P. 1
Embriogenese MUYITO BOM

Embriogenese MUYITO BOM

|Views: 11|Likes:
Publicado porRoselene Alves

More info:

Published by: Roselene Alves on Oct 12, 2011
Copyright:Attribution Non-commercial

Availability:

Read on Scribd mobile: iPhone, iPad and Android.
download as PDF, TXT or read online from Scribd
See more
See less

10/12/2011

pdf

text

original

Embriogênese

Profª Rejane Castro

1 Ciclos de Vida • Haplobionte diplonte • Haplobionte haplonte • Diplobionte Célula(s) se despreendem do corpo de um ser vivo se desenvolve e da origem a individuo geneticamente igual ao genitor Envolve fusão e mistura de material genético de duas células (gametas) Tipos: -Divisão binária -Esporulação -Brotamento .Revisando Reprodução 1. Assexuada 2. Sexuada 2.

Fecundação espermatozóide corona radiata Fusão de um par de gametas acrossomo núcleo pró-núcleo masculino grânulos corticais membrana plasmática fusão dos dois pró-núcleos membrana de fertilização Formação do zigoto ÓVULO zona pelúcida núcleo diplóide Não confundir óvulo com ovócito! Na espécie humana. o óvulo só é formado depois de o ovócito ser fecundado .

Cariogamia (anfimixia) • Encontro nuclear • Ocorre depois da fecundação • Leva à formação de célula diplóide: zigoto • Início do desenvolvimento embrionário .

Embriogênese (desenvolvimento embrionário) • Processo de multiplicação e diferenciação celular que levam a formação dos tecidos e órgãos de um embrião .

Pouco vitelo com distribuição ligeiramente irregular. por exemplo). homem. ocupando a região central do ovo. Centrolécito. mamíferos ovíparos (ornitorrinco. Oligolécito com diferenciação polar. aves. telolécito incompleto). Características Pouco vitelo uniformemente distribuído. Quantidade máxima de vitelo.Tipos de ovos Tipo de ovo Oligolécito sem diferenciação polar (isolécito). Insetos. Peixes. Megalécito (telolécito completo). répteis. concentrado no pólo inferior (pólo vegetativo) do ovo. Heterolécito (mediolécito. Obs. Ocorrência Equinodermos. .: as figuras não obedecem uma escala de proporcionalidade. Anfioxo. Anfíbios. Quantidade média de vitelo. Vitelo relativamente abundante.

Fases da Embriogênese •Segmentação •Mórula •Blástula •Gástrula •Nêurula •Organogênese .

Segmentação (clivagem) célula-ovo (zigoto) 2 blastômeros 4 blastômeros 8 blastômeros .

Pouco vitelo com distribuição ligeiramente irregular. CARACTERÍSTICAS Pouco vitelo uniformemente distribuído. Quantidade máxima de vitelo. Total e Desigual Heterolécito (mediolécito.: as figuras não obedecem uma escala de proporcionalidade. Quantidade média de vitelo. Parcial e Discoidal Centrolécito. Vitelo relativamente abundante. ocupando a região central do ovo. concentrado no pólo inferior (pólo vegetativo) do ovo. 8 blastômeros desiguais. TIPO DE SEGMENTAÇÃO Total e Igual 8 blastômeros iguais Total e Desigual. telolécito incompleto). Oligolécito com diferenciação polar. . Parcial e Superficial Obs. Megalécito (telolécito completo).Tipos de segmentação TIPO DE OVO Oligolécito sem diferenciação polar (isolécito).

Tipos de segmentação .

Mórula mórula 8 blastômeros 16 blastômeros 32 blastômeros .

Blástula pólo animal blastocela micrômero blástulas em corte longitudinal macrômero pólo vegetativo .

Gástrula pólo animal ectoderme mesendoderme blastocela pólo vegetativo restos da blastocela arquêntero ectoderme blastóporo blastóporo Importância: Define os folhetos embrionários mesendoderme arquêntero .

Nêurula (formação do tubo neural) corte longitudinal placa neural na ectoderme blastóporo ectoderme placa neural placa neural mesoderme futura mesoderme futura blastóporo placa neural endoderme arquêntero endoderme Importância: Diferencição do sistema nervoso .

Mesoderme e Notocorda ectoderme que recobre lateralmente a placa neural corte transversal ectoderme em fusão futuro tubo neural futura notocorda endoderme arquêntero mesoderme canal neurentérico tubo neural somito notocorda celoma canal neural tubo neural notocorda somito somito (mesoderme) somito (mesoderme) endoderme celoma arquêntero arquêntero endoderme .

unhas) esmalte dos dentes (invaginação na região bucal) tubo neural derme (pele) ectoderme neural encéfalo medula espinhal nervos notocorda vértebra em desenvolvimento musculatura esquelética mesoderme celoma (futura cavidade peritoneal – ou pleural e pericárdica) arquêntero (cavidade digestória primitiva) sistema reprodutor endoderme revestimento interno da maior extensão do canal digestivo (ou digestório). pulmões) bexiga urinária . pâncreas) e do sistema respiratório (traquéia.Organogênese Destino dos folhetos ectoderme epiderme e anexos de queratina (pêlos. brônquios. das glândulas anexas (fígado.

ed.com www. biologia volume único. A.M. & Martho. Moderna.htm .Referências Amabis.infoescola.brasilescola. 2008. São Paulo. Biologia 2: seres vivos. São Paulo. 16 ed.org/v03p0356. Uzunian. Harbra. Paulino. São Paulo. Àtica. E.htm www. 2. G. 1. & Birner.biolsci. 2008. Wilson R. www.Biologia dos organismos.com/biologia/sexuada. Ed. J. V.R. 3. 2007.

You're Reading a Free Preview

Descarga
scribd
/*********** DO NOT ALTER ANYTHING BELOW THIS LINE ! ************/ var s_code=s.t();if(s_code)document.write(s_code)//-->