Está en la página 1de 121

REGISTRO DOS NÚMEROS DE IDENTIFICAÇÃO

Anote os números do chassi e do motor nos espaços reservados para facilitar os pedidos de
reposição de peças no seu concessionário Yamaha ou para futuras referências.

1. NÚMERO DO CHASSI: 2. NÚMERO DE SÉRIE DO MOTOR:

II
Freios (ver pág. 6-16 para maiores detalhes) 2. Fluido de freio
1. Manete e pedal de freio Verifique o nível do fluido de freio. Adicione se
Verifique a folga correta do manete do freio for necessário.
dianteiro e do pedal de freio traseiro. Ajuste-a
se necessário. Certifique-se que os freios estão Fluido de freio recomendado: DOT#4
funcionando corretamente, testando-os em uma
distância curta e em baixa velocidade.
NOTA:
Caso o DOT#4 não estiver disponível, o DOT#3 pode ser
4MW ADVERTÊNCIA: utilizado somente para o freio dianteiro.
MANUAL DO PROPRIETÁRIO Uma sensação de maciez excessiva no manete
© 2004 Yamaha Motor da Amazônia Ltda. ou no pedal do freio indica uma falha no sistema
3. Verifique as pastilhas do freio.
de freio. Não conduza a motocicleta até que o
1ª Edição, Junho de 2004 defeito seja corrigido. Dirija-se a um concessio-
Ver a página 6-18.

nário Yamaha imediatamente. Uma sensação de NOTA:


Todos os direitos reservados.
maciez excessiva pode indicar uma condição Sempre que um serviço de manutenção no freio for
É proibida a reimpressão ou o uso deste perigosa no sistema de freio. necessário, dirija-se a um concessionário Yamaha.
material sem autorização por escrito da
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Vazamento do fluido de freio
Acione o freio por alguns minutos. Verifique se há
Impresso no Brasil vazamentos nas junções do tubo do cilindro mestre.

III 4-3

Freios (ver pág. 6-16 para maiores detalhes) 2. Fluido de freio


1. Manete e pedal de freio Verifique o nível do fluido de freio. Adicione se
Verifique a folga correta do manete do freio for necessário.
dianteiro e do pedal de freio traseiro. Ajuste-a
se necessário. Certifique-se que os freios estão Fluido de freio recomendado: DOT#4
funcionando corretamente, testando-os em uma
distância curta e em baixa velocidade.
NOTA:
Caso o DOT#4 não estiver disponível, o DOT#3 pode ser
4MW ADVERTÊNCIA: utilizado somente para o freio dianteiro.
MANUAL DO PROPRIETÁRIO Uma sensação de maciez excessiva no manete
© 2004 Yamaha Motor da Amazônia Ltda. ou no pedal do freio indica uma falha no sistema
3. Verifique as pastilhas do freio.
de freio. Não conduza a motocicleta até que o
1ª Edição, Junho de 2004 defeito seja corrigido. Dirija-se a um concessio-
Ver a página 6-18.

nário Yamaha imediatamente. Uma sensação de NOTA:


Todos os direitos reservados.
maciez excessiva pode indicar uma condição Sempre que um serviço de manutenção no freio for
É proibida a reimpressão ou o uso deste perigosa no sistema de freio. necessário, dirija-se a um concessionário Yamaha.
material sem autorização por escrito da
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. Vazamento do fluido de freio
Acione o freio por alguns minutos. Verifique se há
Impresso no Brasil vazamentos nas junções do tubo do cilindro mestre.

III 4-3
ATENÇÃO Verifique se a manopla retorna por força da mola ao INTRODUÇÃO
soltá-la. Se necessitar algum tipo de reparo,
O fluido de freio pode danificar superfícies pin-
dirija-se a um concessionário Yamaha. Amigo Cliente, felicitações pela aquisição da Yamaha XT600E. Este modelo é o resultado da
tadas ou peças plásticas. Nunca derrame fluido
vasta experiência da Yamaha na fabricação de motocicletas esportivas, de passeio e destacadas
de freio. Se ocorrer, limpe a superfície imedia-
Óleo do motor (ver página 6-6 para maiores máquinas de competição. Você poderá apreciar agora, o mais alto grau de produção e confiabilidade que tem feito
tamente. detalhes) da Yamaha líder neste campo.
ADVERTÊNCIA: Certifique-se que o óleo do motor esteja no nível
Se encontrar um vazamento do fluido de freio, especificado. Adicione o óleo, se for preciso.
Este manual lhe permitirá, obter um bom conhecimento sobre o funcionamento, a inspeção e a manutenção
dirija-se a um concessionário Yamaha para Óleo recomendado deste modelo.
reparar. Um vazamento pode indicar uma Yamalube 4
condição perigosa. SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Para qualquer esclarecimento consulte um de nossos concessionários autorizados, o qual terá a
Superior maior satisfação em ajudá-lo a manter e conservar a sua motocicleta. O seu concessionário Yamaha possui, além de
Embreagem (ver página 6-21) ferramentas e equipamentos especiais, mecânicos treinados pela fábrica. Portanto, é o único em
Verifique a folga do manete da embreagem e Quantidade de óleo condições de executar qualquer tipo de serviço dentro dos padrões de qualidade e garantia da Yamaha.
certifique-se que está funcionando corretamente. Se
a folga estiver incorreta, ajuste-a. Total
3,3 L YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
Manopla do acelerador (ver página 6-14 para
Troca de óleo periódica
maiores detalhes)
Gire a manopla do acelerador para verificar se está 2,7 L
funcionando corretamente e se há folga. Troca do filtro do óleo
2,8 L
NOTA:
Classificação API do óleo de motor recomendado:
“SH” ou superior.

4-4 IV

ATENÇÃO Verifique se a manopla retorna por força da mola ao INTRODUÇÃO


soltá-la. Se necessitar algum tipo de reparo,
O fluido de freio pode danificar superfícies pin-
dirija-se a um concessionário Yamaha. Amigo Cliente, felicitações pela aquisição da Yamaha XT600E. Este modelo é o resultado da
tadas ou peças plásticas. Nunca derrame fluido
vasta experiência da Yamaha na fabricação de motocicletas esportivas, de passeio e destacadas
de freio. Se ocorrer, limpe a superfície imedia-
Óleo do motor (ver página 6-6 para maiores máquinas de competição. Você poderá apreciar agora, o mais alto grau de produção e confiabilidade que tem feito
tamente. detalhes) da Yamaha líder neste campo.
ADVERTÊNCIA: Certifique-se que o óleo do motor esteja no nível
Se encontrar um vazamento do fluido de freio, especificado. Adicione o óleo, se for preciso.
Este manual lhe permitirá, obter um bom conhecimento sobre o funcionamento, a inspeção e a manutenção
dirija-se a um concessionário Yamaha para Óleo recomendado deste modelo.
reparar. Um vazamento pode indicar uma Yamalube 4
condição perigosa. SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Para qualquer esclarecimento consulte um de nossos concessionários autorizados, o qual terá a
Superior maior satisfação em ajudá-lo a manter e conservar a sua motocicleta. O seu concessionário Yamaha possui, além de
Embreagem (ver página 6-21) ferramentas e equipamentos especiais, mecânicos treinados pela fábrica. Portanto, é o único em
Verifique a folga do manete da embreagem e Quantidade de óleo condições de executar qualquer tipo de serviço dentro dos padrões de qualidade e garantia da Yamaha.
certifique-se que está funcionando corretamente. Se
a folga estiver incorreta, ajuste-a. Total
3,3 L YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
Manopla do acelerador (ver página 6-14 para
Troca de óleo periódica
maiores detalhes)
Gire a manopla do acelerador para verificar se está 2,7 L
funcionando corretamente e se há folga. Troca do filtro do óleo
2,8 L
NOTA:
Classificação API do óleo de motor recomendado:
“SH” ou superior.

4-4 IV
Os pontos de maior importância estão assinalados pelas seguintes anotações:

NOTA ... Uma NOTA fornece informações vitais para esclarecer e facilitar os procedimentos.

ATENÇÃO: A ATENÇÃO, indica os procedimentos especiais a seguir para evitar possíveis danos na motocicleta

ADVERTÊNCIA: A ADVERTÊNCIA, indica os procedimentos especiais que devem ser seguidos para evitar que o
operador ou a pessoa que está reparando ou inspecionando sofra acidente.

NOTA:
Este manual deve ser considerado parte permanente da motocicleta, devendo permanecer com esta, mesmo que seja vendida
posteriormente.
A Yamaha tem o direito reservado a modificações de qualquer natureza no produto, que julgue necessárias, sem prévio aviso.
As ilustrações contidas neste manual, são somente para referência, podendo variar do componente de sua motocicleta.

V
ADVERTÊNCIA:

PEDIMOS QUE LEIA ESTE MANUAL CUIDADOSAMENTE E COMPLETAMENTE, ANTES DE LIGAR A MOTOCICLETA.
NÃO TENTE SAIR COM A MOTOCICLETA ATÉ QUE TENHA ADQUIRIDO UM BOM CONHECIMENTO DOS CONTROLES
E OPERAÇÕES. INSPEÇÕES REGULARES E UMA MANUTENÇÃO CUIDADOSA, JUNTAMENTE COM UMA BOA HABILIDADE
DE PILOTAGEM ASSEGURARÁ QUE VOCÊ DESFRUTE DAS CAPACIDADES DESTA MOTOCICLETA.

VI
INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA

AS MOTOCICLETAS SÃO VEÍCULOS DE DUAS RODAS, DE TRAÇÃO ÚNICA, SEU USO E OPERAÇÃO SEGUROS
DEPENDEM DO USO DE TÉCNICAS DE CONDUÇÃO, BEM COMO DA EXPERIÊNCIA DO MOTOCICLISTA.

TODO MOTOCICLISTA DEVE SEGUIR OS REQUISITOS QUE SEGUEM ANTES DE UTILIZAR A MOTOCICLETA:

1. OBTER INFORMAÇÕES DIRETAS DE UMA FONTE COMPETENTE SOBRE OS ASPECTOS DE OPERAÇÃO


DA MOTOCICLETA.
2. OBSERVAR AS ADVERTÊNCIAS E REQUISITOS DE MANUTENÇÃO NO MANUAL DO PROPRIETÁRIO.
3. OBTER TÉCNICA DE SERVIÇO COMO INDICADO NO MANUAL DO PROPRIETÁRIO PARA REVISAR
CORRETAMENTE OS ITENS.

CONDUÇÃO SEGURA

1. Sempre fazer checagens de pré-operação. Estas checagens podem evitar acidentes.


2. Muitos acidentes provém da inexperiência do motociclista.
a Conheça suas habilidades e limites. Permanecendo dentro dos seus limites você pode evitar acidentes.
b. Somente empreste sua motocicleta para uma pessoa habilitada a conduzir motocicletas.
3. Muitos acidentes acontecem por falha do motorista. Um erro típico do motorista é abrir muito uma curva devido
ao excesso de velocidade. Nunca trafegue mais rápido do que as condições lhe permitem.
4. Numa área que você não conhece, trafegue com mais atenção. Você pode encontrar algum obstáculo que pode lhe
causar um acidente, por exemplo, uma lombada ou uma curva muito acentuada.
5. A posição do motociclista é importante para obter controle. O motociclista deve ter as duas mãos ao guidão e ambos
os pés nos estribos durante a condução da motocicleta.
6. Jamais conduza sob influência de álcool ou drogas.

VII
EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO

A maioria das fatalidades decorridas de um acidente de motocicleta resulta de ferimentos na cabeça. O uso do
capacete é o fator mais criterioso na prevenção ou redução de ferimentos na cabeça.

1. Use sempre um capacete aprovado por um orgão competente.

2. Use uma viseira ou óculos para proteger os olhos.

3. O uso de botas de couro, jaqueta, calça comprida, luvas, etc., é essencial para prevenção ou redução de ferimentos
em geral.

4. Nunca pilote sua motocicleta usando roupas muito folgadas. Elas podem agarrar nos manetes, estribos ou rodas e
provocar um acidente.

5. Nunca toque no motor ou escapamento durante ou após o uso. Eles estarão quentes, podendo causar sérias
queimaduras. Sempre use roupas que protejam suas pernas, tornozelos e os pés.

6. Use sempre roupas claras para facilitar a sua visualização.

7. Os itens acima devem ser seguidos também pelo passageiro.

MODIFICAÇÃO

As modificações feitas na motocicleta que não foram aprovadas pela YAMAHA ou a remoção de algum equipamento
original pode tornar sua motocicleta insegura para uso, podendo causar danos à motocicleta ou mesmo acidentes.
Além disso, algumas modificações podem tornar ilegal o uso da motocicleta.

VIII
ACESSÓRIOS E BAGAGENS

Adicionar acessórios e/ou bagagens em sua motocicleta pode interferir na estabilidade ou dirigibilidade, se a distribui-
ção do peso da motocicleta for alterado. Tenha muito cuidado ao conduzir sua motocicleta, se estiver transportando
bagagens. Acessórios genuínos YAMAHA têm sido especificamente designados para esta motocicleta. Uma vez que
a YAMAHA não pode testar todos os outros acessórios que podem ser usados, você deve ter muito cuidado ao esco-
lher e instalar um acessório não genuíno. Tenha sempre em mente as seguintes normas:

1. Nunca instale acessórios ou leve cargas que possam interferir no desempenho de sua motocicleta. Inspecione cui-
dadosamente os acessórios antes de usá-los para certificar-se que estes não diminuirão o vão livre do chão ou che-
guem a tocar o chão durante uma curva.

a. Acessórios fixados no guidão ou garfo dianteiro podem criar instabilidade, devido a inadequada distribuição de pe-
so, ou ainda, alterar a aerodinâmica. Se fixados nestes locais, devem ser o mais leve possível.

b. Certos acessórios e/ou bagagens podem interferir na posição normal do motociclista. Uma posição inadequada po-
de limitar a liberdade de movimentos do motociclista, assim como a habilidade para controlar a motocicleta, poden-
do ocorrer um acidente.

2. Muito cuidado ao utilizar acessórios elétricos. Se estes acessórios excederem a capacidade do sistema elétrico,
poderá ocasionar uma sobrecarga e um perigoso dano às luzes e ao motor.

IX
GASOLINA E GÁS DE ESCAPE

1. Gasolina é altamente inflamável!

a. Desligue sempre o motor ao abastecer.

b. Cuidado para não respingar gasolina no motor ou no escapamento ao abastecer.

c. Nunca abasteça quando estiver fumando ou houver alguma chama por perto.

2. Nunca dê a partida no motor ou deixe-o funcionando em uma área fechada. O gás de escape é altamente venenoso e
pode causar doenças ou até mesmo a morte. Sempre dê partida em sua motocicleta numa área que tenha ventilação
adequada.

3. Ao estacionar a motocicleta:

a. O motor e o escapamento podem estar quentes. Estacione a motocicleta onde pedestres ou crianças, por acaso não
toquem estes locais.

b. Não estacione a motocicleta em descidas ou chão macio. Ela pode facilmente cair.

c. Não estacione a motocicleta próxima a uma fonte inflamável, como combustíveis ou qualquer outro capaz de gerar
uma chama.

4. Quando transportar a motocicleta em outro veículo, certifique-se que a torneira de combustivel esteja posicionada em
" OFF ".

5. Se você ingerir, inalar vapor ou respingar gasolina em seus olhos, consulte rapidamente um médico. No caso de
respingar gasolina na pele ou em suas roupas, lave imediatamente a parte afetada com água e sabão e troque suas
roupas.

X
ÍNDICE
DESCRIÇÃO ....................................................... 1-1
Trava do guidão .................................. 3-8
Estacionamento ..................................... 3-9
IDENTIFICAÇÃO DA MOTOCICLETA ................... 2-1
Assento ............................................ 3-9
Número de série do chassi ....................... 2-1
Trava do capacete ................................... 3-10
Número de série do motor ....................... 2-1
Tampa lateral ........................................ 3-10
Amortecedor traseiro .............................. 3-11
FUNÇÃO DOS CONTROLES .............................. 3-1 Cavalete lateral ..................................... 3-12
Chave de ignição ..................................... 3-1
Verificação do funcionamento do inter-
Luzes Indicadoras ................................... 3-2
ruptor da embreagem/cavalete lateral 3-13
Velocímetro .............................................. 3-3
Tacômetro ............................................. 3-3 INSPEÇÃO ANTES DO USO ................................... 4-1
Interruptores do guidão ................................ 3-4 Freios .................................................... 4-3
Manete de embreagem .......................... 3-5 Vazamento de fluído de freio ................. 4-3
Pedal de câmbio .................................... 3-5 Embreagem .......................................... 4-4
Manete do freio dianteiro ............................ 3-5 Manopla do acelerador ...................... 4-4
Pedal do freio traseiro.................................. 3-5 Óleo do motor..................................... 4-4
Tampa do tanque de combustível ................ 3-6 Corrente de transmissão ........................ 4-5
Torneira de combustível ............................ 3-7 Pneus ................................................. 4-5
Botão do afogador ................................... 3-7 Rodas .................................................. 4-8

XI
Porcas e parafusos ........................... 4-9 Ajuste da folga das válvulas ............... 6-14
Luzes e sinaleiras ...................................... 4-9 Inspeção da Vela de ignição ................. 6-14
Interruptores ........................................... 4-9 Regulagem do Freio Dianteiro ............... 6-16
Combustível ........................................... 4-9 Regulagem do Freio Traseiro ............... 6-17
FUNCIONAMENTO E PONTOS IMPORTANTES Ajuste do Interruptor da Luz do Freio ...... 6-18
PARA A CONDUÇÃO ...................................... 5-1
Verificação das Pastilhas dos Freios
Partida do motor ...................................... 5-2
Dianteiro e Traseiro.................................. 6-18
Partida com o motor frio ............................ 5-4
Verificação do Nível do Fluído de
Partida com o motor quente ....................... 5-5
Freio ......................................................... 6-19
Câmbio .................................................. 5-5
5-6 Troca do Fluído de Freio ..................... 6-21
Período de Amaciamento .........................
Estacionamento ...................................... 5-7 Ajuste da Embreagem ............................... 6-21

MANUTENÇÃO PERIÓDICA E PEQUENOS Verificação da folga da Corrente de


REPAROS ...................................... 6-1 Transmissão ............................................ 6-22
Jogo de ferramentas ................................ 6-1 Ajuste da Corrente de Transmissão ....... 6-23
Manutenção periódica / intervalos de Lubrificação da Corrente de
lubrificação ................................................. 6-3 Transmissão ............................................ 6-24
Especificações de ajuste ............................... 6-5 Lubrificação e inspeção de cabos ........ 6-25
Óleo do motor ............................................... 6-6 Lubrificação da Manopla e Cabo do
Filtro de ar ............................................... 6-11
Acelerador ............................................... 6-25
Ajuste do carburador .............................. 6-12
Pedais do Câmbio e do Freio ................... 6-25
Regulagem da marcha lenta................. 6-13
Manetes de Freio e Embreagem .............. 6-25
Ajuste do cabo do acelerador................. 6-14

XII
Cavalete Lateral ....................................6-26 DIAGRAMA ELÉTRICO ........................... 8-6
Suspensão Traseira ................................. 6-26
EMISSÕES ................................................... 8-7
Inspeção do Garfo Dianteiro ....................... 6-27 ÓLEO DO MOTOR ...................................... 8-9
Amortecedor Traseiro ............................... 6-28
CONCESSIONÁRIO AUTORIZADO
Regulagem do Amortecedor Traseiro .......... 6-28
YAMAHA .................................................... 9-1
Inspeção da Direção .............................. 6-30
Rolamentos das Rodas ........................... 6-30 CERTIFICADO DE GARANTIA ............ 10-1
Bateria ........................................................ 6-30 TERMO DE GARANTIA ........................ 10-2
Manutenção da Bateria ............................. 6-31
CONTROLE DAS REVISÕES
Troca de Fusível .......................................... 6-32
PERIÓDICAS .......................................... 10-3
Troca da Lâmpada do Farol ....................... 6-33
Remoção da Roda Dianteira ....................... 6-35 ATENÇÃO ................................................ 10-4

Instalação da Roda Dianteira ....................... 6-36 ANOTAÇÕES .......................................... 10-5


Remoção da Roda Traseira ......................... 6-38
PESQUISA DE CONSUMIDORES
Instalação da Roda Traseira ....................... 6-39 DOS PRODUTOS YAMAHA ................. 10-7
Localização de problemas.......................... 6-40
Tabela de Localização de Falhas .................. 6-41
LIMPEZA E ARMAZENAMENTO ...................... 7-1
A. Limpeza ............................................. 7-1
B. Armazenamento ................................... 7-2
ESPECIFICAÇÕES TÉCNICAS ............................. 8-1

XIII
DESCRIÇÃO

01. Lanterna e 10. Suspensão monocross


luz do freio 11. Pedal de câmbio
02. Pisca traseiro 12. Manete da embreagem
03. Tampa lateral 13. Interruptor do guidão
04. Pisca dianteiro 14. Velocímetro
05. Pedal do freio 15. Interruptor principal
06. Farol 16. Tacômetro
07. Tanque de combustível 17. Manete do freio
08. Assento 18. Manopla do acelerador
09. Trava do capacete
1-1
Número de série do chassi Número de série do motor
O número de série do chassi está gravado no tubo da O número de série do motor está gravado no lado
coluna de direção. direito do mesmo.

1. Número de série do quadro 2. Ano de fabricação 1. Número de série do motor

NOTA:

A B
A sequência A identifica o modelo e a sequência
B o número de produção da unidade. Registre
e s tes números para referência caso precise
encontrar peças sobressalentes a um concessionário
Yamaha.
2-1
FUNÇÕES DE COMANDO OFF:
Todos os circuitos elétricos estão desligados. A chave pode
Chave de Ignição ser removida.
O interruptor principal comanda a ignição e o sistema
elétrico, seu funcionamento está descrito abaixo. LOCK:
O guidão estará travado e todos os circuitos elétricos es-
tão desligados. A chave pode ser removida nesta posição.
Consulte a página (3-8) "Trava do guidão" para instruções.

ESTACIONAMENTO
O guidão está travado, sendo que a lanterna e as luzes
auxiliares acendem, mas os demais circuitos estão
desligados. A chave pode ser removida se estiver nesta
posição.

NOTA:

ON:
Sempre gire a chave de ignição para a posição "OFF"
Os circuitos elétricos estão ativados. O Motor pode ser
ou "LOCK" e remova ao deixar a motocicleta.
ligado. A chave não pode ser removida se estiver nesta
posição.

3-1
Luzes Indicadoras

1. Luz indicadora do Farol Alto (azul):


Esta luz acende quando o facho do farol estiver em luz
alta.

2. Luz indicadora de ponto morto (verde):


Esta luz acende quando a transmissão estiver em
ponto morto.

1. Indicador luminoso do farol de alto 3. Luz indicadora do pisca (verde):


2. Indicador luminoso de ponto morto
3. Indicador luminoso do pisca Esta luz indicadora acende intermitentemente quando
o interruptor do pisca estiver na posição "L" ou "R"

3-2
Velocímetro Tacômetro
O velocímetro indica a velocidade de condução e Este modelo está equipado com um tacômetro de
está equipado com um hodômetro e um hodômetro modo que o condutor pode verificar a velocidade
parcial. Este último pode ser restabelecido em "O" do motor e mantê-la dentro do regime ideal.
com o botão de zeragem. Utilize o hodômetro
parcial para estimar o quanto poderá percorrer com
um tanque de gasolina. Esta informação
possibilitará planejar abastecimentos no futuro.
ADVERTÊNCIA
Não conduza com o tacômetro na zona vermelha.
Zona vermelha: mais de 7.000 rpm

1. Velocímetro 2. Hodômetro
3. Hodômetro parcial 4. Botão de zeragem

1. Tacômetro 2. Zona vermelha

3-3
PAB60000 Interruptor do pisca
Interruptores do guidão Para conversões à esquerda posicione o interruptor para
" "; para conversões à direita, possicione o interruptor
1 para " ". Logo que liberar o interruptor, este volta à
posição central. Para anular o sinal, acione o interruptor na
sua extremidade voltando à sua posição central.
Interruptor da buzina " "
Pressione este interruptor para buzinar.

Interruptor de luzes
Colocando o interruptor na posição " " acende as
luzes do painel e a lanterna traseira. Colocando na
posição " ", acende também o farol.

1. Interruptor de luzes 1. Interruptor do motor Interruptor do motor


2. Comutador do facho do farol 2. Interruptor de partida Este interruptor é um equipamento de segurança para ser
3. Interruptor do farol alto/baixo
4. Interruptor do pisca utilizado numa emergência, como por exemplo,
5. Interruptor da buzina quando a moto cair ou se ocorrer qualquer problema no
sistema de aceleração. Pressione o interruptor na posição
" " para ligar o motor. Em caso de emergência,
pressione o interruptor na posição " " para desligar.
Comutador do facho do farol
Apertando este interruptor, aciona o lampejador do Interruptor de partida " "
farol Ao pressionar o interruptor de partida, o motor de
partida faz funcionar o motor da motocicleta.

Interruptor de farol alto/baixo ATENÇÃO


Aperte o interruptor na posição " " para obter Veja instruções prévias para partida antes de dar
farol alto e " " para obter farol baixo. partida no motor.
3-4
Manete da Embreagem
O manete da embreagem está localizado no lado
esquerdo do guidão e o interruptor do circuito de
partida está incorporado no suporte do manete da
embreagem. Puxe o manete da embreagem para
desengatar a embreagem e solte o manete para
engatar a embreagem. O manete deve ser
acionado rapidamente e soltado lentamente para
uma operação suave (consulte a página do
procedimento de partida, sobre a descrição do
interruptor do circuito de partida).
N. Netro (ponto morto) 1. Pedal de câmbio
Pedal de câmbio
Esta motocicleta está equipada com a transmissão Manete de freio dianteiro
de 5 velocidades de engrenamento constante. O manete do freio dianteiro está localizado no lado
O pedal de câmbio está localizado no lado direito do guidão. Puxe-a em direção ao guidão para
esquerdo do motor e é utilizado em combinação acionar o freio dianteiro.
com a embreagem para mudar as marchas.
Pedal do freio traseiro
O pedal do freio traseiro está localizado no lado
direito da motocicleta. Pressione-o para baixo para
acionar o freio traseiro.

3-5
Tampa do tanque de combustível NOTA:
PARA ABRIR: A tampa do tanque não pode ser instalada com a chave na
Introduza a chave e gire-a 1/4 de volta para a posição "travado". A chave poderá permanecer na tampa
esquerda (sentido anti-horário). Gire a tampa 1/3 até que a mesma seja reinstalada e travada corretamente.
de volta no sentido anti-horário e remova a tampa
do tanque.
PARA FECHAR: ADVERTÊNCIA:
Coloque a tampa no bocal de abastecimento e Certifique-se que a tampa está corretamente
gire-a 1/3 de volta no sentido horário. Trave a instalada antes de conduzir a motocicleta.
tampa, girando a chave 1/4 de volta no sentido
horário e remova a chave.

1. Destravar 2. Abrir

3-6
Torneira de Combustível RES: Esta posição indica reserva. Se o combus-
A torneira de combustível fornece combustível do tível terminar durante a condução, vire a chave
t a n q u e pa r a o c a r b u r a d o r, e n q u a n t o f i l t r a o para a posição "RES" antes de parar o motor. REA-
mesmo. A torneira de combustível possui três BASTEÇA O VEÍCULO NA PRIMEIRA OPORTUNIDA-
posições: DE. CERTIFIQUE-SE QUE O REGISTRO ESTÁ NA
POSIÇÃO ON APÓS O REABASTECIMENTO.

Botão do Afogador
Dar partida no motor frio requer uma mistura de
ar-combustível mais rica. Um circuito de partida
separado alimenta esta mistura.
Puxe o botão do afogador para fora para abrir o
circuito, para dar partida. Quando o motor atingir a
temperatura normal de funcionamento, pressione o
botão para dentro, para fechar o circuito.

OFF: Na posição OFF, o combustível não passa do


tanque para o carburador. Sempre retorne
a alavanca para esta posição quando o motor
estiver desligado.

ON: Na posição ON, o combustível flui para o


carburador. A condução da motocicleta deve
ser feita com o registro nessa posição.

3-7
Bloquear Soltar

1. Botão do Afogador

Trava do guidão
O guidão estará travado quando o interruptor
principal estiver posicionado em "LOCK". Para
travar o guidão vire-o totalmente à esquerda,
coloque a chave de ignição na posição "OFF",
pressione a chave e gire-a no sentido anti-horário
até a posição "LOCK", e remova a chave. Para
destravar o guidão, gire a chave para a aposição
"OFF".

1. Pressão 2. Volte

3-8
ADVERTÊNCIA: Para reinstalar o assento, introduza as linguetas
Nunca gire a chave na posição "LOCK" com a da parte dianteira do assento nos receptáculos do
motocicleta em movimento. chassi e aperte os parafusos.

NOTA:
Estacionamento
Certifique-se que o assento está firmemente fixado.
Com o interruptor principal "LOCK", pressione a
chave, solte-a e gire-a para a posição "P".
A bateria pode descarregar devido ao uso prolonga-
do da posição "P".

Assento
Para remover o assento, retire os parafusos.

3-9
Trava do capacete Remoção da tampa lateral
Para abrir a trava do capacete, introduza a chave Retire o parafuso.
na trava e gire-a. conforme a ilustração. Para fechar Retire em seguida a tampa lateral, puxando para fora
a trava do capacete, recoloque a mesma na sua nas áreas indicadas.
posição original.

1. Suporte do capacete 2. Abrir

ADVERTÊNCIA:
Nunca dirija com o capacete no suporte. O capace-
te pode bater em objetos, causando perda do
controle e a possibilidade de acidente.

3-10
Amortecedor traseiro
A pré-carga da mola do amortecedor traseiro pode
ser ajustada para se adaptar às preferências do
piloto ou carga da motocicleta (ex.: acessórios
opcionais) e condições da estrada. Consulte a pági-
na 6-28 os procedimentos de ajuste.

1. Ajustador da carga da mola

3-11
Cavalete lateral ADVERTÊNCIA:
Este modelo está equipado com um sistema de
Esta motocicleta não deve ser conduzida com o
corte do circuito de ignição. A motocicleta não deve
cavalete lateral estendido. Se o mesmo não
ser conduzida quando o cavalete lateral estiver
estiver totalmente retraído, poderá entrar em
estendido. O cavalete lateral está localizado do lado
esquerdo do chassi. contato com o solo e resultar em uma possível
(Consulte a página 5-2 para uma explicação deste perda de controle do veículo. A Yamaha instalou
sistema). um sistema de prevenção para auxiliar o
condutor a recolher o cavalete lateral. Verifique
cuidadosamente as instruções relacionadas
abaixo, e se houver qualquer indício de mau
funcionamento, dirija-se a um concessionário
Yamaha imediatamente, para reparar o sistema.

3-12
Verificação do funcionamento do interruptor da O MOTOR DESLIGA.
embreagem/cavalete lateral
Verifique o funcionamento do interruptor do cavale-
te lateral e interruptor da embreagem, comparando O INTERRUPTOR DO CAVALETE LATERAL
com a informação abaixo.
ESTÁ EM ORDEM.
GIRE A CHAVE DE IGNIÇÃO PARA A POSIÇÃO
"ON" E O INTERRUPTOR DE PARADA DO
MOTOR PARA A POSIÇÃO " " ADVERTÊNCIA:
Se notar algum problema no funcionamento, con-
sulte um concessionário Yamaha imediatamente.
A TRANSMISSÃO ESTÁ ENGATADA E O
CAVALETE LATERAL ESTÁ RETRAÍDO.

ACIONE A EMBREAGEM E PRESSIONE O


INTERRUPTOR DE PARTIDA.

O MOTOR FUNCIONA

O INTERRUPTOR DA EMBREAGEM ESTÁ EM ORDEM

O CAVALETE LATERAL ESTÁ ESTENDIDO

3-13
INSPEÇÃO ANTES DO USO
Antes de usar esta motocicleta, verifique os seguintes pontos:

Item Inspeção Página

Verifique o funcionamento, folga, nível do fluido e vazamento do fluido.


Freio dianteiro
Complete com o fluido de freio DOT #4 se for necessário 4-3 ~ 4-4,

Verifique o funcionamento, folga, nível do fluido e vazamento do fluido. 6-16 ~ 6-21


Freio traseiro Complete com o fluido de freio DOT #4 se for necessário.

Verifique o funcionamento, condição e folga.


Embreagem Ajuste se for necessário. 4-4, 6-21 ~ 6-22

Verifique se o funcionamento é suave.


Manopla do Acelerador/Cabo 4-4, 6-14, 6-25
Lubrifique/ajuste se for necessário.

Óleo do motor Verifique o nível do óleo. Adicione se for necessário 4-4 , 6-6 ~ 6-10

Corrente de transmissão Verifique a tensão e a condição. Ajuste se for necessário 4-5, 6-22 ~ 6-24

Rodas e Pneus Verifique a pressão dos pneus, desgastes, danos e 4-5 ~ 4-8
aperto dos raios. 6-35 ~ 6-40

Controles/cabos do painel Verifique se o funcionamento é suave. Lubrifique se for 6-25


necessário.
Eixos do pedal de freio/ Verifique se funcionam suavemente. Lubrifique se for
Embreagem necessário 6-25

4-1
Item Inspeção Página

Articulação dos manetes Verifique se funcionam suavemente. Lubrifique se for necessário. 6-25
de freio/Embreagem

Cavalete lateral Verifique se funciona suavemente. Lubrifique se for necessário. 6-26

Porcas e parafusos Verifique todas ao porcas e parafusos. Aperte/ajuste, se necessário 4-9, 6-5

Tanque de combustível Verifique o nível do combustível. Complete se for necessário. 4-9 ~ 4-10

Luzes e piscas Verifique se o funcionamento está correto. 4-9, 6-32 ~ 6-35

NOTA:
A inspeção antes do uso deve ser realizada cada vez que usar a motocicleta. Os itens relacionados acima requerem apenas
alguns minutos para serem verificados, resultando em maior segurança, tanto para a motocicleta, como para o usuário. Se
algum ajuste ou serviço de manutenção for necessário, consulte as páginas indicadas no manual.

ADVERTÊNCIA:
Caso algum item não esteja funcionando corretamente, inspecione-o e efetue o reparo necessário antes de
conduzir a motocicleta.

4-2
Freios (ver pág. 6-16 para maiores detalhes) 2. Fluido de freio
1. Manete e pedal de freio Verifique o nível do fluido de freio. Adicione se
Verifique a folga correta do manete do freio for necessário.
dianteiro e do pedal de freio traseiro. Ajuste-a
se necessário. Certifique-se que os freios estão Fluido de freio recomendado: DOT#4
funcionando corretamente, testando-os em uma
distância curta e em baixa velocidade.
NOTA:
Caso o DOT#4 não estiver disponível, o DOT#3 pode ser
ADVERTÊNCIA: utilizado somente para o freio dianteiro.
Uma sensação de maciez excessiva no manete
ou no pedal do freio indica uma falha no sistema
3. Verifique as pastilhas do freio.
de freio. Não conduza a motocicleta até que o
Ver a página 6-18.
defeito seja corrigido. Dirija-se a um concessio-
nário Yamaha imediatamente. Uma sensação de NOTA:
maciez excessiva pode indicar uma condição Sempre que um serviço de manutenção no freio for
perigosa no sistema de freio. necessário, dirija-se a um concessionário Yamaha.

Vazamento do fluido de freio


Acione o freio por alguns minutos. Verifique se há
vazamentos nas junções do tubo do cilindro mestre.

4-3
ATENÇÃO Verifique se a manopla retorna por força da mola ao
soltá-la. Se necessitar algum tipo de reparo,
O fluido de freio pode danificar superfícies pinta-
dirija-se a um concessionário Yamaha.
das ou peças plásticas. Nunca derrame fluido de
freio. Se ocorrer, limpe a superfície imediatamente.
Óleo do motor (ver página 6-6 para maiores
detalhes)
ADVERTÊNCIA: Certifique-se que o óleo do motor esteja no nível
Se encontrar um vazamento do fluido de freio, especificado. Adicione o óleo, se for preciso.
dirija-se a um concessionário Yamaha para
reparar. Um vazamento pode indicar uma
Óleo recomendado
condição perigosa.
Yamalube 4
Embreagem (ver página 6-21)
Quantidade de óleo
Verifique a folga do manete da embreagem e
certifique-se que está funcionando corretamente. Se
a folga estiver incorreta, ajuste-a. Total
3,3 L
Manopla do acelerador (ver página 6-14 para Troca de óleo periódica
maiores detalhes)
Gire a manopla do acelerador para verificar se está 2,7 L
funcionando corretamente e se há folga. Troca do filtro do óleo
2,8 L
NOTA:
Classificação API do óleo de motor recomendado:
“SH” ou superior.

4-4
Corrente de transmissão (ver página 6-22 para ADVERTÊNCIA:
ADVERTÊNCIA:
maiores detalhes) A verificação dos pneus deve ser feita quando a
Verifique a folga e as condições gerais da corrente
temperatura dos pneus for igual a temperatura
antes de conduzir. Lubrifique-a e ajuste-a se for
ambiente. A pressão dos pneus deve ser ajusta-
necessário.
da de acordo com o peso da carga, do piloto,
passageiros, acessórios (carenagem, bolsas,
Pneus etc., desde que os mesmos estejam aprovados
Para assegurar um máximo desempenho, vida útil e para este modelo) e velocidade do veículo.
condição segura, observe o seguinte:
1. Pressão dos pneus
Sempre verifique e ajuste a pressão dos pneus
antes de conduzir a motocicleta.

4-5
Peso Básico: ADVERTÊNCIA:
Com óleo e tanque de 172 Kg A carga apropriada da motocicleta é importante
combustível cheio.
para a condução, frenagem e outras característi-
Carga máxima 180 Kg cas de rendimento e segurança. Não transporte
Pressão dos pneus frios Dianteiro Traseiro bagagens frouxas, porque podem deslocar-se.
150 kPa 150 kPa Fixar com segurança a bagagem mais pesada o
Até 90 kg de carga* (1,5 kg/cm2, (1,5 kg/cm2, mais próximo possível do centro da motocicleta,
22psi) 22psi) distribuindo o peso uniformemente dos dois
150 kPa 200 kPa lados. Ajuste corretamente a suspensão de acor-
90 kg~carga máxima* (1,5 kg/cm2, (2,0 kg/cm2, do com a carga e verifique a pressão dos pneus.
22psi) 28psi) NUNCA SOBRECARREGUE A MOTOCICLETA.
125 kPa 125 kPa Assegure-se de que o peso total da bagagem,
Condução fora de estrada
(1,25 kg/cm2, (1,25 kg/cm2,
(off-road)
18psi) 18psi)
condutor, passageiro e acessórios (carenagem,
bolsas, etc., se forem aprovados para este
150 kPa 150 kPa
Condução em alta (1,5 kg/cm2, (1,5 kg/cm 2, modelo), não exceda o limite máximo de carga
velocidade 22psi) 22psi) da motocicleta, caso contrário, podem danificar
os pneus ou provocar acidentes com riscos para
* Considera-se carga máxima como sendo o total da
carga, condutor, passageiro e acessórios o condutor.

4-6
2. Inspeção dos pneus ADVERTÊNCIA:
Verifique sempre os pneus antes de conduzir a Os pneus descritos abaixo foram aprovados pela
motocicleta. Se a profundidade do sulco central Yamaha Motor do Brasil Ltda., após exaustivos
atingir o limite como mostra a figura, se os pneus
testes. Não há garantia quanto a características
possuem pregos ou fragmentos de vidros encravados
de dirigibilidade, a não ser para as combinações
ou se as paredes laterais estiverem
rachadas, dirija-se a um concessionário Yamaha de pneus aprovados e usados nesta motocicleta.
imediatamente. Os pneus dianteiro e traseiro devem ser do mes-
mo fabricante e mesmo desenho.

DIANTEIRO:
Fabricante Medida Tipo
PIRELII 90/90-21 54T MT40

TRASEIRO:
Fabricante Medida Tipo
PIRELLI 120/90-17 64S MT60
1. Profundidade do sulco 2. Parede lateral

Profundidade mínima do
1,0mm
sulco (dianteira e traseira)

4-7
ADVERTÊNCIA: 1. Verifique sempre as rodas antes de conduzir.
1. Dirigir a motocicleta com os pneus exces- Verifique a roda quanto a rachaduras, dobras ou
quebras. Certifique se os raios estão apertados
sivamente gastos pode diminuir a estabilidade
e não estão danificados. Se constatar alguma
e possibilitar uma perda do controle. Substitua
irregularidade na roda, dirija-se a um conces-
os pneus excessivamente gastos no seu sionário Yamaha. Não tente reparar mesmo que
concessionário Yamaha imediatamente. Os o reparo seja pequeno. Se uma roda estiver
serviços de freio, pneus e rodas devem ser deformada ou rachada, ela deve ser substituída.
executados somente pelo técnico de serviços 2. As rodas e os pneus devem ser balanceados
do concessionário Yamaha. sempre que forem trocados ou reparados. Uma
2. Remendar uma câmara furada não é aconse- falha no balanceamento pode prejudicar o
lhável. Se isto for absolutamente necessário, desempenho, a dirigibilidade e a vida útil do pneu.
tome muito cuidado e troque a câmara de ar 3. Após instalar o pneu, conduza lentamente para
por uma outra de boa qualidade, assim que possibilitar que o pneu se assente adequada-
mente no aro da roda. Uma falha de instalação
for possível.
do pneu no aro pode resultar em danos à
motocicleta e riscos ao piloto.
Rodas
Siga as instruções abaixo para obter o máximo
desempenho, durabilidade e funcionamento
seguro.

4-8
Porcas e Parafusos ADVERTÊNCIA:
Verifique sempre o aperto das porcas e dos parafu- Não encha o tanque de combustível excessivamente.
sos do chassi antes de conduzir. Utilize o quadro na Evite que o combustível derrame sobre o motor
página 6-5 para encontrar o torque de aperto
quente. Não encha o tanque acima da parte inferior
correto.
do tubo do bocal, como mostra a ilustração. Caso
Luzes e Piscas contrário poderá haver um transbordamento
Verifique o farol, piscas, lanterna traseira, luz de quando ocorrer o aquecimento do combustível e
freio, luzes dos instrumentos, e todas as luzes consequentemente sua expansão.
indicadoras para certificar-se de que estejam em
boas condições.

Interruptores
Verifique o funcionamento dos interruptores do
farol, de pisca de freio, buzina, ignição e interruptor
de partida.

Combustível
Certifique-se de que há combustível suficiente no
tanque.

1. Tubo do bocal 2. Nível de combustível

4-9
ATENÇÃO ADVERTÊNCIA:
Lave imediatamente com água em abundância, o A utilização de gasolina de má qualidade, pode
combustível derramado. O combustível pode dete- gerar um baixo rendimento à sua motocicleta e
riorar as superfícies pintadas ou peças plásticas. provocar sérios danos ao motor devido a formação
de goma. A b a s t e ç a s e m p r e e m p o s t o s d e
gasolina de sua confiança. Não utilizar gasolina
muito tempo estocada. Leia com atenção o item
"Limpeza e Armazenamento" para outras
Combustível recomendado: informações.

Gasolina aditivada
Capacidade do tanque de combustível:
Total : 15 l
Reserva: 2,0 l

4-10
FUNCIONAMENTO E PONTOS ADVERTÊNCIA:
IMPORTANTES PARA A 1. Nunca dê a partida no motor ou deixe-o
CONDUÇÃO funcionando em uma área fechada. O gás de
escape é altamente venenoso e pode causar
ADVERTÊNCIA: perda de consciência, ou até mesmo a morte.
Familiarize-se completamente com todos os Sempre opere sua motocicleta numa área que
comandos e suas funções antes de conduzir a tenha ventilação adequada.
sua motocicleta. Consulte o seu concessionário 2. Antes de sair com a motocicleta, certifique-
Yamaha, para solucionar qualquer dúvida se que o cavalete lateral está levantado. O não
referente aos controles e ao funcionamento recolhimento do cavalete pode resultar em
acidente ao tentar efetuar uma curva.

5-1
Partida do motor

NOTA:
Esta motocicleta está equipada com um interruptor
de partida e um interruptor de corte do circuito de
ignição.
1. Só pode ser dada a partida no motor sob as
seguintes condições:
a. A transmissão deve estar em ponto morto.
b. O cavalete lateral deve estar levantado, a
transmissão em marcha e a embreagem
acionada.

2. A motocicleta não deve ser conduzida quando o


cavalete lateral estiver estendido.

5-2
ADVERTÊNCIA:
Antes de prosseguir com as etapas seguintes,
verifique o funcionamento dos interruptores do
cavalete lateral e da embreagem (ver pág. 3-13)

GIRE A CHAVE DE IGNIÇÃO PARA A POSIÇÃO "ON" E O


INTERRUPTOR DE PARADA DO MOTOR PARA A POSIÇÃO " ".

SE A TRANSMISSÃO ESTÁ EM PONTO SE A TRANSMISSÃO ESTÁ EM MARCHA E


MORTO E O CAVALETE LATERAL ESTENDIDO. O CAVALETE LATERAL LEVANTADO

PRESSIONE O INTERRUPTOR DE PARTIDA. ACIONE A EMBREAGEM E PRESSIONE O


O MOTOR FUNCIONARÁ. INTERRUPTOR DE PARTIDA.
O MOTOR FUNCIONARÁ.

LEVANTE O CAVALETE LATERAL E


COLOQUE A TRANSMISSÃO EM MARCHA.

A MOTOCICLETA PODE SER CONDUZIDA. A MOTOCICLETA PODE SER CONDUZIDA.

5-3
Partida com o motor frio 6. Após ter dado a partida retorne o afogador para a
1. Posicione a torneira de combustível em "ON". posição intermediária.
2. Gire a chave de ignição para a posição "ON" e o NOTA:
interruptor de parada do motor para a posição P a r a m a i o r v i d a ú t i l d o m o t o r, n u n c a a c e l e r e
" ". fortemente quando o motor estiver frio.
3. Coloque a transmissão em ponto morto.
7. Após aquecer o motor, retorne o afogador para a
NOTA:
posição normal.
Quando a transmissão estiver em ponto morto, a luz
indicadora do ponto morto (verde) se acenderá. Se NOTA:
isso não ocorrer, procure um concessionário Yamaha O motor está aquecido quando ele responde
para inspecioná-la. normalmente ao comando do acelerador com o
afogador desligado.

4. Puxe totalmente o afogador e mantenha a manopla


do acelerador completamente desacionada.
5. Dê a partida no motor pressionando o interruptor de
partida.

NOTA:
Se o motor não entrar em funcionamento, solte o
botão de partida, aguarde alguns segundos e tente
novamente. Cada tentativa deve ser a mais curta
possível para preservar a bateria. Não gire o motor
mais do que 10 segundos em cada tentativa.

5-4
Partida com o motor quente ATENÇÃO
Não há necessidade de utilizar o afogador quando o 1. Não conduza a motocicleta por um período
motor estiver aquecido. longo com o motor desligado, e não a reboque
por longa distância. Mesmo com a transmissão
ATENÇÃO em ponto morto, a transmissão só será
Veja a "Seção do amaciamento do motor" antes adequadamente lubrificada quando o motor
de conduzir a motocicleta pela primeira vez. estiver em funcionamento. Uma lubrificação
inadequada pode danificar o câmbio.
Câmbio 2. Sempre acione a embreagem quando estiver
A transmissão permite o controle da quantidade de trocando as marchas. O motor, a transmissão
força que você tem disponível a uma determinada e a linha de transmissão não são projetadas
velocidade, aceleração, subidas em montanhas, etc. A para receber impactos da troca de marchas
utilização do pedal de câmbio está demonstrada na forçada e podem ser danificadas por troca de
ilustração (pág. 3-5) marchas sem o uso da embreagem.
Para posicionar em ponto morto, acione o pedal para
baixo repetidamente até atingir o final do curso (você
sentirá uma parada quando atingir a 1ª marcha) e
acione o pedal para cima levemente.

5-5
Período de Amaciamento 2. 150~500 km:
Não existe período mais importante para a vida útil Evite aceleração prolongada acima de 1/2 de
de sua motocicleta do que os primeiros 1.000 km de abertura da manopla. Conduza a motocicleta
uso. Por isso, solicitamos que leia atentamente as livremente através das marchas, mas nunca
recomendações abaixo. Não se deve colocar uma utilize aceleração total em momento algum.
carga excessiva em sua motocicleta nas primeiras 3. 500~1.000 km:
horas de uso. Nos primeiros 1.000 Km, diversas Evite a velocidade de condução acima de 3/4 de
peças da motocicleta se desgastam e se ajustam abertura da manopla.
para as folgas de operação corretas. Durante esse
período de amaciamento, evite o uso prolongado do ATENÇÃO
motor em rotações elevadas ou de mantê-lo em con- Após atingir 1.000 km de funcionamento, troque
dições que possam ocasionar-lhe um super-aqueci- o óleo do motor e o elemento do filtro de óleo, e
mento. limpe a tela do filtro de óleo.

1. 0~150 km:
4. Acima de 1.00 km:
Evite acelerações acima de 1/3 de abertura da
Evite conduzir com aceleração total prolongada.
manopla. Desligue o motor e deixe-o esfriar de 5
Varie a velocidade ocasionalmente.
a 10 minutos após cada hora de operação. Varie
a velocidade da motocicleta de tempos em
tempos. Não a faça funcionar com o acelerador
na mesma posição por um longo período.

5-6
ATENÇÃO
Se ocorrer algum problema no motor durante o
período de amaciamento, dirija-se a um conces-
sionário Yamaha imediatamente.

Estacionamento
Ao estacionar a motocicleta, desligue o motor e reti-
re a chave de ignição. Gire a torneira de combustível
para a posição "OFF" sempre que o motor estiver
desligado.

ADVERTÊNCIA:
O silencioso e o tubo de escape estarão quentes.
Estacione em um local onde os pedestres e as
crianças não possam tocar na motocicleta. Não
estacione a motocicleta em um declive ou
superfície macia. A motocicleta pode sofrer queda.

5-7
MANUTENÇÃO PERIÓDICA E ADVERTÊNCIA:
PEQUENOS REPAROS Em caso do proprietário não estar preparado para
realizar o serviço, é recomendado procurar um
A inspeção periódica, os ajustes e a lubrificação concessionário Yamaha.
conservam a motocicleta em condições de
segurança e eficiência máxima. A segurança é uma Jogo de ferramentas
das OBRIGAÇÕES do proprietário. O programa de O jogo de ferramentas fornecido é suficiente para
manutenção e lubrificação pode ser considerado que se possa efetuar a maioria dos serviços neces-
estritamente com um sistema de MANUTENÇÃO sários. Não obstante, é necessário um torquímetro
geral e intervalos de lubrificação. DEVE-SE LEVAR para apertar os parafusos e porcas com o torque
EM CONSIDERAÇÃO O CLIMA, O TERRENO, AS recomendado.
DIVERSAS LOCALIDADES GEOGRÁFICAS E A
ENORME VARIEDADE DE USOS INDIVIDUAIS.
TODOS SÃO FATORES QUE FAZEM VARIAR OS
PROGRAMAS DOS USUÁRIOS.
Para adaptá-los às condições de uso, nas páginas
seguintes estão explicados os pontos mais
importantes sobre a inspeção de ajuste e
lubrificação da motocicleta.

6-1
ADVERTÊNCIA:
As modificações que por ventura forem efetuadas
nesta moto, sem a aprovação da Yamaha podem
reduzir seriamente o rendimento e provocar uma
condução insegura, além de cancelar automatica-
mente o termo de garantia. Consulte a Yamaha
sempre que tiver intenção de fazer alguma
modificação.

1. Jogo de ferramenta

NOTA:
Se você não dispuser das ferramentas necessarias
para efetuar a manutenção, leve a sua moto a um
concessioário Yamaha.

6-2
MANUTENÇÃO PERIÓDICA / INTERVALOS DE LUBRIFICAÇÃO

Item Observações 1.000 Km A CADA 5.000 KM


OU 6 MESES

Válvulas* Verificar ruído, ajuste se necessário

Vela de ignição Verificar e limpar se necessário.


Trocar se necessário a cada 10.000 Km.
Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário.

Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos.

Carburador* Regular

Óleo do motor Trocar / Verificar o nível

Filtro de óleo Verificar / Limpar se necessário TROCAR A CADA 10.000 KM

Escapamento Verificar vazamento, reapertar

Freios Verificar funcionamento, regular.


Lubrificar pedal e manete.
Articulação da
Verificar folga, engraxar se necessário
balança traseira

Rodas e Pneus Verificar pressão dos pneus, desgaste e aperto dos raios

Rolamentos de roda Verificar folga e danos

6-3
Item Observações 1.000 Km A CADA 5.000 KM
OU 6 MESES

Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km CADA 10.000 KM

Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento

Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento

Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar, ajuste se necessário A CADA 500 KM

Acessórios e fixações Verificar e apertar

Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar


Cabos de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 10.000 Km

Luzes e piscas Verificar funcionamento

Parafusos e porcas Verificar aperto


Aspecto da motocicleta Verificação geral

*: É recomendável que esses itens sejam executados por um concessionário Yamaha.


**: Graxa para rolamento.
***: Graxa à base de sabão de lítio.
NOTA: ______________________________________________________________________________________________
Troca do fluído de freio:
1. Ao desmontar o cilindro mestre ou da pinça de freio, troque o fluído do freio. Verifique periodicamente o nível do
fluído de freio e adicione fluído quando for necessário.
2. Troque o retentor de óleo das partes internas do cilindro mestre e da pinça de freio a cada 2 anos.
Troque as mangueiras do freio a cada 4 anos, ou se apresentarem rachaduras ou danos.
_3.
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

6-4
ESPECIFICAÇÕES DE AJUSTE
Use um torquímetro para apertar esses itens.
Recomendamos que sejam verificados ocasionalmente,
especialmente antes de uma viagem longa. Verifique sem-
pre o aperto desses itens se estiverem frouxos por qualquer
razão.

A B Especificações Geral de torque


(Porca) (Parafuso) Nm kg.m lb. ft
10 mm 6 mm 6 0,6 4,3
12 mm 8 mm 15 1,5 11
14 mm 10 mm 30 3,0 22
17 mm 12 mm 55 5,5 40
19 mm 14 mm 85 8,5 61
22 mm 16 mm 130 13,0 94 Torque
Item
Nm kg.m
Vela de ignição 18 1,8
Parafuso de drenagem do motor (cárter) 30 3,0
Parafuso de drenagem do motor
(tanque de óleo) 18 1,8
Parafuso da tampa do filtro de óleo 10 1,0
Parafuso de sangria de ar 5 0,5
Eixo da roda dianteira 59 5,9
Porca do suporte de eixo 9 0,9
Porca do eixo da roda traseira 105 10,5
Parafuso do suporte da pinça 48 4,8
Parafuso da extremidade da balança tra- 3 0,3
seira

6-5
Óleo do motor
Este modelo está equipado com um sistema de
lubrificação com carter seco. Isto é, o óleo é
aplicado ao motor por meio de uma bomba de
alimentação. Logo que a lubrificação for efetuada, o
óleo retorna ao tanque de óleo, por meio de uma
bomba de retorno. Portanto, a verificação do nível
de óleo deve ser efetuada no tanque de óleo.
1. Medição do nível de óleo
a. Coloque a motocicleta sobre uma superfície
plana e em posição vertical. 1. Parafuso 2. Tampa 3. Projeções/arruelas
b. Remova o parafuso, retire os ressaltos dos coxins
para remover a tampa.
c. Retire a tampa do tanque de óleo/vareta de
medição de óleo e verifique o nível de óleo.

1. Tampa/vareta do tanque de óleo


2. Nível de óleo máximo "F"
3. Nível de óleo mínimo Ë"

6-6
NOTA: f. Deixe o motor funcionando em marcha lenta
Para verificar o nível de óleo, a tampa do tanque de óleo/ durante pelo menos 10 segundos e mantenha a
vareta de medição de óleo não deve ser rosqueada, motocicleta em posição vertical. Em seguida,
desligue o motor e verifique o nível do óleo com
somente apoiá-la sobre o bocal do tanque. A tampa do
a motocicleta na posição vertical.
tanque de óleo/vareta de medição de óleo deve ser
g. Complete o óleo até atingir a linha de nível máximo.
introduzida suavemente. Para obter uma verificação
precisa, a motocicleta deve estar na posição vertical.
ATENÇÃO
d. Se o nível do óleo estiver entre as linhas de
Não conduza a motocicleta até certificar-se de que
nível mínimo e máximo marcadas na tampa do
tanque de óleo/vareta de medição de óleo, o existe óleo suficiente no motor.
motor pode ser acionado. Se não houver óleo na
tampa do tanque de óleo/vareta de medição de
óleo, adicione o óleo até atingir o nível mínimo. ADVERTÊNCIA:
e. Ligue o motor e aqueça-o. Nunca remova a tampa do tanque de óleo vareta
de medição de óleo logo após andar em alta
velocidade, porque o óleo quente pode espirrar
para fora do tanque e causar sérios danos.
Espere que a temperatura do óleo abaixe.

6-7
2. Troca de óleo do motor d. Verifique cada junta. Se estiverem danificadas,
a. Dê a partida no motor e desligue-o após alguns troque-as.
minutos de aquecimento. e. Retire os parafusos e a tampa do filtro de óleo.
b. Coloque um recipiente sob o motor. Troque o elemento do filtro de óleo.
c. Remova a tampa do tanque de óleo/vareta de
medição de óleo, os parafusos de drenagem (em NOTA:
dois lugares) e o parafuso de sangria de ar.
A tampa do filtro de óleo está fixada por três parafusos. O
parafuso inferior deve ser removido para a drenagem do
óleo da cavidade do filtro.

1. Parafuso de drenagem (tanque de óleo)


2. Parafuso de drenagem (carter)

1. Parafuso de drenagem de ar
2. Parafuso da tampa do filtro de óleo (x2)
3. Parafuso de drenagem do filtro de óleo
4. Tampa do filtro de óleo

6-8
f. Verifique se os anéis de vedação estão
danificados. Substitua-os se estiverem Torque de aperto:
danificados. Parafuso de drenagem (carter)
30 Nm (3,0m•kg)
Parafuso de drenagem (tanque de óleo)
18 Nm (1,8m•kg)
Parafuso da tampa do filtro
10 Nm (1,0m•kg)
Parafuso de sangria de ar
5 Nm (0,5m•kg)

h. Coloque óleo no motor. Instale a tampa do


1. Filtro de óleo 2. O-ring (x2) tanque de óleo/vareta de medição de óleo e
aperte.

g. Instale os parafusos de drenagem, tampa do


filtro, parafusos e parafuso de sangria de ar.

6-9
Cavalete lateral ADVERTÊNCIA: i. Dê partida no motor e aqueça-o por alguns
Este modelo está equipado com um sistema de Óleo recomendado: minutos. Enquanto estiver aquecendo o motor,
Esta motocicleta não deve ser conduzida com o
corte do circuito de ignição. A motocicleta não deve YAMALUBE 4 verifique se não há vazamento de óleo. Se
ser conduzida quando o cavalete lateral estiver cavalete lateral estendido. Se o mesmo não encontar vazamento, desligue o motor
SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Superior
estendido. O cavalete lateral está localizado do lado estiver totalmente retraído, poderá entrar em imediatamente e verifique a causa.
contato com o solo e resultar em uma possível Quantidade de óleo:
esquerdo do chassi. j. Desligue o motor e verifique o nível de óleo.
(Consulte a página 5-2 para uma explicação deste perda de controle do veículo. A Yamaha instalou Total: 3,3 l
sistema). um sistema de prevenção para auxiliar o Troca de óleo periódica: 2,7 l ATENÇÃO
condutor a recolher o cavalete lateral. Verifique Com troca do filtro de óleo: 2,8 l Após trocar o óleo do motor, verifique a pressão
cuidadosamente as instruções relacionadas do óleo conforme os procedimentos descritos
abaixo, e se houver qualquer indício de mau NOTA:
abaixo:
funcionamento, dirija-se a um concessionário Use sempre óleo de motor SAE 20W50.
1. Remova o parafuso de sangria de ar da
Yamaha imediatamente, para reparar o sistema. Classificação API SH ou superior.
tampa do filtro de óleo.
2. Dê partida no motor e mantenha-o funcio-
ADVERTÊNCIA: nando em marcha lenta até que o óleo
Não adicione aditivos químicos ao óleo. transborde do orifício de sangria. Se o óleo
Certifique-se de que o óleo não contenha não transbordar após um minuto, desligue
aditivos redutores de atrito. Estes aditivos são o motor para que ele não trave. Neste caso,
prejudic i ais à embreagem e ao sistema de dirija-se a um concessionário Yamaha mais
embreagem de partida. próximo, para uma inspeção.
3. Após a verificação, reaperte o parafuso de
sangria de ar firmemente.

3-12 6-10

Cavalete lateral ADVERTÊNCIA: i. Dê partida no motor e aqueça-o por alguns


Este modelo está equipado com um sistema de Óleo recomendado: minutos. Enquanto estiver aquecendo o motor,
Esta motocicleta não deve ser conduzida com o
corte do circuito de ignição. A motocicleta não deve YAMALUBE 4 verifique se não há vazamento de óleo. Se
ser conduzida quando o cavalete lateral estiver cavalete lateral estendido. Se o mesmo não encontar vazamento, desligue o motor
SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Superior
estendido. O cavalete lateral está localizado do lado estiver totalmente retraído, poderá entrar em imediatamente e verifique a causa.
contato com o solo e resultar em uma possível Quantidade de óleo:
esquerdo do chassi. j. Desligue o motor e verifique o nível de óleo.
(Consulte a página 5-2 para uma explicação deste perda de controle do veículo. A Yamaha instalou Total: 3,3 l
sistema). um sistema de prevenção para auxiliar o Troca de óleo periódica: 2,7 l ATENÇÃO
condutor a recolher o cavalete lateral. Verifique Com troca do filtro de óleo: 2,8 l Após trocar o óleo do motor, verifique a pressão
cuidadosamente as instruções relacionadas do óleo conforme os procedimentos descritos
abaixo, e se houver qualquer indício de mau NOTA:
abaixo:
funcionamento, dirija-se a um concessionário Use sempre óleo de motor SAE 20W50.
1. Remova o parafuso de sangria de ar da
Yamaha imediatamente, para reparar o sistema. Classificação API SH ou superior.
tampa do filtro de óleo.
2. Dê partida no motor e mantenha-o funcio-
ADVERTÊNCIA: nando em marcha lenta até que o óleo
Não adicione aditivos químicos ao óleo. transborde do orifício de sangria. Se o óleo
Certifique-se de que o óleo não contenha não transbordar após um minuto, desligue
aditivos redutores de atrito. Estes aditivos são o motor para que ele não trave. Neste caso,
prejudic i ais à embreagem e ao sistema de dirija-se a um concessionário Yamaha mais
embreagem de partida. próximo, para uma inspeção.
3. Após a verificação, reaperte o parafuso de
sangria de ar firmemente.

3-12 6-10
Filtro de ar 3. Remova o elemento do filtro de ar.
O elemento de filtro de ar deve ser limpo nos 4. Bata no elemento levemente para remover a
intervalos especificados. O elemento deve ser camada mais grossa de poeira e sujeira, e retire
limpo com maior frequência se você utilizar sua a sujeira remanescente com ar comprimido pelo
moto em áreas com muita poeira ou umidade. lado da malha do elemento. Se o elemento
1. Retire a tampa lateral e o duto de ar. estiver danificado, substitua-o.
2. Remova a tampa da caixa do filtro de ar,
retirando os parafusos de fixação.

5. Instale o elemento com a seta marcada na parte


superior apontando para o lado interno.
1. Parafuso (x7)

6-11
Ajuste do Carburador
O carburador é uma peça vital do motor e necessita
de um ajuste bastante sofisticado. A maioria dos
ajustes deve ser feito por um concessionário Ya-
maha que possui conhecimento e experiência para
fazê-lo. Entretanto, os seguintes serviços podem
ser executados pelo proprietário, como parte da
manutenção de rotina.

NOTA:
Para esse procedimento será necessário o uso de
um tacômetro de diagnóstico.
6. Reinstale as peças invertendo o processo de
remoção.
ATENÇÃO
ATENÇÃO:
O carburador foi ajustado pela fábrica após vári-
Certifique-se que o elemento está colocado os testes. Se os ajustes forem alterados, poderá
corretamente na carcaça do filtro de ar. resultar em baixo rendimento e danos ao motor.

ATENÇÃO:
O motor nunca deve funcionar sem o elemento do
filtro de ar instalado. Caso contrário, pode resultar
em desgaste excessivo do pistão e/ou cilindro.

6-12
Regulagem da Marcha Lenta
1. Conecte o Tacômetro. Dê a partida no motor e
aqueça-o por alguns minutos (normalmente 1 ou
2 minutos) e aproximadamente 1.000 ou 2.000
rpm. Ocasionalmente, gire o motor a 4.000 ou
5.000 rpm. O motor estará quente quando respon-
der rapidamente ao acelerador.
2. Ajuste a rotação da marcha lenta na rotação
especificada ajustando o parafuso de marcha
lenta. Gire o parafuso para a direita para
aumentara rotação e para a esquerda para
diminuir a rotação do motor. 1. Parafuso do cabo do acelerador

Rotação de marcha lenta padrão:


1.200~1.400 rpm

NOTA:
Se a rotação de marcha lenta não puder ser obtida
através do ajuste acima, consulte um concessioná-
rio Yamaha.

6-13
Ajuste do cabo do acelerador

NOTA:
Antes de ajustar a folga do cabo do acelerador,
deve-se ajustar a rotação da marcha lenta do motor.

O cabo do acelerador deve possuir a folga especificada


na direção de giro no flange da manopla. Se a folga
estiver incorreta, dirija-se a um concessionário Yamaha
para efetuar o ajuste.
a. 3~5 mm

Ajuste da folga das válvulas


Folga: A folga das válvulas aumenta com o uso, resultando
3~5 mm em uma mistura pobre de ar/combustível e em
barulho no motor. Para evitar isso, a folga das
válvulas deve ser ajustada regularmente. Entretan-
to, este ajuste deve ser feito por um profissional de
uma concessionária Yamaha.

Inspeção da Vela de ignição


A vela de ignição é um componente importante do
motor e fácil de ser inspecionado. O estado da vela
de ignição pode indicar a condição do motor.

6-14
A cor ideal no isolador de porcelana ao redor do
eletrodo central é a cor marrom claro para uma Folga do eletrodo da vela de ignição:
motocicleta que é usada normalmente. Não tente 0,8~0,9 mm
diagnosticar qualquer problema por si próprio. Em
vez disso, leve a motocicleta a um concessionário
Yamaha. Deve remover e inspecionar periodi-
camente as velas de ignição porque o calor e os
depósitos desgastarão as velas de ignição
lentamente.
Se a erosão dos eletrodos for excessiva, ou se o
depósito de sujeiras ou de carbono for excessivo,
troque as velas por novas de mesma especificação.

Vela de ignição padrão:


DPR8EA-9 ou DPR9EA-9(NGK)

1. Folga dos eletrodos


Antes de instalar a vela de ignição, meça a folga do
eletrodo com um calibrador de lâmina e ajuste a Ao instalar a vela de ignição, limpe sempre a super-
folga do eletrodo de acordo com a especificação, se fície da junta e use uma junta nova. Limpe qualquer
necessário. sujeira das roscas e aperte a vela de ignição com o
torque correto.

Torque de aperto da vela:


18Nm (1,8 Kgm)

6-15
NOTA:
Se um torquímetro não estiver disponível quando
você estiver instalando uma vela de ignição, aperte-a
de 1/4 a 1/2 de volta, após apertar com a mão. Aper-
te a vela de ignição com o torque correto o mais rá-
pido possível com um torquímetro.

Regulagem do freio dianteiro


A folga na extremidade do manete do freio dianteiro
deve ser de 2~5 mm.
1. Afrouxe a contraporca. 1. Contraporca 2. Ajustador
a. 2~5 mm
2. Gire o ajustador de modo que o movimento do
manete do freio na extremidade da alavanca ADVERTÊNCIA:
seja de 2~5 mm antes do ajustador entrar em Verifique a folga do manete do freio.
contato com o pistão do cilindro mestre. Certifique-se que o freio funciona corretamente.
3. Após a regulagem, aperte a contraporca.

6-16
ADVERTÊNCIA:
Uma sensação de maciez no manete do freio pode
indicar a presença de ar no sistema de freio. Este ar
deve ser removido antes da motocicleta ser utiliza-
da. O ar no sistema de freio causará uma grande
redução na capacidade de frenagem e pode
resultar em perda do controle e em acidentes
graves. Dirija-se a um concessionário Yamaha para
inspecionar o sistema , se necessário.

1. Altura do Pedal 12 mm
Regulagem do Freio Traseiro
A parte superior do pedal do freio deve estar ADVERTÊNCIA:
posicionada a 12 mm abaixo da parte superior do Uma sensação de maciez no pedal do freio pode in-
p e d a l d e a p o i o . S e n ã o e s t i v e r, d i r i j a - s e a u m dicar a presença de ar no sistema de freio. O ar deve
concessionário Yamaha para ajustá-lo. ser removido antes de utilizar a motocicleta, san-
grando o sistema de freio. O ar no sistema de freio
causará uma grande redução na capacidade de
frenagem, podendo resultar em perda de
controle e em acidentes graves. Dirija-se a um
concessionário Yamaha para inspecionar e sangrar
o sistema, se necessário.

6-17
Ajuste do Interruptor da Luz do Freio Verificação das Pastilhas dos Freios Dianteiro e
O interruptor do freio traseiro é acionado por movi- Traseiro
mento do pedal do freio. Para ajustar, segure o cor- Verifique as pastilhas do freio quanto a danos ou
po principal do interruptor de forma que ele não gire, desgaste.
e então gire a porca de ajuste. DIANTEIRA
O ajuste estará correto quando a luz do freio Acione o freio e verifique o indicador de desgaste.
acender instantes antes de iniciar a frenagem. Se a pastilhas estiverem gastas, até o limite de uso,
dirija-se a um concessionário Yamaha para substi-
tuir as pastilhas.

1. Corpo principal 2. Porca de ajuste

1. Indicador de desgaste 2. Limite de uso 1,5 mm

6-18
TRASEIRA 1. Ao verificar o nível do fluido, certifique-se que a
Retire a tampa e inspecione as pastilhas. Se a parte superior do cilindro mestre está horizontal.
espessura for menor do que o valor especificado, 2. U t i l i z e s o m e n t e f l u i d o s d e f r e i o s d e b o a
dirija-se a um concessionário Yamaha. qualidade; caso contrário, a borracha de vedação
poderá deteriorar, causando vazamento e baixo
desempenho dos freios.

Fluido de freio recomendado:


DOT#4

NOTA:
Caso o DOT#4 não estiver disponível, o DOT # 3 pode
ser utilizado somente para o freio dianteiro.
1. Limite de uso 0.8 mm

Verificação do Nível do Fluido de freio


Uma insuficiência de fluido de freio pode permitir a
entrada de ar no sistema, tornando os freios
ineficientes. Antes de conduzir a motocicleta,
verifique o nível do fluido de freio e complete se for
necessário. Observe as seguintes precauções:

6-19
DIANTEIRO 3. Complete com o mesmo tipo de fluido de freio.
A mistura de fluidos diferentes pode resultar em
uma reação química danosa e permitir um baixo
desempenho do freio.
4. Tome cuidado para não deixar água entrar no
cilindro mestre enquanto estiver completando o
nível do fluído de freio. A água reduzirá significati-
vamente o ponto de ebulição do fluído de freio e
pode resultar em bolhas de ar no sistema.
5. O f l u í d o d e f r e i o p o d e d a n i f i c a r s u p e r f í c i e s
1. Nível inferior pintadas ou peças de plásticos.
Limpe imediatamente o fluído derramado.
TRASEIRO 6. Solicite uma inspeção ao concessionário Yamaha
se o nível do fluído de freio baixar.

1. Nível inferior

6-20
Troca do fluido de Freio 1. Desaperte a contraporca no guidão.
1. A troca completa do fluido de freio deve ser 2. Gire o ajustador para dentro ou para fora até
feita somente pelo pessoal treinado pela obter a folga correta.
Yamaha. 3. Aperte a contraporca
2. Solicite ao concessionário Yamaha a troca dos
seguintes itens durante manutenção periódica
ou quando estiverem danificados ou apresen-
tarem vazamento.
a. Troque todas as borrachas de vedação a cada
dois anos.
b. Troque todas as mangueiras a cada quatro anos.

Ajuste da Embreagem
A folga do manete da embreagem deve ser regulada
de 10 a 15 mm na sua extremidade. Se a folga
estiver incorreta, ajuste-a como segue: 1. Porca de aperto 2. Ajustador a. 10~15 mm

Folga: 4. Se a folga estiver incorreta, efetue o ajuste no lado


10~15 mm do motor.

6-21
Para verificar a folga da corrente de transmissão,a
motocicleta deve estar na posição vertical com as
duas rodas sobre o solo sem o piloto. Verifique a fol-
ga na posição mostrada na ilustração. A folga nor-
mal é de aproximadamente 30~40 mm. Se a folga
exceder 40 mm, ajuste-a.

1. Ajustador/porca de aperto

NOTA:
Se não for possível obter um ajuste correto ou a em-
breagem não funcionar corretamente, solicite uma
inspeção do mecanismo interno da embreagem ao
concessionário Yamaha.
1. 30~40 mm
Verificação da folga da Corrente de Transmissão
NOTA:
Gire a roda várias vezes e ache a posição mais ten-
sa da corrente. Verifique e/ou ajuste a folga da cor-
rente de transmissão enquanto ela estiver nesta po-
sição.

6-22
Ajuste da Corrente de Transmissão ATENÇÃO
Uma folga muito pequena sobrecarregará o mo-
tor e outras peças vitais. Mantenha a folga da cor-
rente dentro dos limites especificados.

3. Após o ajuste, certifique-se que as peças soltas


estão apertadas.

Torque de aperto:
Porca do eixo traseiro:
105 Nm (10,5 Kgm)
Parafuso do suporte da pinça:
1. Polia da corrente 2. Porca do eixo
3. Parafuso de suporte da pinça 48 Nm (4,8 Kgm)

1. Afrouxe a porca do eixo traseiro e o parafuso do


suporte da pinça.
2. Gire os esticadores direito e esquerdo da cor-
rente até atingir a tensão correta. Certifique-se
que os ajustadores estão na mesma posição para
alinhamento correto da roda. Para apertar a cor-
rente, gire no sentido a , para afrouxar a corren-
te, gire no sentido b .

6-23
Lubrificação da Corrente de Transmissão
A corrente consiste de várias peças que trabalham
em conjunto. Se a corrente não receber uma ma-
nutenção apropriada, ela irá desgatar-se rapida-
mente, portanto, deve ser inspecionada regular-
mente. A manutenção é especialmente necessá-
ria quando conduzir em áreas com muita poeira.
Essa motocicleta está equipada com uma corren-
te tipo selada. Lavagem com vapor, lavagem por
alta pressão e solventes podem danificar a cor-
rente, portanto, não os utilize para limpá-la. Use
somente querosene para limpar a corrente de
transmissão. Deixe-a secar e lubrifique-a cuidado-
samente com o óleo de motor SAE 20W40. Não
utilize nenhum outro lubrificante na corrente. Eles
podem conter solventes que podem danificar a cor-
rente selada.

6-24
Lubrificação e Inspeção de cabos Pedais do Câmbio e do Freio
ADVERTÊNCIA: Lubrifique as peças da articulação.
Danos na parte externa dos cabos podem causar
ferrugem na parte interna e causar interferência no Lubrificante recomendado:
movimento do cabo. Troque os cabos danificados o Óleo para motor SAE 20W40
mais rápido possível para evitar condições insegu-
ras.
Manetes de Freio e Embreagem
Lubrifique o cabo interno e a sua extremidade. Se Lubrifique as peças da articulação.
não funcionar suavemente, solicite a troca do cabo
ao concessionário YAMAHA. Lubrificante recomendado:
Óleo para motor SAE 20W40
Lubrificante recomendado:
Óleo para motor SAE 20W40

Lubrificação da Manopla e Cabo do Acelerador


O conjunto da manopla do acelerador deve ser lubri-
ficado com graxa quando o cabo for lubrificado.
Para tanto, a manopla deve ser removida para ter
acesso a extremidade do cabo. Após remover os pa-
rafusos, segure a extremidade do cabo no ar e colo-
que algumas gotas de lubrificante. Com a manopla
do acelerador desmontada, lubrifique a superfície
metálica do conjunto a manopla com graxa para uso
geral de boa qualidade.
6-25
Cavalente Lateral
Lubrifique as peças de articulação.
Verifique se o cavalete desce e sobe suavemente.

Lubrificante recomendado:
Óleo para motor SAE 20W40

ADVERTÊNCIA:
Se o cavalete não se movimentar suavemente, con-
sulte um concessionário Yamaha.

Suspensão Traseira
Lubrifique as articulações.

Lubrificante recomendado:
Graxa à base de sabão de lítio

6-26
Inspeção do Garfo Dianteiro

ADVERTÊNCIA:
Apóie a motocicleta de maneira segura para que não
haja perigo de cair.

1. Verificação visual
Verifique se há arranhões/danos no tubo
interno e vazamento excessivo de óleo pelo gar-
fo dianteiro.
2. Verificação do funcionamento
Coloque a motocicleta em local plano.
a. Apóie a motocicleta na posição vertical e acione ATENÇÃO
o freio dianteiro.
Se encontrar qualquer dano ou movimento imper-
b. Force os garfos dianteiros para cima e para bai-
feito no garfo dianteiro, consulte um concessio-
xo várias vezes.
nário Yamaha.

6-27
Amortecedor Traseiro Regulagem do Amortecedor Traseiro
O amortecedor traseiro é equipado com uma mola
ADVERTÊNCIA:
reguladora. Ajuste a mola reguladora da seguinte
O amortecedor traseiro contém gás de nitrogênio forma:
altamente pressurizado. Leia e compreenda as in- 1. Desaperte a porca.
formações seguintes antes de manusear o amorte- 2. Ajuste a mola, girando o regulador da mola com
cedor traseiro. O fabricante não poderá se respon- uma chave especial.
sabilizar por danos materiais ou ferimentos pesso-
ais resultantes de um mau manuseio
1. Não tente manusear ou abrir o conjunto do
cilindro.
2. Não exponha o amortecedor a chama do fogo ou
qualquer outra fonte de calor. Isso pode acarre-
tar em uma explosão da unidade devido à pres-
são excessiva do gás.
3. Não deforme ou danifique o cilindro. O cilindro
danificado resultará em baixo desempenho.
4. Leve o seu amortecedor para o concessionário
Yamaha para qualquer tipo de serviço. 1. Porca trava 2. Ajustador
A. Aumenta a pré-carga da mola
B. Diminui a pré-carga da mola

6-28
3. Gire a ajustador na direção A para aumentar a
Medida "A"
pré carga da mola e na direção B para diminuir
Comprimento Padrão (Instalado):
a pre carga da mola.
5,5 mm
Uma volta completa do ajustador altera a carga
Comprimento Mínimo (Instalado):
da mola em 1 mm.
1 mm
Comprimento Máximo (Instalado):
12 mm

ATENÇÃO:
Nunca tente girar o ajustador além da posição de
ajuste máximo ou mínimo.

4. Aperte a contra porca no torque especificado

Torque de aperto:
42 Nm (4,2 Kgm)

ATENÇÃO:
Aperte sempre a contraporca contra o ajustador
da mola, até o torque específico.

6-29
Inspeção da Direção ADVERTÊNCIA:
Verifique periodicamente a condição da direção. Os Coloque o suporte na motocicleta de maneira segu-
rolamentos da coluna de direção gastos ou com fol- ra para que não haja perigo de queda.
ga podem ser perigosos. Coloque um suporte sob o
motor para levantar a roda dianteira do solo. Segure
Rolamentos das Rodas
as extremidades inferiores dos garfos dianteiro e ten-
Se apresentar folga nos cubos das rodas dianteira e
te movê-los para frente e para trás. Se sentir qual-
traseira, ou se a roda não girar suavemente, solicite
quer folga, solicite uma inspeção e ajuste da coluna
uma inspeção nos rolamentos das rodas ao conces-
de direção ao concessionário Yamaha.
sionário Yamaha.
A inspeção será mais fácil se a roda dianteira for
Os rolamentos das rodas devem ser inspecionados
removida.
de acordo com a tabela de manutenção periódica.

Bateria
Essa motocicleta está equipada com uma bateria do
"tipo selado". Portanto, dispensa a necessidade de
verificar o nível do eletrólito ou completar com água
destilada na bateria. Se a bateria apresentar sinais
de estar descarregada, consulte um concessionário
Yamaha.

6-30
ATENÇÃO: Manutenção da Bateria
Não tente retirar as tampas de vedação das célu- 1. Quando a motocicleta não for utilizada por um
mês ou mais, remova a bateria e guarde-a em lo-
las da bateria. Você pode danificar a bateria.
cal fresco e escuro. Recarregue completamente a
bateria antes da reinstalação.
ADVERTÊNCIA:
O eletrólito da bateria é venenoso e perigoso, cau- ATENÇÃO:
sando queimaduras graves, etc. Nele contém ácido Um carregador especial (Voltímetro/Amperímetro
sulfúrico. Evite o contato com a pele, olhos ou rou-
constante ou de voltímetro constante) será neces-
pas.
sário para recarregar a bateria tipo selada. A uti-
Antídoto:
lização de um carregador de bateria convencio-
CONTATO EXTERNO: lavar com água.
nal pode encurtar a vida útil da bateria.
CONTATO INTERNO: beba uma grande quantidade
de água ou leite. Em seguida, beba leite de magnésio,
gema de ovo ou óleo vegetal. Chame um médico
imediatamente.
Olhos: lave com água pelo menos 15 minutos e pro-
cure o atendimento médico imediatamente. As ba-
terias produzem gases explosivos. Mantenha longe
as faíscas, chamas, cigarros acesos, etc. Providen-
cie ventilação adequada para carregar ou utilizar a
bateria em local fechado. Proteja sempre seus olhos
ao trabalhar perto das bateriais.
MANTENHA LONGE DO ALCANCE DE CRIANÇAS.

6-31
2. Certifique-se sempre se as conexões estão cor-
retas ao reinstalar a bateria. O cabo vermelho
(positivo) deve ser ligado no terminal ( + ) e o
preto (negativo) no terminal ( ). Conecte primei-
ro o cabo vermelho (positivo) e em seguida, o
cabo preto (negativo).

Troca de Fusível
Se um fusível estiver queimado, desligue o interrup-
tor de ignição e o interruptor do circuito em questão.
1. Bateria
Troque o fusível pelo de reserva (não esquecendo 2. Relê de Partida
3. Fusível Principal
re repô-lo posteriormente). 4. Fusível de Reserva

Ligue os interruptores e verifique o funcionamento ATENÇÃO:


dos dispositivos elétricos. Se o fusível queimar de
Não utilize fusíveis com amperagem acima da
novo, consulte imediatamente um concessionário
recomendadda. Substituição de um fusível por
Yamaha.
outro de amperagem incorreta pode causar danos
no sistema elétrico e até mesmo incêndio.

Fusível especificado: 20A (AZUL)

6-32
Troca da Lâmpada do Farol
Esta motocicleta está equipada com uma lâmpada
de farol de quartzo. Se a lâmpada do farol queimar,
substitua a lâmpada como segue:
1. Remova o parafuso, puxe os ressaltos para
fora dos coxins, para remover a carenagem.

2. Retire o conjunto do farol.

6-33
3. Desligue o conector da fiação do farol e remova
a capa.

1. Suporte da lâmpada

ADVERTÊNCIA:
1. Conector do farol 2. Capa
Mantenha os produtos inflamáveis e suas mãos lon-
ge da lâmpada enquanto ela estiver quente. Não to-
que na lâmpada até ela esfriar.
4. Gire o suporte da lâmpada no sentido anti-horá-
rio e remova o suporte. Remova a lâmpada de-
5. Instale a lâmpada nova e segure-a pelo suporte.
feituosa.

6-34
ATENÇÃO: Remoção da Roda Dianteira
Evite tocar no vidro da lâmpada. Mantenha-a li- ADVERTÊNCIA:
vre de óleo; caso contrário, a transparência do É aconselhavel que esse serviço seja efetuado por
vidro, vida útil da lâmpada e fluxo de luz serão um concessionário Yamaha.
seriamente afetados. Se respingar óleo sobre a
ADVERTÊNCIA:
lâmpada, limpe levemente com um pano umede-
Apóie a motocicleta de forma segura para que não
cido com álcool ou solvente.
haja perigo de queda.

6. Instale a capa 1. Remova o cabo do velocímetro.


7. Conecte a fiação do farol.
8. Instale o conjunto do farol e a carenagem. Caso
seja necessária uma regulagem do facho do fa-
rol, solicite ao concessionário YAMAHA efetuar o
ajuste.

1. Cabo do velocímetro

6-35
2. Levante a roda dianteira, colocando um suporte Instalação da Roda Dianteira
sob o motor. Para instalar a roda dianteira, siga o procedimento
3. Desaperte as porcas do suporte do eixo da roda. inverso da remoção.
Preste atenção nos seguintes pontos:
1. Certifique-se que o cubo da roda e a unidade
de engrenagem do velocímetro estejam instala-
dos com os ressaltos acoplados nas fendas.

1. Porcas do suporte do eixo 2. Eixo

4. Remova o eixo e a roda dianteira. Certifique-se


que a motocicleta está apoiada seguramente.

NOTA: 2. Certifique-se que há folga suficiente entre as


Não acione o manete do freio enquanto o disco esti- pastilhas do freio antes de introduzir o disco do
ver fora da pinça. Isto causará fechamento das pas- freio.
tilhas do freio.

6-36
3. Certifique-se que a ranhura da unidade de engre- 5. Antes de apertar as porcas do suporte, force o
nagem do velocimetro está encaixada sobre o garfo dianteiro várias vezes para baixo para veri-
batente do tubo externo do garfo dianteiro. ficar seu funcionamento.
6. Aperte as porcas do suporte do eixo.
Aperte primeiro as porcas superiores e em se-
guida, as inferiores.
Quando as porcas são apertadas nessa
sequencia, haverá uma folga formada na parte
inferior do suporte do eixo.

4. Certifique-se que o eixo da roda esteja apertado


com o torque correto.

Torque de aperto:
59 Nm (5,9 Kgm)
1. Primeiro 2. Segundo 3. Folga

6-37
Torque da porca do suporte do eixo:
9 Nm (0,9 Kgm)

Remoção da Roda Traseira


ADVERTÊNCIA:
É aconselhavel que esse serviço seja efetuado por
um concessionário Yamaha.

ADVERTÊNCIA:
Apóie a motocicleta de forma segura para que não 1. Porca do eixo 2. Parafuso de suporte da pinça

haja perigo de queda.


3. R e t i r e o p a r a f u s o d a e x t r e m i d a d e d o b r a ç o

1. Retire a porca do eixo. traseiro.

2. Afrouxe, o parafuso do suporte da pinça

6-38
5. Empurre a roda para frente e retire a corrente de
transmissão.
6. Retire o eixo da roda e remova o conjunto da roda,
puxando-o para trás.

NOTA:
Não acione o pedal do freio enquanto o disco do freio
e a pinça estiverem separados.

NOTA:
Você não precisa desmontar a corrente de transmis-
1. Parafuso da extremidade da balança traseira são para remover ou instalar a roda traseira.

4. Levante a roda traseira colocando um suporte


adequado sob o motor. Instalação da Roda Traseira

Para instalar a roda traseira, siga o procedimento in-


verso da remoção. Preste atenção nos seguintes pon-
tos:
1. Certifique-se que há folga suficiente entre as
pastilhas do freio antes de introduzir o disco do
freio.

6-39
2. Certifique-se que o eixo da roda traseira está Localização de Problemas
introduzido pelo lado esquerdo e que os Apesar das motocicletas Yamaha serem submetidas
esticadores da corrente estão instalados com o a um rigido controle de qualidade antes de sairem
lado marcado, voltado para fora. da fábrica, os problemas podem ocorrer durante o
3. Ajuste a corrente de transmissão. uso. Qualquer problema nos sistemas de combustí-
4. Certifique-se que as seguintes peças estejam vel, compressão ou ignição pode causar uma parti-
apertadas com o torque correto da dificil e perda de potência. A tabela de diagnósti-
co de defeitos descreve o procedimento fácil e rápi-
do para efetuar a verificação. Se sua motocicleta ne-
Torque de aperto: cessitar de qualquer reparo, leve-a a um concessio-
Porca do eixo: nário Yamaha. Os técnicos especializados de um
105 Nm (10,5 Kgm) concessionário Yamaha possuem as ferramentas,
Parafuso do suporte da pinça: experiência e conhecimentos para executar o servi-
48 Nm (4,8 Kgm) ço correto em sua motocicleta. Use somente as pe-
Parafuso da extremidade da balança ças genuínas Yamaha para sua motocicleta. As pe-
traseira: ças do mercado paralelo podem parecer idênticas
3 Nm (0,3 Kgm) às peças genuínas, porém, elas são frequentemen-
te, de qualidade inferior. Consequentemente, elas
têm uma vida útil mais curta, tornando mais caras
as despesas de reparos.

6-40
TABELA DE LOCALIZAÇÃO DE PROBLEMAS
ADVERTÊNCIA:
Nunca verifique o sistema de combustível Fluxo Normal
com cigarros acesos ou chamas próximas. gasolina
Remova a mangueira de com-
bustível e verifique seu fluxo Água ou sujeira Limpe o elemento
na gasolina do filtro e o tanque
de combustível
Há Leve a torneira de combustí- Não há
1. Combustível gasolina vel para a posição "ON" gasolina Torneira de com-
Verificação se há bustível obstruída
gasolina no tanque Há pouca Gire a torneira de combustí-
gasolina vel para a posição "RES" Ligue o motor
de combustível
Não há Abasteça o tanque
gasolina Gire a torneira de combustível
para a posição "ON"
2. Compressão
Há compressão Compressão normal
Acione o botão de
partida e verifique
se há compressão Não há Peça a um concessionário
compressão Yamaha que revise sua moto

3. Faísca Úmida Limpe e seque com


um pano seco A faísca é
Remova a vela e Normal
verifique o estado boa
do eletrodo Ligue a chave de
Instale o cachimbo na vela ignição e use a A faísca é
Seca e encoste-a no cabeçote ruim
partida elétrica
Não há Ajuste o
4. Bateria faísca cachimbo
O motor gira Bateria em bom e troque
rapidamente estado a vela
Ao usar a partida
elétrica
O motor gira Verifique o eletrólito, recarregue, Peça a um concessionário Ya-
lentamente inspecione as conexões maha que verifique o defeito

6-41
LIMPEZA E ARMAZENAMENTO ATENÇÃO:
Pressão excessiva da água pode penetrar e con-
A. LIMPEZA
A limpeza frequente e completa da motocicleta, não taminar os rolamentos das rodas, suspensão di-
só realça a sua apresentação, mas também melho- anteira, freios e retentores da transmissão. Mui-
ra seu rendimento e aumenta a vida útil dos seus tos danos e reparos caros são resultantes de apli-
componentes. cação inadequada de pressão e detergentes, como
1. Antes de limpar:
aquelas utilizadas pelos lava-rápidos.
a. Tampe a saída do escapamento para impedir
a entrada de água. 4. Uma vez que a maior parte da sujeira foi retira-
Pode-se utilizar um saco plástico preso por da, lave todas as superficies com água morna
um elástico resistente. e sabão ou detergente Neutro. Para a limpeza
b. Assegure que a vela e todas as tampas este- dos locais de difícil acesso, utilize um pincel
jam instaladas. ou uma escova de dentes.
2. Se a carcaça do motor estiver demasiadamen- 5. Enxague imediatamente a moto com água lim-
te suja de graxa, aplique um desengraxante pa e seque todas as superfícies com um pano
com pincel; não aplique desengraxante na cor- limpo.
rente, raios ou eixos das rodas.
3. Enxague a sujeira e o desengraxante utilizan-
do uma mangueira de jardim, com uma pres-
são suave para realizar esta tarefa.

7-1
6. Seque a corrente e lubrifique-a para evitar oxida- B. ARMAZENAMENTO
ção. O armazenamento prolongado da motocicleta (30 dias
7. Limpe o selim com um produto de limpeza de vi- ou mais) exige algumas medidas de proteção, para
nil, a fim de conservá-lo flexível e lustroso. evitar deterioração. Uma vez que foi efetuada a lim-
8. A cera automotiva pode ser utilizada em todas as peza total, prepare-a para o armazenamento da se-
superfícies pintadas e cromadas, não passar cera guinte forma:
em partes plásticas, do contrário poderá haver a 1. Drene o tanque de combustíel, as tubulações e
perda do brilho. Evite a mistura de ceras. Mui- a cuba do carburador.
tas contêm abrasivos que podem danificar a pin- 2. Remova o tanque vazio, encha um copo com
tura ou o verniz. Após terminar a limpeza, acio- óleo 20W40, coloque o óleo no tanque e agite-o
ne o motor, e deixe-o funcionar em marcha lenta para que espalhe completamente sobre a
por alguns minutos. superfície interna, remova o óleo que sobrar.
Reinstale o tanque.

7-2
3. Remova a vela e coloque um pouco de óleo 6. Apóie o quadro em cavaletes de maneira que
20W40 em seu orifício. Dê partida no motor várias ambas as rodas não toquem o solo.
vezes (cabo da vela aterrado), para espalhá-lo nas pare- 7. Tampe a saída do escape com um saco plástico
des do cilindro. a fim de que não entre umidade.
8. Se a moto for armazenada em ambiente úmido,
ADVERTÊNCIA:
pulverize com óleo todas as superfícies metáli-
Quando usar o motor de arranque para girar o mo-
cas expostas. Não pulverize com óleo as peças
tor, remova o cabo da vela e conecte na carcaça para
de borracha, nem a capa do banco.
evitar faíscas.
9. Remova a bateria e recarregue. Armazene-a em
local seco, voltando a carregá-la uma vez ao mês.
4. Remova a corrente de transmissão, limpe com Não armazene a bateria em locais excessivamen-
querosene e lubrifique-a. Reinstale a corrente ou te quentes nem frios (mais de 30ºC ou abaixo de
coloque em um saco plástico e anexe à motoci- 0ºC).
cleta para que não se extravie.
5. Lubrifique todos os cabos de comando. NOTA:
Antes de armazenar a motocicleta faça todos os re-
paros necessários.

7-3
ESPECIFICAÇÕES

MODELO XT600E

Dimensões:
Comprimento total 2.220 mm
Largura total 825 mm
Altura total 1.205 mm
Altura do assento 855 mm
Distância entre eixos 1.440 mm
Distância mínima do solo 230 mm

Peso básico:
Com óleo do motor e combustível 172 Kg.

Raio mínimo de curva: 2.300 mm

Motor:
Tipo Arrefecido a ar, 4 tempos, gasolina, SOHC
Modelo 4MW
Disposição do cilindro Monocilíndrico, inclinado à frente
Cilindrada 595 cm³
Diâmetro x Curso 95,0x84,0 mm
Taxa de compressão 8,5 : 1
Sistema de partida Partida elétrica
Sistema de lubrificação Carter seco

8-1
Ajuste do Interruptor da Luz do Freio Verificação das Pastilhas dos Freios Dianteiro e
MODELO XT600E
O interruptor do freio traseiro é acionado por movi- Traseiro
mento do pedal do freio. Para ajustar, segure o cor- Verifique as pastilhas do freio quanto a danos ou Óleo do motor (4 tempos) YAMALUBE 4
po principal do interruptor de forma que ele não gire, desgaste. Tipo SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Superior
e então gire a porca de ajuste. DIANTEIRA
Capacidade:
O ajuste estará correto quando a luz do freio Acione o freio e verifique o indicador de desgaste.
Para Troca periódica 2,7 l
acender instantes antes de iniciar a frenagem. Se a pastilhas estiverem gastas, até o limite de uso, Com a troca do filtro de óleo 2,8 l
dirija-se a um concessionário Yamaha para substi- Total 3,3 l
tuir as pastilhas.
Filtro de ar: Elemento tipo seco

Combustível:
Tipo Gasolina aditivada
Capacidade do tanque 15,0 l
Capacidade de reserva 2,0 l

Carburador:
Tipo / Fabricante Y26PV/TEIKEI

1. Corpo principal 2. Porca de ajuste


Velas de ignição:
Tipo / Fabricante DPR8EA-9 OU DPR9EA-9 / NGK
1. Indicador de desgaste 2. Limite de uso 1,5 mm Folga do eletrodo 0,8 ~ 0,9 mm

Embreagem: Discos múltiplos em banho de óleo

6-18 8-2

Ajuste do Interruptor da Luz do Freio Verificação das Pastilhas dos Freios Dianteiro e
MODELO XT600E
O interruptor do freio traseiro é acionado por movi- Traseiro
mento do pedal do freio. Para ajustar, segure o cor- Verifique as pastilhas do freio quanto a danos ou Óleo do motor (4 tempos) YAMALUBE 4
po principal do interruptor de forma que ele não gire, desgaste. Tipo SAE 20W50 API SH JASO MA T903 ou Superior
e então gire a porca de ajuste. DIANTEIRA
Capacidade:
O ajuste estará correto quando a luz do freio Acione o freio e verifique o indicador de desgaste.
Para Troca periódica 2,7 l
acender instantes antes de iniciar a frenagem. Se a pastilhas estiverem gastas, até o limite de uso, Com a troca do filtro de óleo 2,8 l
dirija-se a um concessionário Yamaha para substi- Total 3,3 l
tuir as pastilhas.
Filtro de ar: Elemento tipo seco

Combustível:
Tipo Gasolina aditivada
Capacidade do tanque 15,0 l
Capacidade de reserva 2,0 l

Carburador:
Tipo / Fabricante Y26PV/TEIKEI

1. Corpo principal 2. Porca de ajuste


Velas de ignição:
Tipo / Fabricante DPR8EA-9 OU DPR9EA-9 / NGK
1. Indicador de desgaste 2. Limite de uso 1,5 mm Folga do eletrodo 0,8 ~ 0,9 mm

Embreagem: Discos múltiplos em banho de óleo

6-18 8-2
MODELO XT600E

Transmissão:
Sistema de redução primária Engrenagem de dentes retos
Relação de redução primária 71 / 34 (2,088)
Sistema de redução secundária Corrente de transmissão
Relação de redução secundária 45 / 15 (3,000)
Tipo de transmissão 5 velocidades com engrenamento constante
Comando Acionamento com pé esquerdo
Relação de marchas
1ª 31/12(2,583)
2ª 27/17(1,588)
3ª 24/20(1,200)
4ª 21/22(0,955)
5ª 19/24(0,792)

Chassi:
Tipo de chassi Diamond
Ângulo do caster 27O45'
Trail 120 mm

Pneu:
Tipo Com câmara de ar
Tamanho:
Dianteiro 90/90 - 21 54T MT60
Traseiro 120/90-17 64T MT60

8-3
MODELO XT600E

Freio:
Tipo de freio dianteiro Disco simples
Operação Operado pela mão direita
Tipo de freio traseiro Disco simples
Operação Operado pelo pé direito

Suspensão:
Dianteira Garfo telescópico
Traseira Braço oscilante (suspensão monocross)

Amortecedor:
Dianteiro Mola Helicoidal, amortecedor a óleo
Traseiro A gás, mola helicoidal, amortecedor a óleo

Curso da roda:
Dianteira 225 mm
Traseira 220 mm

Sistema elétrico:
Sistema de ignição T.C.I. (digital)
Sistema de carga Magneto AC
Bateria tipo / capacidade YTX9-BS/12V 8AH

8-4
MODELO XT600E
Tipo de Farol: Halôgeno, Lâmpada com bulbo de quartzo

Lâmpadas - potência / quantidade:


Farol 12V, 60W/55WX1
Lanterna traseira / luz do freio 12V, 5W/21WX1
Pisca 12V, 21W X4X1
Luz auxiliar 12V, 4WX1
Luzes dos medidores 12V, 3,4WX2

Luz indicadora - potência/quantidade:

"Ponto morto" (neutro) 12V, 3,4WX1


"Farol alto" 12V, 3,4WX1
"Pisca" 12V, 3,4WX1

8-5
EMISSÕES
Contribuição anti-poluição: Especificações de ruído:
A Yamaha, preocupada com a preservação do meio Em conformidade com a legislação vigente de controle
ambiente, busca incessantemente a melhoria de seus de poluição sonora para veículos automotores, o limite
produtos, desde a fabricação utilizando materiais com- máximo de ruídos para fiscalização do veículo em circu-
patíveis com o meio ambiente até a redução de percen- lação é de:
tagem de poluentes de gases emitidos pelo escapamen-
to. Desta forma estamos contribuindo com a redução • Limite máximo de ruído para fiscalização:
dos poluentes no meio ambiente e ao mesmo tempo aten-
dendo as determinacões do Programa de Controle da 87 dB (A)* a 3.250 rpm
Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares -
PROMOT. * dB = unidade de medida do nível de ruído (Decibel),
valor com o veículo parado medido a 0,5 m de distân-
cia do escapamento conforme NBR-9714.

8-6
Valores de regulagem: ADVERTÊNCIA:
Os valores de regulagem expostos abaixo devem ser
O uso de gasolina de má qualidade ou diferente
seguidos a fim de se obter um melhor desempenho da
da especificada poderá comprometer o desem-
motocicleta, e também reduzir as emissões de ruídos e
penho da motocicleta, bem como causar danos à
de gases poluentes nocivos ao ambiente.
componentes do sistema de alimentação de com-
• Rotação da marcha lenta: bustível e do próprio motor . É imprescíndivel
1.200 ~ 1.400 rpm que todas as manutenções e ajustes seja confia-
• Concentração de monóxido de carbono (CO): dos a uma concessionária autorizada Yamaha,
máximo 4,5% em volume que dispõe de equipamentos adequados e mão
• Concentração de hidrocarbonetos (HC): de obra qualificada devidamente treinada pelo
máximo 93 ppm próprio fabricante, assegurando desta forma a
motocicleta dentro dos padrões anti-poluentes.
IMPORTANTE:
1. Qualquer alteração no sistema de alimentação de Contribuição do usuário contra a poluição sono-
combustível ou de escapamento (regulagens inade- ra:
quadas, substituição de peças por outras não origi- O usuário da motocicleta pode contribuir com o meio
nais, etc.) influirá diretamente nos valores homolo- ambiente disciplinando sua condução das seguintes for-
gados e divulgados neste manual. mas:
2. Seu comprometimento rigoroso com o plano de ma- Evitando acelerações bruscas e desnecessárias;
nutenção periódica constante no “capitulo 6” des- Arrancando suavemente com a motocicleta e conduzin-
te manual, contribuirá de forma importante para a do na marcha adequada à velocidade.
conservação do meio ambiente.

8-7
Lubrificação da Corrente de Transmissão Óleo do motor Especialmente desenvolvido pela Yamaha para uso em
A corrente consiste de várias peças que trabalham motores nos mais diversos seguimentos, principalmente
em conjunto. Se a corrente não receber uma manu- motocicletas.
tenção apropriada, ela irá desgatar-se rapidamente, Sua fórmula especial contém um inibidor de oxidação jun-
portanto, deve ser inspecionada regularmente. A to com um detergente dispersante e uma capa protetora
manutenção é especialmente necessária quando aditiva.
conduzir em áreas com muita poeira. Essa motoci- Resiste no funcionamento da transmissão das motocicle-
cleta está equipada com uma corrente tipo selada. tas e produz uma suave operação da embreagem.
Lavagem com vapor, lavagem por alta pressão e
solventes podem danificar a corrente, portanto, não Benefícios da formulação:
os utilize para limpá-la. Use somente querosene para Resistente a oxidação e corrosão, máxima proteção das
limpar a corrente de transmissão. Deixe-a secar e engrenagens, reduz o depósito de impurezas no motor,
lubrifique-a cuidadosamente com o óleo de motor melhor capa protetora, longa vida para o motor, mantém a
OBSERVAÇÃO
SAE 20W40. Não utilize nenhum outro lubrificante viscosidade estável.
Para melhor performance de sua motocicleta re-
na corrente. Eles podem conter solventes que po-
comendamos a cada troca o uso do Óleo
dem danificar a corrente selada.
YAMALUBE* 4 Tempos 20W50 API SH JASO MA
T903 ou Superior.
Código do Produto: 90793-AA418

6-24 8-8

Lubrificação da Corrente de Transmissão Óleo do motor Especialmente desenvolvido pela Yamaha para uso em
A corrente consiste de várias peças que trabalham motores nos mais diversos seguimentos, principalmente
em conjunto. Se a corrente não receber uma manu- motocicletas.
tenção apropriada, ela irá desgatar-se rapidamente, Sua fórmula especial contém um inibidor de oxidação jun-
portanto, deve ser inspecionada regularmente. A to com um detergente dispersante e uma capa protetora
manutenção é especialmente necessária quando aditiva.
conduzir em áreas com muita poeira. Essa motoci- Resiste no funcionamento da transmissão das motocicle-
cleta está equipada com uma corrente tipo selada. tas e produz uma suave operação da embreagem.
Lavagem com vapor, lavagem por alta pressão e
solventes podem danificar a corrente, portanto, não Benefícios da formulação:
os utilize para limpá-la. Use somente querosene para Resistente a oxidação e corrosão, máxima proteção das
limpar a corrente de transmissão. Deixe-a secar e engrenagens, reduz o depósito de impurezas no motor,
lubrifique-a cuidadosamente com o óleo de motor melhor capa protetora, longa vida para o motor, mantém a
SAE 20W40. Não utilize nenhum outro lubrificante OBSERVAÇÃO viscosidade estável.
Para melhor performance de sua motocicleta re-
na corrente. Eles podem conter solventes que po-
comendamos a cada troca o uso do Óleo
dem danificar a corrente selada.
YAMALUBE* 4 Tempos 20W50 API SH JASO MA
T903 ou Superior.
Código do Produto: 90793-AA418

6-24 8-8
CONCESSIONÁRIO AUTORIZADO YAMAHA

Para um melhor esclarecimento, satisfação e confiabilidade na execução de serviços,


relacionamos os CONCESSIONÁRIOS AUTORIZADOS YAMAHA em todo território
nacional por ordem alfabética de estado e cidade.
Esta relação lhe permitirá um melhor atendimento com toda a assistência
técnica, tendo mecânicos treinados pela fábrica, peças e equipamentos originais.

9-1
OBSERVAÇÃO:

Recomendamos consultar previamente antes de dirigir-se ao concessionário,


pois esta relação está sujeita a modificação.

Para maiores informações, entrar em contato com:


YAMAHA MOTOR DO BRASIL LTDA.
Rod. Pres. Dutra, Km 214
Guarulhos - SP - Cep 07183-903
Cx. Postal 298
Fone: (011) 6460-5336
Fax: (011) 6432-5961
sac@yamaha-motor.com.br

9-2
CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 4MW

(REMETER PARA A YAMAHA)


CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX
Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO
MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.

CPF
Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da
motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.

DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP
Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,
inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1

CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX

(REMETER PARA A YAMAHA)


CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX
Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO

MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.
CPF

Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da


motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.
DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP

Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,


inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1
TERMO DE GARANTIA

____________________________________________________________
Carimbo Assinatura Concessionário
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
A presente garantia entra em vigor na data da nota fiscal do veículo e está condicionada à apresentação e cumprimen-

Verificar funcionamento / regular


to integral deste Termo de Garantia, bem como de todas as determinações contidas no Manual do Proprietário. Leia
atentamente todas as instruções e recomendações da fabricante, e lembre-se: a adequada manutenção do veículo,

Verificar pressão dos pneus/


OPERAÇÕES
conforme instruções contidas no Manual do Proprietário, é FATOR ESSENCIAL para a segurança do condutor e do

Completar se necessário
passageiro, bem como é condição indispensável para concessão da presente garantia.

Verificar amortecimento

Verificar funcionamento
1. PRAZO DE VALIDADE: A YAMAHA MOTOR DA AMA- 3. CONDIÇÕES GERAIS DA GARANTIA:
ZÔNIA LTDA. garante a motocicleta nova distribuída 3.1. Que a reclamação seja feita diretamente a uma con-

Verificar voltagem
ITENS QUE DEVEM SER REVISADOS

Aperto dos raios


por seus concessionários, contra falhas de fabricação, cessionária YAMAHA e imediatamente após a suspei-
Reaperto geral

de montagem ou de material durante o período de 1 ta ou constatação de qualquer anormalidade técnica.


REVISÃO DE ENTREGA

(um) ano, sem limite de quilometragem, a contar da Atenção: a utilização continuada do veículo em con-

Limpeza
data de venda registrada na nota fiscal e transcrita dições tecnicamente anormais, sem imediatas pro-
Sangrar

Verificar
Regular

Regular

Apertar
no cupom de Revisão de Entrega. Exija da sua con- vidências do consumidor, poderá acarretar outros
cessionária que preencha correta e completamente o danos ao veículo que não serão atendidos em ga-
termo de garantia, bem como preencha, date e assi- rantia, além do que consistirá causa de extinção
ne o Controle das Revisões Periódicas, após cada re- definitiva da garantia.
visão. 3.2. Que todas as revisões periódicas mencionadas no Ma-

de conformidade com o que dispõe


Recebi nesta data o manual supra

__________________________
nual do Proprietário e no Controle de Revisões Perió-
2. ABRANGÊNCIA DA GARANTIA dicas sejam rigorosamente efetuadas, numa oficina

MANUAL DO CONDUTOR
2.1. A garantia abrange os reparos necessários em decor- da rede de concessionárias YAMAHA e na periodici-

11. Aspecto da motocicleta

Assinatura Cliente
rência de falha de material, montagem ou fabrica- dade estabelecida.

10. Acessórios e fixação


ção, reconhecidas como defeituosas exclusivamen- 3.3. Que os defeitos não sejam resultantes de desgaste

a lei 9503 de 23/09/97


1. Parafusos e porcas

7. Cabo do acelerador
ITENS

te pela fabricante ou seu representante; natural de peças, prolongado desuso, utilização ina-
3. Bomba Autolube

4. Rodas e pneus

9. Luzes e piscas 2.2. As peças reconhecidas como defeituosas serão repa- dequada do veículo, acidentes de qualquer natureza,

Data___/___/___
radas ou substituídas gratuita e exclusivamente atra- e casos fortuitos e força maior;
2. Carburador

5. Suspensão

12. Nível óleo


vés da rede de concessionárias YAMAHA. Qualquer 3.4. Que todo e qualquer reparo seja efetuado sempre em
órgão ou componente mecânico somente será subs- qualquer uma das oficinas da rede de concessionári-
8. Bateria
6. Freios

13. Farol
tituído na hipótese de impossibilidade de seu repa- as YAMAHA;
ro ou recondicionamento, sendo que no caso de subs- 3.5. Que a motocicleta não tenha sido transformada ou
tituição, os itens substituídos serão de propriedade da modificada por empresas não homologadas pela
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. YAMAHA, ou equipados com acessórios e itens não
5-6 10-2

TERMO DE GARANTIA

____________________________________________________________
Carimbo Assinatura Concessionário
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
A presente garantia entra em vigor na data da nota fiscal do veículo e está condicionada à apresentação e cumprimen-
Verificar funcionamento / regular

to integral deste Termo de Garantia, bem como de todas as determinações contidas no Manual do Proprietário. Leia
atentamente todas as instruções e recomendações da fabricante, e lembre-se: a adequada manutenção do veículo,
Verificar pressão dos pneus/
OPERAÇÕES

conforme instruções contidas no Manual do Proprietário, é FATOR ESSENCIAL para a segurança do condutor e do
Completar se necessário

passageiro, bem como é condição indispensável para concessão da presente garantia.


Verificar amortecimento

Verificar funcionamento

1. PRAZO DE VALIDADE: A YAMAHA MOTOR DA AMA- 3. CONDIÇÕES GERAIS DA GARANTIA:


ZÔNIA LTDA. garante a motocicleta nova distribuída 3.1. Que a reclamação seja feita diretamente a uma con-
Verificar voltagem
ITENS QUE DEVEM SER REVISADOS

Aperto dos raios

por seus concessionários, contra falhas de fabricação, cessionária YAMAHA e imediatamente após a suspei-
Reaperto geral

de montagem ou de material durante o período de 1 ta ou constatação de qualquer anormalidade técnica.


REVISÃO DE ENTREGA

(um) ano, sem limite de quilometragem, a contar da Atenção: a utilização continuada do veículo em con-
Limpeza

data de venda registrada na nota fiscal e transcrita dições tecnicamente anormais, sem imediatas pro-
Sangrar

Verificar
Regular

Regular

Apertar

no cupom de Revisão de Entrega. Exija da sua con- vidências do consumidor, poderá acarretar outros
cessionária que preencha correta e completamente o danos ao veículo que não serão atendidos em ga-
termo de garantia, bem como preencha, date e assi- rantia, além do que consistirá causa de extinção
ne o Controle das Revisões Periódicas, após cada re- definitiva da garantia.
visão. 3.2. Que todas as revisões periódicas mencionadas no Ma-
de conformidade com o que dispõe
Recebi nesta data o manual supra

__________________________

nual do Proprietário e no Controle de Revisões Perió-


2. ABRANGÊNCIA DA GARANTIA dicas sejam rigorosamente efetuadas, numa oficina
MANUAL DO CONDUTOR

2.1. A garantia abrange os reparos necessários em decor- da rede de concessionárias YAMAHA e na periodici-
11. Aspecto da motocicleta

Assinatura Cliente

rência de falha de material, montagem ou fabrica- dade estabelecida.


10. Acessórios e fixação

ção, reconhecidas como defeituosas exclusivamen- 3.3. Que os defeitos não sejam resultantes de desgaste
a lei 9503 de 23/09/97
1. Parafusos e porcas

7. Cabo do acelerador
ITENS

te pela fabricante ou seu representante; natural de peças, prolongado desuso, utilização ina-
3. Bomba Autolube

2.2. As peças reconhecidas como defeituosas serão repa-


4. Rodas e pneus

9. Luzes e piscas

dequada do veículo, acidentes de qualquer natureza,


Data___/___/___

radas ou substituídas gratuita e exclusivamente atra- e casos fortuitos e força maior;


2. Carburador

5. Suspensão

12. Nível óleo

vés da rede de concessionárias YAMAHA. Qualquer 3.4. Que todo e qualquer reparo seja efetuado sempre em
órgão ou componente mecânico somente será subs- qualquer uma das oficinas da rede de concessionári-
8. Bateria
6. Freios

13. Farol

tituído na hipótese de impossibilidade de seu repa- as YAMAHA;


ro ou recondicionamento, sendo que no caso de subs- 3.5. Que a motocicleta não tenha sido transformada ou
tituição, os itens substituídos serão de propriedade da modificada por empresas não homologadas pela
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. YAMAHA, ou equipados com acessórios e itens não
5-6 10-2
aprovados por esta, mesmo que tenham sido insta- decorridos: PESQUISA DE CONSUMIDORES DOS PRODUTOS YAMAHA
lados em concessionárias YAMAHA. a) Óleos lubrificantes, graxas, combustível, aditivo, fluídos
3.6. Que as peças de origem não tenham sido substituídas e similares;
por outras não originais, e que o veículo não tenha sido b) Reapertos, limpeza do carburador, lavagem, lubrifica-
utilizados para fins de competição; ção, verificações, ajustes, regulagens, etc... Prezado Consumidor,
3.7. Que o veículo tenha sido protegido e mantido adequa- c) Alinhamento e balanceamento de rodas.
damente, inclusive quanto à integridade da pintura; d) Elementos filtrantes /filtros em geral, vela, lonas e pas-
Preocupados em conhecer melhor suas preferências, nós da Yamaha Motor do Brasil
3.8. Que os defeitos de funcionamento, pintura e/ou altera- tilhas de freio, juntas, lâmpadas, fusíveis, cabos e bate-
ção de cor em partes cromadas ou não, não sejam de- ria. elaboramos uma rápida pesquisa que pode ser encontrada nas páginas a seguir.
correntes de influências externas anormais, intempéri- e) Peças que se desgastam com o uso, como por exem-
es, impactos, substâncias químicas do meio ambiente, plo: pneus, câmaras de ar, amortecedores, discos de
inclusive corrosão por efeitos de maresia, detritos de fricção; corrente, coroa, pinhão de transmissão, velas Preencha o questionário e, ao término, encaminhe ao seu concessionário para que ele nos
origem animal ou vegetal, aplicação de substâncias quí- de ignição; rolamentos e os demais que tem vida útil envie a sua resposta.
micas (combustível ou produtos não recomendados pela determinada, etc.;
YAMAHA); f) Estofados com deterioração normal e demais itens apa-
3.9. Que os danos não sejam causados por combustível de rentes, devido a desgaste pelo uso ou exposição ao tem- Com a sua colaboração, poderemos manter o nosso relacionamento ainda mais próximo.
má qualidade ou com impurezas, ou por desuso da po.
motocicleta com combustível no tanque;
3.10. Quando da solicitação da garantia seja apresentada à IMPORTANTE: Estão cobertas pela garantia as peças de Muito obrigado,
concessionária a motocicleta completa e nunca a peça desgaste natural que COMPROVADAMENTE apresentarem
defeituosa separadamente. defeito de fabricação ou fadiga anormal de material, com ex-
ceção de pneus e câmaras de ar, que são garantidos direta-
Yamaha Motor do Brasil
ATENÇÃO: As avarias decorrentes de: negligência ou má mente pelo fabricante dos mesmos.
utilização do bem; desrespeito às instruções contidas no
Manual do Proprietário; sobrecarga do veículo, ainda que 4. RESTRIÇÕES: A presente garantia se restringe ao veí-
passageira; ou inexperiência do condutor, não serão co- culo, suas peças e componentes, não cobrindo quais- Caro Concessionário,
bertas pela garantia. quer repercussões mesmo decorrentes de avarias ou
defeito do veículo, suas peças e componentes tais como:
3.11. Por constituírem itens que sofrem desgaste natural a) despesas com: transporte, socorro ou guincho, hos- Agora só falta você. Por favor, envie-nos o questionário, pois ele é a certeza de que
ou de consumo normal, as peças e serviços descri- pedagem; b) lucro cessante e outros gastos decorren- manteremos nossa qualidade e a fidelização de nossos clientes.
tos a seguir não estão cobertos pela garantia, qual- tes da indisponibilidade do veículo.
quer que seja o tempo ou quilometragem
10-3 10-9

aprovados por esta, mesmo que tenham sido insta- decorridos: PESQUISA DE CONSUMIDORES DOS PRODUTOS YAMAHA
lados em concessionárias YAMAHA. a) Óleos lubrificantes, graxas, combustível, aditivo, fluídos
3.6. Que as peças de origem não tenham sido substituídas e similares;
por outras não originais, e que o veículo não tenha sido b) Reapertos, limpeza do carburador, lavagem, lubrifica-
utilizados para fins de competição; ção, verificações, ajustes, regulagens, etc... Prezado Consumidor,
3.7. Que o veículo tenha sido protegido e mantido adequa- c) Alinhamento e balanceamento de rodas.
damente, inclusive quanto à integridade da pintura; d) Elementos filtrantes /filtros em geral, vela, lonas e pas-
Preocupados em conhecer melhor suas preferências, nós da Yamaha Motor do Brasil
3.8. Que os defeitos de funcionamento, pintura e/ou altera- tilhas de freio, juntas, lâmpadas, fusíveis, cabos e bate-
ção de cor em partes cromadas ou não, não sejam de- ria. elaboramos uma rápida pesquisa que pode ser encontrada nas páginas a seguir.
correntes de influências externas anormais, intempéri- e) Peças que se desgastam com o uso, como por exem-
es, impactos, substâncias químicas do meio ambiente, plo: pneus, câmaras de ar, amortecedores, discos de
inclusive corrosão por efeitos de maresia, detritos de fricção; corrente, coroa, pinhão de transmissão, velas Preencha o questionário e, ao término, encaminhe ao seu concessionário para que ele nos
origem animal ou vegetal, aplicação de substâncias quí- de ignição; rolamentos e os demais que tem vida útil
envie a sua resposta.
micas (combustível ou produtos não recomendados pela determinada, etc.;
YAMAHA); f) Estofados com deterioração normal e demais itens apa-
3.9. Que os danos não sejam causados por combustível de rentes, devido a desgaste pelo uso ou exposição ao tem- Com a sua colaboração, poderemos manter o nosso relacionamento ainda mais próximo.
má qualidade ou com impurezas, ou por desuso da po.
motocicleta com combustível no tanque;
3.10. Quando da solicitação da garantia seja apresentada à IMPORTANTE: Estão cobertas pela garantia as peças de Muito obrigado,
concessionária a motocicleta completa e nunca a peça desgaste natural que COMPROVADAMENTE apresentarem
defeituosa separadamente. defeito de fabricação ou fadiga anormal de material, com ex-
ceção de pneus e câmaras de ar, que são garantidos direta-
Yamaha Motor do Brasil
ATENÇÃO: As avarias decorrentes de: negligência ou má mente pelo fabricante dos mesmos.
utilização do bem; desrespeito às instruções contidas no
Manual do Proprietário; sobrecarga do veículo, ainda que 4. RESTRIÇÕES: A presente garantia se restringe ao veí-
passageira; ou inexperiência do condutor, não serão co- culo, suas peças e componentes, não cobrindo quais- Caro Concessionário,
bertas pela garantia. quer repercussões mesmo decorrentes de avarias ou
defeito do veículo, suas peças e componentes tais como:
3.11. Por constituírem itens que sofrem desgaste natural a) despesas com: transporte, socorro ou guincho, hos- Agora só falta você. Por favor, envie-nos o questionário, pois ele é a certeza de que
ou de consumo normal, as peças e serviços descri- pedagem; b) lucro cessante e outros gastos decorren- manteremos nossa qualidade e a fidelização de nossos clientes.
tos a seguir não estão cobertos pela garantia, qual- tes da indisponibilidade do veículo.
quer que seja o tempo ou quilometragem
10-3 10-9
PERFIL DO USUÁRIO DA MOTOCICLETA XT600E 5. EXTINÇÃO DA GARANTIA: a presente garantia se Garantia, sobretudo nas Condições Gerais da Garan-
extingue tia acima;
NOME DO USUÁRIO: ________________________________________CPF:_________________________ 5.1. Pelo decurso do prazo de validade; e) Negligência na manutenção.
5.2. A qualquer tempo, automaticamente, na hipótese de:
ENDEREÇO: _________________________________________________________________________ a) Violação do velocímetro; IMPORTANTE: Além da manutenção periódica, é de res-
b) Não cumprimento de qualquer uma das revisões peri- ponsabilidade do proprietário fazer as verificações sema-
BAIRRO: _________________________ CIDADE:_______________________ ESTADO: ______________ ódicas, nos prazos e quilometragens estipulados; nais simples, tais como: checar o grau de desgaste e a
c) Execução das manutenções, reparos e regulagens em pressão dos pneus; verificar o perfeito funcionamento do
CEP: _____________________ TELEFONE P/ CONTATO: DDD ( )____________________________
oficinas que não pertençam à rede de concessionári- sistema de iluminação; verificar o nível do líquido de
e-mail: _____________________________________________________________________________ as YAMAHA; arrefecimento e o nível de óleo do motor. * O Manual do
d) Inobservância de qualquer uma das instruções e reco- Proprietário deve sempre ser consultado no caso de
mendações contidas no Manual do Proprietário, bem dúvida.
Nome da Concessionária: Data da Compra: Cor da Motocicleta: como das disposições constantes neste Termo de

CONTROLE DAS REVISÕES PERIÓDICAS


(a cada revisão o concessionário deverá carimbar, assinatura e datar)
A ) SEXO
Masculino Feminino
Os veículos produzidos pela YAMAHA são máquinas de engenharia precisa. Siga rigorosamente as etapas do plano de
1 2
manutenção recomendado efetuando todas as REVISÕES PERIÓDICAS. Elas diminuem risco de avarias, e evitam perda
de tempo e despesas desnecessárias. Contribuem para manter a motocicleta segura e em condições ideais de funciona-
B) IDADE
Até 20 anos 21 a 25 anos 26 a 30 anos 31 a 35 anos 36 a 40 anos mento, além de prolongar a vida útil do motor e de todo o conjunto.
1 2 3 4 5
41 a 50 anos 51 a 55 anos 56 a 60 anos Acima de 60 anos Nas duas primeiras revisões - de 1.000 e 5.000 Kms - a mão de obra é gratuita, devendo o consumidor arcar com as
6 7 8 9 despesas de óleo lubrificante e peças e serviços excluídos da garantia. O custo das demais revisões previstas no
quadro abaixo correrá por conta do consumidor. Durante o período de garantia, as revisões e reparos deverão ser
C) ESCOLARIDADE efetuados em qualquer concessionário YAMAHA dentro do território nacional.
1º Grau 2º Grau Superior
1 2 3 Atenção: O atendimento para as revisões de 1.000 e 5.000 kms, somente será efetuado gratuitamente se a quilome-
tragem da motocicleta estiver dentro do limite de tolerância de 10% a mais ou a menos daquela prevista para cada
D) PROFISSÃO revisão, não ultrapassando o prazo de validade, previsto no Termo de Garantia.

5-6 10-4

PERFIL DO USUÁRIO DA MOTOCICLETA XT600E 5. EXTINÇÃO DA GARANTIA: a presente garantia se Garantia, sobretudo nas Condições Gerais da Garan-
extingue tia acima;
NOME DO USUÁRIO: ________________________________________CPF:_________________________ 5.1. Pelo decurso do prazo de validade; e) Negligência na manutenção.
5.2. A qualquer tempo, automaticamente, na hipótese de:
ENDEREÇO: _________________________________________________________________________ a) Violação do velocímetro; IMPORTANTE: Além da manutenção periódica, é de res-
b) Não cumprimento de qualquer uma das revisões peri- ponsabilidade do proprietário fazer as verificações sema-
BAIRRO: _________________________ CIDADE:_______________________ ESTADO: ______________ ódicas, nos prazos e quilometragens estipulados; nais simples, tais como: checar o grau de desgaste e a
c) Execução das manutenções, reparos e regulagens em pressão dos pneus; verificar o perfeito funcionamento do
CEP: _____________________ TELEFONE P/ CONTATO: DDD ( )____________________________
oficinas que não pertençam à rede de concessionári- sistema de iluminação; verificar o nível do líquido de
e-mail: _____________________________________________________________________________ as YAMAHA; arrefecimento e o nível de óleo do motor. * O Manual do
d) Inobservância de qualquer uma das instruções e reco- Proprietário deve sempre ser consultado no caso de
mendações contidas no Manual do Proprietário, bem dúvida.
Nome da Concessionária: Data da Compra: Cor da Motocicleta: como das disposições constantes neste Termo de

CONTROLE DAS REVISÕES PERIÓDICAS


(a cada revisão o concessionário deverá carimbar, assinatura e datar)
A ) SEXO
Masculino Feminino
Os veículos produzidos pela YAMAHA são máquinas de engenharia precisa. Siga rigorosamente as etapas do plano de
1 2
manutenção recomendado efetuando todas as REVISÕES PERIÓDICAS. Elas diminuem risco de avarias, e evitam perda
de tempo e despesas desnecessárias. Contribuem para manter a motocicleta segura e em condições ideais de funciona-
B) IDADE
Até 20 anos 21 a 25 anos 26 a 30 anos 31 a 35 anos 36 a 40 anos mento, além de prolongar a vida útil do motor e de todo o conjunto.
1 2 3 4 5
41 a 50 anos 51 a 55 anos 56 a 60 anos Acima de 60 anos Nas duas primeiras revisões - de 1.000 e 5.000 Kms - a mão de obra é gratuita, devendo o consumidor arcar com as
6 7 8 9 despesas de óleo lubrificante e peças e serviços excluídos da garantia. O custo das demais revisões previstas no
quadro abaixo correrá por conta do consumidor. Durante o período de garantia, as revisões e reparos deverão ser
C) ESCOLARIDADE efetuados em qualquer concessionário YAMAHA dentro do território nacional.
1º Grau 2º Grau Superior
1 2 3 Atenção: O atendimento para as revisões de 1.000 e 5.000 kms, somente será efetuado gratuitamente se a quilome-
tragem da motocicleta estiver dentro do limite de tolerância de 10% a mais ou a menos daquela prevista para cada
D) PROFISSÃO revisão, não ultrapassando o prazo de validade, previsto no Termo de Garantia.

5-6 10-4
1ª REVISÃO (1.000 kms) 2ª REVISÃO (5.000 kms) 3ª REVISÃO (10.000 kms)
E) POSSUI AUTOMÓVEL?
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Não Sim
1 2 Marca ______________________ Modelo ____________________ Ano __________

F) RENDA MENSAL PESSOAL

Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________


Menos de R$ 500,00 R$ 501,00 a R$ 1.000,00 R$ 1.001,00 a R$ 1.500,00 R$ 1.501,00 a R$ 2.000,00
1 2 3 4
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
4ª REVISÃO (15.000 kms) 5ª REVISÃO (20.000 kms) 6ª REVISÃO (25.000 kms) R$ 2.001,00 a R$ 2.500,00 R$ 2.501,00 a R$ 3.000,00 R$ 3.001,00 a R$ 3.500,00 R$ 3.501,00 a R$ 4.000,00
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 5 6 7 8

R$ 4.001,00 a R$ 4.500,00 R$ 4.501,00 a R$ 5.000,00 acima de R$ 5.001,00


9 10 11

G) QUAL A PRINCIPAL RAZÃO DA COMPRA DA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (Um)


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA Único veículo Veículo adicional ao carro Veículo adicional à moto Substituição do uso do carro
7ª REVISÃO (30.000 kms) 8ª REVISÃO (35.000 kms) 9ª REVISÃO (40.000 kms) 1 2 3 4
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____
Subst. do Transporte Público Troca da moto Investimento Lazer
5 6 7 8

Outros
9
Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA H) QUAL A PRINCIPAL FINALIDADE DO USO? Favor eleger somente 1 (Um)
10ª REVISÃO (45.000 kms) 11ª REVISÃO (50.000 kms) 12ª REVISÃO (55.000 kms) Apenas ferramenta de Trabalho Apenas locomoção Apenas Lazer
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 1 2 3
Locomoção e lazer Ferramenta de trabalho e lazer Ferramenta de trabalho e locomoção
4 5 6

I) COMO VOCÊ TOMOU CONHECIMENTO DESTE PRODUTO?


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
Amigo Internet Televisão Rádio Revista Jornal Mala direta Outros
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
1 2 3 4 5 6 7 8
10-5 6-12

1ª REVISÃO (1.000 kms) 2ª REVISÃO (5.000 kms) 3ª REVISÃO (10.000 kms)


E) POSSUI AUTOMÓVEL?
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Não Sim
1 2 Marca ______________________ Modelo ____________________ Ano __________

F) RENDA MENSAL PESSOAL

Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________


Menos de R$ 500,00 R$ 501,00 a R$ 1.000,00 R$ 1.001,00 a R$ 1.500,00 R$ 1.501,00 a R$ 2.000,00
1 2 3 4
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
4ª REVISÃO (15.000 kms) 5ª REVISÃO (20.000 kms) 6ª REVISÃO (25.000 kms) R$ 2.001,00 a R$ 2.500,00 R$ 2.501,00 a R$ 3.000,00 R$ 3.001,00 a R$ 3.500,00 R$ 3.501,00 a R$ 4.000,00
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 5 6 7 8

R$ 4.001,00 a R$ 4.500,00 R$ 4.501,00 a R$ 5.000,00 acima de R$ 5.001,00


9 10 11

G) QUAL A PRINCIPAL RAZÃO DA COMPRA DA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (Um)


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA Único veículo Veículo adicional ao carro Veículo adicional à moto Substituição do uso do carro
7ª REVISÃO (30.000 kms) 8ª REVISÃO (35.000 kms) 9ª REVISÃO (40.000 kms) 1 2 3 4
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____
Subst. do Transporte Público Troca da moto Investimento Lazer
5 6 7 8

Outros
9
Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA H) QUAL A PRINCIPAL FINALIDADE DO USO? Favor eleger somente 1 (Um)
10ª REVISÃO (45.000 kms) 11ª REVISÃO (50.000 kms) 12ª REVISÃO (55.000 kms) Apenas ferramenta de Trabalho Apenas locomoção Apenas Lazer
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 1 2 3
Locomoção e lazer Ferramenta de trabalho e lazer Ferramenta de trabalho e locomoção
4 5 6

I) COMO VOCÊ TOMOU CONHECIMENTO DESTE PRODUTO?


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
Amigo Internet Televisão Rádio Revista Jornal Mala direta Outros
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
1 2 3 4 5 6 7 8
10-5 6-12
J) POR QUE ESCOLHEU ESSE MODELO? Favor eleger no máximo 3 (três) motivos
Preço Qualidade Desempenho Tamanho Economia de combustível ATENÇÃO
1 2 3 4 5
Custo de manutenção Oferta de peças Design Variedade de acessórios Preferência da marca A) A utilização do veículo constante deste manual, na linha d'água do mar não é considerado normal pelo
6 7 8 9 10 fabricante. O contato com água salgada causa oxidação nas partes metálicas do veículo. Portanto, é reco-
K) ANTES DE DECIDIR A COMPRA DA SUA MOTOCICLETA, COMPAROU COM OUTRO MODELO? mendada a lavagem com água doce imediatamente após o uso nestas condições.
Sim Não B) Na utilização do veículo na praia ou em cidades praianas, onde a maresia é bastante acentuada, recomenda-
1 2 Se sim, qual? Marca ____________________________ Modelo_______________
se proceder a lavagem semanal com água doce para evitar a fixação do sal e consequentemente a oxidação
L) É A SUA PRIMEIRA MOTOCICLETA? das peças metálicas.
Sim Não
C) A utilização anormal do veículo conforme acima descrito, ou a ausência dos cuidados básicos recomendados
1 2 Se não, indique a anterior: Marca ____________________________ Modelo_______________ Ano _______
são causas excludentes da garantia do produto.
M) COM QUE FREQUENCIA VOCÊ PRETENDE UTILIZAR SUA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (um).
D) Problemas no carburador decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema
Diariamente 1 vez por semana 2 vezes por semana 3 vezes por semana Apenas final de semana
1 2 3 4 5
de garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 15 dias, drene todo
o combustível da cuba do carburador e através da mangueira de entrada da gasolina no carburador, dê 3
N) QUANTOS QUILOMETROS POR DIA, EM MÉDIA, VOCÊ PRETENDE RODAR COM SUA MOTOCICLETA?
Até 50 kms de 51 a 100 kms de 101 a 150 kms de151 a 200 kms de 201 a 300 kms acima de 301 kms borrifadas de óleo lubrificante (Tipo WD-40).
1 2 3 4 5 6 E) Problemas na bateria decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema de
garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 30 dias, deixe
O) HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ CONDUZ MOTOCICLETA?
Menos de 1 ano 1 a 3 anos 3 a 5 anos Mais de 5 anos desconectados os cabos positivo e negativo da bateria e dê uma carga lenta antes de reconectá-la. Consulte
1 2 3 4 a secção "armazenamento" deste manual para maiores detalhes. Para as motocicletas com partida elétrica,
P) QUAL FOI A CONDIÇÃO DE COMPRA DESTA MOTOCICLETA? evite acioná-la durante os períodos de desuso, pois o consumo da bateria é grande e sua recarga insuficiente
À vista Financiamento Consórcio Outros durante os poucos minutos de funcionamento.
1 2 3 4
F) A utilização de alarmes pode afetar o sistema elétrico e/ou sistema de ignição da motocicleta.
Q) QUEM COMPROU ESTA MOTOCICLETA? Qualquer dano decorrente da utilização de alarmes não são cobertos pelo sistema de garantia.
O próprio Pai Mãe Outro
1 2 3 4
6-13 10-6

J) POR QUE ESCOLHEU ESSE MODELO? Favor eleger no máximo 3 (três) motivos
Preço Qualidade Desempenho Tamanho Economia de combustível ATENÇÃO
1 2 3 4 5
Custo de manutenção Oferta de peças Design Variedade de acessórios Preferência da marca A) A utilização do veículo constante deste manual, na linha d'água do mar não é considerado normal pelo
6 7 8 9 10 fabricante. O contato com água salgada causa oxidação nas partes metálicas do veículo. Portanto, é reco-
K) ANTES DE DECIDIR A COMPRA DA SUA MOTOCICLETA, COMPAROU COM OUTRO MODELO? mendada a lavagem com água doce imediatamente após o uso nestas condições.
Sim Não B) Na utilização do veículo na praia ou em cidades praianas, onde a maresia é bastante acentuada, recomenda-
1 2 Se sim, qual? Marca ____________________________ Modelo_______________
se proceder a lavagem semanal com água doce para evitar a fixação do sal e consequentemente a oxidação
L) É A SUA PRIMEIRA MOTOCICLETA? das peças metálicas.
Sim Não
C) A utilização anormal do veículo conforme acima descrito, ou a ausência dos cuidados básicos recomendados
1 2 Se não, indique a anterior: Marca ____________________________ Modelo_______________ Ano _______
são causas excludentes da garantia do produto.
M) COM QUE FREQUENCIA VOCÊ PRETENDE UTILIZAR SUA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (um).
D) Problemas no carburador decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema
Diariamente 1 vez por semana 2 vezes por semana 3 vezes por semana Apenas final de semana
1 2 3 4 5
de garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 15 dias, drene todo
o combustível da cuba do carburador e através da mangueira de entrada da gasolina no carburador, dê 3
N) QUANTOS QUILOMETROS POR DIA, EM MÉDIA, VOCÊ PRETENDE RODAR COM SUA MOTOCICLETA?
Até 50 kms de 51 a 100 kms de 101 a 150 kms de151 a 200 kms de 201 a 300 kms acima de 301 kms borrifadas de óleo lubrificante (Tipo WD-40).
1 2 3 4 5 6 E) Problemas na bateria decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema de
garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 30 dias, deixe
O) HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ CONDUZ MOTOCICLETA?
Menos de 1 ano 1 a 3 anos 3 a 5 anos Mais de 5 anos desconectados os cabos positivo e negativo da bateria e dê uma carga lenta antes de reconectá-la. Consulte
1 2 3 4 a secção "armazenamento" deste manual para maiores detalhes. Para as motocicletas com partida elétrica,
P) QUAL FOI A CONDIÇÃO DE COMPRA DESTA MOTOCICLETA? evite acioná-la durante os períodos de desuso, pois o consumo da bateria é grande e sua recarga insuficiente
À vista Financiamento Consórcio Outros durante os poucos minutos de funcionamento.
1 2 3 4
F) A utilização de alarmes pode afetar o sistema elétrico e/ou sistema de ignição da motocicleta.
Q) QUEM COMPROU ESTA MOTOCICLETA? Qualquer dano decorrente da utilização de alarmes não são cobertos pelo sistema de garantia.
O próprio Pai Mãe Outro
1 2 3 4
6-13 10-6
2. Certifique-se que o eixo da roda traseira está Localização de Problemas
introduzido pelo lado esquerdo e que os Apesar das motocicletas Yamaha serem submetidas ANOTAÇÕES
esticadores da corrente estão instalados com o a um rigido controle de qualidade antes de sairem
lado marcado, voltado para fora. da fábrica, os problemas podem ocorrer durante o
3. Ajuste a corrente de transmissão. uso. Qualquer problema nos sistemas de combustí-
4. Certifique-se que as seguintes peças estejam vel, compressão ou ignição pode causar uma parti-
apertadas com o torque correto da dificil e perda de potência. A tabela de diagnósti-
co de defeitos descreve o procedimento fácil e rápi-
do para efetuar a verificação. Se sua motocicleta ne-
Torque de aperto: cessitar de qualquer reparo, leve-a a um concessio-
Porca do eixo: nário Yamaha. Os técnicos especializados de um
105 Nm (10,5 Kgm) concessionário Yamaha possuem as ferramentas,
Parafuso do suporte da pinça: experiência e conhecimentos para executar o servi-
48 Nm (4,8 Kgm) ço correto em sua motocicleta. Use somente as pe-
Parafuso da extremidade da balança ças genuínas Yamaha para sua motocicleta. As pe-
traseira: ças do mercado paralelo podem parecer idênticas
3 Nm (0,3 Kgm) às peças genuínas, porém, elas são frequentemen-
te, de qualidade inferior. Consequentemente, elas
têm uma vida útil mais curta, tornando mais caras
as despesas de reparos.

6-40 10-7

2. Certifique-se que o eixo da roda traseira está Localização de Problemas


introduzido pelo lado esquerdo e que os Apesar das motocicletas Yamaha serem submetidas ANOTAÇÕES
esticadores da corrente estão instalados com o a um rigido controle de qualidade antes de sairem
lado marcado, voltado para fora. da fábrica, os problemas podem ocorrer durante o
3. Ajuste a corrente de transmissão. uso. Qualquer problema nos sistemas de combustí-
4. Certifique-se que as seguintes peças estejam vel, compressão ou ignição pode causar uma parti-
apertadas com o torque correto da dificil e perda de potência. A tabela de diagnósti-
co de defeitos descreve o procedimento fácil e rápi-
do para efetuar a verificação. Se sua motocicleta ne-
Torque de aperto: cessitar de qualquer reparo, leve-a a um concessio-
Porca do eixo: nário Yamaha. Os técnicos especializados de um
105 Nm (10,5 Kgm) concessionário Yamaha possuem as ferramentas,
Parafuso do suporte da pinça: experiência e conhecimentos para executar o servi-
48 Nm (4,8 Kgm) ço correto em sua motocicleta. Use somente as pe-
Parafuso da extremidade da balança ças genuínas Yamaha para sua motocicleta. As pe-
traseira: ças do mercado paralelo podem parecer idênticas
3 Nm (0,3 Kgm) às peças genuínas, porém, elas são frequentemen-
te, de qualidade inferior. Consequentemente, elas
têm uma vida útil mais curta, tornando mais caras
as despesas de reparos.

6-40 10-7
TABELA DE LOCALIZAÇÃO DE PROBLEMAS
ANOTAÇÕES ADVERTÊNCIA:
Nunca verifique o sistema de combustível Fluxo Normal
com cigarros acesos ou chamas próximas. Remova a mangueira de gasolina
combustível e verifique
seu fluxo Água ou sujeira Limpe o elemento
na gasolina do filtro e o tanque
de combustível
Há Leve a torneira de combustí- Não há
1. Combustível gasolina vel para a posição "ON" gasolina Torneira de com-
Verificação se há bustível obstruída
gasolina no tanque Há pouca Gire a torneira de combustí-
gasolina vel para a posição "RES" Ligue o motor
de combustível
Não há Abasteça o tanque
gasolina Gire a torneira de combustí-
vel para a posição "ON"
2. Compressão
Há compressão Compressão normal
Acione o botão de
partida e verifique
se há compressão Não há Peça a um concessionário
compressão Yamaha que revise sua moto

3. Faísca Úmida Limpe e seque com


um pano seco A faísca é
Remova a vela e Normal
verifique o estado boa
do eletrodo Ligue a chave de
Instale o cachimbo na vela ignição e use a A faísca é
Seca e encoste-a no cabeçote ruim
partida elétrica
Não há Ajuste o
4. Bateria faísca cachimbo
O motor gira Bateria em bom e troque
rapidamente estado a vela
Ao usar a partida
elétrica
O motor gira Verifique o eletrólito, recarregue, Peça a um concessionário Ya-
lentamente inspecione as conexões maha que verifique o defeito

10-8 6-41

TABELA DE LOCALIZAÇÃO DE PROBLEMAS


ANOTAÇÕES ADVERTÊNCIA:
Nunca verifique o sistema de combustível Fluxo Normal
com cigarros acesos ou chamas próximas. Remova a mangueira de gasolina
combustível e verifique
seu fluxo Água ou sujeira Limpe o elemento
na gasolina do filtro e o tanque
de combustível
Há Leve a torneira de combustí- Não há
1. Combustível gasolina vel para a posição "ON" gasolina Torneira de com-
Verificação se há bustível obstruída
gasolina no tanque Há pouca Gire a torneira de combustí-
gasolina vel para a posição "RES" Ligue o motor
de combustível
Não há Abasteça o tanque
gasolina Gire a torneira de combustí-
vel para a posição "ON"
2. Compressão
Há compressão Compressão normal
Acione o botão de
partida e verifique
se há compressão Não há Peça a um concessionário
compressão Yamaha que revise sua moto

3. Faísca Úmida Limpe e seque com


um pano seco A faísca é
Remova a vela e Normal
verifique o estado boa
do eletrodo Ligue a chave de
Instale o cachimbo na vela ignição e use a A faísca é
Seca e encoste-a no cabeçote ruim
partida elétrica
Não há Ajuste o
4. Bateria faísca cachimbo
O motor gira Bateria em bom e troque
rapidamente estado a vela
Ao usar a partida
elétrica
O motor gira Verifique o eletrólito, recarregue, Peça a um concessionário Ya-
lentamente inspecione as conexões maha que verifique o defeito

10-8 6-41
REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6
REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6
DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI
CERTIFICADO Nº 2
CERTIFICADO Nº 1

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO
KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO


(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO

Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS


DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

CERTIFICADO Nº 2
CERTIFICADO Nº 1

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO
KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO
VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO
(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO
Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS
REVISÃO 3000 Km
ITENS OPERAÇÕES REVISÃO 1000 Km
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário
ITENS OPERAÇÕES
2. Vela de ignição Verificar e Limpar se necessário /
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário
Trocar se necessário a cada 12.000 Km
3. Filtro de ar Limpar e umedecer com óleo 4T 2. Vela de ignição Verificar / Limpar se necessário
4. Mangueira de Combustível Verificar vazamento, passagem e danos 3. Filtro de ar Limpar e umedecer com óleo 4T
5. Carburador Regular 4. Mangueira de Combustível Verificar vazamento, passagem e danos
6. Bateria Verificar nível, passagem do respiro 5. Carburador Regular
7. Óleo do motor Trocar óleo / Verificar nível 6. Bateria Verificar nível, passagem do respiro
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Óleo do motor Trocar o óleo / Verificar nível
9. Freios Verificar funcionamento, regular.
8. Freios Verificar funcionamento / Regular
Lubrificar pedal e manete
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário 9. Rodas e Pneus Verificar pressão dos pneus / Desgaste /
11. Rodas e Pneus Verificar pressão dos pneus / Desgaste / Aperto dos raios
Aperto dos raios 10. Rolamentos da direção Verificar folga, engraxar a cada 12.000 Km
12. Rolamentos e roda Verifica folga e danos 11. Suspensão Dianteira Verificar funcionamento / Vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folga, engraxar a cada 12.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento / Vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento / Vazamentos
13. Corrente de transmissão Verificar folga / Lubrificar / Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento / Vazamentos
14. Acessórios e fixações Verificar e Apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga / Lubrificar, ajuste se necessário
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 15. Cavalete central e lateral Verificar funcionamento, Apertar
18. Cavalete central e lateral Verificar o funcionamento e apertar 16. Cabos de comando Regular / Verificar funcionamento
19. Cabos de comando Regular / Verificar funcionamento / 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
Lubrificar a cada 12.000 Km 18. Parafusos e porcas Verificar aperto
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral

OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.

REVISÃO 3000 Km
ITENS OPERAÇÕES REVISÃO 1000 Km
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário
ITENS OPERAÇÕES
2. Vela de ignição Verificar e Limpar se necessário /
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário
Trocar se necessário a cada 12.000 Km
3. Filtro de ar Limpar e umedecer com óleo 4T 2. Vela de ignição Verificar / Limpar se necessário
4. Mangueira de Combustível Verificar vazamento, passagem e danos 3. Filtro de ar Limpar e umedecer com óleo 4T
5. Carburador Regular 4. Mangueira de Combustível Verificar vazamento, passagem e danos
6. Bateria Verificar nível, passagem do respiro 5. Carburador Regular
7. Óleo do motor Trocar óleo / Verificar nível 6. Bateria Verificar nível, passagem do respiro
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Óleo do motor Trocar o óleo / Verificar nível
9. Freios Verificar funcionamento, regular.
8. Freios Verificar funcionamento / Regular
Lubrificar pedal e manete
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário 9. Rodas e Pneus Verificar pressão dos pneus / Desgaste /
11. Rodas e Pneus Verificar pressão dos pneus / Desgaste / Aperto dos raios
Aperto dos raios 10. Rolamentos da direção Verificar folga, engraxar a cada 12.000 Km
12. Rolamentos e roda Verifica folga e danos 11. Suspensão Dianteira Verificar funcionamento / Vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folga, engraxar a cada 12.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento / Vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento / Vazamentos
13. Corrente de transmissão Verificar folga / Lubrificar / Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento / Vazamentos
14. Acessórios e fixações Verificar e Apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga / Lubrificar, ajuste se necessário
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 15. Cavalete central e lateral Verificar funcionamento, Apertar
18. Cavalete central e lateral Verificar o funcionamento e apertar 16. Cabos de comando Regular / Verificar funcionamento
19. Cabos de comando Regular / Verificar funcionamento / 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
Lubrificar a cada 12.000 Km 18. Parafusos e porcas Verificar aperto
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral

OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.


REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6
REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6
DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI
CERTIFICADO Nº 2
CERTIFICADO Nº 1

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO
KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO


(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO

Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS


DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

CERTIFICADO Nº 2
CERTIFICADO Nº 1

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO
KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO
VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO
(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO
Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS
REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6

REVISÃO 5000 Km
ITENS OPERAÇÕES
1. Válvulas Verificar ruído, ajuste se necessário. REVISÃO 1000 Km
Verificar e limpar se necessário/Trocar se ne-
2. Vela de ignição cessário a cada 10.000 Km ITENS OPERAÇÕES
3. Filtro de ar Limpar ou trocar se necessário 1. Válvulas Verificar ruído/Ajuste se necessário.
4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos 2. Vela de ignição Verificar e limpar se necessário
5. Carburador Regular 3. Filtro de ar Limpar/Trocar se necessário
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível 4. Mangueira de combustível Verificar vazamento, passagem e danos
Verificar/Limpar se necessário/ 5. Carburador Regular
7. Filtro de óleo Trocar a cada 10.000 Km
6. Óleo do motor Trocar/Verificar nível
8. Escapamento Verificar vazamento, reapertar
7. Filtro de óleo Trocar/Limpe a tela do filtro
Verificar funcionamento/Regular/
9. Freios Lubrificar pedal e manete 8. Freios Verificar funcionamento/Regular
10. Articulação da Balança traseira Verificar folga, engraxar se necessário Verificar pressão dos pneus/Desgaste e
9. Rodas e pneus aperto dos raios
Verificar pressão dos pneus, desgaste e
11. Rodas e pneus Aperto dos raios 10. Rolamentos de direção Verificar folgas
12. Rolamentos da Roda Verificar folga e danos 11. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento
13. Rolamentos da direção Verificar folgas, engraxar a cada 10.000 Km 12. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento
14. Suspensão dianteira Verificar funcionamento, vazamento 13. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário
15. Amortecedor traseiro Verificar funcionamento, vazamento 14. Acessórios e fixações Verificar e apertar
16. Corrente de transmissão Verificar folga/Lubrificar/Ajuste se necessário 15. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar
17. Acessórios e fixações Verificar e apertar 16. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento
18. Cavalete lateral Verificar funcionamento, apertar 17. Luzes e piscas Verificar funcionamento
19. Cabo de comando Regular/Verificar funcionamento/Lubrificar a cada 18. Parafusos e Porcas Verificar aperto
10.000 Km 19. Aspecto da motocicleta Verificação geral
20. Luzes e piscas Verificar funcionamento
OBS: O óleo, filtro e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente.
21. Parafusos e porcas Verificar aperto
22. Aspecto da motocicleta Verificação geral
6-13
OBS: O óleo e peças excluídas da garantia, serão pagas pelo cliente. 10-6
CERTIFICADO Nº 2

CERTIFICADO Nº 1
CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO

KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
DATA DE REVISÃO

DATA DE REVISÃO

CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI


VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)
Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS
CERTIFICADO Nº 2

CERTIFICADO Nº 1
CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO ASSINATURA DO CLIENTE DATA DA VENDA R$ REVISÃO

KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO KM DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO DATA DA REVISÃO
DATA DE REVISÃO

DATA DE REVISÃO

CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI


VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

(VÁLIDA SOMENTE DE 4.500 A 5.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 900 A 1.100 KMS)
Nº 4MW REVISÃO DE 5.000 KMS Nº 4MW REVISÃO DE 1.000 KMS
Nº 4MW REVISÃO DE 15.000 KMS Nº 4MW
4 REVISÃO DE 10.000 KMS
5

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO
(VÁLIDA SOMENTE DE 9.500 A 10.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 14.500 A 15.500 KMS)

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO
Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES.

DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO

R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

CERTIFICADO Nº 4
CERTIFICADO Nº 3

DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

ENVIAR PARA YAMAHA ENVIAR PARA YAMAHA

Nº 4MW REVISÃO DE 15.000 KMS Nº 4MW


4 REVISÃO DE 10.000 KMS
5

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO

(VÁLIDA SOMENTE DE 9.500 A 10.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 14.500 A 15.500 KMS)

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES.

DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO

R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CERTIFICADO Nº 4
CERTIFICADO Nº 3

DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

ENVIAR PARA YAMAHA ENVIAR PARA YAMAHA


Nº 4MW REVISÃO DE 15.000 KMS Nº 4MW
4 REVISÃO DE 10.000 KMS
5

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO
(VÁLIDA SOMENTE DE 9.500 A 10.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 14.500 A 15.500 KMS)

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO
Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES.

DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO

R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

CERTIFICADO Nº 4
CERTIFICADO Nº 3

DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

ENVIAR PARA YAMAHA ENVIAR PARA YAMAHA

Nº 4MW REVISÃO DE 15.000 KMS Nº 4MW


4 REVISÃO DE 10.000 KMS
5

DATA DE REVISÃO
DATA DE REVISÃO

(VÁLIDA SOMENTE DE 9.500 A 10.500 KMS) (VÁLIDA SOMENTE DE 14.500 A 15.500 KMS)

VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO VÁLIDO SOMENTE DATILOGRAFADO

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO

Nº DO CHASSI CÓD. CONCES. Nº DO CHASSI CÓD. CONCES.

DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO DATA DA REVISÃO NF. DE SERVIÇO KM DA REVISÃO

R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE R$ REVISÃO DATA DA VENDA ASSINATURA DO CLIENTE

CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO CARIMBO E ASSINATURA DO CONCESSIONÁRIO


CERTIFICADO Nº 4
CERTIFICADO Nº 3

DECALQUE DO Nº DO CHASSI DECALQUE DO Nº DO CHASSI

ENVIAR PARA YAMAHA ENVIAR PARA YAMAHA


aprovados por esta, mesmo que tenham sido insta- decorridos: PESQUISA DE CONSUMIDORES DOS PRODUTOS YAMAHA
lados em concessionárias YAMAHA. a) Óleos lubrificantes, graxas, combustível, aditivo, fluídos
3.6. Que as peças de origem não tenham sido substituídas e similares;
por outras não originais, e que o veículo não tenha sido b) Reapertos, limpeza do carburador, lavagem, lubrifica-
utilizados para fins de competição; ção, verificações, ajustes, regulagens, etc... Prezado Consumidor,
3.7. Que o veículo tenha sido protegido e mantido adequa- c) Alinhamento e balanceamento de rodas.
damente, inclusive quanto à integridade da pintura; d) Elementos filtrantes /filtros em geral, vela, lonas e pas-
Preocupados em conhecer melhor suas preferências, nós da Yamaha Motor do Brasil
3.8. Que os defeitos de funcionamento, pintura e/ou altera- tilhas de freio, juntas, lâmpadas, fusíveis, cabos e bate-
ção de cor em partes cromadas ou não, não sejam de- ria. elaboramos uma rápida pesquisa que pode ser encontrada nas páginas a seguir.
correntes de influências externas anormais, intempéri- e) Peças que se desgastam com o uso, como por exem-
es, impactos, substâncias químicas do meio ambiente, plo: pneus, câmaras de ar, amortecedores, discos de
inclusive corrosão por efeitos de maresia, detritos de fricção; corrente, coroa, pinhão de transmissão, velas Preencha o questionário e, ao término, encaminhe ao seu concessionário para que ele nos
origem animal ou vegetal, aplicação de substâncias quí- de ignição; rolamentos e os demais que tem vida útil envie a sua resposta.
micas (combustível ou produtos não recomendados pela determinada, etc.;
YAMAHA); f) Estofados com deterioração normal e demais itens apa-
3.9. Que os danos não sejam causados por combustível de rentes, devido a desgaste pelo uso ou exposição ao tem- Com a sua colaboração, poderemos manter o nosso relacionamento ainda mais próximo.
má qualidade ou com impurezas, ou por desuso da po.
motocicleta com combustível no tanque;
3.10. Quando da solicitação da garantia seja apresentada à IMPORTANTE: Estão cobertas pela garantia as peças de Muito obrigado,
concessionária a motocicleta completa e nunca a peça desgaste natural que COMPROVADAMENTE apresentarem
defeituosa separadamente. defeito de fabricação ou fadiga anormal de material, com ex-
ceção de pneus e câmaras de ar, que são garantidos direta-
Yamaha Motor do Brasil
ATENÇÃO: As avarias decorrentes de: negligência ou má mente pelo fabricante dos mesmos.
utilização do bem; desrespeito às instruções contidas no
Manual do Proprietário; sobrecarga do veículo, ainda que 4. RESTRIÇÕES: A presente garantia se restringe ao veí-
passageira; ou inexperiência do condutor, não serão co- culo, suas peças e componentes, não cobrindo quais- Caro Concessionário,
bertas pela garantia. quer repercussões mesmo decorrentes de avarias ou
defeito do veículo, suas peças e componentes tais como:
3.11. Por constituírem itens que sofrem desgaste natural a) despesas com: transporte, socorro ou guincho, hos- Agora só falta você. Por favor, envie-nos o questionário, pois ele é a certeza de que
ou de consumo normal, as peças e serviços descri- pedagem; b) lucro cessante e outros gastos decorren- manteremos nossa qualidade e a fidelização de nossos clientes.
tos a seguir não estão cobertos pela garantia, qual- tes da indisponibilidade do veículo.
quer que seja o tempo ou quilometragem
10-3 10-9

aprovados por esta, mesmo que tenham sido insta- decorridos: PESQUISA DE CONSUMIDORES DOS PRODUTOS YAMAHA
lados em concessionárias YAMAHA. a) Óleos lubrificantes, graxas, combustível, aditivo, fluídos
3.6. Que as peças de origem não tenham sido substituídas e similares;
por outras não originais, e que o veículo não tenha sido b) Reapertos, limpeza do carburador, lavagem, lubrifica-
utilizados para fins de competição; ção, verificações, ajustes, regulagens, etc... Prezado Consumidor,
3.7. Que o veículo tenha sido protegido e mantido adequa- c) Alinhamento e balanceamento de rodas.
damente, inclusive quanto à integridade da pintura; d) Elementos filtrantes /filtros em geral, vela, lonas e pas-
Preocupados em conhecer melhor suas preferências, nós da Yamaha Motor do Brasil
3.8. Que os defeitos de funcionamento, pintura e/ou altera- tilhas de freio, juntas, lâmpadas, fusíveis, cabos e bate-
ção de cor em partes cromadas ou não, não sejam de- ria. elaboramos uma rápida pesquisa que pode ser encontrada nas páginas a seguir.
correntes de influências externas anormais, intempéri- e) Peças que se desgastam com o uso, como por exem-
es, impactos, substâncias químicas do meio ambiente, plo: pneus, câmaras de ar, amortecedores, discos de
inclusive corrosão por efeitos de maresia, detritos de fricção; corrente, coroa, pinhão de transmissão, velas Preencha o questionário e, ao término, encaminhe ao seu concessionário para que ele nos
origem animal ou vegetal, aplicação de substâncias quí- de ignição; rolamentos e os demais que tem vida útil
envie a sua resposta.
micas (combustível ou produtos não recomendados pela determinada, etc.;
YAMAHA); f) Estofados com deterioração normal e demais itens apa-
3.9. Que os danos não sejam causados por combustível de rentes, devido a desgaste pelo uso ou exposição ao tem- Com a sua colaboração, poderemos manter o nosso relacionamento ainda mais próximo.
má qualidade ou com impurezas, ou por desuso da po.
motocicleta com combustível no tanque;
3.10. Quando da solicitação da garantia seja apresentada à IMPORTANTE: Estão cobertas pela garantia as peças de Muito obrigado,
concessionária a motocicleta completa e nunca a peça desgaste natural que COMPROVADAMENTE apresentarem
defeituosa separadamente. defeito de fabricação ou fadiga anormal de material, com ex-
ceção de pneus e câmaras de ar, que são garantidos direta-
Yamaha Motor do Brasil
ATENÇÃO: As avarias decorrentes de: negligência ou má mente pelo fabricante dos mesmos.
utilização do bem; desrespeito às instruções contidas no
Manual do Proprietário; sobrecarga do veículo, ainda que 4. RESTRIÇÕES: A presente garantia se restringe ao veí-
passageira; ou inexperiência do condutor, não serão co- culo, suas peças e componentes, não cobrindo quais- Caro Concessionário,
bertas pela garantia. quer repercussões mesmo decorrentes de avarias ou
defeito do veículo, suas peças e componentes tais como:
3.11. Por constituírem itens que sofrem desgaste natural a) despesas com: transporte, socorro ou guincho, hos- Agora só falta você. Por favor, envie-nos o questionário, pois ele é a certeza de que
ou de consumo normal, as peças e serviços descri- pedagem; b) lucro cessante e outros gastos decorren- manteremos nossa qualidade e a fidelização de nossos clientes.
tos a seguir não estão cobertos pela garantia, qual- tes da indisponibilidade do veículo.
quer que seja o tempo ou quilometragem
10-3 10-9
PERFIL DO USUÁRIO DA MOTOCICLETA XT600E 5. EXTINÇÃO DA GARANTIA: a presente garantia se Garantia, sobretudo nas Condições Gerais da Garan-
extingue tia acima;
NOME DO USUÁRIO: ________________________________________CPF:_________________________ 5.1. Pelo decurso do prazo de validade; e) Negligência na manutenção.
5.2. A qualquer tempo, automaticamente, na hipótese de:
ENDEREÇO: _________________________________________________________________________ a) Violação do velocímetro; IMPORTANTE: Além da manutenção periódica, é de res-
b) Não cumprimento de qualquer uma das revisões peri- ponsabilidade do proprietário fazer as verificações sema-
BAIRRO: _________________________ CIDADE:_______________________ ESTADO: ______________ ódicas, nos prazos e quilometragens estipulados; nais simples, tais como: checar o grau de desgaste e a
c) Execução das manutenções, reparos e regulagens em pressão dos pneus; verificar o perfeito funcionamento do
CEP: _____________________ TELEFONE P/ CONTATO: DDD ( )____________________________
oficinas que não pertençam à rede de concessionári- sistema de iluminação; verificar o nível do líquido de
e-mail: _____________________________________________________________________________ as YAMAHA; arrefecimento e o nível de óleo do motor. * O Manual do
d) Inobservância de qualquer uma das instruções e reco- Proprietário deve sempre ser consultado no caso de
mendações contidas no Manual do Proprietário, bem dúvida.
Nome da Concessionária: Data da Compra: Cor da Motocicleta: como das disposições constantes neste Termo de

CONTROLE DAS REVISÕES PERIÓDICAS


(a cada revisão o concessionário deverá carimbar, assinatura e datar)
A ) SEXO
Masculino Feminino
Os veículos produzidos pela YAMAHA são máquinas de engenharia precisa. Siga rigorosamente as etapas do plano de
1 2
manutenção recomendado efetuando todas as REVISÕES PERIÓDICAS. Elas diminuem risco de avarias, e evitam perda
de tempo e despesas desnecessárias. Contribuem para manter a motocicleta segura e em condições ideais de funciona-
B) IDADE
Até 20 anos 21 a 25 anos 26 a 30 anos 31 a 35 anos 36 a 40 anos mento, além de prolongar a vida útil do motor e de todo o conjunto.
1 2 3 4 5
41 a 50 anos 51 a 55 anos 56 a 60 anos Acima de 60 anos Nas duas primeiras revisões - de 1.000 e 5.000 Kms - a mão de obra é gratuita, devendo o consumidor arcar com as
6 7 8 9 despesas de óleo lubrificante e peças e serviços excluídos da garantia. O custo das demais revisões previstas no
quadro abaixo correrá por conta do consumidor. Durante o período de garantia, as revisões e reparos deverão ser
C) ESCOLARIDADE efetuados em qualquer concessionário YAMAHA dentro do território nacional.
1º Grau 2º Grau Superior
1 2 3 Atenção: O atendimento para as revisões de 1.000 e 5.000 kms, somente será efetuado gratuitamente se a quilome-
tragem da motocicleta estiver dentro do limite de tolerância de 10% a mais ou a menos daquela prevista para cada
D) PROFISSÃO revisão, não ultrapassando o prazo de validade, previsto no Termo de Garantia.

5-6 10-4

PERFIL DO USUÁRIO DA MOTOCICLETA XT600E 5. EXTINÇÃO DA GARANTIA: a presente garantia se Garantia, sobretudo nas Condições Gerais da Garan-
extingue tia acima;
NOME DO USUÁRIO: ________________________________________CPF:_________________________ 5.1. Pelo decurso do prazo de validade; e) Negligência na manutenção.
5.2. A qualquer tempo, automaticamente, na hipótese de:
ENDEREÇO: _________________________________________________________________________ a) Violação do velocímetro; IMPORTANTE: Além da manutenção periódica, é de res-
b) Não cumprimento de qualquer uma das revisões peri- ponsabilidade do proprietário fazer as verificações sema-
BAIRRO: _________________________ CIDADE:_______________________ ESTADO: ______________ ódicas, nos prazos e quilometragens estipulados; nais simples, tais como: checar o grau de desgaste e a
c) Execução das manutenções, reparos e regulagens em pressão dos pneus; verificar o perfeito funcionamento do
CEP: _____________________ TELEFONE P/ CONTATO: DDD ( )____________________________
oficinas que não pertençam à rede de concessionári- sistema de iluminação; verificar o nível do líquido de
e-mail: _____________________________________________________________________________ as YAMAHA; arrefecimento e o nível de óleo do motor. * O Manual do
d) Inobservância de qualquer uma das instruções e reco- Proprietário deve sempre ser consultado no caso de
mendações contidas no Manual do Proprietário, bem dúvida.
Nome da Concessionária: Data da Compra: Cor da Motocicleta: como das disposições constantes neste Termo de

CONTROLE DAS REVISÕES PERIÓDICAS


(a cada revisão o concessionário deverá carimbar, assinatura e datar)
A ) SEXO
Masculino Feminino
Os veículos produzidos pela YAMAHA são máquinas de engenharia precisa. Siga rigorosamente as etapas do plano de
1 2
manutenção recomendado efetuando todas as REVISÕES PERIÓDICAS. Elas diminuem risco de avarias, e evitam perda
de tempo e despesas desnecessárias. Contribuem para manter a motocicleta segura e em condições ideais de funciona-
B) IDADE
Até 20 anos 21 a 25 anos 26 a 30 anos 31 a 35 anos 36 a 40 anos mento, além de prolongar a vida útil do motor e de todo o conjunto.
1 2 3 4 5
41 a 50 anos 51 a 55 anos 56 a 60 anos Acima de 60 anos Nas duas primeiras revisões - de 1.000 e 5.000 Kms - a mão de obra é gratuita, devendo o consumidor arcar com as
6 7 8 9 despesas de óleo lubrificante e peças e serviços excluídos da garantia. O custo das demais revisões previstas no
quadro abaixo correrá por conta do consumidor. Durante o período de garantia, as revisões e reparos deverão ser
C) ESCOLARIDADE efetuados em qualquer concessionário YAMAHA dentro do território nacional.
1º Grau 2º Grau Superior
1 2 3 Atenção: O atendimento para as revisões de 1.000 e 5.000 kms, somente será efetuado gratuitamente se a quilome-
tragem da motocicleta estiver dentro do limite de tolerância de 10% a mais ou a menos daquela prevista para cada
D) PROFISSÃO revisão, não ultrapassando o prazo de validade, previsto no Termo de Garantia.

5-6 10-4
1ª REVISÃO (1.000 kms) 2ª REVISÃO (5.000 kms) 3ª REVISÃO (10.000 kms)
E) POSSUI AUTOMÓVEL?
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Não Sim
1 2 Marca ______________________ Modelo ____________________ Ano __________

F) RENDA MENSAL PESSOAL

Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________


Menos de R$ 500,00 R$ 501,00 a R$ 1.000,00 R$ 1.001,00 a R$ 1.500,00 R$ 1.501,00 a R$ 2.000,00
1 2 3 4
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
4ª REVISÃO (15.000 kms) 5ª REVISÃO (20.000 kms) 6ª REVISÃO (25.000 kms) R$ 2.001,00 a R$ 2.500,00 R$ 2.501,00 a R$ 3.000,00 R$ 3.001,00 a R$ 3.500,00 R$ 3.501,00 a R$ 4.000,00
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 5 6 7 8

R$ 4.001,00 a R$ 4.500,00 R$ 4.501,00 a R$ 5.000,00 acima de R$ 5.001,00


9 10 11

G) QUAL A PRINCIPAL RAZÃO DA COMPRA DA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (Um)


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA Único veículo Veículo adicional ao carro Veículo adicional à moto Substituição do uso do carro
7ª REVISÃO (30.000 kms) 8ª REVISÃO (35.000 kms) 9ª REVISÃO (40.000 kms) 1 2 3 4
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____
Subst. do Transporte Público Troca da moto Investimento Lazer
5 6 7 8

Outros
9
Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA H) QUAL A PRINCIPAL FINALIDADE DO USO? Favor eleger somente 1 (Um)
10ª REVISÃO (45.000 kms) 11ª REVISÃO (50.000 kms) 12ª REVISÃO (55.000 kms) Apenas ferramenta de Trabalho Apenas locomoção Apenas Lazer
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 1 2 3
Locomoção e lazer Ferramenta de trabalho e lazer Ferramenta de trabalho e locomoção
4 5 6

I) COMO VOCÊ TOMOU CONHECIMENTO DESTE PRODUTO?


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
Amigo Internet Televisão Rádio Revista Jornal Mala direta Outros
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
1 2 3 4 5 6 7 8
10-5 6-12

1ª REVISÃO (1.000 kms) 2ª REVISÃO (5.000 kms) 3ª REVISÃO (10.000 kms)


E) POSSUI AUTOMÓVEL?
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Não Sim
1 2 Marca ______________________ Modelo ____________________ Ano __________

F) RENDA MENSAL PESSOAL

Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________


Menos de R$ 500,00 R$ 501,00 a R$ 1.000,00 R$ 1.001,00 a R$ 1.500,00 R$ 1.501,00 a R$ 2.000,00
1 2 3 4
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
4ª REVISÃO (15.000 kms) 5ª REVISÃO (20.000 kms) 6ª REVISÃO (25.000 kms) R$ 2.001,00 a R$ 2.500,00 R$ 2.501,00 a R$ 3.000,00 R$ 3.001,00 a R$ 3.500,00 R$ 3.501,00 a R$ 4.000,00
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 5 6 7 8

R$ 4.001,00 a R$ 4.500,00 R$ 4.501,00 a R$ 5.000,00 acima de R$ 5.001,00


9 10 11

G) QUAL A PRINCIPAL RAZÃO DA COMPRA DA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (Um)


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA Único veículo Veículo adicional ao carro Veículo adicional à moto Substituição do uso do carro
7ª REVISÃO (30.000 kms) 8ª REVISÃO (35.000 kms) 9ª REVISÃO (40.000 kms) 1 2 3 4
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____
Subst. do Transporte Público Troca da moto Investimento Lazer
5 6 7 8

Outros
9
Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA H) QUAL A PRINCIPAL FINALIDADE DO USO? Favor eleger somente 1 (Um)
10ª REVISÃO (45.000 kms) 11ª REVISÃO (50.000 kms) 12ª REVISÃO (55.000 kms) Apenas ferramenta de Trabalho Apenas locomoção Apenas Lazer
Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ Km: _________________ Data:_____/_____/_____ 1 2 3
Locomoção e lazer Ferramenta de trabalho e lazer Ferramenta de trabalho e locomoção
4 5 6

I) COMO VOCÊ TOMOU CONHECIMENTO DESTE PRODUTO?


Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________ Concessionário: ___________________________
Amigo Internet Televisão Rádio Revista Jornal Mala direta Outros
CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA CARIMBO E ASSINATURA
1 2 3 4 5 6 7 8
10-5 6-12
J) POR QUE ESCOLHEU ESSE MODELO? Favor eleger no máximo 3 (três) motivos
Preço Qualidade Desempenho Tamanho Economia de combustível ATENÇÃO
1 2 3 4 5
Custo de manutenção Oferta de peças Design Variedade de acessórios Preferência da marca A) A utilização do veículo constante deste manual, na linha d'água do mar não é considerado normal pelo
6 7 8 9 10 fabricante. O contato com água salgada causa oxidação nas partes metálicas do veículo. Portanto, é reco-
K) ANTES DE DECIDIR A COMPRA DA SUA MOTOCICLETA, COMPAROU COM OUTRO MODELO? mendada a lavagem com água doce imediatamente após o uso nestas condições.
Sim Não B) Na utilização do veículo na praia ou em cidades praianas, onde a maresia é bastante acentuada, recomenda-
1 2 Se sim, qual? Marca ____________________________ Modelo_______________
se proceder a lavagem semanal com água doce para evitar a fixação do sal e consequentemente a oxidação
L) É A SUA PRIMEIRA MOTOCICLETA? das peças metálicas.
Sim Não
C) A utilização anormal do veículo conforme acima descrito, ou a ausência dos cuidados básicos recomendados
1 2 Se não, indique a anterior: Marca ____________________________ Modelo_______________ Ano _______
são causas excludentes da garantia do produto.
M) COM QUE FREQUENCIA VOCÊ PRETENDE UTILIZAR SUA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (um).
D) Problemas no carburador decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema
Diariamente 1 vez por semana 2 vezes por semana 3 vezes por semana Apenas final de semana
1 2 3 4 5
de garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 15 dias, drene todo
o combustível da cuba do carburador e através da mangueira de entrada da gasolina no carburador, dê 3
N) QUANTOS QUILOMETROS POR DIA, EM MÉDIA, VOCÊ PRETENDE RODAR COM SUA MOTOCICLETA?
Até 50 kms de 51 a 100 kms de 101 a 150 kms de151 a 200 kms de 201 a 300 kms acima de 301 kms borrifadas de óleo lubrificante (Tipo WD-40).
1 2 3 4 5 6 E) Problemas na bateria decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema de
garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 30 dias, deixe
O) HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ CONDUZ MOTOCICLETA?
Menos de 1 ano 1 a 3 anos 3 a 5 anos Mais de 5 anos desconectados os cabos positivo e negativo da bateria e dê uma carga lenta antes de reconectá-la. Consulte
1 2 3 4 a secção "armazenamento" deste manual para maiores detalhes. Para as motocicletas com partida elétrica,
P) QUAL FOI A CONDIÇÃO DE COMPRA DESTA MOTOCICLETA? evite acioná-la durante os períodos de desuso, pois o consumo da bateria é grande e sua recarga insuficiente
À vista Financiamento Consórcio Outros durante os poucos minutos de funcionamento.
1 2 3 4
F) A utilização de alarmes pode afetar o sistema elétrico e/ou sistema de ignição da motocicleta.
Q) QUEM COMPROU ESTA MOTOCICLETA? Qualquer dano decorrente da utilização de alarmes não são cobertos pelo sistema de garantia.
O próprio Pai Mãe Outro
1 2 3 4
6-13 10-6

J) POR QUE ESCOLHEU ESSE MODELO? Favor eleger no máximo 3 (três) motivos
Preço Qualidade Desempenho Tamanho Economia de combustível ATENÇÃO
1 2 3 4 5
Custo de manutenção Oferta de peças Design Variedade de acessórios Preferência da marca A) A utilização do veículo constante deste manual, na linha d'água do mar não é considerado normal pelo
6 7 8 9 10 fabricante. O contato com água salgada causa oxidação nas partes metálicas do veículo. Portanto, é reco-
K) ANTES DE DECIDIR A COMPRA DA SUA MOTOCICLETA, COMPAROU COM OUTRO MODELO? mendada a lavagem com água doce imediatamente após o uso nestas condições.
Sim Não B) Na utilização do veículo na praia ou em cidades praianas, onde a maresia é bastante acentuada, recomenda-
1 2 Se sim, qual? Marca ____________________________ Modelo_______________
se proceder a lavagem semanal com água doce para evitar a fixação do sal e consequentemente a oxidação
L) É A SUA PRIMEIRA MOTOCICLETA? das peças metálicas.
Sim Não
C) A utilização anormal do veículo conforme acima descrito, ou a ausência dos cuidados básicos recomendados
1 2 Se não, indique a anterior: Marca ____________________________ Modelo_______________ Ano _______
são causas excludentes da garantia do produto.
M) COM QUE FREQUENCIA VOCÊ PRETENDE UTILIZAR SUA MOTOCICLETA? Favor eleger somente 1 (um).
D) Problemas no carburador decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema
Diariamente 1 vez por semana 2 vezes por semana 3 vezes por semana Apenas final de semana
1 2 3 4 5
de garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 15 dias, drene todo
o combustível da cuba do carburador e através da mangueira de entrada da gasolina no carburador, dê 3
N) QUANTOS QUILOMETROS POR DIA, EM MÉDIA, VOCÊ PRETENDE RODAR COM SUA MOTOCICLETA?
Até 50 kms de 51 a 100 kms de 101 a 150 kms de151 a 200 kms de 201 a 300 kms acima de 301 kms borrifadas de óleo lubrificante (Tipo WD-40).
1 2 3 4 5 6 E) Problemas na bateria decorrentes do não uso prolongado da motocicleta não são cobertos pelo sistema de
garantia. Recomendamos que, caso a motocicleta permaneça em desuso por mais de 30 dias, deixe
O) HÁ QUANTO TEMPO VOCÊ CONDUZ MOTOCICLETA?
Menos de 1 ano 1 a 3 anos 3 a 5 anos Mais de 5 anos desconectados os cabos positivo e negativo da bateria e dê uma carga lenta antes de reconectá-la. Consulte
1 2 3 4 a secção "armazenamento" deste manual para maiores detalhes. Para as motocicletas com partida elétrica,
P) QUAL FOI A CONDIÇÃO DE COMPRA DESTA MOTOCICLETA? evite acioná-la durante os períodos de desuso, pois o consumo da bateria é grande e sua recarga insuficiente
À vista Financiamento Consórcio Outros durante os poucos minutos de funcionamento.
1 2 3 4
F) A utilização de alarmes pode afetar o sistema elétrico e/ou sistema de ignição da motocicleta.
Q) QUEM COMPROU ESTA MOTOCICLETA? Qualquer dano decorrente da utilização de alarmes não são cobertos pelo sistema de garantia.
O próprio Pai Mãe Outro
1 2 3 4
6-13 10-6
CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX

CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 4MW


Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO
MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.

CPF
Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da
motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.

DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP
Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,
inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1

CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX

(REMETER PARA A YAMAHA)


CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 4MW
Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO

MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.
CPF

Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da


motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.
DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP

Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,


inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1
TERMO DE GARANTIA

____________________________________________________________
Carimbo Assinatura Concessionário
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
A presente garantia entra em vigor na data da nota fiscal do veículo e está condicionada à apresentação e cumprimen-

Verificar funcionamento / regular


to integral deste Termo de Garantia, bem como de todas as determinações contidas no Manual do Proprietário. Leia
atentamente todas as instruções e recomendações da fabricante, e lembre-se: a adequada manutenção do veículo,

Verificar pressão dos pneus/


OPERAÇÕES
conforme instruções contidas no Manual do Proprietário, é FATOR ESSENCIAL para a segurança do condutor e do

Completar se necessário
passageiro, bem como é condição indispensável para concessão da presente garantia.

Verificar amortecimento

Verificar funcionamento
1. PRAZO DE VALIDADE: A YAMAHA MOTOR DA AMA- 3. CONDIÇÕES GERAIS DA GARANTIA:
ZÔNIA LTDA. garante a motocicleta nova distribuída 3.1. Que a reclamação seja feita diretamente a uma con-

Verificar voltagem
ITENS QUE DEVEM SER REVISADOS

Aperto dos raios


por seus concessionários, contra falhas de fabricação, cessionária YAMAHA e imediatamente após a suspei-
Reaperto geral

de montagem ou de material durante o período de 1 ta ou constatação de qualquer anormalidade técnica.


REVISÃO DE ENTREGA

(um) ano, sem limite de quilometragem, a contar da Atenção: a utilização continuada do veículo em con-

Limpeza
data de venda registrada na nota fiscal e transcrita dições tecnicamente anormais, sem imediatas pro-
Sangrar

Verificar
Regular

Regular

Apertar
no cupom de Revisão de Entrega. Exija da sua con- vidências do consumidor, poderá acarretar outros
cessionária que preencha correta e completamente o danos ao veículo que não serão atendidos em ga-
termo de garantia, bem como preencha, date e assi- rantia, além do que consistirá causa de extinção
ne o Controle das Revisões Periódicas, após cada re- definitiva da garantia.
visão. 3.2. Que todas as revisões periódicas mencionadas no Ma-

de conformidade com o que dispõe


Recebi nesta data o manual supra

__________________________
nual do Proprietário e no Controle de Revisões Perió-
2. ABRANGÊNCIA DA GARANTIA dicas sejam rigorosamente efetuadas, numa oficina

MANUAL DO CONDUTOR
2.1. A garantia abrange os reparos necessários em decor- da rede de concessionárias YAMAHA e na periodici-

11. Aspecto da motocicleta

Assinatura Cliente
rência de falha de material, montagem ou fabrica- dade estabelecida.

10. Acessórios e fixação


ção, reconhecidas como defeituosas exclusivamen- 3.3. Que os defeitos não sejam resultantes de desgaste

a lei 9503 de 23/09/97


1. Parafusos e porcas

7. Cabo do acelerador
ITENS

te pela fabricante ou seu representante; natural de peças, prolongado desuso, utilização ina-
3. Bomba Autolube

4. Rodas e pneus

9. Luzes e piscas 2.2. As peças reconhecidas como defeituosas serão repa- dequada do veículo, acidentes de qualquer natureza,

Data___/___/___
radas ou substituídas gratuita e exclusivamente atra- e casos fortuitos e força maior;
2. Carburador

5. Suspensão

12. Nível óleo


vés da rede de concessionárias YAMAHA. Qualquer 3.4. Que todo e qualquer reparo seja efetuado sempre em
órgão ou componente mecânico somente será subs- qualquer uma das oficinas da rede de concessionári-
8. Bateria
6. Freios

13. Farol
tituído na hipótese de impossibilidade de seu repa- as YAMAHA;
ro ou recondicionamento, sendo que no caso de subs- 3.5. Que a motocicleta não tenha sido transformada ou
tituição, os itens substituídos serão de propriedade da modificada por empresas não homologadas pela
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. YAMAHA, ou equipados com acessórios e itens não
5-6 10-2

TERMO DE GARANTIA

____________________________________________________________
Carimbo Assinatura Concessionário
YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA.
A presente garantia entra em vigor na data da nota fiscal do veículo e está condicionada à apresentação e cumprimen-
Verificar funcionamento / regular

to integral deste Termo de Garantia, bem como de todas as determinações contidas no Manual do Proprietário. Leia
atentamente todas as instruções e recomendações da fabricante, e lembre-se: a adequada manutenção do veículo,
Verificar pressão dos pneus/
OPERAÇÕES

conforme instruções contidas no Manual do Proprietário, é FATOR ESSENCIAL para a segurança do condutor e do
Completar se necessário

passageiro, bem como é condição indispensável para concessão da presente garantia.


Verificar amortecimento

Verificar funcionamento

1. PRAZO DE VALIDADE: A YAMAHA MOTOR DA AMA- 3. CONDIÇÕES GERAIS DA GARANTIA:


ZÔNIA LTDA. garante a motocicleta nova distribuída 3.1. Que a reclamação seja feita diretamente a uma con-
Verificar voltagem
ITENS QUE DEVEM SER REVISADOS

Aperto dos raios

por seus concessionários, contra falhas de fabricação, cessionária YAMAHA e imediatamente após a suspei-
Reaperto geral

de montagem ou de material durante o período de 1 ta ou constatação de qualquer anormalidade técnica.


REVISÃO DE ENTREGA

(um) ano, sem limite de quilometragem, a contar da Atenção: a utilização continuada do veículo em con-
Limpeza

data de venda registrada na nota fiscal e transcrita dições tecnicamente anormais, sem imediatas pro-
Sangrar

Verificar
Regular

Regular

Apertar

no cupom de Revisão de Entrega. Exija da sua con- vidências do consumidor, poderá acarretar outros
cessionária que preencha correta e completamente o danos ao veículo que não serão atendidos em ga-
termo de garantia, bem como preencha, date e assi- rantia, além do que consistirá causa de extinção
ne o Controle das Revisões Periódicas, após cada re- definitiva da garantia.
visão. 3.2. Que todas as revisões periódicas mencionadas no Ma-
de conformidade com o que dispõe
Recebi nesta data o manual supra

__________________________

nual do Proprietário e no Controle de Revisões Perió-


2. ABRANGÊNCIA DA GARANTIA dicas sejam rigorosamente efetuadas, numa oficina
MANUAL DO CONDUTOR

2.1. A garantia abrange os reparos necessários em decor- da rede de concessionárias YAMAHA e na periodici-
11. Aspecto da motocicleta

Assinatura Cliente

rência de falha de material, montagem ou fabrica- dade estabelecida.


10. Acessórios e fixação

ção, reconhecidas como defeituosas exclusivamen- 3.3. Que os defeitos não sejam resultantes de desgaste
a lei 9503 de 23/09/97
1. Parafusos e porcas

7. Cabo do acelerador
ITENS

te pela fabricante ou seu representante; natural de peças, prolongado desuso, utilização ina-
3. Bomba Autolube

2.2. As peças reconhecidas como defeituosas serão repa-


4. Rodas e pneus

9. Luzes e piscas

dequada do veículo, acidentes de qualquer natureza,


Data___/___/___

radas ou substituídas gratuita e exclusivamente atra- e casos fortuitos e força maior;


2. Carburador

5. Suspensão

12. Nível óleo

vés da rede de concessionárias YAMAHA. Qualquer 3.4. Que todo e qualquer reparo seja efetuado sempre em
órgão ou componente mecânico somente será subs- qualquer uma das oficinas da rede de concessionári-
8. Bateria
6. Freios

13. Farol

tituído na hipótese de impossibilidade de seu repa- as YAMAHA;


ro ou recondicionamento, sendo que no caso de subs- 3.5. Que a motocicleta não tenha sido transformada ou
tituição, os itens substituídos serão de propriedade da modificada por empresas não homologadas pela
Yamaha Motor da Amazônia Ltda. YAMAHA, ou equipados com acessórios e itens não
5-6 10-2
CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX

CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 4MW


Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO
MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.

CPF
Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da
motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.

DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP
Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,
inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1

CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 5LX

(REMETER PARA A YAMAHA)


CERTIFICADO DE GARANTIA - Nº 4MW
Obs.: Utilizar papel carbono para o preenchimento, preencher com letra de forma bem legível.

CIDADE
Nº DO CHASSI
ASS. CLIENTE

NOME DO PROPRIETÁRIO
DECALQUE DO Nº DO CHASSIS

CARIMBO DO CONCESSIONÁRIO

NOTA FISCAL Nº

CÓDIGO DO CONCESSIONÁRIO

COR

ESTADO

ENDEREÇO

MOTOCICLETA YAMAHA

Requisitamos sua atenção para as instruções contidas nas páginas seguintes, pois elas
estão ligadas à GARANTIA de sua motocicleta YAMAHA.

Você encontrará, nas páginas seguintes, definição das responsabilidades do CONCESSIONÁRIO


AUTORIZADO e da YAMAHA MOTOR DA AMAZÔNIA LTDA., quanto a sua motocicleta.
CPF

Encontrará também, a definição de suas próprias responsabilidades em relação ao uso da


motocicleta, a fim de que possa fazer jus à GARANTIA que lhe é oferecida.
DATA DE VENDA

TELEFONE
SÉRIE

CEP

Requisite ao seu CONCESSIONÁRIO que preencha corretamente o CUPOM DO PROPRIETÁRIO,


inserido neste MANUAL, pois dele dependerá o processo de GARANTIA, quando necessário.

Nas páginas seguintes estão os certificados de cada revisão. Caberá ao CONCESSIONÁRIO dar-lhes
o destino certo. Não os perca mantendo-os sempre presos ao MANUAL.

ATENÇÃO

A garantia contratual oferecida pela fabricante limita-se única e exclusivamente aos termos do presente
certificado, e qualquer espécie de garantia extra oferecida por outrem, a parte do presente certificado,
será concedida por conta e risco, e às expensas daquele que a oferecer, por mera liberalidade do
mesmo, sem qualquer participação ou responsabilidade da fabricante quanto ao que for contratado.
10-1