Está en la página 1de 3

O JOVEM CRENTE DO SÉCULO XXI E O SEU RELACIONAMENTO

COM DEUS.

TEXTO: 1 Tm 4.12-16

Como se dá esse relacionamento?


É possível que não difira muito do que se pedia dos adolescentes e
jovens do tempo de Timóteo (1º Sec.).
Talvez pelo fato de serem adolescentes e jovens, muitos não são
levados, ou não se deixam levar a uma vida cristã de seriedade e
compromisso. As igrejas talvez tenham a sua parcela de culpa, quando
algumas vezes, os rotulam ainda incapazes de propostas mais sérias de
trabalho.
Mas no Reino de Deus, os adolescentes e os jovens podem, e devem,
mostrar o seu potencial. Esse grupo de crentes tem a capacidade de realizar
coisas sob a direção e o poder do Senhor.
Existe de fato a idade ideal para vivenciar experiências cristãs?

I- ATRAVÉS DA GENEROSIDADE.

A vida cristã não deve ser manchada pelo egocentrismo (a gula),


o querer tudo para si. Não devemos pensar que todos trabalham visando
o nosso favor. É preciso enxergar que existem outros ao nosso redor, e
que eles também precisam de nós. Uma forma de vivermos em função
dos outros é praticarmos a generosidade, enxergar além do nosso
próprio bem-estar.

1
O evangelho de João (6.1-15) mostra-nos a atitude de um
adolescente/jovem generoso, que levou a sério o seu relacionamento
com Deus, e entrega a Jesus tudo o que tinha. Aliás, a sua atitude para
muitos, poderia representar alto risco, pois entregou tudo.
Quanto custa ser generoso? Às vezes pode custar tudo.

II - ATRAVÉS DO QUE ESTÁ ACONTECENDO COMIGO.

O relacionamento do adolescente/jovem com Deus, pode


crescer muito quando há o desejo de glorificá-lo a cada novidade.
Mas nem tudo é fácil de ser assimilado pelo
adolescente/jovem, e muitas vezes aparecem os "grilos". E aí, o que
fazer?
E quando tentados a agir de acordo com a “galera”? É
preciso buscar ajuda (caso necessário) para aprender a tratar bem, sem
"pagar micos" e parecer esquisito diante dela. O importante é mostrar à
“galera” que se é diferente sem ser esquisito.
Mas quem pode ajudar? A lista é grande: Deus, pais,
pastor, conselheiros, irmãos experientes da igreja,...

III- ATRAVÉS DO CRESCIMENTO EM TODOS OS SENTIDOS.

1) Pela alegria no serviço. A alegria é uma das características do fruto

do Espírito na vida do adolescente/jovem cristão. E essa alegria


serve de motivação para a continuidade e desenvolvimento
satisfatório do serviço que prestamos a Deus. (Ver 2Reis 5.1-4);

2
2) Pela busca de pureza (1Tm 4.12). Uma vida de pureza é um desafio

para todos nós, seja adolescente, jovem ou adulto. É marcada por


uma vida que procura glorificar a Deus em todas as ações. (Ver Gál.
5.22,23);

3) Pelo testemunho. O adolescente/jovem também é convocado a uma

vida de fé e ousadia (coragem) no testemunhar de Cristo. Somos


desafiados a declarar abertamente a nossa fé (Ver Atos 1.8);

4) Pela consagração. O que é consagrar? É fazer sagrado. É separar-se

para Deus. A consagração nos faz lembrar que somos santos,


separados para o serviço a Deus.

CONCLUSÃO:

A nossa relação com Deus, que é algo sério, deve ser fruto de uma vida
criativa, no Espírito. O que se requer de nós, é que acreditemos na
possibilidade de crescermos em utilidade no serviço que devemos a Deus.
Pr. Eli da Rocha Silva

Intereses relacionados