Está en la página 1de 8

Ano XL - nº 271 - AGOSTO - 2006

2 ducave

É agosto. E nova etapa se inicia. É


tempo de você, aluno, redobrar seus es-
forços para que consiga ultrapassar a
barreira do vestibular ou dos módulos
do ingresso seriado (PISM).
É tempo de lembrar algumas perso-
nalidades que ajudaram, de formas di-
uma marca nos eventos do
ferentes, a construir um mundo melhor.
CAVE. Este ano, teve como tema
Através da Literatura: Guimarães Rosa
MAGIA e BRUXARIA. Foi muito bo-
– 50 anos de Grande sertão: veredas;
nita e nossos alunos curtiram muito es-
Mario Quintana: 100 anos de pura poe-
colher e até mesmo confeccionar suas
sia; Freud: possibilitou o homem saber
fantasias que, por sinal, estavam bem
um pouco mais sobre si mesmo; Mo-
criativas.
zart: sensibilizou o ser humano através
É uma festa que visa à confraterni-
de sua música; Santos Dumont permitiu
zação entre os alunos do CAVE e à pra- versos gêneros tex-
que o homem voasse com ajuda de asas
tica da solidariedade, uma vez que, para tuais comuns nos jor-
artificiais.
pegar o ingresso, era necessário fazer nais. Não foi um trabalho que visava
Eles revolucionaram a existência;
uma doação. Tivemos também a coroa- nota, mas sim o desafio de sair da ro-
assim como é possível que você tam-
ção da nossa Miss 2006, que foi eleita tina e produzir textos com conteúdo
bém procure contribuir de alguma for-
entre as diversas candidas escolhidas pe- embasado nas mais diversas discipli-
ma para isso.
los alunos da sala que cada uma estava nas, conversa e entrevista com os pro-
Na finalização do nosso primeiro se-
representando. fessores. Estes jornais poderão ser li-
mestre, tivemos a tradicional Festa à
O CAVE agradece a todos que parti- dos na íntegra no site do CAVE, a par-
fantasia que já se tornou
ciparam e colaboraram na realização tir do dia 15 deste mês. Vale a pena
deste evento. conferir.
Gostaria de registrar, neste núme- Para terminar, é importante lembrar
ro, os parabéns aos vários alunos do que dia 29 de agosto é o Dia Nacional
PISM III que produziram jornais com do Combate ao Fumo. Abrace esta cau-
excelente qualidade visual e textos mui- sa. Não fume.
to bem escritos. Essa atividade surgiu Boas vindas aos alunos do PISM I,
a partir de várias unidades, trabalha- II, intensivo e bom retorno aos demais.
das por mim, com os di- Um grande abraço.
Nilcilea Peixoto
Professora de Português

Conheça um pouco sobre os grandes nomes


da página 1, visitando os sites abaixo:
- mozart.infonet.com.br;
Estas ilustrações são as - www.sbpsp.org.br/diretoria_cientifica/centenario.asp;
primeiras páginas dos
jornais criados pelos
- www.santos-dumont.net;
alunos do PISM III. - www.novae.inf.br/bicarato/nasceumaobra/index.htm;
- www.estado.rs.gov.br/marioquintana.

Erramos na última edição do jor- EXPEDIENTE


Ano XL - nº 271 - AGOSTO - 2006
nal ducave (nº 270), no texto da página
8, “De Julio Verne a Santos Dumont”. Raquel N. Carvalho: jornalista responsável. Reg. Profissional Mtb-MG 4230
A data correta da publicação do livro Nilcilea Peixoto: coordenação editorial Ana Maria da Silva: revisão
Cinco semanas em um balão é 1863, Cláudia Mourão: colaboradora Tiragem: 1.600 exemplares
Vitor Gonçalves: editoração eletrônica e Impressão: CAVE Editora Ltda.
e 1888 é o ano em que Santos Dumont arte final
O Ducave está na íntegra no site do CAVE na Internet
vai a São Paulo e começa a trabalhar
http://www.cave.com.br/noticias/jornal/ducave.php
com a idéia de um balão dirigível. Fale conosco: nilcilea@uol.com.br
ducave 3

Curso de Letras, o que oferece?


O curso de Letras da Universidade Fe- e ainda Cursos de Especialização em Lín- putadores para as pesquisas dos alunos),
deral de Juiz de Fora oferece habilitações gua Portuguesa e em Estudos Literários, salas de estudo e reunião, anfiteatro e au-
em Português, Latim, Inglês, Francês, Ita- além do Mestrado em Letras, que é apro- ditório multimeios, laboratórios para es-
liano e Espanhol, e suas respectivas Lite- vado pela Capes/MEC. tudos de línguas estrangeiras, o que pro-
raturas. Isso significa a formação de pro- Com um corpo docente altamente qua- picia aos estudantes uma vivência que vai
fessores, que poderão atuar nessas áreas lificado (todos são Mestres e 90% são além da sala de aula.
nos ensinos fundamental e médio. Além Doutores), o curso oferece muitas pos- Quanto à vida cultural, há mostras re-
dessas licenciaturas, o aluno poderá op- sibilidades de melhor formação aos alu- gulares de cinema, tendo os professores
tar pelo Bacharelado em Tradução, op- nos. Há programas de Monitoria, de Ini- como debatedores; há grupos estudantis
ção oferecida em língua inglesa. ciação Científica, e de Extensão. São pro- de teatro e música, e ainda uma progra-
O curso funciona em dois turnos: gramas que oferecem orientação e bolsas mação regular de seminários e simpósi-
diurno e noturno. O curso diurno tem a aos estudantes selecionados para atuarem os, o que torna a formação acadêmica
duração de quatro anos, e o noturno, de junto às pesquisas e outras atividades dos mais completa e o convívio mais agradá-
quatro anos e meio. professores. vel e proveitoso.
A Faculdade de Letras da UFJF (FALE) A FALE tem hoje uma boa infra-es- Terezinha Scher Pereira
abriga o curso de graduação (descrito acima) trutura, com infocentro (centro de com- Professora de Literatura e Diretora da FALE/UFJF

Aproveite as oportunidades
A vida é repleta de escolhas. Enquan- fulano da minha sala se deu tão bem
to somos crianças, há pessoas que são na profissão e eu não? Está aí a
responsáveis por tomá-las por nós. Cres- diferença.
cer significa trilhar caminhos e ser res- Você tem que pensar que, além
ponsável pelas conseqüências. Desafios? de estar em uma das melhores épo-
Todos são válidos, se você souber con- cas da vida, ser universitário signi-
duzi-los. E conduzir significa, nesse caso, fica sair, conhecer pessoas, fazer
correr atrás e usufruir dos melhores re- mil coisas ao mesmo tempo e cur-
sultados possíveis. Entrar em uma facul- tir cada momento. Mas você não
dade, para muitos, além de um sonho é deve se esquecer de que já está se
também um desafio. Que tal se formar e preparando para o mercado de tra-
Empresa Júnior da Faculdade de Comunicação UFJF
ser um profissional brilhante como aque- balho e que, às vezes, seu colega
le que você sonhava ser quando criança? de sala pode ser seu futuro chefe. Por sa júnior. Nessa atividade, o aluno gere
Pois é... Não é tão fácil, mas assim que isso, é tão importante fazer contatos, bus- uma empresa, tem contato com clientes,
passar no vestibular comece a traçar seus car os caminhos e aprimorar na área de realiza projetos e já começa a atuar no
planos para atingir a sua meta e não deixe seu interesse. E, para isso, a faculdade é mercado de trabalho. A outra forma é cur-
de aproveitar tudo, pois as oportunida- o primeiro passo. Deixar para se preocu- sar matérias de outros cursos e, princi-
des passam. par com o futuro depois da formatura nem palmente, as línguas estrangeiras. Além
A pessoa é a responsável pelo próprio sempre é a melhor escolha. de aprofundar seu conhecimento em áre-
sucesso e quando as portas estão aber- As bolsas são uma alternativa para as específicas, isso enriquece demais o
tas, é muito mais fácil. A Universidade quem quer colocar em prática algum pro- seu currículo. Ler bastante, não somente
Federal de Juiz de Fora é um exemplo de jeto que lhe interesse, sob a orientação as obras relativas ao seu curso, mas tam-
“porta” que eu posso dar. Assim que en- de professores e, ainda, recebendo uma bém, jornais, revistas e obras literárias
trar para uma faculdade, já comece a fi- remuneração. Na UFJF, por exemplo, as ajudará a torná-lo um profissional dife-
car de olho. Não perca a oportunidade bolsas de iniciação científica são ideais renciado.
de conhecer novas áreas, pessoas e par- para os que adoram pesquisar. Nela, os Fora as oportunidades que citei, há
ticipar de projetos por que você se inte- alunos desenvolvem projetos na área es- muitas outras que são específicas de cada
ressa e nunca se imaginou fazendo parte. colhida e apresentam os resultados. A curso. Basta procurar e ficar atento. Em
Ao final, você vai ver que tudo valeu a monitoria é a oportunidade de colocar em todos os cursos há murais que, muitas ve-
pena e que seu tempo na Universidade prática o que foi aprendido em aula, re- zes, os alunos não dão atenção. Mas neles
foi aproveitado da melhor maneira possí- passando o conhecimento aos alunos de há oportunidades de estágios, de cursos e
vel. Bem clichê, mas é verdade: Conhe- períodos anteriores e trocando experiên- eventos (palestras e congressos) que com-
cimento nunca é demais. cias. É uma ótima oportunidade para plementam o ensino de sala de aula. As-
Vejo muitas pessoas falarem que a fa- quem quer ser professor. Há, também, sim que você entrar na faculdade você vai
culdade não era o que ela esperava. Para projetos específicos em que o estudante ver e conhecer todas essas alternativas.
quem não corre atrás, não é mesmo. Cada aprende o que é ensinado na aula através Fique sempre atento, pois as oportunida-
um tem um perfil, uma coisa de que gos- de estágios. As bolsas têm duração de um des passam e nem sempre voltam. Às ve-
ta e não existe um curso que satisfaça ano e atualmente são de R$ 200,00. zes uma porta que se fecha é sinal que
integralmente os seus anseios. Sendo as- E as oportunidades para trilhar o seu muitas janelas se abrirão para você. Basta
sim, se a pessoa levou o curso como se caminho dentro na Universidade não pa- querer e correr atrás, pois esperar que a
estivesse estudando para passar de ano ram por aí. Há outras formas de se capa- sorte faça tudo por você... É fria!!!
(como muitas vezes acontece), ela sai citar em uma área de interesse, como, Cláudia Mourão
frustrada e ainda se pergunta: por que por exemplo, ser um membro de empre- Colaboradora
4 duca

A hora e a vez do PISM Mafalda

Este é o seu momento, e não pode zer de aprender e, sem dúvida, você quando paramos para nos observar di-
esperar mais! Depois que você entrou poderá descobri-lo, se perceber que é ante da realidade. O estudo, a afinidade
na primeira série do Ensino Médio, de- possível transpor os limites do tempo e com determinados conteúdos, o conhe-
parou-se com o aprofundamento de con- do espaço, que é possível encontrar ele- cimento de como é o exercício da pro-
teúdos, com mais cobranças de estudos mentos do passado no presente e vice- fissão, são aspectos que poderão lhe ser-
e, ao mesmo tempo, com uma série de versa, que os versos dos poetas expri- vir de orientação. Mas, a escolha profis-
indagações envolvendo a sua escolha vo- mem o que você gostaria de dizer para sional não é essencial, nos dois primei-
cacional e o PISM (Programa de Ingres- o seu amor, e que, ao discutir a Ordem ros anos do Ensino Médio. Não tenha
so Seletivo Misto) ou outros programas Mundial, você vislumbrou possibilidades pressa, não fique angustiado. Converse
de ingresso de diversas Universidades. de mudanças que poderiam tornar a re- com profissionais da área que está lhe
Nesta avalanche de mudanças, surgem alidade mais justa. interessando, troque idéias com seus co-
os professores alertando-o sobre a ne- legas, com seus pais e leia sobre assun-
cessidade de ter atenção nas aulas, de tos relacionados aos seus interesses –
fazer exercícios, de criar hábito de estu- estes passos poderão lhe ser úteis.
dos regulares e de manter um bom apro- Finalmente, o mais importante é o
veitamento nas avaliações. seu estudo, e o segredo está em fazê-lo
É... Você se tornou o centro das aten- com seriedade, concentração e regulari-
ções e não sabe o que fazer. No entan- dade. Aqui no CAVE você encontra o
to, veja que não é o fim do mundo e apoio necessário para não se sentir so-
que os Programas de Ingresso, na for- brecarregado pelo excesso de tarefas e
ma seriada, foram criados para estudan- cobranças. Este segundo semestre é fun-
tes do Ensino Médio, ou seja, exatamen- damental, pois ainda é tempo de correr
te para estudantes como você. atrás da qualidade, de mais informações
Por uma questão lógica, temos que As questões das provas do PISM pro- que lhe dêem a base necessária para a
reconhecer que é melhor dividir o estu- curam avaliar os seus conhecimentos segurança. É importante fazer exercíci-
do em três etapas do que passar um ano básicos, o seu domínio sobre a lingua- os que sejam direcionados para o PISM.
estudando loucamente um extenso con- gem científica, a sua habilidade para in- Através deles, você faz a revisão e a fi-
teúdo, com uma angústia pela certeza terpretar os fenômenos físicos e a sua xação do conteúdo e conhece as dife-
de enfrentar uma cruel concorrência. É capacidade de resolver situações bási- rentes possibilidades de um assunto ser
vantajoso pensar que as questões de pro- cas do cotidiano. São questões com char- cobrado em prova. Por isso, criamos no
vas são elaboradas e adequadas ao seu ges, reportagens de jornal,tirinhas, aná- CAVE, para os alunos da primeira e da
nível de estudo, com o grau de dificul- lises de filmes ou documentários exibi- segunda série, aulas de apoio, que enfo-
dade apropriado para o seu momento de dos pela televisão, relacionados com os cam o que é essencial em cada conteú-
escolaridade. Se você estiver prepara- conteúdos que lhe foram ensinados du- do. Nestas aulas você fará muitos e mui-
do, não se sentirá com aquele “frio no rante o ano. O importante é estar atento tos exercícios para fixar a matéria. Par-
estômago” uma vez que terá outras ao que está acontecendo. ticipe bastante delas!
oportunidades para demonstrar seu co- Assim é estudar. Assim é aprender. Não vale apenas o desejo de entrar
nhecimento e, assim, o “trauma” do ves- O conhecimento nos abre caminhos e na Universidade. É preciso ter a garra e,
tibular poderá desaparecer da sua vida. nos permite ter critérios de escolhas. acima de tudo, perseverança. A experi-
Pensando bem, a sua vida poderá se Pense nisso. ência, a presença amiga e a orientação
tornar muito mais interessante se o seu Estruture o seu estudo e, com cal- de seus professores lhe transmitirão a
estudo estiver comprometido com a re- ma, comece a pensar no curso universi- confiança de estar preparado para obter
alidade. Nada de memorização, pura e tário que você pretende, e na sua voca- o sucesso que você procura.
simples. De que adianta saber nomes, ção. A escolha de uma profissão está Bom proveito e boa sorte.
datas e fórmulas, se você não sabe como dentro de cada um de nós, e a certeza
Ana Maria Beraldo Crespo
ou em que aplicá-las? Tem de haver pra- do caminho a ser trilhado só acontece Professora de História
ave 5

Construir ou plantar
“Cada pessoa, em sua existência, pode ter duas atitudes: tempestades, as estações, e raramente descansam. Mas, ao contrá-
Construir ou Plantar rio de um edifício, o jardim jamais pára de crescer.
Os construtores podem demorar anos em suas tarefas, mas E, ao mesmo tempo que exige a atenção do jardineiro, tam-
um dia terminam aquilo que estavam fazendo. Então param, e ficam bém permite que, para ele, a vida seja uma grande aventura.
limitados por suas próprias paredes. A vida perde o sentido quando Os jardineiros se reconhecerão entre si porque sabem que na
a construção acaba. história de cada planta está o crescimento de toda terra.”
Mas existem os que plantam. Estes às vezes sofrem com as Paulo Coelho

A credito ser interessante fazer


algumas comparações entre
este pensamento de Paulo Coelho e vo-
pode vir a prejudicar. Se colocarmos mui-
ta água ou adubo na nossa planta, ela po-
derá não reagir bem, como também, se es-
anda muito bem, temos que procurar
onde está o problema para que possa-
mos consertá-lo.
cês alunos que estão vivendo esta con- tudarmos muito e sem qualidade podemos Alunos, estamos entrando no segun-
turbada fase de vida que é o vestibular. acabar prejudicando nosso rendimento. O do semestre que será decisivo para o
Vamos refletir juntos. No início do que conta agora, como já dito, é a quali- nosso sucesso, e se você andou não cui-
ano, plantamos mais uma semente em dade e não a quantidade. dando bem do seu jardim, não desani-
nossas vidas, e durante ele estamos cui- Vamos buscar ser sempre bons jar- me, ainda está em tempo de recuperá-
dando da terra, aguando a semente para dineiros e nos prepararmos para as tem- lo, pois nunca é tarde para recomeçar-
que esta se desenvolva com vitalidade e pestades, as mudanças de estações, mas mos e planejarmos um novo fim.
brilho. nunca deixando de enfrentá-las saben- Lembre-se: esse jardim poderá lhe
Podemos comparar a terra com nos- do que, depois dessa tempestade, vive- render belos e deliciosos frutos que
sas vidas, que são a base para que venha- remos lindos dias ensolarados. será sua aprovação no vestibular!!!
mos nos desenvolver com saúde e felici- Cuidar sempre de nossas vidas é mui- Um grande abraço,
dade. Mas, é bom lembrar que o excesso to importante, e se a nossa plantinha não Vivian Werneck

Condutores, Supercondutores,
Isolantes e Semicondutores
Os metais e as ligas me- porque, quando aquecidos, Semicondutores são substâncias nas
tálicas são, hoje em dia, de os átomos vibram mais vigo- quais a condutividade aumenta com o
grande importância em re- rosamente e os elétron em aumento da temperatura. A condutivi-
lação à capacidade dos ma- movimento colidem com es- dade de um semicondutor pode ser au-
teriais conduzirem corren- tes átomos em vibração, di- mentada com a maior oferta de elétrons
te. Pesquisas a respeito de ficultando sua movimentação disponíveis para conduzir corrente. Isto
condutores cada vez me- através do sólido. é feito com a dopagem do sólido, ou
lhores para maior conser- Um supercondutor é um seja, espalhando-se pequenas quantida-
vação da energia transportada assumem sólido com resistência zero à passagem de des de impurezas através dele. Um exem-
papel importante entre os cientistas. corrente. Alguns metais se tornam super- plo desta dopagem é feita adicionando-
Os metais e suas ligas são os melho- condutores a temperaturas muito baixas. se arsênio a silício de alta pureza. O maior
res exemplos de condutores. Isto ocor- Outras substâncias são supercondutores de número de elétrons de valência do arsê-
re, porque nas ligações metálicas exis- alta temperaturas e apresentam um gran- nio permite uma melhor condução de
tem cátions mergulhados em um "mar de potencial de uso, pois permitem uma corrente pelo sólido. Na maioria das ve-
de elétrons" que possibilita a condução. transmissão de energia mais eficiente, ge- zes um condutor metálico possui con-
É como se todos os átomos de uma liga- rando campos magnéticos muito intensos dutividade muito maior que a de um se-
ção metálica formassem um único orbi- utilizados para a levitação magnética em micondutor, mas é a dependência da
tal ligante que se espalharia por toda a veículos de transportes, como os trens. Um temperatura que irá distinguir os dois ti-
peça (liga) metálica. Como a diferença isolante é um material incapaz de condu- pos de condutores.
de energia entre estes elétrons envolvi- zir corrente por possuir grande dificuldade A energia é, sem dúvida, uma gran-
dos na ligação é pequena, é necessária em gerar cargas em movimento. de aliada para a resolução de problemas
pouca energia para fazê-los se movimen- A água pura, água destilada, é consi- futuros e se soubermos utilizá-la e trans-
tar por este orbital comunitário. Daí a derada não condutora nas condições am- portá-la adequadamente, estaremos ca-
grande capacidade dos metais em con- bientes, por possuir poucos íons disolvi- minhando para um futuro de maior con-
duzir corrente. Note que a condutivida- dos. Como há predomínio maciço de forto e comodidade.
de metálica não é semelhante à conduti- moléculas e estas não apresentam car- Carlos Eduardo Noguères
vidade das soluções iônicas, onde íons gas em excesso não há condução de cor-
positivos e negativos se movimentam em rente. Para que a água pura se torne con-
Referência bibliográfica:
relação a uma diferença de potencial. A dutora nas condições ambientes, seria ne- ATKINS, P. W. e JONES L., Princípios de Química -
condutividade de um metal diminui com cessária uma diferença de potencial da Questionando a Vida Moderna e o Meio Ambiente.
o aumento da temperatura. Isto ocorre ordem de alguns mega volts. Ed. Bookman.
6 ducave

CPI do Bingos, Marcos Valério, Claudio Lembo, Ronaldo,


o fim do mundo o publicitário o governador o fenômeno

De repente, em pleno momento de fazer o diferente, de resgatar a dignida- mente aceitar esta triste realidade.
frustração decorrente de nossa vexató- de da política, da ética, do compromis- Veio-me à lembrança um slogan
ria eliminação da Copa do Mundo de so com o povo, mas que, apesar dos muito divulgado: “SOU BRASILEIRO
futebol na Alemanha, tentando encon- avanços em setores específicos, não se E NÃO DESISTO NUNCA!”. Essa
trar motivos para reagir, sem perder as furtou a alianças com o que havia de frase tem um peso muito interessante,
esperanças de que possamos realmente pior em nossa política. Resultado: um combina a afirmação de nossa nacio-
ser os “melhores do mundo”, olhei em escândalo sem precedentes, que termi- nalidade com a firmeza de que conti-
volta e tentei me questionar sobre no na na maior “pizza” já produzida no nuaremos tentando. Recordei-me tam-
que seríamos tão melhores assim. Brasil e nosso presidente, coitadinho, bém de uma frase dita por uma aluna
Os últimos acontecimentos em nos- não sabia de nada. da sala “EUA”, “Meu orgulho de ser
so país, infelizmente me fizeram pen- Mais uma tentativa, e me vêm à lem- brasileira vai além da falta de garra
sar o contrário. Vieram-me à memória brança os controvertidos casos envol- da seleção”. Que a cada dia nossos lí-
os ataques do PCC na capital paulista, vendo nossa “Justiça”, será mesmo que deres e ídolos nos envergonhem, mas
onde a sociedade se viu vítima e refém o nome é aplicado? Será essa nossa sen- que saibam que a cada derrota, que a
do crime organizado com a complacên- sação com a liberdade provisória de cada escândalo, estaremos mais forta-
cia das autoridades paulistanas. O que réus confessos em seus crimes, como lecidos, mais resistentes e com a obsti-
restou aos cidadãos? Ficar acuados, den- o caso de Suzana Richthofen e do ex- nação dos
tro de suas casas, por marginais que de- diretor do Jornal Estado de S. Paulo, esperanço-
veriam estar confinados em presídios jornalista Antônio Pimenta Neves, que sos, busca-
de segurança máxima, mas que, na ver- assassinou a namorada a tiros? remos no-
dade, não “seguram” ninguém. E con- Estive perto de desistir, estava qua- vos lideres e
tentar-se com medidas banais como a se concluindo que falimos e que a úni- construire-
proibição do sinal de celular em presí- ca solução seria começar tudo de novo, mos novos
dios, apresentadas como soluções de fechar, embalar e mandar entregar este ídolos capa-
grande envergadura. país em um lugar muito longe daqui, zes de honrar com a plenitude devida
Insisti em encontrar exemplos de que somente assim colocaríamos fim nosso orgulho por nossa pátria, nosso
nossos maiores valores, recordei-me dos nos desmandos, na corrupção, na im- amado BRASIL!
escândalos envolvendo o governo Lula, punidade, nessa balbúrdia em que nos Rogério Siqueira de Oliveira
aquele que elegemos com a missão de encontramos, mas me recusei a simples- Professor de História

A quem será atribuída a derrota nesta Copa?


Tragicamente repetimos a bado, presenciamos esta duali- de pública e privada. Tomemos
história de 98, mas desta vez, dade, vimos muitos brasileiros cuidado com prováveis novas
quem teve a convulsão? Antes de que “vestem a camisa” nas ruas convulsões... E, voltando ao co-
criticarmos, vamos parar e pen- após o fatídico 1x0 para os fran- tidiano, não devemos nos esque-
sar acerca da situação do país em ceses, festejando e, assim, per- cer de nossos adversários, vol-
que vivemos, antes de apontar os dendo a razão de se manifestar e temos a vestir a camisa de vesti-
erros vamos olhar para esta so- acusar qualquer um pelo inciden- bulandos, concentrados e deter-
ciedade contraditória a qual, des- te. Há a necessidade de mudar o minados na vitória deste jogo.
percebidamente, julgamos patri- nosso ponto de vista e julgar com Roberto Bastos Toffano
ota torcedora. Como podemos bom senso o fato que esta Copa 3ª série
classificá-la assim, se em sua nos faz refletir. Então, utilize-
maioria há o descaso, a violên- mos inteligência ao votar BRASIL 0 X 1 FRANÇA
cia e a corrupção? Estamos can- nessas eleições, para
sados de ouvir isto, mas quem de modificarmos esta
nós se levanta para modificar este imoralidade que cor-
cenário? Com certeza, neste sá- rompe a socieda-
ducave 7

Jogo do amor

Alex Martoni
Professor de Literatura
Como participar:
Envie perguntas ou relatos sobre experiências amorosas
em até 6 linhas para o email: nilcilea@uol.com.br
8 ducave

A festa à fantasia, que aconteceu no


dia 16 de julho, no Privilège, além de
promover uma confraternização entre os
alunos do CAVE, foi também um evento
beneficente. Na compra do ingresso para
a festa, era necessário que os alunos
fizessem doações, para a ESCOLA
MUNICIPAL JOÃO PANISSET. Letícia e Laísa Galil, Miss CAVE 2005
Cerca de 800 kits escolares e de
limpeza foram arrecadados e estes
serão entregues, na primeira semana de
agosto, pela coroada Miss CAVE 2006.

Letícia de Oliveira Lambert, Miss CAVE 2006

Renata e Lawrence Matheus Pontes Gomes

PREMIAÇÃO
PARA A MISS
CAVE 2006

Ipasoft:
Celular com câmera
Churrasqueira:
Jantar com acompanhante
Criss:
Vestido
Privilège:
Cartão Vip para
todas as candidatas