Está en la página 1de 7

• Domínio: D.

Gestão da BE
• Subdomínio: D.3 Gestão da Colecção/da Informação
• Indicadores desse subdomínio
• Factores críticos respeitantes a esse mesmo subdomínio
• Instrumentos de recolha de evidências propostos pelo modelo
• Evidências extraídas “frases-tipo” dos instrumentos utilizados para
cada um dos indicadores

1
D. Gestão da BE
3. Gestão da Colecção/da Informação
Indicadores Factores Críticos de Sucesso Instrumentos de Recolha de Evidências extraídas “frases-tipo” dos
Evidências sugeridos instrumentos
D.3.1 · A política documental encontra-se
Planeamento/gestão definida para a escola/agrupamento. · Documentação que define o A política documental não se encontra definida para
da colecção de · A política documental materializa-se desenvolvimento da colecção: a escola/agrupamento.
acordo com a num processo integrado e contínuo de
inventariação das avaliação da colecção ou colecções da · Política de Desenvolvimento da Foi elaborado um documento, sobre a política
necessidades escola, na inventariação de Colecção. documental, para orientação e gestão da colecção
curriculares e dos necessidades e na sua actualização que envolveu a equipa da BE/CRE e aguarde
utilizadores da sistemática. · Registos de relatórios/ planificações. aprovação do Conselho Pedagógico.
escola/agrupamento. · A política de desenvolvimento da
colecção está formalizada e foi ·Análise da colecção (CK2). O desenvolvimento da colecção/novas aquisições
submetida ao parecer do conselho tem sido feito através do pedido de sugestões, em
pedagógico, definindo um conjunto ·Actas de Conselho de Docentes/ reuniões de Conselho de Docentes/Conselho de
de normas para a selecção, desbaste, Conselho de Ano. Ano e de opiniões retiradas do “livro” de
aquisição, organização e circulação sugestões/opiniões.
dos recursos de informação. · Registo de requisições das outras
· A escola/agrupamento participa na escolas do Agrupamento O desenvolvimento da colecção/novas aquisições
definição dessa política que é tem sido feito em função das verbas do PNL, do
aprovada pelos órgãos de direcção, reforço RBE, das feiras do livro levadas a cabo pela
administração e gestão (conselho BE.
geral, director, conselho pedagógico,
conselho administrativo), garantindo
consistência ao trabalho da equipa e
assegurando mais facilmente as
exigências de financiamento anuais.
· As práticas de avaliação, de
desbaste, de selecção e aquisição de
documentação são realizadas de
acordo com as orientações definidas.
· As necessidades de informação, A BE promove a partilha de recursos e circulação
decorrentes do projecto educativo, de de documentação entre as escolas/ bibliotecas do
projectos em desenvolvimento e dos agrupamento, principalmente a nível dos livros do
perfis curriculares dos diferentes PNL.
anos/ matérias são inventariadas.
· A documentação existente em cada
BE/escola e as necessidades ao nível
do agrupamento são avaliadas e existe
uma gestão integrada que promove a
circulação da documentação.
· A rede partilhada de documentação
pode envolver outras bibliotecas a A BE procura articular actividades e promove a
nível local e a BM. partilha de recursos entre as escolas/bibliotecas no
· As normas que regem a partilha de agrupamento.
documentação e a gestão cooperativa
da colecção estão formalizadas e
integram a política de
desenvolvimento da colecção. A BE não dispõe de uma verba anual para
· Os órgãos de administração e gestão actualização da colecção, no entanto pode fazer
atribuem anualmente uma verba para requisições para compra de documentos que sendo
actualização da documentação. bem fundamentada poderá ser aprovada.
D.3.2 Adequação · A colecção é equilibrada em · Resultados da avaliação da colecção. A colecção possui uma certa abrangência de
dos livros e de quantidade, entre suportes (impresso qualidade razoável e adequada às necessidades da
outros recursos de e não impresso) e entre as diferentes · Estatísticas de empréstimo. escola/agrupamento e ao trabalho pedagógico com
informação (no local áreas (recreativa e relacionada com o os alunos.
e online) às currículo), garantindo condições de · Registos de requisições pelos
necessidades acesso e uso a todos os utilizadores. departamentos/docentes e às outras Os livros e outros recursos de informação são
Curriculares e aos · Os livros e outros recursos de escolas do agrupamento. adequados à faixa etária, à curiosidade intelectual e
interesses na informação são adequados à faixa aos interesses dos utilizadores.
escola/agrupamento. etária, à curiosidade intelectual e aos · Questionário a docentes (QD3).
interesses dos utilizadores.
· Os livros e outros recursos de · Questionário a alunos (QA4). A selecção dos fundos documentais tem em conta
informação respondem às necessidades identificadas junto do Conselho de
necessidades do currículo nacional, · Livro/Caixa de sugestões/ Docentes e/ou Conselhos de Ano.
do projecto educativo e dos projectos reclamações
curriculares das turmas.

3
· A selecção dos fundos documentais
tem em conta necessidades · Actas de Conselho de Docentes/
identificadas junto dos departamentos Conselho de Ano Estão garantidas condições de acesso aos materiais
curriculares e utilizadores, de acordo existentes na BE a todo o agrupamento.
os critérios definidos no documento
Política de desenvolvimento da
colecção.
· Os recursos documentais são
anualmente actualizados,
respondendo em termos de qualidade,
diversidade e relevância às
necessidades dos utilizadores.
D.3.3 Uso da · A BE assegura a circulação de A BE assegura a circulação de fundos documentais
colecção pelos fundos documentais em todo o · Estatísticas de empréstimos. em todo o 1º ciclo do agrupamento.
utilizadores da agrupamento.
escola/agrupamento. · A BE implementa o empréstimo · Trabalhos realizados na biblioteca ou A BE implementa o empréstimo domiciliário e os
domiciliário e os fundos documentais em colaboração com a BE no contexto fundos documentais (livro) são insuficientes para as
são suficientes para as necessidades do uso da informação. necessidades dos utilizadores.
dos utilizadores.
· A BE realiza um trabalho de · Questionário a docentes (QD3). Alguns alunos pretendem fazer requisição
valorização e motivação para o valor domiciliaria de material não livro ( DVDs, CDs e
e uso da documentação nas práticas · Questionário a alunos (QA4). CD-rooms) o que não é possível, uma vez que o nº
de ensino e aprendizagem. de exemplares existentes não o permite.
· A BE forma para o uso e integração · Análise da colecção (CK2).
da informação nas actividades diárias O empréstimo domiciliário registou um bom nível.
e de aprendizagem.
· Os alunos procuram os recursos Os recursos de informação estão organizados por
documentais para se recrearem ou temáticas/ano de escolaridade e são de âmbito
para o trabalho escolar. formativo, recreativo ou curricular.
· Os docentes recorrem à
documentação para a sua actividade Existem recursos em diferentes suportes.
lectiva e incentivam a sua utilização,
apresentando propostas de trabalho A BE promoveu actividades e fez articulação com a
conducentes ao seu uso. sala de aula, promovendo o uso dos recursos

4
existentes e a utilização dos computadores.
· A BE produz instrumentos de apoio
ao uso da colecção e desenvolve A BE programou e organizou actividades para o
competências de pesquisa nos desenvolvimento de diferentes tipos de
utilizadores. competências/literacias.

Foram produzidos instrumentos de apoio à


utilização da colecção, nomeadamente guiões de
leitura e exploração para algumas obras, guiões de
pesquisa para a Internet e guiões de apoio ao
funcionamento do espaço
D.3.4 Organização · A informação está organizada
da informação. segundo linguagens normalizadas (na · Registos/relatórios do programa de
Informatização da catalogação, classificação e gestão bibliográfica.
colecção. indexação) que garantam uma eficaz A BE, da sede do agrupamento, está a proceder ao
recuperação da informação. · Nível de tratamento e de organização registo dos livros e dos restantes recursos existentes
· Está implementado um sistema de da informação. no programa Bibliobase.
gestão bibliográfico automatizado que
permite a simplificação de um · Existência de catálogos
conjunto de processos inerentes ao informatizados online.
circuito do documento e à difusão e
pesquisa da informação. · Análise da colecção (CK2).
· Os utilizadores recuperam a
informação manualmente ou através
da consulta automatizada do catálogo.
· O catálogo é pesquisável online e
associa recursos digitais.
D.3.5 Difusão da · A BE realiza actividades de
informação apresentação/exposição de livros e · Documentos/ instrumentos
outros recursos de informação. produzidos em diferentes formatos. A BE realiza actividades de apresentação/exposição
· A BE organiza e difunde listagens de livros e outros recursos de informação – feira do
de recursos de informação · Análise da colecção (CK 2). livro, convite a autores e contadores de histórias.
(documentos impressos, recursos
digitais e online) adequados a A BE produz materiais sobre assuntos, autores, ou

5
temáticas diversas, de âmbito outros, organizando dossiers temáticos.
curricular ou associadas a
determinado projecto. A BE promove a colecção divulgando recursos de
· A BE produz guias e tutoriais sobre informação quer nas reuniões quer através de
assuntos, autores, ou outros. boletins informativos, folhetos, guiões de leitura,
· A BE cria instrumentos de biografias ou listas bibliográficas de autores
promoção da colecção e de (principalmente quando vamos ter a visita de um
divulgação de recursos de determinado autor).
informação: boletim informativo,
newsletter, folhetos, guiões de
leitura, biografias ou listas
bibliográficas de autores, outros.
· A BE recorre a estratégias
formativas e de interacção com os
utilizadores, através de webquest,
testes, jogos ou outras ferramentas
que desafiem a sua curiosidade acerca
de um livro ou assunto.
· A BE usa a página web e a
denominada segunda geração de
serviços disponibilizados – blogs,
wikis, o RSS, o YouTube – para
difusão da informação.

A Formanda
Anabela Duarte
Ag. De Escolas do Barreiro

6
7