Está en la página 1de 13

CERTIFICAÇÃO OPERACIONAL METROLÓGICA

RIO JANEIRO
ABRIL - 2016

CERTIFICAÇÃO OPERACIONAL METROLÓGICA • Douglas Aparecido de Souza Ra: 8412997812 • Felipe Marins de Sá Silva Ra:8486198004 • José Carlos de Oliveira Antunes Ra:8411165429 • Rodrigo Reis da Silva Ra:8412143577 • Washington da Costa Barbosa Ra:8483187165 Trabalho apresentado ao Professor Sérgio Dias Disciplina Controle Metrológico de Produtos e Processos Turma A.02/04/16 2 . Turno Noite Curso Engenharia Mecânica Faculdade Anhanguera de Niterói Rio de Janeiro .

4.BIBLIOGRAFIA _________________________ Pág. 7 e 8. 2. 13.CALIBRAÇÃO ___________________________Pág. 4. 5 e 6. 11 e 12.9 e 10.PROCESSOS DE MEDIÇÃO ________________ Pág. 5. 10.CONCLUSÃO ___________________________Pág. 4. 3.NORMATIZAÇÃO E CONFORMIDADE ________Pág.SUMÁRIO 1. 3 .INTRODUÇÃO __________________________Pág. 6.

dimensionalmente e até mesmo sua composição química. geralmente na forma de um número multiplicado por uma unidade de medida. ou seja. aplicabilidade. com dois quilogramas. e.INTRODUÇÃO A metrologia Significa ciência da medição. esse conceito abrange todos os aspectos teóricos e práticos. esses padrões garantem a qualidade. nesse sentido. Em todas as medições sejam elas feitas em laboratórios ou em ambientes de trabalho e seja qual for a razão. possibilidade de transporte do produto a ser comercializado. a metrologia está presente em nosso dia a dia. sua qualidade depende de como tal processo é gerenciado. Desta forma. Todos os produtos que utilizamos corriqueiramente são metrologicamente testados. o SINMETRO. 4 . Os fatores metrológicos que interferem diretamente no resultado de uma medição podem ser agrupados nas seguintes categorias: método. Pode-se entender a medida como o resultado do processo de medição. sua expressão quantitativa. ergonomia. Existem normas e padrões que devem ser obedecidos nos processos de fabricação. PROCESSOS DE MEDIÇÃO Medição Entende-se por medição um conjunto de operações que tem por objetivo determinar o valor de uma grandeza. a mesma causaria lesões na coluna ao utilizador. o INMETRO. usuários e equipamentos. as medições transformam os fatores metrológicos de um processo qualquer em uma medida. amostra. Por essas e outras razões foram criados alguns órgãos metrológicos que regulam e atestam os produtos a serem comercializados. por serem órgãos sérios que garantem a qualidade. segurança. não se pode ter um sabonete de trinta centímetros. No Brasil possuímos a ABNT. conforme a região em que o produto será utilizado. que certificam produtos para comercialização dando acreditação ao produto. ou uma vassoura de apenas um metro de altura. o sabonete. sejam termicamente. condições ambientais. como por exemplo. sua utilização seria impossível.

de um conjunto de peças. qualquer com uma garrafa de volume conhecido. 5 . ou seja. O método de medição direto é o mais usado por ser o mais simples. devemos tomar cuidado na seleção e utilização da amostra de modo que ela realmente represente o conjunto. de um grupo de pessoas. consiste em medir o produto em questão com um instrumento de medição conhecido.Método O método de medição é uma sequência lógica de operações. por exemplo. Sendo assim. Para essa verificação. e realiza a medição nessa amostra. condicionamos e tratamos adequadamente uma amostra e esta é avaliada e medida. Amostra Amostra significa uma determinada quantidade retirada de um conjunto total (por exemplo. como por exemplo: medir o volume de um liquido. O método de medição indireto consiste em medir de forma comparativa algo de características desconhecidas com algo de características conhecidas. etc. descritas genericamente. usadas na execução das medições para se obter uma medida adequada. caso contrário estaremos atribuindo valores errados em função de uma escolha ou manuseio indevidos daquela amostra. Quando selecionamos. ou um termômetro para temperatura. que pode ser dez por cento. as características dessa amostra refletem as características de todo o lote. as fabricas separam uma quantidade dos produtos de um lote. Existem dois tipos de métodos de medição. a diferença é a exatidão das conclusões tiradas. logo. o método de medição direta e o método de medição indireta.) e que pode ser considerada como representativa deste conjunto. sem nenhum laboratório ou instrução metrológica. os resultados encontrados podem ser atribuídos ao conjunto original. de qualidade. Esses métodos de medição são realizados a todo momentos por pessoas comuns. como por exemplo: uma régua para medir comprimento.

6 .. isto é. decidir sobre a realização ou não das medições. como por exemplo a régua. Alguns testes em equipamentos. Usuário O usuário deve ser treinado e capacitado para a utilização correta do equipamento de medição. registrar e interpretar o resultado das medições.Condições Ambientais Entende-se como condições ambientais certas características do ambiente onde os instrumentos são utilizados. tensão de alimentação. e de como elas podem afetar os resultados das medições. tais como: a temperatura. isenta de dúvidas no seu resultado final. O conjunto de instrumentos de medição e de outros equipamentos acoplados para execução de uma medida é denominado sistema de medição. Na realidade o que buscamos é conhecer a grande incerteza. Equipamentos Qualquer equipamento. utilizado isoladamente ou em conjunto. alimentos ou remédios. para realização de uma medição é chamado de instrumento de medição. saber avaliar as condições ambientais. paquímetro e o termômetro são instrumentos de medição. poeira. se trata de um sistema de medição. já uma bomba de posto de gasolina se trata da união de vários instrumentos de medição. logo. etc. por exemplo. devem ser feitos em ambientes controlados. selecionar adequadamente a amostra a ser avaliada. identificando os erros existentes. se faz uso de climatizadores para manter o local de teste em temperatura adequada. para que não haja alteração na composição química do mesmo. umidade. corrigindoos ou mantendo-os dentro de limites aceitáveis. Deve também conhecer o método de medição. vibração. Resultado da Medição Não existe medição 100% exata. por isso.

e dessa forma devem incorporá-la às suas atividades normais de produção. As empresas devem entender que a calibração dos equipamentos de medição é um componente importante na função qualidade do processo produtivo. Certificado de Calibração O certificado de calibração apresenta a data de realização e o nome do responsável. emitida por quem tenha credibilidade e tenha autoridade legal ou moral. Ela deve ser formal. permite comparar os erros encontrados com os erros máximos tolerados previamente definidos e contem um parecer técnico que aprova ou orienta a manutenção ou a substituição do instrumento. deve ser feita seguindo um procedimento e ser corporificado em um documento. Prevenção dos defeitos. No Brasil o Órgão que emite essa 7 . isto é.CALIBRAÇÃO Calibração Para que uma medição tenha confiabilidade. é necessário que o instrumento ou o sistema de medição esteja devidamente calibrado. sem a calibração correta todo o processo de medição pode ser invalidado. tais como: Redução na variação das especificações técnicas dos produtos. asseguram atendimento aos requisitos de desempenho. ou internacionais. A redução de perdas pela pronta defecção de desvios no processo produtivo evita o desperdício e a produção de rejeitos. Produtos mais uniformes representam uma vantagem competitiva em relação aos concorrentes. Certificação de Produtos A certificação é a declaração formal de "ser verdade". Compatibilidade das medições Quando as calibrações são referenciadas aos padrões nacionais. A calibração é uma oportunidade de aprimoramento constante e proporciona vantagens.

experiência na área metrológica e toda a documentação civil do candidato. Essa certificação é emitida após os testes de medição cabíveis para cada produto. alergias. Acreditação do Produto Acreditação vem de “acreditar”. A não aprovação de um produto pode causar lesões. ou seja. Após todos os testes é emitido um certificado de aprovação e o produto ganha um selo do INMETRO. isso confere ao produto acreditação.certificação é o INMETRO. incompatibilidades e gerar custos judiciais ao fabricante. a ABENDI é uma associação acreditada pelo INMETRO para certificar profissionais metrológicos. Isso dá ao consumidor a certeza de que ele está comprando algo com garantia de aplicabilidade e segurança. acreditar que algo realmente funciona. A acreditação de seus produtos é o alvo de todo fabricante. Certificação de Profissionais A Associação Brasileira de ensaios não destrutivos e inspeção. isso se faz com base na NBR ISO. pois garante uma boa vendabilidade ao seu produto. assim como a verificação pratica do produto para saber se ele realmente atende as normas de segurança e de ergonomia. Esse selo do INMETRO garante que o produto atende as normas de veiculação de produtos no Brasil e que o produto teve sua qualidade aprovada e é apropriado para o uso. Essa certificação é feita por meio de documentos comprobatórios que citam a formação. O Instituto nacional de metrologia – INMETRO tem como missão prover confiança á sociedade brasileira nas medições e nos produtos comercializados no País. que é um padrão de qualidade pré-estabelecido. após a avaliação de toda documentação é emitido um certificado que permite ao profissional a certificação de Instrumentos metrológicos. 8 .

são o parâmetro à que deve-se seguir a tudo o que se refere quanto a parte dos processos necessários para elaboração deste certificado.NORMALIZAÇÃO E CONFORMIDADE Avaliação da Conformidade Atualmente não se pode dar margem para processos de medidas sem um mínimo de padrão de qualidade. em conformidade com o INMETRO. contudo. segurança e meio ambiente. O não cumprimento desta repercute em perdas anuais consideráveis. Tal processo demanda. No mercado de fibras ópticas o Brasil estima uma abstenção anual de USD$ 350 milhões. Por tanto se faz necessária uma certificação rigorosa. Hoje há uma exigência de consumidores maior que está promovendo um crescimento no processo de certificação compulsória. também chamados de certificação da terceira parte. Busca-se por princípios e recursos essenciais para assegurar a conformidade com estabelecidas especificações e normas técnicas. restringindo-se a produtos e processos com impacto na saúde. não obstante ser possuidor de 60% das reservas mundiais de quartzo e ter tecnologia própria desenvolvida na Universidade de Campinas. Essa certificação compulsória é efetivada pelos OCCs (Organismos de Certificação Credenciados). ambos sob supervisão do INMETRO. no intuito por se estabelecer em um mercado a cada segundo mais competitivo. No país a certificação pode ser voluntária ou compulsória. Quanto a aferição dos instrumentos utilizados na execução desses serviços fica a cargo de laboratórios da RBC (Rede Brasileira de Calibração) Os Organismos de Certificação Credenciados. seguindo-se de uma diminuição de desperdícios e custos. Estes. ensaios e testes necessários em laboratórios credenciados à RBLE (Rede Brasileira de Laboratórios e Ensaios. Essa avaliação de conformidade alavanca a melhoria da qualidade. com apoio dos Organismos de Inspeção. de acordo com as respectivas normas e padrões. onde a certificação voluntária é livre à decisão da empresa enquanto que a compulsória já é uma exigência governamental. A Associação brasileira de iluminação estima uma perda de USD$ 260 Milhões pelo mesmo motivo. são a referência para toda e qualquer organização que deseja certificar um 9 .

• Guia 62: Requisitos gerais para organismos que operam avaliação e certificação/registro de sistemas de qualidade. a fim de atender ao mercado de consumo e trabalho.produto ou sistema de gestão e pessoas. Trata-se de uma equipe que realiza serviços com critérios especificados. apoio técnico e financeiro à elaboração de normas brasileiras de forma a retroalimentar o SBC. Realizam serviços de auditoria e de inspeção que auxiliam os OCCs nas auditorias das empresas e avaliações dos produtos certificados. Contudo seguindo a guia 39 da ABNT ISO/IEC que posteriormente será substituída pela ISO/IEC 17010. Quanto as atribuições dos OCCs:  Emissão de certificado de conformidade.  Coordenação da atuação dos laboratórios de ensaios.  Participação. • Guia 61: Requisitos gerais para avaliação e credenciamento de organismos de certificação/restrito.  Concessão de licença para uso da Marca de Conformidade do Sistema Brasileiro de Certificação – SBC. Por fim os Organismos de Inspeção atuam como subcontratados dos Organismos de Certificação. CONCLUSÃO A Certificação Operacional Metrológica é um programa que visa a certificação de produtos e pessoas. inspetores e auditores em termos de certificação de conformidade. • Guia 65: Requisitos gerais para organismos que operam sistema de certificação de produtos. Nesse processo de credenciamento os OCCs abordam as seguintes guias ABNT ISO/IEC seguidas de algumas atribuições: • Guia 60: Código de boas práticas para avaliação da conformidade. Todos os meios utilizados para essa certificação estão de acordo com as normas e padrões de qualidade e metrologia 10 .

Quando compramos um produto certificado. O que seria da humanidade sem uma régua? Ou um termômetro para se medir a temperatura de um enfermo? Esses exemplos são simples e em alguns casos não se precisa de uma grande exatidão. pois caso contrario se perderiam milhões em desperdício de tempo e material. um documento oficial afirmando que o produto em questão foi testado e foi aprovado nos testes a que foi submetido e que o mesmo obedece a um padrão de qualidade. . sabemos que esse produto é seguro e só temos essa certeza por que esse produto tem um selo. O homem está em constante busca da perfeição. confiamos que ele funciona. porém existem outros processos que necessitam de profissionais capacitados para se garantir a qualidade e aplicabilidade do produto. De forma geral. por mais que não percebamos a utilizamos a todo o momento. ajustes e tolerâncias padrões que devem ser obedecidos para a fabricação e montagem de cada peça no conjunto. no tocante a seres humanos. No projeto é levada em conta a certificação de produtos é a atestação dada por um Organismo de Certificação.do Sistema internacional e ABNT de forma sucessiva. Essas medidas não são tomadas por conta de caprichos ou para se obter lucro das empresas. mas sim para que se tenha segurança ao utilizar um determinado material e que seja evitada qualquer perda. O projetista desenvolve o projeto. A metrologia existe a centenas de anos e está presente em todas as áreas. uma marca. não se pode mais viver sem ela. talvez nunca se consiga. jurídica e no pior dos casos. de forma que. mas o real objetivo da metrologia não é 11 . coloca as cotas. entendeu-se que ajustes e tolerâncias são considerações de projeto e padronizados para se obter o melhor resultado possível nas suas aplicações em projetos mecânicos. desenha. por exemplo). por exemplo. um eixo feito para encaixar em determinado furo será feito com absoluta precisão. mão de obra . seja de matéria prima. com base numa decisão decorrente de uma análise. as características do material a ser empregado quanto às suas propriedades físico-químicas para determinação dos ajustes e tolerâncias projetada prevendo a que temperatura de trabalho será submetida à peça/conjunto e a que condições de esforços estarão sendo submetidas (tração. ainda não foi alcançada a perfeita precisão. para que sempre haja conformidade entre ambas. as medidas. Dificilmente na montagem de conjuntos mecânicos. de vidas humanas. Mesmo com toda tecnologia que temos no presente. que comprova que a conformidade de um produto com os requisitos especificados foi demonstrada. compressão.

não existam mais os problemas decorrentes da mal fabricação e dos erros de projetos existentes no dias de hoje. novos métodos serão criados para se obter melhores resultados.necessariamente a perfeição e sim a redução dos erros e aproximação do resultado. para que um dia. Essa ciência ainda está em evolução. 12 .

gov. Rede Metrológica do Estado de São Paulo .BIBLIOGRAFIA. Apostila SENAI: Programas de Certificação Operacional CST: Metrologia Básica.REMESP: www.remesp.INMETRO: www.br Instituto Nacional de Metrologia . Metrologia e Controle Dimensional: CONCEITOS.org. NORMAS E APLICAÇÕES: JOÃO CIRILO DA SILVA NETO.inmetro.br 13 .