Está en la página 1de 13

Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de

Castro Daire

Brincar e Crescer – Brincar e Aprender

Isabel Moreira
Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

ÍNDICE

NOTA INTRODUTÓRIA ------------------------------------------------------------------------------------------- 3

1 - Diagnóstico --------------------------------------------------------------------------------------------------------- 4
1.2 - Caracterização do grupo ------------------------------------------------------------------------------------ 4
1.3 - Identificação de interesses e necessidades ---------------------------------------------------------------- 5
1.4 - Recursos-------------------------------------------------------------------------------------------------------- 5

2 – Organização do ambiente educativo -------------------------------------------------------------------------- 6

MAPA DE ROTINAS ------------------------------------------------------------------------------------------------ 7

3 - Intenções de trabalho para o ano letivo ----------------------------------------------------------------------- 8


3.1 - Opções e prioridades curriculares ------------------------------------------------------------------------- 8
3.2 - Componente de Apoio à Família---------------------------------------------------------------------------- 9

4 - Avaliação ---------------------------------------------------------------------------------------------------------- 10

5 - Relação com a família e outros parceiros educativos----------------------------------------------------- 11

6 – ANEXO: Planificação CAF ----------------------------------------------------------------------------------- 12

Educadora – Isabel Moreira Página 2


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar
Pré de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

NOTA INTRODUTÓRIA

A Educação Pré-Escolar
Escolar é a primeira etapa da educação básica no processo de educação ao longo da
vida, sendo complementar da ação educativa da família, com a qual deve estabelecer estreita relação,
favorecendo a formação e o desenvolvimento equilibrado da criança, tendo em vista a sua plena inserção
na sociedade como ser autónomo, livre e solidário.
O Projeto Curricular de Jardim de Infância,
Infância, feito em função deste princípio geral e seguindo as
orientações curriculares,, assenta nos seguintes fundamentos articulados:
• O desenvolvimento e a aprendizagem como vertentes indissociáveis;
• O reconhecimento da criança como sujeito do processo educativo – o que significa partir do que a
criança já sabe e valorizar os seus saberes como fundamento de novas aprendizagens;
• A construção articulada do saber – o que implica que as diferentes áreas a contemplar
ontemplar não deverão
ser vistas como compartimentos estanques, mas abordadas de uma forma globalizante e integrante;
• A exigência de resposta a todas as crianças – o que pressupõe uma pedagogia diferenciada, centrada
na cooperação, em que cada criança beneficia
beneficia do processo educativo desenvolvido com o grupo.

O Educador, no processo de desenvolvimento curricular (com suporte nos fundamentos acima


enunciados), terá em conta o seguinte:
A caracterização da turma e dos alunos;
A identificação de problemas e definição
de de prioridades;
Os objetivos gerais – enunciados na Lei-quadro da Educação Pré-escolar
escolar como intenções
que devem orientar a prática profissional;
A organização do ambiente educativo – como suporte do trabalho curricular e da sua
intencionalidade. O ambiente educativo comporta diferentes níveis em interação: a
organização do grupo, do espaço e do tempo, a organização do estabelecimento educativo e
a relação com os pais e com outros parceiros educativos;
As áreas de conteúdo – que constituem as referências
cias gerais a considerar no planeamento e
avaliação das situações e oportunidades de aprendizagem (tendo como suporte de
desenvolvimento curricular os roteiros de realizações elaborado para todas as áreas
disponível neste Jardim de infância);
A continuidadee educativa – como processo que parte do que as crianças já sabem e
aprenderam, criando condições para o sucesso nas aprendizagens seguintes;
A intencionalidade educativa – que decorre do processo reflexivo de observação,
planeamento, ação e avaliação desenvolvido
desenvolvido de forma a adequar a prática às necessidades
1
das crianças, tendo agora em conta as metas de aprendizagem definidas para a educação
pré-escolar pelo e pela

1
Arquivado no Jardim de Infância, e também disponibilizado online, ficheiro organizado por mim para consulta mais prática
sempre que necessário.

Educadora – Isabel Moreira Página 3


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

1 - Diagnóstico
1.2 - Caracterização do grupo

A turma do Pré-escolar de Picão neste ano letivo de 2011/2012 é constituída por 15


crianças, sendo a sua distribuição por faixa etária a seguinte: 2 crianças de 3 anos, 7
crianças de 4 anos e 6 crianças de 5 anos.

Crianças de 3 anos:

• Carolina da Silva Pereira


• Joana Duarte Alves

Crianças de 4 anos:

• Afonso Silva Marques


• Bianca Ferreira Silva
• Beatriz Silva Gomes Coelho
• Diogo Marques dos Santos
• Eduarda dos Santos Marques
• Lucas Pinto dos santos
• Luana Costa Pereira

Crianças de 5 anos:

• Beatriz Assunção Catarino


• Frederico Teixeira Duarte
• Lara costa Duarte
• Laura Costa Monteiro
• Mara Pereira Duarte
• Margarida Santos Duarte

O grupo tem crianças que frequentam o pré-escolar de forma sazonal. Este é um


fator a assinalar já que a não frequência regular pode acarretar alguns problemas ao
nível da integração e do crescimento do grupo enquanto tal, bem como potenciar outras
dificuldades no seu percurso educacional. Outro fator de importância assinalável é o
facto de algumas crianças não terem ingressado com 3 anos, criando assim ritmos
diferenciados aos do grupo do seu nível etário.

Educadora – Isabel Moreira Página 4


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

1.3 - Identificação de interesses e necessidades2

Interesses Necessidades

o Ouvir e explorar histórias; • Diversificar vivências e experiências;


o Cantar e participar em jogos • Interiorizar o valor da partilha e respeito pelo outro;
de roda e outros jogos de
• Desenvolver a autonomia na elaboração de tarefas,
movimento;
trabalhos e outras atividades;
o Livro Papagaio Mágico
• Superar algumas dificuldades manifestadas ao nível
o Livro Vitória/Vitória!;
o Livro Vamos Pular? da língua portuguesa e matemática;
(Matemática e Língua • Superar algumas dificuldades manifestadas ao nível
Portuguesa); da motricidade fina e da localização do som;
o Portefólio Estou a Crescer 1, • Adquirir e desenvolver regras comportamentais e
2 e 3; sociais;
o Atividades de expressão
• Desenvolver a autoestima e a autoconfiança;
motora e dramática;
• Desenvolver a participação e o espírito crítico, no
o Pintura;
que respeita ao processo educativo.
o Passeios pela comunidade;
o Atividades de articulação com
famílias, 1º CEB e
comunidade.

1.4 - Recursos3

Humanos Físicos/Materiais4
Trabalho direto:
o Educadora Jardim de Infância:
o Assistentes operacionais • Sala de atividades principal
o Crianças • Sala das áreas da garagem e casinha
• Pequena varanda coberta
Colaboração: • Hall de entrada
o Pais/Encarregados de Educação • 2 Casas-de-banho
o Professores e alunos do 1ª CEB • Sala do Refeitório
o Comunidade
• Espaço da animação socioeducativa

2
Tendo em conta, para além da observação/conhecimento do grupo, a colaboração participada dos pais (auscultados em ficha de
modelo próprio, elaborada em Departamento) e o resultado das fichas de observação/diagnóstico (também elaboradas em
Departamento).
3
Para além dos recursos aqui assinalados existirá ao longo do ano espaço de colaboração com instituições/representantes como:
Câmara Municipal, Biblioteca, Direção do Agrupamento, Coordenadora do Departamento, Junta de Freguesia e outras, como por
exemplo as identificadas no PAA do departamento, que se revelem de importância para o desenvolvimento das atividades
planeadas.
4
Faz muita falta um espaço de recreio ao ar livre. Este espaço, já foi muitas vezes solicitado, mas ainda não existe.

Educadora – Isabel Moreira Página 5


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

2 – Organização do ambiente educativo

Neste Jardim de Infância as áreas de atividades estão divididas por duas salas
distintas. Numa sala funcionam as atividades orientadas e as áreas dos jogos,
leitura, pintura e acolhimento/histórias. Na outra sala funcionam as áreas da
casinha e da garagem.

Devido às dimensões reduzidas dos espaços já referidos e à inexistência de espaços


alternativos, a pequena varanda é utilizada como área de modelagem e o hall de
entrada, lugar onde cada criança arruma os seus pertences, serve também de área
de legos e jogos coletivos e multimédia.

A funcionalidade das áreas impõe um número limite de crianças em simultâneo:


Espaço

• Atividades orientadas: Por vezes todas as crianças, mas mais


frequentemente por grupos
• Jogos: 6 crianças
• Leitura: 2 crianças
• Pintura: 2 crianças
• Acolhimento/Histórias: Todas as crianças
• Casinha: 4 crianças
• Garagem: 3 crianças
• Modelagem: 6 crianças
• Legos: 2 crianças
• Jogos coletivos e multimédia: Todas as crianças
Adquiridos de acordo com as atividades planificadas e segundo as verbas
Materiais

disponíveis.

Utilizados segundo a dinamização das atividades/projetos e/ou dispostos de acordo


com a definição das áreas.

Gestão do tempo de acordo com os projetos em desenvolvimento e com o mapa de


Tempo

rotinas (mas sempre de forma flexível)

Organizado segundo as necessidades manifestadas, mas tendo sempre em conta a


Grupo

organização do espaço.

Educadora – Isabel Moreira Página 6


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

MAPA DE ROTINAS

Segunda-feira Terça-feira Quarta-feira Quinta-feira Sexta-feira


9h e 30m/10h Acolhimento/atividades Acolhimento/atividades Acolhimento/atividades Acolhimento/atividades Acolhimento/atividades
livres livres livres livres livres
10h/10h e 15m Introdução ao tema/tarefa Introdução ao tema/tarefa Introdução ao tema/tarefa Introdução ao tema/tarefa Introdução ao tema/tarefa
orientada do dia orientada do dia orientada do dia orientada do dia orientada do dia
10h e 15m/10h e Lanche Lanche Lanche Lanche Lanche
45m
10h e 45m/11h e Recreio/atividades livres Recreio/atividades livres Recreio/atividades livres Recreio/atividades livres Recreio/atividades livres
15m
11h e 15m/12h e Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia
15m
Educação física

12h e 15m/12h e Arrumar Arrumar Arrumar Arrumar Arrumar


30m
12h e 30m/13h e ALMOÇO ALMOÇO ALMOÇO ALMOÇO ALMOÇO
30m
Higiene oral: lavagem dos Higiene oral: lavagem dos Higiene oral: lavagem dos Higiene oral: lavagem dos Higiene oral: lavagem dos
13h e 30m/14h dentes dentes dentes dentes dentes
Espaço de diálogo Espaço de diálogo Espaço de diálogo Espaço de diálogo Espaço de diálogo
14h/14h e 30m Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia Tarefa orientada do dia
14h e 30m/15h História do dia Jogo coletivo do dia História do dia Jogo coletivo do dia História do dia
15h/15h e 30m Atividades livres Atividades livres Atividades livres Atividades livres Atividades livres
15h e 30m/18h e ANIMAÇÃO ANIMAÇÃO ANIMAÇÃO ANIMAÇÃO ANIMAÇÃO
30m SOCIOEDUCATIVA SOCIOEDUCATIVA SOCIOEDUCATIVA SOCIOEDUCATIVA SOCIOEDUCATIVA

Educadora – Isabel Moreira Página 7


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

5
3 - Intenções de trabalho para o ano letivo

3.1 - Opções e prioridades curriculares


OPÇÕES E PRIORIDADES CURRICULARES
Orientações da

6
As metas de aprendizagem definidas para a educação pré-escolar por
tutela

Metas e objetivos gerais do Agrupamento de Escolas de Castro Daire:


1 – Articular pedagogicamente a educação pré-escolar, os três ciclos do ensino básico entre si e o ensino
secundário;
2 - Prevenir o abandono escolar;
3 - Aumentar a escolarização/formação dos adultos no âmbito das Novas Oportunidades - Cursos de
Educação e Formação de Adultos (Curso EFA);
4 - Melhorar os resultados escolares nas disciplinas que revelem índices de aproveitamento menos
satisfatórios;
5 - Melhorar significativamente os níveis de desempenho na leitura, na caligrafia, na ortografia e na
organização de frases e textos em todas as disciplinas, bem como na oralidade;
6 - Tratar temas e questões problemáticas que se destaquem na família/comunidade;
7 - Preservar e melhorar os espaços físicos dos estabelecimentos de ensino;
8 - Promover estilos e hábitos de vida saudáveis, no âmbito do programa “Promoção e Educação para a
Saúde”.

Metas e objetivos ao nível da aprendizagem dos alunos:


CONSIDERANDO

1 - Criação de condições para o enriquecimento das aprendizagens e o desenvolvimento de mecanismos


Metas/Objetivos do Projeto Educativo

de superação das dificuldades;


2 - Favorecer uma melhor integração dos alunos no ambiente escolar;
3 - Envolver e responsabilizar os alunos nas suas aprendizagens;
4 – Fomentar o ensino experimental das Ciências;
5 - Dominar o uso das TIC para pesquisar, organizar, tratar e produzir informação7;
6 - Utilizar a avaliação para regular a ação educativa;
7 - Proporcionar espaços para a adoção dos valores e princípios considerados fundamentais e inscritos na
Constituição da República Portuguesa8.

Metas particulares do Agrupamento de Escolas de Castro Daire para o pré-escolar (para além dos
objetivos gerais da educação pré-escolar estabelecidos na legislação, e que também constam do
PE)

1- Promover em colaboração com a autarquia formas de proporcionar uma cobertura de 100% às


crianças do agrupamento que estão na faixa etária correspondente a este nível educativo;
2- Promover em colaboração com a autarquia o alargamento a todos os espaços educativos do Pré-
escolar do serviço da Componente de Apoio à Família (almoço e animação socioeducativa), sempre
que os encarregados de educação deles necessitem;
3- Promover em colaboração com a autarquia obras de requalificação das instalações e investir em
equipamentos, nomeadamente ao nível das TIC, para que cada sala de jardim de infância tenha um
computador, uma impressora e ligação à Internet;
4- Promover em colaboração com a autarquia o melhoramento da rede de transportes para a Educação
Pré-escolar;
5- Solicitar uma maior colaboração da autarquia para um melhor apoio às crianças/famílias com NEE;
6- Solicitar à autarquia e às entidades competentes um maior apoio, quer técnico quer financeiro, a nível
da Intervenção Precoce;
7- Promover em colaboração com autarquia e outras entidades, ações de formação/informação e
sensibilização aos pais/encarregados de educação.

5
A acrescentar outras que se revelem necessárias no desenvolvimento do ano letivo e as constantes nas planificações de
departamento e na planificação por níveis etários que eu faço no início do ano e que se encontra arquivada no Jardim de Infância.
6
Ficheiro organizado por mim arquivado no Jardim de Infância e disponibilizado também online.
7
A formação que eu fiz “Ensino e aprendizagem com TIC na educação pré-escolar e no 1ºCEB” (classificação excelente), bem
como as 5 formações que eu fiz online dinamizadas pela MSFT, Lda. e pela Microsoft, no âmbito da iniciativa Webcasts
Educação/Suíte de Aprendizagem, permitiram conhecer mais e novos suportes, interessantes para dinamizar e trabalhar com as
crianças no Jardim de infância.
8
Os projetos em desenvolvimento neste Jardim de Infância, especialmente o do Continho e o Nós e os Outros, assentam
precisamente numa vertente axiológica muito grande.

Educadora – Isabel Moreira Página 8


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

• Dinamizar atividades que tenham em conta os interesses patentes nas crianças e outras de forma a
alargar o leque de interesses manifestado;

Identificação de interesses e
• Proporcionar vivências e experiências diversificadas de aprendizagens;
• Propiciar atividades onde o valor da partilha e respeito pelo outro esteja em evidência;
• Promover o desenvolvimento da autonomia na elaboração de tarefas, trabalhos e outras
necessidades atividades;
• Acompanhar os alunos em tarefas que lhes permitam superar as dificuldades manifestadas ao
nível da língua portuguesa, matemática, motricidade fina e localização do som;
• Impulsionar situações que permitam desenvolver a identificação/pertença a um grupo e adquirir e
desenvolver regras comportamentais e sociais fundamentais;
• Incrementar atividades que permitam o desenvolvimento da autoestima e da autoconfiança;
• Incitar à participação ativa e ao desenvolvimento do espírito crítico, no que respeita ao processo
educativo.
Departamento

• Promover atividades no âmbito da dinamização do projeto Descobrir as profissões através de:


Alimentação, Saúde e Segurança, bem como dinamizar as atividades planeadas para o
PAA

departamento ao nível dos outros temas delineados no PAA.

Ter em conta as orientações institucionais existentes na dinamização de atividades de leitura/conto


(conto, reconto, registo, dramatizações, pinturas, etc.);
PNL9

Dinamizar, sempre que possível, atividades de colaboração com a Biblioteca Municipal e a


Biblioteca do Agrupamento;
Continuar com a dinamização do projeto de colaboração com famílias, 1º CEB e comunidade: Um
Continho vai na mão de geração em geração.

3.2 - Componente de Apoio à Família10


Espaço Horário Monitorização Assistente Formas de Avaliação
Operacional
Sala do Jardim Realizada, semanalmente, ao nível Mª do Rosário dos Ficha de recolha de dados a
Almoço de Infância, Das 12h e do acompanhamento, utilizando Santos ventura preencher semestralmente pelos
onde é dado o 30m às 13h algum do tempo do horário de TE, educadores;
lanche da e 30m no âmbito da componente não Reuniões com todos os
manhã letiva de trabalho ao Mª de Fátima intervenientes;
estabelecimento, e diariamente, no Messias Duarte Relatório de atividades CAF.
Das 15h e âmbito da componente não letiva Ribeiro
Animação Salão da junta 30m às 18h individual, no cumprimento das
Socioeducativa de Freguesia e 30m restantes responsabilidades a ela
associadas.

9
A formação que eu fiz “Ler às crianças uma hora por dia” como formanda (classificação excelente) e a por mim dinamizada na
qualidade de formadora “Projeto ler mais…Potenciar possibilidades educativas”, permitirá refletir de forma mais assertiva sobre
questões relacionadas com esta temática.
10
Planificação anexa

Educadora – Isabel Moreira Página 9


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

4 - Avaliação

• A prevista no PE para o setor Pré-escolar;

• A estabelecida em departamento;

• Fichas de observação diagnóstica;

• Observação direta e registos a elaborar de forma periódica;

• Registos cíclicos ao nível da execução dos projetos/atividades dinamizados e


consecução, ou não, dos objetivos pretendidos, salientando as dificuldades
encontradas, no caso de as haver, e as reformulações a concretizar;

• Fichas de observação de competências;

• Portefólio de aprendizagem e relatórios;

• Ficha de avaliação do PCG elaborada em Departamento.

Educadora – Isabel Moreira Página 10


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

5 - Relação com a família e outros parceiros educativos11


12
PROJETOS/ATIVIDADES DE ARTICULAÇÃO EM DESENVOLVIMENTO COLABORAÇÃO
Projeto: Um continho vai na mão de geração em geração
Projeto: Nós e os Outros
Projeto: O Ambiente é um Amigo
Projeto: Jogar com Histórias
Comemoração de datas festivas:
o Dia da Alimentação
o Halloween
Família, 1º CEB,
o Magusto Comunidade em geral
o Natal
o Janeiras
o Carnaval
o Páscoa
o Dia Mundial da Criança
o Festa de final de ano
13
Dinamização da página criada na internet :
http://preescolardepicao.paginas.sapo.pt/
14
Dinamização do blogue criado na internet :
http://pre-escolar_picao.blogs.sapo.pt/
Dinamização da página do Facebook criado para ser mais um veículo facilitador de
comunicação e interação entre escola e famílias/comunidade (com a participação ativa das
crianças).
15
Dinamização do espaço dedicado ao Jardim de Infância no moodle do Agrupamento
OUTRAS FORMAS DE PARTICIPAÇÃO ATIVA
16
Atividade surpresa de Natal , contar/ouvir histórias e participar/dinamizar outras
atividades como realização de experiências, culinária, recolhas diversas e outras
(assinaladas na grelha/registo para promover a participação dos pais/enc. ed. no PCG) Pais/Enc. de Educação
Preenchimento de ficha de modelo próprio, elaborada em Departamento para a elaboração
do PCG.
Horário de atendimento e sempre que solicitado (para por exemplo colocar em prática
sugestões dadas pelos pais/enc. ed. ao nível da definição de estratégias no colmatar de
dificuldades diagnosticadas ao nível do comportamento/aprendizagens).

11
Existe um nível muito bom de colaboração/articulação entre todos. No caso específico dos pais, estes são, de uma forma geral,
muito recetivos às iniciativas propostas pelo Jardim de Infância e sabem que podem participar em qualquer atividade desenvolvida
neste espaço, bem como tomam eles próprios iniciativas muito profícuas.
12
Os projetos em desenvolvimento, da minha autoria, podem ser consultados no Jardim de Infância, e online, por todos os
interessados. De realçar o projeto do Continho, pela sua referência ao nível de riqueza axiológica, valor que o colocou na página do
PNL.
13
À semelhança dos projetos, a página da internet, criada por mim no ano letivo 2007/2008, tem-se revelado de uma importância
fundamental. Este espaço de divulgação/comunicação é uma mais-valia no processo de colaboração com pais e restante
comunidade, educativa e não educativa e desenvolve capacidades das crianças, pois eles colaboram ativamente.
14
Mais um espaço criado e dinamizado por mim e que, devido à maior capacidade em upload, permitirá a divulgação, e logo
partilha, de muitas atividades desenvolvidas e de novidades da nossa escolinha (participação ativa das crianças).
15
Dinamizado pela educadora, este espaço é mais um contributo a juntar aos benefícios conseguidos com a página da internet e
com a dinamização de projetos, ao nível da colaboração com famílias e instituições (participação ativa das crianças).
16
No ano letivo 2008/2009 lancei o desafio aos pais: dinamizarem uma dramatização de surpresa para as crianças no Natal. A ideia
foi acolhida com entusiasmo, e resultou em mais uma parceria entre escola e família de importância extrema. Tanto que são agora os
pais quem logo abordam o assunto.

Educadora – Isabel Moreira Página 11


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

6 – ANEXO: Planificação CAF

Educadora – Isabel Moreira Página 12


Projeto Curricular de Grupo: Pré-escolar de Picão – Agrupamento de Escolas de Castro Daire

PLANIFICAÇÃO
SERVIÇO DE ALMOÇO17
Competências Atividades Material Avaliação
• Lavar as mãos antes e •Fazer a refeição; • Equipamentos e Observar:
depois do almoço; •Brincar no recreio materiais existentes no • A qualidade das
• Sentar-se corretamente sempre que o tempo o espaço; refeições;
à mesa; permita; • Outro material • O interesse e adesão das
• Saber utilizar •Visionamento de filmes ocasional que se crianças pelas refeições;
corretamente os ou brincar com alguns considere oportuno • Os diálogos e
talheres; jogos e outros materiais utilizar sentimentos que
• Saber estar em grupo; nos tempos chuvosos. expressam;
• Cumprir as regras •Fazer um curto período • Como se comportam à
estabelecidas; de descanso (quando é mesa;
• Expressar opiniões e possível e o espaço o • A qualidade da
respeitar as dos outros. permite). interação que
estabelecem entre si;
• A qualidade da
interação que
estabelecem com as
funcionárias
responsáveis pelo
serviço.
PLANIFICAÇÃO
SERVIÇO DE ANIMAÇÃO SOCIOEDUCATIVA18
Competências Atividades Material Avaliação
• Saber estar e brincar • Acolhimento: manhã/tarde; •Equipamentos e Observar:
em grupo; • Lanche; materiais existentes • O interesse e adesão das
• Partilhar materiais; • Atividades de livre escolha no espaço, crianças ao período do
• Expressar opiniões e das crianças; •Materiais de prolongamento;
respeitar as dos outros; • Brincar nos espaços desgaste e • O interesse e
• Cumprir as regras existentes; recicláveis; envolvimento nas
estabelecidas; • Ouvir música; •Outro material atividades;
• Explorar diferentes • Ouvir histórias; ocasional que se • Os diálogos e
materiais e situações • Cantar canções; considere oportuno sentimentos que
de jogo; • Construção de Jogos utilizar expressam;
• Desenvolver a (encaixe, legos…grandes • Como utilizam os
criatividade; construções); materiais;
• Participar nas • Plasticina/massa de cores; • A qualidade da
atividades; • Jogos de motricidade geral; interação que estabelecem
• Desenvolver a • Jogos tradicionais; entre si;
capacidade de • Teatros de fantoches; • A qualidade da
iniciativa, decisão e • Danças de roda; interação que estabelecem
livre escolha. com a animadora.
• Desenhos;
• Pinturas;
• Visionamento de filmes;
• Jogos de computador;
• Natação;
• Saídas para o exterior:
brincar no recreio/parque.

17
A planificação aqui apresentada é a que foi elaborada para o departamento. Será a utilizada pelos serviços CAF em cada Jardim
de Infância com as necessárias adaptações a cada realidade.
18
A planificação aqui apresentada é a que foi elaborada para o departamento. Será a utilizada pelos serviços CAF em cada Jardim
de Infância com as necessárias adaptações a cada realidade.

Educadora – Isabel Moreira Página 13