Está en la página 1de 16

X.

1 PROPRIEDADES DOS MATERIAIS

1. Traçar em escala adequada os diagramas tensão x deformação característicos e
de dimensionamento para:

a. Aço CA-25, CA-50 e CA-60. Indicar as deformações ε yk e εyd. Fazer os
diagramas superpostos.
b. Concreto C.25 e C.30 à compressão. Indicar todas as deformações
necessárias.

2. Descreva quatro dificuldades e como foram resolvidas para que se pudesse definir
um diagrama final de resistência à compressão do concreto. Defina fck.

3. O que é o Efeito Rüsch? Qual é a percentagem total que deveria ser reduzida da
resistência do concreto para compensar integralmente este efeito? Qual
característica do concreto permite que esse efeito não seja integralmente
compensado?

4. Qual é a percentagem aproximada da resistência à tração do concreto quando
comparada com a de compressão?

5. Cite vantagens e desvantagens dos formatos de aço para concreto armado
encontrados no mercado.

6. Qual é o limite de deformação considerado máximo para a compressão do
concreto? E para a compressão do aço? E para a tração do aço?

7. Qual o motivo da utilização nervuras (CA-50) e entalhes (CA-60) nas barras de aço
para concreto armado?

8. Quais são as três propriedades fundamentais que viabilizam o funcionamento do
conjunto de aço e concreto como material único?
9. Sabendo que a NBR 7480 fixa para os aços utilizados em concreto armado
alongamentos mínimos que variam de 5% (CA-60) e 18% (CA-25), explique o

16.L. Quais os objetivos do M.2 MÉTODO DOS ESTADOS LIMITES 1. aproximadamente. 7. Qual é. e como estes são atingidos? 2.L.E. Explique as duas formas como o concreto protege o aço. Defina quatro vantagens na utilização do concreto armado como material de construção. O que são as regiões de má aderência no concreto armado? Onde se localizam normalmente? 11. a diferença percentual entre os coeficientes de dilatação térmica do concreto e do aço? Que consequências este fato pode provocar? 14.L.. seus três requisitos. Qual é a massa especifica usualmente adotada para o concreto armado? 15. 3. motivo pelo qual não são considerados estes valores de rompimento no dimensionamento.L.? . 6. Uma estrutura pode colapsar devido ao não atendimento de um E. O que são os Estados Limites Serviço (E.L. para garantir a segurança à ruptura de uma estrutura e como esta segurança se dá sem excesso? 5.S. Qual é a metodologia do M.S.E. Descreva com suas palavras quais os coeficientes de ponderação funcionam como redutores e como funcionam as combinações para se chegar a solicitação ou efeito atuante de dimensionamento. O que são os Estados Limites Últimos (E.)? Enumere-os.)? Enumere-os. 10.U. Defina duas desvantagens na utilização do concreto armado como material de construção. X. Quais são os fatores que influenciam na resistência de aderência entre o concreto e o aço? Que parcelas formam a aderência? 12. Quais são os três principais objetivos na elaboração de uma estrutura? 4. 13.

usando uma delas. 6. calcule a área de aço necessária. Represente em escala adequada os domínios 2. para as seguintes solicitações. a. Quais são os dois tipos de ruptura? Descreva suas principais diferenças. Quais são os Domínios de ruptura? Quais as características de cada um deles? 4. determine os valores dos parâmetros k x. faça em escala adequada a representação gráfica de: . Descreva as principais características dos três Estádios de funcionamento do concreto armado.5 tf. CA-50 e CA-60. Mk = 21. 11. kz e kmd para as deformadas que separam os domínios 3 e 4 dos aços CA-25 e CA-60. 9.m c. Sem consultar a tabela TDFS.25.3 DIMENSIONAMENTO À FLEXÃO 1. 3 e 4 para os aços CA-25. O que é a altura útil de uma seção? Qual é a percentagem da altura total normalmente considerada como altura útil? 10. utilizando o aço CA-50 e concreto C. 8. descreva três modificações que podem ser feitas para viabiliza-la e. Quais são os Domínios de ruptura possíveis em uma viga submetida à flexão simples? 5. tipo de ruptura e quantidade de aço. Descreva o Ensaio de Stuttgart e sua importância no estudo da flexão simples? 2.m b. Quais as consequências das fissuras exageradas em uma peça de concreto armado? X. Para o exercício anterior (todos os itens).8. determinando o domínio. Dimensionar a seção de largura 15 cm e altura de 60 cm. No caso de alguma seção anterior não ser viável. Mk = 5 tf. Quais são as quatro características que devem estar definidas para que o dimensionamento possa ser efetuado? 9. Descreva como a seção combate um momento atuante aplicado na peça estrutural. 3. 7.

Binário interno resistente. 13. d. g. Deformada. Blocos de tensão compressiva no concreto. 15. mantendo as características da seção e os mesmos materiais. . Dimensionar a mesma seção da viga do exercício anterior. utilizando o aço CA-50 e o concreto C. Refaça os dois exercícios anteriores para os aços CA-25 e CA-60.50. 12. 16.35 e C. Dimensionar a seção mais solicitada da viga a seguir. mantendo as características da seção e os mesmos materiais.E.5 tf/m. Refaça os mesmos dois exercícios solicitados na questão anterior para os concretos C. Braços de alavanca. 14. para um carregamento g+q = 5. para um carregamento g+q = 4 tf/m.0 tf/m. Deformações resultantes. 17. usando o aço CA-50. h.25.25 e sabendo que a carga atuante g+q = 1. e. o concreto C. Dimensionar a seção mais solicitada da viga a seguir indicada usando o M.L. Dimensionar a mesma seção da viga do exercício anterior. f.

22. mantendo as características da seção e mesmos materiais. Determinar o máximo momento que a seção do exercício anterior poderá resistir com a ruptura ocorrendo pelo aço. 23. Determinar o máximo momento para que a seção do exercício anterior seja viável. mantendo as características da seção e os mesmos materiais.5 tf/m. Refazer os últimos seis exercícios anteriores utilizando aço CA-25 e CA-60. cujos materiais são aço CA-50 e concreto C.25.25.30 e o aço CA-50. a) g+q = 1.m. . 20. faça o que se pede. Para uma viga de seção retangular com 45 cm de largura e 120 cm de altura. Dimensionar as seções mais solicitadas da viga abaixo indicada. Dimensionar a mesma seção da viga do exercício anterior. Determinar a área de aço necessária para os três exercícios anteriores. considerando o concreto C. mantendo as características da seção e os mesmos materiais. solicitada por um momento Mk = 50 tf.18. 21. a) Dimensionar. mantendo as características da seção e mesmos materiais. Determinar o máximo momento que a seção do exercício anterior poderá resistir com a ruptura ocorrendo pelo concreto e com o aço escoado. considerando o concreto C. para um carregamento g+q = 6. considerando o concreto C.25 e o aço CA-50. 19. b) Determinar o braço de alavanca.5 tf/m b) g+q = 10 tf/m 25. 24.

m. e) Deformada em escala. de 54.46 tf. e positivo. Dimensione a estrutura a seguir para os momentos máximos negativos. 27. solicitada por um momento Mk = 40 tj. f) Binário em escala: 26. diferente daquela utilizada. altura 90 cm. 29.25 e evitando a ruptura frágil sem modificar as características da seção. Determinar uma expressão que relacione diretamente Kz com Kmd para evitar uso de tabela de flexão simples. utilizando o aço CA-50 e o concreto C.m. de 100 tf. sem modificar as características originais da seção. Dimensionar uma seção de largura 25 cm. Repetir o exercício anterior utilizando os aços CA-25 e CA-60. d) Resultante de tração. Utilizar o aço CA-50 e o concreto C. 31. c) Resultante de compressão. evitando a ruptura frágil e preservando as características da seção. 32. Dimensione a seção de máximos momentos fletores positivo e negativo de forma a impedir a ruptura frágil.m.25. utilizando o aço CA-50 e o concreto C. Repita o exercício anterior impondo mais duas deformadas. 30. Quais conclusões podem ser tiradas? 28.25. Resolver todos os exercícios de flexão simples em que haviam ruptura frágil ou inviável usando armadura dupla. .

. Sobre a seção indicada a seguir.0 tf/m 34. sabe-se que εs = 1.75%0 para o momento negativo.0 tf/m b) g+q = 15. Considerar concreto c.33. σsd e Md sem usar os coeficientes kmd. kx e kz e sem o uso da tabela TDFS. a) g+q = 2.25 e aço CA-50. Dimensionar uma das vigas (iguais) a seguir indicadas evitando ruptura frágil.e que o concreto usado foi o C20 e o aço CA-60. Descubra: As.

0 tf/m 36.4 DIMENSIONAMENTO Á CORTANTE 1. X.25 e aço CA-50. kx e kz e sem o uso da tabela TDFS. Qual é a diferença do método de dimensionamento do modelo de cortante para o de flexão? 2. Considerar concreto C. fck = 18 MPa) . Sabe-se que As = 18. 37. Verificar se a seção suporta um esforço cortante de 180kN. Com a mesma seção e materiais do exercício anterior foi feito o dimensionamento da seção para um momento negativo e obteve-se a ruptura pelo concreto e com o aço escoado.5 cm². Determine o momento Md sem usar os coeficientes kmd. Descreva o funcionamento da Analogia da treliça de Mörsch e os elementos que a formam.0 tf/m b) g+q = 15. Repita o exercício anterior para o momento positivo. (Dados: d’ = 3 cm. a) g+q = 2. 3. sabendo-se que a armadura será detalhada com estribos verticais.35. Dimensionar a viga a seguir indicada evitando a ruptura frágil.

fck = 20MPa e aço CA-50) X. quando solicitada por um carregamento g+q = 30 kN/m. Quais os três mecanismos para redução do comprimento básico de ancoragem? .4. (cotas em metros) 5. (Dados: d = 36cm.5 DETALHAMENTO DE VIGAS 1. demonstrada a seguir. de 22 cm de largura e 40 cm de altura. Calcular armadura de cisalhamento da viga V1. Qual é o principal tipo de ancoragem e quais são grandezas que definem seu comprimento básico? 2. Calcular armadura de cisalhamento para a viga a seguir.

Quais as limitações de distribuição da armadura na seção transversal? 8. ao cisalhamento. Dimensionar e detalhar a viga a seguir.3. de forma a reduzir a área de aço. onde for possível. Dados: seção 60/80 Aço – CA50 Fck – 30MPa CAA – III d' = 4cm . de forma a reduzir a área de aço. Os apoios são pilares com dimensões de 30/30. Os apoios são pilares com dimensões de 60cm na direção longitudinal da viga. Qual a função da armadura de pele e como se calcula? 6. Qual o principal tipo de emenda e em que propriedade este se baseia? 5. Quais as três parcelas que compõem o comprimento das barras de flexão? 9. 10. Quais as armaduras mínimas na região de apoios extremos e apoios intermediários? 4. Dimensionar e detalhar a viga a seguir. O que é a armadura de montagem? Qual a sua função? 7. Dados: seção 20/50 Aço – CA50 Fck – 25MPa CAA – II d' = 4cm 11. ao cisalhamento. onde for possível. Descreva o mecanismo de decalagem do DMF e as razões de sua utilização.

considerando as reduções permitidas por norma: Dados: seção 20/50 Aço – CA50 Fck – 30MPa d' = 5cm hpilar = 40cm na direção do eixo longitudinal da viga a) b) .12. Determinar o cortante de cálculo para dimensionamento de Asw para as vigas do desenho a seguir.

transmitindo uma carga de 180kN. γs = 1. 1. CA-50.15. para as forças cortantes. apoiada sobre pilares. d = 80 cm.4. Dimensionar e detalhar a viga biapoiada. γc = γf = 1. à flexão e ao cisalhamento. .15. Dados: C25. A seção transversal está ilustrada na Fig. A altura da viga transversal que se apoia na viga em questão é de 60 cm. CA-50. 15. CAA II. Dados: C35. Calcular e detalhar a armadura transversal composta por estribos verticais para as forças cortantes máximas da viga esquematizada da Fig. Calcular e detalhar a armadura transversal composta por estribos verticais da viga de seção T.2.13. γs = 1. da Fig. Os pilares apresentam dimensão de 50cm no plano da viga. γc = γf = 1. Dados: seção 15/70 Aço – CA50 Fck – 20MPa d' = 5cm hpilar = 30cm na direção do eixo longitudinal da viga ag = 19mm 14.3. Otimizar a armadura. Otimizar a armadura. CAA III.4. € d = 115 cm.

γs = 1. Aço CA-50. Cobrimento c = 2 cm) 17.25. concreto C.15.15. Dimensionar e detalhar a viga a seguir indicada.20. d = 80 cm) . γs = 1. (Dados: Concreto C. γc = 1.4.16. Dimensionar e detalhar a viga a seguir. Aço CA-50. (Dados: g+q = 25 kN/m.4. γc = 1.

= 2. Aço CA-50.18.15. cob.20. 20. γs = 1. bw = 30 cm. d = 45 cm) 19. Aço CA-50.30.5 cm. h = 50 cm. Refazer o exercício anterior utilizando Aço CA-50 e C. (Dados: concreto C. γs = 1. (Dados: Concreto C.15. = 2 cm.4. γc = 1. γc = 1. h = 60 cm.4. para os esforços cortantes máximos da viga. para os esforços cortantes máximos da viga. composta por estribos verticais. Calcular e detalhar a armadura transversal. d = 56 cm) . bw = 20 cm. cob. Calcular e detalhar a armadura transversal. composta por estribos verticais.20.

fck=25MPa. Para o mesmo exercício anterior. Verificar o estado limite de abertura de fissuras para viga biapoiada indicada na figura. mantendo-se a bitola. Defina a influência da escolha de bitolas e o principal recurso para. Com os mesmos dados do exercício anterior. biapoiada com 7m de vão. p = 40kN/m. Quais os três grupos de origem de fissuração? 2. Verificar a fissuração para uma viga de seção 30 cm de espessura e com d = 60 cm. Descreva seus conhecimentos sobre o modelo teórico de abertura de fissuras. cob. os principais fatores que aumentam as aberturas e as grandezas das aberturas permitidas. q = 10kN/m. = 2. que o As necessário é de 6 cm². 7.S.6 FISSURAÇÃO 1.5cm. (Dados: Es = 210GPa. CA-50. Quais os dois efeitos deletérios da fissuração descontrolada e suas consequências? 3.3 mm. atentando para que o As necessário é 6 cm². 6. de controle de abertura de fissuras e as providências para casos em que a verificação não seja atendida. caso não obedeça o limite da norma aumente a área de aço.X.5 mm. se reduzir a abertura calculada. Quais as quatro fases de controle de abertura de fissuras provocadas por flexão? 4. 5. que a armadura de flexão (positiva) utilizará 2 barras de 20mm e que Φt = 5 mm. 8. CAA II. Φe = 4Φ20mm. com carga total de 59kN/m (Permanente = 9kN/m e Acidental = 50kN/m) e sabendo que é uma obra em que o cobrimento é de 3 cm.3mm) . foi feita uma modificação de cargas no projeto e a nova carga é de 69kN/m (Permanente = 9kN/m e Acidental = 60kN/m). 9. o limite de abertura de fissuras é de 0. Descreva os procedimentos adotados no E. Φ6.30 e o aço CA-50. na qual foi utilizado o concreto C. Verifique esta viga para a fissuração. 10. verifique a fissuração modificando o diâmetro das barras de aço para 12.L.

0mm 12. Estimar o valor de abertura de fissuras para uma viga de seção retangular 20x40 cm para as seguintes bitolas: (Dados: Obra urbana. biapoiada com 6m de vão. M=4.5mm c) Φ10. CA-50. Φt = 5mm. na qual foi utilizado o concreto C.m.11. Φ6. fck = 20MPa. com carga total de 40kN/m (Permanente = 28kN/m e Acidental = 12kN/m) e sabendo que se trata de uma obra urbana e que Φl = 20mm. .20 e o aço CA-50. Verificar a fissuração para uma viga de seção 20x60 cm. Es = 210GPa.3mm) a) Φ16mm b) Φ12.000kN.