Está en la página 1de 1

A lgica da sobrevivncia poltica

Existe uma teoria segundo a qual todas as aces de um lder tm com fim ltimo a permanencia no poder. Segundo esta teoria existem trs grandes grupos na sociedade, e os seus pesos relativos ditam as aces dos lideres. Esses grupos so: 1 - os residentes (N) 2 - o selectorado (S) 3 - os membros da coligao vencedora (W) Onde os membros da coligao vencedora fazem parte do selectorado, que por sua vez faz parte do grupo mais vasto dos residentes no Pas. Tentando dar um exemplo, do nosso pas, temos o grupo dos residentes com cerca de 10M de membros; temos o grupo do selectorado, que no fundo so as pessoas com capacidade de voto e como tal podem escolher os lideres e que em Portugal so 9,6M de pessoas, ficando apenas de fora as pessoas com menos de 18 anos. Por fim, e tendo em conta o sistema de crculos eleitorais, temos os membros da coligao vencedora que so pelo menos 43% dos votantes (garantia da maioria absoluta). As decises tomadas pelos lideres, podem sintetizar-se em: - Nvel de impostos - Afectao de fundos para bens privados, que beneficiaro os membros da coligao vencedora - Afectao de fundos para bens pblicos, para toda a sociedade, incluindo os membros da coligao vencedora, o resto do selectorado e os no votantes. Segundo a teoria, quando W/S pequeno, ou seja W apenas uma pequena parte de S, ento o lder privilegia o fornecimento de bens privados coligao vencedora do que o fornecimento de bens pblicos. Por outro lado, quando W/S elevado, tipicamente 0,5, ento o lder, de modo a maximizar as suas probabilidades de manuteno no poder, maximiza os bens pblicos fornecidos reduzindo o fornecimento dos bens privados. Por exemplo, a construo de uma estrada tem uma componente de bem pblico para quem a usa, e uma componente de bem privado para quem a constri. Outros exemplos de bens pblicos, so: a transparncia, a educao, sade, crescimento econmico. tambm provado, recorrendo a esta teoria, porque razo os lideres autocrticos permanecem muito mais tempo no poder que os democrticos. tudo uma questo de probabilidades de pertencer ou no coligao vencedora, e da lealdade que essa probabilidade pode causar. Assim, quando W/S for pequeno a probabilidade de pertencer a W mais pequena e o que se pode perder por no fazer parte de W maior, levando a uma maior lealdade ao chefe.