Está en la página 1de 9

CULTURA E CARACTERISTICAS DA FRANÇA

França, oficialmente República Francesa, é um país localizado no oeste da


Europa. É banhado pelo Oceano Atlântico e pelo Mar Mediterrâneo. Faz fronteira
com Alemanha, Andorra, Bélgica, Espanha, Itália, Luxemburgo, Principado de
Mônaco e Suíça. A nação possui uma população de aproximadamente 65
milhões de habitantes distribuídos em um território que ocupa 643.801 km². A
França está entre os países mais ricos e desenvolvidos do mundo. Na Europa,
ocupa o terceiro lugar entre as economias do continente, superada somente pela
Alemanha e o Reino Unido. No âmbito global, é a sexta economia, superada
pelos Estados Unidos, Japão, Alemanha, República Popular da China e Reino
Unido. A capital, Paris, exerce um importante papel na Europa, inclusive, é uma
das mais populosas do continente. Além disso, é considerada uma cidade global,
ou seja, uma das mais importantes do mundo.

A economia francesa fica entre as cinco primeiras a nível mundial. A França está
entre os três países mais industrializados da Europa.
O país, que é o maior produtor agrícola da União Europeia, produz
principalmente carne, milho, trigo e vinho.
O maior produtor de energia nuclear do mundo é a França que, além disso, se
destaca no setor da indústria de automóveis e eletrônica.

A economia francesa é uma das mais fortalecidas do mundo, seu parque


industrial é bastante diversificado, atua na fabricação de automóveis, aviões,
peças, produtos químicos e alimentos. Além da indústria de tecnologia de ponta,
que fabrica produtos de informática e suprimentos, artigos eletrônicos e
armamentos.

A França é o país de origem de várias empresas multinacionais, entre as quais


podemos citar: Accor, Air France, Air Liquide, Alcatel, Alstom, Areva, Aventis,
Axa, BNP Paribas, Bouygues, Carrefour, Champion, Citroem, Danone, EDF,
ELF, FNAC, France Telecom, Leroy Merlin, Michelin, Peugeot, Renault, Saint-
Gobain, Suez, Thales, Thomson, entre outras.

Além do setor industrial francês, outra importante fonte de receita é o turismo.


Anualmente, a França recebe cerca de 70 milhões de turistas, que “injetam”
bilhões de dólares na economia.
Dentre os inúmeros produtos de exportação estão os vinhos e os perfumes
franceses, que são famosos em todo o mundo.

Na agricultura, o país se destaca na produção de trigo, batata doce, milho,


cevada, uva, batata, frutas, aveia, girassol, hortaliças, beterraba, tabacos e
vinhos. Na pecuária, as principais criações são de bovinos, suínos, ovinos,
caprinos, além dos pescados, como bacalhau, badejo e sardinha.

No extrativismo mineral, o país se destaca na produção de carvão, ferro, sais de


potássio, bauxita, zinco, chumbo, ouro, petróleo, gás natural, gipsita e aço.

A população francesa possui uma boa qualidade de vida, apresenta bons


indicadores sociais, além disso, a renda per capita é uma das melhores do
mundo. A constituição francesa concede o direito de culto no país, assim, são
praticadas diversas religiões, dentre elas: catolicismo (maioria), agnosticismo,
ateísmo, islamismo, protestantismo e judaísmo.

O idioma oficial é o francês, no entanto, línguas minoritárias são faladas no país,


como o catalão, bretão, corso, ocitano, provençal, franco-provençal, basco e o
alsaciano.

Hino
O hino oficial da França recebe o nome de Marselhesa. É originalmente um canto
revolucionário da autoria de Claude-Joseph Rouget de Lisle, capitão do exército
francês, que foi composto em 1792.
O objetivo do canto era animar os soldados a lutar pelo país por ocasião
da Revolução Francesa, conforme mostra frase inicial da composição musical:
"Avante, filhos da Pátria,
O dia da Glória chegou."

Cultura e Turismo
Liberdade, Igualdade e Fraternidade (em francês, Liberté, Egalité, Fraternité) é
o lema da revolução francesa que se tornou patrimônio desse país que tem uma
vasta riqueza cultural.
Por isso, a França é muito procurada por turistas em todo o mundo, os quais
totalizam o número de milhões anualmente.
Museus, monumentos, praias são apenas alguns dos seus atrativos. Paris, a
cidade da luz, é conhecida também como a cidade das compras.
A Catedral de Notre Dame, no centro de Paris, é a maior atração do país. De
estilo gótico, o início da sua construção data de 1163, demorando quase 200
anos para ser concluída.
A catedral é uma obra-prima que abriga uma série de esculturas e quadros. Nela,
Napoleão Bonaparte foi coroado imperador, em 1804.
A Torre Eiffel, também em Paris, é um símbolo da França que demorou dois
anos para ser construído, o que aconteceu em 1889.
Projetada por Gustave Eiffel, tem 324 metros de altura e foi feita para a Exibição
Universal de 1889. Para tanto, não deveria ser uma construção duradoura, sendo
suposta a sua demolição após 20 anos de exposição.
O Museu do Louvre, em Paris, recebe milhões de visitantes por ano. É, sem
dúvida, um dos museus mais visitados no mundo.
Uma das obras mais famosas que se encontra exposta nessa galeria de arte,
que abriga mais de 35 mil obras, é a Mona Lisa, de Leonardo da Vinci.
Dentre os pontos de interesse, o Arco do Triunfo oferece uma vista privilegiada,
de onde é possível ver toda Paris.É uma obra de arquitetura datada de 1806. O
monumento é uma homenagem ao Exército Imperial e foi construído por ordem
de Napoleão Bonaparte.
No que respeita à gastronomia, o queijo é um símbolo. Trata-se de uma
verdadeira paixão dos franceses.
No país, há centenas de variedades de queijos. Para o acompanhar, há vinho,
pois a França é um dos maiores produtores da bebida em todo o mundo.
A baguete, famoso pão francês, pode ser encontrada em diversas localidades.

Economia
A economia francesa fica entre as cinco primeiras a nível mundial. A França está
entre os três países mais industrializados da Europa.
O país, que é o maior produtor agrícola da União Europeia, produz
principalmente carne, milho, trigo e vinho.
O maior produtor de energia nuclear do mundo é a França que, além disso, se
destaca no setor da indústria de automóveis e eletrônica.

Dados gerais

Nome: República Francesa.


Brasão:

Gentílico: francês ou francesa.

Capital: Paris.

Idioma oficial: francês.

Governo: República Unitária Semipresidencial.

Entrada na União Europeia: 25 de março de 1957.

Densidade demográfica: 113,5 hab./km².

Renda per capita: 42.680 dólares.

IDH (Índice de Desenvolvimento Humano): 0,872 (muito alto).

Esperança de vida: 81,6 anos.

Mortalidade infantil: 3,41/ mil nasc.

Alfabetização: 99%.

Moeda: euro.

Site oficial do governo francês: WWW.elysee.fr

Relógio da população da França

21-05-2018 17:48:06

65 242 739 População atual

População masculina
31 755 215
atual (48.7%)

33 487 524 População feminina atual (51.3%)


310 496 Nascidos neste ano

1 636 Nascidos hoje

223 577 Mortes este ano

1 178 Mortes hoje

26 126 Migração líquida este ano

138 Migração líquida hoje

Crescimento da população este


113 045
ano

596 Crescimento da população hoje

Bandeira

A bandeira tricolor é o emblema nacional da França. Ela é composta por três


faixas nas cores azul, branco e vermelho, que se apresentam em sentido vertical
nessa ordem, da esquerda para a direita.
O branco é a cor da realeza, enquanto o azul e o vermelho são as cores da
revolução. Juntas, elas têm o sentido de união entre povo e monarquia.

6 CURIOSIDADES SOBRE A CULTURA FRANCESA

Com certeza você já ouviu falar muito sobre o povo francês e conhece até
mesmo alguns estereótipos, como o fato deles não gostarem de se comunicar
em inglês ou terem hábitos de higiene considerados peculiares para nós,
brasileiros.
Porém, quais curiosidades sobre a cultura francesa você de fato conhece?
Selecionamos algumas para você se aprofundar no tema e descobrir muito mais
particularidades sobre esse país. Boa leitura!

1. O pão francês não tem origem francesa


Se você estiver indo para a França, não vai ter muito sucesso ao pedir um “pão
francês” em nenhuma das padarias locais. Por essa você não esperava, não é
mesmo? Na verdade, a baguete é o tipo de pão mais comum por lá.

Acredita-se que a versão brasileira, também conhecida com “pão de sal”, é uma
réplica criada ainda no século XIX, a partir da descrição oral de viajantes que
tentavam reproduzir a iguaria consumida em terras francesas.
Por isso, lembre-se de pesquisar mais sobre a cultura e os costumes de um local
antes de visitá-lo para evitar gafes e constrangimentos.

2. O petit gâteau não é o que conhecemos


A mesma atenção ao pedir um pãozinho francês vale caso você deseje saborear
um típico petit gâteau. De acordo com a tradução literal da expressão, ao pedir
um “petit gâteau” a um garçom, ele poderá servi-lo com qualquer bolo ou biscoito
genérico.

Não precisa se preocupar tanto: a receita que conhecemos no Brasil como petit
gâteau é realmente francesa. Basta caprichar na pronúncia e pedir um biscuit de
chocolat coulant ou um mi-cuit au chocolat e voilà!

3. Na França, “sair à francesa” é “sair à inglesa”


O francês é geralmente considerado frio, mas muito educado. Por isso, não é
tão comum ter o hábito de sair de uma festa ou um evento sem se despedir dos
demais convidados, já que isso pode facilmente ser considerado rude.

Essa prática, na verdade, foi iniciada pelos ingleses, mundialmente conhecidos


por sua praticidade. Apesar do filer à l’anglaise (ou “sair à inglesa”) ter
originalmente causado grande espanto entre os franceses, o costume acabou se
tornando moda por volta do século XVIII e sendo popularizado em outras nações
como um hábito francês.

4. Na cultura francesa, o Natal pode ser chamado de Réveillon


Para os franceses, a palavra “réveillon” tradicionalmente designa a refeição
servida tanto na véspera do Natal quanto na véspera do Ano Novo. Ela deriva
do verbo réveiller, que tem o sentido figurado associado a “acordar” ou
“reanimar”.
Apesar da expressão ser aceita para ambas as datas, na prática, os franceses
costumam usar noel para o natal e nouvel an para o ano novo.

5. A França é o maior exportador de vinho do mundo


A disputa entre Itália e França em termos de produção de vinho é bastante
acirrada.

Em 2014, os franceses perderam a liderança para os italianos — segundo dados


da Organização Internacional da Vina e do Vinho (OIV), foram 49,5 milhões de
hectolitros contra 47,5.
Os dois países também competem entre os maiores consumidores da bebida,
mas a França ganha em valores de exportação: só em 2015, a França faturou
mais de 8 milhões de euros contra pouco mais de 5 milhões da Itália.

6. A Tour Eiffel é uma antena de rádio


Quem diria que o maior símbolo francês, a Torre Eiffel, é uma torre de
transmissão radiofônica? Na verdade, foi essa utilidade que a salvou de ser
demolida em 1909!

Inaugurada em março de 1889, ela foi originalmente construída como parte da


Exposição Universal que comemorava o centenário da revolução francesa — e
esse projeto previa que a obra fosse temporária.

Um dos principais pontos turísticos franceses, a Torre Eiffel é o monumento


pago mais visitado do mundo e ainda é o prédio mais alto da França. Também
foi o mais alto do mundo até 1930.

Moda da cultura francesa

A moda francesa é um dos aspectos mais atraentes da cultura, houveram vários


períodos, com diferentes mudanças relacionadas ao vestuário do povo local. A
primeira passagem foi o Diretório, onde as pessoas vestiam-se com roupas
bruscas, fazendo com que os habitantes muitas vezes considerados como mal
vestidos, porém esta impressão rompeu-se com a passagem conhecida como
Império, esta com a marcação da silhueta das mulheres e formas sofisticadas,
utilizando, principalmente, de corsets. A última passagem foi a Regência, sendo
que a mesma apresenta um look mais romântico. Para os brasileiros, até os dias
de hoje, a França é considerado o país de alta-costura, com peças sofisticadas
e modelos elegantes.

Cada povo possui uma cultura diferente, sendo que a mesma costuma ser
modificada de acordo com os países, porém dentro de uma só nação é possível
perceber as várias diferenças que pessoas de estados diferentes possuem,
principalmente no Brasil, com várias influencias de outras localidades que foram
repassadas para o nosso dia a dia.

CULINARIA FRANCESA

A França é um país de grande herança cultural em todos os sentidos, na culinária


não é diferente. A França tem uma culinária que é uma das mais tradicionais em
todo mundo. As comidas típicas francesas convivem perfeitamente com
a nouvelle cuisine.
A nouvelle cuisine, a propósito, é uma maneira de cozinhar usada na cozinha
francesa a partir de década de setenta, em contraste com a cozinha clássica, a
“nova cozinha francesa” tem com característica a leveza e delicadeza dos pratos
e a ênfase na apresentação. Este movimento revolucionou a “alta cozinha” e
contribuiu para a gastronomia moderna no mundo todo.
Confira alguns pratos tradicionais da requintada culinária francesa:

Croissant

Esse já é querido pelos brasileiros, sua massa era inicialmente feita como a de
pão comum e ao longo do tempo foi modificada. A massa folhada como
conhecemos foi aprimorada pelos padeiros de Paris, no início do século 20.
REFERENCIAS

http://countrymeters.info/pt/France

https://www.todamateria.com.br/franca/

https://francesobjetivo.com.br/6-curiosidades-sobre-cultura-francesa/

https://blogcamp.com.br/caracteristicas-da-cultura-francesa/

https://www.vemcomigo.fr/cidade-de-paris/gastronomia-francesa/

https://www.kwintessential.co.uk/resources/guides/guide-to-france-etiquette-
customs-culture-business/

https://pt.portal.santandertrade.com/internacionalize-se/franca/ambiente-
empresarial?&actualiser_id_banque=oui&id_banque=7&memoriser_choix=me
moriser