Está en la página 1de 12

ABERTURA DE TRABALHO

Abrimos a nossa gira,

Pedimos de coração,

Ao nosso Pai Oxalá,

Para cumprir nossa missão

Eu abro a nossa Gira

Com Deus e Nossa Senhora

Eu abro a nossa gira

Sandorê Pemba de Angola

Está aberta a nossa gira...

Com a chave de ouro

Abrimos nossos trabalhos de gloria

Louvado seja Deus

Que Ogun ganhou vitória

Ele ganhou por que

E guerreiro de Oxalá

Com sua espada inocente

Meus trabalhos vem afirmar

Firma o ponto minha gente

Que é de Deus esta seara

Na canjira de Umbanda

Ogun ië

Ogun Iara

Foi São Jorge Guerreiro

Quem matou o dragão

Vou abrir meus trabalhos

Com sua proteção

Salve Nana Buruque

Santa Mãe de Iemanjá

Salve Ode, salve ossae, salve meu Pai Oxalá

Salve Cosme e Damião, salve Doum e Alada, Salve o povo da Jurema, salve o ponto e
pemba, salve Ogun Beira Mar

Eu vou abrir minha cangira

com Deus e Nossa Senhora

Na fé de meu Pai Ogun,

Oxalá que manda agora

Ae Baba e Mamãe Sinda E ô – bis

(todos os orixás)

AGRADECIMENTO – AÇÃO DE GRAÇAS

Deus, iluminai os nossos guias

Pela gloria desse dia

Eu vou pedir ao Meu pai Oxalá

A benção e a proteção pra este Congá

ABERTURA DE CAMINHOS

Caboclo não tem caminho

para caminhar -bis

Caminha por cima da folha

por baixo da folha

em todo lugar – bis

(oke caboclo)

Caboclo já tem caminho

para caminhar - bis

Ele caminha por cima da folha

Por baixo da folha

Em qualquer lugar

Seu caminho esta aberto

Caboclo pode passar

Ele vai girar, ele vai girar

Caboclo filho de Oxossi

Filho de Umbanda

E de Oxalá

Quando a lua sair ele vai girar


AMACI

A todos que olham,

A todos que estão aqui

Muita atenção

Hoje é noite de amaci

Filhos de fé

Respeita pano branco

Babalaô preparou teu banho santo

Filho de fé

Respeita pemba e congá

Dentro da Lei

Vem louvar teu orixá

Saravá Orixá

Tenho a cabeça lavada

Fiz meu batismo na Umbanda

Hei de honrar o meu guia.

Ossain te deu ago

Xangô te coroou

(orixá do filho)

Vou fazer meu amaci

Para minha cabeça firmar

Vou fazer meu amaci

Em nome de Pai Oxala

ANJO DA GUARDA

Meu anjo da guarda,

Bendito sejais,

Em nome de Deus

Seus filhos guardai

Ave Maria dos Anjos

Ave Maria do amor

Peça ao Pai Oxalá


Com todo amor e fervor

Ave Maria dos Anjos

Pai Oxalá disse assim

Que se não fossem os anjos

O que seria de mim

Oxalá meu Pai

Somos filhos da virgem Maria (bis)

Uma estrela nos ilumina – ( bis)

Estrela é a nossa guia

Estrela é a nossa guia

Que os nossos anjos da guarda

Sejam a nossa companhia.

Lá no céu uma luz brilhou

Anjos no terreiro eu chamei

Ó Deus

Ó Deus

Como brilha bonito

O anjo que está em mim (bis)

Se Oxalá permitir

Que venha meu anjo

Me guarde meu anjo

Me abençoe meu anjo

Meu anjo da guarda

Me guarde meu anjo

Me abençoe meu anjo

Meu anjo de luz

Anjo da guarda

Õ ser divino

Guia meus passos

Luz do meu caminho

Eu vi no brilhar das estrelas


Eu vi nas ondas do mar

Eu preciso falar com anjos Maria

E nossa Mãe Iemanjá

BATE CABEÇA

Bate a cabeça

Filhos de Umbanda,

Bate a cabeça,

Filhos de fé.

Bate a cabeça

Filhos de Umbanda

Bate a cabeça

Xangô vem chegando

( nomes dos orixás)

Vai, vai, vai, na fé de Nosso Senhor

Vai bater sua cabeça

Oi que Xangô mandou

Vai fazer seu amalá, com azeite de dendê

Vai bater sua cabeça

Quem é Filho de Xangô

Kaô

Salve Deus salve a morada

Onde Jesus vem morar

Bate cabeça

Filho de Umbanda

Na fé nosso Pai Oxala

Bate cabeça

Filho de Umbanda

Na fé de nosso Pai Ogun

Bate a cabeça filho de Umbanda

Na fé de nossa Mamãe Oxum

Quem é dono da casa


É meu Pai Ogun (É Xango Aira)

Quem manda no terreiro

É minha mãe Oxum (É Pai Oxalá)

Bate a cabeça pra cumprimentar

Filho de Oxossi, Ogun

E Iemanjá

Cachoeira da mata virgem

Onde mora meu Pai Xangô – bis

Pedra rolou Nana Buruque

Pedra rolou Sarava Pai Xangô

Sarava Pai Xangô

EEea

Quem for filho de fé bate a cabeça lá no congá

BATE A CABEÇA TRABALHO DE PRAIA

Bate a cabeça na força da areia

Bate a cabeça nas ondas do mar

Bate a cabeça pra mamãe sereia

Bate a cabeça pra mãe Iemanjá

BATIZADO

Iemanjá cadê Ogun

Foi com Oxossi ao Rio de Jordão

Foram saudar São João Batista

E batizar Cosme e Damião

CONFIRMAÇÃO

Eu já assoprei a pemba

Eu joguei Obi

Eu já bati pão

Eu já rezei ingorossi

Vou bater minha cabeça e

E pedir junto a ti

Responda meu Pai Ogun


Se é dono deste ori

Saravá, saravá, saravá,

Este filho de pemba,

Que fica de pé no congá,

Saravá, saravá Oxalá,

Ele é pai de cabeça,

E não deixa seus filhos tombar,

Lua, ó lua já deu meia noite,

Meu galo de pena cantou.

Lua, ó lua, ilumine o terreiro,

Que pai de cabeça chegou

COLHEITA ERVAS – PREPARAÇAO BANHO

Apanha folha por folha Tata Miro

Apanha folha por folha Tata Miro

Eu sou filho de Ossae Tata Miro

Apanha folha por folha

Tata Miro

Ossain te deu ago

Xangô te coroou

(orixá do filho)

COROAÇAO - camarinha

Foi na Umbanda

que ele se encontrou

Foi na Umbanda

Que ele se firmou

Salve Filho de Umbanda

Salve Pai Oxalá

Salve a tua coroa

Feita neste congá

Encruza, encruza

Ele vai encruzar


Na linha de umbanda

Ele vai encruzar

Salve Filho de Umbanda

Salve Pai Oxalá

Salve a tua coroa

Feita neste congá

Sete linhas de umbanda

Ele já encruzou

Sete linhas de umbanda

Ele já confirmou

Salve Filho de Umbanda

Salve Pai Oxalá

Salve a tua coroa

Feita neste conga

Ossain te deu ago

Xangô te coroou

(orixá do filho)

CRUZAMENTO

Encruza, encruza, encruza,

Encruza com pemba, encruza

Encruza, encruza, encruza

Na fé de Oxalá encruza

(todos os orixás)

Encruza encruza encruza

Encruza este filho de Umbanda

Encruza encruza encruza

Encruza pra vencer demanda

Clareia, clareia,

Clareia Xangô

Clareia

Clareia, clareia,
Clareia Oxum

Clareia

Clareia, clareia

Clareia Iansã

Cruza, cruza, vamos cruzar

Estes filhos neste congá

Com licença de Oxalá

Com as forças de Mãe Yemanjá

Cruza, cruza, já cruzei

Estes filhos dentro da Lei

Com licença de Oxalá

Com as forças de Mãe Yemanjá

Por São Pedro e São Paulo

Meu Jesus sacramentado

Tenho Deus por testemunha

Que está sendo afirmado

DEFUMAÇÃO

Corre e gira pai Ogum,

Filho quer se defumar,

A Umbanda tem fundamento,

É preciso preparar

Cheira incenso e alecrim

Cheira arruda e alfazema,

Defumai filhos de fé,

Com as ervas da Jurema.

Defuma com as ervas da Jurema,

Defuma com arruda e guiné.

Benjoim, alecrim e alfazema,

Vamos defumar filhos de fé.

Meu Pai Oxossi

Dá licença pra defumar


Meu Pai Oxossi

Dá licença pra defumar,

Eu defumo, eu defumo

Essa aldeia real

Nossa Senhora incensou a Jesus Cristo

Jesus Cristo incensou os filhos seus

Eu incenso eu incenso essa casa

Na fé de Oxossi de Ogun e Oxalá

Estou incensando,

Estou defumando

A casa do bom Jesus da Lapa.

Nossa Senhora,

Incensou seus filhos,

Nossa Senhora,

Incensou o seu altar,

Nossa Senhora,

Incensou a sua aldeia,

Para o mal sair e o bem entrar

Estou louvando

Estou incensando

A casa do meu bom Jesus da lapa

A casa do meu Bom Jesus da lapa

Filhos de Umbanda

Vem ver os irmãos seus

Defuma defuma

Na santa lei de Deus

A Umbanda cheirou cheirou

a guiné pra defumar seus filhos

de fé

Defuma eu Baba

Defuma eu Baba – (bis)


Foi assim foi assim foi assim

Foi assim que meu pai ensinou

A defumar nossa aldeia

Para saudar Pai Xangô

“Taca” fogo nestas ervas

Que são ervas de Xangô

Tem arruda tem guine

Tem obi tem orobô

Quem quiser se defumar

Vai pedir ao Pai Xangô

Tem arruda tem guine

Tem obi tem orobo

Defuma coroa de lei

Defuma coroa de lei

Meu rei é quem manda só

Ai ai ai

Meu rei é quem manda só

Ai ai ai

DESCARREGO

Descarrega, descarrega

Todo mal que aqui está,

Leva, leva, leva

Tudo pro fundo do mar

Se tiveres praga de alguém

Desde já seja retirado

Levando pro mar adentro

Nas ondas no mar sagrado

Ogun bateu na terra

No raio de Xangô

Toda poeira que sobrou

Oxum pra Aruanda Levou, levou


Licença de Oxossi ela ganhou

Nas ondas de Iemanjá

Iansã no Barravento pra Oxalá

Tudo levou