peculato, configura bis in idem a aplicação da
para o crime de outrem: circunstância agravante de ter o crime sido praticado com
Pena - detenção, de três meses a um ano. violação de dever inerente a cargo.
(Adv.AGU/CESPE/2009).
§ 3º - No caso do parágrafo anterior, a reparação
do dano, se precede à sentença irrecorrível, extingue a No crime de peculato culposo, a reparação do
punibilidade; se lhe é posterior, reduz de metade a pena dano pelo agente, desde que se dê antes da sentença
imposta. penal irrecorrível, extingue a punibilidade.
Pecus = Gado. Reporta-se à época em que o gado No tipo de peculato (art. 312. caput. do Código
era tido como moeda de troca. Penal), ser o agente "funcionário público" é um elemento
normativo do tipo. (Proc.MTE/2002).
Peculato = Furto de coisa do Estado.
Não pratica crime de peculato, mas mero ilícito
administrativo, o motorista de secretaria municipal que
Espécies de peculato praticados pelo funcionário utiliza uma única vez o veículo - de que tem a posse em
público: razão do cargo - para efetuar o transporte de bens
Peculato Apropriar-se de dinheiro, valor ou particulares fora do horário de expediente.(Anal.Cont.Ext.
apropriação qualquer outro bem móvel, público ou TCE-AC/CESPE/209).
(312, caput, 1ª particular, de que tem a posse em SITUAÇÕES HIPOTÉTICAS:
parte) razão do cargo.
(Tec.Jud.Área Jud.TJ-PE/FCC/2012) Tecius,
ATENÇÃO: Posse anterior e lícita funcionário público municipal, apropriou-se de remédios
Peculato Não tendo a posse do dinheiro, valor doados por um laboratório farmacêutico ao Posto de

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 15
Saúde do qual era médico chefe, e os levou ao seu b) detenção
consultório particular, vendendo-os a seus clientes. c) reclusão
Tecius, além de outras infrações legais, responderá por
d) prisão domiciliar
crime de peculato, porque tinha a posse dos
medicamentos em razão do seu cargo. Comentário
Peculato-furto O crime de abandono de função existe tanto na forma
simples, como em formas qualificadas. As circunstâncias que
(FVG/2010) Maria da Silva, funcionária da
Secretaria de Fazenda Estadual, falsificando a assinatura qualificam o delito estão nos §§ 1º e 2º, do art. 123. Contudo,
do Secretário de Fazenda, forjou um documento de em todas as suas configurações é punido com pena de
liberação de R$ 500.000,00 dos cofres do Estado. A detenção.
seguir, ela transferiu tal quantia para uma conta corrente
do Banco do Brasil, de titularidade de João de Souza, que ...
a sacou e, posteriormente, remunerou Maria com R$
11. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) A respeito dos
250.000,00. Ficou comprovado que Maria da Silva se
crimes contra a administração pública, em
valeu de sua função pública para desviar dinheiro dos
conformidade com o previsto no Código Penal
cofres públicos estaduais.
(Decreto-Lei Nº 2.848, de 7 de Dezembro de 1940),
assinale a alternativa correta
PECULATO MEDIANTE ERRO DE OUTREM A) Configura crime de peculato se o servidor público
Art. 313 - Apropriar-se de dinheiro ou qualquer apropriar-se de dinheiro, valor ou qualquer outro bem
utilidade que, no exercício do cargo, recebeu por erro de móvel, desde que particular, de que tem a posse em
outrem: razão do cargo, ou desviá-lo, em proveito próprio ou
Pena - reclusão, de um a quatro anos, e multa. alheio.
B) Configura mero ilícito administrativo o ato do servidor
Dicas de concursos: consistente em modificar ou alterar sistema de
O particular pode ser sujeito ativo do crime de informações ou programa de informática sem
peculato, se agir em concurso de agentes com servidor autorização ou solicitação de autoridade competente.
público, no caso de o particular estar ciente dessa C) Pratica crime de violência arbitrária quem exigir, para si
condição do comparsa.(Agente de Polícia/PC- ou para outrem, direta ou indiretamente, ainda que
AL/CESPE/2013). fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão
Tecius, funcionário público municipal, apropriou-se dela, vantagem indevida.
de remédios doados por um laboratório farmacêutico ao D) Considera-se servidor público, para os efeitos penais,
Posto de Saúde do qual era médico chefe, e os levou ao quem, embora transitoriamente ou sem remuneração,
seu consultório particular, vendendo-os a seus clientes. exerce cargo, emprego ou função pública.
Tecius, além de outras infrações legais, responderá por
crime de peculato, porque tinha a posse dos
medicamentos em razão do seu cargo. (TecJud.TJ- Gabarito:
PE/FCC/2012)
José, brasileiro, cometeu crime de peculato,
apropriando- se de valores da embaixada brasileira no CÓDIGO DE TRÂNSITO
Japão, onde trabalhava como funcionário público. Em tal
situação, aplica-se a lei brasileira, independentemente da ESQUEMATIZADO
existência de processo no Japão e de entrada do agente Teoria, dicas e questões de provas anteriores.
no território nacional. (Anal.Jud.TRT 8ª R/FCC/2010)
Decio Moura
...
EXERCÍCIOS - DOS CRIMES CONTRA A
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA CONTEUDO PROGRAMÁTICO:
Legislação de Trânsito: Código de Trânsito Brasileiro (Lei
01. Assinale a alternativa que reúne exclusivamente os
n.º 9.503/1997)............................................................ 1
crimes próprios de funcionário público:
Questões de concursos .......................................... 101
a) prevaricação, concussão, corrupção passiva e
usurpação de função pública
b) peculato, excesso de exação, falsificação de CÓDIGO DE TRÂNSITO BRASILEIRO
documento público e corrupção ativa
c) desacato, peculato culposo, corrupção ativa e (Atualizado pela Lei nº 13.614, de 2018 e
prevaricação Resolução nº 656, de 17.01.2017)
d) facilitação de contrabando ou descaminho, advocacia O PRESIDENTE DA REPÚBLICA
administrativa, peculato e tráfico de influência. Faço saber que o Congresso Nacional decreta e
e) prevaricação, abandono de função, concussão e eu sanciono a seguinte Lei:
modificação não autorizada de sistema de CAPÍTULO I
informações. DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
Art. 1º O trânsito de qualquer natureza nas vias
02. Pref.M.RJ-RJ= Enfermeiro/2016) Abandonar cargo terrestres do território nacional, abertas à circulação,
público, fora dos casos permitidos em lei, resultando rege-se por este Código.
em grave prejuízo público, é crime punido com a
O conceito de via abertas à circulação está no § 1º do
seguinte pena, além da multa:
art. 2º.
a) prisão administrativa

www.editoradince.com.br
16 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
§ 1º Considera-se trânsito a utilização das vias Vê Resolução 302/2008 – Que define e regulamenta as
por pessoas, veículos e animais, isolados ou em grupos, áreas de segurança e de estacionamentos específicos de veículos.
conduzidos ou não, para fins de circulação, parada,
estacionamento e operação de carga ou descarga. Parágrafo único. Para os efeitos deste Código, são
consideradas vias terrestres as praias abertas à
TRÂNSITO – É a utilização das vias por pessoas, circulação pública, as vias internas pertencentes aos
veículos e animais, isolados ou em grupos, conduzidos ou não, condomínios constituídos por unidades autônomas e as
para fins de circulação, parada, estacionamento e operação de vias e áreas de estacionamento de estabelecimentos
carga ou descarga. O trânsito de qualquer natureza nas vias privados de uso coletivo. (Redação dada pela Lei nº
terrestres do território nacional, abertas à circulação, é regido 13.146, de 6.7.2015)
pelo Código de Trânsito Brasileiro - Lei nº 9.503/97.
Podemos neste primeiro momento dividir as vias
VIA - superfície por onde transitam veículos, pessoas e terrestres abertas à circulação em vias mantidas pelo poder
animais, compreendendo a pista, a calçada, o acostamento, público e vias mantidas por particulares.
ilha e canteiro central.
CANTEIRO CENTRAL - obstáculo físico construído
como separador de duas pistas de rolamento, eventualmente
substituído por marcas viárias (canteiro fictício).
ILHA - obstáculo físico, colocado na pista de
rolamento, destinado à ordenação dos fluxos de trânsito em
uma interseção.
PARADA - imobilização do veículo com a finalidade e
pelo tempo estritamente necessário para efetuar embarque ou
desembarque de passageiros.
ESTACIONAMENTO - imobilização de veículos por
tempo superior ao necessário para embarque ou desembarque
de passageiros.
OPERAÇÃO DE CARGA E DESCARGA -
imobilização do veículo, pelo tempo estritamente necessário ao
carregamento ou descarregamento de animais ou carga, na
forma disciplinada pelo órgão ou entidade executivo de
trânsito competente com circunscrição sobre a via.
§ 2º O trânsito, em condições seguras, é um direito
de todos e dever dos órgãos e entidades componentes do
Sistema Nacional de Trânsito, a estes cabendo, no âmbito
das respectivas competências, adotar as medidas
destinadas a assegurar esse direito.
De acordo com a sua utilização as vias classificam-se
A Composição e Competência do Sistema Nacional de em Vias Urbanas e Vias Rurais.
Trânsito está prevista nos arts. 7º a 25 do CTB.
Vias Urbanas: São as ruas, avenidas ou caminhos
§ 3º Os órgãos e entidades componentes do abertos à circulação pública, situadas nas áreas urbanas,
Sistema Nacional de Trânsito respondem, no âmbito das caracterizado principalmente por possuírem imóveis edificados.
respectivas competências, objetivamente, por danos
Vias de Trânsito Rápido: São vias caracterizadas por
causados aos cidadãos em virtude de ação, omissão ou
acessos especiais, com trânsito livre, sem interseções em nível,
erro na execução e manutenção de programas, projetos e
sem acessibilidade direta aos lotes lindeiras e sem travessia de
serviços que garantam o exercício do direito do trânsito
pedestres em nível.
seguro.
Via Arterial: Via caracterizada por interseções em nível,
Assim como a Carta Magna expõe no § 6º do Art. 37, geralmente controlada por semáforo, com acessibilidade direta
sobre a responsabilidade objetiva, o CTB reafirma ser aos lotes lindeiras e às vias secundárias e locais, possibilitando o
responsável objetivamente o Estado por danos causados aos trânsito entre as regiões da cidade.
cidadãos, sejam estes resultantes de ação ou omissão. Se um
transeunte sofre um acidente em uma rodovia, por falta de Via Coletora: Via destinada a coletar e distribuir o
sinalização, acostamento ou buracos, ou seja, foi mal trânsito que tenha necessidade de entrar ou sair das vias de
conservada, a responsabilidade do Estado é objetiva, podendo a trânsito rápido ou arteriais, possibilitando o trânsito dentro das
vítima entrar com um pedido de indenização contra o órgão regiões da cidade.
executivo rodoviário responsável pela via, provando o nexo Via Local: Via caracterizada por interseções em nível
causal entre a omissão do Estado na manutenção da via e o não semaforizadas, destinada apenas ao acesso local ou a áreas
dano. restritas.
§ 4º (VETADO) . Vias Rurais: São as estradas e rodovias, situadas fora
das áreas urbanas.
§ 5º Os órgãos e entidades de trânsito
pertencentes ao Sistema Nacional de Trânsito darão ► RODOVIAS - Via Rural Pavimentada.
prioridade em suas ações à defesa da vida, nela ESTRADAS - Via Rural não Pavimentada.
incluída a preservação da saúde e do meio-ambiente. A velocidade máxima permitida para a via será indicada
Art. 2º São vias terrestres urbanas e rurais as por meio de sinalização, obedecidas suas características técnicas
ruas, as avenidas, os logradouros, os caminhos, as e as condições de trânsito.
passagens, as estradas e as rodovias, que terão seu uso Onde não existir sinalização regulamentadora, a
regulamentado pelo órgão ou entidade com circunscrição velocidade máxima será de:
sobre elas, de acordo com as peculiaridades locais e as • Nas Vias Urbanas:-
circunstâncias especiais.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 17
Vias de Trânsito Rápido 80 km/hora. Vias Arteriais 60 *Fiscalização de trânsito, conforme o conceito trazido
km/hora. Vias Coletoras 40 km/hora. Vias Locais 30 km/hora. pelo Anexo I do Código de Trânsito Brasileiro, é o "ato de
• Nas Rodovias:- controlar o cumprimento das normas estabelecidas na legislação
de trânsito, por meio do poder de polícia administrativa de
110 km/hora para automóveis, camionetas e
trânsito, no âmbito de circunscrição dos órgãos e entidades
motocicletas.
executivos de trânsito e de acordo com as competências
90 km/hora para ônibus e microônibus. 80 km/hora para definidas neste Código".
os demais veículos. A fiscalização é exercida, em especial, pelos órgãos
• Nas Estradas: 60 km/hora executivos de trânsito e rodoviários, integrantes do Sistema
A velocidade mínima não poderá ser inferior à metade Nacional de Trânsito, os quais agem por intermédio dos seus
da velocidade máxima estabelecida a todos os tipos de via, agentes de trânsito, devidamente credenciados para tal mister.
porém o condutor deverá observar constantemente as condições Esquema das finalidades do Sistema Nacional de Trânsito -
físicas da via, do veículo, da carga, as condições meteorológicas, SNT
a intensidade do trânsito, não obstruindo a marcha normal dos
demais veículos em circulação.
Vê arts. 60 e 61 do CTB.
Art. 3º As disposições deste Código são
aplicáveis a qualquer veículo, bem como aos
proprietários, condutores dos veículos nacionais ou
estrangeiros e às pessoas nele expressamente
mencionadas.
NOTA:
CTB: Art. 257. As penalidades serão impostas ao
condutor, ao proprietário do veículo, ao embarcador e ao Art. 6º São OBJETIVOS BÁSICOS do Sistema
transportador, salvo os casos de descumprimento de obrigações Nacional de Trânsito:
e deveres impostos a pessoas físicas ou jurídicas expressamente ....
mencionados neste Código. QUESTÕES DE CONCURSOS
Resolução 21/98 - Dispõe sobre o controle, guarda e
01. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) É penalidade
fiscalização dos formulários destinados à documentação de
prevista no Código de Trânsito Brasileiro:
condutores e de veículos.
A) admoestação verbal.
Art. 4º Os conceitos e definições estabelecidos
para os efeitos deste Código são os constantes do Anexo B) anotação por escrito na Carteira Nacional de
I. Habilitação.
CAPÍTULO II C) cassação da Carteira Nacional de Habilitação.
DO SISTEMA NACIONAL DE TRÂNSITO D) apreensão do veículo.
Compete ao Ministério das Cidades a coordenação
máxima do Sistema Nacional de Trânsito. Art. 1º, do Decreto 02. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) Sobre o auto de
4.711/2003. infração, assinale a alternativa correta.
Seção I A) No auto de infração deverá constar o prontuário do
Disposições Gerais condutor, sempre que possível. B) No auto de infração
deverá constar a assinatura das testemunhas da
Art. 5º O Sistema Nacional de Trânsito é o
infração.
conjunto de órgãos e entidades da União, dos Estados,
do Distrito Federal e dos Municípios que tem por C) No auto de infração deverá constar o depoimento do
finalidade o exercício das atividades de planejamento, condutor, com a devida narração dos fatos.
administração, normatização, pesquisa, registro e D) No auto de infração deverá constar o carimbo da
licenciamento de veículos, formação, habilitação e autoridade ou agente autuador.
reciclagem de condutores, educação, engenharia,
operação do sistema viário, policiamento, fiscalização*, 03. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) A respeito das
julgamento de infrações e de recursos e aplicação de
infrações de trânsito contidas no CTB, assinale a
penalidades.
alternativa correta.
Conceituamos órgão como sendo parte ou estrutura de A) Confiar ou entregar a direção de veículo a pessoa que,
um organismo, ou seja, parte integrante do Sistema Nacional de mesmo habilitada, não estiver em condição, por seu
Trânsito, e entidade. estado psíquico, de dirigi-lo com segurança é
O Sistema é subdividido de acordo com a função do considerado infração grave.
órgão, além da sua circunscrição. Assim, as circunscrições são B) Transportar crianças em veículo automotor sem
Federal, Estadual, do Distrito Federal e Municipal, e as funções observância das normas de segurança especiais
denominadas normativas, consultivas e executivas. estabelecidas no CTB é considerada infração
Normativos são àqueles com função primordial de editar gravíssima com penalidade de multa.
normas, regulamentar assuntos específicos e necessários, os C) Atirar do veículo ou abandonar na via objetos ou
consultivos que tem por finalidade primária emitir pareceres, substâncias é considerado infração grave, com
informar, padronizar procedimentos, e os executivos, os capazes penalidade de multa.
de executar o trânsito, ou seja, gerir e fiscalizar, através de seus
D) Ter seu veículo imobilizado na via por falta de
Agentes.
combustível é considerado infração leve e a medida
Além da função e circunscrição, compõe o Sistema, as administrativa cabível é a remoção do veículo.
Juntas Administrativas de Recursos de Infrações.

www.editoradince.com.br
18 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
04. O condutor de veículo só poderá fazer uso de buzina, Dos Direitos e Deveres Individuais e Coletivos - Art. 5° e
desde que em toque breve, na seguinte situação: Art. 6°. ......................................................................... 1
A) Dentro das áreas urbanas, quando for conveniente Questões de concursos ............................................... 10
advertir a um condutor que se tem o propósito de Da Segurança Pública - Art. 144. .................................. 12
ultrapassá-lo.
Questões de concursos ............................................... 13
B) Para indicar aos pedestres que o semáforo mudou da
coloração vermelha para verde, alertando-os da
necessidade de atravessar a faixa de pedestres de DOS DIREITOS E GARANTIAS
maneira mais rápida e assim continuar seu trajeto. FUNDAMENTAIS – ARTS. 5º A 17.
C) Para fazer as advertências necessárias, a fim de evitar
acidentes. Direitos Fundamentais: “conjunto de normas,
princípios declarados que visam a garantir uma vivência
D) Para alertar outros condutores que estacionará em pacifica, digna, justa e humana; sendo INTRÍSECO à
local indevido em razão de urgência de qualquer soberania, sem distinção de credo, cor, raça que residem
natureza. ou vivem temporariamente em determinada nação,
nacional ou não”.
05. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) Não existindo Garantias fundamentais: são meios
sinalização regulamentadora da velocidade máxima, assecuratórios para que tais Direitos sejam alcançados.
assinale a alternativa que contém a resposta correta Costuma-se dize na Doutrina que quanto mais Direitos e
sobre a velocidade máxima permitida. Garantias tem determinado ordenamento jurídico, mais
A) Nas vias urbanas: 40km/h nas vias locais. limitada é a atuação estatal.
B) Nas vias urbanas: 40km/h nas vias arteriais. Numa orbita internacional, os Direitos e Garantias
C) Nas vias rurais: 80 km/h para automóveis, camionetas são chamados de Direitos humanos, mas nem sempre
e motocicletas, nas rodovias de pista simples. ´ algum Direito fundamental é utilizado em qualquer
ordenamento jurídico, baste ver que em determinados
D) Nas vias rurais: 100 km/h para automóveis, camionetas
países a liberdade religiosa ou de consciência, a
e motocicletas, nas rodovias de pista simples.
igualdade e a liberdade são mitigadas, diferentemente do
que preceitua nossa CF.
....
20. (Agente de Fiscalização de Trânsito/ Pref. Os direitos fundamentais dividem-se em:
Alhandra/PB/2016) De acordo com o art. 218 do
- Individuais
Código de Trânsito Brasileiro, transitar em velocidade
superior à máxima permitida para o local, medida por - coletivos
instrumento ou equipamento hábil, em rodovias, vias - nacionalidade
de trânsito rápido, vias arteriais e demais vias. - direitos e partidos políticos
Quando a velocidade for superior à máxima em até Obs.1: direitos fundamentais não são absolutos.
20% (vinte por cento) o condutor será punido com:
Obs.2: direitos fundamentais não são
A. Infração - grave, penalidade de Habilitação. renunciáveis, podendo seu titular apenas deixar de
B. Infração - média, penalidade exercê-lo, mas não renunciar.
C. Infração - gravíssima
D. Infração - leve, penalidade Geração dos direitos fundamentais:
E. Infração - gravíssima, penalidade Carteira de 1ª geração: Busca as liberdades individuais, os
Habilitação. direitos políticos, marca o fim do Estado Autoritário e inicia
o Estado de Direito.
Gabarito: 2ª geração: Busca os Direitos Sociais, busca do
bem comum
3ª geração: Fraternidade entre as pessoas, a paz.
DIREITO CONSTITUCIONAL 4ª geração: Própria dimensão do ser humano,
preocupa com a natureza humana.
Teoria, comentários, dicas, esquemas e
questões de concursos.
Aplicação dos DF
Conforme EC 99, de 14.12.2017
Os Direitos e Garantias Fundamentais têm
aplicação imediata.

Eficácia dos direitos DF


Eficácia Horizontal: eficácia entre pessoas
particulares
Prof. Valdeci Cunha Eficácia Vertical: Eficácia entra pessoa particular
e-mail: profvaldecicunha@hotmail.com e o Estado.
facebook: Valdeci Cunha
2018 Destinatários dos direitos individuais
Pelo fato da nossa Constituição Federal ser uma
Constituição Democrática, os Direitos Individuais nela
CONTEÚDO PROGRAMÁTICO expressos são destinados a todos os brasileiros e
estrangeiros residentes no país.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 19
somente poderão criar novas obrigações e reconhecer novos
Característica dos DF: art. 5º direitos se forem segundo os ditames da Lei.
Direitos Fundamentais a gente logo lembra de Por meio deste princípio o cidadão poderá repelir as
Direitos Humanos. injunções que lhe sejam impostas por outra via que não seja a
lei, conforme as regras do Processo Legislativo Constitucional.
Dessa forma, para gravar a característica é só
lembrar: III - ninguém será submetido a tortura nem a
H = 1,2,3 I RUA (H é igual a um, dois, três I RUA) tratamento desumano ou degradante;
Para as mulheres fica fácil elaborar um macete Da mesma forma o inciso XLIII do artigo 5º prevê: "a
feminista: lei considerará crimes inafiançáveis e insuscetíveis de graça ou
Direito fundamental do Homem (H) é 1,2,3 I RUA anistia a prática de tortura, o tráfico ilícito de entorpecentes e
!!! drogas afins, o terrorismo e os definidos como crime hediondo."
H – istoricidade. Pelo fato do referido dispositivo ser considerado como
norma de eficácia limitada, foi necessário a edição da Lei nº
I – nalienabilidade.
9455 de 07 de abril de 1997. Ao qual dispõe em seu artigo
I – mprescritibilidade. 1º: "constranger alguém com emprego de violência ou grave
I – rrenunciabilidade. ameaça, causando-lhe sofrimento físico ou mental."
R – elatividade. Ou seja, fica claro que a tortura não se limita apenas ao
U – niversalidade sofrimento físico como também significa qualquer pressão
A – plicabilidade imediata psicológica sobre o indivíduo a fim de que o mesmo confesse
algo que em condições "normais" este não faria.
É importante ressaltar que o nosso ordenamento jurídico
TÍTULO II proíbe qualquer forma de tortura, e respondem os mandantes, os
DOS DIREITOS E GARANTIAS FUNDAMENTAIS executores e aqueles que na condição de evitá-la permaneceram
CAPÍTULO I "omissos" à situação.
DOS DIREITOS E DEVERES INDIVIDUAIS E IV - é livre a manifestação do pensamento, sendo
COLETIVOS vedado o anonimato;
Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem Ao consagrar a livre expressão de pensamentos ficou
distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos também estabelecido na Constituição Federal que fosse proibido
brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a o anonimato, toda divulgação anônima será proibida no entanto,
inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à será permitida a utilização de pseudônimo.
igualdade, à segurança e à propriedade, nos termos Além do anonimato, fica vedado que ocorra abusos,
seguintes: pois, caso ocorra, ficarão os responsáveis sujeitos à apreciação
O Direito à Vida é considerado o mais fundamental de pelo poder judiciário.
todos os direitos, resumindo: é o primeiro entre todos, considera V - é assegurado o direito de resposta,
como um pré-requisito para a existência dos demais como: proporcional ao agravo, além da indenização por dano
dignidade da pessoa humana, igualdade, propriedade..., sem a
material, moral ou à imagem;
vida como haveria outros direitos? O direito á vida deve ser
considerado como o primeiro princípio da moral médica, é Quando o indivíduo sofre dano relacionado á imagem,
através da proteção deste direito que o nosso ordenamento sua moral ou prejuízos materiais, a Constituição Federal prevê
jurídico pune o aborto, a eutanásia, pena de morte, induzimento em seu artigo 5º, V o direito á devida indenização.
e instigação ao suicídio. Tal indenização poderá ser cumulada, ou seja, poderão
Ao lado do direito á vida temos também o direito á ser cumulados os danos materiais junto com os materiais ou,
integridade física da pessoa ao qual proíbe a disposição do materiais junto com os estéticos. Desde que sejam devidamente
próprio corpo, a venda e comercialização de órgãos, porém, o comprovados.
nosso ordenamento permite a doação de sangue, a doação de Os danos morais afetam não somente a pessoa física
órgão em vida quando possível e a doação de órgãos post como também a jurídica ou a coletividade. O direito de resposta
mortem. neste caso abrange também a imprensa sendo ela falada ou
A Constituição Federal busca proteger a vida desde escrita, diária ou periódica e o objetivo do direito de resposta é
antes o nascimento até a morte. defender o indivíduo vítima do ataque.
Em razão do princípio da isonomia, não é permitido ao
Legislador criar leis que discriminem raças, sexo, crenças
religiosas ou convicções políticas.
I - homens e mulheres são iguais em direitos e
obrigações, nos termos desta Constituição;
A constituição proíbe que a idade seja utilizada como
critério para admissão em emprego sendo este público ou
particular. Porém, há ressalvas para casos em que as atribuições
do cargo exigem limites de idade como, por exemplo, em editais
para carreiras militares como do Corpo de Bombeiros, Polícia
Militar e Civil e Forças Armadas.
II - ninguém será obrigado a fazer ou deixar de
fazer alguma coisa senão em virtude de lei;
Princípio da Legalidade: Este princípio evita a
existência de desmandos do executivo e do judiciário aos quais

www.editoradince.com.br
20 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
previamente verificadas, pois, caso estas sejam verificadas e
proibidas após a sua divulgação, será tal comportamento
caracterizado como censura, possibilitando aos lesados o
ressarcimento pelos abusos cometidos, sendo estes de cunho
material, moral ou à imagem.
X - são invioláveis a intimidade, a vida privada, a
honra e a imagem das pessoas, assegurado o direito a
indenização pelo dano material ou moral decorrente de
sua violação;
Trata-se de uma proteção constitucional às pessoas
físicas e às pessoas jurídicas, incluindo - se a necessária
proteção à própria imagem em face dos meios de comunicação
em massa sendo estes: televisão, rádio, jornais, revistas etc.
Qualquer ofensa a estes direitos, terá o destinatário o
direito á indenização cabível.

VI - é inviolável a liberdade de consciência e de


crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos
religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos
locais de culto e a suas liturgias;
A Constituição Federal assegurou o respeito à liberdade
de crença, dizer que o Brasil é um país laico não significa que
dentro dele deve apenas permanecer ideias relacionadas ao
ateísmo e sim que o Brasil é um país ao qual todos são livres
para manifestar sua crença religiosa, devendo ser protegida a
liberdade de culto e suas liturgias.
VII - é assegurada, nos termos da lei, a prestação
de assistência religiosa nas entidades civis e militares de XI - a casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém
internação coletiva; nela podendo penetrar sem consentimento do
MORADOR, SALVO em caso de flagrante delito ou
Segundo a Lei 9.982/2000, artigo 1º, a assistência desastre, ou para prestar socorro, ou, DURANTE O DIA,
religiosa constitucionalmente prevista, compreende o seguinte: por determinação judicial;
“Aos religiosos de todas as confissões assegura-se o acesso aos
hospitais da rede pública ou privada, bem como aos Para efeito de proteção constitucional são invioláveis
estabelecimentos prisionais civis e militares, para dar tanto a moradia quanto o local de trabalho, desde que estes não
atendimento religioso aos internados, desde que em comum estejam abertos a qualquer um do povo. Vejamos o que diz o
acordo com estes, ou com familiares em caso de doentes que inciso XI do artigo 5º:
não mais estejam no gozo de suas faculdades mentais.” "A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela
Diz, ainda, em seu artigo 2º que “Os religiosos podendo penetrar sem o consentimento do morador, salvo em
chamados a prestar assistência nas entidades definidas no art. caso de flagrante delito ou desastre ou para prestar socorro, ou,
1º deverão, em suas atividades, acatar as determinações legais durante o dia, por determinação judicial."
e normas internas de cada instituição hospitalar ou penal, a fim Logo a violação de domicílio somente é permitida nas
de não por em risco as condições dos pacientes ou a segurança seguintes hipóteses. Vejamos:
do ambiente hospitalar ou prisional.” 1 - DURANTE O DIA
VIII - ninguém será privado de direitos por motivo a) Flagrante delito ou desastre para prestar socorro.
de crença religiosa ou de convicção filosófica ou política, b) Determinação Judicial.
salvo se as invocar para eximir-se de obrigação legal a
2 - DURANTE Á NOITE:
todos imposta e recusar-se a cumprir prestação
alternativa, fixada em lei; a) Flagrante delito
b) Desastre
Da mesma forma o artigo 15, IV dispõe que: " a recusa
de cumprir obrigação a todos imposta ou prestação alternativa c) Para prestar socorro.
acarretará a perda dos direitos políticos." De acordo com entendimento do STF, o conceito "casa"
Deve a lei não apenas indicar a prestação alternativa em se tratando de caráter de proteção constitucional abrange
como também quais direitos serão perdidos em caso de também qualquer aposento ocupado de habitação coletiva
invocação de escusa de consciência, o direito à escusa de inclusive quarto de hotel ou pensão ocupado por hóspede.
consciência não está adstrito somente ao serviço militar como
também à outras obrigações.
IX - é livre a expressão da atividade intelectual,
artística, científica e de comunicação,
independentemente de censura ou licença;
A liberdade de expressão no que diz respeito à atividade
intelectual, artística, científica ou de comunicação deverão ser

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 21
5. TRABALHA – trabalho
6. ALÍ – alimentação
7. ASSIS – assistência aos desamparados
8. PRO – proteção à maternidade e à
infância
9. SEG – segurança
10. PRESO – previdência social
11. PROMAI - proteção à maternidade e à
infância,
MNEMÒNICA:
COMO FOI COBRADO NA PROVA: DILMA SEM PT: Desamparados - Infância - Lazer
(FGV/TJ/PI/2015) Pedro, pessoa sem qualquer - Moradia - Alimentação - Segurança e saúde Educação -
formação jurídica, desejava ingressar na casa de Antônio sem a Maternidade - Previdência social e Trabalho.
prévia permissão deste último. À luz da sistemática
constitucional, é correto afirmar que esse ingresso: Características
a) poderia ocorrer, em qualquer horário, para fins de  Direitos de 2ª geração
socorro;
 Normas de eficácia limitada;
b) somente seria possível na hipótese de flagrante
 Normas de aplicabilidade mediata;
delito;
 Impõem ao Estado uma Obrigação de fazer;
c) somente poderia ocorrer na hipótese de desastre;
d) poderia ocorrer, por ordem judicial, em qualquer
horário; Princípios que norteiam sua concretização e efetivação
e) somente poderia ocorrer, de dia, na hipótese de  Reserva do possível;
flagrante.  Mínimo existencial => O mínimo existencial não
A casa é asilo inviolável do indivíduo, ninguém nela se refere à mera garantia da vida ou
podendo penetrar sem consentimento do morador, salvo em sobrevivência, mas de uma vida digna,
caso de flagrante delito ou desastre, ou para prestar socorro, consubstanciada na dignidade da pessoa
ou, durante o dia, por determinação judicial (CF, art. 5º, XI). humana, atingindo não só a sua dimensão
social, mas também econômica e cultural.
Assim, como regra, é inviolável o domicílio, mas a
própria CF admite EXCEÇÕES:  Vedação do retrocesso;
1 – Flagrante delito ou desastre;
2 – Prestação de socorro; QUESTÕES DE CONCURSOS - DIREITOS SOCIAIS
3 – Durante o dia, por determinação judicial. 01. (Brigada Militar/RS/AOCP/2009) Assinale a
Assim, NÃO ESQUEÇA: alternativa correta. A dignidade da pessoa humana foi
sacramentada na Constituição Federal Brasileira como
a) por determinação judicial, só será possível penetrar
na residência sem o consentimento do morador durante o dia; a) objetivo da República Federativa do Brasil.
b) no caso de flagrante delito ou desastre ou para prestar b) mecanismo de integração social e cultural.
socorro não é necessário que a ação ocorra durante o dia. c) garantia de promoção humana.
LETRA (A) – Correto, pois em caso de socorro a d) fundamento do Estado Democrático de Direito.
entrada pode se dar em qualquer horário. e) mecanismo de erradicação da pobreza e
LETRAS (B e C) - A Constituição também autoriza a marginalização social.
entrada em casos de desastre ou para prestar socorro.
LETRA (D) - Por determinação judicial, só durante o 02. (Advogado/CISAMUSEP/AOCP/2016) De acordo
dia. com o que dispõe a Constituição Federal, acerca
LETRA (E) - No caso de flagrante delito ou desastre ou dos direitos e garantias fundamentais, assinale a
para prestar socorro não é necessário que a ação ocorra durante alternativa correta.
o dia. (A) É plena a liberdade de associação para fins
Gabarito: “a” lícitos, inclusive a de caráter paramilitar.
(...) (B) A criação de associações e, na forma da lei, a de
CAPÍTULO II cooperativas dependem de autorização e a
DOS DIREITOS SOCIAIS interferência estatal em seu funcionamento se dá
por meio da exigência de licença especial.
Art. 6º São direitos sociais a educação, a saúde, a (C) As associações só poderão ser compulsoriamente
alimentação, o trabalho, a moradia, o transporte, o dissolvidas ou ter suas atividades suspensas por
lazer, a segurança, a previdência social, a proteção à decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o
maternidade e à infância, a assistência aos trânsito em julgado.
desamparados, na forma desta Constituição. (Redação
dada pela Emenda Constitucional nº 90, de 2015) (D) Ninguém poderá ser compelido a associar-se,
todavia, uma vez associado, a permanência é
1. EDU – educação obrigatória, salvo disposição legal em contrário.
2. MORA – Moradia (E) Às entidades associativas não pode ser conferida
3. LÁ – lazer legitimidade para representar seus filiados
4. SAÚ – saúde judicialmente, sendo que, ainda que haja autorização
expressa, a legitimidade alcançará apenas a

www.editoradince.com.br
22 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
representação extrajudicial.

03. (Advogado/ EBSERH/HDT-UFT/2015) Quanto aos


Direitos e Garantias Fundamentais, assinale a
alternativa correta.
(A) Apesar do artigo 5º da Constituição Federal prever
que todos são iguais perante à lei, deve ser dado
tratamento preferencial às mulheres.
(B) É livre a manifestação do pensamento, sendo
vedado o anonimato, exceto para evitar
perseguições contra o manifestante.
(C) Ninguém será privado de direitos por motivo de
crença religiosa ou de convicção filosófica ou
política, sem exceção.
(D) As associações só poderão ser compulsoriamente
dissolvidas, ou ter suas atividades suspensas por
decisão judicial, exigindo-se, no primeiro caso, o
trânsito em julgado.
§ 1º A polícia federal, instituída por lei como órgão
(E) A sucessão de bens de estrangeiro situados no País
será sempre regulada pela lei brasileira, desde que permanente, organizado e mantido pela União e
seu cônjuge ou filhos sejam brasileiros. estruturado em carreira, DESTINA-SE a:
... I - apurar infrações penais contra a ordem política
e social ou em detrimento de bens, serviços e
interesses da União ou de suas entidades autárquicas e
07. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) Assinale a empresas públicas, assim como outras infrações cuja
alternativa que está em conformidade com os Direitos prática tenha repercussão interestadual ou internacional e
e Garantias Fundamentais previstos na Constituição exija repressão uniforme, segundo se dispuser em lei;
Federal de 1988. II - prevenir e reprimir o tráfico ilícito de
A) É possível a condenação à pena de privação de entorpecentes e drogas afins, o contrabando e o
liberdade de caráter perpétuo nos casos previstos em descaminho, sem prejuízo da ação fazendária e de
lei. outros órgãos públicos nas respectivas áreas de
B) É assegurado aos presos apenas o respeito à competência;
integridade moral. III - exercer as funções de polícia marítima,
C) Aos litigantes, desde que em sede de processo judicial, aeroportuária e de fronteiras; (Redação dada pela Emenda
e aos acusados em geral são assegurados o Constitucional nº 19, de 1998)
contraditório e a ampla defesa, com os meios e IV - exercer, com exclusividade, as funções de
recursos a ela inerentes. polícia judiciária da União.
D) Ninguém será privado da liberdade ou de seus bens, ...
sem o devido processo legal.
QUESTÕES DE CONCURSOS
Gabarito: 01. (Agente Legislativo/Polícia Legislativa/Câm.Rio
Branco/AC/AOCP/2016) Em relação à Segurança
Pública, conforme previsto na Constituição Federal de
SEGURANÇA PÚBLICA – ART. 144 DA CF 1988, assinale a alternativa correta.
(A) A segurança pública, dever do Estado, direito e
Art. 144. A segurança pública, dever do Estado, responsabilidade de todos, é exercida para a
direito e responsabilidade de todos, é exercida para a preservação da ordem pública e da incolumidade das
preservação da ordem pública e da incolumidade das pessoas e do patrimônio.
pessoas e do patrimônio, através dos seguintes
(B) A segurança pública, dever do Povo Brasileiro, de
ÓRGÃOS:
direito e responsabilidade, é exercida para a
I - polícia federal; preservação da ordem pública.
II - polícia rodoviária federal; (C) A segurança pública, dever do Município, direito e
III - polícia ferroviária federal; responsabilidade de todos, é exercida para a
preservação da ordem pública e da incolumidade das
IV - polícias civis; pessoas e do patrimônio.
V - polícias militares e corpos de bombeiros (D) A segurança pública, dever do Prefeito Municipal,
militares. direito e responsabilidade de todos, é exercida para a
preservação da ordem pública.
(E) A segurança pública, dever do povo para o povo,
responsabilidade de todos, é exercida para a
preservação da ordem pública e da incolumidade das
pessoas e do patrimônio.

02. (Agente Legislativo - Polícia Legislativa/Câm.Rio


Branco/AC/AOCP/2016) Quais são as Instituições que
formam o Sistema de Segurança Pública no Brasil?

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 23
(A) Polícia Rodoviária Federal, Polícia Ferroviária Federal, UNIP – Universidade Paulista. Leciona também nos principais
Polícias Civis e Polícias Militares e Corpo de cursos preparatórios para concursos de Fortaleza(CE) e
Bombeiros Militares. Natal(RN).

(B) Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia santos.janilson@uol.com.br


Ferroviária Federal, Polícias Civis.
(C) Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia CONTEUDO PROGRAMÁTICO
Ferroviária Federal, Polícias Civis e Polícias Militares O que é liderança, quais os estilos de liderança, quais
e Corpo de Bombeiros Militares. as principais teorias sobre liderança, quais as
(D) Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícias diferenças entre chefe e líder ...................................... 1
Civis e Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Liderança Situacional. ..................................................... 4
Militares.
Questões de concursos ........................................... 4
(E) Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia
Ferroviária Federal e Polícias Militares e Corpo de Trabalho em Equipe: Conceito, características
Bombeiros Militares. essenciais, diferença entre grupo e equipe. ............... 6
Questões de concursos ......................................... 12
03. (UECE/2011-Adaptada) Conforme dispõe o artigo 144
da Constituição Federal, a Segurança Pública, dever LIDERANÇA
do Estado, direito e responsabilidade de todos, é
exercida para a preservação da ordem pública e da 1. Introdução
incolumidade das pessoas e do patrimônio. Para dirigir os subordinados, a Administrador - em
Com relação às ações inerentes à Segurança Pública, qualquer nível que esteja situado - deve dar ordens ou
considere os itens a seguir: instruções, comunicar, motivar, liderar e coordenar. Por
isso, falaremos de ordens ou instruções, de comunicação,
I. Prevenção do tráfico ilícito de entorpecentes;
de motivação, de liderança e de coordenação, que são
II. Exercício das funções de polícia marítima; os principais meios de Direção.
III. Exercício das funções de polícia aeroportuária; O talento do bom Administrador reside em saber
IV. Exercício das funções de polícia judiciária da União. utilizar todos esses meios de Direção.
Está correto o contido em
A) I, II e IV apenas.
B) III e IV apenas.
C) I, II e III apenas.
D) I, II, III e IV.

...

06. (Guarda Municipal de Eusébio/2018) Assinale a


alternativa que reflete as finalidades de constituição
das guardas municipais pelo ente Municipal.
A) Os Municípios poderão constituir guardas municipais
destinadas a exercer policiamento ostensivo,
conforme dispuser a lei. 3. CONCEITO DE LIDERANÇA
B) Os Municípios poderão constituir guardas municipais Liderança não é sinônimo de administração. O
destinadas à proteção de seus bens, serviços e administrador é responsável pelos recursos
instalações, conforme dispuser a lei. organizacionais e por funções como planejar, organizar,
C) Os Municípios poderão constituir guardas municipais dirigir e controlar a ação organizacional para alcançar
destinadas a executar atividades de defesa civil e de objetivos. A rigor, um administrador deveria também ser
ordenação do trânsito, conforme dispuser a lei. um lider, para lidar adequadamente com as pessoas que
D) Os Municípios poderão constituir guardas municipais trabalham com ele.
destinadas à proteção de seus bens, serviços e A liderança é, de uma certa forma, um tipo de
atendimento sanitário, conforme dispuser a lei. poder pessoal. Por meio da liderança uma pessoa
influencia outras em função dos relacionamentos
Gabarito: existentes.
Conforme leciona Tannenbaum, Liderança é a
influência interpessoal exercida numa situação e dirigida
LIDERANÇA E TRABALHO EM através do processo da comunicação humana à
consecução de um ou de diversos objetivos específicos.
EQUIPE José Carlos Faria conceitua o líder como uma
Teoria, dicas e questões de concursos por pessoa capaz de unir outras através de esforços
assunto. combinados para atingir determinado objetivo.
Liderar é, pois, a capacidade de dirigir, coordenar
Prof. Janilson Santos
e motivar indivíduos ou grupos para alcançar
Administrador graduado pela UECE - Universidade Estadual do determinados fins.
Ceará; é Pós-Graduado em Planejamento Educacional pela
UNIVERSO – Universidade Salgado Oliveira; é Professor de
Administração da Devry-FANOR - Faculdades do Nordeste e da 4. DIFERENÇAS ENTRE CHEFE E LÍDER

www.editoradince.com.br
24 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
Chefe e Líder, segundo o dicionário Aurélio. 02. (TRE/PE) Em relação à liderança, julgue os itens que
Chefe: se seguem.
 1 - Peça honrosa no terço superior do escudo; 1) Os fatores que podem ser utilizados para dimensionar
o poder de indivíduos ou grupos na organização
 2 - Funcionário ou empregado que dirige um
incluem capacidade de lidar com a incerteza,
serviço;
substitutibilidade, centralidade organizacional e
 3 - Diretor; interdependência do papel e da tarefa.
 4 - Cabeça, principal; 2) Quanto melhores as relações líder-membro e quanto
 5 - Cabecilha. mais fraco o poder de posição, maior controle ou
 6 - Cozinheiro principal que dirige um influência o líder tem.
restaurante, geralmente conhecido pela boa cozinha; 3) De acordo com as teorias contingenciais, não existe um
 7 - Soldado que, em cada fila, está no lugar da modo ideal de se liderar em todas as situações, ou
frente. seja, o melhor estilo de se liderar depende da situação
Líder: encontrada.
 1 - Que ou o que lidera determinado setor de
4) O líder transacional difere do líder transformacional por
atividade ou uma competição; fornecer, entre outras coisas, visão e sentido de
missão, além de expressar propósitos importantes e
 2 - Pessoa que exerce influência sobre o dar atenção pessoal aos empregados.
comportamento, pensamento ou opinião dos outros;
5) O estilo de liderança autocrático é caracterizado pela
 3 - Pessoa ou entidade que lidera ou dirige; tomada de decisões pelo grupo, com participação
 4 - Chefe de um partido ou movimento político. A mínima do líder e liberdade aos indivíduos.
palavra líder é de origem inglesa, e deriva do verbo “lead”, ...
que significa 'ir à frente', 'conduzir'.
06. (AFT) A liderança é uma característica desejada em
Chefe, segundo a etimologia, é 'aquele que está à todos os níveis gerenciais de uma organização, sendo
frente de qualquer coisa'. fundamental para a obtenção de melhores resultados
O Chefe possui a autoridade formal conquistada junto aos seus recursos humanos. Apesar de sua
através do cargo que possui. Suas atribuições lhe dão importância, muitas empresas e profissionais têm
capacidade para representar a organização, deliberar e dificuldade de discernir as habilidades e competências
decidir, dentro das limitações de sua competência. a serem desenvolvidas se quisermos fomentar líderes.
Já o Líder, mesmo não possuindo de autoridade Quais das seguintes características básicas pertencem ao
estatutária, é seguido, respeitado e obedecido. Ele é conceito de liderança?
aquele que consegue unir os demais, representá-los e
levá-los harmonicamente à perseguirem e à defenderem
os desejos comuns. Gabarito:

Características de um chefe: TRABALHO EM EQUIPE


1. Comanda as pessoas, impõe ordens e é INTRODUÇÃO
autoritário, remetendo-se a um cargo de posição
hierárquica; Cada vez mais, as equipes se tornam a forma
básica de trabalho nas organizações do mundo
2. Geralmente centraliza o poder e pensa apenas contemporâneo. As evidências sugerem que as equipes
em resultados e lucros; são capazes de melhorar o desempenho dos indivíduos
3. Tem autoridade, o direito legal de tomar quando a tarefa requer múltiplas habilidades, julgamentos
determinadas decisões; e experiências. Quando as organizações se
4. Espera obediência do colaborador e demanda reestruturaram para competir de modo mais eficiente e
que as atividades sejam feitas de acordo com as suas eficaz, escolheram as equipes como forma de utilizar
ordens e no momento em que ele pede; melhor os talentos dos seus funcionários. As empresas
5. Vangloria-se quando algo o objetivo é descobriram que as equipes são mais flexíveis e reagem
alcançado, e se exime de responsabilidade quando dá melhor às mudanças do que os departamentos
algo errado. tradicionais ou outras formas de agrupamentos
permanentes. As equipes têm capacidade para se
estruturar, iniciar seu trabalho, redefinir seu foco e se
Características de um líder: dissolver rapidamente. Outras características importantes
.... é que as equipes são uma forma eficaz de facilitar a
participação dos trabalhadores nos processos decisórios
QUESTÕES DE CONCURSOS e aumentar a motivação dos funcionários.

01. (TRE/PR) No que se refere ao comportamento


CONCEITO
organizacional, julgue os itens a seguir.
O trabalho em equipe pode ser entendido como
1) De acordo com a teoria de liderança situacional, se as
uma estratégia concebida pelo homem para melhorar a
pessoas são incapazes e inseguras, elas requerem
efetividade do trabalho e elevar o grau de satisfação do
um comportamento diretivo por parte do líder, em que
trabalhador.
ele define papéis e tarefas.
2) A liderança pode ser compreendida como a indução de
indivíduos para que ajam tendo em vista um objetivo
comum.

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 25
02. Cada membro da equipe de trabalho deve
responsabilizar-se pela organização e pelo sucesso de
sua parte no trabalho, não sendo adequado se
envolver nas tarefas dos colegas, uma vez que eles,
sendo responsáveis por essas tarefas, serão cobrados
pelos resultados que obtiverem.
03. Não existe um modo ideal de se liderar em todas as
situações, ou seja, o melhor estilo de se liderar
depende da situação encontrada.
04. O estilo de liderança autocrático é caracterizado pela
tomada de decisões pelo grupo, com participação
mínima do líder e liberdade aos indivíduos.
05. Um estilo de decisão conceituado com laissez-faire
caracteriza-se pelas atitudes mais positivas em
relação aos integrantes, ou seja, solicita dos
funcionários as suas opiniões acerca de uma tomada
de decisão.
06. Vítor, diretor administrativo de uma empresa pública,
tem 3 gerências sob seu comando direto. Vítor adota
uma conduta de congruência entre seus objetivos e os
dos gerentes, exercendo uma influência descendente
sobre eles. Vítor incentiva seus gerentes a ter relação
de independência em relação às decisões setoriais.
Nessa situação, a conduta de Vítor, perante os
gerentes, caracteriza uma relação de poder.
....

(CESPE/Unb Atendente de Recepção/TJBA) No campo


Transformando indivíduos em membros de equipe das relações humanas no trabalho, os problemas
- partilham suas ideias para a melhoria do que eventualmente existentes, assim como os problemas
fazem e de todos os processos da equipe; de matemática, exigem, para a sua solução, o
- respeitam as individualidades e sabem ouvir; equacionamento devido de todos os elementos
envolvidos. Acerca desse assunto e em relação aos
- comunicam-se ativamente; aspectos que devem ser considerados ao se
- desenvolvem respostas coordenadas em equacionar um problema de relacionamento
benefícios dos propósitos definidos; interpessoal, julgue os itens que se seguem.
- constroem respeito, confiança mútua e 25. Como líder, o gerente deverá saber distinguir para
afetividade nas relações; garantir o sucesso das relações interpessoais, as
- participam do estabelecimento de objetivos pessoas de sua equipe. Cada pessoa deve ter
comuns; respeitada a sua individualidade e a equipe deve ser
- desenvolvem a cooperação e a integração entre compreendida no seu comportamento e em suas
os membros. reações, pois ela tem personalidade própria, que é
muito mais que a simples soma das personalidades
individuais que o compõem.
Fatores que interferem no trabalho em equipe 26. Cabe ao supervisor atribuir tarefas, acompanhar o
- Estrelismo; desenvolvimento delas e avaliar os resultados,
- Ausência de comunicação e de liderança; enquanto ao supervisionado cumpre seguir as
- Posturas autoritárias; determinações superiores com eficiência,
profissionalismo e pleno servilismo.
- Incapacidade de ouvir;
- Falta de treinamento e de objetivos;
Gabarito:
- Não saber “quem é quem” na equipe.

(...)
QUESTÕES DE CONCURSOS/TRABALHO EM EQUIPE CONHECIMENTOS SOBRE O
(Técnico Judiciário/TST - CESPE/2008) Para trabalhar MUNICÍPIO DE EUSÉBIO
em equipe, o servidor público deve apresentar
O município de Eusébio está localizado no Estado
comportamento adequado a essa forma de atuar.
Acerca das características que envolvem o trabalho do Ceará – Brasil, sob a latitude (S) 3º 53’ 24’’ e longitude
em equipe, julgue os itens que se seguem: (WGr) 38º 27’ 02’’. A municipalidade foi criada em 1987
por desmembramento do distrito homônimo pertencente à
01. A confiança deve fazer parte das relações entre os Aquiraz, sendo anexado oficialmente à Região
membros das equipes de trabalho. Para estabelecê-la, Metropolitana de Fortaleza em 1991, mediante a Lei
cada membro deve agir com lealdade, coerência e Estadual nº 11.845/91.
integridade, e deve defender radicalmente suas
próprias ideias no grupo, como forma de demonstrar Eusébio situa-se a 18 km da capital, em área
geometricamente periférica ao polo metropolitano. Seu
competência e autoconfiança.
território é limitado ao norte pela cidade de Fortaleza

www.editoradince.com.br
26 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
(capital do Estado), ao sul/leste por Aquiraz, e a oeste por comerciantes que transitavam em busca de
Fortaleza e Itaitinga. Em seus limites com a cidade de realizar negócios na capital, Fortaleza.
Fortaleza, situa-se em fronteira com os bairros:  um ex-ministro da justiça e senador Eusébio de
Sabiaguaba, Lagoa Redonda, Coaçu, Paupina. Queirós, autor da lei que extinguiu o tráfico de
Quanto aos aspectos naturais, Eusébio possui escravos no Brasil;
uma topografia predominantemente plana, e tem a maior Sua denominação original era Eusébio de Queiroz.
parte do seu território situado em tabuleiros pré-litorâneos. Desde 1938 chama-se apenas Eusébio.
Desse modo, assim como Fortaleza, Eusébio não
apresenta grandes barreiras topográficas para a
expansão horizontal dos núcleos urbanos. HISTÓRIA
O município ainda preserva componentes ....
ambientais representativos, entre eles o Rio Coaçu, Rio
Pacoti, a Lagoa da Precabura, e extensas áreas verdes. RESUMINDO
Sua localização é beneficiada por fluxos de ventos alísios
sudeste-leste. Tendo em vista as características naturais, Município de Eusébio
e a despeito da rápida artificialização de sua paisagem, "Cidade Verde"
observada na última década, Eusébio ainda pode ser
considerado o que Corrêa (1986) intitula de periferia de
amenidades naturais.
Em relação à acessibilidade, as principais vias de
acesso que atravessam o município são:
- Av. Manoel Mavignier (prolongamento da Av.
Maestro Lisboa, de Fortaleza) – localizada ao
norte do município, nas proximidades das áreas
litorâneas dos municípios de Fortaleza e
Aquiraz. Nas adjacências dessa via existem
loteamentos de veraneio das décadas de 1970
e 1980.
- Estrada do Fio (prolongamento da Gurgel Aniversário 23 de Junho
Amaral, de Fortaleza) – também no setor norte Fundação 19 de junho de 1987
do município. Ao longo dessa via verifica-se
Gentílico Eusebiense / eusebiano
uma ocupação heterogênea, com a existência
de sítios e residências de uso permanente. Lema Liberdade, participação e
- CE-040 (prolongamento da Av. Washington
desenvolvimento
Soares) – constitui-se numa das principais vias Prefeito(a) Acilon Gonçalves (Partido
regionais do Estado do Ceará e num dos Ecologico Nacional - PEN)
principais acessos ao município. A rodovia liga (2017 – 2020)
a metrópole de Fortaleza às praias do litoral Localização
leste do Estado. Cruza o território de Eusébio
em seu setor médio. Ao longo desse corredor,
evidencia-se uma ocupação diversificada, com
forte presença de condomínios e loteamentos
fechados (entre eles, o segundo Alphaville da
RMF) e empresas do setor de prestação de
serviços.
- BR-116 – localizada na porção meridional de
Eusébio, é a principal rodovia federal do Brasil.
Sua extremidade norte está situada na cidade
de Fortaleza. A BR-116 liga o Estado do Ceará
a mais de oito Estados da Federação. No
trecho que cruza os municípios da RMF,
configura-se um importante corredor industrial
(conhecido como Horizonte-Pacajus). Em seu
segmento, que atravessa Eusébio, estão
localizadas algumas indústrias (entre elas, a
Fábrica de biscoitos e massas Fortaleza).
- Anel Viário Metropolitano – com sua extremidade
leste situada na entrada do município de
Eusébio, esse anel viário contorna a cidade de
Fortaleza, de forma a integrar os municípios
periféricos (Eusébio, Itaitinga, Maracanaú e
Caucaia) às vias de penetração na cidade polo.

Localização de Eusébio no Ceará


ETIMOLOGIA
O topônimo Eusébio pode ser uma alusão a:
 um antigo morador, Seu Eusébio, dono de uma
casa que servia de paragem, hospedando os

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 27
02. A área territorial do munícipio de acordo com o IBGE,
é de:
2
a) 13,300 km
2
b) 125,332 km .
2
c) 79,005 km .
2
d) 1452,3 km

03. O clima predominante no município de Eusébio é:


a) Semi-árido.
b) Equatorial.
c) Tropical.
d) Quente e úmido.

....

09. (Guarda Municipal- Eusébio /ACEP/2018-ADAPTADA)


Sobre o Município de Eusébio, assinale a alternativa
correta.
A) Eusébio tem população estimada pelo IBGE, para
2017, em 52.667 mil habitantes e densidade
demográfica de 666,63 hab./km²
B) A formação populacional do Município de Eusébio ,
03° 53' 24" S 38° 27' 03" O diferentemente do que aconteceu no restante do
Unidade federativa Estado do Ceará, é caracterizada pela miscigenação
Ceará
dos povos indígenas catequizados e do homem
Mesorregião Metropolitana de Fortaleza branco de origem portuguesa, sem a presença do
IBGE/2008 elemento africano.
Microrregião Fortaleza IBGE/2008 C) Na educação, de acordo com o Censo 2010, o
Região metropolitana Fortaleza município destaca-se por ser o melhor da região nos
índices de escolarização de 6 a 14 anos, com taxa de
Municípios limítrofes Norte Fortaleza, 98,5% de escolarização.
Leste e Sul: Aquiraz D) O salário médio mensal dos trabalhadores formais, no
Oeste: Fortaleza e Itaitinga Município de Eusébio, está entre os maiores do
Distância até a capital 24 km Estado, ocupando a 25ª posição, com média de 1,8
salários mínimos.
Características geográficas
Área 79,005 km² Gabarito:
População 52.667 hab. IBGE/2017
Densidade 666,63 hab./km²
Altitude 28 m
ÉTICA E CIDADANIA
Clima Tropical Teoria e exercícios.
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,701 elevado PNUD/2010
PIB R$ 2 720 598 mil IBGE/2015
PIB per capita R$ 53 212,55 IBGE/2015

Prof. Valdeci Cunha


QUESTÕES DE CONCURSOS e-mail: profvaldecicunha@hotmail.com
01. O município de Eusébio, como muitos municípios do facebook: Valdeci Cunha
Estado do Ceará, tem sua colonização e História 2018
fortemente vinculada aos aldeamentos indígenas. Por
isso, é comum, que seus nomes estejam associados a
esse fato. No que se refere a toponímia, podemos CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
afirmar que topônimo Eusébio pode ser uma alusão Cidadania no trânsito. ................................................... 1
a) aos índios que habitavam o local. Ética e Cidadania. ......................................................... 1
b) a um antigo morador. Democracia e Cidadania. ............................................. 2
c) ao primeiro prefeito da cidade. Cidadania no Serviço Público. ....................................... 3
d) ao coronel Lustosa. Questões de concursos ........................................... 6

www.editoradince.com.br
28 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
devo; outros, eu devo mas não posso e, finalmente,
coisas que quero mas não posso.
ÉTICA E CIDADANIA
Por exemplo, se estamos dispostos a prestar um
DISTINÇÃO E CONCEITOS concurso público, imprescindível que estejamos imbuídos
A palavra “ética” provém do grego “ethikos”, ou dos mais altos princípios de ética e cidadania para
seja, aquilo que pertence ao “ethos”, ou seja, “caráter”, atender os requisitos necessários ao exercício da função.
trazendo então o significado de “portador de caráter”. Não
pode se confundir com a moral, já que a ética tem por
objetivo fundamentar as ações morais através da razão. ÉTICA
“Cidadania”, por sua vez, vem do latim “civitas”, 1. INTRODUÇÃO
que significa “cidade”, sendo, portanto, a qualidade A ética é uma característica inerente a toda ação
daquele que vive numa cidade, de quem se exige o humana e, por esta razão, é um elemento vital na
cumprimento de deveres e obrigações com a produção da realidade social. Todo homem possui um
comunidade. senso ético, uma espécie de "consciência moral", estando
Ética é um conjunto de princípios que os constantemente avaliando e julgando suas ações para
integrantes de uma sociedade utilizam para responder às saber se são boas ou más, certas ou erradas, justas ou
questões mais importantes da vida, que são o “quero”, injustas.
“devo” e “posso”, definindo basicamente sua convivência Existem sempre comportamentos humanos
com os outros. classificáveis sob a ótica do certo e errado, do bem e do
Trata-se de um conjunto de hábitos da espécie mal. Embora relacionadas com o agir individual, essas
humana e de seu caráter, manifestando-se de acordo com classificações sempre têm relação com as matrizes
o tempo e de acordo com algumas sociedades culturais que prevalecem em determinadas sociedades e
específicas de maneira diferente. Entendemos, então, que contextos históricos.
a ética são os costumes agregados a uma sociedade, não A ética está relacionada à opção, ao desejo de
uma lei imutável. realizar a vida, mantendo com os outros relações justas e
Ética e cidadania, portanto, são conceitos cruciais aceitáveis. Via de regra está fundamentada nas ideias de
dentro da sociedade, estando relacionados com bem e virtude, enquanto valores perseguidos por todo ser
as atitudes dos seus integrantes e a maneira como humano e cujo alcance se traduz numa existência plena e
interagem entre si. Os conceitos estão intrinsecamente feliz.
ligados, já que a cidadania tem como pressuposto uma O estudo da ética talvez tenha se iniciado com
nacionalidade, que é regida por um conjunto de leis e filósofos gregos há 25 séculos atrás.
onde os cidadãos possuem determinados direitos, e a
ética é o braço da filosofia que estuda como os costumes
interferem na vida dos cidadãos. 2. A ÉTICA TEM VARIAS DEFINIÇÕES E CONCEITOS
Percebemos, também, que esses conceitos são ...
dinâmicos, estando sempre em evolução, visto que são os
parâmetros sociais que as constroem e que possibilita a
visão geral de uma sociedade. A ética está restrita ao lado CIDADANIA
particular do caráter e da conduta dos indivíduos, INTRODUÇÃO
relacionando sua cidadania a princípios morais e A cidadania, entre outras questões, está ligada ao
investigando o escopo desses princípios morais em seu poder legal do indivíduo em um território nacional.
sentido fundamental.
Cidadania é a capacidade política que tem o
Em cidadania podemos estabelecer duas indivíduo para influir na formação do governo, seja na
categorias: a cidadania formal, que se refere a uma forma ativa, pelo exercício do sufrágio, seja na condição
nacionalidade material, ou seja, onde nasceu e em que passiva, como exercente de funções eletivas ou a elas
sociedade vive o indivíduo, e a cidadania substantiva, candidato
onde são caracterizados os direitos políticos, sociais e
A Cidadania também pode ser entendida como o
civis da pessoa.
conjunto de direitos e deveres exercidos por um
indivíduo que vive em sociedade, no que se refere ao
ÉTICA E CIDADANIA NA PROFISSÃO seu poder e grau de intervenção no usufruto de seus
Ética Profissional são os imperativos da conduta espaços e na sua posição em poder nele intervir e
de um trabalhador de qualquer área, regidos por normas transformá-lo.
éticas que o obrigam a cumprir segundo princípios sociais Essa expressão vem do latim civitas, que quer
e de sua área de trabalho. A maior parte das profissões dizer cidade. Antigamente, cidadão era aquele que fazia
possui atualmente um Código de Ética Profissional para parte da cidade, tendo direitos e deveres por nela habitar.
reger as atividades de seu grupo, embora devamos Atualmente, esse conceito extrapola os limites urbanos,
ressaltar que características como competência, podendo ser compreendido no espaço rural.
honestidade e responsabilidade sejam intrínsecas para o A expressão da cidadania frequentemente está
exercício de qualquer profissão. associada ao campo do direito, em que existe uma série
de legislações voltadas para os direitos e deveres que o
ÉTICA E CIDADANIA NA SOCIEDADE cidadão possui. Dentre os deveres, destaca-se o voto
Para que possamos viver numa sociedade sadia, eleitoral (que também é um direito), o zelo pelo espaço e
precisamos retornar aos três termos do início deste artigo: o cumprimento das leis. Entre os direitos, destaca-se o de
“quero”, “devo” e “posso”. Segundo Mário Sérgio Cortella, ir e vir, bem como o de ter acesso à saúde, moradia,
filósofo e professor da Universidade Católica, os alimentação e educação.
princípios básicos para se viver numa sociedade devem
respeitar esses três pontos: alguns, eu quero mas não

www.editoradince.com.br
GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO – APOSTILA DEMONSTRATIVA 29
D) O conceito de cidadania está ligado à noção de que
CONCEITO uma pessoa possui direitos e deveres no Estado em
que vive.
O conceito de cidadania também está relacionado
à nacionalidade do indivíduo, isto é, à legalidade de sua
permanência em um determinado território administrado 02. (Guarda Municipal- Aracati/ACEP/2018) Assinale a
por um Estado Nacional. Fala-se, por exemplo, de alternativa que contempla em que consiste o dever
cidadania brasileira, cidadania portuguesa e cidadania ético de um cidadão.
americana. A) Preocupar-se com sua vida particular e com o sustento
Em casos de descumprimento aos deveres, o e provimento da sua vida, independente das
indivíduo poderá ter parte de sua cidadania caçada, a consequências de seus atos perante os seus
exemplo de presidiários que possuem o direito de votar convivas.
vetado, dentre outras limitações impostas pela lei penal. B) Zelar pela coisa pública e, enquanto utilizá-la, mantê-la
No sentido etimológico da palavra, cidadão deriva em estado de aproveitamento ótimo para o próximo
da palavra civita, que em latim significa cidade, e que tem cidadão que a for utilizar.
seu correlato grego na palavra politikos – aquele que C) Perseguir individualmente os seus planos e objetivos
habita na cidade. pessoais, a despeito do contexto social em que está
Segundo o Dicionário Aurélio Buarque de Holanda inserido.
Ferreira, “cidadania é a qualidade ou estado do cidadão”, D) Manter-se distante de discussões de caráter público e
entende-se por cidadão “o indivíduo no gozo dos direitos político, tendo em vista que tais matérias dizem
civis e políticos de um estado, ou no desempenho de seus respeito somente aos agentes políticos.
deveres para com este”.
....
Cidadania é a pertença passiva e ativa de
indivíduos em um estado - nação com certos direitos e
obrigações universais em um específico nível de 08. Segundo Gilberto Dimenstein, nota-se a ausência de
igualdade (Janoski, 1998). cidadania quando uma sociedade gera um menino de
rua (livro cidadão de papel). Cidadania é
No sentido ateniense do termo, cidadania é o
direito da pessoa em participar das decisões nos destinos I. o direito de viver decentemente.
da Cidade através da Ekklesia (reunião dos chamados de II. poder votar em quem quiser sem constrangimento.
dentro para fora) na Ágora (praça pública, onde se III. o direito de ter uma ideia e poder expressá-la.
agonizava para deliberar sobre decisões de comum IV. processar um médico que comete um erro.
acordo). Dentro desta concepção surge a democracia
grega, onde somente 10% da população determinava os Estão CORRETAS
destinos de toda a Cidade (eram excluídos os escravos, a) somente I, II e III.
mulheres e artesãos). b) somente I, II e IV.
c) somente I, III e IV.
HISTÓRICO DA CIDADANIA d) somente II, III e IV.
Grécia. e) I, II, III e IV.
Os nossos conceitos atuais de cidadania
começaram a forjar-se na antiga Grécia. As revoluções 09. (Enem 2009) Segundo Aristóteles, “na cidade com o
políticas que aqui ocorreram após o século VI a.C. forma melhor conjunto de normas e naquela dotada de
no sentido de definirem o cidadão como aquele que tinha homens absolutamente justos, os cidadãos não
um conjunto de direitos e deveres, pelo simples fato de devem viver uma vida de trabalho trivial ou de
serem originário de uma dada cidade-estado. Estes negócios – esses tipos de vida são desprezíveis e
direitos eram iguais para todos e estavam consignados incompatíveis com as qualidades morais -, tampouco
em leis escritas. devem ser agricultores os aspirantes à cidadania, pois
A cidadania confundia-se com a naturalidade e o lazer é indispensável ao desenvolvimento das
encontrava a sua expressão na Lei. O mais levado dos qualidades morais e à prática das atividades
direitos era o da participação dos cidadãos nas decisões políticas.”
da cidade, podendo ser escolhido ou nomeado para (T. Van Acker. Grécia. A vida cotidiana na cidade-Estado. São
qualquer cargo público. Todos os demais habitantes da Paulo: Atual, 1994.)
cidade, como as mulheres ou os estrangeiros (metecos) O trecho, retirado da obra Política, de Aristóteles, permite
estavam afastados desses direitos. compreender que a cidadania:
Império Romano. a) Possui um dimensão histórica que deve ser criticada,
... pois é condenável que os políticos de qualquer época
fiquem entregues à ociosidade, enquanto o resto dos
QUESTÕES DE CONCURSOS cidadãos tem de trabalhar.
01. (Guarda Municipal- Aracati/ACEP/2018) Acerca da b) Era entendida como um dignidade própria dos grupos
noção de cidadania, de um ponto de vista amplo, sociais superiores, fruto de uma concepção política
assinale a alternativa correta. profundamente hierarquizada da sociedade.
A) O indivíduo só é considerado cidadão perante o Estado c) Estava vinculada, na Grécia Antiga, a uma percepção
se possui documento de registro. política e democrática, que levava todos os habitantes
B) Uma pessoa sem título de eleitor não é considerada da pólis a participarem da vida cívica.
cidadão. d) Tinha profundas conexões com a justiça, razão pela
C) Uma pessoa que não tem moradia fixa, o chamado qual o tempo livre dos cidadãos deveria ser dedicado
“andarilho”, não se insere no conceito de cidadão, por às atividades vinculadas aos tribunais.
não exercer seus deveres perante a sociedade.

www.editoradince.com.br
30 GUARDA MUNICIPAL DE EUSÉBIO - APOSTILA DEMONSTRATIVA
e) Vivida pelos atenienses era, de fato, restrita àqueles
que se dedicavam à política e que tinham tempo para
resolver os problemas da cidade.
Resolução
a) Opção incorreta, pois o texto não estabelece uma
relação negativa entre a ociosidade dos políticos com a vida
produtiva dos cidadãos;
b) Opção incorreta, pois não há no texto a afirmação da
existência de grupos inferiores e superiores na sociedade;
c) Opção incorreta, pois a cidadania é vetada a
determinados grupos sociais como, por exemplo, os agricultores;
d) Opção incorreta, pois em nenhum momento o texto
menciona as atividades jurídicas dos cidadãos ou as relaciona
com a ociosidade;
e) Opção correta, pois o texto estabelece uma relação
direta entre exercício político, qualidades morais e tempo livre
(ócio), disponível apenas para os cidadãos.

Gabarito:

ATENÇÃO!
Você viu um resumo da apostila do
concurso da GUARDA MUNICIPAL DE
EUSÉBIO elaborada pela equipe de
profissionais da EDITORA DINCE.
Para comprar a apostila completa
acesse nosso site
www.editoradince.com.br ou ligue para
o WhatsApp (85) 9.8632.4802.
LOJA FÍSICA: Rua Barão do Rio
Branco, 1620, centro (ao lado da Praça do
Carmo)

www.editoradince.com.br

Intereses relacionados