Está en la página 1de 2

A caridade em 1 Cor.

13, 1-13 e nos Escritos de SAMZ

A exortação de Paulo em 1 Cor 13,1-13 e partes do pensamento de Antônio


Maria Zaccaria estão solidamente vinculadas pelo amor a Deus e ao
próximo. Portanto, a caridade é concebida como o caminho, pelo qual
todo carisma será sempre frutífero e importante.

I. A caridade é a força que permite a comunhão entre as pessoas. Ela


consiste numa experiência trinitária que alimenta e orienta a vida dos
cristãos. Portanto, para aprofundar dita experiência convém analisar,
brevemente, o hino da caridade em 1 Cor 13,1-13. São treze versículos que,
sem sombra de dúvida, se integram na literatura universal, nos quais nos
é dado ver uma nova perspectiva de vida. A passagem está no centro da
carta, e é parte de um estupendo projeto. De fato, é um pronunciamento
pastoral de Paulo perante as dificuldades comunitárias da Igreja da cidade
de Corinto, no século I. Efetivamente, o Apostolo coloca a caridade como
fundamento da própria existência: ¨e não tivesse amor, nada seria¨ (v.2).
Segundo esta línea, recomenda procurar este dom maior porque ilumina
ocaminho e percebe o rumo do projeto de Deus. É a voz que exige
fidelidade Àquele que nos amou por primeiro. Trata-se de uma graça que
é, em si, a essência do cristianismo. O conteúdo pode ser dividido em três
partes:

a) Sem amor até o melhor dos dons é nada (vv. 1-3): todos os dons e
maravilhas mencionados são grandes, mas o amor é maior. Então todo
carisma é importante quando não falta a caridade.

b) O amor produz todos os bens (vv. 4-7): sobretudo o amor foi revelado
de modo total em Jesus Cristo; e tal realidade faz transcender toda a
nossa vida cotidiana. Nisto consiste a exortação do Apostolo aos cristãos
de Corinto: superar as dificuldades diárias com a força da caridade.

c) O amor já é agora o que será eternamente (vv. 8-13): Quem tem amor,
tem tudo. O amor é perfeito porque é dado pela graça de Deus. É a mãe de
todas as virtudes.

II. A espiritualidade de Santo Antonio Maria Zaccaria (1502-1539) é


fundamentada na Sagrada Escritura e tem como modelo o apóstolo Paulo
de Tarso e Cristo Crucificado. Então, obviamente, a caridade estará muito
presente nos seus Escritos, vejamos apenas alguns pontos:

1) “O caminho da caridade e do amor de Deus”


1.1. A caridade é o caminho que conduziu Deus à terra (20412).

1.2. A caridade é o caminho que conduz o homem ao céu (20413).

2) “Modo de adquirir esta caridade e de ver se ela existe em você”, o amor


do próximo:

2.1. “Não se pode fazer esta experiência, se não por meio do homem”
(20419)

2.2. “Deus costuma agir em um homem por meio de outro” (20420)

2.3. “O homem deve ser curado pelo mesmo meio que o fez adoecer”
(20421)

2.4. “O homem deve ser libertado das paixões por um outro homem”
(20422)

Enfim, segundo Antônio Maria, a santificação significa amar a Deus


sobre todas as coisas e, por seu amor, amar a todos: amar os amigos nele e
amar os inimigos por amor dele. Quem fizer assim, será puro, tranquilo e
sem inquietação (20323).