Está en la página 1de 3

SÚMULAS E OJS

RAFAEL TONASSI

SUM-369 meses após a cessação do auxílio-doença ao


empregado acidentado.
I - É indispensável a comunicação, pela II - São pressupostos para a concessão da
entidade sindical, ao empregador, na forma do estabilidade o afastamento superior a 15 dias e
§ 5º do art. 543 da CLT. a conseqüente percepção do auxílio-doença
II - O art. 522 da CLT foi recepcionado pela acidentário, salvo se constatada, após a
Constituição Federal de 1988. Fica limitada, despedida, doença profissional que guarde
assim, a estabilidade a que alude o art. 543, § relação de causalidade com a execução do
3.º, da CLT a sete dirigentes sindicais e igual contrato de emprego.
número de suplentes. III - O empregado submetido a contrato de
III - O empregado de categoria diferenciada trabalho por tempo determinado goza da
eleito dirigente sindical só goza de estabilidade garantia provisória de emprego decorrente de
se exercer na empresa atividade pertinente à acidente de trabalho prevista no n no art. 118
categoria profissional do sindicato para o qual da Lei nº 8.213/91.
foi eleito dirigente
IV - Havendo extinção da atividade empresarial Súmula nº 443 do TST
no âmbito da base territorial do sindicato, não
há razão para subsistir a estabilidade. Presume-se discriminatória a despedida de
V - O registro da candidatura do empregado a empregado portador do vírus HIV ou de outra
cargo de dirigente sindical durante o período de doença grave que suscite estigma ou
aviso prévio, ainda que indenizado, não lhe preconceito. Inválido o ato, o empregado tem
assegura a estabilidade, visto que inaplicável a direito à reintegração no emprego.
regra do § 3º do art. 543 da Consolidação das
Leis do Trabalho. Súmula nº 339 do TST

SUM-379 O dirigente sindical somente poderá I - O suplente da CIPA goza da garantia de


ser dispensado por falta grave mediante a emprego prevista no art. 10, II, "a", do ADCT a
apuração em inquérito judicial, inteligência dos partir da promulgação da Constituição Federal
arts. 494 e 543, §3º, da CLT. de 1988. (ex-Súmula nº 339 - Res. 39/1994, DJ
22.12.1994 - e ex-OJ nº 25 da SBDI-1 -
OJ-SDI1-365 Membro de conselho fiscal de inserida em 29.03.1996)
sindicato não tem direito à estabilidade prevista II - A estabilidade provisória do cipeiro não
nos arts. 543, § 3º, da CLT e 8º, VIII, da constitui vantagem pessoal, mas garantia para
CF/1988, porquanto não representa ou atua na as atividades dos membros da CIPA, que
defesa de direitos da categoria respectiva, somente tem razão de ser quando em atividade
tendo sua competência limitada à fiscalização a empresa. Extinto o estabelecimento, não se
da gestão financeira do sindicato (art. 522, § verifica a despedida arbitrária, sendo
2º, da CLT). impossível a reintegração e indevida a
indenização do período estabilitário. (ex-OJ nº
OJ-SDI1-369 O delegado sindical não é 329 da SBDI-1 - DJ 09.12.2003)
beneficiário da estabilidade provisória prevista
no art. 8º, VIII, da CF/1988, a qual é dirigida, SUM-259 Só por ação rescisória é impugnável
exclusivamente, àqueles que exerçam ou o termo de conciliação previsto no parágrafo
ocupem cargos de direção nos sindicatos, único do art. 831 da CLT.
submetidos a processo eletivo.
SUM-262
SUM-378
I - Intimada ou notificada a parte no sábado, o
I - É constitucional o artigo 118 da Lei nº início do prazo se dará no primeiro dia útil
8.213/1991 que assegura o direito à imediato e a contagem, no subsequente.
estabilidade provisória por período de 12 II - O recesso forense e as férias coletivas dos
Ministros do Tribunal Superior do Trabalho
suspendem os prazos recursais.

1
www.cers.com.br
SÚMULAS E OJS
RAFAEL TONASSI

SUM-263 Salvo nas hipóteses do art. 295 do OJ-SDI1-83 A prescrição começa a fluir no
CPC, o indeferimento da petição inicial, por final da data do término do aviso prévio. Art.
encontrar-se desacompanhada de documento 487, § 1º, CLT.
indispensável à propositura da ação ou não
preencher outro requisito legal, somente é Súm nº 441 O direito ao aviso prévio
cabível se, após intimada para suprir a proporcional ao tempo de serviço somente é
irregularidade em 10 (dez) dias, a parte não o assegurado nas rescisões de contrato de
fizer. trabalho ocorridas a partir da publicação da Lei
nº 12.506, em 13 de outubro de 2011.
SUM-265 A transferência para o período
diurno de trabalho implica a perda do direito ao SUM-282 Ao serviço médico da empresa ou
adicional noturno. ao mantido por esta última mediante convênio
compete abonar os primeiros 15 (quinze) dias
SUM-268 A ação trabalhista, ainda que de ausência ao trabalho.
arquivada, interrompe a prescrição somente
em relação aos pedidos idênticos. SUM-283 O recurso adesivo é compatível
com o processo do trabalho e cabe, no prazo
Súmula nº 362 do TST de 8 (oito) dias, nas hipóteses de interposição
de recurso ordinário, de agravo de petição, de
É trintenária a prescrição do direito de reclamar revista e de embargos, sendo desnecessário
contra o não-recolhimento da contribuição para que a matéria nele veiculada esteja relacionada
o FGTS, observado o prazo de 2 (dois) anos com a do recurso interposto pela parte
após o término do contrato de trabalho. contrária.

Súmula nº 382 do TST SUM-297

A transferência do regime jurídico de celetista I. Diz-se prequestionada a matéria ou questão


para estatutário implica extinção do contrato de quando na decisão impugnada haja sido
trabalho, fluindo o prazo da prescrição bienal a adotada, explicitamente, tese a respeito.
partir da mudança de regime. (ex-OJ nº 128 da II. Incumbe à parte interessada, desde que a
SBDI-1 - inserida em 20.04.1998) matéria haja sido invocada no recurso principal,
opor embargos declaratórios objetivando o
SUM-269 O empregado eleito para ocupar pronunciamento sobre o tema, sob pena de
cargo de diretor tem o respectivo contrato de preclusão.
trabalho suspenso, não se computando o III. Considera-se prequestionada a questão
tempo de serviço desse período, salvo se jurídica invocada no recurso principal sobre a
permanecer a subordinação jurídica inerente à qual se omite o Tribunal de pronunciar tese,
relação de emprego. não obstante opostos embargos de declaração.

SUM-276 O direito ao aviso prévio é SUM-305 O pagamento relativo ao período


irrenunciável pelo empregado. O pedido de de aviso prévio, trabalhado ou não, está sujeito
dispensa de cumprimento não exime o a contribuição para o FGTS.
empregador de pagar o respectivo valor, salvo
comprovação de haver o prestador dos SUM-338
serviços obtido novo emprego.
I - É ônus do empregador que conta com mais
OJ-SDI1-82 A data de saída a ser anotada na de 10 (dez) empregados o registro da jornada
CTPS deve corresponder à do término do de trabalho na forma do art. 74, § 2º, da CLT. A
prazo do aviso prévio, ainda que indenizado. não-apresentação injustificada dos controles de
frequência gera presunção relativa de
veracidade da jornada de trabalho, a qual pode
ser elidida por prova em contrário.

2
www.cers.com.br
SÚMULAS E OJS
RAFAEL TONASSI

II - A presunção de veracidade da jornada de III - Não forma vínculo de emprego com o


trabalho, ainda que prevista em instrumento tomador a contratação de serviços de vigilância
normativo, pode ser elidida por prova em (Lei nº 7.102, de 20.06.1983) e de conservação
contrário. e limpeza, bem como a de serviços
III - Os cartões de ponto que demonstram especializados ligados à atividade-meio do
horários de entrada e saída uniformes são tomador, desde que inexistente a pessoalidade
inválidos como meio de prova, invertendo-se o e a subordinação direta.
ônus da prova, relativo às horas extras, que IV - O inadimplemento das obrigações
passa a ser do empregador, prevalecendo a trabalhistas, por parte do empregador, implica
jornada da inicial se dele não se desincumbir a responsabilidade subsidiária do tomador dos
serviços quanto àquelas obrigações, desde que
SUM-341 A indicação do perito assistente é haja participado da relação processual e conste
faculdade da parte, a qual deve responder também do título executivo judicial.
pelos respectivos honorários, ainda que V - Os entes integrantes da Administração
vencedora no objeto da perícia. Pública direta e indireta respondem
subsidiariamente, nas mesmas condições do
SUM-342 Descontos salariais efetuados pelo item IV, caso evidenciada a sua conduta
empregador, com a autorização prévia e por culposa no cumprimento das obrigações da Lei
escrito do empregado, para ser integrado em n.º 8.666, de 21.06.1993, especialmente na
planos de assistência odontológica, médico- fiscalização do cumprimento das obrigações
hospitalar, de seguro, de previdência privada, contratuais e legais da prestadora de serviço
ou de entidade cooperativa, cultural ou como empregadora. A aludida
recreativo-associativa de seus trabalhadores, responsabilidade não decorre de mero
em seu benefício e de seus dependentes, não inadimplemento das obrigações trabalhistas
afrontam o disposto no art. 462 da CLT, salvo assumidas pela empresa regularmente
se ficar demonstrada a existência de coação ou contratada.
de outro defeito que vicie o ato jurídico. VI – A responsabilidade subsidiária do tomador
de serviços abrange todas as verbas
SUM-354 decorrentes da condenação referentes ao
período da prestação laboral.
As gorjetas, cobradas pelo empregador na nota
de serviço ou oferecidas espontaneamente
pelos clientes, integram a remuneração do
empregado, não servindo de base de cálculo
para as parcelas de aviso-prévio, adicional
noturno, horas extras e repouso semanal
remunerado.

SUM-331

I - A contratação de trabalhadores por empresa


interposta é ilegal, formando-se o vínculo
diretamente com o tomador dos serviços, salvo
no caso de trabalho temporário (Lei nº 6.019,
de 03.01.1974).
II - A contratação irregular de trabalhador,
mediante empresa interposta, não gera vínculo
de emprego com os órgãos da Administração
Pública direta, indireta ou fundacional (art. 37,
II, da CF/1988).

3
www.cers.com.br