Está en la página 1de 12

Treinamento para

Olimpíadas de N •Í •V •E •L 3

2008
www.cursoanglo.com.br
Matemática

AULAS 16 a 18
• TRIÂNGULO RETÂNGULO (relações métricas e razões trigonométricas)
• ÂREAS (polígonos e círculo)

Conceitos Relacionados

I. Triângulo retângulo e seus principais elementos


Dizemos que um triângulo ABC é retângulo em A se, e somente se, o ângulo de vértice A é reto.

Elementos:
Os lados BA e AC, adjacentes ao ângulo reto, de comprimentos c A
e b respectivamente são denominados de catetos. Enquanto que o
lado CB, oposto ao ângulo reto, de comprimento a, é denominado de
b
hipotenusa. c
O segmento AH perpendicular a hipotenusa, de comprimento h, é
denominado de altura relativa à hipotenusa.
O segmento BH, de comprimento n e o segmento CH, de compri-
C m n B
mento m, são denominados de projeções (ortogonais ) dos cate- H
a
tos b e c, sobre a hipotenusa, respectivamente.

II. Relações Métricas A

Proposição 1 — Teorema de Pitágoras


b c ⇒ a2 = b2 + c2
Em todo triângulo retângulo, de catetos b e c e hipote-
nusa a, tem-se a2 = b2 + c2, isto é, o quadrado da hipotenusa
é igual a soma dos quadrados dos catetos.
C B
a

A
Teorema Recíproco (Pitágoras)
Se num triângulo o quadrado de um de seus lados é
igual a soma dos quadrados dos outros dois lados deste b c ⇒ Â é reto
triângulo, então o ângulo determinado por estes dois lados
do triângulo é reto
C B
a
a2 = b2 + c2
Exemplos:
• O triângulo de lados medindo 3, 4 e 5 é retângu-
lo, pois
3 4
52 = 32 + 42.

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 1• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
• O triângulo de lados medindo 5, 12 e 13 é retângulo,
pois
5 12
132 = 52 + 122.

13

Proposição 2 — Altura relativa a hipotenusa e projeções A


dos catetos sobre ela
O quadrado da medida da altura relativa a hipotenusa é igual ao
produto das medidas das projeções (ortogonais) dos catetos sobre a hi- h
potenusa, ou seja,

h2 = m ⋅ n C m n B
H

Proposição 3 — Cateto e sua projeção sobre a hipotenusa


O quadrado da medida de cada cateto é igual ao produto da medida de sua projeção (ortogonal) sobre a hipotenusa
pela medida da hipotenusa, ou seja,
b2 = m ⋅ a e c2 = n ⋅ a

A A

b c

C B C n B
m H H
a a

Proposição 4 — Catetos, altura e hipotenusa A


O produto das medidas dos catetos é igual ao produto da medida
da hipotenusa pela medida da altura relativa a hipotenusa, ou seja,
b c
h
b⋅c=a⋅h

C B
H
a

III. Razões Trigonométricas (Seno, Cosseno


e Tangente)
hip
Considere um triângulo retângulo com um ângulo agudo de ote
nu
medida θ. Em relação a este ângulo, os catetos deste triângulo cateto sa
oposto
são denominados de: oposto (quando não apoia-se sobre seus la-
dos) e adjacente (quando apóia-se sobre um dos seus lados).
θ
cateto adjacente

cateto oposto a θ cateto adjacentes a θ cateto oposto a θ


As razões: , e são denominadas de razões trigonomé-
hipotenusa hipotenusa cateto adjacente a θ
tricas e conhecidas por sen θ (seno), cos θ (cosseno) e tg θ (tangente) respectivamente.

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 2• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
IV. Áreas (polígonos e círculo)
Denotaremos a área de uma figura plana X por (X). Assim, por exemplo, a área de um triângulo ABC será denotada
por (ABC) enquanto que, a de um trapézio ABCD por (ABCD).

Proposição 5 — Área de um triângulo ABC

( ABC) = 21 aha = 21 ahb = 21 ahc


onde ha, hb e hc são respectivamente os comprimentos das alturas deste triângulo relativas aos lados (bases) de compri-
mentos a, b e c.
A
A

c
c hB b ha
b
hC hc

B
a C hA
B hA C hb
a
hB

Equivalentemente temos também:

( ABC) = 21 bcsenAˆ = 21 acsenBˆ = 21 absenCˆ b


h
c

C a B

Proposição 6 — Área de triângulos com a mesma altura


Sejam os triângulos de bases BC e CD e alturas relativas a estas bases
de mesmo comprimento h, conforme figura. A razão da área do triângulo A
ABC para a área do triângulo ACD, é igual a razão do comprimento da base
BC para o comprimento da base CD, isto é,

( ABC) = BC .
h

( ACD) CD D
B C

Conseqüências desta propriedade:


• A mediana AM de um triângulo ABC divide este em 2 triângulos ABM e AMC de áreas iguais.
A

B M C

BM = MC

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 3• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
• A bissetriz (interna) AS de um triângulo ABC divide este
A
em 2 triângulos ABS e ASC de áreas, tais que.

( ABS) = BS = c c b

( ASC) SC b h

B S C

Proposição 7 — Razão entre áreas de triângulos semelhantes


A
A razão entre as áreas de dois triângulos semelhantes é o quadrado da
razão de semelhança.
Se K é a razão de semelhança do triângulo ADE para o triângulo ABC,
então: (DE // BC)

D
( ADE) = área do ∆ADE
= K2
E

( ABC) área do ∆ABC


B
C

Proposição 8 — Área de um quadrado de lado l é l2.

Proposição 9 — Área de um paralelogramo de base b e altura h é b ⋅ h

Proposição 10 — Área de um trapézio de bases a e b, e altura h, é


(a + b) ⋅ h
2
Proposição 11 — Área de um círculo de raio R é π ⋅ R2

Notas:
1. A soma das áreas dos quadrados construídos sobre os catetos (externamente) de um triângulo retângulo é igual a
área do quadrado construído (externamente) sobre a hipotenusa.

C
b2
c2

a2 = b2 + c2
B A

a2

2. (generalização) A soma das áreas dos polígonos regulares de n lados construídos (externamente) sobre os ca-
tetos de um triângulo retângulo é igual a área do polígono regular de n lados construído (externamente) sobre a
hipotenusa.

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 4• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
V. Uma demonstração do teorema de pitágoras
Demonstrar o teorema de Pitágoras tem sido um desafio ao longo da História. Elisha Scott Loomis registrou num
livro 370 demonstrações desse teorema. Uma delas é atribuída ao general americano James Abram Garfield (1831-1881),
foi presidente dos Estados Unidos, no período de 4 de março a 19 de setembro de 1881, quando faleceu.
Ele partiu de um trapézio retângulo, dividido em três triângulos retângulos (conforme figura abaixo). As áreas dos
três triângulos que compõem o trapézio, são dadas por:
bc a2 c
Área de I = Área de II = e Área de III =
2 2
I
Desde que este trapézio (retângulo), tem bases b e c e altura (b + c), a b a

sua área é
(b + c) ⋅ (b + c) . III
2 a
c
Por outro lado, observe que a área do trapézio é a soma das áreas dos II
triângulos, ou seja:
b
Área (trapézio) = Área de I + Área de II + Área de III.

Portanto,
(b + c) ⋅ (b + c) = bc + bc + a 2
2 2 2 2
b 2 + 2bc + c 2 bc bc a 2
Logo, = + +
2 2 2 2
Conseqüentemente b2 + c2 = a2 (teorema de Pitágoras)
Nota: Você poderá encontrar outras demonstrações nos links abaixo:
1. http://www.sunsite.ubc.ca/DigitalMathArchive/Euclid/java/html/pythagoras.html
2. http://www.cut-the-knot.org/pythagoras/index.shtml
3. http://www.jimloy.com/geometry/pythag.htm

VI. Conseqüências Importantes


Proposição 11 — Teorema dos cossenos (conseqüência de Pitágoras)

 a2 = b2 + c2 – 2 ⋅ bc ⋅ cos A B

•  b2 = a2 + c2 – 2 ⋅ ac ⋅ cos B
 2
 c = a2 + b2 – 2 ⋅ ab ⋅ cos C c a

A b C

Proposição 12 — Teorema dos senos (conseqüência das razões trigonométricas)

a b c b
• = = a
sen A senB senC
O
A r
c
B

a
Pode-se provar que: = 2r , onde
sen A
(r é o raio da circunferência circunscrita ao triângulo ABC)

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 5• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
VII. Problemas

Em Classe

1. (Olimpíada Italiana) Um ponto P é interno ao quadrado ABCD. A distância de P aos vértices A, B, C valem
respectivamente 2, 7 e 9. A distância MD é igual a
a) 3 d) 7
b) 5 e) 10
c) 6
2. (Olimpíada Portuguesa) Num quadrado ABCD de lado 1. Pelo lado AB, constrói-se (externamente) um triângulo
ABM, retângulo em M, tal que AM = a e BM = b (b  a). No lado oposto a AB, constrói-se (também externamente), o
triângulo CND, retângulo em N, tal que CN = a, ND = b. O comprimento do segmento MN, em função de a e b, é
igual a

a) 2(a + b) d) a + b( ) 2

b) 3(a + b) e) (a + b) 3

c) a 2 + b 3
C
3. (Olimpíada Australiana) Na figura abaixo:

O
D M
E
45°
B 4 A
O é o centro de uma circunferência de diâmetro AB. ABC é um triângulo, retângulo em A, com A B̂C= 45°, DE é
um segmento paralelo ao lado AB deste triângulo que intercepta o lado BC em D, o lado AC em E, e a circunfe-
rência de centro O, em M, de modo que DM = ME (conforme figura acima). Sabendo que o comprimento, em cm, do
segmento AB é 4, então o comprimento do segmento DE, em cm, é igual a:
3 8
a) d)
5 5
16 5
b) e)
5 3
c) 3
4. (Olimpíada Italiana) Em um círculo de centro O, AD é um diâmetro, AC uma corda, B um ponto de AC. Sabendo
que BO = 5 cm e que ∠ABO = ∠COD = 60°, então o comprimento da corda AC, em cm, é:
a) 10 d) 14
b) 15 e) 15 3

c) 15 2
5. (Sangaku — Problema Japonês) Três círculos de raios a, b e c, com c  b  a, são mutuamente tangentes entre
si e a uma reta. Então, podemos afirmar que:
1 1 1
a) = +
c a b
b) c= a⋅ b

c) c = a − b
a
b
d) a= b+ c
c
1 1 1
e) = +
c a b

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 6• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
6. (OBM) No desenho ao lado, o quadrado ABCD tem área de G
64 cm2 e o quadrado FHIJ tem área de 36 cm2. Os vértices
A, D, E, H e I dos três quadrados pertencem a uma mesma
reta. Então a área do quadrado BEFG, em cm2, é igual a: C B
a) 80
b) 81 F J
c) 90
d) 100
e) 120
D A E H I

7. (OBM) Um terreno quadrangular foi dividido em quatro lotes menores


por duas cercas retas unindo os pontos médios dos lados do terreno.
As áreas de três dos lotes estão indicadas em metros quadrados no
mapa ao lado. Qual é a área do quarto lote, em metros quadrados, re- 250
presentado pela região destacada no mapa?
a) 240 200
210
b) 220
c) 300
d) 230
e) 260

8. (Olimpíada Italiana) Constroem-se semicírculos sobre os lados de um



triângulo retângulo de hipotenusa BC, como mostra a figura ao lado. Se
R e S são áreas de regiões planas (figura) limitadas por dois semicírcu- R
los e T a área do triângulo retângulo, então podemos afirmar que: A
a) T = 2R + S
b) T = R + 2S S
c) T = R + S
d) 2T = R + S T
e) T2 = R2 + S2
B C

Em Casa
D

1. (Olimpíada Americana) Na figura ao lado, ABC é um triângulo


E
retângulo de hipotenusa BC, BCDE e ABFG são quadrados.
Dado que AB = c e AC = b, podemos afirmar que GD2 =
C
a) 2(b2 + bc + c2) a
b
b) 2b2 + 2bc + 4c2 A
c B
c) b2 + 2bc + 4c2
d) 2b2 + 4bc + 4c2
e) 2c2 + 4bc + 4b2
G F

2. (Olimpíada Americana) Os lados PQ e PR do triângulo PQR medem respectivamente 4 cm e 7 cm e a mediana


PM 3,5 cm. O comprimento do lado QR, em cm, é
a) 6 P
b) 7
c) 8
7
d) 9 4
3,5
e) 10

Q R
M

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 7• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
3. Na figura abaixo ABCD é um quadrado. Calcule seu lado sabendo que M é ponto médio de AB, CP é perpen-
dicular a MD e MP = 3.
D
a) 5
b) 7
A P
c) 2 5
C
d) 7 P

7
e) B
2

4. A área do triângulo ABC, figura abaixo, de altura h = 2 , α = 30° e β = 45° é igual a:

a) 3
C
b) 3 + 2
3 α β
c) 3 + h
3

d) 6 + 6
A H B
3
e) 1 +
3

5. As raízes da equação x2 – 14x + 48 = 0 expressam em centímetros as medidas dos catetos de um triângulo re-
tângulo. A medida da hipotenusa e do perímetro, em cm, desse triângulo são respectivamente iguais a:
a) 100 e 114 d) 10 e 24
b) 9 e 23 e) 15 e 29
c) 16 e 30

6. (Olimpíada Americana) As três circunferências da figura tem o mesmo raio r = 5cm e seus centros são colineares, a
circunferência do meio é tangente as outras duas.
C
B
A

O
C1 C2 C3

Por O traça-se uma tangente a circunferência de Centro C3. Nestas condições, o comprimento do segmento AB, em
cm, é igual a:
a) 4 d) 8
9
b) 5 e)
2
c) 6
7. (Olimpíada Italiana) Duas circunferências distintas são tangentes externamente. Seja t uma tangente comum, e sejam
P e Q pontos de tangência de t com estas circunferências. Sabendo que o produto dos diâmetros destas circun-
ferências é 25, determine o comprimento de PQ.
a) 5
b) 8
c) 10
d) 5 ⋅ 2
e) 5 ⋅ 2

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 8• 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
8. ABCDEFGH é um octógono regular inscrito em uma circunferência de diâmetro 1. C
Sendo P um ponto do menor arco AH desta circunferência, determine o valor da soma: B D
2 2 2 2 2 2 2 2
PA + PB + PC + PD + PE + PF + PG + PH
a) 4
A E
b) 5
c) 6
d) 8 P
H F
9
e) G
2

9. (Olimpíada Australiana) Um quadrado, PQRS, está inscrito em um semicírculo de diâmetro TU como na figura ao lado.
x
Seja PT = x e PR = y. O valor de é igual a:
y
π S R
a)
4
5 −1 y
b)
2
x
5 +1 T P Q U
c)
2 2

5 −1
d)
2 2
3
e)
5

10. (Olimpíada de Maio) ABC é um triângulo retângulo de hipotenusa BC. Seja S um ponto desta hipotenusa e M o pon-
to médio do cateto AB. Dado que AC = 1 cm, ∠SAB = 45° e AS ⊥ SM, então o comprimento, em cm, do cateto
AB, é igual a
C
a) 2
b) 3
c) 4 S

5
d)
2
7 A B
e) M
2

11. (OBM) O professor Pardal está estudando o comportamento familiar de uma espécie de pássaro. Os pontos A,
B, C e D da figura ao lado, representam a disposição de quatro ninhos desses pássaros. O professor construiu
um posto de observação eqüidistante dos quatro ninhos. Todos os ninhos e o posto de observação estão em um
mesmo nível de altura a partir do solo, a distância de B a D é de 16 metros e BÂD = 45°.
C
B

A D

A distância, em metros, que o posto guarda de cada ninho, é:

a) 2 d) 8 2

b) 3 e) 2 2
c) 4
SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 9• 2008
Treinamento para Olimpíadas de Matemática
12. (Olimpíada Peruana) A, B, C e D são centros de 4 circunferências, tangentes duas a duas, segundo a disposição
da figura ao lado. Sabe-se que A, B e C são colineares, B ponto médio de AC, AC = R, e r é o raio da circunferên-
cia de centro D. Nestas condições podemos afirmar que:
a) R = 2r D
b) R = 3r
c) R = 4r
5 A B C
d) R = r
2
7
e) R = r
2
13. (Olimpíada Italiana) Considere em um plano três circunferências tangentes externamente duas a duas. Sabendo
que os raios destas circunferências são 1 cm, 2 cm e 3 cm, então o raio da circunferência circunscrita ao triângulo
cujos os vértices são os centros destas três circunferências, em cm, é igual a
a) 2 d) π
b) 2,5 e) não é possível determiná-lo.
c) 3

14. (Olimpíada Americana) Seja P um ponto externo a uma circunferência C. Por P são traçadas duas tangentes que
interceptam C em A e B. Se AP = BP = 7 e o comprimento do arco maior AB é duas vezes o comprimento do arco
AB menor. Então, o comprimento da corda AB é
a) 6 d) 7
7
b) 7 3 e)
2

11 3
c)
2

15. (OBM) Juntando dois retângulos iguais lado a lado, sem sobreposição, podemos formar dois tipos de figura: um
quadrado de área igual a 144 cm2 ou um retângulo de largura diferente do comprimento. Qual é o perímetro des-
te último retângulo, em cm?
a) 12 d) 60
b) 24 e) 72
c) 48

16. (OBM) O jardim da casa de Maria é formado por cinco qua-


drados de igual área e tem a forma da figura ao lado. Se
AB = 10 m, então a área do jardim em metros quadrados é:
a) 200 A

b) 10 5
c) 100
500
d)
3
100
e) B
3

17. (Olimpíada Italiana) Na figura BC é paralelo a AE e BD é


B C
paralelo a CE. Se x é a área do quadrilátero ABCD e y a área
do triângulo ACE, então
a) x = y
b) x = 2y
c) 2x = y
d) 3x = 2y
e) 3x = y A E
D

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 10 • 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
18. (OBM) A figura abaixo é formada por três quadrados de lado 1 e um retângulo que os contorna. A área do retângulo é:

a) 3 2

b) 4 2
c) 6
d) 6 2
e) 8
19. (OBM) Observe na figura os três quadrados identificados por 1, 2 e 3. Se a área do quadrado
1 é 36cm2 e a área do quadrado 2 é 100cm2, qual é, em centímetros quadrados, a área do
quadrado 3? 2
a) 64
1
b) 81
c) 25
3
d) 49
e) 90

20. (OBM) A figura ao lado é formada por dois quadrados de área 100 cm2 cada um,
parcialmente sobrepostos, de modo que o perímetro da figura (linha mais grossa) é
igual 50 cm. A área da região comum aos dois quadrados, em cm2, é
a) 20
b) 25
c) 30
d) 40
e) 50
21. (OBM) No triângulo ABC tem-se que M é o ponto médio do lado AB
C
(isto é, os segmentos AM e MB têm o mesmo comprimento). N é o
ponto médio de MC e R é o ponto médio de NA. O triângulo ABC tem
área 2000 m2. Então, a área do triângulo AMR, em m2, é igual a:
N
a) 500
R
b) 250
c) 200
d) 100 A M B
e) 50

22. (OBM) A figura abaixo mostra um retângulo, um pentágono, um triângulo e um círculo, com áreas respectivamente
121, 81, 49 e 25 centímetros quadrados. A diferença entre a área preta e a área cinza, em centímetros quadrados, é:
a) 25
b) 36
c) 49
d) 64
e) 81

23. (Olimpíada Italiana) Um hexágono convexo é obtido a partir de quadrados


construídos sobre os lados de um triângulo retângulo de catetos medindo p e
q, conforme mostra-se na figura ao lado. Nestas condições, a área do
hexágono em função de p e q, é igual a
5 2 2 3
a) pq + (p + q ) 2
d) pq + ⋅ (p + q )
2
p
2 2
q
5
b) 2pq + 2 ⋅ (p2 + q2) e) ⋅ pq + 2 ⋅ (p 2 + q2 )
2
3
c)   ⋅ pq + 2 ⋅ (p 2 + q2 )
 2

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 11 • 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática
24. (OBM) Na figura temos dois semicírculos de diâmetros PS, de medida 4, e
QR, paralelo a PS. Além disso, o semicírculo menor é tangente a PS em O.
Qual é a área destacada? Q R

a) 2π – 2
b) 3π
c) π P S
d) 4
e) 2π – 4
25. (OBM) Um grande painel na forma de um quarto de círculo foi composto
com 4 cores, conforme indicado na figura ao lado, onde o segmento divide
o setor em duas partes iguais e o arco interno é uma semicircunferência. Se x,
y, z e w são as áreas das regiões branca, amarela, azul e verde, respectiva- verde
mente, então podemos afirmar: azul
a) x = z  y = w

co
an
b) x = w  y = z

br
amarelo
c) x = y  z = w
d) x  z  y  w
e) x  z  y  w
26. (Olimpíada Italiana) Um círculo A está inscrito em um triângulo retângulo isósceles e um círculo B está cir-
cunscrito ao mesmo triângulo. A razão da área do círculo A para a área do círculo B é
1
a) d) 3 − 2 2
2
b) 3 − 2 e) 3 + 2 2

c) 3 + 2

27. (Olimpíada Espanhola) Em um triângulo retângulo, c é o comprimento da hipotenusa, a e b são os comprimentos


dos catetos e d é o comprimento do diâmetro do incírculo. Podemos afirmar que:
a) a+b+c = d d) b + c = a + d
b) a + c = b + d e) 2d = a + b + c
c) a + b = c + d

28. (Olimpíada Mexicana) Na figura abaixo o lado AB do qua-


drilátero ABDC cíclico é um diâmetro do circuncírculo, e
BD = 7, CD = CA = 3. D
3
O comprimento do diâmetro AB é igual a: C 7
3
a) 10
A B
b) 12
c) 5 2
d) 9
9
e)
2
  
29. (Olimpíada Centroamericana e do Caribe) No trapézio ABCD de bases AB e CD, seja M o ponto médio do lado DA.
 
Se o segmento BC mede a, o segmento MC mede b e o ângulo MCB mede 150°, quanto mede a área do trapézio
ABCD em função de a e b?
a) 2ab D C
b) ab
ab M
c)
2
d) 3ab
e) 4ab A B

SISTEMA ANGLO DE ENSINO • 12 • 2008


Treinamento para Olimpíadas de Matemática