Está en la página 1de 76

A229b

Aguiar,Flávio,1947-

Copyright©BoitempoEditorial,2012

Copyright©FlávioAguiar,2012

Coordenaçãoeditorial

IvanaJinkings

Editora-adjunta

BibianaLeme

Assistênciaeditorial

LiviaCampos

Capa

SergioRomagnolo

(arte-finaldeAntonioKehl)

Ilustraçõesoriginaisdacapaedomiolo

RicardoBezerra

Diagramação

AntonioKehl

Produção

LiviaCampos

Versãoeletrônica

Produção

KimDoria

CIP-BRASIL.CATALOGAÇÃO-NA-FONTE

SINDICATONACIONALDOSEDITORESDELIVROS,RJ.

ABíbliasegundoBeliel:dacriaçãoaofimdomundo:comotudodefatoaconteceuevaiacontecer/FlávioAguiar.–SãoPaulo:Boitempo,2012.

ISBN978-85-7559-297-7

1.ReligiãoeLiteratura.I.Título.

12-7741.

CDD:261.58

CDU:2-29

23.10.1230.10.12

040134

Évedada,nostermosdalei,areproduçãodequalquer

partedestelivrosemaexpressaautorizaçãodaeditora.

Estelivroatendeàsnormasdoacordoortográficoemvigordesdejaneirode2009.

1 a edição:novembrode2012

BOITEMPOEDITORIAL JinkingsEditoresAssociadosLtda.

RuaPereiraLeite,373

05442-000SãoPauloSP

SUMÁRIO

Créditos

Sumário

Livrodacriação

DolunáriodeCaim

Oramodeoliveira

Livrodassibilas

RelatóriodoquerubimEzaziel

LivrodeZebolim,oEscriba

OescravodeJó

OEvangelhosegundoMercadeus

LivrodeMisgodeu,oAbominável

LivrodeBeliel,oRidículo

Comentáriosfinais

Glossáriodecitaçõesereferências

Sobreoautor

QuandoJesus,meigamente

solitário,

lánocimodoCalvário,

osseusolhos,indulgente,

erguia

aoscéus,

quantador,quantapoesia,

apenar,

nosseusolhosluz-luzia,

ameditar!

Nãoeraadordenãoter

essepoder

deremir

ahumanidade

daeternaatrocidade

dosofrer!

Era,sim,acrúceapena

desentirporMadalena

ocoraçãodesfalecer

CatullodaPaixãoCearense(letra)ePedroAlcântara(música),emOntemaoLuar.

Souslesforcesdel’amour,cesontlesfragmentsduMondequiserecherchentpourqueleMonde

arrive

[Guiadospelasforçasdoamor,osfragmentosdomundoprocuram-seunsaosoutrosparaqueo

]

mundopossaviraser

Pe.PierreTeilharddeChardin,S.J.,emOfenômenohumano

LIVRODACRIAÇÃO

Partejou Jeová da escuridão o mundo, depois o Paraíso, que engastalhou naquele como se umbigofosse. Atéporque,emrelaçãoaomundo,oParaísotinhaadimensãodeumumbigo.Menos:dacabeça deumalfinete.Edosbempequenos. FoiassimqueAdão,oprimeirohomem(quenãosabiaqueeraumhomem),percebeuoParaíso, logoqueJeováolevantoudopóedocuspecomqueomolhou.Adãoseergueu,levantandouma nuvem de poeira, porque o cuspe de Jeová fora pouco, apenas o suficiente para criar algo do tamanhodeumcorpohumano.Eomundoerapequeno.Oseumundo,porqueoutronãohaveria. OParaísodeAdãoeraumoásis.Nadamenos,masnadamaisdoqueumoásis. Adãolevouoequivalenteaalgunsminutos(masnaépocanãohaviaminutos,otempoerauma correiacontínua)parapercorrê-lotodo.Nãoopercorreudepontaaponta,porquenempontaso mundotinha.Eraumcirculinhoverdejanterodeadoporumoceanodeareia. QuandoJeováapareceu-lhe,Tonitruantecomosempre,comSuaVozdebarítonoentusiasmado, elhedeuatarefadenomeartodososbichosdaCriação,Adãoatendeuprontamente. Aquilolhetomouunspoucosinstantes,nãomuitos.Afinal,oquehaviaanomear?Umasquantas lagartas,asratazanaseosinsetos Ahsim,osinsetosderamalgumtrabalho.Nãoporquefossem muitos,masporqueseescondiamdebaixodasfolhasedaspedras.AssimmesmoAdãologonomeou aquelebandodemosquitos,moscasemutucas,alémdealgumasaranhaseescorpiõesinofensivos. PorquenoParaísonãohaviaveneno.Efoitudo. Maisadiante,Adãopôs-seanomeartambémosarbustoseaspalmeiras.Aíhouveumatritocom Jeová,oprimeirodeumalongasériecomahumanidadeinteira.PorqueAdãoseaproximoudeuma palmeiramaisaltadoqueasoutras,nomeiodoParaíso,numailhotanocentrodolaguinhoque sustentavatudoaquilo.Naverdade,nailhotahaviaduaspalmeiras,masumaeramaisaltadoquea outra,efoiporessaqueAdãoseinteressou. –Nãoouse!GritouJeová,comSuaVozdetrombetarouca.Essasárvoresjátêmnome.Amais baixachama-seÁrvoredaVida.Aoutra,bem ÉumaPalmeiraReal.Edassuasbagasnãocomerás! SãoasbagasdaCiênciadoBemedoMal.Coisaquenãofoifeitaparati,relesmortal.Querdizer, homem.Porqueaindaésimortal.Desculpepeloainda.ÉqueEuseideumascoisas Bem,vaisficar sabendo. FoiassimqueAdãoficousabendo,naverdade,queeraumhomem.Masaindanãoentendeu muitobemoqueeraisso. Ousouumcomentário:

–GloriosoJeová,comopodereieucomerdessasbagas,senãosintofomenemsede?Assimme

fizestes,assimfizestesoParaíso.Aquiotemponãopassa,emboraeunãosaibamuitobemoqueisso

querdizer.NãoVospreocupeis.Nadavaiacontecer,porqueaqui,noParaíso,nadasepassa.Nadase

perde,nadasecria,tudoseconserva.Ousetransforma.

JeováponderouqueAdãonãoeraburro.ConheciajáafuturaQuímicadeLavoisier.Maspara

reafirmarSuaAutoridade,voltouafalar,comSuaVozdealto-falante:

–Olha,Adão,Minhacriatura,aquelaoutrapalmeira,amaisbaixa,bemalinomeiodailhotaque

ficanomeiodolaguinho.AquelaéaÁrvoredaVida.Tomanota,quandotiveresumapedrapara

escrevereumatalhadeira:essaárvoreéMeumaiordomparati.Porqueporelaaquiretornarás,ao

fimdostempos,muitodepoisqueMeuFilhotelibertar.

Adãonãotinhaamenorideiadoqueeramcoisascomoescreveretalhadeira,emboradepedra

eletivessealguma.Masresolveunãodiscutir:Jeováeramesmocheiodemaiúsculas,nãoconvinha

discutir,eraabaixarasorelhaseirmudandodeassunto.Disse,então,paranãocomeçarumadisputa:

–OK. Jeováconsiderouaquiloumaquebradeprotocolo,masperdoou.Afinal,Adãoeraummero homem,emboracriado àSuaImagem.Retirou-se,numanuvem derelâmpagos eoutros efeitos especiais,comaCavalgadadasValquíriastocandoatodovapor. Adãoalificou,entregueaoParaíso.Eficou.Eficou.E foificando. No Paraíso,nem ossegundospassavam.Erasempredomingo.Adão sedivertiaesfiapando folhasdepalmeira.Contandoinsetosparaficarcomsono.Àsvezes,aoacordar,iaatéafímbriado Paraíso.Lá,tomavaumpoucodeareianasmãosemconchaedeixavaaquiloporosoescorrerpor entreosdedos.Eseperguntava:

–Seráissootempo? Aseguir, percorria o perímetro do Paraíso, o que, naquele oásis, lhe tomava uns quantos momentos,nãomais.Elhevinhaoutrapergunta:

–Seráissooespaço? Enopassardasclaridadeseescuridões(ninguémaindainventaraashoras)Adãoseentediava. Depoisdecontarinterminavelmenteasfolhasdaspalmeiras,começouacontargrãosdeareia.Nessa alturaoarcanjoGabriel,quedevezemquandovinhadarumaespiada,resolveulevarocasoaJeová, Queficoupreocupado. –Precisofazeralgo,EledisseaGabriel. Efez.EsperouqueAdão adormecesse,epraticouaprimeiracirurgiadahistóriaocidental. ExtraiudopeitodeAdãoumacostelaamaisquealipuserajustincasee,apartirdela,moldouuma mulher. –Agoraelevaitercomqueseocupar,exclamouJeovánumtomvingativo,queGabrielnão entendeu. E deixou-a adormecida, sem mais nem menos, inteiramente pelada, ao lado de Adão, que tambémseencontravaemestadodepeladez,emboranãosoubesseoqueeraisso,jáqueoutroestado nãoconhecera. Osdoisseacordaramquasenomesmoberrodesusto,surpresaemedo.Numjatopuseram-sede péejásevoltavamparafugir,quandooarcanjoGabrielinterferiuefezasapresentações. –Eva,esteéAdão,seumarido.Adão,estaéEva,aprimeiramulher. Adão,que,comoJeovájádissera,nãoeraburro,percebeuadiferença,eperguntou:

–Porqueaprimeira?Haveráoutrasparamim?

Gabriellimitou-seadizerquenadasabia,queascoisasviriamcomotempo.

–Tempo?Oqueéisso?,perguntouEva,enquantoAdãoapenasabriaaboca,espantado.

–Otempovirácomotempo,respondeuGabriel,queeradadoacharadas.

Eosdoisjáestavamembevecidosumpelooutro.Admiravam-seàprimeiravista,masaindanão

sabiamdisso.Aliás,Eva,arecém-chegada,nãosabianada.Efoilogoperguntando:

–Oqueéisso?,eapontouparaumapalmeira.

–Umapalmeira,respondeuAdão.

–Eisso?,apontandoumratoquepassava.

–Umrato,respondeuAdão.

Duasclaridadeseduasescuridõesdepois,EvaperguntaraaAdãosobrepraticamentetudooque

haviaparaperguntar,eAdãojáestavacomabocasecadetantoresponder.Porissoelesedebruçou

naquelelaguinhonomeiodoParaísoebebeuàfarta,emboranãosentissesede.Bebeutantoquese

embriagoudeágua,edormiuemplenaluz.

FoiquandoEvareparounaquelasduasárvoresnailhota,nomeiodolaguinho.Sobreelasnão

perguntara.Atravessouametadedolaguinhoapé(elenãoerafundo)epôs-seaexaminá-las.

LogonoaltodaPalmeiraRealouviuoruflardealgumacoisa.Olhouparacimae,nossa!,viu

umacobracomduasasinhasecabeçademulher.Eacobratinhaunsarremedosdeperninhasdecada

lado.Tinhaacabeçabonita,cabeloscompridos,negrosesedososcomoosdeIracema,aVirgemdos

LábiosdeMel(Perdoe,caroleitor,aintrusãodeumahistórianaoutra).EunspeitosdignosdaJayne

Mansfield(outraintrusão,paraquemlembrar).

–Quemés?,perguntouainsaciávelEva.

–SouLilith,aprimeiramulherdeAdão,foiaresposta.

–Comoassim?,retrucouEva.Elemedissequeeusouasuaprimeiramulher,eaprimeira

mulhernomundo!EoGabrieltambém!

danado.GabrieleJeovátambém.Mas,diantedesua

beleza,issonãomesurpreende Vosmecêédeenlouquecerumanjo!Ouça,eufuiaprimeiramulher deAdão.Jeová,oTodo-Poderoso,quetecrioudeumacosteladoAdão,mecrioujuntocomele,do mesmopóecomomesmocuspe.MasJeováaindanãoestavabemtreinado,porissoeusaíassim, umamistura,comasas,peledecobrarecobrindominhaspernasecabeçaquenematua,voadora. JeováficoutãoconvencidocomacriaçãodeAdãoquemeesqueceu,nomeiodanuvemdepoeira quesubiuquando elesepôsdepé.Enfim,eusouLilith,aesquecida,maspor isso mesmo para semprelembrada Evaseembasbacou.Aquela aquelacoisatinhapalavrassedosasefalavadecoisasqueelanunca suspeitara,nem Adão lhefalara.Maso queelanão percebeufoi apontaderaivaeciúmeque ressoavanaspalavrasdeLilith.Perguntou:

–Comosabesdetantascoisas? –Ah,disseLilith,équeeufiqueivivendoaquinoaltodessaPalmeiraReal,ecomendodessas bagas,quemedãosabedoria.Secomeresumadelas,ficarástãosabidaquantoeu –Euquero!,exclamouEva.EmedáumaparaAdãotambém,euqueroqueelefiquetãosabido quantoeu! –Toma,disseLilith,alcançando-lhas(noParaísoalinguagemerapreciosa). Mais que rápida, Eva engoliu uma, atravessou correndo o laguinho e sacudiu Adão, que, estremunhado,viuaquelabagaqueEvalheofereciae,semperguntaroqueera,comeu-a. Foiaconta.OcaguetãodoGabriel,queficavasempredeolho,foivoando(literalmente)contar tudoaJeovánoscéus. Jeová, que Se julgava ator principal e diretor de cena, além de cenógrafo, coreógrafo, iluminador,figurinista(apesardaausênciaderoupas)etc.,ouviuepensou:

–ÉaMinhadeixa! Eentrouemcena. Barbaridade! Pobre Adão e pobre Eva! Viram aquela profusão de nuvens, ventos, chuvas, tempestades,coisasquenooásisnãoexistiamnemexistiriampelosséculosdosséculos,amém,que lá nunca chove e a fertilidade se mantém de baixo para cima, isto é, pelas misteriosas fontes subterrâneasquealimentamosdesertos.Ecomo músicadefundo vinhaaQuintadeBeethoven, aquelado“destinobateàporta”:bam-bam-BAM-baaaam! –Quefizemos?,perguntouAdão,aterrorizado. –Quefiz?,perguntouEva,aoladodeseumarido.

–Ah,oshomens

Elemeesqueceu,o

–Malditos!,esbravejouJeová.ComestesdoFrutoProibido.AgoraconheceisoBemeoMal, coisasqueantessóEuconhecia.Querdizer,EuemaisunsdemôniosqueEudespacheicomajudado Miguel(Jeováusavaessetratamentocoloquial)paraofimdomundo,oInferno.Por isso,sereis expulsosdoParaíso,eterástudetrabalharcomosuordoteurosto,Adão,etu,Eva,departejar filhoscomasdoresdetuasentranhas. Entrementes,aLilithresolverasemandar.Maisdoquedepressalivrouaspernasdapelede cobraqueasrecobriaeconseguiutirarumadasasasejogá-laaochão.Masnãodeutempodejogara outra,peloqueelaaengoliu,pequenaqueera.Aasaficouengastalhadaemseupeito,pordentro. Assimmesmo,tossindopor causadaspenasdaasinhaquelhefaziamcócegaspor dentro,elase escapuliuesumiunodeserto,preferindocorreresseriscoaenfrentardiretoafúriadeJeová.Adão, aindameioabobalhado,viuaquelaasinhanochão,pegou-aebotou-adebaixodobraço,querendo escondê-la,pensandoqueeraalgummalfeito,consequênciadoqueeletinhapraticado.Aindafurioso, Jeovánemolhoudireitoefalouparaapeledecobraquecaíranochão,comoseelafosseaLilith inteira:

–Euteamaldiçooedeagoraemdiantevaisrastejarnaterraecomeropódasdistâncias!Eno

fimdostemposumaoutraMulhervaiespremerovenenodatuaraça!

Apobredapeledecobranãotevejeitosenãoobedecer,botouasperninhaspradentro,virou

serpenteesaiurastejandocomopodia,comapeleressecandonapoeira.Eéporessaseporoutras

quedevezemquandocobratrocadepeleeatéhojesedizqueoshomenstêmasanosovacoeas

mulheresnapontadocoração.

Jeováchamouentãoumatropadequerubins,quesãoosmilicosdocéu,emandouqueeles

tocassemAdãoeEvapordiante,paraforadoParaíso.Elesquesevirassem.Cadaquerubimtinhana

mão uma espada de fogo, o que tornou sua tarefa muito fácil, porque Adão e Eva ainda nem

conheciamofogo,quantomaisespadadefogo.Masumdosquerubinsficoucompenadelesedeu-

lhesumacaixadefósforos,quetrouxeradocéu.EdisseaAdão:

–Olha,estáescritoaínacaixinha:FiatLux.FoiinspiradonissoaíqueJeovácriouomundo, vejasó.Issovaifacilitarascoisasparavocês. Eriscouumfósforo,paramostrarcomoéqueera. AdãoeEvasaíramcaminhandopelodeserto.Masderamsorte.Logoadiantetoparamcomum outrooásis,muitomaiordoqueaqueleemqueelestinhamvividoatéentão,otaldoParaísoPerdido. Eraumoasão,commuitomaisbichoseplantas.Etinhaumfiod’águacompridocomooquê,quese perdianohorizonte,nãosóaquelelaguinhomixurucadooutro.Eseguindoofiod’água,AdãoeEva chegaramnumaterramaisfértil,comfrutasmis,ondeemseplantandodava,ecomumcéudeanile queerao bom,oHebrom!Noqueéquevocêspensaram? Entrementes,anoitecia,enocéuumluãocheiojárebrilhava.FoientãoqueAdãocomeçoua reparar em Eva.Ereparouque seucorpo tinha linhas curvas.Lindas linhas curvas.Eque seus

volumeseramredondos.AtéentãoAdãonuncapensaraemlinhascurvasnememvolumesredondos.

EEvaolhouAdão,egostoudeseuporteereto,comoumareta.AtéentãoEvanuncapensaraem

linhaseretas,anãoserasdaspalmeiras,queeramcurvas,naverdade.Entãoambosdisseram,num

uníssono,quenemoprimeiroberroquederam:

–Estamosnus! Ejápensaramemsacanagem.Mas,parafazersacanagem,tinhamdeterroupas,porquepara fazersacanageméprecisoprimeirotirararoupa.AdãoeEvasecobriramdefolhas,queeraoque tinham maisàmão,eem seguidatiraram asroupasdefolhasefizeram sacanagem sobreelas, estendidasnochão.Efoiassimqueinventaramocolchão. Masaí,enquantoEvadormia,Adãocomeçouapensarnotempoqueperdera,naquelabobagem deParaíso.Foiassimqueelecomeçouadefatoternoçãodotempo.Eficoucommuitaraiva,uma

raivatãoimensadeJeováqueelesentiunecessidadedefazeralgumacoisa.Efez.NãocontraJeová, queelenãoerabobo.Vingou-senasuacriação.Passouamãonumavarademarmeloqueporali estavaedeuumabaitacoçanaEva,que,sem entender nada,ficougritando edepoisgemendo, remoendovingança.Adão,esseficousesentindomaisdoqueumhomem:ummacho!Agorasim,à imagem deJeováTodo-Poderoso,pensavaelecom suavãfilosofia.EEva,queno caminho já prestaraatençãoembois,tourosevacas,pensava,comsuavontadenadavã:

–Voubotarguampanessemalditocomoprimeiroanjoquepassar. Naqueletempoosanjostinhamsexo,sóoperderamséculosdepois,pordecretodaSantaMadre IgrejaemBizâncio,parece.OuentãofoiporqueosdoutoresdaIgrejadiscutiramtantoseanjotinha ounãosexoqueelesimplesmentemurchou,numabrochadauniversal.OsqueseguiramLúcifer,no Inferno,guardaramo sexo,por isso seachamostaiseandampeladospelaspinturas,perto dos outros,quepassaramausarcamisolãoouarmaduraparadisfarçarasuafalta.Emboranosquadros sóhajaanjograndecomcaradehomem. Efoiporisso,poressaseporoutras,quenasceramCaim,morenoedepelemaisescura,que nemAdão,eAbel,deolhoazulecabeloloirinhodasilvaquenem Issoéassuntoparaopróximo Livro.

DOLUNÁRIODECAIM

Luacheia Naluacheiamedáessavontadedetalharnapedra.Eláficoeu,toc-toc-toc,luasafora. Tambémmedávontadedeesticaropescoçoeuivarparaalua. Talvezsejaporessesentimentodesolidãoquemeassalta,desdequemeaparteidosmeus. Mastiverazões. AcomeçarporaqueleurticáriadoAbel. Querodizer,omeuirmãoAbeleraumaurticárianaminhavida. Desdepequeninhorevelouseugêniodepuxa-saco.Erasempreoqueridinhodamamãe.Eela ficava:Abelzinhopracá,Abelzinhopralá.Efalavapratodomundo,querdizer,parameupai,que eranaquelaalturatodomundoquehavia:“Ah,porqueoAbelzinhoéumgênio,oAbelzinhoisso,o Abelzinhoaquilo,hojeoAbelzinhomeajudounacozinha,eoAbelzinhocantouohinodoParaíso Perdido,jáoCaim ”.Elávinhaaquelalamúriaameurespeito.Eomeupaidá-lhecascudonaminha cabeça.Sóporqueeupreferiairpescarnalagoaacantarbesteira. Poragorachega.Issodetalharnapedracansamuito.

Luaminguante Nessaluaencolhidaficamaisdifícilenxergar.Depoisvemumapior,menorainda. ConformeeueoAbelfomoscrescendo,asdiferençasforamaumentando.Eleficavacadavez maischato.Esóqueriasaberdeanimais.Cuidavadasovelhinhas,dasvaquinhas,dasgalinhas Eo paieamãeficavamcheiosdeorgulho.Maseuéqueseiporqueeleseinteressavatantoporelas.As sacanagensqueelefaziacomelasnoescurooubemcedinho,quandoopaieamãedormiam. Como eunão gostavadecuidar dosanimais,elesmepuseramnaroça.Edá-lhecuidar das plantas,tocar oarado,eaguá-las,edepoiscolher,ehaviatambémasolivaseasfrutas,tinhade cuidarpranãodarbicho,umapragatudoaquilo. Eelogiossóprofiadaputa,querodizer,fiadamãedoAbelzinho.

Luanova

EtinhaoGabriel.

Luacrescente

É,tinhaoGabriel,oanjo,queapareciaaquieali,semprequandoopaiestavaausente.Eledizia

quevinhadarumaolhada,verseestavatudobem,porqueelesesentiaresponsável,foraeleque

contaraparaJeováarespeitodeumtaldefrutoqueopaieamãecomeramnumaoutraterraemque

viviam,aqueletaldeParaísoPerdidoqueeu,nofundo,achoquenemexiste.Meupaiviviacantando:

“Pormaisterrasqueeupercorra,nãopermitaDeusqueeumorra,semquevolteparaláááá ”.Eujá percorrimuitaterradebaixodosmeuspés,muitomaisdoquequalquervivente,enuncaencontreio taldo Paraíso Perdido.Ouelenão existe,erasó lorotaoudistração pro paiepramãe,oufoi destruídonalgumaguerra. MasaívinhaoGabriel.Darumaolhadacoisanenhuma.ElevinhaporcausadoAbel.Que,aliás,

eraacaradele.Eraloiroquenemeleetinhaoolhoazuldeletambém.Eficavamláosdoisjogando

cinco-marias.Eeu?Eu,amãemetocavaparaforaquandooGabrielaparecia,mearranjavasempre

algumatarefa,colhermaçãs,arrancartocodeárvore,irplantarbatatas,essascoisas.Umdiaelame

mandouverseelaestavaatrásdaesquina.

–Oqueéesquina?,perguntei.

–Seilá,elarespondeu.Procuraquetuacha.

Eufui,procurei,enãoacheinemaesquina,quantomaisamãe.Masjureiqueumdiaeuia

descobriroqueeraumaesquina.Edescobri.Masissovemdepois.

Luacheia Euia,cumpriaastarefasqueamãetinhamedado,equando voltavao Abelestavasempre

dormindo,oGabrieltinhaseido,eamãeestavacantarolando,feliz,masalgotristonha:“Tãolonge, demimdistante,ondeirá,ondeirá,teupensamento Quiserasaberagoraseesqueceste,seesqueceste ojuramento Quemsabe?Pombainocente,setambémtecorreopranto;minh’almacheiad’amores,

teentregueijánestecanto

Nuncameesquecidessacantigado“Quemsabe?”,queminhamãecantavaquandooGabriel

apareciaeseia.Muitodepoiseusoubeseraquiloumaverdadeiracantigad’amigo,equeotalde

amigo,claro,deviaseroGabriel.

Àsvezesopaidemoravaparavoltar.Váriasluas.Ou,sevoltavanomesmodia,vinhacansado

dastarefas,enxugavaosuordoseurostoedormiadireto.Euficavanoescuro,pensandonoGabriel,

noAbel,namãe,emeacudiaaideiadequealitinhaninhodeformiga,istoé,algumsegredo.

”.

Luaminguante Etaluinhadesgraçadaquecomeçaaencolher.Hojeestoumaiscansadodoqueocostume.Corri distânciasmuitograndes.Achoquechegueiaofimdomundo.Chegueiàmargemdeummarzão, cujasondasfiqueiescutando.Noventoquevinhadessemareuescuteivozes.Meuouvidoémuito bom.Eram vozes estranhas, que falavam línguas estranhas, que não conheço.E eu falo muitas línguas!EusemeeiaslínguassobreaTerra.Aslínguasdadiscórdia,aslínguasdasguerras.Masisso veiodepois. Primeiro,teveahistóriadosacrifícioparaJeová.Malditosacrifício.

Luanova

MeupaidissepramimeproAbelquenósdevíamosfazerumsacrifícioparaJeová.Oferecer

partedoqueproduzíamos.

Luacrescente

EueoAbeljáestávamoscrescidos,disseopai.Erahoradetermosumarelaçãodiretacomo

PaiUniversal,oCriadordoMundo,Jeová.Eessarelaçãodiretavinhaatravésdosacrifício.Elenos

dissecomofazer,enóspusemosmãosàobra.

Comumolhoeucuidavadoquefazia,masooutroficavaespiandooAbel.Eeufuivendoo

abelhudoprimeiroescolheraspedrasmaisafeiçoadaspracomporoseualtar.Eojeitosoqueeleera

aoempilhá-las.Depoisescolheualenhamaissecaquehavia,masprimeiroeleforrouapedracom

folhassecas,ervasaromáticasegravetos.Sóaícolocouasachas,trançando-asdemodoaformar

umapilharegular.

Acontecequeelelevouamanhãinteiraparaarrumartudoaquilo.Eunão.Osolaindaestava

baixonohorizontequandoeutermineimeualtareapilhadelenha.Fuijogandoaspedrasumaspor

cimadasoutrasdequalquerjeitoedepoisjogueialenhasobreomonturo.Parafazerofogobotei

embaixodasachasumpoucodebostaseca,queéótimaerápidaparafazê-lopegar.Efiqueiflanando

porali,observandoaquelatrabalheiradoAbel.

QuandoosolestavaapinoeoAbelterminou,fomosescolherosobjetosdossacrifícios.Eu

pegueioqueviprimeiro,umasfrutas,umasverduraseunsnabosqueestavamhádiasnomeubalaio,

ejogueiemcimadalenha.JáoAbelescolheuoseumelhorcordeirinhomamão,matou,esfolou,

enfiounumespeto,botouoespetoemcimadedoispauscomforquilha,eaíveiooutradiferença.Eu

acendiomeufogocomaquelacaixinhadefósforoFiatLux,queeuroubaradopaieatéhojecarrego

comigo.OAbelesfregouospauzinhosqueamãelhehaviadado,atéfazerofoguinhodele.Nomeu

altarhaviaumfogueirão.Easfumaçasforamsubindo

Luacheia

AíentrouemcenaoJeová,anunciadoporsuamúsica-tema,umtaldebam-bam-BAM-baaaaam

Chegouprimeiropromeulado.Efoilogodizendo:

–Quequeéisso?!Olhaessefogaréu.Tátudotorrado,sóprestaprafazeradubodeporco,além

disso,tuachaqueEutenhocaradevegetariano?!Sóissodefrutinhaelegume?!Orabolas,issonãoé

sacrifíciocoisanenhuma.Issoésem-vergonhicedaboa.Vagabundagem.

Fiqueicomcaradetacho.AíelefoiproladodoAbel:

–Mmmmmmm Meuanjo!Quedelíciaessecordeirinhomamão!Bá,tánoponto,comesse cheirinhodegordurinhagostosa!Olhaaquelacostelinhaali,quebeleza!Podeservir,meuanjinho! Jeováfestejouobanquete.Saiulambendoosbeiçoseaindafalandocoisasmisteriosascomo:

–EuprecisavamandarumserafimtrazerumpoucodefarinhademandiocadaAmérica

Ecompletou:

–Olha,Belzinho,podefazermaissacrifíciosdessesqueEuvouadorar!Querdizer,tuvaisMe

adorar.

ESefoi,entreraiosetrovões.

Luaminguante

OAbelcomeçouamegozar.

Luanova

Eeuruminandoaquelaraiva.

Luacrescente

OAbelvinhapromeulado,tocandoumatarolinhaqueelefizeracomocourodocordeirodo

sacrifício,ecantarolava:

–Firuli,firuló!Coitadodocoió!Ficouchupandodedoassim,obrocoiódoCaim!

Eeu:

–Paracomisso,ôboiola!Temanca.Vaicantarnoutrafreguesia!Vaitocarmusiquinhaproteu

Jeovazinhodemerda,queficoutodomelososóportuacausa!Dáatéprapensar!Arreda,arruda!

Eele,nemaí.Continuavaatocaratarolinha,bim-bim-bim,bam,bam,bam,atéqueeumeenchi

deraivamesmoequisarrebentaraquelaporradetamborzinho.Passeiamãonumaachadelenhae

badabaf!Sóqueeunãoacerteiamerdadatarola,acerteiacabeçadoAbel,quesepuseranafrentepra

defenderabostadotambor.

Foisanguepratodolado.Sobretudopracimademim.Fiqueiempapado.Abestalhadotambém.

Oqueeufizera?

Luacheia

Deuumatrabalheira.Primeiro,enterreioAbel,otamboreaachadelenha.Depois,disfarceia

sangueiranochãocomummontedeareia.Daímelaveieasminhaspeles.Nemfaleicomopaiea

mãe.Memandei.

Derepente,topeicomoJeová,comaquelemusicaréuetudo.Eeletrovejou:

–Caim!Ondeestáteuirmão? –Seilá!,respondi.Acasosouoguardadele?E,depois,nãoévocêotalquesabetudo?Deve saberissotambém! –Caim!Nãovourepetirumaterceiravez:ondeestáteuirmão? –Olha,deveestartocandotambornatuaorquestra,lánocéu,queéparaondeelefoi! –Matasteoteuirmão! –Foisemquerer.Nãotiveculpa.Seeusoubesse –Contaoutra.Isso aquinão pega.Aquivalealeido olho por olho,dentepor dente.Aqui escreveubemoumal,leuounãoleu,opaucomeuigual.Essaversãodolivre-arbítriosóvaiser inventadaporSãoTomásdeAquino,daquiaséculos.Euseitudo!Etuésumidiota!Océusóvaiser abertodepoisqueMeuFilhoredimirahumanidadedoInferno,queéondeeleestá.Elevaisairdelá, quandoMeuFilhodescercomaschavesdoreino,mastuvaisfazeratravessiaparaooutroladodo mundo,paraláficareseteperderes. Eunãoentendiaquilo,masrespondi:

–SeVocêsabiaqueeuiamataroAbel,porquenãosegurouaminhamão?Omaldito,aqui,não

soueu.

–SeEusoubessequeiasmatarteuirmãoesegurasseatuamão,tunãoomatariaseEuentão

nãosaberiatudo,entende?JálesteAgostinho?Nãopossofazeropassadonãoteracontecido,porque

tudooqueEufaçoéverdadeiro.EparaMimeemMimtudoéeternidade.Ademais,tuésaMinha

Ausência.

Continueisementenderpatavina,enadadissedestavez.Jeovácontinuounainiciativa:

És maldito! Três vezes maldito! Fizeste um falso sacrifício, mataste teu irmão e quiseste esconderocrimedeMeusolhos!Voutedaramaiorpunição:inventarásaescrita.Vaistalharapedra semparar,comosuordoteurostoeocalodastuasmãos.Erraráspelomundo,vaisseroprimeiro judeu errante da história! Mas porei uma marca no teu rosto, assim os outros homens te reconhecerão.Nãotefarãomal,masnãoteaceitarãocomoumdeles,maldito,trêsvezesmaldito! –Judeu?Oqueéisso?Emarca,quemarca? –Vaisdescobriroqueéisso.Quantoàmarca,passaamãonoteurosto! Passei.Descobriumputagalonatesta,comosequemtivesselevadoaporradafosseeu.Eogalo nãodesapareceu.Atéhojecarregoessetroço.NãoseiseoJeováestavamaisfuriosopor euter matadooAbelouporeutratá-loassimde“você”,comminúscula.Masnãofiqueiparadescobrir. Numaquebradodecoroedoprotocolo,deiascostasefuiembora.Pelaprimeiraveznavida,nãofoi Jeováquemsaiudecena.Fuieu,edeixei-oapalermadocomsuastrombetasetrovões.

Luaminguante

Memandei.Masiaintrigadocomaquilode“outroshomens”.Comoassim?AgoraqueoAbel

foratocartarolaemoutrafreguesia,naTerrasódeviaexistireu,opaieamãe.Quemmais?

Luanova

Logodescobri.

Luacrescente

Primeiro,depareicomumajuntamentodegente.Muitoshomens,muitasmulheres,crianças.O

queeraaquilo?Pergunteiissoparaumdeles,querespondeu:

–OnossochefeéalioTurcão.

ChegueiproTurcãoefizamesmapergunta.

–SêoCaim?Queiriagombraralgumacoza?Bender?Nóisfaznegócia.EusouoTurcão.Enóis

faztudatipodenegócia.Aquinóissemotudabrimo.

–Comovocêsabeomeunome?

–Agentesabe.Osanjojábassouaquiecontouasnovidadetuda.Eosenhor–nãoseofenda–

carregaessechifrãodeunicórnionatesta:sóbodeserosêoCaim.

Perguntei:

–Masdeondevêmvocês?

–Debortudaí,foiaresposta,comelegirandoamãoemvolta.

–Mascomoéquevocêsexistem?Vocêsnãodeveriamexistir!

–Ashistóriasquemgontaaquisãoosbeioeasbeia.Elesdizemqueagentetudaéfilhadobai

Adão.

–EdamãeEva?

–QueméessaEva?Asbeiaaquidizquenossamãeprimêraeraumamulhercobranoassunto

detransareprocriar.

Foiaíqueafagulhamesubiuàcabeça.

Luacheia

Entãooqueopaifaziaquandoseausentavadecasanãoerasócuidarderebanho,não.Eledevia

ir encontrar aquelatal deLilithqueeleum diafalouem sonho eeuouvi.Eufizabesteirade perguntarpramãequemeraessaLilitheelaficouvermelhaderaiva,medeuumcascudoedisse:

–Nuncamaisfalanessabiscaaquiemcasa!

Eraisso!EdaífoiquedeuessagentaradatodaqueagoraestavacomoTurcão.Osmeusmeio-

irmãosemeio-irmãsdeviamtertambémfeitosacanagemsemparar,quenemopaiAdãoeatalda

Lilith,eoresultadofoiessemontedegentequeagoraerasóprimo,ou“brimo”,comodiziao

Turcão.Eeleseramdetodasascoresefalavam,logomedeiconta,deumjeitomuitodiferenteuns

dosoutros.Masaindadavaparaentender.

Resolvidarumjeitonaquelasituação.FaleiproTurcão:

–Euvoufundarumaescola,umlugarpraensinartodomundoafalarigual.Masprecisoqueo

pessoalmeajudeaconstruiraescola.

Eleachouqueassim“osnegócia”iamelhorar,sermaisrápido,etopou.Foiaíquemeveioa

ideia:

–Euvoutalharaspalavrasnaspedraslisasqueeuencontrar,epedirparaeleslerem,eassimeu

vouensinartodoselesafalarigual,disseeufalandocomosossinhosdebichoqueprendiamaspeles

umasàsoutrasaoredordomeucorpo.

Eassimfiz.Dediaeudirigiaaconstruçãodaescola.Denoite,talhavanapedraaspalavraspara

eleslerem.

Masaconteceramduascoisasqueeunãoesperava.

Luaminguante

Euquiscomeçarlogooensinamento,aindaduranteaconstrução.

Luanova

Ouopovoeraburrooueuéqueera.

Luacrescente Primeiro,o povo começouagostar daquilo deconstruir.Econstruíasem parar.O Turcão gostavatambém.Seguindoumconselhomeu,pagavaostrabalhadoresemconchinhasquevinham dosrios,equantodemaislongevinhammaiselasvaliam.Eletinhaatéunscatadoresespeciaisde conchinhasqueficavamcomumapartedelas,equantomaistraziammaisficavamparaeles.Eaío povodepoistrocavaasconchinhasentresi,paracomprarcoisasunsdosoutrosedatendadoTurcão. Eele entrou a cobrar um imposto em conchinhas pelas conchinhas que os outros usavam para comprarcoisasunsdosoutrosenãodatendadele.Aíeusugeripraelequejuntasseopovoaoredor daescola,queiacadavezmaisalta.Eassimfoifeito.OTurcãocomeçouadizerqueopovodevia tambémconstruir casasaoredor daconstrução,nãomaismorar emtendas.Ecriou-seentãoum enormeamontoado decasasemvezdetendas,etambémumenormeajuntamento degente.Eo Turcãopagavaopovocomcertaquantidadedeconchinhas,masjávendialugaresnaescola,cursose tudoomais,porbemmaisconchinhas,lucrandomuito.Eleseencheudegosto,masporprecaução passouapagaroutrasgentesparaguardarcomporretesasconchinhasdele,edisse:

–Eubandoaqui!SouTurcãoBrimero,oImortal!Eordenoqueagonstruçãonãobaremais!

Luacheia Acheiaquiloumabobagem,masquemeraeu,odesterrado,parameoporaoTurcão? Aíaconteceuasegundacoisaquenãoestavanaminhaescrita.Aconteceuqueeu,paranãoperder tempo,pois,comodiziaoTurcão,“temboeragonchinha”,sótalhavaalgumasletrasdaspalavras, poisagentesabiaelasdecor.Essasopovodiziaigual,porissoeramchamadasde“consoantes”.As outrasnão:cadaumdiziadeumjeito,epor isso foramchamadasprimeiro de“vagais”,depois “vogais”:vagavam,vogavamdeumagenteparaoutra,elogofoidandoamaiorconfusão,depois nemasconsoanteselesdiziamdomesmojeito,emisturavamtudo,enofimdecontasninguémse entendiamais,unsdiziamqueojeitocertodefalarerasóodeles,outrostambém,umjogouuma pedranooutroecomeçouumquebra-quebramonumental:aprimeiraguerra.Asprimeirasvítimas foram as minhas pedras de leitura,quebradas para quebrarem umas quantas cabeças.Edaí eles partiramparademoliraescola,eadesordemfoitamanhaqueoTurcãomandouosseusguardas baixarem o porrete no povo, coisa que eles fizeram com vontade, de tal modo que o povo se dispersouefoicadaumprumlado,comsuasfamílias,cachorrosetarecos.Nofimdaconfusão,a escola,queeraaltaebonita,estavademolida;eoTurcãofurioso.Aíelemefalou:

–Agulpafoitudatua!Vaiembora,senãoeumandobrender!TuetuaTorredeBabel!Maldito,

trêsvezesmaldito!

Achoqueelequisdizer“papel”,queeracomoelechamavaasminhaspedrasdetalhação,mas

issoeusópenseidepois.Nahora,quandoelemeamaldiçooutrêsvezeseuvisóvermelhoetaqueia

minhaúltimapedradetalhanacabeçadele,dessavezdepropósito.Denovo,foiaquelasangueirapra

cimademim.Meboteipracorrer,porqueosguardasdasconchinhassevieramatrásdemim,acho

quederaivaporqueaquilopodiaserofimdonegóciodasconchinhas.Corrioquantopude,entrei

poraquelelabirintodocasario,atéquedeiumavoltaaoredordeumadascasasemeescondi.Medei

contadeque,comoamãeprevira,euacabavadedescobriroqueeraumaesquina.Tambémmedei

contadeque,comoJeováprevira,eutinhainventadoaescrita,aindaquetalhada.E,dequebra,uma

coisachamadacidade.Eprovocaraumprocessochamado“aacumulaçãoprimitivadeconchinhas”.

Luaminguante

Comanoite,pudemeesgueirarpraforadacidade.Mas,antesdeganhardenovoodeserto,me

deicontadequeosguardasestavambrigandoentresiprasaberquemiaseroTurcãoII.

Luanova

Issonãovaitermaisfim,pensei.

Luacrescente Desdeentãotenhocorridoessemundovelho.Egarreigostoemduascoisas. Aprimeiraéque,por ondepasso,convençoo povoaconstruir cidades.Elesobedecem.Se sentemmelhorassimmaisjuntos.Têmcomquembrigaresedivertirmaisseguido.Depoisfazem guerracomopovodeumaoutracidade. A outra coisa é que garrei gosto em escrever. Escrevo, deixo minhas pedras para eles aprenderemalercomoquiserem,emevou.Vousemeandolínguasdiferentes.Seiqueseeuficar, commeuquasechifredeunicórnionatesta,elesvãodescobrirqueeusouCaim,odesterrado,o maldito,otrêsvezesamaldiçoadoporJeová,porseroassassinodomeuirmão,eagoraperseguido pelosguardasdasconchinhasqueestarãoaserviçodealgumTurcãoII.OuIII,quemsabe. NuncaencontreitraçodaLilithnemtivenotíciadopaioudamãe.Jádevemtermorrido.

Luacheia Rodeierodeipelomundo,talvezsetentaesetevezes.Nuncameligueianinguém.Nascidades quecrieiequeabandoneiconhecimulheresatraentes.Semeeimuitasdelas,comoantes,nosmeus temposdelavrador,semeavaaterra.Devo ter deixado filhospor aí.Não sei.Tenho vivido em cavernas,entreoslobos,quenãomeatacam.Talvezatémetomemporumdeles.Porque,nasnoites emquenãodurmooutalhonapedra,euuivoquenemumlobo.Éminharespostaàmaldiçãode Jeová. Estoucadavezmaisfascinadoporessasvozesqueescutodealém-mar.Serãovozesmesmo, línguasquenãocompreendo,euquefalotantasquantasforaminventadas,quesouopaidetodas elas?Ouserásóoruídodosventosuivantes,querespondemaosmeusprópriosuivos?Ficoàsvezes no alto do rochedo, diante da caverna, ouvindo-as e sonhando com outros mundos, além-mar. Depois,quandoosolvaisepôrnofimdaságuas,voltoparaacavernaeentroatalharpelanoite adentro.Dessaveznãoestoutalhandoempequenaspedraslisas.Talhomesmonaparededacavernae iluminadapeloluarqueaquiadentra,talveztrazidopeloreflexonaáguadomar.Queroqueessas letrasporaquifiquem,talvezmeusfilhosasencontrem. Àsvezesentro acismar:eupoderiamuito bemconstruir algo como umapequenacasaque flutuasse,armá-lacompanosemvezdeparedes,emeentregaraodestinodosventosedascorrentes dessemar:quemsabeatravessá-lo,devassá-lo,desvelá-lo.IssoporquepensoqueseoJeováofeztão grandefoiparaquenãooatravessássemos.Portanto,éoquedevemosfazer.

Luaminguante

Decidi:vouàconstrução.Eàtravessia.Atésempre!

ORAMODEOLIVEIRA

EusouumdosdoisúnicosanimaissobreviventesdaarcadeNoé.Nãocontandoalgunsinsetos,

éclaro,comopulgasebaratas.Eumesintoculpada,porquemostreiocaminhoparaoassassino.

Antesnãoofizesse!Foiosinaldoextermínio,doapocalipse,doholocaustoparatodososoutros.

Eusobreviviporacaso.Porqueacertaalturavoeiparamaislonge.Antesdemim,ocompadre

Corvofezomesmo,esemandou.Masdepois,eu,estandoporperto,testemunheiofestimmacabro,

comodesaparecimentodosmeusparentesedosdemais.Eeunadapudefazer,excetojurarqueme

vingariadeNoé.QuantoaocompadreCorvo,ficamosassimpróximoseíntimosporquepassamos

muitotempojuntos,eunaminhagaiolaeelenadele.

OtraiçoeiroNoélançouumchamadoaosanimais:

–Vinde!Vinde!Vós sereis salvos!O Senhor me ordenou!Construí essa arca da salvação, aquelesquenelaestiveremserãosalvos,desanguefrioouquente,pequenosougrandes,porquepor aívemumagrandetempestadequevaiinundaromundo!OSenhormefalou,euemverdadevos digo! Como naquelestempososanimaisfalavameoshomenstambém,amensagemseespalhou. Logo começaram a vir os bichos.ENoé foi selecionando.Parecia fazendeiro em dia de feira. Apartavaanimaisparaaquieparalá.Sódescobrimosdepoisqueos“paralá”eramdestinadosanão sobreviver. Ele,omaldito,selecionouseteparesdecadaespécie.Inclusivedasaves,queiaprendendonumas gaiolasespeciaisparaessefim.Atéeufuiengaiolada,masseparadadosmeus,edomeuSepetiba.E aoladodagaioladocompadre. Erabichoquenãoacabavamais.Elánapontadetudohaviaaquelenaviozão,enorme,coma proaapontandoparacimaeparaonorte. Noétinhaumbandodeescravos,queiamtocandoosparesdeanimaisparadentrodaarca,o naviozão.Montadosemcavaloschucros,elestocavamosanimaiscomchuçosevaras,eaboiavame relinchavamquenemcavalos,oucantavamquenempássaros.Eraatébonitodesever. Foi quando a entrada terminou.Noé tocou pra dentro da arca a família, voltou-se para os montadoreseparaosanimaisqueficavamdeforaedisse:

–Obrigadopelaparticipaçãoeatéumapróximaoportunidade! Nãohouveumapróximaoportunidade.Malfechadaaportadaarca,desabouumatempestade gigantesca.Choveu,choveuechoveu.Easáguassevieramdetodososlados,esubiram,subiram, subiram.Diz-sequeJeová“abriuasjanelasdocéu”. Mas a arca navegou. Flutuou. Sacudiu. Dentro, era aquilo de gente e bicho vomitando, aumentandoofedorporcausadasfezes.Nossa!Nuncavitantamerdanavida!Olugar-comumdiz queaquilodurouquarentadiasequarentanoites.Umaova!Aquiloduroudezmeses,estánosautos quequaseninguémlê.Choveupraninguémbotardefeito.Choveudurantequaseumano. Mascomodepoisdatempestadevemabonança,tudoseacalmou.Umdiaaáguaamanheceu comoumespelho.Eaarcaflutuando.Sócéu,marenós.Eabicharadatodacomendoecomendo.E cagando,claro.Noéeafamíliatambém.Elestinhamumareservadeplantassecas,carnesalgada,e

pescavam.Nãohavianadaparafazer.Depoisdecomerem,dormiam.EuviaqueNoéiagarrando nojodaquilotudo.Deudeevitarafamíliaefalarsozinho.Osseusfilhosefilhastambémforamse encaramujando.Ficavam cada um e cada uma num canto, resmungando, e a mulher de Noé na cozinha, também resmungando. Noé resmungava e resmungava, e volta e meia ia para o seu escritório,ondesóeleentrava.Ficavaláumtempão.Depoissaía,lampeiro,cantarolando,eiapescar –defelizqueestava.Eosfilhosresmungando.Dá-lheresmungo! Euseidissotudoporqueficavanumagaiolapertodotaldeescritório.QuandooNoéentravalá, bemqueeuabriaosouvidos,masnãoouvianada. AoladodaminhagaiolatinhaadocompadreCorvo.Osnossosparentesficavamcomoresto da bicharada, no porão.Imenso porão, que cheguei a ver depois, num de meus voos.O que a bicharadafazia,alémdecomerecagar?Fornicar,ora.Entãotinhabichoemaisbicho! Eosdias,assemanas,osmesesforampassandoepassando.DevezemquandoosfilhosdoNoé iamláembaixonoporãocombaldesemaisbaldesetentavamdarumalimpadanaquilo.Masnão adiantava.Comotempo,ofedorimpregnounastábuas.Duranteanoite,atéquemelhorava,coma brisa.Masdedia,comosolrachando,erainsuportável.Eaquiloaumentavaaranzinzageral. UmdiarebentouumabrigafeiaentreNoéeamulher.Eladiziaquequeriatacarfogonaqueletal deescritório,eoNoédiziaquenão,quenãopodia,queaquiloláerasagrado,queseasportasdalise abrissemumamaldiçãofeiacairiasobretodomundo,queastaisjanelasdachuvaseabririamde novoequeaínemaarcaaguentaria.Masabrigafoifeia,eamulherdoNoédissequenuncamaisia falarcomele,eeleseenfezoudemaisedissequeseelaquisessepodiapularesairnadando,eelessó seacalmaramquandoosfilhosvieramepediramqueelestomassemjeito,queelestinhamdese comportarpraquetodaaquelasandice(assimdisseram)terminassebemedessecerto. FoidepoisdissoqueoNoé,aísim,seencafifoumaisemaisnotaldeescritório.Passoua dormirládentro. ComenteicomoCorvo:

–SeuCorvo,oqueosenhorachaqueestáacontecendo? –Desconfiodagravidadedasituação,disseele,comumarsábio. –Quegravidade?,euperguntei. –Nãosei,maségrave,elerespondeu.AchoqueesseNoéestátramandoalgo.Seeupuder,não vouficarparaver. –Masoqueelepodetramar? –Olhe,siáPomba,achoqueessahistóriadeseroescolhidosubiuàcabeçadele.Ouentãoele não aguentamaisficar aqui,estáarrependido deter deadministrar essabostatoda.Perdão pela palavra,siáPomba,maséissomesmo. –Escolhido?Comoassim? –Poisentãoasiánãosabecomotudocomeçou?Ah,bem,comadre Querdizer,semepermite lhechamardecomadre.Jáqueestamosconversandotanto –Podemechamar,sim.Nãomeimporta.Mas,sobreocomeçodetudo,nãotenhoamenorideia. Sóseiqueumdiaeuestavanopombal,veiooNoécomafamília,pegaramcatorzedenósenos trouxeramparacá.PuseramomeuqueridoSepetiba,opombomaislindodomundo,lánoporãoeo Noémetrancoupessoalmenteaquinessagaiola,aoladodocompadre.Dizqueseguindoordensde umcoroneldonosdessasterras. –Poisentãovoulhecontaroquesei.ParecequeumtaldeSenhor,ouJeová,quecrioutudoo queexiste,ficoumuito insatisfeito com o jeito com queascoisasandavam.Não erasó com o comportamento dos homens, que, parece, tinham levado demais a sério o tal de “crescei e multiplicai-vos”queesseJeovátinhadito.EleandavainsatisfeitocomaprópriaCriação,queestaria precisandodeumasReformasdeBase,oualgoassim.Precisavapôracasaemordem.Éverdade,se

acomadrelembra,quetudoestavamuitobagunçado:osvulcõesnãoparavamdeentraremerupção, osdiaseasnoitesencompridavameencurtavamquandobementendiam,friosecaloresvinhama qualquerhoraedequalquerjeito,choviaefaziasolaomesmotempo,coisaquefaziaasviúvasse casaremdenovosemparar,eaconfusãoealambançaaumentar. –Éverdade,eudisse,lembroquepor unstemposagentenemconseguiacomer direito:as árvorespareciamenlouquecidas,davamfrutospodreseasflorescaíamantesdotempo.Pareciauma maldição. –Poisé,continuouocompadreCorvo.VaidaíqueotaldeSenhorouJeováchamouoNoée mandouqueeleconstruísseessaarca,quepusessequanto bichopudessenela,queEle,oSenhor Jeová,iaacabarcomomundoerefazertudodepontaaponta.EoNoéassimfez,edepoisdissoo SeuJeováveioemandouelefechar-senaarca,trancaraportaeesperarpeloquedesseeviesse.Efoi assimqueestamosaqui,agora,eueacomadre,trancadosnessasgaiolas,eonossopovoláembaixo, comosdemais. –Eoqueocompadrepretendefazer? –Eunãoestougostandonadadisso.Seeupuder,voumemandar.Masnãoseiparaonde,seas águasnãobaixarem. –Eoseupovo?Eunãovoumemandar,não.OmeuSepetibaestáláembaixocomosmeus parentes,eeunãovouabandonarelenemosoutros. –Sepetiba?QueméesseSepetiba? –Éopombomaislindodomundo,compadre.Estamosnoivos,sabe?Nós,pombosepombas, nãosomoscomoessaanimáliatodaqueestáláembaixo,quefornicasempararunscomosoutros. VaiverqueéporissoqueoCoronelJeovásezangoucomomundo.Nósnão.Nóssomosfiéis. Quandonosenamoramoséparasermosfelizesparasempre.EueoSepetibaestamosprometidos,e

já combinamos que vamos fazer um ninho só de raminhos de oliveira,que são mais macios e

cheirosos.Talvez um pouquinho de alecrim também

dourado,quenasceunocampo,semsersemeado ”

ele canta: “Ai, alecrim, alecrim

Quando

Ai Meucoraçãoquasemesaipelaboca

–Mmmm,comadre,nãomeleveamal,mastudoissomeparecedouradodemais Eporquea comadreachaqueoSepetibaláembaixonãoestáseadevertindocomasdemaispombinhas? –Cruzcredo,compadreCorvo,viraessebicopralá!OmeuSepetibamejurouquesóiabicaro meubicoequesóia Bem,assim,ficaremorarcomigo,viu? –Estábem,estábem,nãofiquezangada,comadre,nãoestáaquiquemfalou.Équeeujávivi muito,sabe,comadre,emuitascoisassepassaramporessasminhasretinastãofatigadas.Eubemque quisfugir,masnomeiodocaminhotinhaesseNoé,tinhaesseNoénomeiodocaminho,eleme pegouemetrouxeparacá,oqueéqueeuvoufazer?Eeuerafelizentão?Fui-ooutroraagora! –Nossa,ocompadrepareceumpoeta!Umnão,vários –Obrigado,comadre,vosmecêémuitogentil.

–Vosmecê? –Ué,acomadrenãochamouoJeovádeCoronel?Devezemquandoaspalavrassaemassim, nãosesabededonde Eassim,nessasconversas,osdiasiampassando,passandoepassando Atéque,numdesses dias,oNoéveio,passouamãoemmimenocompadreenossoltoupelaborda!Ai,quefoiuma revoada Eutiveumavertigem,tivededesdobrarasminhasasasequasedeaprenderavoardenovo. Masdeucerto,esaímos,eueocompadre,avoareavoareavoar Efomosindopeloscéusepassandonuvens.Masláembaixosóáguaeágua,emaiságua Até quederepenteocompadredeuumgrasnidomaisforte:

–Olhalá,comadre! Olhei: era um pedaço de terra! Uma ilha! Com árvores! Lá fomos, eu e o compadre, e

pousamos,ai!Meusolhosseenchemdelágrimasquandomelembro!Pousamosnumaoliveira! –Compadre,queemoção,eudisse.Voucolher umraminho deoliveiraelevar parao meu Sepetiba! –Comadre,vejabem.Nãoqueromemeter,maseu,sefosseacomadre,ficavaporaquimesmo,

ecomigo,numaboa Nadadevoltar!Tenhoumpressentimento!Háalgodepodrenoreinodaquela arca,comadre! –Nãodigaisso,compadre!Eutenhodevoltar!OmeuSepetibameespera,eeuvoulevaresse raminhoparaele! –Comadre,eunãovolto,não.Ficoporaqui.Seacomadremudardeideia,meencontrarápor essasbandas.Boasorte,éoquelhedesejo!

Euvoltei,batendoasasaseocoração.Mas,malchegueinaarca,odesgraçadodoNoétomou-

meoraminhodobicoesaiugritandoparaosoutros,seusfilhosefilhaseamulher:

–Acabou!Acabou!Esseinfernoaquiacabou!Vamosprocurarterraeaportar,minhagente! Eletentoumetrancardenovonagaiola,maseubiqueiforteamãodeleeeletevedemesoltar. Batiasasparalonge,masnãofuiembora,fiqueirodandoaarcaenquantoeleeosfilhoscorriamde umladoparaooutro,desfraldandoumvelãoenorme.Comaquiloenfunado,aarcafoiindo,indoe indoatéque,bum!,bateunumrochedo,ealificou,comaságuasbaixandorápido,atéqueelaficou noseco.Aíaconteceuumacoisaextraordinária. Primeiro,oNoéabriuaportadotaldeescritório.Aíeuentendiafúriadamulherdele.Deláde dentro saíramcatorzemulheresquesediziamsibilas,decorpo coberto cadaumapor setevéus transparentes,comolhosdefogo,etraziamnumadasmãosumasplantascombagasdeumroxo vermelho-azuladoemuitoescuro,aquechamavamvideiras,enaoutramãojarrascomoquediziam servinho,etinhamospésrubroscomoaquelasbagas,comosetivessempassadotodootempoa pisarnelas.Evinhamcomumardeembriaguez,esaíramprimeirodaarca,nafrentedosoutros,que logovieramatrás. OúltimoasairfoioNoé,eaíaconteceuadesgraça.Poiseledirigiu-seaosdemais,dizendo:

–Essaarca,naverdade,éumaltar,dedicadoaJeová!EeuagoravoudevolveraJeováoqueé

deJeová!

Nemtenhopalavrasexatasparadescreveroqueaconteceu.Écomoseeutivessedetomá-las

emprestadas.

EfezNoédaarcaumaltaraoSenhor;etomandodetodososanimais,ofereceu-osemholocaustosobreaquelealtar.Eo

Senhorcheirouosuavecheiro,edisseoSenhoremseucoração:

–Nãotornareimaisaamaldiçoaraterraporcausadohomem,porqueaimaginaçãodocoraçãodohomemémádesdeasua

meninice;nemtornareimaisaferirtodoovivente,comofiz.Enquantoaterradurar,sementeiraesega,efrioecalor,everãoe

inverno,ediaenoite,nãocessarão!

EnquantoJeováeNoéfaziamaquele,paramim,horrendopacto,assibilasdançavametomavam o líquido rubro das jarras.Seus olhares ficavam mais ainda em fogo.Afamília de Noé ficava estarrecidanumcantovendoaquelasandicetoda,eNoé,essereviravaosolhosegritava:

–Tomaioqueéteu,Senhor!ANoéoqueédeNoé,eaoSenhoroqueédoSenhor!

IssoporqueJeováprometeuqueiarefazeraanimáliatoda,easplantas,equedalipordiante

Noéeseusdescendentesseriamossenhoresdetudo,podiamtomarecomerdoquequisessem,desde

quenãocomessemosanimaiscrusecomosangueaindaquente.

Eeu?Eu,atodasessas,assistiaimpotenteàquelesacrifíciotodo:aarca,comoumaltar,ardendo

numafogueirasó,etodosaquelesanimais,ejuntoomeuSepetiba,setransformandoemrolosde

fumo,numchurrascohorrendo,comumhorrívelcheirodecarnequeimadaseespalhando,sópara

agradaroSenhorCoronelJeová.

Chorei,chorei,masjureivingança. –VoufurarosolhosdesseNoéassimqueeupuder!,disseparamimmesma. Fiqueiàespreita.LogoNoésepôsnomeiodassibilaseentrouabeberdaquelecaldorubro escuro.Ebebeuebebeuedançouedançouatécair no meiodelas,jásemroupa,embriagadoe desfalecido.Elasaliodeixaram,eseguiramcomseuscantosedançasmaisadiante.AfamíliadeNoé, cansadadaqueleespetáculo depravado,seafastara.Masumdeseusfilhosvoltoue,vendo o pai naqueleestado,foilogocontaraosdemais:

–Ei,ovelhoestádeporreaténãopodermais!Éumpagode!

Masosoutrosfilhos,vendoaquilo,seapiedaram.VieramecobriramNoécomumcobertor,

paraqueelecurtisseabebedeirapelomenosnoquentinho.Eseafastaram.

Pensei:

–Éaminhahoraeaminhavez! Fuiindo,asaanteasa,atéele,prontaparafurarosolhosdaqueledesgraçadoqueassassinarao meuSepetibaejuntocomelequasetudooquerestaradaCriação.Masaochegarjuntodele Meu coraçãotremeu!Oquevi?Apenasumvelhobêbado,maltratadopelavida,desprezadoporumde seusfilhos,odiado pelamulher,abandonado pelassibilas,roncando semparar,comumbafo de derrubarviventeelevantarmorto. –Queelefiquevivo,pensei.Aquisefaz,aquisepaga.Suamaldiçãovaisercontinuaraviver nestevaledelágrimas.Quevivamaisdetrezentosanosesoframuito,equevejaseusfilhose descendentes guerrearem uns com os outros, e se escravizarem mutuamente, e que morra de desgosto.Detodomodo,nadatrarádevoltaomeuSepetiba! Voeiparalonge,queriamorrer.Masotempofoipassando.ViqueJeovácumpriusuapalavra paracomNoé:defato recrioutodaaanimáliasobreaterra.Mascomumadiferença:osnovos animais não eram que nem nós, os da velha guarda: não falavam. Acho que para que não reclamassemporseremdominadospeloshomens.Somenteospapagaiosreaprenderamafalar:mas nãoconseguemdizermuito.Sãocicatrizesdonossopassado. Comonãohámalquesempredure,confessoque,apesardassaudadeseternasdomeuSepetiba, terminei reencontrando o compadre Corvo e com ele me acolherando.Éramos os dois únicos animaisfalantes,agora,sobreaterra.Enfim Voltaemeiameponhonostálgicaevoltoafalardostemposdaarcaedeantes.Maseleme interrompe,pedequenãofalemaisdaarcanemdaquelesoutrostempos.Eacrescenta:

–Nuncamais!

LIVRODASSIBILAS

(Cena:Noite.Aoredor deumafogueira,ascatorzesibilasquesaíramdaarcadeNoéestão sentadas.Bebemdovinhoquetrouxeram.Umaaumaseerguem,efazemsuasprofecias.Dascatorze sibilas, treze estão vestidas por mantos translúcidos que se agitam quando elas falam e vão do pescoçoaospés,deixandoosbraçosdescobertos.A14 a estátotalmentecobertaporummantonegro.)

Sibila1

–Nãotragonotíciasboas.NóssomosfilhasdoSoledossuspirosdeprazer denossamãe, Lilith,aeterna!Fomospoupadasdaságuasdodilúvioporquetrazemosemnossabocaosinaldos tempos.EuvejoaTerraatéoseuconfim,eotempodocomeçoatéoseufim.Jeováéumapalavra apenas,dentremuitas.OnomedeJeováéoMistériodosMistérios.EoMistériodosMistériosse ocultaatrásdemilnomes.Cadaumdessesnomesfoigeradoemnomedeseusfilhos.Emnomede cadaumdessesnomesoshomensguerrearãoentresi,esematarão,echafurdarãonosanguealheioe no próprio sangue, esquecendo que deveriam reverenciar o Mistério dos Mistérios.Os homens esquecerãooamoreapiedade,eemnomedosnomesqueinventaramparasiescolherãopríncipes ladrões,queamamapenasossubornoseoescorchodospovos,quecortejarãoosmaispoderosos lambendo-lhesasoladassandálias,episarãonospobres,nãofarãojustiçaaoórfãonemouvirãoa causadaviúva.Aocontrário,transformarãosuascidadesempocilgasedistribuirãoprebendase prêmiosaosqueoscortejarem.Não,nãotragonotíciasboas.

Sibila2

–Nãotragonotíciasvãs.SomosfilhasdaLuzedaTreva.ELuzeTrevaseconfundirão.Diavirá em que nesta terra chegará a Palavra do Mistério, na boca dele que bradará por compaixão, distribuirápãoepeixeaosquetêmfomeeclamaráaoscéus:“Pai,daipãoaquemtemfome,efome dejustiçaaquemtempão”.MuitosdirãoqueeleéoMessias,porqueeleandaráentreossimples, acolheráascrianças,asviúvas,receberáosleprososemseusbraçoscomamoreosbeijará,curando suasdores,eàcriançadoenteeletrarápazerepousoeesperançaparaseusolhos.Outrosdirãoque eleéímpio,eéladrão,equeentreladrõesdeveráserjustiçado.Ele,quetransformarááguaemvinho efarádesimesmoumalimento,beberádovinagrequelhedarãocomorecompensaesentiráo própriosanguecorrerentreseuslábiosrachadospelaviolência.Aindaassimeleseergueráentreos homenscomoaLuzeaSombradesuasesperanças,efarádaespadaumacruzderedenção.Masao redordessaLuzedessaSombraoshomenserguerãoedifíciosdepoder,efarãodacruzespadaque se erguerá pela Terra em nome da fúria e da opressão.Em nome do Cordeiro poderosos se transformarãoemBestassanguinárias.EmnomedoJustohaveráquemmatesempiedade,emnome doJustoconstruirãoaInjustiça,emnomedoLibertárioconstruirãoreinosdeescravidãoeódio,em nomedoHomemoprimirãoasmulheres,emnomedaigualdadeoprimirãoosdiferentes,emnome doamorconstruirãooódioaquemnãosejacomoeles.EsquecerãoaPalavradoMistério,masesses queassimfizeremficarãocomooscarvalhosqueperdemasfolhasnoinverno.Diantedoespelhose verãopoderosos,masserãodesertospordentroepútridoscomoaságuaspodres.Não,nãotrago notíciasvãs.

Sibila3

–Nãotragonotíciasdeconcórdia.SomosfilhasdaTerraedaSemente.Porterrasesementes haveráguerrassemfim.Apazserácomoumapequenapombacomumramodeoliveiranobico. Pobreedesvalida,elapercorreráomundoembuscadeumcantoparadescansar.Maspoucoslhe darãoguarida,águaealimento.OsfilhosdestaterradeHebromserãoperseguidose,desvalidos, serão confinados entre muros visíveis ou invisíveis. Serão apontados nas ruas, terão sua casa invadidaeseuscristaisquebrados.Seuscântarosserão entornadosentregargalhadas,elesserão reunidos como gado em grandes carros e levados para campos de extermínio.Dirão que eles emporcalham a terra,fazem dano aos outros,tomam suas terras,seus trabalhos,dirão que eles assassinaramDeusequeporissomerecemtodaamaldadequeaelesfizerem,porqueparaelesa maldade sofrida será apenas justiça. Porão estrelas de maldição em suas roupas, e poucos os defenderão.Poucossobreviverãoaesseholocausto.Mas,dentreaquelesquesobreviveremeseus descendentes,haveráquemqueiratomar aterraeassementesdeseusprimos,econtraestesse voltarão.Em nome da maldade que eles e seus pais e avós sofreram justificarão maldades que venhamafazer.Edentreseusprimoshaverátambémquemuseomalparajustificaromal,ehaverá os que usarão até seucorpo como arma de destruição,tirando sangue do sangue,mal do mal, ruindadederuindades.Eolamentodeviúvaseórfãos,paissemfilhosefilhossempaiscobriráas terras,atravessaráaságuas,esperando ouvidosqueouçam.Concórdianão haverá,essaéminha notícia.

Sibila4

–Nãotragonovasdeesperança.SomosfilhasdoSonhoedaProfecia.Emnomedesonhos,os

homensseentregarãoàvolúpiadospesadelos;emnomedeprofeciasconstruirãoaidolatriados

espelhos.Criarãocidadesdeangústiaepodridão,emporcalharãoaságuaseoar,cobrirãodefumaça

oscéus,respirarãoenxofreefarãochoverchuvasvenenosas,tornandoestéreisplanícieseplanaltos,

terrasemaisterras,construirãoaaridezondeanteshaviafertilidade,efertilizarãosuasfazendascom

sementesdaninhasquetrarãodoençasquenemsequerimaginamos,nósmesmas,sibilas,quetanto

podemosveraliondeoutrosnadaveem.EmbuscadaProfeciaconstruirãotorrescadavezmaisaltas,

comosepudessemchegaràsalturas,disputandoqualseráamaisalta,qualseráamaisbela,para

depoisdestruí-lasnofurordesuasguerrasereconstruí-lasmaisaltas,desafiandonuvens,edirãoque

nissojazasementedofuturo.Deixarãodeseespelharnaságuas,nosolhosunsdosoutros,para

veremapenasaimagemdosseuspesadelosdegrandezaedesafiosaoscéus,confundirãoamorcom

orgulho,paixãocompoder,desejocomambição,eassimameaçarãoaprópriavidadeondevême

quepoderiamprover.Esperanças?Nãoasvejoentreminhaspalavras.

Sibila5

–Eunãotragonovas.SomosfilhasdoRelâmpagoedasEstrelas.Olhoparaestasterras,estes

ares,estesrios,omarmaisadiante,enadavejoquenãosejamestemar,estesrios,estesareseestas

terras.MinhaPalavratrovejaaqui,amaldiçoaagora,trazasolidãoeternadosespaçosinfinitospara

pousarnosolhosdequemmevêepenetrarnosouvidosdequemmeouve.MinhaProfeciaéesta:

corposfomosatéaqui,corpossomosecorposseremosatéomomentodenosdissolvermosnaterra, finalmenteabençoadospelapazuniversal,pelossilênciosestelares.ACriaçãoéumcorpo:semove, encolhe,sedilata,desperta,adormece,nadapassa,tudosetransforma.Otempoéumailusão.Tudoé. Eésempreaquieagora.Sedestruirmosumrio,umlago,umacampina,umafloresta,nadaháque venha a redimir isso. As árvores queimadas não retornarão à vida. As crianças mutiladas ou assassinadasnãoserãoredimidaspelasquenasceremdepois.Oprantodaviúvanãoseráremediado pelochorodonascituro.Aflorpisadanãoestaránaraizquerenascer.Asperdassão.São,sãoesão.

Nadadenovosobosol,ousobalua,éoquetragoparadizer,emecalo.

Sibila6

–Asnovassoueuquemtraz.PorquesomosfilhasdoFogoedaÁgua.EoFogoeaÁguasãoos sinaisdatransformação.Otempoexiste,sim.Maseleparecemaisumarcodetocarvioladoqueuma flecha:vaievem,vemevolta,dávoltaseseenroscacomaserpentequedáobote.Otempotraz surpresas,sim,irmãs!Vejoumabolaperdidanoespaço,adarvoltassobresimesma,enessabolaos homensnavegam,cruzammares,conquistamterrasunsdosoutros.Ofilhoseráseparadodamãe,o jovemdoancião,oirmãodairmã,omaridodaesposa,homensbrancosporforaetrevosospor dentro arrancarão famílias desuaterranatal eas levarão paralonge,paratrabalhar aterra,as plantações,asrodasepedrasdemoinho.Esseshomensesmagarãovidasinteirascomoseesmagam plantasesementesparaobter-lhesosumoeafarinha.Otempopodeseramargocomoovinagreeo fel.Mashaveráquemseergaemnomedosdesvalidosehaverádesvalidosqueerguerãoacabeçae olharãoparaofuturocomdesejosdeliberdade.Tudopodemudar.Essaéanovaquetrago,eu,filha, comominhasirmãs,doFogoedaÁgua.

Sibila7

–Eu,comominhasirmãs,soufilhadoSaledaPedra.Osaléfecundo,sedissolvenaágua, protege a água.Na seca, o pastor previdente dá sal para seus animais, e assim eles têm mais resistência. A pedra é o símbolo da resistência. Se uma marreta a fende, a pedra vira duas. Esmigalhada,elasetransformaemmilharesdepequenaspedrasindestrutíveis.Pó,aindaassimela resiste,invisívelparaquemnãoconheçaasuacoragem.Háquemaprendacomosaleapedra.Ouse deixadissolverparagarantiravida,ounãosedeixaabater,mesmoseamarretaaparentementea destrói.Nãosepodeagrilhoarosal,nãosepodedissolverapedra.Osalbrilhananoite,aescuridão dapedraressaltadedia.Eisanotíciaquetrago,háquemaprendacomosaleapedra.

Sibila8

–EusoufilhadaLãedaAgulha,quesãonossasmãescomuns.Elas,compaciência,tecemo tecido dosdias.Vejo mulheresdelãeagulha,epaciênciasofrente.Mulheresaquem tudo será negado:avoz,apalavra,afecundidadedoprazereatéoprazerdafecundidade.Maselascontinuarão atecerotecidodosdias.Elastrarãonoventre,nosolhos,nasmãos,osvéusdofuturo.Despertarão insonesnomeiodanoiteecomseusgritoschamarãoaaurora,deseuspeitosfecundosnasceráo finofiodavida,omantocomqueprotegerãoseucorpodehomensvacilantesemsuastorpezas. Cheiosdevingança,haveráhomensquetentarãosilenciá-las,esquecê-las,condená-lasàsgalésda eternaservidão.Masissodenadaadiantará:ogritodessasmulheresdevassaráoinfinito,reviraráos céus,deusesserãodestronadosporcausadesuasededejustiçaeliberdade.Vejodiasfrementesno futuro,eu,filhaemãedasquetrabalhamcomaLãeaAgulha.

Sibila9

–EusoufilhadoCinzeledoArado,quesãonossospaiscomuns.Haveráquemqueirasepararo AradodoCinzel,deformandomãosparaquesópossamempunharumououtro,masnãoosdois. Quemempunhar o cinzelterápésdebarro,quesequebrarão seelequiser arar aterra.Equem empunharoaradoteráasmãoseosdedostãogrossos,comseuscalos,queocinzeldelasedeles cairá,sequiser empunhá-lo.Aosprimeirosseránegado o prazer deproduzir o alimento eaos segundosseránegadooprazerdelereescrever.Ehaveráquem,commãossóafeitasparaempunhar asarmas,comabocasódesenhadaparadar ordens,pretenderádestruir quemquiser mostrar ao acorrentado ao arado a beleza da escritura e do desenho, e haverá quem destruirá aqueles que

quiseremensinaraocinzeladorabelezadearar.Eassimcorrerãocinzeladoresearadorescomorios separados,entreguessomenteasuasfainas,sempensar emerguer acabeçaeolhar por sobrea represaqueossepara.Éoquepredigo,eu,comovósoutras,filhadoCinzeledoArado.

Sibila10

–Somos,sibilasdeSião,Hebrom,Judeia,Samaria,irmãsdeoutrassibilasdedistantesterras outras, sibilas negras, sibilas de pele acobreada, sibilas de olhos de amêndoa, do Oriente e do Ocidente,doaltodasmontanhasedosconfinsdomar,filhastambémdoOlharedaPalavra.Ardem lágrimaseflechasnoolhar,ardemgargantaseouvidospelasededaspalavras.Haverámuros?Os olharesosatravessarão,aspalavrasosderrubarão.Porqueolharesepalavrassãopunhoserguidos contraoscéusdainjustiça.Olharesepalavrasdevassarãosótãoseporões,comoaríetespalavrase olhares derrubarão fortalezas e arrebentarão correntes, clamando por luz, ar, alimento, voo, clamandoqueosuorqueperleastestasnãodevaconstruiraguerraesimapaz,apalavraespocando nasbocasnãodevaglorificarovencedoreesquecerovencido,oolharnãodevaolharapenasa estátuaouo templo eesquecer quem osconstruiu.Haverápalavrasardentesqueincendiarão os corações e olhares fulgurantes que incendiarão as palavras. E nós, sibilas irmãs de todos os quadrantes,celebraremosaPalavraeoOlhar.

Sibila11

–NóssomosasSibilas,descendemosdo Simedo Não.Por nosso corpo passamtodosos espantosdouniverso.Olhamosparaocéunoturnoevemosalémdonegror.Olhamosparaocéu diurnoeoseuazulparanósétransparente.Aceitamosofluxodavidacomoelavemetomaforma emnossagargantaparalembraratodostodasasformasqueofuturopodeter.Profetizarélembraro futuro,comoascriançasselembramdoquequeremser.Somosascriançasdacriação,podemosdar asmãosedançaremtornodessafogueiraatéoamanhecer.Somosasporta-vozesdaalegriadeviver. Mastambémsabemosnoscalar.Nadadiremosaquembafejaoódio:oódiocontraascrianças,o ódiocontraasmulheres,oódiocontraosoutros,oódiocontraofuturo,oódiocontraamudança,o ódio contra a vida e seu transbordo de maravilhas. Perante esses ficaremos em silêncio, amaldiçoaremos sua alma para que padeçam com o verme do remorso que lhes corroerá as entranhas,ecom o fogo desuastripasqueexorbitarádeseusolhosem cuspidasrepulsivasde lágrimasdelavaescorrendoporseucorpo,fendendoapeleemferidasincicatrizáveis.Somosas filhasdoSimedoNão,daLágrimaedaLava.

Sibila12

–Comominhasirmãs,soufilhadoJuncoedoRio.Curvo-meàsabedoriadaságuas,deixo-me

acariciarpelospeixesemdesova,saúdoofrenesidasbolhasquesaemdesuasbocasenquantose

unemporsuasbocassugandoseuprazer.Ouçonaságuasasabedoriadasfonteseapaixãodafoz:

entrego-meavolúpiadosalquepenetraaságuasdocesnoencontrodasmarésedeixo-melevarpelo

tropeldaságuasquenascemdasterrasedesaguamnomar,nosangradourodascorrentesquevãoaté

oíntimodosoceanos.Tambémacatoemminhapassagemasabedoriadojunco,fincadoaobarro

fértilenquantoaságuaspassamligeiras,ojuncoquesemeiajuncos,quenascedaságuasevoacomo

cabelosdemulheraovento,lançandoumacançãodeassoviosquesuavementeaçoitameseacolhem

noouvidodospescadores.Ouçam,osqueescutaremomeucanto,amigraçãodoRioeaseivade

raizdoJunco,eu,aSibilamãedepeixesnociodoprazeredafecundação.Edigoqueaofimdos

temposoHomemamaráoHomememtodasasformasdeamor!Eoanjosefarádemônioeo

demôniosefaráanjo,edançarãonafozefontedostempos.

Sibila13

– Novas? Sim, novas:somos filhas do Triz.O Triz é completo e aberto.Tem tudo.Tudo aconteceporumTriz.NascemosoudeixamosdenascerporumTriz.Morremosoudeixamosde morrerporumTriz.SomenteoImortalnãoconheceoTriz.Paraele,tudoéumaexplosãocontínua domesmoconhecimentoinfinitoeeterno.PorissooImortaldesconheceoPrazer,desconheceo blefe,desconheceodespertareoadormecer.PorissooImortaltevedecriaroPovodoTriz–os humanos–osqueestãosempre,ricosepobres,jovensouvelhos,perdidosouachadosnoslabirintos daexistência.PorquetudoéporumTriz:oamor,apaixão,oencontroouodesencontro.Reinose reismergulhamnoesquecimentoporumTriz.Haveráumreiquedesapareceránabatalhaporum Triz.Haveráoutroquenelamorrerá,masninguémficarásabendo,por umTriz.Naçõesinteiras passarãoaexistireoutrasdesaparecerãoounemvirãoaserporumTriz.Tudoénovosobreaterra, porquetudoéporumTriz,eoTrizétudo.Essaéanovaquetrago,eu,nós,filhasdoTriz. (Atéessemomento,aúltimaSibilapermaneceraocultasobseumantonegro.Agoraelaseergue eoarrojadesi.Desnuda,elaseaproximadafogueiraesacodeacabeleiranegra.Diantedofogo,sua pelemudaconstantementedecor,ficandorubra,branca,negra,parda,violácea,dourada,todasas coresocupandoaomesmotempopartesdiferentesdeseucorpo.)

Sibila14

–EusouAquesou.EusouQuemeusou.EusouaMulherquenãonasceudeMulhernemde Homem.EusouaverdadeirametadedeAdão,aquecomelefoicriadadopóedocuspedoImortal. EusouLilith,adachamaqueardepelosolhos,adacarneinsaciável,eusouoRubieaEsmeralda.Eu souoRessentimento,oÓdio,oCiúme,aCoragemeaOusadiasemRemédio,Aquelaqueveiopôr FogonoUniverso,trazer-lheosBuracosNegroseInsondáveis,ondeaMatériasedestróieserecria. Eu sou o Verbo Desencarnado, e eu profetizo: dia virá em que o Mundo poderá terminar em EscuridãoePavor,VentoeTempestade.AsAreiasdoDesertoseerguerãoeencobrirãooCéueo Sol.Oshomens,aterrorizados,implorarãooPerdão.MasnãohaveráPerdão.Anãoser que se ajoelhem,desistamdeseuOrgulhoebeijemtodos,machosefêmeas,oMantoAzulqueumaMulher lhesalcançar.Porquesó essaMulher,emsuaFertilidadeCósmica,comseurosto negro,emseu Abraço Universal sem fim, poderá salvar o mundo da Desesperança. Ela juntará os espaços desunidos,eentãoapombadapazencontraráabrigonacopadapalmeira.ÉoqueEu,Lilith,a Desmedida,profetizo.

(Lilitharrojaseumantosobreafogueira,queseapaga,mergulhandotudonaescuridão).

RELATÓRIODOQUERUBIMEZAZIEL

AoDiviníssimo,Altíssimo,Tudíssimo,

EssencíssimaSomadeTodososPoderes.

Assunto:AdestruiçãodeSodomaeGomorra,acontecimentoscorrelatoserecomendações.

Caráter:Secretíssimo.

MuitoPrezadaVossaDivinessência.

Em cumprimento aos meus designados deveres, entre eles o de relatar a Vossessência tais acontecimentos,passoacomporestasmaltalhadaslinhas. NãoquerodizercomissoqueVossemerêncianãotenhaconhecimentodetudodeantemão,só estouquerendocumprircomoprotocoloestabelecidodesdequenossas,aliás,VossasForças,sobo comando do Arcanjo São Miguel,derrotaramo Eixo do Malcomandado por Lúcifer,Satanáse Belzebu. LembroquenossoÓrgãoSuperior,aCIA(CentraldeInteligênciadosArcanjos)determinou quenossodepartamentoespecializado,oFBI(FórumdoBemparaInvestigação)organizasseuma missãodelevantamentopréviodeinformaçõesnaregiãoque,potencialmente,seriaalvodeuma então futuraintervenção denossaUsaf(ForçaAéreaSoberanaeUnificada),suasiglaemnosso códigosecretodeinversões.

Oobjetivodessamissãoeraconfirmarinformesdenossosagentesinfiltradosdequenaregião-

alvohaveriaaliadospotenciaisquenãoestariamsobinfluêncianemdomíniodosinimigosdonosso, querodizer,doVossoRegimeDivinocrático. Procedendo-seaescolhadaforça-tarefa,foielacompostapormim,capitãocomandante,epelos sargentos-querubinsSelatieleMisoel. Oprimeiropassofoinoscamuflarmosdemodoaassegurarquenossaverdadeiraidentidade não comprometesseo objetivo daação.Isso não foifácil,dado o tamanho denossasasas,mas tivemos sucesso.Eu me disfarcei de corcunda, Selatiel carregava um saco nas costas e Misoel colocou nos ombros um estofamento e vestiu uma manta com um furo no meio, na altura do pescoço,chamada“poncho”,demodoaparecermuitomaisombrudodoqueera.Concertamosque nosapresentaríamoscomocomerciantesdeazeitedadistanteterradeUr. O segundo passo foi nos dirigirmos ao campo do levantamento e alvo da futura ação libertadora.Partimosaoraiardosolechegamosaoprimeiroobjetivocomosolapino.Foilongoo percurso,porqueparamantermosnossacodidentidadenãopodíamosvoar,tínhamosdecaminhar. Inclusive,paraparecermosmesmocomerciantesnessestemposprimitivos,tínhamosdechegarcom assandáliascheiasdopódoscaminhos. Nossoobjetivoprimeiroera,nacidadedeSodoma,investigarseumcertoLódeTalcoincidia comadescrição denossosagentesinfiltrados,como sendo elemento forado nefasto círculo de influência de nossos inimigos, e se, a partir de sua casa, poderíamos organizar uma célula de

intervençãonaáreadesignada. Quandoentramosnacidade,logonotamosque,apesardodisfarce,nossapresençadespertava uma grande curiosidade entre os passantes, que se voltavam para nos observar, e alguns mais ousadosnosdirigiam estranhosassovios.Depoisdescobrimosque,peloscostumesexóticosque essesnativostinhamdesenvolvido,osassovioseramumaespéciedeconviteparanosjuntarmosa suaspráticassubversivasedeguerrapsicológicaadversaemrelaçãoàmoraleaosbonscostumes. FomosàcasadessetaldeLó,quenosrecebeucomsuaesposaesuasfilhas,emnúmerodeduas. Asfilhas,esclareço.Elenosrecebeucomossalamalequesdecostume,issodelavarpés,oferecer bolos.Nós querubins não precisamos comer nem beber, mas assim fizemos para não despertar suspeitassobrenossaverdadeiraidentidade.EueSalatielcomemoscomfrugalidade;Misoel,no entanto,fartou-seàlargaepediumais,etambémtomoucomvontadeo vinho queLó ofereceu, estranhapremoniçãodoqueviriadepois. FoiquandonotamosqueumgrupodeelementossuspeitosseconcentraranaportadacasadeLó. Umdelesseadiantouebateuàporta.Disseentãooelemento:

–Ló,queremosqueosestranhosaquivenham,paraquenóspossamosfazeraquilocomeles.

PoraquiloVossaDivinessênciapodemuitobemimaginar,jáquetudosabeis,oqueelesqueriam

dizer.EueSalatielnadadissemos.MasoMisoelfalou:

–Queseráissodeaquilo? Eudei um cutucão com o cotovelo nacostelamingadele.Masnão adiantou.Elerepetiua pergunta,alto.Euochameinocantinhoedisse:

–Misoel,vocênão viuosfilmesno seucurso deformação como agente00Q,Zero-Zero- Querubínico? –Filmes,quefilmes? Aí,MagníficaDivinessência,eupercebiasdeficiênciasdenossaUSP(UniversidadedaSapiente Providência).Maseudisse:

– Os filmes que nossa Magnifiquintessência permitiu a produção, a partir de Sua Sagrada Onisciência,oqueincluilugaresfuturoscomoHollywoodeCinecittàsobrecertaspráticashumanas, como,digamosassim,osexo,ouopôralgonomeiodali,entende? – Não, não vi. Quando eu fiz o curso de Formação, o céu inteiro estava convulsionado administrandoumtaldeDilúvioUniversal.Agentesóviuunsquadros,emretábuloescavadona madeira,emqueapareciamostaisdeAdão,Eva,CaimeAbel. –Bom,agoranãoadiantadiscutir,eudisse.Éoseguinte:quandoelesfalamfazeraquilo,eles queremdizer pôr aquele,entendeu,não naquela,quesóasmulherestêm,masnaquilo,quetodo mundotem,sacou? Fora,oelementoinsistia,batendonaporta. –Queremosfazeraquilocomeles,Ló.Nãosejaegoísta.Nãoguardeosrecém-chegadossópara você.Repartaconosco. Lóestavaperturbadíssimo.Gritouparafora:

–Nãofaçamisso!Essesviajantesnãosãooquevocêsestãopensando!(Achoqueelepercebeu queméramos.)Issotudovaidarmerda!Euvouperdertudoaqui,meusrebanhos,minhahorta,meu jardim! Olhem, eu vou fazer uma proposta. Uma negociação. Tenho aqui minhas duas filhas, novinhas,intocadas.Vocêspodemsefartarnelas,masdeixemessesrecém-chegadosempaz,senão vocêsvãocomerdopãoqueodiaboamassou.Eeu,daspedrasqueelecuspiu! Nessaaltura,umadasfilhasdeLófalou:

–Quevergonha,pai!Comopodeproporisso?Vocênemnosconsultou!

Masaoutra,amaisnova,gritouparafora:

–Topo!Vocêspodemfazercomigotudo,inclusiveaquiloyotrascositasmás!Uêba!

Masamassaláforaestavaensandecida.Oelementonaportacontinuoubatendo,gritando:

–Nósqueremostudo,então,evamosinvadir!Estamoscansadosdenósmesmos!Nomomento,

nóssomosossem-aquilo.Evamosentrar.Queremosaquilo,aquela,aquilaeaqueloeaqueloutro!

NessaalturaoSalatielmecutucoudebaixodaasaedisse:

–Éhoradeagir.PlanoB.Manual,pedra19,linhatalhadaX12.

Nãohesitei.Abriaportaelanceiumaboladefogo–umagranadadeluz,seVossetereassência mepermiteapalavra–parafora,quecegoutodomundo.DisseaLóquenósvoltaríamos,queele empacotassetudoesepreparasseparapartir.CateiSalatieleMisoelpelamãoesaímosdefininho,no meiodafumaçaqueminhaaçãotinhacriado.FomosparaGomorra,investigarasituaçãoporlá. Arecepção emGomorrafoimuito diferentedaquelaemSodoma.Pracomeço deconversa, Gomorratinhaumportãodeentradaeummuroaoredor,coisaqueSodomanãotinha.Noportão, umguardanosrecebeue,depoisquenosapresentamoscomocomerciantesdeolivaseazeites,ele dissequenosencaminhariaàpresençadeSuaMajestadeHermaIparatratativas.Jáacheiestranho aquilodehaverumarainhamulher,masenfim,comosediznocéu,cadanuvemcomseuuso,cada estrelacomseufuso. Fomos ao palácio da rainha, e ela nos recebeu com seu manto coberto de joias. Fiquei impressionadocomsuaaltura,bemmaiordoquequalquerumdenós,epeloaparenteavantajadode suasformassobomanto.Elanosdisse,comumavozrouca:

–Quequereisdenossaterra,óviajantes,equetrazeisdevossaslonjuras?

Elanosolhavacheiadeolheiras,olharesepiscaresdeolhos.Mas,intrepidamente,continuando

nossopapel,falei:

– Nobre Majestade, somos negociantes de olivas e azeites, secos e molhados, produtos de armarinhoetc.etc.equeremosintensificarovarejoeoatacadoentrenossasterras! Eelaretrucou:

–Lorotas!Euseimuitobemquemvocêssão!Nãomevenhamcomissodecomércio.Vocêssão

anjosdoServiçoSecretoCelesteevieramaquibisbilhotarnossasterras,issosim!Maseuvoudar

umachanceavocês!

AíelapiscoudemodoprovocativoparaoMisoeledissecomavozmaisroucaainda:

–PoracasovocêssãoamantesdosPrazeresParadisíacosedasTentaçõesInfernais?Mmmm MeunomeéHerma,maspodesmechamardeFrodita Nesse momento abriu-se uma cortina por detrás dela e entraram pelo salão dançarinos e dançarinascomtarolaseflautins,eàmedidaqueiamentrandoassuasroupasiamcaindoeeles entregavam-seatodo tipo deperversão quesepossaimaginar,todosetodaspondo tudo o que tinham,seusaquelesnãosónaquelasenaquilos,mastambémalhuresealgurespeloscorposafora,e osdedosentravam em cena,eeram homensnoshomens,homensnasmulheresemulheresnas mulheresemulheresnoshomenseaostrêseaosquatroeaosborbotõessemparar,meubomJeová deMatosinhos,masopioraindaestavaporvir.Elafoifalando:

–SeiquevocêsestiveramemSodoma!Aquiloláéumanonadapertodissoaqui.Láéuma república,umameraputaria,umaanarquia.Aquinão.AquiimperamaOrdemeo Progresso,o MétodoeaFormação!Nossopovoétreinadodesdecriançanasnossasescolas,começandocomas matérias Incesto IeII,depois vêm as Fratrias deIaIV,Masturbatio paraPrincipiantes eentão começamasEspecialidades:FrutaseLegumes,CobraseLagartos,PeixeseAves,RebanhosI,IIeIII, ouOvelhaseCabras,Vacas,TouroseCavalos,CameloseDromedários,eporaívaiatéchegarno Diploma Máximo Summa cum Laude, Sexo Multiplex Avançado. Mas não estamos satisfeitos, queremosagoraintroduzirumanovadisciplina,oSexodosAnjos Oquemedizem? Eugritei:

–VadeRetro,Satã!VôteCobraTutufumTreisVez!MeupaiOgummeprotege!(Desculpe,

Altíssimo,nessashorasvaletudo.)Arreda,Capeta,Cafu,ArrudanasTuasVentaseUrtiganoteu Nemtivecoragemdeterminar. –Ahé?!,disseaRainha.Poisentãovaiter! Numátimoeladeixoucairomantoenossa! CruzCredo!(Desculpeaantecipação.)Aquiloera o corpo mais lascivo que já vi, se torcendo que nem cobra na fogueira, porque de seu corpo enegrecidoecobertopor umapelugemfofasaíamchispaseseusolhosbrilhavamenquantoseus requebrossacudiamseusseiose,oh!MeuDeus(desculpeaintimidade,masdepoisqueagentetalhaé duroapagar),ela,ouseria Oquê?AquilotinhanomeiodaspernasumAQUELEmaiúsculo,maior do queo deum,não,o detrêscavalosjuntos,elogo embaixo umaAQUELAquepareciauma fornalhapeludadetantoquelatejava!E,paracompletar,elatinhaasasdedragãodascostas,que desdobroudeixandocairnovasfagulhasedecimadoseuAQUILOsaíaumrabãocompridoquese torciatodoeterminavaemseta! Eratãohorrendodeseverqueagentenãoconseguiadesgrudarosolhos,ecertamenteascoisas acabariammalparaonossolado,apesardenossasânjicasqualidades,nãofosseoMisoelentrarem transeeemcena.Seusolhoscresceramdemaisdedemasia,elesacudiuomantoeasombreiraspara longe,rasgouorestodasroupasdecomerciante,desdobrouasasonaseproduziuumventoterrível, e,enquantodeixavaverosexomaisavantajadoquejáviemanjo,eletrovejoucomumavozque parecia,naverdade,saídadoinferno:

–Sevocêquerbrigar,eachaquecomissoestousofrendo,seenganou,meubem!Podevir

quente,queeuestoufervendo!

Daíeleassoprouligeironomeuouvido:

–Mandem-sevocês!Euseguroessabiscaouessebiscoaqui!Enãoolhemparatrás.Cumprama missão! Eleentãoavançoucomasasonasabertaseseatracounabruaca,eaquilofoiumacoisaterrível desever,porqueeunão aguenteieolheiparatrásenquanto voavacomo Selatielparaforado PalácioedeGomorra.Naverdade,nãodavaparadizeroqueeleeapiranha–outubarão,seilá– faziam.Seeramesmoumpegapracapar(desculpealinguagemchula,masnãohácomodescrever aquilodeoutrojeito)ouseeraaesfregadeamormaisinfernalquejáseviuevaisevernaCriação. Elesseagadunhavamcomtamanhavontade,ebabavam,eseenchiamdegosmasefagulhas,ese penetravamcomtodososseusaqueles,aquilos,aquelasemaispronomesdefinidoseindefinidosem todososburacosdeseuscorposegemiamatéhojenão seisededor oudeprazer e,ai,Jesus! (desculpedenovoaantecipação,masnãoaguento),oqueelefaziacomaspenasdeseusasõese Elelacomapontadoseuraboeradefazercoraramaismeretríciadasmeretrizes!Elelanãodeixava deterrazão:Sodomaeracafépequenopertodaquilo,enquantoaturmaaoredorcaíanumfrenesi danado,unstocandoastarolasatéarrebentareoutrosusandoosflautinspara NemVostalhoisso! Despacheio Selatielao céucomordensdeenviar nossas–desculpe–VossasEsquadrilhas Celestesparabombardear–desculpedenovo,querodizer–libertarSodomaeGomorradesuas tiranias–dossentidosououtras–eeuvoeiatéacasadeLóemandei-ossetocaremparaodeserto embuscadeoutrasparagensquealiopauiacomerfeio(desculpedenovoolapso),eaindadisse, seguindooconselhodoMisoel,queelesnãosevoltassemparatrás.Efomosindo,comaquelas filhasdelequerendosaberoqueiaacontecer,eamaisalarifadizendoquequeriatambémparticipar dafesta,efuitocandoatropaparalongeenquantosobrenossacabeçapassavamasesquadrilhas aliadasdequerubins-caçasequerubins-bombardeirosqueforamdespejandofogovivo,enxofree napalmsobretudoaquilo.Eunãoaguenteie,usandomeuspoderesdequerubimmevolteiparaolhar, evioquadromaishorrendo,emborapurificadorparaquemviratantopecado,quejávievereina minhavidaeterna,aquelasformashumanasejádesumanasseestorcendo,desossandoeesturricando nomeiodofogaréu enomeio,bemnomeiodaqueleinferno,aindaoMisoeleAqueleladançandoe

lutandoeseesfregandocomosefossemossoberanosdaqueladestruição.

Quandodeipormimdevolta,tudoseacabara,esóhaviadestroçosecadáveresfumegantese

esparramadosondeanteshouveraduascidades.MisoeleAquilaquelaquelatinhamdesaparecido.Foi quandorepareiemalgosemmovimentosaomeulado.Olheimelhore–SantaMãe!–eraamulher deLó,quetambémsevoltaraeficarapetrificadapelohorror quevira.Elaeraporosaebranca. Pareciasal.Provei,eeramesmo.Provadequehácoisasqueosanjospodemeoshumanosnão podem.Sentiumpouco deremorso,porqueseeunão tivessemevoltado elatambémnão teria.

no céu estiver sem pecado (não incluo Vossesseressência nisso) que me atire a

primeirapena. Porfim,SenhorAltíssimo,talhoalgumasrecomendaçõesfinais.PensoqueonomedeMisoel devaserriscadodosfuturosautos.Paraquetrêsanjos,sedoisdãocontadorecado,querodizer,da narrativa?EtambémrecomendoqueasdescriçõesrelativasaGomorrasejameliminadasdequalquer relato.OexemplodeSodomabasta.Quesemencioneapenasonomedaoutracidade. Ademais,essahistóriatodavaicontinuarentresacanagens,acomeçarpelasdasfilhasdeLó comopróprioLó,comadesculpadequeelesachavamquenãohavianinguémmaisnomundo.Eo reinodasacanagemnãotevemaisfim. Assim,despeço-mecomtodoorespeito,eatenciosamente,

Enfim Quem

Ezaziel,Agente00Q1doFBI,paraaCIAeparaoSenhordosExércitos.

HosananasalturasepaznaTerraaospoderososdeboavontade!

LIVRODEZEBOLIM,OESCRIBA

EusouZebolim,dacasadeLevi.OpatriarcademeuclãfoidosquevieramcomJoséparao Egito,embuscadediasmelhores.Elesforamficando,masdepoisdeumtempotudopiorou.OFaraó amigodeJosémorreu,Josémorreu,etodaaquelageraçãosefoi.EoFaraóqueosucedeudeude perseguir osdescendentesdeJosé,talvezporqueodiasseo pai,segundo nosexplicouumdouto doutordenossastribos,ebotou-nosnoserviçoduro:amassarbarrocompalhaefazertijolos.Ou entãoiràspedreirasetransportarunsblocosenormesdegranitoeoutrosmateriais.PorqueoFaraó queria que ele e seus descendentes construíssem coisas grandiosas, pirâmides, esfinges, estátuas enormes,colossos,eeleachavaqueviriamgentesdemuitoslongesparaveressasconstruçõese assimoEgitoganhariamuitodinheiro,trazidopelosforasteiroscuriosos.EsseFaraódeviadeser muito maluco para pensar numa bobagem dessas, mas ele assim pensou, e com seus soldados, feitoresecapatazesbotouoshebreusnacanga,ouacanganoshebreus,edesdeentão,portodos essestempos,oshebreustrabalhavamcomomouros.Ehaviamaisgentespegandonopesado:uns negroscomoanoite,outrospardoscomoobarro,terceirosdepeleacobreadacomooscrepúsculos escuroseaindaoutrosdeolhosazuiseatéunsdeolhospuxadinhosquenemumarisca,todosvindos detodolado,trazidosàforçadechicoteepontadelança,porqueossoldadosdoFaraóeramcutubas enãodavammolezaaninguém.Etodomundodá-lhequedá-lheaamassarbarroepalhaeamoldar tijolos,ouaarrastar pelasareiasdo deserto aquelespedrõesenormes,enquanto unsdoutoresde estiloepapironamãoescreviamcoisasefaziamcálculossobrecomoseriamostemplosepirâmides e esfinges e outras coisas perfeitamente inúteis.E era assim desde que José e o Faraó amigo morreram,assimdiziamosanciãosquechefiavamastribosdeIsrael,queassimpassamosanos chamar,embora,nessetempo,onomehebreutivesseviradoquasesinônimode“escravo”.Eescravo quemourejavacomopoucos.Enquantoisso,oFaraóesuacorteficavamnumaboa,mandandonos soldados, e os soldados também ficavam numa boa, mandando em nós. E os sacerdotes, que recolhiamgrãoseimpostosparaoFaraó,tambémficavamnumaboa,mandandoemtodos,àsvezes aténoFaraó.Sónósalinadurindana. Euexpliqueiissoapenasparacomporamolduradoquadro.AindabemqueestivemosnoEgito, apesardatrabalheiraquenoscoube,porquepelomenosnaquelaterraadiantadaeupodiaescrever comestiloepapiro,ouemtabuinhascobertascombarrofresco,enãoterdetalharapedracomo meusantepassados.Eusouumescribadaúltimageração.Assimpossomedaraoluxodeescrever estas metáforas:“compor amoldurado quadro”.Temos atépoetas entrenós.Escravos poetas , imaginem,sónumpaísdeprimeiraeadiantadocomoeraoEgito,verdadesejadita! Mas voltemos ao quadro. Como escriba, fui chamado às pressas por meu tio Arão para secretariarumareuniãosecretaqueacontecerianaquelanoite,nacasadoconselhodosanciãos.Lá chegando,vique,apesardareuniãosersecreta,acasaestavaabarrotadadegente.Seelativessepelo menosumajanela,agentediriaquetinhagentesaindoporela.Masjanelaeracoisadecasaderico, oupoderoso.Ealininguémeranemumnemoutro.Emboraalgunstivessemavidamaisfácildoque outros:unsatécomerciavamcomosegípcios,outrosarranjavamcomida,vestimentaseremédios, atévinhoparaosdemaisescravos,outrosainda,comoeu,éramosescribaseescrevíamoscartas,ou

fazíamosacontabilidademediantepagamentoestipulado:éramosassimuma“classemédia”,como

ouvidizer.Maseratodomundohebreuigual,oupelomenosmeioigual.

Areuniãocomeçou.Arãotomouapalavraedisse:

–TodosaquiconhecemmeuirmãoMoisés,quedehámuitofugiuparaodesertoeagoraestáde volta.TodossabemtambémqueelenasceudemãehebreiadacasadeLevi,equeela,temendosua morte,colocou-onumacestadejuncoeeleflutuouatéacasadafilhadoFaraó,que,nãotendofilhos, tomou-odaságuaseocriou.Eele,jáadulto,sendofavoritodoFaraó,surpreendeuumsoldado maltratandoumdosnossosedeu-lhetalsovaqueelemorreu–osoldado,claro.Eporissoeleteve defugireficounodesertoalémdomonteSinai,elácasou,tevefilhosetal,ecriourebanhose coisasmil.MasvaidaíqueoSenhorlheapareceuelhedeuamissãodenoslibertar,eeleagoraestá aquietemmuitoadizer.Porisso –Seeletemmuitoadizer,porquenãodizelemesmo? Arão parouaarengaeolhoufurioso paraquemdisseraaquilo.Eraumjovemdosnossos, hebreutambémcomotodomundo,masconhecidoporseutemperamento,digamos,rebelde,epor ser tremendamentecríticodetudo.Nósochamávamosde“JovemMárques”,porqueeleficavao tempotodoa“marcar suaposição”,comodizia,semprediferentedadosoutros,easpessoasjá gozavamdelequandoeletomavaapalavra,ediziam:“poisentãoquemarqueslogoatuaposiçãoe váverseestamosemSião”.Apesardejovem,tinhaumabarbaalentadaeumtomgravecomosefora umancião. A interrupção do Jovem Márques causou constrangimento e furor entre os anciãos, mas despertousimpatiadogrupodejovenscomquemelesempreandava,inclusivedealgumasjovens que tinham um comportamento às vezes atrevido e irresponsável, eram respondonas e sempre causadorasdequizíliasedesavenças,comooJovemMárques.Usamunsnomesestranhosentresi, nãoosnomesregularesecomunsdaquidoEgito,comoOm,Zebulom,Zifiom,ZilpaeEí,Issacar, Quéops, Quéfren, Miquerinos. Não! Eles querem ser diferentes, e inventam nomes de guerra estranhíssimos,comoFriedricheKarl,VladimireBronstein,OssipeMaiakovski,Luxemburgae Olga,RuizeErnesto,e–imaginem!–LuísCarloseAntonio!Essesúltimosentãosãodemorrerde rir!Osdessegrupinhoestãosempreconspirandoentresieusandopalavrasquesóelesentendem:

“proletariado”,“mais-valia”,“acumulaçãoprimitiva”,“omodohindudeprodução”,“ofetichismo

dascommodities”,eoutrasquedevempertenceraalgumaestranhalínguamortaouaumdialeto

remotodealgumatriboperdidanotempoenoespaço.

MasoArãonãoseperdeuecontinuouaarenga:

–Todosaquisabemquemeu–desculpem–nossoirmãoMoisésteveumainfânciaatribulada! Foijogadon’águaquaselogoquenasceu,comtrêsmeses!Foirecolhidoporumamãemadrasta,e dopovonossoinimigodeagora!PobreMoisés!Isso,meusamigos,deixatraumas!Traumas?Sim, traumas!OlhemonossoirmãoSigismundo,doclãdosPsiqueus:eleexplicaisso!Nãoé? DoladodosPsiqueus,umvelhinhobarbudoselevantoueacenouquesim. –Éaidealizaçãodosegundonascimento ,elecomeçou.MasoArãocortou. –Obrigado,RabinoSigismundo!,disseoArão,comsuavervenatural.Econtinuou:

–Todossabemquemeuirmão,desculpem,nossoirmãoMoiséségago!EstánaBíblia!

Umdosanciãosselevantouedisse:

–Noquê? –Nosnossospequenosrolinhos,disseArão.Essesquenuncafarãosucesso,nuncavenderão exemplares suficientes para pagar quem os escreva. Esses rolecos que diante das arquiteturas grandiosasdosnossosinimigoscertamentedesaparecerãonopó. –Mas,então,oque,portuaboca,dizoirmãoMoisés?,perguntouoanciãodosanciãos. EArãorespondeu:

–MeuirmãoMoisésesteveemconversaçãocomJeová,oSupremo,nasencostasdoMonte Sinai.EoSenhorlhefalouparanosfalarquedevemosdeixarestepaísparaprocuraranossaTerra Prometida,do outro lado do Mar Vermelho.Devemosprocurar o Faraó emanifestar essanossa vontade.AprocuradessaTerraPrometidavaidemorar,masvaleráapena. NessaalturaoJovemMárques–comoeradeseesperar–seinterpôs. –Pensoqueissoéumequívoco!OimportanteéenfrentaropoderdoFaraó.Derrubá-lo.Para isso,precisamosdetodososescravos,nãosódenós,oshebreus.Podemosinclusivecontarcoma sediçãodealgunssacerdotesemembrosdacortedescontentes.Jácomeceiaredigirummanifestoa

respeito.Começa assim: “Escravos de todo Egito: uni-vos! Nada tendes a perder senão vossas

cadeias!Umaanálisedaconjuntura

”.

MasoArãoquaseteveumataque:

–Para!Para!Podeparar,JovemMárques!Issonãovaialugarnenhum!Setirarmostodosos escravosdo poder do Faraó,não poderemospartir.Bemsevêquetunão terásjamaisideiasde futuro!Unir osescravos!Quebalela!Eaindajuntar comelessacerdotesenobres,erasó o que faltava!Daquiapoucojávaisestardizendoqueépossívelconstruirumasociedadesemquealguns homenstrabalhemparaoutros!Ésumparvosemfuturo,tueteuscomparsas!Quedizeis,óanciãos?! Parafalaraverdade,osanciãosjáestavammeiodormindo,masumdelesfalou:

–Arão,acasoháoutraescolha?Porquenosperguntassobreoquejáestádecidido?SeJeová

falou,estáfalado!VamosparaaTerraPrometida!EseoJovemMárquesquiserficar,quefique!

Inconformado,ojovemMárquesgritou:

–Umoutromundoépossível!

Eleeseusasseclassaíramdasala,cantandoumcânticoincompreensível:

Depé,óvítimasdafome!

Depé,famélicosdaterra!

Daideia,achamajáconsome

Acrostabrutaqueasoterra!

Semeles,areuniãosearrumou,mas,devodizer,ficoumaisdesenxabida.Nofimacertou-se formarumacomissãoparairfalarcomoFaraó,queoArãotomariaapalavrae,misteriosamente, Moisésseriaencarregadodos“efeitosespeciais”.Ninguémsabiaoqueeraisso,mas,comofoio Arãoquepropôs,falandoporMoisés,quefalavaporJeová,ninguémdiscordou.Vá-sediscordarde Jeová! Oqueseseguiudáparatraçaremdoistapas,emboratenhaduradoquarentaanos:otapaqueo ArãodeunoJovemMárquesquandoestearmouumamanifestaçãonaportadopaláciologoantesda comissãofazerasuaprimeiravisita,querendobarrar“aquelanegociaçãocomoinimigodeclasse”, eotapaqueeledeunorostodeMoisés,noaltodomonteNebo,paraqueelevisseaTerraPrometida, quejáestavaao alcancedo olhar.Équeo Moisés,jáentrado emanos,o pobre,depoisdaquela caminhadapelodesertoedaquelacanseira,cochilouumpoucoantesdosolraiarenosdeixarver aquelepedaçodechão,igualatodososoutros.Ouseja,apátriaamadaidolatradapodemuitobem serumdesertotambém. Éverdadequenomeiohouvemuitaconfusão,emuitodaquelesprometidos“efeitosespeciais” também.Asnegociaçõescomo Faraó demorarammuito maisdo queagenteesperava,devido, sobretudo, à teimosia dele. O tio Moisés teve de botar pra quebrar nos efeitos especiais para conseguirqueelenosdeixassepartir.Tevedetudo:paracomeçarotiojogousuavaranochãoeela setransformouemcobra,depoiselesegurou-apeloraboeelavirouvaradenovo.Parecequeele aprenderaaqueletruquenasconversascomJeová,aindanodeserto.DepoiseletocouorioNilocom avaraeeleseencheudeargila:pareciasangue,nãodavagostodebeber.Eaindaelealçouavara paraocéueestesecobriudegafanhotoseoutraspragas.MasnadacomoviaoFaraó,quealegava

perderamãodeobrabarataqueoshebreusrepresentavam,equeissolevariaoEstadoaumacrise,e queeleteriadetomarempréstimoseissoiriaaumentaradívidasoberanaecomprometerosuperávit primário,enfim,umpalavreadoabsolutamenteincompreensível,feitoapenasparanãodeixar que partíssemos. OFaraósóbalançouquandootioMoisés,sempreatravésdotioArão,ameaçoumandarum anjomatartodososprimogênitosdoEgito.AindaassimoFaraó,espertamente,procurousondarse aquilo eraverdade,argumentando queisso poderiamuito bemser umasolução paraaexplosão demográficaqueameaçavaaestabilidadeeagovernançadeseureinado.Nesseponto,aduplados tiosArão/Moiséslançoumãodoargumentodefinitivo:ameaçaramsoltaroJovemMárqueseseus camaradas para que pregassem aos demais escravos.Foi a conta:angustiado, o Faraó cedeu, e pudemosentãopartir,desdequelevássemosconosco,nemquefossemenjaulados,oJovemMárques eseusterroristas–essefoiotermoqueoFaraóusou. Eassimfoi.ÉverdadequedepoismeutioArãomeconvenceudeque,nosfuturosregistros, deveriaconstar apenasahistóriado sacrifício dosprimogênitoseagentedeveriacortar todae qualquerreferênciaaoJovemMárqueseaseuscomparsas,porqueelapoderianoscomprometer perantenossosaliadosfuturos,comissodeficarpregandoaliberdadeparatodososescravosetc.De maisamais,elesmesmosseriscaramdahistória.Primeiro,oJovemMárquesprocurousolenemente ostiosArãoeMoiséseosdemaisdaComissãodeFrentedaMarchapeloDesertoecomunicouque, depoisdeumaanálisedaconjuntura,elestinhamchegadoàconclusãodequeacontradiçãoentreas forças sociais e as condições infraestruturais da economia não permitiam ainda uma grande revolução. Portanto, diziam eles, taticamente deveriam nos acompanhar pelo deserto, pois, quiséssemos ou não, éramos a vanguarda histórica da escravaria. Nosso êxodo pelo deserto certamente acirraria as contradições, despertando uma consciência revolucionária por onde passássemos.E assim fizeram.Foram nos acompanhando na marcha, sempre distribuindo suas tabuinhasepapiros,aquechamavam“panfletos”,porondepassássemos.Masdepoisdealgumtempo começaramadiscutiraescolhadocaminho.Sedevíamosirporaliouporalém.Sedevíamosirpara oLevanteouparaoOcidente.AtalpontoqueotioArãoperdeuapaciênciaegritou:

–Olhem!Vãoparaap (aíelemesmogaguejou,porquesabia,achoeu,queissoiriaparaos autos).Vãoparaapinoiadapartedeondequiserem,sejanadireçãodacasadagenerosamamade vidaairosaquelhesdeuàluz,sejaparaoraioquelhesilumineeaomesmotempolhesfendaos miolos,masnosdeixemempaz!Jáchegatermosdeestaradministrandoessamaltatodafamintapara quecolhaessespãezinhosquecaemdocéu,essemanáparaamanadaquenossegue,eaindavêm vocêsnosencheros (aquieleparoudenovo),vocêsvêmlocupletarafontedafertilidadecom essasdiscussões!Vão!Vão!Toca!Cáspite!Irra!Bofé! Ninguém entendeu muito o que ele disse. Mas o Jovem Márques parece que sim, porque respondeu:

–Estábem.Nossaaliançatáticaestácomprometida.Vamosseguircaminhosdiferentes.Vocês

vãoparaovossoprofetismoutópico,nósparaanossaprevisãocientífica.Adeus!

Eutambémnãoentendimuitobemaquilo,masregistrei.Acheiqueestavaassistindoacoisasde

fatoproféticas.Ofatoéqueelesdesguiaramàesquerdaefoiaúltimavezqueosvimos.Eainda,ao

longe,ouvíamosseucanto,numalínguacertamenteinventadaporelesparafalaremcódigo:

Avantipopolo,allariscossa,

Bandierarossa,bandierarossa!

Avantipopolo,allariscorsa,

Bandierarossatrionferá!

Nonpiúnemici,nonpiífrontiere,

Sonoiconficirossabandiere

”.

Edesapareceramnodeserto.Tornaram-seafamosatriboperdidadeIsrael,quelogovirouas tribosperdidas,porqueparecequefoitamanhaabrigalhadaentreelessobreoscaminhosaseguir queproduziraminúmeras.Einimigasumasdasoutras. EntrementesoFaraósedesesperara.SeusanalistasdoMinistériodaProduçãodeGrãos,Secose Molhados o convenceram de que a nossa partida diminuíra consideravelmente o seu “Exército Escravo deReserva”equeisso fizerasubir o custo-Egito,porqueossenhoresesacerdoteseo próprioEstadotinhamdegastarmuitomaisparamantervivososescravosexistentes,jáqueamão deobrasuplementarsetornaraescassa,equeassim,depoisdessafraseenormeeincompreensível parapessoasdebom-senso,eledeveriaenviarseusexércitosparanosrepatriar,ouparanoslibertar dasliderançasnefastasquenosafastavamdobomcaminho,queeraodaovelhicenocomportamento, ouseja,odasubmissãonorebanho. EoFaraóassimfez.Masolançaçolhesaiupelaculatra.Porquequandooexércitonosalcançou, nósestávamosàbeirado Mar Vermelho.Vi o tio Arão consultando um papiro ondeselia,no cabeçalho:“TábuadasMarés”,eaomesmotempootioMoiséserguendoavaraemandandoas águasseafastarem,coisaqueaconteceudefato.Enósatravessamosaquelamaresia,fedendoapeixe morto,apé.EaíoexércitodoFaraótentounosseguir,masdooutroladootioMoisésergueude novoavaraedisse:

–DoceseclaraságuasdoVermelho,

Docerepousodeminhalembrança,

Ondeacompridaepérfidaesperança

Longotempoapóssimetrouxevelho:

Devósmeaparto,sim;porémnãonego

Queindaalongamemória,quemealcança,

Menãodeixadevósfazermudança;

Masquantomaismealongo,maismeachego.

BempuderaaFortunaesteinstrumento

Daalmalevarporterra,deumpovocreche,

Oferecidoaomarremoto,aovento;

Masalma,quedecáconsigoseremexe,

Nasasasdoligeiropensamento,

Perasi,água,voa,eordenaquesefeche.

Nãoseioquecausoumorespanto:seaquelepalavreadosempénemcabeça,dentreostantosque mepareciamumenigma,ouseotomdireto,semgagueira,comqueotioMoisésodisse.Nãoseide ondeeletirouaquilo,masfoiamaravilhadasmaravilhas.Enquantoisso,otioArãocorriaosolhos pela“TábuadasMarés”,eoexércitofaraônicoenveredavapelosolodoMarVermelhocomsuas pesadasbigasecarretascheiasdesuprimentos,logoseatolandonochãobarrosoenaspoçasd’água. Eamaré,subindocomummugidoespantoso,comogigantescavacapresaemimensopantanal,foi devorando emborbulhaseespumasaquelasarmasebarõesassinaladosque,entretantasguerras esforçados,fizerammenosdoqueprometiaaforçahumana:seafogaram. Essafoiapenasumadastantasmaravilhasdanossaviagem.OtioMoisésindocolherTábuas escritasaferroefogonoSinaiporJeová,seuencontrocomumBezerrodeOuroadoradopormuita gente e sua destruição daquele ídolo (devia ser ouro 14k, não 18k) e muitas outras coisas

aconteceram.

OfatoéquequandochegamosaosopédomonteNebo,àbeiradaTerraPrometida,minhabarba

jáestavabrancaeotioMoisésestavaestafado.Jeová,queeraUmtoma-lá-não-dou-cádemarca,

disseaotioMoisésqueeleveriaaTerraPrometida,masnelanãoporiaospés,porqueElenão

gostaradasfúriasqueotiotivera.

Acheiaquiloinjusto.PareciaquefúriasóotioJeová(ops,desculpe),oSenhorJeovápodiater.

OfatoéqueotioMoisésseassentou,namadrugada,noaltodomonteNebo,ealiadormeceu.

Quandoodiaraiou,otioArãosechegouaele,deu-lheumtapanorostoelhedisse:

–Olha,mano,éaterraparaaqualnostrouxeste.

Moisésabriuosolhosjámeiovidradosedisse:

–Sóesperoquesejamelhordoqueaqueladeondepartimos.

Eajuntou:

–Sôbolosriosquevão

peloEgito,meachei,

Ondesentadochorei

aslembrançasdeSião

equantonelapassei.

Ali,oriocorrente

demeusolhosfoimanado,

e,tudobemcomparado,

DoEgitoaomalpresente,

DeSião,tempopassado.

Euestavamaismaravilhadoainda.

Eeleajuntou:

–Minhaterratempalmeiras

Ondecantaorouxinol.

Asaves,queaquigorjeiam,

Nãogorjeiamcomosol.

Nossocéutemmaisestrelas,

Nossasfontestêmmaisflores

Nossosoásistêmmaisvida,

Nossavidamaisamores.

Emcismarsozinhoànoite

Maisprazerencontroeulá;

Minhaterratemmaissol

Ondecantaorouxinol.

Minhaterratemprimores

Quetaisnãoencontroeucá;

Emcismarsozinhoànoite

Maisprazerencontroeulá.

Minhaterratemmaissol

Ondecantaorouxinol.

NãoqueiraIavéqueeumorra

Semqueeuvolteparalá;

Semquedesfruteosprimores

Quenãoencontroporcá.

Semqu’indaavisteobomsol

Quandocantaorouxinol.

Amaravilha maior era a de que, quando o tio Moisés declamava essas coisas, a gagueira desaparecia. MasJeováfoiinflexível. Depois do último verso, o tio Moisés fechou de novo os olhos e partiu para a sua Terra Prometida. Enósficamos,atéhoje,agrilhoadosànossa.

OESCRAVODEJÓ

EusouMasquileu,filhodeMasquideu,netodeMasquidomebisnetodeMasquidedal,umanobre

castadecapatazes.Eusouoescravo-chefedeJó,essehomemmetidoasantarrãoqueficavarezando

elouvandoJeováotempointeiroenquantonóstrabalhávamoscomomourosparaencherassuas

burrasdedinheiro,suasterrasdegrãosefrutos,seuscamposdecabras,ovelhas,bois,carneiros,

vacasebodes.

Poisestavaeupostoemsossego,davidaplantandooacrefruito,quandoumanuvemnegra

ribombounoscéus,seabriu,enomeiodelaapareceuAlguémdebarbaesobrancelhasbrancase

enormes,alémdeunspelosgadanhudosqueLhesaíamdonariz.EupresumiqueeraJeová,eestava

certo.EElemedisse:

–Masquileu,quemés? –Comoassim?,retruquei.QueVossênciameperdoe,masacabadedizermeunome,comtodas asletras.Vossênciasabequemsoueu,Vossohumildeservo. –Óparvo,retrucouoGrandioso.Vocêsservosestãocadavezmaisseachando!Estásvendo? Emverdade,emverdade,nãosabesquemés.TuésemprimeirolugarservodeJó,que,elesim, depois,éMeuservo.Vês?Ésservodeumservo.Umgrãodeareiaperdidonodeserto.Voltoate perguntar:quemés? –EusouMasquileu,oescravo-chefedeJó,Vossoservo,aqueleque,sendoescravo,cuidapara queosoutrosescravoscumpramassuastarefas,sejamfiéisaoamo,nãoserevoltem,procriempara gerarnovosescravoseescravas,assimportodoosempredossempres,Amém.Umgrãodeareia quecumpreoseudeveresabeoseulugar.Equenãoquerolharestrelasnemimaginarcoisasde amor. –Assimestámelhor,disseoAltíssimo.Vejoqueconhecesbemteudevereteulugar.Agora, ouve,óservodoservo.VaisMeobedecersemdiscutir.Voucriaremtornodevocêsumaenorme cortinadefumaça.SerácomosevocêsdesaparecessemdafacedaTerra.Voucriaralguémmais, semelhanteati.Masseráapenasumaimagemholográfica,entendes? – Entendo. (Claro que eu estava fingindo. Na verdade, não entendi lhufas.) Mas por quê, Meritíssimo,essaazáfamatoda? –ÉquevouenviarporessatuaimagemumasmensagensquequeroqueJóreceba.Enquanto ficarem cobertos por essa nuvem, nada lhes faltará, prometo.Mas vocês nada farão.Pararão a produção.Ficarátudocongelado.Serácomosevocêstirassemfériascoletivas. –Desculpeaimpertinência,óMagnífico,masoquesão“férias”?Nuncaouviessapalavraantes, elanãopertenceaonossomundodeescravos,deveseralgumaquintessência,algumafragrância, algumnéctardivino,quesóVós,Puríssimo,conheceis. –Olha,Masquileu,vocêvaificarestupefato,siderado,sesouberoquevaiacontecercomtua classenofuturo.Vocês(desculpeessetratamento,maséquevós,outu,éumpoucodemasiadopara pessoas como vocês!) Enfim, Masquileu, não se importe com os detalhes, disso cuido Eu CERTO? –Claro,claro,CertíssimosoisVósentreosmaiscertos,quelouvadossejamequeLouvado

sejais!

–Poisentão,Masquileu,vocêsvãoterdescansoremunerado,saláriomínimo,décimoterceiro,

férias,queéumdescansoremuneradoduranteummês,maisoumenos,terçodeférias,segurosaúde,

seguro desemprego, aposentadoria, um mundo a administrar.Mas isso, Meu caro, será para os bisnetosdostataranetosdosteusquaquaranetos,súditosdeumtalde“PaidosPobres” Pororaas coisasvão continuar assim,do jeito quesão,tudo desregulamentado,deacordo com asleisdo mercado –Leisdomercado?Entãomercadotemlei?QuandoeuvoufazercomprasparaosenhorJó –Tatatá,MeucaroMasquileu,jáviquenãoentendestepatavinadoqueEudisse,porissodeves seguirassim,desregulamentado,porqueeconomiaéparaquementendedoassunto,compreendes? Nãoéparaumparvocomovocêouosparvosdavossaparvaclasse.Claro,vaihaverumtalde Espártacoque,comovocê,vaisaberler,apesardeserummerogladiador Masosromanosdarão umjeitonele.Ademais,asrelaçõessenhor-escravoaquidevempermanecerflexíveis,entende,devem sernegociadascasoacaso Ossenhoresdestaterraestãoreclamandomuito,quetêmdealimentare

vestirseusescravos,epagarimpostosparaoreigarantirasfronteiras,reclamamdemaisdocusto-

Hebrom,queémuitoaltoemrelaçãoaodepaísesmaisdesenvolvidoscomooEgito,aBabilôniaea Pérsia –Masoquepossoeu,míseroescravo,aindaquecapazecapataz,negociarcasoacasocomos senhores? –Ora,porexemplo,costuma-secortaramãodeumescravoqueroubeopreciosopãodeseu senhor.Vocêpodepropor,porexemplo,que,emvezdamão,corte-se-lheapenasumdedo.Émais convenienteparaele,eparaosenhor,porqueassimoescravopodecontinuar trabalhandocomo

antes,etambémpodesercastigadomaisvezes,nocasodereincidêncianocrime.Afinal,umescravo

Chama-se isso uma

só tem duas mãos, mas tem vinte dedos.E se Nós pensarmos nas unhas

estratégia“win-win”,sabe,óparvo,ou“ganha-ganha”,istoé,ondetodossaemganhando.Entendeu?

–Seentendi!(Enquantoeudiziaisso,esfregavameusdedoscomasmãosnascostas,pensando

emguardá-losmuitobem.Easunhas.)

–Desculpeessejeitofrancodeser,disseoSereníssimo,maséoMeujeito,assimdiretoque

nemaguilhão nacosteladerês

seguirá,equediráqueaoshumildespertenceoreinodoscéuseoutrascoisassubversivas.Aqui Comigoéolhoporolho,dentepordente,dedopordedo,unhaporunha.EusouoAquieoAgora, essaéahoraemqueoPatrãorieopeãochora,eoPatrãoSouEu,QueSouAqueleQueÉ.Eponto final.Jáconverseidemais.Estoumandando:fériascoletivasparavocês,paremaprodução,nãose mexam,deixemComigo. –Claro,claro,VossaEminessência,maseutenhoporencargodirigiressamassadeignaros,de parvos,comoVossaVossessênciamuitobemdefiniu.Senãoestivermosocupadosemproduzir,oque faremos?OSenhorsabequeemcabeçavaziaodiaboespia Senãotiveremoquefazer,osescravos sãocapazesdecomeçaracaraminholarideias PoraquichegaramtabuinhasdeumtaldeJovem Márques –Sim,sim,Euentendoteuponto.Finalmentevocêcomeçaapensaralgoútil.Oproblemaéque aindanãoexistetelevisão Entãovocêspodiam,porexemplo,jogar“EscravosdeJó”! –Oqueéisso? –Óparvo,éassim.Vocêssesentam,umaoladodooutro,comoratãonabeiradobanhado. Cadaumpegaumapedrinha,evãocantando:“EscravosdeJó/Jogavamcaxangá/Bota,tira/Deixao ZéPerêficar/Guerreiroscomguerreiros/Fazemzigue-zigue-zá!/Entre“Escravos ”e“ ficar”, vocês vão passando as pedrinhas um para o outro, adiante. Quando entra o “Guerreiros com guerreiros ”vocês,emvezdepassaraspedrinhas,movemelasparaumladoeparaooutro,sem

isso delériascomoshumildesparaMeuFilho,queMe

Deixo

largá-las.Depoisrecomeçatudo.Entendeu?

–Não.

–Óidiota!Jáviquevaisseroperdedor.Porqueessejogoéparadescobrirqueméespertoe

queméretardado.Quemerra,nãofazomovimentocerto,perde.Daírecebeumcastigo.

–Quecastigo?

–Bem,emsetratandodevocêspodemserumascincochibatadasprimeiro,depoisdez,depois

vinteesalmouranoslanhos,eassimpordiante,entendeuagora?

–Entendi,puxaseentendi!Estáclaríssimocomoágua!Querodizer,comosalmoura!

–Entãoestáclaro,tudocombinado?

–OK.

–Oquê?

–Desculpe,Tonitruante,foisóumaexpressão,équeporaquiumdiapassouumtaldeCaime

falouanossosantepassadossobreumaslínguasepalavras

–Ah,aquelesacripanta.Masnãorepitamaisisso,ouviu?

–Seouvi!

–Então,aotrabalho!Querodizer,ao“EscravosdeJó”,toca,toca!

Eelesefoicomsuanuvemcarregadadeespasmosefagulhas.Fiqueimeioaparvalhado,mas

logomepusaorganizaraquelaáfrica.Imagineoleitor:éramosmilhares,bilhares,ealificamos

jogandoo“EscravosdeJó”.Umapedrinhaquelançássemosnaquelacorrentedemoravaumasemana

pararetornarànossamão.Bom,jádeuumatrabalheiraconseguirtantapedrinha:tivemosdeescavar

etriturarumapedreira.Masnãoimportava.CumpríamosaVontadedoSupremo.Devezemquando

eupedialicença(minhaposiçãomepermitiaisso),saíadafiladaspedrinhaseiaespiarportrásda

nuvemnegraquenoscobria.TinhaumafrinchanelaporondeeupodiaveroquesepassavanaCasa-

GrandedosenhorJó–eih!Sepassavamcoisasmuitoestranhas Paracomeço deconversa,eumevichegando,quer dizer,aquelaminhaimagemholo algo, chegandonacasadosenhorJó.Eleestavanoalpendre,eeu–ele,oelequeeraeu–fuioufoi dizendoassim:

–Grandedesgraça,senhor!Unsbárbaroschegaramemvossafazenda,mataramtodoogado,

destruíramtodasasplantações,mataramtodososescravosmachoseosvossosfilhoshomense

levaramtodasasescravasfêmeasevossasfilhasmulheres.Sósobreieuparavoscontartaisterríveis

notícias!Veja,aolonge,afumaceiraquesobrou!

OsenhorJóficouverde,azuleroxoesepôsagritar:

–Ó,porquepermitis,isso,SenhormeuDeus?!Porquê?!Porquênãomatasteamim,Teumais

humildeservodentreoshumildes?

Daíelecomeçouajogarcinzassobreaprópriacabeça,comoseestivesselouco(eeuachoque

estavamesmo).Depoisdemuitochorar,gritarearfar,eleafinaldisse:

–OSenhor modeu,oSenhor motirou!LouvadosejaoNomedoSenhor!SejafeitaaSua vontade! Eficouprostradonafrentedacasa. Volteiparaojogo.Eraumacoisaestranha.Agentenãosentiafome,nãosentiasede,sóficava jogandoecantandoaquelacançãoqueoSapientíssimotinhanosensinado,numauêsemfim.Mas graçasàquelacortinadefumaça,osenhorJónãovianemouvianada,parece.Maseunãoaguentavaa curiosidadeeialáespiarnafrinchadanuvemnegra. EveioamulherdoJóparaoconsolar,evieramosvizinhos,evieramosamigos,evieramaté osinimigos,compiedadeecomsatisfaçãomisturadas,agentevianosolhosdeles.Eelenada.Só repetia:

–OSenhor modeu,oSenhor motirou!LouvadosejaoNomedoSenhor!SejafeitaaSua

Vontade!

Porfimaquelaturmacansou.Seelesóficavarepetindoaquilo,querepetisse,algunsdisseram.E foramindoembora,umaum.Atéamulherdelecansouesefoitambém,comumdosvizinhos.Elá ficouoJó,prostrado. Como elenão levantavanem tomavabanho,o seucorpo começouasecobrir deperebas, urticáriasesarna.Daíeledeudesecoçarcomcacodetelha,tamanhadeviaseracoceira.Coitado! Atéeu,quedevezemquandolevavaumasbengaladasdele,fiqueicomdó.Eelenaquilo:

–OSenhoretcétera,oSenhoretcétera.Louvadoetcéteraesejaetcétera!

Eujánemsabiaoquemecansavamais:seaturmaatrásno“EscravosdeJó”ouseoprópriono

“etcétera”.

Foiquandopercebiumaserpenteseaproximando.Medeuumnervoso.Fiqueicomvontadede

arrebentaraquelacortinadefumaça,aquelanuvem,paraavisarseuJó.

assim?É,assimmesmo!Elase

alevantoudepé,ebotoucorpo!Ebotouumcorpodemulher!Querdizer,issoaofimeaocabo. Porqueprimeiroeureconheci:eraumDiabão!Compédecabraeraboemseta,saindodofimdofió, logoantesdofió-fó.Quandoeuolheibem,elemeolhoudetravés,comosevisseatravésdanuvem,e eu o reconheci pela barbicha: parecia Lúcifer ele mesmo! O Grande Lúcifer! O Outro! O Irremediável!OArranca-Toco!Edaíeletremeucomoumjunconoinvernoesetransmudounamais belahuriquejávi:cabelosedosopreto,pelequedavavontadedeprovarogosto,formasabsolutas detãocurvas,meuDeus(desculpe,SenhorJeová,oExcelentíssimo),eufiqueiloucopensandosobre comoosenhorJóiaficartãolouco. ELúcifer,transformadonaquelaFera,seadiantouedisse:

–Homem?Porqueteatormentasassim?Eupossotedartudoquetivestedevolta.Vêali:háuma nuvem,quenãotedeixaveroqueestáacontecendo.Sabesoqueacontecedepoisdaquelanuvem?Tua fazendacontinualá.Teusescravoscontinuamlá.Sóquejogandoumjogoestúpido,inventadopor Jeová,Essequeadoras.Agorameouve:nuncasentisteumapelecomo aminha.Apalpa!Nunca cheirasteumcheirocomoodomeucorpo.Cheira!Queresmelamber?Lambe!Encostateuouvido

nomeupeito,acariciaasbatidasdomeucoraçãocomele!Eolha:jávisteformascomoestas?Já

visteumcorpocomoomeu?Poiseleseráteu,assimcomotudoquetiveste,semeadorares,seme

lamberes,semecomeres,emvezdeficaresnessaladainhasobreteuJeová,aQuemtantoadoras,e

Quetetratouassim!

Masaí

Barbaridade!Aserpentesealevantoudepé!Como

EoJó:

–LouvadosejaoSenhorJeová,quemodeuemotirou!SejafeitaSuaVontade!

Eunãoacreditei.Diantedaquelecorpodevirgem,massabedordetodososmistériosdoprazer,

osenhorJóaindapreferiualadainha.

Eaífoiumtremerdetudo.Aterratremeu.AcasadeJódesabou.Aindabemqueeleestavafora,

senãoestarianomeiodosescombros.Apróprianuvemquenoscobriameioquesedesvaneceu.Não

haviaapenasumafrincha.Agoraanuvemiavirandofiapos,eeumevidiantedacasadomeusenhor,

aCasa-Grande,cujointerioreununcatinhapisado.

Eapareceuele,oMagnânimo,oSoberbo,oPaladino,oJeová.AFeravoltouaserLúcifer,com

seuolhardefogo,masrebaixado.

EJeovátrovejou:

–Vês,Lúcifer?Euganheiaaposta,Meufilho!TuapostastequeMeuservodosservosrenegaria MeuSerdiantedaadversidade!Eupermitientãoqueeletivessetudonegado,tudooqueeleera.Mas aindaassimeleMepreferiuàtentaçãodecederàdor,edecederati,pormaissedutorquefosses, miserável! Nessaaltura,eusaqueiqueaquilo foraumameraapostaentreJeováeSeufilho Lúcifer,o

luminosomaldito.Fiqueiestupefato.SeJeováfizeraaquilocomumsenhor,imagineoquepoderia

fazerconosco,merosescravos.EEle,oGlorioso,continuou:

–Jó,comofostefielaMim,comotemostrastecapazderesistiràstentaçõesdacarne,dobem-

estaredamemória,euterestituotudooquetutens.Olha!

Eanuvemsedissipoudevez,eláestávamosnós,naquelejoguinhointerminável,evieram

tambémosfilhoseasfilhasdeJóquetinhamficadonumjoguinhoàparte,safadosesafadasque

eram,comalgumasescravaseescravosque,bemqueeunotei,nãoestavamnonossopasseiodas

pedrinhas.

EoJórecomeçou:

–Louvadoseja

Masnãoacabou.

Logoveioeleparacimadenós:

–Oquevocêsestãofazendo,cambadadevagabundos?Jogandoessaspedrinhasridículas?!Bem sedizque,quandoogatosai,aratariadança!Basta!Aotrabalho!Evocê,meucapataz(eraeu),meia dúziadechibatadasnolomboparaaprenderanãodeixaramacacadaperderessetempotodo!Vamos retomaraprodução,eéjá! E o chicote dançou no meu costado! Mas tudo bem: peguei alguns que tinham errado no joguinho,naquelapartedo“guerreiroscomguerreiros”,edesconteineles.Eorestodeixeiapãoe águaportrêsdias,paraqueaprendessemanãoperdertempocombesteiras. Bom,tudopassou.Masaprendialgumascoisas. NuncaconfienosSenhores.Elesaprontamqualquer coisaentreeles,masdepoistambémse acertamentreeles.Equempagaéagente. Nãoconfienoseupovo.ElesficamjogandooCaxangá,enquantovocêtemdesevirardiante dossenhores. Quantoameusenhor,eleaceitoutudo,menosamulherdevolta.Disseele:

–Seelasefoicomovizinho,queelefiquecomabiscadoida.OSenhormadeu,oSenhorma

tirou.LouvadosejaoNomedoSenhor!SejafeitaaSuavontade!Ficocomaputa,querodizer,a

virgemqueJeovámeenviou,disfarçadadeLúcifer.

MasLúcifernãoeradisfarce:ahuriera.OuvidizerquenaverdadeelasechamavaLilith,nem

virgemera.Assim,Jóficousozinho.Eeu,comoseuservopreferido,tinhadeouvireledizerbem

baixinho:

–OSenhormadeu,oSenhormatirou!MalditosejaonomedoSenhor! Meuoutroeu–minhaimagem–seesfumounoar.Fiqueicompena.Gostariadeconhecê-lo.Ele eralivreparafazeristo:desaparecer.Eunão. Edetudomeficouumasaudade. DaquiloqueoPaidospobreshomenschamoude“férias”.Atéhojenãoestouseguroseentendi bem,masadorei. Tambémmeficouumacuriosidade. No fimdecontas,o queera“Caxangá”?Equemerao “ZéPerê”?Seriaumlibertador dos escravos?Vásesaber:emcabeçavazia,odiaboespia

OEVANGELHOSEGUNDOMERCADEUS

Teofileu,meuqueridoirmão.

Queabênçãodasfinançaspermaneçaemtuacasa,tuqueresolvestetemudarparaessaRomade tantasoportunidades.Hojetomodoestileteedopapiroparatenarrarunsquantosacontecimentos dessesúltimostemposaquiemnossaterranatal,aopédoTemplo,comsuasagradaadministração! BemsabesquefazalgunsanosfuieleitopresidentedaACT(AssociaçãodosComerciantesdo Templo)econhecesozelocomquetenhoexercidoessecargo,sempreemdefesadoslegítimos interesses de nossa categoria, tão útil quão castigada por impostos e outras malignidades das administraçõespúblicas.Éoeternoenefastocusto-Jerusalém! Comosenãobastassemessesmalesquenosafligemefazemdiminuirnossostãohonradosquão minguadoslucros,abateu-sesobrenósamaldiçãodeumnovopregador,ummalucosubversivo, doentioemsuatorpemente,umtaldeJesusdeNazaré,quesedizoMessias,ouoCristo,lánafala dele.

Estávamosnósocupadoscomnossoslaboresusuaisno saguão do Templo,todosnósbons comerciantesquenosdispomosdetalmodoqueninguémconseguealientrarousairsemterdese demorar umbomtemponohonestolabirintodenossasbarracashabilmenteorganizadas,quando veioaonossoencontroesseJesuscomumvergalhoempunho.Bemsabesqueaotempoqueantecede aodaPáscoa,comoera,multiplicam-seasvisitasaoTemplo,etambémentãoosbonsnegócios.Mais cerradasdispomosnossasbarracas,paraquemaisalisedemoremosquepelosestreitoscorredores entreelasdevempassar,eassimosmultiplicadosnegóciossemultiplicamaindamais,sobretudo porque agora dispomos de segundas filas de barracas, por detrás das primeiras filas, onde emprestamosdinheirosaosnegocianteseaoscompradores,edispomostambémdeterceirasfilasde barracas,onde emprestamos dinheiros aos das segundas filas,que emprestam dinheiros aos das primeirasfilas,quenegociamcomoscompradores,quetambémvêmaessasterceirasfilastomar empréstimosparapagarosempréstimosquefazemcomosdassegundasfilasparapagarosvalores desuascompras,etudo isso,alémdenosrender ummovimento fabuloso,nosmantémemboa relação com a administração do Templo, que de tudo leva uns 5% por fora, livre, portanto de impostos,alémdosseusintegrantesreceberembônusdegratificaçãoporsuaproteçãoezeloem nadavernemreclamar. Euficoportrásdaterceirafila,noBCE(BarracãoCentraldeEmpréstimos)ondedecidimosa taxadeinteressedasfilas,alémdesocorrermosalgumdosbarracosseeleentraemdificuldadespor causadainadimplênciadosimprevidentes.Nãointerferimosnomercado,não!Nossaaçãoélimitada atomareventualmentedinheirodoTesouroComumdoTemplo,vindodadoaçãoourecolhimento compulsóriodosfiéis,erepassá-loaoemprestadoremdificuldade,paraquenossacadeiadefinanças continuetendo seusucesso!Nosso mercado étão próspero queatraivendedoresecompradores, além de emprestadores de dinheiros, de todos os lugares, do longínquo Oriente às Colunas de Hérculeseimaginoquedealém,sabe-seládedonde.Issoéótimoparaosnegócios:oourotema mesmacor eo mesmo brilho emtodososquadranteseemtodososmares,edevemossempre

reivindicareprotegeralivrecirculaçãodemercadorias,mercadores,usurários,ouroedinheiros.

PoisfoinesseverdadeiroParaísoTerrealqueotaldeNazareno–lazarento,agentedeviadizer

–resolveuintervir,edamaneiramaisbrutalpossível!Passouamãonovergalhoecaiuemcimados

honestoscomercianteseemprestadores,distribuindovergastadasatortoeadireitoederribandoa

pontapésaslindasbarracasqueemprestamseucoloridoparavivificarnossosagradoTemplo.Eotal

aindavinhaaosberros:“NãotransformareisaCasadeMeuPaiemcovildesalteadores!”e“Esta

CasaéumaCasadeOração,nãoumapocilgadeexploradoresdopovo!”.

Tomadosdesurpresaeindignados,oshonestoscomerciantesforammeprocurarparaqueeu

tomasseprovidências.CorriàPretoriaRomanaparapedirjustiçaeproteção.OPretornãoestava,

tinhasaídoparaalmoçarenãovoltara.OEscrivãomandou-mefalarcomalguémdaLegião.Corri

aoDecúriodoquarteirão,maselemeenviouparaoTesserário,quemefezirveroOptionale,edaí

fuimandadoaoCentúrioedeleaoPrefectusedaíaoTribunus,entãoaoDuxeatéoLegatus,que,

finalmente,medissequesóagiriacomordemdoGovernadorPôncioPilatos.CorriaoPaláciodo

Governador,entreiesbaforido,conseguiserrecebido,contei-lheoqueestavaacontecendo.Esabeo

queelefez?Lavouasmãos!Edisse:

–Olhe,issodeMessiasaquinestaterraémuitocomplicado.Vouterdeenviarumaconsultaa Roma.Voltedentrodetrêsmeses. Ememandouembora. CorridevoltaaoTemplo:estavatudodestruído!Quer dizer,oTemploestavadepé,maso nosso lindo Mercado estava arrasado. As barracas, os dinheiros, os produtos, as mercadorias sagradas,tudojogadonochão!Quesacrilégio!E,nomeiodaqueladevastação,otaldeNazareno pregavaaopovo.Esabesoqueeledizia?Queeramaisfácilumcamelopassarporumadaquelas portinholasdosnossosmurosdoqueumricoentrarnocéu!Quemaisvalemasduasmoedasque umapobreviúvadáaoTemplodoqueosmuitostalentosdeouroqueumricodá,porqueaqueladá tudooquetemeesteapenasassobrasdesuafortuna!EdiziaaindaqueapalavradeumSacerdote quelouvaJeoválembrando-Lhetodasasobrasboasquefez,fazefarávalemenosdoqueadeum pobre diabo recém-converso que se ajoelha, abaixa os olhos e diz: “Pai, perdoai-me, sou um pecador”,porqueestesehumilhasinceramenteeaqueleapenassevangloriacomorgulhoevaidade! Ediziaaindamuitasoutrasbobagensdessetipo,quandoumnovotumultoaconteceu. À esquerda do Templo rebentou uma balbúrdia porque alguns homens, muito justamente, queriamcastigarumamulheradúlterajogando-lhepedrasatéqueelamorresse,comomuitobem mereceria!PoisolazarentodoNazarenofoiatélá,caminhounomeiodaspedrasquejávoavam–e elascomeçaramacairnochãoantesqueatingissemoalvo,adesgraçadadapecadora,queestava ajoelhadaesperandoamorte.“Eleébruxo”!,pensei.Poiselefoiatéela,ergueu-adochão,virou-se paraosjustosqueaatacavamedisse,comfúria:

–Porquecastigaisassimessapobremulher?Éporquesoistomadosdejustiçaouporquevos

sentismaisfortesperanteasuafraqueza,ouaindaporquesoismuitoseelaumasó?Poisvosdigo:

olhaiparadentrodevósmesmos,eaquelequeestiversempecadoquejogueaprimeirapedra! Osjustosjusticeirosarrefeceram,sedesencorajarameforamsaindoumaum.Eleentãolevou aquela horrenda mulher até a casa onde vive com a mãe e seus asseclas, que não era longe, prometendo quesempreaprotegeriaseelesvoltassem.Eaindalhedeuconselhos,dizendo que mudasse de cidade, que fosse, por exemplo, para Roma, Nova Cartago, Lutécia, onde pudesse começarvidanovalongedospreconceitosdaprovíncia,imagine!Esenossasmulherescomeçarem aouviressesconselhos,caindonafuzarca,ondeiremosparar? Ah,irmão,paramim,foiaconta!Aondevamos,pensei,comessedesrespeitoàstradições,às famílias,àspropriedades?!Tomeiadecisão:euprecisavaagir! Comecei recolhendo informações. Quem era, afinal, aquele Nazário? Em primeiro lugar,

descobriqueelenemdeNazaréera.NaverdadenasceraemBelém,pertodaqui,danossaJerusalém, Mecadosmercados!Nasceranumamanjedoura,cercadoporvacas,burros,fenoequejandascoisas porqueseuspaiseramunspobresdiabossemterondecairmortos,enemumahospedariapodiam pagar.Tinhamvindoparaaquiporcausadocenso,essashorrendascoisasqueosgovernoscriam para bisbilhotar a nossa vida, embora esteja bem que se bisbilhote a dos pobretões, sempre a imaginarcomopodemtomarosnossoslegítimosbens.Opaideleeraumcarpinteirobanana,umtal deJosé,queacreditounamaiorpetaqueasuamulher,MariadeTal,lhecontou.Ouseja,queesse JesuserafilhodeJeová,equeumanjo,umcertoGabriel,paramimmuitosuspeito,lheanuncioua gravidez.Paramimessetaldeanjodeviaserumcenturiãoromano,quandomuito,masofatoéqueo talJoséCarpinteiroengoliuapeta,oumelhor,oschifres.Daíelescorreramumpoucoomundo, foramparaoEgitoe,comadesculpadequenossobomreiHerodesqueriaexterminarcrianças, voltaram,fixaramsuapobrezaemNazaré,ondeoJesussecriou.Nóstodossabemosqueumapeste abateumilharesdecriançasnoreinodeHerodes,equenossobomreinaverdadeenviousoldadosàs casasdasmãesepaisparaverificaroestadodelaseretirarasdoentes,levando-asparatratamento. Alguns conflitos entre mães que não quiseram entregar seus rebentos aos bons soldados aconteceram,talvezredundandoembaixasmenores,masissofoitudo.Nãocreiasnessascalúnias quedizemqueonossobomreimandoumatá-las,quesãohistorietasinventadassóparadenegrir nossaimagemnoexterior. VoltandoaoNazário,desdecedoelemostrou-semuitoenxerido,metidoaensinardoutordo TemplocomolernossoLivroSagrado,opestinha.Edesdequecresceucomeçouapropalarque faziamilagres:transformaráguaemvinho,multiplicarpãesepeixesparadaraospobres.Fezfama de curandeiro, o povo acredita que ele cura cegueira com cuspe, apazigua furiosos e endemoninhados,desencravaunhaeatéressuscitamortos,comodizterfeitocomumcertoLázaro, queteriamorridodelepra.Paramimtudoissosãocoisascombinadascomosasseclasdele,unstais apóstoloscomqueeleformouumacomunidadeondemoracomamãeemaisalgumasmulheres– pramim,tudosuspeito,comgrossafaltadevergonhanomeio,certamente. Decidi agir.Chamei umareunião com os doutos do Templo epropus quefizéssemos uma campanhasistemáticaparadesestabilizaresseinimigodaboasociedade–atéporqueelesóandacom agentinha,umaralé:pescadores,pequenosfuncionários,coletoresdeimpostos,desempregados, essesseresignóbeisquesónosinfernizam,mulheresdavida,doentes,pregadorespopulistas,como aqueleJoãoBatista(nossaagenteSaloméjádeuumjeitonele!),eporaívai.Paracomeçarmos,eu disse,deveríamosconvidá-lo paraumareunião nacasadeumdenós,tratá-lo malecrivá-lo de perguntas,vendoseelerespondealgumacomdesrespeitoàdoutrina,paraquesecondenepelaboca.

Desdeocomeçotínhamosdecomeçarainticá-lo,porexemplo,negando-lheocostumedasboas-

vindas,asaudação,olava-pésetc. Eassimfizemos.FoinacasadenossosócioSimão.Massabesoqueaconteceu?Elechegou, muito à vontade, entrou, recostou-se nas almofadas, escolhendo as melhores, e, quando nos preparávamos para demonstrar nossa frieza,eis que entra pela casa adentro a maior marafa de Jerusalém,todaenvoltanumsensualmantorubro,eseachegaaelecomóleoseumabacia,derrama copiosaslágrimasnela,elava-lheospés!Nósficamoscomacaranochão,semsaberoquefazer, querendomataraquelaputavasca,massemação,porqueelelheestendiaumolhardoceereceptivo,o fiadumacadela.Daí,Teofileu,seguiu-seoinimaginável.Depoisdelavar-lheospés,elasecou-oscom –imagina!–ospróprioscabelos!Diz-me,óTeofileumeuirmão,algumamarafajáfezissoparati?! Paramimnuncanenhumafez,pormaisqueeulhespagasseumafortunaemtalentosdeouroeprata. Ficamostodos,doutoreseanatadoscomerciantespresentes,boquiabertos–alguns,eupenso,como eu, apenas com ódio, mas outros certamente morrendo de inveja.Fiquei pensando no que esse Nazarenodevefazercomela,eelacomele,alémdessasbrincadeirasdelágrimas,cabelosepés,se

meentendes,óirmão.Tãoboquiabertosficamosqueesquecemosasperguntas.Aocontrário,foiele quenoscrivoucomquestões,edevodizer-tequealgunsdosnossosirmãosdoTemplo,pormais doutosquequeiramser,revelaramumaignorânciaescachapanteevergonhosasobreadoutrinados antepassados.Emsuma,caroTeofileu,elenosdeuumbaile. Daí,sim,penseiqueeraocasoparaumaescaladanaação.Atéporqueodesgraçadocomeçoua intensificarsuapregação.Reuniuumpovoenormeaopédeumamontanhaaquiefalouummontede besteiras–mastodasperigosas.Veja,irmão:“Quemforhumildecomoummeninoentraránoreino doscéus.Masqualquerqueescandalizarumdestespequenos,melhorquelheatassemumapedraao pescoçoeojogassemaomar”.Incitandoascriançasàrebeldia,imagine!Acasoalgumacriança,que temdesersustentada,émelhordoquenós,probosadultos,quetemosdesustentá-las? “Nãoquereispagartributos?Poisvedeestasmoedas.Quemtemseurostoinscritonelas?César, não é?Então daíaCésar o queédeCésar eaDeuso queédeDeus:o vosso coração.”Podes imaginar,irmão,umataldefesadosimpostos?Ondevamosparar? “Aidevós,hipócritas,quejuraispeloouroqueestásobreousoboaltar,masnãopeloaltarele mesmo!Oqueémaisimportante,oouroouoTemplo?Aidevós,hipócritas,quesótendesolhos para o ouro, vós que pareceis sepulcros caiados, formosos por fora, mas com a podridão por dentro!” Eaindadisseaumjovemrico:“Vai,dátudooquetensaospobres,emesegue!”.Parece–eujá desconfiava–queeleéumseguidordaantigaseitadoJovemMárques,que,felizmente,nocaminho paracáseperdeunodesertoeaquinãochegou! Não,eudisseparaascordasqueprendemminhatúnica,issotemdeparar.Masnãoadianta quererirpeloscaminhosdadoutrina.Eleémuitomanhoso,eosnossosadministradoresdoTemplo nãosãomesmomuitobonsnisso.Outrosmeiossãonecessários.Radicais.Issoétarefaparanosso melhoragente,SilveriusRegis. Convoquei-oparaumareuniãoaportasfechadas.Expliqueiasituação.Eleconcordouemagir. Mas cobrouum preço alto:trinta talentos de ouro adiantados,o cancelamento de todas as suas dívidas,maisumcargodetesoureiroemalgumadenossasassociaçõescomerciaiseumapensão vitalíciadecincotalentosdepratapormês,alémdeumtítulodepatrícioromano,queteríamosde agenciarcomogovernador.Queriatambémumavilaparapassarasfériasnapraia. Euprometitudo,dadooperigoqueeuvianaquelemalditoNazareno.Masqueriaumaação eficazerápida. Devotedizer,irmão,queaaçãodelefoimuitoeficazemuitorápida,defato,ehojerespiramos aliviados:aameaçaacabou. ORegiscomeçoubuscandoumpontofracoentreosqueseguiamaquelefeiticeiro.Achou:um taldeIscariotes,ouEscariotes,queandavainsatisfeitoporqueachavaqueoqueelepregavadesviava opovodoverdadeiroobjetivo,queeraderrubarogovernoromano.Convenceu-odequeomelhor então seriaafastá-lo dacena.Mas paraisso serianecessário prendê-lo,eisso só seriapossível surpreendendo-onummomentoemquenãohouvessetodoaquelepovaréuqueoseguiaporperto. Então o Iscariotes ficou de avisá-lo quando esse momento chegasse.Ao mesmo tempo, o admirávelSilveriusforjouumacartaemnomedoNazareno,emqueelepediaajudadecoortesde

anjosparaestabelecernaregiãoumnovogovernoemqueeleseriarei,“ReidosJudeus”,emandou-

aparao governador Poncio Pilatos.Este,assustado,determinouquetrouxessem atéeleo autor daquelacarta. EassimumatropadesoldadosfoilevadaporSilveriusaoencontrodoNazareno,nolugarque oIscariotesindicou,ànoite,quandoelerezavaacompanhadoapenasporalgunsdeseusasseclas. Estesesboçaramumareação;umdeleschegouadesembainharumaespadaecortouaorelhadeum dossoldados,masoNazarenodeteve-os.Diz-sequeatécolou,denovocomseucuspe,aorelhado

ferido:maisumaprovadequequeriaenganaratodoscomseustruquesdecharlatão. Masissodenadalhevaleu:elefoilevadoàpresençadePoncioPilatos,quenãosabiamuitobem o que fazer, pois ainda não recebera as esperadas instruções de Roma.Depois de interrogar o prisioneiro,elearmouumcirco,reunindoosdoutosdoTemplo,maisalgunsrepresentantesdopovo, edisse-lhes:

– Como é tempo de vossa comemoração da Páscoa, manda o costume que soltemos um prisioneiro.Quemquereisquesesoltehoje,oNazarenoquenadafezdecondenávelatéagoraouo conhecidocriminosoBarrabás? MasSilveriusdistribuíraalgunsdeseusfiéisamigosentreasgentes,eelescomeçaramagritar:

–SoltaBarrabás!SoltaBarrabás! Etamanhagritariafizeram,eaindabateramtamboresetocaramflautas,quenadamaissepôde ouvir.EntãoPoncioPilatosdenovolavouasmãoseentregouJesusaseudestino. Voupoupar-teosdetalhesdessedestino,porquesãoirrelevantes.Bastadizerqueelefoibem castigado,paraexemplodetodos,edepoisfoilevadonacompanhiadedoisladrõesparaoaltodo monteCalvárioeláfoipenduradonumacruzatémorrer. Daliseucorpofoilevadoparaumatumbaquepertenceaumdospoucosricosquelhederam ouvidos,umtaldeJosédeArimateia,dequemnosencarregaremosmaistarde,cortando-lheos créditos.ComooNazareno–vejasóodisparate–afirmavaqueiriaressuscitar,Pilatosmandou colocarsoldadosjuntoaotúmuloparaevitarqueseusasseclasoroubemedepoisdigamqueele cumpriuo prometido.Quanto ao Iscariotes,SilveriusRegisdeuumjeito neleeespalhouquese matara.Melhor assim; como sabes, arquivo bom é arquivo morto.De Silverius nada tememos, porqueelepretendeir-sedestaterrae,alémdisso,antesdepagarmosasrecompensasquepediu,fi-lo verquesenosdenunciassenóscontaríamosaPilatosqueoautordacartadesediçãoeraele,eque “anjos”eraumcódigopara“Britânia”(oquenãodeixadeserumapiada:imaginaseépossívelque britânicostomemaPalestina!):mas,detodomodo,ficaoseusilênciopelonosso. Assimqueagoraépossíveldormirempaznovamente,semtemeraspregaçõesdaquelesandeu, queestábemmortoeenterrado.Seusasseclasdevemestardispersosouentãoescondidos,tremendo demedo.Demaisamais,seelequeriafundarumanovaseita,erroucompletamente,procurandoa escóriasocialparaseroseusuporte,provadequeela,anovaseita,nãotemomenorfuturoedeverá desaparecersemdeixartraço. Despeço-me,pois,tranquilo,renovando-teosvotosdecadavezmaisprosperidade. Teuirmão, Mercadeus.

LIVRODEMISGODEU,OABOMINÁVEL

EusouMisgodeu,o Abominável.Souumacriaturado Senhor,aliás,como todososoutros diabos e demônios que estão aqui no Inferno: Lúcifer, Satã, Mefistófeles, Asmodeu, Belzebu, Anhangá, Anhanguera, Graxaim, Arranca-Toco, Hermógenes, Loredano, Zidane, Paolo Rossi, Schiaffino,Gighia,Saravaia,Aimbirê,Quengo,Cujo Cão,Jurupari,Tinhoso,Capiroto,Corisco, Trevoso,Ricardão,Iago,Papão,BoidaCaraPreta,Exu,Nhá-nhã,enfim,acatervatoda.Massóeu souoAbominável.Porquê?PorquenoInfernosoueuquemfazascoisasabomináveis.Asnunca ditas. Quemavivaofogoeregulaatemperatura?ÉoDiachoaqui.Quemverificaseostridentesestão bemafiados?ÉoTurumbambaaqui.Quemfazavigilânciaparaverseninguémfoge?ÉesteVosso Criado.Quemverificaseospoçosdemerdaestãocheiosdemerdadaboa?ÉoMerdalaqui.Tem chuvadefogo?Quemabreacomportasoueu,oAbominável.Etemmais:comonossotempoéa eternidade,acontecetudoaomesmotempo.OsInfernossemultiplicaram.Oprimeiro,odoVelho Testamento,eraapenasoSheol,umburacoquentepradaná.Ocristãojácomplicoutudo,cheiode círculos e andares e penas diferentes, lagos de gelo ao lado de fornalhas ardentes. E tem o muçulmano,cheiodemármorequente.Quemconstruiuasparedesetabuleirosdemármore?Alá? Umaova!FoioMouroaqui.Pior:omundocristãorachou,ecadaseitaquerteroseuInferno,eunse outrospensamqueoutroseunsestão no seuInferno,então precisamultiplicar asimagens.Por exemplo:naseçãoCatólica,pensamqueMartinhoLuteroestálá,entãoeutenhodeprovidenciaruma imagemdeleparalá!Mas,noluterano,pensamquetodososPapasCatólicosestãonoInferno,então hajaimagensdePapas!Uminferno!EtemosOrtodoxos,Coptas,TestemunhasdeJeová,Universais doReinodeDeus,oEvangelhoQuadradoeoRedondo,umsaco! SemcontarasassessoriasquedouparaosInfernosdereligiõesdomundointeiro!Budistas, Afros,Hindus,Corintianos,Flamenguistas,todos!AtéparaoInfernoComunista,queeraateu,mas era Inferno, onde estavam os revisionistas, os traidores do proletariado, os políticos pequeno- burgueses,ossociais-democratasetc.,eudeiassessoria! E ainda tem os serviços externos, que eu coordeno! Precisa de um diabo para entrar no redemoinhodeGrandeSertão:quemprovidencia,checaotamanho,vêseodiabododiabocumpriu defatosuamissão?Éoautor?Quenada!Eleescreveascoisas,masquemtrabalha,quemfazo controlesoueu!PrecisaficardeolhonaLilith,verseelacumpriusuatarefadedarafrutadaciência dobemedomalparaaEva?QuemficadeolhoeaindaanotanoLivroCaixaéoContador-Moraqui. Éééé

Maso pior mesmo écuidar daentrada:quementra,quemvaiparao Purgatório,queéum puxadinhotemporário,quemvaiparaoLimbo,aindabemqueumPapaagoradecretouqueoLimbo nãoexistemais.Nãodeuparatirarosquejáestavamlá,elesinvocamdireitoadquirido,usucapião,a LeidoInquilinato,aposentadoriaportempodeserviço,seilá,maspelomenosninguémmaisentra agora. Mas tem sempre de checar os documentos, se estão em ordem, os alvarás, a carta de recomendação,seodespachantepagouodízimonocasodoBrasil,etudoomais.Poisé.Ahsim,e temoseguinte:seocondenadoépobre,elevemparacásemtugirnemmugir.Masseérico,ouseé

umfigurão,ih!,temdeirbuscarocamarada,trazeràforça,porqueelenãoquervirnemapau.Mas vemdequalquerjeito,mesmoseforaporrete!Porqueaquiéocomunismo:todomundoécomume igual,eeu,secretário-geral,mandobaixaropau! Ocasomaisinteressantequetivedecuidar,noentanto,nãofoideentradanoInferno,masde saída!Foiumabênção,porquepelomenosesvaziouumpoucoocondomínio.Équeantesdotalde Cristobaternaporta,todomundovinhaparaoInferno:bons,maus,ruins,meio-termos,tudo,eisso aquiviviaatopetadodegente,pareciaônibusàsseisdatardeoutremdaCentral. Mas aconteceu que esse tal de Cristo, que dizia ser filho de Deus, bateu à porta.Eu abri pessoalmente,fuilogopedindoosdocumentos.Emgeraloschegantesseassustamcomaminha feiura,porqueeusoumaisfeiodoqueoCorcundadeNotreDame,maselenãoficounemaí.Ele abriuosbraços,fezcaradecrucificado,mostrouosburacosdospregosnospulsosenospés,mais asmarcasdacoroadeespinhos.Maseunãomedeiporachado.Pediumdocumentolegal.Elepuxou datangaquevestiaumsantinho,ememostrou.EuchequeinoLivrodeEntradaseviqueeraisto mesmo:váriossantinhosequadrosatestavamqueeleeraassimmesmo,algunspintadosatéporgente queestáaqui Emboratenhammorridodepois,mascomoeudissetudoaquiéeterno. Deixei entrar.Eele foi logo embarafustando em direção à Sala do Trono,onde o Grande Lúciferestásentadonoseuassentodepregos.Eucorriatrás,masnãodeutempodefazernada.O Cabraeraligeiropradaná,foiabrindoaportaedizendoaoLúcifer:

–AgoraQuemmandaaquisouEu!Teureinadoacabou!

OLúciferfezumacaradeestafermo,masrespondeu,naverdade,paramim:

–Misgodeu,seuAbominável!ComovocêdeixouEleentraraqui?! –Ué,eudisse,doutorLúcifer,oqueosenhorqueriaqueeufizesse?OCarachegou,bateu,eu identifiquei,estavacerto,conferiaacaracomosdocumentos,eudeixeientrar!Afinal,éparaissoque euestouláesoupago–emalpago,diga-sedepassagem!

–Masvocênãoleuaminhacircular6/66,avisandoquejustamenteElenãopoderiaentraraqui,

queameaçariameusdomínios?! –Eláeutenhotempodelertodaapapeladainfernalquememandam,doutor?!,retruquei.Vem ofíciodetudoquantoéinferno,atédosquintosdosinfernos! –Euestoumesmocercadodeimbecis!!,falouoLúcifer. Efoilogoseaprontandoparadar batalha.Foiseencolhendoparadar umavoadora,maso Cabrafoimaisrápido,assestouumrabodearraiaquedeitouoLúcifer nochão,eElefoilogo pisandoemcimadopescoço:

–Jádissequeteureinoacabou,agoraomanda-fogoaquisouEu!

–Tiraopé,tiraopé!

OLúciferseesganifiavaprafalarcomumavozinhamiseráveldefina.

Foiaíqueorestodadiabariaacudiu.EsevierampracimadotaldeJesus,masEleapontouo

dedoparaelesegritou:

–Mandrake!

Etodomundocongelou.Teveatéunsqueficaramassimnoar,porqueestavampulandoquando

Eledeuogrito!

EficaramdenovosóEleeoLúciferassim,frenteafrente.Querdizer,nãoerabemfrentea

frente,porqueoLúciferestavacaídonochãoeoJesuscomopénopescoçodele.EoJesus:

–EuvoutemandarproInferno!

–Maseujáestounele,disseoLúcifercomavozesganifiada.

–Entãotuvaiéprofimdomundo!

–Masaquiéofimdomundo!

Euestavavendoacoisamalparada,porqueassimeuiaacabarperdendoomeulugaràsombra.

Tácertoqueeueraexploradonoinferno,masnomundodehojepiordoqueserexploradoénãoser explorado,porqueaíagentenemtemondecairvivo,quantomaismorto.Resolvientrarnaparada. –Olhaaqui,SeuJesus.AgentepodequestionarosobjetivosdodoutorLúcifer,masnãoosseus métodos.Ele manteve essas paragens em ordem.Acomunhão dos condenados está equilibrada. Autossustentável.Afinal,umsábiojádiziaqueosmeiospodemjustificarosfins,seaplicadoscom sabedoria.Nuncahouveumaadministraçãodosdescontentestãoacontento.Inclusive,oSenhorme perdoe,aquiestáumcertonúmerodepessoasquenãodeviamestaraqui,nãoémesmo?Osbons Tudoissosedeve,éclaro,àclarividênciado Senhor SeuPai,aoVossoJuízodeSantoFilho,à

lucidezdoEspíritoSanto,mastambémsedeveàscapacidadesadministrativasdodoutorLúcifer,aqui presente,equenãodeveriaserdestituídodesuasfunções Elesempreseparouojoiodotrigo.Mase agora?Quemvaicuidar dosmalese,sobretudo,dosmausdo mundo?Ora,o doutor Lúcifer já

demonstrou sobejas qualificações para tanto

administrandoasIgrejasqueestáfundando.OSenhor sabe,nãoémesmo?Elasserãovárias,vai haverdissidências,reformas,cismas,oescambau,vãofazermuitamaldadetomandooSeuSanto Nomeemvão,eoSenhorvaiterdecompareceratodasessasigrejas SuanoitedeNataldaquipra frentevaiseruminferno!Enfim,SenhorJesus,confionaSuainterminávelSabedoria Aarengaadiantou.OJesusamoleceu.Afrouxouopé.Lúcifertomouar,tossindo.Masfalou:

–ÉissoqueoAbominávelfalou.Estoudispostoanegociar –Negociar?,disseoJesus.Vocêfoiamplamentederrotado –É,disseeu,intervindodenovo,masadministraravitóriaétãoimportantequantoreconhecera derrota OSenhorpodiadeixarodoutorLúciferadministraressasparagens,contantoqueelese conformesócomisso EusabiaqueodanadodoLúcifernãoiaseconformar,queiacontinuarquerendotomarconta domundo,masnahoraaquilofoiumbomargumento.EuachoqueoSeuJesustambémsabia,mas Elequeriaarranjarumjeitohonrosodemanterascoisasnolugar –Estábem,disseafinaloSeuJesus.Queassimseja.Masosbonseuvoulevarcomigojáejá. –OK,disseodoutorLúcifer.Misgodeu,váchamá-los.AbraasportasdoInferno! DaíoSeuJesusvoltou-separaadiabaiadacongeladaegritou:

o Senhor ainda vai ter uma trabalheira danada

E

–Meia!

Aquelesqueestavamnoarcaíramnochão,osoutroscomeçaramasemexer,equeriamatacar

denovo,masodoutorLúciferfoifalando:

–Paraí,macacada.Aquicontinuomandandoeu!FecheiumatréguaaquicomoJesus,eelatem

deserrespeitada!Voltemàssuasfunções,esemreclamar!

Assimfoidito,assimfoifeito.Adiabaiadavoltouaoseumister:esfregarcompalhadeaçoe

espetarcomtridenteoscondenados.

EucorriaoLimbo,pegueiomegafoneedeioaviso:

– Olhem, justos de toda a Terra!O Senhor Jesus veio tirar vocês daqui!Vão sair agora! Atenção!Emcolunadedois!Escola,sentido!Escola,cobrir!Escola,firme!Emfrente,marche! Confessoquetiveumcertoprazernaquilodedarordensebotaraturmaparamarchar.Eláse forameles,um,dois,um,dois Derepente,lánasaída,armou-seumnovoauê.Umadiscussãoforte.Corrilá,praveroqueera. EraodiabodoAdão.Eletinhadesairemprimeirolugar,juntocomaEva.Eelenãoqueriasair. FicavadiscutindocomoSeuJesus:

–Nãoquero,nãoqueroenãoquero!Daquinãosaio,daquininguémmetira

–Masporqueraios,óAdão?,diziaoSeuJesus.

–Olhe,seeusair,nofimdostemposeuvouterdevoltarpraqueladrogadeParaíso,umailhota

dearvinhas,insetoseanimaizinhospequenos,naquelefimdemundododeserto,cercadodeareiapor

todososlados.Eaindamaiscomessabiscaaqui,aEva,quejámebotouguampaatécomanjo,a maldita Nãoquero,enãovou! –MasAdão,diziaoJesus,assimestáescrito.VocêtemdeseroprimeiroasairdoInferno, porra–Deusquemeperdoe,disseoJesus,masnessahorasófalandopalavrãomesmo.Estáemtudo queéquadroquevaiserpintadosobreessaocasiãosolene Sevocênãosairprimeiro,vaiterque mudartudo!Todososquadrosterãodeserrefeitosaolongodetodaaeternidade Aíeupensei:“vaisobrarpramim”.Éclaro:sevãoterderefazeralgopratodaaeternidade, quemvaiseropau-pra-toda-obraquevaiseencarregardisso?OJarbasaqui,éóbvio!. Aíeumedecidi.Dandoumpassoadiante,passeiamãonotridentemaispróximoe,zás!,espetei notraseirodoAdão!Eledeuumberroeumpulopradiante:pronto!Cruzoualinhadechegada,quer dizer,desaída!Aífoioestourodaboiada:todomundocorrendoesaindo,nemquefosseprafigurar nostaisdequadrosesantinhosqueiamserpintadosnofuturo.Umabeleza!OSeuJesusaindaveioe meagradeceupelainterferência,esefoipraadministraraquelaloucuráliaquecorriaevoavaparao céuquenemiçádeformigueiro. Euvolteiàsminhasfunções.OdoutorLúcifertevedeseconformarenemsequeraventoua ideiademepunir.Tampoucoodesgraçadomepromoveu.Continuoaquinaportaefazendodetudo, overdadeirofactótumdoInferno.Masumdia,eusei,tudoissovaimudar.Devezemquando,em segredo,meagarrocomaminhaestatuetadeNossaSenhoraAparecida,quecontrabandeeipracáde umjustoquechegouatrasado(claro,vinhadoBrasil)etivedeencaminharapenasparaoPurgatório. Prometipraeleumtratamentomaisleveemtroca.EficorezandopraEladarumjeito.Achoquevai darcerto.

LIVRODEBELIEL,ORIDÍCULO

Escrevodepoisdetudooqueaconteceu:aRevelaçãoeoFimdoMundo. E do papel que nisso teve Misgodeu, o Admirável.Que era chamado de “o Abominável”. EsclareçoqueseMisgodeueraofactótum(eledizia“opauparatodaobra”)doInferno,euerao factótumdasesferascelestes.Elogoaprendi,nasvoltasdaeternidade,queaquiloquenoInfernoé chamadode“Abominável”noCéuéchamadode“Ridículo”:osetorserviços,reservadonaTerra parae-ouimigrantes,migrantes,domésticas,domésticos,emaisalgunsetcéterasdahistória. Queremver? Voudaralgunsexemplos,esparsosporesteseoutroslivros. QuandoAbraãoestavaprestesamatarseufilhoIsaac,dizolivrocanônicoqueseouviu“avoz doAnjodoSenhor”mandandoopaipouparofilho.Dequemeraavoz?Adivinhem!Equemjátinha providenciadoocordeiroparaosacrifício,atrásdapedra?Adivinhemdenovo! AquinestemesmolivrodoslivrosvocêsleramqueCaim,àbeiradooceano,ouviuvozesque vinhamdealém.Equetomouo seurumo,atravessando aságuas.Poisé.Masachamquevozes humanaspodematravessar umoceano semalgumaajuda?Enaquelaépocanemtelégrafo havia, quantomaisumainternet.Quemestavapordetrásdasnuvens,promovendoasamplificaçõeseos ecoscomumaaparelhagemquesónasesferascelestesexistia?Ora,adivinhem!Agora,sedepoisde atravessarooceanocomooThorHeyerdahlelesepôsasemearocasdepalhadeumlado,tendasde couroemoutroeaindaaltaspirâmidesemterceiroslados,issofoiporcontadelemesmo. Porfalaremesferascelestes,quandoospastores,nanoiteemqueJesusnasceu,ouviramsua música,tãorefinadaquantoumacomposiçãodeBach,quemestavanosmanejosfazendo-asgirar?E quemprovidenciouaqueleestrelãoqueguiouosReisMagosatravésdodesertoatéamanjedoura? Semfalarnosboizinhos,asnosecordeirosqueenfeitamospresépiospelomundointeiro.Acham quefoifácilacharabicharadanaqueledesertoárido? QuarentaanosastribosdeIsraellevaramparaatravessarodeserto,alimentadasporchuvasde maná.Enquantoaquelesmalucosseperdiameseachavameseperdiamdenovo,quemficoutodo tempocozendopãodeervinhasefazendoquechovessemnoáridoenosemiárido.Hein?Quem? Quarentaanos! EoSansão?Vejambem,Misgodeu,queeraoAbominável,tevedeprovidenciaratesouraafiada paraaDalilatosaracabeleiradele.Maseeu?Eutivedeestudarotemploondeelefoilevado,efazer oscálculosparadeterminarcomexatidãoquaisduascolunaseledeveriaforçarparaquepudesse derrubartudodeumavezsó.Eaindativedesoprarnoouvidodomeninoqueolevouparaqueeleo conduzisseaolugarcerto.Esemninguémmever.Tivedemedisfarçardevento! Outro feito:quando Josué e seus músicos tocaram as trombetas,depois de contornarem as muralhasdeJericó,paraqueelascaíssem,quemcalibrouosinstrumentosparaefeitodetalmonta? Ouvocêsachamquefoiassim“aonatural”?Domesmomodo,Judithtinhaemmãosumaespada afiadíssimapara,sendoumafracamulher,decepardeumsógolpeacabeçadeHolofernes.Quem afiouaespada?Maisumavez:adivinhem! Mais,eaíconfessoquefuiridículo:noEgito,quandoJoséprecisavaqueoFaraósonhassecom

vacasgordasemagras,quemficounabeiradacama,mugindobaixinho,paraqueosonhofosse motivado?NãodariaparacolocarumavacanoquartodoFaraó,nãoémesmo?Então Alistacompletaseriaenfadonhaecansativa.Percorramesteslivroseosoutrosquecontam diferentesaspectosdestamesmahistóriaedescobrirãotodaumasériedeefeitosespeciaisdeminha marca.Sómaisumadasantigas:quandoaconteceu,emBizâncio,abrochadadosanjospelaexcessiva discussão sobre seu sexo, quem foi obrigado a fabricar zilhares de camisolas, camisolões e camisolinhasparadisfarçarafaltadesexo,inclusiveaminhaprópria?Pelaúltimavez,adivinhem! Minhaúltimaproezafoicompilareorganizaresteslivrosqueoraleem.Porissoestevolume poderiamuito bemsechamar ABíbliadeBeliel.Efaço isso emmeulaptop,àsombradeuma palmeira,emplenoParaísoTerrealrestaurado!QuedistânciaentreatalhadeiradeCaimeoteclado domeuaparelho,passandoporpapirosepapéis,roloselivros!Equempensarqueestaminhaversão da história da Criação e do Fim do Mundo se opõe às demais, canônicas ou apócrifas, sejam católicas,evangélicas,ortodoxas,marxistas,oCultodosMercados,oCorãoetodasasoutrasde todasasreligiões,inclusiveadafénoBigBang,estarádemonstrandoquenadaentendedeBíblias, ciênciaoureligiões! Jáquefaleiemtrombetasláatrás,cumpreretomarporelasahistóriadofimdahistória,edo começodosnovostempos. Eelassoaram,maisumavezafinadasporestevossoservo,eacoortedosseteanjosanunciou paratodosqueoTempotinhachegado. EvieramtodososmortoseosvivosdetodosostemposequadrantesparaagrandeAssembleia Geral. Aíosimprevistoscomeçaram. OprevistoeraquehouvesseumaGuerraGrande,amaiordetodosostempos,comvitóriado BemcontraoMal,eoMiguelãocalcandoopescoçodoLúcifertalcomoJesusjáfizeranoInferno. Eu já tinha preparado e lustrado a bota que ele usaria para isso. Haveria também aparições fantasmagóricas,dragõesdesetecabeçaseduzentosevinteeumchifres,cometasdestrembelhados, estrelascadentesesubintes,tempestades,inundações,pragaseogivasnucleares,etudoomais.E,é claro,haveriaoconfrontodosexércitos,otroardoscanhões,eviriaoCristocomvestessalpicadas desangue,montadonumcavalobrancoquenemNapoleão,comumaespadaatravessadanaboca,e triunfariasobreoAnti-Cristo,aBesta,osfalsosprofetas,queseriamlançadosnumlagoardentede fogo e enxofre – sem falar no fedor do enxofre.Eu é que teria de preparar tudo isso, com o Misgodeu,aindaoAbominável,arranjandoascoisasdooutrolado. Jáosexércitossepreparavam,Miguelãoàfrentedonosso,eàfrentedodelesaGrandePuta (que as versões dogmáticas do Apocalipse chamam de AGrande Prostituta), além de Lúcifer e companhia. Foiquandoseouviuumagrandevoz,umberrodefinitivo:

–Pópará!

Tãoincisivafoiavozquetodomundocongelou,atéJeová,CristoeoEspíritoSanto.

Euolheiparadondevieraavoz.

EraNossaSenhoraAparecida!

Elasepôsentreosdoisexércitos,comseumantoazulestreladoesuafacenegrareluzentesoba

coroa,edisse:

–Chega!Chega!TrêsVezesChega!Arreda,arruda!Oshomensjámandaram demaisneste universo!Agora quem vai resolver esta parada somos nós, as mulheres.E desde já convido – conclamo–aChefiadosExércitosdaoutrabanda,aGrandePuta,paraumaconferênciadepaz! Topais? Jeoválevantouodedo,masNossaSenhoravoltou:

–EujádissequeChega!Issoderaio,trovãoeguerrajáteveseutempo!Queremosagoraoutra coisa!Você,SeuJeová,atravesseumburaconegroevácriarnovosmundosemoutrafreguesia!E emediçõesrevistasemelhoradas!Desteaquiagoranóséquevamostomar conta.MeninoDeus, volteparaoTemplo,vádiscutirdenovodoutrinacomosdoutores.ReúnaumConcíliodospapas, rabinos,aiatolás,muezins,paisdesanto,pajés,monges,enfim,doschefeselíderesdetodasas religiões,elesestãoprecisandoselembrardealgumascoisasqueensinaste!EspíritoSanto,saiapelo mundoaespalharoconhecimentodetodasaslínguas,ailuminaroscoraçõeseasmentesparaque haja uma melhor tolerância.São Pedro, fecha a porta dos teus céus! Santos Dumont, fecha as passagensdeteusares!Mas,antes,quemestáforaqueentre,masquemestádentronãosai!Agora, aqui,aAlfaeaÔmegasouEu!Erenovomeuconvite:topais,GrandePuta? Dooutroladotambémhouveumalvoroço.Lúcifercomeçouagritarquequemmandavaeraele, maseuviquandooMisgodeualcançouparaaGrandePutaumataçadeouroeelamaisdoque ligeirasentouataltaçanacabeçadoDiabão,queamoleceuecaiunochão. –Quaissãoosseustermos?,gritouaGrandePutaparaNossaSenhoraAparecida. –Nãotemtermonemmeio-termo.Éconversaalideigualpraigual,feitogentegrande,mas comvontadedepaz! –Eutopo,disseaGrandeProstituta.Masprecisodeassessoria.ConvococomigoasSibilas, maisaLilith,Salomé,aTeiniaguáeMilady,dosTrêsMosqueteiros!EdonaBovary,que,aliás, tambématendepelonomedeFlaubert! – Está bem, disse a Nossa Senhora.Mas eu também preciso de assessoria.Quero comigo representantas,frisobem,representantasdasreligiõesdoscincocontinentesmaisaAntártida,epara representar asreligiõesateiasconvoco acamaradaRosaLuxemburgo,mártir dasuacausa!Mas queromais,invadindotodososlimites:pararepresentaraAntiguidade,convocoagrandepoetaSafo, deLesbos!EparaostemposmodernosqueroaMariaBonita,aRainhadoCangaço,tambémmártir desualuta!E,afinal,representandoaHeresiaFundamentalistadosMercados,apríncipainglesa, Lady Margareth Thatcher! Para começar, vamos fazer uma oração pelo bom termo da nossa empresa,eparatirar todo equalquer veneno denossoscorações,edessahomalhadaquequase destruiuomundo! Foiumauê,masasassembleiasdoscontinentes,reunidasdesupetão,decidiramelásevieram, entreoutras,KorédaEuropa,aafraOxum,maisCi,aSol,Amina,amãedeMaomé,eMaya,amãe deBuda,emaisummulheriodanado,RosaLuxemburgocoxeandoàfrente.PelaAntártidaveiouma pinguinzinharealmuitotímida,masqueaRosalogopegounocoloelásefoitambémelaparaa reunião,maisfelizquepinguimempiscinadecamarão!Eanatureza?VieramIemanjá,Rainhado Mar,Hestia,DeusadoFogo,Gaia,pelaTerra,eIansã,dosventosetempestades! EaíelassereuniramanuvensfechadasnoAuditórioCentraldoUniverso. Oresto,istoé,nós,ficamosesperandoeesperando,jogandodadouns,canastraoutros,bilhar, aindaoutrossótrocandoumpapo:tinhaatéaquelaescravalhadadeJójogandoCaxangá.Eestavam Caim eAbel,rabudosum com o outro.Eo Abel,tocando tarolinha,ficavacantando:Firulode, firulim,agoranadapode,ocoiódoCaim.OCaimfingianãoouvir,masagenteviaqueeleespumava pordentro.LogoadianteaRainhaHerma-FroditaeoanjoMisoel,seguidosdetodosossodomose sodomas,etodososgomorrosegomorras,entoavamo Hare-Krishna:tinham-seconvertido,os diabos!Elávinhaaqueleensurdecedor tim-tim-tim,tem-tem-tém efiruli-firuló dosmilharesde pratinhoseflautinhaspassandonaAvenidadasNuvens. Epassaram-seashoras,eashoraseashoras. Derepente,não maisquederepente,anuvemcentralseabriu,eNossaSenhoraAparecida apareceu,denovocomsuafacepretareluzindodebaixodesuacoroadeluzesesobreseumantoazul estrelado.AseuladovinhaaGrandePuta,eatrásocortejodasmulheresdoConselhodeGuerra,

querodizer,dePaz.Eelafalou,comsuabocadelábioscarnudosevermelhos:

–Depoisdemaduraconversaçãoesábiasdecisõeschegamosàconclusãodequeomelhoré

proclamar

Houveuminstantedesilêncio,quepareciaumaeternidade.

–UmaAnistiaAmpla,GeraleIrrestrita!

Houveumhurra!tamanhoqueabalouasestruturasdouniverso.Tudotremeu,océuseabriue

umsolãodenovomundoatudoiluminoucomosefosseorecomeçodostempos.

ENossaSenhoraAparecidacontinuou:

– E para festejar isso e dar tempo para fazer os arranjos necessários, resolver os casos pendenteseatender àssituaçõesespeciais,proclamo tambémtrêsdiasdeferiado universal,com direitoamuitosamba,confete,serpentina,lança-perfume,muitacervejaetudomais! Osbatuquescomeçaramdeimediato,eodesfilesaiucomaturmadoAlalaôedoAlá,meubom Alá!emprimeirolugar,puxandoocordão,eCeciePerideporta-estandarteemestre-sala.EIracema comoRainhadaBateria!NemseouviudireitoaúltimaproclamadeNossaSenhora:

–Aquinestasnuvensorganizaremosascomissõesespeciaisquevãoestudaroscasoseconflitos aresolver! Maseuouvi.Efiquei.Eespereieesperei,atéquetudofosseresolvido.Ecomotinhacasopra resolver!Só paraacomodar todososPapascristãos,por exemplo,foiumamissaemeia,edas solenes!Eoutros casos complicadíssimos.Por exemplo:com quem iria ficar a Capitu? Com o BentinhoouoEscobar?Jápensaram?Ummistério NossaSenhoraAparecidacomeçoucomoAbeleoCaim:

–Abel,paracomessamusiquinhainfernal!VaicuidardeumparqueecológiconaÁfricadoSul,

queláépreciso,esemsacrifícios!Caim:vaiplantarbatatasnoHaiti,queláissoéfundamental,e

chegadeodiarteuirmão.

EhouveocasocomplicadíssimoentreJudaseSilveriusRegis.UmeoutrodiziampraSanta:

“Nãofuieu,foiele”. Masdeutudo certo.Com infinitapaciênciaeaassessoriadasComissõesMistasCelestese Infernais,NossaSenhoraAparecidatudoresolveu.Entreoutrascoisas,disseproJudas:

–JáfosteespancadoquecheganosSábadosdeAleluia!Vaiempaz,Meufilho.Masaprendaa lição:nãotefaçasdeinocenteútilondenãoéschamado.Evocê,seuSilvério,queriaficarnuma praia,nãoé?ComohouveumaAnistia,vocêtambémestáincluído:vaificarnumapraia,sim,mas limpando cocô de cachorro, ouviu bem?! Com aquele teu comparsa, o Mercadeus. Ambos acorrentadosàquelasbolasdeferrodepresoemfilmeamericano.Elambamosdedos!Depoisdeuns milanosagentevoltaaconversar.Sedemonstrarembomcomportamento,agentevêoquefazer Noé? Foi enviado aos países nórdicos para organizar uma Liga Antialcoólica e abrir um restaurantevegetariano,alémdecuidardeumaquáriomarinho. Lápelomeiodasarengas,ouviu-seaquelecantochegando:

EneltrenquevaaMadrid/Seagregarondosvagones:/Unoparalosfusiles,/Outroparalos cañones/ EramastribosdoJovemMárquesvindasdetodososconfinsdodeserto.ÉverdadequeoJovem Márquesnão eramaistão jovem,tendo umabarbaçabranca,maisparecido comumPapaiNoel Rabino.Eleficavatentandoregeraquelecorodoscontrários,porquepordetrásdoscantosbonitosa brigalhada continuava feia, um primeiro chamando um segundo de “traidor revisionista” e um terceiro querendo rachar acabeçadeumquarto amarretadas,aqueleinsultado porqueo tinham chamadode“burocrata”eaqueloutrofulodavidaporquediziamqueeleeraum“doenteinfantil”e poraíafora. NossaSenhorafoitaxativa:

–Vocêsserãoobrigadosaficarjuntos,namesmasala,discutindoatéchegaremaumacordo sobrequestõestãoimportantescomoadeseéocampoquecercaacidadeouacidadequeredimeo campo.Mais complicado que isso só o sexo dos anjos!Depois, vão fundar uma cooperativa e ingressarsolidariamentenaeconomiademercado.Daíaunstrocentosanosvamosdiscutirissode socialismo.Vão!Já! Nofimdofim,sóficamoseu eoMisgodeu.Porqueagoraestávamossememprego,oque fazer?Nemaguerrinhafinalconseguíramospreparar. Comumacaradecanseirageral,NossaSenhorasevoltouparanós:

–Evocês,pobresfactótuns,quepossofazerporvocês?

Aíeuousei.Meadianteiedisse:

–MinhaNossaSenhora!Eutenhoumpedidoveemente!Seporalgomevalemessesséculosdos séculosduranteosquaiseufizdetudoparaqueasEscriturasfuncionassem,eugostariaquefosse restauradocompletamenteosexodosanjos.Equenãohouvessemaisdúvidasarespeito.Atéporque, vejasó,SantaSenhora,enquantomuitasvezesficava-sediscutindoonossosexo,eosensocomum até o cassasse como os direitos políticos durante a Ditadura no Brasil, muita padrecada ficava fazendogrossassacanagensatortoeadireito.Jánemfalodosqueofendiamcrianças,contrariando VossoSantoFilho,queamaldiçoouquemasescandalizasse,masvejasóaquelePapa,oAlexandre Bórgia,quetinhafilhoparatodoolado!Ecadaumpiorqueooutro!Então,porfavor,minhaNossa Senhora,restaureeconfirmeonossosexoparatodoosempre,epermitaatéquehajaanjastambém! NossaSenhorapensouumpoucoedisse:

–Temrazão,Meufilho.Melhor ummundocomsexofelizdoqueessesdescalabrosquejá conhecemos.Ademais,nadaháemtodasasversõesdasEscriturasqueproíbaisso.Assimseja.Vosso sexoestágarantido,eosanjospoderãoescolherseranjastambém,seassimquiserem!Tenhodito,o referidoéverdadeedoufé!Nihilobstat,imprimaturpotest! Imediatamenteeumesenticheiodesexo,eiaagradecerquandoseadiantouoMisgodeu:

–Eeu,minhaNossaSenhora?!Agoranempatrãoeutenhomais.OdoutorLúcifersefoicomo primeiroblocoquepassou,repartindoumagarrafadecachaçacomoMiguelão!Eolheparamim, DoceRainha:atéoQuasímodo,oCorcundadeNotreDame,pareceumgalãdecinemapertodemim, corcunda,capenga,deolhotorto,rabocurto Sabe,Senhoraminha,omundoéquenemturistana Bahia:Acarajé,malviu,quécomê/Ninguémquésabê/Oquecustafazê/Todomundogostadeabará/ Ninguémquépensá/Notrabalhoquedá. –Entendo,Meufilho.Quepossofazerporti? –MinhaSenhora,eugostariadeserbonito,nemprecisasermuitobonito,sóbonitoassim Eu rezeitantopraSenhora,dizia,MinhaNossaSenhoraAparecida,mesalvadesseInfernoquesoueu! –Estábem.Fechaosolhos,Quasímo ,querodizer,Misgodeu,epensaqueésbonito.Assim comforça,commuitaforça! EeuvioMisgodeufecharosolhoscomtodaaforça E,plim!,nossa!Alinafrentesurgiuohomemmaisbonitoqueeujávinaminhavida,quero dizer,odiabo,ouoanjo,seilá,tudomisturado.Emedeuumacoisafortenocoração.Evitambém queaoabriraquelesolhosnegroslindoscomoanoitequenãotemluar,elemeolhou,tremeu,e saqueiqueseucoraçãobatiatãofortepormimquantoomeuporele!Eeujáiafazerumadeclaração deamorquandorompeuumalaridoforadanuvem. –Nãoquero!Nãoquero!Enãoquero!,gritavaumavoztãoiradaquantocontrariada. –Ah,meuLúcifer,disseoMisgodeu.Euconheçoessavoz!Ejáseiqueocasovaiserdifícil! EraAdão,oprimeirohomem,queentrounanuvemdoauditórioefoilogorepetindo:

–Nãoquero,nãoqueroenãoquero!

Elesónãobatiaopéporquenumanuvem,seagentebateopé,eleafunda.

–Nãoqueroquê,homemdeDeus?,NossaSenhoraperguntou.

–EunãoquerovoltarparaoParaíso,aquelailhotasemgraçanomeiododeserto!

–NãobrinquecomaCriação,seuAdão!,NossaSenhoradisse,jámeioirada.Emprimeiro

lugar,aquilonãoéilhota,éumoásis!

–Poisé,disseAdão.Eunãoquerovoltarparaaqueleilhósis!Porqueeutenhoqueficarlá,

presonaquelecírculodegiz,contandoratõeseinsetos,enquantotodomundovaisedivertir?Eainda

terdeficarcomessaestafadaEva,queatéguampamebotou,ecomanjo!

–É,masvocêtambémaprontoupelomundo,nãoé,seuAdão?SócomaLilith

AíoAdãoseencheudeempáfia:

–É,maseusouhomem,tenhoodireitoeatéodever!Souacabeçadocasal,epossoolharpra

ondeeuquiser

EuviqueNossaSenhoranãogostoudoargumento.Masdisse,emtomconciliatório:

–Ora,seuAdão,vásecatar!QueroouviraEva.Mandemchamá-la. Porumadessasreaçõesautomáticas,láfuieu.Nãofoidifícilencontrá-la.Logoavi,nacostade umailhagregaensolarada,demãosdadas comoGabriel,claro!Expliqueiocaso,eelaconcordou emvircomigo. Devoltaaocéu,levei-aperanteNossaSenhora.EaEvafoilogodizendo:

–MinhaQuerida(queintimidade!,eupensei),jáseidocaso,oBelielmeexplicou.Evoulogo dizendo,com todo o respeito,queeutambém não quero viver com esseestafermo do meuex- marido,quemesovousópramostrarqueeramacho,eaindamaisnumovinhodeoásisnofimdo mundo.Euqueroérosetar! –Estávendo,NossaSenhora?,semeteuoAdão.Nãovaidarcerto!Etemmais –Fechaamatraca,seuAdão.Nãotepergunteinada.Vocêeteugênerojáaprontaramdemais! Precisopensarumpouco. NossaSenhoraficoupensandoalgunsminutosefalou:

–Bem,emnenhumlugarestáescritoquevocê,Adão,evocê,Eva,têmdeficarmorandono Paraísodenovo.Sóquetodomundopensavaisso.EEuapenaspenseiqueissoeranaturalporque vocêsjátinhammoradolá,jáconheciamolugar Ecomoestavaditoqueeleseriarestaurado,eele o foi,pelo Iphan(Instituto do Paraíso Histórico eAperfeiçoado Nacional),alguémprecisaficar tomandocontadele,senãotudooquefizemosvaidesandar,quenemmaionesequeagenteerraa receita Vaiterdefazertudodenovo Medeuumfrionabarriga.Ounosexoqueeuacabaraderecuperar,confesso.Foiaíqueonovo Misgodeuseadiantou,eserevelouoAdmirável. –MinhaNossaSenhora,medêlicençaqueagoraeuvoufalar,ecomtodoorespeito!Eunão concordo,masentendoarixadosenhorAdãoedadonaEva.Nãoadianta.ConfiaroParaísopara elesvaiser igualaconfiar umpoço ouumafonted’águacristalinaparaquempreferecomprar energético na loja de conveniência, se me permite essa ousadia de comparação.Porém, posso, podemoslheoferecerumaalternativaviável.SintoqueeueoBelielalipoderíamostomarcontado JardimdoÉden.Confesso,MinhaSenhora:estamosapaixonadosumpelooutro,eàprimeiravista. Temosexperiência.TomamoscontadoInfernoedosCéus–edoMundo–durantetodootempoda história.PorquenãooParaísopelaeternidade? –Podeser,podeser ,disseNossaSenhora.Afinal,vocêsagoratêmaplenitudedosexo,e tambémaliberdade MasaíoenxeridodoAdãoresolveusemeterdenovo. –NossaSenhora,issonãoécanônico Dois,hum,hã,bem,seresdomesmosexotomando contadoParaíso Bem,aSenhorasabe,oSantoPapa,recentemente Foiaconta.

NossaSenhoraAparecidatomou–trovejou–apalavra:

– Olhe, seu Adão: ponha-se no seu lugar! Não vê que Eu estou discutindo um assunto

importantíssimoevital,qualseja,osexodosanjos?!Ademais,MeuFilhojádizia:aDeusoqueéde

Deus,eaoPapaoqueédoPapa!

–Perdão,MinhaSenhora,disseoAdão.OqueJesusdissenãofoibemassim

–Cale-se,seuAdão!RetrucouaAparecida.Senãofoibemassim,bemquepodiaoudeviaser.E

nãosemeta,daquipordiante.Oquequeresfazer?

– Bem, Minha Senhora, eu preferia abrir uma grife em Paris, chamada Alternative, em

homenagemaLilith,aSenhorasabe –OK,disseaSanta.Evocê,senhoraEva? –Bem,disseaMãedahumanidade,eupreferiaficaraosoldeumailhamediterrânea,como Gabriel,seaSenhoranãoseimportar –OK,OK,voltouNossaSenhora.Vão,vãoseroçarnasostrasedeixem-meempaz.Tenho assuntosmaisimportantespararesolver.Virem-se. Elesseforam,cadaumparaoseulado.Eaíelasevoltouparanós. –Então,vocêsqueremviverjuntosnoParaíso,hein? –Éééé disseoMisgodeu,comumavozdecabritoolhandoapontadafaca. Eu,covarde,fiqueicalado.AocontráriodoepisódiodoAbraãoedoIsaac. –Podeatéser,disseEla,pensativa. Nessaalturaeuiafalar,masoAdmiráveltomouapalavra:

–Senhora,quaissãoSuascondições? –NãoMeinterrogue,seuMisgodeu!AquiquemfazperguntassouEu,equerosaberquaissão assuasrespostas! –Senhora,tudo o quequeremoséumlugar paraviver ao sol,comessapaixão mútuaque acabamosdedescobrir.EaSenhoranãotema.Pormimrespondo:agenteédiabo,maséderespeito! EseoBelielaliresolverfolgardemais,eudouumjeitonele!Podeconfiaremnós. –Estábem.Nãoéortodoxonemcanônico,maséecumênico,eEuvouconfiaremvocês.Vão, MeusFilhos,encantememantenhamoParaísocheiodeamor,comoeledeveser!Masvejamlá:nada depromiscuidades,efaçamtudo atentando paraasegurança,T-U-D-O,hein?!Senão,eucasso a concessão! –Pódeixá,emendouoMisgodeu. EElasefoi,num torvelinho deestrelaseoutrosencantamentos,aquelaVirgem doslábios vermelhosecarnudos,comseumantoazulestreladoedeslumbranteeseurostonegroreluzindo entreasnuvens. AssimnosdespedimosdaSantaSenhora. Eviemosparacá,oParaíso,ondeescrevoàsombradapalmeira,ondecanta quemmesmo?O carcará,ora,umaespécieafeitaàaridezdodeserto.Ouvocêspensaramqueeraosabiá? Claro:fizemosumpuxadinhonabeiradoParaíso,masforadele.Parareceberosamigos,e tambémparafazerosnossosjantaresealmoços,convidandoosvizinhosdosoásismaispróximos.É quedentrodoParaísoagentenãosentefome,nemsede,nemnecessidadede bem,vocêssabem,não precisadizer.Enósgostamosdeumchurrasquinho,umaberinjelacomqueijo,umarrozàgrega,um vinho,umjantaràluzdevelas,umamassagemcomóleodeamêndoa,essascoisas.Edenosdaras mãoseviver o nosso amor,Misgodeueeu,sobo céudeestrelasmáximas,estassobasquais escrevo,aqui“dondecrecelapalma” MasestouconvencidodequeoParaísoéabertoatodos.Ésóprocurá-lo. Deforaficarãoosintolerantes,oshipócritas,oshomicidas,oscontumazesquementemparasi mesmoseparaosoutros,osquecultuamefazempublicidadeparaoorgulho,avaidade,ainveja,o

ódio,equalquerumquecometamalescontraosinocentes,osfracos,oprimidosedeprimidos. Dentro,osdoamor. Assimmesmo,sealgumdaquelestiverarrependimento,quevenha.Aquiresplandecemaestrela damanhãeadatarde,osolealuaaomesmotempo.EcultuamosaÁrvoredaVidaedoBem Comum,porquevivemosnaTerrasemMales. EssaárvoreéresultadodafusãodascopasdasantigasÁrvoredaVidaeÁrvoredaCiênciado BemedoMal.Aprimeiraeramaisbaixa,mascresceutantoqueascopassemisturaramehoje parecemumapalmeirasó,comdoistroncos.Umtempoatrásaconteceuumverdadeiromilagre.Duas avesalichegaramefizeramseuninho:umcorvopretoeumapombabranca.Easduasalificam,se aninhandojuntas.Edevezemquandoocorvogrita:“Agoraesempre”.Eapombinhaarrulhaese achegaaosbraços,querdizer,àsasasdele.Agentevêqueelasseamam,emtodosossentidos.Outro dia,ouvimospiadosnovosnaqueleninho.Novascriaturas,novacriação.Comodizovelhoditado, hojecirculandono cyberspace:“Não háo quenão haja”.Atéo Paraíso,paísdo futuro,estáem transformação. AGraçasejacomtodosvós. Amém.

COMENTÁRIOSFINAIS

Umlivrocomoestesópoderiaserescritoseguindoatradiçãobíblica:inspirando-senareleitura doslivroseoralidadesanteriores. Devoliçõesagrandesmestres.Emprimeirolugar,aostextosdoPadreAntônioVieira,para quemaúnicahistóriaimportanteéadofuturo. Depois,aoprofessorNorthropFrye,dequemfuialuno,quemostrouteremsidoasBíblias,as canônicaseasapócrifas,escritastambémcomhumoreironia.Eparaseremtraduzidasemtodasas línguas, registros e linguagens.Também me ensinou que o conceito de “Criador”, em todas as línguasepalavrasem quesejatraduzido,éum Verbo,não um substantivo,porqueo Criador é

inseparáveldoatodeCriar,emboraascriaturas,depois,possamterideiaspróprias,nemsempre boas.Sendoassim,a“Criação”éalivreconjugaçãodaqueleVerbo,emtodososmodosetempos imagináveisedesdobráveis–emaisalgunsquenãoconhecemosainda.Estelivroéapenasmaisuma dessasconjugações. Alémdasleiturasbíblicas,nasversõesdaSagradaEscrituraparaoportuguês,feitasporJoão FerreiradeAlmeidaeJacobusopdenAkkernoséculoXVII,eoutras,meinspiraramtextosvários, depoemasdeCamõesacançõesrevolucionáriasetrechosdenossashistóriasliterárias,donossoe deoutroscancioneiros,deCarlosGomesaDorivalCaymmi,passandoporErasmoCarlos,todos livremente adaptados.Foram particularmente importantes os livros de Isaías, talvez de todos os profetasomaissocialeveemente,donodeumestiloaomesmotempoeloquenteecontido.Penso, livremente,queIsaíastenhasidoamaiorfontedeinspiraçãoparaosevangelistascristãos,sobretudo Mateus,tambémomaissocialdentreeles.EmboraMarcosmepareçaomaisdireto,Lucasomais detalhistaeJoãoomaisdoutrinárioealoprado.OsAtosdosApóstolosmeinspiraramoestilode algumaspassagens.EbebimuitonosApócrifos,sobretudonoEvangelhosegundoNicodemus(para algunsumareescriçãodosAtosdePilatos)enoEvangelhosegundoMaria[Madalena],apreferidade Jesus,comoafirmaoextraordináriopoemadeCatullodaPaixãoCearense.Tambémmevaleramas leiturasdeTeilharddeChardin,cujoslivrospermaneceramduranteanosproibidospeloVaticano.

Algunsdetalhessãoimportantes.NãoinventeiochurrascodeNoé.EleestáemGênesis,9,20-

22.Sealguémduvidardoconfrontoentreasmulheres,aofinaldolivro,éporquenãoleudireitoo

ApocalipsedeSãoJoãoEvangelista.Aliás,inventeimuitopouconestelivrotodo:algunsnomes, nadamais.Apenaslimuitacoisa,comoespíritoaberto.Cruzeiasleiturasetraduzitudoparaum novo contexto. Exatamente como procederam os escribas dos Manuscritos Canônicos e dos Apócrifos.Tambémagrafia,aprosódiaeamelodiadasfrasessãopeculiares,deminhatotalescolha e responsabilidade:são uma tentativa de respeitar uma das características centrais da linguagem bíblica,doGênesisaoApocalipse,queéadetraduzirparaumcontextoescritotradiçõesepráticasde umcontextooral,ficandonapassagementreeles. Semmais,nemmenos. OAutor

GLOSSÁRIODECITAÇÕESEREFERÊNCIAS

Neste glossário anotei apenas as citações mais explícitas e menos conhecidas hoje em dia. CitaçõesouparódiasdeversosdeCamões,GonçalvesDias,FernandoPessoa,CarlosDrummondde Andrade e Castro Alves, por exemplo, dispensam referências.Fiz isso por justiça para com os autores, em vários sentidos.Por exemplo:não raro encontrei alguns dos versos ou frases aqui presentesatribuídosàsmaisdiferentesedisparatadaspessoas.

<<“ easmulheresnapontadocoração”.AreferênciaaquiéumacançãodeLupicínioRodriguese

Piratini,de1953,“Cevandooamargo”:“Xinocafugiudecasa/commeuamigoJoão./Bemdiz

quemulhertemasa/Napontadocoração”.Ouviessacanção,pelaprimeiravez,nainterpretação

deLuizMenezes,aípelosanos1950.

<<“pormaisterrasqueeupercorra,nãopermitaDeusqueeumorra,semquevolteparaláááá

”.

Conforme a “Canção do expedicionário” [da Segunda Guerra Mundial], de Guilherme de AlmeidaeSpartacoRossi.

<< “tão longe, de mim distante, onde irá, onde irá, teu pensamento Quisera saber agora se

esqueceste, se esqueceste o juramento

pranto;minh’almacheiad’amores,teentregueijánestecanto ”.ModinhadeCarlosGomese BittencourtSampaio,“Quemsabe?”.

sabe? Pomba inocente, se também te corre o

Quem

<<“Ai,alecrim,alecrimdourado,quenasceunocampo,semser semeado ”.Sempreouviesses versoscomopartedeumacantigapopular,vindadePortugalesemeadanoBrasil.

<< “E fez Noé da arca um altar ao Senhor; e tomando de todos os animais, ofereceu-os em holocausto sobreaquelealtar.Eo Senhor cheirouo suavecheiro,edisseo Senhor em seu coração:Nãotornareimaisaamaldiçoaraterraporcausadohomem,porqueaimaginaçãodo coraçãodohomemémádesdeasuameninice;nemtornareimaisaferirtodoovivente,como fiz.Enquantoaterradurar,sementeiraesega,efrioecalor,everãoeinverno,ediaenoite,não

cessarão!”.Bíblia,Gênesis,9,20-2(versãodeJoãoFerreiradeAlmeida,cit.).

<<“Nuncamais!”.EdgarAllanPoe,“Ocorvo”.

<<“Sevocêquerbrigar,eachaquecomissoestousofrendo,seenganou,meubem!Podevirquente, queeuestoufervendo!”.MúsicadeEduardoAraújoeCarlosImperial,“Vemquentequeeuestou

fervendo”,comumainterpretaçãoconsagradadeErasmoCarlosnodiscoOtremendão,de1967.

<<“Depé,óvítimasdafome! /Depé,famélicosdaterra!/Daideia,achamajáconsome/Acrosta brutaqueasoterra! ”.VersãoemportuguêsdaInternacional,porGregórioNazianzenoMoreira

deQueiróseVasconcelos(1878-1923),maisconhecidocomoNenoVasco,anarcossindicalista

português,feitaquandovivianoBrasil,em1909.

<<Avantipopolo,allariscossa ”.Cantotradicionaldomovimentooperárioitaliano,registrado,

numaversãoumpoucomodificada,porCarloTuzzi,em1908.

<<“EscravosdeJó ”.Velhíssimacançãoejogoinfantis,deorigemdesconhecida.Atéhojeninguém sabedireitooqueé“caxangá”,havendohipótesesdequesetratadeumcrustáceo.

<<“Daquinãosaio,daquininguémmetira ”.Damarchinha“Daquinãosaio”,dePaquitoeRomeu

Gentil,sucessodoCarnavalde1950.

<<“Quemestáforaqueentre ”Areferênciaaquié“PistondeGafieira”,deBillyBlanco,sucessode

1959.

<<EneltrenquevaaMadrid ”.DeumavelhacançãorepublicanadaGuerraCivilEspanhola.Às

outras vezes, de “Al llegar a

vezes aparece com o nome de “Si me quieres escribir Barcelona ”.Anônima.

”,

<<“Acarajé,malviu ”.Versoslivrementeinspiradosem“ApretadoAcarajé”,deDorivalCaymmi.

<<“ lindoscomoanoitequenãotemluar”.Livrementeinspiradoem“Índia”,guarâniadomúsico paraguaio José Asunción Flores (1904-1972), com letra de seu conterrâneo Manuel Ortiz

Guerrero(1897-1933).VersãobrasileiradeJoséFortuna.

<<dondecrecelapalma ”.Esseverso,presentenafamosa“Guantanamera”,édeautoriadopoeta

cubanoJoséMartí(1853-1895)econstadaPoesiaIdeseulivroVersossencillos,de1891.A

autoriade“Guantanamera”édisputadapalmoapalmo,versoaverso,notaanota,por muita gente.MasparecequeoprimeiroaterpostoosversosdeMartínumaguajirafoiomúsicoe

showmancubanoJoseítoFernández(1908-1979).

SOBREOAUTOR

Flávio Aguiar nasceu em Porto Alegre, em 1947. É professor aposentado de Literatura Brasileira da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH/USP), na qual fundou e dirigiu o Centro Ángel Rama. Atualmente, é pesquisador do programa de pós-graduação em Literatura Brasileira da mesma instituição. Orientou mais de quarentatesesedissertaçõesdedoutoradoemestrado.Foiprofessorconvidadoeconferencistaem universidadesnoBrasil,Uruguai,Argentina,Canadá,Alemanha,CostadoMarfimeCuba. Temmaisdetrintalivrospublicados,entreosdeautoriaprópria,organizados,editadosou antologias.Sãoobrasdecríticaliterária,ficçãoepoesia.Participoudeváriasantologiasdepoemase contosnoBrasilenoexterior(França,ItáliaeCanadá).

GanhouportrêsvezesoprêmioJabutidaCâmaraBrasileiradoLivro:em1984,nacategoria

“Ensaio”,comsuatesededoutoradoAcomédianacionalnoteatrodeJosédeAlencar(Ática,1984);

em2000,comoromanceAnita(Boitempo,1999);e,em2007,coletivamente,comoresponsávelpela

áreadeliteraturadaLatinoamericana:enciclopédiacontemporâneadaAméricaLatinaedoCaribe

(Boitempo,2006),nacategoria“CiênciasHumanas”etambémcomo“LivrodoAnodeNãoFicção”.

ResideatualmenteemBerlim,naAlemanha,ondeécorrespondenteparapublicaçõesbrasileiras.