Está en la página 1de 67

A CULTURA DA ÁGORA

• Depois das Guerras Pérsicas a Civilização


Grega atingiu o apogeu no século V a.C.
• A Grécia é uma zona muito montanhosa e com
solos pouco fertéis, o que levou os gregos a
dedicarem-se ao comércio marítimo,
artesanato, indústria, pesca, criação de gado e
agricultura. Esta situação também os levou a
emigrar, estabelecendo-se nas costas do Mar
Mediterrâneo e do Mar Negro, formando a
chamada Magna Grécia- grande Grécia-
• Na Civilização Grega destacou-se a cidade-
estado ou pólis de Atenas.
• No século V a.C. Atenas era uma rica e
poderosa cidade, onde se desenvolveu o
comércio, os ofícios, as indústrias e a
agricultura.
• No século V a.C. Atenas atingiu a estabilidade
política, tendo aperfeiçoado a Democracia _
palavra grega que significa o governo do povo-
• Mas existiu uma longa evolução política em
Atenas antes do aperfeiçoamento da
Democracia.
• Destacam-se os seguintes políticos e as
respectivas medidas :
• 1-Sólon: defendeu uma justiça igual para todos e
a repartição dos cargos públicos pelas várias
classes sociais;
• 2-Písistrato : desenvolveu a economia e a cultura
em Atenas;
• 3-Clístenes : fundou a Democracia; os cidadãos
são iguais perante a lei, têm direitos políticos
iguais, com os mesmos direitos e deveres do uso
da palavra nas assembleias.
• 3- Péricles : aperfeiçou a democracia-
• -diminuiu o poder dos mais ricos e poderosos
no areópago;
• -aumentou o poder da assembleia e tribunal
do povo;
• -criou um subsídio diário para que os cidadãos
mais pobres pudessem participar na política
de Atenas.
• Péricles consolidou a Democracia directa,
onde o governo está sujeito à soberania
popular e à vontade dos cidadãos.
• No entanto a Democracia ateniense era incompleta
ou imperfeita:
• A-só os cidadãos participavam na política de Atenas;
• B-A maioria da população ateniense não podia
participar na política da sua cidade
• No século V a.C. Atenas também se desenvolveu
do ponto de vista cultural e artístico;
• Depois das Guerras Pérsicas Atenas foi restaurada
e reconstruída( existia riqueza e mão-de-obra
abundante ), tendo-se construído ou restaurado
as muralhas, templos, pórticos, fontes, edifícios
municipais e a famosa acrópole.
• Péricles usou indevidamente dinheiro do Tesouro
da Liga de Delos para reconstruir Atenas e para
impôr às outras cidades-estado o seu enorme
poder político-militar.Por outro lado continuou a
exigir impostos às cidades da Liga de Delos,
mesmo depois das Guerras Pérsicas terem
terminado.
• Assim durante o governo de Péricles, muitos
artistas, intelectuais e filósofos da Magna Grécia
e de outras cidades-estado gregas vieram viver e
trabalhar para Atenas, tendo esta cidade
recebido também influências culturais e artísticas
do Egipto, da Mesopotâmia, de Creta e de
Micenas.
O apogeu de Atenas foi éfemero; foi aumentando a
contestação e a crítica a Péricles e ao seu
governo. Foi aumentando a rivalidade entre
Atenas e Esparta, o que gerou a Guerra do
Peloponeso , em 435 a.C.Atenas perdeu esta
guerra e iniciou o período da sua decadência.
BIOGRAFIA-PÉRICLES
• Importante político e estratega ateniense, teria
nascido entre os anos de 495 e 492 a.C. e morreu
em 429 a.C. em plena Guerra do Peloponeso.
• De origem aristocrática, cresceu num ambiente
de tolerância e de liberdade.
• Governou Atenas entre 460 e 429 a.C., tendo
contribuído decisivamente para o apogeu de
Atenas e da Civilização Grega em todos os
aspectos.
• Era considerado um político inteligente,
eloquente, patriota e grande defensor de Atenas.
• No entanto, o seu governo teve algumas
contradições :
• -Limitou o direito de cidadania;
• -Usou indevidamente o Tesouro da Liga de Delos;
• -Contribuiu para a Guerra do Peloponeso.
A PÓLIS DE ATENAS: A ÁGORA, O PORTO E O MAR
• Para os atenienses a sua cidade-estado era o
espaço físico da pólis, ou seja, a comunidade
dos cidadãos.
• No século V a.C. Atenas tinha três zonas :
• 1-a acrópole, ou seja, a fortaleza na zona mais
alta da cidade;
• 2-a ágora, na zona baixa e labiríntica da
cidade;
• 3- O porto do Pireu e os campos envolventes.
• 1- a acrópole de Atenas:
• Zona alta e muralhada da cidade;
• Restaurada e embelezada por Péricles após as
Guerras Pérsicas;
• Tinha templos, tesouros, estátuas e relvados;
• Era um grandioso e monumental conjunto ligado
à arte e cultura gregas;
• Era um local sagrado, defensivo, de culto e de
civismo;
• Na acrópole destacam-se os Propileus, o
Pártenon, o Erectéion, o templo de Atena Niké e
vários tesouros ( pequenas construções que
guardavam jóias, armas e dinheiro oferecidos
pelos cidadãos e peregrinos ).
• 2- a ágora : era a praça pública das cidades
gregas, tendo várias funções :
• -Política: sede de governo e administração da
cidade;
• -Económica: mercado com lojas fixas, para
comércio, ofícios e artesanato;
• -Religiosa : templos e estátuas de deuses;
• -Judicial : tribunais, que se reuniam nas stoas ou
no areópago;
• Cívica : zona de discussão livre e aberta à
participação de todos os cidadãos interessados,
valorizando-se a arte de bem falar em público e a
racionalidade dos argumentos.
• A ágora ficava abaixo da acrópole, era ladeada
de stoas ( pórticos colunados, cobertos,
rectangulares; serviam para locais de
encontros públicos e privados, conferências e
jantares ), tribunais, o areópago, bairros
simples e ruas labirínticas.
• O centro da ágora era o mercado.
RECONSTITUIÇÃO DE UMA STOA
• 3- O porto do Pireu :
• Ficava a 10 km de Atenas;
• Tinha três baías ; as duas primeiras eram
enseadas de navios de guerra; a terceira era
um importante porto comercial com pórticos,
armazéns, bolsa, edifícios administrativos,
navais e religiosos. Entre as três baías existia
uma ágora, um teatro, um santuário e bairros
habitacionais.
• Péricles ordenou que o Pireu fosse muralhado,
para melhor defesa.
AS GUERRAS PÉRSICAS E A BATALHA DE SALAMINA-
480 a.C
• O conflito entre a Grécia e a Pérsia ocorreu
nos reinados dos reis persas Dario e Xerxes,
que atacaram sistemáticamente as costas
gregas, atraídos pela riqueza das pólis e para
terem acesso ao mar.
• As cidades gregas uniram-se e venceram os
persas na famosa batalha de Maratona, em
490 a.C.
Fidípides, segundo conta a lenda, foi mandado por
Milcíades a correr os 42 quilómetros que separavam
Maratona de Atenas para anunciar a vitória grega. Após
anunciá-la com a frase "Alegrai-vos, atenienses, nós
vencemos!", caiu morto devido ao esforço.
• Dez anos depois da batalha de Maratona, o rei
persa Xerxes organizou um gigantesco exército
e atacou a Grécia;
• Perante esta forte ameaça, as pólis voltaram a
unir-se; a defesa terrestre por dirigida por
Esparta e a defesa marítima por Atenas.
• Os persas atacaram e destruíram
violentamente Atenas mas foram atraídos
para o estreito de Salamina pelo comandante
da frota ateniense, Temístocles. Este simulou a
retirada; os persas foram encurralados e
derrotados pelos agéis navios gregos.
• A vitória de Salamina associou-se ao despertar
do orgulho grego e à vitória da razão sobre a
bárbarie, um sentimento profundo que
Péricles tornou realidade na reconstrução da
acrópole de Atenas.
• Oito anos após a batalha de Salamina o
dramaturgo Ésquilo escreveu a tragédia Os
Persas ( uma encomenda de Péricles ), é a
mais antiga tragédia grega, foi estreada em
472 a. C., descrevendo a batalha de Salamina
sob o ponto de vista dos vencidos, os persas.
• Resumindo : a batalha de Salamina…
• -foi uma batalha marítima entre a liga das
cidades gregas, chefiada por Temístocles (
chefe da frota ateniense ) e os invasores
persas, chefiados pelo rei persa Xerxes,
ocorrida em 480 a.C. no golfo da ilha de
Salamina. A Grécia, liderada por Atenas, saíu
vitoriosa;
• Com esta vitória a Grécia libertou-se do
domínio persa e Atenas passou a liderar
políticamente a Grécia;
• A hegemonia de Atenas concretizou-se na
criação da Liga de Delos em 478 a. C.
• Destruída nas Guerras Persas, Atenas é
reconstruída sob a governação de Péricles no
século V a.C. Destaca-se a reconstrução da
acrópole e a protecção do porto do Pireu com
uma muralha;
• Afirma-se a identidade cultural grega : o
desenvolvimento das três ordens
arquitectónicas; o desenvolvimento da
tragédia e da comédia e da filosofia.
O TEATRO GREGO-CASO PRÁTICO
• O teatro teve a sua origem no culto ao deus
Dionísio, em festas onde se entoavam poemas
e músicas dançadas pelo coro –ditirambos-
• A partir do século VII a.C. os enredos
tornaram-se mais complexos e passaram a ser
escritos por grandes autores;
• As peças teatrais-comédias e tragédias- eram
encomendadas pelos altos magistrados e
pelos ricos cidadãos, existindo concursos
teatrais.
• Os actores eram normalmente três homens
disfarçados e usando saltos altos-coturnos- e
máscaras;
• Existia também o coro- 12 pessoas-que
dançavam , cantavam e comentavam a acção ,
preparando o público para o momento mais
importante da peça.
• Inicialmente os teatros eram construções
simples e feitas em madeira; a partir do século
V a.C. passaram a ser feitos de pedra,
aproveitando a inclinação das colinas , tendo
excelente acústica e envolvência natural.
PLANTA E CORTE DO TEATRO DO EPIDAURO, SÉCULO V a.C

LEGENDA- 1-BANCADA-destinada aos espectadores


2-ORQUESTRA-zona circular destinada ao coro
3-PALCO-local da acção ou camarim dos actores
4-PARODOS- entrada lateral junto à orquestra
• Existiam dois tipos de peças na Grécia Antiga :
• 1- A Tragédia:
• É o género teatral mais antigo;
• Teve o seu apogeu na época de Péricles;
• Representava a vida dos deuses, a luta do
Homem contra o seu destino, o fatalismo e a
maldição;
• O seu texto e ritmo vão evoluíndo num
crescendo, prendendo o interesse do
espectador.
• 2- A Comédia :
• É um género teatral mais tardio e menos
duradouro;
• Temática quotidiana, inspirada na sociedade,
na política, nos vícios, modas, hábitos e
atitudes dos políticos, escritores, filósofos e
até deuses.
DURANTE AS REPRESENTAÇÕES
TEATRAIS TODAS AS ACTIVIDADES
DA CIDADE PARAVAM; OS
ESPECTÁCULOS REALIZAVAM-SE EM
DIAS DE FESTA E FERIADOS; OS
MAIS POBRES ERAM
REEMBOLSADOS PELA PERCA DO
DIA DE TRABALHO

RECONSTITUIÇÃO DO TEATRO GREGO E


TEATRO DO EPIDAURO NA
ACTUALIDADE
TEATRO DO EPIDAURO NA ACTUALIDADE- TINHA CAPACIDADE
PARA 15 MIL ESPECTADORES. TODOS PODIAM IR AO TEATRO,
EXCEPTO OS ESCRAVOS. O ESPECTÁCULO ERA PAGO PELOS
CIDADÃOS MAIS RICOS.
ASPECTOS DO TEATRO GREGO: ACTORES E
MÁSCARA DA COMÉDIA
ÉSQUILO E A TRAGÉDIA OS PERSAS-472 a.C.
• Esta tragédia grega foi uma encomenda de
Péricles e a sua temática é a vitória dos gregos
na batalha de Salamina e os sentimentos dos
persas; mostrando-se valores de compaixão,
moderação, ética, humanismo e pacifismo;
• Existe uma interrogação sobre o sentido da
vida humana e o seu destino; sobre o poder
dos deuses sobre a vida e o destino dos seres
humanos e a vingança dos deuses sobre quem
tenta contrariar o seu destino;
• Nesta tragédia Ésquilo valorizou o coro,
realçou a cenografia,música e a dança, que
acentuam a dor dos persas;
• A linguagem desta tragédia é simples, a acção
decorre sem grandes surpresas, numa
atmosfera fatal e moralizante, cumprindo o
carácter religioso e cívico do teatro;
• O tema desta tragédia é o castigo dos deuses
pela soberba e arrogância humanas-
personificadas por Xerxes, rei dos Persas;
• O assunto é a batalha de Salamina, que os gregos
venceram devido ao apoio e protecção dos
deuses;
• Personagens : o coro- 12 actores-; a rainha
Atossa- mãe de Xerxes-; a alma do rei Dario; o
mensageiro ou correio; o jovem rei Xerxes e o
chefe do coro que dialoga com os outros actores.
• Ésquilo- 525-465 a.C.- de origem nobre , nasceu
em Atenas e combateu nas Guerras Persas.
Dedicou-se, ainda muito jovem à poesia e ao
teatro. Baseou-se nos mitos, deuses e lendas. As
suas peças têm uma consciência moral e uma
aceitação/obediência às leis.
OS JOGOS OLÍMPICOS
• Os gregos acreditavam na importância do
desporto como treino para a guerra e como
forma de honrar os deuses;
• Existiam competições locais mas a mais
importante eram os Jogos Olímpicos, que se
realizavam na cidade-estado de Olímpia de
quatro em quatro anos , em honra do deus
Zeus;os gregos acreditavam que estes jogos
tinham sido criados pelos deuses em Olímpia;
• O êxito nos jogos enchia de honra o atleta, a
sua família e cidade;
• Os jogos eram tão importantes que as guerras
eram suspensas durante a sua realização;
• Só competiam cidadãos gregos e atletas não
profissionais. Os estrangeiros, escravos e
mulheres não podiam competir.Os melhores
recebiam simbolicamente coroas de louros ou
de oliveiras; tornavam-se estimados e
admirados, pois tinham ultrapassado os seus
limites, atingindo a excelência. Eram
imortalizados por poetas e escritores.
• Olímpia tinha um importante santuário com
templos,edifícios religiosos, edifícios de
competições, treino e apoio aos atletas.
Destacam-se os seguintes :
• -a Palestra: local de provas de luta, boxe e saltos;
• -o Ginásio: local de treino;
• -o Estádio: local de corridas.
• Era normal os Jogos Olímpicos durarem cinco
dias.Os Jogos Olímpicos contemporâneos
realizaram-se, pela primeira vez, em 1896 em
Atenas, organizados pelo francês Pierre de
Coubertin.
• Que provas desportivas se realizavam nos
Jogos Olímpicos ?
• -Corrida
• -Corrida de cavalos
• -Luta
• -Pugilato
• -Pancrácio( combinação de luta e pugilato)
• -Pentatlo ( lançamento do disco, dardo e salto
em comprimento )
PINTURAS DE VASOS GREGOS
REPRESENTANDO MODALIDADES DOS
JOGOS OLÍMPICOS
O DÍSCOBOLO OU O LANÇADOR DO DISCO E A
TOCHA OLÍMPICA
A MITOLOGIA E A RELIGIÃO GREGAS

• A Mitologia é a história fabulosa dos deuses e


heróis da Antiguidade; foi o modo de
expressão simbólica com que as civilizações
antigas explicaram factos históricos e factos
inexplicáveis. Os mitos eram transmitidos
pelos sacerdotes e pelo povo.
• A Mitologia também teve a sua origem em
acontecimentos sociais ou morais.
• A Mitologia grega é fruto da imaginação e
génio gregos;
• O esforço, a preserverança, o amor, o ódio, a
coragem, a cobardia, a vingança, a traição, a
tentação ou o mérito eram retratados em toda
a sua natureza fantástica através de mitos
muito detalhados e aceites por todos.
• Os antigos gregos eram politeístas; tinham
cerca de 30 mil deuses; estes eram
semelhantes aos humanos mas eram imortais
e podiam mudar de forma.
• Para que os deuses protegessem os humanos
realizavam-se cultos no interior e exterior dos
templos- sacrifícios, libações( deitar vinho ou
azeite sobre estátuas de deuses ou os
sacerdotes bebiam vinho em honra dos
deuses), oferendas, canções, danças e
procissões – como as Panateneias e as
Grandes Dionísias-
• A Mitologia grega foi transmitida através da
literatura e das artes plásticas.
OS PRINCIPAIS DEUSES DA MITOLOGIA GREGA
ATENA APOLO

HERMES
HADES

DIONISIO
AFRODITE
HÉRCULES

ZEUS

OS DEUSES DO OLIMPO, FRESCO DE GIULIO


ROMANO,SÉCULO XVII
ANTIGOS GREGOS NO INTERIOR DE UM TEMPLO-RECONSTITUIÇÃO-
VÁRIAS REPRESENTAÇÕES DE ATENA, UMA DAS DEUSAS MAIS IMPORTANTES DO
PANTEÃO GREGO
UM MITO GREGO: LEDA E O CISNE

DIFERENTES ABORDAGENS PARA O


MESMO TEMA: EM CIMA UMA
OBRA DE CORREGGIO E AO LADO
DE FRANÇOIS BOUCHER
O MITO DE LEDA E O CISNE DE LEONARDO DA VINCI, MIGUEL ÂNGELO E RUBENS
LEDA E O CISNE DE VERONESE E
SALVADOR DALÍ
• LEDA ERA CASADA COM O REI DE ESPARTA TÍNDARO MAS
ZEUS, APAIXONADO POR ELA, TRANSFORMOU-SE NUM BELO
CISNE E SEDUZIU-A. CONSEQUENTEMENTE , LEDA PÔS DOIS
OVOS, DOS QUAIS NASCERAM QUATRO FILHOS : HELENA E
CLITEMNESTRA, CASTOR E PÓLUX.
• TODOS OS QUATRO FILHOS FORAM CÉLEBRES:
• -CASTOR FOI UM PODEROSO GUERREIRO E DOMADOR DE
CAVALOS;
• -PÓLUX FOI UM GRANDE JOGADOR DE PUGILATO;
• -HELENA FOI RAPTADA PELO PRÍNCIPE TROIANO PÁRIS,
DANDO INÍCIO À GUERRA DE TRÓIA;
• -CLITMENESTRA FOI OBRIGADA A CASAR COM O REI DE
MICENAS AGAMÉMON.
SIR FREDERIC LEIGHTON- O JARDIM DAS HESPÉRIDES- Nesta obra vemos três das
Hespérides adormecidas no seu jardim, por baixo da macieira guardada pela serpente
Ládon. O 11º trabalho de Hércules consistia em encontrar e roubar estas maçãs de
ouro e dá-las a Euristeu, seu primo e senhor.
A FILOSOFIA GREGA
• A Filosofia surgiu na Grécia e palavra significa
amar ou aspirar à sabedoria;
• Esta ciência procura conhecer, saber e dar
resposta às questões da Natureza, do Homem
e da sua criação, distanciando-se das
explicações mitológicas para dar
protagonismo à razão ou ao racional;

• Inicialmente a especulação filosófica


confunde-se com os primeiros passos da
investigação científica:
• Os primeiros filósofos são conhecidos como
Pré-Socráticos – entre eles destacam-se Tales
de Mileto,Anaximandro, Pitágoras, Heraclito e
Anaximedes-
• Estes filósofos preocuparam-se com os
fenómenos naturais originados pelos quatro
elementos- água, fogo, ar e terra- e
concluíram que a ordem do Universo era
explicada através de uma ordem matemática.
• A filosofia Pré-Socrática marca a passagem do
mito à razão.
• O pensamento grego e a sua filosofia resultam
de um longo e organizado processo de
racionalização e humanização de conceitos
religiosos implícitos nos mitos que os gregos,
inicialmente assimilaram das Civilizações
Orientais. Estes mitos explicavam de modo
sobrenatural, a origem e existência do
Universo, da Natureza, dos Deuses e do
Homem.
• No século VI a.C. nas colónias gregas da Ásia
Menor, como Mileto, devido ao bem estar
económico e vivência do ócio( suscitador do
espírito reflexivo e crítico ) surgiu a Filosofia.
• No século V a.C. em Atenas deu-se um novo
impulso no pensamento e na Filosofia.
• Destacam-se os seguintes filósofos:
• 1-Sofistas : defendem a arte de bem falar e
argumentar, através da retórica e dialéctica;
consideraram que a Verdade é subjectiva e
depende de cada um.
• 2- Sócrates-470-399 a.C.- Só o conhecimento
de si próprio e de tudo o que rodeia o Homem
lhe permite chegar à virtude, verdade, bem e
belo;
• 3-Platão -427-347 a.C.- Aluno de Sócrates.
Viveu em Atenas já numa época de crise e de
decadência. Defendeu a existência de uma
sociedade perfeita, justa e harmoniosa com a
Natureza. Valorizou o conhecimento empírico
– baseado na experiência - mas sobretudo a
razão e a moral;
• 4-Aristóteles-384-322 a.C.- Aluno de Platão.
Defendeu a observação do real, da
experimentação e a valorização da razão para
sistematizar os conhecimentos com vista à
procura de causas e leis gerais da matéria.
PLATÃO

ARISTÓTELES

SÓCRATES

A ESCOLA DE ATENAS, RAFAEL SANZIO, FRESCO, 1509-


PITÁGORAS 1511,STANZA DELLA SEGNATURA, VATICANO, 772 CM

HERACLITO DIÓGENES EUCLIDES PTOLOMEU