1

Coleção Fábulas Bíblicas Volume 60

OS ANIMAIS

DA IGREJA

JL
jairoluis@inbox.lv

Sumário
Introdução ............................................................................................ 4
1 - Cristãos são os animais da igreja ......................................................... 8
2 - A Humilhante comparação de cristãos com ovelhas >>> ........................ 9
3 - Deus é muito claro na Bíblia: ............................................................ 10
4 - As boas e úteis ovelhas. ................................................................... 12
5 - Ovelhas sim, macacos não................................................................ 13
6 - Cristãos como ovelhas. .................................................................... 15
1 - Usos do gado Ovino .................................................................. 15
7 - Referências Bíblicas .........................................................................
8 - João 10 - Manual para a exploração ovina/humana ..............................
9 - Ezequiel 34 ....................................................................................
10 - Ovelhas, voltem ao rebanho já! .......................................................
11 - Ovelhas e sacrifícios animais ...........................................................
12 - Contradições Bíblicas: Jesus pastor-cordeiro? ....................................
13 - Jesus só gosta de ovelhas judaicas! .................................................
14 - Líder de ovelhas ............................................................................
15 - Polimorfismo animal ......................................................................
16 - Melhor ovelhas que cabras ..............................................................
17 - De bom pastor a assassino sangrento ...............................................
18 - Noticias: Cristãos comem pasto como ovelhas >>>............................

21
22
24
28
31
33
34
35
36
37
38
41

1 - Crentes comem grama para “aproximar-se” de Deus ..................... 42
2 - Pastor sudafricano hace que su congregación coma pasto “para estar
más cerca de Dios” ........................................................................ 43
3 - Fieles "pastan" como ovejas para acercarse a Dios ........................ 45
4 - Lawn again Christians: South African preacher makes congregation eat
GRASS to “be closer to God” ........................................................... 46
5 - ‘Yes We Eat Grass and We´re Proud of It´.Say Congregants Who Were
Convinced by ‘Miracle’ Working Preacher........................................... 47
6 - Videos .................................................................................... 50
7 - Facebook ................................................................................ 51
19 - Mais bobagens do Cristianismo >>> ................................................ 52
Mais conteúdo recomendado ........................................................... 53
Livros recomendados ..................................................................... 54

3

Introdução

A Trollagem do Bom Pastor
Jesus Cristo1 nos é apresentado como o "bom pastor", que é capaz
de deixar 99 ovelhas para ir atrás da única que se desgarrou. Isso,
entretanto, não é um precedente bíblico. Houveram outros, antes
dele, que foram pintados como "bons pastores", como Moisés ou
o rei Davi.
Mas uma metáfora como essa é realmente amorosa?
Segundo João Ubaldo Ribeiro, tal mitologia do "bom pastor", cujo
primeiro exemplo é Abel, em detrimento do "agricultor",
representado por seu irmão Caim, o malvado, tem uma
explicação. Uma das principais atividades dos hebreus era o
pastoreio, ficando a agricultura em segundo lugar. Assim, os
patriarcas pastores criaram uma mitologia que exalta a figura dos
pastores e marginaliza a dos agricultores, que foram submetidos
pelos primeiros.

https://pt.wikipedia.org/wiki/Hermes
http://oritameji.blogspot.com.br/2011/06/estranha-metafora-do-bom-pastor.html
1

4

Mas voltemos à ilustração do "bom pastor". Por que um pastor
seria tão amoroso com os de sua grei? Com os de seu curral? Com
suas "ovelhinhas"?

Para lhes dar uma vida confortável e esperar que suas
ovelhas morram velhinhas e amadas?
Evidentemente que não!

Bom pastor é aquele que é capaz de preservar suas ovelhas
para tosqueá-las todos os anos, ou, em outros casos,
vendê-las por um bom preço, depois do que serão
provavelmente abatidas!
O bom pastor pensa em si próprio e na sua família. Criar ovelhas
é uma atividade que garante sua subsistência. Uma vez garantida,
pouco lhe importa se suas ovelhas serão sacrificadas a Javé,
comidas ou tosqueadas. E aí eu pergunto: será que as ovelhas
que voltam ao seu "bom pastor", no caso o Cristo, sabem que ele
as buscou por interesses próprios? Será que elas sabem que esse
amor em breve se tranformará em morte?
O mais irônico de tudo é o caso do próprio Jesus. Se em um
momento ele é o "bom pastor", em outra ocasião é ele mesmo um
cordeiro. Aliás, não um cordeiro, mas o "cordeiro de Deus que tira
o pecado do mundo". Ele mesmo é abatido com o consentimento
de seu pai, também ele um "bom pastor", ou o maior de todos. E
no livro do Apocalipse nós somos convidados a lavar nossas
roupas no sangue de tal cordeiro. Aí eu me pergunto: quão
amoroso é mesmo esse "bom pastor"? Até que ponto vale a pena
ser uma de suas "ovelhas"? Outro ponto: a própria metáfora do
"bom pastor" não passa de mais uma apropriação de hebreus e
cristãos da mitologia grega. Basta observer as imagens abaixo e
pesquisar no Google para mais detalhes:
5

Hermes Kriophoros. Século V AC.
Atualmente no Museu Barracco, em
Roma.

Todas elas são representações de Hermes Kriophoros, ou Hermes
Carregador de Carneiro. Observem agora para as seguintes
imagens de Cristo, feitas ainda nos primórdios do cristianismo:

6

Pintura do "Bom Pastor" numa catacumba cristã, 200 DC.

Pintura cristã do século
III DC.

Escultura do ano 225
DC.

Outro "Bom Pastor"
numa catacumba cristã.

Seja ele Hermes ou o Cristo, persiste o fato de que o amor do
pastor às suas ovelhas só dura na medida em que estas garantem
sua sobrevivência. À exceção do Jesus Cristo de Saramago, que
se torturava com "a insolúvel contradição entre comer os
cordeiros e não matar os cordeiros", desconheço qualquer outro
"bom pastor" que criasse ovelhas a não ser para delas se
aproveitar.
7

1 - Cristãos são os animais da igreja


Como você sabe que está sendo manipulado?
Quando te chamam de ovelha e fica feliz em vez de
ofendido.

8

2 - A Humilhante comparação de cristãos com ovelhas >>>

Todas as igrejas utilizam métodos de treinamento de animais para
manter a fidelidade de seus crentes. E o método padrão é o
castigo/recompensa; o mais fácil de implementar e o que dá
resultados mais rápidos e eficientes em uma manada humana com
baixa escolaridade.

9

3 - Deus é muito claro na Bíblia:

Deus deseja que seus adoradores sejam como “Ovelhas, bois e
jumentos” e que sigam e obedeçam o “bom pastor” que é Jesus.
O famoso Salmo 23 é o típico exemplo disso:
10

Salmos 23:1-6
1 - O SENHOR é o meu pastor, nada me faltará. 2 - Deitar-me
faz em verdes pastos, guia-me mansamente a águas tranqüilas.3 Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor
do seu nome. 4 - Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte,
não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu
cajado me consolam. 5 - Preparas uma mesa perante mim na presença
dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice
transborda. 6 - Certamente que a bondade e a misericórdia me
seguirão todos os dias da minha vida; e habitarei na casa do Senhor
por longos dias.

Neste Salmo bem popular entre os crentes, abundam as
referências ao mundo do pastoreio de ovelhas. Mas veremos mais
adiante como toda a Bíblia está infestada de referências que
mostram os crentes como “ovelhas” mansas e exploráveis pelos
pilantras da fé.

11

4 - As boas e úteis ovelhas.

As ovelhas são animaizinhos adoráveis (e saborosos). São ternos.
Aprazíveis. E um cordeirinho é uma das coisas mais ternas que se
pode imaginar. E claro, os benefícios que as ovelhas nos brindam
estã fora de toda dúviuda: Carne, leite, lã, subprodutos,
investigação científica, sexo (oops!) etc.
As ovelhas têm acompanhado o homem desde tempos imemoriais
por seu relativamente pequeno tamanho e pela possibilidade de
obtenção de alimentos de forma fácil e eficiente. A conversão
pasto/carne-leche nas ovelhas é muito eficiente e as torna
imprescindíveis nos currais das casas e povoados pequenos. Mas
a alguém mais parece ofensivo que Deus (que em teoria é amor,
justicia e inteligência) compare os homens com animais?

12

5 - Ovelhas sim, macacos não

A aversão e ataques de alguns cristãos à Evolução Biológica é hoje
muito frequente. Isto costuma ser estranhamente criticado da
seguinte maneira: “Não somos Macacos!” O que as vezes é
ampliado de muitas maneiras como, por exemplo:


- É ofensivo que se compare o homem com os macacos.
Deus nos criou diretamente como humanos. O homem é
muito superior aos animais; então essa comparação não é
Bíblica nem apoiada por Deus. A comparação dos homens
com animais é ofensiva e humilhante.
- Ateu tolo, vai subir em uma árvore e comer bananas!
- Eu não sou macaco! ... Sou um homem criado por Deus!

Parece sumamente engraçado e hipócrita o alvoroço e protestos
que alguns cristãos fazem contra a Evolução Biológica e o fato de
que o homem tenha evoluido de um ancestral comum com os
monos e primatas e que não tenham problemas em aceitar como
13

um elogio que Deus e a Bíblia os compare com ovelhas (e não só
ovelhas, mas bois, jumentos, cães e serpentes).
Por acaso não é uma grande hipocrisia sentir-se abençoado
quando Deus os chama de animais e sentir-se insultado quando a
ciência afirma e prova que é parente de outro animal qualquer?
Além disso recordemos que o homem é simplesmente outro
animal na grande árvore da diversidade dos seres vivos que
habitam a terra, embora doa a alguns cristãos que os comparem
com animais. Em todo caso, a conclusão disto seria mais ou menos
assim: “Não me insultes chamando-me animal ou macaco! Sou
simplesmente uma ovelha do rebanho de Deus que é meu pastor”.

14

6 - Cristãos como ovelhas.

Deixando de lado o assunto de que “Deus veja o crente
simplesmente como um animal qualquer”, vejamos algumas
características dos Ovinos, que muitos crentes parecem ignorar.
A ovelha doméstica é um mamífero quadrúpede ungulado
ruminante, usado como gado. Surgiu no Oriente Próximo por volta
do IX milênio AEC com o objetivo de aproveitar sua pele, lã, carne
e leite. Possui uma longevidade entre 18 e 20 anos e apresenta
dimorfismo sexual. O cordeiro é o exemplar animal, de menos de
um ano, de qualquer espécie de ovelh doméstica. A criação e
utilização destes animais pelo homem se conhece como criação
de gado ovino.

1 - Usos do gado Ovino

- Pele: para a fabricação de objetos de couro.
- Pelo ou lã: para a confecção de tecidos, vário tipos de fibras para
fins tanto industriais como domésticos.
15

- Carne e leite: consumidos como alimentos. Com o leite também
são elaborados derivados lácteos, entre os quais se destaca o
queijo.

Então, as ovelhas com as que Deus compara os crentes são
animais de “EXPLORAÇÃO COMERCIAL E PARA CONSUMO
HUMANO” e não há nenhuma virtude em ser comparado com elas.

CRENTES POSSUEM A MESMA UTILIDADE ÀS IGREJAS E
AOS RELIGIOSOS, OS CRIADORES DOS REBANHOS
HUMANOS PARA DELES SE SERVIREM COMERCIALMENTE.

As ovelhas são por genética e instinto animais dóceis, mansos,
manipuláveis e medrosos. Criados e seleccionados geneticamente
para exploração de seus donos (ou igrejas). Isto é o que os
16

crentes cristãos querem ser? As ovelhas são animais muito
submissos e manejáveis, até o ponto em que é relativamente
simples derrubá-las e matá-las. Evidentemente as ovelhas não
pensam nem raciocinam além de sua condição de pequeno
mamífero e do tamanho de seu cérebro. São animais de
mentalidade de grupo e raras vezes atuam de forma individual.
Ao passar uma só por uma porta aberta, as demais a seguem
cegamente. A maioria dos Bóvidos agem dessa manera.
O trabalho do pastor ou do dono das ovelhas é o de engordá-las
o mais rapidamente possível para conseguir o máximo de proveito
em forma de leite-carne-pele-lã. É simplesmente um negócio. É
assim que o crente cristão se considera ao ser comparado com
ovelhas por Deus? Simplesmente uma parte do negócio da
religião? E claro, a ovelha que não ganha peso adequadamente ou
que adoece com frequência; ou que não prenha com regularidade,
é simplesmente sacrificada e eliminada do rebanho. É assim que
o cristão se considera?
Os machos que não são utilizados para reprodução (a maioria)
são castrados para que engorden mais rápido e para eliminar o
odor característico da carne de ovelha. Será que o crente cristão
“macho” gostaria de fazer isso? Não tenha pressa em responder,
pois Jesus parece sujerir algo semelhante:
Mateus 19:12
Porque há eunucos que assim nasceram do ventre da mãe; e há
eunucos que foram castrados pelos homens; e há eunucos que se
castraram a si mesmos, por causa do reino dos céus. Quem pode
receber isto, receba-o.
E PIOR ... Parece que todas as ovelhas que andarão com Jesus
no céu serão castradas:

17

Apocalipse 14:1
E olhei, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele
cento e quarenta e quatro mil, que em suas testas tinham escrito o
nome de seu Pai.
Apocalipse 14:4
Estes são os que não estão contaminados com mulheres;
porque são virgens. Estes são os que seguem o Cordeiro para onde
quer que vá. Estes são os que dentre os homens foram comprados
como primícias para Deus e para o Cordeiro.
Parece que se o crente cristão quiser andar com Jesus no céu,
precisa ser virgem e a melhor forma de garantir isso é castrarse logo.

As fêmeas são manipuladas genética e hormonalmente para
ficarem prenhas o mais rápido possível e assim produzir leite e
cordeiros mais rápido. Se não são eficientes nisto: sacrifício e
viram churrasco. E os pastores usam varas e cajados especiais
para controlar as ovelhas que saem do grupo. Com essas varas as
golpeam na cabeça para que regressem ou as prendem pelas
patas para deter sua fuga. Nada de individualismos. Todas em
grupo. Será que o crente cristão gosta deste tipo de tratamento?
Não? Melhor ouvir um dos pais da Igreja:
Afirmavam os hereges donatistas que o homem é livre para acreditar
ou não e que Jesus jamais empregou a violência. Contra eles afirmou
Santo Agostinho: “Não faz parte da tarefa de um pastor, quando as
ovelhas se afastam do rebanho [...] trazê-las de volta ao rebanho de
seu dono quando este as tiver encontrado, pelo medo ou até mesmo
pela dor do açoite, se elas derem sinais de resistência?”. Ou ainda:
“Claro que é melhor (e isso ninguém nega) que os homens deveriam
ser levados a adorar Deus através do ensinamento do que por medo

18

de punição ou da dor. Mas isto não implica, porque o primeiro método
produz os melhores homens, em que os que não se submetem a ele
devam ser negligenciados. Pois muitos viram vantagem (como nós já
provamos e provamos diariamente pela experiência) em ser primeiro
compelidos pelo medo ou pela dor de modo que mais tarde possam
ser influenciados pelo ensinamento e transformem em atos o que
aprenderam por palavras”.
Santo Agostinho, 417, “Tratado sobre a correção dos Donatistas”.

Os pastores, que são tão elogiados na Bíblia, quando chega o
momento sacrificam as ovelhas para o consumo. A técnica
tradicional e caseira é pendurá-las por uma das patas traseiras e
fazendo um corte no pescoço para que sangrem por gravidade.
Geralmente estes “bons pastores” não esperan que o animal
morra para começar a desossá-lo e tirar a pele, fazendo isso
enquanto o animal ainda se retorce pendurado. Esta parece ser a
forma como o Deus-Bíblia-Religião vê o crente cristão. A outra
maneira de sacrificar as ovelhas é através de matadouros
industriais, onde são eletrocutadas em um curral para adormecêlas e depois penduradas pelas patas para serem sangradas em
uma espécie de linha de montagem.
É num matadouro onde percebemos que esses pacíficos animais
fazem honra ao famoso ditado “Como ovelhas ao matadouro”,
totalmente desorientadas e dóceis. Em menos de 10 minutos já
estão esfriando em um congelador industrial e, claro, o bom
pastor e dono delas recebia feliz o dinheiro da venda de suas
ovelhas.
Hoje o sacrifício de pequenos ruminantes é muito maus piedoso
que nos dias Bíblicos. Pelos menos a gora eles são aturdidos e
insensibilizados com electricidade. A técnica que provavelmente
19

os pastores da época de Jesus utilizavam era simplesmente
amarrá-las pelas quatro patas, colocar um pé no pescoço do
animal para imobilizá-lo e degolar com uma faca rústica. Era
assim que os “bons pastores bíblicos” matavam suas ovelhas.

Será que o crente cristão, depois de conhecer as
características das ovelhas e o destino que os pastores lhes
têm preparado, ainda quer ser comparado com elas?

Tanto no passado como na atualidade, as ovelhas são
simplesmente mais um negócio e parece que neste caso a
comparação de Cristão-Ovelha é correta. Para os líderes religiosos
(pastores), seus paroquianos (ovelhas) são simplesmente uma
prática lucrativa.

20

7 - Referências Bíblicas

A Bíblia está practicamente infestada de alusões, comparações,
insinuações e ordens diretas de que os homens devem ser como
as ovelhas. E como já vimos, isto não é exatamente um elogio ou
algo virtuoso.
Vejamos algumas destas referências Bíblicas onde se pede ao
crente que se humilhe e permaneça no curral com as outras
ovelhas, enquanto espera o momento de sua morte para o
benefício do Pastor.

21

8 - João 10 - Manual para a exploração ovina/humana

Este capitulo do evangelho falso (João era analfabeto) de João,
poderia denominar-se como uma espécie de mini-manual para
domesticar gado ovino por causa das múltiplas referências a estes
dóceis animaizinhos lanudos. Destaquemos as principais:
João 10:1-16
1 - Na verdade, na verdade vos digo que aquele que não entra pela
porta no curral das ovelhas, mas sobe por outra parte, é ladrão e
salteador. 2 - Aquele, porém, que
entra pela porta é o pastor das
ovelhas. 3 - A este o porteiro
abre, e as ovelhas ouvem a sua
voz, e chama pelo nome às
suas ovelhas, e as traz para
fora. 4 - E, quando tira para fora
as suas ovelhas, vai adiante
delas, e as ovelhas o seguem,
porque conhecem a sua voz. 5 Mas de modo nenhum seguirão o estranho, antes fugirão dele, porque
não conhecem a voz dos estranhos. 6 - Jesus disse-lhes esta parábola;
mas eles não entenderam o que era que lhes dizia. 7 - Tornou, pois,
Jesus a dizer-lhes: Em verdade, em verdade vos digo que eu sou a
porta das ovelhas. 8 - Todos quantos vieram antes de mim são ladrões
e salteadores; mas as ovelhas não os ouviram. 9 - Eu sou a porta; se
alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará
pastagens. 10 - O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a
destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância.
11 - Eu sou o bom Pastor; o bom Pastor dá a sua vida pelas ovelhas.
12 - Mas o mercenário, e o que não é pastor, de quem não são as
ovelhas, vê vir o lobo, e deixa as ovelhas, e foge; e o lobo as arrebata
e dispersa as ovelhas. 13 - Ora, o mercenário foge, porque é
mercenário, e não tem cuidado das ovelhas. 14 - Eu sou o bom
Pastor, e conheço as minhas ovelhas, e das minhas sou conhecido.

22

15 - Assim como o Pai me
conhece a mim, também eu
conheço o Pai, e dou a minha
vida pelas ovelhas. 16 - Ainda
tenho outras ovelhas que não
são deste aprisco; também me
convém agregar estas, e elas
ouvirão a minha voz, e haverá
um rebanho e um Pastor.
João 10:26-28
26 - Mas vós não credes porque não sois das minhas ovelhas, como
já vo-lo tenho dito. 27 - As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu
conheço-as, e elas me seguem; 28 - E dou-lhes a vida eterna, e nunca
hão de perecer, e ninguém as arrebatará da minha mão.

Sem nenhuma dúvida Jesus coloca como exemplo de integridade
e moralidade o mecanismo de pastorear ovelhas; Sendo ele
próprio o pastor e os cristãos as ovelhas.
É interessante quando afirma que “o bom Pastor dá a sua vida
pelas ovelhas”; e é muito certo. Um rebanho de ovelhas na época
de Jesus era muito valioso r significava muito dinheiro. Por isso os
ladrões ou lobos eram um problema – tanto quanto hoje - já que
significavam perdas econômicas para o pastor. Este exemplo de
Jesus/Pastor cuidando de seu investimento é seguido fielmente
por praticamente todos os líderes religiosos de hoje. Não querem
que suas ovejas/dinheiro saiam de seu curral. E inclusive querem
buscar “ovejas” de outros rebanhos para aumentar o negócio.

23

9 - Ezequiel 34

Apesar de extenso, colocamos o capítulo inteiro aqui. A primeira
coisa que se pode notar é que é praticamente um Guia sobre como
criar ovejas-crentes e inclusive nos primeiros versículos, o escritor
faz uma diferenciação entre “pastores bons” e “pastores maus”.
Ezequiel 34:1-31
1 - E veio a mim a palavra do SENHOR, dizendo: 2 - Filho do homem,
profetiza contra os pastores de Israel; profetiza, e dize aos pastores:
Assim diz o Senhor DEUS: Ai dos pastores de Israel que se apascentam
a si mesmos! Não devem os pastores apascentar as ovelhas? 3 Comeis a gordura, e vos vestis da lã; matais o cevado; mas não
apascentais as ovelhas. 4 - As fracas não fortalecestes, e a doente não
curastes, e a quebrada não ligastes, e a desgarrada não tornastes a
trazer, e a perdida não buscastes; mas dominais sobre elas com rigor
e dureza. 5 - Assim se espalharam, por não haver pastor, e tornaramse pasto para todas as feras do campo, porquanto se espalharam. 6 As minhas ovelhas andaram desgarradas por todos os montes, e por
todo o alto outeiro; sim, as minhas ovelhas andaram espalhadas por
toda a face da terra, sem haver quem perguntasse por elas, nem quem
as buscasse. 7 - Portanto, ó pastores, ouvi a palavra do Senhor: 8 Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que, porquanto as minhas ovelhas foram
entregues à rapina, e as minhas ovelhas vieram a servir de pasto a
todas as feras do campo, por falta de pastor, e os meus pastores não
procuraram as minhas ovelhas; e os pastores apascentaram a si
mesmos, e não apascentaram as minhas ovelhas; 9 - Portanto, ó
pastores, ouvi a palavra do Senhor: 10 - Assim diz o Senhor DEUS:
Eis que eu estou contra os pastores; das suas mãos demandarei as
minhas ovelhas, e eles deixarão de apascentar as ovelhas; os pastores
não se apascentarão mais a si mesmos; e livrarei as minhas ovelhas
da sua boca, e não lhes servirão mais de pasto. 11 - Porque assim diz
o Senhor DEUS: Eis que eu, eu mesmo, procurarei pelas minhas
ovelhas, e as buscarei. 12 - Como o pastor busca o seu rebanho, no
dia em que está no meio das suas ovelhas dispersas, assim buscarei

24

as minhas ovelhas; e livrá-las-ei de todos os lugares por onde andam
espalhadas, no dia nublado e de escuridão. 13 - E tirá-las-ei dos
povos, e as congregarei dos países, e as trarei à sua própria terra, e
as apascentarei nos montes de Israel, junto aos rios, e em todas as
habitações da terra. 14 - Em bons pastos as apascentarei, e nos altos
montes de Israel será o seu aprisco; ali se deitarão num bom redil, e
pastarão em pastos gordos nos montes de Israel. 15 - Eu mesmo
apascentarei as minhas ovelhas, e eu as farei repousar, diz o Senhor
DEUS. 16 - A perdida buscarei, e a desgarrada tornarei a trazer, e a
quebrada ligarei, e a enferma fortalecerei; mas a gorda e a forte
destruirei; apascentá-las-ei com juízo. 17 - E quanto a vós, ó ovelhas
minhas, assim diz o Senhor DEUS: Eis que eu julgarei entre ovelhas e
ovelhas, entre carneiros e bodes. 18 - Acaso não vos basta pastar os
bons pastos, senão que pisais o resto de vossos pastos aos vossos
pés? E não vos basta beber as águas claras, senão que sujais o resto
com os vossos pés? 19 - E quanto às minhas ovelhas elas pastarão o
que haveis pisado com os vossos pés, e beberão o que haveis sujado
com os vossos pés. 20 - Por isso o Senhor DEUS assim lhes diz: Eis
que eu, eu mesmo, julgarei entre a ovelha gorda e a ovelha magra.
21 - Porquanto com o lado e com o ombro dais empurrões, e com os
vossos chifres escorneais todas as fracas, até que as espalhais para
fora. 22 - Portanto livrarei as minhas ovelhas, para que não sirvam
mais de rapina, e julgarei entre ovelhas e ovelhas. 23 - E suscitarei
sobre elas um só pastor, e ele as apascentará; o meu servo Davi é
que as apascentará; ele lhes servirá de pastor. 24 - E eu, o
Senhor, lhes serei por Deus, e o meu servo Davi será príncipe no meio
delas; eu, o Senhor, o disse. 25 - E farei com elas uma aliança de paz,
e acabarei com as feras da terra, e habitarão em segurança no
deserto, e dormirão nos bosques. 26 - E delas e dos lugares ao redor
do meu outeiro, farei uma bênção; e farei descer a chuva a seu tempo;
chuvas de bênção serão. 27 - E as árvores do campo darão o seu fruto,
e a terra dará a sua novidade, e estarão seguras na sua terra; e
saberão que eu sou o Senhor, quando eu quebrar as ataduras do seu
jugo e as livrar da mão dos que se serviam delas. 28 - E não servirão
mais de rapina aos gentios, as feras da terra nunca mais as devorarão;
e habitarão seguramente, e ninguém haverá que as espante. 29 - E

25

lhes levantarei uma plantação de renome, e nunca mais serão
consumidas pela fome na terra, nem mais levarão sobre si o opróbrio
dos gentios. 30 - Saberão, porém, que eu, o SENHOR seu Deus, estou
com elas, e que elas são o meu povo, a casa de Israel, diz o Senhor
DEUS. 31 - Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto;
homens sois; porém eu sou o vosso Deus, diz o Senhor DEUS.

Faz uma alegoria sobre o bom cuidado das ovelhas: dar-lhes bons
pastos, curá-las, atendê-las, etc. E inclusive lhes designa um
pastor que é o rei Davi. O problema é que que sabemos que o rei
Davi não tem virtudes para ser um bom pastor de ovelhas, talvez
pastor de escorpiões ou serpentes. Um assassino, traidor,
misógino, covarde e demais qualidades negativas possíveis.

Veja você
mesmo como é
o bom pastor
escolhido por
Deus para suas
ovelhas:

Colocar Davi como um “bom pastor” não é nem de longe um bom
exemplo. É mais como entregar as ovelhas aos lobos e ladrões. E
conhecendo como a Bíblia é montada, com plágios sobre plágios,
não é de estranhar que tenham se baseado neste capitulo de
Ezequiel para séculos depois dar forma ao posteriormente
inventado, Jesus.

26

Veja o último versículo:
Ezequiel 34:31
Vós, pois, ó ovelhas minhas, ovelhas do meu pasto; homens sois;
porém eu sou o vosso Deus, diz o Senhor DEUS.

Deus diz que somos de sua propriedade e que somos animais.
Bem, o homem é um animal como qualquer outro. Será que
Ezequiel está apoiando à Evolução Biológica ao dizer que os
homens são animais como as ovelhas? O que acham disto os
crentes anti-evolução?? !!!

27

10 - Ovelhas, voltem ao rebanho já!

Lucas 15:4-6

Ovelha que sai do rebanho? A golpes de cajado deve regressar!
Lucas 15:4-6
4 - Que homem dentre vós, tendo cem ovelhas, e perdendo uma delas,
não deixa no deserto as noventa e nove, e vai após a perdida até que
venha a achá-la? 5 - E achando-a, a põe sobre os seus ombros,
jubiloso; 6 - E, chegando a casa, convoca os amigos e vizinhos,
dizendo-lhes: Alegrai-vos comigo, porque já achei a minha ovelha
perdida.

28

Certo. Nenhum pastor quer perder nenhuma de suas ovelhas. E
pode buscá-la já que as dóceis ovelhas geralmente não se
desagrupam tão facilmente e permanecem horas e horas juntas.
E quase sempre possuem cães pastores que se encarregam de
vigiá-las também. Então não é estranho que o pastor deixe o
rebanho para buscar à ovelha desgarrada. E talvez essa ovelha
tenha a sorte de adornar o prato da família do pastor nessa
semana.
1 Pedro 2:25
1 Pedro 2:25
Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao
Pastor e Bispo das vossas almas.

Que nenhum de meus animais saia do meu curral! Deus falou.
1 Reis 22:17
1 Reis 22:17
Então disse ele: Vi a todo o Israel disperso pelos montes, como
ovelhas que não tem pastor; e disse o Senhor: Estes não têm senhor;
torne cada um em paz para sua casa.

Mateus 18:12-13
Mateus 18:12-13
Que vos parece? Se algum homem tiver cem ovelhas, e uma delas se
desgarrar, não irá pelos montes, deixando as noventa e nove, em
busca da que se desgarrou? 13 - E, se porventura achá-la, em verdade
vos digo que maior prazer tem por aquela do que pelas noventa e nove
que se não desgarraram.

29

Salmos 119:176
Salmos 119:176
Desgarrei-me como a ovelha perdida; busca o teu servo, pois não me
esqueci dos teus mandamentos.

Jeremias 23:1-3
Jeremias 23:1-3
1 - Ai dos pastores que destroem e dispersam as ovelhas do meu
pasto, diz o SENHOR. 2 - Portanto assim diz o Senhor Deus de Israel,
contra os pastores que apascentam o meu povo: Vós dispersastes as
minhas ovelhas, e as afugentastes, e não as visitas-tes; eis que
visitarei sobre vós a maldade das vossas ações, diz o Senhor. 3 - E eu
mesmo recolherei o restante das minhas ovelhas, de todas as terras
para onde as tiver afugentado, e as farei voltar aos seus apriscos; e
frutificarão, e se multiplicarão.

Estes versículos falam do perigo das “ovelhas que se afatsam do
pastor” e que necessitam voltar a ele. A verdade é que a pobre
ovelha tem mais probabilidades de sobreviver só, nos montes a
mercê das feras, que no curral do pastor. Neste último caso,
seguramente morrerá sob a faca do pastor. Ao menos em
liberdade pode tentar escapar dos lobos, pois na prática, o pastor
é sinônimo de morte segura. É interessante ver o desespero
quando “escapa uma ovelha do rebanho”. Obviamente aos
religiosos lhes interesa a maior quantidade de crentes/ovelhas
para eles, já que podem dominá-las melhor e assim suas arcas
aumentarão tanto quanto seu poder e influência. Esse é o motivo
do alarme nos últimos anos, quando muitas “ovelhas” estão
deixando os rebanhos/igrejas e convertendo-se em pessoas livres
e sem manipulações religiosas.

30

11 - Ovelhas e sacrifícios animais

Números 6:14
Números 6:14
E ele oferecerá a sua oferta ao Senhor, um cordeiro sem defeito de
um ano em holocausto, e uma cordeira sem defeito de um ano para
expiação do pecado, e um carneiro sem defeito por oferta pacífica;

É dificil de entender como o cristão consegue lidar com este
assunto de sacrifício animal e não ver uma contradição básica e
elementar. Deixando de lado o tema de ser comparado com

31

animais de pastoreio, coisa que estranhamente é vista pelos
cristãos como uma virtude, devemos fazer a seguinte pergunta:

Como o cristão assimila o fato de ser considerado “ovelha
do rebanho de Deus” e que ao mesmo tempo Deus gosta
muito que sacrifiquem ovelhas em holocausto em sua
honra?

Todos que já leram a Bíblia toda, sabem muito bem da fixação
que Deus possui pela carne chamuscada de ovinos. Os exemplos
de sacrifícios de ovelhas, carneiros e cordeiros abundam na Bíblia:
desde o assustado Abraão, passando por Noé e a celebração pela
execução de Acã e sua inocente família; ou melhor ainda, como a
alegria de Deus ao ver o cordeiro de Abel arder. Deus
decididamente não gosta de frutas! Elas não sangram!
Será que parece coerente ao crente cristão ser comparado com
animais que Deus adora ver morrer e queimar? Não será este um
mau presságio para o futuro do crente/ovelha?

32

12 - Contradições Bíblicas: Jesus pastor-cordeiro?

1 Pedro 1:19
1 Pedro 1:19
Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado
e incontaminado,

Isaías 53:6-7
Isaías 53:6-7
Todos nós andávamos desgarrados como ovelhas; cada um se
desviava pelo seu caminho; mas o Senhor fez cair sobre ele a
iniqüidade de nós todos. 7 - Ele foi oprimido e afligido, mas não abriu
a sua boca; como um cordeiro foi levado ao matadouro, e como a
ovelha muda perante os seus tosquiadores, assim ele não abriu a sua
boca.

Como é possível Jesus ser ao mesmo tempo “o bom pastor”
e “o cordeiro de Deus”?

Em alguns versículos é mostrado como o pastor que guia e conduz
suas ovelhas pelo caminho do bem-estar e de repente Zas! Jesus
é um cordeiro degolado! Como resolver isto? Quando é pastor?
Quando é cordeiro?
Parece que este “Jesus” tem um gravíssimo problema de múltipla
personalidade, pelo que parece, pode se converter em um sem
número de coisas diferentes: pregador judeu magrelo, deus
barbudo invisível, pomba branca pedófila, pastor ladino de
ovelhas, cordeiro sangrante etc. Que outra forma podemos lhe
acrescentar?
33

13 - Jesus só gosta de ovelhas judaicas!

Mateus 10:5-6
Mateus 10:5-6
Jesus enviou estes doze, e lhes ordenou, dizendo: Não ireis pelo
caminho dos gentios, nem entrareis em cidade de samaritanos; 6 Mas ide antes às ovelhas perdidas da casa de Israel;

Mateus 15:24
Mateus 15:24
E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas
perdidas da casa de Israel.

Salmos 79:13
Salmos 79:13
Assim nós, teu povo e ovelhas de teu pasto, te louvaremos
eternamente; de geração em geração cantaremos os teus louvores.

Já sabemos de sobra que Jesus é um xenófobo e racista de marca
maior e que não duvida em deixar claro sua preferência pela raça
judaica ... os demais fodam-se! Se não acredita, conheça melhor
o seu Jesus:

34

14 - Líder de ovelhas

Salmos 78:72
Salmos 78:72
Assim os apascentou, segundo a integridade do seu coração, e os
guiou pela perícia de suas mãos.

Salmos 77:20
Salmos 77:20
Guiaste o teu povo, como a um rebanho, pela mão de Moisés e de
Arão.

Exemplos clássicos do crente fazendo o que o pastor lhes obriga
a fazer. Recordemos que as ovelhas NÃO têm voz própria e muito
menos algum tipo de decisão. Estão sempre submissas ao seu
pastor que deseja engordá-las o mais rápido possível. Simples
economia agropecuária.
35

15 - Polimorfismo animal

Mateus 10:16
Mateus 10:16
Eis que vos envio como ovelhas ao meio de lobos; portanto, sede
prudentes como as serpentes e inofensivos como as pombas.

Jesus quer que sejamos como ovelhas, serpentes e pombas?
Coincidentemente esses três animais só levam ferro nas histórias
bíblicas.

Ovelhas: Sacrifícios, degoladas, holocaustos, vendidas,
pastoreadas, encerradas em currais, humilladas.
Serpentes: Nada mais nada menos que a representação
de Satanás. Agressivas e hostis. Mordedoras de
calcanhares.
Pombas: Animal preferido para fazer churrasco no tempo.
Até o pseudo-pai de Jesus queimou um par de pombinhas
em honra ao seu “dizem que” filho recém nascido.

Bem, somos simples animais para Deus!

36

16 - Melhor ovelhas que cabras

É bastante curiosa a fixação dos escritores bíblicos ou do próprio
Deus/Jesus com as ovelhas e deixam de lado as cabras, as quais
também eram muito abundantes na época. As resposta é simples,
os escritores bíblicos não são bobos:



As cabras são muito menos dóceis e são mais difíceis de
controlar que as ovelhas.
São mais individualistas e independentes, com mais
tendência a separar-se do grupo.
Se defendem mais e são mais agressivas. Possuem chifres
para se defender e os usam.
Não produzem lã, o que significa um lucro a menos para o
produtor.

Então, quem vai querer ter rebanhos de cabras/homens ariscas e
rebeldes, quando pode ter submissas e dóceis ovelhas/homens?
As cabras são mais livres e é difícil manipulá-las. Então é muito
melhor para o pastor-criador-igreja que os crentes sejam como
ovelhas, que são mais rentáveis e não como cabras agressivas e
anarquistas. Melhor ovelhas!

37

17 - De bom pastor a assassino sangrento

No fantasioso e onírico mundo imaginário dos cristãos, estes
costumam ver o pastor de ovelhas como um bom sujeito com um
fiapo de feno no canto da boca e um grande chapéu de palha,
sentado embaixo de uma árvore observando seu lindo e branco
rebano de aprazíveis ovelhinhas. Esta é a imagem que a Bíblia e
os religiosos querem que vejamos. Mas lamentavelmente em
algum momento esse senhor bonachão deve colocar seu avental
de plástico, pegar alguma qualquer de suas ovelhas e cortar-lhe
o pescoço. O pastor necessita comer. Necessita dinheiro. Ele
investiu muito em suas ovelhas e precisa de algum benefício. Não
as cuida “Gratis”. Sempre há o interesse em algum beneficio.
Bem, talvez não as mate ele mesmo. Simplesmente um dia
qualquer chega um veículo de carga e todas suas ovelhas subirão
38

submissas nele, enquanto seu dono e pastor conta o dinheiro que
lucrou com seu negócio.
É necessário aqui não misturar nem confundir e muito menos
comparar os “verdadeiros pastores de ovelhas” que dia a dia se
esforçam para produzir leite, carne, lã e peles para o nosso
consumo, com seu trabalho duro, difícil e sem férias ou descanso,
com os “pastores de ovelhas humanas”, pois é uma ofensa para
os primeiros, que ganham a vida honestamente e fazendo um
grande benefício à humanidade, compará-los com os “pastores,
ministros religiosos, sacerdotes”, que não passam de parasitas
aproveitadores da boa vontade e da credulidade das pessoas para
enriquecer de forma infame e desmedida. Não merecem o título
de “pastores”, são simples pilantras de ofício.
Claro, o crente iludido da fantasia cristã dirá: “Esses ateus idiotas
não entendem as palavras do senhor: Deus diz que somos suas
ovelhas em “sentido figurado”. É óbvio. Seria o cúlmulo que nos
considerasse ovelhas literais. E isso é exatamente o que é
ofensivo. Que Deus, a Bíblia e os líderes religiosos vejam os
ingênuos e bem intencionados crentes como simples animais que,
vendo em “sentido figurado”, são tratados como rebanhos,
agrupados em massa, golpeados e maltratados com a vara do
pastor se algum deixa o rebanho.
 Será que aos protestantes não parece ofensivo que o líder
e guia espiritual de sua igreja se faça chamar de “pastor”?
Os pastores de ovelhas buscam o benefício econômico com seu
rebanho. Engordam seus animais ao máximo. Os fazem parir o
mais rápido possível, os tosquiam para aproveitar sua lã, os
golpeiam se não obedecem e mesmo assim ainda são chamados
de “pastor”. Isso é o mesmo que aceitar que é uma ovelha
literalmente. Se o crente quer crer em deus, que o creia, é um
39

direito seu.Se quer obedecer a Bíblia e crer nas fantasiosas
histórias que ela contém, também é direito seu. Mas se ofendese quando o chamam de macaco, ofenda-se também quando for
chamado de ovelha.
Gosta de ser ovelha, mas não gosta de ser macaco?

Mostre que tem a inteligência do macaco e não se deixe chamar
de ovelha. Não se deixe manipular nem explorar por “pastores”
de nenhum tipo! Ser comparado com ovelhas é um insulto que o
crente não só aceita, mas assume e elogia. Não se deixe humilhar,
porque a sua humilhação só trará benefícios ao pastor e nada para
você. Veja o exemplo prático abaixo.
Fonte:
http://ateismoparacristianos.blogspot.gr/2014/04/la-humillante-comparacion-decristianos.html

40

18 - Noticias: Cristãos comem pasto como ovelhas >>>

Já vimos como a Bíblia e o cristianismo fazem questão de ver seus
fiéis como “ovelhas”, a tal ponto em que alguns versículos bíblicos
o comparam literalmente.
E é tanta a fixação de alguns em se parecer com estes bonitos
animaizinhos e outros em crer-se “pastores”, que talvez Deus
premie com grandes pastagens no céu a esses cristãos
“inteligentes” … porque aqui na terra já estão pastando.

41

1 - Crentes comem grama para “aproximar-se” de Deus

Um pastor sulafricano motiva sua congregação a comer
pasto para assim poder aproximar-se de Deus. Em sua
página no Facebook, a igreja publicou imagens dos fiéis
dedicando-se a esta peculiar actividade.
AFP
Lesego Daniel, pregador no norte da cidade de Pretoria, foi quem
pregou diante de dezenas de fiéis que o pasto poderia lhes
aproximar do Senhor. A julgar pelas fotografias publicadas na
própria conta do Facebook de sua igreja, a maioria dos
congregados levou muito a sério suas palavras. Numerosas
pessoas aparecem nas imagens deitadas ou ajoelhadas no pasto
e tratando de comê-lo.
Este guia espiritual está convencido de que é capaz de fazer
milagres como o de fazer os agentes policiais cairem em sono
profundo.
A injestão de pasto caiu mal para alguns, que chegaram a vomitar.
Segundo o portal sudafricano Times Live, muitos até acreditam
que comer pasto ajuda a curar doenças.
"Esse 'pastor' Lesego lavou o cerebro de sua congregação para
que comessem grama. Uma locura. Uma locura total", dizia uma
mensagem de um usuário do Twitter.

Fonte: http://www.elperiodico.com.gt/es/20140112/pais/240824

42

2 - Pastor sudafricano hace que su congregación coma pasto
“para estar más cerca de Dios”

Desde 2002, el pastor Daniel Lesego, lidera el Ministerio Centro
Raboni, en Garankuwa, al norte de Pretoria, una de las capitales
de Sudáfrica. Sus mensajes polémicos han atraído las críticas de
miles de personas, aunque los miembros dicen ser testigos de
muchos milagros en los cultos.
Lunes 13 de Enero, 2014

Sudáfrica, Garankuwa.- Un predicador pentecostal africano puso
a su congregación a comer pasto alegando que de esta manera se
estaría “más cerca de Dios”.
Desde 2002, el pastor Daniel Lesego, lidera el Ministerio Centro
Raboni, en Garankuwa, al norte de Pretoria, una de las capitales
de Sudáfrica. Sus mensajes polémicos han atraído las críticas de
43

miles de personas, aunque los miembros dicen ser testigos de
muchos milagros en los cultos.
En los últimos días, un reportaje del Daily Mail, mostró que
muchos feligreses terminaron enfermos por haber comido pasto
mientras que algunos afirmaron haber sido curado después de
haberlo hecho.
Según el Mail, el pastor había enseñado que los seres humanos
pueden comer cualquier cosa para alimentar sus cuerpos. ‘Sí,
podemos comer hierba y estamos orgullosos de ello, ya que
demuestra que nada nos puede suceder cuando en nosotros está
el poder de Dios”, dijo Rosemary Phetha, estudiante de 21 años
que afirma haber sido curada.
Doreen Kgatle, de 27 años, sufrió un derrame cerebral hace dos
años. Ella declaró: “No podía caminar, pero después de comer la
hierba, fue ordenada como pastor, comencé a recuperar mi fuerza
y una hora más tarde, podía volver a caminar”.
Después del reportaje de Mail, las fotos fueron retiradas de
Facebook. Sin embargo, se pueden ver muchas otras historias de
sanación y un gran número de personas que son seguidores de
las profecías para el 2014. También se pueden leer decenas de
críticas contra el pastor al cual llaman charlatán y que sus
milagros son “fraudes”.
Fonte: http://www.noticiacristiana.com/sociedad/2014/01/pastor-sudafricanohace-que-su-congregacion-coma-pasto-para-estar-mas-cerca-de-dios.html

44

3 - Fieles "pastan" como ovejas para acercarse a Dios

Un pastor sudafricano literalmente saca a "pastar" a sus
fieles. Los creyentes comen pasto con la esperanza de
acercarse a Dios y sanar física y espiritualmente.
Redacción SDPnoticias.com
dom 12 ene 2014 11:54

Sudáfrica.- El pastor Lesego Daniel, literalmente saca a "pastar"
a su congregación de la ciudad de Pretoria; según indica, esto los
ayudará a acercarse más a Dios.
Lesego compartió con el mundo las fotos de los extraños rituales
a los que somete a los fieles, en Facebook. En las imágenes se
puede observar a miembros de la congregación arrancando pasto
con las manos o morderlo directamente del césped.
Aunque algunos fieles incluso vomitaron tras su "sagrada ingesta
45

de pasto", aseguran que comerlo tiene propiedades "sanadoras".
Las fotos ya han comenzado a dar la vuelta al mundo gracias a las
redes sociales; los usuarios llaman a estas personas "fanáticas",
"estúpidas" y demás términos negativos. Pero dicen que "la fe
mueve montañas" y ahora vemos que también hace que la gente
coma pasto.
Fonte:http://www.sdpnoticias.com/sorprendente/2014/01/12/fieles-pastancomo-ovejas-para-acercarse-a-dios

4 - Lawn again Christians: South African preacher makes
congregation eat GRASS to “be closer to God”

- Carried out under instruction of Pastor Lesego Daniel in
Garankuwa
- Claimed that humans can eat anything to feed their
bodies
- Photos that follow show dozens of people getting sick in
the toilets
Published: 10:27 GMT, 10 January 2014

A South African preacher made his congregation eat grass to 'be
closer to God' before stamping on them.
Under the instruction of Pastor Lesego Daniel of Rabboni Centre
Ministries dozens of followers dropped to the floor to eat the grass
at his ministry in Garankuwa, north of Pretoria after being told it
will 'bring them closer to God.'
His controversial methods have drawn criticism from thousands of
people although members of his congregation swear by his
46

methods - he is said to have claimed that humans can eat
anything to feed their bodies and survive on whatever they choose
to eat.
Yes, we eat grass and we're proud of it because it demonstrates
that, with God's power, we can do anything,' Rosemary Phetha
told South Africa's Times Live.
The 21-year-old law student says she had been battling a sore
throat for more than a year, but it was healed after she ate the
grass.
Doreen Kgatle, 27, of Ga-rankuwa, suffered a stroke two years
ago.
'I could not walk but soon after eating the grass, as the pastor
had ordered, I started gaining strength and an hour later I could
walk again,' said Kgatle.
Photos on the Rabboni Centre Ministries Facebook page show the
followers eating the grass as well as Mr Daniel walking across
them as they spread out on the floor.
Photos that follow show dozens of people getting sick in the toilets
- an image of the bathrooms show women clutching their
stomach, while the men are vomiting in the sink.
The pastor's actions during the service prompted a series of online
complaints.
Font:
http://www.dailymail.co.uk/news/article-2537053/Lawn-ChristiansSouth-African-preacher-makes-congregation-eat-GRASS-closer-God.html

5 - ‘Yes We Eat Grass and We´re Proud of It´.Say Congregants Who
Were Convinced by ‘Miracle’ Working Preacher

47

Pastor Puts People to Sleep and Says If Cops Come to
Arrest Him He Can Make Them Sleep Too
Despite growing outrage over a popular "miracle" working South
African pastor who convinced members of his church to eat grass,
members who have followed his command say the grass has given
them strength and healing.
"Yes, we eat grass and we're proud of it because it demonstrates
that, with God's power, we can do anything," said 21-year-old law
student Rosemary Phetha and member of Pastor Lesego Daniel's
Rabboni Centre Ministries in South Africa in a Times Live report.
Phetha said for more than a year she struggled with a sore throat
that only healed after Daniel "turned me into a sheep and
instructed me to eat grass."
Another member, 27-year-old Doreen Kgatle, who suffered a
stroke two years ago that left her unable to walk said the grass
made her walk again.
"I could not walk but soon after eating the grass, as the pastor
had ordered, I started gaining strength and an hour later I could
walk again," said Kgatle.
Pastor Daniel, dubbed the "miracle man," has been attracting
people from all over South Africa to his 1,000-member church by
unleashing spellbind acts like commanding people to sleep and
awake at will.
"Sleep," he reportedly screamed at six people in his church who
quickly fell asleep. He then told other congregants to slap and
48

trample the bodies of the sleeping members to prove the depth of
their slumber.
He then simply told them "wake up" and their eyes opened again.
"You can leave them like this for six months. I love this, I don't
want to be bored," he boasted. "You can even make police go to
sleep when they come to arrest you," he added.
While Daniel has been attracting new fans to his Facebook page,
many others have also been criticizing his ministry there, saying
it is making a mockery of God.
"The world must really be coming 2 an end, when churches like
these mislead ppl into eating grass in the name of Jesus! How
dumb can ppl really be?? Or maybe it's all a fulfillment to the
prophecy about misleading prophecies and preachers who will
mislead ppl and make them delusional! Human beings eating
grass is such a stupid belief!!" wrote Tholumusa Madela.
"Seriously? This is crazy... came in the Belgian news today ...Wow
you guys are mad? How can you step on people and let them eat
grass? "asked Ani Ta.
Others, however, were a bit measured with their questions.
"You cannot fight a man you don't know what God told, but please
explain the eating of the grass, I'm not criticizing the man of God,
but I just wanted to find out what prompted the move of grass
eating?? Let's not criticize let's first understand the motive," wrote
Mandla Champ Lepitla.
Font:
http://www.christianpost.com/news/yes-we-eat-grass-and-were-proud-of-it-saycongregants-who-were-convinced-by-miracle-working-preacher-112400/

49

6 - Videos

50

7 - Facebook

Pastor Daniel Lesego
https://www.facebook.com/pages/Lesego-Daniel/394689250581579

51

19 - Mais bobagens do Cristianismo >>>
COLEÇÃO FÁBULAS BÍBLICAS
MAIS DE 70 VOLUMES. É GRÁTIS E SEMPRE SERÁ.
Desmascarando de maneira simples, com a Bíblia e com o raciocínio
lógico mais básico possível, todas as mentiras do cristianismo, usadas
para enganar e explorar pessoas bobas e ingênuas com histórias falsas,
plágios descarados, fábulas infantis, contos engraçados e costumes
primitivos de povos primitivos e ignorantes da idade do bronze.





LER ONLINE OU BAIXAR
http://es.scribd.com/jairo_luis_1
DOWNLOAD 4SHARED VOLUMES INDIVIDUAIS OU TODOS
http://www.4shared.com/folder/3zU2dz2o/COLEO_FBULAS_BBL
ICAS.html
DOWNLOAD DIRETO TODOS OS VOLUMES DISPONÍVEIS EM
ARQUIVO ÚNICO DE APROX. 300 MB.
https://www.sugarsync.com/pf/D0297736_98010216_94119

COLEÇÃO FÁBULAS MÓRMONS - MAIS DE 2500 PÁGINAS





LER ONLINE OU BAIXAR
http://es.scribd.com/jairo_luis_1
DOWNLOAD 4SHARED VOLUMES INDIVIDUAIS OU A PASTA
TODA
http://www.4shared.com/folder/NeRGFeff/COLEO_FBULAS_MR
MONS.html
DOWNLOAD DIRETO TODOS OS VOLUMES DISPONÍVEIS >
112MB
https://www.sugarsync.com/pf/D0297736_83480671_12202

52

Mais conteúdo recomendado

53

Livros recomendados

570 páginas
Mentiras Fundamentais da
Igreja Católica é uma
análise profunda da Bíblia,
que permite conhecer o
que se deixou escrito, em
que circunstâncias, quem
o escreveu, quando e,
acima de tudo, como tem
sido pervertido ao longo
dos séculos. Este livro de
Pepe Rodriguez serve para
que crentes e não crentes
encontrem as respostas
que sempre buscaram e
posaam ter a última
palavra. É uma das
melhores coleções de
dados sobre a formação
mitológica do cristianismo
no Ocidente. Um a um,
magistralmente, o autor
revela aspectos mais
questionáveis da fé
judaico-cristã.

317 páginas
Com grande rigor histórico
e acadêmico Fernando
Vallejo desmascara uma fé
dogmática que durante
1700 anos tem derramado
o sangue de homens e
animais invocando a
enteléquia de Deus ou a
estranha mistura de mitos
orientais que chamamos
de Cristo, cuja existência
real ninguém conseguiu
demonstrar. Uma obra que
desmistifica e quebra os
pilares de uma instituição
tão arraigada em nosso
mundo atual.
Entrevista com o autor
AQUI.

198 páginas
Originally published as a
pamphlet in 1853, and
expanded to book length
in 1858, The Two Babylons
seeks to demonstrate a
connection between the
ancient Babylonian
mystery religions and
practices of the Roman
Catholic Church. Often
controversial, yet always
engaging, The Two
Babylons comes from an
era when disciplines such
as archeology and
anthropology were in their
infancy, and represents an
early attempt to
synthesize many of the
findings of these areas and
Biblical truth.

54

600 páginas

600 páginas

“Dois informadíssimos volumes de Karlheinz Deschner
sobre a política dos Papas no século XX, uma obra
surpreendentemente silenciada peols mesmos meios de
comunicação que tanta atenção dedicaram ao livro de
João Paulo II sobre como cruzar o umbral da esperança a
força de fé e obediência. Eu sei que não está na moda
julgar a religião por seus efeitos históricos recentes,
exceto no caso do fundamentalismo islâmico, mas alguns
exercícios de memória a este respeito são essenciais para
a
compreensão
do
surgimento
de
algumas
monstruosidades políticas ocorridas no século XX e outras
tão atuais como as que ocorrem na ex-Jugoslávia ou no
País Basco”.
Fernando Savater. El País, 17 de junho de 1995.
“Este segundo volume, como o primeiro, nos oferece uma
ampla e sólida informação sobre esse período da história
da Igreja na sua transição de uma marcada atitude de
condescendência com regimes totalitários conservadores
até uma postura de necessária acomodação aos sistemas
democráticos dos vencedores ocidentais na Segunda
Guerra Mundial”.

312 páginas
"Su visión de la historia de
la Iglesia no sólo no es
reverencial, sino que, por
usar
una
expresión
familiar, ‘no deja títere con
cabeza’. Su sarcasmo y su
mordaz
ironía
serían
gratuitos si no fuese porque
van de la mano del dato
elocuente y del argumento
racional. La chispa de su
estilo se nutre, por lo
demás,
de
la
mejor
tradición volteriana."
Fernando Savater. El País,
20 de mayo de 1990

Gonzalo Puente Ojea. El Mundo, 22 de outubro de 1995.
Ler online volume 1 e volume 2 (espanhol). Para comprar
(Amazon) clique nas imagens.

55

136 páginas

480 páginas

304 páginas

De una manera didáctica,
el profesor Karl Deschner
nos ofrece una visión crítica
de la doctrina de la Iglesia
católica y de sus trasfondos
históricos. Desde la misma
existencia de Jesús, hasta
la polémica transmisión de
los
Evangelios,
la
instauración y significación
de los sacramentos o la
supuesta infalibilidad del
Papa.
Todos estos asuntos son
estudiados, puestos en
duda y expuestas las
conclusiones en una obra
de rigor que, traducida a
numerosos idiomas, ha
venido a cuestionar los
orígenes,
métodos
y
razones de una de las
instituciones
más
poderosas del mundo: la
Iglesia católica.

“Se bem que o cristianismo
esteja hoje à beira da
bancarrota
espiritual,
segue impregnando ainda
decisivamente nossa moral
sexual, e as limitações
formais de nossa vida
erótica continuam sendo
basicamente as mesmas
que nos séculos XV ou V, na
época de Lutero ou de
Santo Agostinho. E isso nos
afeta a todos no mundo
ocidental, inclusive aos não
cristãos ou aos anticristãos.
Pois o que alguns pastores
nômadas
de
cabras
pensaram há dois mil e
quinhentos anos, continua
determinando os códigos
oficiais desde a Europa até
a América; subsiste uma
conexão tangível entre as
ideas sobre a sexualidade
dos
profetas
veterotestamentarios ou de
Paulo e os processos penais
por conduta desonesta em
Roma, Paris ou Nova York.”
Karlheinz Deschner.

"En temas candentes como
los del control demográfico,
el uso de anticonceptivos,
la ordenación sacerdotal de
las mujeres y el celibato de
los sacerdotes, la iglesia
sigue anclada en el pasado
y bloqueada en su rigidez
dogmática. ¿Por qué esa
obstinación
que
atenta
contra la dignidad y la
libertad de millones de
personas? El Anticatecismo
ayuda eficazmente a hallar
respuesta a esa pregunta.
Confluyen en esta obra dos
personalidades de vocación
ilustradora y del máximo
relieve en lo que, desde
Voltaire, casi constituye un
Género literario propio: la
crítica de la iglesia y de
todo
dogmatismo
obsesivamente
<salvífico>.

56

1 – (365 pg) Los
orígenes, desde el
paleocristianismo hasta
el final de la era
constantiniana

2 - (294 pg) La época
patrística y la
consolidación del
primado de Roma

3 - (297 pg) De la
querella de Oriente hasta
el final del periodo
justiniano

4 - (263 pg) La Iglesia
antigua: Falsificaciones y
engaños

5 - (250 pg) La Iglesia
antigua: Lucha contra los
paganos y ocupaciones
del poder

6 - (263 pg) Alta Edad
Media: El siglo de los
merovingios

57

7 - (201 pg) Alta Edad
Media: El auge de la
dinastía carolingia

8 - (282 pg) Siglo IX:
Desde Luis el Piadoso
hasta las primeras luchas
contra los sarracenos

9 - (282 pg) Siglo X:
Desde las invasiones
normandas hasta la
muerte de Otón III

Sua obra mais ambiciosa, a “História
Criminal do Cristianismo”, projetada em
princípio a dez volumes, dos quais se
publicaram nove até o presente e não se
descarta que se amplie o projeto. Tratase da mais rigorosa e implacável
exposição jamais escrita contra as formas
empregadas pelos cristãos, ao largo dos
séculos, para a conquista e conservação
do poder.
Em 1971 Deschner foi convocado por uma corte em Nuremberg acusado
de difamar a Igreja. Ganhou o processo com uma sólida argumentação,
mas aquela instituição reagiu rodeando suas obras com um muro de
silêncio que não se rompeu definitivamente até os anos oitenta, quando
as obras de Deschner começaram a ser publicadas fora da Alemanha
(Polônia, Suíça, Itália e Espanha, principalmente).

58

414 páginas
LA BIBLIA DESENTERRADA
Israel Finkelstein es un arqueólogo y
académico
israelita,
director
del
instituto
de
arqueología
de
la
Universidad de Tel Aviv y coresponsable de las excavaciones en
Mejido (25 estratos arqueológicos, 7000
años de historia) al norte de Israel. Se
le
debe
igualmente
importantes
contribuciones a los recientes datos
arqueológicos
sobre
los
primeros
israelitas en tierra de
Palestina
(excavaciones de 1990) utilizando un
método que utiliza la estadística (
exploración de toda la superficie a gran
escala de la cual se extraen todas las
signos de vida, luego se data y se
cartografía por fecha) que permitió el
descubrimiento de la sedentarización de
los primeros israelitas sobre las altas
tierras
de
Cisjordania.
Es un libro que es necesario conocer.

639 páginas
EL PAPA DE HITLER: LA VERDADERA
HISTORIA DE PIO XII
¿Fue Pío XII indiferente al sufrimiento
del pueblo judío? ¿Tuvo alguna
responsabilidad en el ascenso del
nazismo? ¿Cómo explicar que firmara
un
Concordato
con
Hitler?
Preguntas como éstas comenzaron a
formularse al finalizar la Segunda
Guerra Mundial, tiñendo con la
sospecha al Sumo Pontífice. A fin de
responder a estos interrogantes, y con
el deseo de limpiar la imagen de
Eugenio Pacelli, el historiador católico
John Cornwell decidió investigar a
fondo su figura.
El profesor Cornwell plantea unas
acusaciones acerca del papel de la
Iglesia en los acontecimientos más
terribles del siglo, incluso de la historia
humana, extremadamente difíciles de
refutar.

59

513 páginas

326 páginas

480 páginas

En esta obra se describe
a algunos de los hombres
que ocuparon el cargo de
papa. Entre los papas
hubo un gran número de
hombres
casados,
algunos de los cuales
renunciaron
a
sus
esposas e hijos a cambio
del cargo papal. Muchos
eran hijos de sacerdotes,
obispos y papas. Algunos
eran bastardos, uno era
viudo, otro un ex esclavo,
varios eran asesinos,
otros incrédulos, algunos
eran ermitaños, algunos
herejes,
sadistas
y
sodomitas; muchos se
convirtieron en papas
comprando el papado
(simonía), y continuaron
durante
sus
días
vendiendo
objetos
sagrados para forrarse
con el dinero, al menos
uno era adorador de
Satanás, algunos fueron
padres
de
hijos
ilegítimos, algunos eran
fornicarios y adúlteros en
gran escala...

Santos
e
pecadores:
história dos papas é um
livro que em nenhum
momento
soa
pretensioso. O subtítulo é
explicado pelo autor no
prefácio, que afirma não
ter tido a intenção de
soar absoluto. Não é a
história dos papas, mas
sim,
uma
de
suas
histórias. Vale dizer que o
livro originou-se de uma
série para a televisão,
mas
em
nenhum
momento soa incompleto
ou
deixa
lacunas.

Jesús de Nazaret, su
posible descendencia y el
papel de sus discípulos
están
de
plena
actualidad. Llega así la
publicación de El puzzle
de Jesús, que aporta un
punto de vista diferente y
polémico sobre su figura.
Earl Doherty, el autor, es
un estudioso que se ha
dedicado
durante
décadas a investigar los
testimonios acerca de la
vida
de
Jesús,
profundizando hasta las
últimas consecuencias...
que a mucha gente le
gustaría no tener que
leer. Kevin Quinter es un
escritor
de
ficción
histórica al que proponen
escribir
un
bestseller
sobre la vida de Jesús de
Nazaret.

60

576 páginas

380 páginas

38 páginas

First published in 1976,
Paul
Johnson's
exceptional
study
of
Christianity has been
loved and widely hailed
for its intensive research,
writing, and magnitude.
In a highly readable
companion to books on
faith and history, the
scholar
and
author
Johnson has illuminated
the Christian world and
its fascinating history in a
way that no other has.

La Biblia con fuentes
reveladas (2003) es un
libro del erudito bíblico
Richard Elliott Friedman
que se ocupa del proceso
por el cual los cinco libros
de la Torá (Pentateuco)
llegaron a ser escritos.
Friedman sigue las cuatro
fuentes del modelo de la
hipótesis
documentaria
pero
se
diferencia
significativamente
del
modelo S de Julius
Wellhausen
en varios
aspectos.

An Atheist Classic! This
masterpiece,
by
the
brilliant atheist Marshall
Gauvin is full of direct
'counter-dictions',
historical evidence and
testimony that, not only
casts doubt, but shatters
the myth that there was,
indeed, a 'Jesus Christ',
as Christians assert.

61

391 páginas
PEDERASTIA EM LA IGLESIA CATÓLICA
En este libro, los abusos sexuales a
menores, cometidos por el clero o por
cualquier otro, son tratados como
"delitos", no como "pecados", ya que en
todos los ordenamientos jurídicos
democráticos del mundo se tipifican
como un delito penal las conductas
sexuales con menores a las que nos
vamos a referir. Y comete también un
delito todo aquel que, de forma
consciente y activa, encubre u ordena
encubrir
esos
comportamientos
deplorables.
Usar como objeto sexual a un menor, ya
sea mediante la violencia, el engaño, la
astucia o la seducción, supone, ante
todo y por encima de cualquier otra
opinión, un delito. Y si bien es cierto
que, además, el hecho puede verse
como un "pecado" -según el término
católico-, jamás puede ser lícito, ni
honesto, ni admisible abordarlo sólo
como un "pecado" al tiempo que se
ignora conscientemente su naturaleza
básica de delito, tal como hace la Iglesia
católica, tanto desde el ordenamiento
jurídico interno que le es propio, como
desde la praxis cotidiana de sus
prelados.

Robert Ambelain, aunque defensor de
la historicidad de un Jesús de carne y
hueso, amplia en estas líneas la
descripción que hace en anteriores
entregas de esta trilogía ( Jesús o El
Secreto Mortal de los Templarios y Los
Secretos del Gólgota) de un Jesús para
nada acorde con la descripción oficial
de la iglesia sino a uno rebelde: un
zelote con aspiraciones a monarca que
fue mitificado e inventado, tal y como
se conoce actualmente, por Paulo,
quién, según Ambelain, desconocía las
leyes judaicas y dicha religión, y quien
además usó todos los arquetipos de las
religiones que sí conocía y en las que
alguna vez creyó (las griegas, romanas
y
persas)
arropándose
en
los
conocimientos sobre judaísmo de
personas como Filón para crear a ese
personaje. Este extrajo de cada religión
aquello que atraería a las masas para
así poder centralizar su nueva religión
en sí mismo como cabeza visible de una
jerarquía eclesiástica totalmente nueva
que no hacía frente directo al imperio
pero si a quienes oprimían al pueblo
valiéndose de la posición que les había
concedido dicho imperio (el consejo
judío).

62

Sign up to vote on this title
UsefulNot useful