Está en la página 1de 6

JANELA ÚNICA Eletrónica (JUE) – Single Window

Definição
JUE - Facilidade que permite a submissão de informação standartizada
através dum único ponto de contacto cumprindo-se assim
todos os requisitos estabelecidos para o desembaraço de
aduaneiro.
Fonte UNECE: United Nations Economic Commission for Europe

1

O principal objetivo da janela única é de habilitar às Alfândegas com
ferramentas que permitam a facilitação do comércio e melhoria do ambiente de
negócios com soluções inovadoras concebida para facilitar o comércio
internacional.

As tarefas chaves da implementação destes projetos, são o desenho,
implementação e garantir a operacionalização da Janela Única num
determinado país.

A JUE é um mecanismo completo de facilitação de comércio que inclui todas
as infra-estruturas e recursos necessários para o estabelecimento de uma
operação eficiente, eficaz e sustentável e com crescimento contínuo para o
desembaraço

aduaneiro

de

mercadoria

e

sua

monitorização.

O Sistema da JUE é constituído por dois subsistemas informáticos distintos,
que dialogam entre si, nomeadamente, o CMS - Customs Management
System (sistema de gestão aduaneira) para processos aduaneiros e de uso
exclusivo das Alfândegas e uma plataforma informática destinada a permitir a
interligação e troca de informação com todos os utentes do processo
aduaneiro, tais como os despachantes aduaneiros, empresas de navegação,
operadores portuários, terminais de mercadorias, bancos comerciais, entre
outras entidades envolvidas nos processos de desembaraço aduaneiro.

entidades governamentais e outros que desta dependem para o seu funcionamento. flexível. excetuando requererão intervenção humana. fazendo dela uma ferramenta poderosa. 2 É essencial haver um sistema eficaz que providencie dois sistemas de troca de informação que darão maior celeridade na partilha da informação entre os usuários. uma e única vez apenas e todas as entidades tem o acesso das mesma e o envio de respostas é em simultâneo e automático. situações predeterminadas que . com redução de custos e minimizado o tempo de operação.A JUE é um sistema que usa ferramentas que integram e se adaptam a qualquer sistema usado no comércio internacional. Nos sistemas a informação é fornecida pelo utente.

São inúmeros os benefícios que estes dois sistemas trazem para a Alfândega e para comunidade de comércio internacional. Módulo de Avaliação Integrada de Risco para a alfândega. Receção das declarações aduaneiras eletrónicas fornecidos pelos despachantes aduaneiros. são eletronicamente recebidas e processadas automaticamente. 24 horas por dia. Pagamento de taxas e impostos pode ser efetuada em qualquer um dos bancos participantes Desembaraço automático das mercadorias Funcionalidades automáticas incluindo a de riscos Poderosa ferramenta de monitorização para a alfândega. fornecida pelos Agentes de Navegação e Aéreos. Apresentação de declarações. Trata-se de uma plataforma que se destina a fornecer as Alfândegas. 3 . Validação de Declarações realizada automaticamente pelo sistema. 7 dias por semana. Despachos e desembaraços aduaneiros eletrónicos à posterior. Neste tipo de processo os manifestos. Tem de existir também uma plataforma de gestão aduaneira que se destina a processar o desembaraço aduaneiro das mercadorias. O sistema deverá estar projetado de modo a permitir as seguintes atividades: Receção eletrónica dos manifestos de carga. informação para o processamento e gestão das declarações aduaneiras e atividades interligadas. que contem uma plataforma que permite compartilhar dados com as várias partes envolvidas no processamento de documentos comerciais e de despacho aduaneiro. Um banco de dados integrado que permite a estatísticas do comércio externo. declarações aduaneiras e as restantes informações.Para a sua implementação tem de existir um servidor da JUE.

na facilitação e controlo de risco. Vantagens da utilização da JUE O sistema JU tem as seguintes vantagens: O tempo e o custo utilizado na realização de uma operação para o desembaraço aduaneiro de mercadoria são menores. é necessária uma estreita colaboração entres as autoridades aduaneiras. Proporciona um aumento da receita. As alterações necessárias podem ser feitas rapidamente. Transferência de mensagens eletrónicas entre as Alfândegas. Sistema integrado de partilha de ficheiros entre funcionários aduaneiros. na profissionalização dos funcionário aduaneiros Para a simplificação. comerciantes e outros interessados.Transmissão automática da aprovações do desembaraço aduaneiro para Operadores de Terminal. as restantes autoridades ou serviços e os operadores económicos. evitando deslocações aos locais aonde estão armazenadas as mercadorias. Permite um aumento da competitividade. Transmissão eletrónica de ordens de entrega a partir de Agentes de Navegação de Operadores de Terminal. e consecução de um ambiente sem papel. Pagamento dos Impostos e canalização ao Estado. na importação e exportação. Inovações da JUE na gestão do manifesto. As operações são realizadas de forma mais rápida e segura com a utilização de computadores. 4 .

Portugal que já implementou na via marítima. outo caso de sucesso da implementação da JUE é o das Alfandegas de Moçambique.Os serviços de balcão único fornecem um fluxo ininterrupto de informações entre: Os operadores económicos e as autoridades aduaneiras As autoridades aduaneiras e outras administrações ou serviços Outras administrações ou serviços e os operadores económicos Assim. Em conclusão. São responsáveis pela movimentação das embarcações e das aeronaves e pela segurança da carga no porto e aeroporto. Trata-se de um sistema que permite a facilitação do comércio internacional e que responde a vários normativos internacionais. Relacionam-se com um conjunto de entidades no âmbito da atividade portuária e aeroportuária. Por ultimo refira-se que alguns países lusófonos. elimina os riscos de corrupção. permite-se aos operadores económicos fornecer todas as informações necessárias às operações de desalfandegamento na importação e na exportação. parceiros privilegiados no âmbito da simplificação administrativa e das declarações eletrónicas: Os Operadores económicos enviam de uma única vez a informação. entre eles. incluindo informações exigidas por legislação não aduaneira. a implementação da Janela Única Eletrónica conduzirá necessariamente a um aumento da receita. evitando-se duplicação. nomeadamente a Convenção de Quioto Revista. permite um controlo rigoroso da evasão e fraude fiscal. Existem vários parceiros neste processo sendo As Administrações Portuárias e Aeroportuárias (via marítima e aérea respetivamente). já implementaram este sistema. No âmbito da CPLP. 5 . está a concluir a via aérea. Conseguem fornecer informação rigorosa sobre a movimentação dos meios de transporte. protege a cadeia logística internacional e facilita as trocas comercias.

parceiro de importância primordial nas relações com a Republica Democrática de Timor-Leste.2016 6 .Na ASEAN um dos países que aderiu a este sistema foi a Singapura. Paula Pereira 05.03. dado que o comércio via marítima se fez essencialmente através do porto de Singapura.