Está en la página 1de 60

Diário Oficial

ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - SP


ANO 46 - Nº 10.495 Sexta-feira, 27 de Julho de 2018 www.ribeiraopreto.sp.gov.br

Saúde, pela Sra. MARIA ALICE NOGUEIRA ALVES, R.G. nº


PODER EXECUTIVO
EXECUTIVO 19.169.036, código funcional nº 20.670-6, Agente de Admi-
nistração, regida pelo regime jurídico estatutário.
Gabinete do Prefeito PORTARIA Nº 0923
Gabinete do Prefeito Municipal
DE 23 DE JULHO DE 2018
SR. DUARTE NOGUEIRA, PREFEITO MUNICIPAL DE RI- Concede ao Sr. EDUARDO DINIZ, R.G. nº 28.554.816-3,
BEIRÃO PRETO, NA FORMA DA LEI, código funcional nº 41.353-1, Agente de Combate às Ende-
mias, regida pelo regime jurídico estatutário, 20 (vinte) dias
RESUMO DE PORTARIAS
de férias, referentes ao período de 2017/2018, retroagindo
PORTARIA Nº 0918 os efeitos a partir de 10 de julho de 2018, e está sendo subs-
DE 23 DE JULHO DE 2018 tituído na função gratificada de Supervisor de Campo, da Se-
Nomeia, a partir de 30 de julho de 2018, a Sra. CATHERINE cretaria Municipal da Saúde, pela Sra. CYNTHIA PEREZ DE
D’ANDREA, R.G. nº 25.290.436-9, para exercer o cargo de ABREU, R.G. nº 20.478.210-7, código funcional nº 41.773-1,
provimento em comissão de Chefe da Divisão de Fomento à Agente de Combate às Endemias, regida pelo regime jurídi-
Indústria e Turismo, símbolo C-2, da Secretaria Municipal de co estatutário.
Planejamento e Gestão Pública.
PORTARIA Nº 0924
PORTARIA Nº 0919 DE 23 DE JULHO DE 2018
DE 23 DE JULHO DE 2018 Concede à Sra. FABIANA ISABEL DOS SANTOS, R.G. nº
Prorroga, de 01/01/2018 a 04/03/2018, a cessão da Sra. 40.234.562-9, código funcional nº 29.864-3, Agente de Com-
MARIA IVONE DE ALMEIDA, R.G. nº 7.985.864-8, código bate às Endemias, regida pelo regime jurídico estatutário, 15
funcional nº 33.526-3, Agente de Administração, regida pelo (quinze) dias de férias, referentes ao período de 2016/2017,
regime jurídico estatutário, da Prefeitura Municipal de Ribei- retroagindo os efeitos a partir de 10 de julho de 2018 e está
rão Preto (Secretaria Municipal da Educação), para prestar sendo substituída na função gratificada de Supervisora de
serviços junto ao Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo, Campo, da Secretaria Municipal da Saúde, pelo Sr. ERNAN-
juízo da 108ª Zona Eleitoral - Ribeirão Preto - SP, sem pre- DES JOSÉ MARTINS, R.G. nº 8.057.592-4, código funcional
juízo dos vencimentos e das demais vantagens, reassumindo nº 41.509-7, Agente de Combate às Endemias, regido pelo
suas funções na Secretaria Municipal da Educação, em 05/ regime jurídico estatutário.
03/2018.
PORTARIA Nº 0925
PORTARIA Nº 0920 DE 23 DE JULHO DE 2018
DE 23 DE JULHO DE 2018 Concede à Sra. DANIELLE ALINE BARATA ASSAD, R.G.
Concede à Sra. MARILENA RODRIGUES GONÇALVES, nº 41.355.791-1, código funcional nº 41.446-5, Terapeuta
R.G. nº 6.705.956, código funcional nº 22.973-0, 10 (dez) Ocupacional, regida pelo regime jurídico estatutário, 10
dias de férias, referentes ao período de 2015/2016, a partir (dez) dias de férias, referentes ao período de 2017/2018,
de 06 de agosto de 2018, devendo ser substituída no cargo retroagindo os efeitos a partir de 10 de julho de 2018, tendo
de provimento em comissão de Chefe da Divisão de Elabo- sida substituída na função gratificada de Gerente CAPS III -
ração Legislativa, do Executivo Municipal, pela Sra. LARISSA “Dr. André Santiago”, da Secretaria Municipal da Saúde, pelo
MARA ASCÊNCIO PAROLO, R.G. nº 35.324.917-8, código Sr. EDER SHINDI WAKI, R.G. nº 14.170.708, código funcio-
funcional nº 35.959-6, Agente de Administração, regida pelo nal nº 22.186-1, Cirurgião Dentista, regido pelo regime jurí-
regime jurídico estatutário. dico estatutário, cumulativamente com a função gratificada
de Gerente do Centro de Atenção Psicossocial Infantil - Drª
PORTARIA Nº 0921 Teresinha Garcia Gradim - CAPS Infantil, da referida secre-
DE 23 DE JULHO DE 2018 taria.
Concede à Sra. MARTA LÚCIA QUINTINO PEREIRA, R.G.
nº 6.705.956, código funcional nº 42.344-8, 15 (quinze) dias PORTARIA Nº 0926
de férias, referentes ao período de 2017/2018, retroagindo DE 23 DE JULHO DE 2018
os efeitos a partir de 02 de julho de 2018, tendo sido subs- Concede à Sra. ELAINE APARECIDA PASTORELLI, R.G.
tituída no cargo de provimento em comissão de Chefe da nº 15.813.374-2, código funcional nº 33.125-0, Enfermeira,
Seção de Subalmoxarifado, da Secretaria Municipal da Saú- regida pelo regime jurídico estatutário, 15 (quinze) dias de
de, pelo Sr. ROGER LUIZ DE GODOY ALBERTINI, R.G. nº férias, referentes ao período de 2016/2017, a partir de 13 de
20.722.893-0, código funcional nº 22.028-8, Agente de Admi- agosto de 2018, devendo ser substituída na função gratificada
nistração, regida pelo regime jurídico estatutário. de Gerente da UBS “Dr. Alvaro Panazzolo”- Vila Albertina, da
Secretaria Municipal da Saúde, pela Sra. CLAUDIR DE
PORTARIA Nº 0922 SOUZA HAYAXIBARA SAMPAIO, R.G. nº 11.862.040-X,
DE 23 DE JULHO DE 2018 código funcional nº 3.963-0, Cirurgiã Dentista, regida pelo
Concede à Sra. ANA PAULA PESSINI, R.G. nº 21.879.885- regime jurídico estatutário, cumulativamente com a função
4, código funcional nº 21.261-7, Agente de Administração, gratificada de Gerente da UBS “Ernesto Che Guevara” -
regida pelo regime jurídico estatutário, 15 (quinze) dias de Maria Casagrande Lopes, da referida secretaria.
férias, referentes ao período de 2014/2015, retroagindo os
efeitos a partir de 02 de julho de 2018, tendo sido substituída PORTARIA Nº 0927
na função gratificada de Secretária do Departamento de DE 23 DE JULHO DE 2018
Atenção à Saúde das Pessoas, da Secretaria Municipal da Retifica a portaria nº 0856 de 11 de julho de 2018, publicada
2
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

no D.O.M. de 17 de julho de 2018, referente a substituição de Municipal da Educação, a partir de 01 de agosto de 2018, nos
férias pelo Sr. GUSTAVO CUNHA ALMEIDA SILVA, para termos do Processo nº 02.2017.030072-9.
constar, onde se lê: código funcional nº 42.167-4; leia-se:
código funcional nº 40.938-0. PORTARIA Nº 0929
DE 23 DE JULHO DE 2018
PORTARIA Nº 0928 Interrompe a licença sem vencimentos, concedida à Sra.
DE 23 DE JULHO DE 2018 BRUNA CRISTINA GIORDANO, R.G. nº 41.355.241-X, có-
Interrompe a licença sem vencimentos, concedida à Sra. digo funcional nº 38.945-2, PEB I, regida pelo regime jurídico
CARLA CAROLINE GIORDANO, R.G. nº 27.834.364-8, có- estatutário, devendo reassumir suas funções na Secretaria
digo funcional nº 38.767-0, PEB I, regida pelo regime jurídico Municipal da Educação, a partir de 01 de agosto de 2018, nos
estatutário, devendo reassumir suas funções na Secretaria termos do Processo nº 02.2017.030071-0.
PORTARIA Nº 0930
DE 25 DE JULHO DE 2018
Prorroga até 31 de dezembro de 2018, a nomeação interina dos Servidores abaixo relacionados, regidos pelo regime jurídico
estatutário, para exercerem os cargos de provimento em comissão, da Secretaria Municipal da Educação, conforme segue:
NOME R.G. Nº CÓDIGO CARGO EFETIVO CARGO EM COMISSÃO PORTARIA DE
FUNCIONAL NOMEAÇÃO E
PRORROGAÇÃO
GABRIELLA MEIER AGUILAR 40.207.401-4 36701-6 PEB II Diretora da EMEI “Teresa Hendrica Antonissen” 0873/17-1329/17
REGINA CLÉIA DA SILVA MORATTO 11.585.654-7 32.439-3 PEB I Diretora da EMEI “Carmen Massaroto” 0545/17-0815/17-1329/17
FERNANDA CRISTINA PESSOA FERREIRA DA CRUZ 32.897.878-4 34.358-4 PEB II Vice-Diretora de Escola 0627/17-0815/17-1329/17
CLARICE GALLO TAFURI 5.572.871-6 29.437-0 PEB III-Matemática Diretora da EMEF “Elisa Duboc Garcia” 0932/17-1329/17
MICHELE CRISTINA PEREIRA 33.363.365-9 38.245-8 PEB I Diretora da Escola “CEI Dom Bosco” 0726/17-0995/17-1329/17
JOSIANE DE CASTRO 40.570.827-0 39.118-0 PEB I Diretora da Escola “CEI Leonor Mertilia Costa” 0792/17-0995/17-1329/17
DANIELLE REGINA DO AMARAL CARDOSO 41.329.127-3 33.821.1 PEB II Diretora da EMEFEM “Prof. Alfeu Luiz Gasparini” 0798/17-0995/17-1329/17
RACHEL DOS SANTOS PEDROSO 33.061.275-X 39.587-8 PEB II Vice-Diretora de Escola 0816/17-0995/17-1329/17
GABRIELA REGINA MACAROFF SILVA 23.720.068-5 26.939-2 PEB II Vice-Diretora de Escola 0816/170995/171329/17
MIGUEL MORA 11.435.178 29.911-9 PEB III-Matemática Vice-Diretor de Escola 0816/17-0995/17-1329/17
ADEVANILDE BATAGIN MARTINS RIBEIRO 10.329.737-6 24.594-9 PEB III-Matemática Vice-Diretora de Escola 0816/170995/171329/17
LAÍDE MOURA ZANETI 5.238.365-9 22.255-8 PEB II Diretora da EMEF “Prof. Nelson Machado” 0172/17-0663/17-0996/17-1329/17
ADRIANA MAGRO DE SOUZA 14.211.089-9 22.962-5 PEB III-Arte Diretora da EMEF “Prof. Paulo Freire” 0172/17-0663/17-0996/17-1329/17
JOÃO MATOS CRISTOVÃO 7.599.052 25.443-3 PEB III-Inglês Diretor da EMEF “Prof. Raul Machado” 0172/17-0663/17-0996/17-1329/17
DÊNIA DE SOUZA BORGES 22.359.934-7 31.115-1 PEB I Diretora da Escola “CEI Ana Maria Chufalo” 0177/17-0663/17-0996/17-1329/17
MÔNICA LUZIA DE FREITAS 18.294.432-3 24.564-7 PEB III-Def. Auditiva Diretora do CEMEI “Dr. João Gilberto Sampaio” 0177/17-0663/17-0996/17-1329/17
APARECIDA PIN RIBEIRO 32.191.781-9 34.190-5 PEB II Diretora da EMEF “Prof. Honorato de Lucca” 0177/17-0663/17-0996/17-1329/17
SOLANGE OSEAS ANTÔNIO 22.758.012-6 23.266-9 PEB II Diretora da EMEI “Drª Maria Helena Braga Monte Serrat” 0177/17-0663/17-0996/17-1329/17
JANETE RITA COSTA ACQUARO 15.645.300 03.426-3 PEB II Diretora da EMEFEM “D. Luis do Amaral Mousinho” 0177/17-0663/17-0996/17-1329/17
ANA CRISTINA RIGOLIN MENGELLE 18.200.657-8 20.876-8 PEB II Diretora da EMEI “Anita Procópio Junqueira” 0268/17-0663/17-0996/17-1329/17
SILVANA CLAUDIA SGOBBI PAVANI 9.874.106-8 36.686-0 PEB II Diretora da EMEI “Aloizio Olaia Paschoal” 0268/17-0663/17-0996/17-1329/17
NILVA REGINA GONÇALVES MACIEL GRENGE 18.359.528-2 38.401-9 PEB I Diretora da EMEI “Drª Adriana Coutinho Brandani Camilo” 0268/17-0663/17-0996/17-1329/17
ELIANE NOGUEIRA DE REZENDE KELLER CEZAR 22.441.420-3 38.167-2 PEB I Diretora da EMEI “Dr. Wilson Roselino” 0329/17-0663/17-0996/17-1329/17
ÉRIKA CRISTINA DAL DALTI FIRMINO 27.899.084-8 41.735-9 PEB I Diretora da Escola “CEI Modelo do Marincek” 0395/17-0663/17-0996/17-1329/17
ANNAMARIA D’ANDREA 20.404.260-0 26.887-6 PEB II Diretora da EMEI “Santa Maria Goretti” 0396/17-0663/17-0996/17-1329/17
DEISE APARECIDA GONZAGA DE ALMEIDA 32.655.860-3 39.087-6 PEB I Diretora da Escola “CEI Profº Laurivaldo Fidelis” 0421/17-0663/17-0996/17-1329/17
FLÁVIA SPORTONI DE OLIVEIRA 32.191.325-5 39.079-5 PEB I Diretora da Escola “CEI Branca Serra” 0530/170663/170996/171329/17
ADIRLENE DE FARIA MELO MEIRA 20.723.342-1 30.541-0 PEB III-Matemática Vice-Diretora de Escola 1032/17-1329/17
ALESSANDRA MARA SICCHIERI 20.401.667-8 27352-7 PEB II Vice-Diretor de Escola 1054/17-1329/17
ELIANA SILVA DE OLIVEIRA 32.557.929-5 36.663-0 PEB II Diretora da EMEF “Prof. Dercy Célia Seixas Ferrari” 0942/17-1329/17
THAIS DE SOUZA SCHIMIDT 28.250.629-9 32.477-6 PEB I Diretora da EMEI “Wanda Princivalli Marçal” 0943/17-1329/17
PATRÍCIA CALCINI NOGUEIRA 24.157.222-8 30.819-3 PEB I Diretora da EMEI “Profª Amélia S. R. da Costa” 0629/17-0815/17-1329/17
DANIELE ALVES COIMBRA LEMES DA SILVA 29.513.508-6 39.468-5 PEB II Vice-Diretora de Escola 0628/17-0815/17-1329/17
FLÁVIA CRISTINA TREVISAN FANTINATTI 20.570.202-8 28.582-7 PEB II Vice-Diretora de Escola 0627/17-0815/17-1329/17
FÁBIO AUGUSTO DA SILVA LIMA 32.286.762-9 35.455-1 PEB II Vice-Diretor de Escola 0627/17-0815/17-1329/17
ANA LUIZA DE SOUZA SANTOS VITAL 29.275.027-4 29.199-1 PEB III-Educação Física Diretora da EMEF “Profª Eponina de Brito Rosseto” 0684/17-0815/17-1329/17
MARIA CRISTINA FAVA PORTELA 19.286.633-3 38.298-9 PEB I Diretora da Escola “CEI Girassol Encantado” 0683/17-0815/17-1329/17
FABIANA CRISTINA AISSA DA SILVA 28.010.690-7 35.473-0 PEB II Diretora da EMEI “Dr. Nicolau Dinamarco Spinelli” 0672/17-0815/17-1329/17

Diário Oficial
ÓRGÃO OFICIAL DO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - SP
www.ribeiraopreto.sp.gov.br
Administração/ Índice sequencial
Imprensa Oficial do Editoração PODER EXECUTIVO
Município de Ribeirão Preto Rua Saldanha Marinho, 834 - Centro
Gabinete do Prefeito
(Portarias, Ofícios, Leis Ordinárias, Leis
Cep 14010-060 - Ribeirão Preto - SP Complementares, Decretos, Resoluções.)
Lei nº 1.482 de 20/novembro/1964
ADMINISTRAÇÃO DIRETA
Lei nº 2.591 de 10/janeiro/1972
Secretarias Municipais
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JÚNIOR
Telefones (Portarias, Ofícios, Resoluções)
Coderp PABX (16) 3977-8300 ADMINISTRAÇÃO INDIRETA
Prefeito Municipal Autarquias, Empresas Públicas,
Imprensa Oficial (16) 3977-8290
Fundações e Sociedade de
Guatabi Bernardes Costa Bortolin Economia Mista.
Diretora Presidente Coderp (Portarias, Ofícios, Resoluções)
E-mail
LICITAÇÕES E CONTRATOS
Renata Bianco imprensaoficial@coderp.com.br (Atos da Administração Direta e Indireta)
Jornalista Responsável - MTb 51.623 CONCURSOS PÚBLICOS
(Atos da Administração Direta e Indireta)
Carlos Cesar Pires de Sant'Anna
Pesquisa Edições PODER LEGISLATIVO
Gerente da Imprensa Oficial www.coderp.com.br/J015/diario.xhtml (Atos Gerais)
INEDITORIAIS
(Diversos de terceiros)
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 3
PORTARIA Nº 0931 Alexander Mitiello (Suplente)
DE 25 DE JULHO DE 2018 VI - Representantes da Associação Comercial e Industri-
DESIGNA REPRESENTANTES PARA COMPOR A COMIS- al de Ribeirão Preto
SÃO CONSULTIVA DE FEIRAS ITINERANTES DO MUNI- João Luiz Bignardi (Titular)
CÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO INSTITUÍDA PELA LEI COM- Álvaro José Polastrini (Suplente)
PLEMENTAR Nº 2.828/2017. VII - Representantes do Sindicato do Comércio Varejista
DUARTE NOGUEIRA, Prefeito Municipal de Ribeirão Preto, de Ribeirão Preto
no uso de suas atribuições legais, na forma do artigo 71, João Luiz Bignardi (Titular)
inciso VII, da Lei Orgânica do Município de Ribeirão Preto, Paulo César Garcia Lopes (Suplente)
RESOLVE: VIII - Representantes do Sindicato dos Comerciários de
Artigo 1º - Designar os representantes das Entidades abaixo Ribeirão Preto
indicadas que integrarão a Comissão Consultiva de Feiras Paulo Merk Noda (Titular)
Itinerantes do Município de Ribeirão Preto. Fábio João Padilha Leite (Suplente)
I - Representantes da Secretaria Municipal da Fazenda IX - Representantes do Sindicato dos Contabilistas de
Emerson Paulo Vecchia (Titular) Ribeirão Preto
Braysson Luís Ascêncio (Suplente) Alexandre Benassi de Souza (Titular)
II - Representantes da Secretaria Municipal de Planeja- Sebastião Fernandes Lourenço (Suplente)
mento e Gestão X - Representantes do CIESP, Centro das Indústrias do
Stefânia Dallas Garcia de Brito Almeida (Titular) Estado de São Paulo, Diretoria Regional de Ribeirão Preto
Eduardo Santos Almeida (Suplente) Marcelo Regula Maçonetto (Titular)
III - Representantes da Secretaria Municipal da Saúde - Claudinei Nunes dos Santos (Suplente)
Vigilância Sanitária Artigo 2º - A presidência da Comissão Consultiva de Feiras
Carlos Alberto D’Avilla de Oliveira (Titular) Itinerantes - CCFI será exercida pelo Senhor Emerson Paulo
Dário Valente (Suplente) Vecchia, o qual terá como suplente o Senhor Braysson Luís
IV - Representantes da Secretaria Municipal de Turismo Ascêncio, secretariada pela senhora Elisângela Cristina
Edmilson Carlos Domingues (Titular) Bueno de Souza, que terá como suplente, a Senhora Camila
Raquel Teresinha Della Méa Schnorr (Suplente) de Vicaro de Souza.
V - Representantes do Corpo de Bombeiros Artigo 3º - Esta Portaria entra em vigor na data de sua publi-
Daniel Pitta de Souza (Titular) cação.

PORTARIA Nº 0932
DE 25 DE JULHO DE 2018
Exonera, a partir de 23 de julho de 2018, as Senhoras abaixo relacionadas, regidas pelo regime jurídico estatutário, do cargo
de provimento em comissão discriminados, da Secretaria Municipal da Educação, conforme segue:
NOME R.G. Nº CÓDIGO FUNCIONAL CARGO EFETIVO CARGO EM COMISSÃO
ELISABETH SILVA ANTONIO 33.629.608-3 38.481-7 PEB I Diretora da Escola “CEI Padre Nelson Costa dos Santos”
TELMA GOMES NOVATO SANT’ANNA 10.198.298 26.784-5 PEB III -Língua Portuguesa Diretora do CEMEI “Prof. Eduardo Romualdo de Souza”

PORTARIA Nº 0933 dias de férias, referentes ao período de 2015/2016, a partir


DE 25 DE JULHO DE 2018 de 17 de agosto de 2018, devendo ser substituído na função
Concede à Sra. LUCILENE GREGHI SARDINHA, R.G. nº gratificada de Encarregado de Gestão de Digitalização de
19.548.332, código funcional nº 23.294-4, Agente de Admi- Documentos, da Secretaria Municipal dos Negócios Jurídi-
nistração, regida pelo regime jurídico estatutário, 15 (quinze) cos, pela Sra. DÉBORA REGINA HADRICH PITORRI, R.G.
dias de férias, referentes ao período de 2014/2015, a partir nº 43.763.792-X, código funcional nº 42.706-0, Agente de
Administração, regida pelo regime jurídico estatutário.
de 13 de agosto de 2018, devendo ser substituído no cargo
de provimento em comissão de Chefe da Divisão de Eventos PORTARIA Nº 0936
e Programas Culturais, da Secretaria Municipal da Cultura, DE 25 DE JULHO DE 2018
pelo Sr. STÊNIO MESQUITA ZEOTTI, R.G. nº 20.570.115-2, Concede à Sra. ROGÉRIA CRISTINA VANNI BOVO, R.G. nº
código funcional nº 22.427-5, Agente de Administração, regi- 21.675.578-5, código funcional nº 22.457-7, Agente de Admi-
do pelo regime jurídico estatutário, cumulativamente com o nistração, regida pelo regime jurídico estatutário, 20 (vinte)
cargo de provimento em comissão de Diretor do Departa- dias de férias, referentes ao período de 2014/2015, re-
mento Administrativo, da referida secretaria. troagindo os efeitos a partir de 20 de julho de 2018 e está sen-
do substituída no cargo de provimento em comissão de Che-
PORTARIA Nº 0934 fe da Divisão de Gerenciamento de Pessoal, da Secretaria
DE 25 DE JULHO DE 2018 Municipal de Assistência Social, pelo Sr. WELLINGTON
Concede ao Sr. LUIS ROBERTO GARCIA MARTINS, R.G. CARLOS DE OLIVEIRA, R.G. nº 45.592.764-9, código fun-
nº 21.700.556-1, código funcional nº 83.243-7, Agente de cional nº 41.880-0, Agente de Administração, regido pelo re-
Administração, regido pelo regime jurídico estatutário, 10 gime jurídico estatutário.
(dez) dias de férias, referentes ao período de 2017/2018,
retroagindo os efeitos a partir de 18 de julho de 2018, e está PORTARIA Nº 0937
sendo substituído no cargo de provimento em comissão de DE 25 DE JULHO DE 2018
Diretor do Departamento Administrativo, da Secretaria Muni- Concede à Sra. GRAZIELA GIUSSANI SANCHEZ RO-
cipal de Infraestrutura, pelo Sr. FABRICIO LUCIANO PIN DE DRIGUES, R.G. nº 20.104.294-0, código funcional nº 42.025-
ARAÚJO, R.G. nº 43.963.411-8, código funcional nº 41.111- 2, 10 (dez) dias de férias, referentes ao período de 2017/
3, Agente de Administração, regido pelo regime jurídico esta- 2018, retroagindo os efeitos a partir de 23 de julho de 2018
tutário, cumulativamente com o cargo de provimento em co- e está sendo substituída no cargo de provimento em comis-
missão de Assistente do Secretário, da referida secretaria. são de Coordenadora para Fomentos de Projetos, da Secre-
taria Municipal da Administração, pela Sra. MARINA DE
PORTARIA Nº 0935 FREITAS FIGUEIREDO, R.G. nº 40.349.428-X, código fun-
DE 25 DE JULHO DE 2018 cional nº 31.280-8, Auxiliar de Farmacêutico, regida pelo re-
Concede ao Sr. EDMILSON FRANCISCO, R.G. nº 21. gime jurídico estatutário, cumulativamente com a função gra-
336.062, código funcional nº 32.794-5, Agente de Adminis- tificada de Secretária da Coordenadora para Fomentos de
tração, regido pelo regime jurídico estatutário, 15 (quinze) Projetos, da referida secretaria.
4
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

PORTARIA Nº 0938 XI - valores advindos de acordos, contratos, consórcios e


DE 25 DE JULHO DE 2018 convênios, termos de cooperação e outras modalidades de
Retifica a portaria nº 0904 de 19 de julho de 2018, publicada ajustes onde exista previsão expressa de destinação ao
no D.O.M. de 24 de julho de 2018, para constar, onde se lê: Fundo Pró-Meio Ambiente;
RENATA PAGANO HOBAIASHI; leia-se: RENATA PAGANO XII - indenizações decorrentes de cobranças judiciais e ex-
KOBAIASHI. trajudiciais de áreas verdes, devidas em razão do ressarci-
CUMPRA-SE mento em pecúnia de parcelamento irregular ou clandestino
DUARTE NOGUEIRA de solo, na forma do art. 43, parágrafo único, da Lei Federal
Prefeito Municipal nº 6.766/79.
UE 02.06.40 Artigo 4º - Compete à Secretaria Municipal do Meio Ambiente
tomar as medidas administrativas, financeiras e orçamentá-
LEI Nº 14.218 rias para a gestão do FUNDO PRÓ-MEIO AMBIENTE com
DE 26 DE JULHO DE 2018 anuência do COMDEMA.
INSTITUI NO MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO O DIA § 1º - A conta bancária do FUNDO será movimentada con-
MUNICIPAL DOS PROTETORES DOS ANIMAIS E DÁ OU- juntamente pelo Secretário Municipal do Meio Ambiente e
TRAS PROVIDÊNCIAS. pelo funcionário designado pelo Prefeito Municipal, respon-
Faço saber que a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei sável pela tesouraria.
nº 102/2018, de autoria do Vereador Jean Corauci e eu pro- § 2º - Compete ao COMDEMA fiscalizar e deliberar sobre a
mulgo a seguinte lei: destinação os recursos do FUNDO.
Artigo 1º - Fica instituído o Dia Municipal dos Protetores dos § 3º - Os recursos oriundos do Fundo serão geridos pela Se-
Animais, a ser celebrado anualmente, no dia 10 de agosto, cretaria Municipal do Meio Ambiente como parcela autôno-
com o objetivo de conscientizar a população sobre a impor- ma, ainda que não independente, do orçamento municipal.
tância do Protetor de Animais para a saúde pública e para a § 4º - Para aquisição de material permanente, de consumo e
proteção e promoção dos direitos dos animais. mão de obra especializada, necessários ao desenvolvimen-
Parágrafo Único - O Dia Municipal dos Protetores dos Ani- to das atividades administrativas do Fundo, a Secretaria Mu-
mais fica incluído no Calendário Oficial do Município. nicipal do Meio Ambiente deverá apresentar proposta orça-
Artigo 2º - O Chefe do Poder Executivo fica autorizado a pro- mentária anual, por meio de formulário próprio, para aprova-
mover eventos alusivos à data. ção do COMDEMA.
Artigo 3º - Esta lei entra em vigor na data da sua publicação. Artigo 5º - Todos os recursos destinados ao FUNDO deverão
Palácio Rio Branco ser contabilizados como receita orçamentária municipal e a
DUARTE NOGUEIRA ele alocados através de dotações consignadas na lei orça-
Prefeito Municipal mentária ou de crédito adicional, obedecendo a sua aplica-
ANTONIO DAAS ABBOUD ção às normas gerais de direito financeiro.
Secretário da Casa Civil - Substituto Parágrafo Único - A existência do FUNDO a que alude a pre-
sente lei não elide a consignação de dotações orçamentárias
LEI COMPLEMENTAR Nº 2.890 específicas ao funcionamento regular da Secretaria Munici-
DE 16 DE JULHO DE 2018 pal do Meio Ambiente.
DISPÕE SOBRE O FUNDO PRÓ-MEIO AMBIENTE E DÁ Artigo 6º - Os recursos do Fundo Pró-Meio Ambiente autori-
OUTRAS PROVIDÊNCIAS. zados pelo COMDEMA serão aplicados direta ou indireta-
Faço saber que a Câmara Municipal aprovou o Projeto de Lei mente pela Secretaria Municipal do Meio Ambiente para
Complementar nº 41/2018, de autoria do Executivo Munici- aquisição de bens ou serviços, observadas as disposições
pal eu promulgo a seguinte lei: legais aplicáveis, especialmente a Lei Federal nº 8.666/93 ou
Artigo 1º - Fica criado junto à Secretaria Municipal do Meio transferidos a entidades privadas sem fins lucrativos cujos
Ambiente o “FUNDO PRÓ-MEIO AMBIENTE”, com o objetivo objetivos estejam em consonância com os objetivos do Fun-
de vincular receitas públicas em benefício do meio ambiente do Pró-Meio Ambiente, mediante convênios, termos de par-
em todo o território do Município de Ribeirão Preto. ceria, acordo, ajustes ou outros instrumentos previstos em
Artigo 2º - O FUNDO será administrado pelo Secretário lei, observada a necessária prestação de contas e o Decreto
Municipal do Meio Ambiente, cuja Secretaria fora criada pela Municipal nº 48/2017 e a Lei Federal nº 13.019/2014, quando
Lei Complementar nº 2.257, de 16 de abril de 2008. aplicáveis.
Artigo 3º - Constituirão receitas do FUNDO PRÓ-MEIO AM- Artigo 7º - Serão consideradas prioritárias as aplicações de
BIENTE: recursos financeiros de que trata essa lei complementar, em
I - dotações orçamentárias do município; projetos das seguintes áreas:
II - receitas auferidas em razão de multas impostas por in- I - unidades de conservação de acordo com a Lei nº 9.985/
frações à legislação ambiental; 2000;
III - contribuições em dinheiro, bens móveis e imóveis, doa- II - áreas verdes urbanas;
ções e legados de pessoas físicas e jurídicas de direito pri- III - área de preservação permanente pública;
vado, com destinação exclusiva ao meio ambiente; IV - educação ambiental;
IV - receitas oriundas de convênios celebrados e consórcios V - controle e monitoramento ambiental;
públicos, tendo por objetivo atender ao meio ambiente; VI - manejo florestal sustentável;
V - auxílios, subvenções e contribuições de pessoas jurídi- VII - gestão integrada de resíduos sólidos;
cas de direito público, com fins específicos de aplicação no VIII - desenvolvimento institucional socioambiental.
setor do meio ambiente; § 1º - Os programas relacionados às aplicações de recursos
VI - rendimentos e receitas provenientes de quaisquer apli- financeiros de que tratam os incisos deste artigo serão perio-
cações financeiras dos seus recursos; dicamente revistos de acordo com os princípios e diretrizes
VII - receitas oriundas dos processos de licenciamento am- da Política Municipal de Meio Ambiente e eventuais conde-
biental municipal; nações judiciais voltadas à recomposição ambiental, sob a
VIII - quaisquer outras receitas que possam ser destinadas aprovação do COMDEMA.
ao setor do meio ambiente; § 2º - Sem prejuízo das ações em âmbito municipal, será
IX - valores de multas, indenizações, penalidades e conde- dada prioridade aos projetos que tenham a sua atuação na
nações judiciais obtidas em ações para defesa do meio am- área de recarga do Aquífero Guarani.
biente, bem como o valor de multas oriundas de Termos de Artigo 8º - A Secretaria Municipal do Meio Ambiente emitirá,
Ajustamento de Conduta (TAC) voltados à defesa do meio mensalmente, um balancete demonstrativo da receita e des-
ambiente, independentemente dos autores/réus das ações pesa que deverá ser remetido ao Secretário do Meio Ambien-
judiciais e subscritores do TAC; te, até o décimo dia útil do mês subsequente, que o reme-
X - doações de entidades ou organismos internacionais; terá, por sua vez, a apreciação, análise e acompanhamento
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 5
do COMDEMA. crianças já cadastradas, pelos pais ou responsáveis;
Artigo 9º - Anualmente, será elaborado o balanço geral da II. inscrição das crianças demandantes de vagas em todas
receita e despesa do FUNDO pela Secretaria Municipal da as etapas da Educação Infantil, exclusivamente no Sistema
Fazenda, sendo encaminhado ao Secretário Municipal do Coderp-SAE;
Meio Ambiente e ao COMDEMA, até o dia quinze de janeiro III. definição, no Sistema Informatizado da SEE (SED), dos
do ano subsequente. alunos da Etapa II da pré-escola municipal, candidatos ao
Artigo 10 - Esta lei complementar entra em vigor na data de ingresso no 1º ano do Ensino Fundamental para atendimento
sua publicação, revogadas as disposições em contrário, em em 2019;
especial a Lei nº 10.251, de 17 de novembro de 2004. IV. definição, no Sistema Coderp-SAE, dos alunos em con-
Palácio Rio Branco tinuidade de estudos, matriculados no CEI, para atendimen-
DUARTE NOGUEIRA to em 2019 na EMEI;
Prefeito Municipal V. definição, no sistema Coderp-SAE, dos alunos em conti-
NICANOR LOPES nuidade de estudos, matriculados nas escolas subvenciona-
Secretário da Casa Civil das, para atendimento em 2019 na EMEI;
OTÁVIO OKANO VI. compatibilização entre a demanda dos alunos já inscritos
Secretário do Meio Ambiente por deslocamento e as vagas existentes;
VII. compatibilização entre a demanda das crianças já ca-
ERRATA dastradas no CGU e as vagas existentes;
No D.O.M. do dia 26 de julho de 2018, nº 10.494, no Decreto VIII. compatibilização entre a demanda dos novos cadastros
nº 220, onde se lê: de 25 de julho de 2017; leia-se: de 25 de efetuados no CGU e as vagas existentes;
julho de 2018. IX. divulgação da classificação/atendimento para pais ou
UE 02.02.10
responsáveis;
X. efetivação da matrícula dos alunos pelos pais ou respon-
ADMINISTRAÇÃO DIRETA
DIRETA sáveis;
XI. digitação, no Sistema Informatizado da SEE (SED), das
matrículas para o ano letivo de 2019;
Educação XII. inscrição por deslocamento para o ano 2019;
Secretaria Municipal da Educação XIII. Inscrição por intenção de transferência.
RESOLUÇÃO SME Nº 09 Artigo 4º - Para efeito do que dispõe esta Resolução, enten-
DE 23 DE JULHO DE 2018 de-se por:
ESTABELECE PROCEDIMENTOS E CRITÉRIOS PARA I. inscrição por deslocamento - procedimento utilizado para
IMPLEMENTAÇÃO DO PROGRAMA CADASTRO GERAL solicitação de mudança de escola, em razão de alteração do
UNIFICADO - ANO 2019, PARA FINS DE INSCRIÇÃO E endereço residencial, para aluno com matrícula ativa em
ATENDIMENTO À DEMANDA DA EDUCAÇÃO INFANTIL, escola municipal, por solicitação dos pais ou responsáveis,
NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE RIBEIRÃO PRETO. quando essa alteração inviabilizar a permanência do aluno
A Secretária Municipal da Educação, no uso de suas atribui- na mesma unidade escolar;
ções legais, e considerando: II. inscrição por intenção de transferência - procedimento
- a necessidade de assegurar a universalização do atendi- utilizado para solicitação de mudança de escola para aluno
mento obrigatório à pré-escola; com matrícula ativa em escola municipal, após o início do
- a realização do Programa Cadastro Geral Unificado (CGU), ano letivo, por interesse dos pais ou responsáveis, não sen-
necessário ao planejamento antecipado e adequado ao fluxo do necessário haver mudança de endereço para se efetivar
da demanda escolar da Educação Infantil, a inscrição na escola pretendida, sendo que o aluno deverá
Resolve: permanecer frequente na escola de origem, aguardando a
Artigo 1º - As ações para a efetivação do processo de aten- comunicação, pela escola de destino, sobre a disponibilida-
dimento à demanda escolar da Educação Infantil, na rede de da vaga solicitada.
municipal de ensino para o ano de 2019, deverão respeitar Artigo 5º - Para efeito de cadastro e matrícula cumpra-se a
a seguinte ordem: idade de atendimento descrita a seguir, para que a criança
I. garantir o atendimento dos alunos já matriculados, em conviva e se desenvolva com os pares da mesma idade, com
continuidade de estudos; data corte em 30/06:
II. realizar a chamada escolar para confirmação de interesse I. Berçário I: nascidos a partir de julho de 2018;
e atualização de dados dos alunos já cadastrados; II. Berçário II: nascidos de julho de 2017 a junho de 2018;
III. realizar a chamada escolar para inscrição de crianças, III. Maternal I: nascidos de julho de 2016 a junho de 2017;
ainda não cadastradas, demandantes de vagas na Educa- IV. Maternal II: nascidos de julho de 2015 a junho de 2016;
ção Infantil da rede municipal. V. Etapa I: nascidos de julho de 2014 a junho de 2015;
Parágrafo Único - Todas as escolas da rede municipal de VI. Etapa II: nascidos de julho de 2013 a junho de 2014.
ensino e o posto de atendimento da Secretaria Municipal da Artigo 6º - No ato da inscrição, a escola deverá obrigatoria-
Educação no Poupatempo são postos de cadastramento e mente:
informação ao cidadão. I. preencher a ficha cadastral completa no Sistema Coderp-
Artigo 2º - O cadastramento dos alunos demandantes de SAE e anotar as opções descritas abaixo:
vagas na Educação Infantil será realizado no período de 01 a) o sistema informatizado apontará três escolas em ordem
a 31 de agosto, das 7h30 às 11h30 e das 13h às 16h, em de proximidade com a residência da criança;
qualquer escola da rede municipal e no posto de atendimen- b) as três escolas apontadas serão obrigatórias para a
to no Poupatempo, de segunda a sexta-feira das 9h às 19h compatibilização demanda/vaga para atendimento;
e aos sábados das 9h às 15h. c) deverá constar se a criança possui irmão matriculado em
§ 1º - Os pais ou responsáveis deverão apresentar, no ato da uma das três escolas obrigatórias e fazer a associação no
inscrição, a certidão de nascimento da criança e o compro- sistema;
vante de residência em nome dos pais ou responsáveis d) na sequência o sistema apontará as demais escolas da
legais. rede municipal que possuem a etapa correspondente à idade
§ 2º - A inscrição deverá ser efetuada em uma única escola da criança;
da rede municipal ou no posto de atendimento da Secretaria e) o responsável pela inscrição poderá manifestar interesse
Municipal da Educação no Poupatempo, visto que o sistema por outras três escolas e colocá-las em ordem de sua pre-
informatizado impedirá nova inscrição. ferência.
Artigo 3º - O Programa Cadastro Geral Unificado compreen- II. finalizar o procedimento, solicitar que os dados sejam con-
derá as seguintes fases: feridos e entregar o comprovante ao responsável pela inscri-
I. confirmação de interesse e atualização dos dados das ção.
6
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

Parágrafo Único - Se durante o período de cadastramento inscreveram e dos alunos que serão por ela atendidos.
ocorrer mudança de endereço, o interessado deverá atuali- 7) digitar as matrículas dos novos alunos e dos alunos em
zar a inscrição, munido de documento comprobatório que continuidade de estudos no Sistema Informatizado da SEE
justifique a alteração solicitada. (SED).
Artigo 7º - A compatibilização entre a demanda e as vagas II. aos Setores de Tecnologia da Informação e Gestão de
existentes obedecerá ao disposto no ato da inscrição, às de- Vagas:
mais normas previstas nesta Resolução e ao Cronograma de 1) coordenar as ações do Programa Cadastro Geral Unifica-
Atendimento. do e as ações referentes ao gerenciamento do Sistema Infor-
Artigo 8º - Na fase de compatibilização demanda/vagas é matizado da SEE(SED), de modo a possibilitar o cumprimen-
obrigatório o atendimento de todos os inscritos para as eta- to do cronograma;
pas I e II da pré-escola, em cumprimento ao disposto na 2) orientar as escolas na utilização do Sistema Coderp-SAE
legislação vigente. e do Sistema Informatizado da SEE (SED);
Artigo 10 - A classificação para atendimento nas escolas de 3) acompanhar o procedimento de inscrição e matrícula dos
Educação Infantil da rede municipal será feita obedecendo à alunos.
proximidade da residência da criança, em consonância com Parágrafo Único - Toda unidade escolar e o posto de atendi-
o art. 4º, X, da Lei nº 9.394/96 (LDBEN) e art. 53, V, da Lei nº mento no Poupatempo são postos de informação para os
8.069/90 (ECA). pais ou responsáveis sobre o resultado do cadastramento/
§ 1º - O atendimento, na faixa etária de creche, deverá atendimento.
priorizar as crianças em situação de vulnerabilidade social. Artigo 14 - Os procedimentos de cadastramento e matrícula
§ 2º - Deverá ser observado o disposto na Lei nº 13.608/2015 obedecerão ao Cronograma de Atendimento constante do
e Decreto nº 194/2018 que dispõe sobre a matrícula de ir- anexo que integra a presente Resolução.
mãos na mesma escola, para atendimento na fase de com- Artigo 15 - Esta Resolução entra em vigor na data de sua
patibilização demanda/vagas. publicação.
Artigo 11 - Após a compatibilização da demanda/vagas, é Secretária Municipal da Educação
obrigatória a efetivação de todas as matrículas no Sistema
Informatizado da SEE. ANEXO
Artigo 12 - Em qualquer momento do ano, é vedada a ex- CRONOGRAMA DE ATENDIMENTO À DEMANDA
clusão de matrícula de alunos que não comparecerem às au- DA EDUCAÇÃO INFANTIL
las ou abandonarem a escola, sendo obrigatório o lançamen- I. De 01/08 a 11/09/2018 - Divulgação do Cronograma para
to desses registros nas opções específicas, disponibilizadas o Processo de Projeção - 2019;
no Sistema Informatizado, observando-se que: II. De 01/08 a 11/09/2018 - Período para:
I. na hipótese do aluno não ter comparecido às aulas no pe- - Inscrição para Deslocamento dos alunos matriculados na
ríodo de 20 (vinte) dias consecutivos, contados a partir do Rede Municipal de Ensino em 2018;
primeiro dia letivo, subsequente ao do registro de sua matrí- - Renovação de cadastro de crianças já inscritas no Sistema
cula, sem apresentar justificativa para as ausências, a esco- Coderp-SAE, que não possuem matrícula na Educação In-
la deverá efetuar o lançamento de “Não Comparecimento” fantil da Rede Municipal de Ensino em 2018, demandantes
(N.COM) no Sistema Informatizado, de forma a liberar sua de vaga nas Escolas Municipais para o ano letivo de 2019;
vaga; - Inscrição de crianças que não possuem matrícula na Edu-
II. quando durante o ano letivo os 20 (vinte) dias consecutivos cação Infantil da Rede Municipal de Ensino em 2018, sem
de ausências não justificadas, forem permeados por período inscrição no Sistema Coderp-SAE;
de recesso e/ou de férias escolares, a contagem deverá ser III. De 03/09 a 05/09/2018 - Definição dos alunos das Unida-
interrompida, tendo continuidade somente a partir do primei- des Subvencionadas e Parcerias, que serão encaminhados
ro dia letivo subsequente ao do término do referido período; para as Unidades Escolares da Rede Municipal de Ensino,
III. a opção para lançamento do “Não Comparecimento” em 2019;
(N.COM), no Sistema Informatizado da SEE (SED), é dispo- IV. 04/09/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE,
nibilizada à escola por 10 (dez) dias consecutivos, imediata- dos alunos da Educação Infantil em continuidade de estudos
mente subsequentes ao término do período a que se referem na mesma Unidade Escolar, para atendimento em 2019;
os incisos I e II deste artigo; V. De 04/09 a 05/09/2018 (Análise da Projeção pela SME,
IV. excedido o prazo de 10 (dez) dias, ainda será possível à resultante da Continuidade);
escola efetivar o registro da situação dos alunos que real- VI. 06/09/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE,
mente se enquadrem nessa opção, sendo considerado um dos alunos da Educação Infantil da Rede Municipal de En-
“não comparecimento” (N.COM) fora do prazo. sino e das Subvencionadas e Parcerias, encaminhados para
V. o aluno com matrícula ativa em 2019, que possuir inscri- outra Unidade Escolar, para atendimento à legislação que
ção por deslocamento ou intenção de transferência, e rece- dispõe sobre matrícula de irmãos na mesma escola;
ber “Não Comparecimento” (N.COM.), abandono ou baixa de VII. 06/09/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE,
transferência, terá sua inscrição mantida exceto no caso de dos alunos da Educação Infantil da Rede Municipal de En-
mudança de endereço para outra cidade ou estado. sino e das Subvencionadas e Parcerias, encaminhados para
Artigo 13 - Nos procedimentos de cadastramento e matrícu- outra Unidade Escolar, para os demais casos;
la, para o ano letivo de 2019, caberá: VIII. De 06/09 a 12/09/2018 - Análise da Projeção pela
I. à Equipe Gestora da Escola: SME, resultante dos Encaminhamentos;
1) orientar, de acordo com o estabelecido nesta Resolução, IX. De 12 a 16/10/2018 - Suspensão das inscrições para
os candidatos que procurarem a escola durante o período de compatibilização da demanda e as vagas disponíveis.
cadastramento e no decorrer de todo o ano letivo; X. 13/09/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE,
2) definir os alunos matriculados no CEI em continuidade de dos alunos inscritos para deslocamento.
estudos para a EMEI, observando o disposto na Lei nº XI. 13/09/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE,
13.608/2015; dos alunos inscritos que se encontram fora da rede mu-
3) definir os alunos matriculados na escola subvencionada nicipal;
em continuidade de estudos para a EMEI; XII. De 13/09 a 18/09/2018 - Análise da Projeção pela SME,
4) efetuar todas as inscrições no Sistema Coderp-SAE; resultantes das Inscrições;
5) proceder ao processo de compatibilização demanda/va- XIII. De 19 a 25/09/2018 - Reunião com Gestores Escolares,
gas em conjunto com o Setor de Supervisão de Ensino e para análise dos Resultados oriundos dos Processamentos
Coordenação da Educação Infantil; da Projeção.
6) divulgar a classificação/atendimento para a comunidade XIV. De 19 a 26/09/2018 - Apresentação dos resultados da
escolar mediante afixação de listas nominais dos que nela se análise dos Gestores aos Conselhos de Escola;
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 7
XV. De 20/09 a 28/09/2018 - Análise da Projeção pela SME, matrículas pelos pais ou responsáveis nas escolas definidas
das solicitações dos Conselhos de Escola, a partir da en- para atendimento. Em caso de não comparecimento neste
trega da Ata; período automaticamente será dada a desistência da vaga,
XVI. 08/10/2018 - Processamento, no Sistema Coderp-SAE, exceto as matrículas nas etapas I e II;
- da efetivação das Matrículas para 2019, dos alunos oriun- XXII. A partir de 17/10/2018 2018 e durante o ano de 2019;
dos de Continuidade, Encaminhamento e Deslocamento, - Inscrição de alunos por deslocamento de matrícula;
- Pré-Matrícula para 2019, das crianças oriundas de Inscri- - Cadastramento de candidatos à vaga na Educação Infantil
ção no Sistema Coderp-SAE; que não se inscreveram no prazo previsto para o processo.
XVII. De 09/10 a 11/10/2018 - prazo para as Unidades Es- XXIII. Após o início do ano letivo - Inscrição por intenção
colares efetuarem Análise da Projeção para 2019; de transferência;
XVIII. 16/10/2018 - Emissão e afixação, pelas Unidades Es- XXIV. Definição, no Sistema Informatizado da SEE (SED),
colares de origem, da relação nominal disponibilizada pelo dos alunos da rede municipal, das escolas subvencionadas
Sistema CODERP-SAE, dos alunos encaminhados para ou- e das escolas em parceria, candidatos ao ingresso no 1º ano
tras Unidades; do Ensino Fundamental, para atendimento em 2019, de
XIX. 16/10/2018 - Afixar na escola de origem do cadas- acordo com a disponibilidade do sistema;
tramento, a classificação/atendimento das crianças inscri- XXV. Digitação das matrículas dos alunos da Educação In-
tas, para o ano letivo de 2019. Cada escola afixará também fantil em continuidade de estudos e encaminhados de outras
a relação nominal das crianças inscritas que serão por ela unidades escolares, para o ano letivo de 2019, no Sistema In-
atendidas; formatizado da SEE (SED), de acordo com a disponibilidade
XX. De 17/10 a 24/10/2018 - Entrega de documentos dos do sistema;
alunos encaminhados, atualização de dados e organização XXVI. Digitação, no Sistema Informatizado da SEE (SED),
das turmas (escolha de período, irmãos no mesmo período); das matrículas dos novos alunos, para o ano letivo de 2019,
XXI. De 25/10/2018 a 31/10/2018 - Efetivação das novas de acordo com a disponibilidade do sistema.
UE 02.07.10

Fazenda
Secretaria Municipal da Fazenda

MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
BALANÇO ORÇAMENTÁRIO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI - Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal
8
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DA EXECUÇÃO DAS DESPESAS POR FUNÇÃO/SUBFUNÇÃO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI
Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES
Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR
Prefeito Municipal
MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DA RECEITA CORRENTE LÍQUIDA
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JULHO/2017 A JUNHO/2018
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário
RIBEIRÃO PRETO - SP
Oficial

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI - Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
9

ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal


10
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO


INSTITUTO DE PREVIDÊNCIA DOS MUNICIPIÁRIOS DE RIBEIRÃO PRETO
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DAS RECEITAS E DESPESAS PREVIDENCIÁRIAS DO REGIME PRÓPRIO
DE PREVIDÊNCIA DOS SERVIDORES
ORÇAMENTO FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI
Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES
Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR
Prefeito Municipal
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 11
MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO (exceto órgão de Previdência)
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI - Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal

MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - REGIME PREVIDENCIÁRIO


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO NOMINAL
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI - Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal
12
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO


RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DO RESULTADO PRIMÁRIO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI
Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES
Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR
Prefeito Municipal
MUNICÍPIO DE RIBEIRÃO PRETO - CONSOLIDADO
RELATÓRIO RESUMIDO DA EXECUÇÃO ORÇAMENTÁRIA
DEMONSTRATIVO DOS RESTOS A PAGAR POR PODER E ÓRGÃO
ORÇAMENTOS FISCAL E DA SEGURIDADE SOCIAL
JANEIRO A JUNHO 2018 / 3º BIMESTRE 2018
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário
RIBEIRÃO PRETO - SP
Oficial

MAIRA ASSAF ANDERE


Contadora - CRC 1SP234831/O-9
VITÓRIO TONETTO FILHO
Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA
Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
ROSEMEIRE BUOSI
Diretora Depto. Contadoria Geral
MANOEL DE JESUS GONÇALVES
Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR
Prefeito Municipal
13
14
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO


DEMONSTRATIVO DE APLICAÇÃO NO ENSINO
(Artigo 212, da Constituição Federal de 1988; Artigo 256, da Constituição Estadual)
PERÍODO: JANEIRO A JUNHO/2018

MAIRA ASSAF ANDERE - Contadora - CRC 1SP234831/O-9


VITÓRIO TONETTO FILHO - Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA - Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
LUCIANA ANDRADE RODRIGUES - Secretária Municipal da Educação
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal

PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO


DEMONSTRATIVO DE APLICAÇÃO NO FUNDEB
(Artigo 21 e 22 da Lei Federal nº 11.494/2007)
PERÍODO: JANEIRO A JUNHO/2018

MAIRA ASSAF ANDERE - Contadora - CRC 1SP234831/O-9


VITÓRIO TONETTO FILHO - Chefe Divisão de Contabilidade - CRC 1SP299814/O-2
CIBELLE M. DO AMORIM FERREIRA - Responsável Controle Interno - CRC 1DF - 014700/O-0 T-SP
LUCIANA ANDRADE RODRIGUES - Secretária Municipal da Educação
MANOEL DE JESUS GONÇALVES - Secretário Municipal da Fazenda
ANTÔNIO DUARTE NOGUEIRA JUNIOR - Prefeito Municipal
UE 02.05.40
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 15
nº 391/2018 - Processo nº 490/2016-I); a Senhora RUTH
Meio Ambiente MARA DAMASCENO MACIEL, R.G. nº 16.441.310-8, PIS/
Secretaria Municipal do Meio Ambiente PASEP 1201561622-7, Agente de Administração, regida pelo
PORTARIA Nº 10 regime jurídico estatutário, lotada na Secretaria Municipal da
DE 25 DE JULHO DE 2018 Cultura, aposentadoria voluntária integral, a partir de 1º de
O ENGº OTÁVIO OKANO, Secretário Municipal do Meio Am- agosto de 2018, com proventos mensais integrais -Nível
biente, na forma da lei, altera o Coordenador da Junta de 12.1.05 (Ato nº 392/2018 - Processo nº 1.271/2018-I); a Se-
Avaliação e Julgamento de Recurso Administrativo, nomea- nhora SELMA CRISTINA DA SILVA, R.G. nº 19.972.669-3,
do anteriormente pela Portaria nº 06/2017, conforme segue: PIS/PASEP 1212328747-6, Agente de Administração, regida
Exclui: Coordenador: JOSÉ ROBERTO BONETTI pelo regime jurídico estatutário, lotada na Secretaria Munici-
Inclui: Coordenador: FERNANDO CICARELLI DE ALMEIDA pal de Esportes, aposentadoria voluntária integral, a partir de
CUMPRA-SE 1º de agosto de 2018, com proventos mensais integrais -
ENGº OTÁVIO OKANO Nível 12.1.08 (Ato nº 393/2018 - Processo nº 1.602/2018-I);
Secretário Municipal do Meio Ambiente com base no Artigo 6º da Emenda Constitucional nº 41/03;
UE 02.15.10 nos Artigos 126, inciso III, alínea “a” e 127, inciso I, alínea “b”
c/c Artigos 209 e 210, todos da Lei nº 3.181/76, concede apo-
sentadoria aos seguintes servidores: a Senhora MARIA DE
ADMINISTRAÇÃO INDIRETA
INDIRETA LOURDES VILELA DE FARIA, R.G. nº 10.530.805, PIS/PASEP
1088216423-3, Enfermeira, regida pelo regime jurídico es-
Daerp tatutário, lotada na Secretaria Municipal da Saúde, aposen-
tadoria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de 2018,
Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto
com proventos mensais integrais - Nível 16.1.24 (Ato nº 394/
PORTARIA Nº 128 2018 - Processo nº 5.474/2017-I); a Senhora RITA DE CÁS-
DE 26 DE JULHO DE 2018 SIA ROCHA CAPUCHO, R.G. nº 9.823.263-0, PIS/PASEP
AFONSO REIS DUARTE, Diretor Superintendente do DAERP 1700265759-1, Engenheira Sanitarista, regida pelo regime
- Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto, usan- jurídico estatutário, lotada na Secretaria Municipal de Plane-
do das atribuições que lhe são conferidas por Lei Municipal jamento e Gestão Pública, aposentadoria voluntária integral,
e Regime Interno, a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos mensais in-
Pela presente, concede retroagindo à 16 de julho de 2018, ao tegrais - Nível 16.1.22 (Ato nº 395/2018 - Processo nº 1.393/
Sr. CLAUDIO DE PAULA, Operador de Sistema de Esgotos, 2018-I); a Senhora ELIZA DOS SANTOS MOREIRA, R.G. nº
15 (quinze) dias de férias, referentes ao período 2017/2018, 8020241-X, PIS/PASEP 1203021737-0, Assistente Social, re-
devendo o mesmo ser substituído pelo sr. JOSÉ GERALDO gida pelo regime jurídico estatutário, lotada na Secretaria
BICHOFF, Operador de Sistema de Esgotos, na função grati- Municipal de Assistência Social, aposentadoria voluntária in-
ficada de Encarregado de Equipe de Serviços, percebendo tegral, a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos men-
os vencimentos, de acordo com a legislação vigente. sais integrais - Nível 16.2.20 (Ato nº 396/2018 - Processo nº
PORTARIA Nº 129 1.216/2018-I); a Senhora LUZIA APARECIDA KLEMP, R.G.
DE 26 DE JULHO DE 2018 nº 9.258.695-8, PIS/PASEP 1043303824-9, Cozinheira, re-
Pela presente, Exonera do comitê permanente de padroniza- gida pelo regime jurídico estatutário, lotada na Secretaria
ção de atividades, materiais e equipamentos os seguintes Municipal da Educação, aposentadoria voluntária integral, a
servidores: Luciano Ferreira Capelossi, Elcio Nunes, Mara partir de 1º de agosto de 2018, com proventos mensais in-
Lucimar Colombari Carlet, Alessandra Cristina Brunini tegrais - Nível 01.1.09 (Ato nº 397/2018 - Processo nº 1.638/
Rossetto, Rogério Gustavo Brunini, José Idelmo Ferezin 2018-I); a Senhora MARISLEI VÂNIA DE SOUZA CARLET
Junior, Fernando de Oliveira Carvalho, nomeados através LIPPI, R.G. nº 8.527.108-1, PIS/PASEP 1089467534-3, Agen-
da Portaria nº 51/2015 e Nomeia os seguintes servidores: te de Administração, regida pelo regime jurídico estatutário,
Júlio Valentino Donadon (Presidente), João Batista Ferra- lotada na Divisão do Pessoal, da Diretoria Administrativa do
rez Fincoti, Igor de Lucena Marques Asse, José Américo Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto - DAERP,
Carnevalli e Alysson Rogério da Silva, para procederem o aposentadoria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de
levantamento e padronização de atividades e implantação de 2018, com proventos mensais integrais - Nível 12.1.05 (Ato
sistema de garantia da qualidade dos produtos adquiridos pe- nº 398/2018 - Processo nº 649/2017-I); ao Senhor JAIME PE-
lo DAERP, retroagindo os efeitos ao dia 05 de julho de 2018. DRO DA SILVA, R.G. nº 11.867.695-7, PIS/PASEP 1066283255-
CUMPRA-SE 5, Agente de Segurança, regido pelo regime jurídico estatu-
AFONSO REIS DUARTE tário, lotado na Secretaria Municipal da Cultura, aposentado-
Diretor Superintendente DA-POR
ria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de 2018, com
proventos mensais integrais - Nível 04.1.05 (Ato nº 399/2018
- Processo nº 718/2015-I); ao Senhor VALTER ANTÔNIO
IPM CALEGHER, R.G. nº 9.664.395-X, PIS/PASEP 1069417885-
Instituto de Previdência dos Municipiários de Ribeirão Preto 0, Agente de Combate as Endemias, regido pelo regime jurí-
RESUMO DOS ATOS dico estatutário, lotado na Secretaria Municipal da Saúde,
aposentadoria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de
Atos da Superintendência do dia 26/07/2018, concedendo 2018, com proventos mensais integrais - Nível 07.1.05 (Ato
benefícios de aposentadorias, com as seguintes fundamen- nº 400/2018 - Processo nº 1.341/2018-I); nos termos do Arti-
tações: com base no Artigo 40, § 1º, inciso III, alínea “a” da go 40, § 1º, inciso III, alínea “a” e § 5º da Constituição Federal,
Constituição Federal, com redação dada pela Emenda Cons- com redação dada pela Emenda Constitucional nº 41/03 e
titucional nº 41/03 e Artigo 3º da Emenda Constitucional nº nos Artigos 126, inciso III, alínea “b” e 127, inciso I, alínea “b”,
47/05; nos Artigos 126, inciso III, alínea “a” e 127, inciso I, alí- c/c Artigos 209 e 210, todos da Lei nº 3.181/76, concede apo-
nea “b” c/c Artigos 209 e 210 todos da Lei nº 3.181/76, con- sentadorias as seguintes servidoras: a Senhora CRISTIANE
cede aposentadoria aos seguintes servidores: a Senhora ALICE SANTOS CARVALHO, R.G. nº 19.166.056-5, PIS/PASEP
MARIA BEATRIZ DE MACESO ISSA, R.G. nº 13.070.005-8,
PIS/PASEP 17031455322, Cirurgiã Dentista, regida pelo re- 12329704854, PEB II, regida pelo Regime Jurídico Estatutário,
gime jurídico estatutário, lotada na Secretaria Municipal da lotada na Secretaria Municipal da Educação, aposentadoria
Saúde, aposentadoria voluntária integral, a partir de 1º de voluntária a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos
agosto de 2018, com proventos mensais integrais - Nível mensais integrais, calculados com base nas Leis Complemen-
19.1.06 (Ato nº 389/2018 - Processo nº 518/2016-I); a Se- tares números 2.524/2012 e 2.843/2017 - Nível 476 e Nível
nhora OSMARINA RUFATO, R.G. nº 16.818.158-7, PIS/PASEP Referência 216 (Ato nº 401/2018 - Processo nº 939/2018-I);
1219044851-6, Auxiliar de Enfermagem, regida pelo regime a Senhora LUCIMARA BITTENCOURT MASSEI, RG nº 17.
jurídico estatutário, lotada na Secretaria Municipal da Saúde, 265.362, PIS/PASEP 12302629614, PEB II, regida pelo Re-
aposentadoria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de gime Jurídico Estatutário, lotada na Secretaria Municipal da
2018, com s proventos mensais integrais - Nível 12.1.05 (Ato Educação, aposentadoria voluntária a partir de 1º de agosto
nº 390/2018 - Processo nº 1.228/2018-I); ao Senhor JOSE de 2018, com proventos mensais integrais, calculados com
ROBERTO ALVES, R.G. nº 14017912-4, PIS/PASEP 107779656- base nas Leis Complementares nºs 2.524/2012 e 2.843/2017
9, Agente de Operações, regido pelo regime jurídico estatu- - Nível 480 e Nível Referência 220 (Ato nº 402/2018 - Pro-
tário, lotado na Secretaria Municipal do Meio Ambiente, apo- cesso nº 926/2018-I); a Senhora ROSA MARIA ZOCARATO,
sentadoria voluntária integral, a partir de 1º de agosto de R.G. nº 5.252.244-1, PIS/PASEP 18070405754, PEB II, regi-
2018, com proventos mensais integrais - Nível 01.1.13 (Ato da pelo Regime Jurídico Estatutário, lotada na Secretaria
16
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

Municipal da Educação, aposentadoria voluntária a partir de Móvel de Urgência (SAMU) de Ribeirão Preto - SP, com uti-
1º de agosto de 2018, com proventos mensais integrais, cal- lização de Recurso do Governo Federal.
culados com base nas Leis Complementares nºs 2.524/2012 Prazo: Prorroga-se por mais 03 (três) meses.
e 2.843/2017 - Nível 481 e Nível Referência 221 (Ato nº 403/ Preço: Permanecerá de R$ 8.873,10, para o período prorro-
2018 - Processo nº 1.750/2018-I); nos termos da Súmula Vin- gado.
culante nº 33 do Colendo Supremo Tribunal Federal e Artigo Fiscalização: Passa a ser de responsabilidade do Sr. Elvio
103 A da Constituição Federal, Artigo 57 da Lei nº 8.213/91, Antonio Pinotti Neto.
Artigo 1º da Lei nº 10.887/04 e da Orientação Normativa nº Suporte Financeiro: Correrá à conta da dotação orçamentá-
01, de 22 de julho de 2010 do MPAS, concede aposentadoria ria nº 02.09.70.10.302.10105.2.0001.3.3.90.30.05.300.14 e
ao seguinte servidor: ao Senhor PAULO RICARDO DE OLI- nº 02.09.70.10.302.10105.2.0001.3.3.90.39.05.300.14.
VEIRA PAGNANO, R.G. nº 13.768.928, PIS/PASEP 1700269567-
1, Médico Clínico Geral, regido pelo regime jurídico estatutário, EXTRATO DO NONO TERMO
lotado na Secretaria Municipal da Saúde, aposentadoria es- DE RERRATIFICAÇÃO
pecial, a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos men-
sais integrais, calculados através da média aritmética, con- PROCESSO DE COMPRAS Nº 0819/2013
forme Artigo 1º da Lei nº 10.887/04 e do Artigo 14 da O.N. nº Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.
01/2010, considerada a remuneração a partir de julho/1994 Contratada: Verocheque Refeições Ltda.
- Nível 18.1.24 (Ato nº 404/2018 - Processo nº 1.342/2018-I); Objeto: Serviços de Administração, Implementação, Geren-
nos termos do Artigo 40, § 1º, inciso I da Constituição Fede- ciamento e Fornecimento de Cartões Eletrônicos de Benefí-
ral, com redação dada pela Emenda Constitucional nº 41/03 cio Alimentação aos servidores da Prefeitura Municipal de
e nos Artigos 126, inciso I, 127, inciso I, alínea “a”, 128 e 131, Ribeirão Preto.
c/c Artigo 209, todos da Lei nº 3.181/76; Artigo 1º da Lei nº Preço: Passa a ser de R$ 91.763.351,68.
10.887/04 e Artigo 56 da Orientação Normativa do MPAS Nº Garantia: Passa a ser de R$ 4.588.167,58.
02 de 31 de março de 2009, concede aposentadoria as se- Suporte Financeiro: Permanecerá à conta das dotações or-
guintes servidoras: a Senhora FLÁVIA SORAIA LATINI MAN- çamentárias nº 02.13.10.04.122.10130.2.0003.01.110.0000.
TOVANI, R.G. nº 20.648.470-7 PIS/PASEP 12364327654, 3.3.90.39.99 - Reduzida 649 (Sec. da Administração), nº 02.
PEB I, regida pelo regime jurídico estatutário, lotada na Se- 07.35.12.122.10101.2.0003.01.110.0000.3.3.90.39 (Sec. da
cretaria Municipal da Educação, aposentadoria por invalidez Educação), nº 02.07.35.12.122.10101.2.0003.01.200.0000.
a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos integrais, 3.3.90.39 (Sec. da Educação), nº 02.07.35.12.361.10101.
calculada na forma do Artigo 61 da O.N. nº 02/2009, consi- 2.0003.01.110.0000.3.3.90.39 (Sec. da Educação), nº 02.07.
derada a remuneração a partir de fevereiro/2007 - Nível 408; 35.12.361.10101.2.0003.01.220.0000.3.3.90.39 (Sec. da Edu-
Nível Referência 208 (Ato nº 405/2018 - Processo nº 1.011/ cação), nº 02.07.35.12.365.10101.2.0003.01.210.0000.3.3.
2008-E) e a Senhora VILMA SILVA DOS SANTOS MAR- 90.39 (Sec. da Educação), nº 02.07.35.12.366.10101.2.
QUES, R.G. nº 18.943.855-1 PIS/PASEP 12100195435, Au- 0003.01.220.0000.3.3.90.39 (Sec. da Educação), nº 02.07.
xiliar de Enfermagem, regida pelo regime jurídico estatutário, 35.12.367.10101.2.0003.01.110.0000.3.3.90.39 (Sec. da
lotada na Secretaria Municipal da Saúde, aposentadoria por Educação), nº 02.09.20.10.304.10104.2.0003.3.3.90. 39.01.
invalidez a partir de 1º de agosto de 2018, com proventos in- 300.71 (Sec. da Saúde), nº 02.09.50.10.122.10103.2.0003.
tegrais, calculada na forma do Artigo 61 da O. N. nº 02/2009, 3.3.90.39.01.300.71 (Sec. da Saúde), nº 02.09.70.10.302.
considerada a remuneração a partir de janeiro/2008 - Nível 10105.2.0003.3.3.90.39.01.300.71 (Sec. da Saúde), nº 02.09.
12.1.02 (Ato nº 406/2018 - Processo nº 707/2010); nos ter- 20.10.305.10104.2. 0003.3.3.90.39.01.300.71 (Sec. da Saú-
mos do Artigo 40, § 1º, inciso I da Constituição Federal, com de) e nº 02.09.30.10.301.10102.2.0003.3.3.90. 39. 01.300.71
redação dada pela Emenda Constitucional nº 41/03 e nos (Sec. da Saúde).
Artigos 126, inciso I, 127, inciso II, alínea “a” e 128, c/c Artigo
209, todos da Lei nº 3.181/76; Artigo 1º da Lei nº 10.887/04 EXTRATO DO TERCEIRO TERMO
e Artigo 56 da Orientação Normativa do MPAS Nº 02 de 31 DE RERRATIFICAÇÃO
de março de 2009, concede aposentadoria aos seguintes PROCESSO DE COMPRAS Nº 0538/2015
servidores: ao Senhor JOÃO PEIXOTO JÚNIOR, R.G. nº
18.658.346-1, PIS/PASEP 10022936626, Agente Comercial Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto.
Entregador Leiturista, regido pelo regime jurídico estatutário, Contratada: Telefônica Brasil S.A.
lotado na Divisão de Leitura, da Diretoria Comercial e Finan- Objeto: Prestação de serviços de telecomunicações nas
ceira do Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto modalidades STFC (Serviço Telefônico Fixo Comutado), Ser-
- DAERP, aposentadoria por invalidez a partir de 1º de agos- viço 0800, Serviço de Comunicação Multimídia (SCM) Aces-
to de 2018, com proventos proporcionais a 06/35 anos, so Internet - Banda Larga, nos termos das concessões ou-
calculados na forma do Artigo 61 da O. N. nº 02/2009, con- torgadas pela Agência Nacional de Telecomunicações -
siderados a remuneração a partir de maio/2011 Nível 17.1.02, ANATEL correspondente ao “Lote II”.
observando-se o disposto no § 2º, do Artigo 201 da Consti- Objeto: Adita-se para adequação do Lote 02 serviços de
tuição Federal (Ato nº407/2018 - Processo nº 511/2016-I); Banda Larga, com acréscimo de 02 (duas) unidades, cujo
a Senhora MARTA CRISTINA DA SILVA, R.G. nº 25.730.499- total passou de 61 para 63 unidades.
X, PIS/PASEP 1241145395-9, Agente Comunitária de Saú- Prazo: Prorroga-se por mais 12 (doze) meses.
de, regida pelo regime jurídico estatutário, lotada na Secre- Preço: Passa a ser de R$ 1.816.714,56.
taria Municipal da Saúde, aposentadoria por invalidez a partir Suporte Financeiro: Correrá à conta das dotações orçamen-
de 1º de agosto de 2018, com proventos proporcionais a 07/ tárias:
30 anos, calculados na forma do Artigo 61 da O. N. nº 02/ Secretarias Funç. /Sub F./ Progr./Ação Nat. Desp. Vinculo
2009, considerados a remuneração a partir de março/2010 - Gabinete 04.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Nível 08.1.0 1, observando-se o disposto no § 2º, do Artigo Adm. Reg. BF 04.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
201 da Constituição Federal (Ato nº 408/2018 - Processo nº Adm. Reg. VT 04.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
530/2010-I). Cumpra-se - MARIA REGINA RICARDO - Dire- Adm. Reg. CE 04.122. 10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
tora Superintendente. Junt. Serv. Militar 05.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Tiro de Guerra 05.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
LICITAÇÕES E CONTRA
LICITAÇÕES TOS
CONTRAT 9º GB
Planejamento
06.182.10111.2.0002
04.121.10111.2.0002
3.3.90.39
3.3.90.39
01.110.000
01.110.000
Jurídico 02.062.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Administração Fazenda 04.123.10120.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Secretaria Municipal da Administração Administração 04.122.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
CLU 15.452.10114.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
EXTRATO DO SEXTO TERMO Educação 12.361.10101.2.0001 3.3.90.39 01.220.000
DE RERRATIFICAÇÃO Educação 12.365.10101.2.0001 3.3.90.39 01.210.000
PROCESSO DE COMPRAS Nº 1225/2012 Cultura 13.392.10108.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. Saúde 10.301.10102.2.0002 3.3.90.39 01.300.071
Contratada: Bird Soluções e Tecnologia Ltda-ME. SEMAS 08.122.10106.2.0030 3.3.90.39 01.500.000
Objeto: Serviço de Manutenção Preventiva e Corretiva no SEMAS 08.122.10106.2.0002 3.3.90.39 01.500.099
Sistema de Radiocomunicação do Serviço de Atendimento Infra 15.451.10111.2.0002 3.3.90.39 01.110.000
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 17
Esportes 27.812.10110.2.0002 3.3.90.39 01.110.000 SERVIÇOS LTDA-ME, contra o julgamento de HABILITA-
Obras 15.451.10116.2.0002 3.3.90.39 01.110.000 ÇÃO, proferido pela Comissão.
Meio Amb. 18.122.10115.2.0002 3.3.90.39 01.110.000 Em conformidade com o Artigo 109, Inciso I, alínea “a” da Lei
Turismo 04.122.10109.2.0002 3.3.90.39 01.110.000 Federal nº 8.666/93, os licitantes, cientificados dos recursos,
poderão impugná-los no prazo de 05 (cinco) dias úteis, es-
EXTRATO DO TERMO DE RESCISÃO AMIGÁVEL tando os autos do processo com vistas franqueadas aos inte-
ressados na sala da Comissão de Licitações.
PROCESSO DE COMPRAS Nº 546/2015 Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018
Rescindir amigavelmente o respectivo instrumento con- KATLYN BEORDO DE LIMA
tratual, com base no artigo 78 da Lei Federal nº 8.666/93, Presidente da Comissão Municipal de Licitação
sem ônus a qualquer das partes.
AVISO DE INTERPOSIÇÃO DE RECURSO
EXTRATO DO SEGUNDO TERMO Tomada de Preços nº 012/2018
DE RERRATIFICAÇÃO Processo de Compra nº 0631/2018
PROCESSO DE COMPRAS Nº 0082/2016 Objeto: Contratação de empresa especializada para Refor-
Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. ma e Modernização do Polo Aquático do Complexo Elba de
Contratada: Telefônica Brasil S.A. Pádua Lima, conforme descrito em Edital e anexos.
Objeto: Fornecimento de sinal de internet móvel para a Se- A Comissão Municipal de Licitação, informa aos licitantes
cretaria Municipal da Saúde. participantes da Tomada de Preços em epígrafe a interposição
Prazo: Prorroga-se por mais 12 (doze) meses. de recurso pela empresa GRALL ENGENHARIA E CONS-
Preço: Permanecerá de R$ 47.448,00. TRUÇÕES LTDA-ME, contra o julgamento de HABILITA-
Suporte Financeiro: Correrá à conta da dotação orçamentá- ÇÃO, proferido pela Comissão, o qual tem efeito suspensivo.
ria nº 02.09.30.10.301.10102.20002.3.3.90.39.01.300.0071. Em conformidade com o Artigo 109, Inciso I, alínea “a” da Lei
Federal nº 8.666/93, os licitantes, cientificados dos recursos,
EXTRATO DO PRIMEIRO TERMO poderão impugná-los no prazo de 05 (cinco) dias úteis, es-
DE RERRATIFICAÇÃO tando os autos do processo com vistas franqueadas aos
PROCESSO DE COMPRAS Nº 0113/2018 interessados na sala da Comissão de Licitações.
Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018
Contratante: Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto. KATLYN BEORDO DE LIMA
Contratada: Fundação para o Vestibular da Universidade Es-
tadual Paulista Julio de Mesquita Filho - VUNESP. Presidente da Comissão Municipal de Licitação
Objeto: Realização de concurso público para diversos cargos. EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO
Objeto: Adita-se para acréscimo do cargo de fisioterapeuta.
Preço: Fica a Contratada autorizada a cobrar diretamente de ca- Pregão Eletrônico nº 0118/2018
da candidato, no ato da inscrição, a título de ressarcimento de Processo de Compra nº 0320/2018
despesas com o material e serviços, a importância denominada Objeto: Aquisição de aspirador cirúrgico, eletrocardiógrafo,
Taxa de Inscrição, no valor de R$ 95,00 (noventa e cinco reais). monitor multiparamétrico e oxímetro, conforme descrito em
CLARA LUCI MARTIMBIANCO SIQUEIRA DE ARAÚJO Edital e seus anexos, para Secretaria Municipal da Saúde
Diretora do Departamento da Administração Geral Angelo Roberto Pessini Junior, Secretário Municipal da Admi-
UE 02.06.20 nistração, no uso das atribuições que lhe são conferidas por
lei, HOMOLOGA todos os atos praticados pelo Senhor Pre-
AVISO DE JULGAMENTO DE HABILITAÇÃO goeiro no bojo do certame licitatório, conforme especificado
Chamada Pública nº 001/2018 no Edital de Adjudicação.
Processo Administrativo nº 2018.023628-4 Ribeirão Preto, 23 de julho de 2018
Objeto: Seleção de empresas do setor da construção civil ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR
para construção de equipamentos públicos de educação Secretário Municipal da Administração
com recursos advindos da integralização de cotas no fundo
de arrendamento residencial - FAR, no âmbito do programa EDITAL DE ADJUDICAÇÃO
nacional de habitação urbana (PNHU), integrante do progra- Pregão Eletrônico nº 0165/2018
ma minha casa, minha vida, criado pela Lei nº 11.977, de 07 Processo de Compra nº 0474/2018
de julho de 2009, de acordo com as condições estabelecidas Objeto: Registro de preços para aquisição de mesas para
pelas portarias nº 114, de 09 de fevereiro de 2018 e nº 210, refeitório, conforme descrito em edital e seus anexos, para
de 16 de março de 2018, ambas do ministério das cidades, Secretaria Municipal da Educação.
objetivando a viabilização de contrato firmado entre a empre-
sa vencedora e a caixa econômica federal. Daniel Araujo dos Reis, Pregoeiro, no uso das atribuições que lhe
A Comissão torna público e para conhecimento das empre- são conferidaspor lei, ADJUDICA, ao licitante abaixo o objeto
sas participantes da Chamada Pública em epígrafe, que exa- constante no bojo do certame licitatório, conforme especificado:
minada a documentação apresentada, chegou ao seguinte LOTE ITEM QTDE. MARCA VALOR TOTAL
julgamento: UNITÁRIO DO LOTE
1 1 24,0000 SUDESTE 616,6600 14.799,84
Empresa habilitada: VALOR EMPRESA R$ 14.799,84
INFRATÉCNICA ENGENHARIA E CONSTRUÇÕES LTDA., LOJA DA ESCOLA LTDA-EPP.
com Nota Final, segundo subitem 9.1 do Edital, de 40 pontos. CNPJ: 006.052.615/0001-48 Inscrição Estadual: 5182940540076.
Empresa inabilitada: RUA DR. MARIO DE PAIVA, Nº - LT. D, 612.
CEDRO CONSTRUTORA E INCORPORADORA LTDA-EPP., Bairro: VILA NOVA.
por descumprir os subitens 6.2.1 e 7.4.6 do Edital (apresen- CEP: 37701-104 - POÇOS DE CALDAS - MG.
tou Certificado de Qualificação PBQP-H com prazo de vali- Ribeirão Preto, 24 de julho de 2018
dade vencido). DANIEL ARAUJO DOS REIS
Em conformidade com o subitem 10.2.2 do Edital, a Comis- Pregoeiro
são concede, após esta publicação, o prazo para interposição
de recursos. EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO
Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018 Pregão Eletrônico nº 0185/2018
ROBERTO RODRIGUES PEREIRA JÚNIOR
Membro da Comissão Processo de Compra nº 0537/2018
Objeto: Aquisição de ventiladores, conforme descrito em Edital
AVISO DE INTERPOSIÇÃO DE RECURSO e seus anexos, para Secretaria Municipal de Assistência Social.
Concorrência nº 007/2018 Angelo Roberto Pessini Junior, Secretário Municipal da Admi-
nistração, no uso das atribuições que lhe são conferidas por
Processo de Compra nº 305/2018 lei, HOMOLOGA todos os atos praticados pelo Senhor Pre-
Objeto: Contratação de empresa para construção de jazigos goeiro no bojo do certame licitatório, conforme especificado
no Cemitério Bom Pastor, conforme Edital e seus anexos. no Edital de Adjudicação.
A Comissão Municipal de Licitações, informa aos licitantes Ribeirão Preto, 24 de julho de 2018
participantes da Concorrência em epígrafe a interposição de ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR
recurso pela empresa: WIEZEL & SILVA ASSESSORIA E Secretário Municipal da Administração
18
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

EDITAL DE ADJUDICAÇÃO Data: 15.06.2018.


NILSON ROGÉRIO BARONI
Pregão Presencial nº 228/2018 Diretor Presidente
Processo de Compra nº 640/2018 FELIPE ELIAS MIGUEL
Objeto: Contratação de empresa para locação de cinema, Diretor Financeiro e Administrativo
conforme descrito em Edital e seus anexos.
Katlyn Beordo de Lima, Pregoeira, no uso das atribuições Daerp
que lhe são conferidas por lei, ADJUDICA ao licitante abaixo Departamento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto
o objeto constante no bojo do certame licitatório, conforme
especificado: EXTRATO DE ATA DE REGISTRO DE PREÇOS
Licitante Vencedor: Ata nº 79/2018 - Pregão nº 30/2018
CINECLUBE CAUIM, CNPJ nº 51.820.371/0001-50, situada Processo Administrativo nº 04.2018.010919-0
à Rua São Sebastião, nº 920, Centro, em Ribeirão Preto-SP, Contratante: DAERP - Departamento de Água e Esgotos de
no valor global de R$ 409.500,00 (quatrocentos e nove mil e Ribeirão Preto.
quinhentos reais). Contratada: GOLDEN DISTRIBUIDORA LTDA.
Ribeirão Preto, 18 de julho de 2018 Objeto: Registro de Preços para Fornecimento de Toners.
KATLYN BEORDO DE LIMA Valor Total Estimado: R$ 15.577,00.
Pregoeira Prazo: 12 (doze) meses.
Data de Assinatura: 26/07/2018.
EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO AFONSO REIS DUARTE
Pregão Presencial nº 228/2018 Superintendente - DAERP
Processo de Compra nº 640/2018
Objeto: Contratação de empresa para locação de cinema, EDITAL DE HOMOLOGAÇÃO
conforme descrito em Edital e seus anexos. Pregão Presencial Registro
Angelo Roberto Pessini Junior, Secretário Municipal da Admi- de Preços nº 044/2018
nistração, no uso das atribuições que lhe são conferidas por Processo de Compra nº 04-2018/015630-9
lei, HOMOLOGA todos os atos praticados pela Sra. Pregoeira Objeto: CONTRATAÇÃO DE EMPRESA ESPECIALIZADA
e pela Equipe de Apoio no bojo do certame licitatório, con- NA PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PRE-
forme especificado no Edital de Adjudicação. VENTIVA E CORRETIVA EM MOTOCICLETAS, PARA ATEN-
Ribeirão Preto, 18 de julho de 2018 DER OS VEÍCULOS DA FROTA DO DAERP.
ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR Afonso Reis Duarte, Diretor Superintendente do Departa-
Secretário Municipal da Administração mento de Água e Esgotos de Ribeirão Preto - DAERP, no uso
DISPENSA DE LICITAÇÃO das atribuições que lhes são conferidas por Lei, Homologa o
Procedimento Licitatório que adjudicou o objeto à empresa:
Processo de Dispensa de Licitação nº 0712/2018 EUGENIO ALVES OFICINA DE MOTOS-ME, com o CNPJ:
Ratificada a Dispensa de Licitação, nos termos do Artigo 24, 15.767.166/0001-05, e, sede à Rua Tapajós, nº 1672, no Mu-
Incisos VIII e XVI da Lei Federal nº 8.666/93. nicípio de Ribeirão Preto - Estado de São Paulo, no lote:
Objeto: Prestação de Serviços de Licenciamento de Uso de ITEM QUANT. UNID. OBJETO VALOR VALOR
Sistemas, compreendendo Licenciamento, Manutenção e UNITÁRIO TOTAL
Suporte Técnico para a Secretaria Municipal de Planejamen- 1 720 HORAS CONTRATAÇÃO DE EMPRESA 20,00 14.400,00
to e Gestão Pública. ESPECIALIZADA NA PRESTAÇÃO DE
SERVIÇOS DE MANUTENÇÃO PREVENTIVA
Contratada: CODERP - Companhia de Desenvolvimento Eco- E CORRETIVA EM MOTOCICLETAS, PARA
nômico de Ribeirão Preto. ATENDER OS VEÍCULOS DA FROTA DO DAERP.
CNPJ: 45.254.950/0001-80 VALOR TOTAL 14.400,00
RUA SALDANHA MARINHO, 834 - Bairro: CENTRO. Ribeirão Preto, 27 de julho de 2018
CEP: 14010-060 - RIBEIRAO PRETO - SP. AFONSO REIS DUARTE
Valor: R$ 258.734,64. Superintendente - DAERP DA-LIC
Prazo: 12 (doze) meses.
Dotação Orçamentária: IPM
3.3.90.39.08.01.110.0000.04.121.10111.2.0002. Instituto de Previdência dos Municipiários de Ribeirão Preto
Processo nº: 0712/2018.
Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018 QUARTO TERMO DE RERRATIFICAÇÃO
EDSOM ORTEGA MARQUES Processo nº 21/2016 - Contrato nº 06/2016
Secretário Municipal de Planejamento e Gestão Pública Objeto: Contratação de empresa para prestação de serviços
UE 02.06.30 de postagem de correspondências dos holerites dos servido-
res ativos e inativos do IPM.
Coderp Processo nº: 021/2016.
Companhia de Desenvolvimento Econômico de Ribeirão Preto Contratada: Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos.
EXTRATO DO CONTRATO Nº 24/2018 Modalidade: Inexigibilidade de licitação Artigo 25 caput Inciso I.
Contratada: Post Bank Comércio e Serviços de Assistência Prazo: 12 (doze) meses.
Valor Estimado: R$ 96.300,00 (noventa e seis mil e trezentos
Técnica Ltda-EPP. reais).
Objeto: Locação de 1 (uma) auto-envelopadora com presta- Recursos: Dotação Orçamentária: 3.3.90.39.47
ção de serviços de suporte técnico “on site”. Ribeirão Preto, 24 de julho de 2018
Vigência: 06 meses. MARIA REGINA RICARDO
Valor global: R$ 24.360,00. Diretora Superintendente - IPM
Assinatura: 23/07/2018. Cód. 738
EXTRATO DE CONTRATO
Cohab Processo nº 044/2018 - Contrato nº 08/2018
Companhia Habitacional Regional de Ribeirão Preto Contratante: Instituto de Previdência dos Municipiários de
CNPJ 56.015.167/0001-80 Ribeirão Preto.
1º ADITAMENTO AO CONTRATO Nº 06/2018 Contratada: Instituto AOCP.
PROCESSO Nº 3.175/2018 Processo nº: 044/2018
Modalidade: Artigo 24 Inciso XIII da Lei Federal nº 8.666/93
Contratante: Companhia Habitacional Regional de Ribeirão e suas alterações.
Preto - COHAB-RP. Objeto: Prestação de Serviços técnicos especializados de
Contratada: Associação dos Advogados de São Paulo - AASP. organização e aplicação das provas do Concurso Público
Objeto: Contribuição associativa, para prestação de serviços para provimento dos cargos de Agente de Administração e
de leitura e encaminhamento de publicações legais, referen- Técnico em Contabilidade.
tes a processos em que figura a COHAB-RP, mesmo que por Valor Estimado: R$ 301.000,00 (trezentos e um mil reais).
intermédio de seus procuradores. Prazo: 12 (doze) meses
1º Aditamento: Prorrogação do prazo por 6 (seis) meses, com Recursos: Dotação Orçamentária: 3.3.90.39.
término em 31/12/2018. Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018
Preço: Total semestral = R$ 2.807,50. MARIA REGINA RICARDO
Prazo: 6 meses. Diretora Superintendente - IPM
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 19
validade nos termos da Constituição Federal, art. 37, inciso III.
CONCURSOS PÚBLICOS 1.1. Todas as informações do processo de execução, sobre
o presente Concurso Público, até a publicação da classifica-
ção final, serão prestadas pela Fundação VUNESP, por meio
Administração do Disque VUNESP, nos dias úteis, das 08 às 20 horas, e
Secretaria Municipal da Administração
pela internet, no site www.vunesp.com.br, sendo que, após
CONCURSO PÚBLICO Nº 001/2018 a competente homologação, as informações pertinentes pas-
sam a ser de responsabilidade da PREFEITURA MUNICI-
EDITAL DE ABERTURA - DIVERSOS CARGOS PAL DE RIBEIRÃO PRETO.
A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, no uso de suas atri- 1.2. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão publi-
buições legais, TORNA PÚBLICO que será realizado, por cados no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e,
meio da Fundação VUNESP, Concurso Público para provi- como subsídio, no endereço eletrônico www.vunesp.com.br.
mento de cargos do quadro permanente dos Servidores Pú- 1.3. Os candidatos aprovados e empossados submeter-se-
blicos do Município de Ribeirão Preto, instituídos pela Lei ão ao Estágio Probatório, conforme art. 19 da Lei nº 3.181/76
Complementar nº 2.515/12 e seus anexos, publicada no Diá- e suas alterações.
rio Oficial do Município, bem como suas Alterações, Legisla- 1.3.1. Os candidatos aprovados que vierem a ingressar no
ções Complementares e/ou Regulamentadoras, para seu quadro permanente dos Servidores Públicos do Município de
quadro de pessoal, observados os termos da legislação vi- Ribeirão Preto pertencerão ao Regime Jurídico Estatutário
gente. instituído pela Lei Complementar nº 140/92 e reger-se-ão
O Concurso Público reger-se-á pelas disposições contidas pelas disposições da Lei nº 3.181/76, da Lei Complementar
nas Instruções Especiais, que ficam fazendo parte integrante nº 2.515/12 e seus anexos, publicadas no Diário Oficial do
deste Edital e seus anexos. Município, bem como suas Alterações, Legislações Comple-
INSTRUÇÕES ESPECIAIS mentares e/ou Regulamentadoras e pelas demais normas
CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES legais.
1. O Concurso Público destina-se ao provimento de cargos 1.4. Os cargos, os requisitos mínimos exigidos e as vagas
atualmente vagos, dos que vagarem e forem necessários à são os estabelecidos na Tabela I e a Remuneração e a carga
Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, durante seu prazo de horária semanal, na Tabela II:
TABELA I
DOS CARGOS, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS E VAGAS
CARGO REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS VAGA DA VAGA VAGA TOTAL
LISTA GERAL RESERVADA RESERVADA DE
CANDIDATO CANDIDATO VAGAS
NEGRO/PARDO DEFICIENTE
Técnico em Enfermagem Ensino Médio Completo, Curso Técnico Profissionalizante 6 2 2 10
e Registro no COREN-SP
Técnico em Processamento Ensino Médio Completo e Curso Técnico Profissionalizante 2 0 0 2
de Dados
Arquiteto Curso Superior Completo e Registro no CAU-SP 1 0 0 1
Assistente Social Curso Superior Completo e Registro no CRESS-SP 2 0 0 2
Engenheiro Civil Curso Superior Completo e Registro no CREA-SP 1 0 0 1
Farmacêutico Curso Superior Completo e Registro no CRF-SP 2 0 0 2
Fisioterapeuta Curso Superior Completo em Fisioterapia - CREF 1 0 0 1
Médico Neuropediatra Curso Superior Completo e Registro no CREMESP 2 0 0 2
Médico Pediatra Curso Superior Completo e Registro no CREMESP 7 2 3 12
Médico Psiquiatra Infantil Curso Superior Completo e Registro no CREMESP 2 0 0 2
Médico Veterinário Curso Superior Completo e Registro no CRMVSP 1 0 0 1

TABELA II - ASSISTENTE SOCIAL


DA REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA: Descrição Remuneração Carga Horária
Salário-Base inicial: 16.1.01 4.388,29
- TÉCNICO EM ENFERMAGEM GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44 20 horas semanais
Descrição Remuneração Carga Horária
Vale-Alimentação 442,00
Salário-Base inicial: 15.1.01 3.032,70
Total Bruto 5.746,73
Adicional de Insalubridade - 20% 122,84 30 horas semanais
Vale-Alimentação 663,00 - FARMACÊUTICO
Total Bruto 3.818,54
Descrição Remuneração Carga Horária
- TÉCNICO EM PROCESSAMENTO DE DADOS Salário-Base inicial: 16.1.01 4.388,29
Descrição Remuneração Carga Horária GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44 20 horas semanais
Salário-Base inicial: 15.1.01 3.032,70 Vale-Alimentação 442,00
Vale-Alimentação 884,00 40 horas semanais Total Bruto 5.746,73
Total Bruto 3.916,70
- MÉDICO PEDIATRA, MÉDICO PSIQUIATRA
- ARQUITETO INFANTIL, MÉDICO NEUROPEDIATRA
Descrição Remuneração Carga Horária Descrição Remuneração Carga Horária
Salário-Base inicial: 22.1.01 4.815,15 Salário-Base inicial: 18.1.01 5.929,33
GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44 20 horas semanais GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44
Vale-Alimentação 442,00 Adicional de Insalubridade - 20% 122,84 20 horas semanais
Total Bruto 6.173,59 Vale-Alimentação 442,00
Total Bruto 7.410,61
- ENGENHEIRO CIVIL
Descrição Remuneração Carga Horária - MÉDICO VETERINÁRIO
Salário-Base inicial: 22.1.01 4.815,15 Descrição Remuneração Carga Horária
GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44 20 horas semanais
Salário-Base inicial: 16.1.01 4.388,29
Vale-Alimentação 442,00
GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44
Total Bruto 6.173,59
Adicional de Insalubridade - 20% 122,84 20 horas semanais
- FISIOTERAPEUTA Vale-Alimentação 442,00
Descrição Remuneração Carga Horária Total Bruto 5.869,57
Salário-Base inicial: 16.1.01 4.388,29
GEA - Art. 1 - L.C nº 391/94 916,44 20 horas semanais
DAS ATRIBUIÇÕES:
Vale-Alimentação 442,00 - TÉCNICO EM ENFERMAGEM
Total Bruto 5.746,73 - prestar assistência de enfermagem de caráter preventivo e/
20
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

ou curativo internos e externos da unidade, conforme plane- desamparados;


jamento estabelecido pelo enfermeiro; - participar das ativi- - orientar comportamento de grupos específicos de pessoas,
dades nos programas específicos desenvolvido na rede face a problemas de habitação, saúde, higiene, educação,
básica de saúde do município; - participar das atividades de planejamento familiar e outros;
orientações dos profissionais da equipe de enfermagem, - promover, por meio de técnicas próprias e através de en-
quanto às normas e rotinas; trevistas, palestras, visitas a domicílios, e outros meios, a
- participar da organização do arquivo central da unidade, prevenção ou solução de problemas sociais identificados
bem como dos arquivos dos programas específicos; entre grupos específicos de pessoas;
- colaborar na elaboração das escalas de serviços; - organizar e manter atualizadas referências sobre as carac-
- executar e auxiliar na supervisão e no controle de material terísticas sócio-econômicas dos servidores municipais, bem
permanente, de consumo e no funcionamento de equipamen- como dos pacientes assistidos nas unidades de assistência
tos; social;
- colaborar na elaboração de relatórios; - participar da elaboração, execução e avaliação dos progra-
- realizar levantamento de dados para o planejamento das mas de orientação educacional e pedagógicos na rede es-
ações de saúde; colar municipal;
- colaborar em pesquisas ligadas à área de saúde, desenvol- - aconselhar e orientar a população nos postos de saúde, es-
vidas nas unidades; colas e creches municipais;
- participar de reuniões, treinamento e reciclagem; - atender aos servidores da Prefeitura Municipal que se en-
- proceder o registro de dados estatísticos e do procedimento contrem em situação problema;
realizados; - atuar junto a servidores municipais aposentados;
- participar das atividades nos programas específicos desen- - realizar visitas de supervisão nas creches, elaborando pro-
volvido na rede básica de saúde do município, de acordo com postas de trabalho, relatórios de avaliação e, discutindo al-
a normatização do serviço; ternativas e encaminhamentos de questões gerais junto à
- executar outras atribuições afins. coordenação da creche;
- TÉCNICO EM PROCESSAMENTO DE DADOS - programar atividades de integração e treinamento para ge-
- definir prazos, e avaliar qualidade dos programas; rentes, médicos, diretores de escola e servidores em geral
- efetuar padronização; das diversas áreas da prefeitura municipal;
- implantar sistemas, e otimizar programas; - executar outras atribuições afins;
- definir programas, e efetuar avaliação de software; - ENGENHEIRO CIVIL
- definir arquivos simples, e desenvolver sistemas; - estudar, avaliar e elaborar projetos de engenharia;
- documentar programas, codificar programas; - elaborar normas e acompanhar concorrências;
- manter sistemas, efetuar testes de programas; - elaborar cronogramas físico-financeiros, diagramas e grá-
- efetuar testes de sistemas, e dar suporte ao usuário; ficos relacionados à programação da execução de planos de
- efetuar outras atribuições afins. obras;
- ARQUITETO - acompanhar e controlar a execução de obras que estejam
- realizar estudos urbanísticos e formular recomendações, sob encargo da prefeitura municipal ou de terceiros;
objetivando orientar o desenvolvimento do município; - promover levantamentos das características de terrenos
- elaborar projetos urbanísticos, paisagísticos e arquitetônicos; onde serão executadas as obras;
- orientar e fiscalizar a execução de projetos; - analisar processos e aprovar projetos de loteamentos
- participar da fiscalização das posturas urbanísticas; quanto aos seus diversos aspectos técnicos, tais como: or-
- analisar projetos de obras particulares, de loteamento, des- çamento, cronograma, projetos de pavimentação, energia
membramento e remembramento de terrenos; elétrica, entre outros;
- realizar estudos e elaborar projetos, objetivando a preser- - promover a regularização dos loteamentos clandestinos e
vação do patrimônio histórico do município; irregularidades;
- participar das discussões e elaborar propostas para o or- - fiscalizar a execução do plano de obras de loteamento, ve-
çamento plurianual; rificando o cumprimento de cronogramas e projetos aprova-
- exarar pareceres em questões afetas à sua área de atuação dos;
e de sua competência; - realizar adaptações de projetos de obras públicas em fun-
- analisar requerimentos e outros expedientes enviados pela ção das dificuldades e necessidades do órgão competente
câmara de vereadores, manifestando-se, quando for o caso durante a execução do projeto;
ou quando solicitado a fazê-lo; - proceder a cotação de preços de mercado;
- elaborar o traçado das diretrizes viárias; - elaborar projetos de sinalização;
- elaborar estudos com vistas a implantação e viabilidade do - atuar no plano de combate a enchentes;
sistema viário; - participar na discussão e interagir na elaboração das pro-
- manter atualizado o mapeamento do sistema viário; posituras de legislação de edificações e urbanismos, plano
- participar na elaboração do plano Diretor do Município; diretor e matérias correlatas;
- participar no desenvolvimento de projetos com equipes - expedir certidões na área e em matérias de sua competên-
multidisciplinares; cia;
- propor e participar na definição de normas de funcionamen- - executar outras atribuições afins.
to e organização do setor de desenho, arquivo de projetos e - FARMACÊUTICO
mapoteca; - responsabilizar-se pelos medicamentos sob sua guarda;
- empreender ações no sentido de realizar o levantamento de - controlar o estoque de medicamentos, e colaborar na ela-
adensamentos populacionais e comerciais do município; boração de estudos e pesquisas farmacodinâmicas e toxi-
- executar outras atribuições afins. cológicas;
- ASSISTENTE SOCIAL - emitir parecer técnico a respeito de produtos e equipamen-
- efetuar levantamento de dados para identificar problemas tos utilizados na farmácia, principalmente em relação à com-
sociais de grupos específicos de pessoas, como menores, pra de medicamentos;
migrantes, estudantes da rede escolar municipal e servido- - controlar psicotrópicos e fazer os boletins de acordo com a
res municipais; vigilância sanitária;
- elaborar e executar programas de capacitação de mão-de- - planejar e coordenar a execução da Assistência Farmacêu-
obra e sua integração no mercado de trabalho; tica no Município;
- elaborar ou participar da elaboração e execução de campa- - coordenar a elaboração da Relação de Medicamentos pa-
nhas educativas no campo de saúde pública, higiene e sa- dronizados pela S.M.S., assim como suas revisões periódi-
neamento; cas;
- organizar atividades ocupacionais de menores, idosos e - analisar o consumo e a distribuição dos medicamentos;
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 21
- elaborar e promover os instrumentos necessários, obje- e atendimento à família; promover atividades comunitárias
tivando desempenho adequado das atividades de arma- enfocando a integração da criança e do adolescente com
zenamento, distribuição, dispensação e controle de medica- doença mental na comunidade e sua inserção familiar, na es-
mentos pelas Unidades de Saúde da Prefeitura Municipal de cola, na comunidade ou quaisquer outras formas de inserção
Ribeirão Preto; social; desenvolver ações intersetoriais, principalmente com
- avaliar o custo do consumo dos medicamentos; as áreas de assistência social, educação e justiça; ativida-
- realizar supervisão técnico-administrativa em Unidades da des comunitárias enfocando a integração da criança e do
S.M.S. no tocante a medicamentos e sua utilização; adolescente portador de doença mental ou de dependência
- realizar treinamento e orientar os profissionais da área; etílica ou química na comunidade e sua inserção familiar e
- dispensar medicamentos e acompanhar a dispensação social; realizar atendimento de desintoxicação; elaborar e
realizada pelos funcionários subordinados, dando a orienta- desenvolver ações intersetoriais e de apoio matricial concen-
ção necessária e iniciar o acompanhamento do uso (farma- trado no acompanhamento de seus clientes; realizar pre-
covigilância); ceptoria de graduação multiprofissional.
- realizar procedimentos técnicos administrativos no tocante - MÉDICO NEUROPEDIATRA
a medicamentos a serem inutilizados; Realizar diagnósticos e prognósticos, prescrever tratamen-
- acompanhar a validade dos medicamentos e seus rema- tos às doenças ou disfunções do sistema nervoso e do sis-
nejamentos; tema muscular que se manifestam na criança ou na adoles-
- fiscalizar farmácias e drogarias quanto ao aspecto sanitário; cência; responsabilizar-se pelo envio da contra referência
- executar manipulação dos ensinos farmacêuticos, pesa- para a unidade de origem do usuário; aplicar seus conheci-
gem, mistura e conservação; mentos utilizando recursos de Medicina preventiva e tera-
- subministrar produtos médicos e cirúrgicos, seguindo recei- pêutica para promover, proteger e recuperar a saúde dos
tuário médico; clientes e da comunidade; realizar e interpretar exames clí-
- executar outras atribuições afins. nicos, diagnósticos e tratamento médico; desenvolver ativi-
- FISIOTERAPEUTA dades de educação em saúde pública junto com o paciente
- avaliar nível das disfunções físico-funcionais de pacientes e a comunidade; participar da Junta Médica quando convo-
e acidentados, realizando testes apropriados, para emitir cado; participar das ações de vigilância em saúde; executar
diagnósticos fisioterápicos; quaisquer outras atividades correlatas.
- planejar e executar a terapêutico fisioterápica nos pacientes; - MÉDICO VETERINÁRIO
- proceder à reavaliação sistemática dos pacientes em trata- - proceder à profilaxia, diagnóstico, e tratamento de doenças
mento, objetivando reajuste das condutas adotadas em fun- animais, realizando exames clínicos e de laboratório, para
ção da evolução do caso; assegurar a sanidade individual e coletiva desses animais;
- programar, prescrever e orientar a utilização de recursos - elaborar e executar projetos que visem o aprimoramento da
fisioterápicos para correção de desvios posturais, afecções atividade agropecuária;
dos aparelhos respiratórios e cardiovascular, bem como para - promover a fiscalização sanitária nos locais de produção,
preparação e condicionamento pré e pós parto; manipulação, armazenamento e comercialização dos produ-
- requisitar exames complementares, quando necessário; tos de origem animal;
- orientar os familiares sobre os cuidados a serem adotados - proceder ao controle de zoonoses, efetivando levantamen-
em relação aos pacientes em tratamento domiciliar; to de dados, avaliações epidemiológicas e programas, para
- participar nos atendimentos de urgência e nas atividades possibilitar a profilaxia dessas doenças;
terapêuticas intensivas; - participar da elaboração e coordenação de programas de
- indicar e prescrever o uso de próteses necessárias ao tra- combate e controle de vetores roedores e raiva animal;
tamento dos pacientes; - realizar a observação de animais com suspeita de raiva
- manter contatos com outros profissionais de saúde, partici- (quarentena);
pando dos trabalhos clínicos e prescrevendo a conduta te- - controlar a apreensão de cães vadios e outros animais er-
rapêutica apropriada quanto à parte fisioterápica; rantes;
- interagir com órgãos e entidades públicas e privadas no - assessorar a elaboração de campanhas educativas no
sentido de prestar ou buscar auxílio técnico ou científico; campo da saúde pública;
- executar outras atribuições afins. - coordenar campanhas de vacinação animal;
- MÉDICO PEDIATRA - interagir com o setor de fiscalização da Prefeitura, no que
Executar as atribuições comuns ao Médico Clínico Geral - tange a fiscalização sanitária;
realizar consultas e atendimentos médicos na especialidade - executar outras atribuições afins.
de Pediatria, executar tratamentos; implementar ações de Comissão de acompanhamento do concurso:
prevenção de doenças e promoção da saúde tanto individuais - Dilson Braz da Silva Júnior
quanto coletivas; coordenar programas e serviços em saúde, - Lauren Suemi Kawata
efetuar perícias, auditorias e sindicâncias médicas; elaborar - Luzia Márcia Romanholi Passos
documentos e difundir conhecimentos da área médica. - Maria Alice de Freitas Colli
- MÉDICO PSIQUIATRA INFANTIL - Maria Alice Martins
Realizar consultas e atendimentos médicos; tratar pacien- - Mauro Rosa Peixoto
tes; implementar ações para promoção da saúde; coordenar - Patricia Soares Pereira Lima
programas e serviços em saúde; elaborar documentos; di- - Vivien Marques do Nascimento
fundir conhecimentos na área médica; realizar outras ações - José Antonio Lanchoti
compatíveis com a natureza do cargo, previstas nas normas CAPÍTULO II - DOS REQUISITOS
aplicáveis; acolher crianças e adolescentes com transtornos 2. Os requisitos básicos para investidura no cargo são os es-
mentais no âmbito do seu território; desempenhar o papel de pecificados a seguir:
regulador da porta de entrada da rede assistencial do âmbito 2.1. cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital
do seu território e/ou do módulo assistencial, definido na Nor- de Abertura de Inscrições do Concurso Público;
ma Operacional de Assistência à Saúde (NOAS), de acordo 2.1.1. ter sido classificado no Concurso Público;
com a determinação da Secretaria Municipal de Saúde; pres- 2.1.2. ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, amparada
tar atendimento individual (medicamentoso, psicoterápico, de pelo Estatuto da Igualdade entre Brasileiros e Portugueses,
orientação, dentre outros); prestar atendimento em grupo conforme disposto nos termos do parágrafo 1º, artigo 12, da
(psicoterapia, grupo operativo, atividades de suporte social, Constituição Federal, e do Decreto Federal nº 72.436/72;
entre outros); trabalhar com a ideia de gerenciamento de 2.1.3. ter, na data de nomeação, idade igual ou superior a 18
casos, personalizando o projeto de cada paciente na unida- (dezoito) anos;
de e fora dela e desenvolver atividades para a permanência 2.1.4. no caso do sexo masculino, estar em dia com o Serviço
diária no serviço; realizar visitas e atendimentos domiciliares Militar;
22
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

2.1.5. estar quite com a Justiça Eleitoral; CAPÍTULO IV - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO PAGA-
2.1.6. ter aptidão física e mental para o exercício do cargo; MENTO DO VALOR DE INSCRIÇÃO.
2.1.7. atender às condições especiais previstas em Lei; 3.11. O descumprimento das instruções para inscrição pela
2.1.8. estar com o CPF regularizado; internet implicará o indeferimento da inscrição.
2.1.9. possuir os REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS para o 3.12. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA não se respon-
cargo pretendido, conforme especificado na Tabela I, constan- sabilizam por solicitação de inscrição pela internet não rece-
te do Capítulo I - Das Disposições Preliminares, deste Edital; bida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas
2.1.10. Não registrar antecedentes criminais e estar em gozo de comunicação, congestionamento das linhas de comuni-
dos direitos civis, políticos e eleitorais, bem como nada ter cação, bem como outros fatores que impossibilitem a trans-
que o desabone e o torne incompatível para o desempenho ferência de dados.
de suas funções. 3.13. As informações prestadas na ficha de inscrição são de
CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES inteira responsabilidade do candidato, cabendo à PREFEI-
3. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a tá- TURA o direito de excluir do Concurso Público aquele que
cita aceitação das normas e condições estabelecidas neste preenchê-la com dados incorretos, bem como aquele que
Edital, em relação às quais não poderá ser alegada qualquer prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja cons-
espécie de desconhecimento. tatado posteriormente.
3.1. O deferimento da inscrição dar-se-á mediante o total e 3.14. A devolução da taxa de inscrição somente ocorrerá se
correto preenchimento da ficha de inscrição (pela internet) e o Concurso Público não se realizar.
o correspondente pagamento da respectiva taxa. 3.15. O candidato poderá efetuar sua inscrição nos infocentros
3.2. As inscrições deverão ser realizadas somente pela in- do Programa Acessa São Paulo (www.acessasaopaulo.sp.
ternet, pelo site www.vunesp.com.br, no período das 10h00 gov.br).
de 08 de agosto de 2018 até as 23h59 de 12 de setembro 3.15.1. Este programa, além de oferecer facilidade para os
de 2018, conforme segue: candidatos que não têm acesso à internet, é completamente
a) acessar o site www.vunesp.com.br; gratuito. Para utilizar os equipamentos, basta fazer cadastro
b) localizar no site o link correlato ao Concurso Público; apresentando o R.G. nos próprios Postos Acessa São Paulo.
c) ler total e atentamente o respectivo Edital; 3.16. Informações complementares referentes à inscrição
d) preencher total e corretamente a ficha de inscrição, nos poderão ser obtidas no site www.vunesp.com.br, ou pelo
moldes previstos neste Edital; Disque VUNESP, telefone (11) 3874-6300.
e) transmitir os dados da ficha de inscrição correspondente; 3.17. O atendimento às condições especiais pleiteadas fica-
f) imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento do valor rá sujeito, por parte da Fundação VUNESP e da PREFEITU-
da taxa de inscrição conforme adiante: RA, à análise da viabilidade e razoabilidade do solicitado.
Escolaridade Taxa de Inscrição 3.18. O candidato será responsável por qualquer erro, omis-
Ensino Médio R$ 56,50 são, bem como pelas informações prestadas na ficha de ins-
Ensino Superior R$ 95,00 crição.
3.3. Para o correspondente pagamento da taxa de inscrição, 3.19. Não deverá ser enviada à PREFEITURA, ou à Funda-
em qualquer agência bancária, somente poderá ser utilizado ção VUNESP, qualquer cópia de documento de identidade,
o boleto bancário gerado no ato da inscrição, até o dia subse- sendo de responsabilidade exclusiva do candidato, sob as
quente do encerramento do período das inscrições; penas da lei, os dados cadastrais informados no ato de ins-
3.4. A efetivação da inscrição ocorrerá após a confirmação, crição.
pelo banco, do correspondente pagamento referente à taxa; 3.20. O candidato que prestar qualquer declaração falsa,
3.5. Às 23h59 (horário oficial de Brasília) do último dia do inexata ou, ainda, que não atenda a todas as condições
período das inscrições, a ficha de inscrição não estará mais estabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada e,
disponibilizada no site. em consequência, anulados todos os atos dela decorrentes,
3.6. A pesquisa para acompanhar a situação da inscrição mesmo que aprovado na prova e que o fato seja constatado
deverá ser feita no site www.vunesp.com.br, na página do posteriormente.
Concurso Público, a partir de 03 dias úteis contados do en- 3.21. Para se inscrever, o candidato deverá preencher as
cerramento do período das inscrições. Caso seja detectada condições para nomeação, especificadas no CAPÍTULO II -
falta de informação, o candidato deverá entrar em contato DOS REQUISITOS.
com o Disque VUNESP, pelo telefone: (11) 3874-6300. 3.22. O candidato que necessitar de qualquer tipo de condi-
3.7. O agendamento do pagamento da taxa de inscrição so- ção especial para a realização da prova, inclusive prova brai-
mente será aceito se comprovada a sua efetivação até o úl- le ou ampliada, deverá acessar o site da Fundação VUNESP,
timo dia subsequente para pagamento da taxa da inscrição. localizar o concurso, clicar na área do candidato e selecionar
3.8. O candidato deverá indicar, obrigatoriamente, na ficha o link Envio dos documentos, promovendo o encaminhamen-
de inscrição, a opção do cargo, atentando-se à realização da to por meio digital (upload) nas extensões “pdf”, “png”, “jpg”
prova objetiva, conforme consta do item 7 do CAPÍTULO VII ou “jpeg”, até o encerramento das inscrições.
- DA PROVA. 3.22.1. O candidato que não o fizer, durante o período de ins-
3.8.1. O não atendimento aos procedimentos estabelecidos crição e conforme estabelecido nos itens anteriores, não terá
nos itens anteriores implicará o cancelamento da inscrição a sua prova especial preparada ou as condições providen-
do candidato, verificada a irregularidade a qualquer tempo. ciadas, seja qual for o motivo alegado.
3.9. O pagamento da importância correspondente à inscri- 3.22.2. A solicitação de condições especiais será atendida
ção poderá ser efetuado em qualquer agência bancária. obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade.
3.9.1. A inscrição por pagamento em cheque somente será 3.22.3. No caso do candidato com deficiência, deverá ser
considerada efetuada após a respectiva compensação e se, observado também o previsto no CAPÍTULO V - DA PARTI-
por qualquer razão, o cheque for devolvido ou efetuar paga- CIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA, deste
mento de menor valor, a inscrição do candidato será automa- Edital.
ticamente tornada sem efeito. 3.23. A candidata que tiver a necessidade de amamentar
3.9.2. Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por durante a realização da prova deverá levar um acompanhan-
depósito em caixa eletrônico, pelos Correios, fac-símile, trans- te, sendo esta indicação de sua inteira responsabilidade.
ferência eletrônica, DOC, ordem de pagamento ou depósito Essa pessoa deverá possuir maioridade legal, devidamente
comum em conta corrente, condicional ou por qualquer outro comprovada, e permanecer em sala reservada para essa
meio que não os especificados neste Edital. finalidade, sendo responsável pela criança.
3.10. Não haverá devolução da importância paga, ainda que 3.23.1. Durante o período em que a candidata estiver amamen-
efetuada a mais ou em duplicidade, nem isenção, total ou tando, ela deverá permanecer no local designado pela Co-
parcial de pagamento do valor da taxa de inscrição, seja qual ordenação para este fim e, ainda, na presença de um fiscal,
for o motivo alegado, exceto isenção conforme disposto no respeitando todas as demais normas estabelecidas neste
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 23
Edital. teor das afirmativas.
3.23.2. O acompanhante responsável pela criança também 4.6. Não será concedida isenção de pagamento do valor de
deverá permanecer no local designado pela Coordenação, e inscrição ao candidato que:
se submeterá a todas as normas constantes deste Edital e da a) deixar de efetuar o Requerimento de Inscrição com isen-
Fundação VUNESP, inclusive no tocante ao uso de equipa- ção de pagamento pela Internet;
mento eletrônico e celular. b) deixar de prestar informações verídicas ou omiti-las.
3.23.3. A candidata, nesta condição, que não levar acompa- 4.7. Declaração falsa sujeitará o candidato às sanções pre-
nhante, não realizará a prova. vistas em lei, aplicando-se o disposto no parágrafo único do
3.23.4. Não haverá compensação do tempo de amamentação artigo 10 do Decreto nº 83.936, de 06 de setembro de 1979.
em favor da candidata. 4.7.1. A qualquer tempo poderão ser realizadas diligências
3.24. Excetuada a situação prevista no item 3.23 deste Ca- relativas à situação declarada pelo candidato, deferindo-se
pítulo, não será permitida a permanência de qualquer acom- ou não o seu pedido.
panhante, inclusive criança, nas dependências do local de 4.8. A partir do dia 30 de agosto de 2018 os candidatos de-
realização da(s) prova(s), podendo ocasionar inclusive a não verão verificar no endereço eletrônico www.vunesp.com.br
participação do candidato no Concurso Público. os resultados da análise dos Requerimentos de Isenção de
3.25. É reservado à Fundação VUNESP e à Prefeitura, caso pagamento do valor da inscrição, observados os motivos de
julgue necessário, o direito de utilizar detector de metais e/ou indeferimento.
proceder à coleta de impressão digital, na aplicação da(s) 4.9. O candidato que tiver seu Requerimento de Isenção de
prova(s). pagamento do valor da inscrição deferido terá sua inscrição
3.26. O candidato que tenha exercido a função de jurado a validada, não gerando boleto para pagamento da inscrição.
partir da vigência da Lei Federal nº 11.689/2008 poderá soli- 4.9.1. Para as inscrições isentas de pagamento, será consi-
citar, na ficha de inscrição, esta opção para fins de critério de derado, para fins de validação da última inscrição efetivada,
desempate. o número do documento gerado no ato da inscrição.
3.26.1. O candidato, para fazer jus ao previsto no item 3.26 4.10. O candidato que tiver seu pedido de isenção de paga-
deste Capítulo deverá ter exercido a função de jurado no pe- mento do valor da inscrição indeferido poderá apresentar
ríodo entre a vigência da referida Lei e encaminhar a compro- recurso no prazo de dois dias úteis, conforme procedimentos
vação até a data do término das inscrições. definidos no CAPÍTULO XII - DOS RECURSOS, deste Edital.
3.26.2. Para fins de critério de desempate, o candidato de- 4.10.1. Após a análise dos recursos, será divulgada no site
verá, no período das inscrições, encaminhar à Fundação www.vunesp.com.br a relação dos requerimentos deferidos
VUNESP, por SEDEX ou Carta Registrada com AR (Aviso de e indeferidos.
Recebimento), com a identificação do Concurso Público 4.11. Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção in-
para o qual está inscrito, documento emitido pelo Judiciário deferidos e/ou recurso julgado improcedente e que tiverem
que comprove que exerceu a função de jurado. interesse em participar do certame deverão retornar ao site
3.26.3. O documento apresentado terá validade para este da Fundação VUNESP e realizar uma nova inscrição (até 12
Concurso Público e não será devolvido. de setembro de 2018), gerar o boleto e efetuar o pagamento
3.26.4 O candidato que não atender ao item 3.26.2 deste da inscrição, até a data limite de 13 de setembro de 2018.
Capítulo não terá sua condição de jurado utilizada como cri- 4.12. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e a Fundação
tério de desempate. VUNESP eximem-se das despesas com viagens e estada
CAPÍTULO IV - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO dos candidatos para prestar as provas.
PAGAMENTO DO VALOR DE INSCRIÇÃO CAPÍTULO V - DA PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM
4. Não serão aceitos pedidos de isenção do pagamento do DEFICIÊNCIA
valor de inscrição, com exceção ao cidadão amparado pelo 5. Às pessoas com deficiência é assegurado o direito de se
Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, publicado no Diá- inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições
rio Oficial da União em 03 de outubro de 2008, que comprove do cargo pretendido sejam compatíveis com a deficiência
estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do que possuem, conforme estabelecido no Decreto Federal nº
Governo Federal - CadÚnico, com renda familiar mensal 3.298, de 20/12/1999.
igual ou inferior a três salários mínimos ou renda familiar per 5.1. Os candidatos enquadrados legalmente serão avaliados,
capita de até meio salário mínimo mensal, conforme o re- por Comissão específica, no que concerne à compatibilidade
ferido Decreto e o disposto no Decreto nº 6.135, de 2007. de sua deficiência com o exercício de todas as atribuições do
4.1. A comprovação no Cadastro Único para Programas So- cargo, sem restrições.
ciais será feita pela indicação do Número de Identificação 5.2. A reserva legal de vagas dos candidatos com deficiên-
Social - NIS, além dos dados solicitados no Requerimento de cia(s) está em conformidade com o disposto na Lei Comple-
Inscrição via Internet. mentar nº 2.515/12.
4.2. Considera-se renda familiar a soma dos rendimentos 5.3. Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se
brutos auferidos por todos os membros da família e renda fa- enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º, do De-
miliar per capita, a divisão da renda familiar pelo total de in- creto Federal nº 3.298, de 20/12/1999.
divíduos da família. 5.4. Os candidatos inscritos como pessoas com deficiência,
4.3. A veracidade das informações prestadas pelo candida- ao término das inscrições, serão relacionados pela Funda-
to, no Requerimento de Isenção, será consultada junto ao ór- ção VUNESP e encaminhados à Prefeitura Municipal de
gão gestor do CadÚnico, vinculado ao Ministério do Desen- Ribeirão Preto que, por meio da Comissão específica, pro-
volvimento Social e Combate à Fome. cederá análise, enquadramento legal e verificação de com-
4.4. Para solicitar a isenção de pagamento de que trata o item patibilidade com o cargo almejado.
4 deste Capítulo, o candidato deverá efetuar a inscrição isen- 5.4.1. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto poderá con-
ta de pagamento, conforme os procedimentos estabelecidos vocar os candidatos que se declararem deficientes, nos ter-
a seguir: mos do item 5, para realização de perícia médica.
4.4.1. Acessar, a partir das 10h00 do dia 08 de agosto de 5.4.2. A perícia médica de que trata o item 5.1 tem o objetivo
2018 até as 23h59min do dia 09 de agosto de 2018, obser- de constatar a deficiência declarada no ato da inscrição.
vando o horário de Brasília, o link referente ao Concurso Pú- 5.4.3. Para a perícia médica, os candidatos de que trata o
blico, e preencher o Requerimento de Isenção; item 5.4 poderão ser convocados em data a ser divulgada
4.4.2. Indicar o Número de Identificação Social - NIS, além oportunamente, por meio de Edital de Convocação específi-
dos dados solicitados no Requerimento de Isenção via In- co, a fim de comparecerem em data, horário e local determi-
ternet. nados.
4.5. As informações prestadas no Requerimento de Inscri- 5.4.4. Durante a perícia médica poderão ser realizados e/ou
ção com isenção de pagamento serão de inteira responsabi- solicitados pelos médicos peritos exames clínicos e/ou com-
lidade do candidato, respondendo civil e criminalmente pelo plementares.
24
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

5.4.5. Será eliminado da lista de pessoas com deficiência o cia, com expressa referência ao código correspondente da
candidato convocado que não comparecer à perícia médica. Classificação Internacional de Doenças - CID, assinatura e
5.4.6. Será eliminado do Concurso Público o candidato cuja carimbo contendo o CRM do médico responsável por sua
deficiência assinalada na ficha de inscrição seja incompatí- emissão, bem como a provável causa da deficiência, inclu-
vel com o Cargo pretendido. sive para assegurar a previsão de adaptação da sua prova,
5.4.7. As vagas que não forem providas por falta de candida- informando, também, o seu nome, o número do documento
tos, por reprovação no Concurso Público ou por não enqua- de identidade (R.G.) e o número do CPF.
dramento como pessoa com deficiência na perícia médica, b) O candidato com deficiência visual, que necessitar de pro-
serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita va especial em Braile ou Ampliada ou Leitura de sua prova,
observância da ordem classificatória. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
5.4.8. Para assistência à Comissão Permanente instituída item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
pela Portaria nº 734/18, publicada no DOM de 21/06/18, para no das inscrições.
análise dos cargos, inscrições e a compatibilidade para c) O candidato com deficiência auditiva, que necessitar do
reserva legal de vagas aos candidatos portadores de deficiên- atendimento do Intérprete de Língua Brasileira de Sinais,
cia, fica designada a seguinte comissão multiprofissional: além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
Comissão Análise Cargos de Pessoas com Deficiência: item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
Técnico em Processamento de Dados no das inscrições.
- Gerson Turatti Caturello d) O candidato com deficiência, que necessitar de tempo adi-
- Marcelo Alves Borges cional para realização das provas, além do envio da docu-
- Mauro Rosa Peixoto mentação indicada na letra “a” deste item, deverá encami-
Assistente Social nhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições,
- Eliza dos Santos Moreira com justificativa acompanhada de parecer médico emitido
- Fátima Nahás Rosifini por especialista da área de sua deficiência.
- Lilian Aparecida Sacutti Luchesi 5.10. Ao candidato com deficiência visual (cegos) que solici-
Técnico em Enfermagem tar prova especial em braile será oferecida prova neste sis-
- Lauren Suemi Kawata tema e suas respostas deverão ser transcritas também em
- Maria Carolina Bimbati de Oliveira braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim,
- Tania Aparecida Cancian Masella no dia da aplicação das provas, reglete e punção, podendo
Engenheiro Civil/Arquiteto ainda, utilizar-se de soroban.
- José Antonio Lanchoti 5.11. Ao candidato com deficiência visual (baixa visão) que
- Reinaldo Valentini solicitar prova especial ampliada serão oferecidas provas
- Tiago Zanetti de Vicente nesse sistema.
Farmacêutico 5.11.1. Serão oferecidas as provas ampliadas, com tamanho
- Cláudia Siqueira Vassimon e letra correspondente a corpo 24.
- Giulliene Magna Trajano Silveira 5.12. Ao candidato com deficiência visual (cego ou baixa vi-
- Romano Carelli Júnior são), que solicitar prova especial, será oferecido leitor de te-
Fisioterapeuta la, por meio da utilização do software NVDA.
- Ana Beatriz Degani Angerami 5.13. O candidato que, dentro do prazo do período das ins-
- Roberta Zucoloto de Abreu crições, não atender os dispositivos mencionados no item
- Carla Aparecida Riva Perez 5.9 e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado
Médicos pessoa com deficiência e não terá a prova e/ou condições es-
- Diva de Amorim Novais peciais atendidas, seja qual for o motivo alegado.
- Marcia Soares Freitas da Motta 5.14. No ato da inscrição, o candidato com deficiência deverá
- Vanderlei Mega Palocci declarar estar ciente das condições estabelecidas neste Edi-
Médico Veterinário tal e que, no caso de vir a exercer o cargo, estará sujeito à
- Carlos Alberto D’Avilla de Oliveira avaliação pelo desempenho das atribuições do cargo para o
- Pedro Henrique Ferreira Teles qual está concorrendo.
- Sarah Cristina de Paula Andrade 5.15. Após a investidura no cargo, a deficiência não poderá
5.5. A análise dos aspectos relativos ao potencial de trabalho ser arguida para justificar a concessão de readaptação ou de
do candidato com deficiência obedecerá ao disposto no De- aposentadoria por invalidez.
creto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, artigos 43 e 44, al- 5.16. Os documentos encaminhados fora da forma ou dos
terado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004. prazos estipulados neste Capítulo não serão aceitos.
5.6. As pessoas com deficiência participarão deste Concur- CAPÍTULO VI - DAS VAGAS DESTINADAS ÀS PESSOAS
so Público em igualdade de condições com os demais can- NEGRAS OU PARDAS
didatos, no que se refere ao conteúdo da prova, avaliação e 6. Das vagas destinadas a cada cargo/perfil e das vagas que
critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação da vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concur-
prova e à nota mínima exigida para aprovação. so, 20% serão providas na forma da Lei Municipal nº 13.306,
5.7. No ato da inscrição, o candidato com deficiência, que ne- publicada no DOM de 10/07/2014.
cessite de condição especial para realização da prova, de- 6.1. Para concorrer ao cadastro reservado, o candidato de-
verá requerê-la, informando quais os recursos especiais ne- verá:
cessários (materiais, equipamentos, intérprete de Libras, lei- a) no ato da inscrição, optar por concorrer ao cadastro re-
tura labial, prova braile, prova ampliada, ou o auxílio de ledor). servado às pessoas negras ou pardas, preenchendo a au-
5.8. O candidato inscrito como pessoa com deficiência deve- todeclaração de que é preto ou pardo, conforme quesito cor
rá especificar, na Ficha de Inscrição, a sua deficiência. ou raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geo-
5.9. O candidato deverá declarar, quando da inscrição, ser grafia e Estatística – IBGE
pessoa com deficiência, especificá-la e indicar que deseja b) acessar o link próprio da página do Concurso Público, im-
concorrer às vagas reservadas no Formulário de Inscrição e, primir, assinar e encaminhar a autodeclaração, até o encer-
no período das inscrições, deverá acessar o link próprio da ramento das inscrições, para cada cargo inscrito, por meio
página do Concurso Público no site da Fundação VUNESP digital (upload), nas extensões “pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”.
(www.vunesp.com.br), localizar a área do candidato e enviar c) A autodeclaração terá validade somente para este Con-
a documentação por meio digital (upload) nas extensões curso Público.
“pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”, a saber: 6.1.1. O candidato que, dentro do prazo do período das ins-
a) Laudo Médico (original ou cópia autenticada) expedido no crições não atender os dispositivos mencionados no item
prazo máximo de 12 (doze) meses anteriores ao término das 6.1. e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado
inscrições, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiên- negro e/ou pardo, não cabendo recurso em favor de sua si-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 25
tuação, seja qual for o motivo alegado, passando a integrar Estatuto do Servidor 02
automaticamente a lista geral. Conhecimentos Específicos
6.1.2. As informações prestadas no momento da inscrição Conhecimentos Específicos 25
Arquiteto Fase Única
são de inteira responsabilidade do candidato, devendo este Conhecimentos Gerais
responder por qualquer falsidade. Língua Portuguesa 05 Tarde
6.1.3. Na hipótese de constatação de declaração falsa, o Matemática 05
candidato será eliminado do concurso e, se tiver sido nome- Noções de Informática 05
ado, ficará sujeito à anulação da sua nomeação ao serviço ou Legislação 08
Estatuto do Servidor 02
emprego público, após procedimento administrativo em que
Conhecimentos Específicos
lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem Conhecimentos Específicos 35
prejuízo de outras sanções cabíveis. Assistente Social Fase Única
6.1.4. O candidato que, no ato de inscrição, não declarar a Conhecimentos Gerais
opção de concorrer ao cadastro reservado para pessoas ne- Língua Portuguesa 13 Tarde
gras ou pardas, conforme determinado no item 6.1, deixará Matemática 05
Atualidades 05
de concorrer ao cadastro reservado às pessoas negras ou Noções de Informática 05
pardas e não poderá interpor recurso em favor de sua si- Estatuto do Servidor 02
tuação. Conhecimentos Específicos
6.2. O candidato que se autodeclarar pessoa negra ou parda Conhecimentos Específicos 30
participará do concurso público em igualdade de condições Engenheiro Civil Fase Única
Conhecimentos Gerais
com os demais candidatos, no que se refere às provas apli- Língua Portuguesa 05 Tarde
cadas, ao conteúdo das mesmas, à avaliação e aos critérios Matemática 05
de aprovação, ao horário e local de aplicação da prova e à Noções de Informática 05
nota mínima exigida para todos os demais candidatos. Legislação 08
6.3. Os candidatos negros ou pardos concorrerão concomi- Estatuto do Servidor 02
Conhecimentos Específicos
tantemente ao cadastro reservado às pessoas com deficiên- Conhecimentos Específicos 35
cia, se atenderem a essa condição, e ao cadastro destinado Farmacêutico Fase Única
à ampla concorrência, de acordo com a sua classificação no Conhecimentos Gerais
concurso. Língua Portuguesa 10 Tarde
6.3.1. Os candidatos negros aprovados dentro do número de Matemática 05
Política de Saúde 10
vagas oferecido para ampla concorrência não serão compu-
Noções de Informática 03
tados para efeito de preenchimento das vagas reservadas. Estatuto do Servidor 02
6.4. Em caso de desistência de candidato negro aprovado Conhecimentos Específicos
em cadastro reservado, a vaga será preenchida pelo candi- Conhecimentos Específicos 30
dato negro posteriormente classificado. Fisioterapeuta Fase Única
6.4.1. Após a aplicação de todas as etapas do concurso, na Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 10 Tarde
hipótese de não haver candidatos negros aprovados, na lista Matemática 05
final, em número suficiente para que sejam ocupadas ao ca- Política de Saúde 10
dastro reservado, as vagas remanescentes serão revertidas Noções de Informática 03
para a lista da ampla concorrência e serão preenchidas pelos Estatuto do Servidor 02
demais candidatos aprovados, observada a ordem de clas- Conhecimentos Específicos
Conhecimentos Específicos 30
sificação no concurso. Médico Neuropediatra Fase Única
6.5. A nomeação dos candidatos aprovados respeitará os Conhecimentos Gerais
critérios de alternância e de proporcionalidade, que conside- Língua Portuguesa 10 Tarde
ram a relação entre o número total de cadastro reserva e o Política de Saúde 10
número de cadastro reservado aos candidatos com deficiên- Atualidades 03
Noções de Informática 05
cia e aos candidatos negros. Estatuto do Servidor 02
6.6. A relação dos candidatos que se autodeclararam, na ins- Conhecimentos Específicos
crição, pretos ou pardos, na forma da Lei Municipal nº Conhecimentos Específicos 30
13.306/14, será divulgada na internet, no endereço eletrôni- Médico Pediatra Fase Única
co www.vunesp.com.br, na ocasião da divulgação do edital Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 10 Tarde
de locais e horários de realização das provas.
Política de Saúde 10
6.6.1 O candidato disporá de dois dias úteis a partir da di- Atualidades 03
vulgação da relação citada no subitem anterior para contes- Noções de Informática 05
tar a referida relação, por meio do endereço eletrônico www. Estatuto do Servidor 02
vunesp.com.br, na página do Concurso Público, seguindo as Conhecimentos Específicos
instruções ali contidas. Conhecimentos Específicos 30
Médico Psiquiatra Infantil Fase Única
6.7. A inobservância do disposto no item 6.1 deste edital acar- Conhecimentos Gerais
retará a perda do direito ao pleito do cadastro reservado aos Língua Portuguesa 10 Tarde
negros. Política de Saúde 10
CAPÍTULO VII - DA PROVA Atualidades 03
7. O Concurso Público constará das seguintes provas e ho- Noções de Informática 05
Estatuto do Servidor 02
rários de aplicação: Conhecimentos Específicos
CARGOS PROVAS Nº DE ITENS HORÁRIO Conhecimentos Específicos 30
DAS PROVAS Médico Veterinário Fase Única
Técnico de Enfermagem Fase Única Conhecimentos Gerais
Conhecimentos Gerais Língua Portuguesa 10 Tarde
Língua Portuguesa 08 Manhã Atualidades 03
Matemática 10 Noções de Informática 05
Noções de Informática 05 Estatuto do Servidor 02
Estatuto do Servidor 02 Conhecimentos Específicos
Conhecimentos Específicos Conhecimentos Específicos 40
Conhecimentos Específicos 25
Técnico em Processamento Fase Única
7.1. A prova objetiva para todos os cargos visa avaliar o grau
de Dados Conhecimentos Gerais de conhecimento teórico do candidato, necessário ao desem-
Língua Portuguesa 08 Manhã penho do cargo.
Matemática 10 7.1.2. A duração da prova será de 3 (três) horas para os car-
Raciocínio Lógico 05
gos de Ensino Médio e para os cargos de Ensino Superior a
26
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

prova será de 3 (três) horas e 30 (trinta) minutos. dência Social (CTPS), Carteira Nacional de Habilitação com
7.2. A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório foto, Passaporte, Identidade Funcional expedida pela Polícia
para todos os cargos, será composta de questões de múltipla Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, inclusive aquelas expe-
escolha, com 5 alternativas cada uma, sendo considerada didas aos Soldados PM Temporários, ou Certificado de Re-
apenas 01 (uma) alternativa correta. servista ou outro documento de identificação com fé pública
7.3. A prova objetiva versará sobre os conteúdos progra- e fotografia;
máticos constantes do Anexo I. 8.8.2. comprovante de pagamento da taxa de inscrição (no
CAPÍTULO VIII - DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS caso de o nome não constar no Edital de Convocação);
8. A prova objetiva com data prevista para 21/10/2018 será 8.8.3. caneta esferográfica fabricada em material transpa-
aplicada na cidade de Ribeirão Preto. rente de tinta preta, lápis preto e borracha macia.
8.1. Caso haja impossibilidade de aplicação da prova em Ri- 8.9. Somente será admitido na sala de prova o candidato que
beirão Preto, a Fundação VUNESP poderá aplicá-la em mu- apresentar um dos documentos de identificação descritos no
nicípios próximos. subitem 8.8.1 deste Capítulo, desde que permita, com clare-
8.2. A confirmação da data e as informações sobre o local, za, a sua identificação.
horário e sala para a realização da prova deverão ser acom- 8.10. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros do-
panhadas pelo candidato por meio de Edital de Convocação cumentos não constantes deste Edital.
a ser publicado no Diário Oficial do Município de Ribeirão 8.11. Não será admitido no local de prova o candidato que se
Preto, não podendo alegar qualquer espécie de desconheci- apresentar após o horário estabelecido no Edital de Convo-
mento para justificar sua ausência ou atraso. cação para o início da prova.
8.3. O candidato deverá acompanhar a publicação da convo- 8.12. Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo
cação no Diário Oficial do Município podendo, ainda, como alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato,
subsídio consultar o site www.vunesp.com.br. nem aplicação da prova fora do local, sala, data e horário
8.3.1. Recomenda-se ao candidato que acesse diariamente preestabelecidos.
o site mencionado. 8.12.1. O horário de início da prova, propriamente dito, será
8.4. Nos 3 (três) dias que antecederem à data prevista para definido em cada sala de aplicação.
a realização da prova, o candidato poderá contatar o Disque 8.12.2. Durante a realização da prova, não serão permitidos
VUNESP (0xx11) 3874-6300, em dias úteis, das 8 às 20 horas. qualquer espécie de consulta a códigos, livros, manuais, im-
8.5. Somente será permitida a participação do candidato na pressos, anotações ou outro tipo de pesquisa, utilização de
prova na respectiva data, horário, local e sala constantes no outro material não fornecido pela Fundação VUNESP, má-
Edital de Convocação. quina e relógio de qualquer natureza, agenda eletrônica ou
8.6. O candidato receberá o Cartão Informativo por e-mail, no similar, aparelhos sonoros, telefone celular, BIP, pager, walk-
endereço eletrônico informado no ato da inscrição, sendo de man, tablet, iPod, palmtop, pendrive, mp3 player, gravador,
sua exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização controle de alarme de carro ou qualquer tipo de receptor e
de seu correio eletrônico. emissor de mensagem, assim como o uso de boné, gorro,
8.6.1. Não serão encaminhados Cartões Informativos aos chapéu, óculos de sol e fones de ouvido.
candidatos cujos endereços eletrônicos informados no ato 8.12.3.O telefone celular e/ou qualquer equipamento eletrô-
da inscrição estejam incompletos ou incorretos. nico deverá ser desligado antes de ingressar na sala e per-
8.6.2. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICIPAL manecer desligado durante a aplicação da(s) prova(s), e
DE RIBEIRÃO PRETO não se responsabilizam por informa- dentro da embalagem plástica.
ções incorretas, incompletas ou por falha na entrega de men- 8.12.4. A Fundação VUNESP poderá fornecer embalagem
sagens eletrônicas causada por endereço eletrônico incorre- plástica, para a guarda de objetos pessoais do candidato, in-
to ou por problemas de provedor de acesso do candidato tais clusive de relógio, telefone celular ou de qualquer outro ma-
como: caixa de correio eletrônico cheia, filtros anti-spam, terial de comunicação.
eventuais truncamentos ou qualquer outro problema de or- 8.12.4.1. A embalagem plástica, contendo os objetos pesso-
dem técnica, sendo aconselhável sempre consultar o site da ais do candidato, deverá permanecer lacrada e debaixo da
Fundação VUNESP (www.vunesp.com.br). carteira durante todo o período de aplicação do concurso e
8.6.3. A informação sobre o local de prova obtida no site da podendo ser aberto após a conclusão da prova e somente
Fundação VUNESP tem caráter de mero auxílio ao candida- fora do local.
to, não sendo aceita a alegação como justificativa para a 8.13. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al-
ausência ou o comparecimento em data, local, sala ou ho- gum dado cadastral, por erro de digitação constante do Edital
rários incorretos, uma vez que a comunicação oficial é aque- de Convocação, deverá efetuar a correção somente por meio
la feita no Diário Oficial do Município. do site e após 02 (dois) dias da data da aplicação da Prova
8.7. Se, por qualquer motivo, o nome do candidato não cons- Objetiva.
tar do Edital de Convocação para a prova deverá ser contatado 8.14. O candidato que queira fazer alguma reclamação ou
o Disque VUNESP, de segunda a sábado, em dias úteis, das sugestão deverá procurar a sala de coordenação no local em
8 às 20 horas, pelo telefone (0xx11) 3874-6300, para verificar que estiver prestando a prova.
o ocorrido. 8.15. No início da aplicação da prova, objetivando garantir a
8.7.1. Ocorrendo o caso constante no item 8.7, poderá o can- lisura e a idoneidade do Concurso Público - o que é de inte-
didato realizar a prova se apresentar o respectivo compro- resse público e, em especial, dos próprios candidatos – bem
vante de pagamento efetuado nos moldes previstos neste como sua autenticidade, solicitará aos candidatos a autenti-
Edital, devendo, para tanto, preencher e assinar, no dia da cação digital e a reprodução de uma frase, na lista de pre-
prova, formulário fornecido pela Fundação VUNESP. sença.
8.7.2. A inclusão de que trata o item 8.7.1 será realizada de 8.16. No ato da realização da prova, o candidato receberá o
forma condicional, sujeita à posterior verificação da regula- caderno de questões e a folha de respostas, na qual deverá
ridade da referida inscrição. conferir os seus dados pessoais e registrar seu nome por
8.7.3. Constatada eventual irregularidade da inscrição, a in- extenso no campo apropriado, não podendo alegar qualquer
clusão do candidato será automaticamente cancelada, sem tipo de desconhecimento.
direito à reclamação, independentemente de qualquer for- 8.17. É de responsabilidade do candidato, inclusive no que
malidade, considerados nulos todos os atos dela decorren- diz respeito aos seus dados pessoais, a verificação e a con-
tes. ferência do material entregue pela Fundação VUNESP, para
8.8. O candidato deverá comparecer ao local designado para a realização da prova, incluindo as orientações contidas na
a respectiva prova, constante do Edital de Convocação, com capa do caderno de questões e na folha de respostas.
antecedência mínima de 60 (sessenta) minutos, munido de: 8.17.1. Distribuídos os cadernos de questões e, na hipótese
8.8.1. um dos seguintes documentos de identificação com fo- de verificarem falhas de impressão, o candidato deverá in-
tografia, no original: Cédula de Identidade (R.G.), ou Regis- formar ao fiscal da sala.
tro de Identidade Civil (RIC), Carteira de Trabalho e Previ- 8.18. O candidato deverá transcrever as respostas para a
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 27
folha de respostas com caneta de tinta preta. membro da equipe encarregada da aplicação da prova;
8.18.1. A eventual utilização de caneta de tinta de outra cor l) retirar-se do local de provas antes do tempo permitido.
para preenchimento das respostas poderá acarretar prejuízo CAPÍTULO IX - DO JULGAMENTO DAS PROVAS
ao candidato, uma vez que as marcações poderão não ser 9. DAS PROVAS
detectadas pelos equipamentos de leitura ótica. DA PROVA OBJETIVA
8.19. A folha de respostas, cujo preenchimento é de respon- 9.1. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 a 100
sabilidade do candidato, é o único documento válido para a pontos.
correção eletrônica e deverá ser entregue no final da prova 9.1.1. A nota da prova objetiva será obtida pela fórmula:
ao fiscal de sala, sem emendas ou rasuras. NP = Nax100
8.20. Não serão computadas questões não respondidas nem Nq
questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que Onde:
uma delas esteja correta), emendas ou rasuras, ainda que NP = nota da prova
legíveis. Na = número de acertos
8.21. Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo Nq = número de questões
reservado às respostas, pois qualquer marca poderá ser lida 9.1.2. Será considerado habilitado o candidato que obtiver
pelas leitoras ópticas, prejudicando o desempenho do can- nota da prova (NP) igual ou superior a 50 pontos.
didato. 9.1.3. O candidato não habilitado será eliminado do Concur-
8.22. Não haverá substituição da folha de respostas por erro so Público.
do candidato. CAPÍTULO X - DA PONTUAÇÃO FINAL
8.23. O candidato somente poderá retirar-se do local de apli- 10. A pontuação final será a nota obtida na prova objetiva.
cação da prova depois de decorrido o prazo de 75% (setenta CAPÍTULO XI - DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE E DA
e cinco por cento) do tempo de sua duração, não podendo le- CLASSIFICAÇÃO FINAL
var o caderno de questões e a folha de respostas. 11. Em caso de igualdade da pontuação final, serão aplica-
8.24. Deverão permanecer em cada uma das salas de prova dos, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:
os 3 (três) últimos candidatos, até que o último deles entre- 11.1. com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos no
gue sua prova, assinando termo respectivo. término das inscrições, nos termos da Lei Federal nº 10.741/
8.25. Após o término do prazo previsto para a duração da 2003, entre si e frente aos demais, sendo que será dada pre-
prova, não será concedido tempo adicional para o candidato ferência ao de idade mais elevada;
continuar respondendo questão ou procedendo à transcri- 11.1.1. que obtiver maior número de acertos nas questões de
ção para a folha de respostas. Conhecimentos Específicos;
8.26. Um exemplar, em branco, do caderno de questões da 11.1.2. que obtiver maior número de acertos nas questões de
prova estará disponível no site www.vunesp.com.br no link Língua Portuguesa;
Prova na página do Concurso Público, e o gabarito estará 11.1.3. que obtiver maior número de acertos nas questões de
disponível a partir da publicação no Diário Oficial do Municí- Matemática;
pio. 11.1.4. que obtiver maior número de acertos nas questões de
8.27. Em caso de necessidade de amamentação durante a Atualidades (quando houver);
realização da prova, a candidata lactante deverá levar um 11.1.5. que obtiver maior número de acertos nas questões de
acompanhante, maior de idade, devidamente comprovada, Noções de Informática (quando houver);
que ficará em local reservado e será responsável pela guar- 11.1.6. que obtiver maior número de acertos em Raciocínio
da da criança. Lógico (quando houver);
8.27.1. Não haverá compensação do tempo de amamentação 11.1.7. que obtiver maior número de acertos em Política de
no período de duração da prova. Saúde (quando houver);
8.28. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al- 11.1.8 que obtiver maior número de acerto nas questões de
gum dado cadastral, deverá fazê-lo em formulário específi- Estatuto do Servidor;
co, devidamente datado e assinado, quando estiver prestan- 11.1.9. mais idoso entre os candidatos com idade inferior a
do a prova, entregando-o ao fiscal da sala. Caso queira fazer 60 (sessenta) anos no término das inscrições.
alguma reclamação ou sugestão, o candidato deverá procu- 11.1.10. ter o candidato, comprovadamente, sido jurado, nos
rar a sala de coordenação. termos do disposto no artigo 440 do Código de Processo
8.28.1. O candidato que não solicitar a correção nos termos Penal (Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941), in-
deste item deverá arcar, exclusivamente, com as consequên- troduzido pela Lei nº 11.689, de 9 de junho de 2008;
cias advindas de sua omissão. 11.1.11. Persistindo, ainda, o empate, poderá haver sorteio
8.29. Não haverá prorrogação do tempo previsto para a apli- na presença dos candidatos envolvidos.
cação da prova em virtude de afastamento, por qualquer mo- 11.2. Os candidatos aprovados serão classificados, por or-
tivo, do candidato da sala de prova. dem decrescente da pontuação final.
8.30. Será excluído do Concurso Público o candidato que: 11.3. Os candidatos classificados serão enumerados em três
a) apresentar-se fora de local, sala/turma, data e/ou horário listas, sendo uma geral (todos os candidatos aprovados), ou-
estabelecido no Edital de Convocação; tra aos candidatos pardos ou negros e outra especial (can-
b) não comparecer à prova, conforme convocação oficial, didatos com deficiência aprovados), que serão publicadas
seja qual for o motivo alegado; no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto.
c) não apresentar o documento de identidade, conforme 11.4. Não ocorrendo inscrição no Concurso Público ou apro-
previsto neste Capítulo; vação de candidatos negros ou pardos ou com deficiência,
d) ausentar-se da sala ou local de prova sem o acompanha- será elaborada somente a Lista de Classificação Final Geral.
mento de um fiscal; 11.5. O percentual de vagas reservado aos candidatos ne-
e) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou gros ou pardos e/ou com deficiência será revertido para apro-
utilizando-se de calculadora, livros, notas ou impressos não veitamento de candidatos da Lista de Classificação Final Ge-
permitidos, ou usando boné, gorro, chapéu ou óculos de sol; ral, se não houver inscrição, aprovação ou, ainda, se o nú-
f) estiver, durante a aplicação das provas, fazendo uso de mero de candidatos negros ou pardos e/ou com deficiência
qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação; não atingir o limite a eles reservado.
g) lançar mão de meios ilícitos para executar a prova; CAPÍTULO XII - DOS RECURSOS
h) fizer anotação de informações relativas às suas respostas 12. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias
em qualquer material que não o fornecido pela Fundação úteis, contados da data da divulgação ou do fato que lhe deu
VUNESP; origem.
i) não devolver ao fiscal a folha de respostas ou qualquer 12.1. Para recorrer, o candidato deverá utilizar o endereço
outro material de aplicação da prova; eletrônico www.vunesp.com.br, na página do Concurso Pú-
j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos; blico, seguindo as instruções ali contidas.
k) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer 12.2. Admitir-se-á um único recurso para cada questão da
28
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

prova, desde que devidamente fundamentado. seguintes condições, quando de sua posse:
12.3. Quando o recurso se referir ao gabarito da prova obje- a) submeter-se ao Exame Médico Admissional;
tiva, deverá ser elaborado de forma individualizada, ou seja, b) providenciar, a cargo da Prefeitura Municipal de Ribei-
01 (um) recurso para cada questão e a decisão será tomada rão Preto, os exames complementares que se fizerem ne-
mediante parecer técnico da Banca Examinadora. cessários à realização do Exame Médico Admissional (a re-
12.4. O gabarito divulgado poderá ser alterado em função da lação dos exames será fornecida pela Prefeitura Municipal
análise dos recursos interpostos e, caso haja anulação ou de Ribeirão Preto);
alteração do gabarito, as provas serão corrigidas de acordo c) atender aos dispositivos referentes aos requisitos básicos
com o gabarito oficial definitivo. para investidura em Cargo Público.
12.5. A pontuação relativa à(s) questão(ões) anulada(s) será 14.1. Será vedada a posse de ex-servidor público demitido
atribuída a todos os candidatos presentes na prova. ou destituído de cargo, nas situações previstas no Estatuto
12.5.1. No caso de provimento do recurso interposto dentro dos Funcionários Públicos do Município de Ribeirão Preto ou
das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a legislação correlata.
nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma 14.2. O candidato deverá apresentar, necessariamente, no
nota/classificação superior ou inferior, ou ainda poderá ocor- ato da posse, os seguintes documentos originais e entregar
rer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota respectivas cópias legíveis, que ficarão retidas:
mínima exigida para habilitação. a) Comprovante de inscrição no PIS/PASEP, se já for cadas-
12.5.2. A decisão do deferimento ou indeferimento de recur- trado;
so será publicada no Diário Oficial do Município de Ribeirão b) Cadastro de Pessoa Física - CPF regularizado;
Preto e disponibilizada como subsídio no site www.vunesp. c) Cédula de Identidade - R.G.;
com.br e www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link Concursos; d) Título de Eleitor com o comprovante de estar quite com a
12.5.3. Somente serão considerados os recursos interpos- justiça eleitoral;
tos para a fase a que se referem e no prazo estipulado, não e) Comprovante de quitação com as obrigações militares, se
sendo aceitos, portanto, recursos interpostos em prazo des- do sexo masculino;
tinado a evento diverso daquele em andamento. f) Certidão de Nascimento, se solteiro, Certidão de Casamen-
12.5.4. O recurso interposto fora da forma e dos prazos esti- to ou Escritura Pública de União Estável;
pulados neste Edital não será conhecido, bem como não g) Certidão de Nascimento dos filhos;
será conhecido aquele que não apresentar fundamentação h) Caderneta de Vacinação dos filhos com até 05 (cinco)
e embasamento, ou aquele que não atender às instruções anos de idade;
constantes do link Recursos na página específica do Concur- i) Diploma de conclusão da formação exigida no requisito mí-
so Público. nimo, devidamente registrado pelo Ministério da Educação
12.6. Não será aceito e conhecido recurso interposto pelos ou por outro órgão com delegação para tal. O documento de
Correios, por meio de fax, e-mail ou por qualquer outro meio escolaridade que for representado por declaração, certidão,
além do previsto neste Capítulo. atestado e outros documentos que não tenham o cunho de-
12.7. O candidato que não interpuser recurso no prazo men- finitivo de conclusão de curso deverá ser acompanhado,
cionado será responsável pelas consequências advindas de OBRIGATORIAMENTE, do respectivo histórico escolar. A
sua omissão. declaração e o histórico escolar deverão ser expedidos por
12.8. Não será aceito pedido de revisão de recurso e/ou re- Instituição Oficial ou reconhecida, em papel timbrado, e de-
curso de recurso. verão conter carimbo e identificação da Instituição e do
12.9. A Banca Examinadora constitui última instância para os responsável pela expedição do documento;
recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela j) Cópia da Declaração de Bens encaminhada à Receita Fe-
qual não caberão recursos adicionais. deral, relativa ao último exercício fiscal;
12.10. A interposição de recurso não obsta o regular anda- k) 1 foto 3x4 atual e colorida;
mento do cronograma do Concurso Público. l) comprovante de residência;
12.11. No caso de recurso em pendência à época da realiza- m) registro no respectivo Conselho de Classe (se houver);
ção de algumas das etapas do Concurso Público, o candida- n) certidão de Distribuição Criminal.
to poderá participar condicionalmente da etapa seguinte. 14.3. Caso haja necessidade, a Prefeitura Municipal de Ri-
12.12. Quando da publicação do resultado das provas, serão beirão Preto poderá solicitar outros documentos comple-
disponibilizados os espelhos das folhas de respostas. mentares.
12.12.1. Encerrados os respectivos períodos de interposição 14.4. Não serão aceitos, para o ato da posse, protocolos ou
de recurso, esses espelhos não estarão mais acessíveis. cópias dos documentos exigidos. As cópias somente serão
CAPÍTULO XIII - DA CONVOCAÇÃO PARA NOMEAÇÃO aceitas se estiverem acompanhadas do original, para fins de
13. Os candidatos aprovados serão convocados obedecen- conferência pelo órgão competente.
do à ordem classificatória, observada a necessidade e con- 14.5. O candidato aprovado e classificado para as vagas
veniência da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, para existentes, obedecendo à ordem de classificação, será con-
o preenchimento das vagas existentes. vocado para ser submetido a Exame Médico Admissional, de
13.1. A convocação mencionada no item 13 ocorrerá por caráter eliminatório, para avaliação de sua saúde física e
publicação no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e mental, oportunidade em que poderá ser detectada incapa-
poderá, também, a critério da Prefeitura Municipal de Ri- cidade ou enfermidade impeditiva para o desempenho das
beirão Preto, ser informada por meio de mensagem eletrô- tarefas do Cargo Público, podendo, nestes casos, serem so-
nica (e-mail). licitados exames complementares.
13.2. A informação da convocação, por meio de correspon- 14.6. As decisões da Perícia Médica da Prefeitura Munici-
dência direta, referida no item 13.1, deste Capítulo, terá CA- pal de Ribeirão Preto terão caráter eliminatório para efeito
RÁTER MERAMENTE INFORMATIVO E NÃO SERÁ OFI- de posse, serão soberanas e delas não caberá qualquer re-
CIAL, devendo o candidato acompanhar a publicação na Im- curso.
prensa Oficial do Município de Ribeirão Preto. 14.7. O candidato convocado, que não se apresentar no local
13.3. Os candidatos aprovados, conforme disponibilidade de e nos prazos estabelecidos, será considerado desistente,
vagas, terão sua nomeação publicada no Diário Oficial do implicando sua eliminação definitiva e convocação do candi-
Município de Ribeirão Preto. dato subsequente, imediatamente classificado.
13.4. No caso de o candidato necessitar de deslocamento de 14.8. O não atendimento aos itens requeridos impedirá a
sua moradia, para posse, o ônus correspondente às despe- posse no cargo e servirá de base para que a nomeação seja
sas de deslocamento e sua manutenção será de exclusiva tornada sem efeito, não cabendo qualquer direito ao candi-
responsabilidade do candidato. dato.
CAPÍTULO XIV - DA POSSE CAPÍTULO XV - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
14. Além das disposições constantes no CAPÍTULO II - DOS 15. O prazo de validade do Concurso Público é de 2 (dois)
REQUISITOS, deste Edital, o candidato deverá atender às anos, a contar da data da publicação da homologação, po-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 29
dendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a duvidosos serão julgados pela Comissão de Concursos da
critério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRE- PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO.
TO. 15.15. Decorridos 90 (noventa) dias da homologação e não
15.1. O período de validade do Concurso não gera para a caracterizando qualquer óbice, é facultada a eliminação das
PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO a obriga- provas e demais registros escritos, mantendo-se, porém,
toriedade de aproveitar todos os candidatos aprovados. pelo prazo de validade do Concurso Público, os registros ele-
15.2. A aprovação e a classificação definitiva geram, para o trônicos.
candidato, apenas a expectativa de direito à contratação e à 15.16. As convocações, avisos e resultados serão publica-
preferência na nomeação. dos no Diário Oficial do Município e ficarão disponíveis no
15.3. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO endereço eletrônico: www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link
reserva-se o direito de, durante a vigência do presente con- Concursos PREFEITURA MUNICIPAL.
curso, mediante necessidade, interesse público e disponibi- 15.17. Sem prejuízo das sanções criminais cabíveis, a qual-
lidade orçamentária, convocar candidatos aprovados, respei- quer tempo, a PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
tando-se incondicionalmente, a ordem de classificação para PRETO poderá anular a inscrição, prova ou nomeação do
o provimento de cargos que vagarem e/ou forem criados. candidato, desde que sejam verificadas falsidades de decla-
15.4. A inscrição do candidato no Concurso implicará a com- ração ou irregularidade no Certame.
pleta ciência das normas e condições estabelecidas neste 15.18. A critério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEI-
Edital, e das normas legais pertinentes, sobre as quais não RÃO PRETO, a homologação/prorrogação deste concurso
poderá alegar qualquer espécie de desconhecimento, bem poderá ser feita em etapas (por cargo).
como importará na sua expressa aceitação. 15.19. A nomeação do candidato implica sua aceitação da
15.5. A inveracidade/inautenticidade nos documentos, mes- Legislação em vigor, inclusive do Estatuto dos Servidores
mo que verificada a qualquer tempo, em especial por ocasião Municipais da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
da admissão, acarretará a nulidade da inscrição com todas PRETO.
as suas consequências, sem prejuízo das demais medidas 15.20. A prática de falsidade ideológica em prova documen-
de ordem administrativa, civil ou criminal cabíveis. tal acarretará cancelamento da inscrição do candidato, sua
15.6. Caberá ao PREFEITO MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRE- eliminação do respectivo Concurso Público e anulação de
TO a homologação do resultado deste Concurso Público. todos os atos com respeito a ele praticados pela PREFEITU-
15.7. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais atualiza- RA ainda que já tenha sido publicado.
ções ou retificações, enquanto não consumada a providên- 15.21. Durante a realização de qualquer prova/fase e/ou em
cia ou evento que lhes disser respeito, circunstância que nenhuma das etapas deste Concurso Público será permitida
será divulgada em Edital ou Aviso publicado. a utilização de qualquer tipo de aparelho que realize a gra-
15.8. As informações sobre o presente Concurso Público, vação de imagem, de som, ou de imagem e som pelo can-
até a publicação da classificação final, serão prestadas pela didato, pelos seus familiares ou por quaisquer outros estra-
Fundação VUNESP, por meio do Disque VUNESP, nos dias nhos ao Concurso Público. Caso haja qualquer necessidade
úteis, das 08 às 20 horas, e pela internet, no site www.vunesp. de realização de uma ou mais modalidades de gravação aqui
com.br, sendo que, após a competente homologação, as in- citada, com vistas à produção do conhecimento a ser avaliado
formações pertinentes passam a ser de responsabilidade da pela banca examinadora da organizadora do Concurso Públi-
PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO. co, caberão à Fundação VUNESP e, somente a ela, a realiza-
15.9. Em caso de necessidade de alteração, atualização ou ção, o uso e a guarda de todo e qualquer material produzido.
correção de algum dado cadastral, até a emissão da classi- 15.22. Toda a menção a horário neste Edital e em outros atos
ficação final, o candidato deverá solicitá-la à Fundação dele decorrentes terá como referência o horário oficial de
VUNESP, por meio do site www.vunesp.com.br. Após a ho- Brasília.
mologação e durante o prazo de validade deste Concurso Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018
Público, eventual alteração de endereço deverá ser encami- ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR
nhada, mediante carta, assinada pelo candidato aprovado, Secretário Municipal da Administração
com Aviso de Recebimento, endereçada ao Departamento
CÍNTIA PEREZ DE ANDRADE
de Recursos Humanos da PREFEITURA MUNICIPAL RIBEI-
Diretora do Departamento de Recursos Humanos
RÃO PRETO. É de responsabilidade do candidato manter
em substituição
seu endereço, e-mail e telefone atualizados para viabilizar os
contatos necessários, sob pena de, quando for convocado, ANEXO I
perder o prazo para admissão, caso não seja localizado. CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
15.10. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO A legislação, para todos os cargos, deve ser considerada
e a Fundação VUNESP se eximem de quaisquer despesas com as alterações e atualizações vigentes até a data da
assumidas pelos candidatos em razão deste Concurso, no- publicação do edital. Legislação com entrada em vigor após
tadamente as decorrentes de viagens e estadas dos candi- a publicação do edital poderá ser utilizada, quando super-
datos. veniente ou complementar a algum tópico já previsto ou in-
15.11. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICIPAL dispensável à avaliação para o cargo.
DE RIBEIRÃO PRETO não emitirão Declaração de Aprova- ENSINO MÉDIO COMPLETO
ção no Certame, pois a própria publicação no DOM é docu- - PARA O CARGO DE Técnico em Enfermagem:
mento hábil para fins de comprovação da aprovação. Não CONHECIMENTOS GERAIS
serão fornecidos atestado, cópia de documentos, certificado Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos
ou certidão relativos à situação do candidato reprovado no tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e an-
Concurso. tônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontua-
15.12. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO ção. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral,
e a Fundação VUNESP não se responsabilizam por eventu- pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: empre-
ais prejuízos ao candidato decorrentes de: go e sentido que imprimem às relações que estabelecem.
a) endereço eletrônico inexistente, com erros ou não atuali- Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal.
zado; Colocação pronominal. Crase.
b) mensagem eletrônica não visualizada ou deletada; Matemática: Resolução de situações-problema, envolven-
c) mensagem eletrônica devolvida por limite de cota e/ou do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação
tempo de entrega excedidos; ou radiciação com números reais, nas suas possíveis repre-
15.13. O candidato será considerado desistente e excluído sentações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum;
tacitamente do Concurso Público quando não comparecer Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou
às convocações na data estabelecida ou manifestar sua composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa-
desistência por escrito. ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo,
15.14. Os questionamentos relativos a casos omissos ou comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en-
30
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.
- médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos, Raciocínio Lógico: Estrutura lógica de relações arbitrárias
área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales. entre pessoas, lugares, objetos ou eventos fictícios. Dedu-
Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas- ção de novas informações das relações fornecidas e avalia-
tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de ção das condições usadas para estabelecer a estrutura da-
transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos quelas relações. Compreensão e elaboração da lógica das
menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto situações por meio de: raciocínio verbal; raciocínio matemá-
de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura tico (que envolva, dentre outros, conjuntos numéricos racio-
básica dos documentos, edição e formatação de textos, nais e reais - operações, propriedades, problemas envolven-
cabeçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbó- do as quatro operações nas formas fracionária e decimal,
licos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e conjuntos numéricos complexos, números e grandezas pro-
numeração de páginas, legendas, índices, inserção de obje- porcionais, razão e proporção, divisão proporcional, regra de
tos, campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010: três simples e composta, porcentagem); raciocínio sequencial;
estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, orientação espacial e temporal; formação de conceitos; dis-
colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, criminação de elementos. Compreensão do processo lógico
uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de que, a partir de um conjunto de hipóteses, conduz, de forma
objetos, campos predefinidos, controle de quebras e nume- válida, a conclusões determinadas.
ração de páginas, obtenção de dados externos, classificação Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe
de dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apre- sobre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de
sentações, conceitos de slides, anotações, ré-gua, guias, Ribeirão Preto.
cabeçalhos e rodapés, noções de edição e for-matação de CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
apresentações, inserção de objetos, numeração de páginas, Técnico em Processamento de Dados
botões de ação, animação e transição entre sli-des. Correio Conhecimentos Específicos: Arquitetura de computado-
Eletrônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de res. Conhecimentos de instalação, configuração e manuten-
mensagens, anexação de arquivos. Internet: navegação na ção de hardware e software. Obtenção e instalação de dri-
Internet, conceitos de URL, links, sites, busca e im-pressão vers de dispositivos. Redes de computadores. Fundamentos
de páginas. de comunicação de dados. Meios físicos de transmissão.
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe Elementos de interconexão de redes de computadores (ga-
sobre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de teways, switches, roteadores). Estações e servidores. Tecno-
Ribeirão Preto. logias de redes locais e de longa distância. Arquitetura, pro-
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS tocolos e serviços de redes de comunicação. Arquitetura
Técnico de Enfermagem TCP/IP. Arquitetura cliente-servidor. Conceitos de Internet e
Conhecimentos Específicos: Ética profissional: código de Intranet. Conceitos de Sistemas Operacionais: comandos, ar-
ética de enfermagem; lei do exercício profissional. Trabalho quivos, pastas, gerenciamento de discos, arquivos de Lote,
em equipe. Fundamentos de enfermagem. Assistência de Windows, configurações, propriedades do vídeo, browsers,
enfermagem em: clínica médica, clínica cirúrgica, doenças sistema de arquivos FAT16 e FAT32. Ambiente Windows e
crônicas degenerativas e doenças transmissíveis, saúde Linux. Instalação e organização de programas: direitos e li-
mental. Saúde do idoso e Saúde da Criança e do Adolescen- cenças de programas. Manutenção de arquivos. Programas
te. Procedimentos técnicos de enfermagem: enfermagem na antivírus. Políticas de backup. Conhecimentos sobre o paco-
administração de medicamentos, técnicas básicas de enfer- te Microsoft Office versão 2003: Word, Excel, Power Point e
magem. Programa nacional de imunização e Calendário de Access. Conhecimentos gerais sobre bancos de dados rela-
vacinação para o estado de São Paulo. Assistência de En- cionais e linguagens SQL e PL/SQL.
fermagem em Primeiros Socorros. Enfermagem em Saúde ENSINO SUPERIOR COMPLETO
Pública: saneamento do meio ambiente; imunizações; doen- - PARA OS CARGOS DE Arquiteto e Engenheiro Civil:
ças de notificação compulsória. Enfermagem em saúde do CONHECIMENTOS GERAIS
trabalhador, enfoque na Promoção e Prevenção em Saúde. Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos
Aplicação de medidas de biossegurança. Medidas de contro- tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antô-
le de infecção, esterilização e desinfecção; classificação de nimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação.
artigos e superfícies aplicando conhecimentos de desinfec- Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, prono-
ção, limpeza, preparo e esterilização de material, precau- me, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e
ções-padrão. Atuação nos programas do Ministério da Saú- sentido que imprimem às relações que estabelecem. Con-
de (imunizações, mulher, criança, família, doentes crônicos cordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Co-
degenerativos, idosos, vigilância epidemiológica e sanitária). locação pronominal. Crase.
Atuação em grupos por patologias. Legislação do Sistema Matemática: Resolução de situações-problema, envolven-
Único de Saúde - SUS (Princípios e Diretrizes). Legislação do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou
Profissional COFEN/COREN. radiciação com números reais, nas suas possíveis represen-
- PARA O CARGO DE Técnico em Processamento de Dados: tações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum;
CONHECIMENTOS GERAIS Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou
Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa-
tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antô- ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo,
nimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en-
Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, prono- tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação
me, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e - médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos,
sentido que imprimem às relações que estabelecem. Con- área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.
cordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Co- Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas-
locação pronominal. Crase. tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de
Matemática: Resolução de situações-problema, envolven- transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos
do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto
ou radiciação com números reais, nas suas possíveis repre- de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura
sentações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum; básica dos documentos, edição e formatação de textos, ca-
Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou beçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbóli-
composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa- cos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e
ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo, numeração de páginas, legendas, índices, inserção de obje-
comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en- tos, campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010:
tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas,
- médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos, colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos,
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 31
uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de técnicos, vegetação, cobertura vegetal, áreas de preserva-
objetos, campos predefinidos, controle de quebras e nume- ção por excepcionalidade ou qualidade ambiental. Noções
ração de páginas, obtenção de dados externos, classificação de parcelamento do solo. Planos integrados de parcelamento
de dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apre- com projeto de edificação; circulação e transportes: mobili-
sentações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, ca- dade urbana, sistema viário, circulação e tráfego urbano, sis-
beçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apre- temas de transportes urbanos, ciclovias, calçadas; planeja-
sentações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo- mento da infraestrutura urbana; plano urbanístico e desenho
tões de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele- urbano. Patrimônio Histórico-Cultural Urbano: conhecimen-
trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa- to geral; noções de preservação e restauro; conceitos, técni-
gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, cas e práticas de renovação e requalificação urbana. Meio
conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de pági- Ambiente e Paisagem: noções de preservação ambiental;
nas. instrumentos de gestão ambiental: EIA - estudos de impacto
Legislação: ambiental, RIMA - relatórios de impacto ambiental, EIV -es-
Legislação Federal tudo de impacto de vizinhança, RIV - relatórios de impacto de
- Constituição Brasileira - Capítulos sobre o uso do solo ur- vizinhança, transferência de potencial construtivo; planeja-
bano, função social da propriedade e patrimônio (Artigos 20, mento ambiental; planejamento da paisagem urbana. Proje-
23, 24, 30, 182, 183, 215, 216) to de Edificação: noções das normas aplicáveis ao projeto de
- Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo - Lei nº 6.766/1979 edificações em geral; acessibilidade a deficientes físicos ou
- Lei de Licitações - Lei nº 8.666/1993 pessoas com mobilidade reduzida; espaços de circulação
- Estatuto das Cidades - Lei nº 10.257/2001 horizontal (corredores) e vertical (escadas, rampas); sanitá-
- Lei de Assistência Técnica - Lei nº 11.888/2008 rios coletivos; espaços e vagas para estacionamento de veí-
- Política Nacional de Mobilidade Urbana - Lei nº 12.587/2012 culos de carga e descarga; instalações prediais; equipamen-
- Código Florestal - Lei nº 12.651/2012 tos mecânicos (elevadores de passageiros e de veículos, es-
- Estatuto da Metrópole - 13.089/2015 teiras, escadas rolantes); segurança de uso (disposições
Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência - Lei nº construtivas e instalações dos sistemas básico e especial de
13.146/2015 segurança). Acompanhamento, controle e fiscalização de
Lei de Regularização Fundiária - Lei nº 13.465/2017 obras e serviços: licitações e contratos, editais e orçamen-
Resolução CONAMA nº 307/2002 tos; aferição da precisão da execução de obras e serviços em
Resolução CONAMA nº 369/2006 relação a contratos, projetos, memoriais e cronogramas;
Legislação Estadual execução de medições; noções básicas de gerenciamento
Resolução SMA nº 32/2014 de obras: cronogramas, PERT, CPM; recebimento das obras.
Resolução SMA nº 72/2017 Habitação: habitação de interesse social (HIS); habitação do
Lei Região Metropolitana de Ribeirão Preto - Lei nº 1.290/ mercado popular (HMP); programas de intervenção em áre-
2016 as de assentamento precário: urbanização de favelas, cons-
- Decreto nº 52.053/2007 trução em mutirão, requalificação e regularização de corti-
Legislação Municipal ços; provisão habitacional: planos e programas habitacionais;
Código do Meio Ambiente - Lei nº 1.616/2004 gerenciamento de riscos ambientais em áreas de ocupação
Parcelamento, Uso e Ocupação do Solo - Lei nº 2.157/2007 precária; políticas de regularização fundiária. Tecnologia Ur-
Código de Obras - Lei nº 2.158/2007 bana: drenagem urbana: bacias de drenagem, sistemas de
Plano Viário - Lei nº 2.204/2007 canais, córregos e rios urbanos; saneamento básico: redes
Sistema Municipal de Patrimônio Cultural de Ribeirão Preto de água e esgotos; obras estruturais: obras de arte, projetos
- Lei nº 2.799/2016 de pontes e passarelas, pavimentação viária. Processo de
Plano Diretor - Lei nº 2.866/2018 Urbanização e Desenvolvimento Urbano: urbanização e in-
Lei Complementar nº 1.704//2004 dustrialização no Brasil, metropolização, instrumentos urba-
Decreto Municipal nº 332/2008 nísticos do estatuto das cidades - Direito de Superfície, Ou-
Lei Complementar nº 2.794/2016 - Politica Municipal de Sa- torga Onerosa do Direito de Construir, Transferência do Di-
neamento Básico reito de Construir, Operações Urbanas, Edificação/Par-
Decreto Municipal nº 165/2018 celamento Compulsório, IPTU Progressivo no Tempo, Direi-
Lei Complementar nº 2.858/2018 to de Preempção, Consorcio Imobiliário; o processo de pro-
Decreto Municipal nº 360/2017 dução e consumo do espaço urbano; desenvolvimento me-
Normas Técnicas tropolitano e globalização. Sistemas de Informação: noções
Elaboração de Projeto de Edificações - Arquitetura - NBR básicas de estatística; métodos e técnicas de análise quan-
13.532/1995 titativa aplicados ao planejamento urbano; noções básicas
Norma de Desempenho - NBR 15.575/2013 de Sistema de Informação Geográfica (SIG).
Acessibilidade - NBR 9.050/2015 Engenheiro Civil
Documentos Complementares Conhecimentos Específicos: História e crítica da tecnologia:
Cartas Patrimoniais referentes ao patrimônio arquitetônico, engenharia moderna e contemporânea. Teoria crítica da tec-
urbanístico e paisagístico: Carta de Veneza (conservação e nologia e dos processos de produção em canteiro. Critérios
restauração de monumentos), Declaração de Estocolmo de sustentabilidade e gestão de resíduos em projeto: forma-
(ambiente humano), Convenção de Paris (Patrimônio Mun- ção sobre eficiência energética e uso de fontes alternativas,
dial), Carta de Washington (cidades históricas), Carta de Pe- reuso de água, gestão de resíduos (coleta, tratamento e dis-
trópolis (Centros Históricos); Carta de Nara e Carta de Bra- posição de resíduos sólidos). Projetos de arquitetura: conhe-
sília (autenticidade) cimento de projetos de equipamentos públicos educacio-
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so- nais, administrativos, esportivos, culturais e de saúde. Proje-
bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri- to de estruturas: cálculo estrutural, dimensionamento de es-
beirão Preto. truturas convencionais, conhecimento de sistemas estrutu-
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS rais e suas características, especificações e normas técni-
Arquiteto cas (concreto, madeira e aço), elaboração de laudos de es-
Conhecimentos Específicos: Arquitetura e Urbanismo. Co- trutura. Projeto de fundações: conhecimento dos tipos de
nhecimentos gerais de Arquitetura e Meio Ambiente e Legis- fundação e sua melhor adequação ao solo e às superestru-
lação Ambiental Municipal, Estadual e Federal. Legislação turas, conhecimento de laudos de sondagem e de pareceres
específica: principais portarias ambientais brasileiras (IBAMA) geotécnicos, projeto de blocos de fundação e baldrames, es-
e Normas de Proteção ao Meio Ambiente. Planejamento Ur- pecificações e normas técnicas. Projeto de instalações hi-
bano: conceitos básicos do processo de estruturação do es- dráulicas: dimensionamento de instalações e demanda de
paço urbano e de planejamento físico-territorial. Condições consumo, projeto de hidráulica e de esgotamento sanitário
físicas e ambientais: topografia, drenagem, aspectos geo- (coleta, tratamento e lançamento). Rede de gases. Projeto
32
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

de prevenção de combate a incêndio, especificações e nor- tões de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele-
mas técnicas. Projeto de Bombeiros. Tecnologia das edifi- trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa-
cações, urbanas e ambientais e georreferenciais: conheci- gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet,
mento de sistemas construtivos pré-fabricados em concreto, conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de pági-
steel-framing, modular em aço, construções industrializa- nas.
das. Projeto de drenagem. Infraestrutura de urbanização como Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so-
abertura de vias, abastecimento de água, esgoto sanitário, bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri-
pavimentação e (especificação e dimensionamento de pavi- beirão Preto.
mentos), terraplenagem (corte e aterro, equipamento para CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
transporte, desmonte e compactação de solo), drenagem Assistente Social
(macrodrenagem e microdrenagem e seu dimensionamento), Conhecimentos Específicos: Questão Social/Desigualda-
rede de distribuição de energia e iluminação pública. Noções de Social. Vulnerabilidade e risco social. Direitos socioassis-
de geoprocessamento e sistema cartográfico. Normas técni- tenciais. Assistência Social e políticas sociais brasileiras.
cas e legislação construtiva: conhecimento de normas técni- Proteção Social de Assistência Social. Território e Territoria-
cas de projetos de engenharia (fundação, estrutura, elétrica, lização. Estratégias de intervenção profissional nos campos
hidráulica, gases), construção, legislação urbana e meio am- de atuação com temáticas em família, criança, adolescente,
biente. Levantamento de quantidades e orçamentação: le- idoso, população em situação de rua, trabalho infantil, explo-
vantamento e quantificação de serviços e materiais de obras ração sexual, violência e abuso sexual da criança e do ado-
públicas. Orçamento e composição de custos unitários, lescente, gênero, raça, etnia e diversidade. Gestão de bene-
parciais e totais. Memória de cálculo de quantitativos, BDI e fícios e Transferência de Renda. Legislação que regulamen-
encargos sociais em obras. Realização de cronograma físi- ta a profissão de Assistente Social. Regulamentações do
co-financeiro. Curva ABC. Pert-COM. Planejamento e acom- CFESS sobre o trabalho profissional. O Trabalho do Assis-
panhamento de obras: contratos; programação de obras; tente Social. Lei Orgânica de Assistência Social (LOAS). Po-
planejamento de fluxos e instalações do canteiro de obras. lítica Nacional de Assistência Social. Sistema Único de
Acompanhamento e fiscalização de obras; controle de mate- Assistência Social - SUAS. Norma Operacional Básica do
riais e de execução de serviços; vistoria e elaboração de pa- SUAS - NOB/SUAS. Tipificação Nacional dos Serviços Socio-
receres, sistema de gestão da qualidade e segurança. Manu- assistenciais. Estatuto da Criança e do Adolescente. Estatu-
tenção Predial: gestão e tipos de manutenção (preditiva, pre- to do Idoso. Plano Nacional de Promoção, proteção e defesa
ventiva, corretiva). Desenho técnico e informática: normas dos direitos de crianças e adolescentes à convivência fami-
da representação técnica de estruturas e instalações. Uso de liar e comunitária. SINASE. Elaboração de estudo social, re-
softwares de projeto auxiliado por computador. AutoCAD. Lei latório, laudo e parecer.
Federal nº 10.257/2001. - PARA OS CARGOS DE Farmacêutico e Fisioterapeuta:
- PARA O CARGO DE Assistente Social: CONHECIMENTOS GERAIS
CONHECIMENTOS GERAIS Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos ti-
Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos pos de textos (literários e não literários). Sinônimos e an-
tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e an- tônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontua-
tônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontua- ção. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral,
ção. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: empre-
pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: empre- go e sentido que imprimem às relações que estabelecem.
go e sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal.
Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Colocação pronominal. Crase.
Colocação pronominal. Crase. Matemática: Resolução de situações-problema, envolven-
Matemática: Resolução de situações-problema, envolven- do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou
do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação radiciação com números reais, nas suas possíveis represen-
ou radiciação com números reais, nas suas possíveis repre- tações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum;
sentações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum; Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou
Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa-
composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa- ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo,
ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo, comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en-
comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en- tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação
tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação - médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos,
- médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos, área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.
área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales. Política de Saúde: Diretrizes e bases da implantação do
Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, eco- SUS. Constituição da República Federativa do Brasil: Saú-
nômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, de. Constituição Federal: Título VIII - Da Ordem Social, Cap.
ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2018, divulgados na II - Da Seguridade Social. Organização da Atenção Básica no
mídia local e/ou nacional. Sistema Único de Saúde. Epidemiologia, história natural e
Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas- prevenção de doenças. Reforma Sanitária e Modelos Assis-
tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de tenciais de Saúde - Vigilância em Saúde. Indicadores de ní-
transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos vel de saúde da população. Políticas de descentralização e
menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto atenção primária à Saúde. Doenças de notificação compul-
de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura bá- sória no Estado de São Paulo. Doenças de notificação com-
sica dos documentos, edição e formatação de textos, cabe- pulsória Estadual e Nacional. Calendário Nacional de Vaci-
çalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos nação. Lei Federal nº 8.080/1990. Lei Federal nº 8.142/1990.
e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e nu- Decreto Federal nº 7.508/2011.
meração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos, Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas-
campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010: estru- tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de
tura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colu- transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos
nas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto
de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de obje- de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura bá-
tos, campos predefinidos, controle de quebras e numeração sica dos documentos, edição e formatação de textos, cabe-
de páginas, obtenção de dados externos, classificação de çalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos
dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apresen- e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e nu-
tações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, cabe- meração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos,
çalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apre- campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010: estru-
sentações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo- tura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colu-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 33
nas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso Política de Saúde: Diretrizes e bases da implantação do
de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de SUS. Constituição da República Federativa do Brasil: Saú-
objetos, campos predefinidos, controle de quebras e nume- de. Constituição Federal: Título VIII - Da Ordem Social, Cap.
ração de páginas, obtenção de dados externos, classificação II - Da Seguridade Social. Organização da Atenção Básica no
de dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apre- Sistema Único de Saúde. Epidemiologia, história natural e
sentações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, ca- prevenção de doenças. Reforma Sanitária e Modelos Assis-
beçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apre- tenciais de Saúde - Vigilância em Saúde. Indicadores de ní-
sentações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo- vel de saúde da população. Políticas de descentralização e
tões de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele- atenção primária à Saúde. Doenças de notificação compul-
trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa- sória no Estado de São Paulo. Doenças de notificação com-
gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, pulsória Estadual e Nacional. Calendário Nacional de Vaci-
conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas. nação. Lei Federal nº 8.080/1990. Lei Federal nº 8.142/1990.
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so- Decreto Federal nº 7.508/2011.
bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri- Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, eco-
beirão Preto. nômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais,
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2018, divulgados na
Farmacêutico mídia local e/ou nacional.
Conhecimentos Específicos: Organização de almoxarifa- Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas-
dos, avaliação da área física e condições adequadas de ar- tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de
mazenamento. Controle de estoques de medicamentos e transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos
material de consumo. Padronização dos itens de consumo. menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto
Sistema de compra. Sistema de dispensação de medicamen- de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura
tos e materiais de consumo. Sistema de distribuição de medi- básica dos documentos, edição e formatação de textos, ca-
camentos. Farmacologia. Conceitos: SUS, Vigilância Sani- beçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbóli-
tária, Vigilância Epidemiológica, Assistência Farmacêutica. cos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e
Política de medicamentos - legislação para o setor far- numeração de páginas, legendas, índices, inserção de obje-
macêutico. Educação em saúde - noções básicas. Estrutura tos, campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010:
física e organizacional e funções da Farmácia Hospitalar. estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas,
Seleção de medicamentos, germicidas e correlatos. Progra- colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos,
mação e estimativas de necessidade de medicamento. No- uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de
ções básicas de epidemiologia. Farmacologia clínica e tera- objetos, campos predefinidos, controle de quebras e nume-
pêutica. Serviços/centros de informação de medicamentos. ração de páginas, obtenção de dados externos, classificação
Farmacovigilância e farmacoepidemiologia. A Farmácia Hos- de dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apre-
pitalar no controle de infecção hospitalar. Farmacotécnica e sentações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, ca-
tecnologia farmacêutica. Misturas intravenosas, nutrição pa- beçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apre-
renteral e manipulação de citostáticos. Controle de qualida- sentações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo-
de dos produtos farmacêuticos - métodos físicos, químicos, tões de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele-
físico-químicos, biológicos e microbiológicos. Boas práticas trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa-
de fabricação de produtos farmacêuticos. Conhecimentos gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet,
gerais sobre material médico-hospitalar. Garantia de quali- conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas.
dade em farmácia hospitalar. Legislação farmacêutica. Legis- Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so-
lação do Sistema Único de Saúde - SUS. Ética Profissional. bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri-
Código de Ética da Profissão Farmacêutica. beirão Preto.
Fisioterapeuta CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
Conhecimentos Específicos: Fisioterapia: conceituação, Médico Neuropediatra
recursos e objetivos. Reabilitação: conceituação, objetivos, Conhecimentos Específicos: Semiologia. Malformações do
sociologia, processo e equipe técnica. Papel dos serviços de SNC. Encefalopatia hipóxico-isquêmica do neonato. Hemor-
saúde. Modelos alternativos de atenção à saúde das pesso- ragias intracranianas no período neonatal. Crises convulsivas
as deficientes. Processo de fisioterapia: semiologia; exame na infância. Cefaleias na infância e na adolescência. Doenças
e diagnóstico, postura, diagnósticos das anomalias posturais infecciosas e parasitárias. Doenças neuromusculares. Erros
(patomecânica e correção). Processos incapacitantes mais inatos do metabolismo. Síndromes neurocutâneas. Tumores
importantes (processo de trabalho, problemas de atenção à intracranianos na infância. Doenças cerebrovasculares na
saúde pré, peri, pós-natal e na infância, doenças infectocon- infância. Paralisia cerebral. Código de Ética Médica.
tagiosas, crônico-degenerativas e as condições de vida); pa- Médico Pediatra
pel dos serviços de saúde. Trabalho multidisciplinar em saú- Conhecimentos Específicos: Indicadores de mortalidade
de; papel profissional e as instituições de saúde. Fisioterapia perinatal, neonatal e infantil. Crescimento e desenvolvimen-
em Traumato-Ortopedia. Fisioterapia em Neurologia, Neu- to: desnutrição, obesidade e distúrbios do desenvolvimento
ropediatria e Desenvolvimento Infantil. Fisioterapia em Pneu- neuropsicomotor. Imunizações: ativa e passiva. Alimenta-
mologia. Fisioterapia nas Afecções Reumáticas. Fisiotera- ção do recém-nascido e lactente: carências nutricionais,
pia em Queimados. Fisioterapia em Cardiologia e Angiologia. desvitaminoses. Patologia do lactente e da criança: distúrbi-
Fisioterapia em Ginecologia e Reeducação Obstétrica. Fisi- os cardiocirculatórios: cardiopatias congênitas, choque, cri-
oterapia em Geriatria. Reabilitação profissional: conceito, se hipertensa, insuficiência cardíaca, reanimação cardior-
objetivos, processo e equipe técnica. Recursos terapêuticos respitória. Distúrbios respiratórios: afecções de vias aéreas
em Fisioterapia. Prevenção: modelos alternativos de aten- superiores, bronquite, bronquiolite, estado de mal asmático,
ção à saúde. insuficiência respiratória aguda, pneumopatias agudas e
- PARA OS CARGOS DE Médico Neuropediatra, Médico derrames pleurais. Distúrbios metabólicos e endócrinos: aci-
Pediatra e Médico Psiquiatra Infantil: dose e alcalose metabólicas, desidratação aguda, diabetes
CONHECIMENTOS GERAIS mellitus, hipotireoidismo e hipertireoidismo, insuficiência su-
Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos prarrenal. Distúrbios neurológicos: coma, distúrbios motores
tipos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antô- de instalação aguda, estado de mal convulsivo. Distúrbios do
nimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação. aparelho urinário e renal: glomerulopatias, infecções do trato
Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, prono- urinário, insuficiência renal aguda e crônica, síndrome he-
me, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e molítico-urêmica, síndrome nefrótica. Distúrbios oncohe-
sentido que imprimem às relações que estabelecem. Con- matológicos: Anemias carenciais e hemolíticas, hemorragia
cordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Co- digestiva, leucemias e tumores sólidos, síndromes hemor-
locação pronominal. Crase. rágicas. Patologia do fígado e das vias biliares: hepatites vi-
34
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

rais, Insuficiência hepática. Doenças infectocontagiosas: bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri-
AIDS, Diarreias agudas. Doenças infecciosas comuns da in- beirão Preto.
fância. Estafilococcias e estreptococcias. Infecção hospita- CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
lar. Meningoencefalites virais e fúngicas. Sepse e meningite Médico Veterinário
de etiologia bacteriana. Tuberculose. Viroses respiratórias. Conhecimentos Específicos: Epidemiologia geral e aplica-
Acidentes: acidentes por submersão. Intoxicações exógenas da: princípios, definições e classificações. Cadeia epide-
agudas. Violência doméstica. Primeiros socorros no pacien- miológica de transmissão das doenças. Métodos epide-
te politraumatizado. Código de Ética Médica. miológicos aplicados à saúde pública: definições e concei-
Médico Psiquiatra Infantil tos, levantamentos de dados, estatística de morbidade, pro-
Conhecimentos Específicos: Desenvolvimento infantil: as- porções, coeficientes e índices em estudos de saúde, coefi-
pectos cognitivos e afetivos. Exame psiquiátrico e exames cientes ou taxas de mortalidade, morbidade e letalidade.
complementares em psiquiatria da infância e adolescência. Imunologia: conceitos gerais sobre antígenos e anticorpos;
Classificação diagnóstica em psiquiatria da infância e da células do sistema imunológico; mecanismos da resposta
adolescência. Transtornos mentais orgânicos na infância e humoral; técnicas imunológicas. Biologia molecular: concei-
adolescência. Drogadição na infância e adolescência. Es- tos básicos. Zoonoses: conceituação e classificação. Etio-
quizofrenia na infância e adolescência. Transtornos do hu- logia, patogenia, sintomatologia, epidemiologia, diagnósti-
mor (depressão e mania) na infância e adolescência. Trans- co, prevenção e controle das seguintes zoonoses: raiva,
torno de ansiedade na infância e adolescência. Razões ao dengue, febres hemorrágicas, febre amarela, encefalites,
estresse. Transtornos alimentares na infância e adolescên- leptospirose, bruceloses, tuberculoses, salmoneloses, es-
cia. Transtornos do sono na infância e adolescência. Trans- treptococoses e estafilococoses, doença de Lyme, pasteu-
tornos do controle dos esfíncteres na infância e adolescên- reloses, yersinioses, clostridioses, criptococose, histoplas-
cia. Transtornos de tique e do hábito na infância e adolescên- mose, dermatofitoses, leishmanioses, toxoplasmoses, do-
cia. Transtorno de déficit de atenção/hiperatividade na infân- ença de Chagas, driptosporidiose, dirofilariose, toxocaríase,
cia e adolescência. Retardo mental. Manifestações psiquiá- teníase/cisticercose, equinococose, ancilostomíases. Biolo-
tricas da epilepsia na infância e adolescência. Transtornos gia, vigilância e controle de populações de animais domés-
invasivos do desenvolvimento. Transtornos específicos do ticos. Biologia, vigilância e controle de populações de ani-
desenvolvimento. Transtornos emocionais do comportamen- mais sinantrópicos que podem causar agravos à saúde: qui-
to. Transtornos psicológicos ligados a doenças sistêmicas - rópteros, roedores, insetos rasteiros, artrópodes peçonhentos,
psiquiatria de ligação na infância e adolescência. Abuso fí- mosquitos, carrapatos, pombos.
sico e sexual na infância e adolescência. Epidemiologia dos UE 02.09.10
transtornos psiquiátricos na infância e adolescência. Política
Nacional de Saúde Mental. Ética em psiquiatria na infância e CONCURSO PÚBLICO Nº 002/2018
adolescência. Psicofarmacoterapia na infância e adolescên-
cia. Psicoterapia na infância e adolescência. Prevenção em
EDITAL DE ABERTURA
psiquiatria da infância e adolescência. Modelos de reabilita- A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, no uso de suas atri-
ção em psiquiatria da infância e adolescência. Modelos de buições legais, TORNA PÚBLICO que será realizado, por
atendimento em psiquiatria da infância e adolescência em meio da Fundação VUNESP, Concurso Público para provi-
saúde pública. Atestado Médico. Código de Ética Médica. mento de cargos do quadro permanente dos Servidores Pú-
- PARA O CARGO DE Médico Veterinário: blicos do Município de Ribeirão Preto, instituídos pela Lei
Complementar nº 2524/12 e seus anexos, publicada no Diá-
CONHECIMENTOS GERAIS
rio Oficial do Município, bem como suas Alterações, Legisla-
Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos ti-
ções Complementares e/ou Regulamentadoras, para seu qua-
pos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antô-
dro de pessoal, observados os termos da legislação vigente.
nimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação.
O Concurso Público reger-se-á pelas disposições contidas
Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, prono-
nas Instruções Especiais, que ficam fazendo parte integrante
me, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e
deste Edital e seus anexos.
sentido que imprimem às relações que estabelecem. Con-
INSTRUÇÕES ESPECIAIS
cordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Co-
CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES
locação pronominal. Crase. 1. O Concurso Público destina-se ao provimento de cargos
Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, eco- atualmente vagos, das que vagarem e forem necessárias à
nômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, durante seu prazo de
ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2018, divulgados na validade nos termos da Constituição Federal, art. 37, inciso III.
mídia local e/ou nacional. 1.1. Todas as informações do processo de execução, sobre
Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas- o presente Concurso Público, até a publicação da classifica-
tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de ção final, serão prestadas pela Fundação VUNESP, por meio
transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos do Disque VUNESP, nos dias úteis, das 08 às 20 horas, e
menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto pela internet, no site www.vunesp.com.br, sendo que, após
de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura bá- a competente homologação, as informações pertinentes
sica dos documentos, edição e formatação de textos, cabe- passam a ser de responsabilidade da PREFEITURA MUNI-
çalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbólicos CIPAL DE RIBEIRÃO PRETO.
e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e nu- 1.2. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão pu-
meração de páginas, legendas, índices, inserção de objetos, blicados no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e,
campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010: estru- como subsídio, no endereço eletrônico www.vunesp.com.br.
tura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, colu- 1.3. Os candidatos aprovados e empossados submeter-se-
nas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, uso ão ao Estágio Probatório, conforme art. 19 da Lei nº 3.181/76
de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de obje- e suas alterações.
tos, campos predefinidos, controle de quebras e numeração 1.3.1. Os candidatos aprovados que vierem a ingressar no
de páginas, obtenção de dados externos, classificação de quadro permanente dos Servidores Públicos do Município de
dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apresen- Ribeirão Preto pertencerão ao Regime Jurídico Estatutário
tações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, cabeça- instituído pela Lei Complementar nº 140/92 e reger-se-ão
lhos e rodapés, noções de edição e formatação de apresen- pelas disposições da Lei nº 3.181/76, da Lei Complementar
tações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo-tões nº 2.524/12 e seus anexos, publicadas no Diário Oficial do Mu-
de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele- nicípio, bem como suas Alterações, Legislações Complemen-
trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa- tares e/ou Regulamentadoras e pelas demais normas legais.
gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, 1.4. Os cargos, os requisitos mínimos exigidos e as vagas
conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de páginas. são os estabelecidos na Tabela I e a Remuneração a carga
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so- horária semanal, na Tabela II:
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 35
TABELA I
CARGO REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS VAGA DA VAGA VAGA TOTAL
LISTA GERAL RESERVADA RESERVADA DE
CANDIDATO CANDIDATO VAGAS
NEGRO/PARDO DEFICIENTE
PEB II Habilitação em nível de Ensino Médio, na modalidade Normal. 19 6 5 30
PEB III - Arte Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 2 0 0 2
PEB III - Ciências Físicas Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 2 0 0 2
e Biológicas
PEB III - Educação Física Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 4 2 2 8
PEB III - Geografia Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 1 1 1 3
PEB III - História Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 1 1 1 3
PEB III - Inglês Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 2 0 0 2
PEB III - Língua Portuguesa Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 3 1 1 5
PEB III - Matemática Licenciatura de graduação plena, com habilitação específica em área própria. 3 1 1 5

TABELA II III - Elaborar programas e planos de ensino, no que for de sua


DA REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA: competência, com base nos objetivos fixados e programar
- PEB II - 145 AULAS MENSAIS metodologias adequadas, conforme as áreas de conhecimen-
Descrição Remuneração Carga Horária
to definidas nos respectivos referenciais;
Jornada Efetiva Professor 3.306,87 29 horas aulas semanais IV - Desenvolver o plano de ensino, oferecendo oportunida-
Vale Alimentação 442,00 de aos alunos para realizarem a construção do conhecimen-
Total Bruto 3.748,87 to: organizar práticas pedagógicas estratégicas a fim de ga-
- PEB III - 135 AULAS MENSAIS rantir a pesquisa, a experimentação, ou seja, permitir desco-
Descrição Remuneração Carga Horária bertas e assim promover a coautoria do conhecimento, ou
Jornada Efetiva Professor 3.632,72 27 horas aulas semanais seja, a criação;
Vale Alimentação 442,00 V - Zelar pela aprendizagem do aluno, observando e regis-
Total Bruto 4.074,72 trando o processo de seu desenvolvimento, tanto individual-
mente como em grupo, com o objetivo de organizar alterna-
1.4. DAS ATRIBUIÇÕES tivas de ensino e de aprendizagem;
Professor de Educação Básica II VI - Acompanhar e avaliar o desenvolvimento do processo
A) Educação Infantil (4 e 5 anos) pedagógico dos alunos, atribuindo-lhes notas e/ou conceitos
I - Participar da elaboração do Projeto Pedagógico da unida- e avaliações nos prazos fixados, bem como elaborar relató-
de, integrando-se a este projeto e na conquista dos objetivos rios de aproveitamento, quando solicitado;
a que se propõe; VII - Realizar registros e relatórios de atividades diárias de
II - Participar do planejamento global da Secretaria, para sala de aula, nos meios e prazos estabelecidos;
subsidiar-se quanto à promoção e o aperfeiçoamento do en- VIII - Acatar o calendário escolar homologado, cumprindo os
sino da Educação Infantil; dias e a carga horária de efetivo trabalho pedagógico, inclu-
III - Planejar e ministrar aulas às crianças, organizando ativi- indo participação integral dos períodos dedicados ao plane-
dades educativas individuais e coletivas, com o objetivo de jamento, à avaliação e à formação profissional;
proporcionar o desenvolvimento de suas aptidões e a sua IX - Colaborar nas atividades de articulação entre escola/
evolução harmoniosa; família e comunidade, participando ativamente das reuniões
IV - Planejar jogos, atividades musicais e rítmicas, selecio- de pais, reuniões pedagógicas, conselhos de classe e outros
nando e preparando textos adequados, através de consultas eventos a elas relacionados.
a obras específicas ou troca de ideias com orientações edu- Professor de Educação Básica III - Arte, Professor de
cacionais, para proporcionar o aperfeiçoamento do ensino Educação Básica III - Ciências Físicas e Biológicas; Pro-
aprendizagem; fessor de Educação Básica III - Educação Física; Profes-
V - Coordenar as atividades do curso, desenvolvendo nas sor de Educação Básica III - Geografia; Professor de Edu-
crianças o gosto pelo desenho, pintura, modelagem, conver- cação Básica III - História; Professor de Educação Básica
sação, canto e dança, para ajudá-las a compreender melhor III - Inglês; Professor de Educação Básica III - Língua Por-
o ambiente em que vivem; tuguesa; Professor de Educação Básica III - Matemática.
VI - Desenvolver nas crianças hábitos de higiene, obediên- I - Participar na elaboração e execução da Proposta Pedagó-
cia, tolerância e outros atributos morais e sociais, empregan- gica da unidade escolar;
do recursos audiovisuais ou outros meios adequados, para II - Implementar a proposta educacional da Rede Municipal
possibilitar a sua socialização; de Ensino de Ribeirão Preto;
VII - Registrar em fichas apropriadas todas as atividades III - Elaborar programas e planos de ensino, no que for de sua
realizadas no período escolar, com a finalidade de proceder competência, com base nos objetivos fixados e programar
à avaliação do desenvolvimento do curso, de forma eficiente metodologias adequadas, conforme as áreas de conheci-
e eficaz; mento definidas nos respectivos referenciais;
VIII - Participar de seminários, palestras, treinamentos, e IV - Desenvolver o plano de ensino, oferecendo oportunida-
outros eventos relacionados com o curso, colocando em prá- de aos alunos para realizarem a construção do conhecimen-
tica as novas experiências e tecnologias, para assegurar a to: organizar práticas pedagógicas estratégicas a fim de ga-
melhoria do ensino-aprendizagem; rantir a pesquisa, a experimentação, ou seja, permitir desco-
IX - Elaborar e aplicar exercícios práticos que possibilitem o bertas e assim promover a coautoria do conhecimento, ou
desenvolvimento da motricidade e da percepção visual da seja, a criação;
criança, favorecendo sua maturidade e prontidão para a V - Zelar pela aprendizagem do aluno, observando e regis-
aprendizagem; trando o processo de seu desenvolvimento, tanto individual-
X - Desenvolver a faculdade criativa da criança, ajudando-a mente como em grupo, com o objetivo de organizar alterna-
a compreender, raciocinar e expressar-se dentro de uma ló- tivas de ensino e de aprendizagem;
gica consciente; VI - Acompanhar e avaliar o desenvolvimento do processo
XI - Colocar a criança em contato com a natureza, para en- pedagógico dos alunos, atribuindo- lhes notas e/ou concei-
riquecer sua experiência, favorecendo o seu amadurecimen- tos e avaliações nos prazos fixados, bem como elaborar re-
to e o desenvolvimento de suas potencialidades. latórios de aproveitamento, quando solicitado;
B) Anos Iniciais do Ensino Fundamental VII - Realizar registros e relatórios de atividades diárias de
I - Seguir a proposta educacional da Rede Municipal de En- sala de aula, nos meios e prazos estabelecidos;
sino de Ribeirão Preto; VIII - Acatar o calendário escolar homologado, cumprindo os
II - Participar na elaboração e execução da Proposta Peda- dias e a carga horária de efetivo trabalho pedagógico, inclu-
gógica da unidade escolar; indo participação integral dos períodos dedicados ao plane-
36
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

jamento, à avaliação e à formação profissional; 3.6. A pesquisa para acompanhar a situação da inscrição
IX - Colaborar nas atividades de articulação entre escola/ deverá ser feita no site www.vunesp.com.br, na página do
família e comunidade, participando ativamente das reuniões Concurso Público, a partir de 03 dias úteis contados do en-
de pais, reuniões pedagógicas, conselhos de classe e outros cerramento do período das inscrições. Caso seja detectada
eventos a elas relacionados. falta de informação, o candidato deverá entrar em contato
1.5. A contratação será regida pelo regime Estatutário. com o Disque VUNESP, pelo telefone: (11) 3874-6300.
1.6. Os candidatos classificados que venham a ser nomea- 3.7. O agendamento do pagamento da taxa de inscrição so-
dos poderão, a critério da PREFEITURA, ficarem sujeitos a mente será aceito se comprovada a sua efetivação até o úl-
regime de plantão (fora do horário de expediente, fins de se- timo dia subsequente para pagamento da taxa da inscrição.
mana e/ou feriados), podendo exercer atividades internas e 3.8. O candidato deverá indicar, obrigatoriamente, na ficha
externas. de inscrição, a opção do cargo, atentando-se à realização da
1.7. Ficam designados os seguintes membros, sob a presi- prova objetiva, conforme consta do item 7 do Capítulo VII -
dência da primeira, para comporem a Comissão de acom- DA PROVA.
panhamento do concurso: 3.8.1. O não atendimento aos procedimentos estabelecidos
- Roberto Rodrigues Pereira Junior nos itens anteriores implicará o cancelamento da inscrição
- Roberta Leonardo do candidato, verificada a irregularidade a qualquer tempo.
- Patrícia Crisóstomo Minelli da Silva 3.9. O pagamento da importância correspondente à inscri-
- Daniel Alves Machado ção poderá ser efetuado em qualquer agência bancária.
- Marinez de Fátima Ricardo 3.9.1. A inscrição por pagamento em cheque somente será
- Mario Sérgio Longo Júnior considerada efetuada após a respectiva compensação e se,
CAPÍTULO II - DOS REQUISITOS por qualquer razão, o cheque for devolvido ou efetuar paga-
2. Os requisitos básicos para investidura no cargo são os es- mento de menor valor, a inscrição do candidato será automa-
pecificados a seguir: ticamente tornada sem efeito.
2.1. cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital 3.9.2. Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por
de Abertura de Inscrições do Concurso Público; depósito em caixa eletrônico, pelos Correios, fac-símile,
2.1.1. ter sido classificado no Concurso Público; transferência eletrônica, DOC, ordem de pagamento ou de-
2.1.2. ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, amparada pósito comum em conta corrente, condicional ou por qual-
pelo Estatuto da Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, quer outro meio que não os especificados neste Edital.
conforme disposto nos termos do parágrafo 1º, artigo 12, da 3.10. Não haverá devolução da importância paga, ainda que
Constituição Federal, e do Decreto Federal nº 72.436/72; efetuada a mais ou em duplicidade, nem isenção, total ou
2.1.3. ter, na data de nomeação, idade igual ou superior a 18 parcial de pagamento do valor da taxa de inscrição, seja qual
(dezoito) anos; for o motivo alegado, exceto isenção conforme disposto no
2.1.4. no caso do sexo masculino, estar em dia com o Serviço Capítulo IV - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO PAGA-
Militar; MENTO DO VALOR DE INSCRIÇÃO.
2.1.5. estar quite com a Justiça Eleitoral; 3.11. O descumprimento das instruções para inscrição pela
2.1.6. ter aptidão física e mental para o exercício do cargo; internet implicará o indeferimento da inscrição.
2.1.7. atender às condições especiais previstas em Lei; 3.12. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA não se respon-
2.1.8. estar com o CPF regularizado; sabilizam por solicitação de inscrição pela internet não re-
2.1.9. possuir os REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS para o cebida por motivos de ordem técnica dos computadores, fa-
cargo pretendido, conforme especificado na Tabela I, constan- lhas de comunicação, congestionamento das linhas de co-
te do Capítulo I - Das Disposições Preliminares, deste Edital; municação, bem como outros fatores que impossibilitem a
2.1.10. Não registrar antecedentes criminais e estar em gozo transferência de dados.
dos direitos civis, políticos e eleitorais, bem como nada ter 3.13. As informações prestadas na ficha de inscrição são de
que o desabone e o torne incompatível para o desempenho inteira responsabilidade do candidato, cabendo à PREFEI-
de suas funções. TURA o direito de excluir do Concurso Público aquele que
CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES preenchê-la com dados incorretos, bem como aquele que
3. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja cons-
tácita aceitação das normas e condições estabelecidas nes- tatado posteriormente.
te Edital, em relação às quais não poderá ser alegada qual- 3.14. A devolução da taxa de inscrição somente ocorrerá se
quer espécie de desconhecimento. o Concurso Público não se realizar.
3.15. O candidato poderá efetuar sua inscrição nos infocentros
3.1. O deferimento da inscrição dar-se-á mediante o total e
do Programa Acessa São Paulo (www.acessasaopaulo.
correto preenchimento da ficha de inscrição (pela internet) e
sp.gov.br).
o correspondente pagamento da respectiva taxa.
3.15.1. Este programa, além de oferecer facilidade para os
3.2. As inscrições deverão ser realizadas somente pela in-
candidatos que não têm acesso à internet, é completamente
ternet, pelo site www.vunesp.com.br, no período das 10h00 gratuito. Para utilizar os equipamentos, basta fazer cadastro
de 08 de agosto de 2018 até as 23h59 de 12 de setembro apresentando o RG nos próprios Postos Acessa São Paulo.
de 2018, conforme segue: 3.16. Informações complementares referentes à inscrição
a) acessar o site www.vunesp.com.br; poderão ser obtidas no site www.vunesp.com.br, ou pelo Dis-
b) localizar no site o link correlato ao Concurso Público; que VUNESP, telefone (11) 3874-6300.
c) ler total e atentamente o respectivo Edital; 3.17. O atendimento às condições especiais pleiteadas fica-
d) preencher total e corretamente a ficha de inscrição, nos rá sujeito, por parte da Fundação VUNESP e da PREFEITU-
moldes previstos neste Edital; RA, à análise da viabilidade e razoabilidade do solicitado.
e) transmitir os dados da ficha de inscrição correspondente; 3.18. O candidato será responsável por qualquer erro, omis-
f) imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento do valor são, bem como pelas informações prestadas na ficha de ins-
da taxa de inscrição conforme adiante: crição.
R$ 75,00 (setenta e cinco reais). 3.19. Não deverá ser enviada à PREFEITURA, ou à Funda-
3.3. Para o correspondente pagamento da taxa de inscrição, ção VUNESP, qualquer cópia de documento de identidade,
em qualquer agência bancária, somente poderá ser utilizado sendo de responsabilidade exclusiva do candidato, sob as
o boleto bancário gerado no ato da inscrição, até o dia sub- penas da lei, os dados cadastrais informados no ato de
sequente do encerramento do período das inscrições; inscrição.
3.4. A efetivação da inscrição ocorrerá após a confirmação, 3.20. O candidato que prestar qualquer declaração falsa,
pelo banco, do correspondente pagamento referente à taxa; inexata ou, ainda, que não atenda a todas as condições
3.5. Às 23h59 (horário oficial de Brasília) do último dia do estabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada e,
período das inscrições, a ficha de inscrição não estará mais em consequência, anulados todos os atos dela decorrentes,
disponibilizada no site. mesmo que aprovado na prova e que o fato seja constatado
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 37
posteriormente. ciais do Governo Federal - CadÚnico, com renda familiar
3.21. Para se inscrever, o candidato deverá preencher as mensal igual ou inferior a três salários mínimos ou renda
condições para nomeação, especificadas no Capítulo II - familiar per capita de até meio salário mínimo mensal, con-
DOS REQUISITOS. forme o referido Decreto e o disposto no Decreto nº 6.135, de
3.22. O candidato que necessitar de qualquer tipo de condi- 2007.
ção especial para a realização da prova, inclusive prova 4.1. A comprovação no Cadastro Único para Programas So-
braile ou ampliada, deverá acessar o site da Fundação ciais será feita pela indicação do Número de Identificação
VUNESP, localizar o concurso, clicar na área do candidato e Social - NIS, além dos dados solicitados no Requerimento de
selecionar o link Envio dos documentos, promovendo o Inscrição via Internet.
encaminhamento por meio digital (upload) nas extensões 4.2. Considera-se renda familiar a soma dos rendimentos
“pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”, até o encerramento das inscrições. brutos auferidos por todos os membros da família e renda
3.22.1. O candidato que não o fizer, durante o período de familiar per capita, a divisão da renda familiar pelo total de
inscrição e conforme estabelecido nos itens anteriores, não indivíduos da família.
terá a sua prova especial preparada ou as condições provi- 4.3. A veracidade das informações prestadas pelo candida-
denciadas, seja qual for o motivo alegado. to, no Requerimento de Isenção, será consultada junto ao
3.22.2. A solicitação de condições especiais será atendida órgão gestor do CadÚnico, vinculado ao Ministério do De-
obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade. senvolvimento Social e Combate à Fome.
3.22.3. No caso do candidato com deficiência, deverá ser 4.4. Para solicitar a isenção de pagamento de que trata o item
observado também o previsto no CAPÍTULO V - DA PARTI- 4 deste Capítulo, o candidato deverá efetuar a inscrição
CIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA, deste isenta de pagamento, conforme os procedimentos estabele-
Edital. cidos a seguir:
3.23. A candidata que tiver a necessidade de amamentar 4.4.1. Acessar, a partir das 10h00 do dia 08 de agosto de
durante a realização da prova deverá levar um acompanhan- 2018 até as 23h59min do dia 09 de agosto de 2018, obser-
te, sendo esta indicação de sua inteira responsabilidade. vando o horário de Brasília, o link referente ao Concurso
Essa pessoa deverá possuir maioridade legal, devidamente Público, e preencher o Requerimento de Isenção;
comprovada, e permanecer em sala reservada para essa 4.4.2. Indicar o Número de Identificação Social - NIS, além
finalidade, sendo responsável pela criança. dos dados solicitados no Requerimento de Isenção via In-
3.23.1. Durante o período em que a candidata estiver ama- ternet.
mentando, ela deverá permanecer no local designado pela 4.5. As informações prestadas no Requerimento de Inscri-
Coordenação para este fim e, ainda, na presença de um fis- ção com isenção de pagamento serão de inteira responsabi-
cal, respeitando todas as demais normas estabelecidas nes- lidade do candidato, respondendo civil e criminalmente pelo
te Edital. teor das afirmativas.
3.23.2. O acompanhante responsável pela criança também 4.6. Não será concedida isenção de pagamento do valor de
deverá permanecer no local designado pela Coordenação, e inscrição ao candidato que:
se submeterá a todas as normas constantes deste Edital e da a) deixar de efetuar o Requerimento de Inscrição com isen-
Fundação VUNESP, inclusive no tocante ao uso de equipa- ção de pagamento pela Internet;
mento eletrônico e celular. b) deixar de prestar informações verídicas ou omiti-las.
3.23.3. A candidata, nesta condição, que não levar acompa- 4.7. Declaração falsa sujeitará o candidato às sanções pre-
nhante, não realizará a prova. vistas em lei, aplicando-se o disposto no parágrafo único do
3.23.4. Não haverá compensação do tempo de amamentação artigo 10 do Decreto nº 83.936, de 06 de setembro de 1979.
em favor da candidata. 4.7.1. A qualquer tempo poderão ser realizadas diligências
3.24. Excetuada a situação prevista no item 3.23 deste Ca- relativas à situação declarada pelo candidato, deferindo-se
pítulo, não será permitida a permanência de qualquer acom- ou não o seu pedido.
panhante, inclusive criança, nas dependências do local de 4.8. A partir do dia 30 de agosto de 2018 os candidatos
realização da(s) prova(s), podendo ocasionar inclusive a não deverão verificar no endereço eletrônico www.vunesp.com.br
participação do candidato no Concurso Público. os resultados da análise dos Requerimentos de Isenção de
3.25. É reservado à Fundação VUNESP e à Prefeitura, caso pagamento do valor da inscrição, observados os motivos de
julgue necessário, o direito de utilizar detector de metais e/ou indeferimento.
proceder à coleta de impressão digital, na aplicação da(s) 4.9. O candidato que tiver seu Requerimento de Isenção de
prova(s). pagamento do valor da inscrição deferido terá sua inscrição
3.26. O candidato que tenha exercido a função de jurado a validada, não gerando boleto para pagamento da inscrição.
partir da vigência da Lei Federal nº 11.689/2008 poderá soli- 4.9.1. Para as inscrições isentas de pagamento, será consi-
citar, na ficha de inscrição, esta opção para fins de critério de derado, para fins de validação da última inscrição efetivada,
desempate. o número do documento gerado no ato da inscrição.
3.26.1. O candidato, para fazer jus ao previsto no item 3.26 4.10. O candidato que tiver seu pedido de isenção de paga-
deste Capítulo deverá ter exercido a função de jurado no mento do valor da inscrição indeferido poderá apresentar
período entre a vigência da referida Lei e encaminhar a com- recurso no prazo de dois dias úteis, conforme procedimentos
provação até a data do término das inscrições. definidos no Capítulo XII - DOS RECURSOS, deste Edital.
3.26.2. Para fins de critério de desempate, o candidato de- 4.10.1. Após a análise dos recursos, será divulgada no site
verá, no período das inscrições, encaminhar à Fundação www.vunesp.com.br a relação dos requerimentos deferidos
VUNESP, por SEDEX ou Carta Registrada com AR (Aviso de e indeferidos.
Recebimento), com a identificação do Concurso Público 4.11. Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção
para o qual está inscrito, documento emitido pelo Judiciário indeferidos e/ou recurso julgado improcedente e que tiverem
que comprove que exerceu a função de jurado. interesse em participar do certame deverão retornar ao site
3.26.3. O documento apresentado terá validade para este da Fundação VUNESP e realizar uma nova inscrição (até 12
Concurso Público e não será devolvido. de setembro de 2018), gerar o boleto e efetuar o pagamento
3.26.4 O candidato que não atender ao item 3.26.2 deste da inscrição, até a data limite de 13 de setembro de 2018.
Capítulo não terá sua condição de jurado utilizada como 4.12. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e a Fundação
critério de desempate. VUNESP eximem-se das despesas com viagens e estada
CAPÍTULO IV - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO PAGA- dos candidatos para prestar as provas.
MENTO DO VALOR DE INSCRIÇÃO CAPÍTULO V - DA PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM
4. Não serão aceitos pedidos de isenção do pagamento do DEFICIÊNCIA
valor de inscrição, com exceção ao cidadão amparado pelo 5. Às pessoas com deficiência é assegurado o direito de se
Decreto nº 6.593, de 02 de outubro de 2008, publicado no inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições
Diário Oficial da União em 03 de outubro de 2008, que com- do cargo pretendido sejam compatíveis com a deficiência
prove estar inscrito no Cadastro Único para Programas So- que possuem, conforme estabelecido no Decreto Federal nº
38
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

3.298, de 20/12/1999. prazo máximo de 12 (doze) meses anteriores ao término das


5.1. Os candidatos enquadrados legalmente serão avalia- inscrições, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiên-
dos, por Comissão específica, no que concerne à compatibi- cia, com expressa referência ao código correspondente da
lidade de sua deficiência com o exercício de todas as atri- Classificação Internacional de Doenças - CID, assinatura e
buições do cargo, sem restrições. carimbo contendo o CRM do médico responsável por sua
5.2. A reserva legal de vagas dos candidatos com deficiên- emissão, bem como a provável causa da deficiência, inclu-
cia(s) está em conformidade com o disposto na Lei Comple- sive para assegurar a previsão de adaptação da sua prova,
mentar nº 2.515/12. informando, também, o seu nome, o número do documento
5.3. Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se de identidade (RG) e o número do CPF.
enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º, do b) O candidato com deficiência visual, que necessitar de pro-
Decreto Federal nº 3.298, de 20/12/1999. va especial em Braile ou Ampliada ou Leitura de sua prova,
5.4. Os candidatos inscritos como pessoas com deficiência, além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
ao término das inscrições, serão relacionados pela Funda- item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
ção VUNESP e encaminhados à Prefeitura Municipal de no das inscrições.
Ribeirão Preto que, por meio da Comissão específica, pro- c) O candidato com deficiência auditiva, que necessitar do
cederá análise, enquadramento legal e verificação de com- atendimento do Intérprete de Língua Brasileira de Sinais,
patibilidade com o cargo almejado. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
5.4.1. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto poderá con- item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
vocar os candidatos que se declararem deficientes, nos ter- no das inscrições.
mos do item 5, para realização de perícia médica. d) O candidato com deficiência, que necessitar de tempo adi-
5.4.2. A perícia médica de que trata o item 5.1 tem o objetivo cional para realização das provas, além do envio da docu-
de constatar a deficiência declarada no ato da inscrição. mentação indicada na letra “a” deste item, deverá encami-
5.4.3. Para a perícia médica, os candidatos de que trata o nhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições,
item 5.4 poderão ser convocados em data a ser divulgada com justificativa acompanhada de parecer médico emitido
oportunamente, por meio de Edital de Convocação específi- por especialista da área de sua deficiência.
co, a fim de comparecerem em data, horário e local determi- 5.10. Ao candidato com deficiência visual (cegos) que solici-
nados. tar prova especial em braile será oferecida prova neste
5.4.4. Durante a perícia médica poderão ser realizados e/ou sistema e suas respostas deverão ser transcritas também
solicitados pelos médicos peritos exames clínicos e/ou com- em braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse
plementares. fim, no dia da aplicação das provas, reglete e punção, po-
5.4.5. Será eliminado da lista de pessoas com deficiência o dendo ainda, utilizar-se de soroban.
candidato convocado que não comparecer à perícia médica. 5.11. Ao candidato com deficiência visual (baixa visão) que
5.4.6. Será eliminado do Concurso Público o candidato cuja solicitar prova especial ampliada serão oferecidas provas
deficiência assinalada na ficha de inscrição seja incompatí- nesse sistema.
vel com o Cargo pretendido. 5.11.1. Serão oferecidas as provas ampliadas, com tamanho
5.4.7. As vagas que não forem providas por falta de candida- e letra correspondente a corpo 24.
tos, por reprovação no Concurso Público ou por não enqua- 5.12. Ao candidato com deficiência visual (cego ou baixa
dramento como pessoa com deficiência na perícia médica, visão), que solicitar prova especial, será oferecido leitor de
serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita tela, por meio da utilização do software NVDA.
observância da ordem classificatória. 5.13. O candidato que, dentro do prazo do período das ins-
5.4.8. Para assistência à Comissão Permanente instituída crições, não atender os dispositivos mencionados no item
pela Portaria nº 734/18, publicada no DOM de 21/06/18, para 5.9 e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado
análise dos cargos, inscrições e a compatibilidade para re- pessoa com deficiência e não terá a prova e/ou condições
serva legal de vagas aos candidatos portadores de deficiên- especiais atendidas, seja qual for o motivo alegado.
cia, fica designada a seguinte comissão multiprofissional: 5.14. No ato da inscrição, o candidato com deficiência deverá
Comissão Análise Cargos de Pessoas com Deficiência: declarar estar ciente das condições estabelecidas neste
- Sueli Cristina de Paoli Teixeira Edital e que, no caso de vir a exercer o cargo, estará sujeito
- Claudia Garcia dos S. da Silva Ramos à avaliação pelo desempenho das atribuições do cargo para
- Roberta Leonardo o qual está concorrendo.
- Fábio Deodato dos Santos Silva 5.15. Após a investidura no cargo, a deficiência não poderá
5.5. A análise dos aspectos relativos ao potencial de trabalho ser arguida para justificar a concessão de readaptação ou de
do candidato com deficiência obedecerá ao disposto no De- aposentadoria por invalidez.
creto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, artigos 43 e 44, alte- 5.16. Os documentos encaminhados fora da forma ou dos
rado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004. prazos estipulados neste Capítulo não serão aceitos.
5.6. As pessoas com deficiência participarão deste Concur- CAPÍTULO VI - DAS VAGAS DESTINADAS ÀS PESSOAS
so Público em igualdade de condições com os demais can- NEGRAS OU PARDAS
didatos, no que se refere ao conteúdo da prova, avaliação e 6. Das vagas destinadas a cada cargo/perfil e das vagas que
critérios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação da vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concur-
prova e à nota mínima exigida para aprovação. so, 20% serão providas na forma da Lei Municipal nº 13.306,
5.7. No ato da inscrição, o candidato com deficiência, que publicada no DOM de 10/07/2014.
necessite de condição especial para realização da prova, 6.1. Para concorrer ao cadastro reservado, o candidato de-
deverá requerê-la, informando quais os recursos especiais verá:
necessários (materiais, equipamentos, intérprete de Libras, a) no ato da inscrição, optar por concorrer ao cadastro reser-
leitura labial, prova braile, prova ampliada, ou o auxílio de ledor). vado às pessoas negras ou pardas, preenchendo a auto-
5.8. O candidato inscrito como pessoa com deficiência deve- declaração de que é preto ou pardo, conforme quesito cor ou
rá especificar, na Ficha de Inscrição, a sua deficiência. raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geogra-
5.9. O candidato deverá declarar, quando da inscrição, ser fia e Estatística - IBGE
pessoa com deficiência, especificá-la e indicar que deseja b) acessar o link próprio da página do Concurso Público,
concorrer às vagas reservadas no Formulário de Inscrição e, imprimir, assinar e encaminhar a autodeclaração, até o en-
no período das inscrições, deverá acessar o link próprio da cerramento das inscrições, para cada cargo inscrito, por meio
página do Concurso Público no site da Fundação VUNESP digital (upload), nas extensões “pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”.
(www.vunesp.com.br), localizar a área do candidato e enviar c) A autodeclaração terá validade somente para este Con-
a documentação por meio digital (upload) nas extensões curso Público.
“pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”, a saber: 6.1.1. O candidato que, dentro do prazo do período das
a) Laudo Médico (original ou cópia autenticada) expedido no inscrições não atender os dispositivos mencionados no item
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 39
6.1. e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado Professor de Educação 1ª Fase
negro e/ou pardo, não cabendo recurso em favor de sua Básica III - Arte Prova Objetiva
situação, seja qual for o motivo alegado, passando a integrar Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 13
automaticamente a lista geral.
Conhecimentos Pedagógicos 15 Manhã
6.1.2. As informações prestadas no momento da inscrição e Legislação
são de inteira responsabilidade do candidato, devendo este Estatuto do Servidor 02
responder por qualquer falsidade. Conhecimentos Específicos
6.1.3. Na hipótese de constatação de declaração falsa, o Conhecimentos Específicos 20
candidato será eliminado do concurso e, se tiver sido nome- 2ª Fase
Prova de Redação
ado, ficará sujeito à anulação da sua nomeação ao serviço ou 3ª Fase
emprego público, após procedimento administrativo em que Prova de Títulos
lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem Análise de Documentos
prejuízo de outras sanções cabíveis. Professor de Educação 1ª Fase
6.1.4. O candidato que, no ato de inscrição, não declarar a Básica III - Ciências Físicas Prova Objetiva
opção de concorrer ao cadastro reservado para pessoas ne- e Biológicas Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 13
gras ou pardas, conforme determinado no item 6.1, deixará Conhecimentos Pedagógicos 15 Manhã
de concorrer ao cadastro reservado às pessoas negras ou e Legislação
pardas e não poderá interpor recurso em favor de sua situação. Estatuto do Servidor 02
6.2. O candidato que se autodeclarar pessoa negra ou parda Conhecimentos Específicos
participará do concurso público em igualdade de condições Conhecimentos Específicos 20
com os demais candidatos, no que se refere às provas apli- 2ª Fase
Prova de Redação
cadas, ao conteúdo das mesmas, à avaliação e aos critérios 3ª Fase
de aprovação, ao horário e local de aplicação da prova e à Prova de Títulos
nota mínima exigida para todos os demais candidatos. Análise de Documentos
6.3. Os candidatos negros ou pardos concorrerão concomitan- Professor de Educação 1ª Fase
temente ao cadastro reservado às pessoas com deficiência, Básica III - Educação Física Prova Objetiva
se atenderem a essa condição, e ao cadastro destinado à Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 13
ampla concorrência, de acordo com a sua classificação no Conhecimentos Pedagógicos 15 Tarde
concurso. e Legislação
6.3.1. Os candidatos negros aprovados dentro do número de Estatuto do Servidor 02
vagas oferecido para ampla concorrência não serão compu- Conhecimentos Específicos
tados para efeito de preenchimento das vagas reservadas. Conhecimentos Específicos 20
6.4. Em caso de desistência de candidato negro aprovado 2ª Fase
Prova de Redação
em cadastro reservado, a vaga será preenchida pelo candi- 3ª Fase
dato negro posteriormente classificado. Prova de Títulos
6.4.1. Após a aplicação de todas as etapas do concurso, na Análise de Documentos
hipótese de não haver candidatos negros aprovados, na lista Professor de Educação 1ª Fase
final, em número suficiente para que sejam ocupadas ao Básica III - Geografia Prova Objetiva
cadastro reservado, as vagas remanescentes serão reverti- Conhecimentos Gerais
Língua Portuguesa 13
das para a lista da ampla concorrência e serão preenchidas Conhecimentos Pedagógicos 15 Tarde
pelos demais candidatos aprovados, observada a ordem de e Legislação
classificação no concurso. Estatuto do Servidor 02
6.5. A nomeação dos candidatos aprovados respeitará os Conhecimentos Específicos
critérios de alternância e de proporcionalidade, que conside- Conhecimentos Específicos 20
ram a relação entre o número total de cadastro reserva e o 2ª Fase
Prova de Redação
número de cadastro reservado aos candidatos com deficiên- 3ª Fase
cia e aos candidatos negros. Prova de Títulos
6.6. A relação dos candidatos que se autodeclararam, na Análise de Documentos
inscrição, pretos ou pardos, na forma da Lei Municipal nº Professor de Educação 1ª Fase
13.306/14, será divulgada na internet, no endereço eletrôni- Básica III - História Prova Objetiva
Conhecimentos Gerais
co www.vunesp.com.br, na ocasião da divulgação do edital Língua Portuguesa 13
de locais e horários de realização das provas. Conhecimentos Pedagógicos 15 Manhã
6.6.1 O candidato disporá de dois dias úteis a partir da divul- e Legislação
gação da relação citada no subitem anterior para contestar Estatuto do Servidor 02
a referida relação, por meio do endereço eletrônico www. Conhecimentos Específicos
vunesp.com.br, na página do Concurso Público, seguindo as Conhecimentos Específicos 20
2ª Fase
instruções ali contidas. Prova de Redação
6.7. A inobservância do disposto no item 6.1 deste edital 3ª Fase
acarretará a perda do direito ao pleito do cadastro reservado Prova de Títulos
aos negros. Análise de Documentos
CAPÍTULO VII - DA PROVA Professor de Educação 1ª Fase
7. O Concurso Público constará das seguintes provas e Básica III - Inglês Prova Objetiva
Conhecimentos Gerais
horários de aplicação: Língua Portuguesa 13
CARGOS PROVAS Nº DE HORÁRIO Conhecimentos Pedagógicos 15 Manhã
ITENS DAS PROVAS e Legislação
Professor de Educação 1ª Fase Estatuto do Servidor 02
Básica II - Anos Iniciais Prova Objetiva Conhecimentos Específicos
do Ensino Fundamental Conhecimentos Gerais Conhecimentos Específicos 20
- Língua Portuguesa 13 Manhã
2ª Fase
- Matemática 10
Prova de Redação
- Estatuto do Servidor 02
Conhecimentos Específicos 3ª Fase
Conhecimentos Pedagógicos 25 Prova de Títulos
e Legislação Análise de Documentos
2ª Fase Professor de Educação 1ª Fase
Prova de Redação Tarde Básica III - Língua Prova Objetiva
3ª Fase Portuguesa Conhecimentos Gerais
Prova de Títulos Língua Portuguesa 13
Análise de Documentos Conhecimentos Pedagógicos 15 Tarde
40
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

e Legislação da inscrição estejam incompletos ou incorretos.


Estatuto do Servidor 02 8.6.2. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICÍPIO
Conhecimentos Específicos DE RIBEIRÃO PRETO não se responsabilizam por informa-
Conhecimentos Específicos 20
ções incorretas, incompletas ou por falha na entrega de men-
2ª Fase
Prova de Redação sagens eletrônicas causada por endereço eletrônico incorre-
3ª Fase to ou por problemas de provedor de acesso do candidato tais
Prova de Títulos como: caixa de correio eletrônico cheia, filtros anti-spam,
Análise de Documentos eventuais truncamentos ou qualquer outro problema de or-
Professor de Educação 1ª Fase dem técnica, sendo aconselhável sempre consultar o site da
Básica III - Matemática Prova Objetiva
Conhecimentos Gerais Fundação VUNESP (www.vunesp.com.br).
Língua Portuguesa 13 8.6.3. A informação sobre o local de prova obtida no site da
Conhecimentos Pedagógicos 15 Tarde Fundação VUNESP tem caráter de mero auxílio ao candida-
e Legislação to, não sendo aceita a alegação como justificativa para a
Estatuto do Servidor 02 ausência ou o comparecimento em data, local, sala ou horá-
Conhecimentos Específicos
Conhecimentos Específicos 20
rios incorretos, uma vez que a comunicação oficial é aquela
2ª Fase feita no Diário Oficial do Município.
Prova de Redação 8.7. Se, por qualquer motivo, o nome do candidato não cons-
3ª Fase tar do Edital de Convocação para a prova deverá ser contatado
Prova de Títulos o Disque VUNESP, de segunda a sábado, em dias úteis, das
Análise de Documentos
8 às 20 horas, pelo telefone (0xx11) 3874-6300, para verificar
7.1. A prova objetiva para todos os cargos visa avaliar o grau o ocorrido.
de conhecimento teórico do candidato, necessário ao de- 8.7.1. Ocorrendo o caso constante no item 8.7, poderá o can-
sempenho do cargo. didato realizar a prova se apresentar o respectivo compro-
7.1.1. A duração da prova será de 4 (quatro) horas para os vante de pagamento efetuado nos moldes previstos neste
cargos de PEB II e para os cargos de PEB III a prova será de Edital, devendo, para tanto, preencher e assinar, no dia da
4h30 (quatro horas e trinta minutos). prova, formulário fornecido pela Fundação VUNESP.
7.2. A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório 8.7.2. A inclusão de que trata o item 8.7 será realizada de
para todos os cargos, será composta de questões de múltipla forma condicional, sujeita à posterior verificação da regula-
escolha, com 5 alternativas cada uma, sendo considerada ridade da referida inscrição.
apenas 01 (uma) alternativa correta. 8.7.3. Constatada eventual irregularidade da inscrição, a in-
7.3. A prova objetiva versará sobre os conteúdos progra- clusão do candidato será automaticamente cancelada, sem
máticos constantes do Anexo I. direito à reclamação, independentemente de qualquer for-
7.4. A prova de redação de caráter eliminatório e classifi- malidade, considerados nulos todos os atos dela decorren-
catório será aplicada somente para os candidatos habilita- tes.
dos na prova objetiva, na qual se espera que o candidato 8.8. O candidato deverá comparecer ao local designado para
produza uma dissertação em prosa na norma-padrão da lín- a respectiva prova, constante do Edital de Convocação, com
gua portuguesa, a partir da leitura de textos auxiliares, que antecedência mínima de 60 (sessenta) minutos, munido de:
servem como um referencial para ampliar os argumentos 8.8.1. um dos seguintes documentos de identificação com
produzidos pelo próprio candidato. Ele deverá demonstrar fotografia, no original: Cédula de Identidade (R.G.), ou Re-
domínio dos mecanismos de coesão e coerência textual, gistro de Identidade Civil (RIC), Carteira de Trabalho e Pre-
considerando a importância de apresentar um texto bem arti- vidência Social (CTPS), Carteira Nacional de Habilitação
culado. com foto, Passaporte, Identidade Funcional expedida pela
7.5. A Prova de Títulos, de caráter classificatório, visa avaliar Polícia Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, inclusive aque-
a complementação da formação acadêmica e será realiza- las expedidas aos Soldados PM Temporários, ou Certificado
da no período oposto da aplicação da Prova de Redação. de Reservista ou outro documento de identificação com fé
CAPÍTULO VIII - DA PRESTAÇÃO DAS PROVAS pública e fotografia;
8. A prova objetiva com data prevista para 21/10/2018 será 8.8.2. comprovante de pagamento da taxa de inscrição (no
aplicada na cidade de Ribeirão Preto. caso de o nome não constar no Edital de Convocação);
8.1. Caso haja impossibilidade de aplicação da prova em 8.8.3. caneta esferográfica fabricada em material transpa-
Ribeirão Preto, a Fundação VUNESP poderá aplicá-la em rente de tinta preta, lápis preto e borracha macia.
municípios próximos. 8.9. Somente será admitido na sala de prova o candidato que
8.2. A confirmação da data e as informações sobre o local, apresentar um dos documentos de identificação descritos no
horário e sala para a realização da prova deverão ser acom- subitem 8.8.1 deste Capítulo, desde que permita, com clare-
panhadas pelo candidato por meio de Edital de Convocação za, a sua identificação.
a ser publicado no Diário Oficial do Município de Ribeirão 8.10. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros do-
Preto, não podendo alegar qualquer espécie de desconheci- cumentos não constantes deste Edital.
mento para justificar sua ausência ou atraso. 8.11. Não será admitido no local de prova o candidato que se
8.3. O candidato deverá acompanhar a publicação da convo- apresentar após o horário estabelecido no Edital de Convo-
cação no Diário Oficial do Município podendo, ainda, como cação para o início da prova.
subsídio consultar o site www.vunesp.com.br. 8.12. Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo
8.3.1. Recomenda-se ao candidato que acesse diariamente alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato,
o site mencionado. nem aplicação da prova fora do local, sala, data e horário
8.4. Nos 3 (três) dias que antecederem à data prevista para preestabelecidos.
a realização da prova, o candidato poderá contatar o Disque 8.12.1. O horário de início da prova, propriamente dito, será
VUNESP (0xx11) 3874-6300, em dias úteis, das 8 às 20 definido em cada sala de aplicação.
horas. 8.12.2. Durante a realização da prova, não serão permitidos
8.5. Somente será permitida a participação do candidato na qualquer espécie de consulta a códigos, livros, manuais, im-
prova na respectiva data, horário, local e sala constantes no pressos, anotações ou outro tipo de pesquisa, utilização de
Edital de Convocação. outro material não fornecido pela Fundação VUNESP, má-
8.6. O candidato receberá o Cartão Informativo por e-mail, no quina e relógio de qualquer natureza, agenda eletrônica ou
endereço eletrônico informado no ato da inscrição, sendo de similar, aparelhos sonoros, telefone celular, BIP, pager,
sua exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização walkman, tablet, ipod, palmtop, pendrive, mp3 player, grava-
de seu correio eletrônico. dor, controle de alarme de carro ou qualquer tipo de receptor
8.6.1. Não serão encaminhados Cartões Informativos aos e emissor de mensagem, assim como o uso de boné, gorro,
candidatos cujos endereços eletrônicos informados no ato chapéu, óculos de sol e fones de ouvido.
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 41
8.12.3.O telefone celular e/ou qualquer equipamento eletrô- acompanhante, maior de idade, devidamente comprovada,
nico deverá ser desligado antes de ingressar na sala e que ficará em local reservado e será responsável pela guar-
permanecer desligados durante a aplicação da(s) prova(s), da da criança.
e dentro da embalagem plástica. 8.27.1. Não haverá compensação do tempo de amamentação
8.12.4. A Fundação VUNESP poderá fornecer embalagem no período de duração da prova.
plástica, para a guarda de objetos pessoais do candidato, 8.28. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al-
inclusive de relógio com calculadora, telefone celular ou de gum dado cadastral, deverá fazê-lo em formulário específi-
qualquer outro material de comunicação. co, devidamente datado e assinado, quando estiver prestan-
8.12.4.1. A embalagem plástica, contendo os objetos pesso- do a prova, entregando-o ao fiscal da sala. Caso queira fazer
ais do candidato, deverá permanecer lacrada e debaixo da alguma reclamação ou sugestão o candidato deverá procu-
carteira durante todo o período de aplicação do concurso. rar a sala de coordenação.
8.13. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al- 8.28.1. O candidato que não solicitar a correção nos termos
gum dado cadastral, por erro de digitação constante do Edital deste item deverá arcar, exclusivamente, com as conse-
de Convocação, deverá efetuar a correção somente por meio quências advindas de sua omissão.
do site e após 02 (dois) dias da data da aplicação da Prova 8.29. Não haverá prorrogação do tempo previsto para a
Objetiva. aplicação da prova em virtude de afastamento, por qualquer
8.14. O candidato que queira fazer alguma reclamação ou motivo, do candidato da sala de prova.
sugestão deverá procurar a sala de coordenação no local em DA PROVA DE REDAÇÃO
que estiver prestando a prova. 8.30. A Prova de Redação será realizada no mesmo período
8.15. No início da aplicação da prova, objetivando garantir a da Prova Objetiva, devendo o candidato administrar o tem-
lisura e a idoneidade do Concurso Público - o que é de in- po de realização das provas.
teresse público e, em especial, dos próprios candidatos - 8.31. O candidato receberá a folha de respostas pré-
bem como sua autenticidade, solicitará aos candidatos a identificada na qual deverá conferir seu nome, número do
autenticação digital e a reprodução de uma frase, na lista de documento e cargo, devendo assinar no local reservado.
presença. 8.32. A prova deverá ser feita com caneta esferográfica fa-
8.16. No ato da realização da prova, o candidato receberá o bricada em material transparente de tinta preta, com grafia
caderno de questões e a folha de respostas, na qual deverá legível, a fim de não prejudicar o seu desempenho quando
conferir os seus dados pessoais e registrar seu nome por ex- da correção pela Banca Examinadora, não sendo permiti-
tenso no campo apropriado, não podendo alegar qualquer das a interferência e a participação de outras pessoas, sal-
tipo de desconhecimento. vo o caso em que o candidato tenha solicitado condição es-
8.17. É de responsabilidade do candidato, inclusive no que pecial para a realização das provas.
diz respeito aos seus dados pessoais, a verificação e a con- 8.33. A prova deverá ser manuscrita, não podendo ser assi-
ferência do material entregue pela Fundação VUNESP, para nada, rubricada ou conter, em outro local que não o prees-
a realização da prova, incluindo as orientações contidas na tabelecido, qualquer palavra ou marca que a identifique, sob
capa do caderno de questões e na folha de respostas. pena de ser anulada. Assim, a detecção de qualquer marca
8.17.1. Distribuídos os cadernos de questões e, na hipótese apontada no espaço destinado à transcrição do texto acar-
de verificarem falhas de impressão, o candidato deverá in- retará a anulação da redação e a consequente exclusão do
formar ao fiscal da sala. candidato do concurso.
8.18. O candidato deverá transcrever as respostas para a 8.34. Durante a Prova de Redação não serão permitidas
folha de respostas com caneta de tinta preta. consultas, nem oferecidas folhas adicionais para rascunho.
8.18.1. A eventual utilização de caneta de tinta de outra cor Ao final das provas, o candidato deverá entregar integral-
para preenchimento das respostas poderá acarretar prejuízo mente a folha de respostas ao fiscal da sala.
ao candidato, uma vez que as marcações poderão não ser 8.35. É vedado o uso de corretor de texto, caneta marca tex-
detectadas pelos equipamentos de leitura ótica. to e corretivo ou de qualquer outro material que possa iden-
8.19. A folha de respostas, cujo preenchimento é de respon- tificar o candidato.
sabilidade do candidato, é o único documento válido para a 8.36. Será excluído do Concurso Público o candidato que:
correção eletrônica e deverá ser entregue no final da prova a) apresentar-se fora de local, sala/turma, data e/ou horário
ao fiscal de sala, sem emendas ou rasuras. estabelecido no Edital de Convocação;
8.20. Não serão computadas questões não respondidas nem b) não comparecer à prova, conforme convocação oficial,
questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que seja qual for o motivo alegado;
uma delas esteja correta), emendas ou rasuras, ainda que c) não apresentar o documento de identidade, conforme
legíveis. previsto neste Capítulo;
8.21. Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo d) ausentar-se da sala ou local de prova sem o acompanha-
reservado às respostas, pois qualquer marca poderá ser lida mento de um fiscal;
pelas leitoras ópticas, prejudicando o desempenho do can- e) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou
didato. utilizando-se de calculadora, livros, notas ou impressos não
8.22. Não haverá substituição da folha de respostas por erro permitidos, ou usando boné, gorro, chapéu ou óculos de sol;
do candidato. f) estiver, durante a aplicação das provas, fazendo uso de
8.23. O candidato somente poderá retirar-se do local de qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação;
aplicação da prova depois de decorrido o prazo de 75% (se- g) lançar mão de meios ilícitos para executar a prova;
tenta e cinco por cento) do tempo de sua duração, não po- h) fizer anotação de informações relativas às suas respostas
dendo levar o caderno de questões e a folha de respostas. em qualquer material que não o fornecido pela Fundação
8.24. Deverão permanecer em cada uma das salas de prova VUNESP;
os 3 (três) últimos candidatos, até que o último deles entre- i) não devolver ao fiscal a folha de respostas ou qualquer
gue sua prova, assinando termo respectivo. outro material de aplicação da prova;
8.25. Após o término do prazo previsto para a duração da j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos;
prova, não será concedido tempo adicional para o candidato k) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer
continuar respondendo questão ou procedendo à transcri- membro da equipe encarregada da aplicação da prova;
ção para a folha de respostas. l) retirar-se do local de provas antes do tempo permitido.
8.26. Um exemplar, em branco, do caderno de questões da DA PROVA DE TÍTULOS
prova estará disponível no site www.vunesp.com.br no link 8.37. A data para entrega de títulos será divulgada oportuna-
Prova na página do Concurso Público, e o gabarito estará mente e somente para os candidatos habilitados na Prova de
disponível a partir da publicação no Diário Oficial do Município. Redação.
8.27. Em caso de necessidade de amamentação durante a 8.37.1. O candidato inscrito em mais de um cargo deverá
realização da prova, a candidata lactante deverá levar um entregar títulos para cada cargo que for convocado. A pon-
42
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

tuação de títulos obtida para um cargo não será considerada ilegalidade na obtenção do título, o candidato terá anulada a
para outros cargos que o candidato esteja inscrito e tenha respectiva pontuação e, comprovada a sua culpa, esse será
sido convocado para a entrega de títulos. eliminado do Concurso.
8.38. A confirmação do horário(s) e do(s) local(is) para a en- 8.54. Será permitida a entrega de títulos por procuração,
trega dos títulos será divulgada quando da publicação da mediante entrega do respectivo mandato com firma reconhe-
convocação da prova objetiva. cida e de apresentação do documento de identificação, com
8.38.1. A entrega de títulos não é obrigatória. foto, do procurador. Deverá ser entregue uma procuração de
8.39. O candidato convocado à prova de títulos que não cada candidato, que ficará retida.
comparecer a essa prova será considerado ausente, porém, 8.54.1 Todos os documentos/títulos entregues, cuja devolu-
não será eliminado do Concurso. ção não for solicitada no prazo de 90 (noventa) dias, conta-
8.40. Não serão aceitos títulos entregues fora do local, data dos a partir da homologação do resultado final do Concurso,
e horário estabelecidos, nem a complementação ou a subs- serão inutilizados.
tituição, a qualquer tempo, de títulos já entregues. 8.54.2 A solicitação da devolução dos documentos deverá
8.41. A comprovação dos títulos é de responsabilidade ex- ser feita somente após a publicação da homologação do
clusiva do candidato. Concurso e deverá ser encaminhada por SEDEX ou Aviso de
8.42. Serão considerados títulos somente os constantes na Recebimento - AR, à Fundação VUNESP, situada na Rua
Tabela de Títulos de acordo com Capítulo IX - DO JULGA- Dona Germaine Burchard, 515, Água Branca/Perdizes, São
MENTO DAS PROVAS. Paulo - CEP 05002-062, contendo a especificação do Con-
8.43. Somente serão avaliados os títulos obtidos até a data curso.
de aplicação da prova de títulos. CAPÍTULO IX - DO JULGAMENTO DAS PROVAS
8.44. Os documentos deverão ser entregues em cópias re- 9. DAS PROVAS
prográficas, autenticadas ou acompanhadas da apresenta- DA PROVA OBJETIVA
ção do original para serem vistadas pelo receptor (os origi- 9.1. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 a 100 pontos.
nais serão devolvidos ao candidato). 9.1.1. A nota da prova objetiva será obtida pela fórmula:
8.44.1. Não serão aceitos documentos originais de diplomas NP = Nax100
e certificados. Nq
8.44.2. Poderão ser entregues, no original, declarações e Onde:
atestados. NP = nota da prova
8.44.3. Não serão aceitos protocolos de documentos ou fac- Na = número de acertos
símile. Nq = número de questões
8.44.4. As cópias reprográficas dos diplomas de doutorado 9.1.2. Será considerado habilitado o candidato que obtiver
e de mestrado e do certificado de pós-graduação lato sensu nota da prova (NP) igual ou superior a 50 pontos.
devem conter a frente e o verso do documento original. 9.1.3. O candidato não habilitado será eliminado do Concur-
8.45. Documento impresso de meio digital (impressão da in- so Público.
ternet) só será aceito se contiver assinatura digital ou, no ca- DA PROVA DE REDAÇÃO
so de conter código de verificação, se a cópia for autenticada 9.2. Serão corrigidas as provas de redação de todos os can-
e certificada em cartório. didatos habilitados na prova objetiva.
8.46. Não serão considerados como títulos os cursos que se 9.3. A prova de redação será avaliada à escala de 0 (zero) a
constituírem em requisito para a inscrição no Concurso. 100 (cem) pontos,
8.47. Todos os títulos deverão ser comprovados por docu- 9.3.1. na avaliação da Prova de Redação, serão considera-
mentos que contenham as informações necessárias ao per- dos os critérios a seguir:
feito enquadramento e consequente valoração. a) Tema: considera-se se o texto do candidato atende ao
8.48. Quando o nome do candidato for diferente do constante tema proposto. A fuga completa ao tema proposto é motivo
nos documentos apresentados, deverá ser anexado com- suficiente para que a redação não seja corrigida em qualquer
provante de alteração do nome. outro de seus aspectos, recebendo nota 0 (zero);
8.49. Quando o documento não comprovar explicitamente b) Estrutura (gênero/tipo de texto e coerência): conside-
que o título se enquadra na área exigida na Tabela de Títulos, ram-se aqui, conjuntamente, os aspectos referentes ao gê-
o candidato poderá entregar, também, de acordo com o item nero/tipo de texto proposto e à coerência das ideias. A fuga
8.52 e seus subitens, o histórico escolar ou declaração da completa ao gênero/tipo de texto é motivo suficiente para
instituição que emitiu o documento, na qual declara a(s) que a redação não seja corrigida em qualquer outro de seus
área(s) de concentração e/ou programa(s) e/ou linha(s) de aspectos, recebendo nota 0 (zero). Avalia-se aqui como o
pesquisa(s) e/ou informações complementares que permi- candidato sustenta sua tese em termos argumentativos e
tam o perfeito enquadramento do título. como essa argumentação está organizada, considerando-
8.50. Os títulos equivalentes ao de doutor e de mestre obti- se a macroestrutura do texto dissertativo (introdução, de-
dos no exterior deverão ser reconhecidos por universidades senvolvimento e conclusão). No gênero/tipo de texto, ava-
oficiais que mantenham cursos congêneres, credenciados lia-se também o tipo de interlocução construída: por se tra-
junto aos órgãos competentes. tar de uma dissertação, deve-se prezar pela objetividade,
8.51. Os demais títulos obtidos no exterior deverão ser tra- sendo assim, o uso de primeira pessoa do singular e de se-
duzidos para a Língua Portuguesa por tradutor oficial jura- gunda pessoa (singular e plural) poderá ser penalizado. Será
mentado. considerado aspecto negativo a referência direta à situação
8.52. Os comprovantes dos títulos deverão estar em papel imediata de produção textual (ex.: como afirma o autor do
timbrado da instituição, com nome, cargo/função/setor e as- primeiro texto/da coletânea/do texto I; como solicitado nesta
sinatura do responsável, data do documento e, prova/proposta de redação). Na coerência, será observada,
8.52.1. No caso de certificado/declaração de conclusão de além da pertinência dos argumentos mobilizados para a
curso de doutorado ou de mestrado, deverá constar a data de defesa do ponto de vista, a capacidade do candidato de en-
homologação do respectivo título ou de homologação da ata cadear as ideias de forma lógica e coerente (progressão tex-
de defesa; tual). Serão considerados aspectos negativos a presença
8.52.2. No caso de certificado/declaração de conclusão de de contradições entre as ideias, a falta de partes da macro-
curso de pós-graduação lato sensu, deverão constar a carga estrutura dissertativa, a falta de desenvolvimento das ideias
horária total e o período de realização do curso; ou a presença de conclusões não decorrentes do que foi
8.52.3. No histórico escolar, deverão constar o rol das dis- previamente exposto;
ciplinas com as respectivas cargas horárias, notas ou con- c) Expressão (coesão e modalidade): consideram-se neste
ceitos obtidos pelo aluno e o título do trabalho, conforme o item os aspectos referentes à coesão textual e ao domínio
caso (monografia, dissertação ou tese). da norma-padrão da língua portuguesa. Na coesão, avalia-
8.53. Comprovada, em qualquer tempo, a irregularidade ou se a utilização dos recursos coesivos da língua (anáforas,
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 43
catáforas, substituições, conjunções etc.) de modo a tornar CAPÍTULO X - DA PONTUAÇÃO FINAL
a relação entre frases e períodos e entre os parágrafos do 10. A pontuação final será a nota obtida na prova objetiva,
texto mais clara e precisa. Serão considerados aspectos ne- mais a nota da prova de redação e pontuação da prova de
gativos as quebras entre frases ou parágrafos e o emprego títulos.
inadequado de recursos coesivos. Na modalidade, serão CAPÍTULO XI - DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE E DA
examinados os aspectos gramaticais como ortografia, mor- CLASSIFICAÇÃO FINAL
fologia, sintaxe e pontuação, bem como a escolha lexical 11. Em caso de igualdade da pontuação final, serão aplica-
(precisão vocabular) e o grau de formalidade/informalidade dos, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:
expressa em palavras e expressões. 11.1. com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos no
9.4. Será atribuída nota zero à redação que: término das inscrições, nos termos da Lei Federal nº 10.741/
9.4.1. fugir ao tema e/ou gênero propostos; 2003, entre si e frente aos demais, sendo que será dada pre-
9.4.2. apresentar nome, rubrica, assinatura, sinal, iniciais ou ferência ao de idade mais elevada;
marcas que permitam a identificação do candidato; 11.1.1. que obtiver maior número de acertos nas questões de
9.4.3. estiver em branco; Conhecimentos Específicos;
9.4. apresentar textos sob forma não articulada verbalmente 11.1.2. que obtiver maior número de acertos nas questões de
(apenas com desenhos, números e/ou palavras soltas); Língua Portuguesa;
9.5. for escrita em outra língua que não a portuguesa; 11.1.3. que obtiver maior número de acertos nas questões de
9.6. apresentar letra ilegível e/ou incompreensível; Matemática (quando houver);
9.7. apresentar o texto definitivo fora do espaço reservado 11.1.4. que obtiver maior número de acertos nas questões de
para tal; Atualidades (quando houver);
9.8. apresentar 7 (sete) linhas ou menos (sem contar o título); 11.1.5. que obtiver maior número de acertos nas questões de
9.9. for composta integralmente por cópia de trechos da cole- Conhecimentos Pedagógicos & Legislação;
tânea ou de quaisquer outras partes da prova. 11.1.6. que obtiver maior pontuação na Prova de Redação;
9.10. apresentar formas propositais de anulação como im- 11.1.7. que obtiver maior pontuação na Prova de Títulos;
propérios, trechos jocosos ou a recusa explícita em cumprir 11.1.8. que obtiver maior número de acertos nas questões de
o tema proposto. Estatuto do Servidor;
9.11. Observações importantes: 11.1.9. mais idoso entre os candidatos com idade inferior a
9.12. cada redação é avaliada por 2 (dois) examinadores 60 (sessenta) anos no término das inscrições;
independentes e, quando há discrepância na atribuição das 11.1.10. ter o candidato, comprovadamente, sido jurado, nos
notas, o texto é reavaliado por um terceiro examinador inde- termos do disposto no artigo 440 do Código de Processo Pe-
pendente. Quando a discrepância permanece, a prova é ava- nal (Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941), introdu-
liada pelos coordenadores da Banca Examinadora; zido pela Lei nº 11.689, de 9 de junho de 2008;
9.13. o espaço para rascunho no caderno de questões é de 11.1.11. Persistindo, ainda, o empate, poderá haver sorteio
preenchimento facultativo e em hipótese alguma será consi- na presença dos candidatos envolvidos
derado na correção da Prova Dissertativa pela Banca Exami- 11.2. Os candidatos aprovados serão classificados, por or-
nadora; dem decrescente da pontuação final.
9.14. a nota do critério que avalia o tema só será atribuída a 11.3. Os candidatos classificados serão enumerados em três
partir do que estiver escrito no corpo do texto. Portanto, qual- listas, sendo uma geral (todos os candidatos aprovados), ou-
quer elemento relacionado ao tema que esteja presente tra aos candidatos pardos ou negros e outra especial (can-
apenas no título não será considerado; didatos com deficiência aprovados), que serão publicadas
9.15. textos curtos, com apenas 15 (quinze) linhas ou menos, no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto.
serão penalizados no critério que avalia a expressão; 11.4. Não ocorrendo inscrição no Concurso Público ou apro-
9.16. textos em que os trechos de cópia são predominantes vação de candidatos negros ou pardos ou com deficiência,
em relação aos trechos autorais poderão ser penalizados. As será elaborada somente a Lista de Classificação Final Geral.
propostas de redação da Fundação Vunesp apresentam 11.5. O percentual de vagas reservado aos candidatos ne-
gros ou pardos e/ou com deficiência será revertido para
uma coletânea de textos motivadores que servem como
aproveitamento de candidatos da Lista de Classificação Fi-
ponto de partida para a reflexão sobre o tema que deverá ser
nal Geral, se não houver inscrição, aprovação ou, ainda, se
abordado.
o número de candidatos negros ou pardos e/ou com deficiên-
9.17. Será considerado habilitado na prova de redação o
cia não atingir o limite a eles reservado.
candidato que obtiver nota igual ou superior a 50 (cinquenta)
CAPÍTULO XII - DOS RECURSOS
pontos.
12. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias
DA PROVA DE TÍTULOS
úteis, contados da data da divulgação ou do fato que lhe deu
9.18. A prova de títulos terá caráter exclusivamente clas-
origem.
sificatório.
12.1. Para recorrer, o candidato deverá utilizar o endereço
9.18.1. Somente serão avaliados os títulos dos candidatos
eletrônico www.vunesp.com.br, na página do Concurso Pú-
habilitados na prova de redação.
blico, seguindo as instruções ali contidas.
9.19. Cada título será considerado uma única vez.
12.2. Admitir-se-á um único recurso para cada questão da
9.20. A pontuação total da prova de títulos estará limitada ao
prova, desde que devidamente fundamentado.
valor máximo de 05 (cinco) pontos, observando-se os com-
12.3. Quando o recurso se referir ao gabarito da prova obje-
provantes, a quantidade máxima e os valores unitário e
tiva, deverá ser elaborado de forma individualizada, ou seja,
máximo de cada título.
9.21. Tabela de Títulos 01 (um) recurso para cada questão e a decisão será tomada
mediante parecer técnico da Banca Examinadora.
Títulos Comprovantes Quantidade Valor Valor 12.4. O gabarito divulgado poderá ser alterado em função da
Máxima Unitário Máximo análise dos recursos interpostos e, caso haja anulação ou al-
Doutor na área da Educação ou Diploma devidamente 1 2,5 2,5
na da especialidade a que registrado ou certificado
teração do gabarito, as provas serão corrigidas de acordo
concorre. /declaração de com o gabarito oficial definitivo.
Mestre na área da Educação conclusão de curso 12.5. A pontuação relativa à(s) questão(ões) anulada(s) será
ou na Especialidade a que 1 1,5 1,5 atribuída a todos os candidatos presentes na prova.
concorre. 12.5.1. No caso de provimento do recurso interposto dentro
Pós-graduação lato sensu - Certificado ou 2 0,5 1,0
(Especialização) na área da declaração de Curso
das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a
Educação ou na especialidade nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma no-
a que concorre, com carga e - Histórico escolar ta/classificação superior ou inferior, ou ainda poderá ocorrer
horária mínima de 360 a desclassificação do candidato que não obtiver a nota mí-
(trezentas e sessenta) horas. nima exigida para habilitação.
44
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

12.5.2. A decisão do deferimento ou indeferimento de recur- ato da posse, os seguintes documentos originais e entregar
so será publicada no Diário Oficial do Município de Ribeirão respectivas cópias legíveis, que ficarão retidas:
Preto e disponibilizada como subsídio no site www.vunesp. a) Comprovante de inscrição no PIS/PASEP, se já for cadas-
com.br e www.ribeiraopreto.sp.gov.br link Concursos. trado;
12.5.3. Somente serão considerados os recursos interpos- b) Cadastro de Pessoa Física - CPF regularizado;
tos para a fase a que se referem e no prazo estipulado, não c) Cédula de Identidade - R.G.;
sendo aceitos, portanto, recursos interpostos em prazo des- d) Título de Eleitor com o comprovante de estar quite com a
tinado a evento diverso daquele em andamento. justiça eleitoral;
12.5.4. O recurso interposto fora da forma e dos prazos es- e) Comprovante de quitação com as obrigações militares, se
tipulados neste Edital não será conhecido, bem como não do sexo masculino;
será conhecido aquele que não apresentar fundamentação f) Certidão de Nascimento, se solteiro, Certidão de Casamen-
e embasamento, ou aquele que não atender às instruções to ou Escritura Pública de União Estável;
constantes do link Recursos na página específica do Concur- g) Certidão de Nascimento dos filhos;
so Público. h) Caderneta de Vacinação dos filhos com até 05 (cinco)
12.6. Não será aceito e conhecido recurso interposto pelos anos de idade;
Correios, por meio de fax, e-mail ou por qualquer outro meio i) Diploma de conclusão da formação exigida no requisito mí-
além do previsto neste Capítulo. nimo, devidamente registrado pelo Ministério da Educação
12.7. O candidato que não interpuser recurso no prazo men- ou por outro órgão com delegação para tal. O documento de
cionado será responsável pelas consequências advindas de escolaridade que for representado por declaração, certidão,
sua omissão. atestado e outros documentos que não tenham o cunho de-
12.8. Não será aceito pedido de revisão de recurso e/ou re- finitivo de conclusão de curso deverá ser acompanhado,
curso de recurso. OBRIGATORIAMENTE, do respectivo histórico escolar. A
12.9. A Banca Examinadora constitui última instância para os declaração e o histórico escolar deverão ser expedidos por
recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela Instituição Oficial ou reconhecida, em papel timbrado, e
qual não caberão recursos adicionais. deverão conter carimbo e identificação da Instituição e do
12.10. A interposição de recurso não obsta o regular anda- responsável pela expedição do documento.
mento do cronograma do Concurso Público. j) Cópia da Declaração de Bens encaminhada à Receita
12.11. No caso de recurso em pendência à época da realiza- Federal, relativa ao último exercício fiscal;
ção de algumas das etapas do Concurso Público, o candida- k) 1 foto 3x4 atual e colorida;
to poderá participar condicionalmente da etapa seguinte. l) comprovante de residência;
12.12. Quando da publicação do resultado das provas, serão m) registro no respectivo Conselho de Classe (se houver);
disponibilizados os espelhos das folhas de respostas das n) certidão de Distribuição Criminal.
provas escritas, bem como a grade de correção da prova de 14.3. Caso haja necessidade, a Prefeitura Municipal de Ri-
Redação. beirão Preto poderá solicitar outros documentos comple-
12.12.1. Encerrados os respectivos períodos de interposição mentares.
de recurso, esses espelhos não estarão mais acessíveis. 14.4. Não serão aceitos, para o ato da posse, protocolos ou
CAPÍTULO XIII - DA CONVOCAÇÃO PARA NOMEAÇÃO cópias dos documentos exigidos. As cópias somente serão
13. Os candidatos aprovados serão convocados obedecen- aceitas se estiverem acompanhadas do original, para fins de
do à ordem classificatória, observada a necessidade e con- conferência pelo órgão competente.
veniência da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, para 14.5. O candidato aprovado e classificado para as vagas
o preenchimento das vagas existentes. existentes, obedecendo à ordem de classificação, será con-
13.1. A convocação mencionada no item 13 ocorrerá por pu- vocado para ser submetido a Exame Médico Admissional, de
blicação no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e caráter eliminatório, para avaliação de sua saúde física e
poderá, também, a critério da Prefeitura Municipal de mental, oportunidade em que poderá ser detectada incapa-
Ribeirão Preto, ser informada por meio de mensagem ele- cidade ou enfermidade impeditiva para o desempenho das
trônica (e-mail). tarefas do Cargo Público, podendo, nestes casos, serem
13.2. A informação da convocação, por meio de correspon- solicitados exames complementares.
dência direta, referida no item 13.1, deste Capítulo, terá CA- 14.6. As decisões da Perícia Médica da Prefeitura Munici-
RÁTER MERAMENTE INFORMATIVO E NÃO SERÁ OFI- pal de Ribeirão Preto terão caráter eliminatório para efeito
CIAL, devendo o candidato acompanhar a publicação na Im- de posse, serão soberanas e delas não caberá qualquer re-
prensa Oficial do Município de Ribeirão Preto. curso.
13.3. Os candidatos aprovados, conforme disponibilidade de 14.7. O candidato convocado, que não se apresentar no local
vagas, terão sua nomeação publicada no Diário Oficial do e nos prazos estabelecidos, será considerado desistente,
Município de Ribeirão Preto. implicando sua eliminação definitiva e convocação do candi-
13.4. No caso de o candidato necessitar de deslocamento de dato subsequente, imediatamente classificado.
sua moradia, para posse, o ônus correspondente às despe- 14.8. O não atendimento aos itens requeridos impedirá a
sas de deslocamento e sua manutenção será de exclusiva posse no cargo e servirá de base para que a nomeação seja
responsabilidade do candidato. tornada sem efeito, não cabendo qualquer direito ao candi-
CAPÍTULO XIV - DA POSSE dato.
14. Além das disposições constantes no Capítulo II - Dos CAPÍTULO XV - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS
Requisitos, deste Edital, o candidato deverá atender às se- 15. O prazo de validade do Concurso Público é de 2 (dois)
guintes condições, quando de sua posse: anos, a contar da data da publicação da homologação, po-
a) submeter-se ao Exame Médico Admissional; dendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a cri-
b) providenciar, a cargo da Prefeitura Municipal de Ribeirão tério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO.
Preto, os exames complementares que se fizerem necessá- 15.1. O período de validade do Concurso não gera para a
rios à realização do Exame Médico Admissional (a relação PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO a
dos exames será fornecida pela Prefeitura Municipal de Ri- obrigatoriedade de aproveitar todos os candidatos aprova-
beirão Preto); dos.
c) atender aos dispositivos referentes aos requisitos básicos 15.2. A aprovação e a classificação definitiva geram, para o
para investidura em Cargo Público. candidato, apenas a expectativa de direito à contratação e à
14.1. Será vedada a posse de ex-servidor público demitido preferência na nomeação.
ou destituído de cargo, nas situações previstas no Estatuto 15.3. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO
dos Funcionários Públicos do Município de Ribeirão Preto ou reserva-se o direito de, durante a vigência do presente con-
legislação correlata. curso, mediante necessidade, interesse público e disponibi-
14.2. O candidato deverá apresentar, necessariamente, no lidade orçamentária, convocar candidatos aprovados, respei-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 45
tando-se incondicionalmente, a ordem de classificação para 15.17. Sem prejuízo das sanções criminais cabíveis, a qual-
o provimento de cargos que vagarem e/ou forem criados. quer tempo, a PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
15.4. A inscrição do candidato no Concurso implicará a com- PRETO poderá anular a inscrição, prova ou nomeação do
pleta ciência das normas e condições estabelecidas neste candidato, desde que sejam verificadas falsidades de decla-
Edital, e das normas legais pertinentes, sobre as quais não ração ou irregularidade no Certame.
poderá alegar qualquer espécie de desconhecimento, bem 15.18. A critério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEI-
como importará na sua expressa aceitação. RÃO PRETO, a homologação/prorrogação deste concurso
15.5. A inveracidade/inautenticidade nos documentos, mes- poderá ser feita em etapas (por cargo).
mo que verificada a qualquer tempo, em especial por ocasião 15.19. A nomeação do candidato implica sua aceitação da
da admissão, acarretará a nulidade da inscrição com todas Legislação em vigor, inclusive do Estatuto dos Servidores
as suas consequências, sem prejuízo das demais medidas Municipais da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
de ordem administrativa, civil ou criminal cabíveis. PRETO.
15.6. Caberá ao PREFEITO MUNICIPAL DE RIBEIRÃO 15.20. A prática de falsidade ideológica em prova documen-
PRETO a homologação do resultado deste Concurso Públi- tal acarretará cancelamento da inscrição do candidato, sua
co. eliminação do respectivo Concurso Público e anulação de
15.7. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais atualiza- todos os atos com respeito a ele praticados pela PREFEITU-
ções ou retificações, enquanto não consumada a providên- RA ainda que já tenha sido publicado.
cia ou evento que lhes disser respeito, circunstância que 15.21. Durante a realização de qualquer prova/fase e/ou em
será divulgada em Edital ou Aviso publicado. nenhuma das etapas deste Concurso Público será permitida
15.8. As informações sobre o presente Concurso Público, a utilização de qualquer tipo de aparelho que realize a gra-
até a publicação da classificação final, serão prestadas pela vação de imagem, de som, ou de imagem e som pelo can-
Fundação VUNESP, por meio do Disque VUNESP, nos dias didato, pelos seus familiares ou por quaisquer outros estra-
úteis, das 08 às 20 horas, e pela internet, no site www.vunesp. nhos ao Concurso Público. Caso haja qualquer necessidade
com.br, sendo que, após a competente homologação, as de realização de uma ou mais modalidades de gravação aqui
informações pertinentes passam a ser de responsabilidade citada, com vistas à produção do conhecimento a ser avali-
da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO. ado pela banca examinadora da organizadora do Concurso
15.9. Em caso de necessidade de alteração, atualização ou Público, caberão à Fundação VUNESP e, somente a ela, a
correção de algum dado cadastral, até a emissão da classifi- realização, o uso e a guarda de todo e qualquer material pro-
cação final, o candidato deverá solicitá-la à Fundação VUNESP, duzido.
por meio do site www.vunesp.com.br. Após a homologação 15.22. Toda a menção a horário neste Edital e em outros atos
e durante o prazo de validade deste Concurso Público, even- dele decorrentes terá como referência o horário oficial de
tual alteração de endereço deverá ser encaminhada, medi- Brasília.
ante carta, assinada pelo candidato aprovado, com Aviso de Ribeirão Preto, 26 de julho de 2018
Recebimento, endereçada ao Departamento de Recursos ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR
Humanos da PREFEITURA MUNICIPAL RIBEIRÃO PRETO. Secretário Municipal da Administração
É de responsabilidade do candidato manter seu endereço, e- CÍNTIA PEREZ DE ANDRADE
mail e telefone atualizados para viabilizar os contatos neces- Diretora do Departamento de Recursos Humanos
sários, sob pena de, quando for convocado, perder o prazo em substituição
para admissão, caso não seja localizado.
15.10. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO ANEXO I
e a Fundação VUNESP se eximem de quaisquer despesas CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
assumidas pelos candidatos em razão deste Concurso, no- A legislação, para todos os cargos, deve ser considerada
tadamente as decorrentes de viagens e estadas dos candi- com as alterações e atualizações vigentes até a data da pu-
datos. blicação do edital. Legislação com entrada em vigor após a
15.11. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICIPAL publicação do edital poderá ser utilizada, quando superve-
DE RIBEIRÃO PRETO não emitirão Declaração de Aprova- niente ou complementar a algum tópico já previsto ou indis-
ção no Certame, pois a própria publicação no DOM é docu- pensável à avaliação para o cargo.
mento hábil para fins de comprovação da aprovação. Não ENSINO MÉDIO COMPLETO
serão fornecidos atestado, cópia de documentos, certificado - PARA O CARGO DE Professor de Educação Básica II -
ou certidão relativos à situação do candidato reprovado no Anos Iniciais do Ensino Fundamental
Concurso. CONHECIMENTOS GERAIS
15.12. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos ti-
e a Fundação VUNESP não se responsabilizam por eventu- pos de textos (literários e não literários). Sinônimos e an-
ais prejuízos ao candidato decorrentes de: tônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontua-
a) endereço eletrônico inexistente, com erros ou não atuali- ção. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral,
zado; pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: empre-
b) mensagem eletrônica não visualizada ou deletada; go e sentido que imprimem às relações que estabelecem.
c) mensagem eletrônica devolvida por limite de cota e/ou Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal.
tempo de entrega excedidos; Colocação pronominal. Crase.
15.13. O candidato será considerado desistente e excluído Matemática: Resolução de situações-problema, envolven-
tacitamente do Concurso Público quando não comparecer do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou
às convocações na data estabelecida ou manifestar sua de- radiciação com números reais, nas suas possíveis represen-
sistência por escrito. tações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum;
15.14. Os questionamentos relativos a casos omissos ou du- Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou
vidosos serão julgados pela Comissão de Concursos da composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa-
PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO. ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo,
15.15. Decorridos 90 (noventa) dias da homologação e não comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en-
caracterizando qualquer óbice, é facultada a eliminação das tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação
provas e demais registros escritos, mantendo-se, porém, - médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos,
pelo prazo de validade do Concurso Público, os registros ele- área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales.
trônicos. Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so-
15.16. As convocações, avisos e resultados serão publica- bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri-
dos no Diário Oficial do Município e ficarão disponíveis no en- beirão Preto.
dereço eletrônico: www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link Con- CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
cursos PREFEITURA MUNICIPAL. Professor de Educação Básica II - Anos Iniciais do Ensi-
46
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

no Fundamental MORAN, José. A aprendizagem de ser educador.


Conhecimentos Pedagógicos e Legislação: Relação en- MOURA, Daniela Pereira de. Pedagogia de Projetos: contri-
tre educação, escola e sociedade: concepções de Educação buições para uma educação transformadora. Publicado em:
e Escola; função social da escola; educação inclusiva e com- 29/10/2010.
promisso ético e social do educador. Gestão democrática: a PENTEADO, Heloísa Dupas. Metodologia de História e Ge-
participação como princípio. Organização da escola centrada ografia. São Paulo: Cortez, 2011. (Capítulos 1, 2 e 3).
no processo de desenvolvimento pleno do educando. A inte- PIAGET, Jean. Desenvolvimento e aprendizagem. Trad.
gração entre educar e cuidar na educação básica. Projeto Paulo Francisco Slomp. UFRGS- PEAD 2009/1.
político-pedagógico: fundamentos para a orientação, o pla- PIMENTA, Selma, G.A. A Construção do Projeto Pedagógico
nejamento e a implementação das ações educativas da na Escola de 1º Grau. Ideias nº 8. 1.990, p 17-24.
escola. Currículo e cultura: visão interdisciplinar e transver- QUEIROZ, Cecília T. A. P. de; MOITA, Filomena M. G. da
sal do conhecimento. Currículo: a valorização das diferenças S.C. Fundamentos sócio-filosóficos da educação. Campina
individuais, de gênero, étnicas e socioculturais e o combate Grande; Natal: UEPB/UFRN, 2007. (MEC/SEB/SEED).
à desigualdade. Currículo, conhecimento e processo de RESENDE, L. M. G. de. A perspectiva multicultural no projeto
aprendizagem: as tendências pedagógicas na escola. Currí- político-pedagógico. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Es-
culo nas séries iniciais: a ênfase na competência leitora cola: espaço do projeto político-pedagógico. Campinas: Pa-
(alfabetização e letramento) e o desenvolvimento dos sabe- pirus, 1998.
res escolares da matemática e das diversas áreas de conhe- RIOS, Teresinha Azeredo. Ética e competência. São Paulo:
cimento. Currículo em ação: planejamento, seleção, contex- Cortez, 2001.
tualização e organização dos conteúdos; o trabalho por pro- ROPOLI, Edilene Aparecida. A Educação Especial na Pers-
jetos. A avaliação diagnóstica ou formadora e os processos pectiva da Inclusão Escolar: a escola comum inclusiva. Bra-
de ensino e de aprendizagem. A mediação do professor, dia- sília: Ministério da Educação. SEESP. Universidade Federal
logal e problematizadora, no processo de aprendizagem e do Ceará. 2010.
desenvolvimento do aluno; a inerente formação continuada TFOUNI, L.V. Letramento e Alfabetização. 2ª edição, São
do educador. Paulo: Cortez, 1997.
Bibliografia VASCONCELLOS, Celso. Construção do conhecimento em
AGUIAR, Márcia Ângela da Silva [et. al.]. Conselho Escolar sala de aula. Libertad - Centro de Pesquisa, formação e As-
e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualda- sessoria Pedagógica. 14ª ed., 2002.
de social. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de VINHA, Telma Pileggi. O educador e a moralidade infantil
Educação Básica, 2006. numa perspectiva construtivista. Revista do Cogeime, nº 14,
ARÊAS, Celina Alves. A função social da escola. Conferên- julho/99, pág. 15-38.
cia Nacional da Educação Básica. AUAD, Daniela. Educar WEIZ, T.O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. São
meninas e meninos - relações de gênero na escola. São Pau- Paulo: Ática.
lo: Editora Contexto, 2016. Legislação
CASTRO, Jane Margareth; REGATTIERI, Marilza. Relações BRASIL. A criança de 6 anos, a linguagem escrita e o Ensino
Contemporâneas Escola-Família. p. 28-32. In: CASTRO, Ja- Fundamental de nove anos. Ministério da Educação/Secre-
ne Margareth; REGATTIERI, Marilza. Interação escola-famí- taria de Educação Básica. Brasília, 2009.
lia: subsídios para práticas escolares. Brasília: UNESCO, BRASIL. Constituição Federal/88 - artigos 205 a 214 e artigo
MEC, 2009. 60 das Disposições Constitucionais Transitórias. Emenda
COLL, César. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: 14/96.
Editora Ática, 1999. (Capítulos 4 e 5). BRASIL. Ensino Fundamental de nove anos: orientações
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Pau- para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília,
lo: Cortez Editora, 2002. (Capítulos 3 e 7). 2007.
DE LA TAILLE, Y., OLIVEIRA, M.K.; DANTAS, H. Piaget, BRASIL. Lei Federal nº 8.069/1990 - Estatuto da Criança e do
Vygotsky, Wallon: teorias psicogenéticas em discussão. São Adolescente (atualizada): artigos 7º a 24, 53 a 69, 131 a 140.
Paulo: Summus, 1992. BRASIL. Lei Federal nº 9394, de 20/12/96 - Estabelece as
DELIZOICOV. Demétrio; ANGOTTI, José André. Metodologia Diretrizes e Bases da Educação Nacional (atualizada).
do ensino de Ciências. São Paulo: Cortez, 1994. (Capítulo II: BRASIL. Resolução CNE/CEB 04/2010 - Diretrizes Curricula-
unidades 2 e 3; Capítulo III: unidades 4 e 5). res Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: CNE,
DOWBOR, Ladislau. Educação e apropriação da realidade 2010.
local. Estud. av. [online].2007, vol.21, nº 60, pp. 75-90. BRASIL. Resolução CNE/CEB 07/2010 - Diretrizes Curricu-
FONTANA, Roseli Ap. Cação. Mediação Pedagógica em lares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove)
sala de aula. Campinas: Editora Autores Associados, 1996 anos. Brasília: CNE, 2010.
(Primeiro tópico da Parte I - A gênese social da conceitua- BRASIL. Resolução CNE/CEB 4/2009 - Institui Diretrizes
lização). Operacionais para o Atendimento Educacional Especializa-
GARCIA, Lenise Aparecida Martins. Transversalidade e In- do na Educação Básica, modalidade Educação Especial.
terdisciplinaridade. Brasília: CNE, 2009.
HOFFMAN, Jussara. Avaliação mediadora: uma relação dia- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
lógica na construção do conhecimento In: SE/SP/FDE. Re- Curriculares Nacionais: introdução. Brasília: MEC/SEF, 2ª
vista IDEIAS nº 22, pág. 51 a 59. ed. (1ª a 4ª série), Rio de Janeiro: DP&A, 2000. Volume 1
JÓFOLI, Zélia. A construção do conhecimento: papel do edu- (Itens: Princípios e Fundamentos dos Parâmetros Curriculares
cador, do educando e da sociedade. In: Educação: Teorias Nacionais e Orientação Didática).
e Práticas, ano 2, nº 2, Recife: Universidade Católica de Per- BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
nambuco, p. 191 - 208. Curriculares Nacionais: arte. Brasília: MEC/SEF, 2ª ed. (1ª a
LERNER, Delia. A matemática na escola - aqui e agora. Porto 4ª série), Rio de Janeiro: DP&A, 2000. Volume 6 (1ª Parte).
Alegre: Artmed, 1995. BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros
LERNER, Delia. Ler e escrever na escola: o real, o possível Curriculares Nacionais: educação física. Brasília: MEC/SEF,
e o necessário. 1ª Edição - Porto Alegre, Artmed, 2002. 2ª ed. (1ª a 4ª série), Rio de Janeiro: DP&A, 2000. Volume 7
LIBÂNEO, J.C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. Educação (1ª Parte).
Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, ENSINO SUPERIOR COMPLETO
2003, capítulo III, da 4ª Parte. - PARA OS CARGOS DE Professor de Educação Básica III
MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Abrindo as escolas às dife- - Arte; Professor de Educação Básica III - Ciências Físi-
renças, capítulo 5, in: MANTOAN, Maria Teresa Eglér (org.) cas e Biológicas; Professor de Educação Básica III - Edu-
Pensando e Fazendo Educação de Qualidade. São Paulo: cação Física; Professor de Educação Básica III - Geogra-
Moderna, 2001. fia; Professor de Educação Básica III - História; Profes-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 47
sor de Educação Básica III - Inglês; Professor de Educa- LIBÂNEO, J.C. Democratização da Escola Pública - a peda-
ção Básica III - Língua Portuguesa e Professor de Educa- gogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1985.
ção Básica III - Matemática (Capítulo 6).
CONHECIMENTOS GERAIS LIBÂNEO, J.C.; OLIVEIRA, J. F.; TOSCHI, M. S. Educação
Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos ti- Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez,
pos de textos (literários e não literários). Sinônimos e an- 2003, capítulo III, da 4ª Parte.
tônimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontua- LIBÂNEO, J.C. Didática. São Paulo: Cortez, 2013, capítulos
ção. Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, 2,7 e 9.
pronome, verbo, advérbio, preposição e conjunção: empre- MANTOAN, Maria Teresa Eglér. Abrindo as escolas às dife-
go e sentido que imprimem às relações que estabelecem. renças, capítulo 5, in: MANTOAN, Maria Teresa Eglér (org.).
Concordância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Pensando e Fazendo Educação de Qualidade. São Paulo:
Colocação pronominal. Crase. Moderna, 2001.
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so- MORAN, José Manuel. Os novos espaços de atuação do pro-
bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri- fessor com as tecnologias. Revista Diálogo Educacional, Cu-
beirão Preto. ritiba, v.4, n.12.p.13-21, maio/ago.2004.
Conhecimentos Pedagógicos e Legislação: Relação en- MOURA, Daniela Pereira de. Pedagogia de Projetos: contri-
tre educação, escola e sociedade: concepções de Educação buições para uma educação transformadora. Publicado em:
e de Escola. A função social da escola, a educação inclusiva 29/10/2010.
e o compromisso ético e social do educador. Gestão demo- PIAGET, Jean. Desenvolvimento e aprendizagem. Trad.
crática: a participação como princípio. Organização da esco- Paulo Francisco Slomp. UFRGS- PEAD 2009/1.
la centrada no processo de desenvolvimento pleno do edu- PIMENTA, Selma, G.A. A Construção do Projeto Pedagógico
cando. A integração entre educar e cuidar na Educação bá- na Escola de 1º Grau. Ideias nº 8. 1.990, p 17-24.
sica. Projeto político-pedagógico: fundamentos para a orien- QUEIROZ, Cecília T. A. P. de; MOITA, Filomena M. G. da
tação, o planejamento e a implementação das ações edu- S.C.. Fundamentos sócio-filosóficos da educação. Campina
cativas da escola. Construção participativa do projeto políti- Grande; Natal: UEPB/UFRN, 2007. (MEC/SEB/SEED).
co-pedagógico e da autonomia da escola. Currículo e cultu- RESENDE, L. M. G. de. A perspectiva multicultural no projeto
ra: visão interdisciplinar e transversal do conhecimento. Cur- político-pedagógico. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Es-
rículo: a valorização das diferenças individuais, de gênero, cola: espaço do projeto político-pedagógico. Campinas: Pa-
étnicas e socioculturais e o combate à desigualdade. Currí- pirus, 1998.
culo, conhecimento e processo de aprendizagem: as tendên- RIOS, Teresinha Azeredo. Compreender e ensinar: por uma
cias pedagógicas na escola. Currículo na Educação Básica: docência de melhor qualidade. São Paulo: Cortez, 2001(ca-
a função da competência leitora e o desenvolvimento dos sa- pítulos 2 e 3).
beres escolares das diversas áreas de conhecimento. Currí- ROPOLI, Edilene Aparecida. A Educação Especial na Pers-
culo em ação: planejamento, seleção, contextualização e pectiva da Inclusão Escolar: a escola comum inclusiva. Bra-
organização dos diversos tipos de conteúdos; o trabalho por sília: Ministério da Educação. SEESP. Universidade Federal
projetos. A avaliação mediadora e a construção do conheci- do Ceará. 2010.
mento: acompanhamento dos processos de ensino e de VEIGA, I. P. A. (org.). Projeto político-pedagógico da escola
aprendizagem. A mediação do professor, dialogal e proble- - uma construção possível. 2ª ed. Campinas: Papirus, 1996.
matizadora, no processo de aprendizagem e desenvolvimen- VINHA, Telma Pileggi. O educador e a moralidade infantil nu-
to do aluno; a inerente formação continuada do educador. A ma perspectiva construtivista. Revista do Cogeime, nº 14,
educação escolar e as Tecnologias de Informação e Comu- julho/99, pág. 15-38.
nicação (TIC). WEIZ, T. O diálogo entre o ensino e a aprendizagem. 2ª ed.
Bibliografia São Paulo: Ática, 2000, (capítulos 4 e 8).
AGUIAR, Márcia Ângela da Silva [et. al.]. Conselho Escolar ZABALA, Antoni. A Prática educativa: Como ensinar. Porto
e a relação entre a escola e o desenvolvimento com igualda- Alegre: ArtMed, 1998, (capítulo 2)
de social. Brasília: Ministério da Educação, Secretaria de Legislação
Educação Básica, 2006. BRASIL. Constituição Federal/88 - artigos 205 a 214.
ARÊAS, Celina Alves. A função social da escola. Conferên- BRASIL. Lei Federal nº 8.069/1990 - Estatuto da Criança e do
cia Nacional da Educação Básica. AUAD, Daniela. Educar Adolescente (atualizada): artigos 1º ao 6º; 15 ao 18-B; 53 a
meninas e meninos - relações de gênero na escola. São 59, 131 a 138 e 147.
Paulo: Editora Contexto, 2016. BRASIL. Lei Federal nº 9.394, de 20/12/96 - Estabelece as
CASTRO, Jane Margareth; REGATTIERI, Marilza. Relações Diretrizes e Bases da Educação Nacional (atualizada).
Contemporâneas Escola-Família. p. 28-32. In: CASTRO, Ja- BRASIL. Resolução CNE/CEB 04/2010 - Diretrizes Curri-
ne Margareth; REGATTIERI, Marilza. Interação escola-famí- culares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília:
lia: subsídios para práticas escolares. Brasília: UNESCO, CNE, 2010.
MEC, 2009. BRASIL. Resolução CNE/CEB 07/2010 - Diretrizes Curricu-
COLL, César. O construtivismo na sala de aula. São Paulo: lares Nacionais para o Ensino Fundamental de 9 (nove)
Editora Ática, 1999. (Capítulos 4 e 5). anos. Brasília: CNE, 2010.
CONTRERAS, José. A autonomia de professores. São Pau- CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS
lo: Cortez Editora, 2002. (Capítulos 3 e 7). Professor de Educação Básica III - Arte
DOWBOR, Ladislau. Educação e apropriação da realidade Conhecimentos Específicos: O ensino da arte no Brasil;
local. Estud. av. [online]. 2007, vol.21, nº 60, pp. 75-90. abordagem triangular no ensino das artes; arte como siste-
GALVÃO, Izabel. Expressividade e emoções segundo a ma simbólico não verbal; as linguagens da arte; leitura e in-
perspectiva de Wallon, in: ARANTES, Valéria A. Afetividade terpretação de textos não verbais. Artes Cênicas: história
na Escola: alternativas teóricas e práticas. São Paulo: Sum- das artes cênicas; teoria e prática; teatro e jogo. Artes vi-
mus, 2003. suais: história geral das artes; arte como produção, conheci-
FONTANA, Roseli Ap. Cação. Mediação Pedagógica em sa- mento e expressão; a obra de arte, os elementos de vi-
la de aula. Campinas: Editora Autores Associados, 1996, sualidade e suas relações; comunicação na contemporanei-
(Primeiro tópico da Parte I - A gênese social da conceitua- dade. Música: história da música ocidental; elementos da lin-
lização). guagem musical; ensino da música. Dança: história da dan-
GARCIA, Lenise Aparecida Martins. Transversalidade e Inter- ça; papel da dança na educação; estrutura e funcionamento
disciplinaridade. do corpo para a dança; teoria de Laban; as danças como ma-
HOFFMAN, Jussara. Avaliação mediadora: uma relação dia- nifestações culturais.
lógica na construção do conhecimento In: SE/SP/FDE. Re- Bibliografia
vista IDEIAS nº 22, pág. 51 a 59. BARBBOSA, Ana Mae. John Dewey e o ensino de arte no
48
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

Brasil. São Paulo: Cortez, 2002. de professores de ciências: tendências e inovações. 2ª ed.
BARBOSA, Ana Mae (org.). Inquietações e mudanças no São Paulo: Cortez, 1995.
ensino da arte. São Paulo: Cortez, 2002. CAVINATTO, Vilma Maria. Saneamento básico: fonte de
BARBOSA, Ana Mae. A imagem no ensino da arte: anos saúde e bem estar. 7ª ed. São Paulo: Moderna, 1992 (Cole-
1980 e novos tempos. São Paulo: Perspectiva, 2012. ção Desafios).
BARBOSA, Ana Mae; CUNHA, Fernanda Pereira (org.). FERRARO, Nicolau Gilberto. Eletricidade: história e aplica-
Abordagem Triangular no ensino das artes e cultura visual. ções. 5ª ed. São Paulo: Moderna, 1991.
São Paulo: Cortez, 2010. GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO QUÍMICA (GEPEQ).
BRASIL. Secretaria do Ensino Fundamental. Parâmetros Interações e transformações I. São Paulo: EDUSP, 2008.
Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos do ensino GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO QUÍMICA (GEPEQ).
fundamental: Arte. Brasília: MEC/SEF, 1998. v.7. Interações e transformações II. São Paulo: EDUSP, 2014.
BRASIL. Secretaria do Ensino Fundamental. Parâmetros GRUPO DE PESQUISA EM EDUCAÇÃO QUÍMICA (GEPEQ).
Curriculares Nacionais: Arte - Ensino Fundamental. Brasília: Interações e transformações III. São Paulo: EDUSP, 2014.
MEC/SEF, 1997. v. 6. GRUPO DE REELABORAÇÃO DO ENSINO DE FÍSICA
COLI, Jorge. O que é arte. 15a ed. São Paulo: Brasiliense, 2006. (GREF). Física 1: Mecânica; Física 2: Física Térmica/ Óptica;
COSTA, Cristina. Questões de arte: o belo, a percepção es- Física 3: Eletromagnetismo. São Paulo: EDUSP, 2012.
tética e o fazer artístico. 2a ed. São Paulo: Moderna, 2004. HARA, Massao. A água e os seres vivos. 3ª ed. São Paulo:
FONTERRADA, Marisa Trench de Oliveira. De tramas e fios: Scipione, 1991.
um ensaio sobre a música e educação. 2a ed. São Paulo: HENNING, Georg J. Metodologia do Ensino de Ciências. 2ª
Editora Unesp; Rio de Janeiro: Funarte, 2008. ed. Porto Alegre: Mercado Aberto, 1994.
JAPIASSU, Ricardo. Metodologia do ensino de teatro. Cam- RODRIGUES, Rosicler Martins. Vida e Saúde. 3ª ed. São
pinas: Papirus, 2001. Paulo: Moderna, 1993.
MARQUES, Isabel A. Dançando na Escola. São Paulo: Cor- SILVA Jr., César da; SASSON, Sezar. Biologia. 4ª ed. São
tez, 2012. Paulo: Saraiva, 1995. (Volumes 1, 2 e 3)
MARQUES, Isabel A. Linguagem da dança: arte e ensino. 1a Professor de Educação Básica III - Educação Física
ed. São Paulo: Digitexto, 2010. Conhecimentos Específicos: Dimensões históricas da Edu-
MARQUES, Isabel A. Oito razões para ensinar dança na es- cação Física. Dimensões filosóficas, antropológicas e so-
cola. Artigo escrito em 2008, publicado em ICLE, Gilberto ciais aplicadas à Educação Física e ao Esporte: lazer e as in-
(org.). Pedagogia da Arte: entre-lugares da escola. 1ª Ed. terfaces com a Educação Física, esporte, mídia e os desdo-
Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2012. bramentos na Educação Física. Corpo, sociedade e a cons-
MARQUES, Isabel A.; BRAZIL, Fábio. Arte em questões. São trução da cultura corporal de movimento. Dimensões bioló-
Paulo: Cortez, 2014. gicas aplicadas à Educação Física e ao Esporte: as mudan-
MARTINS, Miriam Celeste; PICOSQUE, Gisa. Mediação cul- ças fisiológicas resultantes da atividade física. Nutrição e ati-
tural para professores andarilhos na cultura. 2ª ed., São vidade física. Socorros de urgência aplicados à Educação
Paulo: Intermeios, 2012. Física. As diferentes tendências pedagógicas da Educação
MARTINS, Mirian Celeste; PISCOSQUE, Gisa; TELLES, Ma- Física. Esporte e jogos: competição, cooperação e transfor-
ria Therezinha. Didática do ensino da arte: a língua do mun- mação didático-pedagógica. Crescimento e desenvolvimen-
do: poetizar, fruir e conhecer arte. São Paulo: FTD, 1988. to motor. Modalidades esportivas. Atividade física adaptada.
SCHAFFER, R. Murray. O ouvido pensante. São Paulo: Unesp, Paradesporto. Organização de eventos desportivos. Cons-
1991. ciência corporal e estética do movimento, coreografias e
SPOLIN, Viola. Improvisação para o Teatro. Tradução Ingrid danças. Esquema e consciência corporal. Plasticidade, fle-
Doemien Koudela e Eduardo José de Almeida Amos, (Cole- xibilidade e adaptabilidade do corpo. Exercícios corporais
ção de Estudos nº 62). São Paulo: Editora Perspectiva, 2003. orientados e/ou adaptados. Jogos de comunicação e expres-
Professor de Educação Básica III - Ciências Físicas e são em grupo. Exercícios aeróbicos. Exercícios de resistên-
Biológicas cia e força muscular. Exercícios de coordenação e habilida-
Conhecimentos Específicos: O conhecimento científico: de motora. Exercícios de readequação postural. Alongamen-
evolução histórica. Ensino de Ciências: evolução e contex- to. A Educação Física no currículo da Educação Básica -
tualização na sociedade brasileira; o ensino de Ciências e as significados e possibilidades: as diferentes concepções e os
questões sociais: ambiente, saúde, orientação sexual, ética aspectos legais da Educação Física na escola. Educação Fí-
e pluralidade cultural. Relação entre os seres vivos e o am- sica escolar e cidadania: os objetivos, conteúdos, metodologia
biente: o homem e a sua ação sobre o ambiente; princípios e avaliação na Educação Física escolar. Esporte e jogos na
básicos que regem as funções vitais dos seres vivos; relação escola: competição e cooperação. Gestão democrática e
entre estruturas e funções dos sistemas e suas adaptações Participação da comunidade.
ao meio; caracterização dos grandes grupos animais e ve- Bibliografia
getais. O corpo humano como um todo em equilíbrio: saúde BRASIL, Secretaria de Ensino Fundamental. Parâmetros
e orientação sexual, desequilíbrios: endemias, drogas, des- curriculares nacionais 3º e 4º ciclos do Ensino Fundamental:
nutrição. Continuidade das espécies: evolução; reprodução, Educação Física. Brasília: MEC/SEF, 1998.
hereditariedade. Fundamentos teóricos da Química: concei- CAMPOS, Luiz Antonio Silva. Didática da Educação Física.
tos, leis, relações e princípios básicos; interações e transfor- Várzea Paulista: Fontoura, 2011. CASTELLANI FILHO, Lino.
mações químicas. Fundamentos teóricos da Física: concei- Política educacional e Educação Física. Campinas: Autores
tos, leis, relações e princípios básicos. Associados, 1998.
Bibliografia DAÓLIO, Jocimar. Educação Física e o conceito de cultura.
BAROLLI, Elisabeth; GONÇALVES FILHO, Aurélio. Nós e o Campinas: Autores Associados, 2004.
Universo. 2ª ed. São Paulo: Scipione, 1991. DARIDO, Suraya Cristina. Educação Física na escola: ques-
BRANCO, Samuel Murgel. O meio ambiente em debate. 26ª tões e reflexões. Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2003.
ed. São Paulo: Moderna, 1997. (Coleção Polêmica). DARIDO, Suraya Cristina; SOUZA Jr., Osmar Moreira de.
BELTRAN, Nelson Orlando e CISCATO, Carlos A. M. Quími- Para ensinar Educação Física. Campinas: Papirus, 2007.
ca. 2ª ed. São Paulo: Cortez, 1991. FONSECA, Vitor da. Psicomotricidade: filogênese, onto-
BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros gênese e retrogênese. Rio de Janeiro: Wak Editora, 2009.
Curriculares Nacionais. Volume: Ciências Naturais. Brasília: GALLAHUE, David L.; OZMUN, John C. Compreendendo o
MEC/SEF, 1998. Disponível em: <http://portal.mec.gov.br/ desenvolvimento motor: bebês, crianças, adolescentes e
seb/arquivos/pdf/ciencias.pdf> adultos. São Paulo: Phorte, 2003.
CANTO, Eduardo Leite do. Minerais, Minérios, Metais. 2ª ed. HILDEBRANDT-STRAMANN, Reiner. Textos pedagógicos
São Paulo: Moderna, 1996. sobre o ensino da educação física. Ijuí: Unijuí, 2003.
CARVALHO, Anna M. P. de; GIL-PÉREZ, Daniel. Formação KUNZ, Elenor. Transformação didático-pedagógica do es-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 49
porte. Ijuí: UNIJUÍ, 2001. ria do Brasil; história nacional, regional e local; história bra-
MONTEIRO, Aloisio J. J. & CUPOLILLO Amparo Villa. (orgs.). sileira: da ocupação indígena ao mundo contemporâneo.
Formação de professores de educação física: diálogos e sa- História da América e suas identidades: lutas sociais e iden-
beres. Rio de Janeiro: Outras Letras, 2011. tidades: sociais, culturais e nacionais. História do mundo
MOREIRA, Wagner Wey (org.). Educação Física e esportes: Ocidental: legados culturais da Antiguidade Clássica, conví-
perspectivas para o século XXI. Campinas, SP: Papirus, 1992. vios e confrontos entre povos e culturas na Europa medieval;
OLIVEIRA, Sávio de Assis. A reinvenção do esporte: possi- história africana e suas relações com a Europa e a América.
bilidade da prática pedagógica. Campinas: Autores Associa- Lutas sociais, cidadania e cultura no mundo capitalista.
dos, 2001. Bibliografia
OLIVEIRA, Marcus Aurélio Taborda de (org.). Educação do ANDERSON, Perry. Linhagens do Estado Absolutista. São
corpo na escola brasileira. Campinas: Autores Associados, Paulo: Brasiliense, 1998.
2006. ANDERSON, Perry. Passagens da Antiguidade ao Feudalis-
PEREIRA, Sissi Aparecida M. & SOUZA, Gisele Maria C. mo. São Paulo: Brasiliense, 1998.
(orgs.). Educação Física escolar: elementos para pensar a BITTENCOURT, Circe (org.). O saber histórico na sala de aula.
prática educacional. São Paulo: Phorte, 2011. São Paulo: Contexto, 1998.
SOARES, Carmem Lúcia. Educação Física: raízes europeias BRASIL. SECRETARIA DE ENSINO FUNDAMENTAL. Pa-
e Brasil. Campinas: Autores Associados, 2001. râmetros Curriculares Nacionais. Vol. História. Brasília: MEC/
SOLER, Reinaldo. Educação Física: uma abordagem coo- SEF, 1998.
perativa. Rio de Janeiro: Sprint, 2006. FERRO, Marc. História das colonizações - Das conquistas às
Professor de Educação Básica III - Geografia independências - século XIII a XX. São Paulo: Companhia
Conhecimentos Específicos: Conceitos Cartográficos: das Letras, 1996.
Semiologia gráfica; cartas topográficas e planimétricas; co- FREITAS, Marcos Cezar de Freitas (org.). Historiografia bra-
ordenadas geográficas; cartas temáticas: vegetação, regio- sileira em perspectiva. São Paulo: Contexto, 1998.
nal, densidade demográfica, relevo, hidrografia, políticos, HOBSBAWM, Eric. A era das revoluções - 1789 - 1748. São
etc. Cartografia escolar (lateralidade, reversibilidade, ele- Paulo: Companhia das Letras, 1995.
mentos fundamentais de um mapa; orientação (Rosa-dos- HOBSBAWM, Eric. Era dos extremos - O breve século XX -
ventos); escalas gráfica e numérica; proporção; convenções; 1914 - 1991. São Paulo: Companhia das Letras, 1995.
cartográficas; Referências geográficas; cartografia social). MOTA, Carlos Guilherme. A experiência brasileira. A grande
Alfabetização cartográfica: cartografia escolar adequada à transação. São Paulo: SENAC, 2000.
faixa etária das crianças e adolescentes; - Interpretação de MOTA, Carlos Guilherme. A experiência brasileira. Forma-
mapas, gráficos e produção de texto a partir da leitura de ção: histórias. São Paulo: SENAC, 2000.
mapas; - Conceitos de análise da Geografia: paisagem/ lugar/ PALLARES-BURKE, Maria Lúcia Garcia. As muitas faces da
território/ região e espaço geográfico; - Noções de conceito história - Nove entrevistas. São Paulo: Editora UNESP, 2000.
de globalização/ mundialização/ blocos econômicos; - Ativi- PRADO, Maria Ligia Coelho. América Latina no século XIX -
dades humanas e aquecimento global; - O professor pesqui- Tramas, telas e textos. São Paulo: Edusp; Bauru: Edusc,
sador na construção do conhecimento do espaço geográfico; 1999.
- Urbanização: Organização espacial e modo de vida na ci- SILVA, Aracy Lopes da & GRUPIONI, Luís Donisete Benzi
dade; Alterações provocadas no processo produtivo e no (org.). A temática indígena na escola. Novos subsídios para
trabalho, a partir das novas tecnologias. - O campo e as no- professores de 1º e 2º graus. Brasília: MEC, MARI, UNESCO,
vas territorialidades - Relações sócio culturais da paisagem; 1995.
- O lugar na construção do conhecimento na relação local/ SIMAM, Lana Mara de Castro & Fonseca, Thais Nívia de
global; - Noção totalidade - Mundo; - A territorialidade dos não Lima e (orgs.). Inaugurando a História e construindo a nação.
cidadãos. - Deslocamentos populacionais e crescimento de- Discursos e imagens no ensino de História. Belo Horizonte:
mográfico. Autêntica, 2001.
Bibliografia Professor de Educação Básica III - Inglês
Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros Curri- Conhecimentos Específicos: Fundamentos teóricos do
culares Nacionais - Geografia. Brasília: MEC/SEF, 1998. processo de ensino-aprendizagem da Língua Inglesa e prin-
CARLOS, Ana Fani Alessandri. O lugar no/do mundo. São cipais abordagens metodológicas nos anos iniciais do ensi-
Paulo: Hucitec, 1996. no fundamental. Compreensão, interpretação e produção de
CASTELLAR, S. M. Vanzella (org.). Educação Geográfica: textos: estratégias de leitura, tipologia, estrutura e organiza-
teoria e práticas docentes. São Paulo: Contexto, 2005. ção textual. Coerência e coesão: principais elementos e re-
CAVALCANTI, Lana de Souza. A Geografia escolar e a ci- lações da estrutura linguística do Inglês (morfologia, sintaxe,
dade: ensaios sobre ensino de Geografia para a vida urbana semântica, fonologia, vocabulário). O ensino de línguas para
cotidiana. Campinas: Papirus, 2008. comunicação. Dimensões comunicativas no ensino de In-
GORAYEB, Adryane. Cartografia Social e populações vulne- glês. Proposta Curricular de Língua Estrangeira Moderna. In-
ráveis. 2014. terculturalidade e Interdisciplinaridade no Ensino da Língua
PASSINI, Elza Yasuko. Alfabetização cartográfica e a apren- Inglesa. Aprendizado de Língua Estrangeira: língua como
dizagem de Geografia. São Paulo: Cortez, 2012. discurso - conhecimento contextual (conhecimento dos inter-
PONTUSCHKA, NídiaNacib; PAGANELLI, Tomoko; CACE- locutores, lugar, hora e objetivo do ato comunicativo). Conhe-
TE, NúriaHanglei. Para ensinar e aprender Geografia, 3. ed. cimento textual (organizações textuais diferentes como des-
São Paulo: Cortez, 2009. crição, exploração e argumentação). Conhecimento lin-
SANTOS, Milton. O retorno do território. In: SANTOS, Milton, guístico/sistêmico (conhecimento do aspecto linguístico no
SOUZA, Maria Adélia A. de, SILVEIRA, Maria Laura. Territó- ato comunicativo). Uso social da língua: no ambiente profis-
rio: globalização e fragmentação. São Paulo: Hucitec, 1996. sional (estilo usado em artigos de jornais, instruções e pa-
SANTOS, Milton. O espaço do cidadão. São Paulo: Nobel, 1996. lestras). Língua - História e Cultura: temas relacionados com
SANTOS, Milton. Da totalidade ao lugar. São Paulo: EDUSP, assuntos internacionais como economia, política, pessoas,
2005. lugares, cultura, meio ambiente, saúde, ciência e tecnologia.
Professor de Educação Básica III - História Ensino da Língua Inglesa: concepções sobre o ensino-
Conhecimentos Específicos: Ensino de História: Saber aprendizagem da Língua Inglesa. O processo de ensinar e
histórico escolar; seleção e organização de conteúdos histó- aprender a língua estrangeira. O papel da Língua Inglesa no
ricos; metodologias do ensino de História; trabalho com do- currículo.
cumentos e diferentes linguagens no ensino de História. Co- Bibliografia
nhecimento histórico contemporâneo: saber histórico e his- ALMEIDA FILHO, José Carlos Paes. Dimensões comunica-
toriografia; história e temporalidade. História do Brasil e a tivas no ensino de língua. Campinas: Pontes, 1993.
construção de identidades: historiografia brasileira e a histó- AZAR, Betty Schrampfer. Understanding and using English
50
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

grammar. 4th ed. Longman, 2009. gem, uso e reflexão. Variações linguísticas e norma-padrão:
BRASIL. Resolução CNE/CEB 04/2010 - Diretrizes Curri- abordagem na prática pedagógica. Linguagem: uso, fun-
culares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: ções, análise. Língua oral e língua escrita. Teorias linguísticas
CNE, 2010. e Parâmetros Curriculares (Ensino Fundamental e Médio).
BROWN, H. Douglas. Principles of language learning and Gêneros textuais e tipos textuais: o ensino em sala de aula.
teaching. 5th ed. Longman, 2000. Texto e intertextualidade. Coesão e coerência textuais. O
CHAMOT, Anna Uhl. et al. The learning strategies handbook: texto e a prática de análise linguística. Leitura e produção de
creating independent learners. New York: Longman, 1999. textos: práticas de ensino e aprendizagem. Ortografia Oficial
CELANI, Maria Antonieta Alba (coord.) Ensino de 2ª língua: da Língua Portuguesa. Ensino de língua portuguesa e novas
redescobrindo as origens. São Paulo: EDUC, 1997. tecnologias em sala de aula.
CELCE-MURCIA, Marianne. Teaching English as a second Ensino de literatura: concepções sobre a relação entre as
or foreign language. 3rd ed. Heinle Cengage. categorias da literatura e a formação docente.
COLLINS COBUILD. English Guides 4: Confusable words. Bibliografia
London: HarperCollins, 1997. ALBUQUERQUE, Eliana Borges Correia de. Mudanças didá-
DEKEYSER, Robert. Practice in a second language. Pers- ticas e pedagógicas no ensino de língua portuguesa. Belo
pectives from Applied Linguistics and Cognitive Psychology. Horizonte: Autêntica, 2006.
Cambridge, 2007. ANTUNES, I. Aula de Português: encontro e interação. São
DIONISIO Angela Paiva. MACHADO, Anna Rachel e BE- Paulo: Parábola Editorial, 2003.
ZERRA, Maria Auxiliadora (org.). Gêneros textuais e ensino. ANTUNES, Irandé. Muito aleìm da gramaìtica: por um ensino
Editora Lucerna, 2005. de liìnguas sem pedras no caminho. SaÞo Paulo: Paraìbola
GIMENEZ, Telma. Trajetórias na formação de professores Editorial, 2007.
de línguas. Londrina: Eduel, 2002. BAGNO, Marcos. Preconceito Linguístico: o que é, como se
HARMER, Jeremy. How to teach English. Longman, 1998. faz. São Paulo: Edições Loyola, 2007.
HARMER, Jeremy. The practice of English language tea- BAKHTIN, Michail (Volochinov). Estética da criação verbal.
ching. 4th ed. Longman, 2007. São Paulo: Martins Fontes, 1992.
HEWINGS, Martin. Advanced grammar in use.4th edition. BORTONI-RICARDO, Stella Maris. A educação em língua
Cambridge, 2005. materna: a sociolinguística em sala de aula. São Paulo: Pa-
HIGH, P. Bat. Guano. Outline of American literature. Essex rábola Editorial, 2004.
(U.K.): Longman, 1996. BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares
HORNBY, A.S. Oxford advanced learner’s dictionary. 8th ed. Nacionais. Volume Língua Portuguesa. Brasília: MEC/SEF,
Oxford: Oxford University Press, 2011. 1998.
LARSEN-FREEMAN, D., Thewlis, S.H. Grammar dimensions: BRASIL, Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares
form, meaning and use. Boston: HeinleCengage. Nacionais: Ensino Médio. Brasília: MEC/SEF, 2000.
LEWIS, M. The lexical approach. HeinleCengage. CÂNDIDO, Antonio. Direito à Literatura. p. 171-193. In: CÂN-
LINGUEVIS, A. M. Vamos ouvir a voz das crianças sobre DIDO, Antonio. Rio de Janeiro: Ouro sobre Azul, 2011.
aprender Inglês na Educação Infantil. In: TONELLI; RAMOS, DOLZ, Joaquin; GAGNON, Roxane; DECA NIO, Fabriìcio.
S. G. M. (orgs.). O Ensino de LE para crianças: reflexões e Produc’ aÞo escrita e dificuldades de aprendizagem. Cam-
contribuições. Londrina: Moriá, 2007. pinas, SP: Mercado das Letras, 2010.
O’KEEFFE, A., MCCARTHY, M. & CARTER, R. From corpus DOLZ, J.; NOVERRAZ, N. & SCHNEUWLY, B. Sequências
to classroom. Language Use and Language Teaching. Cam- didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um proce-
bridge, 2007. dimento. In: DOLZ, J. & SCHNEUWLY, B. Gêneros orais e
PAIVA, V. L. M. O. (org.). Ensino de Língua Inglesa: Refle- escritos na escola. Campinas: Mercado das Letras, 2004.
xões e experiências. 2ª ed. Campinas: Pontes, 1998. GERALDI, João Wanderley. O texto em sala de aula. São
PIRES, S. S. Ensino de Inglês na Educação Infantil. In: SAR- Paulo: Ática, 1997.
MENTO, S.; MULLER, V. (orgs.) O Ensino de Inglês como KLEIMAN. A. Texto e leitor: aspectos cognitivos da leitura.
Língua Estrangeira: estudos e reflexões. Porto Alegre: APIRS, Campinas: Pontes, 1993.
2004. KOCH, Ingedore Villaça e ELIAS, Vanda Maria. Ler e escre-
RAJAGOPALAN, K. O Inglês como língua internacional na ver: estratégias de produção textual. 2. ed. São Paulo: Con-
prática docente. In: LIMA, D.C. (org.). Ensino e aprendiza- texto, 2011.
gem de Língua Inglesa: conversas com especialistas. São KOCH, Ingedore Villaça e ELIAS, Vanda Maria. Ler e com-
Paulo: Parábola Editorial, 2009. preender: os sentidos do texto. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2011.
ROCHA, C.H. Provisões para ensinar LE no Ensino Funda- LAJOLO, Marisa. Do mundo da leitura para a leitura do
mental de 1ª a 4ª séries: dos parâmetros oficiais e objetivos mundo. São Paulo: Ática, 1993.
dos agentes. Dissertação (Mestrado em Linguística Aplica- LAJOLO, Marisa. O que eì literatura. 6. ed. SaÞo Paulo: Bra-
da) - Instituto de Estudos da Linguagem. Universidade Esta- siliense, 1985. (Colec’ aÞo Primeiros Passos).
dual de Campinas. Campinas, 2006. ROCHA, C.H.; BASSO, MACHADO, A.B.; BEZERRA, M.A. (org.). Gêneros textuais &
E. A. (orgs.). Ensinar e aprender língua estrangeira nas dife- ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2002.
rentes idades: reflexões para professores e formadores. São MARCUSCHI, Luiz Antônio. Produção textual, análise de gê-
Carlos: Claraluz, 2008. neros e compreensão. São Paulo: Parábola Editorial, 2008.
STEVICK, E. W. Working with teaching methods. Heinle & MUSSALIM, Fernanda e BENTES, Anna Christina (orgs.).
Cengage. Introdução à linguística: domínios e fronteiras, v. 1. 5. ed. São
SWAN, M. Practical English Usage. 3rd ed. Oxford: Oxford Paulo: Cortez, 2005.
University, 2008. MUSSALIM, Fernanda e BENTES, Anna Christina (orgs.). In-
SWAN, Michael & WALTER, Catherine. How English works: trodução à linguística: domínios e fronteiras, v. 2. 4. ed. São
a grammar practice book. Oxford: Oxford UP, 1994. Paulo: Cortez, 2004.
THORNLEY, G.C. & ROBERTS, G. Outline of English lite- MUSSALIM, Fernanda e BENTES, Anna Christina (orgs.).
rature. Essex (U.K.): Longman, 1996. Introdução à linguística: fundamentos epistemológicos, v. 3.
VINCE, M. Advanced language practice. Oxford: Oxford 2. ed. São Paulo: Cortez, 2005.
University, 1994. ROJO, Roxane e MOURA, Eduardo (orgs.). Multiletramentos
YULE, G. Explaining English grammar. Oxford: Oxford Univer- na escola. São Paulo: Parábola Editorial, 2012.
sity, 1998. SNYDERS, Georges. Alunos felizes: reflexão sobre a alegria
Professor de Educação Básica III - Língua Portuguesa na escola a partir de textos literários. Rio de Janeiro: Paz e
Conhecimentos Específicos: Aprendizagem de língua ma- Terra, 1993.
terna: estrutura, uso e funções. Concepções de língua e suas TFOUNI, L.V. Letramento e Alfabetização. 2ª edição, São
implicações para o ensino. Gramática e ensino: metalingua- Paulo: Cortez, 1997.
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 51
TRAVAGLIA, L. C. Gramaìtica ensino plural. SaÞo Paulo: estudo das situações didáticas: conteúdos e métodos de en-
Cortez, 2003. sino. São Paulo: Ática, 2008.
Professor de Educação Básica III - Matemática CURY, Helena Noronha. Análise de erros: o que podemos
Conhecimentos Específicos: Fundamentos dos proces- aprender com as respostas dos alunos. 2. ed. Belo Horizon-
sos de ensino e aprendizagem em Matemática e as aplica- te: Autêntica, 2007.
ções didática e metodológica dos conhecimentos nas práti- D’AMBRÓSIO, Ubiratan. Educação Matemática: da teoria à
cas. Resolução de problemas: Situação-problema, Investi- prática. 16. ed. Campinas, SP: Papirus, 2008.
gação matemática e Modelagem matemática. Etnomatemá- D’ AMBRÓSIO, Ubiratan. Etnomatemática: elo entre as tradi-
tica. Avaliação em Matemática. Construção do conhecimen- ções e a modernidade. 5. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.
to em Matemática. Números (naturais, inteiros, racionais, ir- KFOURI, William. Explorar e investigar para aprender mate-
racionais e reais) e seus diferentes significados; operações mática por meio da modelagem matemática. 2008. 233 f.
(diferentes significados, propriedades, relações entre as Dissertação (Mestrado Profissional em Ensino de Matemáti-
operações e tipos de cálculo: exato e aproximado, mental e ca) - Pontifícia Universidade Católica, São Paulo, 2008.
escrito); divisibilidade; proporcionalidade. Expressões algé- ONUCHIC, Lourdes de la Rosa; ALLEVATO, Norma Suely
bricas: operações, produtos notáveis e fatoração; funções, Gomes; NOGUTI, Fabiane Cristina Höper; JUSTULIN, An-
equações e inequações: 1º e 2º graus; função constante; dresa Maria (org.). Resolução de Problemas: Teoria e Práti-
sequências numéricas; noções de matemática financeira. ca. Jundiaí: Paco, 2014.
Números complexos. Matrizes e sistemas lineares. Trigo- PARRA, Cecila; SAIZ, Irma (org.). Didática da Matemática:
nometria no triângulo retângulo; ciclo trigonométrico. Geome- reflexões psicopedagógicas. Porto Alegre: Artes Médicas,
tria plana: triângulos e semelhança, circunferência, círculo e 1996.
cálculo de áreas e perímetros. Geometria espacial: geome- PAVANELLO, Regina Maria; Nogueira, Clélia Maria Ignatus.
tria de posição, poliedros (prisma e pirâmide); cilindros; co- Avaliação em Matemática: algumas considerações.
nes; esferas; volume e área superficial. Noções de estatísti- POLYA, George. A arte de resolver problemas: um novo as-
ca: tabelas e gráficos; medidas estatísticas. Análise com- pecto do método matemático. Rio de Janeiro: Interciência, 2006.
binatória: princípios, agrupamentos e métodos de contagem; PONTE, João Pedro da; BROCARDO, Joana; OLIVEIRA,
probabilidade. Hélia. Investigações Matemáticas na sala de aula. 3. ed. Belo
Bibliografia Horizonte: Autêntica, 2016.
BIEMBENGUT, Maria Salett; Hein, Nelson. Modelagem ma- VAN DE WALLE, J. A. Matemática no ensino fundamental:
temática no ensino. 5. ed. São Paulo: Contexto, 2016. formação de professores e aplicação em sala de aula. 6. ed.
BRASIL. Parâmetros curriculares nacionais: Matemática. Porto Alegre: Artmed, 2000.
Brasília: MEC/SEF, 1998. BROUSSEAU, Guy. Introdução ao UE 02.07.10

CONCURSO PÚBLICO Nº 003/2018 o presente Concurso Público, até a publicação da classifica-


ção final, serão prestadas pela Fundação VUNESP, por meio
EDITAL DE ABERTURA do Disque VUNESP, nos dias úteis, das 08 às 20 horas, e
A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, no uso de suas pela internet, no site www.vunesp.com.br, sendo que, após
atribuições legais, TORNA PÚBLICO que será realizado, por a competente homologação, as informações pertinentes
meio da Fundação VUNESP, Concurso Público para provi- passam a ser de responsabilidade da PREFEITURA MUNI-
mento de cargos do quadro permanente dos Servidores CIPAL DE RIBEIRÃO PRETO.
Públicos do Município de Ribeirão Preto, instituídos pela Lei 1.2. Todos os atos oficiais relativos ao Concurso serão publi-
Complementar nº 2515/12 e seus anexos, publicada no Diá- cados no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e,
rio Oficial do Município, bem como suas Alterações, Legisla- como subsídio, no endereço eletrônico www.vunesp.com.br.
ções Complementares e/ou Regulamentadoras, para seu 1.3. Os candidatos aprovados e empossados submeter-se-ão
quadro de pessoal, observados os termos da legislação vi- ao Estágio Probatório, conforme art. 19 da Lei nº 3.181/76 e
gente, e também a Lei Federal nº 11.350, de 05/10/2006, suas alterações.
alterada pela Lei Federal nº 13.595, de 05/01/2018. 1.3.1. Os candidatos aprovados que vierem a ingressar no
O Concurso Público reger-se-á pelas disposições contidas quadro permanente dos Servidores Públicos do Município de
nas Instruções Especiais, que ficam fazendo parte integrante Ribeirão Preto pertencerão ao Regime Jurídico Estatutário
deste Edital e seus anexos. instituído pela Lei Complementar nº 140/92 e reger-se-ão
INSTRUÇÕES ESPECIAIS pelas disposições da Lei nº 3.181/76, da Lei Complementar
CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINARES nº 2.515/12 e seus anexos, publicadas no Diário Oficial do
1. O Concurso Público destina-se ao provimento de cargos Município, bem como suas Alterações, Legislações Comple-
atualmente vagos, dos que vagarem e forem necessários à mentares e/ou Regulamentadoras e pelas demais normas
Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, durante seu prazo de legais.
validade nos termos da Constituição Federal, art. 37, inciso 1.4. O cargo, os requisitos mínimos exigidos e as vagas são
III. os estabelecidos na Tabela I e a Remuneração e a carga
1.1. Todas as informações do processo de execução, sobre horária semanal, na Tabela II:
TABELA I
DO CARGO, REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS E VAGAS
CARGO REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS VAGA DA VAGA VAGA TOTAL
LISTA GERAL RESERVADA RESERVADA DE
CANDIDATO CANDIDATO VAGAS
NEGRO/PARDO DEFICIENTE
Agente Comunitário de Saúde - Ensino Médio Completo, Residir no Município de Ribeirão
Preto, desde a data da publicação do presente Edital; 9 3 4 16
- Haver concluído, com aproveitamento, curso de formação
inicial com carga horária mínima de 40 horas.

TABELA II
DA REMUNERAÇÃO E CARGA HORÁRIA:
- AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE
Descrição Remuneração Carga Horária
Salário-Base inicial: 08.1.01 R$ 2.086,25
Vale-Alimentação 884,00 40 horas semanais
Total Bruto R$ 2.970,25
52
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

DAS ATRIBUIÇÕES: conforme disposto nos termos do parágrafo 1º, artigo 12, da
- AGENTE COMUNITÁRIO DE SAÚDE Constituição Federal, e do Decreto Federal nº 72.436/72;
Desenvolver ações que busquem a integração entre a equi- 2.1.3. ter, na data de nomeação, idade igual ou superior a 18
pe de saúde e a população adscrita à UBS, considerando as (dezoito) anos;
características e as finalidades do trabalho de acompanha- 2.1.4. no caso do sexo masculino, estar em dia com o Serviço
mento de indivíduos e grupos sociais ou coletividade; traba- Militar;
lhar com adscrição de famílias em base geográfica definida: 2.1.5. estar quite com a Justiça Eleitoral;
a microárea; estar em contato permanente com as famílias 2.1.6. ter aptidão física e mental para o exercício do cargo;
desenvolvendo ações educativas, visando à promoção da 2.1.7. atender às condições especiais previstas em Lei;
saúde e a prevenção das doenças, de acordo com o plane- 2.1.8. estar com o CPF regularizado;
jamento da equipe; cadastrar todas as pessoas de sua mi- 2.1.9. possuir os REQUISITOS MÍNIMOS EXIGIDOS para o
croárea e manter os cadastros atualizados; orientar famílias cargo pretendido, conforme especificado na Tabela I, cons-
quanto à utilização dos serviços de saúde disponíveis; de- tante do CAPÍTULO I - DAS DISPOSIÇÕES PRELIMINA-
senvolver atividades de promoção da saúde, de prevenção RES, deste Edital;
das doenças e de agravos, e de vigilância à saúde, por meio 2.1.10. Não registrar antecedentes criminais e estar em gozo
de visitas domiciliares e de ações educativas individuais e dos direitos civis, políticos e eleitorais, bem como nada ter
coletivas nos domicílios e na comunidade, mantendo a que o desabone e o torne incompatível para o desempenho
equipe informada, principalmente a respeito daquelas em de suas funções.
situação de risco; acompanhar, por meio de visita domiciliar, CAPÍTULO III - DAS INSCRIÇÕES
todas as famílias e indivíduos sob sua responsabilidade, de 3. A inscrição do candidato implicará o conhecimento e a
acordo com as necessidades definidas pela equipe; cumprir tácita aceitação das normas e condições estabelecidas nes-
com as atribuições atualmente definidas para os ACS em te Edital, em relação às quais não poderá ser alegada qual-
relação à prevenção e ao controle da malária e da dengue, quer espécie de desconhecimento.
conforme a Portaria nº 44/GM (Gabinete do Ministro da 3.1. O deferimento da inscrição dar-se-á mediante o total e
Saúde), de 3 de janeiro de 2002; participar do processo de correto preenchimento da ficha de inscrição (pela internet) e
territorialização e mapeamento da área de atuação da equi- o correspondente pagamento da respectiva taxa.
pe, identificando grupos, famílias e indivíduos expostos a 3.2. As inscrições deverão ser realizadas somente pela in-
riscos, inclusive aqueles relativos ao trabalho, e da atualiza- ternet, pelo site www.vunesp.com.br, no período das 10h00
ção contínua dessas informações, priorizando as situações de 08 de agosto de 2018 até as 23h59 de 12 de setembro
a serem acompanhadas no planejamento local; realizar o de 2018, conforme segue:
cuidado em saúde da população adscrita, prioritariamente a) acessar o site www.vunesp.com.br;
no âmbito da unidade de saúde, no domicílio e nos demais b) localizar no site o link correlato ao Concurso Público;
espaços comunitários (escolas, associações, dentre ou- c) ler total e atentamente o respectivo Edital;
tros), quando necessário; realizar ações de atenção integral d) preencher total e corretamente a ficha de inscrição, nos
conforme a necessidade de saúde da população local, bem moldes previstos neste Edital;
como as previstas nas prioridades e protocolos da gestão e) transmitir os dados da ficha de inscrição correspondente;
local; garantir a integralidade da atenção por meio da reali- f) imprimir o boleto bancário e efetuar o pagamento do valor
zação de ações de promoção da saúde, prevenção de agra- da taxa de inscrição conforme adiante:
vos e curativas; e da garantia de atendimento da demanda R$ 56,50 (cinquenta e seis reais e cinquenta centavos).
espontânea, da realização das ações programáticas e de vi- 3.3. Para o correspondente pagamento da taxa de inscrição,
gilância à saúde; realizar busca ativa e notificação de doen- em qualquer agência bancária, somente poderá ser utilizado
ças e agravos de notificação compulsória e de outros agra- o boleto bancário gerado no ato da inscrição, até o dia sub-
vos e situações de importância local; realizar a escuta quali- sequente do encerramento do período das inscrições;
ficada das necessidades dos usuários em todas as ações, 3.4. A efetivação da inscrição ocorrerá após a confirmação,
proporcionando atendimento humanizado e viabilizando o pelo banco, do correspondente pagamento referente à taxa;
estabelecimento do vínculo; responsabilizar -se pela popula- 3.5. Às 16 horas (horário oficial de Brasília) do último dia do
ção adscrita, mantendo a coordenação do cuidado mesmo período das inscrições, a ficha de inscrição não estará mais
quando esta necessita de atenção em outros serviços do disponibilizada no site.
sistema de saúde; participar das atividades de planejamento 3.6. A pesquisa para acompanhar a situação da inscrição
e avaliação das ações da equipe, a partir da utilização dos deverá ser feita no site www.vunesp.com.br, na página do
dados disponíveis; promover a mobilização e a participação Concurso Público, a partir de 03 dias úteis contados do en-
da comunidade, buscando efetivar o controle social; identifi- cerramento do período das inscrições. Caso seja detectada
car parceiros e recursos na comunidade que possam poten- falta de informação, o candidato deverá entrar em contato
cializar ações intersetoriais com a equipe, sob coordenação com o Disque VUNESP, pelo telefone: (11) 3874-6300.
da SMS; garantir a qualidade do registro das atividades nos 3.7. O agendamento do pagamento da taxa de inscrição so-
sistemas nacionais de informação na Atenção Básica; parti- mente será aceito se comprovada a sua efetivação até o úl-
cipar das atividades de educação permanente ao implicar - timo dia subsequente para pagamento da taxa das inscri-
se nas atividades de formação e capacitação em serviço, ções.
bem como de apoiar ativamente os processos de ensino - 3.8. O candidato deverá indicar, obrigatoriamente, na ficha
aprendizagem com estudantes e professores das institui- de inscrição, a opção do cargo, atentando-se à realização da
ções de ensino conveniadas; e realizar outras ações e ativi- prova objetiva, conforme consta do item 7 do CAPÍTULO VII
dades a serem definidas de acordo com as prioridades lo- - DA PROVA.
cais. 3.8.1. O não atendimento aos procedimentos estabelecidos
Comissão de acompanhamento do concurso: nos itens anteriores implicará o cancelamento da inscrição
- Mirela Modulo Martins do Val do candidato, verificada a irregularidade a qualquer tempo.
- Claudia Aparecida Arcari Silva 3.9. O pagamento da importância correspondente à inscri-
- Maria Marcia Leite Nogueira Domingos ção poderá ser efetuado em qualquer agência bancária.
CAPÍTULO II - DOS REQUISITOS 3.9.1. A inscrição por pagamento em cheque somente será
2. Os requisitos básicos para investidura no cargo são os es- considerada efetuada após a respectiva compensação e se,
pecificados a seguir: por qualquer razão, o cheque for devolvido ou efetuar paga-
2.1. cumprir na íntegra as determinações previstas no Edital. mento de menor valor, a inscrição do candidato será automa-
de Abertura de Inscrições do Concurso Público; ticamente tornada sem efeito.
2.1.1. ter sido classificado no Concurso Público; 3.9.2. Não será aceito pagamento da taxa de inscrição por
2.1.2. ter nacionalidade brasileira ou portuguesa, amparada depósito em caixa eletrônico, pelos Correios, fac-símile,
pelo Estatuto da Igualdade entre Brasileiros e Portugueses, transferência eletrônica, DOC, ordem de pagamento ou de-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 53
pósito comum em conta corrente, condicional ou por qual- 3.23.1. Durante o período em que a candidata estiver ama-
quer outro meio que não os especificados neste Edital. mentando, ela deverá permanecer no local designado pela
3.10. Não haverá devolução da importância paga, ainda que Coordenação para este fim e, ainda, na presença de um fis-
efetuada a mais ou em duplicidade, nem isenção, total ou cal, respeitando todas as demais normas estabelecidas nes-
parcial de pagamento do valor da taxa de inscrição, seja qual te Edital.
for o motivo alegado. 3.23.2. O acompanhante responsável pela criança também
3.11. O descumprimento das instruções para inscrição pela deverá permanecer no local designado pela Coordenação, e
internet implicará o indeferimento da inscrição. se submeterá a todas as normas constantes deste Edital e da
3.12. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA não se respon- Fundação VUNESP, inclusive no tocante ao uso de equipa-
sabilizam por solicitação de inscrição pela internet não rece- mento eletrônico e celular.
bida por motivos de ordem técnica dos computadores, falhas 3.23.3. A candidata, nesta condição, que não levar acompa-
de comunicação, congestionamento das linhas de comuni- nhante, não realizará a prova.
cação, bem como outros fatores que impossibilitem a trans- 3.23.4. Não haverá compensação do tempo de amamentação
ferência de dados. em favor da candidata.
3.13. As informações prestadas na ficha de inscrição são de 3.24. Excetuada a situação prevista no item 3.23 deste Capí-
inteira responsabilidade do candidato, cabendo à PREFEI- tulo, não será permitida a permanência de qualquer acompa-
TURA o direito de excluir do Concurso Público aquele que nhante, inclusive criança, nas dependências do local de rea-
preenchê-la com dados incorretos, bem como aquele que lização da(s) prova(s), podendo ocasionar inclusive a não
prestar informações inverídicas, ainda que o fato seja cons- participação do candidato no Concurso Público.
tatado posteriormente. 3.25. É reservado à Fundação VUNESP e à Prefeitura, caso
3.14. A devolução da taxa de inscrição somente ocorrerá se julgue necessário, o direito de utilizar detector de metais e/ou
o Concurso Público não se realizar. proceder à coleta de impressão digital, na aplicação da(s)
3.15. O candidato poderá efetuar sua inscrição nos infocentros prova(s).
do Programa Acessa São Paulo (www.acessasaopaulo.sp. 3.26. O candidato que tenha exercido a função de jurado a
gov.br). partir da vigência da Lei Federal nº 11.689/2008 poderá soli-
3.15.1. Este programa, além de oferecer facilidade para os citar, na ficha de inscrição, esta opção para fins de critério de
candidatos que não têm acesso à internet, é completamente desempate.
gratuito. Para utilizar os equipamentos, basta fazer cadastro 3.26.1. O candidato, para fazer jus ao previsto no item 3.26
apresentando o R.G. nos próprios Postos Acessa São Paulo. deste Capítulo deverá ter exercido a função de jurado no pe-
3.16. Informações complementares referentes à inscrição ríodo entre a vigência da referida Lei e encaminhar a compro-
poderão ser obtidas no site www.vunesp.com.br, ou pelo vação até a data do término das inscrições.
Disque VUNESP, telefone (11) 3874-6300. 3.26.2. Para fins de critério de desempate, o candidato de-
3.17. O atendimento às condições especiais pleiteadas fica- verá, no período das inscrições, encaminhar à Fundação
rá sujeito, por parte da Fundação VUNESP e da PREFEITU- VUNESP, por SEDEX ou Carta Registrada com AR (Aviso de
RA, à análise da viabilidade e razoabilidade do solicitado. Recebimento), com a identificação do Concurso Público para
3.18. O candidato será responsável por qualquer erro, omis- o qual está inscrito, documento emitido pelo Judiciário que
são, bem como pelas informações prestadas na ficha de comprove que exerceu a função de jurado.
inscrição. 3.26.3. O documento apresentado terá validade para este
3.19. Não deverá ser enviada à PREFEITURA, ou à Funda- Concurso Público e não será devolvido.
ção VUNESP, qualquer cópia de documento de identidade, 3.26.4 O candidato que não atender ao item 3.26.2 deste
sendo de responsabilidade exclusiva do candidato, sob as Capítulo não terá sua condição de jurado utilizada como cri-
penas da lei, os dados cadastrais informados no ato de ins- tério de desempate.
crição. CAPÍTULO IV - DA SOLICITAÇÃO DE ISENÇÃO DO
3.20. O candidato que prestar qualquer declaração falsa, PAGAMENTO DO VALOR DE INSCRIÇÃO
inexata ou, ainda, que não atenda a todas as condições es- 4. Não serão aceitos pedidos de isenção do pagamento do
tabelecidas neste Edital, terá sua inscrição cancelada e, em valor de inscrição, com exceção ao cidadão amparado pelo
consequência, anulados todos os atos dela decorrentes, Decreto nº 6.593, de 2 de outubro de 2008, publicado no Diá-
mesmo que aprovado na prova e que o fato seja constatado rio Oficial da União em 03 de outubro de 2008, que comprove
posteriormente. estar inscrito no Cadastro Único para Programas Sociais do
3.21. Para se inscrever, o candidato deverá preencher as Governo Federal - CadÚnico, com renda familiar mensal
condições para nomeação, especificadas no CAPÍTULO II - igual ou inferior a três salários mínimos ou renda familiar per
DOS REQUISITOS. capita de até meio salário mínimo mensal, conforme o re-
3.22. O candidato que necessitar de qualquer tipo de condi- ferido Decreto e o disposto no Decreto nº 6.135, de 2007.
ção especial para a realização da prova, inclusive prova brai- 4.1. A comprovação no Cadastro Único para Programas So-
le ou ampliada, deverá acessar o site da Fundação VUNESP, ciais será feita pela indicação do Número de Identificação
localizar o concurso, clicar na área do candidato e selecionar Social - NIS, além dos dados solicitados no Requerimento de
o link Envio dos documentos, promovendo o encaminha- Inscrição via Internet.
mento por meio digital (upload) nas extensões “pdf”, “png”, 4.2. Considera-se renda familiar a soma dos rendimentos
“jpg” ou “jpeg”, até o encerramento das inscrições. brutos auferidos por todos os membros da família e renda fa-
3.22.1. O candidato que não o fizer, durante o período de ins- miliar per capita, a divisão da renda familiar pelo total de indi-
crição e conforme estabelecido nos itens anteriores, não terá víduos da família.
a sua prova especial preparada ou as condições providenci- 4.3. A veracidade das informações prestadas pelo candida-
adas, seja qual for o motivo alegado. to, no Requerimento de Isenção, será consultada junto ao ór-
3.22.2. A solicitação de condições especiais será atendida gão gestor do CadÚnico, vinculado ao Ministério do Desen-
obedecendo a critérios de viabilidade e de razoabilidade. volvimento Social e Combate à Fome.
3.22.3. No caso do candidato com deficiência, deverá ser 4.4. Para solicitar a isenção de pagamento de que trata o item
observado também o previsto no CAPÍTULO V - DA PARTI- 4 deste Capítulo, o candidato deverá efetuar a inscrição isen-
CIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM DEFICIÊNCIA, deste ta de pagamento, conforme os procedimentos estabelecidos
Edital. a seguir:
3.23. A candidata que tiver a necessidade de amamentar du- 4.4.1. Acessar, a partir das 10h00 do dia 08 de agosto de
rante a realização da prova deverá levar um acompanhante, 2018 até as 23h59min do dia 09 de agosto de 2018,
sendo esta indicação de sua inteira responsabilidade. Essa observando o horário de Brasília, o link referente ao Concur-
pessoa deverá possuir maioridade legal, devidamente com- so Público, e preencher o Requerimento de Isenção;
provada, e permanecer em sala reservada para essa finali- 4.4.2. Indicar o Número de Identificação Social - NIS, além
dade, sendo responsável pela criança. dos dados solicitados no Requerimento de Isenção via In-
54
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

ternet. nados.
4.5. As informações prestadas no Requerimento de Inscri- 5.4.4. Durante a perícia médica poderão ser realizados e/ou
ção com isenção de pagamento serão de inteira responsabi- solicitados pelos médicos peritos exames clínicos e/ou com-
lidade do candidato, respondendo civil e criminalmente pelo plementares.
teor das afirmativas. 5.4.5. Será eliminado da lista de pessoas com deficiência o
4.6. Não será concedida isenção de pagamento do valor de candidato convocado que não comparecer à perícia médica.
inscrição ao candidato que: 5.4.6. Será eliminado do Concurso Público o candidato cuja
a) deixar de efetuar o Requerimento de Inscrição com isen- deficiência assinalada na ficha de inscrição seja incompatí-
ção de pagamento pela Internet; vel com o Cargo pretendido.
b) deixar de prestar informações verídicas ou omiti-las. 5.4.7. As vagas que não forem providas por falta de candida-
4.7. Declaração falsa sujeitará o candidato às sanções pre- tos, por reprovação no Concurso Público ou por não enqua-
vistas em lei, aplicando-se o disposto no parágrafo único do dramento como pessoa com deficiência na perícia médica,
artigo 10 do Decreto nº 83.936, de 06 de setembro de 1979. serão preenchidas pelos demais candidatos, com estrita
4.7.1. A qualquer tempo poderão ser realizadas diligências observância da ordem classificatória.
relativas à situação declarada pelo candidato, deferindo-se 5.4.8. Para assistência à Comissão Permanente instituída
ou não o seu pedido. pela Portaria nº 734/18, publicada no DOM de 21/06/18, para
4.8. A partir do dia 30 de agosto de 2018 os candidatos de- análise dos cargos, inscrições e a compatibilidade para re-
verão verificar no endereço eletrônico www.vunesp.com.br serva legal de vagas aos candidatos portadores de deficiên-
os resultados da análise dos Requerimentos de Isenção de cia, fica designada a seguinte comissão multiprofissional:
pagamento do valor da inscrição, observados os motivos de Comissão Análise Cargos de Pessoas com Deficiência:
indeferimento. - Ana Paula Raisaro
4.9. O candidato que tiver seu Requerimento de Isenção de - Fernanda Mariveti da Silva
pagamento do valor da inscrição deferido terá sua inscrição - Willian da Silva Rodrigues
validada, não gerando boleto para pagamento da inscrição. 5.5. A análise dos aspectos relativos ao potencial de trabalho
4.9.1. Para as inscrições isentas de pagamento, será consi- do candidato com deficiência obedecerá ao disposto no De-
derado, para fins de validação da última inscrição efetivada, creto Federal nº 3.298, de 20/12/1999, artigos 43 e 44, alte-
o número do documento gerado no ato da inscrição. rado pelo Decreto Federal nº 5.296, de 02/12/2004.
4.10. O candidato que tiver seu pedido de isenção de paga- 5.6. As pessoas com deficiência participarão deste Concur-
mento do valor da inscrição indeferido poderá apresentar so Público em igualdade de condições com os demais candi-
recurso no prazo de dois dias úteis, conforme procedimentos datos, no que se refere ao conteúdo da prova, avaliação e cri-
definidos no CAPÍTULO XII DOS RECURSOS, deste Edital. térios de aprovação, ao horário e ao local de aplicação da
4.10.1. Após a análise dos recursos, será divulgada no site prova e à nota mínima exigida para aprovação.
www.vunesp.com.br a relação dos requerimentos deferidos 5.7. No ato da inscrição, o candidato com deficiência, que ne-
e indeferidos. cessite de condição especial para realização da prova, de-
4.11. Os candidatos que tiverem seus pedidos de isenção in- verá requerê-la, informando quais os recursos especiais ne-
deferidos e/ou recurso julgado improcedente e que tiverem cessários (materiais, equipamentos, intérprete de Libras, lei-
interesse em participar do certame deverão retornar ao site tura labial, prova braile, prova ampliada, ou o auxílio de ledor).
da Fundação VUNESP e realizar uma nova inscrição (até 12 5.8. O candidato inscrito como pessoa com deficiência deve-
de setembro de 2018), gerar o boleto e efetuar o pagamento rá especificar, na Ficha de Inscrição, a sua deficiência.
da inscrição, até a data limite de 13 de setembro de 2018. 5.9. O candidato deverá declarar, quando da inscrição, ser
4.12. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto e a Fundação pessoa com deficiência, especificá-la e indicar que deseja
VUNESP eximem-se das despesas com viagens e estada concorrer às vagas reservadas no Formulário de Inscrição e,
dos candidatos para prestar as provas. no período das inscrições, deverá acessar o link próprio da
CAPÍTULO V - DA PARTICIPAÇÃO DE CANDIDATOS COM página do Concurso Público no site da Fundação VUNESP
DEFICIÊNCIA (www.vunesp.com.br), localizar a área do candidato e enviar
5. Às pessoas com deficiência é assegurado o direito de se a documentação por meio digital (upload) nas extensões
inscrever neste Concurso Público, desde que as atribuições “pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”, a saber:
do cargo pretendido sejam compatíveis com a deficiência a) Laudo Médico (original ou cópia autenticada) expedido no
que possuem, conforme estabelecido no Decreto Federal nº prazo máximo de 12 (doze) meses anteriores ao término das
3.298, de 20/12/1999. inscrições, atestando a espécie e o grau ou nível de deficiên-
5.1. Os candidatos enquadrados legalmente serão avalia- cia, com expressa referência ao código correspondente da
dos, por Comissão específica, no que concerne à compatibi- Classificação Internacional de Doenças - CID, assinatura e
lidade de sua deficiência com o exercício de todas as atri- carimbo contendo o CRM do médico responsável por sua
buições do cargo, sem restrições. emissão, bem como a provável causa da deficiência, inclusi-
5.2. A reserva legal de vagas dos candidatos com defi- ve para assegurar a previsão de adaptação da sua prova, in-
ciência(s) está em conformidade com o disposto na Lei Com- formando, também, o seu nome, o número do documento de
plementar nº 2.515/12. identidade (R.G.) e o número do CPF.
5.3. Consideram-se pessoas com deficiência aquelas que se b) O candidato com deficiência visual, que necessitar de pro-
enquadram nas categorias discriminadas no artigo 4º, do De- va especial em Braile ou Ampliada ou Leitura de sua prova,
creto Federal nº 3.298, de 20/12/1999. além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
5.4. Os candidatos inscritos como pessoas com deficiência, item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
ao término das inscrições, serão relacionados pela Funda- no das inscrições.
ção VUNESP e encaminhados à Prefeitura Municipal de c) O candidato com deficiência auditiva, que necessitar do
Ribeirão Preto que, por meio da Comissão específica, atendimento do Intérprete de Língua Brasileira de Sinais,
procederá análise, enquadramento legal e verificação de além do envio da documentação indicada na letra “a” deste
compatibilidade com o cargo almejado. item, deverá encaminhar solicitação por escrito, até o térmi-
5.4.1. A Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto poderá convo- no das inscrições.
car os candidatos que se declararem deficientes, nos termos d) O candidato com deficiência, que necessitar de tempo adi-
do item 5, para realização de perícia médica. cional para realização das provas, além do envio da docu-
5.4.2. A perícia médica de que trata o item 5.1 tem o objetivo mentação indicada na letra “a” deste item, deverá encami-
de constatar a deficiência declarada no ato da inscrição. nhar solicitação, por escrito, até o término das inscrições,
5.4.3. Para a perícia médica, os candidatos de que trata o com justificativa acompanhada de parecer médico emitido
item 5.4 poderão ser convocados em data a ser divulgada por especialista da área de sua deficiência.
oportunamente, por meio de Edital de Convocação específi- 5.10. Ao candidato com deficiência visual (cegos) que solici-
co, a fim de comparecerem em data, horário e local determi- tar prova especial em braile será oferecida prova neste sis-
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 55
tema e suas respostas deverão ser transcritas também em cia, se atenderem a essa condição, e ao cadastro destinado
braile. Os referidos candidatos deverão levar para esse fim, à ampla concorrência, de acordo com a sua classificação no
no dia da aplicação das provas, reglete e punção, podendo concurso.
ainda, utilizar-se de soroban. 6.3.1. Os candidatos negros aprovados dentro do número de
5.11. Ao candidato com deficiência visual (baixa visão) que vagas oferecido para ampla concorrência não serão compu-
solicitar prova especial ampliada serão oferecidas provas tados para efeito de preenchimento das vagas reservadas.
nesse sistema. 6.4. Em caso de desistência de candidato negro aprovado em
5.11.1. Serão oferecidas as provas ampliadas, com tamanho cadastro reservado, a vaga será preenchida pelo candidato
e letra correspondente a corpo 24. negro posteriormente classificado.
5.12. Ao candidato com deficiência visual (cego ou baixa vi- 6.4.1. Após a aplicação de todas as etapas do concurso, na
são), que solicitar prova especial, será oferecido leitor de te- hipótese de não haver candidatos negros aprovados, na lista
la, por meio da utilização do software NVDA. final, em número suficiente para que sejam ocupadas ao ca-
5.13. O candidato que, dentro do prazo do período das ins- dastro reservado, as vagas remanescentes serão revertidas
crições, não atender os dispositivos mencionados no item para a lista da ampla concorrência e serão preenchidas pelos
5.9 e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado demais candidatos aprovados, observada a ordem de classi-
pessoa com deficiência e não terá a prova e/ou condições ficação no concurso.
especiais atendidas, seja qual for o motivo alegado. 6.5. A nomeação dos candidatos aprovados respeitará os
5.14. No ato da inscrição, o candidato com deficiência deverá critérios de alternância e de proporcionalidade, que conside-
declarar estar ciente das condições estabelecidas neste Edi- ram a relação entre o número total de cadastro reserva e o
tal e que, no caso de vir a exercer o cargo, estará sujeito à número de cadastro reservado aos candidatos com deficiên-
avaliação pelo desempenho das atribuições do cargo para o cia e aos candidatos negros.
qual está concorrendo. 6.6. A relação dos candidatos que se autodeclararam, na
5.15. Após a investidura no cargo, a deficiência não poderá inscrição, pretos ou pardos, na forma da Lei Municipal nº
ser arguida para justificar a concessão de readaptação ou de 13.306/14, será divulgada na internet, no endereço eletrôni-
aposentadoria por invalidez. co www.vunesp.com.br, na ocasião da divulgação do edital
5.16. Os documentos encaminhados fora da forma ou dos de locais e horários de realização das provas.
prazos estipulados neste Capítulo não serão aceitos. 6.6.1 O candidato disporá de dois dias úteis a partir da di-
CAPÍTULO VI - DAS VAGAS DESTINADAS ÀS PESSOAS vulgação da relação citada no subitem anterior para contes-
NEGRAS OU PARDAS tar a referida relação, por meio do endereço eletrônico www.-
6. Das vagas destinadas a cada cargo/perfil e das vagas que vunesp.com.br na página do Concurso Público, seguindo as
vierem a ser criadas durante o prazo de validade do concur- instruções ali contidas.
so, 20% serão providas na forma da Lei Municipal nº 13.306, 6.7. A inobservância do disposto no item 6.1 deste edital
publicada no DOM de 10/07/2014. acarretará a perda do direito ao pleito do cadastro reservado
6.1. Para concorrer ao cadastro reservado, o candidato de- aos negros.
verá: CAPÍTULO VII - DA PROVA
a) no ato da inscrição, optar por concorrer ao cadastro reser- 7. O Concurso Público constará da seguinte prova e horário
vado às pessoas negras ou pardas, preenchendo a autode- de aplicação:
claração de que é preto ou pardo, conforme quesito cor ou
CARGO PROVAS Nº DE HORÁRIO
raça utilizado pela Fundação Instituto Brasileiro de Geogra- ITENS DA PROVA
fia e Estatística - IBGE Agente Comunitário de Saúde Fase Única
b) acessar o link próprio da página do Concurso Público, im- Prova Objetiva
primir, assinar e encaminhar a autodeclaração, até o encer- Conhecimentos Gerais
-Língua Portuguesa 13
ramento das inscrições, para cada cargo inscrito, por meio
- Matemática 10
digital (upload), nas extensões “pdf”, “png”, “jpg” ou “jpeg”. - Atualidades 05 Manhã
c) A autodeclaração terá validade somente para este Con- - Noções de Informática 05
curso Público. - Estatuto do Servidor 02
6.1.1. O candidato que, dentro do prazo do período das ins- Conhecimentos Específicos
Conhecimentos Específicos 15
crições não atender os dispositivos mencionados no item
6.1. e seus subitens, deste Capítulo, não será considerado 7.1. A prova objetiva visa avaliar o grau de conhecimento
negro e/ou pardo, não cabendo recurso em favor de sua si- teórico do candidato, necessário ao desempenho do cargo.
tuação, seja qual for o motivo alegado, passando a integrar 7.1.2. A duração da prova será de 3 (três) horas.
automaticamente a lista geral. 7.2. A prova objetiva, de caráter eliminatório e classificatório,
6.1.2. As informações prestadas no momento da inscrição será composta de questões de múltipla escolha, com 5 alter-
são de inteira responsabilidade do candidato, devendo este nativas cada uma, sendo considerada apenas 01 alternativa
responder por qualquer falsidade. correta.
6.1.3. Na hipótese de constatação de declaração falsa, o 7.3. A prova objetiva versará sobre os conteúdos programá-
candidato será eliminado do concurso e, se tiver sido nomea- ticos constantes do Anexo I.
do, ficará sujeito à anulação da sua nomeação ao serviço ou CAPÍTULO VIII - DA PRESTAÇÃO DA PROVA
emprego público, após procedimento administrativo em que 8. A prova objetiva com data prevista para 21/10/2018 será
lhe sejam assegurados o contraditório e a ampla defesa, sem aplicada na cidade de Ribeirão Preto.
prejuízo de outras sanções cabíveis. 8.1. Caso haja impossibilidade de aplicação da prova em Ri-
6.1.4. O candidato que, no ato de inscrição, não declarar a beirão Preto, a Fundação VUNESP poderá aplicá-la em mu-
opção de concorrer ao cadastro reservado para pessoas nicípios próximos.
negras ou pardas, conforme determinado no item 6.1, deixa- 8.2. A confirmação da data e as informações sobre o local,
rá de concorrer ao cadastro reservado às pessoas negras ou horário e sala para a realização da prova deverão ser acom-
pardas e não poderá interpor recurso em favor de sua situa- panhadas pelo candidato por meio de Edital de Convocação
ção. a ser publicado no Diário Oficial do Munícipio de Ribeirão
6.2. O candidato que se autodeclarar pessoa negra ou parda Preto, não podendo alegar qualquer espécie de desconheci-
participará do concurso público em igualdade de condições mento para justificar sua ausência ou atraso.
com os demais candidatos, no que se refere às provas apli- 8.3. O candidato deverá acompanhar a publicação da convo-
cadas, ao conteúdo das mesmas, à avaliação e aos critérios cação no Diário Oficial do Município podendo, ainda, como
de aprovação, ao horário e local de aplicação da prova e à sub-sídio consultar o site www.vunesp.com.br.
nota mínima exigida para todos os demais candidatos. 8.3.1. Recomenda-se ao candidato que acesse diariamente
6.3. Os candidatos negros ou pardos concorrerão concomi- o site mencionado.
tantemente ao cadastro reservado às pessoas com deficiên- 8.4. Nos 3 (três) dias que antecederem à data prevista para
56
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

a realização da prova, o candidato poderá contatar o Disque definido em cada sala de aplicação.
VUNESP (0xx11) 3874-6300, em dias úteis, das 8 às 20 horas. 8.12.2. Durante a realização da prova, não serão permitidos
8.5. Somente será permitida a participação do candidato na qualquer espécie de consulta a códigos, livros, manuais, im-
prova na respectiva data, horário, local e sala constantes no pressos, anotações ou outro tipo de pesquisa, utilização de
Edital de Convocação. outro material não fornecido pela Fundação VUNESP, má-
8.6. O candidato receberá o Cartão Informativo por e-mail, no quina e relógio de qualquer natureza, agenda eletrônica ou
endereço eletrônico informado no ato da inscrição, sendo de similar, aparelhos sonoros, telefone celular, BIP, pager,
sua exclusiva responsabilidade a manutenção/atualização walkman, tablet, iPod, palmtop, pendrive, mp3 player, grava-
de seu correio eletrônico. dor, controle de alarme de carro ou qualquer tipo de receptor
8.6.1. Não serão encaminhados Cartões Informativos aos e emissor de mensagem, assim como o uso de boné, gorro,
candidatos cujos endereços eletrônicos informados no ato chapéu, óculos de sol e fones de ouvido.
da inscrição estejam incompletos ou incorretos. 8.12.3.O telefone celular e/ou qualquer equipamento eletrô-
8.6.2. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICIPAL nico deverá ser desligado antes de ingressar na sala e per-
DE RIBEIRÃO PRETO não se responsabilizam por informa- manecer desligados durante a aplicação da(s) prova(s), e
ções incorretas, incompletas ou por falha na entrega de men- dentro da embalagem plástica.
sagens eletrônicas causada por endereço eletrônico incorre- 8.12.4. A Fundação VUNESP poderá fornecer embalagem
to ou por problemas de provedor de acesso do candidato tais plástica, para a guarda de objetos pessoais do candidato,
como: caixa de correio eletrônico cheia, filtros anti-spam, inclusive de relógio, telefone celular ou de qualquer outro
eventuais truncamentos ou qualquer outro problema de or- material de comunicação.
dem técnica, sendo aconselhável sempre consultar o site da 8.12.4.1. A embalagem plástica, contendo os objetos pes-
Fundação VUNESP (www.vunesp.com.br). soais do candidato, deverá permanecer lacrada e debaixo da
8.6.3. A informação sobre o local de prova obtida no site da carteira durante todo o período de aplicação do concurso e
Fundação VUNESP tem caráter de mero auxílio ao candida- podendo ser aberto após a conclusão da prova e somente
to, não sendo aceita a alegação como justificativa para a au- fora do local.
sência ou o comparecimento em data, local, sala ou horários 8.13. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al-
incorretos, uma vez que a comunicação oficial é aquela feita gum dado cadastral, por erro de digitação constante do Edital
no Diário Oficial do Município. de Convocação, deverá efetuar a correção somente por meio
8.7. Se, por qualquer motivo, o nome do candidato não cons- do site e após 02 (dois) dias da data da aplicação da Prova
tar do Edital de Convocação para a prova deverá ser contatado Objetiva.
o Disque VUNESP, de segunda a sábado, em dias úteis, das 8.14. O candidato que queira fazer alguma reclamação ou
8 às 20 horas, pelo telefone (0xx11) 3874-6300, para verificar sugestão deverá procurar a sala de coordenação no local em
o ocorrido. que estiver prestando a prova.
8.7.1. Ocorrendo o caso constante no item 8.7, poderá o can- 8.15. No início da aplicação da prova, objetivando garantir a
didato realizar a prova se apresentar o respectivo compro- lisura e a idoneidade do Concurso Público - o que é de in-
vante de pagamento efetuado nos moldes previstos neste teresse público e, em especial, dos próprios candidatos –
Edital, devendo, para tanto, preencher e assinar, no dia da bem como sua autenticidade, solicitará aos candidatos a au-
prova, formulário fornecido pela Fundação VUNESP. tenticação digital e a reprodução de uma frase, na lista de
8.7.2. A inclusão de que trata o item 8.7.1 será realizada de presença.
forma condicional, sujeita à posterior verificação da regulari- 8.16. No ato da realização da prova, o candidato receberá o
dade da referida inscrição. caderno de questões e a folha de respostas, na qual deverá
8.7.3. Constatada eventual irregularidade da inscrição, a in- conferir os seus dados pessoais e registrar seu nome por ex-
clusão do candidato será automaticamente cancelada, sem tenso no campo apropriado, não podendo alegar qualquer
direito à reclamação, independentemente de qualquer for- tipo de desconhecimento.
malidade, considerados nulos todos os atos dela decorren- 8.17. É de responsabilidade do candidato, inclusive no que
tes. diz respeito aos seus dados pessoais, a verificação e a con-
8.8. O candidato deverá comparecer ao local designado para ferência do material entregue pela Fundação VUNESP, para
a respectiva prova, constante do Edital de Convocação, com a realização da prova, incluindo as orientações contidas na
antecedência mínima de 60 (sessenta) minutos, munido de: capa do caderno de questões e na folha de respostas.
8.8.1. um dos seguintes documentos de identificação com fo- 8.17.1. Distribuídos os cadernos de questões e, na hipótese
tografia, no original: Cédula de Identidade (R.G.), ou Regis- de verificarem falhas de impressão, o candidato deverá in-
tro de Identidade Civil (RIC), Carteira de Trabalho e Previ- formar ao fiscal da sala.
dência Social (CTPS), Carteira Nacional de Habilitação com 8.18. O candidato deverá transcrever as respostas para a
foto, Passaporte, Identidade Funcional expedida pela Polícia folha de respostas com caneta de tinta preta.
Federal, Polícia Civil, Polícia Militar, inclusive aquelas expe- 8.18.1. A eventual utilização de caneta de tinta de outra cor
didas aos Soldados PM Temporários, ou Certificado de Re- para preenchimento das respostas poderá acarretar prejuízo
servista ou outro documento de identificação com fé pública ao candidato, uma vez que as marcações poderão não ser
e fotografia; detectadas pelos equipamentos de leitura ótica.
8.8.2. comprovante de pagamento da taxa de inscrição (no 8.19. A folha de respostas, cujo preenchimento é de respon-
caso de o nome não constar no Edital de Convocação); sabilidade do candidato, é o único documento válido para a
8.8.3. caneta esferográfica fabricada em material transpa- correção eletrônica e deverá ser entregue no final da prova
rente de tinta preta, lápis preto e borracha macia. ao fiscal de sala, sem emendas ou rasuras.
8.9. Somente será admitido na sala de prova o candidato que 8.20. Não serão computadas questões não respondidas nem
apresentar um dos documentos de identificação descritos no questões que contenham mais de uma resposta (mesmo que
subitem 8.8.1 deste Capítulo, desde que permita, com clare- uma delas esteja correta), emendas ou rasuras, ainda que
za, a sua identificação. legíveis.
8.10. Não serão aceitos protocolos ou quaisquer outros do- 8.21. Não deverá ser feita nenhuma marca fora do campo re-
cumentos não constantes deste Edital. servado às respostas, pois qualquer marca poderá ser lida
8.11. Não será admitido no local de prova o candidato que se pelas leitoras ópticas, prejudicando o desempenho do can-
apresentar após o horário estabelecido no Edital de Convo- didato.
cação para o início da prova. 8.22. Não haverá substituição da folha de respostas por erro
8.12. Não haverá segunda chamada, seja qual for o motivo do candidato.
alegado para justificar o atraso ou a ausência do candidato, 8.23. O candidato somente poderá retirar-se do local de apli-
nem aplicação da prova fora do local, sala, data e horário pre- cação da prova depois de decorrido o prazo de 75% (setenta
estabelecidos. e cinco por cento) do tempo de sua duração, não podendo
8.12.1. O horário de início da prova, propriamente dito, será levar o caderno de questões e a folha de respostas.
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 57
8.24. Deverão permanecer em cada uma das salas de prova dos, sucessivamente, os seguintes critérios de desempate:
os 3 (três) últimos candidatos, até que o último deles entre- 11.1. com idade igual ou superior a 60 (sessenta) anos no
gue sua prova, assinando termo respectivo. término das inscrições, nos termos da Lei Federal nº 10.741/
8.25. Após o término do prazo previsto para a duração da 2003, entre si e frente aos demais, sendo que será dada
prova, não será concedido tempo adicional para o candidato preferência ao de idade mais elevada;
continuar respondendo questão ou procedendo à transcri- 11.1.1. que obtiver maior número de acertos nas questões de
ção para a folha de respostas. Conhecimentos Específicos;
8.26. Um exemplar, em branco, do caderno de questões da 11.1.2. que obtiver maior número de acertos nas questões de
prova estará disponível no site www.vunesp.com.br no link Língua Portuguesa;
Prova na página do Concurso Público, e o gabarito estará 11.1.3. que obtiver maior número de acertos nas questões de
disponível a partir da publicação no Diário Oficial do Municí- Matemática
pio. 11.1.4. que obtiver maior número de acertos nas questões de
8.27. Em caso de necessidade de amamentação durante a Atualidades
realização da prova, a candidata lactante deverá levar um 11.1.5. que obtiver maior número de acertos nas questões de
acompanhante, maior de idade, devidamente comprovada, Noções de Informática;
que ficará em local reservado e será responsável pela guar- 11.1.6. que obtiver maior número de acertos nas questões do
da da criança. Estatuto do Servidor;
8.27.1. Não haverá compensação do tempo de amamentação 11.1.7. mais idoso entre os candidatos com idade inferior a
no período de duração da prova. 60 (sessenta) anos no término das inscrições.
8.28. O candidato que, eventualmente, necessitar alterar al- 11.1.8. ter o candidato, comprovadamente, sido jurado, nos
gum dado cadastral, deverá fazê-lo em formulário específi- termos do disposto no artigo 440 do Código de Processo
co, devidamente datado e assinado, quando estiver prestan- Penal (Decreto-Lei nº 3.689, de 3 de outubro de 1941), in-
do a prova, entregando-o ao fiscal da sala. Caso queira fazer troduzido pela Lei nº 11.689, de 9 de junho de 2008.
alguma reclamação ou sugestão, o candidato deverá procu- 11.1.9. Persistindo, ainda, o empate, poderá haver sorteio na
rar a sala de coordenação. presença dos candidatos envolvidos.
8.28.1. O candidato que não solicitar a correção nos termos 11.2. Os candidatos aprovados serão classificados, por or-
deste item deverá arcar, exclusivamente, com as conse- dem decrescente da pontuação final.
quências advindas de sua omissão. 11.3. Os candidatos classificados serão enumerados em três
8.29. Não haverá prorrogação do tempo previsto para a apli- listas, sendo uma geral (todos os candidatos aprovados), ou-
cação da prova em virtude de afastamento, por qualquer mo- tra aos candidatos pardos ou negros e outra especial (can-
tivo, do candidato da sala de prova. didatos com deficiência aprovados), que serão publicadas
8.30. Será excluído do Concurso Público o candidato que: no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto.
a) apresentar-se fora de local, sala/turma, data e/ou horário 11.4. Não ocorrendo inscrição no Concurso Público ou apro-
estabelecido no Edital de Convocação; vação de candidatos negros ou pardos ou com deficiência,
b) não comparecer à prova, conforme convocação oficial, se- será elaborada somente a Lista de Classificação Final Geral.
ja qual for o motivo alegado; 11.5. O percentual de vagas reservado aos candidatos ne-
c) não apresentar o documento de identidade, conforme gros ou pardos e/ou com deficiência será revertido para
previsto neste Capítulo; aproveitamento de candidatos da Lista de Classificação
d) ausentar-se da sala ou local de prova sem o acompanha- Final Geral, se não houver inscrição, aprovação ou, ainda, se
mento de um fiscal; o número de candidatos negros ou pardos e/ou com deficiên-
e) for surpreendido em comunicação com outras pessoas ou cia não atingir o limite a eles reservado.
utilizando-se de calculadora, livros, notas ou impressos não CAPÍTULO XII - DOS RECURSOS
permitidos, ou usando boné, gorro, chapéu ou óculos de sol; 12. O prazo para interposição de recurso será de 2 (dois) dias
f) estiver, durante a aplicação das provas, fazendo uso de úteis, contados da data da divulgação ou do fato que lhe deu
qualquer tipo de equipamento eletrônico de comunicação; origem.
g) lançar mão de meios ilícitos para executar a prova; 12.1. Para recorrer, o candidato deverá utilizar o endereço
h) fizer anotação de informações relativas às suas respostas eletrônico www.vunesp.com.br, na página do Concurso Pú-
em qualquer material que não o fornecido pela Fundação blico, seguindo as instruções ali contidas.
VUNESP; 12.2. Admitir-se-á um único recurso para cada questão da
i) não devolver ao fiscal a folha de respostas ou qualquer prova, desde que devidamente fundamentado.
outro material de aplicação da prova; 12.3. Quando o recurso se referir ao gabarito da prova obje-
j) perturbar, de qualquer modo, a ordem dos trabalhos; tiva, deverá ser elaborado de forma individualizada, ou seja,
k) agir com incorreção ou descortesia para com qualquer 01 (um) recurso para cada questão e a decisão será tomada
membro da equipe encarregada da aplicação da prova; mediante parecer técnico da Banca Examinadora.
l) retirar-se do local de provas antes do tempo permitido. 12.4. O gabarito divulgado poderá ser alterado em função da
CAPÍTULO IX - DO JULGAMENTO DA PROVA análise dos recursos interpostos e, caso haja anulação ou
9. DA PROVA OBJETIVA alteração do gabarito, as provas serão corrigidas de acordo
9.1. A prova objetiva será avaliada na escala de 0 a 100 com o gabarito oficial definitivo.
pontos. 12.5. A pontuação relativa à(s) questão(ões) anulada(s) será
9.1.1. A nota da prova objetiva será obtida pela fórmula: atribuída a todos os candidatos presentes na prova.
NP = Nax100 12.5.1. No caso de provimento do recurso interposto dentro
Nq das especificações, esse poderá, eventualmente, alterar a
Onde: nota/classificação inicial obtida pelo candidato para uma
NP = nota da prova nota/classificação superior ou inferior, ou ainda poderá ocor-
Na = número de acertos rer a desclassificação do candidato que não obtiver a nota
Nq = número de questões mínima exigida para habilitação.
9.1.2. Será considerado habilitado o candidato que obtiver 12.5.2. A decisão do deferimento ou indeferimento de recur-
nota da prova (NP) igual ou superior a 50 pontos. so será publicada no Diário Oficial do Município de Ribeirão
9.1.3. O candidato não habilitado será eliminado do Concur- Preto e disponibilizada como subsídio no site www.vunesp.
so Público. com.br e www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link Concursos.
CAPÍTULO X - DA PONTUAÇÃO FINAL 12.5.3. Somente serão considerados os recursos interpos-
10. A pontuação final será a nota obtida na prova objetiva. tos para a fase a que se referem e no prazo estipulado, não
CAPÍTULO XI - DOS CRITÉRIOS DE DESEMPATE E DA sendo aceitos, portanto, recursos interpostos em prazo des-
CLASSIFICAÇÃO FINAL tinado a evento diverso daquele em andamento.
11. Em caso de igualdade da pontuação final, serão aplica- 12.5.4. O recurso interposto fora da forma e dos prazos es-
58
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

tipulados neste Edital não será conhecido, bem como não mento ou Escritura Pública de União Estável;
será conhecido aquele que não apresentar fundamentação g) Certidão de Nascimento dos filhos;
e embasamento, ou aquele que não atender às instruções h) Caderneta de Vacinação dos filhos com até 05 (cinco)
constantes do link Recursos na página específica do Concur- anos de idade;
so Público. i) Diploma de conclusão da formação exigida no requisito
12.6. Não será aceito e conhecido recurso interposto pelos mínimo, devidamente registrado pelo Ministério da Educa-
Correios, por meio de fax, e-mail ou por qualquer outro meio ção ou por outro órgão com delegação para tal. O documento
além do previsto neste Capítulo. de escolaridade que for representado por declaração, certi-
12.7. O candidato que não interpuser recurso no prazo men- dão, atestado e outros documentos que não tenham o cunho
cionado será responsável pelas consequências advindas de definitivo de conclusão de curso deverá ser acompanhado,
sua omissão. OBRIGATORIAMENTE, do respectivo histórico escolar. A
12.8. Não será aceito pedido de revisão de recurso e/ou re- declaração e o histórico escolar deverão ser expedidos por
curso de recurso. Instituição Oficial ou reconhecida, em papel timbrado, e
12.9. A Banca Examinadora constitui última instância para os deverão conter carimbo e identificação da Instituição e do
recursos, sendo soberana em suas decisões, razão pela responsável pela expedição do documento.
qual não caberão recursos adicionais. j) Cópia da Declaração de Bens encaminhada à Receita Fe-
12.10. A interposição de recurso não obsta o regular anda- deral, relativa ao último exercício fiscal;
mento do cronograma do Concurso Público. k) 1 foto 3x4 atual e colorida;
12.11. No caso de recurso em pendência à época da realiza- l) comprovante de residência;
ção de algumas das etapas do Concurso Público, o candida- m) registro no respectivo Conselho de Classe (se houver);
to poderá participar condicionalmente da etapa seguinte. n) certidão de Distribuição Criminal.
12.12. Quando da publicação do resultado das provas, serão 14.3. Caso haja necessidade, a Prefeitura Municipal de Ri-
disponibilizados os espelhos das folhas de respostas. beirão Preto poderá solicitar outros documentos comple-
12.12.1. Encerrados os respectivos períodos de interposição mentares.
de recurso, esses espelhos não estarão mais acessíveis. 14.4. Não serão aceitos, para o ato da posse, protocolos ou
CAPÍTULO XIII - DA CONVOCAÇÃO PARA NOMEAÇÃO cópias dos documentos exigidos. As cópias somente serão
13. Os candidatos aprovados serão convocados obedecen- aceitas se estiverem acompanhadas do original, para fins de
do à ordem classificatória, observada a necessidade e con- conferência pelo órgão competente.
veniência da Prefeitura Municipal de Ribeirão Preto, para 14.5. O candidato aprovado e classificado para as vagas
o preenchimento das vagas existentes. existentes, obedecendo à ordem de classificação, será con-
13.1. A convocação mencionada no item 13 ocorrerá por pu- vocado para ser submetido a Exame Médico Admissional, de
blicação no Diário Oficial do Município de Ribeirão Preto e caráter eliminatório, para avaliação de sua saúde física e
poderá, também, a critério da Prefeitura Municipal de Ribei- mental, oportunidade em que poderá ser detectada incapa-
rão Preto, ser informada por meio de mensagem eletrônica cidade ou enfermidade impeditiva para o desempenho das
(e-mail). tarefas do Cargo Público, podendo, nestes casos, serem so-
13.2. A informação da convocação, por meio de correspon- licitados exames complementares.
dência direta, referida no item 13.1, deste Capítulo, terá CA- 14.6. As decisões da Perícia Médica da Prefeitura Munici-
RÁTER MERAMENTE INFORMATIVO E NÃO SERÁ OFI- pal de Ribeirão Preto terão caráter eliminatório para efeito
CIAL, devendo o candidato acompanhar a publicação na Im- de posse, serão soberanas e delas não caberá qualquer
prensa Oficial do Município de Ribeirão Preto. recurso.
13.3. Os candidatos aprovados, conforme disponibilidade de 14.7. O candidato convocado, que não se apresentar no local
vagas, terão sua nomeação publicada no Diário Oficial do e nos prazos estabelecidos, será considerado desistente,
Município de Ribeirão Preto. implicando sua eliminação definitiva e convocação do candi-
13.4. No caso de o candidato necessitar de deslocamento de dato subsequente, imediatamente classificado.
sua moradia, para posse, o ônus correspondente às despe- 14.8. O não atendimento aos itens requeridos impedirá a
sas de deslocamento e sua manutenção será de exclusiva posse no cargo e servirá de base para que a nomeação seja
responsabilidade do candidato. tornada sem efeito, não cabendo qualquer direito ao candi-
CAPÍTULO XIV - DA POSSE dato.
14. Além das disposições constantes no CAPÍTULO II - DOS CAPÍTULO XV - DO CURSO INTRODUTÓRIO
REQUISITOS, deste Edital, o candidato deverá atender às DE FORMAÇÃO INICIAL E CONTINUADA
seguintes condições, quando de sua posse: 15. Os candidatos habilitados, quando da convocação para
a) submeter-se ao Exame Médico Admissional; manifestação de interesse para assumir o cargo, serão ins-
b) providenciar, a cargo da Prefeitura Municipal de Ribei- critos em Curso Introdutório de Formação Inicial e Continu-
rão Preto, os exames complementares que se fizerem ne- ada para Agentes Comunitários de Saúde, conforme a Lei nº
cessários à realização do Exame Médico Admissional (a re- 11.350, de 5 de outubro de 2006, alterada pela Lei nº 13.595,
lação dos exames será fornecida pela Prefeitura Municipal de 05 de janeiro de 2018.
de Ribeirão Preto); 15.1. A aprovação no Curso Introdutório será requisito indis-
c) atender aos dispositivos referentes aos requisitos básicos pensável para ingresso no cargo.
para investidura em Cargo Público. 15.2. Durante o curso, o candidato deverá contar com fre-
14.1. Será vedada a posse de ex-servidor público demitido quência mínima de 75% (setenta e cinco por cento) e nota de
ou destituído de cargo, nas situações previstas no Estatuto aproveitamento mínima de 7,0 (sete).
dos Funcionários Públicos do Município de Ribeirão Preto ou 15.3. A realização do Curso Introdutório de Formação Inicial
legislação correlata. e Continuada ficará sob total responsabilidade da Prefeitura
14.2. O candidato deverá apresentar, necessariamente, no Municipal de Ribeirão Preto.
ato da posse, os seguintes documentos originais e entregar 15.3.1. O candidato não será remunerado, em hipótese al-
respectivas cópias legíveis, que ficarão retidas: guma, pelo período em que estiver realizando o Curso In-
a) Comprovante de inscrição no PIS/PASEP, se já for cadas- trodutório de Formação Inicial e Continuada, bem como não
trado; será fornecida alimentação durante o período do curso.
b) Cadastro de Pessoa Física - CPF regularizado; 15.3.2. Todas as despesas relativas à participação do candi-
c) Cédula de Identidade - R.G.; dato no Curso Introdutório de Formação Inicial e Continuada
d) Título de Eleitor com o comprovante de estar quite com a correrão às expensas do próprio candidato.
justiça eleitoral; 15.4. A fim de possibilitar a participação no curso, a muni-
e) Comprovante de quitação com as obrigações militares, se cipalidade irá disponibilizá-lo em horário diurno e noturno.
do sexo masculino; 15.5. A duração do curso será de 40 (quarenta) horas, sendo
f) Certidão de Nascimento, se solteiro, Certidão de Casa- de segunda a sexta-feira durante uma semana, se em
Sexta-feira, 27 de Julho de 2018
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP 59
período integral diurno ou durante duas semanas, de segun- b) mensagem eletrônica não visualizada ou deletada;
da a sexta-feira, se em período noturno. c) mensagem eletrônica devolvida por limite de cota e/ou
CAPÍTULO XVI - DAS DISPOSIÇÕES FINAIS tempo de entrega excedidos;
16. O prazo de validade do Concurso Público é de 2 (dois) 16.13. O candidato será considerado desistente e excluído
anos, a contar da data da publicação da homologação, po- tacitamente do Concurso Público quando não comparecer
dendo ser prorrogado uma única vez por igual período, a às convocações na data estabelecida ou manifestar sua de-
critério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRE- sistência por escrito.
TO. 16.14. Os questionamentos relativos a casos omissos ou du-
16.1. O período de validade do Concurso não gera para a vidosos serão julgados pela Comissão de Concursos da
PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO a obriga- PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO.
toriedade de aproveitar todos os candidatos aprovados. 16.15. Decorridos 90 (noventa) dias da homologação e não
16.2. A aprovação e a classificação definitiva geram, para o caracterizando qualquer óbice, é facultada a eliminação das
candidato, apenas a expectativa de direito à contratação e à provas e demais registros escritos, mantendo-se, porém, pelo
preferência na nomeação. prazo de validade do Concurso Público, os registros eletrô-
16.3. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO nicos.
reserva-se o direito de, durante a vigência do presente con- 16.16. As convocações, avisos e resultados serão publica-
curso, mediante necessidade, interesse público e disponibi- dos no Diário Oficial do Município e ficarão disponíveis no en-
lidade orçamentária, convocar candidatos aprovados, res- dereço eletrônico: www.ribeiraopreto.sp.gov.br, no link Con-
peitando-se incondicionalmente, a ordem de classificação cursos PREFEITURA MUNICIPAL.
para o provimento de cargos que vagarem e/ou forem cria- 16.17. Sem prejuízo das sanções criminais cabíveis, a qual-
dos. quer tempo, a PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
16.4. A inscrição do candidato no Concurso implicará a com- PRETO poderá anular a inscrição, prova ou nomeação do
pleta ciência das normas e condições estabelecidas neste candidato, desde que sejam verificadas falsidades de decla-
Edital, e das normas legais pertinentes, sobre as quais não ração ou irregularidade no Certame.
poderá alegar qualquer espécie de desconhecimento, bem 16.18. A critério da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEI-
como importará na sua expressa aceitação. RÃO PRETO, a homologação/prorrogação deste concurso
16.5. A inveracidade/inautenticidade nos documentos, mes- poderá ser feita em etapas (por cargo).
mo que verificada a qualquer tempo, em especial por ocasião 16.19. A nomeação do candidato implica sua aceitação da
da admissão, acarretará a nulidade da inscrição com todas Legislação em vigor, inclusive do Estatuto dos Servidores
as suas consequências, sem prejuízo das demais medidas Municipais da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO
de ordem administrativa, civil ou criminal cabíveis. PRETO.
16.6. Caberá ao PREFEITO MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRE- 16.20. A prática de falsidade ideológica em prova documen-
TO a homologação do resultado deste Concurso Público. tal acarretará cancelamento da inscrição do candidato, sua
16.7. Os itens deste Edital poderão sofrer eventuais atualiza- eliminação do respectivo Concurso Público e anulação de
ções ou retificações, enquanto não consumada a providên- todos os atos com respeito a ele praticados pela PREFEITU-
cia ou evento que lhes disser respeito, circunstância que se- RA ainda que já tenha sido publicado.
rá divulgada em Edital ou Aviso publicado. 16.21. Durante a realização de qualquer prova/fase e/ou em
16.8. As informações sobre o presente Concurso Público, nenhuma das etapas deste Concurso Público será permitida
até a publicação da classificação final, serão prestadas pela a utilização de qualquer tipo de aparelho que realize a gra-
Fundação VUNESP, por meio do Disque VUNESP, nos dias vação de imagem, de som, ou de imagem e som pelo can-
úteis, das 08 às 20 horas, e pela internet, no site www. didato, pelos seus familiares ou por quaisquer outros estra-
vunesp.com.br, sendo que, após a competente homologa- nhos ao Concurso Público. Caso haja qualquer necessidade
ção, as informações pertinentes passam a ser de responsa- de realização de uma ou mais modalidades de gravação aqui
bilidade da PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRE- citada, com vistas à produção do conhecimento a ser avali-
TO. ado pela banca examinadora da organizadora do Concurso
16.9. Em caso de necessidade de alteração, atualização ou Público, caberão à Fundação VUNESP e, somente a ela, a
correção de algum dado cadastral, até a emissão da classi- realização, o uso e a guarda de todo e qualquer material pro-
ficação final, o candidato deverá solicitá-la à Fundação duzido.
VUNESP por meio do site www.vunesp.com.br. Após a ho- 16.22. Toda a menção a horário neste Edital e em outros atos
mologação e durante o prazo de validade deste Concurso dele decorrentes terá como referência o horário oficial de
Público, eventual alteração de endereço deverá ser encami- Brasília.
nhada, mediante carta, assinada pelo candidato aprovado, Ribeirão Preto, 26 julho de 2018
com Aviso de Recebimento, endereçada ao Departamento ANGELO ROBERTO PESSINI JUNIOR
de Recursos Humanos da PREFEITURA MUNICIPAL RIBEI- Secretário Municipal da Administração
RÃO PRETO. É de responsabilidade do candidato manter CÍNTIA PEREZ DE ANDRADE
seu endereço, e-mail e telefone atualizados para viabilizar os Diretora do Departamento de Recursos Humanos
contatos necessários, sob pena de, quando for convocado, Em substituição
perder o prazo para admissão, caso não seja localizado. ANEXO I
16.10. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO CONTEÚDO PROGRAMÁTICO
e a Fundação VUNESP se eximem de quaisquer despesas A legislação, para todos os cargos, deve ser considerada
assumidas pelos candidatos em razão deste Concurso, no- com as alterações e atualizações vigentes até a data da pu-
tadamente as decorrentes de viagens e estadas dos candi- blicação do edital. Legislação com entrada em vigor após a
datos. publicação do edital poderá ser utilizada, quando superve-
16.11. A Fundação VUNESP e a PREFEITURA MUNICIPAL niente ou complementar a algum tópico já previsto ou indis-
DE RIBEIRÃO PRETO não emitirão Declaração de Aprova- pensável à avaliação para o cargo.
ção no Certame, pois a própria publicação no DOM é docu- ENSINO MÉDIO COMPLETO
mento hábil para fins de comprovação da aprovação. Não - PARA O CARGO DE Agente Comunitário de Saúde:
serão fornecidos atestado, cópia de documentos, certificado CONHECIMENTOS GERAIS
ou certidão relativos à situação do candidato reprovado no Língua Portuguesa: Leitura e interpretação de diversos ti-
Concurso. pos de textos (literários e não literários). Sinônimos e antô-
16.12. A PREFEITURA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO nimos. Sentido próprio e figurado das palavras. Pontuação.
e a Fundação VUNESP não se responsabilizam por even- Classes de palavras: substantivo, adjetivo, numeral, prono-
tuais prejuízos ao candidato decorrentes de: me, verbo, advérbio, preposição e conjunção: emprego e
a) endereço eletrônico inexistente, com erros ou não atuali- sentido que imprimem às relações que estabelecem. Concor-
zado; dância verbal e nominal. Regência verbal e nominal. Coloca-
60
Diário Oficial
RIBEIRÃO PRETO - SP Sexta-feira, 27 de Julho de 2018

ção pronominal. Crase. da Câmara Municipal de Ribeirão Preto),


Matemática: Resolução de situações-problema, envolven- Considerando que o Decreto nº 9.412, de 18 de junho de
do: adição, subtração, multiplicação, divisão, potenciação ou 2018, “atualiza os valores das modalidades de licitação de
radiciação com números reais, nas suas possíveis represen- que trata o art. 23 da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993”
tações; Mínimo múltiplo comum; Máximo divisor comum; (documento anexo); e,
Porcentagem; Razão e proporção; Regra de três simples ou Considerando que referido decretou entrou em vigor trinta
composta; Equações do 1º ou do 2º graus; Sistema de equa- dias após a data de sua publicação, tendo o mesmo sido pu-
ções do 1º grau; Grandezas e medidas - quantidade, tempo, blicado no DOU de 19 de junho de 2018, e portanto, em vigor
comprimento, superfície, capacidade e massa; Relação en- a partir do dia 19 de julho de 2018,
tre grandezas - tabela ou gráfico; Tratamento da informação RESOLVE:
- médias aritméticas; Noções de Geometria - forma, ângulos, Artigo 1º - Em cumprimento ao disposto no Decreto n. 9.412,
área, perímetro, volume, Teoremas de Pitágoras ou de Tales. de 18 de junho de 2018, na Câmara Municipal de Ribeirão
Atualidades: Questões relacionadas a fatos políticos, eco- Preto, os valores estabelecidos nos incisos I e II, do “caput”,
nômicos, sociais e culturais, nacionais e internacionais, do art. 23, da Lei nº 8.666, de 21 de junho de 1993, ficam
ocorridos a partir de 1º de janeiro de 2018, divulgados na atualizados nos seguintes termos:
mídia local e/ou nacional. I - para obras e serviços de engenharia:
Noções de Informática: MS-Windows 7: conceito de pas- a) na modalidade convite - até R$ 330.000,00 (trezentos e
tas, diretórios, arquivos e atalhos, área de trabalho, área de trinta mil reais);
transferência, manipulação de arquivos e pastas, uso dos b) na modalidade tomada de preços - até R$ 3.300.000,00
menus, programas e aplicativos, interação com o conjunto (três milhões e trezentos mil reais); e
c) na modalidade concorrência - acima de R$ 3.300.000,00
de aplicativos MS-Office 2010. MS-Word 2010: estrutura
(três milhões e trezentos mil reais); e
básica dos documentos, edição e formatação de textos, ca-
II - para compras e serviços não incluídos no inciso I:
beçalhos, parágrafos, fontes, colunas, marcadores simbóli-
a) na modalidade convite - até R$ 176.000,00 (cento e se-
cos e numéricos, tabelas, impressão, controle de quebras e
tenta e seis mil reais);
numeração de páginas, legendas, índices, inserção de obje-
b) na modalidade tomada de preços - até R$ 1.430.000,00
tos, campos predefinidos, caixas de texto. MS-Excel 2010: (um milhão, quatrocentos e trinta mil reais); e
estrutura básica das planilhas, conceitos de células, linhas, c) na modalidade concorrência - acima de R$ 1.430.000,00
colunas, pastas e gráficos, elaboração de tabelas e gráficos, (um milhão, quatrocentos e trinta mil reais).
uso de fórmulas, funções e macros, impressão, inserção de Artigo 2º - As despesas decorrentes da execução do presen-
objetos, campos predefinidos, controle de quebras e nume- te Ato correrão à conta das dotações constantes do orçamen-
ração de páginas, obtenção de dados externos, classificação to próprio deste Poder Legislativo.
de dados. MS-PowerPoint 2010: estrutura básica das apre- Artigo 3º - Este Ato entra em vigor na data de sua publicação,
sentações, conceitos de slides, anotações, régua, guias, ca- retroagindo seus efeitos à 19 de julho de 2018, nos termos do
beçalhos e rodapés, noções de edição e formatação de apre- art. 2º do Decreto nº 9.412/2018, revogadas as disposições
sentações, inserção de objetos, numeração de páginas, bo- em contrário.
tões de ação, animação e transição entre slides. Correio Ele- CUMPRA-SE. O Coordenador Administrativo da Câmara
trônico: uso de correio eletrônico, preparo e envio de mensa- Municipal faça publicar.
gens, anexação de arquivos. Internet: navegação na Internet, Ribeirão Preto, 20 de julho de 2018
conceitos de URL, links, sites, busca e impressão de pági- IGOR OLIVEIRA
nas. Presidente
Estatuto do Servidor: Lei Ordinária nº 3.181/76 - Dispõe so- ORLANDO PESOTI
bre o Regime Jurídico dos Funcionários do Município de Ri- 1º Vice-Presidente
beirão Preto. ALESSANDRO MARACA
CONHECIMENTOS ESPECÍFICOS 2º Vice-Presidente
Agente Comunitário de Saúde LINCOLN FERNANDES
Conhecimentos Específicos: Lei nº 11.350/2006, com as 1º Secretário
alterações introduzidas pela Lei nº 13.595/2018. Conceito de FABIANO GUIMARÃES
Saúde. Conceito e estratégias de promoção de saúde. Prin- 2º Secretário
cípios e diretrizes do Sistema Único de Saúde. Conceito de Registrado e publicado na Secretaria da Câmara Municipal
comunidade e controle social. Ferramentas de trabalho do de Ribeirão Preto, em 20 de julho de 2018.
Agente Comunitário de Saúde: entrevista e visita domiciliar. JONATAS SAMUEL SILVA DE SOUZA
Cadastramento familiar e territorial: finalidade e instrumen- Coordenador Administrativo
tos. Conceito de territorialização, de microárea e área de
abrangência. Conceito de acolhimento. Conceito de interse-
torialidade. Principais indicadores de saúde. Medidas de sa- INEDITORIAIS
INEDITORIAIS
neamento básico. Construção de diagnóstico de saúde da
comunidade. O Agente Comunitário de Saúde e o acompa- A ELETRO RIO MONTAGENS INDUSTRIAIS LTDA, CNPJ
nhamento da gestante e da criança. O papel do Agente Co- 54.981.493/0002-06, torna público que solicitou junto à
munitário de Saúde nas ações de controle da dengue e da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, através do Processo
malária. Estatuto da Criança e do Adolescente. Estatuto do nº 02.2012.048261-0, a Renovação da Licença de Opera-
Idoso. ção, para a atividade de Montagens de Painéis Elétricos, por
UE 02.09.10
Conta Própria e de Terceiros e seus Serviços afins e Cor-
relatos, na Rua Uruguai, 2375, Bloco B, Parque Industrial Tan-
PODER LEGISLATIV
LEGISLATIVO
TIVO quinho, CEP 14.075-330, município de Ribeirão Preto - SP.

Câmara A MANSOLD MANUTENÇÃO POR SOLDAGEM EIRELI-


Câmara Municipal de Ribeirão Preto EPP, torna público que recebeu junto à Secretaria Municipal
ATO DA MESA Nº 537 do Meio Ambiente, através do Processo nº 02.2018.003246-
DE 20 DE JULHO DE 2018 8, a Licença Prévia, de Instalação e de Operação nº 067/
A MESA DA CÂMARA MUNICIPAL DE RIBEIRÃO PRETO, 2018, para a atividade de Serviços Industriais de Usinagem,
nos termos do artigo 22, inciso I, alínea “b”, da Lei Orgânica Tornearia e Solda, na Rua Sylvio de Magalhães Padilha, 751,
do Município de Ribeirão Preto, c.c. os artigos 13 e 23 da Re- Distrito Empresarial Prefeito Luiz Roberto Jábali, CEP: 14.072-
solução nº 174, de 23 de maio de 2015 (Regimento Interno 102, município de Ribeirão Preto - SP