Está en la página 1de 13

O contributo de cada uma vai depender: •do ano hidrológico e. Assim. da quantidade de água nas barragens. •do preço dos combustíveis. por isso.As centrais de produção de eletricidade raramente funcionam todas em simultâneo. já que nos anos secos a produção de eletricidade nas centrais térmicas pode estar condicionada pela subida do preço do petróleo e derivados. os setores hidroelétrico e termoelétrico acabam por se complementar em termos de produção de eletricidade. .

relativamente profundos e declivosos. . devido: aos elevados valores médios anuais de precipitação aí registados e consequentemente rios mais caudalosos. ao caráter acidentado do relevo. as centrais hidroelétricas foram responsáveis pela satisfação de cerca de 30% do consumo anual de eletricidade. com muitos vales estreitos. bem como as suas margens rochosas. o que provoca uma menor evaporação. ao facto das temperaturas médias anuais serem aí muito mais baixas.I – Sistema hidroelétrico Entre 1994 e 2005. A maioria das centrais hidroelétricas localizam-se a Norte do Tejo.

onde se destacam os sistemas hidroelétricos: Cávado-Lima (rios Cávado. a construção de barragens. Rabagão. Barragem de Alto Rabagão . Homem e Lima).I – Sistema hidroelétrico Assim. a Norte do Tejo. que representa cerca de 6% do consumo médio anual de eletricidade. estes fatores favorecem.

a construção de barragens. que é o mais importante. estes fatores favorecem. a Norte do Tejo. Barragem da Régua . onde se destacam os sistemas hidroelétricos: Do Douro (Douro Nacional e Internacional). produzindo cerca de 14% do consumo médio anual de eletricidade.I – Sistema hidroelétrico Assim.

estes fatores favorecem. que representa cerca de 4% do consumo médio anual de eletricidade. a construção de barragens.I – Sistema hidroelétrico Assim. onde se destacam os sistemas hidroelétricos: Tejo-Mondego. a Norte do Tejo. Barragem de Castelo de Bode .

Destacam-se contudo os sistemas hidrológicos de..I – Sistema hidroelétrico A Sul do Tejo.. Maranhão Bruceira e Velada (rio Seda) (ribeira de Nisa) Montargil (ribeira de Sor) Barragem de Montargil . precipitação relativamente reduzida. a produção de hidroeletricidade é praticamente insignificante devido a: relevo pouco acidentado.

A exceção é a central do Pego que se localiza na margem esquerda do rio Tejo. e das centrais de biomassa (Vila Velha de Ródão. Mortágua. Central termoelétrica de Sines Central termoelétrica do Pego . junto ao Tejo. onde o abastecimento das fontes de energia fósseis é mais fácil. na margem da barragem da Aguieira).II – Sistema termoelétrico As centrais térmicas localizam-se no litoral.

no Algarve. além das de Tunes. Central termoelétrica do Carregado centrais termoelétricas a carvão (em Sines e no Pego. centrais a fuelóleo (no Barreiro e no Carregado). existem. e a do Alto Mira.. na Amadora. Apesar da fraca produção. em Abrantes).. .II – Sistema termoelétrico Em Portugal. garantindo reservas em situações de emergência do sistema eletroprodutor nacional. são fundamentais.

Central termoelétrica da Tapada do Outeiro centrais a gás natural. . junto ao Douro. centrais termoelétricas de biomassa. existem.. ou seja..II – Sistema termoelétrico Em Portugal. no norte do país. centrais que permitem o uso de resíduos florestais para a produção de energia elétrica (central de Mortágua e a de Vila Velha de Ródão). na Tapada do Outeiro. e no Carregado.

.. Sistema de produção essencialmente hidroelétrico Um sistema predominantemente térmico. . cujo peso deverá ainda aumentar com a crescente introdução do gás natural e da biomassa.II – Sistema termoelétrico O sistema termoelétrico em Portugal tem evoluído e atualmente já podemos falar da passagem de um.

devido ao consumo elevado de outras fontes de energia (ex. a predominância deste setor na produção de eletricidade tem estado associado a algumas desvantagens.: combustíveis fósseis) que Portugal tem de importar. pois liberta enormes quantidades de dióxido de carbono e outros gases para a atmosfera. O aumento da dependência externa.II – Sistema termoelétrico Contudo. . como: O aumento da poluição.

este setor tem revelado vantagens crescentes. já que: permite uma diminuição da dependência dos elementos do clima: em anos secos.II – Sistema termoelétrico Apesar das desvantagens que podem estar associadas às centrais termoelétricas. as centrais térmicas compensam a fraca produção de eletricidade pelas centrais hidroelétricas. a introdução crescente do gás natural e da biomassa vai permitir a diminuição das emissões de gases de efeito de estufa e a diminuição da dependência externa do petróleo. . o aproveitamento da biomassa vai permitir a criação de emprego nas zonas rurais e pode contribuir para minimizar os riscos de incêndios através da limpeza das florestas. ou em períodos de fraca precipitação.