Está en la página 1de 11

CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ

ATA Nº 38/2009
SESSÃO ORDINÁRIA DA CÂMARA MUNICIPAL DE VEREADORES DO
CHUI, aos quinze dias do mês de setembro do ano de dois mil e nove, presente
os senhores vereadores: Hugo David Gonzáles Borges, Presidente, Carlos
Henrique Segóvia, Elisangela Caetano Martinez, Luis Alberto Soares (PP);
Alencar Rocha Borges (PT); José Eduardo Oliveira Lima, Valdaci Padão
Garcia Campos, Paulo Gustavo Zandonai (DEM) e Vera Regina Ramires Flores
(PR). Havendo número legal foram abertos os trabalhos. Lida a ata da sessão
anterior. Aprovada por unanimidade, com a seguinte alteração:
Vereadora Vera: A doação de um fogão para os bombeiros uruguaios foi feita pela
bancada do DEM e PR.
EXPEDIENTE
Convite dos Formandos 2009 da Universidade Luterana do Brasil, Curso de
Pedagogia 2009, em nome de Marilene Bermudez de Lima e demais formandos,
para a colação de grau, dia 03 de outubro do corrente ano, ás 19 horas no Teatro
Independência em Santa Vitória do Palmar.
Convite da EMEF General Artigas para o Momento Cultural de encerramento da
Semana Gaudéria “Resgatando nossas tradições”, que acontecerá dia 19 de setembro
do corrente ano ás 08h30 no pátio da escola.
Convite do Instituto Nacional das Mulheres do Ministério de Desenvolvimento
Social do Uruguai para o ato de abertura do “Serviço Especializado de Atenção a
Mulheres em situação de Violência Doméstica” do Departamento de Rocha, que
acontecerá dia 18 de setembro do corrente ano às 14 horas na cidade de Chuy,
Uruguai.
Convite dos Formandos 2009 da Universidade Luterana do Brasil, Curso de
Pedagogia 2009, em nome de Vera Regina Ramires Flores, para a colação de grau,
dia 03 de outubro do corrente ano, ás 19 horas no Teatro Independência em Santa
Vitória do Palmar.
Comunicado do Ministério da Educação, Fundo Nacional de Desenvolvimento
da Educação, informando a liberação de recursos financeiros no mês de setembro
para a prefeitura do Chuí no valor total de R$ 5.240,40.
Telegrama do Ministério da Saúde, Secretaria Executiva, Fundo Nacional de
Saúde, informando a liberação de recursos financeiros referente ao mês de agosto
do corrente ano, do Fundo Nacional de Saúde para a Prefeitura Municipal do Chuí
no valor total de R$ 63,20.
Convite da UVERGS para a I Jornada de Estudos Municipais, com o tema “A
improbidade e a responsabilidade dos agentes públicos”, entre os dias 23 e 25 de
setembro do corrente ano em Porto Alegre.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Oficio Nº 097/09, da Prefeitura Municipal do Chuí, em resposta ao pedido de
informação Nº 18/2009, com a relação dos 100 maiores devedores de IPTU do
município.
Processo Nº 137/2009, Indicação Nº 018/2009, de autoria da vereadora Elisangela
Caetano Martinez (PP), propõe ao Poder Executivo interceder junto aos órgãos
competentes à instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros no Chuí.
Processo Nº 142/2009, Projeto de Lei Nº 081/2009, de autoria do Poder Executivo,
altera Parágrafo primeiro do Artigo 4º da Lei Nº 1139 de 09 de setembro de 2009,
que institui o Programa de Recuperação Fiscal (REFIS).
Processo Nº 143/2009, Projeto de Decreto Legislativo Nº 01/2009, de autoria da
vereadora Vera Regina Ramires Flores (PR), institui o Projeto Vereador Mirim/A
Câmara vai a Escola e dá outras providências.
Processo Nº 144/2009, Pedido de Informação Nº 021/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo informação a
respeito de servidor público.
Processo Nº 145/2009, Pedido de Informação Nº 022/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo enviar a esta casa
nome dos servidores públicos concursados chamados para ocupar cargos na
prefeitura.
Processo Nº 146/2009, Pedido de Informação Nº 023/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo enviar a esta casa
cópia dos contratos de locação de imóveis pela prefeitura.
ORDEM DO DIA
Processo Nº 123/2009, Projeto de Lei Nº 068/2009, de autoria do Poder Executivo,
institui a Lei Geral Municipal da Microempresa, empresa de Pequeno Porte e Micro
Empreendedor Individual, e dá outras providências. Parecer favorável da Comissão
de Constituição e Justiça.
Vereador Hugo: Vi uma incompatibilidade entre a Lei dos Refis, que segundo o
vereador Eduardo é um programa que vale por determinado tempo, e esta Lei que é
definitiva. Considero uma tentativa de legitimar um privilégio as pessoas jurídicas
em detrimento das pessoas físicas. Desta forma apresento emenda ao Projeto de Lei,
determinando a supressão do Artigo Nº 32, parágrafos 1º, 2º, 3º, 4º e 5º.
Vereador Eduardo: A pessoa física também tem o parcelamento amparado pelo
Código Tributário Municipal. Não com os benefícios que tem o Refis. Após terminar
o prazo do Refis, a pessoa física vai e faz o parcelamento conforme o Código
Tributário Municipal. Não estamos beneficiando as pessoas jurídicas. A Lei
Complementar Nº 123 é nova, e por isso o estado e o município estão se adaptando,
porque ela está incluída no DAS, que é o documento de arrecadação. Se uma
empresa está devendo um DAS, ela está devendo para a União, para o Estado e para
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
o Município. E ela então vai poder parcelar individualmente com cada um dos
credores.
Vereador Hugo: Seu argumento não me convenceu. Vou fazer a emenda. Nada
impede que posteriormente, se houver algum prejuízo, o executivo encaminhe
novamente para esta casa.
Vereador Zandonai: Esse estudo foi feito pelo SEBRAE e passou em quase todas as
prefeituras do estado. O vereador Eduardo que é contador está lhe explicando da
melhor maneira possível. Se houver emenda a bancada do DEM e do PR votarão
contra.
Emenda ao Projeto de Lei Nº 068/2009, determinando a supressão do Artigo Nº
32, parágrafos 1º, 2º, 3º, 4º e 5º.
Decisão: Emenda aprovada por maioria, votos contrários da bancada do DEM e da
vereadora do PR.
Decisão: Projeto aprovado com emenda por maioria, votos contrários da bancada do
DEM e da vereadora do PR.
Processo Nº 137/2009, Indicação Nº 018/2009, de autoria da vereadora Elisangela
Caetano Martinez (PP), propõe ao Poder Executivo interceder junto aos órgãos
competentes à instalação de uma unidade do Corpo de Bombeiros no Chuí.
Vereadora Elisangela: Faço a indicação ao Poder Executivo, pois vejo a necessidade
de nossa cidade em função do crescimento da zona urbana do Chuí com a grande
concentração de prédios comerciais que caracteriza a economia do município.
Felizmente temos o apoio do Corpo de Bombeiros da cidade vizinha do Chuy e dos
Bombeiros de Santa Vitória do Palmar que nos tem servido muito em caso de
incêndio. Mas a gente sabe que o problema continua. Temos o auxilio das
corporações de bombeiros das cidades vizinhas, mas o foco tem de ser aqui. Somos
uma cidade, estamos em crescimento e o risco de incêndio é a qualquer momento. É
uma preocupação minha como acredito seja de todos moradores. Está na hora de
trazer crescimento para o Chuí. Em conversa com os bombeiros uruguaios eles
disseram que tem obrigação de trabalhar em seu território, mas o fazem no Brasil
por amizade e consciência humanitária.
Vereador Zandonai: Eu acho que a única integração que existe no Mercosul são os
bombeiros.
Vereadora Elisangela: Sim é verdade. Porque eles estão arriscando a vida e o
trabalho deles ao vir trabalhar aqui. Se acontecer um acidente com eles aqui no
Brasil, eles não tem seguro de vida, perdem todos os direitos que possuem. Não
existe um acordo, um tratado. O Mercosul a gente está vendo que aqui é só na
palavra. Quando acontece alguma coisa grave, vamos ver e cadê os papéis? Tendo
nosso Corpo de Bombeiros podemos prestar apoio, auxilio aos irmãos uruguaios
também.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Vereador Eduardo: Como os bombeiros brasileiros prestaram apoio no incêndio da
Fortaleza.
Vereador Alencar: Só que na época daquela tragédia houve autorização das
autoridades brasileiras para os nossos bombeiros passar a linha de fronteira e atuar
do outro lado. Mas o mesmo não acontece com eles em relação a nós. Os bombeiros
uruguaios têm boa vontade, mas esbarram na questão político-administrativa.
Vereadora Elisangela: Na verdade estou em busca de um caminhão de bombeiro e
uma guarnição do corpo de bombeiros para nossa cidade. Se tivermos de auxiliar
nossos vizinhos uruguaios prontamente teremos de ajudar e vice-versa. Considero
básico para uma cidade um posto de saúde, policia e corpo de bombeiros. Temos de
começar nos estruturar. E insistência é a palavra chave. E eu sou muito insistente
naquilo que eu pretendo.
Vereador Hugo: Desde já lhe dou os parabéns. Qualquer dúvida que eu tinha sobre
esse projeto a senhora muito bem se manifestou. Realmente estamos pegando o
espírito do que esta Câmara de Vereadores tem de fazer: progresso, desenvolvimento
e esquecer que somos um município pequeno. Acima de tudo somos município e
somos de um partido progressista. E a senhora está desempenhando muito bem a
idéia do partido. Progresso não é acomodação. Não podemos ficar esperando que as
coisas cheguem até nós ou dependente de nossos irmãos uruguaios, que como heróis
nos auxiliam sempre que podem. Os bombeiros uruguaios merecem toda nossa
admiração, nosso respeito, consideração e apoio por nos auxiliarem, mas nós temos
a obrigação enquanto cidade, de buscar o que é melhor para nós.
Vereador Eduardo: Parabenizo a vereadora pelo projeto. Os corpos de bombeiros são
estaduais, não municipais, fazem parte da corporação da Brigada Militar, e já que
estamos com dificuldade no contingente de brigadianos, acredito que seria mais
difícil em se tratando de profissional especializado. Poderíamos solicitar ao Governo
Federal através do Ministro Tarso que nos enviasse um caminhão de bombeiros, mas
certamente a dona Yeda não iria aceitar. Como já fez com as viaturas da policia civil
e da brigada militar. E no Chuí chegamos ao cúmulo de ter viaturas e não ter
policiais para dirigi-las. Acho ótima a idéia vereadora, mas temos de buscar outras
vias para torná-la realidade.
Vereador Hugo: Realmente sabemos que não é fácil. Mas temos de ter sempre a
esperança de vermos o Chuí de nossos sonhos. O que não podemos é nos
apequenarmos diante das dificuldades e obstáculos.
Vereador Alencar: Em nome do Partido dos Trabalhadores gostaria de parabenizar a
vereadora Elisangela pela extraordinária indicação. Isso é uma questão de segurança
pública. Vereadora, talvez a sua indicação possa se tornar realidade somente quando
trocar este governo que está no estado. Independente da sigla partidária que vier a
governar o Rio Grande do Sul.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Decisão: Aprovado por unanimidade.
Processo Nº 142/2009, Projeto de Lei Nº 081/2009, de autoria do Poder Executivo,
altera Parágrafo primeiro do Artigo 4º da Lei Nº 1139 de 09 de setembro de 2009,
que institui o Programa de Recuperação Fiscal (REFIS).
Decisão: Aprovado por unanimidade.
Processo Nº 143/2009, Projeto de Decreto Legislativo Nº 01/2009, de autoria da
vereadora Vera Regina Ramires Flores (PR), institui o Projeto Vereador Mirim/A
Câmara vai a Escola e dá outras providências.
Vereadora Vera: Este projeto Vereador Mirim, na casa tem, mas é um de sessão do
estudante. Eu até estive conversando e, nas escolas ninguém sabia de nada. Sobre o
Projeto Vereador Mirim/A Câmara vai a Escola, conversei com vários professores e
as escolas gostaram e até já aderiram. E a finalidade é valorizar nosso estudante,
tanto da rede municipal quanto estadual. Tem um regulamento pronto de como eles
deverão fazer para participar. Na Escola Marechal estão esperando chegar o
regulamento. A Escola que tem maior número de turmas vai ocupar mais vagas, seis.
A que tem menos ocupará três vagas. Para todas participarem. E serão dois dias na
semana da criança, dias 5 e 6 de outubro, onde vamos ter contato com esses alunos,
os vereadores mirins. E nós os acompanharemos na visita as Escolas. Ali estaremos
de encontro à comunidade escolar. E os vereadores mirins apresentarão projetos de
anseio da comunidade ou do município. Nós já deixamos os alunos bem à vontade
em relação a essa questão. Embora sejamos vereadores, as pessoas não nos
conhecem. Não tem noção de quem é o Paulo Gustavo, quem é a Elisangela. Às
vezes tem uns mais conhecidos que outros. E dessa maneira ficaremos conhecidos
tanto da direção quanto dos alunos. Gostaria do apoio de vocês. Serão dois dias bem
diferentes. Nós vamos passar duas manhãs e uma tarde com eles. Na terça-feira, dia
06 de outubro, será a diplomação deles aqui na casa. Tenho certeza que será um
trabalho bonito.
Vereadora Valda: Quem vai escolher os vereadores mirins?
Vereadora Vera: Eles serão escolhidos utilizando critério de assiduidade e
rendimento escolar. Os colegas é que vão decidir quem serão os escolhidos. A
direção da Escola coordenará este trabalho todo.
Vereador Zandonai: Este projeto da vereadora Vera me faz pensar que a política tem
de começar desde a infância. Existem pessoas que odeiam política. Mas a vida nossa
é uma política até em casa. Com os irmãos, com os pais, com os filhos. A gente vive
política. Excelente a idéia da vereadora, ensinando a criançada como funciona o
legislativo. Meus parabéns.
Vereador Valda: Gostaria de dar os parabéns a nossa colega Vera pelo projeto. E
também ao presidente, pois em um dos cursos que fomos à vereadora obteve a
informação da existência desse projeto em outras cidades. Um vereador de uma
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
cidade da grande Porto Alegre explicava da importância em termos dentro da nossa
Câmara o Vereador Mirim. Pode contar comigo para o que for necessário.
Vereador Hugo: Também sou favorável ao projeto. Esse projeto segue o espírito do
Concurso de Redação, criado por esta casa. Que inclusive a senhora é presidente da
comissão. O objetivo é formar os futuros cidadãos de nosso município. A senhora
está de parabéns.
Vereador Alencar: Mais uma ação de cidadania desta casa, dessa atual legislatura.
Mais um grande projeto de encontro à comunidade. Está de parabéns a vereadora
Vera.
Vereadora Vera: Complementando quero dizer que uma das justificativas do projeto
é depositar a confiança nessas crianças que são nosso futuro e integrar eles no meio
político.
Vereador Carlos: Gostaria de parabenizar a vereadora Vera. Com certeza é uma
maneira de começar a politizar as crianças.
Decisão: Aprovado por unanimidade.
Processo Nº 144/2009, Pedido de Informação Nº 021/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo informação a
respeito de servidor público.
Vereador Hugo: Usando atribuição de fiscalização, escolhemos um nome
aleatoriamente para verificar a documentação regular deste servidor. Aguardaremos
a remessa por parte do executivo das informações solicitadas.
Decisão: Aprovado por unanimidade.
Processo Nº 145/2009, Pedido de Informação Nº 022/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo enviar a esta casa
nome dos servidores públicos concursados chamados para ocupar cargos na
prefeitura.
Vereador Hugo: Sabemos que o concurso está vencendo ano que vem. Queremos
saber quem foi chamado no decorrer do ano e a competente função ocupada.
Decisão: Aprovado por unanimidade.
Processo Nº 146/2009, Pedido de Informação Nº 023/2009, de autoria do vereador
Hugo David Gonzales Borges (PP), solicita ao Poder Executivo enviar a esta casa
cópia dos contratos de locação de imóveis pela prefeitura.
Vereador Hugo: A finalidade é verificar a despesa do município com aluguéis de
imóveis, levando em conta que o executivo só fala em crise, enquanto um dos
poucos prédios do município está jogado as traças, sem a mínima preocupação da
prefeitura. Além de esclarecer algumas dúvidas que eu tenho em relação a alguns
contratos.
Vereadora Elisangela: Parabéns por este e pelos outros pedidos. Quero me
solidarizar com o senhor, pois é uma preocupação minha também.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Decisão: Aprovado por unanimidade.
EXPLICAÇÕES PESSOAIS
Vereador Carlos: Gostaria de agradecer a esta casa em nome do Grupo De
Bombacha pela homenagem que recebemos no sábado por ocasião do lançamento
do 3º cd. O grupo ficou muito feliz, pois é a primeira vez que teve o reconhecimento
das autoridades deste município. Ficamos orgulhosos por ter recebido uma placa
desta casa.
Vereadora Valda: Meus parabéns ao Grupo De Bombacha. Eu estive no lançamento
do cd. Foi um sucesso imenso. O CTG estava cheio. Orgulhamos-nos de saber que
em nosso município tem um grupo fazendo enorme sucesso. Meus parabéns a colega
Elisangela pela indicação do Corpo de Bombeiros, o qual assinei junto com ela.
Também meus parabéns a vereadora Vera pelo Projeto do Vereador Mirim/A Câmara
vai a Escola. Ontem teve audiência pública nesta casa com a dona Mirta e hoje ela
me parou na rua para dizer que estava feliz porque mexeu com a comunidade.
Outros carroceiros foram buscar informações com ela. Inclusive ela disse que vai
fazer outro encontro, no qual deverá estar com o regimento pronto. Foi muito
gratificante para nós ouvir a comunidade. Somos parceiros da ARPA. Assim como
essa associação veio até a Câmara de Vereadores, também convidamos outras
associações que queiram, pois terão nosso apoio.
Vereador Hugo: A resposta do executivo através do oficio Nº 097/09 ao Pedido de
Informação Nº 18/2009 dos vereadores Carlos e Luis, com a relação dos 100
maiores devedores de IPTU do município, tem alguns detalhes que me chamam
atenção. Nós temos quase 2.000 cadastros de imóveis, só que o executivo enviou
para esta casa somente o número do cadastro, o que torna impossível verificar
qualquer fiscalização. Nós precisamos do número do cadastro e o nome do
proprietário também. Chama-me atenção a ausência de alguns nomes nesta lista. Por
outro lado destaco, por exemplo, o fato de uma empresa que deve aproximadamente
R$ 250.000,00 para o município e que possui um imóvel que comportaria
tranquilamente toda prefeitura. E o prédio está abandonado há anos. Outra empresa
também deve R$ 250.000,00 de IPTU e tem um imóvel bastante amplo. Porque
seguimos pagando aluguel, se podemos adquirir esses prédios? Há 13 anos somos
município e não temos sede própria. Tem dívidas com município há anos, é só
executar!
Vereador Alencar: Em duas empresas já são R$ 500.000,00 que poderiam estar nos
cofres públicos, sendo investido em outras coisas que se necessita.
Vereador Hugo: E pior é que são empresas com imóveis. Ou seja, com garantia. E
qual a providência que a prefeitura tomou? Nenhuma. A prefeitura tem de ter
responsabilidade, porque esse dinheiro é público. Ele tem de ser cobrado. É um
disparate assim como está: o cidadão paga às vezes com dificuldade seus impostos
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
enquanto as empresas devem milhares de Reais, têm imóveis abandonados e a
prefeitura não toma nenhuma medida.
Vereadora Elisangela: Imóveis abandonados e a prefeitura pagando aluguel, sem
sede própria e podendo negociar a bom preço. Realmente o senhor está com toda
razão.
Vereador Zandonai: Realmente concordo com vocês. Teve um dos referidos imóveis
que a prefeitura tentou comprar, mas não conseguiu, pois havia dívida trabalhista.
Juridicamente não sei se a prefeitura pode comprar imóveis que respondem por
ações na justiça.
Vereador Hugo: Verificando a lista dá para dizer que o município tem muitas dívidas
a cobrar e muitos prédios vazios das empresas devedoras. Dá até para a prefeitura
escolher o que quiser. Das empresas que possuem imóveis o valor das dívidas passa
fácil de R$ 1.000.000,00 de Reais. O executivo deve ser mais rígido nessa questão
porque as empresas não vão pagar. Os proprietários nem estão mais aqui. Mas para
isso a prefeitura deve ter uma atuação jurídica forte.
Vereador Zandonai: Na semana que vem vou trazer informações do nosso jurídico a
respeito disso. O antigo prédio da Latino-américa seria um excelente local para
instalar a secretaria de obras. Mas quero ver se podemos fazer isso.
Vereadora Elisangela: Até pouco tempo atrás o prédio da latino-américa iria a leilão.
Não sei como ficou a situação do prédio.
Vereadora Vera: Meus parabéns a Escola Artigas pela organização da Semana
Gaudéria, que possui até um cenário ligado as nossas tradições e é em comemoração
a semana farroupilha. As turmas se reúnem ali, ao redor do fogo, onde acontecem
apresentações durante as manhãs e tardes dessa semana. As Emeis Mundo da
Criança e Criança Feliz também estão em comemoração à semana farroupilha,
cultivando as tradições. Meus parabéns as diretoras. Apóio a colega Elisangela na
indicação dos bombeiros. É muito importante para a comunidade. Também quero
dizer que me sinto orgulhosa de fazer parte dessa gestão, onde se têm dado valor as
pessoas daqui.
Vereador Alencar: Na semana passada fiz um pedido de informação ao vereador
Zandonai sobre o trator da prefeitura. Queria saber da necessidade ou não de pagar o
combustível para preparar a terra dos pequenos produtores rurais do Chuí. Antes que
ele me respondesse já tive a resposta lá de dentro da prefeitura que sim. Os pequenos
produtores devem pagar o combustível, caso contrário não será feito o preparo do
solo para plantação. Estive conversando com o Humberto e com o prefeito. Pagando
o combustível não tem problema. Segundo eles porque se está fazendo economia no
município. E hoje ficou constatado para mim que quem paga impostos no Chuí são
os pobres. As grandes empresas, os ricos e os milionários não pagam impostos. A
prefeitura não cobra dos ricos. Só cobra dos pobres. E aí diz que tem de cortar
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
gastos. Mas onde estoura? Sempre estoura nos trabalhadores, nos pequenos
produtores, nos servidores públicos e nos pobres. E não temos nem sede própria da
prefeitura. Os prédios públicos estão abandonados como a antiga subprefeitura. Não
tem dinheiro para nada. Claro, rico não paga imposto no Chuí! É lamentável a
situação senhor presidente.
Vereador Zandonai: O vereador Alencar tinha me perguntado sobre a saúde. O
projeto é para ampliação do posto. Foi através da consulta popular, mas para o ano
que vem. A pintura recente no posto faz parte do projeto SIS Fronteira. No caso da
agricultura, falei com o prefeito e nos pequenos trabalhos não está sendo cobrado o
óleo diesel.
Vereador Alencar: Não é a informação que tenho.
Vereador Zandonai: Em propriedades acima de 6 hectares será cobrada uma taxa. O
senhor critica nossa administração, mas em Santa Vitória, que é governada pelo seu
partido, o PT, o prefeito Batata exonerou 35 CC, atrasou o pagamento do mês
passado e esse mês não sabe quantos dias vai atrasar. O décimo terceiro salário não
pagou. Mas é uma dificuldade que muitas prefeituras estão passando. Não estou
condenando. É certo que Santa Vitória tem mais dificuldade que o Chuí. E aqui
graças a Deus a gente pagou e paga em dia os funcionários. Não precisou dispensar
os Ciees, mas se fosse necessário, eles e alguns CC’s seriam dispensados.
Vereador Alencar: Mas a questão dos impostos não tem como o senhor dizer que
não. Que não é cobrado das empresas e dos ricos. Desde que o Chuí se emancipou
os Democratas governam a cidade. Se as dívidas estão atrasadas, a culpa é dos
democratas que não tem poder para cobrar os impostos que deveriam.
Vereador Zandonai: Pois é, mas tem empresas que já foram embora há mais de 20
anos. E mesmo assim estamos pagando os funcionários e fornecedores. E
juridicamente vamos ver como podemos receber esses impostos atrasados ou
desapropriar os imóveis. E quem sabe com o Refis esses empresários resolvem
acertar suas contas. E não fizemos distinção entre pobres e ricos na hora da
cobrança. Semana passada estive em Bagé representando a casa no 7º Seminário de
Fronteira. Fiquei descontente em função de uma série de fatores, inclusive porque a
organização do evento formou a mesa somente com o pessoal de Bagé. Não
convidaram para compor a mesa os prefeitos de fronteira que estavam presentes,
inclusive o Batata que é da Comissão de Fronteira. Não tinha um deputado federal,
muito menos um membro da Comissão de Fronteira. A realidade da fronteira não foi
discutida. Para vocês terem uma idéia, não deixaram nenhum prefeito de fronteira
falar. Fiquei decepcionado. Sugiro ao presidente fazermos aqui no Chuí uma reunião
só de vereadores de fronteira. De ambos os países.
Vereador Alencar: Mas eu não disse em nenhum momento que vocês não estão
pagando os servidores.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Vereador Luis: Primeiramente quero dar os parabéns ao Grupo De Bombacha pelo
lançamento do 3º cd que ocorreu no sábado passado no CTG. Meus parabéns a
vereadora Vera pelo projeto do vereador mirim e a vereadora Elisangela pelo projeto
de indicação dos bombeiros. Pergunto ao vereador Zandonai se já tem resposta sobre
o pagamento da diferença do refeisul de julho?
Vereador Zandonai: Sim. O prefeito está ciente dessa diferença e quando tiver
dinheiro ele vai pagar para os servidores.
Vereador Luis: Que resposta maravilhosa. Moral da história, os servidores vão
seguir sem receber a diferença do refeisul. Outra pergunta ao Líder de Governo que
no inicio do ano disse que haveria mais ou menos nove obras em 2009. Vocês viram
alguma obra? Faltam três meses para acabar o ano. Ainda dá tempo!
Vereadora Elisangela: Gostaria de parabenizar a vereadora Vera pelo projeto do
vereador mirim que vai trazer muita aprendizagem política á eles. Meus parabéns
também ao Grupo De Bombacha pelo lançamento do cd. São 9 anos de estrada. Não
pude estar presente, mas sei que foi um sucesso. E desejo mais sucesso na longa
trajetória do grupo. Sobre a indicação dos bombeiros para o executivo, sei que é
difícil, mas é uma necessidade em nosso município. Deixo um abraço aos
tradicionalistas e as pessoas que cultivam as tradições e as raízes gaúchas. Sobre as
dispensas na prefeitura de Santa Vitória do Palmar, o prefeito Batata busca uma
contenção de gastos e até o final do ano quer economizar R$ 1.000.000,00. A
primeira prefeitura a dar esse exemplo de contenção de gastos foi à prefeitura de
Agudo, se não me engano. Espero que aqui não seja necessário fazer isso e que
nosso orçamento dê até o final do ano.
Vereador Hugo: Sobre o tema que levantou o Luis, o não pagamento da diferença do
Refeisul, me parece estranho a prefeitura não ter R$ 10.000,00 para pagar os
duzentos servidores. Isso é má vontade, me desculpe o Líder do Governo. Mas com
certeza não é falta de dinheiro. Não pagar apenas R$ 10.000,00 é a confirmação do
mesmo descaso que sempre teve com os servidores. A vereadora Vera, que é
professora vai concordar comigo; se uma prefeitura não tem R$ 10.000,00 para
pagar o Refeisul que foi aprovado nesta casa e é obrigação do prefeito, então nós
estamos falidos!
Vereadora Vera: Como servidora lhe digo que estamos esperando porque nos
disseram que até o final deste mês iriam pagar.
Vereador Hugo: Na audiência pública ontem nos comprometemos a fazer o projeto
de lei para regularizar o atendimento aos animais que são utilizados pelos
carroceiros. Por este projeto de lei um médico veterinário da prefeitura atenderia ao
menos em meio turno, uma vez por semana, auxiliando também a ARPA na
castração de animais.
CÂMARA MUNICIPAL DO CHUÍ
Vereador Luis: Quero dizer que sob meu ponto de vista a Mirta tem mais força que a
prefeitura, pois quando eles fazem uma audiência pública vem pouca gente e ela
ontem lotou as dependências da câmara.
Vereadora Valda: Quero deixar registrado que dia 22, às 14 horas, estaremos fazendo
uma audiência pública aqui na casa, com os bombeiros do lado uruguaio. Enquanto
não chega nossa corporação, temos de nos unir ao lado uruguaio, que é o que nos
presta serviço. E 1º de outubro, dia do vereador, faremos um grande evento na frente
da câmara. Será um show, haverá mateada, apresentações artísticas, convidaremos o
De Bombacha e a casa estará aberta a visitação.
Como mais nada foi tratado, foi encerrada a sessão, da qual se lavrou a presente ata.

Secretário Presidente