Está en la página 1de 6
ESTADO DE GOIAS CEE GOVERNADORIA Go CONSELHO PLENO RESOLUGAO CEEI/CP N.08 de 09 de dezembro de 2016. Regulamenta a oferta da Educagdo de Jovens e Adultos(EJA), presencial e a distancia, no Sistema Educativo do Estado de Golds e da outras providéncias. © CONSELHO ESTADUAL DE EDUCAGAO DE GOIAS - CEEIGO, usando de suas atribuigdes legais, tendo em vista os Arts. 205, 206, 208, 209 e 214, da Constituigao da Republica Federativa do Brasil de 1988, Art. 160, da Constituicéo Estadual de 1989, inciso V, do Art.10, 37 e 38 da Lei N. 9.394, de 20 de dezembro de 1996 e 0 inciso VI, dos Art. 14, 54, 55, 56, 57 e 76, da Lei Complementar Estadual N. 26, de 28 de dezembro de 1998, Lei N. 18.969 de 22 de julho de 2015 que institu o Plano Estadual de Educagao, a Lei N. 13.005 de 25 de junho de 2014 que estabelece o Plano Nacional de Educagao de 25 de junho de 2014, a Resolucéo CNEICEB N. 03, de 15 de junho e o Parecer CEE N.11, de 10 de junho de 2011; RESOLVE: DA EDUCACAO DE JOVENS E ADULTOS - EJA Secaol Do Conceito de EJA Art. 1°. A educagao de jovens e adultos — EJA destina-se téo somente Aqueles que nao tiveram acesso a escola na idade propria, legalmente prevista, ou que nela nao puderam permanecer, tendo como objetivo precipuo proporcionar-lhes a oportunidade para cursar a educacao basica, direito subjetivo e universal. Paragrafo Unico. A escola, ao ministrar uma etapa de EJA, deve se comprometer a integralizar todos os periodos letivos que a etapa requer, no turno previsto. \ CConselho Estadual de Edueacio de Golds us 03, esquina com rua 23, setor Central, Goldni-GO E-mait presienciscesgo@amaiicom | qwidora-cee@palacio gogovr | Ste: www cee.go govbr ESTADO DE GOIAS CEE GOVERNADORIA GO f Ns Conseiho Estadual de Educagio de Golés i CONSELHO PLENO Segao Il Dos Preceitos e Parametros Art. 2°. A EJA obedece aos seguintes parametros: | - Idade minima de 15 (quinze) anos para o ingresso no ensino fundamental na sua oferta presencial e de 18 (dezoito) anos para o ingresso no Ensino Fundamental em EaD e no ensino médio, seja presencial, seja em EaD; Il - Observancia do curriculo pleno e das diretrizes curriculares, tanto da base nacional comum, quanto da parte diversificada, conforme dispée a Lei N. 9394/96 e a Lei Complementar Estadual N. 26/98; Ill - Frequéncia de 75% (setenta e cinco por cento) nas atividades escolares previstas para o médulo na modalidade EJA; IV - Efetivagéo de matricula a qualquer dia do ano letivo, sem prejuizo do cumprimento da carga hordria total; V - Avaliagéo da aprendizagem continua, cumulativa e com absoluta prevaléncia dos aspectos qualitativos sobre os quantitativos; VI - Acompanhamento especial individualizado e recuperagao paralela ofertada aos alunos que demonstrarem dificuldades de desenvolvimento e efetuada por equipe devidamente preparada, em hordrio compativel com a atividade profissional exercida pelo educando. § 1° A avaliacao na EJA deve respeitar as caracteristicas proprias deste aluno: idade, desenvolvimento, experiéncia laboral, participagdo nas atividades escolares, criatividade e capacidade de tomar iniciativa, de apropriar-se dos contetidos ministrados, comunicagéo com colegas, professores e demais agentes educativos, sociabilidade, visando assimilacéo dos _conhecimentos, desenvolvimento nas habilidades de ler-escrever-interpretar-comunicar, € aquisigéo das competéncias, conhecimentos, atitudes e valores oriundos, de maneira formal e informal, da escola, da experiéncia e do mundo do trabalho. § 2° A peculiaridade e a operacionalizacao deste processo de avaliagao escolar deve estar definida no PPP e no Regimento da unidade escolar, e deve ser conhecida e aplicada por todos os educadores. § 3° O processo de desenvolvimento da aprendizagem de cada educando deve ser objeto de rigorosa verificagdo e andlise permanente pelo Conselho de Classe, auténomo em suas decisées. Rua 03, esquina com rua 23, setar Central, Golénia-GO E-mai presidenciaceeso@amallcom | quvidor-cee@palacogogovtr | Ste: ww.cve.go.gov.br ESTADO DE GOIAS iG E E GOVERNADORIA GO _CONSELHO PLENO § 4° O conselho de classe deve tomar as medidas que se fizerem Necessdrias para o aprimoramento do processo de aprendizagem e para a recuperago imediata da aprendizagem de cada aluno que apresentar dificuldades de qualquer natureza. § 5° O aluno de EJA sem comprovante de vida escolar anterior, no ato da matricula, sera submetido a classificagao, que o posicionara na etapa compativel com seu grau de desenvolvimento e conhecimentos j4 adquiridos de maneira formal e informal, obedecidos os parametros desta Resolugdo e da legislagao que rege a matéria, Art. 3°. Cabe a mantenedora e a instituicéo educacional ofertante, devidamente credenciada e autorizada, que oferecer EJA para educandos do campo, quilombolas, indigenas e reeducandos do sistema prisional, prever e organizar no PPP a oferta com a flexibilidade curricular e a frequéncia exigidas, no respeito as condigdes peculiares do educando, a sua idade, competéncia e demais critérios necessarios para melhorar o processo de ensino-aprendizagem. Art. 4°. A duragéo minima dos cursos de EJA, independentemente da forma de organizagao curricular definida na Proposta Pedagdgica aprovada pelo 6rgao competente, 6 a seguinte: I~ para os anos iniciais do Ensino Fundamental (do 1° ao 5° ano incluido) a duragdo desta primeira etapa sera de 1.200 (mil e duzentas) horas em, no minimo, 1 ano e 6 meses; Il - para os anos finais do Ensino Fundamental (do 6° ao 9° ano incluido), a duragdo desta segunda etapa serd de 1.600 (mil e seiscentas) horas em, no minimo, 2 anos; Il - para o Ensino Médio, a duragdo desta terceira etapa sera de 1.200 (mil e duzentas) horas em, no minimo, 1 ano e 6 meses. § 1° - O aluno que solicitar acesso 4 segunda etapa de EJA, sem ter cursado a primeira etapa, deveré ser submetido a processo de classificagdo a fim de comprovar se possui as competéncias exigidas na conclusdo da primeira etapa. § 2° - Para a Educagao Profissional Técnica de Nivel Médio integrada com 0 Ensino Médio a duragao sera de 1.200 (mil e duzentas) horas destinadas a0 ensino médio, acrescentada cumulativamente da carga horaria minima exigida pela habilitagao profissional técnica de nivel médio. Art. 5°. Os estudos de EJA realizados em instituicdes estrangeiras Poderao ser aproveitados junto as instituigses nacionais, mediante a avaliagdo documental dos estudos e, se necessario, aplicando o processo de classificagao, de Me Rus 03, esquina com rua 23, setor Central, Govtna-GO Ermalt presidencicsego@amallcom | gwidoria-cee@palaciogagovibr | Site: yww.coe.ao.gov br CConsotho Estadual de Educagso de Gi