Encuentra tu próximo/a libro favorito/a

Conviértase en miembro hoy y lea gratis durante 30 días
O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

Leer la vista previa

O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

valoraciones:
4/5 (4 valoraciones)
Longitud:
144 página
2 horas
Publicado:
Feb 25, 2018
ISBN:
9781370873784
Formato:
Libro

Descripción

O que hoje chamamos de religião cristã já existia no Egito Antigo, muito antes de o Novo Testamento ser adotado. O egiptólogo britânico Sir E. A. Wallis Budge escreveu, em seu livro The Gods of the Egyptians [1969], que:

“A nova religião (cristianismo) que foi pregada por São Marcos e seus seguidores imediatos, em todos os aspectos essenciais, lembrava muito aquilo que resultou da adoração a Osíris, Ísis e Hórus”.

As semelhanças observadas por Budge e todos os que compararam a alegoria egípcia de Osíris/Ísis/Hórus com a história do Evangelho são impressionantes. Ambos os relatos são praticamente idênticos, como por exemplo a concepção sobrenatural, o nascimento divino, as lutas contra o inimigo no deserto e a ressurreição para a vida eterna. A principal diferença entre as “duas versões” é que o conto evangélico é considerado histórico e o ciclo de Osíris/Ísis/Hórus é uma alegoria. A mensagem espiritual da alegoria de Osíris/Ísis/Hórus no Egito Antigo e a revelação cristã são exatamente iguais. O estudioso britânico A. N. Wilson apontou, em seu livro Jesus, o Maior Homem do Mundo:

“O Jesus Histórico e o Cristo da Fé são dois seres separados, com histórias muito diferentes. É bastante difícil reconstruir o primeiro, e se tentarmos, é provável que causemos danos irreparáveis ao segundo”.

Este livro pretende demonstrar que o “Jesus Histórico”, o “Jesus da Fé” e os princípios do cristianismo provêm todos do Egito Antigo. Isso é feito sem provocar qualquer tipo de “dano irreparável”, conforme observado por A. N. Wilson, por dois motivos: em primeiro lugar, a verdade deve ser dita. Em segundo lugar, explicar os princípios cristãos através dos seus contextos originais no Egito Antigo aumenta o idealismo cristão.

Este livro consiste em duas partes:

A primeira parte demonstra que os relatos do “Jesus histórico” se baseiam inteiramente na vida e morte do faraó egípcio Twt/Tut-Ankh-Amen.

A segunda parte demonstra que o “Jesus da Fé” e os princípios cristãos são todos de origem egípcia—tais como a essência dos ensinamentos/mensagens, assim como os feriados religiosos.

Há uma ironia inegável e uma verdade profunda, intensa e incontestável no ditado profético de Oseias: “Do Egito, eu chamei meu Filho”. Uma profunda ironia, de fato.

Publicado:
Feb 25, 2018
ISBN:
9781370873784
Formato:
Libro

Sobre el autor

Moustafa Gadalla is an Egyptian-American independent Egyptologist, who was born in Cairo, Egypt in 1944. He holds a Bachelor of Science degree in civil engineering from Cairo University.Gadalla is the author of twenty two published internationally acclaimed books about the various aspects of the Ancient Egyptian history and civilization and its influences worldwide.He is the Founder and Chairman of the Tehuti Research Foundation (www.egypt-tehuti.org ) -- an international, U.S.-based, non-profit organization, dedicated to Ancient Egyptian studies. He is also the Founder and Head of the on-line Egyptian Mystical University (www.EgyptianMysticalUniversity.org).From his early childhood, Gadalla pursued his Ancient Egyptian roots with passion, through continuous study and research. Since 1990, he has dedicated and concentrated all his time to researching and writing.

Relacionado con O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

Libros relacionados

Vista previa del libro

O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo - Moustafa Gadalla

O Antigo Egito

As Raízes do Cristianismo

Moustafa Gadalla

Tehuti Research Foundation

Escritório Internacional: Greensboro, NC, EUA

O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

por Moustafa Gadalla

Traduzido do Inglês por Giro di Parole

Todos os direitos reservados. Nenhuma parte deste livro pode ser reproduzida ou transmitida em qualquer forma ou por qualquer meio, eletrônico ou mecânico, incluindo fotocópia, gravado ou por qualquer armazenamento de informação e sistema de recuperação sem a permissão escrita do autor, exceto para a inclusão de breves citações em uma revisão.

Copyright 2018 por Moustafa Gadalla, Todos os direitos reservados.

Smashwords Edition

Publicado por:

Fundação de Pesquisa Tehuti

P.O. Box 39491

Greensboro, NC 27438, U.S.A.

CONTENTS

SOBRE O AUTOR

PREFÁCIO

Normas e Terminologia

MAPA DO ANTIGO EGITO

PARTE I : O CRISTO REI HISTÓRICO

CAPÍTULO 1 : JESUS E A HISTÓRIA

1.1 O JESUS HISTÓRICO

1.2 A AUSÊNCIA HISTÓRICA E O PROTAGONISMO DOS EVANGELHOS

1.3 MOISÉS E JESUS DA MESMA ÉPOCA

1.4 JESUS: O NAZARENO GNÓSTICO

1.5 CONCLUSÕES

CAPÍTULO 2 : SEUS EPÍTETOS

2.1 A IMAGEM VIVA DO SENHOR

2.2 CRISTO

2.3 MESSIAS

2.4 JESUS/JOSUÉ

2.5 EMANUEL/IMMANUEL

2.6 BEN PANDIRÁ (FILHO DE DEUS)

CAPÍTULO 3 : O HOMEM DIVINO

3.1 JESUS BÍBLICO – O FILHO DIVINO

3.2 TWT-ANKH-AMEN – O FILHO DIVINO

3.3 PAI DE TWT-ANKH-AMEN

3.4 PAI BÍBLICO DE JESUS

3.5 MÃE DE TWT-ANKH-AMEN

3.6 MÃE BÍBLICA DE JESUS

3.7 CÔNJUGE DE TWT-ANKH-AMEN

3.8 CÔNJUGE BÍBLICA DE JESUS

CAPÍTULO 4 : O REINO DIVIDIDO

4.1 JESUS BÍBLICO – O REI

4.2 TWT-ANKH-AMEN – O REI

4.3 TWT-ANKH-AMEN – REINO DIVIDIDO

4.4 JESUS BÍBLICO – REINO DIVIDIDO

CAPÍTULO 5 : MORTE NO DESERTO

5.1 TWT-ANKH-AMEN

5.2 O JESUS BÍBLICO

PARTE II : A ESSÊNCIA EGÍPCIA DO CRISTIANISMO

CAPÍTULO 6 : AS RAÍZES EGÍPCIAS DA CRISTANDADE

6.1 AS ORIGENS DO CRISTIANISMO NO EGITO ANTIGO

6.2 HISTÓRIA ALEGÓRICA E FICCIONAL

CAPÍTULO 7 : AS FAMÍLIAS SAGRADAS DO ANTIGO EGITO E CRISTÃS

CAPÍTULO 8 : O CAMINHO DE HÓRUS/CRISTO

8.1 TAL PAI, TAL FILHO

8.2 OS POTENCIAIS DE DESPERTAMENTO

8.3 O CAMINHO DE HÓRUS/CRISTO

8.4 SEMEADURA E COLHEITA PROGRESSIVA

8.5 DIA DO JUÍZO.

8.6 A GLÓRIA

CAPÍTULO 9 : OS DIAS SANTOS EGÍPCIOS ANTIGOS E CRISTÃOS

9.1 A NECESSIDADE DE RENOVAÇÃO/RENASCIMENTO

9.2 DEFINIÇÃO DAS DATAS (CICLOS DE REJUVENESCIMENTO)

9.3 O BOI DA MÃE

9.4 FESTIVIDADES EGÍPCIAS ANTIGAS E CRISTÃS CONHECIDAS

9.5 A ÚLTIMA CEIA

9.6 ADVENTO E NATAL

9.7 O DIA DO ANO NOVO DO REI (1 DE JANEIRO)

9.8 EPIFANIA (6 DE JANEIRO)

9.9 QUARESMA

9.10 PÁSCOA

9.11 DIA DA ASCENSÃO

9.12 O PENTECOSTES EGÍPCIO

9.13 TRANSFIGURAÇÃO DE HÓRUS/CRISTO.

9.14 NOSSA SENHORA MERIAM (DIA DA ASSUNÇÃO DE NOSSA SENHORA)

9.15 ANIVERSÁRIO DE ÍSIS (MARIA)

GLOSSÁRIO

Bibliografia Selecionada

FONTES E NOTAS

F.P.T.(Fundação de Pesquisa Tehuti ) Publicações

SOBRE O AUTOR

Moustafa Gadalla é um egípcio-americano e egiptólogo independente, que nasceu em 1944 no Cairo, Egito. Ele possui a formação de Bacharel em Engenharia Civil pela Universidade do Cairo.

Gadalla é autor de vinte e dois livros publicados, e aclamados internacionalmente. Abordando os vários aspectos da história Egípcia Antiga, Gadalla narra sobre a civilização e a suas influências em todo o mundo.

Ele é o fundador e presidente da Fundação de pesquisa Tehuti (https://www.egypt-tehuti.org) — uma organização internacional, baseada nos EUA, sem fins lucrativos, dedicada aos estudos do Antigo Egito. Gadalla também é o Fundador e Chefe da Universidade Místico-Egípcia on-line (https://www.EgyptianMysticalUniversity.org).

Desde a sua infância, Gadalla persegue suas raízes Egípcias Antigas com paixão, através do contínuo estudo e pesquisa. À partir de 1990, ele passou a dedicar e concentrar todo o seu tempo à Pesquisar e escrever.

PREFÁCIO

O que hoje chamamos de religião cristã já existia no Egito Antigo, muito antes de o Novo Testamento ser adotado. O egiptólogo britânico Sir E. A. Wallis Budge escreveu, em seu livro The Gods ofthe Egyptians [1969], que:

A nova religião (cristianismo) que foi pregada por São Marcos e seus seguidores imediatos, em todos os aspectos essenciais, lembrava muito aquilo que resultou da adoração a Osíris, Ísis e Hórus.

As semelhanças observadas por Budge e todos os que compararam a alegoria egípcia de Osíris/Ísis/Hórus com a história do Evangelho são impressionantes. Ambos os relatos são praticamente idênticos, como por exemplo a concepção sobrenatural, o nascimento divino, as lutas contra o inimigo no deserto e a ressurreição para a vida eterna. A principal diferença entre as duas versões é que o conto evangélico é considerado histórico e o ciclo de Osíris/Ísis/Hórus é uma alegoria. A mensagem espiritual da alegoria de Osíris/Ísis/Hórus no Egito Antigo e a revelação cristã são exatamente iguais. O estudioso britânico A. N. Wilson apontou, em seu livro Jesus, o Maior Homem do Mundo:

O Jesus Histórico e o Cristo da Fé são dois seres separados, com histórias muito diferentes. É bastante difícil reconstruir o primeiro, e se tentarmos, é provável que causemos danos irreparáveis ao segundo.

Este livro pretende demonstrar que o Jesus Histórico, o Jesus da Fé e os princípios do cristianismo provêm todos do Egito Antigo. Isso é feito sem provocar qualquer tipo de dano irreparável, conforme observado por A. N. Wilson, por dois motivos: em primeiro lugar, a verdade deve ser dita. Em segundo lugar, explicar os princípios cristãos através dos seus contextos originais no Egito Antigo aumenta o idealismo cristão.

Este livro consiste em duas partes:

A primeira parte demonstra que os relatos do Jesus histórico se baseiam inteiramente na vida e morte do faraó egípcio Twt/Tut-Ankh-Amen.

A segunda parte demonstra que o Jesus da Fé e os princípios cristãos são todos de origem egípcia—tais como a essência dos ensinamentos/mensagens, assim como os feriados religiosos.

Há uma ironia inegável e uma verdade profunda, intensa e incontestável no ditado profético de Oseias: "Do Egito, eu chamei meu Filho". Uma profunda ironia, de fato.

Abramos nossas mentes e vejamos as evidências disponíveis, pois a verdade é uma combinação de peças diferentes e complementares de um quebra-cabeça. Posicionemos as peças no local, na hora e na ordem correta.

Moustafa Gadalla

NORMAS E TERMINOLOGIA

1. A palavra egípcia antiga, neter, e sua forma feminina netert, foram erroneamente (e possivelmente intencionalmente) traduzidas como deus e deusa por quase todos os acadêmicos. Neteru (plural de neter/netert) são os princípios e funções divinas do Deus Supremo Único.

2. Podemos encontrar variações na escrita do mesmo termo egípcio antigo, tais como Amen/Amon/Amun ou Pir/Per. Isso ocorre porque as vogais que vemos nos textos egípcios traduzidos são apenas aproximações de sons que são usados pelos egiptólogos ocidentais para ajudá-los a pronunciar os termos/palavras egípcias antigas.

3. Usaremos as palavras mais comumente reconhecidas pelas pessoas de língua portuguesa que identificam um neter/netert [deus, deusa], um faraó ou uma cidade, seguidas de outras ‘variações’ de tal palavra/termo.

Queira notar que os nomes reais das divindades (deuses e

Has llegado al final de esta vista previa. ¡Regístrate para leer más!
Página 1 de 1

Reseñas

Lo que piensa la gente sobre O Antigo Egito As Raízes do Cristianismo

4.0
4 valoraciones / 0 Reseñas
¿Qué te pareció?
Calificación: 0 de 5 estrellas

Reseñas de lectores