Está en la página 1de 6

4/7/2014 Google Tradutor

http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 1/6
"... Eu sinto muito em dizer que,
devido à sua má interpretação da Bíblia,
milhares de pessoas ainda acreditam ...
o mundo foi criado por volta de 4000 aC. "
- Arthur C. Clark
A maioria, se não quase todos os professores do ensino médio e professores
universitários andar e falar o caminho da história dogmática, porque essa é a forma como
eles foram treinados (ensinou) a acreditar e por isso essa é amaneira que
é. Consequentemente, os chamados especialistas passar os erros tendenciosos de
geração em geração, sem pensar. Todo o seu paradigma está sendo repassado sem
análise.
Por quê? Porque eu acredito que a maioria deles, assim como a maioria da população em
geral, preferem continuar a acreditar que a maneira que sempre foi ensinado e acreditava
em vez de enfrentar o "desconforto de repensar", questionando criticamente o seu
próprio paradigma. Eles estão com medo? ou apenas preguiçoso?Quem sabe, mas se
você não ajustar o seu pensamento "para cima" e crescer mentalmente e
emocionalmente como você aprende mais e mais sobre o mundo, a vida, e você mesmo,
você está condenado a viver uma vida com o inimigo de inteligência - ignorância.
Em 1984, a cidade perdida de Ingrejil foi descoberto nas montanhas do norte do estado
Ingrejil Bahia. Até então, pensava-se, acreditava e ensinava que a região amazônica não
tinha passado antigo. Esta descoberta abalou a arqueologia brasileira a sua fundação.
Desde o século 16, os aventureiros foram obcecado em encontrar minas de ouro e prata
no Brasil, particularmente a Mina Perdida de Muribeca.
Roberio Dias era dono de uma rica mina de prata em algum lugar no interior do Brasil,
trabalhou por índios e rumores de que milhares de anos de idade.
Pai Roberio Dias era um meio-índio chamado, Muribeca.Ele tinha herdado a mina de seu
pai, um homem Português e sobrevivente de um naufrágio que viveu com uma tribo
indígena amigável e que mais tarde se casou com uma mulher indiana. Embora Dias era
muito rico, ele era, no entanto, um plebeu, e pior, um mestiço - um nome dado a alguém
cujo sangue é parte indiana.
Uma coisa Dias sempre quis na vida era um título, um certificado de nobreza. E assim, ele
viajou para Madrid e propôs um acordo para o rei (da Espanha e de Portugal na época)
Dom Pedro II. Ele ofereceu ao rei todas as suas riquezas de suas minas esplêndidas em
troca do título de "Marquês das Minas.
Dom Pedro II recusou. Em vez disso, certificado de Dias foi selado e condenada a ser dado
a Dias quando a localização das minas foram divulgados. Mas a caminho para as minas,
Dias convenceu o capitão do navio para abrir as encomendas antes que eles chegassem
Bahia.Para sua surpresa e consternação, Dias soube que não era para ser o marquês das
Minas, afinal. Ao contrário do que o rei havia prometido, as ordens seladas declarou que o
rei tinha dispersado uma comissão militar para a área com Dias como
4/7/2014 Google Tradutor
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 2/6
"capitão". Compreensivelmente, Dias se recusou a desistir da localização das minas.
Dias foi preso em um calabouço em Salvador por dois anos. Mas ainda assim, ele se
recusou a falar.Eventualmente, ele foi autorizado a comprar sua liberdade, e em 1622 ele
morreu. Felizmente, o local secreto das minas foi para o túmulo com ele.
Muitas expedições foram lançadas para encontrar essas minas, ea maioria nunca mais
voltou.
Extrato da Revista Trimensal do Instituto Histórico
e Geográfico Brasileriro
Rio de Janerio
21 jul 1865
Este manuscrito é conhecido como "Documento 512". É o "relato histórico de uma cidade
grande, escondido, e muito antiga, sem habitantes, descoberto no ano de 1753."
O manuscrito foi traduzido pela Sra. Richard Burton a partir de antigos exploradores
portugueses, rudes, para o Inglês. O manuscrito foi gravemente deteriorado e as peças
eram completamente ilegíveis, mas a essência da história estava intacto.
A história começa em 1743, quando Francisco Raposo liderou uma expedição nas selvas
da bacia amazônica em busca de pistas para as minas de Muribeca perdidos. Anos mais
tarde, eles aconteceu em cima de uma montanha de pedras preciosas brilhando. (Eles
eram, na verdade, cristais de quartzo molhadas brilhando ao sol de uma chuva recente.)
Vários dias mais tarde, chegaram as montanhas e seguiu o leito de uma estrada? até os
picos onde vistos o que parecia ser uma cidade de pedra de cerca de quatro quilômetros
de distância.
Quando a expedição chegou à cidade, ele apareceu como se um grande terremoto havia
devastado o lugar. Colunas tombadas e edifícios foram espalhados por toda parte.
Os exploradores entraram na cidade através de três arcos de grande altura. No arco
médio e maior foram as inscrições, mas era demasiado elevado para ser copiado.A rua
principal estava cheia de casas, seus interiores muito escuras (sem janelas) e
completamente vazias.Devido aos seus tectos abobadados, as vozes dos exploradores
ecoou, lançando um eerieness desconfortável para o lugar.
Os exploradores se aventuraram a longa rua para uma praça. No meio da praça era
uma coluna de pedra negrade altura e tamanho extraordinário. Sobre ele havia uma
estátua de um homem com a mão esquerda em seu quadril e seu direito apontando com o
dedo indicador para o Pólo Norte. Em cada canto da praça era um obelisco,imitações de
aqueles usados pelos romanos - alguns foram seriamente danificadas, como se tivessem
sido atingidos por um raio (raios).
À direita da praça era um soberbo edifício que se acredita ser um palácio, talvez a
principal casa do Senhor da Terra.Acima da porta (de entrada) foi a figura de um jovem
seminu, barbeado coroada de louro. Sob o escudo da figura foram algumas inscrições
estragado pelas mãos do tempo. No entanto, os seguintes caracteres abaixo foram
discernidos.
4/7/2014 Google Tradutor
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 3/6
No lado oposto da praça era o que parecia ser um temploem ruínas. Ele arruinou paredes
tinha incrustados gravuras de figuras e imagens (afrescos?) De acabamento superior.
Em frente a praça foi um largo rio com os bancos espaçosos. Durante três dias eles
exploraram rio abaixo, eventualmente, chegar a uma cachoeira. Abaixo da cachoeira do
rio espalhar-se como um grande oceano, cheio de penínsulas cobertos com arbustos e
árvores verdes e uma grande variedade de jogos e outros animais.
Para o leste das quedas descobriram muitos "cortes profundos e escavações
terríveis." Suas profundezas nunca foram descobertos porque a corda mais longa que eles
tinham não atingiria sua parte inferior. Ao redor da área encontraram os pregos de prata
", como se eles fossem retirados das minas e à esquerda no momento."
Essas cavernas parecia ser minas antigas, ou possíveis túmulos. Um deles teve sua
entrada bloqueada por uma enorme laje de pedra com a seguinte inscrição:
No pórtico (varanda) do templo, viram outras inscrições, como este:
"... Cerca de um tiro de canhão da vila de pedra, era um edifício, uma vez que pode ser de
uma casa de campo, com uma frente de 250 passos de comprimento." Os exploradores
"subiu a escadaria de muitas pedras coloridas, que abriu em um imenso salão, e depois
em 15 pequenas casas, cada uma com uma abertura de porta para o salão disse ..." O
tamanho ea grandeza e das ruínas retratou uma cidade de pedra de grande importância
ao mesmo tempo. Mas agora seus únicos ocupantes eram andorinhas, morcegos, ratos e
raposas.
Quem viveu aqui? e por que deixar este lugar opulento?
4/7/2014 Google Tradutor
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 4/6
Dentro de uma das casas, João Antonio (a única pessoa
mencionada no documento) encontraram uma grande moeda
de ouro. De um lado estava uma imagem de uma figura de
joelhos, e do outro lado um arco, coroa e uma flecha.
Rene Chabbert, que estudou cidade do Coronel Fawcett,
durante anos, afirma que há apenas uma moeda de ouro que
se encaixa nessa descrição -. Ouro Daric O ouro Daric retrata
o rei Dario da Pérsia (521-486 aC) como um arqueiro
ajoelhado com um arco, aljava e lança.
Se esta é a moeda em questão, como no mundo se ele encontrar o seu caminho aqui?
Há apenas uma resposta plausível: A moeda foi trazido aqui por comerciantes? da região
do Mediterrâneo durante um tempo quando esta majestosa cidade de pedra foi
prosperando com humano (mineração?) atividade.
A partir deste ponto, um partido menor deixou a expedição principal após avistar dois
homens brancos, com cabelos longos, escuros e barbas (e vestido com roupas europeu!)
Remando uma canoa na foz de um grande baía formada pelo rio. Eles dispararam um tiro
em uma tentativa de captar a sua atenção, mas, aparentemente, passou despercebido ea
canoa desapareceu.
Depois de vários meses de viagem dura de volta para o leste, eles chegaram a um
pequeno posto avançado no rio São Francisco. De lá, eles conseguiram voltar para
Salvador com essa conta documentada de sua aventura, que foi enviado ao vice-rei, D.
Luiz Peregrino de Carvalho Menezes de Athayde, que aparentemente não fez nada com
ele.
4/7/2014 Google Tradutor
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 5/6
Documente 512 fechado com o seguinte:
. "Essa inteligência que envio a Vossa Excelência do deserto da Bahia, e dos rios Para-
oaqu (Paraguassu) e Una Resolvemos não comunicá-lo a qualquer pessoa, como nós
pensamos que cidades inteiras e aldeias seria abandonada, mas concedo a suas notícias
Excelência das minas que temos descoberto em lembrança do muito que lhe devo.
"Supondo-se que, da nossa empresa, tem-se saído com um entendimento diferente, eu
imploro a Vossa Excelência para soltar estas misérias, e para entrar e utilizar estas
riquezas, e empregar a indústria, e subornar este indiano para perder-se e conduzir sua
Excelência para estes tesouros ... "Este é o lugar onde o documento é encerrado, o
parágrafo final foi deteriorado de decifrar.
Fonte: Perdidos Cidades & Antigos Mistérios da América do Sul
por David Hatcher Childress
Então, o que vamos fazer deste documento raro? Ele definitivamente flerta com uma
grande descoberta de uma antiga cidade perdida, minas subterrâneas e tesouro
escondido! Foi esta a cidade Coronel Fawcett perdeu a vida em busca de? Devemos
acreditar na história dos exploradores? ou descontá-lo como uma farsa?
O que aconteceu com Raposo e os outros membros de sua expedição? Ninguém
sabe. Supostamente, nenhum deles jamais foi visto ou ouvido de novo. Será que eles
manter seu 'pequeno' segredo para si e viver o resto de suas vidas disfarçado? Ou será
que eles sofrem o mesmo destino de tantos outros sofreram antes e depois deles?
Hmmm, não é de mim, ou há algo sobre esta parte tantilizing do mundo que atrai você em
seu interior segredo misterioso então o impede de sair ...
4/7/2014 Google Tradutor
http://translate.google.com.br/translate?hl=pt-BR&sl=en&u=http://www.rickrichards.com/ac/ac3e.html&prev=/search%3Fq%3Dhttp://www.rickrichards.com/… 6/6
Karl Brugger, um jornalista alemão, se reuniu Tatuna Nara,príncipe de Akakor, em uma
taverna backstreet Amigos pensou Brugger deve ouvir o conto de Natunca Nara sobre a
cidade segredo de Akakor -. Uma antiga cidade localizada na selva perto da fronteira do
Peru e do Brasil.
FONTE:
Cidades perdidas e Antigos Mistérios da América do Sul
por David Richard Childress

Intereses relacionados