Encuentra tu próximo/a libro favorito/a

Conviértase en miembro hoy y lea gratis durante 30 días
A Origem Intocada do Egito: A importância do Antigo Egito

A Origem Intocada do Egito: A importância do Antigo Egito

Leer la vista previa

A Origem Intocada do Egito: A importância do Antigo Egito

Longitud:
104 página
1 hora
Publicado:
May 30, 2017
ISBN:
9781370502226
Formato:
Libro

Descripción

Uma visão geral concisa curta de alguns aspectos da antiga civilização egípcia que podem servir-nos bem hoje em dia em nossa vida diária, não importa onde estamos neste mundo.

Esta edição traduzida para o idioma Português se destina a fornecer uma breve descrição concisa de alguns aspectos da antiga civilização Egípcia, que hoje em dia podem servir-nos bem em nossa vida diária, não importa onde estivermos neste mundo. O livro abrange questões como a auto capacitação, aperfeiçoamentos para apresentar as questões políticas, sociais, econômicas e ambientais, ao reconhecimento e implementações dos princípios harmônicos em nossas obras e ações, etc.

Este livro destina-se a fornecer uma breve visão geral introdutória de alguns aspectos da Antiga civilização Egípcia, que podem servir-nos bem atualmente, em nossa vida diária, não importando onde estivermos neste mundo.

Os temas apresentados abrangem:

- O nosso lugar no universo e seu sistema operacional.

- Compreender a si mesmo e como separar cada uma das energias internas para viver feliz e saudável.

- Os problemas e os velhos remédios [Egípcios] para as condições políticas, sociais e econômicas.

- Como alcançar a coexistência pacífica entre os povos, da terra e dos recursos naturais; assim como se lidar para ter um ambiente limpo.

- Compreensão e aplicação dos princípios harmônicos na construção civil.

- Apreciação da arte, as suas funções e aplicações numa moda harmônica.

- A natureza atemporal da Antiga civilização Egípcia.

Publicado:
May 30, 2017
ISBN:
9781370502226
Formato:
Libro

Sobre el autor

Moustafa Gadalla is an Egyptian-American independent Egyptologist, who was born in Cairo, Egypt in 1944. He holds a Bachelor of Science degree in civil engineering from Cairo University.Gadalla is the author of twenty two published internationally acclaimed books about the various aspects of the Ancient Egyptian history and civilization and its influences worldwide.He is the Founder and Chairman of the Tehuti Research Foundation (www.egypt-tehuti.org ) -- an international, U.S.-based, non-profit organization, dedicated to Ancient Egyptian studies. He is also the Founder and Head of the on-line Egyptian Mystical University (www.EgyptianMysticalUniversity.org).From his early childhood, Gadalla pursued his Ancient Egyptian roots with passion, through continuous study and research. Since 1990, he has dedicated and concentrated all his time to researching and writing.

Relacionado con A Origem Intocada do Egito

Libros relacionados
Artículos relacionados

Vista previa del libro

A Origem Intocada do Egito - Moustafa Gadalla

Publicações

SOBRE O AUTOR

Moustafa Gadalla é um egípcio-americano e egiptólogo independente, nascido no Cairo, Egito, em 1944. Ele é Bacharel em Engenharia Civil pela Universidade do Cairo.

Gadalla é autor de vinte e dois livros publicados e aclamados internacionalmente sobre os vários aspectos da história e civilização do Egito Antigo e suas influências em todo o mundo. Ele tem vários outros livros e séries de vídeos emocionantes prestes a serem publicados num futuro próximo.

Ele é o fundador e presidente da Fundação de Pesquisa Tehuti (https://www.egypt-tehuti.org) — uma organização internacional baseada nos EUA, sem fins lucrativos, dedicada aos estudos do Egito Antigo. Gadalla é também o Fundador e Chefe da Universidade Místico-Egípcia online (https://www.EgyptianMysticalUniversity.org).

Desde a sua infância, Gadalla investiga as suas raízes egípcias antigas com paixão, através de contínuo estudo e pesquisa. A partir de 1990, ele passou a se dedicar e a concentrar todo o seu tempo à pesquisa e à escrita.

INTRODUÇÃO POR PAUL JEFFELS

Durante o mundo antigo, até próximo à queda do Império Romano, o Egito foi considerado como o berço da civilização. Os cristãos e os muçulmanos fizeram grandes esforços através da Idade das Trevas e do Período Medieval para erradicar o legado cultural do Egito. Sua principal arma foi a proibição do conhecimento da escrita e do idioma egípcio.

No entanto, muitos relatos gregos e romanos sobre as glórias do Egito sobreviveram em escritos clássicos, o que fez com que estes esforços equivocados servissem para aumentar ainda mais o seu interesse em círculos filosóficos, além de criar uma aura de mistério, como a de um fruto proibido, em torno da sabedoria e cultura egípcias.

Isto aumentou com a reputação dos escritos clássicos sobre o Egito como sendo a terra da magia, além das inúmeras referências sobre o Egito na Bíblia Cristã.

Além disso, nos círculos filosóficos, encontravam-se inúmeras referências aos ‘Textos Herméticos’. Até o século XVI, apenas versões latinas de partes desses textos eram conhecidas. Até então, estudiosos haviam procurado pelos textos completos por mil anos. Quando as versões gregas de quase todos os textos surgiram, elas causaram uma grande sensação, tendo uma forte influência sobre o Renascimento.

Os Textos Herméticos são a sabedoria egípcia com uma sobreposição do grego, tendo sido escritos (provavelmente) em Alexandria por volta de 200 EC. Até o século XVII, eles eram considerados como fraudes. Quando os aspectos exotéricos da escrita egípcia foram traduzidos no século XIX, tornou-se evidente que havia um forte elemento egípcio contido nestes textos. E começou assim um processo de reavaliação da influência que a cultura e sabedoria egípcias têm no pensamento e na sociedade moderna.

Os Valores Civilizados

A cultura egípcia era baseada em Maat – a retidão do Universo. Maat poderia ser descrito como aquilo que apoia o Princípio do Ser. Os egípcios acreditavam em um universo animado e que o Princípio do Ser era a maior manifestação dos aspectos do Grande Deus Uno. Consequentemente, eles construíram sua sociedade pondo Maat em prática – ou seja, a sustentação do Princípio do Ser.

Com este intuito, eles foram a primeira cultura a abolir o sacrifício humano e a consagrar em lei a noção de que todo ser humano tem direito à vida. Isso significava que o assassinato e os crimes violentos contra o indivíduo resultavam em uma punição severa, e o Estado só poderia punir as pessoas após o devido processo legal. Cada cultura ou civilização que tem perseverado por qualquer período de tempo tem adotado esse princípio, demonstrando ser verdadeiramente um conhecimento fundamental sobre a estrutura do universo.

Tal é a base da Constituição dos Estados Unidos e da Carta das Nações Unidas.

Operando através das implicações deste princípio fundamental, os legisladores argumentaram que, a fim de sustentar a vida, as pessoas precisam de comida, alojamento, bens e relações bem definidas com as outras pessoas. Todos estes princípios tornaram-se consagrados na lei egípcia.

A Organização do Pensamento

Observando a realidade, os egípcios notaram que Maat geralmente operava através de padrões repetitivos. Eles então passaram a observar esses padrões e a encontrar maneiras de pô-los em prática. Logo perceberam que isso requereria sistemas para medir e quantificar, em parte a fim de medir e controlar, e em parte para evitar que a mente humana vagueasse por crenças sobre a realidade que se apartasse do que estava realmente lá. Consequentemente, eles inventaram um sistema coerente de escrita que permitia a manutenção de registros de longo prazo, um sistema matemático racional e um sistema eficaz de pesos e medidas que lhes permitiam quantificar de forma eficaz.

O sistema egípcio de matemática ainda era usado para fins práticos tais como inspecionar os

Has llegado al final de esta vista previa. ¡Regístrate para leer más!
Página 1 de 1

Reseñas

Lo que piensa la gente sobre A Origem Intocada do Egito

0
0 valoraciones / 0 Reseñas
¿Qué te pareció?
Calificación: 0 de 5 estrellas

Reseñas de lectores