Está en la página 1de 4

Superior Tribunal de Justiça

AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 492.408 - SP (2014/0065833-8)

RELATÓRIO
O EXMO. SR. MINISTRO RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA (Relator):
Trata-se de agravo regimental interposto por HSBC BANK BRASIL S.A. BANCO
MÚLTIPLO contra decisão que negou seguimento a recurso especial.
O agravante insiste que o contrato de serviços advocatícios previa cláusula de
êxito de modo que, não havendo vitória na demanda, o advogado recorrido não tem direito a
qualquer verba relacionada à prestação dos serviços.
Pede a reforma da decisão agravada.
É o relatório.

Documento: 40845442 - RELATÓRIO E VOTO - Site certificado

Página 1 de 4

Nexo causal não comprovado. Dano moral por descumprimento contratual não caracterizado. O apelo extremo interposto por HSBC BANK BRASIL S. da Constituição Federal. para a reforma da decisão agravada.' O agravante alega violação dos artigos 121. Honorários proporcionais que devem ser arbitrados judicialmente. de modo que não é possível saber qual seria o resultado da lide. É o relatório. BANCO MÚLTIPLO. A sentença. Condenação afastada.Site certificado Página 2 de 4 . assim. de modo que os recorridos não têm direito a qualquer indenização pela sua rescisão. foram extirpados da condenação pelo Tribunal local.906/94. com fundamento no artigo 105.A. Cláusula 'ad exitum' ou de sucesso. Documento: 40845442 . 8. portanto.RELATÓRIO E VOTO .408 .SP (2014/0065833-8) VOTO O EXMO. estes últimos. o êxito do advogado contratado. III. 332 e 422 do Código Civil e 267. na forma do art. os quais. do Código de Processo Civil. a ser apurado em liquidação. o que não ocorreu. Condenação mantida.Superior Tribunal de Justiça AgRg no AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL Nº 492. Honorários contratuais. com base nos valores constantes no contrato. qual seja. Afirma que o contrato de prestação de serviços advocatícios firmado estabelecia condição suspensiva. Mero aborrecimento. condenou a instituição financeira ao pagamento proporcional dos serviços prestados. sob pena de restar caracterizado enriquecimento sem causa do tomador do serviço. MINISTRO RICARDO VILLAS BÔAS CUEVA (Relator): O inconformismo não merece acolhida. insurge-se contra acórdão do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo assim ementado: 'PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS DE ADVOCACIA. Resilição unilateral e imotivada do contrato antes que as demandas judicias tivessem chegado ao seu termo. O contrato de prestação de serviços advocatícios foi rompido pelo recorrente. 'a'. Os argumentos lançados no agravo regimental são insuficientes. patrocinado pelo recorrido. VI. além de danos morais. SR. Direito do advogado à remuneração pelos serviços prestados. Recurso parcialmente provido. que deve ser mantida por seus próprios fundamentos: "Trata-se de agravo contra decisão que negou seguimento a recurso especial. 22 da Lei n.

Ministro PAULO DE TARSO SANSEVERINO. 4. O inconformismo não merece acolhida. de forma unilateral e imotivada.' (AgRg no REsp 886. AUSÊNCIA DE ARGUMENTOS CAPAZES DE AFASTAR AS CONCLUSÕES DA DECISÃO AGRAVADA. ENTENDIMENTO DO TRIBUNAL DE ORIGEM EM CONSONÂNCIA COM A JURISPRUDÊNCIA DO STJ. julgado em 06/04/2006. RECURSO ESPECIAL. 2. o pagamento proporcional aos serviços prestados. REMUNERAÇÃO EXCLUSIVAMENTE PELOS HONORÁRIOS. DJe 19/04/2011) 'Honorários de advogado. frustrando a justa expectativa do profissional. ROMPIMENTO ANTECIPADO DO CONTRATO. Rel. HONORÁRIOS ADVOCATÍCIOS. Documento: 40845442 . Ministro CARLOS ALBERTO MENEZES DIREITO. 3. 1. Aplicação do princípio da vedação do enriquecimento sem causa.Superior Tribunal de Justiça DECIDO. A propósito: 'AGRAVO REGIMENTAL. 2. Rel.873/ES. Precedente específico desta Terceira Turma em processo envolvendo as mesmas partes (REsp 945. julgado em 12/04/2011. passa-se ao exame do recurso especial. conduz à possibilidade de ser pleiteado. o processo.Site certificado Página 3 de 4 . assim. DIREITO AO ARBITRAMENTO. Recurso especial conhecido e provido.' (REsp 782. VERBA DEVIDA. CONTRATO DE PRESTAÇÃO DE SERVIÇOS ADVOCATÍCIOS. não encerrado. AGRAVO REGIMENTAL NO AGRAVO EM RECURSO ESPECIAL. em juízo.075/MG). CIVIL. como já decidiu Esta Corte. Cabe. AGRAVO REGIMENTAL DESPROVIDO. DESTITUIÇÃO DO PATRONO ANTES DO TÉRMINO DO PROCESSO. o arbitramento da verba honorária correspondente. TERCEIRA TURMA. TERCEIRA TURMA.RELATÓRIO E VOTO . antes do término do processo. Arbitramento. Ultrapassados os requisitos de admissibilidade do agravo. cabível o pleito de arbitramento de honorários na proporção dos serviços prestados até então.504/MG. DJ 12/06/2006) 'PROCESSUAL CIVIL. Rompimento do contrato de prestação de serviços antes do término da ação. 1. Direito ao recebimento de honorários pelos serviços prestados até o momento da ruptura. As instâncias ordinárias concluíram que houve início da prestação dos serviços advocatícios e que o contrato foi rompido imotivadamente pelo recorrente. impedindo o advogado de levar até o fim a causa sob seu patrocínio. SUCUMBENCIAIS. Apesar da previsão no contrato firmado entre a parte e o seu advogado de remuneração mediante o recebimento de honorários de sucumbência. Rompido pelo cliente o contrato de prestação de serviços. Precedentes da Corte. O Estatuto da Advocacia assegura o direito do advogado ao recebimento dos honorários da sucumbência. portanto. a denúncia pelo cliente.

RELATÓRIO E VOTO . Documento: 40845442 .Site certificado Página 4 de 4 . 2. Conforme a pacífica jurisprudência do STJ. Rel. nego provimento ao agravo regimental. QUARTA TURMA. Intimem-se. o rompimento antecipado do contrato autoriza a cobrança da verba honorária. É o voto. DJe 03/09/2012) Diante do exposto." Ante o exposto.' (AgRg no AREsp 118. julgado em 14/08/2012.Superior Tribunal de Justiça 1. devida na proporção em que prestados os serviços advocatícios. Ministro RAUL ARAÚJO. Publique-se. Não merece trânsito o recurso especial quando o entendimento adotado pelo Tribunal de origem coincide com a jurisprudência do STJ. 3.143/PA. Agravo regimental a que se nega provimento. conheço do agravo para negar seguimento ao recurso especial.