REVISTA GRATUITA DE TURISMO · Edição Nº 5 · 2015

1

editorial

Conteúdos
desta edição
Cultural
Mendoza, a plataforma da .................................. 4
estação primeira da vendimia
Vinho
Desarrolhados desta edição................................ 6
Recordaçoes aromáticas...................................... 8
Ave maría purisima, com vinho concebida... 11
Guias
Informações úteis................................................. 13
Vinícolas.................................................................. 10
Restaurantes........................................................... 14
Bares.......................................................................... 15

Olá amigos!
Nesta edição temos Vendimia, vinhos frescos e
recordações aromáticas.
Queremos lhes contar que no mês de setembro,
Wine Republic (com suas publicações em inglês
e português), recebeu um prêmio de excelência,
ganhando a distinção de ouro local na categoria
“Serviços Relacionados ao Enoturismo” no Best of
Wine Tourism, organizado por Great Wine Capitals,
(greatwinecapitals.com) que premia o melhor do
turismo vitivinicola em Mendoza e no mundo.
Aproveitamos para parabenizar às outras empresas
ganhadoras também deste prêmio (Vinícolas
Trapiche, Andeluna, Norton e Cecchin; The Vines
Resort & Spa, Monteviejo Rock, e Rally de las Bodegas).
Outra novidade é que os entardeceres estão de volta
na “Séptima” oferecendo um programa que faz culto
ao por do sol. O programa é assim: às 6 da tarde você
chega à vinícola e percorre suas instalações, às 19:30
h sobe ao amplo terraço para apreciar a magnífica
paisagem a pleno céu aberto com vista à cordilheira.
E ali, (com uma taça de espumante nas mãos, petiscos
e boa música) desfruta do sol que vai ocultandose lentamente detrás da montanha, até que seus
lampejos vermelhos vão se apagando e a noite
aparece ornamentada de estrelas. septimaturismo@
codorniu.com
Para finalizar queremos lhes contar que a Wine
Republic está procurando colaboradores. Se você é
brasileiro, gosta de escrever, é fotógrafo, desenhista e
sente paixão pelo vinho, por Mendoza, seus costumes,
cultura e gastronomia, por favor, entre em contacto
conosco! mariana@wine-republic.com

STAFF

Wine Republic - Edição Nº 5 - 2015.
20.000 copias - Publicado por Seven Colors SA. Espejo 266, Mendoza,
Argentina. 54-261-425 5613. Diretor Editorial: Charlie O´Malley.
Edição e Publicidade: Mariana Gómez Rus · mariana@wine-republic.com.
Colaboradores: Jeanne Coelho · jeannecoelho@hotmail.com.
Ilustração: Angeles Figueroa · angelesfigueroa1@gmail.com
Desenho: Circlan.com Gimena Federici - Jona Conti
jona@circlan.com. Impressão:
Artes Gráficas Unión.
Nota: O expressado nesta
revista não corresponde
necessariamente às
opiniões editoriais de Wine
Republic.

2

Mariana Gómez Rus
Editora

3

MENDOZA A
PLATAFORMA
DA ESTAÇÃO
PRIMEIRA DA
VENDIMIA
Por: Jeanne Coelho
Mendoza se transforma na plataforma
da ilusão: luz, música, dança... ação!!!
Ela se torna um imenso cenário e uma
grande festa acontece onde o anfitrião é
o vinho. Os mendocinos celebram com a
família e amigos. Convidam e recebem o
turista com um espetáculo sem igual. Ele,
o vinho, se apresenta de terno vermelho
e chapéu de cortiça desfilando na
passarela junto a seus parceiros: músicos,
dançarinos, e belas rainhas.

à mãe natureza festejando o final da
colheita ao som do violão: cantaram
e dançaram as músicas típicas como
cuecas e gatos cuyanos. Em seguida
escolheram uma jovem, entre todas as
mulheres que participaram da colheita,
coroaram-na com cachos de uva,
seguindo a tradição mediterrânea. Este
acontecimento com o passar dos anos
foi crescendo e hoje se chama Fiesta de
La Vendimia.

Esta celebração tem sua história,
mas apenas quero fazer um pequeno
comentário para que entendam o
significado deste grande evento em que
o trabalho de arar a terra no deserto se
transforma em bendição da natureza, o
fruto; e este por sua vez se transforma
na bebida dos deuses, o vinho. Todo esse
labor se mostra em um grande espetáculo.

A Festa

As primeiras comemorações ocorreram
quando os cultivadores de vinhas
resolveram mostrar seu agradecimento
4

A festa é composta por várias etapas e
cada uma tem sua atração. Nos meses
prévios a março se realizam festas
locais nos municípios, e se escolhe
a candidata que irá representá-los
e competir para o título de rainha
nacional da Vendimia. E isso é algo
levado muito a sério pelos mendocinos,
pois cada candidata tem sua torcida.
Tal como em propaganda eleitoral se
distribui panfletos com fotos, outdoors,

etc. Isso é um investimento feito por cada
município, pois é muito importante que
sua candidata ganhe o título de Rainha
Nacional da Vendimia.

Vía Blanca, Carrousel e Acto
Central (1a semana de março)
A Vía Blanca acontece na sexta-feira à
noite. É um desfile que atravessa as ruas do
centro da cidade e sua principal avenida,
a San Martín. As cafeterias colocam
suas mesas nas calçadas, e se você quiser
apreciar o desfile com comodidade, tem
que chegar cedo para conseguir lugar.
Os carros alegóricos passam enfeitados
e mostram os produtos típicos de seu
município, e tem até churrasco argentino
sendo preparado na carroceria (muito
original). As candidatas distribuem
produtos ao público: souvernir’s, frutas,
vinhos, comidas, etc. E aí você percebe o
fanatismo do povo que se prepara para
este momento e elabora uma espécie de
“colhedor de frutos” que é uma vara com

um cesto na ponta e se adapta para colher
tudo: o que cair na rede é peixe, e nesse
caso, é lucro. O público também pode ver de
perto e torcer por sua candidata. A diversão
é completa!
O Carrousel é o desfile realizado no sábado
de manhã no centro da cidade, também
com os carros alegóricos dos municípios
e suas candidatas à rainha, mostrando ao
público suas particularidades regionais
incluindo uma sucessão de atrações como
danças e comidas típicas.
A etapa final chamada de El acto central
se realiza no anfiteatro Frank Romero
Day, no meio das colinas ao ar livre, muito
próximo do centro da cidade. Esta etapa
dura três horas e inclui: danças, músicas ao
vivo, apresentação teatral, jogos de luzes, e
finaliza com um show de fogos de artifícios.
Nessa noite acontece a tão esperada
escolha da Rainha Nacional da Vendimia.
A candidata vencedora representará a
província nos diversos eventos nacionais e
internacionais durante todo o seu mandato.
Para este dia as pessoas chegam com
sua família ou amigos, deixam o carro
em estacionamentos próximos e vão a
pé até o teatro, subindo a colina. Como é
um espetáculo que demora, pois também
ocorre a eleição da rainha, a maioria leva
comida e bebida: refrigerantes, chimarrão,
sanduíches, doces, etc. Eu já participei, e é
muito legal. Você sente o clima eufórico
das pessoas e isso vai nos contagiando.
Uma pequena dica: leve almofada para
sua comodidade, pois são várias horas e
os assentos das arquibancadas são duros.
Também pode acontecer algum pequeno
acidente, como por exemplo, uma vez uma
senhora veio rolando nas escadas e caiu
em cima das minhas costas... Foi um susto
tremendo! Portanto, cuidado porque nem
tudo que cai do céu é chuva. E levando na
esportiva: a festa pode ser com emoção!!!

Abaixo um pequeno calendário de eventos culturais que acontecem
nesse período para que você aproveite bem as férias:

JAN

“Fiesta Nacional del Chivo” – Malargue.
“Festival Nacional Rivadavia Canta al País”- Rivadavia.
“Noches de Cine en el Parque” – Parque General San Martín
( 2a quinzena).

FEV

“Fiesta Nacional de la Tonada”. Tunuyan.
“Festa in Piazza”: Plaza Italia. Cidade de Mendoza.
“Fiesta de La Cosecha”. Aeroporto Internacional de Mendoza
“Francisco Gabrielli”.
“Jazz en el Lago”. Parque General San Martín (2a quinzena).
“Vendimia en el Arena”. Stadium- Arena Maipu 27, 28 e 29 de
fevereiro.

MAR

“Bendición de los frutos”. Parque General San Martín, Cidade
de Mendoza. 1 de março.
“Megadegustación Vendimia”. Centro da cidade de Mendoza
( 1a quinzena).
“Vía Blanca de las Reinas”. Av. San Martín. (Sexta-feira) às 22 h.
6 de março.
“Carrusel Vendimial”. Parque General San Martín. 7 de março.
“Acto Central” (espetáculo “Fiesta de La Vendimia”). Anfiteatro
Frank Romero Day. Parque General San Martín. Sábado às 21:30
h. Cidade de Mendoza. 7 de março.
“Repetição”. Show musical e repetição do espetáculo “Fiesta de
La Vendimia”, Anfiteatro Frank Romero Day. Parque General
San Martín, Cidade de Mendoza. 8 , 9 e 10 de março.
“Rally de las Bodegas”. 12, 13 e 14 março.

Janeiro:

Fevereiro:

Março:

Para você se informar sobre outros eventos culturais, acesse os links:
www.cultura.mendoza.gov.ar
www.turismo.mendoza.gov.ar
www.ciudaddemendoza.gov.ar
www.vivivendimia.com.ar
www.rdlb.com.ar

Devido ao espetáculo ser tão concorrido,
se realizam duas repetições do mesmo nos
dias seguintes; menos a escolha da rainha.
Também se apresentam músicos de renome
nacional para o encerramento do evento.
A Vendimia é uma excelente proposta
para você conhecer Mendoza, uma bela
cidade com tradição. Conhecer a cultura de
um povo é algo que vai muito além de um
simples turismo. E afinal de contas, tudo
isso que lhes comentei é apenas uma síntese
do que esse evento é e representa. Então o
que você tem que fazer é vir e conhecer de
perto a grandeza dessa belíssima festa e sair
daqui com a alma lavada pelo vinho.

Acto Central

5

Os desarrolhados desta edição

La flor Malbec rosé (2014), Pulenta Estate.
Vinho rosado de aroma fresco e frutado, com cheiros que
lembram marmelo. No final é redondo e equilibrado. Ideal para
harmonizar com uma salada ligeira!

María Codorníu Sur Brut Nature - Septima.
Amarelo pálido na cor, pão torrado no nariz e uma acidez não tão
marcada que faz deste um espumante delicado e fácil de beber. A
harmonização sugerida aqui é simples e deliciosa: o “Maria” vai
de mãos dadas com o queijo azul e mel.

Buenos hermanos Torrontés (2014) Gimenez Riili.
Torrontés elaborado com uvas do Norte (La Rioja). Amarelo claro
na cor, seu aroma vai do cítrico ao floral. Na boca os sabores
são harmônicos com uma acidez equilibrada, tornando-o
muito refrescante, e ficará ainda melhor se combinado com
empanadas “salteñas”.

Chin Chin Brut Nature , Carinae.
Sempre há uma boa razão para o brinde. O espumante da
Carinae, que faz honra ao Tim Tim, se apresenta como uma
explosão de borbulhas com notas de torrado e levedura. No
nariz é delicado, tropical e floral. A votre santé, Salud, Cheers
ou Chin Chin para vocês!

Carmela Benegas (2014), Benegas Lynch
Vinho rosado de boa intensidade na cor. Aromas de fruta
vermelha acompanhada por notas de caramelo. No final da
boca é agradável e fresco. Companheiro perfeito para um
piquenique de luxo!

Serbal Viognier (2013), Atamisque.
Notas de mel e frutas tropicais tanto no nariz como na boca.
Super delicado e elegante. Provoca-nos para seguir bebendo-o.
É muito gostoso...Quase um perigo!. Dica: harmonizar com
Truta grelhada junto com purê de cenoura… De-li-ci-o-soooo!

Atemporal, Extra brut (branco) Altavista.
O vinho espumante mais delicado da vinícola Altavista, no
nariz tem aromas que lembram maça e abacaxi. Na boca sentese fresco e elegante. Sabores que lembram pêssego e notas
torradas. Sem dúvida, uma excelente escolha para receber o
2015!

6

7

RECORDACÕES
AROMÁTICAS

Por: Mariana Gómez Rus

Muitas vezes nós ficamos lendo
etiquetas que nos dizem que
aquele Malbec em nossa taça
tem frutas vermelhas no nariz
e suaves notas de baunilha ou
que este Chardonnay nos
lembra do ananá. Coco,
pimentão, banana, flores,
especiarias, café, fumo, tabaco,
frutas vermelhas, cítricos,
grafite, etc. Em fim, mil aromas
que aparecem nas etiquetas.
Como também fichas técnicas,
sommeliers apresentando
vinhos na televisão, na web
ou o mesmo guia que nos
acompanha na visita à vinícola
quando estamos em Mendoza.
Mas de quê isso depende? Por que encontramos estes
aromas nos vinhos?
Antes de mais nada:
1. Vamos chamar de “aromas” àquelas impressões positivas
e “cheiros” àquelas impróprias ou com defeitos (às quais nos
dedicaremos em outra oportunidade).
2. A sensibilidade do olfato é dez mil vezes superior a do
paladar e isso já nos abre as portas para um universo de
infinitas possibilidades.
3. Não! Não se coloca no vinho nenhum tipo de aromatizante
ou essência... É tudo natural!!
Quando degustamos um vinho podemos encontrar três
grupos de aromas: os primários, secundários e terciários.
Os aromas primários têm relação principalmente com a
composição química da uva. Cada variedade é dona de
uma complexidade única, e certos elementos químicos que
a compõe, também aparecem em maior ou menor grau de
quantidade em certas flores, f rutas ou vegetais. Sabe-se que

8

o Cabernet Sauvignon tem um aroma (entre outras coisas) de
pimentão verde. Isso acontece porque tanto na uva como no
pimentão existe uma substância chamada piracina. O mesmo
ocorre com o Chardonnay e as frutas tropicais; o Sauvignon
Blanc e os aromas de ervas (arruda, grama recém-cortada...
ou xixi de gato); o Cabernet Franc e a menta (ou eucalipto); o
Malbec e as frutas vermelhas (como a ameixa ou morango).
Os aromas secundários do vinho se vinculam com os
processos de fermentação. Se o vinho cheira a pão,
fermento ou álcool, esses aromas estão ligados ao processo
de fermentação alcoólica onde o açúcar da uva se
transforma em álcool devido à ação da levedura. Também
nesta categoria aparecem aromas de manteiga, creme ou
iogurte, e esses aromas estão relacionados a uma segunda
fermentação, a Maloláctica. Ela é feita em vinhos tintos (ou
grandes brancos com madeira); neste caso a bactéria láctica
come o ácido málico e o transforma em láctico, suavizando
o paladar do vinho e lhe dando maior complexidade.
Por último, os aromas terciários estão relacionados com
o envelhecimento do vinho no barril e na garrafa. A
madeira lhe dará mais taninos (adstringência que dá
estrutura e vida ao vinho) e aromas. Outra vez estamos
falando de um produto natural (neste caso o carvalho) com
outra complexidade química. De modo geral, o carvalho
francês se caracteriza por ser mais tanico que aromático;
já o americano é mais intenso em seus aromas; o russo e
húngaro são mais “verdes” ou herbáceos. Os aromas de
baunilha, coco, chocolate, caramelo, balsâmico, tabaco,
café, torrado (entre outros) vem de esta etapa. Durante o
período do envelhecimento na garrafa todos os aromas se
tornam complexos: os terciários misturam-se aos primários
e secundários dando origem ao “bouquet”.
Pessoalmente acho que o olfato é a principal fonte de prazer
que nós, seres humanos, temos. Os aromas se transformam
assim em veículos pelos quais viajamos através de
sensações que nos levam ao âmago da mente e da alma.
Pelo qual, e além das explicações lógicas, as características
aromáticas de um vinho (e isso depende muito do nosso
estado de ânimo e outras coisas mais... Sem dúvida alguma!)
podem estimular recordações cheias de surpresa e emoção.
Por exemplo, há um tempo atrás me ofereceram uma taça
de vinho que me fez lembrar de momentos que já tinha
esquecido. De repente, com a taça na mão, me transformei
em uma menina de 7 anos que ia roubar chocolate de um
móvel velho e brilhoso que ficava no living de minha casa.
Ali, sempre tinha chocolates: um amargo com recheio de
menta (para os adultos) e outro, que eu morria de gula, de
chocolate branco com recheio de creme de cereja. Cometer
pequenos atos traquinos no estoque de doces de minha
mãe, na hora da “siesta”, era tão delicioso! O living de minha
casa estava sempre impregnado dos aromas de madeira (do
móvel), chocolate branco, negro, menta e cereja.
Quando tive nas mãos a taça de vinho, e imediatamente
senti explodir todas essas recordações aromáticas,
perguntei a quem me serviu qual era o vinho que estava
tomando, e ele me respondeu: é um Cabernet Franc com 12
meses no carvalho... Só então pude entender o desabrochar
de minhas lembranças.

9

GUIA DE vinicolas
LUJÁN de cuyo
alta vista
Hábil mistura entre modernismo e tradição.
A degustação inclui os famosos Torrontés
e Malbec de vinhedos únicos. (0261) 496
4684. Alzaga 3972, Chacras de Coria, Luján
de Cuyo. www.altavistawines.com.ar
Achaval Ferrer
O foco desta vinícola boutique de donos
ítalo-argentinos é nos seus vinhedos
antiquíssimos de muito baixo rendimento, o
que impacta diretamente na qualidade dos
seus vinhos. (0261) 155 535565. Cobos 2601,
Perdriel, Luján de Cuyo. www.achavalferrer.com
Belasco de Baquedano
Reluzente prédio moderno com fascinante
sala de aromas e restaurante com vista
à montanha. (0261) 524 7864. Cobos
8260, Agrelo, Luján de Cuyo. www.
belascomalbec.com
Benegas Lynch
A Benegas conta com a expertise do
Michelle Rolland, o que faz com que os
vinhos tenham um marcado estilo francês,
com o potencial da Argentina. O dono é o
bisneto de Tiburcio Benegas, quem trouxera
as primeiras vides nobres da França, a
fins do século XIX. (0261) 496 0794. Araoz
1600, Drummond, Luján de Cuyo. www.
bodegabenegas.com
Catena Zapata
Vinícola ostentosa desenhada como um
templo Maia com vista aos vinhedos e aos
Andes. Vinhos complexos e encorpados.
(0261) 413 1100. Cobos s/n, Agrelo, Luján de
Cuyo. www.catenawines.com
Chandon
Um
dos
primeiros
investimentos
estrangeiros, a Chandon de origem francesa
vem fazendo incríveis espumantes
desde os anos 60. (0261) 490 9968. R.P.
15, Km 29. Agrelo, Luján de Cuyo. www.
bodegaschandon.com.ar
Ojo de Vino
Vinícola do artista suíço Dieter Maier,
quem veio na Argentina apaixonado pela
natureza e os Malbecs para elaborar os seus
próprios vinhos orgânicos. O restaurante
se chama Ojo de Agua e conta com o chef
revelação, Jaime Baeza, quem harmoniza à
perfeição pratos e vinhos. (261) 154696552.
hospitality@ojodevino.com
10

Clos de Chacras
Charmosa vinícola boutique com linda
história familiar. A somente cinco minutos
a pé da Praça de Chacras de Coria. Vinho
Favorito: Gran Estirpe. (0261) 496 1285 /
155 792706. Monte Líbano s/n, Chacras de
Coria, Luján de Cuyo. www.closdechacras.
com.ar
Luigi Bosca
Vinícola tradicional e familiar com
muita herança, lindas cavas e sala de
degustação. (0261) 498 1974. San Martín
2044, Mayor Drummond, Luján de Cuyo.
www.luigibosca.com.ar
Melipal
Malbecs deliciosos e almoços gourmet
fazem da Melipal uma das vinícolas mais
exclusivas para visitar. (0261) 524 8040. R.N
7. Km 1056, Agrelo, Luján de Cuyo. www.
bodegamelipal.com.ar
Nieto Senetiner
Situada numa formosa vinícola em
Vistalba, Nieto Senetiner foi fundada no
ano 1888 e elabora uma grande variedade
de vinhos e espumantes e oferece
cavalgadas nos vinhedos e almoços com
churrasco argentino.
(0261) 4980315, Guardia Vieja S/N,
Vistalba, Luján de Cuyo. www.
nietosenetiner.comr
Norton
Cavas antigas que contrastam com a
linha de produção de alta tecnologia.
Degustações de tanque e barricas, e
enchido de garrafões cada quinta feira,
para o deleite dos mendocinos. (0261) 490
9700. R.P.15, Km 23,5. Perdriel. Luján de
Cuyo. www.norton.com.ar

Séptima
Vinícola de desenho impactante com
vista das montanhas e terraço usado
para eventos no por-do-sol, nas quintasfeiras depois das 6.30 pm. Os donos,
que fazem o espumante Codorniu na
Espanha, elaboram os espumantes de
rótulo “María”. (261) 4989550, Ruta 7, Km
6.5, Lujan de Cuyo. www.bodegaseptima.
com
Tapiz
Grandioso lodge de vinho Club Tapiz,
restaurante gourmet Terruño e um tour
muito instrutivo que inclui degustação
de tanque e de garrafa.
(0261) 490 0202. R.P 15, Km 32. Agrelo,
Luján de Cuyo. www.tapiz.com
Terrazas de los Andes
A irmã de vinhos finos da Chandon
Argentina é uma vinícola lindamente
restaurada com sala de degustações
bem equipada. Vinho Favorito: Cheval
des Andes. (0261) 488 0704/5. Thames
e Cochabamba, Perdriel, Luján de Cuyo.
www.terrazasdelosandes.com
Viña Cobos
Vinícola jovem e boutique. Os donos
são um casal argentino de enólogos
-Luis Barraud e Andrea Marchiori-, e
um enólogo americano da Califórnia,
Paul Hobbs. Elaboram principalmente
vinhos tintos premiums, mas também
excelentes Chardonnays tanto jovens
como de estilo tradicional.
(0261) 479 0130. Costa Flores y Ruta
7, Perdriel, Luján de Cuyo. www.
vinacobos.com

Renacer
Esta vinícola de donos chilenos é a
responsável pelos rótulos Punto Final.
Pequena e moderna, com tour que inclui
uma lição prática de como misturar
vinhos. (0261) 5244416 / 7. Brandsen
1863, Perdriel, Luján de Cuyo. www.
bodegarenacer.com.ar

Otaviano
Vinícola moderna, investimento de
um grupo de sócios brasileiros. Situada
em Agrelo, tem uma maravilhosa vista
para os Andes. A construção é bastante
sofisticada e se destaca pela beleza da
arquitetura. Pode se escolher entre
uma visita com degustação ou almoço.
(261) 15504903/15464404 hospitality@
bodegaotaviano.com

Ruca Malen
Comida excelente, visita conduzida por
guias especializados e vinhos de primeira
classe. As harmonizações no almoço
fazem com que a experiência culinária
seja inesquecível. (0261) 413 8909. R.N.7,
Km 1059, Agrelo, Luján de Cuyo. www.
bodegarucamalen.com

Kaiken
Esta rústica vinícola de 80 anos é o
projeto do prestigioso enólogo chileno
Aurelio Montes (Viña Montes). Vinhos
encorpados, destinados à fama.
(0261) 4981182 153 530789 . Roque Sáenz
Peña 5516, Las Compuertas, Luján de
Cuyo. www.kaikenwines.com

VALE DE UCO
Pulenta Estate
Desenho minimalista e vinhos muito
complexos fazem desta uma vinícola
com estilo e finese. Vinho Favorito:
Cabernet Franc. (0261) 155 076426. Ruta
86, Km 6,5. Agrelo, Luján de Cuyo. www.
pulentaestate.com
O. Fournier
A
mais
inovadora
em
termos
arquitetônicos, com vinhos encorpados e
de boa concentração. Almoços excelentes
no modernista centro de visitas. (02622)
451 088. Los Indios s/n, La Consulta, San
Carlos. www.ofournier.com
Salentein
Desenhada como uma catedral de vinho,
esta vinícola de conceito ultramoderno
tem uma galeria de arte, lodge e capela no
alto dos vales andinos.
(02622) 429 500. R.P.89 s/n, Los Arboles,
Tunuyán. www.killkasalentein.com
Andeluna
A sala de degustação estilo velho mundo
tem incrível vista dos vinhedos contra a
montanha... (02622) 423 226 Ext 113. R.P.
89, Km 11. Gualtallary, Tupungato. www.
andeluna.com
Atamisque
Esta vinícola do Vale de Uco tem incríveis
vinhos brancos e criação de trutas para
desfrutar no restaurante encantador. O
prédio de pedra se perde na paisagem.

(0261) 156 855184. R.P. 86, Km 30, San
José, Tupungato. www.atamisque.com
Giménez Riili
Um negócio familiar no vinho, parte
do excitante projeto de Vines of
Mendoza. Vinícola moderna numa
paisagem
deslumbrante.
(0261)
156317105/ 153470392. Ruta 94 s/n,
Tunuyán. www.gimenezriili.com
La Azul
Simples, de pequena produção com
Malbecs que não são simples, e um
pequeno e rústico restaurante.
(02622) 423 593. R.P. 89 s/n. Agua
Amarga,
Tupungato.
www.
bodegalaazul.com
MAIPU
CarinaE
Vinícola pequena e charmosa, de
donos franceses que gostam de receber
os visitantes para compartilhar seus
vinhos aveludados e de bom corpo.
Rodeada por vinhedos e oliveiras.
(0261) 499 0470. Videla Aranda
2899, Cruz de Piedra, Maipú. www.
carinaevinos.com
Cepas Elegidas
Pequena vinícola do jovem americano
Brennan Firth. Vai lá se quer um
papo relaxado com ele, provando os
seus deliciosos vinhos. Ele mesmo faz
tudo: desde escolher e colher a uva até
engarrafar o vinho e colocar o rótulo

nas garrafas! (261) 154671015. Videla
Aranda 656, Cruz de Piedra, Maipú. www.
cepaselegidas.com.ar
AMP CAVA
Cave de vinhos Premium de diferentes
terroirs, criações do destacado enólogo
Karim Mussi Saffie. A atenção é exclusiva
e as degustações são técnico- didáticas
numa localização privilegiada, a poucos
minutos da cidade. Gómez Adriano 3602.
Coquimbito. Maipú (261) 4813201 / 54 9
261 4668048
Trapiche
A maior vinícola da Argentina é uma
mistura entre novo e velho, tradicional e
industrial, e ainda tem os trilhos velhos do
trem que chegam nela. (0261) 520 7666.
Mitre s/n, Coquimbito, Maipú. www.
trapiche.com.ar
Familia Zuccardi
Uma das mais famosas e respeitadas.
Restaurante atrativo entre as videiras,
famoso pelo churrasco argentino e as taças
sempre cheias. (0261) 441 0000. R.P.33, Km
7,5, Maipú. www.familiazuccardi.com
GODOY CRUZ
Navarro Correas
A vinícola mais perto da cidade de
Mendoza e de fácil acesso. Moderna,
com espumantes muito bons e opções
divertidas de degustação. (0261) 459 7916.
San Francisco del Monte 1555, Godoy
Cruz. www.ncorreas.com

VINÍCOLA EM FOCO: Ave Maria Puríssima, com vinho concebida!
Entre oliveiras, árvores, passarinhos e cheiros de glicínias está a “AMP” , cava do
enólogo Karim Mussim, que fica bem pertinho da estrada Urquiza, na região
de Maipu.
A casa, do início do século XX, tem na porta de entrada uma pequena placa de
metal antigo onde é possível ler: “Ave Maria Puríssima”. No quintal se encontra
um jardim rodeado de uma fresca galeria com mesas e copos prontos para você
experimentar deliciosos vinhos.
Karim Mussi Saffie é um jovem enólogo argentino que divide seu tempo entre
a vinícola “Altocedro” (Vale de Uco) e seu trabalho como consultor para outros
clientes. A AMP é onde ambos trabalhos se convergem e se tem a possibilidade
de degustar os vinhos do Altocedro, ademais dos outros vinhos que Karim
elabora para terceiros.
Durante a degustação, falamos de estilos, de diferentes solos e descobrimos o que
é o “Terroir”. A “AMP” fica aberta de segunda a sábado e funciona somente com
reserva: dibe@ampcava.com - Carril Adriano Gomez 3602. Tel. (261) 4815970

11

12

O Conselho de cidadãos Brasileiros em
Mendoza constitui um foro informal e
apolítico de aconselhamento do Consulado
do Brasil. Tem como objetivo aproximar os
cidadãos brasileiros com a rede consular,
estabelecendo a ponte Governo/Sociedade
Civil no exterior; como também planejar
e implementar projetos em benefício da
comunidade brasileira local. Também
prioriza manter a cultura brasileira com
seus costumes e tradições. Todos os anos,
realiza a festa da “Independência do Brasil”
com comidas típicas, música ao vivo, danças,
capoeira, juntando brasileiros e argentinos.
Para os brasileiros que moram em Mendoza
é uma forma de amenizar a saudade de
casa; para os mendocinos e turistas um
domingo para não perder e desfrutar, pois
se sente no ar a alegria contagiante e o alto
astral dos brasileiros. Vale a pena!Confira
mais sobre as atividades do conselho
no link
www.facebook.com/cidadaos.
brasileirosemmendoza

Informações úteis
AEROPORTO Tel.: (0261) 5206000. Acceso Norte s/n, El Plumerillo. EMERGÊNCIA Tel.: 911. CONSULADO GERAL DO
BRASIL EM MENDOZA Perú 789. Cidade de Mendoza. Tel.: (0261) 4230939. EMBAIXADA DO BRASIL EM BUENOS AIRES
Cerrito, 1350, Capital Federal. Tel.: (011) 45152400. ADVERTÊNCIA CONTRA ROUBO Fique alerta! Tenha cuidado com sua
bolsa, sacola e mochila. Quando estiver caminhando pelas ruas evite levar coisas de valor. Os lugares que você deverá ter
maior cuidado são: estação rodoviária, ciber cafés e áreas solitárias no Parque General San Martin. PARA TROCAR MOEDA
ESTRANGEIRA Câmbio! Câmbio! Gritam os “arbolitos” (os que fazem a troca no câmbio negro) em frente à Galería Tonsa
(Rua San Martín, 1173). Esse é o melhor lugar para conseguir uma boa cotização da moeda estrangeira. Mas para melhor
informação sobre o câmbio do dia acesse o link: www.ambito.com.

13

GUIA DE RESTAURANTES
O mendocino tem um paladar exigente e isto se reflete em uma
gastronomia bastante variada. Claro que a vedete é a carne.
Parrillada você encontra em cada esquina, mas as da El Patio de
Jesus Maria (Arístides Villanueva e Boulogne Sur Mer) da Grill
Q (dentro do Hotel Hyatt) e da Don Mario (Palmares Open mall)
são as melhores e recomendamos. A seguir, te damos também
algumas sugestões de aonde ir para conferir toda a variedade da
cozinha em Mendoza.
ANNA BISTRO
O Anna Bistro é destes lugares para ir e deliciar-se. Situado
perto do centro, ele nos oferece um primeiro ambiente
sóbrio, de muito bom gosto e aconchegante, próprio para um
belo almoço ou jantar. Em um outro ambiente, um varandão
e um jardim, entre o rústico e o requinte, ideal no verão. O
cardápio é bastante variado; você pode escolher entre carnes,
aves, peixes, massas. Rua Juan B. Justo 161. Tel. (261) 4251818.
TERRUÑO
Terruño fica localizado num belo casarão do fim do século XIX,
antiga residência de um ex-governador de Mendoza. Rodeado
de vinhedos, oliveiras e pássaros alem de sua própria horta,
este restaurante mistura produtos locais, diferentes técnicas
de fogos, azeites de oliva (produzidos na pequena fábrica) e os
vinhos, imprescindíveis, da vinicola Tapiz dando origem a uma
carta variada, colorida e saborosa que vai mudando segundo a
estação. Abre todos os dias para almoço e jantar. Ruta 60 s/n –
Maipu Tel. (261) 4960131
ITUZAINGO
Simpático e atencioso, Gonzalo Cuervo te recebe na porta
e num papo informal te mostra o lugar: um loft estilo
antigo, aconchegante e intimista cheio de arte e história
que o dono não se cansa de contar. Recomendamos pegar
o “Tour Gastronômico” onde você se delicia com os pratos
típicos de algumas zonas gastronômicas da Argentina e é
aí que está o grande barato: o toque gourmet regado, claro
com vinhos excelentes. Como é um restaurante fechado, a
reserva tem que ser feita com antecedência. Garantimos
que é uma noite inesquecível!. Tel.(261) 15 666 5778,
cocina@ituzaingoresto.com.ar
CASA COUPAGE
Coupage, que em Francês significa “blend” é o restaurante da
chef- sommelier Inés Mendieta e o seu socio, Michele Aretini.
Nele você pode comer à la carte, mas sugerimos pedir o menu
fixo com as harmonizações indicadas pela Inés, que inclui
pratos bem criativos e vinhos de diferentes áreas vitivinícolas
argentinas. Assim como o enólogo compreende que num
blend se pode melhorar a expressão das invidualidades de
cada variedade de uva; a equipe deste restaurante pensa da
mesma maneira e dá origem a uma experiência imperdível
em Mendoza! . Aberto de terça a sábado ao meio dia, sendo
que na sexta e sábado abre também à noite. Carril Adriano
Gomez 3602, Maipu. Só com reservas! Tel. (261) 153 703 272 .
casacoupage@gmail.com
14

La Marchigiana

LA MARCHIGIANA
É um dos primeiros restaurantes italianos em Mendoza.
Tem cardápio variado mas as “massas” é a especialidade da
casa que são deliciosas. O atendimento é de primeira. Está
sempre cheio, por este motivo, melhor fazer reserva! O
Marchigiana é um lugar para desfrutar com a família ou
amigos. Rua Patricias Mendocinas, 1550 – Centro – Tel. (261)
423 0751/ Filial: Palmares Open Mall – Tel. (261) 439 1961.
LOS NEGRITOS- ADEGA DE MONTANHA
Localizada na vila de “Las Vegas”,no coração mesmo da
montanha, a 80 kms. da cidade de Mendoza. Enrique e Mabel
decideram deixar o barulho da cidade e instalaram-se em
“Las Vegas” onde abriram um restaurante com uma cozinha
caracterizada pelos saborosos (e abundantes) pratos regionais
que incluem carne à massa e diferentes guisados (“tomatican”
e dobradinha) “humita” e gostosas massas caseiras, além de
resgatar varias receitas familiares. Los Negritos foi incluído
no “Roteiro Gastronómico de Mendoza” e possui a qualificação
de “Experiência Distinguida” pela qualidade da sua
cozinha,arquitetura e paisagem que o rodeia. Abre suas portas
os fins de semana e feriados. Tel. (261) 155697431/ Los Olmos
s/n, Las Vegas, Lujan de Cuyo. bodegonlosnegritos@gmail.
com É bom fazer reserva já que o lugar é muito concorrido!

BARES
THE VINES OF MENDOZA
The Vines se apresenta como a primeira (e verdadeira) sala de
degustação na America do Sul. Oferece a mais vasta seleção de
vinhos Premium de vinícolas boutique da Argentina. Aceite a
sugestão da equipe, um “flight” de vinhos, e descubra rótulos
impressionantes num ambiente agradável e descontraído. Rua
Belgrano n° 1194 (esquina Agustín Alvarez).Tel (261)4381031.
BELIEVE- BAR IRLANDÊS
Um dos poucos bares de Mendoza com uma verdadeira
barra e bancos de apoio. No cardápio você poderá encontrar
uma grande variedades de cervejas importadas e nacionais
(experimente a Warsteiner), e a comida irá lhe surpreender de
tão gostosa!. Televisões em todos os cantos, passando músicas,
vídeos ou jogos de futebol. Rua Colón, 241 - Próximo à rua
Patricias Mendocinas. Tel (261)4295567.
EL MERCADITO
Um pátio muito vintage cheio de plantas, bandeirinhas
coloridas, consignas felizes e boa música flutua no ar deste
mercadinho, desfrutável o ano inteiro. O lugar convida,
assim é, a que passem e desfrutem: saladas frescas e variadas;
sanduíches criativos e saborosos pratos tradicionais. Sua
seleção de vinhos é curta mas inclui nomes gloriosos! E
as sobremesas são mesmo uma perdição. Rua Arístides
Villanueva 521 (esquina Granaderos), Tel. (261) 4638847/Filial
Chacras: Viamonte 4961, Tel. (261) 4962267.

15

16

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful