Está en la página 1de 4

1.

Página das BE do Projecto Educativo:

As Bibliotecas Escolares

As bibliotecas que integram o nosso agrupamento de escolas têm um papel de relevante


importância no reforço das aprendizagens dos alunos e no serviço prestado junto à Comunidade
Educativa. As bibliotecas têm, pois, um papel primordial na estruturação de conhecimentos e no
desenvolvimento de competências (reforço das literacias e gosto pelo livro, capacidades de pesquisa e de
estudo, desenvolvimento de métodos de trabalho e consciencialização do espaço físico das bibliotecas,
enquanto espaços e momentos de lazer e de bem-estar, para a efectiva e salutar ocupação dos tempos
livres). Para o efeito, deve atender-se aos níveis de utilização dos vários recursos e equipamentos
disponíveis a toda a Comunidade Educativa, em geral, e como forma de facilitar o processo ensino /
aprendizagem dos alunos, em particular.
Munidas de inúmeros recursos (materiais e humanos), as nossas bibliotecas propõem articular as
suas actividades com os curricula, promover o gosto pelo livro e pela leitura, valorizar o gosto por outras
formas de expressão (artística, entre outras), além da escrita, desenvolver os hábitos de pesquisa, quer
em suporte livro, quer em suporte digital, quer ainda por uma dinamização de actividades (Feiras do Livro,
Concursos Literários, Exposições, Placares Informativos, Encontro com Escritores e/ou outras
personalidades, Sessões de Leitura, Plano Nacional de Leitura), de forma a conferir dinamismo e animação
de um projecto de bibliotecas ao serviço de uma Comunidade Educativa multicultural e heterogénea.
Assim, as bibliotecas procuram dar o acompanhamento e orientação adequados aos seus utilizadores, já
que as suas dinâmicas se materializam partindo da própria Comunidade Educativa, com a qual estabelece
sinergias para dar resposta a potenciais desafios.
Para operacionalizar estes objectivos e sua dinamização, as bibliotecas dispõem de um professor
coordenador, de uma equipa pedagógica, professores e funcionários que gerem os recursos materiais
disponíveis, adequando-os aos novos desafios, nomeadamente a informatização e catalogação dos
recursos e utilização dos meios digitais para alargar as capacidades de pesquisa, em articulação com os
curricula. Para o efeito, já foi solicitado aos coordenadores de ciclo e de departamentos disciplinares para
procederem a um levantamento de endereços electrónicos para os disponibilizar nas bibliotecas, de modo
a facilitar as capacidades de pesquisa dos potenciais utilizadores.
Por outro lado, procuramos elaborar um conjunto de normativos (Regulamento de
Funcionamento das Bibliotecas, Manual de Procedimentos, Guias relativos à forma de Realização de
Trabalhos de Pesquisa, entre outros), para orientar e apoiar a Comunidade Educativa na utilização das
bibliotecas como espaços de multi-recursos.
Por último, compete às bibliotecas promover a socialização dos alunos e outros intervenientes da
comunidade educativa, já que se impõem como espaços alternativos à habitual sala de aula, para reforçar
as aprendizagens pedagógicas, sociais e educativas dos alunos, isto é, fazer das bibliotecas espaços para
formar cidadãos activos e intervenientes, no saber ser, saber estar e saber fazer.
2. Plano Anual de Actividades - Objectivos de carácter disciplinar:
1. Biblioteca

■ Comemorar acontecimentos e datas


■ Divulgar os Livros do Mês e Livro Mistério
■ Fomentar o gosto pelo livro e pela leitura
■ Comemorar o Dia do nosso Patrono Francisco Cabrita – 12 Março
■ Divulgar as Línguas Estrangeiras

2.Turmas do 1º, 2º, 3º e 4.º Anos do 1º Ciclo/Biblioteca Escolar

■ As turmas da escola comemoraram o dia se S. Martinho.


■ Desenvolveram actividades relativas ao Natal
■ Feira do Livro
■ Magusto
■ Conceber, em parceria com o Clube de Saúde, o Plano de Contingência da Gripe A.
■ Sensibilizar a comunidades educativa sobre a Prevenção da Gripe A.
■ Divulgar os materiais concebidos para o efeito
■ Disponibilizar os e-mails da R.B.E., PNL e DGS sobre a Gripe A
■ Criar uma equipa de intervenção nas Bibliotecas sobre a Gripe A
■ Disponibilizar ao domicílio um pacote de recursos sobre a Gripe A e outros temas
■ Divulgar nos blogues das bibliotecas e Boletim Informativo material sobre a Gripe A
■ Promover hábitos alimentares saudáveis em ambiente escolar
■ Divulgar material sobre a Alimentação
■ Sensibilizar a Comunidade Educativa sobre Alimentação e Saúde

3. Projecto Curricular do Agrupamento:


BIBLIOTECAS ESCOLARES DO AGRUPAMENTO VERTICAL DE ESCOLAS DR.
FRANCISCO CABRITA
Entidades Promotoras:
Rede Nacional de Bibliotecas Escolares
Plano Nacional de Leitura

Objectivos principais do Projecto:


Promover o gosto pelo livro e pela leitura;
Desenvolver métodos de trabalho e de pesquisa;
Promover a utilização dos recursos audiovisuais e informáticos, para a realização de trabalhos;
Facilitar o processo ensino/aprendizagem dos alunos, através da utilização dos recursos disponíveis;
Articular as actividades e dinâmicas das bibliotecas com os curricula;
Valorizar o gosto por diferentes formas de expressão (escrita, artística, oral);

Promover a socialização dos alunos e outros intervenientes da comunidade educativa, em articulação com
o tema do Projecto educativo;
Reforçar as aprendizagens pedagógicas, sociais e educativas dos alunos, isto é, fazer das bibliotecas
espaços para formar cidadãos activos e intervenientes, no saber ser, saber estar e saber fazer;
Actividades Previstas:
Recepção aos alunos que iniciam o 1º e 2º Ciclos;
Sessões de leitura de textos e poemas, em articulação com o Plano Nacional de Leitura;
Comemoração do dia Internacional da Biblioteca escolar;
Feira do livro;
Realização da Semana da Leitura
Comemoração do dia mundial do livro;
Exposições de Arte e de trabalhos realizados pelos alunos
Divulgação das actividades no blog da Biblioteca e no Boletim Informático;
Placares de divulgação de efemérides, personalidades, artes;
Livro do Mês e Livro do Ministério;
Hora do conto;
Catalogação e informatização do acervo bibliográfico existente;
Disponibilização ao domicílio do acervo aos potenciais leitores;
Elaborar um conjunto de normativas (Regulamentos de Funcionamento das Bibliotecas, Manual de
Procedimentos, Guias relativos à forma de realização de trabalhos de pesquisa, entre outros)

Recursos/Materiais:
Acervos bibliográficos e audiovisual;
Computadores e Internet
Fotocopiadora s
Revistas e jornais
Impressoras
Televisões, leitores de vídeo, leitores de DVD;
Aparelhagem de som;

Articulação com outros Projectos/Clubes:


Em articulação com vários projectos (Clube “Pica-Miolos” com as actividades do Sudoku e Problema do
Mês; Plano Nacional de Leitura; áreas disciplinares, divulgação de actividades de outros projectos no
boletim e blog das bibliotecas), entre outros, já que esses projectos podem encaminhar os alunos para as
bibliotecas para a realização de trabalhos de pesquisa.

PLANO NACIONAL DE LEITURA


Com o Plano Nacional de Leitura pretende dar-se resposta aos fracos níveis de literacia da população em
geral e dos jovens em particular. O objectivo é desenvolver competências nos domínios da leitura e
escrita.
Com o intuito de promover a criação de hábitos de leitura desde cedo, esta iniciativa tem como público-
alvo prioritário as crianças que frequentam o ensino pré-escolar e os alunos do 1.º, do 2.º e do 3.º ciclos.
Posteriormente estender-se-á aos restantes níveis de ensino.
No pré-escolar, a leitura poderá ser feita, quer pelos alunos, através das imagens dos livros, quer pela
educadora que disponibilizará uma hora por dia para esta actividade.
No 1.º ciclo, os alunos deverão dedicar uma hora por dia à leitura e à escrita centrada em livros ajustados
aos seus interesses e níveis de competência linguística.
Nos níveis de ensino subsequentes deverá ser contemplado um tempo lectivo na planificação semanal de
aulas de Língua Portuguesa para a leitura recreativa.
4. Regulamento Interno do Agrupamento:
A Biblioteca, com vista à prossecução dos seus objectivos, desenvolverá diversas actividades, tais
como:
a) Tratamento e organização dos recursos pedagógicos existentes de forma a possibilitar a sua plena
utilização.
b) A aquisição de documentos adequados às necessidades das diferentes áreas curriculares e de projectos
de trabalho, visando um pleno apoio pedagógico.
c) A integração dos materiais impressos, audiovisuais e informáticos.
d) A constituição de um fundo documental diversificado e temático.
e) O apoio aos alunos individualmente ou em grupo ao nível da consulta, pesquisa, organização,
tratamento e produção da informação.
f) Promoção de actividades que estimulem o prazer de ler, de escrever, e de interesse pela cultura
nacional e universal.
g) Promoção de actividades que associem a Leitura, os livros e a frequência da biblioteca à ocupação de
tempos livres.
h) Cooperação com a Biblioteca Municipal
i) Outro tipo de actividades desde que não concorram com os objectivos gerais da Biblioteca.
– A Directora nomeará, anualmente, um professor coordenador responsável pela organização da
Biblioteca de acordo com as normas da legislação em vigor. Ao serviço da Biblioteca estará, em serviço
permanente, um elemento do pessoal não docente.