Está en la página 1de 2

Eixo temático: Escravidão e sociedade

Proponente: Denis Wilson Silva

Nível de ensino: 3º ano do Ensino Médio

Aula 1. Escravidão no mundo antigo

Objetivos: A partir da escravidão (que na qualidade de instituição se processou


de formas diferentes ao longo da História), espera-se que o aluno entenda: a
formação da civilização ocidental greco-romana; organização política e social;
cotidiano e cultura (valores) destas sociedades.

Estratégias e recursos: observar, ler e interpretar fontes iconográficas que


revelam o modo como se estabelecia o regime escravo no mundo antigo; o
entendimento dado à categoria “trabalho” (esforço fatigante, exercício criativo,
lida braçal).

Avaliação: pesquisa webgráfica sobre o assunto.

Aula 2 e 3. Escravidão nos tempos modernos

Objetivos: Desenhar um quadro comparativo entre a escravidão no mundo antigo


e no mundo moderno; levantar características da vida social a partir do regime
de servidão; entender as transformações históricas (como a emergência do
Capitalismo e guinada na noção de mão de obra como mercadoria alienável);
entender o tráfico negreiro no contexto da colonização de porções ultramarinas;
tomar conhecimento da justificativa sobre qual a escravidão se assentava.

Estratégias e recursos: relacionar fatos históricos simultâneos, construindo uma


linha do tempo.

Avaliação: estudo dirigido sobre as questões que contemplem a temática e sejam


recorrentes em exames vestibulares.

Aula 4. Escravidão e capitalismo histórico no século XIX

Objetivos: Diferenciar as bases orientadoras da escravidão dos tempos


modernos (cuja legitimação tinha mais a ver com questões relativas à religião e
à hierarquização do mundo segundo valores europeus) e a escravidão que,
depois do advento da Revolução Industrial, se conectava a um mundo
organizado pelo Capitalismo industrial (entendendo, destarte, as fases –
díspares – do mesmo); ler o fenômeno da escravidão – instituição socialmente
esclarecida – no contexto da economia do Império brasileiro (escravista)
encaminhada pelo café; assimilar a decadência da escravidão e o consequente
esfacelamento da monarquia no Brasil.

Estratégias e recursos: leitura e interpretação de dados gráficos e de textos


específicos da Revista de História da Biblioteca Nacional.

Avaliação: texto que realize um cotejo entre a abordagem do material didático e


das aulas expositivas.